Como projetos de voluntariado nas escolas estão estimulando estudantes a se envolverem em ações que promovem a solidariedade e o compromisso social

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Como projetos de voluntariado nas escolas estão estimulando estudantes a se envolverem em ações que promovem a solidariedade e o compromisso social"

Transcrição

1 Gestão Pedagógica capa Por Carolina Mainardes Fazer mais pelo próximo Como projetos de voluntariado nas escolas estão estimulando estudantes a se envolverem em ações que promovem a solidariedade e o compromisso social Ações de voluntariado engrandecem a vida, não apenas de quem as recebe, mas também de quem as realiza. Essa é a conclusão ao ouvir as histórias sobre os projetos desenvolvidos em escolas que optaram por fazer mais do que simples iniciativas assistencialistas. Elas arregaçaram as mangas e criaram projetos estimulantes e envolventes, com resultados animadores. Ao apontar a importância do ato de fazer mais pelo próximo, de se importar com o outro e de fazer a diferença no mundo, as instituições de ensino vão além da formação para o conhecimento curricular e engajam-se na formação integral do aluno. É fundamental valorizar escolas que compreendam a importância da formação cidadã de seus jovens, estabelecimentos de ensino que valorizem a aprendizagem fora do ambiente da sala de aula, ressalta André Russo, jornalista da Rádio Bandeirantes e coordenador do Prêmio Escola Voluntária uma promoção da Rádio Bandeirantes em parceria com a Fundação Itaú Social. O prêmio teve sua 12ª edição em 2012 e, desde sua criação, aproximadamente cinco mil instituições de ensino participaram. Os aspectos principais dos projetos vencedores, segundo Russo, são o planejamento e a clareza das ações, o volume de participação dos estudantes, a autonomia dos jovens na realização das tarefas e o fato de ser uma iniciativa voluntária. Sem dúvida, a capacidade de relacionar conteúdos disciplinares com a ação não é uma regra, a real perspectiva de o projeto perdurar a depender de sua característica, e a capacidade de execução das ações por parte dos alunos são características comuns entre os projetos premiados, comenta o coordenador. Na Escola Internacional de Alphaville, em Barueri (SP), o projeto Janelas para o Futuro segundo lugar no 12º Prêmio Escola Voluntária torna evidente o protagonismo dos alunos no desenvolvimento das ações. Estudantes voluntários da oitava série e do ensino médio transformam-se em alunos educadores e dividem seus conhecimentos em áreas diversas com jovens oriundos de famílias de baixa renda que vivem na região do entorno da instituição. Semanalmente, trinta alunos educadores participam da ação chamada de intercâmbio de conhecimentos, visões de mundo e aprendizados com 128 jovens de escolas públicas, ONGs e instituições de amparo ao menor. As atividades são realizadas na própria escola internacional e vão de aulas de Inglês e Espanhol a teatro, natação, esgrima, atualidades e empreendedorismo. É uma troca. Não há um benefício acadêmico, o ganho é pessoal. O aluno [da escola internacional] que participa tem um crescimento muito grande por estar contribuindo para um mundo melhor. Fazer um trabalho voluntário é obrigação de todo cidadão e, além disso, faz bem à gente, ao outro e ao País, diz Marilda Bardal, coorde- 22 GESTÃO Educacional Para assinar:

2 nadora de Relações Institucionais e Internacionais do colégio. Segundo ela, o trabalho voluntário está no DNA da escola. Além dos benefícios obtidos na preparação os alunos têm que consolidar seu conhecimento para poder passá-lo para outro, Marilda elenca outras habilidades desenvolvidas a partir da experiência: responsabilidade, compromisso, liderança, solidariedade, respeito às diferenças. São muitos os valores adquiridos. Por outro lado, os adolescentes que fazem parte do público atendido pelas ações do projeto desenvolvem o potencial artístico e aptidões para uma futura carreira profissional. São adolescentes que vêm em busca de conhecimento, comenta a coordenadora. Ela conta que vários deles estão conseguindo o primeiro emprego por frequentar as aulas de idiomas, atualidades e empreendedorismo. O projeto busca integrar jovens de diferentes realidades socioeconômicas para que o aluno exercite sua cidadania por meio de ações que contribuam para a construção de um mundo mais justo, sustentável e solidário, disseminando os princípios da Cultura de Paz e Não- Violência, completa Marilda. A aluna Stephanie Cukier, de 17 anos, que terminou o 3º ano do É responsabilidade da EScola fazer com que OS alunos conheçam outras realidades ensino médio em 2012, participou do projeto dando aulas de teatro e Inglês. Acho importante fazer parte de um projeto social. Muita gente precisa do conhecimento que recebemos na Escola Internacional de Alphaville. São pessoas que não têm a mesma oportunidade que nós, então abrimos a janela deles para o futuro. Me sinto bem com isso, afirma. Gabriela Rocha, de 17 anos, que também concluiu o 3º ano no ano passado, participou da iniciativa como professora de teatro e fala sobre o projeto com entusiasmo: as aulas são muito dinâmicas e sempre estávamos trabalhando juntos. Eles eram bem mais tímidos e não gostavam de fazer cena de palco. Depois, houve uma relação de confiança. Na despedida, foi triste, eu chorei. Ela comenta que no início havia 12 inscritos para as aulas e, em três semanas, o número saltou para 40. Marilda acredita que a ação de voluntariado difere da caridade. O trabalho voluntário é muito ligado à cidadania e à solidariedade. É algo que vai fazer diferença para o outro, no sentido de proporcionar ferramentas para que ele se coloque em pé de igualdade com aquele que recebe educação de alta qualidade, ressalta. O sucesso do projeto o interesse dos alunos para serem voluntários é cada vez maior fez com que a escola pla- Para assinar: GESTÃO Educacional 23

3 Marilda Bardal, coordenadora de Relações Institucionais e Internacionais da Escola Internacional de Alphaville: o aluno que participa tem um crescimento muito grande por estar contribuindo para um mundo melhor Irmã Vaneide, coordenadora do projeto Sion Solidário, do Colégio Sion do Rio de Janeiro: é uma rede grande de ganhos com o voluntariado, a gente não só ajuda, mas também recebe Ana Maria Vitale, coordenadora de Língua Portuguesa do Colégio Visconde de Porto Seguro de Valinhos: as crianças desenvolvem noções de solidariedade, respeito e acessibilidade Denise Tonglet Gatti, orientadora educacional do ensino médio do Colégio Visconde de Porto Seguro Morumbi: os alunos tiram a atenção deles mesmos e começam a exercitar o olhar para o outro Fotos: Divulgação nejasse ampliá-lo neste ano, com a inclusão de ações nas áreas de música e um projeto na área de leitura. DOAR-SE No Colégio Sion, do Rio de Janeiro, uma ação que teve início em 2012 também vem rendendo frutos. O projeto Sion Solidário menção honrosa no 12º Prêmio Escola Voluntária nasceu com o objetivo de ajudar uma instituição da comunidade onde está localizado o colégio, que fica em Cosme Velho. Como conta a coordenadora do projeto, Irmã Vaneide, a Obra Social Cristo Redentor Creche Santana, que fica em Laranjeiras, foi a instituição escolhida. Ficamos sabendo que a creche enfrentava dificuldades e então resolvemos agir envolvendo nossos alunos e professores com ações de voluntariado e a alegria de doar-se ao próximo, explica a coordenadora. O projeto contempla várias ações: em uma visita semanal dos alunos do 9º ano do Sion à creche, são desenvolvidas atividades como contação de histórias, pintura e atividades culturais. Os alunos [do Sion] destacam a importância da leitura e, ao mesmo tempo, de alimentar os sonhos, comenta irmã Vaneide. Como muitas das crianças atendidas pela creche vivem em regiões sem saneamento básico, os estudantes montam kits de higiene pessoal para falar sobre noções de higiene e saúde. O colégio periodicamente também abre as portas aos alunos da creche quando acontece o lanche partilhado em que cada estudante do Sion leva um lanche duplo, para dividir com o coleguinha da creche, assim como há atividades nos laboratórios, nos diversos espaços da escola (como a horta, as áreas com animais e o parquinho), apresentações culturais e de filmes. É muito grande o envolvimento de todos; as crianças e as famílias vêm sendo incentivadas a atos de solidariedade, conta a Irmã Vaneide. Também são realizadas oficinas de formação para as professoras da creche, que entram em contato com novas práticas de educação. A coordenadora do projeto acredita que o ato solidário voluntário ajuda na formação da personalidade, do caráter, do compromisso social, da formação da cidadania e ainda na melhora do relacionamento entre alunos e professores. É uma rede grande de ganhos com o voluntariado, a gente não só ajuda, mas também recebe. Temos vibrado muito com o retorno desse projeto, da alegria de doar-se e de transformar a realidade do outro, enfatiza. A diretora da creche, Maria Helena Rodrigues Henrique Ferreira, também fala com entusiasmo da experiência. É uma troca, uma renovação em termos do trabalho das educadoras, uma outra visão da didática, comenta. A relação dos alunos é destacada: os dois acabam ganhando. São momentos de prazer e aprendizado, a gente vê a felicidade das crianças compartilhando o lanche, se divertindo nos brinquedos diferentes, é uma troca muito grande. Ela acredita que é responsabilidade da escola desenvolver conceitos de solidariedade e fazer com que os alunos conheçam outras realidades. Eles estão fazendo alguma coisa, se sentindo úteis, e isso é muito gratificante para as duas partes, observa. O projeto também prevê a doação de alimentos e de artigos de higiene e limpeza, arrecadados em eventos beneficentes organizados pelo colégio, como o Arraial Solidário, com intensa participação de alunos, pais e professores. Os alunos estão muito mais integra- 24 GESTÃO Educacional Para assinar:

4 dos, dispostos a colaborar em tudo. A maioria das ações surge de ideias deles, revela Irmã Vaneide. Daqui pra frente, segundo ela, a meta é continuar e fazer cada vez mais. [O projeto] não tinha tanta pretensão, mas foi um crescendo, envolvendo alunos, pais, professores. É uma troca muito sincera e fiel, e pela criatividade e empolgação, tenho certeza que o projeto vai continuar, ressalta a coordenadora. Irmã Vaneide acrescenta que a valorização da pessoa humana é estimulada ainda nas aulas de Ensino Religioso, Filosofia e Sociologia, na orientação educacional e no contato diário entre professores e alunos. Olhar para O OUTRO A via de mão dupla quem se doa também recebe é unânime nas ações de voluntariado. No Colégio Visconde de Porto Seguro, unidade de Valinhos (SP), um dos projetos de voluntariado é a parceria com o Centro Cultural Louis Braille, de Campinas (SP), que vem envolvendo alunos e seus familiares, professores e demais participantes. Para alguns alunos, é a primeira vez que entram em contato com pessoas com deficiência visual. Tudo começou com a leitura do livro A menina que fez a América, de Ilka Brunhilde Laurito (Editora FTD), conta Ana Maria Arruda Dias Vitale, professora e coordenadora de Língua Portuguesa do nível II. Em um dos capítulos, a protagonista da história conhece uma pessoa com deficiência visual. A partir da análise do livro, ampliamos a parceria com o Centro Louis Braille, que sempre teve uma ligação com o colégio, completa a coordenadora. O trabalho, que culmina com a doação de materiais para o centro, como CDs e papel sulfite, passa por etapas que permitem uma aproximação maior entre os alunos e a clientela atendida. Representantes do Centro Braille ministram palestras para os alunos do colégio, para falar sobre o trabalho desenvolvido, os cuidados com a visão e a rotina das pessoas com deficiência visual. Neste ano, conforme Ana Maria, o palestrante foi o Roberto, que ficou cego do dia para a noite, já adulto, por conta de um problema de saúde. Esse contato é muito marcante, as crianças ficam apaixonadas, observa a coordenadora. A aluna Maria Fernanda Santos Betanho, de 10 anos, ficou encantada com a palestra: foi muito legal e importante para nós, pois mostrou como devemos tratar um cego quando o encontramos na rua, como devemos fazer para nos prevenir da cegueira, etc. Mas o mais legal foi ver o Roberto feliz e vivendo uma vida normal. O entusiasmo contagia a família e, segundo Ana Maria, as doações crescem muito após a palestra e muitos pais e irmãos dos alunos passam a ser voluntários do centro. Por meio desse projeto, criamos interesse nas crianças pelas questões do dia a dia do deficiente visual; elas passam a prestar atenção nesses detalhes e desenvolvem noções de solidariedade, respeito e acessibilidade, comenta Ana Maria. O envolvimento vem sendo grande, o que leva a escola a planejar o incremento do projeto a cada ano. No Colégio Visconde de Porto Seguro, unidade Morumbi, em São Paulo (SP), outro projeto trabalha questões de voluntariado com os estudantes: é o Quem se importa. Segundo Denise Tonglet Gatti, orientadora educacional do ensino médio, a iniciativa surgiu a partir do filme de mesmo nome, dirigido por Mara Mourão. Denise aproveitou a mensagem do longa-metragem, apresentado aos alunos na atividade denomi- Saiba mais sobre o Prêmio Escola Voluntária O Prêmio Escola Voluntária visa divulgar, incentivar e premiar instituições de ensino responsáveis por projetos sociais que incentivem o trabalho voluntário entre os seus alunos. O trabalho voluntário deve ter a participação de alunos do 9º ano do ensino fundamental e/ ou ensino médio. Podem concorrer ao Prêmio Escola Voluntária todas as escolas de ensino fundamental e/ ou médio, da rede pública ou privada, que realizem trabalho social em prol da comunidade (com a participação de alunos das séries já citadas). A inscrição poderá ser realizada pela internet, por meio do site ou, ainda, pelo correio. Fonte: André Russo, jornalista da Rádio Bandeirantes e coordenador do Prêmio Escola Voluntária Mais informações sobre o Prêmio Escola Voluntária podem ser obtidas no site com.br nada cine-debate inclusive com a participação da diretora do filme, e o desenvolvimento das atividades de orientação profissional, com a turma do segundo ano do ensino médio, para propor aos alunos olharem para o mundo e para o outro, de forma fraterna e aberta. A ação ganhou caráter interdiscipli- Para assinar: GESTÃO Educacional 25

5 nar antes mesmo da apresentação do filme, com a integração das disciplinas de Línguas Estrangeiras Inglês, Alemão e Espanhol. Foram feitas várias atividades, como produção de curtas-metragens e de textos. Tudo isso para ir sensibilizando os alunos para que começassem a abrir os olhos para as necessidades que o mundo apresenta e aí fazer com que pensassem: o que eu quero, o que o mundo espera de mim, explica a orientadora. O projeto resultou em ações como a campanha de arrecadação de lacres de latas de refrigerante para a compra de cadeiras de rodas, em parceria com o Rotary Club de Santos (SP), e o projeto de inclusão digital para pais de alunos bolsistas, oriundos de famílias carentes. Neste último, os alunos do ensino médio do colégio se candidataram para dar aulas aos pais, orientados pela equipe de Tecnologia Educacional. Os alunos também fazem arrecadação de brinquedos novos e usados e eles mesmos consertam os brinquedos quando é necessário. Eles tiram a atenção Na Escola Internacional de Alphaville, os estudantes se transformam em alunos educadores para ensinar crianças e adolescentes que vivem nas comunidades do entorno da instituição No Colégio Sion do Rio de Janeiro, alunos participam de ações voluntárias que beneficiam as crianças da creche Santana, com atividades sobre noções de higiene e lanche compartilhado 26 GESTÃO Educacional Para assinar:

6 deles mesmos e começam a olhar em frente e exercitar o olhar para o outro. E eles aprendem a partir de experiências e de ações. Além de despertar vocações, o projeto ainda desenvolve o [lado] humano, considera Denise. Ela ainda completa: a gente só adquire sabedoria quando o aprendizado passa pelo coração e resulta em ações. Para 2013, a expectativa é de aprimorar as ações externas o que implica certa logística, comenta a orientadora para atividades que os próprios alunos sugeriram em asilos, hospitais, entidades assistenciais. G +PARA LER A menina que fez a América Autora: Ilka Brunhilde Laurito Editora FTD +PARA ASSISTIR Quem se importa Direção: Mara Mourão No Colégio Visconde de Porto Seguro de Valinhos, alunos acompanham palestras de pessoas com deficiência visual do Centro Cultural Louis Braille para depois colaborarem com a instituição Alunos do Colégio Visconde de Porto Seguro de São Paulo (Morumbi) preparam e até consertam brinquedos para doação, arrecadados entre os estudantes Para assinar: GESTÃO Educacional 27

COMO SE TORNAR UM VOLUNTÁRIO?

COMO SE TORNAR UM VOLUNTÁRIO? COMO SE TORNAR UM VOLUNTÁRIO? Apresentação Ir para a escola, passar um tempo com a família e amigos, acompanhar as últimas novidades do mundo virtual, fazer um curso de inglês e praticar um esporte são

Leia mais

Como aconteceu essa escuta?

Como aconteceu essa escuta? No mês de aniversário do ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente, nada melhor que ouvir o que acham as crianças sobre a atuação em Educação Integral realizada pela Fundação Gol de Letra!! Conheça um

Leia mais

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Programa Viver é Melhor Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Legião da Boa Vontade (LBV) Cidade: Londrina/PR

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 1 Ser Voluntário

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 1 Ser Voluntário Organizando Voluntariado na Escola Aula 1 Ser Voluntário Objetivos 1 Entender o que é ser voluntário. 2 Conhecer os benefícios de ajudar. 3 Perceber as oportunidades proporcionadas pelo voluntariado. 4

Leia mais

APRESENTA II AÇÃO SOCIAL FAP X PASTORAL DA CRIANÇA PROJETO: SOLIDARIEDADE: UM ATO DE AMOR

APRESENTA II AÇÃO SOCIAL FAP X PASTORAL DA CRIANÇA PROJETO: SOLIDARIEDADE: UM ATO DE AMOR APRESENTA II AÇÃO SOCIAL FAP X PASTORAL DA CRIANÇA PROJETO: SOLIDARIEDADE: UM ATO DE AMOR DATA: 13/10/2012 Comemoração do Dia da Criança HORÁRIO: 8:00 horas as 11 horas LOCAL: Estacionamento da FAP PARTICIPAÇÃO:

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Nunca duvide que um pequeno grupo de pessoas conscientes e engajadas possa mudar o mundo. De fato, sempre foi assim que o mundo mudou.

Nunca duvide que um pequeno grupo de pessoas conscientes e engajadas possa mudar o mundo. De fato, sempre foi assim que o mundo mudou. Brasília 201 4 1 Nunca duvide que um pequeno grupo de pessoas conscientes e engajadas possa mudar o mundo. De fato, sempre foi assim que o mundo mudou. Margaret Mead 2 O que é a F4TP? O INSTITUTO FIGHT

Leia mais

Quem faz a diferença? E.E.E.I. Olímpio Catão Sala 10 - Sessão 1

Quem faz a diferença? E.E.E.I. Olímpio Catão Sala 10 - Sessão 1 Quem faz a diferença? E.E.E.I. Olímpio Catão Sala 10 - Sessão 1 Professor(es) Apresentador(es): responsável: Simone da Silva de Paula corresponsável: Lucilene Fernandes Realização: Foco O Projeto Quem

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Um ensino forte e bilíngue é o passaporte do seu filho para um mundo de oportunidades. É por isso que propomos uma cultura internacional, com

Um ensino forte e bilíngue é o passaporte do seu filho para um mundo de oportunidades. É por isso que propomos uma cultura internacional, com Um ensino forte e bilíngue é o passaporte do seu filho para um mundo de oportunidades. É por isso que propomos uma cultura internacional, com disciplinas ministradas em português e inglês, e uma metodologia

Leia mais

NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG

NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG SICEPOT-MG CONSTRUINDO UM MUNDO MELHOR O Núcleo Construção e Cidadania foi criado em 1995 para coordenar, planejar e executar as ações de Responsabilidade Social

Leia mais

PROJETO ESCOLA E CIDADANIA

PROJETO ESCOLA E CIDADANIA PROJETO DE AQUISIÇÃO DE KIT ESCOLAR PROJETO ESCOLA E CIDADANIA 1. HISTÓRICO A preocupação com a causa da criança e do adolescente em situação de risco, faz nascer instituições proféticas espalhadas pelo

Leia mais

PROGRAMAs de. estudantil

PROGRAMAs de. estudantil PROGRAMAs de empreendedorismo e protagonismo estudantil Ciclo de Palestras MAGNUM Vale do Silício App Store Contatos Calendário Fotos Safari Cumprindo sua missão de oferecer uma educação inovadora e de

Leia mais

PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado

PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado Dados da empresa Razão Social: FLY IDIOMAS Nome Fantasia: WIZARD Data de fundação: 10/07/2010 Número de funcionários:

Leia mais

Transformando o presente, construindo o amanhã.

Transformando o presente, construindo o amanhã. Transformando o presente, construindo o amanhã. Primeira sede em 1988 História No dia 23 de novembro de 1988, a Fundação Belgo-Mineira foi oficialmente constituída, a fim de promover ações de marketing

Leia mais

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO:

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO: PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DE UMA EXPERIÊNCIA BEM-SUCEDIDA PROJETO IMPLATADO PELA ANHANGUERA EDUCACIONAL Palestrante: Ana Maria Costa de Sousa Debatedor: Gabriel Mário Rodrigues Tutoria

Leia mais

WEB-RÁDIO MÓDULO 2: RÁDIO

WEB-RÁDIO MÓDULO 2: RÁDIO WEB-RÁDIO MÓDULO 2: RÁDIO NOME DO PROJETO Web Rádio: Escola César Cals- Disseminando novas tecnologias via web ENDREÇO ELETRÔNICO www.eccalsofqx.seduc.ce.gov.br PERÍODO DE EXECUÇÃO Março a Dezembro de

Leia mais

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário.

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário. 1. Apresentação O Voluntariado Empresarial é um dos canais de relacionamento de uma empresa com a comunidade que, por meio da atitude solidária e proativa de empresários e colaboradores, gera benefícios

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO SILMARA SILVEIRA ANDRADE

PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO SILMARA SILVEIRA ANDRADE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO SILMARA SILVEIRA ANDRADE POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS: FORTALECIMENTO DA LÍNGUA ESTRANGEIRA Assunção, Paraguay Abril 2015 POLÍTICAS PÚBLICAS

Leia mais

EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA...

EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA... EMEI PROFº ANTONIO CARLOS PACHECO E SILVA PROJETO PEDAGÓGICO 2012 BRINCAR NÃO É BRINCADEIRA... JUSTIFICATIVA Desde o nascimento a criança está imersa em um contexto social, que a identifica enquanto ser

Leia mais

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Rene Baltazar Introdução Serão abordados, neste trabalho, significados e características de Professor Pesquisador e as conseqüências,

Leia mais

Educação para a Sustentabilidade Projeto ESPM Social São Paulo

Educação para a Sustentabilidade Projeto ESPM Social São Paulo Educação para a Sustentabilidade Projeto ESPM Social São Paulo (Escola Superior de Propaganda e Marketing) Apresentação: Prof. Ismael Rocha Prof. Carlos Frederico Lucio São Paulo, julho de 2011 Indicadores

Leia mais

ORIENTAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE TECNOLOGIAS PARA A INCLUSÃO SOCIAL

ORIENTAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE TECNOLOGIAS PARA A INCLUSÃO SOCIAL ORIENTAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE TECNOLOGIAS PARA A INCLUSÃO SOCIAL VASCONCELOS, Arthur Henrique Pacífico 1 ; CASTIGLIONI, Gabriel Luis 2 ; SILVA, Flavio Alves 2 ; RODRIGUES, Adelino José Saraiva 3. 1 Estudante

Leia mais

Prêmio Atitude Ambiental 2012

Prêmio Atitude Ambiental 2012 Prêmio Atitude Ambiental 2012 TEMAS: 1. Carta da Terra (Para Educação Infantil e Ensino Fundamental I) 2. O Lixo de Bertioga e eu (para Ensino Fundamental II) 3. RIO +20 Conferência das Nações Unidas sobre

Leia mais

A ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS NO CURSO DE TURISMO DA UNICENTRO: EXERCITANDO A RESPONSABILIDADE SOCIAL

A ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS NO CURSO DE TURISMO DA UNICENTRO: EXERCITANDO A RESPONSABILIDADE SOCIAL A ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS NO CURSO DE TURISMO DA UNICENTRO: EXERCITANDO A RESPONSABILIDADE SOCIAL Amanda Guarnieri de Oliveira Paula Grechenski Demczuk RESUMO: Desde 2012 o curso de Turismo da Universidade

Leia mais

Extensão Universitária: A sensibilização musical em crianças e adolescentes através do projeto Multicampi da Universidade Estadual de Montes Claros.

Extensão Universitária: A sensibilização musical em crianças e adolescentes através do projeto Multicampi da Universidade Estadual de Montes Claros. Extensão Universitária: A sensibilização musical em crianças e adolescentes através do projeto Multicampi da Universidade Estadual de Montes Claros. Resumo: Este presente trabalho constitui-se de um relato

Leia mais

Gtp+ PROGRAMAS E PROJETOS Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo (GTP+) Fundação em 2000, Recife-PE O Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo é a única ONG da Região Nordeste do Brasil coordenada

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

Bom dia, Formar cidadãos éticos, com

Bom dia, Formar cidadãos éticos, com Gestão Pedagógica capa Por Carolina Mainardes carolina@humanaeditorial.com.br Bom dia, Escolas assumem o desafio de ensinar valores e formar cidadãos completos, em cenário que contempla famílias compenetradas

Leia mais

Entusiasmo diante da vida Uma história de fé e dedicação aos jovens

Entusiasmo diante da vida Uma história de fé e dedicação aos jovens Entusiasmo diante da vida Uma história de fé e dedicação aos jovens A obra salesiana teve início em Turim, na Itália, onde Dom Bosco colocou em prática seus ideais de educação associados ao desenvolvimento

Leia mais

(UNIDADE CEBRAC BOTUCATU)

(UNIDADE CEBRAC BOTUCATU) CAMPANHA MAIS CIDADÃO (UNIDADE CEBRAC BOTUCATU) APRESENTAÇÃO Nossa Missão: Desenvolver o potencial das pessoas e formar o cidadão profissional para atuar com brilhantismo no mercado de trabalho Estar sintonizados

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊCIA SOBRE O PROCESSO DE ENSINO DE ESPANHOL- LÍNGUA ESTRANGEIRA (E-LE) COM O USO DAS TICs, EM PARCERIA COM O PROJETO PIBID/UEPB

RELATO DE EXPERIÊCIA SOBRE O PROCESSO DE ENSINO DE ESPANHOL- LÍNGUA ESTRANGEIRA (E-LE) COM O USO DAS TICs, EM PARCERIA COM O PROJETO PIBID/UEPB RELATO DE EXPERIÊCIA SOBRE O PROCESSO DE ENSINO DE ESPANHOL- LÍNGUA ESTRANGEIRA (E-LE) COM O USO DAS TICs, EM PARCERIA COM O PROJETO PIBID/UEPB Sirleide Marinheiro da Silva (PIBID/UEPB) 1 Sirleide_22@hotmail.com

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade?

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Perguntaram à teóloga alemã Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Não explicaria, Daria uma bola para que ele jogasse... ESPORTE EDUCAÇÃO CULTURA QUALIFICAÇÃO PLACAR

Leia mais

FACULDADE REDENTOR ITAPERUNA RJ

FACULDADE REDENTOR ITAPERUNA RJ RESULTADOS DA PESQUISA DE PERCEPÇÃO E SATISFAÇÃO DOS CURSOS DE: MBA - GESTÃO ESTRATÉGICA DOS NEGÓCIOS MBA - GESTÃO ESTRATÉGICA COM PESSOAS FACULDADE REDENTOR 2012 ITAPERUNA RJ MODELO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO

Leia mais

Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa

Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa Prá colher, temos que plantar, compadre, temos que pensar no futuro. José Dionízio Leite É TICA L IDERANÇA L IBERDADE O RGANIZAÇÃO S OLIDARIEDADE

Leia mais

MATRÍCULA: 52862 DATA: 15/09/2013

MATRÍCULA: 52862 DATA: 15/09/2013 AV1 Estudo Dirigido da Disciplina CURSO: Administração Escolar DISCIPLINA: Educação Inclusiva ALUNO(A):Claudia Maria de Barros Fernandes Domingues MATRÍCULA: 52862 DATA: 15/09/2013 NÚCLEO REGIONAL: Rio

Leia mais

Passo-a-passo para organizar Ações de Voluntariado

Passo-a-passo para organizar Ações de Voluntariado Passo-a-passo para organizar Ações de Voluntariado Um guia para dar mais autonomia aos grupos de voluntários e incentivar que organizem suas próprias ações. Grande parte das empresas estimulam que seus

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Objetivos propostos:

Objetivos propostos: ABEU Colégios e UNIABEU ABEU Solidário Doar é mais que dar! Por:Orientação Educacional 2011 Objetivos propostos: Estimular a percepção da empatia; Favorecer a prática de atitudes que resgatem o valor da

Leia mais

No início de 2008, um grupo de amigos passou a se reunir para discutir problemas sociais da cidade do Rio de Janeiro, principalmente nas áreas de

No início de 2008, um grupo de amigos passou a se reunir para discutir problemas sociais da cidade do Rio de Janeiro, principalmente nas áreas de No início de 2008, um grupo de amigos passou a se reunir para discutir problemas sociais da cidade do Rio de Janeiro, principalmente nas áreas de educação, segurança e transporte público. O objetivo dessas

Leia mais

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série).

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série). INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A EJA 1- Você se matriculou em um CURSO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA). Esse curso tem a equivalência do Ensino Fundamental. As pessoas que estudam na EJA procuram um curso

Leia mais

RELATÓRIO DE TRABALHO DOCENTE OUTUBRO DE 2012 EREM JOAQUIM NABUCO

RELATÓRIO DE TRABALHO DOCENTE OUTUBRO DE 2012 EREM JOAQUIM NABUCO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA CÍCERO WILLIAMS DA SILVA EMERSON LARDIÃO DE SOUZA MARIA DO CARMO MEDEIROS VIEIRA ROBERTO GOMINHO DA SILVA

Leia mais

A UNIVERSIDADE E OS PROJETOS SOCIAIS: PROJETO RONDON COOPERAÇÃO ENTRE A UNIVERSIDADE E COMUNIDADES DO ESTADO DO MATO GROSSO / MT

A UNIVERSIDADE E OS PROJETOS SOCIAIS: PROJETO RONDON COOPERAÇÃO ENTRE A UNIVERSIDADE E COMUNIDADES DO ESTADO DO MATO GROSSO / MT A UNIVERSIDADE E OS PROJETOS SOCIAIS: PROJETO RONDON COOPERAÇÃO ENTRE A UNIVERSIDADE E COMUNIDADES DO ESTADO DO MATO GROSSO / MT Myrian Lucia Ruiz Castilho André Luiz Castilho ** A educação é um direito

Leia mais

O grupo Guardiões da Esperança é uma ONG formada por pessoas comuns, trabalhadores do bem tentando mudar a humanidade. Sem vínculo religioso ou

O grupo Guardiões da Esperança é uma ONG formada por pessoas comuns, trabalhadores do bem tentando mudar a humanidade. Sem vínculo religioso ou O grupo Guardiões da Esperança é uma ONG formada por pessoas comuns, trabalhadores do bem tentando mudar a humanidade. Sem vínculo religioso ou político. O grupo Guardiões da Esperança é composto por pessoas

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

ESCOLINHA MATERNO- INFANTIL PROJETO 2014

ESCOLINHA MATERNO- INFANTIL PROJETO 2014 ESCOLINHA MATERNO- INFANTIL PROJETO 2014 Justificativa do Projeto Conhecer o corpo humano é conhecer a vida, poucos assuntos são tão fascinantes para os alunos quanto esse. Por menores que sejam as crianças,

Leia mais

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT Proposta do CDG-SUS Desenvolver pessoas e suas práticas de gestão e do cuidado em saúde. Perspectiva da ética e da integralidade

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Contrato: AS.DS.PV.024/2010 Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO

Leia mais

24-06-2015. Um programa educativo: Parceiros: A DINÂMICA

24-06-2015. Um programa educativo: Parceiros: A DINÂMICA Um programa educativo: Parceiros: A DINÂMICA 1 COMO PARTICIPAR? APRESENTAÇÃO E INSCRIÇÕES Cada grupo cria a sua página no Facebook Apresentação do Programa Young VolunTeam às escolas no início do ano letivo

Leia mais

UMA PARCERIA DE SUCESSO!

UMA PARCERIA DE SUCESSO! RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Parceria Santa Dorotéia e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO! 1 SUMÁRIO 1. Resultados Conquistados... 3 2. Resultados 2013... 4 3. Resultados Pesquisas...

Leia mais

Normas das Atividades Complementares do Curso de Ciência da Computação

Normas das Atividades Complementares do Curso de Ciência da Computação Normas das Atividades Complementares do Curso de Ciência da Computação 1. Apresentação As atividades complementares são consideradas parte integrante do Currículo do Curso de Bacharelado em Ciência da

Leia mais

O GRUPO DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO

O GRUPO DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO O GRUPO DOM BOSCO Este é o momento de dar espaço à curiosidade, de fazer novas descobertas e formar suas próprias ideias. SEDE HORTO - Berçário - Educação Infantil - 1º Ano

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Eu posso dizer para "NÃO" filho? meu Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu

Leia mais

Seja a mudança que você deseja para o mundo. Mahatma Gandhi

Seja a mudança que você deseja para o mundo. Mahatma Gandhi Seja a mudança que você deseja para o mundo. Mahatma Gandhi Quem somos Criado em 2010, o E-solidário é uma rede social na internet, sem fins lucrativos, que conecta projetos sociais necessitados a pessoas

Leia mais

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR Já pensou um bairro inteirinho se transformando em escola a

Leia mais

Guia sobre Voluntariado Instituto Lina Galvani

Guia sobre Voluntariado Instituto Lina Galvani Guia sobre Voluntariado Instituto Lina Galvani Sumário Conceito de voluntário... 3 O que é e o que não é voluntariado... 3 Lei do voluntariado... 4 Voluntariado no Brasil... 4 Benefício do Voluntariado...

Leia mais

ASSESSORIA PEDAGÓGICA PORTFÓLIO DE PALESTRAS E OFICINAS

ASSESSORIA PEDAGÓGICA PORTFÓLIO DE PALESTRAS E OFICINAS Dificuldades de Palestra EF e EM Todas Conscientizar sobre as dificuldades de aprendizagem aprendizagem que podem ser manifestadas pelos alunos numa sala de aula e sugerir ações de encaminhamento, conforme

Leia mais

1. HISTÓRICO, FORMA E ÁREA DA EMPRESA QUE O CONDUZ 2. OBJETIVOS YÁZIGI INTERNEXUS

1. HISTÓRICO, FORMA E ÁREA DA EMPRESA QUE O CONDUZ 2. OBJETIVOS YÁZIGI INTERNEXUS YÁZIGI INTERNEXUS 1. HISTÓRICO, FORMA E ÁREA DA EMPRESA QUE O CONDUZ Com o desenvolvimento do Projeto Cidadãos do Mundo- Inglês para a Comunidade, o Yázigi Internexus entende que a aprendizagem de um novo

Leia mais

Edital de Seleção. Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil

Edital de Seleção. Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil Início das inscrições: 22 de fevereiro de 2013 Final das inscrições: 20 de março de

Leia mais

Plano de Gestão 2013-2015

Plano de Gestão 2013-2015 Plano de Gestão 2013-2015 CANDIDATAS DIRETORA: MARIA MAGARI INDA DA ROCHA VICE-DIRETORA: LUCI MEIRE RISSO BARBOSA PLANO DE GESTÃO A escola onde trabalho está baseada nos valores humanistas, tendo como

Leia mais

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA!

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! NOSSA VISÃO Um mundo mais justo, onde todas as crianças e todos os adolescentes brincam, praticam esportes e se divertem de forma segura e inclusiva. NOSSO

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra de Projetos 2011 Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais.

Leia mais

Projeto Paz na Escola

Projeto Paz na Escola Projeto Paz na Escola Olímpia Terezinha da Silva Henicka Dariléia Marin Em uma sociedade como a nossa, na qual a riqueza é tão mal distribuída, a preocupação com a sobrevivência deve ser maior que as preocupações

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social DISCURSO DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO, HENRIQUE PAIM Brasília, 3 de fevereiro de 2014 Hoje é um dia muito especial para mim. É um dia marcante em uma trajetória dedicada à gestão pública ao longo de vários

Leia mais

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS Art. 1. A Política de Assistência Estudantil da Pós-Graduação da UFGD é um arcabouço de princípios e diretrizes

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI Grupo Acadêmico Pedagógico - Agosto 2010 O Projeto Pedagógico Institucional (PPI) expressa os fundamentos filosóficos,

Leia mais

Prêmio Vivaleitura. Dicas para se inscrever no. e outros projetos...

Prêmio Vivaleitura. Dicas para se inscrever no. e outros projetos... Dicas para se inscrever no Prêmio Vivaleitura e outros projetos... 2011 Vaga Lume R. Aspicuelta, 678 Vila Madalena São Paulo SP 05433-011 (11) 3032-6032 www.vagalume.org.br falecom@vagalume.org.br 1) Apresentação

Leia mais

Formando o aluno para a responsabilidade social. Esther Carvalho Março 2010

Formando o aluno para a responsabilidade social. Esther Carvalho Março 2010 Formando o aluno para a responsabilidade social Esther Carvalho Março 2010 Missão "Servir com excelência, por meio da educação, formando cidadãos éticos, solidários e competentes" Visão "Ser referência

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014 Atividades Pedagógicas Agosto 2014 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO II A GRUPO II B GRUPO II C GRUPO II

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MUNICIPAL PROJETO DE INCENTIVO A LEITURA BIBLIOTECA ITINERANTE

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MUNICIPAL PROJETO DE INCENTIVO A LEITURA BIBLIOTECA ITINERANTE SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MUNICIPAL PROJETO DE INCENTIVO A LEITURA BIBLIOTECA ITINERANTE 1. APRESENTAÇÃO Este Projeto de Incentivo a Leitura "Minha Escola Lê", será desenvolvido nas unidades escolares que

Leia mais

JOSANE BATALHA SOBREIRA DA SILVA APROXIMANDO CULTURAS POR MEIO DA TECNOLOGIA

JOSANE BATALHA SOBREIRA DA SILVA APROXIMANDO CULTURAS POR MEIO DA TECNOLOGIA JOSANE BATALHA SOBREIRA DA SILVA APROXIMANDO CULTURAS POR MEIO DA TECNOLOGIA Valinhos, setembro de 2014 1 JOSANE BATALHA SOBREIRA DA SILVA APROXIMANDO CULTURAS POR MEIO DA TECNOLOGIA Relato do Projeto

Leia mais

esta escola é o bicho!

esta escola é o bicho! esta escola é o bicho! PROJETO ESTA ESCOLA É O BICHO! Porto Alegre, Março de 2015. Marina Favarini Tathiana Jaeger apresentação Com este escrito, Gerência de Programas Educacionais da Secretaria Especial

Leia mais

Mediadores Mirins em Ação e Protagonismo Juvenil

Mediadores Mirins em Ação e Protagonismo Juvenil 2º SEMINÁRIO DE PROTEÇÃO ESCOLAR Mediadores Mirins em Ação e Protagonismo Juvenil P R O F E S S O R A M E D I A D O R A C R I S 2 0 1 3 Breve apresentação do meu percurso como PMEC Histórico Profissional

Leia mais

A PROPOSTA SOLINHO 1 : DESENVOLVENDO ASPECTOS MUSICAIS E SOCIAIS ATRAVÉS DA AULA DE VIOLÃO EM GRUPO. Igor Luiz Medeiros 2. igorluiz.m@hotmail.

A PROPOSTA SOLINHO 1 : DESENVOLVENDO ASPECTOS MUSICAIS E SOCIAIS ATRAVÉS DA AULA DE VIOLÃO EM GRUPO. Igor Luiz Medeiros 2. igorluiz.m@hotmail. A PROPOSTA SOLINHO 1 : DESENVOLVENDO ASPECTOS MUSICAIS E SOCIAIS ATRAVÉS DA AULA DE VIOLÃO EM GRUPO Igor Luiz Medeiros 2 igorluiz.m@hotmail.com Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Artes, Filosofia

Leia mais

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária PROGRAMA ESCOLA + Voluntária 1. Apresentação O voluntariado é considerado como uma atividade inerente ao exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária para com o próximo, participando de

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO INSTITUCIONAL FTA

PROJETO DE EXTENSÃO INSTITUCIONAL FTA PROJETO DE EXTENSÃO INSTITUCIONAL FTA Faculdade de Tecnologia de Macapá - FTA ALESSANDRO SOUZA DE OLIVEIRA Diretor Geral FRANQUILÉIA L. BEZERRA Diretora Acadêmica Coordenadora de Curso (Gestão RH/Comercial/Hospitalar)

Leia mais

Voluntariado Empresarial

Voluntariado Empresarial Voluntariado Empresarial Agenda 09:00-09:10 Abertura e Introdução ao tema Voluntariado Empresarial 09:10 09:30 Jogo de Palavras conceito trabalho em grupos 09:30 10:15 Apresentação dos grupos e síntese

Leia mais

Eixo Temático ET-13-010 - Educação Ambiental CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO, AÇÃO, TRANSFORMAÇÃO

Eixo Temático ET-13-010 - Educação Ambiental CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO, AÇÃO, TRANSFORMAÇÃO 486 Eixo Temático ET-13-010 - Educação Ambiental CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO, AÇÃO, TRANSFORMAÇÃO Samuel Brito Ferreira Santos 1 ; Rebecca Ruhama Gomes Barbosa 2 ; Adeilton Padre de Paz

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Local PRODEL. Programa de Extensão Institucional

Programa de Desenvolvimento Local PRODEL. Programa de Extensão Institucional Programa de Desenvolvimento Local PRODEL Programa de Extensão Institucional Programa de Extensão Institucional Um programa de extensão universitária é o conjunto de projetos de extensão desenvolvido por

Leia mais

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia Nome da empresa: BIT Company Data de fundação: Julho de 1993 Número de funcionários: 49 funcionários Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede em São Paulo, com franquias em todo

Leia mais

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes Financiamento e apoio técnico Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Conselho Nacional dos Direitos

Leia mais

PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado

PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado Dados da empresa Razão Social: J&I Serviços Educacionais LTDA Nome Fantasia: Wizard Aparecidinha Data de fundação:

Leia mais

INFORMATIVO DE MATRÍCULAS 2012 INFANTIL - FUNDAMENTAL - MÉDIO - CURSO PRÉ-VESTIBULAR

INFORMATIVO DE MATRÍCULAS 2012 INFANTIL - FUNDAMENTAL - MÉDIO - CURSO PRÉ-VESTIBULAR INFORMATIVO DE MATRÍCULAS 2012 INFANTIL - FUNDAMENTAL - MÉDIO - CURSO PRÉ-VESTIBULAR Formando gente feliz! Índice 04-05 06-07 08 09 10-11 12-13 14-15 16-17 18 19 20 21 22 Golfe Nota 10 Mind Lab Cambridge

Leia mais

]ÉÜÇtÄ wt XávÉÄt. Nossas ações durante o ano de 2013. Informativo Anual das ações da ESCOLA MUNICIPAL DR. ANTÔNIO RIBEIRO. Leitura livre.

]ÉÜÇtÄ wt XávÉÄt. Nossas ações durante o ano de 2013. Informativo Anual das ações da ESCOLA MUNICIPAL DR. ANTÔNIO RIBEIRO. Leitura livre. ]ÉÜÇtÄ wt XávÉÄt Informativo Anual das ações da ESCOLA MUNICIPAL DR. ANTÔNIO RIBEIRO. ANO 2013-1ª EDIÇÃO A equipe gestora está sempre preocupada com o desempenho dos alunos e dos educadores, evidenciando

Leia mais

Ponto de Partida do Projeto Doar Escola do Futuro

Ponto de Partida do Projeto Doar Escola do Futuro Relatório Projeto Doar Objetivo: Envolver os alunos em Projetos Sociais, estimulando-os a colocar em prática os traços de caráter Cristão ensinados na Instituição. Potencializar a responsabilidade social,

Leia mais

MUDANÇA E OPORTUNIDADES

MUDANÇA E OPORTUNIDADES CRISES: GESTÃO DA MUDANÇA E OPORTUNIDADES PARCEIROS DO BEM: O VALOR DO VOLUNTARIADO LEI DE GERSON O IMPORTANTE PAPEL DE CADA UM DE NÓSN Nossa Responsabilidade Nosso Legado Nossa Liderança NOSSA RESPONSABILIDADE

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2009

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2009 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2009 Transição de marca O Centro de Ação Voluntária de Curitiba completou 10 anos em março de 2008 e depois de ver consolidada uma etapa de vida da organização, iniciou um processo

Leia mais

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS www.empreende.com.br emp@empreende.com.br FAZENDO ACONTECER Programa de ensino de empreendedorismo inovador em nível mundial, desenvolvido

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO. Projeto do. CLUBE É-TE=igual? Equipa Dinamizadora: Elisa Neiva Cruz

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO. Projeto do. CLUBE É-TE=igual? Equipa Dinamizadora: Elisa Neiva Cruz AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO Projeto do CLUBE É-TE=igual? Equipa Dinamizadora: Elisa Neiva Cruz Uma ação educativa de abertura para a comunidade Ano letivo 2014/2015 Índice 1. Introdução

Leia mais

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Guia do Educador CARO EDUCADOR ORIENTADOR Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 2. PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Objetivo GERAL 5 METODOLOGIA 5 A QUEM SE DESTINA? 6 O QUE

Leia mais

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre anterior, dentro de contextos que buscavam enfatizar o

Leia mais

Ação social e serviço voluntário:

Ação social e serviço voluntário: Ação social e serviço voluntário: Oportunidade para Todos Instituto Vitória de Ensino e Assistência Social www.ivt.org.br 09 de novembro de 2014 1 O que é ser voluntário? Ser voluntário é doar seu tempo,

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Anais. III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva. Ações Inclusivas de Sucesso

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Anais. III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva. Ações Inclusivas de Sucesso Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Anais III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva Ações Inclusivas de Sucesso Belo Horizonte 24 a 28 de maio de 2004 Realização: Pró-reitoria de Extensão

Leia mais