Programa de Pós-Graduação em Jornalismo POSJOR/UFSC

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programa de Pós-Graduação em Jornalismo POSJOR/UFSC"

Transcrição

1 Pesquisador: Eduardo Barreto Vianna Meditsch Título: As idéias e seus lugares: um panorama internacional do percurso do Jornalismo no campo acadêmico Período de execução: 03/2014 a 02/2018 Linha de Pesquisa: Jornalismo, Cultura e Sociedade Financiamento: CNPQ, Bolsa de Produtividade Nível 1D e Edital Universal 1. Apresentação: O presente projeto faz parte de uma pesquisa maior, iniciada durante estágio sênior de posdoutorado realizado na Universidade do Texas no ano letivo , com bolsa da Capes, sobre o panorama internacional do percurso do Jornalismo no campo acadêmico. Naquela primeira etapa, o estudo foi focado na institucionalização inicial do campo nos Estados Unidos (alguns resultados parciais já foram publicados, outros estão sendo encaminhados para publicação). Numa segunda fase, atualmente em andamento com apoio de Bolsa de Produtividade em Pesquisa e do Edital de Ciências Humanas 2011 do CNPq, o estudo é ampliado com um panorama histórico do campo acadêmico nas Américas, incluindo América Latina e Canadá, além da complementação dos dados sobre os Estados Unidos. A terceira etapa, iniciada em 2014, mais uma vez com apoio de bolsa PQ do CNPq e também do Edital Universal 2013, foca o panorama europeu, com ênfase na Alemanha, berço dos primeiros estudos acadêmicos da área no Século XVII e pioneira na institucionalização de uma Ciência dos Jornais (Zeitungwissenchaft) no Século XIX; nos países do Leste europeu, onde se desenvolveu uma teoria marxista do jornalismo desde a Revolução Russa; e na França, que também instituiu uma Science de la Presse antes da Segunda Guerra Mundial. A partir da constatação do forte protagonismo internacional da Unesco, durante a Guerra Fria, na estruturação da área acadêmica a partir de então, esta etapa prevê também a recuperação da história desta atuação, a partir da sede central da Unesco em Paris e do Centre International d'enseignement Supérieur du Journalism, implantado pela entidade na Université de Strasbourg. O projeto "as ideias e seus lugares" se origina da constatação das dificuldades de desenvolvimento teórico sobre o jornalismo na área acadêmica específica (quer do próprio Jornalismo, quer da Comunicação) e dos problemas que isso acarreta, tanto para a legitimação da profissão quanto da disciplina científica. Assim, propõe uma investigação de suas causas a partir do estudo da institucionalização do campo. Identificando insuficiências nas dicotomias que tem guiado o debate acadêmico a este respeito, e em nossos próprios estudos anteriores sobre o tema, o objetivo da pesquisa é aumentar o conhecimento sobre a história intelectual do Jornalismo no campo acadêmico, a partir do referencial teórico da Sociologia do

2 Conhecimento, buscando dados sobre sua institucionalização social e cognitiva, contextualizando-os em relação às histórias do Jornalismo e da Universidade. Tal estudo hermenêutico apoia-se numa estratégia de triangulação metodológica que prevê a análise de bibliografia e documentos da área, a realização de entrevistas com especialistas e a observação participante. A hipótese de trabalho é de que a identificação e descrição dos frames que tem orientado o ensino e a pesquisa em jornalismo pode ajudar a esclarecer as causas das dificuldades constatadas no seu desenvolvimento. Os resultados serão confrontados com a história do campo no Brasil e com referências da história de outras disciplinas. 2. Problematização: O norte-americano James Carey foi um dos que perguntou e procurou responder onde o ensino de jornalismo deu errado (CAREY, 1996). Nossa pergunta de pesquisa é semelhante à dele em motivação, mas foca numa perspectiva um pouco diversa da dele: o que obstaculariza o desenvolvimento teórico-conceitual sobre jornalismo dentro da área específica? Carey também observou, há pouco mais de uma década, não existir uma história da pesquisa em comunicação em sentido estrito: a narrativa que daí emergiu ultimamente serve a uma variedade de propósitos: principalmente para focar, justificar e legitimar uma invenção do século XX, a mídia de massa, e para fornecer status intelectual e direção ao ensino profissional e à pesquisa relacionados a essa mesma instituição. Mas não é uma história inocente, porque foi inventada com um propósito político: uma intenção de obter lealdades, resolver disputas, guiar políticas públicas, confundir a oposição e legitimar instituições; resumindo, a história que surgiu é um episódio menor das batalhas sociais, políticas e ideológicas do Século XX (CAREY, 1997:14-5). Em resposta a esta demanda, começaram a aparecer estudos mais críticos da história do campo, como os reunidos por David Park e Jefferson Pooley (2008). Os autores observam que a história das disciplinas científicas é um subcampo marginal, mas necessário à constituição do campo. No caso do Jornalismo e da Comunicação, a maior parte das narrativas históricas seriam feitas de dentro, sem o necessário distanciamento que propiciasse uma contextualização consistente destes eventos, seja pela perspectiva teórica, seja pela evidência empírica. Pierre Bourdieu (2011) discute pormenorizadamente as dificuldades de se estudar um meio social em que se está inserido. No enfrentamento dessas dificuldades, Park & Pooley, propõem a construção de um historicismo qualificado, para reconstituir as idéias, figuras, batalhas por recursos, e qualquer outro objeto de estudo, dentro do contexto todo de sua localização original no espaço e no tempo : Este tipo de esforço de boa fé é feito, no entanto, com o conhecimento pleno de que todos estes cuidados vão dar ainda longe do ideal, dados os limites de perspective socialmente definidos, a linguagem e seleção narrativa. Toda a investigação

3 histórica é motivada, em certo nível, por questões do presente, mas isto não deve ser causa para desespero. Na medida em que essas motivações são controladas e, na medida do possível, reconhecidas explicitamente, elas podem ser atendidas sem representar uma violência descomprometida com o passado. (PARK & POOLEY, 2008:5-6) Neste mesmo sentido, Norma Côrtes busca na situação hermenêutica proposta por Gadamer o fundamento da consciência histórica: O objeto do conhecimento histórico é, tal como o seu observador, um sujeito dotado de alguma forma de racionalidade adequada relativamente ao seu próprio tempo e modo de vida, e ambos são igualmente aptos a formular hipóteses de futuro, explicações sobre o passado e conhecimento a respeito de seus respectivos mundos. Dessa forma, além de indicar a polifonia de significados da palavra história ela é objeto do interesse cognitivo e, simultaneamente, é morada daquele que a investiga -, a consciência histórica instala-se como reconhecimento da variedade da condição humana e da relatividade dos seus respectivos modos de cognição (...) a hermenêutica gadameriana também formula uma nova percepção sobre a consciência historiadora. Porque além de perceber a mobilidade dos tempos, surpreendendo-se com os limites cognitivos impostos pela descoberta da relatividade da condição humana, o sujeito do conhecimento histórico se torna profundamente consciente de sua própria historicidade e nela se instala epistemicamente. (...) Em resumo, o reconhecimento da historicidade da consciência compreensiva (...) reclama pela elaboração de uma história social do conhecimento ou, caso se prefira, uma sociologia do conhecimento (esta foi a solução de Karl Mannheim) que a um só tempo ofereça estrutura conceitual e lastro histórico àquele que conhece. (CÔRTES, 2003:49-57) É, portanto, a partir da perspectiva da sociologia do conhecimento que se desenvolverá este estudo, observando o desenvolvimento do campo acadêmico do jornalismo como realidade objetiva e, ao mesmo tempo, como realidade subjetiva (BERGER & LUCKMANN, 1973). 3. Metodologia: Ao discutir a História e sua relação com o Jornalismo como campo de pesquisa, Romancini (2007) destaca o papel da Nova História Cultural, que seria uma corrente exemplar no paradigma pós-moderno ; Inclusive em termos de novos aportes temáticos e metodológicos, em comparação com a corrente moderna. Em verdade, uma espécie de centralidade dada à categoria cultura faz com que ela seja estudada numa grande variedade de enfoques (...). Há, pois, conforme certas áreas, uma nítida aproximação com o contemporâneo, ou pelo menos com um tempo histórico mais próximo do historiador. E daí a utilização de técnicas de investigação mais tradicionais das ciências sociais (...) e mesmo de outras técnicas que hoje já adquirem estatuto metodológico propriamente histórico, devido à reflexão realizada a respeito, como a história oral, em suas várias dimensões (...) (ROMANCINI, 2007:28-9).

4 Neste caminho, propomos uma triangulação de técnicas de pesquisa a ser empregada, passando inicialmente pela análise de documentos que registram a constituição e evolução histórica do campo, especialmente a bibliografia a respeito do ensino e da pesquisa do jornalismo desde o início do Século passado, como nos primeiros livros e mais longevos periódicos da área. A segunda técnica, complementar, será a realização de entrevistas com da área de jornalismo e comunicação sobre a questão do ensino e da pesquisa em jornalismo. Na medida em que os recursos possibilitarem, entrevistas presenciais serão realizadas também com professores e pesquisadores de outros países, assim como em eventos acadêmicos que ocorram no período da pesquisa, ou pelo menos por meio eletrônico. A terceira técnica, também complementar, na medida em que as oportunidades permitirem, será a imersão do pesquisador na vida acadêmica e na cultura dos países estudados, por curtos períodos, permitindo uma observação participante inspirada na tradição da etnometodologia (COULON, 1993), a partir da experiência de pós-doutorado realizada na University of Texas. Como observou George Zarur (1984), em sua pesquisa antropológica sobre uma comunidade de pescadores dos Estados Unidos, apesar dos relatos de viagem à América serem comuns, são raros os estudos etnometodológicos que invertem a lógica colonial, ou seja, realizados nas metrópoles por pesquisadores de suas periferias. E embora a etnometodologia tenha também levado diversos sociólogos às redações, propiciando a rica contribuição do newsmaking aos estudos de jornalismo, também são raras as iniciativas em que suas técnicas são aplicadas para uma melhor compreensão do universo acadêmico da área. Neste caso, o distanciamento das disputas paroquiais, permitindo ao pesquisador a observação de uma situação diversa da que está inserido, possibilitará não apenas uma perspectiva comparativa, mas provavelmente também uma clareza maior sobre o debate da questão no Brasil. A imersão em outras sociedades e culturas permite que enxerguemos de forma mais nítida as nossas, como já constatamos também na pesquisa de doutorado realizada em Portugal (MEDITSCH, 1999) e tem sido apontado por antropólogos importantes (DA MATTA, 1981; 1984). A aplicação dessas técnicas complementares será adotada estrategicamente, a partir das condições encontradas e também das possíveis de construir. Para tanto, está prevista uma fase exploratória da pesquisa de campo, paralela à busca de documentos e à revisão bibliográfica previstas. No conjunto, espera-se colher uma rica quantidade de dados qualitativos e eventualmente alguns quantitativos que forneçam evidências empíricas de suporte à análise pretendida da institucionalização do campo. A hipótese de trabalho de que partimos é de que a identificação e descrição dos frames que se tornaram hegemônicos na área a respeito do jornalismo e de seu estudo, quer do ponto de vista da Comunicação como disciplina, quer do ponto de vista profissional do Jornalismo, a partir de sua institucionalização social e cognitiva, ajuda a explicar suas dificuldades epistemológicas.

5 4. Alcance, Resultados, Contribuições e Metas: Os resultados das três fases da pesquisa serão publicados numa trilogia. O primeiro livro, intitulado "A decepção de Pulitzer: utopia e realidade na implantação do campo acadêmico do jornalismo nos Estados Unidos" está em fase final de produção. Resultados parciais já foram publicados em forma de artigos, comunicações em congresso e capítulos de livros (MEDITSCH, 2010, MEDITSCH; SPONHOLZ, 2011, MEDITSCH 2011b, 2011c, 2012a, 2012b, 2012c). O segundo livro tem como título provisório "A Faculdade de Jornalismo na América Latina: história de um campo acadêmico heterônomo", está em fase inicial de redação. O terceiro livro vai tratar da formatação da área acadêmica da Jornalismo e da Comunicação na Europa, desde a origem do campo na Alemanha e na França, até a sua inserção no contexto de uma batalha mundial pelas consciências protagonizada na Guerra Fria. Capítulos do segundo e terceiro também serão formatados como artigos para periódicos e comunicações em congressos. A projeto prevê orientações de mestrado, doutorado e iniciação científica relacionadas, algumas já iniciadas. Como atividade complementar, se prevê a tradução e publicação em língua portuguesa de textos fundamentais para a história do campo, como a História da Ciência dos Jornais Alemã publicada por Otto Groth (1948). 5. Objetivos: O objetivo central desta pesquisa é aumentar o conhecimento sobre a história intelectual do Jornalismo no campo acadêmico. O projeto, a ser desenvolvida ao longo do próximo quadriênio, como bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, pretende investigar este percurso no contexto europeu, dando prosseguimento à investigação iniciada nos Estados Unidos. O início da pesquisa pelos Estados Unidos se deveu ao fato daquele país ter ocupado um papel de inegável centralidade nos acontecimentos que moldaram o objeto de estudo no período em análise, apesar da história da área acadêmica do Jornalismo ser mais antiga em outros países europeus (FROHLICH & HOLTZ- BACHA, 2003; SOUSA, 2004; PIETLÄ, 2008; TERZIS, 2009). A etapa que será iniciada em 2014 foca portanto o panorama europeu, com ênfase na Alemanha, berço dos primeiros estudos acadêmicos da área no Século XVII e pioneira na institucionalização de uma Ciência dos Jornais (Zeitungwissenchaft) no Século XIX; nos países do Leste europeu, onde se desenvolveu uma teoria marxista do jornalismo desde a Revolução Russa; e na França, que também instituiu uma Science de la Presse antes da Segunda Guerra Mundial. A partir da constatação do forte protagonismo internacional da Unesco, durante a Guerra Fria, na estruturação da área acadêmica a partir de então, esta etapa prevê também a recuperação da história desta atuação, a partir da sede central da Unesco em Paris e do Centre International d'enseignement Supérieur du Journalism, implantado pela entidade na Université de Strasbourg, que serviria de modelo para os centros regionais implantados mais tarde no terceiro mundo, como o Ciespal na América Latina. Paralelamente, se

6 prosseguirá na complementação dos dados sobre o percurso latino-americano, apurados na fase da pesquisa ora em andamento, e no que já foi apurado sobre os Estados Unidos, principal influência na formatação do ensino de jornalismo no Século XX, estudado na primeira fase, realizada no estágio de pós-doutorado na Universidade do Texas. 6. Justificativa: Diversos estudos na área, como os de ZELIZER (2004) e SCHOEMAKER & COHEN (2006), tem relembrado uma constatação incômoda, feita já há trinta anos, desde que diversos sociólogos norte-americanos decidiram passar um tempo observando internamente as redações de seu país para estudar a produção e a natureza da notícia (PHILLIPS, 1976; TUCHMAN, 1978; GANS, 1979; FISHMAN, 1980): nas palavras de Phillips (1976:88), os jornalistas não conceituam suas próprias experiências, nem situam as situações concretas num contexto teórico mais amplo. No ano de 2009, ao participar do julgamento de um prêmio internacional de reportagem, tive mais uma evidência da persistência desta questão, ao ser confrontado por colegas de júri com um questionamento sobre a atividade acadêmica: por que o jornalismo precisa de uma teoria?, perguntaram.. No debate, o que mais me surpreendeu nesta posição foi o fato de ser compartilhada por profissionais renomados e com experiência docente em instituições paradigmáticas, como a Columbia University e a Deutsch Welle, sendo que os Estados Unidos e a Alemanha são considerados os dois principais berços das teorias do jornalismo estudadas em todo o mundo. A dificuldade e/ou o desprezo constatados nessas situações, após tanto tempo e tantos estudos realizados, enfatiza um dos problemas crônicos do processo de profissionalização do ofício em nível internacional: a inexistência de um corpo de conhecimentos específicos, amadurecido filosófica e cientificamente, consensuado internamente e reconhecido socialmente para justificar o fechamento do mercado de trabalho a seus portadores, em nome da qualidade da prestação de um serviço público o pré-requisito para o reconhecimento de qualquer profissão (REESE, 1999; FIDALGO, 2008). No Brasil, este déficit teórico ficou evidente na derrota sofrida pela categoria profissional em 2009, com a decisão do Supremo Tribunal Federal que derrubou a exigência do diploma específico para o seu acesso, que vigorava no país há 40 anos. Mas se, por um lado, tal déficit demonstra a fragilidade do processo de profissionalização do Jornalismo (sua dificuldade de ultrapassar o nível de quase-profissão), por outro denota o estágio de desenvolvimento do campo acadêmico em que está inserido, e que assume a responsabilidade pela formação profissional específica no nível universitário. Ao não fornecer, ao meio profissional a que está institucionalmente vinculado, as teorias de que este necessita para afirmar a sua especificidade e relevância, a área acadêmica do Jornalismo ou da Comunicação (qualquer que seja o ângulo com que seja observada neste sentido) também expõe fragilidades no processo de sua própria

7 legitimação científica (sua dificuldade de ultrapassar o nível de quasedisciplina). Os desafios da profissionalização acadêmica (REESE & COHEN, 2000), e do reconhecimento da área no campo acadêmico (BOURDIEU, 2005, 2011; SPROULE, 2008) também passam, desta forma, pelo enfrentamento da questão. Os debates travados no meio acadêmico brasileiro, em 2009, a respeito da desregulamentação da pro-fissão de jornalista pelo Supremo Tribunal Federal, e do Projeto de novas Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Jornalismo, elaborado sob o impacto da mesma, trouxeram à tona, mais uma vez, as fissu-ras na institucionalização cognitiva do campo, que tensionam periodicamente a sua institucionalização social (WHITLEY, 1974). Partimos da referência de Berger & Luckmann a respeito do papel das instituições para orientar os atores sociais: As instituições foram criadas para aliviar o indivíduo da necessidade de reinventar o mundo a cada dia e ter de se orientar dentro dele. As instituições criam programas para a execução da interação social e para a realização de currículos de vida. Elas fornecem padrões comprovados segundo os quais a pessoa pode orientar seu comportamento. Praticando esses modos prescritos de comportamento, aprende a cumprir as expectativas ligadas a certos papéis (...). Quando as instituições funcionam normalmente, o indivíduo cumpre os papéis a ele atribuídos pela sociedade na forma de esquemas institucionalizados de ação e conduz sua vida no sentido de currículos de vida assegurados institucionalmente, pré-moldados socialmente e com alto grau de autoevidência. Em seu resultado, as instituições substituem os instintos: possibilitam um agir para o qual nem sempre é preciso pesar cuidadosamente as alternativas. Muitas interações sociais importantes, do ponto de vista da sociedade, são realizadas de forma quase automática. No entanto, como observam os autores, na socialização das instituições há pequenas fissuras, quando não verdadeiras rupturas (BERGER & LUCKMANN, 2004:55-56). A literatura internacional sobre o ensino e a pesquisa em Jornalismo tem demonstrado que as fissuras são mais gerais do que suas manifestações pontuais, discutidas nos variados contextos universitários nacio-nais (MEDSGER, 1997; REESE, 1999; TURNER, 2000; ADAM, 2001; BROMLEY et al., 2001; SKINNER et al., 2001; SCHADE, 2006; PIETLÄ, 2008, FELAFACS, 2009, DONSBACH, 2013, POYNTER, 2013). Inserido num processo de mundialização da cultura, em que a internacionalização da ciência tem papel de vanguarda (ORTIZ, 1994), é pouco provável que o problema da construção do consenso necessário ao amadurecimento epistemológico do campo encontre soluções políticas localizadas, quaisquer que elas sejam. As novas formas de sociabilidade, marcadas pela webemergência como tecnologia intelectual dominante (MEDITSCH, 2008), e caracterizada por uma longa cauda rizomática de redes transnacionais articuladas sobre interesses comuns e cada vez mais específicos, traz novos desafios à questão ainda não solucionada da unicidade e diversidade da área da Comunicação.

8 7. Cronograma: Durante os quatro anos da pesquisa será feita a coleta, análise de dados e publicação de resultados parciais pelo autor, assim como a orientação de projetos de doutorado, mestrado e iniciação científica relacionados ao tema. Ao final do período será publicado o resultado geral da pesquisa. 8. Bibliografia: BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e Filosofia da Linguagem. São Paulo: Hucitec, 1986 BAKHTIN, Mikhail. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992 BAIRD, William R. Baird s Manual of American College Fraternities. 9 th edition. New York: James T. Brown, 1920 BALDIVIA, José el al. La formación de los periodistas em América Latina: México, Chile, Costa Rica. Ciudad de México: CEESTEM, 1981 BANNING, Stephen. Press Clubs Champion Journalism Education. In WINFIELD, 2008 p BARBOSA, Rui. A imprensa e o dever da verdade. São Paulo: Com-Arte- Edusp, 1990 BEASLEY, Maurine H. Good Women and Bad Girls: Women and Journalism in In WILFIELD, p BELTRÃO, Luiz. UnB implanta primeira faculdade de Comunicação Coletiva no Brasil. Comunicações & Problemas. (II) 4. p BELTRÃO, Luiz. Introdução à Filosofia do Jornalismo. São Paulo: Com- Arte/Edusp, 1992 BENETTI, Marcia. Data and reflections on three journalism research environments. Brazilian Journalism Research. 1(1) (2005) BENITO, Angel et al. Ciencia y Enseñanza del Periodismo. Pamplona: Universidad Navarra, 1967 BENSON, Rodney. Bringing the Sociology of Media Back In. Political Communication, 21: , 2004 BERGER, P; LUCKMANN, T. A construção social da realidade: tratado de sociologia do conhecimento. 10ª. ed. Petrópolis: Vozes, BERGER, P; LUCKMANN, T. Modernidade, pluralismo e crise de sentido: a orientação do homem moderno. Petrópolis: Vozes, 2004 BLEVENS, Fred. Power, Irony and Contradictions: Education and the News Business. in WILFIELD, p BLEYER, William Grosvenor (ed.). The Profession of Journalism. A collection of articles on Newspaper Editing and Publishing, Taken from the Atlatic Monthly. Boston: The Atlantic Monthly Press, 1918

9 BLEYER, William Grosvenor. What Schools of Journalism are trying to do. Journalism Quaterly 8, p BLEYER, William Grosvenor. Journalism. (Reading with a Purpose). Chicago: The American Library Association, 1929 BOURDIEU, Pierre. The Political Field, the Social Science Field and the Journalistic Field. In BENSON, R.; NEVEU, E. (eds.) Bourdieu and the Journalistic Field. Cambridge: Polity Press, BOURDIEU, Pierre. Homo Academicus. Florianópolis: Editora da UFSC, 2011 BOYLAN, James. Pulitzer s School. New York, Columbia University Press, 2003 BRENNEN, Bonnie. Work in Progress: Labor and the Press in In WILFIELD, 2008, p BRONSTEIN, Carolyn ; VAUGHN, Stephen. Willard G. Bleyer and the Relevance of Journalism Education. Journalism & Communication Monographs BROWN, Roscoe C.E. Las Escuelas de Periodismo. In Primer Congreso Panamericano de Periodismo (1926), p CAMP, Eugene M. Journalists: born or made? A paper read before the alumni association of the Wharton School, University of Pennsylvania. Philadelphia: Philadelphia Social Science Association, 1888 CARDOSO E CUNHA, Tito. Razão Provisória: ensaio sobre a mediação retórica dos saberes. Covilhã: Universidade da Beira Interior, 2004 CAREY, James. Where Journalism Education get Wrong? CAREY, James. The Chicago School and the History of Mass Communication Research. In MARSON, E.S.; WARREN, C.A.(eds.) James Carey: a critical reader. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1997 CENTRE INTERNATIONAL DENSEIGNEMENT SUPERIEUR DU JOUNALISME. L'Enseignement du Journalisme/Training of Journalists. Revue Trimestrielle/Quarterly Review. Université de Strasbourg, CLAUSSE, Roger. L'enseignement universitaire du journalisme et de la comunication sociale. Bruxelles: Institut de Sociologie, 1971 CHALABY, Jean. The Invention of Journalism. New York: St. Martin Press, 1998 CIESPAL. Las Escuelas de Periodismo em America Latina. Quito: Ciespal, 1965 COLE, Jonathan R. The Great American University: Its rise to preeminence, its indispensable national role, why it must be protected. New York: PublicAffairs, 2009 COLLINS, Ross F.; PALMEGIANO, E.M.(eds.) The Rise of Western Journalism : essays on the press in Australia, Canada, France, Germany, Great Britain and the United States. Jefferson and London: McFarland, 2007 CONGRESO INTERNACIONAL DE ENSEÑANZA DEL PERIODISMO. Los

10 Profesores de Periodismo. Pamplona: Universidad Navarra, 1970 CORNELL UNIVERSITY. Annual Report of the President of Cornell University for the Academic Year Ithaca, N.Y.: University, 1888 Appendix III. CÔRTES, Norma. Esperança e Democracia: as idéias de Álvaro Vieira Pinto. Belo Horizonte: Editora UFMB, 2003 COULON, Alain. L Ethno-méthodologie. 3 ed. Paris: Presses Universitaries de France, 1993 CRAWFORD, Nelson A. Las Escuelas de Periodismo. In Primer Congreso Panamericano de Periodismo (1926), p CUNHA, L.A.; GÓES, M. O golpe na educação. Rio: Jorge Zahar, 1987 DALY, John. The United States and UNESCO: An Anecdotal History disponível em acesso em 23/05/2013 DA MATTA, Roberto. Porque o Brasil é Brasil DENNIS, Everette. Whatever Happened to Marse Robert s Dream? The Dilemma of American Journalism. Gannett Center Journal. V 2, no. 2, Spring P DESMOND, Robert William. Professional training of journalists. Paris: Unesco, 1949 DICKSON, Tom. Mass Media Education in Transition: Preparing the 21 st Century. London: Lawrence Erlbaum, 2000 DONSBACH, Wolfgand. Journalism as the new knowledge profession and consequences for journalism education. Journalism (14) 6. August, DOWNIE, L.D.; SCHUDSON, M. The Reconstruction of American Journalism: a report. New York: Columbia University, DRESSEL, Paul Leroy. Liberal Education and Journalism. New York: Teachers College/Columbia University, EMERY, Edwin; MCKERNS, Joseph. AEJMC: 75 Years in the Making. A History of Organizing for Journalism and Mass Communication Education in the United States. Journalism Monographs no November 1987 EVERBACH, Tracy. Sports Journalism and the New American Character of Energy and Leisure. In WINFIELD, p FARRAR, Ronald A. A creed for my profession: Walter Williams, Journalist to the World. Columbia: University of Missouri Press, 1998 FAUSTO NETO, Antonio. Novas exigências de formação. Estudos em Jornalismo e Mídia. VI(2) (2009): FIDALGO, Joaquim. O Jornalista em Construção. Porto: Porto Editora, 2008 FISHMAN, Mark. Manufacturing the news. Austin: University of Texas Press, 1980 FLEXNER, Abraham. Universities: American, English, German. New York: Oxford University Press, 1930 FREIRE, Paulo. Extensão ou Comunicação?. Rio: Paz e Terra, 1979 FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio: Paz e Terra, 1985

11 FRÖHLICH, Romy; HOLTZ-BACHA, Christina (eds.) Journalism Education in Europe and North America: an international comparison. Cresskill, N.J.: Hampton Press, 2003 GANS, Herbert. Deciding what s news. Evanston, Northwestern University Press, 1979 GENRO FILHO, Adelmo. O Segredo da Pirâmide: para uma teoria marxista do Jornalismo. Porto Alegre: Tchê, 1987 GONZALEZ, Manuel Graña. La Escuela de Periodismo: programas y metodos. Madrid: Ibero-americana, 1936 GROTH, Otto. Die Geschiche der Deutschen Zeitungswissenschaft: probleme und methoden. München: Konrad Weinmayer, 1948 GROTH, Otto. Tarefas da pesquisa da ciência da cultura. in MAROCCO, Beatriz; BERGER, Christa (orgs.) A Era Glacial do Jornalismo: Teorias Sociais da Imprensa. Porto Alegre: Sulina, 2006 GROTH, Otto. O Poder cultural desconhecido: fundamentos da Ciência dos Jornais. Petrópolis: Vozes, 2011 HARRINGTON, H.F. Las Escuelas de Periodismo. In Primer Congreso Panamericano de Periodismo (1926), p HARTLEY, John. Popular reality: Journalism, Modernity, Popular Culture. London: Edward Arnold, 1996 HUDEC, Vladimir. Education and training of journalists at higher educational establishments in the Czechoslovak Socialist Republic. Prague: Faculty of Journalism, Charles University, 1984 HUDSON, Berkley. Foreign voices yearning to breathe free: the early twentiethcentury immigrant press in the United States. In WINFIELD, 2008 p HUFFINGTON, Arianna. Third World America: how our politicians are abandoning the middle class and betraying the American Dream. New York: Crown Publishers, 2010 HUME, Janice. Reform, Consume: Social Tumult on the Pages of Progressive Era Magazines. In WILFIELD, 2008: HUTCHINS, Robert Maynard. The Higher Learning in America. New Haven: Yale University Press, 1936 IANNI, Otávio. Imperialismo e Cultura. Petrópolis: Vozes, 1976 IBOLD, Hans; WILKINS, Lee. Philosophy at Work: ideas made a difference. In WILFIELD, 2008, p JENCKS, Christopher; RIESMAN, David. The Academic Revolution. Garden City: Anchor Books, 1969 JOBIM, Danton. O Espírito do Jornalismo. São Paulo: COM-Arte-Edusp, 1992 KNUDSON, Jerry W. In the news: American journalists view their craft. Wilmington: Scholarly Resources Books, 2000 KUNCZIK, Michael. Conceitos de Jornalismo: norte e sul. São Paulo: Com- Arte/Edusp, 1997 LACERDA, Carlos. A Missão da Imprensa. São Paulo: Com-Arte/Edusp, 1990

12 LAGASNERIE, Geoffroy de. Lémpire de l université. Sur Bourdieu, les intellectuels et le journalisme. Paris: Editions Amsterdam, 2007 LAGE, Nilson. Fragmentação, unidade e liberdade in VIEIRA, R.A. Comunicação de Massa: o impasse brasileiro. Rio: Forense, 1978 LAKOFF, George. Whose freedom?: The battle over America s most important idea. New York: Farrar, Strauss and Giroux, LAKOFF, George. Thinking Points: Communicating our American Values and Vision. New York: Farrar, Straus and Giroux, 2006a LAKOFF, George. The political mind. Why You Can t Understand 21st- Century American Politics with a 18 th -Century Brain. New York: Viking, 2008 LEE, James Melvin. History of American Journalism. New Edition, Revised. Boston: Houghton Mifflin Company, 1923 LEE, James Melvin. Las Escuelas de Periodismo. In Primer Congreso Panamericano de Periodismo (1926), p LÉVY-STRAUSS, Claude. Tristes Trópicos. Lisboa: Edições 70, 1979 LIEVEN, Anatol. America Right or Wrong. An Anatomy of American Nationalism. New York: Oxford University Press, 2004 LIMA SOBRINHO, Barbosa. O Problema da Imprensa. São Paulo: Com- Arte/Edusp, 1997 LINS DA SILVA, Carlos Eduardo. O adiantado da hora: a influência americana sobre o jornalismo brasileiro. São Paulo: Summus, 1990 LÖFFELHOLZ, M.; WEAVER, D. Global Journalism Research: theories, methods, findings, future. MaLden: Blackwell, 2008 MABRY, Mary Van Velzer. The School of Journalism of the University of Texas: origins and early development. Master Thesis. Austin: The University of Texas, 1965 MACBRIDE, Sean et al. Many Voices, One World: Towards a new more just and more efficient world information and communication order. Report by the International Commission for the Study of Communication Problems. Paris: Unesco, 1980 MACHADO, Elias. Três pressupostos para que o estudo de jornalismo seja levado a sério. Anais do XV Compós. Bauru: Compós, 2006 MARCONDES FILHO, Ciro. O Capital da Notícia. São Paulo: Ática, 1986 MARCONDES FILHO, Ciro (org.) Dicionário de Comunicação. São Paulo: Paulus, 2009 MARTINO, Luiz. C. Os cursos de Teoria da Comunicação à luz do jornalismo: obstáculos e impropriedades das posições tecnicista e intelectualista. In FERREIRA, G.M.; MARTINO, L.C.(orgs.) Teorias da Comunicação. Salvador: Edufba, 2007 MATTHYS, Clifton W. Journalism at forty-five Texas Junior Colleges. Master Thesis. Austin: The University of Texas, 1956 MAYER, Gary Howard. Journalism at the University of Texas, Master Thesis. Austin: The University of Texas, 1965 MCGRATH, Earl J. Professional education for the second half of the twentieth century. In DRESSEL, P. 1-19

13 MEDITSCH, E.; SEGALA, M. Trends in three 2003/4 journalism academic meetings. Brazilian Journalism Research. 1(1) (2005) MEDITSCH, Eduardo. Ciespal: progresso y problema del comunicólogo. Chasqui (67) (sep 1999) MEDITSCH, Eduardo. Profissão derrotada, ciência não legitimada: é preciso entender a institucionalição do campo. Brazilian Journalism Research. 6(1) (2010) MEDITSCH, Eduardo. O Jornalismo até a Comunicação: o início do campo acadêmico nos Estados Unidos. Relatório Final de Pós-Doutorado. Florianópolis/Brasília: UFSC/Capes, 2011a MEDITSCH, Eduardo. A chegada da Comunicação ao campo do jornalismo: Ralph Casey, Malcolm Willey e a Journalism Quaterly nos anos Anais do IX Congresso da SBPjor. Rio de Janeiro, 2011b MEDITSCH, Eduardo; Sponholz, Liriam. Bases para uma Teoria do Jornalismo 2.0 in GROTH, Otto. O Poder Cultural Desconhecido. Petrópolis: Vozes, 2011 pp MEDITSCH, Eduardo. Pedagogia e Pesquisa para o Jornalismo que está por vir: a função social da universidade e os obstáculos para a sua realização. Florianópolis: Insular/Posjor-UFSC, 2012a MEDITSCH, Eduardo. A Comunicação na Journalism Quaterly em 1935: uma lacuna na história oficial do campo. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, v. VII, p , 2012b. MEDITSCH, Eduardo. What is good for America is good for Journalism? Preamble in MELO, José Marques de. Journalism made in USA: a Brazilian perspective. São Paulo: Intercom, 2012 (c) pp MELO, José Marques de. Teoria do Jornalismo: identidades brasileiras. São Paulo: Paulus, 2006 MELO, José Marques de. A Batalha da Comunicação. Sorocaba: Eduniso, 2008 MELO, José Marques de. História Política das Ciências da Comunicação. Rio: Mauad, 2008b MELO, José Marques de. Journalism made in USA: a Brazilian perspective. São Paulo: Intercom, 2012a MELO, José Marques de (org.) Jorge Fernández: artífice del pensamemiento comunicacional latinoamericano. Quito: Ediciones Ciespal/Intiyan, 2012b MENDES, Renato. Os Jornalistas e a primeira licenciatura em comunicação social em Portugal. Lisboa: Escritório Editora, 2012 MERRILL, John C.; IBOLD, Hans. The beginnings of Globalism in Journalism Education. In WINFIELD, p MEYER, Philip. Os jornais podem desaparecer? São Paulo: Contexto, 2004 MINAYO, M.C.S. O Desafio do Conhecimento. 8ª. ed. São Paulo: Hucitec, 2004 MONROE, Paul (ed.) A cyclopedia of education. V.3. New York: The Macmillan Co., 1918 MOREIRA, Sônia Virgínia. Rádio em Transição: tecnologias e leis nos

14 Estados Unidos e no Brasil. Rio: Mil Palavras,2002 NIXON, Raymond. B. Education for Journalism in Latin America. New York: Council on Higher Education in the American Republics, 1970 NORDESTRENG, Kaarle (ed.). Reports on Journalism Education in Europe. Tampere: University of Tampere, 1990 NORDESTRENG, Kaarle. Institutional networking: the history of IAMCR. in PARK & POOLEY (2008) O DELL, De Forest. The History of Journalism Education in the United States. New York: Bureau of Publications, Teachers College, Columbia University, 1935 OLASKY, Marvin. Central ideas in the development of American Journalism: a narrative History. Hillsdale,N.J.: Lawrence Erlbaum, 1991 OVERHOLSER, Geneva; JAMIESON, Kathleen Hall. (eds.) The Press.(institutions of American democracy). New York: Oxford University Press, 2005 PARK. D.W.; POOLEY, J. (eds.), The History of Media and Communication Research: contested memories. New York: Peter Lang:2008 PERRY, Earnest; EDMONDSON, Aimee. Forced to the margins: the early twentieth-century African American press. In WINFIELD, 2008 p PETERS, J.D. Institutional Opportunities for Intellectual History in Communications Studies. In PARK & POOLEY (2008) PHILIPS, E.B. Novelty without change. Journal of Communication 26(4): (1976) PITLUK, Adam. Honor at the end of the day American Way. Aug. 1, POOLEY, J. The new history of Mass Communication Research in PARK & POOLEY (2008) POYNTER Institute. State of Journalism Education New York: Poynter, 2013 PRIMER CONGRESO PAN AMERICANO DE PERIODISTAS. Acta. Washington: Unión Panamericana, Abril 7-13 de PULITZER, Joseph. The School of Journalism. New York: Columbia University, 1904 ROMANCINI, Richard. História e jornalismo: reflexões sobre campos de pesquisa. In LAGO, Cláudia; BENETTI, Marcia. Metodologia de Pesquisa em Jornalismo. Petrópolis: Vozes, p REESE, Stephen. The Progressive Potential of Journalism Education: recasting the academic versus professional debate. Press/Politics 4(4) (1999): REESE, Stephen; COHEN, Jeremy. Educating for Journalism: the professionalism of scholarship. Journalism Studies. 1(2) (2000): REESE, Stephen. Prologue Framing public life: a bridging model for media research. In REESE, S.; GANDY, O.; GRANT, A. (eds.) Framing Public Life. Mahwah: Lawrence Erlbaum, 2001 REESE, Stephen. Journalism Research and the Hierarchy of Influences Model: A Global Perspective. Brazilian Journalism Research. 3(2)

15 ROGERS, Everett M.; CHAFFEE, Steven H. Communication and Journalism from Daddy Bleyer to Wilbur Scramm: a Palimpsest. Journalism Monographs 148. December ROGERS, Everett. A History of Communication Study. A biographical Approach. New York: The Free Preee, 1997 ROSENGREN, Karl-Erik. From field to Frog Ponds. Journal of Communications. 43 (3) (1993): 6-17 ROSS, Donald Keith. W.G. Bleyer and the development of journalism education. Master Thesis in Journalism. University of Wisconsin, RUBENSTEIN, Richard E. Reasons to kill: why Americans choose war. New York: Bloomsbury Press, 2010 RYFE, David M. Guest Editor s Introduction: New Institutionalism and the News. Political Communication 23: , 2006 RYFE, David M; BLACH-ORSTEN, Mark. Introduction. Journalism Studies, Vol 12, No 1, 2011, 3-9 SALMERON, Roberto A. A Universidade Interrompida: Brasília Brasilia: Editora da UnB, 1998 SCHRAMM, Wilbur (Ed.). Communications in Modern Society. Fifteen Studies of the mass media prepared for the University of Illinois Institute of Communications Research, and edited by Wlbur Schramm, Director of the Institute. Urbana: University of Illinois Press, 1948 SCHOEMAKER, P.J.; COHEN, A.A. News Around the World. New York: Routledge, 2006 SCHUDSON, Michael. The Power of News. Cambridge: Harvard University Press, 1995 SCHUDSON, Michael. Orientations: The press and democracy in time and space. In OVERHOLSER, Geneva; JAMIESON, Kathleen Hall. (eds.) The Press. New York: Oxford University Press, 2005 SCHWARZ, Roberto. Ao vencedor as batatas: forma literária e processo social nos inícios do romance brasileiro. 3 ed. São Paulo: Duas Cidades, 1988 SLOAN, Wm. David (ed.) Makers of the Media Mind: Journalism Educators and their Ideas. Hillsdale: Lawrence Erlbaum Associates, 1990 SILVA, Gislene da. De que campo de jornalismo estamos falando?. Matrizes. 3(1) (2009) SIMPSON, Christopher. Universities and Empire. Money and Politics in the Social Sciences during the Cold War. New York: The New Press, 1998 SOROS, George. The bubble of American Supremacy. Correcting the misuse of american power. New York: PubblicAffairs, 2004 SOUSA, J.P. Tobias Peucer: progenitor da Teoria do Jornalismo. Estudos em Jornalismo e Mídia. 1(2) (2004) SOUZA, Pompeu de. Faculdade de Comunicação de Massa. Cadernos de Comunicação e Jornalismo 1. Rio: Jornal do Brasil, 1965 SPLICHAL, Slavko; SPARKS, Colin. Journalists for the 21 st Century. Tendencies of professionalization among first-year students in 22 countries. Norwood: Ablex Publishing, 1994

16 SPROULE, J.M. Communication : From Concept to Field to Discipline in PARK & POOLEY (eds.), 2008: SUTTON, Albert Alton. Education for Journalism in the United States from its beginning to Evanston: Northwestern University, 1945 TAYLOR, Mark C. Crisis on Campus: A Bold Plan for Reforming Our Colleges and Universities. New York: Alfred A. Knopf, 2010 TCHAKHOTINE, Serge. A mistificação das massas pela propaganda política. Tradução de Miguel Arraes. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1967 TERZIS, Georgios (ed.). European Journalism Education. Bristol: intellect, 2009 TOCQUEVILLE, Alexis de. Democracy in America. Volume I. New York: Alfred A. Knopf, 1993 [1835]. TOCQUEVILLE, Alexis de. Democracy in America. Volume II. New York: Alfred A. Knopf, 1993 [1840]. TUCHMAN, Gaye. Making News. New York: Free Press, 1978 TUNSTALL, Jeremy. Journalists at work specialist correspondents: their news organizations, news sources, and competitor-colleagues. London: Constable, 1971 TURNER, Graeme. Media Wars: journalism, cultural and media studies in Australia. Journalism 1(3) (2000): UNESCO. Model Curricula for Journalism Education for Developing Countries & Emerging Democracies. Paris: Unesco, 2007 U.S. BUREAU OF EDUCATION. Reporter of the the Comissioner of Education for the Year ended in Jun, 30, Vol 1. Washington: Government Printing Office, 1909 VALDERRAMA, Fernando. A History of Unesco. Unesco: Paris, 1995 VAN ELTEREN, Mel. Americanism and Americanization: a Critical History of Domestic and Global Influence. Jefferson: McFarland, 2006 VESTFRID, Pamela; GUILLERMO, María Guadalupe. La formación de periodistas y comunicadores durante la ditadura. La Plata: Edulp, 2007 WASHBURN, Patrick S. The Office of Censorship s attempt to control press coverage of the atomic bomb during World War II. Journalism Monographs no April 1990 WAHL-JORGENSEN, K.; HANITZSCH, T. The Handbook of Journalism Studies. London: Routledge, 2009 WEINBERG, Steve. A Journalism of Humanity: a candid History of the World s first Journalism School. Columbia: University Of Missouri Press, 2008 WHITE, Horace. The School of Journalism. North American Review. No. DLXVI January P WILCOX, Walter. Liberal education and professional journalism education: a study of curricula structure. Iowa City: State University of Iowa, 1959 WILLEY, Malcolm Macdonald. A self-study manual for Indian universities and colleges. Calcuta: Advertising and Sales Promotion

17 Company, 1968 WILLIAMS, Sara Lockwood. Twenty Years of Education for Journalism: a History of the School of Journalism of the University of Missouri Columbia, Missouri, U.S.A. Columbia: The E.W. Stephens Publishing Company, 1929 WILLIAMS, Talcott. Teaching Journalism in a Great City. The director of Columbia s new school writes of the first year of significant experimentation.the Independent. Vol. 75 August 7, WINFIELD, Betty Houchin (ed.) Journalism 1908: birth of a profession. Columbia: University of Missouri Press, 2008 WHITLEY, Richard (ed.). Social Processes of Scientific Development. London: Routledge, 1974 YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3ª. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005 ZELIZER, Barbie. Has Communication Explained Journalism? In BERKOWITZ, Dan. Social Meanings of News: a Text-Reader. London: Sage, 1997 p ZELIZER, Barbie. Taking Journalism Seriously: News and the Academy. London: Sage, 2004

- Ler e discutir criticamente os textos clássicos sobre a imprensa e o jornalismo;

- Ler e discutir criticamente os textos clássicos sobre a imprensa e o jornalismo; Dados de identificação: Período Letivo 2015/2 Professor VIRGINIA PRADELINA DA SILVEIRA FONSECA Disciplina SOCIOLOGIA DO JORNALISMO Sigla COM287 Créditos 4 Carga Horária 60 Súmula O jornalismo nas ciências

Leia mais

DE QUE CAMPO DO JORNALISMO ESTAMOS FALANDO? 1

DE QUE CAMPO DO JORNALISMO ESTAMOS FALANDO? 1 DE QUE CAMPO DO JORNALISMO ESTAMOS FALANDO? 1 Gislene Silva 2 Resumo: Pensar o campo do jornalismo como possuidor ou não de um estatuto científico próprio, menos ou mais dependente de arcabouços conceituais,

Leia mais

Figura 1: Estudos de Comunicação 1880 a 1949.

Figura 1: Estudos de Comunicação 1880 a 1949. 12 Figura 1: Estudos de Comunicação 1880 a 1949. Fonte: Marques de Melo (1984) As análises vinculadas à história serão uma marca desses estudos, como demonstra Gisela Goldstein (1984), em pesquisa sobre

Leia mais

EXCLUSÃO E RESISTÊNCIA NO DISCURSO: O CASO DO JORNAL O TRECHEIRO

EXCLUSÃO E RESISTÊNCIA NO DISCURSO: O CASO DO JORNAL O TRECHEIRO VI COLOQUIO DE LA REDLAD Bogotá, 15 e 16 de setembro de 2011 LOS DISCURSOS DE LA EXCLUSIÓN EN AMERICA LATINA EXCLUSÃO E RESISTÊNCIA NO DISCURSO: O CASO DO JORNAL O TRECHEIRO Viviane de Melo Resende María

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Sociais e Humanas 1ª Aula 22-2-2006 Apresentação: objectivos, programa e método de avaliação. 2ª Aula 24-2-2006 Introdução. Do que falamos quando falamos de quotidiano? Certeau, Michel de (1990 [1980, 1ª ed.]), L invention

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO EMENTA: Novas tendências na produção, distribuição e consumo da comunicação com vertentes no jornalismo diante nova reconfiguração capitalista em um cenário neoliberal. AVALIAÇÃO: A avalição será feita

Leia mais

FORMULÁRIO DE CRIAÇÃO DE DISCIPLINA

FORMULÁRIO DE CRIAÇÃO DE DISCIPLINA 1 FORMULÁRIO DE CRIAÇÃO DE DISCIPLINA CD-01 1 NOME DO PROGRAMA: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS 2 Proposta de Criação de disciplina Exclusão de disciplina da grade curricular Mudança de denominação

Leia mais

A brincadeira e o desenvolvimento da alfabetização precoce. Comentários sobre o artigo de Christie e Roskos

A brincadeira e o desenvolvimento da alfabetização precoce. Comentários sobre o artigo de Christie e Roskos A brincadeira e o desenvolvimento da alfabetização precoce. Comentários sobre o artigo de Christie e Roskos Tema Brincar JAMES E. JOHNSON, PhD Pennsylvania State University, EUA (Publicado on-line, em

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Estudos filosóficos em educação I - JP0003 PROFESSOR: Dr. Lúcio Jorge Hammes I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária Teórica: 60 (4 créditos) II EMENTA Aborda os pressupostos

Leia mais

Nome do candidato TÍTULO DO PROJETO

Nome do candidato TÍTULO DO PROJETO Nome do candidato TÍTULO DO PROJETO Projeto de Pesquisa apresentado ao Programa de Pós- Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria como requisito parcial para a seleção de ingresso

Leia mais

Periódico sob Licença Creative Commons. Journal under a Licença Creative Commons REFERÊNCIA

Periódico sob Licença Creative Commons. Journal under a Licença Creative Commons REFERÊNCIA Periódico sob Licença Creative Commons Journal under a Licença Creative Commons REFERÊNCIA MOURA, Dione O. A institucionalização da pesquisa em jornalismo e a criação da Sociedade Brasileira de Pesquisadores

Leia mais

Modelos e experiências de pesquisa em jornalismo nos Estados Unidos, França e Espanha 1

Modelos e experiências de pesquisa em jornalismo nos Estados Unidos, França e Espanha 1 Modelos e experiências de pesquisa em jornalismo nos Estados Unidos, França e Espanha 1 Carlos Eduardo Franciscato 2 Vinícius Andrade de Carvalho Rocha 3 Ieda Maria Menezes Tourinho 4 Letícia Teles Barreto

Leia mais

ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES

ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES Nara Dias Brito 1 ; Daniel Mill 2 Grupo 2.1. Docência na educação a distância: Formação

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 PLANO DE CURSO

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: Sociologia Código: ENGP-191 Pré-requisito: - Período Letivo:

Leia mais

Centro de Competência de Ciências Sociais. Departamento de Ciências da Educação. 1.º Ciclo em Educação Básica. Programa. Unidade Curricular

Centro de Competência de Ciências Sociais. Departamento de Ciências da Educação. 1.º Ciclo em Educação Básica. Programa. Unidade Curricular Centro de Competência de Ciências Sociais Departamento de Ciências da Educação 1.º Ciclo em Educação Básica Programa Unidade Curricular Teoria e Desenvolvimento Curricular Área Científica Educação Regente

Leia mais

PLANO DE CURSO MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO

PLANO DE CURSO MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento Programa de Pós-Graduação PLANO DE CURSO MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO DISCIPLINA Análise Qualitativa Aplicada a Estudos

Leia mais

Título: Teoria do conhecimento histórico: Explicação, Compreensão e Narração

Título: Teoria do conhecimento histórico: Explicação, Compreensão e Narração Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Departamento de História Disciplina: FLH0401 Teoria da História II Profa. Dra. Sara Albieri Título: Teoria do conhecimento histórico: Explicação, Compreensão

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso null - null. Ênfase. Disciplina 0003029A - História da Comunicação

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso null - null. Ênfase. Disciplina 0003029A - História da Comunicação Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina 0003029A - História da Comunicação Docente(s) Vinicius Martins Carrasco de Oliveria Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

Carga Horária Total: 105 hs (Práticas como Componentes Curriculares= 20 hs)

Carga Horária Total: 105 hs (Práticas como Componentes Curriculares= 20 hs) Plano de ensino História contemporânea I Disciplina: FLH0331 - História Contempôranea I Créditos Aula: 5 Créditos Trabalho: 1 Carga Horária Total: 105 hs (Práticas como Componentes Curriculares= 20 hs)

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/15

Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/15 Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/15 Unidade curricular: / Curricular Unit: Sociologia da Comunicação Sociology of Communication Docente responsável e respectivas horas de contacto na unidade

Leia mais

CURRICULUM VITÆ. June 2007 Present: Assistant Professor, Faculdade de Economia da Universidade do Porto.

CURRICULUM VITÆ. June 2007 Present: Assistant Professor, Faculdade de Economia da Universidade do Porto. CURRICULUM VITÆ PERSONAL DATA Full name: Birth: Nationality: Address: Manuel Emílio Mota de Almeida Delgado Castelo Branco 30 December 1971, Porto (Portugal) Portuguese Faculdade de Economia da Universidade

Leia mais

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL ACADÉMICA

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL ACADÉMICA TITO RENDAS FUNÇÃO Assistente Convidado CONTACTOS Tel. +351 217 214 170 Fax +351 217 214 177 Palma de Cima, 1649-023 Lisboa Portugal trendas@fd.lisboa.ucp.pt www.fd.lisboa.ucp.pt ÁREAS DE INTERESSE Propriedade

Leia mais

LINGUÍSTICA APLICADA AO ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

LINGUÍSTICA APLICADA AO ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA SPADA, Nina. Linguística Aplicada ao Ensino de Língua Estrangeira: uma entrevista com Nina Spada. Revista Virtual de Estudos da Linguagem - ReVEL. Vol. 2, n. 2, 2004. Tradução de Gabriel de Ávila Othero.

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO = 07 (SETE)

Leia mais

EXAME NACIONAL DE CURSOS E POLÍTICA DE REGULAÇÃO ESTATAL DO ENSINO SUPERIOR ALFREDO MACEDO GOMES Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pernambuco alf1964@terra.com.br RESUMO

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

Dificuldades e motivações de aprendizagem em Química de alunos do ensino médio investigadas em ações do (PIBID/UFS/Química)

Dificuldades e motivações de aprendizagem em Química de alunos do ensino médio investigadas em ações do (PIBID/UFS/Química) SCIENTIA PLENA VOL. 9, NUM. 7 2013 www.scientiaplena.org.br Dificuldades e motivações de aprendizagem em Química de alunos do ensino médio investigadas em ações do (PIBID/UFS/Química) A. O. Santos 1 ;

Leia mais

(com Volodymyr Dubovyk) (eds.), Perceptions of NATO and the New Strategic Concept, Amesterdão, IOS Press, 2011, 120 pp. (ISBN: 978-1-60750-669-0).

(com Volodymyr Dubovyk) (eds.), Perceptions of NATO and the New Strategic Concept, Amesterdão, IOS Press, 2011, 120 pp. (ISBN: 978-1-60750-669-0). Luís Nuno Rodrigues é Doutorado em História Americana pela Universidade do Wisconsin e em História Moderna e Contemporânea (especialidade História das Relações Internacionais na Época Contemporânea) pelo

Leia mais

Desigualdade de renda no mundo Programa

Desigualdade de renda no mundo Programa Desigualdade de renda no mundo Programa Necessidades especiais Importante: se você tem alguma necessidade especial, por favor, contate-me. Terei prazer em fazer todos os ajustes que estiverem a meu alcance.

Leia mais

A REFLEXÃO CRÍTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: Entre Práticas e Saberes. Alciane Gonçalves Barbosa - Graduanda em Pedagogia/UFPI

A REFLEXÃO CRÍTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: Entre Práticas e Saberes. Alciane Gonçalves Barbosa - Graduanda em Pedagogia/UFPI A REFLEXÃO CRÍTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: Entre Práticas e Saberes Alciane Gonçalves Barbosa - Graduanda em Pedagogia/UFPI Maria Antonia Alves Lima Graduanda em Pedagogia /UFPI Bárbara Maria Macedo

Leia mais

AS ONG(D) E A CRISE DO ESTADO SOBERANO

AS ONG(D) E A CRISE DO ESTADO SOBERANO A 350404 Rui Pedro Paula de Matos AS ONG(D) E A CRISE DO ESTADO SOBERANO UM ESTUDO DE CIÊNCIA POLÍTICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS COLECÇÃO TESES Universidade Lusíada Editora Lisboa 2001 As ONGD e a crise

Leia mais

Objetivos 1. Oferecer subsídios para problematizar a relação entre o jornalismo e o campo de produção artística e cultural;

Objetivos 1. Oferecer subsídios para problematizar a relação entre o jornalismo e o campo de produção artística e cultural; 1 Dados de identificação Disciplina JORNALISMO E CULTURA E ARTE Professor Cassilda Golin Costa - golin.costa@ufrgs.br Período Letivo 2014/2 Sexta-feira 9h às 12h30 Sigla COM257 Créditos 4 Carga Horária

Leia mais

Problemática Metodológica em Jornalismo Impresso 1. Gislene Silva 2

Problemática Metodológica em Jornalismo Impresso 1. Gislene Silva 2 Problemática Metodológica em Jornalismo Impresso 1 Gislene Silva 2 RESUMO Alguns investigadores brasileiros vêm, com mais ênfase nos últimos anos, rastreando o perfil da pesquisa em jornalismo no Brasil.

Leia mais

Do desenvolvimento curricular ao conhecimento profissional

Do desenvolvimento curricular ao conhecimento profissional Do desenvolvimento curricular ao conhecimento profissional José Duarte jose.duarte@ese.ips.pt Escola Superior de Educação de Setúbal José Duarte iniciou a sua carreira como professor de Matemática do Ensino

Leia mais

OBJETIVOS. PALAVRAS CHAVE: Formação de professores, Ensino de Física, História e Filosofia da Ciência.

OBJETIVOS. PALAVRAS CHAVE: Formação de professores, Ensino de Física, História e Filosofia da Ciência. IX CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE INVESTIGACIÓN EN DIDÁCTICA DE LAS CIENCIAS Girona, 9-12 de septiembre de 2013 COMUNICACIÓN CONSIDERAÇÕES SOBRE AS POSSIBILIDADES DE COOPERAÇÃO ENTRE A UNIVERSIDADE E AS

Leia mais

Avaliação para a Aprendizagem e Alunos com Necessidades Educativas Especiais

Avaliação para a Aprendizagem e Alunos com Necessidades Educativas Especiais PROCESSO DE AVALIAÇÃO EM CONTEXTOS INCLUSIVOS PT Avaliação para a Aprendizagem e Alunos com Necessidades Educativas Especiais O objectivo deste artigo é disponibilizar uma síntese das questões-chave que

Leia mais

Organizações sem fins lucrativos: iniciativas de fortalecimento do jornalismo de interesse público? 1

Organizações sem fins lucrativos: iniciativas de fortalecimento do jornalismo de interesse público? 1 Organizações sem fins lucrativos: iniciativas de fortalecimento do jornalismo de interesse público? 1 Guilherme SIMÃO 2 Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Resumo Um novo modelo

Leia mais

TESTE SELETIVO COLEGIADO DE LETRAS - 2013 LISTA DE PONTOS

TESTE SELETIVO COLEGIADO DE LETRAS - 2013 LISTA DE PONTOS ENSINO DE LÍNGUA INGLESA 1. New technologies and ELT 2. Teaching English pronunciation for Brazilian EFL speakers 3. Developing reading skills in the EFL classroom: theory and practice 4. Assessment in

Leia mais

1. Ementa completa e atualizada: Unidade de Aprendizagem 2 Saúde Global e Política Externa Brasileira: Uma Perspectiva Histórica.

1. Ementa completa e atualizada: Unidade de Aprendizagem 2 Saúde Global e Política Externa Brasileira: Uma Perspectiva Histórica. Relatório Final da Coordenação da Unidade de Aprendizagem 2 Curso de Especialização em Saúde Global e Diplomacia da Saúde Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca Fiocruz 1. Ementa completa e atualizada:

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL. Disciplina: Metodologia Científica. Número de créditos: 04. Carga horária: 80

SERVIÇO SOCIAL. Disciplina: Metodologia Científica. Número de créditos: 04. Carga horária: 80 Disciplina: Metodologia Científica SERVIÇO SOCIAL Ementa: Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia Número âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O conhecimento e suas formas.

Leia mais

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR Unidade Curricular: Curso: INVESTIGAÇÃO Licenciatura em Enfermagem Ano Lectivo 2014-2015 Ano Curricular 1.º Semestre 2.º Nº de Ects 6 Equipa Pedagógica: Regente/Coordenador Docentes Maria Alice dos Santos

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE

PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE Gerson Luiz Martins PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE A contribuição da Reportagem, Assessorias e Agências para a formação do jornal diário. Equipe

Leia mais

II Congreso Internacional sobre profesorado principiante e inserción profesional a la docencia

II Congreso Internacional sobre profesorado principiante e inserción profesional a la docencia II Congreso Internacional sobre profesorado principiante e inserción profesional a la docencia El acompañamiento a los docentes noveles: prácticas y concepciones Buenos Aires, del 24 al 26 de febrero de

Leia mais

II. Estrutura geral do curso:

II. Estrutura geral do curso: Disciplina: TEORIAS SOCIOLÓGICAS Professor: Sergio B. F. Tavolaro Semestre: 2012/1 Horário: I. Objetivos: 1) Proporcionar um retrato do amplo e variado leque de propostas teóricas e interpretativas no

Leia mais

Brazilian Graduate Students Conference. Convite

Brazilian Graduate Students Conference. Convite Brazilian Graduate Students Conference Convite Índice A BRASCON 2 Comitê Organizador 3 Programação Preliminar 4 Palestrantes Confirmados 5 Brazilian Graduate Students Conference Benefícios 6 Parceiros

Leia mais

Fernando Correia. Principais atividades e funções atuais

Fernando Correia. Principais atividades e funções atuais 1 Fernando Correia Fernando António Pinheiro Correia nasceu em Coimbra em 1942. Jornalista. Docente universitário, com o grau de Professor Associado Convidado. Investigador em Sociologia, História e Socioeconomia

Leia mais

COLABORAÇÃO E PRODUTIVIDADE CIENTÍFICA NA UFRJ: identificação de autores por tipo de vínculo (2010)

COLABORAÇÃO E PRODUTIVIDADE CIENTÍFICA NA UFRJ: identificação de autores por tipo de vínculo (2010) COLABORAÇÃO E PRODUTIVIDADE CIENTÍFICA NA UFRJ: identificação de autores por tipo de vínculo (2010) 1 INTRODUÇÃO Roberto Mario Lovón Canchumani (IBCT) roblovonc@yahoo.com Jacqueline Leta (UFRJ) jleta@bioqmed.ufrj.br

Leia mais

Atualidade e crítica dos processos comunicacionais Natureza: Obrigatória CH: 60 Horas Créditos: 4 Turno: Matutino

Atualidade e crítica dos processos comunicacionais Natureza: Obrigatória CH: 60 Horas Créditos: 4 Turno: Matutino Programa de Disciplina Nome: Atualidade e Crítica dos processos comunicacionais Profa. Marta R. Maia 2015.1 Atualidade e crítica dos processos comunicacionais Natureza: Obrigatória CH: 60 Horas Créditos:

Leia mais

EDITAL. Processo de Seleção dos Candidatos aos cursos de Mestrado e Doutorado em Relações Internacionais para o ano de 2012

EDITAL. Processo de Seleção dos Candidatos aos cursos de Mestrado e Doutorado em Relações Internacionais para o ano de 2012 EDITAL Processo de Seleção dos Candidatos aos cursos de Mestrado e Doutorado em Relações Internacionais para o ano de 2012 O Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, San Tiago Dantas, da Unesp

Leia mais

Disciplina: Tópicos em Linguística Aplicada: Metáfora, Metonímia e Blending na Língua e Cultura

Disciplina: Tópicos em Linguística Aplicada: Metáfora, Metonímia e Blending na Língua e Cultura Disciplina: Tópicos em Linguística Aplicada: Metáfora, Metonímia e Blending na Língua e Cultura Docente: Prof. Dr. Enrique Huelva Unternbäumen Semestre: 1/2015 Metáfora, metonímia e blending (integração

Leia mais

PARFOR E AS INICIATIVAS DE FORM AÇÃO DE DOCENTES NO ESTADO DE SANTA CATARINA

PARFOR E AS INICIATIVAS DE FORM AÇÃO DE DOCENTES NO ESTADO DE SANTA CATARINA PARFOR E AS INICIATIVAS DE FORM AÇÃO DE DOCENTES NO ESTADO DE SANTA CATARINA Franciela Mara Córdova Ransolin Resumo: A formação de professores é um tema relevante entre as políticas públicas posto que

Leia mais

DOS ESTUDOS SOBRE O JORNALISMO ÀS TEORIAS DO JORNALISMO (Três pressupostos para a consolidação do jornalismo como campo de conhecimento)

DOS ESTUDOS SOBRE O JORNALISMO ÀS TEORIAS DO JORNALISMO (Três pressupostos para a consolidação do jornalismo como campo de conhecimento) Este artigo foi publicado na edição 1, em dezembro de 2004, da revista eletrônica e-compós: http://www.compos.org.br/e-compos DOS ESTUDOS SOBRE O JORNALISMO ÀS TEORIAS DO JORNALISMO (Três pressupostos

Leia mais

ABRINDO ESPAÇOS PARA A FORMAÇÃO DE EDUCADORES AMBIENTAIS NUMA ABORDAGEM TRANSDISCIPLINAR

ABRINDO ESPAÇOS PARA A FORMAÇÃO DE EDUCADORES AMBIENTAIS NUMA ABORDAGEM TRANSDISCIPLINAR ABRINDO ESPAÇOS PARA A FORMAÇÃO DE EDUCADORES AMBIENTAIS NUMA ABORDAGEM TRANSDISCIPLINAR Autora: Lívia Costa de ANDRADE- liviacandrade@uol.com.br Orientadora: Sandra de Fátima OLIVEIRA sanfaoli@gmail.com.br

Leia mais

Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL

Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL ÍNDICE Pensamento Social...2 Movimentos Sociais e Serviço Social...2 Fundamentos do Serviço Social I...2 Leitura e Interpretação de Textos...3 Metodologia Científica...3

Leia mais

TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO: A CONSTITUIÇÃO DE UM CORPUS DE PESQUISA Moema Gomes Moraes PUC-GO/UFG Agência Financiadora: CAPES PROSUP

TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO: A CONSTITUIÇÃO DE UM CORPUS DE PESQUISA Moema Gomes Moraes PUC-GO/UFG Agência Financiadora: CAPES PROSUP TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO: A CONSTITUIÇÃO DE UM CORPUS DE PESQUISA Moema Gomes Moraes PUC-GO/UFG Agência Financiadora: CAPES PROSUP Resumo O propósito deste trabalho é apresentar o processo de constituição

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS - PPGCC FICHA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS - PPGCC FICHA DE DISCIPLINA FICHA DE DISCIPLINA Disciplina Metodologia do Ensino da Contabilidade Código Carga Horária 60 Créditos 4 Tipo: PPGCC19 Eletiva OBJETIVOS Analisar e entender os conceitos relativos à metodologia de ensino

Leia mais

Curriculum Vitae. Março de 2011. Maria Clara Loureiro Borges Paulino

Curriculum Vitae. Março de 2011. Maria Clara Loureiro Borges Paulino Curriculum Vitae Março de 2011 Maria Clara Loureiro Borges Paulino Nacionalidade Local de residência Portuguesa, Norte-Americana Porto, Portugal Telefone 351.965235579 e-mail paulino.mariaclara@gmail.com

Leia mais

Formação de professores: constrangimentos e potencialidades

Formação de professores: constrangimentos e potencialidades Universidade do Minho Formação de professores: constrangimentos e potencialidades Maria Assunção Flores aflores@ie.uminho.pt Formação inicial: relevância e diversidade Diversidade de modelos, de contextos

Leia mais

Formação Continuada 2015/1

Formação Continuada 2015/1 Formação Continuada 2015/1 Internacionalização de Currículos: Teoria e Prática Profª. Drª. Maria Elizabeth da Costa Gama Vice Reitorias Coordenadoria de Assuntos Internacionais CoAI 05/02/2015 Motivações

Leia mais

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores ALUNOS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUA INGLESA: UM OLHAR SOBRE SUAS PRÁTICAS DOCENTES

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE INSTITUTO DE LETRAS E ARTES CONCURSO PÚBLICO PROFESSOR ASSISTENTE EM LÍNGUA INGLESA. EDITAL No.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE INSTITUTO DE LETRAS E ARTES CONCURSO PÚBLICO PROFESSOR ASSISTENTE EM LÍNGUA INGLESA. EDITAL No. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE INSTITUTO DE LETRAS E ARTES CONCURSO PÚBLICO PROFESSOR ASSISTENTE EM LÍNGUA INGLESA EDITAL No. 011/2009 Dados para o Edital do Concurso para Professor Assistente na área

Leia mais

O ENSINO DE COMPREENSÃO ORAL EM LÍNGUA INGLESA: IMPLICAÇÕES PARA A FORMAÇÃO DOCENTE

O ENSINO DE COMPREENSÃO ORAL EM LÍNGUA INGLESA: IMPLICAÇÕES PARA A FORMAÇÃO DOCENTE O ENSINO DE COMPREENSÃO ORAL EM LÍNGUA INGLESA: IMPLICAÇÕES PARA A FORMAÇÃO DOCENTE MEIRELES, Mirelly Karolinny de Melo/UNIDERC 1 mirellyk@yahoo.com.br NASCIMENTO, Kaline Brasil Pereira/UEPB 2 k.aline.brasil@hotmail.com

Leia mais

EMENTA CONTÉUDO. 1. Justificação Epistêmica 1.1 O debate externismo/internismo acerca da justificação epistêmica 1.2 Confiabilismo e justificação

EMENTA CONTÉUDO. 1. Justificação Epistêmica 1.1 O debate externismo/internismo acerca da justificação epistêmica 1.2 Confiabilismo e justificação UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO DE FILOSOFIA DISCIPLINA: TÓPICOS DE EPISTEMOLOGIA: REFLEXÃO E ENTENDIMENTO HORÁRIO: SEGUNDA-FEIRA, DAS 14 ÀS 18h - CARGA-HORÁRIA: 68 h EMENTA Em

Leia mais

Fragmentos do Texto Indicadores para o Desenvolvimento da Qualidade da Docência na Educação Superior.

Fragmentos do Texto Indicadores para o Desenvolvimento da Qualidade da Docência na Educação Superior. Fragmentos do Texto Indicadores para o Desenvolvimento da Qualidade da Docência na Educação Superior. Josimar de Aparecido Vieira Nas últimas décadas, a educação superior brasileira teve um expressivo

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

PAULO FREIRE E A DESCOLONIZAÇÃO DO SABER

PAULO FREIRE E A DESCOLONIZAÇÃO DO SABER PAULO FREIRE E A DESCOLONIZAÇÃO DO SABER COORDENAÇÃO Prof. Dr. José Eustáquio Romão FINANCIAMENTO: União Europeia ANO DE INÍCIO: 2010 APRESENTAÇÃO Este projeto faz parte de uma Rede Iberoamericana de Investigação

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESCOLAR FCL/UNESP

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESCOLAR FCL/UNESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESCOLAR FCL/UNESP Disciplina: Escola, Currículo e Cultura Professoras responsáveis: Rosa Fátima de Souza; Maria Cristina de Senzi Zancul; Rosilene Batista Fiscarelli

Leia mais

(IM)PACTOS DA/COM A LEITURA LITERÁRIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES ALFABETIZADORES Fernanda de Araújo Frambach UFRJ

(IM)PACTOS DA/COM A LEITURA LITERÁRIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES ALFABETIZADORES Fernanda de Araújo Frambach UFRJ (IM)PACTOS DA/COM A LEITURA LITERÁRIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES ALFABETIZADORES Fernanda de Araújo Frambach UFRJ Resumo O presente trabalho objetiva apresentar uma pesquisa em andamento que

Leia mais

MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA. Disciplina

MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA. Disciplina CURSO Ano / Semestre 2015/2 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA Disciplina CAD310026 - Internacionalização da Educação Superior e Gestão da Cooperação Internacional

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da UNESP, UNICAMP e PUC-SP EDITAL

Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da UNESP, UNICAMP e PUC-SP EDITAL Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da UNESP, UNICAMP e PUC-SP EDITAL Processo de Seleção dos Candidatos ao Mestrado Acadêmico para o ano de 2007 O Programa de Pós-Graduação em Relações

Leia mais

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo FESPSP PLANO DE ENSINO

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo FESPSP PLANO DE ENSINO Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo FESPSP PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO DISCIPLINA Métodos e Técnicas de Pesquisa em Ciências CARGA HORÁRIA 72h Sociais CURSO Sociologia e Política

Leia mais

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA 1) Sociologia II A Escola de Ciências Sociais / CPDOC da FGV-RJ informa a abertura de processo seletivo para a contratação de um professor horista para a disciplina

Leia mais

Geyso D. Germinari Universidade Estadual do Centro-Oeste

Geyso D. Germinari Universidade Estadual do Centro-Oeste O ENSINO DE HISTÓRIA LOCAL E A FORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA HISTÓRICA DE ALUNOS DO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA EXPERIÊNCIA COM A UNIDADE TEMÁTICA INVESTIGATIVA Geyso D. Germinari Universidade Estadual

Leia mais

SOCIOLOGIA OBJECTO E MÉTODO

SOCIOLOGIA OBJECTO E MÉTODO Ano Lectivo 2008/2009 SOCIOLOGIA OBJECTO E MÉTODO Cursos: Licenciatura em Sociologia e Licenciatura em Sociologia e Planeamento (1º ciclo) Unidade Curricular: Sociologia Objecto e Método Localização no

Leia mais

Periódicos de Relações Internacionais disponíveis em Brasília

Periódicos de Relações Internacionais disponíveis em Brasília Universidade de Brasília Instituto de Relações Internacionais Programa de Educação Tutorial - PET-REL Periódicos de Relações Internacionais disponíveis em Brasília Periódico Local* Anos disponíveis Breve

Leia mais

6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 190 6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALBUQUERQUE, Afonso de. Um outro quarto poder: imprensa e compromisso político no Brasil. in Revista Fronteiras estudos midiáticos, vol. 1, nº 1, dezembro de 1999. ALTHUSSER,

Leia mais

Reforma Educativa: o que é comum nos sistemas educativos de elevado desempenho

Reforma Educativa: o que é comum nos sistemas educativos de elevado desempenho Reforma Educativa: o que é comum nos sistemas educativos de elevado desempenho Stephen P. Heyneman Professor International Education Policy Vanderbilt University s.heyneman@vanderbilt.edu http://www.vanderbilt.edu/peabody/heyneman

Leia mais

ESCOLA DE COMUNICAÇÃO

ESCOLA DE COMUNICAÇÃO ESCOLA DE COMUNICAÇÃO Nome da Disciplina: Projeto Experimental I Código: ECA 484 Créditos: 4 (quatro) Cursos para os quais é oferecida: Publicidade e Propaganda Carga Horária por Período: 60h Período,

Leia mais

Contextualizar alguns dos principais métodos científicos. Conhecer as tendências contemporâneas da pesquisa em educação

Contextualizar alguns dos principais métodos científicos. Conhecer as tendências contemporâneas da pesquisa em educação PLANO DE CURSO 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1.1 Instituição: Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB 1.2 Programa de Pós-Graduação em Educação PPGEd 1.3 Curso: Mestrado em Educação 1.4 Disciplina:

Leia mais

M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E

M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Cristina Maria de Gouveia Caldeira Morada RUA DOS FAISÕES, 301 1º C, QUINTA DA MARINHA, 2750-679, CASCAIS, PORTUGAL Telefone

Leia mais

LINHA DE PESQUISA E DE INTERVENÇÃO METODOLOGIAS DA APRENDIZAGEM E PRÁTICAS DE ENSINO (LIMAPE)

LINHA DE PESQUISA E DE INTERVENÇÃO METODOLOGIAS DA APRENDIZAGEM E PRÁTICAS DE ENSINO (LIMAPE) História da profissão docente em São Paulo: as estratégias e as táticas em torno dos fazeres cotidianos dos professores primários a instrução pública paulista de 1890 a 1970 Linha de Pesquisa: LINHA DE

Leia mais

Alfredo Castro Sócio Diretor da MOT Mudanças Organizacionais e Treinamento

Alfredo Castro Sócio Diretor da MOT Mudanças Organizacionais e Treinamento 9h30 às 10h15 Developing Effective Leaders Desenvolvendo Líderes Eficazes Alfredo Castro Sócio Diretor da MOT Mudanças Organizacionais e Treinamento Meus objetivos Abordar aspectos práticos Combinar fatos

Leia mais

Aspectos Políticos da Adoção das IFRS no Brasil

Aspectos Políticos da Adoção das IFRS no Brasil Aspectos Políticos da Adoção das IFRS no Brasil Pesquisa em andamento para qualificação de doutorado Paulo Frederico Homero Junior paulo.junior@usp.br Doutorando do PPGCC/FEA/USP Orientador: Prof. Dr.

Leia mais

Ludmila de Souza Maia

Ludmila de Souza Maia Department of History, Rice University 6100 Main Street MS-42. Houston, TX 77005-1827. USA. Ludmila de Souza Maia Departamento de História, IFCH Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) Rua Cora Coralina,

Leia mais

SESSÃO DE LANÇAMENTO DE LIVROS. Lista de títulos e autores

SESSÃO DE LANÇAMENTO DE LIVROS. Lista de títulos e autores SESSÃO DE LANÇAMENTO DE LIVROS Lista de títulos e autores Ao todo 43 novas obras sobre Jornalismo e Comunicação integram a Sessão de Lançamento de Livros da SBPJor 2012. Entre os livros que serão lançados

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo Ênfase Identificação Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I Docente(s) Angelo Sottovia Aranha Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SERVIÇO SOCIAL INTRODUÇÃO AO SERVIÇO SOCIAL EMENTA: A ação profissional do Serviço Social na atualidade, o espaço sócioocupacional e o reconhecimento dos elementos

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS A PRÁTICA MUSICAL NA ESCOLA PÚBLICA PAULISTA

POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS A PRÁTICA MUSICAL NA ESCOLA PÚBLICA PAULISTA POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS A PRÁTICA MUSICAL NA ESCOLA PÚBLICA PAULISTA Leila Guimarães dos Santos Dorotéa Machado Kerr RESUMO: Pretende-se discutir o papel do ensino da música nos diferentes períodos

Leia mais

Apontamentos sobre a escrita da história: a Segunda Guerra Mundial em questão

Apontamentos sobre a escrita da história: a Segunda Guerra Mundial em questão GONÇALVES, Williams da Silva, A Segunda Guerra Mundial. In: FILHO, Daniel Aarão. FERREIRA, Jorge. ZENHA, Celeste (org). O século XX. 3ª Edição. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 2005, p. 165-193.

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO EAD5933 - Empresas e a Conjuntura Econômica Mundial Área: Economia das Organizações Créditos: 08 Professor: Paulo Roberto Feldmann 1. Resumo da disciplina: Nas últimas décadas a acentuada expansão do fenômeno

Leia mais

DISCIPLINA OPTATIVA: FUNDAMENTOS DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE DEFESA. 45h/3 créditos

DISCIPLINA OPTATIVA: FUNDAMENTOS DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE DEFESA. 45h/3 créditos DISCIPLINA OPTATIVA: FUNDAMENTOS DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE DEFESA 45h/3 créditos Ementa: A disciplina envolve as seguintes aproximações: a tecnologia e as inovações tecnológicas como instrumentos de defesa

Leia mais

CONTRUÇÃO DO CONHECIMENTO EM ANTROPOLOGIA

CONTRUÇÃO DO CONHECIMENTO EM ANTROPOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO QUINTA DA BOA VISTA S/N. SÃO CRISTÓVÃO. CEP 20940-040 RIO DE JANEIRO - RJ - BRASIL Tel.: 55 (21) 2568-9642 - fax

Leia mais

O campo científico e os conflitos e relações de poder no trabalho de professores de uma universidade pública

O campo científico e os conflitos e relações de poder no trabalho de professores de uma universidade pública 1 O campo científico e os conflitos e relações de poder no trabalho de professores de uma universidade pública Resumo Carla Fabiana Graetz Orientador Prof. Dr. Eduardo Pinto e Silva Mestrado Linha de Pesquisa:

Leia mais

Palavras-chave: Currículo e formação de professores; PDE; Formação continuada de professores.

Palavras-chave: Currículo e formação de professores; PDE; Formação continuada de professores. 2 PDE/PR PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL DO PARANÁ: CONSIDERAÇÕES SOBRE SUA CONCEPÇÃO E CURRÍCULO. Cassiano Roberto Nascimento Ogliari Secretaria de Estado da Educação do Paraná Pontifícia Universidade

Leia mais

O ENSINO DE ESPANHOL NO MUNICÍPIO DO RJ: RELATOS DE PROFESSORES RAABE COSTA ALVES

O ENSINO DE ESPANHOL NO MUNICÍPIO DO RJ: RELATOS DE PROFESSORES RAABE COSTA ALVES O ENSINO DE ESPANHOL NO MUNICÍPIO DO RJ: RELATOS DE PROFESSORES RAABE COSTA ALVES Atualmente pode-se afirmar que a Língua Espanhola é a segunda língua mais importante do território nacional se considerarmos

Leia mais

FIOCRUZ Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Curso de Mestrado em Educação Profissional em Saúde

FIOCRUZ Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Curso de Mestrado em Educação Profissional em Saúde FIOCRUZ Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Curso de Mestrado em Educação Profissional em Saúde Epistemologia Carla Martins / Marco Antonio C. Santos / Virgínia Fontes 1º semestre 2015 3ªs feiras

Leia mais

Gestão de Marketing e Ética Empresarial

Gestão de Marketing e Ética Empresarial Escola de Economia e Gestão Gestão de Marketing e Ética Empresarial Reconhecer e explicar os conceitos pilares do marketing e seu ambiente; Reconhecer a estratégia de marketing e aplicar os principais

Leia mais

CRENÇAS E EXPERIENCIAS DOS ALUNOS DE LINGUA INGLESA DO IFMG

CRENÇAS E EXPERIENCIAS DOS ALUNOS DE LINGUA INGLESA DO IFMG CRENÇAS E EXPERIENCIAS DOS ALUNOS DE LINGUA INGLESA DO IFMG OLIVEIRA, Shirlene Bemfica de Oliveira 1 CARMO, Kamila Oliveira do 2 LEITE, Gabriela Maria Ferreira Leite 3 OLIVEIRA, Tatiane Morandi de 4 ROSSI,

Leia mais

Uma leitura crítica da teoria do Pós-desenvolvimento

Uma leitura crítica da teoria do Pós-desenvolvimento Uma leitura crítica da teoria do Pós-desenvolvimento Ana Fantasia (CEsA.UL)e Pedro Pereira Leite (CES.UC) Neste trabalho efetuamos uma leitura crítica do artigo Post-development as a concept and social

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE DOCENTES NO ENSINO SUPERIOR

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE DOCENTES NO ENSINO SUPERIOR FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE DOCENTES NO ENSINO SUPERIOR As transformações sociais no final do século passado e início desse século, ocorridas de forma vertiginosa no que diz respeito aos avanços tecnológicos

Leia mais