SAQUE DE CONTA CORRENTE E DE POUPANÇA DA CAIXA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "4.17 - SAQUE DE CONTA CORRENTE E DE POUPANÇA DA CAIXA"

Transcrição

1 SAQUE DE CONTA CORRENTE E DE POUPANÇA DA CAIXA SAQUE DE CONTA CORRENTE E DE POUPANÇA DA CAIXA Esse serviço é disponibilizado a todos os clientes da CAIXA que possuem cartão magnético da Poupança, Conta Corrente ou Múltiplo. O valor máximo do saque por cliente/dia é de R$ 1.000,00 (mil reais), limitado a três saques/dia, o que ocorrer primeiro. Esses parâmetros são estipulados pela CAIXA e serão divulgados à Rede sempre que houver alteração. O valor mínimo para saque é de R$ 5,00 (cinco reais). O saque poderá ser realizado todos os dias, inclusive, sábados, domingos e feriados, das 6h às 20h59, horário de Brasília. ROTINAS OPERACIONAIS: Quando o cliente se apresentar com o cartão para efetuar o saque, certifique-se de que há dinheiro disponível na loja para o pagamento e adote os seguintes passos: 1º Passo: No terminal financeiro pressionar a tecla FINAN. Aparecerá, na tela do monitor, o menu da aplicação financeira. MENU DA APLICAÇÃO FINANCEIRA - 1.Pré-pago - 7. Extrato - 2. Saque - 8. Sem Boleto - 3. Depósito - 9. X CAP - 4. INSS - 0. FGTS - 5. PIS - A. Benefício Social - 6. Saldo Guia de Gestão de Rede de Parceiros 91

2 SAQUE DE CONTA CORRENTE E DE POUPANÇA DA CAIXA 2º Passo: Escolher a opção 2. Aparecerá, na tela, a seguinte informação: S A Q U E Passe o Cartão Magnético Digite a Senha No visor do Pin Pad, aparecerá a seguinte mensagem: S A Q U E Passe o Cartão Magnético Digite a Senha 3º Passo: Orientar o cliente a passar o cartão no Pin Pad com a tarja magnética posicionada para baixo e a frente do cartão voltada para ele. No visor do Pin Pad, aparecerá a seguinte mensagem: S A Q U E Passe o Cartão Magnético Digite a Senha 4º Passo: Orientar o cliente a digitar a senha e pressionar a tecla ENTER no Pin Pad. Obs.: Caso ocorram três tentativas de digitação de senha incorreta, o sistema bloqueará o cartão automaticamente. Nesse caso, é necessário que o cliente se dirija à Agência da CAIXA da qual ele é cliente para solicitar o desbloqueio. Na tela do monitor, aparecerá a seguinte informação: S A Q U E Valor R$ 5º Passo: Solicitar ao cliente que informe o valor que será sacado e digitar no teclado, pressionando a tecla ENVIAR. 92 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

3 SAQUE DE CONTA CORRENTE E DE POUPANÇA DA CAIXA No visor do Pin Pad, aparecerá o valor e a solicitação para o cliente confirmar ou cancelar a operação. S A Q U E Valor R$ Confirme ou Cancele 6º Passo: Orientar o cliente a confirmar a operação, pressionando a tecla ENTER ou cancelar, pressionando a tecla CANCEL, no Pin Pad. Após a confirmação pelo cliente, aparecerá a seguinte tela no monitor: S A Q U E Passe o Cartão No visor do Pin Pad, aparecerá a seguinte mensagem: S A Q U E Passe o Cartão 7º Passo: Orientar o cliente a passar o cartão no Pin Pad com a tarja magnética posicionada para baixo e a frente do cartão voltada para ele. Após o cliente passar o cartão no Pin Pad, o sistema emitirá o recibo em duas vias, uma para ele e outra para a prestação de contas na CAIXA. 8º Passo: Efetuar o pagamento entregando ao cliente o dinheiro e a via do recibo. MENSAGENS IMPEDITIVAS DO PAGAMENTO QUE PODEM SER EMITIDAS PELO SISTEMA: CARTÃO INVÁLIDO CARTÃO CANCELADO CARTÃO VENCIDO CARTÃO BLOQUEADO PROCURE A AGÊNCIA CONTA BLOQUEADA SENHA INVÁLIDA SALDO INSUFICIENTE EXCEDE NÚMERO MÁXIMO DE SAQUES DIA EXCEDE LIMITE DE SAQUES NO DIA Guia de Gestão de Rede de Parceiros 93

4 SAQUE DE CONTA CORRENTE E DE POUPANÇA DA CAIXA Caso persista alguma dúvida, imprimir a mensagem utilizando a tecla IMPR. TELA, entregá-la ao cliente orientando-o a procurar a Agência da CAIXA da qual ele é cliente. Se houver demora na realização da operação, aparecerá a mensagem NÃO REALIZADA - TIME OUT. Nesse caso, a operação não foi completada e deve ser reiniciada pelo primeiro passo, precedida de consulta ao log de auditoria (tecla RELAT/6 - Rel. Sist. Finan/4 - Log audit) para verificar se a operação foi registrada no sistema. Responsáveis pela elaboração e revisão do conteúdo Escritório de Negócios BELÉM, PA Escritório de Negócios JOÃO PESSOA, PB Escritório de Negócios CARUARU, PE SERGIO DE MORAIS MEIRA (Coordenador) ALBERTO HENRIQUE RODRIGUES ARAUJO JOÃO FAUSTINO NETO KATIA PERES VIEIRA CENTENO JANE DA SILVA RONCÁLIO VIEIRA ALENCAR PEIXOTO ALONSO DE SOUZA LEITE IVANILDA PEREIRA DOS SANTOS AÉCIO FLÁVIO CAVALCANTI DE SIQUEIRA 94 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

5 PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS DA REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS DA REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL BOLSA AGENTE JOVEM O benefício Agente Jovem é destinado aos jovens residentes em periferias urbanas, com prioridade para aqueles que estejam fora da escola, já que uma das exigências é o retorno do adolescente a algum tipo de atividade escolar. Critérios: - faixa etária de 15 a 17 anos (18 anos incompletos); - prioritariamente, jovens egressos dos programas PETI e Bolsa Escola; - jovens em liberdade assistida; - jovens que estejam desligados da escola. O valor pago ao beneficiário é de R$ 65,00 (sessenta e cinco reais), que é recebido por intermédio do Cartão do Cidadão em seu nome. A liberação das parcelas ocorre mensalmente, de acordo com o Calendário da Rede de Proteção Social. Validade das parcelas: 90 dias BOLSA-ESCOLA O benefício Bolsa-Escola é destinado à família que atenda, cumulativamente, aos seguintes requisitos: - residir em município que tenha aderido ao programa - ser incluída no cadastramento único pelo órgão gestor municipal e homologada pelo MEC, por meio de opção específica na página da CAIXA na Internet - possuir renda per capita mensal inferior ao valor fixado nacionalmente em ato do Poder Executivo para o exercício. - possuir sob sua responsabilidade crianças entre 6 e 15 anos matriculadas em estabelecimentos de ensino fundamental regular, com freqüência mensal igual ou superior a 85%; - não ser beneficiária do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI. Para enquadramento na faixa etária, considera-se a idade da criança, em número de anos, completados até o primeiro dia do ano em curso. O benefício é limitado a 3 crianças por família. Validade das parcelas: 90 dias. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 95

6 PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS DA REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL BOLSA-ALIMENTAÇÃO O benefício Bolsa-Alimentação é destinado à família que atenda, cumulativamente, aos seguintes requisitos: - residir em município que tenha aderido ao programa; - ser incluída no Cadastramento Único pelo município e homologada pelo Conselho Municipal de Saúde; - possuir renda per capita mensal inferior ao valor fixado nacionalmente em ato do Poder Executivo para cada exercício; - não ser beneficiária do programa Incentivo ao Combate às Carências Nutricionais ICCN O público-alvo do programa são:: - gestante; - nutriz a mãe que tenha filho com até 6 meses de idade em período de amamentação, cujo leite materno seja o principal alimento; que esteja amamentando seu filho com até 6 meses de idade, para qual o leite materno seja o principal alimento; - crianças - de 6 meses a 6 anos e 11 meses de idade. O programa destina-se à promoção das condições de saúde e nutrição, mediante a complementação da renda familiar. Validade das parcelas: 90 dias BOLSA-RENDA O benefício Bolsa Renda é destinado às família que possuam renda per capita mensal de até meio salário-mínimo, definido pelo Governo Federal e sejam integrantes do Cadastramento Único do cálculo da renda familiar mensal,. São excluídos desse programa os rendimentos provenientes da Bolsa-Escola, Bolsa-Alimentação, Auxílio-Gás, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI, Seguro-Desemprego, Seguro-Safra e Auxílio Aluno PROFAE. Público-alvo: os agricultores familiares, atingidos pela estiagem nos municípios reconhecidos como de calamidade pública ou em situação de emergência, bem como as famílias que estejam recebendo o benefício Auxílio-Gás, nos municípios pertencentes à região do semi-árido. O valor do benefício é fixado pela União e pago diretamente ao responsável legal, preferencialmente à mãe. A liberação das parcelas aos beneficiários ocorre mensalmente, de acordo com o calendário da Rede de Proteção Social. Validade das parcelas: 120 dias AUXÍLIO-GÁS O benefício Auxílio-Gás é destinado à família que atenda, cumulativamente, aos seguintes requisitos: 96 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

7 PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS DA REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL - possuir renda per capita mensal de até meio salário-mínimo definido pelo Governo Federal; - ser integrante do Cadastramento Único para Programas Sociais do Governo Federal. A liberação das parcelas dos beneficiários ocorre bimestralmente, com duas referências a serem pagas ao responsável legal, preferencialmente à mãe. É liberado um benefício para cada mês de referência, relativo a uma mesma origem de recursos. A validade da parcela é 120 dias, contados a partir do início da data de liberação do pagamento. Validade das parcelas: 120 dias PETI PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL BOLSA CRIANÇA CIDADÃ Esse programa destina-se, prioritariamente, às famílias com renda per capita de até meio salário-mínimo, com crianças e adolescentes de 7 a 15 anos (16 anos incompletos) que trabalham em atividades consideradas perigosas, insalubres, penosas e degradantes, ou vitimadas pela exploração sexual comercial. Valor do benefício: Área rural ou urbana R$ 25,00 por criança (para municípios com menos de habitantes) Área Urbana R$ 40,00 por criança (para Municípios, Capitais e Regiões Metropolitanas com mais de habitantes) A Bolsa-Criança Cidadã é paga pela CAIXA, mensalmente, diretamente à mãe ou responsável legal, mediante cartão magnético, de acordo com o Calendário da Rede de Proteção Social. Validade das oarcelas: 90 dias AUXÍLIO - ALUNO PROFAE PROJETO DE PROFISSIONALIZAÇÃO DOS TRABALHA- DORES DA AREA DE ENFERMAGEM. O Auxílio-Aluno destina-se ao custeio parcial das despesas realizadas com transporte coletivo, intermunicipal e interestadual pelos alunos matriculados em cursos integrantes do PRO- FAE, nos deslocamentos de suas residências para os locais de realização dos cursos que estiverem freqüentando e desses para suas residências. Esse serviço é disponibilizado a todos os alunos matriculados em cursos integrantes do PRO- FAE que possuam o Cartão do Cidadão ou o Cartão específico do PROFAE. O valor mensal do Auxílio-Aluno, a ser pago pela União por meio da rede CAIXA, é de R$ 30,00 (trinta reais). Validade das parcelas: 90 dias. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 97

8 PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS DA REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL PCA PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO À ALIMENTAÇÃO ( CARTÃO ALIMENTAÇÃO ). É o programa criado pelo Governo Federal, por intermédio do MESA - Ministério Extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome. Trata-se de ação integrante do Projeto "Fome Zero". O programa visa garantir a pessoas em situação de insegurança alimentar recursos financeiros ou o acesso a alimentos. O Cartão Alimentação será concedido à família com renda per capita de até meio saláriomínimo. O valor do benefício é de R$ 50,00. Validade das parcelas: 90 dias. ROTINAS OPERACIONAIS Quando o cliente se apresentar com o Cartão do Cidadão ou o Cartão específico de um dos Programas da Rede de Proteção Social acima para efetuar o recebimento do benefício, certifique-se de que há dinheiro disponível na loja para o pagamento e adote os seguintes passos: 1º Passo: Pressionar a tecla FINAN. Aparecerá na tela do monitor o menu da aplicação financeira. MENU DA APLICAÇÃO FINANCEIRA - 1.Pré-pago - 7. Extrato - 2. Saque - 8. Sem Boleto - 3. Depósito - 9. X CAP - 4. INSS - 0. FGTS - 5. PIS - A. Benefício Social - 6. Saldo 98 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

9 PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS DA REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL 2º Passo: Digite no teclado a opção A.Benefício Social. Aparecerá, na tela, a seguinte informação: PAGAMENTO BENEFÍCIO SOCIAL PASSE O CARTÃO MAGNÉTICO DIGITE A SENHA No visor do Pin Pad, aparecerá a seguinte mensagem: PAGAMENTO BENEFÍCIO SOCIAL PASSE O CARTÃO 3º Passo: Orientar o cliente a passar o cartão no Pin Pad, com a tarja magnética posicionada para baixo e a frente do cartão voltada para ele. No visor do Pin Pad, aparecerá a seguinte mensagem: DIGITE SUA SENHA 4º Passo: Orientar o cliente a digitar a senha e pressionar a tecla ENTER no Pin Pad. Obs.: Caso ocorram 5 (cinco) tentativas de digitação de senha incorreta, o sistema bloqueará a senha automaticamente. Nesse caso, é necessário que o cliente se dirija a Agência da CAIXA para solicitar o desbloqueio. Na tela do monitor, aparecerá a seguinte informação: PAGAMENTO BENEFÍCIO SOCIAL VALOR R$ xx,xx Tecle <1> para confirmar Tecle <3> para cancelar! ATENÇÃO O valor apresentado na tela constitui a soma de todos os benefícios a que o cliente tem direito (até o limite de 6) e pode referir-se a um ou mais meses de referência, bem como a um ou mais programas. A verificação dos benefícios que estão sendo recebidos pode ser feita por meio do comprovante de pagamento. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 99

10 PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS DA REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL 5º Passo: O atendente confirma a operação escolhendo a opção <1>. SOLICITAR A CONFIRMAÇÃO PELO CLIENTE 6º Passo: No visor do Pin Pad, aparecerá o valor e a solicitação para cancelar ou confirmar: Após essa operação, aparecerá, na tela do monitor, a seguinte informação: VALOR R$ xx,xx Confirma/Cancela 7º Passo: O atendente confirma com o cliente sua opção e o orienta a acionar, no Pin Pad, a tecla ENTER (cor verde) ou CANCEL (cor vermelha), conforme o caso. 8º Passo: Após a confirmação pelo cliente, o sistema emitirá dois recibos (um para o cliente e outro para a prestação de contas). 9º Passo: O atendente efetua o pagamento, entrega uma via ao cliente e guarda a outra para encaminhar à CAIXA na prestação de contas. 10º Passo: Na hipótese de existirem mais valores liberados para o beneficiário(*), o sistema exibe mensagem no terminal e no Pin Pad: Existe outro pagamento liberado. Nesse caso, o cliente deve ser orientado a confirmar no Pin Pad a nova transação. Para realizar o novo pagamento, repetir os procedimentos a partir do passo 2. (*) Esta situação ocorrerá quando o cliente possuir mais de 6 benefícios a receber de uma só vez. MENSAGENS QUE PODEM SER EMITIDAS PELO SISTEMA E NEGAM O PAGAMENTO: - CARTÃO CANCELADO - PAGAMENTO JÁ EFETUADO ; - NIS/PIS INEXISTENTE ; - FORA DO PRAZO DE PAGAMENTO ; - PAGAMENTO A SER LIBERADO EM DD/MM/AAAA - PAGAMENTO BLOQUEADO MOTIVO ; 100 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

11 PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS DA REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL - PAGAMENTO CANCELADO MOTIVO ; - dentre outras. Nesses casos, a mensagem deve ser impressa e entregue ao cliente, e o atendente deve orientá-lo a ligar para o Disque-CAIXA ( ) ou, se preferir, a procurar a Agência da CAIXA mais próxima GARANTIA SAFRA Tem direito ao benefício Garantia-Safra os agricultores familiares que, tendo aderido ao Fundo Garantia-Safra, vierem a sofrer perda em razão de estiagem, comprovada na forma do regulamento, de pelo menos 50% da produção de feijão, milho, arroz, mandioca, sem prejuízo das disposições contidas no regulamento do Fundo Garantia-Safra. É vedada a concessão do benefício aos agricultores que participem de programas similares de transferência de renda, que contem com recursos da União, destinados aos agricultores em razão de estiagem. O processo de seleção, habilitação e envio à CAIXA da relação dos beneficiários do Garantia- Safra a serem pagos é feito pelo MDA. A liberação das parcelas aos beneficiários ocorre mensalmente. É liberado um benefício para cada mês de referência; Pode ocorrer liberação de mais de um benefício para um mesmo mês de referência, no caso da origem dos recursos ser diferente, ou no caso de eventual complemento de benefício. O início da validade de cada benefício ocorre no mesmo mês de referência da folha de pagamento. A liberação da parcela ocorre com a data de início do pagamento de acordo com o calendário da Rede de Proteção Social. A validade da parcela é de noventa dias contados a partir da data de liberação do pagamento. O pagamento é efetuado no PV ou nos canais alternativos de atendimento da CAIXA. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 101

12 AÇÃO EMERGENCIAL INTEGRADA - BOLSA SECA Tem direito ao Benefício do Programa Emergencial Integrado (Bolsa Seca) as famílias e/ou pessoas que se encontrem em estado de insegurança alimentar residentes nas zonas urbana e rural em municípios brasileiros, principalmente localizados na região do Semi-Árido em decorrência de: - situação de estado de emergência ou análogo, decretado pelo Poder Público Municipal e reconhecido pelo Governo Federal; - situação emergencial inopinada e reconhecidamente notória; - situação emergência de atendimento a grupos comunitários específicos. Responsáveis pela elaboração e revisão do conteúdo Escritório de Negócios BELÉM, PA Escritório de Negócios JOÃO PESSOA, PB Escritório de Negócios CARUARU, PE SERGIO DE MORAIS MEIRA (Coordenador) ALBERTO HENRIQUE RODRIGUES ARAUJO JOÃO FAUSTINO NETO KATIA PERES VIEIRA CENTENO JANE DA SILVA RONCÁLIO VIEIRA ALENCAR PEIXOTO ALONSO DE SOUZA LEITE IVANILDA PEREIRA DOS SANTOS AÉCIO FLÁVIO CAVALCANTI DE SIQUEIRA 102 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

13 PAGAMENTO DO INSS (APOSENTADOS) PAGAMENTO DE BENEFÍCIO DO INSS (APOSENTADOS) O QUE É É o pagamento de valores referentes às aposentadorias, pensões ou auxílios, devido pela Previdência Social aos seus segurados, através de cartão magnético que possibilite o saque nos terminais financeiros das Unidades Lotéricas, no horário normal de funcionamento, exceto, nos feriados e finais de semana. A QUEM SE DESTINA Aos aposentados, pensionistas, segurados e seus dependentes, que recebem benefícios da Previdência Social, de acordo com as normas e procedimentos definidos pelo INSS. FORMA DE PAGAMENTO Exclusivamente, por cartão magnético emitido pela CAIXA para Pagamento de Benefícios, que permite ao beneficiário sacar seus proventos em qualquer Unidade Lotérica. Havendo insucesso na operação, o cliente deverá ser encaminhado a qualquer Agência da CAIXA para obter maiores informações, em qualquer Agência da CAIXA. O saque é feito pelo valor total disponível na conta, inclusive o resíduo, se houver. Não é autorizado o saque exclusivamente de resíduo. Nesse caso, o beneficiário deve ser orientado a se dirigir até a Agência da CAIXA para efetuar o saque. Caso haja impedimento para o pagamento, deverá ser impresso o comprovante contendo a mensagem impeditiva. Entregar a mensagem ao beneficiário, orientando-o a se dirigir à Agência da CAIXA mais próxima, portando a mensagem para os esclarecimentos necessários. EXIGÊNCIAS O beneficiário deverá possuir cartão magnético emitido pela CAIXA, e saber sua senha.! ATENÇÃO O cartão é pessoal e intransferível, assim como a senha. Os cartões emitidos por outros bancos não servem para saque nas Unidades Lotéricas. Caso o cliente desejar receber através da Unidade Lotérica, encaminha-lo a procurar uma Agência do INSS para que ele possa solicitar a transferência de seu domicílio bancário para a CAIXA. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 103

14 PAGAMENTO DO INSS (APOSENTADOS) CONDIÇÕES Os pagamentos são realizados de acordo com cronograma definido pelo INSS, considerandose o final do número do benefício. O horário para saque é das 6h às 20h59 (horário de Brasília), respeitado o período de funcionamento da Unidade Lotérica, exceto em feriados e finais de semana. CALENDÁRIO DE PAGAMENTO Para melhor orientação aos beneficiários, o pagamento é efetuado de acordo com calendário a seguir: FINAL DISPONÍVEL A PARTIR DO 1 e 6 1º dia útil do mês 2 e 7 1º dia útil do mês 3 e 8 3º dia útil do mês 4 e 9 4º dia útil do mês 5 e 0 5º dia útil do mês CARACTERÍSTICAS Os beneficiários terão, até o final do mês seguinte ao da disponibilização do recurso pelo INSS, para efetuar o saque e, caso não o façam, os valores correspondentes serão devolvidos àquele Instituto. As parcelas têm validade de até 60 dias. DOCUMENTAÇÃO Para o recebimento do benefício, o segurado deve apresentar sempre o seu cartão magnético e, em seguida, digitar a sua senha pessoal. O cartão é pessoal e intransferível, e a sua correta guarda e utilização aumenta a segurança e evita fraudes. 104 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

15 PAGAMENTO DO INSS (APOSENTADOS) PROCEDIMENTOS SOMENTE NO TERMINAL FINANCEIRO: Atendente tecla a função 4 -INSS; beneficiário passa cartão no PIN/PAD; beneficiário digita a senha; atendente informa o valor disponível ; beneficiário aperta a tecla confirma do PIN/PAD(tecla verde); atendente faz o pagamento do valor entregando o dinheiro e o comprovante de pagamento do beneficiário, guardando o recibo a ser enviado à CAIXA; fim da operação. Responsáveis pela elaboração e revisão do conteúdo Escritório de Negócios BELO HORIZONTE SUL, MG Escritório de Negócios CAMPINAS, SP ANDRE LUIZ PEREIRA DA SILVA (Coordenador) MARISTELA CARVALHO LIMA EDNA VENDRAMINI REGATIERI SALAS MARCIO LUIZ SANTIM Guia de Gestão de Rede de Parceiros 105

16 106 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

17 PAGAMENTO DE SAQUE DO FGTS PAGAMENTO DE SAQUE DO FGTS A CAIXA, a fim de proporcionar ao trabalhador maior facilidade para o recebimento de seu FGTS, disponibilizou a prestação desse serviço na Rede Lotérica. O QUE É FGTS? É o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, regido pela lei 8.036, de 11/5/1990. Todos os trabalhadores regidos pela CLT, a partir de 5/10/1988, têm direito ao FGTS. CRITÉRIOS PARA O SAQUE O pagamento de saque na conta do FGTS deve obedecer a critérios estabelecidos pelo órgão controlador do Fundo. Atualmente, o saque é permitido nas seguintes situações: demissão sem justa causa; término do contrato por prazo determinado; aposentadoria; suspensão total do Trabalho Avulso por período igual ou superior a 90 dias. falecimento do trabalhador. titular de conta vinculada decorrente dos Planos Econômicos, cujo valor do complemento de atualização monetária previsto na Lei Complementar nº 110/2001, em , seja igual ou inferior a R$ 100,00; idade igual ou superior a 70 anos do titular da conta vinculada caso de o trabalhador ou seu dependente ser portador do vírus HIV; caso de o trabalhador ou seu dependente estar acometido de neoplasia maligna (câncer); trabalhador ou seu dependente em estágio terminal em razão de doença grave somente conta vinculada decorrente dos planos econômicos; permanência do titular da conta por 3 anos ininterruptos fora do regime do FGTS, cujo afastamento tenha ocorrido a partir de ; permanência da conta vinculada por 3 anos ininterruptos sem depósitos do FGTS, cujo titular se tenha afastado até ; rescisão do contrato por culpa recíproca ou força maior; rescisão do contrato por extinção total ou parcial da empresa; decretação de nulidade do contrato de trabalho nas hipóteses previstas no art. 37, II 2º, da Constituição Federal, quando mantido o direito ao salário, ocorrida após rescisão do contrato por falecimento do empregador individual. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 107

18 PAGAMENTO DE SAQUE DO FGTS EXIGÊNCIAS O beneficiário deverá possuir cartão magnético emitido pela CAIXA com senha cadastrada. Para comprovar o direito ao saque, o interessado deve, primeiramente, dirigir-se a uma Agência da CAIXA, com a documentação necessária para análise do pedido. Essa etapa antecede a realização do débito na conta vinculada. O saque do FGTS nas Unidades Lotéricas somente será realizado em dias úteis e até o valor de R$ 300,00. PROCEDIMENTOS SOMENTE NO TERMINAL FINANCEIRO: 1 O atendente verifica se o cliente dispõe do Cartão do Cidadão da CAIXA e, se existe numerário suficiente para o pagamento. 2 Logo após, aciona a tecla FINAN e aparecerá na tela o menu da aplicação financeira: MENU DA APLICAÇÃO FINANCEIRA - 1. Pré-pago - 7. Extrato - 2. Saque - 8. Sem boleto - 3. Depósito - 9. X CAP - 4. INSS - 0. FGTS - 5. PIS - A Benefício Social - 6. Saldo - 3 Digita no teclado o número 0 ; aparecerá na tela do terminal a seguinte informação: FGTS PASSE O CARTÃO MAGNÉTICO DIGITE A SENHA 108 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

19 PAGAMENTO DE SAQUE DO FGTS 4 No visor do Pin Pad, aparecerá a seguinte mensagem: FGTS PASSE O CARTÃO 5 O atendente orienta o cliente a passar seu cartão no Pin Pad com a tarja magnética posicionada para baixo e a frente do cartão voltada para ele. 6 No visor do Pin Pad, aparecerá a seguinte mensagem: DIGITE SUA SENHA 7 O cliente digita a senha e aperta a tecla ENTER no Pin Pad. Obs.: A tecla <CORR> limpa a senha digitada e habilita nova digitação. A senha será bloqueada automaticamente após 5 tentativas sucessivas com digitação incorreta ou após 10 tentativas no mesmo mês com digitação incorreta. 8 Na tela do terminal, aparecerá a seguinte informação: FGTS VALOR R$ xx,xx Tecle <1> para confirmar Tecle <3> para cancelar 9 O atendente confirma a operação escolhendo a opção <1>. 10 No visor do Pin Pad, aparecerá o valor e a solicitação para cancelar ou confirmar: VALOR R$ xx,xx Confirma/Cancela 11 O atendente confirma com o cliente sua opção e o orienta a acionar, no Pin Pad, a tecla ENTER (cor verde) ou CANCEL (cor vermelha), conforme o caso. 12 Após a confirmação pelo cliente, o sistema emitirá dois recibos, um para o cliente e outro para a prestação de contas. 13 O atendente efetua o pagamento, entrega uma via do recibo ao cliente e guarda a outra via para encaminhar à CAIXA na prestação de contas. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 109

20 PAGAMENTO DE SAQUE DO FGTS 14 Na hipótese de existirem mais valores liberados para o trabalhador, o sistema exibe mensagem no terminal e no Pin Pad: Existe outro pagamento confirma/cancela. Nesse caso, o cliente deve ser orientado a confirmar no Pin Pad a nova transação. Para realizar o novo pagamento, repetir os procedimentos a partir do passo 3. MENSAGENS QUE PODEM SER EMITIDAS PELO SISTEMA INDISPONIBILIZANDO O PAGAMENTO: - LOTÉRICO NÃO HABILITADO PARA ESTA OPERAÇÃO - CARTÃO INVÁLIDO - CARTÃO VENCIDO - CARTÃO DANIFICADO - CARTÃO CANCELADO - CARTÃO BLOQUEADO PROCURE AGÊNCIA - VIA DE CARTÃO NÃO CONFERE - SENHA INVÁLIDA - SENHA NÃO CADASTRADA PROCURE AGÊNCIA - SENHA BLOQUEADA - TEMPORARIAMENTE SEM COMUNICAÇÃO TENTE MAIS TARDE - BASE FORA DO AR - BASE PGTO FORA AR-2 - CPFGTS NÃO AUTORIZADO PROCURE SUA AGÊNCIA - NÃO EXISTE CPFGTS LIBERADO - PROCURE SUA AGÊNCIA PARA PAGAMENTO EM DD/MM - EXISTE PAGAMENTO LIBERADO EM DD/MM - EXISTE OUTRO PAGAMENTO LIBERADO PARA DD/MM - PROCURE SUA AGÊNCIA PARA OUTRO PAGAMENTO EM DD/MM - EXISTE PENDÊNCIA TENTE NOVAMENTE - TRANSAÇÃO PENDENTE - AGÊNCIA DOMICÍLIO BLOQUEADA Para toda mensagem impeditiva ou informativa, é emitido um comprovante para o trabalhador, impresso numa única via. Nos casos de mensagens acima (impeditivas), o atendente deve orientar o trabalhador a ligar para o Disque-CAIXA ( ) ou dirigir-se a uma Agência da CAIXA. Responsáveis pela elaboração e revisão do conteúdo Escritório de Negócios BELO HORIZONTE SUL, MG Escritório de Negócios CAMPINAS, SP ANDRE LUIZ PEREIRA DA SILVA (Coordenador) MARISTELA CARVALHO LIMA EDNA VENDRAMINI REGATIERI SALAS MARCIO LUIZ SANTIM 110 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

21 PAGAMENTO E RESTITUIÇÃO DE SEGURO-DESEMPREGO PAGAMENTO E RESTITUIÇÃO DE SEGURO-DESEMPREGO SEGURO-DESEMPREGO É o benefício temporário concedido ao trabalhador formal, ao empregado doméstico, ao pescador artesanal e ao trabalhador resgatado, em situação de desemprego involuntário. TRABALHADOR FORMAL O benefício destina-se ao trabalhador que possuía vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física equiparada à jurídica (inscrita no CEI Cadastro Específico do INSS), sob o regime da CLT. EMPREGADO DOMÉSTICO O benefício é destinado ao trabalhador sem vínculo empregatício com pessoa jurídica, que exercia suas atividades sob contrato de trabalho com pessoa física inscrita no CEI, em regime de trabalho doméstico (ex.: cozinheira, copeira, jardineiro, motorista particular...). PESCADOR ARTESANAL O benefício é destinado ao pescador profissional que exerce sua atividade de forma artesanal, individualmente ou em regime de economia familiar, sem contratação de terceiros. Entende-se como regime de economia familiar a atividade em que o trabalho dos membros da família (filhos e cônjuge), exercido em condições de mútua dependência e colaboração, sem utilização de empregado, é indispensável à própria subsistência. TRABALHADOR RESGATADO O benefício destina-se ao trabalhador submetido a regime de trabalho forçado ou reduzido à condição análoga à de escravo e resgatado dessa situação, em decorrência de ação de fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego. DISPOSIÇÕES GERAIS O saque do Seguro-Desemprego, efetuado exclusivamente com o Cartão do Cidadão e senha previamente cadastrada pode ocorrer também em dias não úteis. O benefício pode ser sacado no Terminal Financeiro, das 6h às 20h59, horário de Brasília. Guia de Gestão de Rede de Parceiros 111

22 PAGAMENTO E RESTITUIÇÃO DE SEGURO-DESEMPREGO A senha é cadastrada em Agência da CAIXA. A notificação de Seguro-Desemprego é efetuada com o Cartão do Cidadão. Para saques realizados nos feriados e fins de semana, a efetivação ocorre no movimento do próximo dia útil. A transação não admite estorno, exceto para a última transação efetivada no mesmo terminal (último NSU Número Seqüencial Único), no mesmo dia; nesse caso, a Unidade Lotérica entrega o comprovante do estorno da transação à Agência de vinculação no momento da prestação de contas. PAGAMENTO O trabalhador formal e o empregado doméstico podem receber o benefício do Seguro- Desemprego em qualquer Unidade Lotérica, exceto o benefício proveniente de requerimento de recurso; nesse caso, é pago somente na Agência da CAIXA. O pescador artesanal recebe o benefício do Seguro-Desemprego na Agência de domicílio bancário ou na Unidade Lotérica vinculada a essa Agência. O trabalhador resgatado recebe em qualquer Unidade Lotérica. O pagamento no terminal lotérico, que pode ocorrer também nos dias não úteis, é feito exclusivamente com o uso do Cartão do Cidadão e da senha previamente cadastrada na Agência pelo trabalhador. O benefício pode ser sacado no terminal financeiro, no horário das 6h às 20h59, horário de Brasília. O saque é feito no valor total da parcela disponível, sem limite de valor para saque, mas está condicionado à suficiência de numerário na Unidade Lotérica. RESTITUIÇÃO A restituição de parcelas do Seguro-Desemprego é a devolução ao FAT Fundo de Amparo ao Trabalhador, pelo trabalhador, de valores de parcelas recebidos indevidamente, conforme regulamentação específica. PROCEDIMENTOS Pagamento Quando o trabalhador apresentar-se com o cartão para receber o Seguro-Desemprego, certificar-se de que há dinheiro disponível na loja para o pagamento, adotando os seguintes passos: 1º Passo: pressionar a tecla FINAN. Aparecerá na tela do monitor o menu da aplicação financeira. 112 Guia de Gestão de Rede de Parceiros

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 6 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.013, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2009. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 467, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2005

RESOLUÇÃO Nº 467, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2005 RESOLUÇÃO Nº 467, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2005 Estabelece procedimentos relativos à concessão do Seguro-Desemprego. O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador - CODEFAT, no uso das atribuições

Leia mais

Lei 8.036/90 ( FGTS: possibilidades e condições de utilização/saque; Certificado de Regularidade do FGTS; Guia de Recolhimento GRF)

Lei 8.036/90 ( FGTS: possibilidades e condições de utilização/saque; Certificado de Regularidade do FGTS; Guia de Recolhimento GRF) Lei 8.036/90 ( FGTS: possibilidades e condições de utilização/saque; Certificado de Regularidade do FGTS; Guia de Recolhimento GRF) FGTS Fundo indenizatório, criado com o objetivo de proteger o trabalhador

Leia mais

Sicoobnet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.5

Sicoobnet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.5 Sicoobnet Empresarial Manual do Versão.5 Manual do Data: 04/0/0 Histórico Data Versão Descrição Autor 04/0/008.0 Criação do Manual Ileana Karla 0//008. Revisão Luiz Filipe Barbosa /07/00. Atualização Márcia

Leia mais

Sicoobnet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.3

Sicoobnet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.3 Sicoobnet Empresarial Manual do Versão. Manual do Data: /07/00 Histórico Data Versão Descrição Autor 04/0/008.0 Criação do Manual Ileana Karla 0//008. Revisão Luiz Filipe Barbosa /07/00. Atualização Márcia

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Conversão da MPv nº 411-07 Presidência da Dispõe sobre o Programa Nacional de Inclusão de Jovens - Projovem, instituído pela Lei n o 11.129, de 30 de junho de 2005; altera a Lei n o 10.836, de 9 de janeiro

Leia mais

Guia de facilidades Bradesco Prime

Guia de facilidades Bradesco Prime Este material foi impresso em papel certificado FSC. Marketing 7778 out/14 Guia de facilidades Bradesco Prime No Bradesco Prime, você é prioridade sempre. Contar com a presença do Bradesco Prime em 100%

Leia mais

1/7. Prof. Wilson Roberto

1/7. Prof. Wilson Roberto 1/7 5. Contrato individual de trabalho: Contribuição Sindical, INSS, Salário-família, IRRF trabalho assalariado, PIS/PASEP, e CAGED Contribuição Sindical A contribuição sindical está prevista nos artigos

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROEN COMISSÃO PERMANENTE DE VESTIBULAR - COPEVE

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROEN COMISSÃO PERMANENTE DE VESTIBULAR - COPEVE PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROEN COMISSÃO PERMANENTE DE VESTIBULAR - COPEVE EDITAL 002/2014 - PROCESSO DE ISENÇÃO DO PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO PARA O PROGRAMA DE ACESSO SERIADO (PAS) DA

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA No 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012

PORTARIA NORMATIVA No 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012 PORTARIA NORMATIVA No 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012 Dispõe sobre a implementação das reservas de vagas em instituições federais de ensino de que tratam a Lei no 12.711, de 29 de agosto de 2012, e o Decreto

Leia mais

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012 Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012 Dispõe sobre a implementação das reservas de vagas em instituições federais de ensino de que tratam a Lei

Leia mais

REDE PRÓPRIA DO BANCO: é a rede de estabelecimentos conveniados ao BANPARÁ.

REDE PRÓPRIA DO BANCO: é a rede de estabelecimentos conveniados ao BANPARÁ. Este instrumento tem como objetivo regulamentar a participação do CLIENTE na CAMPANHA DE FIDELIDADE BCARD, instituída pelo Banco do Estado do Pará S.A. 1. EMPRESA PROMOTORA: O BANCO DO ESTADO DO PARÁ S.A.,

Leia mais

Circulação de Materiais

Circulação de Materiais Circulação de Materiais Manual APC Manual PER-MAN-001 Circulação de Materiais Sumário 1. EMPRÉSTIMO/DEVOLUÇÃO/DÉBITOS/RENOVAÇÃO... 1-1 1.1 1.2 EMPRÉSTIMO... 1-3 DEVOLUÇÃO... 1-7 1.3 DÉBITOS... 1-10 1.4

Leia mais

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO OUROCARD PRÉ-PAGO RECARREGÁVEL VISA DO BANCO DO BRASIL S.A - CORRENTISTAS PESSOAS FÍSICAS

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO OUROCARD PRÉ-PAGO RECARREGÁVEL VISA DO BANCO DO BRASIL S.A - CORRENTISTAS PESSOAS FÍSICAS CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO OUROCARD PRÉ-PAGO RECARREGÁVEL VISA DO BANCO DO BRASIL S.A - CORRENTISTAS PESSOAS FÍSICAS Pelo presente contrato, o BANCO DO BRASIL S.A., com sede em Brasília

Leia mais

VERIFONE OMNI 5150/VX510. lder POS Tricard_CMYK_09-06-2011.indd 1 09/06/11 14:26

VERIFONE OMNI 5150/VX510. lder POS Tricard_CMYK_09-06-2011.indd 1 09/06/11 14:26 VERIFONE OMNI 5150/VX510 lder POS Tricard_CMYK_09-06-2011.indd 1 09/06/11 14:26 ÍNDICE POS FUNÇÕES...03 MENU PRINCIPAL E PRODUTOS...04 CARTÃO DE CRÉDITO...04 CARTÃO DE DÉBITO...07 R CORRESPONDENTE TUDO

Leia mais

PASEP. Conceito. São participantes do PASEP todos os servidores em atividade, civis e militares, cadastrados no Programa.

PASEP. Conceito. São participantes do PASEP todos os servidores em atividade, civis e militares, cadastrados no Programa. PASEP Conceito O Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público PASEP é um programa criado pelo Governo Federal em 1970 para propiciar aos servidores públicos civis e militares a participação na

Leia mais

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º,

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º, 13º SALARIO Trabalhadores beneficiados Farão jus ao recebimento do 13º salário os seguintes trabalhadores: a) empregado - a pessoa física que presta serviços de natureza urbana ou rural à empresa, em caráter

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS Disciplina: Direito do Trabalho II Professora: Cláudia Glênia JUR: MATERIAL APENAS PARA ROTEIRO DISCIPLINAR, NÃO DEVE SER USADO

Leia mais

Concurso CEF/2012. Prof: Fernando Aprato

Concurso CEF/2012. Prof: Fernando Aprato Concurso CEF/2012 CETEC POA Prof: Fernando Aprato Programa Seguro- Desemprego Introdução O Seguro-Desemprego é um benefício integrante da seguridade social, garantido pelo art.7º dos Direitos Sociais da

Leia mais

SEGURO DESEMPREGO. LEGISLAÇÃO Artigo 201, III, da CF; Artigo 7º, II, da CF;

SEGURO DESEMPREGO. LEGISLAÇÃO Artigo 201, III, da CF; Artigo 7º, II, da CF; LEGISLAÇÃO Artigo 201, III, da CF; Artigo 7º, II, da CF; Artigo 28, da LC 150/15; Lei 13134/15; Lei 7998, de 11 de janeiro de 1990- que regula o Programa do Seguro-Desemprego e o Abono Salarial e institui

Leia mais

NOVAS REGRAS SEGURO DESEMPREGO. Maria Aparecida Guimarães Gerente/GRTE SL Cristiane G. Oliveira Chefe SEATER

NOVAS REGRAS SEGURO DESEMPREGO. Maria Aparecida Guimarães Gerente/GRTE SL Cristiane G. Oliveira Chefe SEATER NOVAS REGRAS SEGURO DESEMPREGO Maria Aparecida Guimarães Gerente/GRTE SL Cristiane G. Oliveira Chefe SEATER Legislação LEI Nº 7.998, DE 11 DE JANEIRO DE 1990 LEI Nº 8.900, DE 30 DE JUNHO DE 1994 RESOLUÇÃO

Leia mais

ANEXO V INSTRUÇÕES PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS

ANEXO V INSTRUÇÕES PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS ANEXO V INSTRUÇÕES PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS 1. Abertura do Caixa/Suprimento O Operador de Caixa deverá ligar o equipamento e efetuar o logon no Aplicativo de Caixa. Em seguida, deverá conferir a bomba

Leia mais

Cappta Cartões Guia de Utilização

Cappta Cartões Guia de Utilização Cappta Cartões Guia de Utilização Bem-vindo! Obrigado por utilizar a solução Cappta Cartões, a maneira mais simples e rápida de aceitar todos os tipos de cartão no varejo. Este manual detalha as principais

Leia mais

CONDIÇÕES DE SAQUE PARA FGTS

CONDIÇÕES DE SAQUE PARA FGTS CONDIÇÕES DE SAQUE PARA FGTS O trabalhador pode sacar os recursos de sua conta vinculada nas situações abaixo. Veja como comprovar para ter direito ao saque: DEMISSÃO SEM JUSTA CAUSA Documento de identificação

Leia mais

O que é Seguro Desemprego? A quem se destina Local de solicitação Como funciona

O que é Seguro Desemprego? A quem se destina Local de solicitação Como funciona O que é Seguro Desemprego? É o pagamento da assistência financeira temporária, não inferior a 1 salário mínimo, concedida ao trabalhador desempregado previamente habilitado. O Seguro-Desemprego, um dos

Leia mais

EDITAL Nº 06/2012 DISPÕE SOBRE O PROCESSO SELETIVO PARA BOLSAS DE ESTUDO NA ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO COMERCIAL E MARKETING ESIC.

EDITAL Nº 06/2012 DISPÕE SOBRE O PROCESSO SELETIVO PARA BOLSAS DE ESTUDO NA ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO COMERCIAL E MARKETING ESIC. EDITAL Nº 06/2012 DISPÕE SOBRE O PROCESSO SELETIVO PARA BOLSAS DE ESTUDO NA ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO COMERCIAL E MARKETING ESIC. A Escola Superior de Gestão Comercial e Marketing ESIC, mantido pela Associação

Leia mais

Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a)

Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a) Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a) Carteira de Trabalho e Previdência Social, devidamente anotada Devidamente anotada, especificando- se as condições do contrato de trabalho (data de admissão, salário

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO Benefício temporário concedido ao trabalhador desempregado dispensado sem justa causa é composto por 3 a 5 parcelas mensais, pagas em dinheiro, de valores

Leia mais

COMUNICADO PROAE PROGRAMA BOLSA PERMANÊNCIA PBP

COMUNICADO PROAE PROGRAMA BOLSA PERMANÊNCIA PBP COMUNICADO PROAE PROGRAMA BOLSA PERMANÊNCIA PBP Informamos que a PROAE constatou a existência, na Universidade Federal da Bahia, de mais 26 (vinte e seis) cursos com carga horária igual ou superior a 5

Leia mais

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car...

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car... ÍNDICE Operações com o Cartão Ticket Car... POS Ticket Car :... Funções... Mensagens... Terminal TEF: Ticket Car Novo... Funções... Mensagens... Transação de Venda Manual... Procedimento... Obter boleto...

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS. EDITAL PROEXT Nº 02, de 29 de janeiro de 2015. EDITAL PARA A CONCESSÃO DE BOLSA PERMANÊNCIA MEC

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS. EDITAL PROEXT Nº 02, de 29 de janeiro de 2015. EDITAL PARA A CONCESSÃO DE BOLSA PERMANÊNCIA MEC PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS EDITAL PROEXT Nº 02, de 29 de janeiro de 2015. EDITAL PARA A CONCESSÃO DE BOLSA PERMANÊNCIA MEC A Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Leia mais

TEXTO ORIENTADOR PARA O CURSO DO SIBEC

TEXTO ORIENTADOR PARA O CURSO DO SIBEC 1 TETO ORIENTADOR PARA O CURSO DO SIBEC Antes de iniciar a capacitação presencial do SIBEC, é importante rever alguns pontos sobre a gestão do Programa Bolsa Família. Fique atento às informações que reunimos

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro Edição Número 251 de 30/12/2005 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N o 666, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2005 Disciplina a integração entre

Leia mais

Análise comparativa de programas de proteção social. 1995 a 2003

Análise comparativa de programas de proteção social. 1995 a 2003 Análise comparativa de programas de proteção social Abril/2004 Apresentação A idéia de que o governo Lula investe menos recursos na área social do que o governo FHC tem sido sistematicamente veiculada

Leia mais

Manual Cartão Pesquisa /CNPq. Atualizado em 25/08/2014

Manual Cartão Pesquisa /CNPq. Atualizado em 25/08/2014 Manual Cartão Pesquisa /CNPq Atualizado em 25/08/2014 Sumário Introdução... 3 Cartão BB Pesquisa... 4 Passo a Passo... 8 Perguntas e Respostas.... 14 Cartão BB Pesquisa O Cartão BB Pesquisa éresultado

Leia mais

4.29 - TRIBUTAÇÃO DAS UNIDADES LOTÉRICAS

4.29 - TRIBUTAÇÃO DAS UNIDADES LOTÉRICAS mod4b 11/21/03 4:19 PM Page 153 TRIBUTAÇÃO DAS UNIDADES LOTÉRICAS 4.29 - TRIBUTAÇÃO DAS UNIDADES LOTÉRICAS A Unidade Lotérica é uma empresa jurídica legalmente constituída, sujeita às tributação vigente.

Leia mais

ANEXO IV - Procedimentos para cálculo e apuração da renda familiar bruta mensal per capita

ANEXO IV - Procedimentos para cálculo e apuração da renda familiar bruta mensal per capita ANEXO IV - Procedimentos para cálculo e apuração da renda familiar bruta mensal per capita 1. A renda familiar bruta mensal per capita, para fins de verificação da Ação Afirmativa 1A e Ação Afirmativa

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 754, DE 26 DE AGOSTO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 754, DE 26 DE AGOSTO DE 2015 RESOLUÇÃO Nº 754, DE 26 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta os procedimentos para habilitação e concessão de Seguro-Desemprego para empregados domésticos dispensados sem justa causa na forma do art. 26 da Lei

Leia mais

DA MATRÍCULA DATA DA MATRÍCULA CAMPUS LOCAL HORÁRIO

DA MATRÍCULA DATA DA MATRÍCULA CAMPUS LOCAL HORÁRIO DA MATRÍCULA CAMPUS LOCAL HORÁRIO BAMBUÍ CONGONHAS Secretaria dos Cursos de Graduação e Pós-Graduação Rodovia Bambuí/Medeiros Km 05 Caixa Postal 05 - Bambuí MG (37) 3431-4974 Secretaria IFMG Câmpus Congonhas

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO BOM+ Funcionalidade Pré-Pago

REGULAMENTO DO CARTÃO BOM+ Funcionalidade Pré-Pago REGULAMENTO DO CARTÃO BOM+ Funcionalidade Pré-Pago O BOM+ é um cartão pré-pago que oferece aos seus clientes as funcionalidades de pagamento de compras em toda a rede MasterCard e também pagamento de tarifas

Leia mais

Ricardo Resende Direito do Trabalho Capítulo 27 do Curso Completo (resumo)

Ricardo Resende Direito do Trabalho Capítulo 27 do Curso Completo (resumo) Ricardo Resende Direito do Trabalho Capítulo 27 do Curso Completo (resumo) Seguro-Desemprego 27.1. Conceito O seguro-desemprego é benefício previdenciário que tem por finalidade garantir o sustento do

Leia mais

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO OI CARTEIRA - CARTÃO PRÉ- PAGO MOBILE RECARREGÁVEL VISA DO BANCO DO BRASIL S.

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO OI CARTEIRA - CARTÃO PRÉ- PAGO MOBILE RECARREGÁVEL VISA DO BANCO DO BRASIL S. CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO OI CARTEIRA - CARTÃO PRÉ- PAGO MOBILE RECARREGÁVEL VISA DO BANCO DO BRASIL S.A PESSOAS FÍSICAS - CORRENTISTAS E NÃO-CORRENTISTAS. Pelo presente contrato, o BANCO DO

Leia mais

A Rede de Proteção Social: fazer mais para quem precisa mais

A Rede de Proteção Social: fazer mais para quem precisa mais A Rede de Proteção Social: fazer mais para quem precisa mais 37,6 milhões de benefícios regulares para os mais pobres Ao lado dos programas sociais que se destinam a toda a sociedade, o Governo Federal

Leia mais

Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido

Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido Conceito e Características do Cartão de Crédito O cartão de crédito Private Label Híbrido, de uso doméstico

Leia mais

Conhecendo os Processos de Cobrança

Conhecendo os Processos de Cobrança Conhecendo os Processos de Cobrança 03 Processos de Cobrança Entenda a Fatura Ferramentas de Suporte Consulta de Extratos 05 09 11 16 Consumo Consciente 02 Processos de Cobrança conheça os processos de

Leia mais

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS PASEP - PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO PATRIMÔNIO DO SERVIDOR PÚBLICO

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS PASEP - PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO PATRIMÔNIO DO SERVIDOR PÚBLICO PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS PASEP - PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO PATRIMÔNIO DO SERVIDOR PÚBLICO 1 CONCEITO O Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público - PASEP foi criado pelo Governo Federal

Leia mais

SEGURO-DESEMPREGO - NOVOS VALORES - MARÇO/2011. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 09/03/2011.

SEGURO-DESEMPREGO - NOVOS VALORES - MARÇO/2011. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 09/03/2011. SEGURO-DESEMPREGO - NOVOS VALORES - MARÇO/2011 Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 09/03/2011. Sumário: 1 - Introdução 2 - Requisitos 3 - Comprovação 4 - Parcelas 4.1 - Parcelas Adicionais

Leia mais

EDITAL - BOLSA DE ESTUDO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR

EDITAL - BOLSA DE ESTUDO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR EDITAL - BOLSA DE ESTUDO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR Inscrições disponíveis no site da Prefeitura Municipal de Joinville Entrega de formulário preenchido e documentação exigida: Servidores Lotados nas demais

Leia mais

Canais Alternativos de Atendimento

Canais Alternativos de Atendimento Canais Alternativos de Atendimento PAGAMENTO DE CONTAS RECEBIMENTO DE BENEFÍCIOS TRANSFERÊNCIA DE DINHEIRO Posso fazer essas operações bancárias nos Canais Alternativos de Atendimento? Veja aqui como fazer

Leia mais

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 665, de 30 de dezembro de 2014

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 665, de 30 de dezembro de 2014 Quadro comparativo da 1 Lei nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 Art. 3º Terá direito à percepção do segurodesemprego o trabalhador dispensado sem justa causa que comprove: I - ter recebido salários de pessoa

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 253 DE 4 DE OUTUBRO DE 2000

RESOLUÇÃO Nº 253 DE 4 DE OUTUBRO DE 2000 RESOLUÇÃO Nº 253 DE 4 DE OUTUBRO DE 2000 Estabelece procedimentos para a concessão do benefício do Seguro-Desemprego ao Empregado Doméstico. O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador CODEFAT,

Leia mais

CANDIDATO: Gostaria de saber o que é o Sistema de Reserva de Vagas.

CANDIDATO: Gostaria de saber o que é o Sistema de Reserva de Vagas. CANDIDATO: Gostaria de saber o que é o Sistema de Reserva de Vagas. COMPERVE: É um sistema criado pelo Governo que destina um percentual de vagas para alunos de escola pública. No caso da Escola de Enfermagem

Leia mais

IMA INSTITUTO MARIA AUXILIADORA

IMA INSTITUTO MARIA AUXILIADORA IMA INSTITUTO MARIA AUXILIADORA EDITAL DO PROGRAMA DE BOLSA DE ESTUDOS ANO LETIVO DE 2016 Em conformidade com a Lei 12.101/2009 e suas alterações Lei 12.868 de 15/10/2013 O Instituto Maria Auxiliadora,

Leia mais

Solicitando o Cartão BNDES

Solicitando o Cartão BNDES Solicitando o Cartão BNDES Atualizado em 30/06/2014 Pág.: 1/12 Introdução Este manual destina-se a orientar as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) na solicitação do Cartão BNDES no site do Cartão

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA BOLSA PERMANÊNCIA DO MEC -

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA BOLSA PERMANÊNCIA DO MEC - DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA BOLSA PERMANÊNCIA DO MEC - ORIENTAÇÕES: a) Apresentar cópia simples dos documentos de todos os membros do grupo familiar (pessoas que vivem na mesma casa,

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR O coordenador do ProUni deverá solicitar, salvo em caso de

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A COMPROVAÇÃO DE RENDA NO PROCESSO SELETIVO UFFS/2014

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A COMPROVAÇÃO DE RENDA NO PROCESSO SELETIVO UFFS/2014 PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A COMPROVAÇÃO DE RENDA NO PROCESSO SELETIVO UFFS/2014 1. Em quais opções de escolha preciso comprovar a renda? Conforme o EDITAL Nº 572/UFFS/2013 - PROCESSO SELETIVO UFFS/2014.1,

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO CARTÃO PRÉ-PAGO AVISTA MASTERCARD PAG

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO CARTÃO PRÉ-PAGO AVISTA MASTERCARD PAG TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO CARTÃO PRÉ-PAGO AVISTA MASTERCARD PAG O presente instrumento denominado Termos e Condições Gerais de Uso do Cartão Pré-Pago Avista MasterCard PAG ( Termo ) aplica-se

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL - PETI

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL - PETI - PETI Este questionário tem por objetivo fazer com que a sociedade participe da gestão pública, exercendo controle sobre as despesas efetuadas e orientando aos órgãos do governo para que adotem medidas

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA CÁLCULO DE RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL PER CAPITA E DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA. Conceitos

PROCEDIMENTO PARA CÁLCULO DE RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL PER CAPITA E DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA. Conceitos PROCEDIMENTO PARA CÁLCULO DE RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL PER CAPITA E DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA Conceitos De acordo com a Portaria Normativa do Ministério da Educação de n 18, de 11 de outubro de 2012, que

Leia mais

4.Pago alguma tarifa para utilizar o Internet Banking?

4.Pago alguma tarifa para utilizar o Internet Banking? INTERNET BANKING PESSOA FÍSICA - Perguntas Mais Frequentes 1.Tenho uma Conta Corrente no Banpará e gostaria de ter acesso ao serviço de Internet Banking para realizar consultas, pagamentos e transferências.

Leia mais

Objetivo. Acesso ao Sistema

Objetivo. Acesso ao Sistema Revisão 2.2 de 18/09/2006 Objetivo Apresentar o manual do sistema integrado ao terminal Mult Serviços, para operação de correspondente bancário nas funções de recebimento de contas e outros serviços disponibilizados

Leia mais

Condições Gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação em Folha de Pagamento ou benefício do INSS

Condições Gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação em Folha de Pagamento ou benefício do INSS Condições Gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação em Folha de Pagamento ou benefício do INSS Estas são as condições gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY Os presentes termos e condições gerais de uso (os Termos de Uso ) definem os direitos e obrigações aplicáveis aos usuários do

Leia mais

ANEXO III DECLARAÇÃO DE EGRESSO DE ESCOLA PÚBLICA (TERMO DE ESCOLA PÚBLICA) Assinatura do candidato/ responsável legal Local e Data:

ANEXO III DECLARAÇÃO DE EGRESSO DE ESCOLA PÚBLICA (TERMO DE ESCOLA PÚBLICA) Assinatura do candidato/ responsável legal Local e Data: ANEXO III DECLARAÇÃO DE EGRESSO DE ESCOLA PÚBLICA (TERMO DE ESCOLA PÚBLICA) Eu,, portador(a) do CPF:, aprovado(a) dentro das vagas reservadas para o curso, câmpus, do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

CIRCULAR Nº 110 1. DA MODALIDADE E ENCARGOS FINANCEIROS DO EMPRÉSTIMO

CIRCULAR Nº 110 1. DA MODALIDADE E ENCARGOS FINANCEIROS DO EMPRÉSTIMO CIRCULAR Nº 110 Regulamenta a Concessão e Manutenção de Empréstimos a Participantes e Assistidos da Fundação Banestes de Seguridade Social BANESES. 1. DA MODALIDADE E ENCARGOS FINANCEIROS DO EMPRÉSTIMO

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA MUNICÍPIO: ESTADO: DATA: / / PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA MUNICÍPIO: ESTADO: DATA: / / PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Este questionário tem por objetivo fazer com que a sociedade participe da gestão pública, exercendo controle sobre as despesas efetuadas e orientando aos órgãos do

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS Documentação RELAÇÃO DE DOCUMENTOS Os documentos devem ser enviados pelos pré-selecionados, após a inscrição para a FAEL, no prazo definido no Cronograma do Processo Seletivo do Prouni 2015 (clique aqui

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE O PROGRAMA BOLSA-ALIMENTAÇÃO

ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE O PROGRAMA BOLSA-ALIMENTAÇÃO Ministério da Saúde Secretaria de Políticas de Saúde Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE O PROGRAMA BOLSA-ALIMENTAÇÃO O Programa Bolsa-Alimentação, criado pelo

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 240, DE 2015

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 240, DE 2015 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 240, DE 2015 Redação final do Projeto de Lei de Conversão nº 3, de 2015 (Medida Provisória nº 665, de 2014). A Comissão Diretora apresenta a redação final do Projeto de Lei

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE MENSAGEM INFOCELULAR BRADESCO CARTÕES

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE MENSAGEM INFOCELULAR BRADESCO CARTÕES REGULAMENTO DO SERVIÇO DE MENSAGEM INFOCELULAR BRADESCO CARTÕES O BANCO BRADESCO CARTÕES S.A., com sede na Cidade de Osasco, Estado de São Paulo, no núcleo administrativo denominado Cidade de Deus, Prédio

Leia mais

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito?

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito? a O que é o FGTS? O FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - é um fundo composto por depósitos bancários em dinheiro, compulsório, vinculado, realizado pelo empregador em favor do trabalhador, visando

Leia mais

Cadastro Único: um cadastro, vários programas sociais.

Cadastro Único: um cadastro, vários programas sociais. Cadastro Único: um cadastro, vários programas sociais. Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social. O CADASTRO ÚNICO é a porta de entrada para os Programas Sociais do Governo Federal e

Leia mais

REGULAMENTO. Presenteador: É a pessoa física ou jurídica que adquire o VALE-VIAGEM CVC, mediante a compra direta de cargas de valores.

REGULAMENTO. Presenteador: É a pessoa física ou jurídica que adquire o VALE-VIAGEM CVC, mediante a compra direta de cargas de valores. REGULAMENTO A CVC BRASIL OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS S.A., o Presenteador e o Presenteado do VALE-VIAGEM CVC, a primeira, na qualidade de prestadora de serviços de turismo, e o segundo, aderindo às

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO CARTÃO PRÉ- PAGO HABBO CARTÃO AMIGO

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO CARTÃO PRÉ- PAGO HABBO CARTÃO AMIGO TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO CARTÃO PRÉ- PAGO HABBO CARTÃO AMIGO O presente instrumento denominado Termos e Condições Gerais de Uso do Cartão Pré- Pago Habbo Cartão Amigo ( Termo ) aplica- se de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE AÇÕES INTEGRATIVAS NÚCLEO DE ACESSIBILIDADE DA UFPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE AÇÕES INTEGRATIVAS NÚCLEO DE ACESSIBILIDADE DA UFPE BOLSA MANUTENÇÃO INCLUIR 2015.1 A Pró-Reitoria para Assuntos Estudantis (PROAES) torna público que os estudantes dos cursos de graduação presencial da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), interessados

Leia mais

EDITAL-Processo Seletivo para Concessão de Bolsa de Estudo-2016

EDITAL-Processo Seletivo para Concessão de Bolsa de Estudo-2016 A Santa Casa de Misericórdia do Recife, mantenedora do Educandário São Joaquim situado no Povoado Frei Caneca, S/N - Zona Rural Jaqueira/PE, no uso de suas atribuições previstas no Estatuto Social, em

Leia mais

Solicitando o Cartão BNDES

Solicitando o Cartão BNDES Solicitando o Cartão BNDES Atualizado em 13/09/2013 Pág.: 1/15 Introdução Este manual destina-se a orientar as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) na solicitação do Cartão BNDES no Portal de Operações

Leia mais

Legislação Específica Professor Carlos Arthur

Legislação Específica Professor Carlos Arthur Legislação Específica Professor Carlos Arthur 1. Os requisitos a serem atendidos pelo proponente que deseja utilizar os recursos da conta vinculada do FGTS na aquisição de imóvel residencial urbano, nas

Leia mais

Medidas Provisórias nº 664 e nº 665

Medidas Provisórias nº 664 e nº 665 Medidas Provisórias nº 664 e nº 665 Perguntas e respostas Ministério da Previdência Social Auxílio-Doença Benefício pago ao segurado em caso de incapacitação temporária para o trabalho por doença ou acidente

Leia mais

EDITAL DE BOLSA SOCIAL 2015

EDITAL DE BOLSA SOCIAL 2015 EDITAL DE BOLSA SOCIAL 2015 A Diretoria de Colégios da ABEU Colégios, no uso de suas atribuições, torna público o Edital para o Processo de Concessão de Bolsas Sociais destinadas a estudantes regularmente

Leia mais

TUTORIAL/RENOV.MATRÍCULA/GRAD.EAD RJ. Rio de Janeiro, 26 de novembro de 2014. Estimados Estudantes,

TUTORIAL/RENOV.MATRÍCULA/GRAD.EAD RJ. Rio de Janeiro, 26 de novembro de 2014. Estimados Estudantes, TUTORIAL/RENOV.MATRÍCULA/GRAD.EAD RJ Estimados Estudantes, Rio de Janeiro, 26 de novembro de 2014. Gostaríamos de manifestar nossa alegria e gratidão pela confiança em nossa Instituição durante o período

Leia mais

PROGRAMA DE RECOMPENSA MAIS VANTAGENS REGULAMENTO

PROGRAMA DE RECOMPENSA MAIS VANTAGENS REGULAMENTO PROGRAMA DE RECOMPENSA MAIS VANTAGENS REGULAMENTO O presente instrumento (a seguir, REGULAMENTO) disciplina o funcionamento do PROGRAMA DE RECOMPENSAS MAIS VANTAGENS (adiante PROGRAMA), gerido pela DMCARD

Leia mais

REGULAMENTO. Capítulo 1º. Definições:

REGULAMENTO. Capítulo 1º. Definições: REGULAMENTO A OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS CVC TUR LTDA., o Presenteador e o Presenteado do VALE-VIAGEM CVC, a primeira, na qualidade de prestadora de serviços de turismo, e o segundo, aderindo às condições

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NA MODALIDADE AUXÍLIO TRANSPORTE EDITAL Nº 01/2014

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NA MODALIDADE AUXÍLIO TRANSPORTE EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NA MODALIDADE AUXÍLIO TRANSPORTE EDITAL Nº 01/2014 O Diretor Geral do Colégio Universitário da Universidade Federal do Maranhão no uso de suas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 306, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2002

RESOLUÇÃO Nº 306, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2002 RESOLUÇÃO Nº 306, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2002 Estabelece procedimentos para a concessão do benefício do Seguro- Desemprego ao trabalhador resgatado da condição análoga à de escravo. O Conselho Deliberativo

Leia mais

Manual do Cliente (TEF LOJA)

Manual do Cliente (TEF LOJA) Este documento não deve ser reproduzido sem autorização da FCDL/SC Aprovação: Representante da Direção Ademir Ruschel Elaboração: Supervisor da Qualidade Sílvia Regina Pelicioli www.fcdl-sc.org.br 1 de

Leia mais

ABONO SALARIAL ABONO SALARIAL ABONO SALARIAL ABONO SALARIAL ABONO SALARIAL LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA ABONO SALARIAL

ABONO SALARIAL ABONO SALARIAL ABONO SALARIAL ABONO SALARIAL ABONO SALARIAL LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA ABONO SALARIAL LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA ABONO SALARIAL ABONO SALARIAL O QUE É Abono Salarial é um benefício anual, equivalente a 1 salário mínimo vigente no ato do pagamento, assegurado ao trabalhador cadastrado no programa

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO DUO

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO DUO REGULAMENTO DA PROMOÇÃO DUO Esta Promoção é realizada pela Telefônica Brasil S.A., com sede na Rua Martiniano de Carvalho, 851 - São Paulo - SP, inscrita no CNPJ sob o nº 02.558.157/0001-62, doravante

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO PESSOAL

ROTEIRO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO PESSOAL ROTEIRO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO PESSOAL 1 Sumário 1. EMPRÉSTIMO PESSOAL...3 1.1 EP Cheque...3 1.1.1 Características Gerais do EP Cheque...3 1.1.2 Política de Formalização do EP Cheque...3 1.2 EP Carnê...4

Leia mais

Microsoft Excel com Departamento Pessoal Aula 17

Microsoft Excel com Departamento Pessoal Aula 17 Microsoft Excel com Departamento Pessoal Aula 17 CONTRATO DE EXPERIÊNCIA É um contrato entre empregado e empregador de comum acordo, sendo 90 dias o período máximo previsto em lei, podendo haver somente

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014 INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE ESTUDOS ASSISTENCIAL 2014/1

EDITAL Nº 01/2014 INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE ESTUDOS ASSISTENCIAL 2014/1 EDITAL Nº 01/2014 INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE ESTUDOS ASSISTENCIAL 2014/1 Gilceia Maria Lodi, Diretora Geral da Faculdade São Camilo Rio de Janeiro, inscrita no CNPJ nº 58.250.689/0009-40, situada na Rua Dr.

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RECOMPENSAS CARTÃO SARAIVA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RECOMPENSAS CARTÃO SARAIVA Este instrumento tem como objetivo regulamentar a participação dos portadores do Cartão Saraiva, doravante denominado CARTÃO, no Programa de Recompensas do CARTÃO, doravante denominado PROGRAMA, instituído

Leia mais

PROGRAMA BOLSA PERMANÊNCIA (PBP) DO MINISTÉIO DA EDUCAÇÃO

PROGRAMA BOLSA PERMANÊNCIA (PBP) DO MINISTÉIO DA EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE ASSISTÊNCIA E PROMOÇÃO AO ESTUDANTE PROGRAMA BOLSA PERMANÊNCIA (PBP) DO MINISTÉIO DA EDUCAÇÃO (Instituído pela Portaria MEC n.º 389, de 9 de maio de 2013) MANUAL DE GESTÃO DO PBP NA UFPB

Leia mais

REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO

REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO O presente instrumento estabelece as normas regulamentares do AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO, destinado ao atendimento de Pessoas Jurídicas de direito público,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE LINS - UNILINS

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE LINS - UNILINS CENTRO UNIVERSITÁRIO DE LINS - UNILINS Regulamentação do Processo Seletivo para Concessão de Bolsa de Estudo Gratuidade. O presente documento regulamenta os procedimentos e os critérios empregados na seleção

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 6 01/10/2015 16:38 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 13.134, DE 16 DE JUNHO DE 2015. Conversão da Medida Provisória nº 665, de 2014 Mensagem de veto Altera

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDO FILANTRÓPICA

EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDO FILANTRÓPICA ASSOCIAÇÃO DE ENSINO COLÉGIO SÃO JOSÉ CNPJ 85.604.098/0001-49 R José Boiteux, 676 Porto União-SC 89400.000 Registro no CNAS:34.147/48 Certificado de Fins Filantrópicos proc.: 71010.006149/2008-97 Inscrição

Leia mais