REDVET. Revista Electrónica de Veterinaria E-ISSN: Veterinaria Organización España

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REDVET. Revista Electrónica de Veterinaria E-ISSN: 1695-7504 redvet@veterinaria.org Veterinaria Organización España"

Transcrição

1 REDVET. Revista Electrónica de Veterinaria E-ISSN: Veterinaria Organización España Carrijo Junior, Osmar Alves; Langer, Jackson Avaliação de Protocolo de Inseminação Artificial em Tempo Fixo utilizando ecg em Vacas Nelore Puras e Paridas REDVET. Revista Electrónica de Veterinaria, vol. VII, núm. 2, febrero, 2006, pp. 1-8 Veterinaria Organización Málaga, España Disponível em: Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto

2 /n html Avaliação de Protocolo de Inseminação Artificial em Tempo Fixo utilizando ecg em Vacas Nelore Puras e Paridas (Evaluating a controlled artificial insemination protocol using ecg (PMSG) in Pure Bred and calved Nelore cows) Carrijo Junior, Osmar Alves 1 (nick: ocarrijojr); Langer, Jackson 2 1) Professor das Faculdades Integradas do Planalto Central (FIPLAC); 2) Aluno de Graduação das Faculdades Integradas do Planalto Central (FIPLAC). Endereço correspondência:higs 708 bl. A casa 21, Asa Sul, Brasília-DF, cep: , Brasil. RESUMO Objetivo deste experimento foi avaliar protocolo de inseminação artificial em temo fixo (IATF) em vacas Nelores puras e registradas. Foram utilizados 35 animais com intervalo de dias pós-parto em 2 grupos, onde o grupo 1 (tratamento) recebeu implante de progesterona no dia 0 mais 2ml de benzoato de estradiol, no oitavo dia receberam 1,5ml Novormon (ecg, PMSG). No dia da aplicação do ecg foi retirado o progestágeno e os animais receberam uma dose 2ml de prostaglandina, no dia 9 receberam mais 1ml de benzoato de estradiol, e todas foram inseminadas no dia 10 com ou sem a presença do cio. No grupo 2 (controle), os animais foram inseminados 12 horas após a apresentação do cio durante a estação de monta da propriedade. Os dados foram analisados usando o teste de quiquadrado na planilha do programa Excel (Microsoft Office XP). É importante ressaltar que apesar do grupo de vacas, que foram inseminadas do modo tradicional (grupo controle), ter um índice de prenhez maior (12/21, 57,14%) do que o grupo de inseminação de tempo fixo (6/14, 42,85%), este aumento não apresentou diferença significativa (p<0,05). Estes dados sugerem que o protocolo proposto no experimento foi eficiente para sincronizar a ovulação, permitindo a IA em tempo fixo, melhorando a sincronização das vacas e a eficiência dentro de uma estação de monta. Palavras-chave: ecg, Sincronização, Nelore Abstract The objective of this study was to evaluate a controlled artificial insemination protocol using ecg (PMSG) in Pure Bred and calved Nelore cows. A total of 35 animals, days postpartum were divided into 2 groups; group 1 (treatment) received a progesterone implant on day 0 plus 2ml of estrogen, in the eight day received 1,5ml of Novormon (ecg, PMSG). The day of the ecg application the progesterone implant was taken out and all animals received 2ml of prostaglandin. Day 9 all animals received 1ml of estrogen, and were inseminated in day 10 with or without the presence of estrous. The second group (control), the animals were inseminated 12 hours after estrous during the controlled reproductive season. Data was analyzed using quisquare test using Excel program (Microsoft Office XP). It is important to observe that despite the control group have a higher rate of gestation (12/21, 57.14%) it was not significantly different than the treatment group (6/14, 42.85%) (P<0,05). These results demonstrated that the proposed protocol was efficient to synchronize ovulation, permitting artificial insemination at a controlled time. It gives us a better result in synchronization of cows and a better efficiency in a controlled reproductive season. Keywords: ecg, Synchronization, Nelore, bovine

3 /n html 1. INTRODUÇÃO Considerando as dificuldades existentes para a detecção de cio, atualmente pesquisadores de todo o mundo, vem desenvolvendo protocolos que sincronizam a ovulação pela aplicação de fármacos e possibilita o emprego da (Inseminação artificial em tempo fixo) IATF, independente da manifestação de cio. Tais protocolos possibilitam inseminar um grande número de animais em dias pré-determinados sem a necessidade de se implantar programas intensivos de detecção de cio. A sincronização do cio é uma biotécnica reprodutiva que permite a concentração da inseminação e da parição em épocas desejáveis. A inseminação artificial é sem dúvida, uma ferramenta extremamente importante no processo de melhoramento genético do rebanho. No entanto, uma das grandes limitações à sua expansão têm sido o custo e falhas associados ao trabalho de observação de cio por longo período de tempo, e assim, fica prejudicada a performance reprodutiva do rebanho, o intervalo entre partos e a produção do rebanho (MALUF, 2002). As perdas de cio aumentaram o número de dias improdutivos dos animais, o intervalo entre partos, e diminuem o número de bezerros nascidos. Ao observarem esses efeitos, muitos fazendeiros interromperam seus programas de inseminação artificial. Dessa forma, programas de inseminação em tempo fixo, sem a necessidade de detecção de cio, colaboram para o aumento da eficiência e do emprego dessa técnica (BARUSELLI, 2004). A sincronização é uma ferramenta importante quando o objetivo é trabalhar com inseminação artificial em tempo fixo (IATF), pois se torna mais preciso o momento e o mecanismo da ovulação nos animais tratados, ou seja, pela aplicação de hormônios os quais possam promover um mecanismo de feed-back positivo para LH no momento final do crescimento folicular (MOREIRA, 2002). Esquemas propostos com a aplicação de hormônios podem estimular e tornar mais eficaz tal liberação de LH (YAVAS & WALTON, 2000a). Os implantes de progestágenos oferecem alta porcentagem de animais em estro, num período bastante curto, o que possibilita a realização da IATF entre 48 e 60 horas após a retirada do implante. Se isto ocorre é porque o status folicular, no final do tratamento é bastante homogêneo entre os animais, o que possibilita a sincronização da ovulação mediante a aplicação de drogas que desencadeiam um pico pré-ovulatório de LH (MADUREIRA, 2000). Estudos para avaliar diferentes protocolos a base de progesterona mostraram que tratamentos longos para regressão espontânea do CL ( 14d), sincronizaram o estro. No entanto, esses tratamentos levam à formação de folículos dominantes de maior tamanho (persistentes) e de reduzida fertilidade. A baixa fertilidade é atribuída à maturação espontânea do ovócito presente no folículo persistente. Tratamentos que induzem a regressão do folículo persistente e levam à emergência de uma nova onda de crescimento folicular melhoram as taxas de prenhez (BÓ et al., 2004). O tratamento com estrógeno e progestágeno tem sido cada vez mais empregado em programas de sincronização do estro em bovinos. O tratamento consiste na inserção de

4 /n html um dispositivo contendo progestágeno e na administração de estrógeno no dia 0 (para emergência de uma nova onda de crescimento folicular e prevenção de folículos persistentes), na administração de PGF2α no momento da retirada do dispositivo nos dias 7, 8 ou 9 (indução da luteólise), e subseqüente aplicação de reduzida dose de estradiol (0,5 a 1,0 mg) após 24 h ou de GnRH após 48 a 54 h para a sincronização da ovulação (MOREIRA, 2002). As taxas de prenhez com IATF mostraram-se similares às IA com detecção do estro (BÓ et al., 2004). O estrógeno pode agir como um agente sincronizador da ovulação, induzindo um pico de LH através de um feedback positivo ao GnRH (MOREIRA, 2002). Vale a pena ressaltar que o benzoato de estradiol tem um menor custo em relação ao GnRH (MOREIRA, 2002). Também tem sido utilizado para a sincronização da ovulação o ecg/pmsg (Gonadotrofina sérica da égua prenhe). Esta gonadotrofina está circulante na égua prenhe entre 40º e o 130º dias da gestação (HAFEZ, 1995). O ecg/pmsg estimula o desenvolvimento de folículos ovarianos. Alguns destes folículos ovulam, porém a maioria forma um folículo luteinizado devido à ação semelhante à do LH pelo ecg/pmsg. Este possui ações biológicas de LH e FSH sendo dominantes as ações do FSH. O ecg/pmsg foi uma das primeiras gonadotrofinas disponíveis comercialmente sendo utilizada para induzir superovulação (HAFEZ, 1995). A vantagem de utilizar o ecg/pmsg nos protocolos de sincronização, é que este hormônio é administrado no momento da remoção do implante de progestágenos, evitando assim um trabalho a mais de manipulação quando comparado a outros protocolos (MOREIRA, 2002). A extensão do anestro pós-parto em vacas amamentando, pode ser explicado pela baixa secreção de LH (HENAO et al., 2000), ou seja, nestes animais há uma redução na freqüência dos pulsos de secreção de LH evitando a maturação e ovulação do folículo dominante (MOREIRA, 2002). É possível, portanto, não só sincronizar o estro, mas também a ovulação pelo uso de GnRH, benzoato de estradiol, ou ecg e realizar a IATF (MOREIRA, 2002). Os avanços tecnológicos observados na pecuária durante os últimos anos, indicam a necessidade de obtermos um rebanho lucrativo, e as fazendas produtoras de gado de corte, não podem se dar o luxo de trabalhar com índices baixos de fertilidade do rebanho, por isso é que estão sendo muito utilizados os programas de IATF, com objetivo de maximizar o número de bezerros nascidos na propriedade. Esse trabalho realizado em vacas Nelore PO mostra um dos métodos existentes para IATF, comparando com o uso da IA convencional, mostra também que a IATF só ajuda melhorar os índices, que ainda necessita do complemento da IA ou uso de touros de repasse para aproveitamento de retorno do cio, dos animais que não ficaram gestantes com a IATF.

5 /n html 2. MATERIAIS E MÉTODOS 2.1 Local O experimento foi realizado na Fazenda Phoenix, localizada na região centro-oeste do Brasil, na cidade de Cristalina, no estado de Goiás. O período de execução da IATF foi entre os dias 23 de janeiro e 1º de fevereiro do ano de 2005, e foi feito o diagnóstico de gestação dos animais que não retornaram ao cio através de ultra-sonografia no dia 1º de maio, 30 dias após o final da estação de monta da propriedade. O grupo controle permaneceu na estação de monta do dia primeiro de dezembro até o dia primeiro de abril. 2.2 Animais Foram utilizadas 35 vacas registradas da raça nelore com intervalo de parto entre 45 e 90 dias, onde foi dividido por sorteio em dois grupos, onde o primeiro lote ficou como grupo controle e o segundo lote recebeu o protocolo de Inseminação Artificial em Tempo Fixo. Estes animais permaneceram todo tempo, pós-parto, desde o início do experimento até o diagnóstico de gestação, no término do experimento, sempre no mesmo lote, em pastagens de andropogon gayanus. 2.3 Tratamentos Tratamento 01 (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) Dia 0 = Implante Intravaginal de Progesterona + Benzoato de Estradiol 2ml Dia 8 (08:00 horas) = Retirada do implante + 1,5ml de Novormon (ecg, PMSG) + 2ml de PGF2α Dia 9 (08:00 horas) = 1ml de Benzoato de Estradiol Dia 10 (14:00 horas) = Inseminação com ou sem presença de cio Todas as vacas foram inseminadas artificialmente horas após a retirada dos implantes. O sêmen utilizado no experimento foi 100% do mesmo touro, com qualidade

6 /n html reconhecida e oriunda de uma empresa idônea. O inseminador foi o mesmo para todas as vacas. As vacas que retornaram ao cio foram inseminadas, e entraram para o grupo de animais não prenhe, foi feito o diagnóstico de gestação somente nos animais que não retornaram ao cio Tratamento 02 (Grupo Controle) As vacas deste grupo foram inseminadas somente com cio natural, durante a estação de monta da propriedade, e feito diagnóstico de gestação trinta dias após a estação de monta. 2.4 Lotes Grupo Controle (21 vacas) BO 4731, CB 4649, PEPE 4803, MIK 1557, CB 4659, KT 2972, KT 2961, BJ 4385, KT 2967, BO 4718, KM 419, KT 2962, KT 2963, EBVR 255, RUI 2272, EC 6, EC 25, BO 4713, BO 4715, KM 1153 e BO Inseminação Artificial em Tempo Fixo (14 vacas) PEPE 4813, PEPE 4948, MIK 1570, CB 4658 PEPE 4782, BJ 4389, EC 139, BO 4733, KT 2955, KT 2959, SMJ 1947, BO 4710, BJ 4397 e KT Análise Estatística Os dados foram analisados usando o teste de qui-quadrado na planilha do programa Excel (Microsoft Office XP). 3. RESULTADOS A tabela 1 mostra o efeito dos tratamentos sobre a porcentagem de prenhez das vacas utilizadas no experimento. Pode se observar que apesar do grupo de vacas, que foram inseminadas do modo tradicional, ter um índice de prenhez maior do que o grupo de inseminação de tempo fixo, este aumento não apresentou diferença significativa (p<0,05). Tabela 1. Efeito dos tratamentos sobre a porcentagem de prenhez nas vacas utilizadas no experimento. Tratamentos Controle (IATF) Total de animais Nº de prenhez 12 6 % de prenhez 57,14 42,85

7 /n html 100,00% 80,00% 60,00% 40,00% 57,14% 42,85% % de prenhez 20,00% 0,00% Controle IATF Primíparas + Multíparas Gráfico 1. Representação gráfica do efeito dos tratamentos sobre a porcentagem de prenhez nas vacas utilizadas no experimento. 4. DISCUSSÕES Este estudo descreve a comparação da eficiência de duas técnicas de inseminação artificial em um rebanho nelore puro. A aplicação de ecg em vacas com bezerro ao pé incrementou o aparecimento da onda de LH, pois este hormônio em Bos taurus indicus reduz a variabilidade do surgimento da onda de LH pré-ovulatória e quando administrada no final do tratamento de progesterona mais estrógeno tem aumentado a resposta ao estro em animais em anestro no início do tratamento (CAVALIERI et al., 1997). No presente trabalho, foi observado um menor número de prenhez em vacas que foram submetidas ao protocolo de IATF com ecg. Os resultados de prenhez com IATF foram semelhantes ao encontrado por MOREIRA (2002), que encontrou 40,5% de prenhez de vacas com bezerro ao pé. Em outro estudo, os autores chegaram a resultados semelhantes aos encontrados neste trabalho, pois em vacas com bezerro ao pé obtiveram 44,8% de prenhez (BO & BARUSELLI, 2002). DUARTE (2005) encontrou em seu experimento 53,5% de prenhez em vacas nelore lactantes com 65 dias pós-parto. SOTO BELLOSO et al. (2002), encontraram uma taxa de prenhez em vacas cruzadas zebus com bezerro ao pé de 61% no primeiro serviço com a observação do estro. Em um experimento, GONÇALVEZ (2001) verificou a diferença de resultados de prenhez, comparando diferentes doses de ecg no dia da retirada do implante e encontrou resultados variando entre 33,3% e 50% de prenhez, em vacas com dias pósparto. Ainda, MOREIRA (2002), demonstrou que vacas com bezerro tratadas com ecg tendem a ter um índice de prenhez menor do que vacas sem bezerro ao pé. Isto é explicado, pois o efeito de opióides hipotalâmicos ativados pelo mecanismo de percepção inguinal na hora

8 /n html da mamada, podem inibir a onda de LH (alteração da pulsatilidade) (YAVAS & WALTON, 2000b; DRIANCOURT, 2001). Este fato ainda pode ser explicado, pois SOTO BELOSO et al. (2002) afirmaram que a inibição do eixo-hipotalamo-hipófise-ovário pode continuar por mais de 90 dias no período pós-parto quando estas fêmeas estão em lactação, mesmo que este processo ainda não esteja totalmente compreendido, existe uma indicação de que a resposta ao estro é dependente do grau de maturidade do folículo e provavelmente retardada pela presença do bezerro. 5. CONCLUSÕES Com o uso da IATF, conseguimos inseminar um número maior de vacas no início da estação de monta, as vacas que não ficaram gestantes, dentro de no máximo 30 dias estarão retornando cio, podendo ser inseminadas novamente, ou podem ser utilizados touros de repasse. Com isso conseguimos diminuir o número de dias de inseminação. No caso de usarmos touros de repasse, o inseminador poderá fazer seu serviço em até mesmo um único dia, diminuindo muito a mão-de-obra da propriedade. Pode ser observada uma diferença nos resultados de prenhez, onde o grupo controle foi superior, mas quando analisado estatisticamente não há diferença entre os tratamentos, isto evidencia a necessidade de realizar um novo experimento com um número maior de animais. Agradecimento: agradecemos à Fazenda Piscamba, localizada em Cristalina-Go Brasil pela disponibilização de seus funcionários e animais Nelore PO Registrados para a realização deste trabalho. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 1. BARUSELLI, P. S.; REIS, E. L.; MARQUES M. O. Técnicas de manejo para otimizar a eficiência reprodutiva em fêmeas bos indicus. Grupo de Estudo de Nutrição de Ruminantes Departamento de Melhoramento e Nutrição Animal FCA FMVZ Unesp Botucatu, São Paulo, 2004, p BO, G.A., BARUSELLI, P.S. Programas de inseminacón artifficial a tiempo fixo em el ganado bovino em regiones subtropicales y tropicales. III curso internacional de ganadería de doble propósito. In: XI Congreso Venezolano de Producción e Industria Animal. Valera 22 al 26 de Octubre. ULA-Trujilo BÓ, G.A; MORENO, D.; CUTAIA, L.; BARUSELLI, P.S.; REIS, E.L. Manipulação hormonal do ciclo estral em doadoras e receptoras de embrião bovino. Acta Scientiae Veterinariae, v.32, p.1-22, Suplemento. 4. CAVALIERI, J.; RUBIO, I.; KINDER, J.E. et al. Synchronization of estrous and ovulation and associated endocrines changes in Bos taurus indicus cows. Theriogenology, v.47, p , DRIANCOURT, M.A. Regulation of ovarian follicular dynamics in farm animals. Implications for manipulation of reproduction. Theriogenology, v.55, p , DUARTE, R.A.; REIS, E.L.; SÁ FILHO, M.F.; BÓ, G.A.; GONÇALVEZ, R.L.; BARUSELLI, P.S.; KOZICKI, L.E., Efeito do tratamento com ecg e GnRH em vacas Nelore inseminadas em tempo fixo. A Hora Veterinária, ano 24, nº 143, janeiro /fevereiro/2005, p.8-10.

9 /n html 7. GONÇALVEZ, V.C., Associação de diferentes doses da gonadotrofina coriônica eqüina (ecg) no tratamento com progestágenos e estrógenos em vacas de corte. Programa de pós-graduação em Ciências Veterinárias, Faculdade de Veterinária de Porto Alegre UFRGS, Dissertação de mestrado 8. HAFEZ, E.S.E. Reprodução Animal. 6. ed. São Paulo:SP, Editora Manole, p HENAO, G.; OLIVERA-ANGEL, M.; MALDONADO-ESTRADA, J.G. Follicular dynamics during postpartum anestrus and the first estrous cycle in suckled os non-suckled brahman (Bos Taurus Indicus) cows. Animal Reproduction Science, v.36, p , MADUREIRA, E.H. Controle farmacológico do ciclo estral com o emprego de progesterona e progestágenos em bovinos. In: MADUREIRA E.H.; BARUSELLI, P.S. Controle farmacológico do ciclo estral em ruminantes, São Paulo, FUNVET, 2000, p MALUF, D.Z., Avaliação da reutilização de implantes contendo progestágenos para controle farmacológico do ciclo estral e da ovulação em vacas de corte. Piracicaba, São Paulo Brasil, p. Dissertação de Mestrado. 12. MOREIRA, R.J.C., Uso do protocolo Crestar em tratamentos utilizando benzoato de estradiol, PGF2α, PMSG e GnRH para controle do ciclo estral e ovulação em vacas de corte. Piracicaba, São Paulo - Brasil, p. Dissertação de Mestrado. 13. SOTO BELLOSO, E.; MARTINEZ, G.P.; De ONDIZ, A. et al. Improvement of reproductive performance in cross breed zebu anestrous primiparous cows by treatment with norgestomet implants or 96h calf removal. Theriogenology, v.57, p , YAVAS, Y.; WALTON, J.S. Induction of ovulation in postpartum sucked beef cows: a review. Theriogegology, v.54, p.01-23, 2000a. 15. YAVAS, Y.; WALTON, J.S. Postpartum acyclicity in sucked beef cows: a review. Theriogegology, v.54, p.25-55, 2000b. Trabajo recibido el 28/11/2005, nº de referencia _REDVET. Enviado por su autor principal. Publicado en Revista Electrónica de Veterinaria REDVET, el 01/02/06. Veterinaria.org - Comunidad Virtual Veterinaria.org - Veterinaria Organización S.L. Se autoriza la difusión y reenvío de esta publicación electrónica en su totalidad o parcialmente, siempre que se cite la fuente, enlace con Veterinaria.org y REDVET y cumpla los requisitos indicados en Copyright

EMPREGO DE IATF (INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO) COMO ALTERNATIVA NA REPRODUÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE

EMPREGO DE IATF (INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO) COMO ALTERNATIVA NA REPRODUÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE EMPREGO DE IATF (INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO) COMO ALTERNATIVA NA REPRODUÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE INFORZATO, Guilherme Repas SANTOS, William Ribeiro Martins dos CLIMENI, Bruno Santi Orsi DELLALIBERA,

Leia mais

AVANÇOS NOS PROTOCOLOS DE SUPEROVULAÇÃO DE BOVINOS

AVANÇOS NOS PROTOCOLOS DE SUPEROVULAÇÃO DE BOVINOS AVANÇOS NOS PROTOCOLOS DE SUPEROVULAÇÃO DE BOVINOS Manoel F. Sá Filho, Claudiney M. Martins, José Nélio S. Sales, Roberta M. Ferreira, Pietro S. Baruselli. Departamento de Reprodução Animal, FMVZ-USP,

Leia mais

SINCRONIZAÇÃO DE OVULAÇÃO COMO ESTRATÉGIA PARA AUMENTAR A EFICIÊNCIA REPRODUTIVA DE FÊMEAS BOVINAS, EM LARGA ESCALA

SINCRONIZAÇÃO DE OVULAÇÃO COMO ESTRATÉGIA PARA AUMENTAR A EFICIÊNCIA REPRODUTIVA DE FÊMEAS BOVINAS, EM LARGA ESCALA SINCRONIZAÇÃO DE OVULAÇÃO COMO ESTRATÉGIA PARA AUMENTAR A EFICIÊNCIA REPRODUTIVA DE FÊMEAS BOVINAS, EM LARGA ESCALA José Luiz Moraes Vasconcelos e Mauro Meneghetti DPA FMVZ UNESP, Botucatu, SP vasconcelos@fca.unesp.br

Leia mais

Aspectos da Sincronização de Estro em Bovinos de Acordo com a Fase do Ciclo Estral

Aspectos da Sincronização de Estro em Bovinos de Acordo com a Fase do Ciclo Estral Aspectos da Sincronização de Estro em Bovinos de Acordo com a Fase do Ciclo Estral Carlos Antônio de Carvalho Fernandes 1 Faculdade de Medicina Veterinária.- Unifenas. Rod. MG 179 km 0 371300-000 Alfenas

Leia mais

Precocidade Sexual e a Inseminação Artificial em Tempo Fixo

Precocidade Sexual e a Inseminação Artificial em Tempo Fixo 4º Workshop Precocidade Sexual. Precocidade Sexual e a Inseminação Artificial em Tempo Fixo José Luiz Moraes Vasconcelos DPA FMVZ UNESP Botucatu, SP vasconcelos@fca.unesp.br Precocidade em novilhas Nelore

Leia mais

EFEITO DO TAMANHO DO FOLÍCULO DOMINANTE NO MOMENTO DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO NA TAXA DE GESTAÇÃO EM VACAS NELORE

EFEITO DO TAMANHO DO FOLÍCULO DOMINANTE NO MOMENTO DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO NA TAXA DE GESTAÇÃO EM VACAS NELORE EFEITO DO TAMANHO DO FOLÍCULO DOMINANTE NO MOMENTO DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO NA TAXA DE GESTAÇÃO EM VACAS NELORE Éder Augusto Gonçalves 1 ; Fábio Luiz Bim Cavalieri 2 ; José Mauricio Gonçalves

Leia mais

Manejo reprodutivo. Gustavo M. Chilitti Coordenador Técnico MT Intervet do Brasil Vet. Ltda.

Manejo reprodutivo. Gustavo M. Chilitti Coordenador Técnico MT Intervet do Brasil Vet. Ltda. Manejo reprodutivo Gustavo M. Chilitti Coordenador Técnico MT Intervet do Brasil Vet. Ltda. Para produzir é preciso reproduzir!!! Eficiência Reprodutiva Rebanho Bovino Brasileiro Vacas e novilhas > 24

Leia mais

PROGRAMAS DE IATF EM NOVILHAS ZEBUÍNAS

PROGRAMAS DE IATF EM NOVILHAS ZEBUÍNAS ANEXO TÉCNICO DO MANUAL DE SINCRONIZAÇÃO E INSEMINAÇÃO EM TEMPO FIXO EM BOVINOS PROGRAMAS DE IATF EM NOVILHAS ZEBUÍNAS Os protocolos de inseminação artificial em tempo fixo (IATF) são utilizados de forma

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: <http://www.pubvet.com.br/texto.php?id=576>.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: <http://www.pubvet.com.br/texto.php?id=576>. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: . Inseminação artificial em horário fixo de fêmeas bovinas de corte com cio sincronizado

Leia mais

RESPOSTAS REPRODUTIVAS DE OVELHAS SUBMETIDAS A PROTOCOLOS DE INDUÇÃO DE ESTRO DE CURTA E LONGA DURAÇÃO

RESPOSTAS REPRODUTIVAS DE OVELHAS SUBMETIDAS A PROTOCOLOS DE INDUÇÃO DE ESTRO DE CURTA E LONGA DURAÇÃO RESPOSTAS REPRODUTIVAS DE OVELHAS SUBMETIDAS A PROTOCOLOS DE INDUÇÃO DE ESTRO DE CURTA E LONGA DURAÇÃO Josilaine Aparecida da Costa Lima 1 ; Aya Sasa 2 1 Acadêmica do curso de Zootecnia da UEMS, Unidade

Leia mais

AVALIAÇÃO DO USO DE CIDR REUTILIZADO E PROGESPON DE PRIMEIRO USO EM NOVILHAS RECEPTORAS DE EMBRIÕES (BOS TAURUS X BOS INDICUS)

AVALIAÇÃO DO USO DE CIDR REUTILIZADO E PROGESPON DE PRIMEIRO USO EM NOVILHAS RECEPTORAS DE EMBRIÕES (BOS TAURUS X BOS INDICUS) REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA - ISSN 1679-7353 PUBLICAÇÃO CI ENTÍFICA DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DE GARÇA/FAMED ANO IV, NÚMERO, 08, JANEIRO DE 2007. PERIODICIDADE:

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 1 SISTEMA ANTILUTEOLÍTICO E MORTE EMBRIONÁRIA EM FÊMEAS BOVINAS JEAN CAIO FIGUEIREDO DE ALMEIDA¹, ANA KELLY MENDES DA SILVA¹, GESSIANE PEREIRA DA SILVA¹, BRENDA JULIANE SILVA DOS SANTOS¹, CAMILA DE ALMEIDA

Leia mais

INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO EM BOVINOS DE CORTE

INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO EM BOVINOS DE CORTE PIETRO SAMPAIO BARUSELLI ET AL. 155 INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO EM BOVINOS DE CORTE Pietro S. Baruselli 1, Gabriel A. Bó 2, Everton L. Reis 1 e Márcio O. Marques 1 1 Departamento de Reprodução

Leia mais

INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO

INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO Universidade Federal do Ceará INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO Doutorando: MV Msc Rodrigo Vasconcelos de Oliveira Introdução Bovinocultura=> + eficiência reprodutiva Limitações: Anestro pós-parto longo

Leia mais

Ciência Rural ISSN: 0103-8478 cienciarural@mail.ufsm.br Universidade Federal de Santa Maria Brasil

Ciência Rural ISSN: 0103-8478 cienciarural@mail.ufsm.br Universidade Federal de Santa Maria Brasil Ciência Rural ISSN: 0103-8478 cienciarural@mail.ufsm.br Universidade Federal de Santa Maria Brasil Carvalho Siqueira, Lucas; Coelho de Oliveira, João Francisco; da Silveira Loguércio, Rosane; Kurtz Löf,

Leia mais

PEDRO ANDRÉ DE SENE BIERNASKI ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM REPRODUÇÃO ANIMAL

PEDRO ANDRÉ DE SENE BIERNASKI ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM REPRODUÇÃO ANIMAL PEDRO ANDRÉ DE SENE BIERNASKI ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM REPRODUÇÃO ANIMAL CURITIBA 2011 PEDRO ANDRÉ DE SENE BIERNASKI ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM REPRODUÇÃO ANIMAL Trabalho apresentado

Leia mais

SINCRONIZAÇÃO DE ESTRO E INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO (IATF) EM OVINOS: RELATO DE CASO

SINCRONIZAÇÃO DE ESTRO E INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO (IATF) EM OVINOS: RELATO DE CASO SINCRONIZAÇÃO DE ESTRO E INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO (IATF) EM OVINOS: RELATO DE CASO ZANATTA, Giliardi 1 ; CORSETTI, Angel 1 ;SOUZA, Déborah Andrade¹;BORGES, Luiz F.K 2. Palavras-chave: Acetato

Leia mais

PRINCIPAIS LIMITAÇÕES REPRODUTIVAS NO PERÍODO PÓS PARTO EM VACAS DE CORTE

PRINCIPAIS LIMITAÇÕES REPRODUTIVAS NO PERÍODO PÓS PARTO EM VACAS DE CORTE PRINCIPAIS LIMITAÇÕES REPRODUTIVAS NO PERÍODO PÓS PARTO EM VACAS DE CORTE SOARES, João Felipe B. 1 ; ARALDI, Daniele F. 2 Palavras-chave: Pecuária de corte. Índices de Produtividade. Fertilidade. Introdução

Leia mais

Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) Em Bovinos Leiteiros

Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) Em Bovinos Leiteiros Gado de Leite 1/54 Em Bovinos Leiteiros Erick Fonseca de Castilho Doutor em Reprodução Animal (UFV/MG) efcmv@yahoo.com.br 2/54 Eficiência reprodutiva IP e PS MN e IA Taxa de concepção Detecção de estro

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE GnRH COMO EFEITO SOMATÓRIO NA INDUÇÃO DE OVULAÇÃO DE BOVINOS

UTILIZAÇÃO DE GnRH COMO EFEITO SOMATÓRIO NA INDUÇÃO DE OVULAÇÃO DE BOVINOS UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO PÓS-GRADUAÇÃO EM REPRODUÇÃO E PRODUÇÃO EM BOVINOS UTILIZAÇÃO DE GnRH COMO EFEITO SOMATÓRIO NA INDUÇÃO DE OVULAÇÃO DE BOVINOS MATHEUS GUAPO PAVARINA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO SP

Leia mais

AVALIAÇÃO DA TAXA DE PRENHEZ DE VACAS TRATADAS COM DISPOSITIVOS DE PROGESTERONA REUTILIZADOS

AVALIAÇÃO DA TAXA DE PRENHEZ DE VACAS TRATADAS COM DISPOSITIVOS DE PROGESTERONA REUTILIZADOS 1 AVALIAÇÃO DA TAXA DE PRENHEZ DE VACAS TRATADAS COM DISPOSITIVOS DE PROGESTERONA REUTILIZADOS RESUMO O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito dos protocolos de IATF Crestar com dois implantes auriculares

Leia mais

Cuidados essenciais para maior produtividade na criação de bovinos

Cuidados essenciais para maior produtividade na criação de bovinos ebook Avanza Cuidados essenciais para maior produtividade na criação de bovinos Sumário 01 02 03 04 05 Introdução - Aumente a produtividade da sua criação Fertilização In Vitro Transferência de Embriões

Leia mais

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas INFLUÊNCIA DA CONDIÇÃO CORPORAL E CATEGORIA REPRODUTIVA NAS TAXAS DE GESTAÇÃO DE VACAS NELORE SUBMETIDAS À PROTOCOLO DE IATF, NA REGIÃO DA AMAZÔNIA LEGAL. TOLEDO, G.A. ¹ ; RIBEIRO, A.P.C.²; RIBEIRO, G.M.³

Leia mais

IMPACTO DA IATF NA EFICIÊNCIA REPRODUTIVA EM BOVINOS DE CORTE

IMPACTO DA IATF NA EFICIÊNCIA REPRODUTIVA EM BOVINOS DE CORTE Pietro S. Baruselli et al. 113 IMPACTO DA IATF NA EFICIÊNCIA REPRODUTIVA EM BOVINOS DE CORTE Pietro S. Baruselli 1, Henderson Ayres 1, Alexandre H. Souza 1, Claudiney M. Martins 1, Lindsay U. Gimenes 1,

Leia mais

Importância do emprego da ecg em protocolos de sincronização para IA, TE e SOV em tempo fixo

Importância do emprego da ecg em protocolos de sincronização para IA, TE e SOV em tempo fixo 146 Pietro Sampaio Baruselli et al. Importância do emprego da ecg em protocolos de sincronização para IA, TE e SOV em tempo fixo Pietro S. Baruselli 1, José Octavio Jacomini 1,2, José Nélio S. Sales 1,

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA ECONÔMICA DA INSEMINAÇÃO EM TEMPO FIXO E DA INSEMINAÇÃO CONVENCIONAL DE FÊMEAS BOVINAS PLURÍPARAS DE CORTE

AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA ECONÔMICA DA INSEMINAÇÃO EM TEMPO FIXO E DA INSEMINAÇÃO CONVENCIONAL DE FÊMEAS BOVINAS PLURÍPARAS DE CORTE UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL AILSON SEBASTIÃO DA SILVA AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA ECONÔMICA DA INSEMINAÇÃO EM TEMPO FIXO E DA INSEMINAÇÃO CONVENCIONAL DE FÊMEAS BOVINAS PLURÍPARAS DE CORTE CAMPO

Leia mais

Manejo reprodutivo de vacas de leite criadas a pasto. José Luiz Moraes Vasconcelos

Manejo reprodutivo de vacas de leite criadas a pasto. José Luiz Moraes Vasconcelos Manejo reprodutivo de vacas de leite criadas a pasto José Luiz Moraes Vasconcelos De que vaca e de que pasto estamos falando? Cenários? Holandesa ou mestiça? Pasto bom ou ruim? Verão ou inverno? Produção

Leia mais

Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia ISSN: 1982-1263

Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia ISSN: 1982-1263 Inseminação artificial em tempo fixo Kleber da Cunha Peixoto Junior 1*, Yessica Trigo 2 Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia ISSN: 1982-1263 1 Médico Veterinário, D. Sc.,Professor do Curso de

Leia mais

Como aumentar a quantidade e a qualidade de bezerros em rebanhos de corte

Como aumentar a quantidade e a qualidade de bezerros em rebanhos de corte Como aumentar a quantidade e a qualidade de bezerros em rebanhos de corte Pietro Sampaio Baruselli 1, Márcio de Oliveira Marques 2, Roberta Machado Ferreira 1, Manoel Francisco de Sá Filho 1, Emiliana

Leia mais

MANUAL TÉCNICO SOBRE SINCRONIZAÇÃO E INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL

MANUAL TÉCNICO SOBRE SINCRONIZAÇÃO E INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL MANUAL TÉCNICO SOBRE SINCRONIZAÇÃO E INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO (IATF) EM BOVINOS Introdução A IATF é uma realidade na pecuária brasileira. Sua utilização proporciona tantas vantagens que se

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL MOMENTO DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO SOBRE A FERTILIDADE E SEXO DA CRIA EM NOVILHAS DA RAÇA NELORE

Leia mais

NUEVOS AVANCES EN PROTOCOLOS DE IATF EN GANADO BOS INDICUS Y BOS TAURUS

NUEVOS AVANCES EN PROTOCOLOS DE IATF EN GANADO BOS INDICUS Y BOS TAURUS NUEVOS AVANCES EN PROTOCOLOS DE IATF EN GANADO BOS INDICUS Y BOS TAURUS Pietro Sampaio Baruselli, José Nélio S. Sales, Gabriel A. Crepaldi, Manoel F. Sá Filho 1 Departamento de Reprodução Animal, FMVZ-USP,

Leia mais

IATF em novilha. CEP 05508-000, São Paulo-SP, Brasil; *manoel@firmasa.com.br

IATF em novilha. CEP 05508-000, São Paulo-SP, Brasil; *manoel@firmasa.com.br 54 Manoel Francisco de Sá Filho et al. IATF em novilha Manoel F. Sá Filho 1* ; Lindsay U. Gimenes 2 ; José Nélio S. Sales 2 ; Gabriel A. Crepaldi 2 ; Adriana G. Medalha 1 ; Pietro S. Baruselli 2 1 FIRMASA-

Leia mais

Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) Em Bovinos Leiteiros

Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) Em Bovinos Leiteiros Gado de Leite 1/35 Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) Em Bovinos Leiteiros Erick Fonseca de Castilho Doutor em Reprodução Animal (UFV/MG) efcmv@yahoo.com.br 2/35 Introdução Cronologia dos conceitos

Leia mais

ERIKO DA SILVA SANTOS

ERIKO DA SILVA SANTOS ERIKO DA SILVA SANTOS Efeito das caracteristicas morfologicas e da dinfimica vascular do foliculo e corpo ltiteo sobre a fertilidade de vacas de corte submetidas a protocolo de sincronizacdo do estro e

Leia mais

Inseminação Artificial em Tempo Fixo em Vacas Leiteiras

Inseminação Artificial em Tempo Fixo em Vacas Leiteiras Inseminação Artificial em Tempo Fixo em Vacas Leiteiras Serviços em Pecuária de Leite Avaliação Ginecológica e Diagnóstico de Gestação com Aparelho de Ultrassonografia Exames Laboratoriais IATF Inseminação

Leia mais

Ricardo Macedo Gregory & Dimas Correa Rocha Laboratório de Reprodução Animal, Faculdade de Veterinária UFRGS baragem@terra.com.br

Ricardo Macedo Gregory & Dimas Correa Rocha Laboratório de Reprodução Animal, Faculdade de Veterinária UFRGS baragem@terra.com.br RICARDO MACEDO GREGORY & DIMAS CORREA ROCHA 147 PROTOCOLOS DE SINCRONIZAÇÃO E INDUÇÃO DE ESTROS EM VACAS DE CORTE NO RIO GRANDE DO SUL Ricardo Macedo Gregory & Dimas Correa Rocha Laboratório de Reprodução

Leia mais

ESTIMAÇÃO DOS FATORES QUE INTERFEREM DIRETAMENTE E INDIRETAMENTE NOS RESULTADOS DA FECUNDAÇÃO IN VITRO (FIV)

ESTIMAÇÃO DOS FATORES QUE INTERFEREM DIRETAMENTE E INDIRETAMENTE NOS RESULTADOS DA FECUNDAÇÃO IN VITRO (FIV) ESTIMAÇÃO DOS FATORES QUE INTERFEREM DIRETAMENTE E INDIRETAMENTE NOS RESULTADOS DA FECUNDAÇÃO IN VITRO (FIV) antonio hugo bezerra colombo 1, Liziane Zaniboni 1, Fabio Luiz Bim Cavalieri 2, Luiz Paulo Rigolon

Leia mais

AVANÇOS NOS PROTOCOLOS REPRODUTIVOS EM FÊMEAS BOVINAS UTILIZANDO SÊMEN SEXADO

AVANÇOS NOS PROTOCOLOS REPRODUTIVOS EM FÊMEAS BOVINAS UTILIZANDO SÊMEN SEXADO AVANÇOS NOS PROTOCOLOS REPRODUTIVOS EM FÊMEAS BOVINAS UTILIZANDO SÊMEN SEXADO Manoel F. Sá Filho, Alexandre H. Souza, Claudiney M. Martins, José N. S. Sales, Gabriel A. Crepaldi, Pietro S. Baruselli Departamento

Leia mais

EXPERIMENTO 1. Médico Veterinário, MSc, Doutorando em Melhoramento Animal PPG em Zootecnia - UFPel

EXPERIMENTO 1. Médico Veterinário, MSc, Doutorando em Melhoramento Animal PPG em Zootecnia - UFPel EXPERIMENTO 1 Influência do momento da aplicação de PGF 2 α na sincronização de cios de vacas pósparto. Influence of the moment of application of PGF 2 α on estrus synchronization of postpartum cows Luiz

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Inseminação artificial em tempo fixo (IATF) em bovinos de corte

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Inseminação artificial em tempo fixo (IATF) em bovinos de corte PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Inseminação artificial em tempo fixo (IATF) em bovinos de corte Carlos Rosa Godoi 1 ; Ednea Freitas Portilho Silva 2 ; Adriano Pereira de Paula

Leia mais

ASPECTOS PECULIARES DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM OVINOS

ASPECTOS PECULIARES DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM OVINOS ASPECTOS PECULIARES DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM OVINOS Bicudo, S.D.*; Azevedo, H.C.; Silva Maia, M.S.; Sousa, D.B.; Rodello, L. DRARV - FMVZ UNESP Botucatu - *sony@fmvz.unesp.br Características reprodutivas

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: <http://www.pubvet.com.br/texto.php?id=420>.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: <http://www.pubvet.com.br/texto.php?id=420>. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: . Sincronização da ovulação para realização da inseminação artificial em tempo fixo em

Leia mais

AVALIAÇÃO DA TAXA DE GESTAÇÃO EM VACAS NELORE MULTÍPARAS SUBMETIDAS À INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL E INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO*

AVALIAÇÃO DA TAXA DE GESTAÇÃO EM VACAS NELORE MULTÍPARAS SUBMETIDAS À INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL E INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO* AVALIAÇÃO DA TAXA DE GESTAÇÃO EM VACAS NELORE MULTÍPARAS SUBMETIDAS À INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL E INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO* Marcelle Christine Nascimento Ferreira 1, Rodolfo Miranda 1, Marcelo

Leia mais

SUPEROVULAÇÃO EM BOVINOS

SUPEROVULAÇÃO EM BOVINOS REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA - ISSN 1679-7353 PUBLICAÇÃO CI ENTÍFICA DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DE GARÇA/FAMED ANO IV, NÚMERO, 08, JANEIRO DE 2007. PERIODICIDADE:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS DINÂMICA FOLICULAR DE VACAS DE CORTE TRATADAS COM TRÊS PROTOCOLOS DE SINCRONIZAÇÃO

Leia mais

MELHORAMENTO GENÉTICO

MELHORAMENTO GENÉTICO MELHORAMENTO GENÉTICO Mudança do material hereditário do rebanho de forma a capacitá-lo para produzir leite, mais economicamente em um determinado ambiente. Genética é a ciência que estuda a variação e

Leia mais

O USO DE ECG INFLUENCIA A TAXA DE CONCEPÇÃO EM VACAS NELORE DE DIFERENTES CONDIÇÕES CORPORAIS SUBMETIDAS AO MESMO PROTOCOLO DE IATF?

O USO DE ECG INFLUENCIA A TAXA DE CONCEPÇÃO EM VACAS NELORE DE DIFERENTES CONDIÇÕES CORPORAIS SUBMETIDAS AO MESMO PROTOCOLO DE IATF? O USO DE ECG INFLUENCIA A TAXA DE CONCEPÇÃO EM VACAS NELORE DE DIFERENTES CONDIÇÕES CORPORAIS SUBMETIDAS AO MESMO PROTOCOLO DE IATF? 1 ERIKA ALINE RIBEIRO DIAS 2,5, RUBENS PAES DE ARRUDA 3, RONI APARECIDO

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES PROTOCOLOS HORMONAIS SOBRE A TAXA DE PRENHEZ DE VACAS NELORE INSEMINADAS EM TEMPO FIXO

EFEITO DE DIFERENTES PROTOCOLOS HORMONAIS SOBRE A TAXA DE PRENHEZ DE VACAS NELORE INSEMINADAS EM TEMPO FIXO 74 Artigo Científico EFEITO DE DIFERENTES PROTOCOLOS HORMONAIS SOBRE A TAXA DE PRENHEZ DE VACAS NELORE INSEMINADAS EM TEMPO FIXO Diogo Ribeiro CÂMARA 1*, Ricardo Felippe FIGUEIRA 2, Otto Cabral PORTELA

Leia mais

GABRIEL ARMOND CREPALDI. Eficácia de diferentes protocolos de indução da ovulação e de intervalos de inseminação em vacas de corte submetidas à IATF

GABRIEL ARMOND CREPALDI. Eficácia de diferentes protocolos de indução da ovulação e de intervalos de inseminação em vacas de corte submetidas à IATF GABRIEL ARMOND CREPALDI Eficácia de diferentes protocolos de indução da ovulação e de intervalos de inseminação em vacas de corte submetidas à IATF São Paulo 2009 GABRIEL ARMOND CREPALDI Eficácia de diferentes

Leia mais

ESTRATÉGIAS ADICIONAIS EM PROTOCOLOS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO EM FÊMEAS BOVINAS

ESTRATÉGIAS ADICIONAIS EM PROTOCOLOS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO EM FÊMEAS BOVINAS FABRÍCIO ALBANI OLIVEIRA ESTRATÉGIAS ADICIONAIS EM PROTOCOLOS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO EM FÊMEAS BOVINAS Tese apresentada à Universidade Federal de Viçosa, como parte das exigências do Programa

Leia mais

Archives of Veterinary Science ISSN 1517-784X

Archives of Veterinary Science ISSN 1517-784X Archives of Veterinary Science ISSN 1517-784X v.17, n.4, p.70-82, 2012 www.ser.ufpr.br/veterinary EFICIÊNCIA DO CIPIONATO DE ESTRADIOL E DO BENZOATO DE ESTRADIOL EM PROTOCOLOS DE INDUÇÃO DA OVULAÇÃO SOBRE

Leia mais

MIGUEL PIZZOLANTE BOTTINO. ADIÇÃO DE GONADOTROFINAS EM PROTOCOLOS DE IATF E FERTILIDADE DE VACAS Bos indicus

MIGUEL PIZZOLANTE BOTTINO. ADIÇÃO DE GONADOTROFINAS EM PROTOCOLOS DE IATF E FERTILIDADE DE VACAS Bos indicus MIGUEL PIZZOLANTE BOTTINO ADIÇÃO DE GONADOTROFINAS EM PROTOCOLOS DE IATF E FERTILIDADE DE VACAS Bos indicus LAVRAS MG 2014 MIGUEL PIZZOLANTE BOTTINO ADIÇÃO DE GONADOTROFINAS EM PROTOCOLOS DE IATF E FERTILIDADE

Leia mais

SUPLEMENTAÇÃO DE PROGESTERONA PARA AUMENTAR OS ÍNDICES DE GESTAÇÃO EM VACAS DE CORTE SUBMETIDAS À INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO

SUPLEMENTAÇÃO DE PROGESTERONA PARA AUMENTAR OS ÍNDICES DE GESTAÇÃO EM VACAS DE CORTE SUBMETIDAS À INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO SUPLEMENTAÇÃO DE PROGESTERONA PARA AUMENTAR OS ÍNDICES DE GESTAÇÃO EM VACAS DE CORTE SUBMETIDAS À INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO Paulo César Sala 1, Valdiane Rosa 1, Luciana Kazue Otutumi 1, André

Leia mais

Med. Vet. Avelino Murta avelino@biocampomg.com.br

Med. Vet. Avelino Murta avelino@biocampomg.com.br Med. Vet. Avelino Murta avelino@biocampomg.com.br QUEM SOMOS Localizada em Montes Claros, norte de Minas Gerais, a BIOCAMPO Assistência Veterinária foi fundada em 2010 e atua na área de Reprodução Bovina.

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Regulação farmacológica do ciclo estral de bovinos Paula Regina Basso Silva 1*, Mariana Assunção de Souza 2, Sílvia Ferreira dos Santos 2, Raquel

Leia mais

Emprego da TE para melhorar a eficiência reprodutiva em vacas de leite Pietro Sampaio Baruselli

Emprego da TE para melhorar a eficiência reprodutiva em vacas de leite Pietro Sampaio Baruselli Emprego da TE para melhorar a eficiência reprodutiva em vacas de leite Pietro Sampaio Baruselli Prof. Titular do Departamento de Reprodução Animal Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Universidade

Leia mais

USO DE GONADOTROFINA FOLÍCULO ESTIMULANTE PARA O AUXÍLIO DO CRESCIMENTO FOLICULAR FINAL EM VACAS EM ANESTRO NA IATF : FOLLTROPIN

USO DE GONADOTROFINA FOLÍCULO ESTIMULANTE PARA O AUXÍLIO DO CRESCIMENTO FOLICULAR FINAL EM VACAS EM ANESTRO NA IATF : FOLLTROPIN USO DE GONADOTROFINA FOLÍCULO ESTIMULANTE PARA O AUXÍLIO DO CRESCIMENTO FOLICULAR FINAL EM VACAS EM ANESTRO NA IATF : FOLLTROPIN FOLLTROPIN é um produto à base de Hormônio Folículo Estimulante (FSH) purificado

Leia mais

EFFECT OF DIFFERENT HORMONAL COMBINATIONS ON RETURN TO ESTRUS AND PREGNANCY RATES IN LACTATING BEEF COWS, SUBJECTED TO A FIXED TIME INSEMINATION

EFFECT OF DIFFERENT HORMONAL COMBINATIONS ON RETURN TO ESTRUS AND PREGNANCY RATES IN LACTATING BEEF COWS, SUBJECTED TO A FIXED TIME INSEMINATION EFEITO DE DIFERENTES COMBINAÇÕES HORMONAIS SOBRE A TAXA DE RETORNO AO ESTRO E PRENHEZ EM VACAS DE CORTE LACTANDO, SUBMETIDAS À INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO. EFFECT OF DIFFERENT HORMONAL COMBINATIONS

Leia mais

Protocolos para otimizar a fertilidade de vacas de corte e de leite

Protocolos para otimizar a fertilidade de vacas de corte e de leite ISSN 1981-2086 Protocolos para otimizar a fertilidade de vacas de corte e de leite 70 Resumo A mortalidade embrionária precoce é reconhecida como a principal causa de perdas de prenhez em bovinos de interesse

Leia mais

INTERAÇÃO ENTRE NUTRIÇÃO E REPRODUÇÃO EM VACAS DE CORTES

INTERAÇÃO ENTRE NUTRIÇÃO E REPRODUÇÃO EM VACAS DE CORTES INTERAÇÃO ENTRE NUTRIÇÃO E REPRODUÇÃO EM VACAS DE CORTES PARRA, Bruno César E-mail: brunocesarparra@hotmail.com Acadêmico da Associação Cultural e Educacional de Garça FAMED BELTRAN, Maria Paula Docente

Leia mais

Produção de F1 pelas fazendas Calciolândia e Colonial

Produção de F1 pelas fazendas Calciolândia e Colonial Produção de F1 pelas fazendas Calciolândia e Colonial Ronaldo Lazzarini Santiago 1 INTRODUÇÃO As fazendas Calciolândia e Colonial, de Gabriel Donato de Andrade, sempre foram a referência na seleção do

Leia mais

Introdução. estacionalidade reprodutiva é o fotoperíodo, caso a nutrição esteja adequada.

Introdução. estacionalidade reprodutiva é o fotoperíodo, caso a nutrição esteja adequada. !"#"! $"%!! Introdução Durante sua evolução, os ovinos e os caprinos desenvolveram alternativas reprodutivas para assegurar o nascimento de suas crias nos períodos de maior fartura de água e alimentos.

Leia mais

REUTILIZAÇÃO DE DISPOSITIVOS INTRAVAGINAIS DE PROGESTERONA, DIÂMETRO FOLICULAR E COMPORTAMENTO ESTRAL NA PRENHEZ DE VACAS ZEBUÍNAS

REUTILIZAÇÃO DE DISPOSITIVOS INTRAVAGINAIS DE PROGESTERONA, DIÂMETRO FOLICULAR E COMPORTAMENTO ESTRAL NA PRENHEZ DE VACAS ZEBUÍNAS REUTILIZAÇÃO DE DISPOSITIVOS INTRAVAGINAIS DE PROGESTERONA, DIÂMETRO FOLICULAR E COMPORTAMENTO ESTRAL NA PRENHEZ DE VACAS ZEBUÍNAS Adriana Gonçalves Medalha 1, Maria Inês Lenz Souza 2*, Albert Schiaveto

Leia mais

Curva de Crescimento e Produtividade de Vacas Nelore

Curva de Crescimento e Produtividade de Vacas Nelore Curva de Crescimento e Produtividade de Vacas Nelore THIAGO VINÍCIUS DE SOUZA GRADUANDO EM MEDICINA VETERINÁRIA UFMT/SINOP CONTATO: THIAGOV_SOUZA@HOTMAIL.COM Produtividade Cenário atual Nelore sistema

Leia mais

Diferenças entre Benzoato e Cipionato de Estradiol na indução da ovulação em programas de IATF em fêmeas bovinas

Diferenças entre Benzoato e Cipionato de Estradiol na indução da ovulação em programas de IATF em fêmeas bovinas Diferenças entre Benzoato e Cipionato de Estradiol na indução da ovulação em programas de IATF em fêmeas bovinas Um dos diferenciais da Tecnopec é desenvolver e apoiar pesquisas visando obter protocolos

Leia mais

Uso do protocolo Crestar em tratamentos utilizando benzoato de estradiol, PGF 2

Uso do protocolo Crestar em tratamentos utilizando benzoato de estradiol, PGF 2 56 Uso do protocolo Crestar em tratamentos utilizando benzoato de estradiol, PGF 2 α, PMSG e GnRH para controle do ciclo estral e ovulação em vacas de corte Rafael José de Carvalho MOREIRA 1 Alexandre

Leia mais

RELAÇÃO DA TAXA DE GESTAÇÃOUTILIZANDO INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO (IATF) COM A TAXA DE PRODUÇÃO DE LEITE

RELAÇÃO DA TAXA DE GESTAÇÃOUTILIZANDO INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO (IATF) COM A TAXA DE PRODUÇÃO DE LEITE RELAÇÃO DA TAXA DE GESTAÇÃOUTILIZANDO INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO (IATF) COM A TAXA DE PRODUÇÃO DE LEITE Itiberê Itaborahy dos Santos 1 ; Isis Lustosa Goulart de Sousa 2 RESUMO O Brasil é um grande

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina VET381 Fisiologia da Reprodução

Programa Analítico de Disciplina VET381 Fisiologia da Reprodução Programa Analítico de Disciplina Departamento de Veterinária - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 5 Carga horária semanal Períodos

Leia mais

PROSTAGLANDINA (PGF2α) COMO INDUTORA DE OVULAÇÃO EM PROTOCOLOS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO (IATF) EM BOVINO

PROSTAGLANDINA (PGF2α) COMO INDUTORA DE OVULAÇÃO EM PROTOCOLOS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO (IATF) EM BOVINO PROSTAGLANDINA (PGF2α) COMO INDUTORA DE OVULAÇÃO EM PROTOCOLOS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO (IATF) EM BOVINO Modalidade:( ) Ensino ( x ) Pesquisa ( ) Extensão Nível:( ) Médio ( x ) Superior

Leia mais

Resumo. Departamento de Veterinária e Produção Animal, UENP/FALM, Bandeirantes-Pr. E-mail: thalesrigo@yahoo.com.br. 2

Resumo. Departamento de Veterinária e Produção Animal, UENP/FALM, Bandeirantes-Pr. E-mail: thalesrigo@yahoo.com.br. 2 Comparação das taxas de prenhez entre receptoras com corpos lúteos cavitários ou compactos após protocolo de sincronização com cloprostenol ou transferência de embriões em tempo fixo Comparison the pregnancy

Leia mais

Art u r Emilio Fr e i ta s e Si l va, 1 Mi g u e l Jo a q u i m Di a s, 2 Da r c i Si l va d e Ol i v e i r a Di a s, 2 Jo ã o Bat i s ta

Art u r Emilio Fr e i ta s e Si l va, 1 Mi g u e l Jo a q u i m Di a s, 2 Da r c i Si l va d e Ol i v e i r a Di a s, 2 Jo ã o Bat i s ta influência do momento da inseminação artificial sobre a fertilidade e o sexo da cria de novilhas da raça Nelore 997 INFLUÊNCIA DO Momento da inseminação artificial sobre a fertilidade e O sexo da cria

Leia mais

EFEITOS DA CONDIÇÃO CORPORAL NAS TAXAS DE CONCEPÇÃO EM VACAS NELORE E SEU IMPACTO FINANCEIRO.

EFEITOS DA CONDIÇÃO CORPORAL NAS TAXAS DE CONCEPÇÃO EM VACAS NELORE E SEU IMPACTO FINANCEIRO. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde Departamento de Medicina Veterinária Curso de Medicina Veterinária em Betim Amilto Ribeiro da Silva EFEITOS

Leia mais

EFICIÊNCIA REPRODUTIVA EMPRENHAR A VACA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL APÓS O PARTO

EFICIÊNCIA REPRODUTIVA EMPRENHAR A VACA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL APÓS O PARTO TIAGO LEIVA EFICIÊNCIA REPRODUTIVA EMPRENHAR A VACA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL APÓS O PARTO Cria em gado de corte: o bezerro é o produto comercializado. Gado de leite (alta produção): a vaca precisa parir

Leia mais

Avaliação da taxa de estro e concepção de vacas nelore submetidas a técnicas de estímulos reprodutivos

Avaliação da taxa de estro e concepção de vacas nelore submetidas a técnicas de estímulos reprodutivos Anais do VIII Seminário de Iniciação Científica e V Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS 10 a 12 de novembro de 2010 Avaliação da taxa de estro e concepção de vacas nelore

Leia mais

Inseminação artificial em tempo fixo e diagnóstico precoce de gestação em vacas leiteiras mestiças 1

Inseminação artificial em tempo fixo e diagnóstico precoce de gestação em vacas leiteiras mestiças 1 Revista Brasileira de Zootecnia 2011 Sociedade Brasileira de Zootecnia ISSN 1806-9290 www.sbz.org.br Inseminação artificial em tempo fixo e diagnóstico precoce de gestação em vacas leiteiras mestiças 1

Leia mais

SEPARAÇÃO FENOTÍPICA E TAXAS DE PRENHEZ APÓS INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO EM BOVINOS DE CORTE

SEPARAÇÃO FENOTÍPICA E TAXAS DE PRENHEZ APÓS INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO EM BOVINOS DE CORTE SEPARAÇÃO FENOTÍPICA E TAXAS DE PRENHEZ APÓS INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO EM BOVINOS DE CORTE Lucas Henrique Brito Sales 1, Robertha Veloso Rebello 2, Ana Cláudia Maia Soares 3, Joana Ribeiro da

Leia mais

CLAUDINEY DE MELO MARTINS. Diferentes protocolos de superovulação com inseminação artificial em tempo fixo em Bos taurus e Bos indicus

CLAUDINEY DE MELO MARTINS. Diferentes protocolos de superovulação com inseminação artificial em tempo fixo em Bos taurus e Bos indicus CLAUDINEY DE MELO MARTINS Diferentes protocolos de superovulação com inseminação artificial em tempo fixo em Bos taurus e Bos indicus São Paulo 2007 CLAUDINEY DE MELO MARTINS Diferentes protocolos de superovulação

Leia mais

Manual de Inseminação. Artificial em Tempo Fixo. (IATF) em gado leiteiro.

Manual de Inseminação. Artificial em Tempo Fixo. (IATF) em gado leiteiro. Manual de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) em gado leiteiro. Introdução: As vacas leiteiras, durante a lactação, apresentam características fisiológicas particulares que diferenciam o comportamento

Leia mais

Quanto vale uma prenhez? How much does a pregnancy is worth? Prof. Dr. José Bento Sterman Ferraz

Quanto vale uma prenhez? How much does a pregnancy is worth? Prof. Dr. José Bento Sterman Ferraz Quanto vale uma prenhez? How much does a pregnancy is worth? Prof. Dr. José Bento Sterman Ferraz Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da USP Núcleo de Apoio à Pesquisa em Melhoramento Animal,

Leia mais

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas INFLUÊNCIA DO REAPROVEITAMENTO DE IMPLANTES DE PROGESTERONA NAS TAXAS DE GESTAÇÃO DE VACAS NELORE SUBMETIDAS A PROTOCOLO DE IATF, NA REGIÃO DA AMAZÔNIA LEGAL. Wanderson Silva Coelho¹; Ana Paula Coelho

Leia mais

PROGRAMAS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM REBANHOS BOVINOS: ANÁLISE DOS GANHOS PARA OS PEQUENOS PRODUTORES

PROGRAMAS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM REBANHOS BOVINOS: ANÁLISE DOS GANHOS PARA OS PEQUENOS PRODUTORES PROGRAMAS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM REBANHOS BOVINOS: ANÁLISE DOS GANHOS PARA OS PEQUENOS PRODUTORES Rafael Herrera Alvarez Médico Veterinário, Doutor, Pesquisador Científico do Pólo Centro Sul/APTA

Leia mais

PUBERDADE EM NOVILHAS ZEBUÍNAS: MANEJO E MECANISMOS PARA A ANTECIPAÇÃO

PUBERDADE EM NOVILHAS ZEBUÍNAS: MANEJO E MECANISMOS PARA A ANTECIPAÇÃO 1 PUBERDADE EM NOVILHAS ZEBUÍNAS: MANEJO E MECANISMOS PARA A ANTECIPAÇÃO Marcos Vinicius de Castro Ferraz Júnior ξ, Marcos Vinicius Biehl Ψ, Vinicius Nunes de Gouvêa ξ, Daniel Montanher Polizel ξ, Angelo

Leia mais

AVALIAÇÃO DA REUTILIZAÇÃO DE IMPLANTES CONTENDO PROGESTÁGENOS PARA CONTROLE FARMACOLÓGICO DO CICLO ESTRAL E OVULAÇÃO EM VACAS DE CORTE

AVALIAÇÃO DA REUTILIZAÇÃO DE IMPLANTES CONTENDO PROGESTÁGENOS PARA CONTROLE FARMACOLÓGICO DO CICLO ESTRAL E OVULAÇÃO EM VACAS DE CORTE AVALIAÇÃO DA REUTILIZAÇÃO DE IMPLANTES CONTENDO PROGESTÁGENOS PARA CONTROLE FARMACOLÓGICO DO CICLO ESTRAL E OVULAÇÃO EM VACAS DE CORTE DÉCIO ZULIANI MALUF Dissertação apresentada à Escola Superior de Agricultura

Leia mais

PRIMEIRO CIO PÓS-PARTO DAS CABRAS E OVELHAS NO NORDESTE

PRIMEIRO CIO PÓS-PARTO DAS CABRAS E OVELHAS NO NORDESTE PRIMEIRO CIO PÓS-PARTO DAS CABRAS E OVELHAS NO NORDESTE Prof. Adelmo Ferreira de Santana Caprinocultura e Ovinocultura E-mail afs@ufba.br Departamento de Produção Animal Escola de Medicina Veterinária

Leia mais

JHONATA VIEIRA TAVARES DO NASCIMENTO PEREIRA

JHONATA VIEIRA TAVARES DO NASCIMENTO PEREIRA JHONATA VIEIRA TAVARES DO NASCIMENTO PEREIRA VARIÁVEIS MORFOMÉTRICA E HORMONAIS OVARIANA E SANGUÍNEA DE VACAS NELORE SUBMETIDAS A DIFERENTES PROTOCOLOS DE IATF Dissertação apresentada à Universidade Federal

Leia mais

Indução e sincronização de cio em caprinos

Indução e sincronização de cio em caprinos Indução e sincronização de cio em caprinos Plínio de Oliveira FASSIO 1 ; Larissa de Oliveira FASSIO 2 ; Angélica Campos MARTINS 3 ; Claudiane de Assis SOUZA 3 ; Vanessa Daniela Lázara de ASSIS 3 ; André

Leia mais

KEY WORDS. Goat, reproduction, estrus synchronization, estrus induction, progestagen.

KEY WORDS. Goat, reproduction, estrus synchronization, estrus induction, progestagen. EFICÁCIA DE IMPLANTES DE NORGESTOMET REUTILIZADOS NO CONTROLE DO CICLO ESTRAL DE CABRAS LEITEIRAS* EFFICACY OF NORGESTOMET REUSED IMPLANTS ON THE ESTROUS CYCLE CONTROL IN DAIRY GOATS Maria Helena Coelho

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS ROBERTO RAMOS SOBREIRA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS ROBERTO RAMOS SOBREIRA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS ROBERTO RAMOS SOBREIRA UTILIZAÇÃO DO CIPIONATO DE ESTRADIOL E BENZOATO DE ESTRADIOL

Leia mais

Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF)

Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) Gado de Leite Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) Em Bovinos Leiteiros Erick Fonseca de Castilho C A P Í T U L O 3 3. IATF como ferramenta no melhoramento genético de bovinos de leite 3.1 Introdução

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO "LATO SENSU" EM PRODUÇÃO E

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PRODUÇÃO E UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO "LATO SENSU" EM PRODUÇÃO E REPRODUÇÃO DE BOVINOS INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO

Leia mais

GANHO DE PESO E ACABAMENTO DE CARCAÇA EM VACAS DA RAÇA NELORE IMPLANTADAS COM DISPOSITIVO INTRA-UTERINO BOVINO (DIUB) 1

GANHO DE PESO E ACABAMENTO DE CARCAÇA EM VACAS DA RAÇA NELORE IMPLANTADAS COM DISPOSITIVO INTRA-UTERINO BOVINO (DIUB) 1 16 CIÊNCIAS AGRÁRIAS TRABALHO ORIGINAL GANHO DE PESO E ACABAMENTO DE CARCAÇA EM VACAS DA RAÇA NELORE IMPLANTADAS COM DISPOSITIVO INTRA-UTERINO BOVINO (DIUB) 1 WEIGHT GAIN AND CARCASS FINISH IN NELORE COWS

Leia mais

IATF: DESAFIOS E SOLUÇÕES PARA MAXIMIZAR A EFICIÊNCIA DA TÉCNICA

IATF: DESAFIOS E SOLUÇÕES PARA MAXIMIZAR A EFICIÊNCIA DA TÉCNICA Acta Scientiae Veterinariae 36(Supl. 2): s155-s160, 2008. IATF: DESAFIOS E SOLUÇÕES PARA MAXIMIZAR A EFICIÊNCIA DA TÉCNICA Marques, M.O. 1 ; Barreiros, T.R.R. 2 ; Max, M.C. 3 ; Silva, K.C.F. 3 ; Gomes,

Leia mais

Manual. do Produtor. de bezerro de corte

Manual. do Produtor. de bezerro de corte Manual do Produtor de bezerro de corte INTRODUÇÃO 02 A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracterizase como um período fundamental no processo de produção. As técnicas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL DINÂMICA FOLICULAR, CONCENTRAÇÃO SÉRICA DE HORMÔNIO LUTEINIZANTE E CITOLOGIA VAGINAL DE FÊMEAS NELORE (Bos

Leia mais

INTERFERÊNCIA DO GRUPO GENÉTICO E DO MÊS DE NASCIMENTO DO BEZERRO NO DESEMPENHO REPRODUTIVO DE VACAS NELORE

INTERFERÊNCIA DO GRUPO GENÉTICO E DO MÊS DE NASCIMENTO DO BEZERRO NO DESEMPENHO REPRODUTIVO DE VACAS NELORE INTERFERÊNCIA DO GRUPO GENÉTICO E DO MÊS DE NASCIMENTO DO BEZERRO NO DESEMPENHO REPRODUTIVO DE VACAS NELORE 1 FERREIRA M. V. B.; 2 GORDIN C.;L.; 3 LEMPP B.; 4 FERREIRA N. M. B. RESUMO O presente trabalho

Leia mais