Editorial EDITORIAL. Olá amigos, Você está recebendo mais uma edição da revista The Club Megazine com várias informações importantes.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Editorial EDITORIAL. Olá amigos, Você está recebendo mais uma edição da revista The Club Megazine com várias informações importantes."

Transcrição

1

2

3 EDITORIAL Editorial Olá amigos, THE CLUB Av. Profº Celso Ferreira da Silva, 190 Jd. Europa - Avaré - SP - CEP Informações: (14) Suporte: (14) Fax: (14) Internet Cadastro: Suporte: Informações: Dúvidas Correspondência ou fax com dúvidas devem ser enviados ao - THE CLUB, indicando "Suporte". Opinião Se você quer dar a sua opinião sobre o clube em geral, mande a sua correspondência para a seção "Tire sua dúvida". Reprodução A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento em banco de dados, sob qualquer forma ou meio, de textos, fotos e outras criações intelectuais em cada publicação da revista The Club Megazine são terminantemente proibidos sem autorização escrita dos titulares dos direitos autorais. Você está recebendo mais uma edição da revista The Club Megazine com várias informações importantes. A Borland anunciou que prepara a venda de toda sua divisão de ferramentas para desenvolvimento de software no mundo. Veja nesta edição as ultimas informações sobre este assunto. O nosso colaborador Emerson Facunte nos traz informações sobre como fazer conexões com banco de dados via código no ambiente.net. Você verá que é uma tarefa comum, no entanto sempre será preciso lembrar a sintaxe completa da string de conexão. O nosso consultor Claudinei Rodrigues traz um artigo muito interessante sobre o desenvolvimento de aplicações que envolvem o trabalho com multimídia no Delphi. Ainda neste edição, você terá mais informações sobre como trabalhar com o DataGrid no Delphi Uma boa leitura e até a próxima. Impressão e acabamento: GRAFILAR Tel.: (14) Fax: (14) Rua Cel. Amando Simôes, 779 Cep São Manuel - SP Tiragem: exemplares Copyright The Club Megazine 2006 Diretor Técnico Mauro Sant Anna Colaboradores Marcelo Nogueira, Mário Bohm, Aguinaldo P. Silva Delphi é marca registrada da Borland International, as demais marcas citadas são registradas pelos seus respectivos proprietários. Editorial Borland sai das ferramentas de desenvolvimento Net Connection Strings - Guia rápido Trabalhando com multimídia no Delphi Usando o DataGrid com ASP.Net Perguntas & Respostas

4 Borland Borland sai das ferramentas de desenvolvimento SÃO PAULO A Borland anunciou que prepara a venda de toda sua divisão de ferramentas para desenvolvimento de software no mundo. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (17), em São Paulo, pelo vice- presidente sênior de vendas globais da empresa, Matthew Thompson. Mattew comunicou que num prazo de 60 a 90 dias, a empresa concluirá reestruturação global que vai dividir a companhia em duas. Uma parte, que continuará sob o nome de Borland, cuidará especificamente de negócios ligados à consultoria de software, certificações e focará seu negócio em estratégias para maximizar o valor dos aplicativos produzidos por seus clientes. Toda a divisão que cuida das vendas e desenvolvimento das linguagens que fizeram a história da companhia, como Delphi, C++ builder, a ferramenta de Jbuilder e de banco de dados Interbase fará parte da nova empresa, sem nome definido, que será vendida. Fomos procurados por vários grupos de investimento interessados em nossa divisão de ferramentas de desenvolvimento. São linguagens fantásticas e com alto poder de gerar negócios, disse Mattew. O novo proprietário dessa divisão e o nome que terá essa empresa ainda não foram definidos, disse o executivo. A reestruturação vale para todos os países onde a Borland atua e afetará as operações da empresa no Brasil. De acordo com o diretor comercial e de marketing da Borland Brasil, José Eugênio Braga, poucos funcionários da Borland serão deslocados para a nova empresa que cuidará especificamente de negócios com ferramentas de desenvolvimento. Temos uma equipe de 160 profissionais no Brasil e uma parte minoritária dela é composta por desenvolvedores, disse Braga. Para o presidente da Borland Brasil e diretor para a América Latina, José Rubens Tocci, a divisão faz todo o sentido na medida em que a empresa atende cada vez mais dois públicos muito distintos, com necessidades diferentes. A Borland quer concentrar seus negócios em conversar com CEOs, em apresentar planos de como eles podem melhorar seus aplicativos, ganhar mercado, fazer crescer as exportações. Queremos ajudá-los a economizar recursos e otimizar investimentos no desenvolvimento de suas tecnologias, disse Tocci. Já a nova companhia quer conversar com gerentes de TI, programadores e gente que deseja saber detalhes de nossas linguagens. A nova companhia poderá atender muito melhor os desenvolvedores, diz Tocci. Atualmente, cerca de 60% do faturamento global da Borland concentra-se em negócios de consultoria e governança corporativa e assessoria para certificações. Os demais 40% ficam com a divisão de desenvolvimento, licenças e suporte às linguagens como Delphi. No Brasil, essa relação é 50% a 50%. A reestruturação da empresa e a venda da divisão de softwares no mundo todo tem forte impacto sobre a marca Borland, desde sua fundação, nos anos 80, ligada às linguagens Delphi e C++. O anúncio, no entanto, não chegou a surpreender agentes do mercado. As recentes aquisições da Borland de companhias de consultoria e gestão eram vistas como indício de que a companhia mudaria seu foco de negócios. Em 2005, a Borland comprou a TeraQuest (consultoria para certificação CMM/CMMI) e Legadero (gerenciamento e governança de TI). Este ano, a empresa comprou a Gauntlet Systems e Segue Software, ambas empresas focadas em suporte ao desenvolvimento de softwares Fonte: Info Online / shl Quarta-feira, 17 de maio de h32 4

5 .NET.Net Connection Strings Guia Rápido Emerson Facunte Salve, salve nobres DotNetianos. Fazer conexões com banco de dados via código é uma tarefa comum, no entanto sempre precisamos lembrar a sintaxe completa da string de conexão. Claro que existem n possibilidades de lembrar da string de conexão, mas a idéia aqui é apresentar um pequeno guia de referência. Vamos lá SQL Server SQL Connection (NET) Standard Security: Data Source=dbFacunte;Initial Catalog=pubs;User Id=sa;Password=1234; ou Server=dbFacunte; Database=pubs; UserID=sa; Password=12345; Trusted_Connection=False Trusted Connection: Data Source=Aron1;Initial Catalog=pubs;Integrated Security=SSPI; ou Server=dbFacunte;Database=pubs; Trusted_Connection=True; Connect via an IP address: Data Source= ,1433;Network Library=DBMSSOCN; Initial Catalog=pubs; User;ID=sa;Password=12345; Exemplo de Conexão (C#): using System.Data.SqlClient; string stringconexao = Server=dbFacunte;Database=pubs; Trusted_Connection=True; SqlConnection conexao = new SqlConnection(); conexao.connectionstring= stringconexao; conexao.open(); OleDB Standard security: Provider=Microsoft.Jet.OLEDB.4.0;Data Source=\caminho\meudb.mdb;User Id=admin;Password=; Workgroup (system database): Provider=Microsoft.Jet.OLEDB.4.0;Data Source=\somepath\mydb.mdb;Jet OLEDB:System Database=system.mdw; Com senha Provider=Microsoft.Jet.OLEDB.4.0;Data Source=\somepath\mydb.mdb;Jet OLEDB:Database Password=MyDbPassword; Oracle Oracle Connection (NET) Apenas para Oracle 8i release 3 ou superior. Standard Security: Data Source=DBFacunter:Integrated Security=yes; 5

6 .NET Especificando Usuario e Senha Data Source=DBFacunte;User Id=username;Password=passwd;Integrated Security=no; Exemplo de Conexão (C#): search.htm using System.Data.OracleClient; string stringconexao = Data Source=DBFacunte;User Id=username;Password=passwd;Integrated Security=no; OracleConnection dbconexao= new OracleConnection(); dbconexao.connectionstring = stringconexao; dbconexao.open(); Firebird Firebird.Net Data Provider Standard: User=SYSDBA;Password=masterkey;Database=dbFacunte.fdb; DataSource=localhost;Port=3050;Dialect=3; Charset=NONE;Role=;Connection lifetime=15;pooling=true; MinPoolSize=0;MaxPoolSize=50;Packet Size=8192; ServerType=0 Exemplo de Conexão (C#): using FirebirdSql.Data.Firebird; string stringconexao = User=SYSDBA; + Password=masterkey; + Database=SampleDatabase.fdb; + DataSource=localhost; + Port=3050; + Dialect=3; + Charset=NONE; + Role=; + Connection lifetime=15; + Pooling=true; + MinPoolSize=0; + MaxPoolSize=50; + Packet Size=8192; + ServerType=0 ; FbConnection dbconexao = new FbConnection(stringConexao); dbconexao.open(); MySQL Connector.NET 1.0 (Download em 1.0.html) Standard: Server=Server;Database=dbFacunte;Uid=UserName;Pwd=12345; Especificando a Porta Server=Server;Port=1234;Database=dbFacunte; Uid=UserName;Pwd=12345; Exemplo de Conexão (C#): using MySql.Data.MySqlClient; MySqlConnection dbconexao= new MySqlConnection(); dbconexao.connectionstring = Server=Server;Database=dbFacunte; Uid=UserName;Pwd=12345; dbconexao.open(); Você poderá conferir exemplos de outros bancos de dados no site: Forte abraço e até a próxima. Sobre o autor Facunte é MVP Visual Developer ASP/ASP.Net, co-owner Framework.Net Microsoft Latam, evangelista de aplicações e- business, publicou 7 livros e mais de 100 artigos, ministrou palestras, cursos e workshops para cerca de pessoas em todo o país. 6

7 Trabalhando com multimídia no Delphi Por Claudinei Rodrigues O objetivo deste artigo é sanar as dúvidas de alguns sócios sobre o desenvolvimento de aplicações que envolvam multimídia com o Delphi. O que é multimídia? Multimídia é uma associação que decorre do uso de imagens, sons e movimentos. Os quatro tipos de arquivos que se utilizam deste formato de aplicação são: 1. AVI - inclui as produções de vídeo. 2. MID - arquivos para a produção de música utilizando a interface de Instrumentos Musicais Digitalizados, ou formato MIDI. 3. WAV - mais comuns, inclui o registro de sons utilizando a tecnologia Microsoft WAVE.. 4. MP3 Arquivos de música mais utilizado hoje em dia. O principal problema que ocorre com as aplicações multimídia é o espaço físico ocupado, por exemplo, arquivos do tipo AVI, comparando um filme de apenas um minuto ou menos pode ocupar cerca de 5Mb ou até mesmo 10Mb de espaço em disco. Componente do Delphi O Delphi tem um componente chamado MediaPlayer que pode ser encontrado na palheta System. É este componente que permite o acesso aos arquivos multimídia. A sua utilização é muito simples. É bem fácil criar aplicações que envolvam som ou imagens em movimento com apenas uma ou duas linhas de código. Através deste componente nós podemos acessar e controlar as rotinas internas através da MCI (Media Control Interface). Essas rotinas podem ser programadas para acessar toda a possibilidade do mundo multimídia. Com este componente estas rotinas se tornam muito simples e intuitivas para nossa utilização. Componente MediaPlayer Para criar uma simples aplicação multimídia crie um novo projeto, e arraste o componente MediaPlayer que está na palheta System para o formulário, automaticamente é criado uma barra de tarefas multimídia, conforme a figura a seguir: Clique no componente e altere a propriedade FileName para C:\WINDOWS\MEDIA\TOWN.MID. Esta propriedade associa o componente a arquivos tipo AVI, MIDI, WAVE ou MP3. Altere também a propriedade AutoOpen para True, esta propriedade inicia automaticamente o arquivo. Feito isto rode o programa. Para ouvir a música basta clicar no botão verde, para parar clique no botão com um quadrado em vermelho. Se por acaso você não conseguir ouvir a música, o problema pode ser por causa do nome do arquivo inválido, ou o seu sistema de multimídia está com problemas ou ainda a propriedade AutoOpen do componente está configurada como False. Alterando as propriedades em tempo de execução Dependendo das circunstâncias você pode achar necessário que o arquivo seja aberto apenas quando o usuário clicar em um determinado botão. Isto pode ser feito de forma bem simples. Para fazer isto deixe a propriedade AutoOpen do componente MediaPlayer para False e inclua um componente Button no seu formulário. No evento OnClick deste botão insira o seguinte comando: 7

8 procedure TForm1.Button1Click(Sender: TObject); MediaPlayer1.Open; Nós também podemos alterar o arquivo que o componente MediaPlayer vai executar. Para fazer isto insira um componente OpenDialog que está na palheta Dialogs e um componente Button. Fazendo isto a nossa tela ficará da seguinte forma: Explorando ainda mais o componente Até este momento nós montamos um aplicação bem simples com o MediaPlayer. Mas não é só isto que este componente faz. Vamos nos aprofundar mais nele. Dê um duplo clique no componente Button e inclua o código a seguir: procedure TForm1.ProcurarClick(Sender: TObject); // Desativa o componente MediaPlayer1.Close; // Executa o componente OpenDialog para // localizar o arquivo desejado. if OpenDialog1.Execute then // Atribui o arquivo localizado ao // ao componente MediaPlayer MediaPlayer1.FileName := OpenDialog1.FileName; // Ativa o componente MediaPlayer1.Open; Agora nós vamos ajudar o componente de seleção de arquivos, ou seja, o OpenDialog. Clique sobre o componente OpenDialog1 e vá até ao Object Inspector. Vamos fazer com que este componente liste apenas os arquivos com a extensão AVI, WAV, MID e MP3. Isto é bem simples de ser feito. Na propriedade Filter do componente OpenDialog1 basta configurar como mostrado na figura seguir. Inclua no form mais quatro componentes Edit e um componente Timer. Fazendo isto você terá uma tela semelhante a que está sendo mostrada a seguir: Clique no componente MediaPlayer dê uma olhada no Objeto Inspector na página de Events. Lá você encontrará dois eventos bem importantes, são eles OnClick e OnNotify. O evento OnClick é disparado sempre quando é pressionado qualquer botão do componente. Este evento recebe um parâmetro chamado Button do tipo TMPBtnType. É através deste parâmetro que podemos saber qual botão do MediaPlayer foi pressionado. No evento OnNotify nós podemos trabalhar com as mensagens do Windows, mais especificamente a mensagem mm_mcinotify. Esta mensagem na verdade é uma chamada do 8

9 Windows para o início ou o término de uma execução, com seus eventuais erros. Não se preocupe, mas a frente eu vou mostrar um exemplo de como utilizar estes eventos. Como eu já havia dito anteriormente é possível identificar o botão pressionado através do evento OnClick. Veja na tabela a seguir as informações geradas pelo TMPBtnType: btstop : Edit1.Text := Parado ; btnext : Edit1.Text := Próximo ; btprev : Edit1.Text := Anterior ; btstep : Edit1.Text := Avançando ; btback : Edit1.Text := Retornando ; btrecord : Edit1.Text := Gravando ; bteject : Edit1.Text := Ejetando ; Para saber o que o componente está fazendo nós vamos necessitar utilizar o evento OnNotify. Veja na tabela a seguir as mensagens enviadas pelo sistema operacional: Mensagem mci_notify_successful mci_notify_superseded mci_notify_aborted mci_notify_failure Descrição Comando completado com êxito Comando suspenso por outra função Função corrente foi interrompida Algum erro ocorreu O Delphi não reconhece estas informações mencionadas na tabela anterior, mas ele converte para constantes. Veja na tabela a seguir: Constante nvsuccessful nvsuperseded Descrição Indicando o êxito Indicando que está suspenso, provavelmente por causa de uma pausa. Para iniciar vamos verificar qual foi o botão pressionado. Para isto vá até o evento OnClick do MediaPlayer e inclua o código a seguir. procedure TForm1.MediaPlayer1Click(Sender: TObject; Button: TMPBtnType; var DoDefault: Boolean); case Button of btplay : Edit1.Text := Tocando ; btpause : Edit1.Text := Pausado ; nvaborted nvfailure Indicando que foi pressionado o botão parar, ou causa devido ao fechamento do arquivo. Indica que houve uma falha Agora vá até o evento OnNotify e inclua o código abaixo: procedure TForm1.MediaPlayer1Notify (Sender: TObject); var S: String; 9

10 case MediaPlayer1.NotifyValue of nvsuccessful : S := mci_notify_successful ; nvsuperseded : S := mci_notify_superseded ; nvaborted : S := mci_notify_aborted ; nvfailure : S := mci_notify_failure ; else S := Não foi possível identificar a mensagem ; Edit2.Text := S; if (MediaPlayer1.NotifyValue = nvsuccessful) and (MediaPlayer1.Mode = mpstopped) then Edit1.Text := Arquivo finalizado ; Estes eventos verificam os acontecimentos mais importantes que ocorreram com o dispositivo MCI. O modo corrente com que o dispositivo MCI é especificado também pode ser utilizado pelo objeto TMediaPlayer. Aqui uma listagem dos valores mais comuns: Valores mais comunus mci_mode_not_ready mci_mode_stop mci_mode_play mci_mode_record mci_mode_seek mci_mode_pause mci_mode_open Estes valores são auto-explicativos. Por exemplo, se for mci_mode_stop, o dispositivo está parado. Se for mci_mode_play, o dispositivo está tocando. Agora crie uma nova procedure chamada SetMode como a mostrada a seguir. procedure TForm1.SetMode; Edit4.Text := MediaPlayer1.FileName; case MediaPlayer1.Mode of mpnotready : Edit3.Text := mci_mode_not_ready ; mpstopped : Edit3.Text := mci_mode_stop ; mpplaying : Edit3.Text := mci_mode_play ; mprecording : Edit3.Text := mci_mode_record ; mpseeking : Edit3.Text := mci_mode_seek ; mppaused : Edit3.Text := mci_mode_pause ; mpopen : Edit3.Text := mci_mode_open ; else Edit1.Text := Dispositivo inativo ; Edit2.Text := Sem messagens ; Edit3.Text := Não identificado ; Edit4.Text := Não há arquivo selecionado ; Para que possamos chamar esta rotina, inclua um componente TTimer que está na palheta System e no evento OnClick inclua o código a seguir. procedure TForm1.Timer1Timer(Sender: TObject); SetMode; Por padrão a propriedade Interval deste componente é configurada com o valor 1000, isto significa que a cada 1000 milisegundos será disparada a rotina de verificação que informará o estado para o componente TMediaPlayer. Execute o projeto e verifique o seguinte: Toda a vez que você clicar em um botão do componente MediaPlayer, será disparado o evento OnClick informando o botão que foi pressionado; As mensagens mm_mcinotify que ocorrem durante toda a execução da aplicação. Faça os testes clicando nos botões Pausa e Parar no meio de uma execução. Quando for selecionar um novo arquivo, observe as informações constantes nos campos edit. Extraindo informações de um arquivo MP3 O arquivo do tipo MP3 ficou muito famoso por comprimir o tamanho de um arquivo de som e manter a qualidade similar a de um CD. Os arquivos MP3 podem ser conseguidos por meio de utilização de softwares de codificação, que extraem as faixas de um CD para o formato Mp3 ou podem ser baixados de páginas da internet que distribuem arquivos de MP3. Uma coisa também bem legal são as informações que contém este arquivo. Nele 10

11 podemos obter algumas informações como Nome do artista, nome do álbum, etc. desde que estas informações estejam informadas no arquivo obviamente. Montando um segundo projeto de exemplo Crie um novo projeto, e arraste o componente MediaPlayer que está na palheta System para o formulário. Clique no componente MediaPlayer e vá até ao Object Inspector na propriedade VisibleButtons e altere os itens btnext,btprev,btstep,btback,btrecord e bteject para False. Inclua um componente Button que está na palheta Standard, um componente FileListBox que está na palheta Win3.1 para que possamos ver os arquivos e sete componentes Edits. Na tela a seguir você tem uma sugestão de como pode ficar visualmente o seu formulário. Veja as configurações dos componentes TEdit utilizados neste exemplo. Componente Edit1 Edit2 Edit3 Edit4 Edit5 Edit6 Edit7 Novo nome EditArquivo EditTitulo EditArtista EditAlbum EditAno EditGenero EditComentario Agora nós temos que configurar o nosso componente Button. Será a partir deste botão que vamos selecionar o diretório onde os arquivos MP3 serão encontrados. Para selecionar o diretório onde estão os arquivos MP3 nós vamos chamar a função SelectDirectory. Veja a seguir o código do evento OnClick do componente Button. procedure TForm1.Button1Click(Sender: TObject); Dir := ParamStr(0); if SelectDirectory(Dir, [],SELDIRHELP) then FileListBox1.Directory := Dir; Veja no código a seguir a rotina que irá extrair as informações do arquivo MP3. procedure InfoMP3(Arquivo: string; Titulo,Artista,Album,Ano,Genero,Comentario:TEdit); var ID3 : TID3Rec; fmp3: TFileStream; fmp3:=tfilestream.create(arquivo, fmopenread); try fmp3.position := fmp3.size-128; fmp3.read(id3,sizeof(id3)); finally fmp3.free; if ID3.Tag <> TAG then Titulo.Text := ; Artista.Text := ; Album.Text := ; Ano.Text := ; Genero.Text := ; Comentario.Text:= ; end else Titulo.Text := ID3.Title; Artista.Text := ID3.Artist; Album.Text := ID3.Album; Ano.Text := ID3.Year; if ID3.Genre in [0..MaxID3Genre] then Genero.Text :=ID3Genre[ID3.Genre] else Genero.Text :=IntToStr(ID3.Genre); Comentario.Text :=ID3.Comment; Agora temos que configurar o componente FileListBox. 11

12 Inclua o código a seguir no evento OnClick deste componente: procedure TForm1.FileListBox1Click (Sender: TObject); if FileListBox1.Items.Count=0 then exit; arqmp3 := Concat(Dir+ \, FileListBox1. Items.Strings[FileListBox1.ItemIndex]); if not FileExists(arqMP3) then ShowMessage( O arquivo não foi encontrado em +arqmp3); exit; InfoMP3(FileListBox1.FileName, EditTitulo, EditArtista, EditAlbum, EditAno, EditGenero, EditComentario); MediaPlayer1.Close; MediaPlayer1.FileName := arqmp3; MediaPlayer1.Open; Pronto, agora é só rodar o aplicativo. Conclusão Este foi um exemplo bem simples de utilização do componente MediaPlayer. Espero que esta matéria auxilie a todos aqueles que me ligaram para tirar uma ou outra dúvida a respeito do trabalho com este componente. Se você tem alguma dúvida a respeito de algum componente em específico, envie um para mim. Até a próxima. Sobre o autor Claudinei Rodrigues, Consultor Técnico do The Club 12

13 Usando o DataGrid com ASP.NET Para quem está desenvolvendo, ou pensando em desenvolver uma aplicação web utilizando o Delphi, desde a versão 8 que existe o componente DBWebGrid, que agora na versão 2006 do Delphi já conta com algumas modificações e aperfeiçoamentos, mas que não apresenta a facilidade esperada, infelizmente. No entanto, temos a nossa disposição o componente de Grid do.net Framework, que é com o qual vamos trabalhar. Nesta matéria vou apresentar este componente para você, juntamente com outros recursos do Delphi, e se você já conhece o componente, quem sabe possa encontrar informações adicionais que possam auxiliá-lo no seu desenvolvimento daqui por diante. É uma pena que o Delphi ainda não dê suporte ao ASP.NET 2.0, pois estamos perdendo algumas características e novas facilidades. Para começar nosso exemplo, vamos criar um novo projeto ASP.NET Web Application, conforme você pode ver na figura 1. Figura 2 Aqui o Delphi abrirá uma página em branco para você. Nesta página, vamos adicionar um componente DataGrid. No Tool Palete, em Web Controls, clique e arraste um componente DataGrid para a página. Obviamente não há dados a serem exibidos, pelo simples motivo de que não há um banco de dados conectado ao DataGrid. Então, antes de começarmos a trabalhar efetivamente com o DataGrid, vamos criar um conexão a um banco de dados. Vou usar neste exemplo um banco de dados em Access, que pode ser encontrado junto com a instalação do Delphi, mas que estará disponível para download juntamente com este exemplo para você no site do The Club, caso você não encontre o arquivo ou não tenha ele. Figura 1 A seguir o Delphi solicita algumas informações a respeito do novo projeto. Apenas dê um nome ao projeto para facilitar a identificação posterior deste exemplo, eu dei o nome de TheClub, fique a vontade para escolher o nome que você preferir. Para criar a conexão com o banco de dados é necessário adicionar um componente BdpConnection, que pode ser encontrado na Tool Palete em Borland Data Provider. Clique e arraste um controle BdpConnection para a página. Agora dê um clique com o botão direito do mouse sobre o componente e escolha Connection Editor. Você pode ver como ficará na figura 3. 13

14 Figura 4 Figura 3 Nesta tela iremos fazer a configuração para acesso ao nosso banco de dados. Escolha em primeiro lugar em Connections o MSAccessConn1. Nossa conexão está criada e pronta para ser usada. Agora precisamos adicionar um controle BdpDataAdapter à página. Arraste o controle para a página e em seguida clique com o botão direito do mouse sobre ele e depois em Configure Data Adapter. Aqui são necessárias poucas alterações a serem feitas. A primeira é a escolha da tabela com a qual vamos trabalhar, no caso customer. No restante não é necessário fazer nenhum tipo de alteração. Clique em Generate SQL para que o Delphi gere automaticamente a string do comando SELECT para você. Você deve estar vendo a figura 5. Basta clicar em OK e retornar ao projeto. Obs: Vamos utilizar o banco chamado dbdemos.mdb. Normalmente ele fica no diretório C:\Arquivos de programas\arquivos comuns\borland Shared\Data. Eu criei um diretório data dentro de meu projeto e fiz uma cópia do arquivo para este diretório para poder trabalhar livremente com o arquivo e poder inserir, deletar, enfim, fazer qualquer coisa que eu desejar com os dados. Aconselho você fazer a mesma coisa. Para escolher o banco de dados que será feita a conexão, clique em Database. Um botão com três pontos (...) aparecerá, clique nele. Uma janela se abrirá, o arquivo que vamos trabalhar deverá estar dentro do direitório C:\Inetpub\wwwroot\TheClub\data\dbdemos.mdb. Escolha o arquivo apropriado e depois clique em OK. Ajuste as configurações de usuário para o banco de dados. No Access, o usuário padrão é Admin (UserName) e a senha deve ficar em branco (UserPassword). Para saber se está tudo funcionando a contento, clique em Test, você deverá ver a resposta a seguir: Figura 5 Concluído este passo temos que criar um Dataset. Para fazer isso clique com o botão direito do mouse sobre o componente BdpDataAdapter e depois em Generate Typed Dataset. Aqui não é necessário fazer nenhuma alteração. Basta você clicar em OK. 14

15 Os passos necessários para a configuração do banco de dados está finalizada. Agora temos que ligar o DataGrid ao banco de dados, para que os dados da tabela sejam exibidos. Para fazer isso, basta alterar duas propriedades do DataGrid: DataSource e DataMember. Em DataSource escolha o DataSet11 e no DataMember escolha a tabela customer. Agora com estas propriedades ajustadas, o DataGrid já está exibindo os dados da tabela para você, antes mesmo de executarmos a página. Para exibir os dados no navegador, basta agora inserir uma pequena linha de código no evento Page_Load da página. A linha é: DataGrid1.DataBind; Por falar nisso, vamos ver como a página ficou até agora. Clique com o botão direito do mouse sobre o nome da página em seu projeto e depois em View in Browser. A página do seu projeto no momento deve estar parecido com a figura 7. Figura 6 Figura 7 15

16 O DataGrid já está exibindo as informações do banco de dados, mas ainda está faltando muita funcionalidade na aplicação. O Delphi fornece ferramentas para facilitar o trabalho do desenvolvedor. Temos diversas opções que podemos escolher, no momento vamos trabalhar com algumas delas, para que o usuário da página tenha as opções para selecionar, editar ou deletar o registro. Clique com o botão direito do mouse sobre o controle DataGrid da página e depois em Criado de Propriedades. Uma nova janela se abrirá com as opções disponíveis. Escolha Colunas. Agora em Lista de Colunas, Colunas disponíveis, clique em Coluna Button. Observe que temos as três opções disponíveis: Selecionar, Editar e Deletar. Clique em cada uma delas e depois no botão com o sinal > para adicionar as opções ao DataGrid. Veja a figura 8. tem gosto para tudo. Quando se usa o DataGrid também é interessante limitar o número de itens que são exibidos por página, afinal, imagine se o banco de dados tiver registros normalmente é muito mais que isso o tamanho da página seria enorme, dificultando a visualização por parte do usuário e também não seria produtiva. Então devemos criar uma paginação para o DataGrid. Podemos fazer isso também no Criador de Propriedades. Chame o Criador de Propriedades e clique em Paginação. Vaja a figura 9. Figura 9 Para nossa infelicidade, o Delphi 2006 ainda não tem suporte ao.net Framework 2.0, o que torna a paginação ainda braçal. Para que ela funcione adequadamente, temos que fazer algumas alterações, no evento PageIndexChanged: Figura 8 Veja que em Colunas há várias opções disponíveis. Por exemplo, podemos escolher o texto que será exibido no cabeçalho, no rodapé e outros. Temos também a opção Tipo de botão, que por padrão fica com a opção LinkButton. Esta opção faz com que as opções de clique fiquem como um hyperlink, padrão da web. Para ter um visual mais agradável, você pode mudar esta opção para PushButton, que desta forma fará as opções serem representadas com botões. No exemplo que estou fazendo aqui mudei todas as opções para PushButton, aliás, este é um defeito do Delphi na minha opinião. Ele poderia mudar todas as opções de uma vez ao selecionar esta opção, e deixar aberto a situação caso algum desenvolvedor quisesse usar opções diferentes no mesmo DataGrid, o que ao meu ver, seria algo extremamente horrível de visualizar na página já em execução, mas vai saber, procedure TWebForm1.DataGrid1_PageIndexChanged(source: System.Object; e: System.Web.UI.WebControls.DataGridPageChangedEventArgs); DataGrid1.CurrentPageIndex := e.newpageindex; DataBind(); Com este pequeno código a paginação já está funcionando adequadamente no DataGrid. Você já pode avançar ou retroceder com os registros desejados. A visualização do DataGrid está correta, mas está feia. Para alterar a aparência dele, clique com o botão direito do mouse 16

17 sobre o DataGrid e em seguida em AutoFormatação. Eu escolhi a Professional 1, você pode escolher a que melhor convier ao seu gosto. Veja a figura 10. Figura 10 Agora que a paginação já está funcionando, vamos colocar a opção de Editar para funcionar. Clique no DataGrid e depois em Eventos. Altere o evento EditCommand para o seguinte código: procedure TWebForm1.DataGrid1_EditCommand(source: System.Object; e: System.Web.UI.WebControls. DataGridCommandEventArgs); DataGrid1.EditItemIndex := e.item.itemindex; DataGrid1.DataBind(); O próximo evento a ser alterado é o UpdateCommand, que deverá ficar com o seguinte código: procedure TWebForm1.DataGrid1_UpdateCommand(source: System.Object; e: System.Web.UI.WebControls. DataGridCommandEventArgs); var i : integer; BdpConnection1.Open(); BdpDataAdapter1.UpdateCommand. Parameters[ CustNoOriginal ].Value := DataGrid1.DataKeys[e.Item.ItemIndex].ToString; if (e.item.cells[4].controls[0] as TextBox).Text <> then BdpDataAdapter1.UpdateCommand. Parameters[ Company ].Value := (e.item.cells[4].controls[0] as TextBox).Text; if (e.item.cells[5].controls[0] as TextBox).Text <> then BdpDataAdapter1.UpdateCommand. Parameters[ Addr1 ].Value := (e.item.cells[5].controls[0] as TextBox).Text; if (e.item.cells[6].controls[0] as TextBox).Text <> then BdpDataAdapter1.UpdateCommand. Parameters[ Addr2 ].Value := (e.item.cells[6].controls[0] as TextBox).Text; if (e.item.cells[7].controls[0] as TextBox).Text <> then BdpDataAdapter1.UpdateCommand. Parameters[ City ].Value := (e.item.cells[7].controls[0] as TextBox).Text; if (e.item.cells[8].controls[0] as TextBox).Text <> then BdpDataAdapter1.UpdateCommand. Parameters[ State ].Value := (e.item.cells[8].controls[0] as TextBox).Text; if (e.item.cells[9].controls[0] as TextBox).Text <> then BdpDataAdapter1.UpdateCommand. Parameters[ Zip ].Value := (e.item.cells[9].controls[0] as TextBox).Text; if (e.item.cells[10].controls[0] as TextBox).Text <> then BdpDataAdapter1.UpdateCommand. Parameters[ Country ].Value := (e.item.cells[10].controls[0] as TextBox).Text; BdpDataAdapter1.UpdateCommand.ExecuteNonQuery; BdpConnection1.Close(); BdpDataAdapter1.Fill(DataSet11); DataGrid1.EditItemIndex := -1; DataBind(); Altere o código do evento CancelCommand para o código abaixo: 17

18 procedure TWebForm1.DataGrid1_CancelCommand(source: System.Object; e: System.Web.UI.WebControls.DataGridCommandEventArgs); DataGrid1.EditItemIndex := -1; DataGrid1.DataBind(); Quando o usuário de sua página clicar em Editar, os campos do DataGrid estarão disponíveis para a edição dos dados e o botão Editar se transformará no botão Atualizar, que ao ser clicado disparará o evento UpdateCommand para gravar os dados dentro da tabela do Access. Note também que um botão Cancelar será adicionado à coluna para que o usuário da página tenha a opção de desistir das alterações caso ache isso necessário. Já fizemos essa implementação através do evento CancelCommand logo acima. Veja na figura 11 como ficará sua página ao clicar no botão Editar. Agora vamos fazer a alteração em nosso código para permitir que o usuário possa apagar um registro dentro do DataGrid. Isso será feito quando o usuário pressionar o botão Excluir e será executado pelo evento DeleteCommand, que deverá ter o seu código fonte alterado para o seguinte: procedure TWebForm1.DataGrid1_DeleteCommand(source: System.Object; e: System.Web.UI.WebControls.DataGridCommandEventArgs); BdpConnection1.Open(); BdpDataAdapter1.DeleteCommand. Parameters[ CustNoOriginal ].Value := DataGrid1.DataKeys[e.Item.ItemIndex]; BdpDataAdapter1.DeleteCommand.ExecuteNonQuery(); BdpConnection1.Close(); Figura 11 18

19 Para evitar dissabores entre o que fiz aqui e o exemplo que você está montando, vou colocar todo o código fonte da página para você logo a seguir: unit WebForm1; interface uses System.Collections, System.ComponentModel, System.Data, System.Drawing, System.Web, System.Web.SessionState, System.Web.UI, System.Web.UI.WebControls, System.Web.UI.HtmlControls, Borland.Data.Provider, System.Data.Common, Borland.Data.Common, DataSet1Unit, System.Globalization; type TWebForm1 = class(system.web.ui.page) {$REGION Designer Managed Code } strict private procedure InitializeComponent; procedure DataGrid1_PageIndexChanged(source: System.Object; e: System.Web.UI.WebControls. DataGridPageChangedEventArgs); procedure DataGrid1_SelectedIndexChanged(sender: System.Object; e: System.EventArgs); procedure DataGrid1_EditCommand(source: System.Object; e: System.Web.UI.WebControls. DataGridCommandEventArgs); procedure DataGrid1_DeleteCommand(source: System.Object; e: System.Web.UI.WebControls. DataGridCommandEventArgs); procedure DataGrid1_CancelCommand(source: System.Object; e: System.Web.UI.WebControls. DataGridCommandEventArgs); procedure DataGrid1_UpdateCommand(source: System.Object; e: System.Web.UI.WebControls. DataGridCommandEventArgs); {$ENDREGION} strict private procedure Page_Load(sender: System.Object; e: System.EventArgs); strict protected DataGrid1: System.Web.UI.WebControls.DataGrid; BdpConnection1: Borland.Data.Provider.BdpConnection; bdpselectcommand1: Borland.Data.Provider.BdpCommand; bdpinsertcommand1: Borland.Data.Provider.BdpCommand; bdpupdatecommand1: Borland.Data.Provider.BdpCommand; bdpdeletecommand1: Borland.Data.Provider.BdpCommand; BdpDataAdapter1: Borland.Data.Provider.BdpDataAdapter; DataSet11: DataSet1Unit.DataSet1; procedure OnInit(e: EventArgs); override; private { Private Declarations } public { Public Declarations } implementation {$REGION Designer Managed Code } /// <summary> /// Required method for Designer support /// do not modify /// the contents of this method with the /// code editor. /// </summary> procedure TWebForm1.InitializeComponent; type TArrayOfSystem_Data_Common_DataTableMapping = array of System.Data.Common.DataTableMapping; TArrayOfSystem_Data_Common_DataColumnMapping = array of System.Data.Common.DataColumnMapping; Self.BdpConnection1 := Borland.Data.Provider.BdpConnection.Create; Self.bdpSelectCommand1 := Borland.Data.Provider.BdpCommand.Create; 19

20 Self.bdpInsertCommand1 := Borland.Data.Provider.BdpCommand.Create; Self.bdpUpdateCommand1 := Borland.Data.Provider.BdpCommand.Create; Self.bdpDeleteCommand1 := Borland.Data.Provider.BdpCommand.Create; Self.BdpDataAdapter1 := Borland.Data.Provider.BdpDataAdapter.Create; Self.DataSet11 := DataSet1Unit.DataSet1.Create; (System.ComponentModel.ISupportInitialize (Self.BdpDataAdapter1)).BeginInit; (System.ComponentModel.ISupportInitialize (Self.DataSet11)).BeginInit; Include(Self.DataGrid1.PageIndexChanged, Self.DataGrid1_PageIndexChanged); Include(Self.DataGrid1.CancelCommand, Self.DataGrid1_CancelCommand); Include(Self.DataGrid1.EditCommand, Self.DataGrid1_EditCommand); Include(Self.DataGrid1.UpdateCommand, Self.DataGrid1_UpdateCommand); Include(Self.DataGrid1.DeleteCommand, Self.DataGrid1_DeleteCommand); Include(Self.DataGrid1.SelectedIndexChanged, Self.DataGrid1_SelectedIndexChanged); // // BdpConnection1 // Self.BdpConnection1.ConnectionOptions := transaction isolation=readcommit + ted;blobsize=1024 ; Self.BdpConnection1.ConnectionString := assembly=borland.data.msacc,versi + on= ,culture=neutral, PublicKeyToken=91d62ebb5b0d1b1b; vendorclient=m + sjet40.dll;pooling=true;grow on demand=true;database=\\marcos\theclub\dat + a\dbdemos.mdb;username=admin;max pool size=100;password=;provider=msacces + s;min pool size=0 ; // // bdpselectcommand1 // Self.bdpSelectCommand1.CommandOptions := nil; Self.bdpSelectCommand1.CommandText := SELECT CustNo, Company, Addr1, Addr + 2, City, State, Zip, Country, Phone, FAX, TaxRate, Contact, LastInvoiceDa + te FROM customer ; Self.bdpSelectCommand1.CommandType := System.Data.CommandType.Text; Self.bdpSelectCommand1.Connection := Self.BdpConnection1; Self.bdpSelectCommand1.ParameterCount := (SmallInt(0)); Self.bdpSelectCommand1.SchemaName := nil; Self.bdpSelectCommand1.Transaction := nil; Self.bdpSelectCommand1.UpdatedRowSource := System.Data.UpdateRowSource.None; // // bdpinsertcommand1 // Self.bdpInsertCommand1.CommandOptions := nil; Self.bdpInsertCommand1.CommandText := INSERT INTO customer (CustNo, Compa + ny, Addr1, Addr2, City, State, Zip, Country, Phone, FAX, TaxRate, Contact +, LastInvoiceDate ) VALUES (?,?,?,?,?,?,?,?,?,?,?,?,?) ; Self.bdpInsertCommand1.CommandType := System.Data.CommandType.Text; Self.bdpInsertCommand1.Connection := Self.BdpConnection1; Self.bdpInsertCommand1.ParameterCount := (SmallInt(13)); Self.bdpInsertCommand1.Parameters.Add( Borland.Data.Common.BdpParameter.Create ( C + ustno, Borland.Data.Common.BdpType.Double, Borland.Data.Common.BdpType.Unknown, 0, False, (Byte(0)), (Byte(0)), 0, CustNo, Self.bdpInsertCommand1.Parameters. ( C + ompany, 20

Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox.

Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox. Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox. - Construção do Banco de Dados: Para podermos inserir algo em um banco precisaremos de um Banco de Dados, para isto iremos montar um utilizando o Programa Database

Leia mais

Projeto Supermercado - Produtos

Projeto Supermercado - Produtos OBJETIVO: Este projeto possibilitará fazer a manutenção dos dados da tabela de Produtos. Didaticamente, ele permite ao programador iniciante ter os primeiros contatos com os objetos de visualização individual

Leia mais

Memória Flash. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 11/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Memória Flash. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 11/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Memória Flash Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 11/12/2005 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 4 O Componente Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Ano: 03/2011

Leia mais

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 5 SELECT * FROM Minha_memoria Revisando Sintaxes SQL e Criando programa de Pesquisa Ano:

Leia mais

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais

Microsoft Visual Studio 2010 C# Volume II

Microsoft Visual Studio 2010 C# Volume II Microsoft Visual Studio 2010 C# Volume II Apostila desenvolvida pelos Professores Ricardo Santos de Jesus e Rovilson de Freitas, para as Disciplinas de Desenvolvimento de Software I e II, nas Etecs de

Leia mais

A multimídia para ambiente Windows foi desenvolvida a poucos anos atrás e hoje é lugar comum, nesta seção discutimos alguns itens genéricos.

A multimídia para ambiente Windows foi desenvolvida a poucos anos atrás e hoje é lugar comum, nesta seção discutimos alguns itens genéricos. MULTIMÍDIA Capítulo 8 Neste capítulo apresentaremos alguns elementos de multimídia, tais como: sons e vídeos e também como utilizar os recursos usando o controle de multimídia do ambiente Delphi. O Delphi

Leia mais

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Nome Número: Série Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Proposta do projeto: Competências: Compreender a orientação a objetos e arquitetura cliente-servidor, aplicando-as

Leia mais

Fortes Report Parte 1 Desenvolvendo o Primeiro Relatório

Fortes Report Parte 1 Desenvolvendo o Primeiro Relatório Fortes Report Parte 1 1 Fortes Report Parte 1 Desenvolvendo o Primeiro Relatório Amigos, fazer relatórios é o famoso mal necessário, que particularmente eu não me incomodo em desenvolver, até porque, geralmente

Leia mais

Dando um passeio no ASP.NET

Dando um passeio no ASP.NET Dando um passeio no ASP.NET Por Mauro Sant Anna (mas_mauro@hotmail.com). Mauro é um MSDN Regional Director, consultor e instrutor. O principal objetivo da arquitetura.net é permitir ao usuário o fácil

Leia mais

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL.

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2012 Edição 7 Listando e Gravando Listando itens em ComboBox e gravando os dados no

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI CRIANDO UMA AUTENTICAÇÃO DE USUÁRIO UTILIZANDO O COMPONENTE QUERY A autenticação de usuários serve para

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri OBJETIVOS DA AULA: Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Fazer uma breve introdução a respeito do MS SQL Server 7.0; Criar uma pequena base de dados no MS SQL Server 7.0; Elaborar

Leia mais

Acessando a Porta Paralela com o Delphi. Vitor Amadeu Souza. vitor@cerne-tec.com.br

Acessando a Porta Paralela com o Delphi. Vitor Amadeu Souza. vitor@cerne-tec.com.br Acessando a Porta Paralela com o Delphi Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br Introdução A Porta Paralela pode ser usada de forma a permitir a interface do computador com o mundo externo para acionamento

Leia mais

Display de 7. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Display de 7. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Display de 7 Segmentos Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI - UTILIZANDO OPENDIALOG PARA ARMAZENAR IMAGENS EM BANCO DE DADOS Criaremos uma solução simples para criar

Leia mais

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes)

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) 1. Sobre o Microsoft Dynamics CRM - O Microsoft Dynamics CRM permite criar e manter facilmente uma visão clara dos clientes,

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para XEROX 6279. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a XEROX 6279 no manual

Leia mais

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações Manual de Instalação de Telecentros Comunitários Ministério das Comunicações As informações contidas no presente documento foram elaboradas pela International Syst. Qualquer dúvida a respeito de seu uso

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Interface para Regras de Negócios em Multi-Banco

Interface para Regras de Negócios em Multi-Banco 1 Interface para Regras de Negócios em Multi-Banco MARCELO JALOTO (marcelo@jaloto.net) é graduado no curso superior Projetos e Gestão de Redes de Computadores e formado no curso Técnico em Processamento

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS FORMULÁRIOS COM ABAS Trabalhar com abas (ou guias) é um recurso

Leia mais

Requisitos do Sistema

Requisitos do Sistema PJ8D - 017 ProJuris 8 Desktop Requisitos do Sistema PJ8D - 017 P á g i n a 1 Sumario Sumario... 1 Capítulo I - Introdução... 2 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Quem deve ler esse documento... 2 Capítulo II -

Leia mais

[MANUAL DE INTEGRAÇÃO PARA SITES DE MEMBROS]

[MANUAL DE INTEGRAÇÃO PARA SITES DE MEMBROS] 2011 [MANUAL DE INTEGRAÇÃO PARA SITES DE MEMBROS] Destinado a usuários que desejam vender conteúdo premium, disponível em sites de membros, através da plataforma Hotmart. Versão do documento: 1.0, 11/04/2011.

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Sistema básico de cadastro em Delphi com banco de dados InterBase.

Sistema básico de cadastro em Delphi com banco de dados InterBase. Sistema básico de cadastro em Delphi com banco de dados InterBase. Nesta apostila vamos abordar o uso do banco de dados Interbase e o acesso nativo com os componentes da paleta InterBase do Delphi, eu

Leia mais

Configurando DDNS no Stand Alone

Configurando DDNS no Stand Alone Configurando DDNS no Stand Alone Abra o seu navegador de internet e acesse o endereço http://www.advr.com.tw(ou, http://59.124.143.151 ). Clique em Register para efetuar o cadastro de um novo grupo.(foto

Leia mais

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212

Leia mais

Manual de Instalação do Facilite e Configuração do Banco de Dados

Manual de Instalação do Facilite e Configuração do Banco de Dados Pagina 1 Titulo do Manual [Parâmetros Gerais] Elaboração [Ricardo Francisco Mizael] Versão 1.1 Data Elaboração 01/08/2011 Paginas 33 Data Revisão 25/11/2011 Pagina 2 Conteúdo do Manual Apresentação...3

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Usando o evento OnFilterRecord para filtrar ClientDataSets

Usando o evento OnFilterRecord para filtrar ClientDataSets Usando o evento OnFilterRecord para filtrar ClientDataSets O objetivo mais importante no desenvolvimento de um programa é fornecer ao cliente maior liberdade para usar as interfaces e ao mesmo tempo tornar

Leia mais

Guia do Usuário. idocsscan v.2.1.14

Guia do Usuário. idocsscan v.2.1.14 Guia do Usuário idocsscan v.2.1.14 2013 BBPaper_Ds - 2 - Sumário Introdução... 5 Instalação... 7 Inicializando a aplicação... 12 Barras de acesso e informações... 13 Teclas de atalho... 14 Barra de Ferramentas...

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

Instalação, configuração e manual

Instalação, configuração e manual Cardápio Moura Instalação, configuração e manual Conteúdo Instalação... 4 Requisitos mínimos... 4 Windows 8... 5 Instalação do IIS no Windows 8... 5 Configuração do IIS no WINDOWS 8... 15 Windows 7...

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Prof. Gilbert Azevedo da Silva I. Objetivos Conhecer o Ambiente Integrado de Desenvolvimento (IDE) do Delphi 7, Desenvolver a primeira aplicação no Delphi 7, Aprender

Leia mais

Manual de Instalação ProJuris8

Manual de Instalação ProJuris8 Manual de Instalação ProJuris8 Sumário 1 - Requisitos para a Instalação... 3 2 - Instalação do Firebird.... 4 3 - Instalação do Aplicativo ProJuris 8.... 8 4 - Conexão com o banco de dados.... 12 5 - Ativação

Leia mais

Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server

Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server Versão 4.10 PDF-SERVER-D-Rev1_PT Copyright 2011 Avigilon. Todos os direitos reservados. As informações apresentadas estão sujeitas a modificação sem aviso

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Índice. Tutorial para Desenvolvimento de Conduits em Delphi

Índice. Tutorial para Desenvolvimento de Conduits em Delphi Índice Índice...1 Desenvolvendo Conduits...2 (Passo a Passo)...2 Criando um Arquivo.mdb... 2 Arquivos...6 Instalando os componentes... 7 Recompilando os Comonentes do Delphi...13 Configurando a Conexão

Leia mais

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.0.2 PDF-SERVER5-A-Rev2_PT Copyright 2013 Avigilon. Todos os direitos reservados. A informação apresentada está sujeita a alteração sem aviso

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice Índice Apresentação...2 Barra de Título...2 Barra de Menus...2 Barra de Ferramentas Padrão...2 Barra de Ferramentas de Formatação...3 Barra de Fórmulas e Caixa de Nomes...3 Criando um atalho de teclado

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS 1) Clique duas vezes no arquivo ControlGasSetup.exe. Será exibida a tela de boas vindas do instalador: 2) Clique em avançar e aparecerá a tela a seguir: Manual de Instalação

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa Manual do Usuário Sistema Financeiro e Caixa - Lançamento de receitas, despesas, gastos, depósitos. - Contas a pagar e receber. - Emissão de cheque e Autorização de pagamentos/recibos. - Controla um ou

Leia mais

6 - Apresentação do Painel de Controle do software DVR-Viewer. Itens Descrição 1 Lista do DVR: Adiciona/Modifica/Apaga a lista de DVRs conectados.

6 - Apresentação do Painel de Controle do software DVR-Viewer. Itens Descrição 1 Lista do DVR: Adiciona/Modifica/Apaga a lista de DVRs conectados. Instrução de acesso ao DVR da Yoko modelo Pentaplex. Via Software. 1 - Instalar o Software que esta no CD (Yoko H264\setup.exe) ou Fazer o Download do software do através do site abaixo: ( caso o navegador

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

CRIANDO UM BANCO DE DADOS

CRIANDO UM BANCO DE DADOS CRIANDO UM BANCO DE DADOS Bem, antes de iniciarmos propriamente no delphi, devemos aprender a usar sua ferramentas, sendo uma das mais importantes o Database Desktop, pois é com esta que construímos nossos

Leia mais

Requerimento: Digitador de Pedidos ProfarmaNet. Manual de Apoio. Preparado por: Versão: 1.0. Sumário

Requerimento: Digitador de Pedidos ProfarmaNet. Manual de Apoio. Preparado por: Versão: 1.0. Sumário Vanderlei Manual de Apoio Resumo Módulo Básico Especifico para Instalação e Usabilidade Lista de Distribuição Nome Área / Função Histórico de modificações Versão Data Descrição Responsável 13/12/2013 Versão

Leia mais

Manual. Configuração do. Samba. Compartilhamento e Servidor Samba Linux. Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre

Manual. Configuração do. Samba. Compartilhamento e Servidor Samba Linux. Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração do Samba Compartilhamento e Servidor Samba Linux Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração do Samba Compartilhamento e Servidor Samba

Leia mais

COMO INSTALAR ZIM 8.50 WINDOWS

COMO INSTALAR ZIM 8.50 WINDOWS ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL COMO INSTALAR ZIM 8.50 WINDOWS Próx Antes de Iniciar O objetivo deste documento é apresentar os passos necessários para instalar a versão mais recente do Zim 8.50 para Windows.

Leia mais

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye 1. Introdução Esse guia foi criado com o propósito de ajudar na instalação do Neteye. Para ajuda na utilização do Software, solicitamos que consulte os manuais da Console [http://www.neteye.com.br/help/doku.php?id=ajuda]

Leia mais

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB!

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! 7 a e 8 a SÉRIES / ENSINO MÉDIO 15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! Sua home page para publicar na Internet SOFTWARES NECESSÁRIOS: MICROSOFT WORD 2000 MICROSOFT PUBLISHER 2000 SOFTWARE OPCIONAL: INTERNET EXPLORER

Leia mais

Banco de Dados Oracle 10g

Banco de Dados Oracle 10g 2010 Banco de Dados II Líder: George Petz... 19 Bruno Aparecido Pereira... 07 Gustavo da Silva Oliveira... 24 Luis Felipe Martins Alarcon... 32 Rubens Gondek... 41 Professor: Gilberto Braga de Oliveira

Leia mais

Como Usar o DriverMax

Como Usar o DriverMax Como Usar o DriverMax Este programa é uma mão na roda para proteger os drivers dos componentes de um computador. Veja porquê. O DriverMax é uma ferramenta que faz cópias de segurança de todos os drivers

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Sumário SYSBIBLI INSTALAÇÃO

Sumário SYSBIBLI INSTALAÇÃO Sumário 1. Sysbibli...3 1.1 Informação... 3 1.2 Informações técnicas... 3 1.3 Requisitos de Hardware... 3 1.4 Requisitos de Software...3 1.5 Instalação...3 1.6 Configuração... 4 2. Criação das Tabelas

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

MANUAL DO ANIMAIL 1.0.0.1142 Terti Software

MANUAL DO ANIMAIL 1.0.0.1142 Terti Software O Animail é um software para criar campanhas de envio de email (email Marketing). Você pode criar diversas campanhas para públicos diferenciados. Tela Principal do sistema Para melhor apresentar o sistema,

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem 1 de 20 Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem Resolvi documentar uma solução que encontrei para fazer minhas cópias de segurança. Utilizo um software gratuito chamado Cobian Backup

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital

MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital DEZEMBRO / 2010 NEXTCALL GRAVADOR TELEFÔNICO DIGITAL Obrigado por adquirir o NextCall. Este produto foi desenvolvido com o que há de mais atual em

Leia mais

Manual de Atualização de Versão

Manual de Atualização de Versão Fornece as orientações necessárias para efetuar a atualização da versão do Citsmart no ambiente Windows. Versão 1.5 10/03/2015 Visão Resumida Data Criação 10/03/2015 Versão Documento 1.5 Projeto Responsáveis

Leia mais

Podemos agora ver no IDE do Morfik os objetos que já incorporamos ao nosso projeto :

Podemos agora ver no IDE do Morfik os objetos que já incorporamos ao nosso projeto : Podemos agora ver no IDE do Morfik os objetos que já incorporamos ao nosso projeto : O form Index A tabela Fotos A query Q_seleção_de_fotos Vide figura 46. Figura 46 O próximo passo é criar um form que

Leia mais

Tela Inicial: O Banco de Dados e seus objetos:

Tela Inicial: O Banco de Dados e seus objetos: Access 1 Tela Inicial: 2 ÁREA DE TRABALHO. Nosso primeiro passo consiste em criar o arquivo do Access (Banco de Dados), para isto utilizaremos o painel de tarefas clicando na opção Banco de Dados em Branco.

Leia mais

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato Introdução ao X3 Exercício 1: Criando um registro de Contato Inicie por adicionar um novo registro de Contato. Navegue para a tabela de Contato clicando na aba de Contato no alto da página. Existem duas

Leia mais

Para que o NSBASIC funcione corretamente em seu computador, você deve garantir que o mesmo tenha as seguintes características:

Para que o NSBASIC funcione corretamente em seu computador, você deve garantir que o mesmo tenha as seguintes características: Cerne Tecnologia www.cerne-tec.com.br Conhecendo o NSBASIC para Palm Vitor Amadeu Vitor@cerne-tec.com.br 1. Introdução Iremos neste artigo abordar a programação em BASIC para o Palm OS. Para isso, precisaremos

Leia mais

Usando o Outlook MP Geral

Usando o Outlook MP Geral Usando o Outlook MP Geral Este guia descreve o uso do Outlook MP. Este guia é baseado no uso do Outlook MP em um PC executando o Windows 7. O Outlook MP pode ser usado em qualquer tipo de computador e

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

O que um Servidor Samba faz?

O que um Servidor Samba faz? O que é o Samba? O Samba é um "software servidor" para Linux (e outros sistemas baseados em Unix) que permite o gerenciamento e compartilhamento de recursos em redes formadas por computadores com o Windows

Leia mais

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais.

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. MICROSOFT WINDOWS O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. Apresentaremos a seguir o Windows 7 (uma das versões do Windows)

Leia mais

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Abril 2013 Sumário 1. Agente... 1 2. Onde instalar... 1 3. Etapas da Instalação do Agente... 1 a. Etapa de Instalação do Agente... 1 b. Etapa de Inserção

Leia mais

Manual do Instar Mail Sumário

Manual do Instar Mail Sumário Manual do Instar Mail Sumário 1 - Apresentação do sistema... 2 2 - Menu cliente... 2 3 - Menu Importação... 5 4 - Menu Campanhas... 9 5 - Menu banco de arquivos... 16 6 - Menu agendamento... 16 7 - Menu

Leia mais

www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1

www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1 www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1 Remarketing é um recurso utilizado para direcionar anúncios personalizados para as pessoas que visitaram uma determinada página do seu site ou clicaram

Leia mais

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX Apresentação O departamento de varejo da PC Sistemas inovou seu produto de frente de caixa, permitindo seu funcionamento no sistema operacional do Linux com a distribuição Ubuntu. O cliente poderá usar

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

Manual de Atualização de Versão Fornece as orientações necessárias para efetuar a atualização da versão do Citsmart no ambiente Linux.

Manual de Atualização de Versão Fornece as orientações necessárias para efetuar a atualização da versão do Citsmart no ambiente Linux. Fornece as orientações necessárias para efetuar a atualização da versão do Citsmart no ambiente Linux. Versão 2.5 10/03/2015 Visão Resumida Data Criação 10/03/2015 Versão Documento 2.5 Projeto Responsáveis

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 Em qualquer profissão é importante que se conheça bem as ferramentas que serão usadas para executar o trabalho proposto. No desenvolvimento de software não é

Leia mais

Manual Digifort Explorer Cliente de Monitoramento Versão 6.2.0.0 Rev. A

Manual Digifort Explorer Cliente de Monitoramento Versão 6.2.0.0 Rev. A Manual Digifort Explorer Cliente de Monitoramento Versão 6.2.0.0 Rev. A 2 Cliente de Monitoramento - Versão 6.2.0.0 Índice Part I Bem vindo ao Manual do Digifort Explorer 4 1 Screen... Shots 4 2 A quem...

Leia mais

SUMÁRIO 1. AULA 7 INTRODUÇÃO À REDES PONTO A PONTO = PARTE 1:... 2

SUMÁRIO 1. AULA 7 INTRODUÇÃO À REDES PONTO A PONTO = PARTE 1:... 2 SUMÁRIO 1. AULA 7 INTRODUÇÃO À REDES PONTO A PONTO = PARTE 1:... 2 1.1 Introdução... 2 1.2 Montando Redes Ponto-a-Ponto... 3 1.2.1 Parte lógica... 3 1.2.2 Escolhendo o sistema operacional... 3 1.2.3 Instalação

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

Parte 5 LibreOffice Base

Parte 5 LibreOffice Base Parte 5 LibreOffice Base 1. Criação do banco de dados 1. Abra o LibreOffice Base; 2. Escolha Criar um novo banco de dados e clique em Concluir; 3. Salve o banco de dados em alguma pasta do computador.

Leia mais

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas. Vitor Valerio de Souza Campos

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas. Vitor Valerio de Souza Campos Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas Vitor Valerio de Souza Campos Objetivos do curso 1. Criar uma tabela no modo de exibição Folha de Dados. 2. Definir tipos de dados para os campos na tabela.

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Microsoft Windows XP William S. Rodrigues APRESENTAÇÃO WINDOWS XP PROFISSIONAL O Windows XP, desenvolvido pela Microsoft, é o Sistema Operacional mais conhecido e utilizado

Leia mais

Área de Trabalho. Encontramos: Ìcones Botão Iniciar Barra de Tarefas

Área de Trabalho. Encontramos: Ìcones Botão Iniciar Barra de Tarefas Inicialização Tela de Logon Área de Trabalho Encontramos: Ìcones Botão Iniciar Barra de Tarefas Área de Trabalho Atalhos de Teclados Win + D = Mostrar Área de trabalho Win + M = Minimizar Tudo Win + R

Leia mais

User Manager 1.0. edtusuario Nome do novo Usuário a ser criado edtsenha Senha do novo usuário Label

User Manager 1.0. edtusuario Nome do novo Usuário a ser criado edtsenha Senha do novo usuário Label Montando o Código: User Manager 10 Neste artigo vou abordar um pequeno problema que temos normalmente com nossos usuários, a criação de usuários e senhas para Interbase e Firebird, a demanda de trabalho

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

Instrução de acesso ao DVR da Yoko Modelo RYK925x Via Software.

Instrução de acesso ao DVR da Yoko Modelo RYK925x Via Software. Instrução de acesso ao DVR da Yoko Modelo RYK925x Via Software. 1 - Instalar o Software que está no CD (Yoko H264\setup.exe) ou Fazer o Download do software do através do site abaixo: http://cameras.khronos.ind.br:1061/clientes/aplicativos/yokoprata/

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais