Treinamento de Pessoal da Rede. Avaliação dos Resultados dos Programas de Treinamento Concessionárias - ISO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Treinamento de Pessoal da Rede. Avaliação dos Resultados dos Programas de Treinamento Concessionárias - ISO - 9001"

Transcrição

1 Treinamento de Pessoal da Rede Avaliação dos Resultados dos Programas de Treinamento Concessionárias - ISO

2 MANUAL DE AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO Visando avaliar a qualidade dos programas de Treinamento oferecidos à Rede e atendendo o item da NBR ISO 9001:2000, o Treinamento de Pessoal da Rede implantará, a partir de Setembro, o Novo Sistema de Avaliação de Resultados. Este Sistema permitirá verificar a eficácia tanto dos Programas de Treinamento em Sala de Aula, quanto do Treinamento à Distância, utilizando-se de três Instrumentos de Avaliação: [ Avaliação de Reação, [ Avaliação de Conhecimento e [ Avaliação de Comportamento. ISO Neste Manual abordaremos a Avaliação de Comportamento para Eventos em Sala de Aula e as Avaliações de Conhecimento e Comportamento para Treinamento à Distância, pois são nestas avaliações que o Monitor de Treinamento e as Lideranças da Concessionária estarão diretamente envolvidos e deles dependerá o funcionamento de todo o processo. É importante então, que todos leiam atentamente o conteúdo deste Manual, para que possam, juntos, desempenhar, de forma correta, seu papel dentro deste processo. E é o desempenho correto de todos os envolvidos, que garantirá a qualidade dos Programas de Treinamento e conseqüentemente, o melhor aproveitamento dos recursos investidos em treinamento, tanto pela Rede como pela Volkswagen. Boa Leitura! Treinamento de Pessoal da Rede 1

3 AVALIAÇÃO DE COMPORTAMENTO PARA EVENTOS EM SALA DE AULA Evidências: Avaliação de Comportamento Aplicação: Em eventos em Sala de Aula previamente indicados pelas Áreas Pedagógica e de Ensino. A. AVALIAÇÃO DE COMPORTAMENTO REALIZADA 30 DIAS APÓS O EVENTO EM SALA DE AULA Objetivo: Esta avaliação tem por objetivo verificar, junto ao superior imediato do Treinando, se o conteúdo do programa contribuiu para obtenção de maior compreensão dos assuntos tratados e se foram suficientes para seu melhor desempenho na função. Procedimentos: Ao final dos Eventos, o Instrutor deverá entregar a todos os participantes o formulário de Avaliação de Comportamento. 2

4 MANUAL DE AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO O Treinando deverá ser orientado, pelo Instrutor, a preencher os temas / conteúdos abordados no evento e assinalar, ainda em sala de aula, suas impressões sobre o evento, como descritas abaixo: [ Os temas que gostou; [ Os temas que não gostou; [ Os temas mais importantes para o seu trabalho; [ Os temas que poderá aplicar de imediato; [ Os temas que não poderá aplicar de imediato. O Instrutor deverá orientar também para que o Treinando ao voltar a Concessionária: [ Converse com seu chefe imediato e Monitor de Treinamento, sobre os conteúdos abordados em sala de aula e suas impressões, [ Entregue à sua chefia imediata o formulário Avaliação de Comportamento. ISO É importante que o Instrutor oriente corretamente o preenchimento dos Temas Abordados, para que o Treinando seja capaz de discutir com sua chefia iimediata e com o Monitor de Treinamento os conteúdos que foram tratados no curso. A chefia imediata deverá guardar a Avaliação de Comportamento e observar, durante 30 dias, o desempenho do funcionário com relação aos temas abordados em curso, a fim de verificar se houve ou não melhoria na performance do mesmo. Passados 30 dias, a chefia imediata deverá retomar a Avaliação e conversar com o funcionário treinado e com o Monitor de Treinamento, expondo suas observações e preenchendo os campos destinados à chefia imediata, constantes no formulário de Avaliação de Comportamento. Após o preenchimento a chefia deverá encaminhar uma cópia da Avaliação de Comportamento, via correio, ao Treinamento de Pessoal da Rede (endereço abaixo), que a manterá em arquivo - Pasta de Eventos - por um período de 6 meses. Volkswagen do Brasil Ltda. Via Anchieta, km 23,5 - CPI 1282 São Bernardo do Campo - SP CEP A/C Leonardo Tosello Após este período, essas cópias serão analisadas com o objetivo de controlar a eficácia dos Programas de Treinamento em Sala de Aula e levantar a possível necessidade de atualização semestral do curso. O formulário original da Avaliação de Comportamento deverá ser arquivado, na Concessionária, como Registro de Qualidade. Treinamento de Pessoal da Rede 3

5 AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTO PARA TREINAMENTO À DISTÂNCIA (VÍDEOS TV VW) Evidência: Relação de Participantes (Concessionária) Sistema WT Tela: Treinamento à Distância - Avaliação Teórica Aplicação: Em vídeos previamente indicados pelas Áreas Pedagógica e de Ensino. A. QUESTIONÁRIOS ENVIADOS À REDE PARA APLICAÇÃO AO FINAL DOS PROGRAMAS DE TREINAMENTO VIA TV VW (VÍDEOS): Objetivo: Estes questionários têm por objetivo verificar a assimilação / aprendizagem dos conteúdos trabalhados nos Vídeos de Treinamento. Procedimentos: Após a inclusão do Vídeo de Treinamento na grade da TV VW, o Treinamento de Pessoal da Rede enviará, via , um questionário aos Monitores de Treinamento abordando os conteúdos trabalhados no Vídeo. O Monitor deverá imprimir e distribuir uma cópia do questionário a cada participante, ao término da aplicação do Vídeo. 4

6 MANUAL DE AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO Após a avaliação, o Monitor deverá recolher os questionários e corrigí-los, observando o padrão preestabelecido. A (Ótimo) 80 a 100% de respostas corretas. B (Bom) 60 a 80% de respostas corretas. C (Regular) 30 a 60% de respostas corretas. D (Fraco) 0 a 30% de respostas corretas. Após a correção, o Monitor deverá registrar o conceito de cada participante na Relação de Participantes, arquivando-a, na Concessionária, por 6 meses. ISO Em seguida, o Monitor deverá informar ao Treinamento de Pessoal da Rede, a aplicação do Vídeo de Treinamento à Distância, utilizando a tela Treinamento à Distância Avaliação Teórica, disponível no Sistema WT. Nesta tela o Monitor preencherá os campos informando: [ Nome e código do evento, [ Número total de participantes [ Número de participantes que atingiram o conceito A [ Número de participantes que atingiram o conceito B [ Número de participantes que atingiram o conceito C [ Número de participantes que atingiram o conceito D Treinamento de Pessoal da Rede 5

7 Como demonstrado na figura a seguir: * ZK363A * T R E I N A M E N T O D A R E D E DATA >>>>>>>> TREINAMENTO A DISTANCIA - AVALIAÇÃO TEÓRICA HORA >>>>>>>> DN: REGIAO: ++ CURSO: PROGRAMA: >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> DATA INICIO: << / << / << DATA TERMINO: << / << / << DUR.HS.: <<< CFP DO MONITOR: <<<<<< QTDE PARTICIPANTES: <<< OBS.: DIGITAR HORA INTEIRA, SEM MINUTOS AVALIACAO TEORICA DOS PARTICIPANTES: A: << B: << C: << D: << OBS.: A = OTIMO B = BOM C = REGULAR D = FRACO ENTER - INCLUI PF3 - MENU >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Estes dados ficarão disponíveis no Sistema WT como Registro de Qualidade. B. MATERIAIS AUTO-INSTRUTIVOS (CARTILHA / CD ROM / APOSTILAS) O Material auto-instrutivo respeita o ritmo de aprendizado de cada participante. Os exercício / questionários de fixação estão contidos no próprio material. Definimos como desnecessário o Registro / Evidência para materiais auto-instrutivos. 6

8 MANUAL DE AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO AVALIAÇÃO DE COMPORTAMENTO PARA TREINAMENTO À DISTÂNCIA (VÍDEOS TV VW) Evidências: Sistema WT Tela Treinamento à Distância Avaliação Prática Aplicação: Em vídeos previamente indicados pelas áreas de Ensino e Pedagógica. A. AVALIAÇÃO DE COMPORTAMENTO REALIZADA 30 DIAS APÓS AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTO PARA OS PROGRAMAS DA TV VW (VÍDEOS): Objetivo: Esta avaliação tem por objetivo verificar, junto ao superior imediato dos Treinandos, se o conteúdo dos Vídeos de Treinamento, veículados na TV VW, contribuiu para obtenção de maior compreensão dos assuntos tratados e se foram suficientes para o melhorar o desempenho dos treinandos. ISO Procedimentos: Após: [ Os Treinandos assistirem o Vídeo; [ Os Treinandos realizarem a Avaliação de Conhecimento; [ O Treinamento de Pessoal da Rede ter sido informado sobre a realização do evento, através do Sistema WT. O Monitor de Treinamento deverá imprimir a tela Treinamento à Distância Avaliação Prática disponível no Sistema WT e entregá-la à chefia imediata dos Treinandos, orientando-a a observar, durante 30 dias, o desempenho dos funcionários treinados, de acordo com os temas abordados no Vídeo, com o objetivo de verificar: [ A redução na quantidade de erros no trabalho dos funcionários treinados; [ A qualidade do trabalho dos funcionários treinados; [ O cumprimento dos prazos para entrega de trabalhos; [ O nível de organização e rendimento do trabalho; [ A quantidade de reclamações, com relação aos trabalhos dos funcionários treinados; [ As sugestões para facilitar o trabalho diário. A cópia impressa do Sistema WT servirá para que o Monitor e a chefia imediata dos Treinandos se orientem para avaliar o desempenho dos funcionários treinados. Passados 30 dias, o Monitor deverá conversar com o chefe imediato dos funcionários treinados, a fim de saber como ele conceitua as melhorias adquiridas pela Equipe, em cada um dos tópicos mencionados anteriormente e descritos na tela Treinamento à Distância Avaliação Prática. Treinamento de Pessoal da Rede 7

9 Esta conceituação segue os padrões já estabelecidos anteriormente: A Ótimo B Bom C Regular D Fraco O Monitor deverá alertar o chefe imediato sobre a importância de conversar com os funcionários treinados sobre os resultados obtidos na avaliação. O Monitor agora, deverá entrar na Tela Treinamento à Distância Avaliação Prática, disponível no Sistema WT, e preencher os campos de avaliação informando - com base na avaliação feita pelo chefe imediato -, os conceitos gerais obtidos pelos funcionários treinados. * ZK389A * T R E I N A M E N T O D A R E D E DATA >>>>>>>> TREINAMENTO A DISTANCIA - AVALIACAO PRATICA APOS 30 DIAS HORA >>>>>>>> DN: REGIAO: ++ CURSO: PROGRAMA: >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> INICIO: >> / >> / >> TERMINO: >> / >> / >> DUR.HS.: >>> MONITOR: >>>>>> QTDE PARTICIPANTES: >>> AVALIACAO TEORICA: A: >> B: >> C: >> D: >> APOS O TREINAMENTO, COMO VOCE AVALIA OS TREINANDOS: CONCEITO REDUCAO NA QUANTIDADE DE ERROS NO TRABALHO + QUALIDADE DO TRABALHO + CUMPRIMENTO DE PRAZOS PARA ENTREGA DOS TRABALHOS + NIVEL DE ORGANIZACAO E RENDIMENTO DO TRABALHO + QUANTIDADE DE RECLAMACOES COM RELACAO AO TRABALHO + SUGESTOES PARA FACILITAR O TRABALHO + CONCEITO: A = OTIMO B = BOM C = REGULAR D = FRACO ENTER - INCLUI PF3 - MENU >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Estes dados ficarão disponíveis no Sistema WT como Registros de Qualidade. 8

10 MANUAL DE AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO ISO ANEXO Treinamento de Pessoal da Rede 9

11 10

12 MANUAL DE AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO ISO Treinamento de Pessoal da Rede 11

13 ANOTAÇÕES 12

14 VOLKSWAGEN do Brasil Ltda. Treinamento de Pessoal da Rede Via Anchieta, km 23,5 - CPI 1177 São Bernardo do Campo - SP CEP Agosto/2002

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE?

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE? Manual do Usuário INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO ON LINE A ATIC Tecnologia do Brasil Ltda. com o objetivo de atender aos seus diversos clientes, oferece treinamentos EAD - Educação a Distância

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo I

Treinamento Sistema Condominium Módulo I CONDOMINIUM Módulo I CADASTROS Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla

Leia mais

Deficiente Físico. Procedimentos. Treinamento Comercial

Deficiente Físico. Procedimentos. Treinamento Comercial Deficiente Físico Procedimentos PROCEDIMENTO DEFICIENTE FISICO PASSO A PASSO - Cliente entrega TODA a documentação para a Concessionária; - Cadastrar o cliente no sistema através da ZK130A; - Fazer a consistência

Leia mais

TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE TALENTOS

TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE TALENTOS "Felizaquelequetransfereo quesabee aprendeo queensina." Cora Coralina Se não sabes, aprende; se já sabes, ensina. Confúcio Tipo de Programa Objetivos Programas de Aperfeiçoamento Melhorar o nível de desempenho

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo I

Treinamento Sistema Condominium Módulo I CONDOMINIUM Módulo I CADASTROS Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla

Leia mais

Autores/Grupo: TULIO, LUIS, FRANCISCO e JULIANO. Curso: Gestão da Tecnologia da Informação. Professor: ITAIR PEREIRA DA SILVA GESTÃO DE PESSOAS

Autores/Grupo: TULIO, LUIS, FRANCISCO e JULIANO. Curso: Gestão da Tecnologia da Informação. Professor: ITAIR PEREIRA DA SILVA GESTÃO DE PESSOAS Autores/Grupo: TULIO, LUIS, FRANCISCO e JULIANO Curso: Gestão da Tecnologia da Informação Professor: ITAIR PEREIRA DA SILVA GESTÃO DE PESSOAS ORGANOGRAMA FUNCIANOGRAMA DESENHO DE CARGO E TAREFAS DO DESENVOLVEDOR

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Os espaços de ensino presencial possuem uma estrutura física chamada sala de aula. No ensino a distância, também necessitamos de uma organização para que ocorram

Leia mais

GUIA DO PÓS-GRADUANDO ON-LINE

GUIA DO PÓS-GRADUANDO ON-LINE GUIA DO PÓS-GRADUANDO ON-LINE UNIASSELVI-PÓS Programa de Pós-Graduação APRESENTAÇÃO Seja bem-vindo ao programa de pós-graduação UNIASSELVI-PÓS! Aqui você encontra, de forma simples e ágil, todas as orientações

Leia mais

Gestão Comercial GUIA RÁPIDO DE INSTALAÇÃO DO ORYON. www.projectinfo.com.br

Gestão Comercial GUIA RÁPIDO DE INSTALAÇÃO DO ORYON. www.projectinfo.com.br Gestão Comercial GUIA RÁPIDO DE INSTALAÇÃO DO ORYON www.projectinfo.com.br Parabéns por adquirir o Oryon Gestão Comercial: uma poderosa ferramenta para a administração comercial. Agilidade nas vendas,

Leia mais

1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS

1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DOS CURSOS DE DESENVOLVIMENTO DE SERVIDORES PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS 1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS

Leia mais

V. ORGANIZANDO OS PROGRAMAS DE TREINAMENTO

V. ORGANIZANDO OS PROGRAMAS DE TREINAMENTO UNIVERSITY- 31 V. ORGANIZANDO OS PROGRAMAS DE TREINAMENTO 1. PROGRAMANDO OS INSTRUTORES A UNIVERSITY é a responsável pela organização dos Programas de Treinamento como um todo. Sendo assim, é a responsável

Leia mais

MANUAL PASSO-A-PASSO DAS DISCIPLINAS ON-LINE

MANUAL PASSO-A-PASSO DAS DISCIPLINAS ON-LINE MANUAL PASSO-A-PASSO DAS DISCIPLINAS ON-LINE CONSELHEIRO LAFAIETE 2015 1º Semestre 1 Caro aluno, Seja bem-vindo às disciplinas do NÚCLEO DE ESTUDOS ON-LINE (NEO) da Faculdade Presidente Antônio Carlos

Leia mais

Banco Volkswagen Manual do Sistema CCO CESSÃO DE DIREITOS - PF CCO CESSÃO DE DIREITOS CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE

Banco Volkswagen Manual do Sistema CCO CESSÃO DE DIREITOS - PF CCO CESSÃO DE DIREITOS CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE Banco Volkswagen Manual do Sistema CCO CESSÃO DE DIREITOS - PF CCO CESSÃO DE DIREITOS CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE Histórico do Documento Tipo de Norma: Manual Operacional Número: 19 Departamento Responsável:

Leia mais

Cadastros e Acessos. Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0

Cadastros e Acessos. Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Cadastros e Acessos Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Histórico das versões VER DATA AUTOR DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 1.0 18/08/2010 MT Versão Inicial Índice

Leia mais

NORMA INTERNA DE TREINAMENTO FAUUSP

NORMA INTERNA DE TREINAMENTO FAUUSP NORMA INTERNA DE TREINAMENTO FAUUSP 1. OBJETIVOS Apresentar as diretrizes básicas e os procedimentos institucionais necessários à realização das atividades de treinamento. 2. DEFINIÇÕES 2.1. Treinamento

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

MODELO (Fonte arial ou times new Roman o tamanho da fonte estará entre parênteses)

MODELO (Fonte arial ou times new Roman o tamanho da fonte estará entre parênteses) MODELO (Fonte arial ou times new Roman o tamanho da fonte estará entre parênteses) Nome do Aluno (14) N. RA: (14) CURSO DE PEDAGOGIA (16) RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO (16) SÃO PAULO (12) 20 (12)

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACERTO DE ESTOQUE...

Leia mais

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

Estágio Supervisionado III

Estágio Supervisionado III Estágio Supervisionado III Prof. Jorge Fernandes de Lima Neto INSTRUÇÕES A) Minha visão do estágio supervisionado antes de iniciá-lo: Preencher esse formulário descrevendo sua visão de estágio. faça duas

Leia mais

Se você for substituir o seu bem por um USADO, providenciar a vistoria do bem (se for um bem NOVO, passar para o 2º passo)

Se você for substituir o seu bem por um USADO, providenciar a vistoria do bem (se for um bem NOVO, passar para o 2º passo) Orientações para Substituição de Garantia Bens Móveis Nesse documento você encontra todas as orientações para concluir a substituição do bem adquirido no Consórcio, de maneira ágil e fácil. Esse processo

Leia mais

Região Metropolitana de São Paulo

Região Metropolitana de São Paulo MA-GCF-002 Versão: 02 Vigência: 2016 Página: 1 / 14 2016 Região Metropolitana de São Paulo MA-GCF-002 Versão: 02 Vigência: 2016 Página: 2 / 14 ÍNDICE 1. Objetivo... 3 2. Direito de obtenção e utilização...

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Concessionárias Adaptação de Dispositivo de Fixação de Contêiner (DIF)

Concessionárias Adaptação de Dispositivo de Fixação de Contêiner (DIF) PROCEDIMENTO SL - 002 Página 1 de 6 EDIÇÃO 11/12 Título: Concessionárias Adaptação de Dispositivo de Fixação de Contêiner (DIF) Rev.: 00 Data: 11/12 Emitido Por Verificado Verificado Aprovado Nome Marcos

Leia mais

Índice. Passo a passo do Sistema de Gestão de Treinamentos MyTUF Versão web

Índice. Passo a passo do Sistema de Gestão de Treinamentos MyTUF Versão web Índice 1 Conceitos... 3 1.1 Eventos e Cursos... 3 1.2 Estrutura Organizacional... 3 1.3 Eventos e Exceções... 4 1.4 Cálculo de datas e durações de eventos.... 4 1.5 Finais de semana... 4 1.6 Conflitos

Leia mais

Curso Online Macromedia Dreamweaver 8 Desenvolvimento de Websites

Curso Online Macromedia Dreamweaver 8 Desenvolvimento de Websites Curso Online Macromedia Dreamweaver 8 Desenvolvimento de Websites Informações sobre o curso Objetivo No curso Macromedia Dreamweaver 8 Desenvolvendo de Websites, você aprenderá as técnicas mais utilizadas

Leia mais

PROGRAMA PROGOVERNO BIRD

PROGRAMA PROGOVERNO BIRD PROGRAMA PROGOVERNO BIRD TERMO DE REFERÊNCIA Nº 01/2013 TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA DE EMPRESA ESPECIALIZADA QUE IRÁ DESENVOLVER E MINISTRAR TREINAMENTO NA ELABORAÇÃO DE TERMO DE

Leia mais

MANUAL DO ALUNO. Ambiente Virtual TelEduc FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA. http://www.fgf.edu.br

MANUAL DO ALUNO. Ambiente Virtual TelEduc FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA. http://www.fgf.edu.br MANUAL DO ALUNO Ambiente Virtual TelEduc FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA http://www.fgf.edu.br Sala Virtual TelEduc O TelEduc é um ambiente virtual desenvolvido Unicamp para apoiar professores

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

TSAL (Registro de histórico de treinamento e limitações de atividades esportivas)

TSAL (Registro de histórico de treinamento e limitações de atividades esportivas) ABDEM Associação Brasileira de Desportos para o Deficiente Intelectual INAS-FID TSAL (Registro de histórico de treinamento e limitações de atividades esportivas) Conteúdo: Introdução TSAL FEVEREIRO DE

Leia mais

Treinamento de Pessoal da Rede. Manual IPPR Eletrônica

Treinamento de Pessoal da Rede. Manual IPPR Eletrônica Treinamento de Pessoal da Rede Manual IPPR Eletrônica IRREGULARIDADES NO PEDIDO DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO - IPPR APRESENTAÇÃO Este é o Manual do novo Sistema de Irregularidades no Pedido de Peças de Reposição

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO RM Agilis Manual do Usuário Ouvidoria, Correspondência Interna, Controle de Processos, Protocolo Eletrônico, Solicitação de Manutenção Interna, Solicitação de Obras em Lojas,

Leia mais

Você deseja ter habilidade para dar entrevistas a jornalistas?

Você deseja ter habilidade para dar entrevistas a jornalistas? Você deseja ter habilidade para dar entrevistas a jornalistas? Aprimore sua capacidade de dar entrevistas para a imprensa Garanta a imagem pessoal/profissional positiva e a boa reputação O Treinamento

Leia mais

Formulário de Avaliação de Desempenho

Formulário de Avaliação de Desempenho Formulário de Avaliação de Desempenho Objetivos da Avaliação de Desempenho: A avaliação de desempenho será um processo anual e sistemático que, enquanto processo de aferição individual do mérito do funcionário

Leia mais

HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 00 16/04/2007 Emissão inicial

HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 00 16/04/2007 Emissão inicial HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 00 16/04/2007 Emissão inicial Elaborado: 16/04/2007 Superintendente e ou Gerente da unidade Análise Crítica e aprovação : 16/04/2007 Representante

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS - FACISA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Belo Horizonte 2011 INFORMAÇÕES E PROCEDIMENTOS ATIVIDADES O QUÊ? As atividades complementares

Leia mais

1. Objetivos do curso 2. 2 Comunicação Interna (CI) 13 3 Ofício 18 4 DEFINIÇÕES GERAIS 23 5 CONCLUSÃO 27

1. Objetivos do curso 2. 2 Comunicação Interna (CI) 13 3 Ofício 18 4 DEFINIÇÕES GERAIS 23 5 CONCLUSÃO 27 1. Objetivos do curso 2 Introdução 2 Funções do Sistema: 2 Da Comunicação Interna: 3 o Enviadas: 3 o Recebidas: 3 o Com Cópia Pessoal: 3 Ofícios 4 o Enviados: 4 o Recebidas com Cópia: 5 Contatos Externos:

Leia mais

Treinamento Gestão da Qualidade - Cartilha

Treinamento Gestão da Qualidade - Cartilha Treinamento Gestão da Qualidade - Cartilha Apresentação A AGM está se estruturando nos princípios da Qualidade Total e nos requisitos da Norma NBR ISO 9001:2000, implantando em nossas operações o SGQ Sistema

Leia mais

Manual do Sistema CCO VW Seguros Pessoa Física CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE

Manual do Sistema CCO VW Seguros Pessoa Física CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE Manual do Sistema CCO VW Seguros Pessoa Física CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE Histórico do Documento Tipo de Norma: Manual Operacional Número: 51 Departamento Responsável: TI Processos e Procedimentos Data

Leia mais

Impressão e Editoração 31 3667-2062 / 0800 0055151. Site: www.faved.com.br E-mail: faleconosco@faved.com.br

Impressão e Editoração 31 3667-2062 / 0800 0055151. Site: www.faved.com.br E-mail: faleconosco@faved.com.br GUIA INFORMATIVO Curso: PÓS-GRADUAÇÃO Impressão e Editoração 31 3667-2062 / 0800 0055151 Rua Zacarias Roque - Nº 63 - Centro - Coronel Fabriciano-MG CEP 35.170-025 Prezado (a) aluno (a), seja bem-vindo

Leia mais

Procedimentos para Encerramento do Ano Letivo 2011 e Abertura do Ano Letivo de 2012 SIGE Sistema de Gestão Escolar Pack de Atualização 6.6.

Procedimentos para Encerramento do Ano Letivo 2011 e Abertura do Ano Letivo de 2012 SIGE Sistema de Gestão Escolar Pack de Atualização 6.6. Procedimentos para Encerramento do Ano Letivo 2011 e Abertura do Ano Letivo de 2012 SIGE Sistema de Gestão Escolar Pack de Atualização 6.6.7 09/12/2011 Núcleo de Tecnologia Educacional NUTE SIGE 01 2/30

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PO.GRH.01 01 1/9 1. OBJETIVO Descrever e fornecer informações quanto às atribuições, responsabilidades e pré-requisitos que constituem as funções da organização, e o levantamento da necessidade e realização

Leia mais

MODELO. (Fonte arial ou times new Roman o tamanho da fonte estará entre parênteses) Nome do Aluno (14) N. RA: (14) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO (16)

MODELO. (Fonte arial ou times new Roman o tamanho da fonte estará entre parênteses) Nome do Aluno (14) N. RA: (14) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO (16) MODELO (Fonte arial ou times new Roman o tamanho da fonte estará entre parênteses) Nome do Aluno (14) N. RA: (14) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO (16) RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO (16) SÃO PAULO (12) 2014

Leia mais

Orientador. Guia de Funções e Responsabilidades V1

Orientador. Guia de Funções e Responsabilidades V1 Orientador Guia de Funções e Responsabilidades V1 1. Formato Descola CDC - Enquadramento - Horário - Preçário - Especificidades 2. Orientação ao Estudo - CRED - Competências - Pulseiras - Áreas Específicas

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA - CEP

Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA - CEP Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA - CEP Considerações iniciais: 1- Hoje os projetos são submetidos para os Comitês de Ética somente

Leia mais

1998-2012 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2012 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

Administração e Gestão de Pessoas

Administração e Gestão de Pessoas Administração e Gestão de Pessoas Aula de Capacitação e Desenvolvimento Prof.ª Marcia Aires www.marcia aires.com.br mrbaires@gmail.com Era Industrial Era Conhecimento Competência..., o que é? Qualidade

Leia mais

Região Metropolitana de São Paulo

Região Metropolitana de São Paulo MA-GCF-002 Versão: 02 Vigência: 2015 Página: 1 / 14 2015 Região Metropolitana de São Paulo MA-GCF-002 Versão: 02 Vigência: 2015 Página: 2 / 14 ÍNDICE 1. Objetivo... 3 2. Direito de obtenção e utilização...

Leia mais

PROCEDIMENTO. O treinamento será efetuado com a ajuda de vídeos e fotos ilustrativas, além de seguir o cronograma estabelecido conforme anexo II.

PROCEDIMENTO. O treinamento será efetuado com a ajuda de vídeos e fotos ilustrativas, além de seguir o cronograma estabelecido conforme anexo II. PROCEDIMENTO MSL - 001 Página 1 de 7 EDIÇÃO 12/03 Título: Concessionárias Adaptação do Eixo Veicular Auxiliar (AEVA) Rev.: 02 Data: 05/15 Emitido Por Verificado Verificado Aprovado Nome Marcos de Bortoli

Leia mais

BH PARK Software de Estacionamento

BH PARK Software de Estacionamento BH PARK Software de Estacionamento WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Licenciando a aplicação... 1 1.4 Contrato de Manutenção...

Leia mais

REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO.

REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO. REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO. A Revista Motoboy Magazine tem o prazer de realizar o Prêmio Motoboy Magazine Top Motofrete 2013, a fim de prestigiar o trabalho de empresas em prestação

Leia mais

SPA Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos

SPA Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UFSC SPA Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos Caderno de Exercícios Módulo I Correspondência CADASTRO DE CORRESPONDÊNCIA INTERNA Faça o login no sistema com

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO: PROCEDIMIENTOS PARA ANÁLISES DE CONSISTENCIA DA INFORMAÇÃO

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO: PROCEDIMIENTOS PARA ANÁLISES DE CONSISTENCIA DA INFORMAÇÃO 83 PESQUISA MENSAL DE EMPREGO: PROCEDIMIENTOS PARA ANÁLISES DE CONSISTENCIA DA INFORMAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE) BRASIL 84 Pesquisa mensal de emprego... ÍNDICE Página A

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS PROFESSOR: Itair Pereira da Silva DISCENTES: Maria das Graças João Vieira Rafael Vitor ORGANOGRAMA PRESIDENTE GERENTE

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD 1. O que é EAD? EAD é a sigla para Ensino a Distância, ou Educação a Distância, uma modalidade de ensino que acontece a partir da união

Leia mais

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA ENSINO MÉDIO COM INTERMEDIAÇÃO TECNOLÓGICA (EMITEC): POSSIBILIDADES EFETIVAS NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA ENSINO MÉDIO COM INTERMEDIAÇÃO TECNOLÓGICA (EMITEC): POSSIBILIDADES EFETIVAS NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO 1 SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA ENSINO MÉDIO COM INTERMEDIAÇÃO TECNOLÓGICA (EMITEC): POSSIBILIDADES EFETIVAS NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Salvador BA Maio de 2012 Letícia Machado dos Santos Secretaria

Leia mais

TUTORIAL DE ACESSO AO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM AVA

TUTORIAL DE ACESSO AO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM AVA TUTORIAL DE ACESSO AO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM AVA 1 O acesso a plataforma educacional do colégio kadima deverá ser feito através do endereço: http://edunote.com.br/kadima/ 2 Na tela que segue,

Leia mais

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint Serviço Técnico de Informática Curso Básico de PowerPoint Instrutor: Tiago Souza e Silva de Moura Maio/2005 O Microsoft PowerPoint No Microsoft PowerPoint, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo

Leia mais

Manual de instruções para o desenvolvimento do Caderno de Evidências Book

Manual de instruções para o desenvolvimento do Caderno de Evidências Book Manual de instruções para o desenvolvimento do Caderno de Evidências Book O Caderno de Evidências (Book) acompanhará o questionário da empresa na pesquisa. É importante lembrar que o envio desse material,

Leia mais

Ilca Maria Moya de Oliveira

Ilca Maria Moya de Oliveira Plano de Desenvolvimento Relação Ergonomia e Moda e Educação Corporativa Ilca Maria Moya de Oliveira Segundo Dutra (2004), a preparação para o futuro exige investimentos simultâneos: um na modernização

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13 1-13 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Guia do Usuário ProAnalir 2011/2012

Guia do Usuário ProAnalir 2011/2012 Guia do Usuário ProAnalir 2011/2012 Edição 01 Atualização 16/01/2012 Conteúdo: 1. Introdução... 2 2. Fazendo o download do instalador... 3 3. Instalando o sistema... 4 4. Licenciando o produto... 4 5.

Leia mais

Editor de Questões E24H

Editor de Questões E24H Editor de Questões E24H Conteúdo: Apresentação O que é o Editor de Questões Objetivos Potencialidades Vantagens adicionais Visualização no site (Quem acessa o Editor de Questões) (não Para quem o Editor

Leia mais

Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores

Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores O Planejamento Estratégico deve ser visto como um meio empreendedor de gestão, onde são moldadas e inseridas decisões antecipadas no processo

Leia mais

MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0

MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0 CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0 Spiderware Consultoria em Informática Rua Mayrink Veiga, 11 / 804 Rio de Janeiro RJ CEP 20090-050 Tel. 0 (XX)

Leia mais

2. O cadastro é composto por quatro passos, sendo que, no primeiro, serão cadastrados dados pessoais, como: CPF, RG etc.

2. O cadastro é composto por quatro passos, sendo que, no primeiro, serão cadastrados dados pessoais, como: CPF, RG etc. Procedimento 1.1. Passo a Passo - Cadastro de Beneficiários 1. Primeiramente, deverá ser efetuado o cadastro do TITULAR do benefício. Somente após este preenchimento, será permitido cadastrar os dependentes.

Leia mais

Utilizar corretamente os programas do pacote Office 2007

Utilizar corretamente os programas do pacote Office 2007 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 008/2012 ABERTURA E DISPOSIÇÕES GERAIS DO CURSO DE INFORMÁTICA

Leia mais

treinamento REMATRÍCULA

treinamento REMATRÍCULA treinamento REMATRÍCULA SISTEMA SGE (SMART) Financeiro - FTC EAD PRÉ-REQUISITOS Computador conectado a INTERNET Acesso ao SGE (Smart) login e senha ativos. IMPRESSORA, cartucho, papel, envelope, cola,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL PORTARIA CPGSS/PRPG Nº 399/2012 DE 18/07/2012

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL PORTARIA CPGSS/PRPG Nº 399/2012 DE 18/07/2012 1 de 12 19/7/2012 10:28 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL PORTARIA CPGSS/PRPG Nº 399/2012 DE 18/07/2012 O Pró-Reitor de Pós-Graduação da Universidade Federal de Lavras, no uso de suas atribuições regimentais, RESOLVE

Leia mais

TUTORIAL. Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais

TUTORIAL. Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais Acessos: TUTORIAL Instruções passo a passo do sistema de cursos presenciais Via site do CRCMG: http://www.crcmg.org.br Link direto: http://cadastro.crcmg.org.br/curso_presencial ACESSO AO SISTEMA No primeiro

Leia mais

PROCEDIMENTO SISTÊMICO DA QUALIDADE

PROCEDIMENTO SISTÊMICO DA QUALIDADE 1. OBJETIVO Estabelecer, documentar, implementar, aprimorar e manter um, que assegure a conformidade com os requisitos da norma de referência. 2. CONTROLE DE DOCUMENTOS E REGISTRO 2. CONTROLE DE DOCUMENTOS

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Actividade: Criar um e-mail e trocar mensagens

Actividade: Criar um e-mail e trocar mensagens Apêndice 7 A Nota Explicativa Actividade: Criar um e-mail e trocar mensagens A aplicação desta actividade pretende dotar os alunos de competências básicas relacionadas com a utilização do e-mail como uma

Leia mais

Gestão de Pessoas Avaliação

Gestão de Pessoas Avaliação Gestão de Pessoas Avaliação de Desempenho CEFET-MG / DIVINÓPOLIS 2 o bimestre / 2012 Prof. MSc. Antônio Guimarães Campos É a apreciação sistemática do desempenho de cada pessoa no cargo e o seu potencial

Leia mais

Seminário Sobre Reunir Registros

Seminário Sobre Reunir Registros Seminário Sobre Reunir Registros Esta lição e seus recursos de aprendizado podem ser usados para preparar um seminário de três a quatro horas sobre preparar, reunir, processar e entregar os registros a

Leia mais

SUA SENHA É SIGILOSA, PESSOAL E INTRANSFERÍVEL.

SUA SENHA É SIGILOSA, PESSOAL E INTRANSFERÍVEL. DÚVIDAS MAIS FREQUENTES - DO CLIENTE 1. Qual o procedimento para se cadastrar na Guia Eletrônica? - Rolar a página e procure pelo item Novo Cliente? - Escolher o perfil: Próprio Interessado: Pessoa Física

Leia mais

Índice. Introdução... 3 Conhecendo Ambiente de estudo... 4

Índice. Introdução... 3 Conhecendo Ambiente de estudo... 4 Página 1 Índice Introdução... 3 Conhecendo Ambiente de estudo... 4 O QUE É EDUCAÇÃO A DISTANCIA (EAD)?... 4 O que é necessário para estudar em ead?... 4 Quais são as vantagens de estudar a distância?...

Leia mais

Certificação de Válvulas Industriais NBR-15827

Certificação de Válvulas Industriais NBR-15827 Página 1 de 5 Certificação de Válvulas Industriais NBR-15827 Informações para Preenchimento 1. Este questionário refere-se exclusivamente para solicitações de proposta dos serviços de Certificação de Produtos

Leia mais

Regulamento de Estágio

Regulamento de Estágio ESCOLA SENAI ANTONIO DEVISATE Regulamento de estágio Curso Técnico em Eletroeletrônica Curso Técnico em Eletromecânica Curso Técnico em Manutenção Eletromecânica 2005 UFP 8.01 São José do Rio Preto/SP

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO E TRAMITAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA DA DISSERTAÇÃO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO E TRAMITAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA DA DISSERTAÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO E TRAMITAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA DA DISSERTAÇÃO VIÇOSA - MINAS GERAIS Maio 2007 I. DO PROJETO 1. Todo estudante de pós-graduação deverá, obrigatoriamente, preparar um Projeto

Leia mais

DECRETO 3133-R DE 19 DE OUTUBRO DE 2012

DECRETO 3133-R DE 19 DE OUTUBRO DE 2012 DECRETO 3133-R DE 19 DE OUTUBRO DE 2012 Olá! Sejam bem vindos ao curso Como realizar a Avaliação de Desempenho Individual via Portal do Servidor. A partir deste ano, o preenchimento do FADI será efetuado

Leia mais

Lição 4 Avaliação na EAD

Lição 4 Avaliação na EAD Estudo e Aprendizado a Distância 89 Após concluir o estudo desta lição, esperamos que você possa: identifi car a fi nalidade de um objetivo de aprendizagem; identifi car o conceito de avaliação da aprendizagem;

Leia mais

Curso Online Macromedia Dreamweaver 8 Desenvolvimento de Aplicações para Web

Curso Online Macromedia Dreamweaver 8 Desenvolvimento de Aplicações para Web Curso Online Macromedia Dreamweaver 8 Desenvolvimento de Aplicações para Web Informações sobre o curso Objetivo No curso Macromedia Dreamweaver 8 Desenvolvendo Aplicações para web, você aprenderá as técnicas

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: Apresentação: 02 Método de Acesso ao Sistema Sig Iss: 02 Tela de Abertura: 03 Modo de Acesso: 04 Botões e Telas

Leia mais

Produtos Manual de Uso do Revendedor

Produtos Manual de Uso do Revendedor Manual da Intranet Versão 2.0 Produtos Manual de Uso do Revendedor Gerência de Operações Tmx Este manual destina-se a orientar nossas revendas no manuseio deste sistema, que veio para facilitar todo o

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Planejamento e Execução de Treinamentos

Planejamento e Execução de Treinamentos Aprovado por Comitê da Qualidade Analisado criticamente por Chefe do Departamento 1 OBJETIVOS Esta instrução tem como objetivo orientar os colaboradores do Departamento de Inovação Tecnológica para planejar,

Leia mais

Instruções para instalação e solicitação da ART. 1 Acesse o site www.creaba.org.br e clique no banner ART Eletrônica 2009 conforme imagem abaixo.

Instruções para instalação e solicitação da ART. 1 Acesse o site www.creaba.org.br e clique no banner ART Eletrônica 2009 conforme imagem abaixo. Instruções para instalação e solicitação da ART 1 Acesse o site www.creaba.org.br e clique no banner ART Eletrônica 2009 conforme imagem abaixo. 2 Para fazer o download, clique em Executar na caixa de

Leia mais

Extranet Aurora Terminais

Extranet Aurora Terminais O acesso realizado através do site http://www.eadiaurora.com.br Acessar os serviços através do link e destaque na imagem Abrirá uma nova janela. Na tela principal antes de realizar o login você terá acesso

Leia mais

MA-GCF-002 Versão: 01 Vigência: 2013 Página: 1 / 14

MA-GCF-002 Versão: 01 Vigência: 2013 Página: 1 / 14 MA-GCF-002 Versão: 01 Vigência: 2013 Página: 1 / 14 MA-GCF-002 Versão: 01 Vigência: 2013 Página: 2 / 14 ÍNDICE 1. Objetivo... 3 2. Direito de obtenção e utilização... 4 3. Sem direito ao benefício do passe

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2011

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2011 ABERTURA E DISPOSIÇÕES GERAIS DO CURSO DE GESTÃO HOSPITALAR

Leia mais

ANÁLISE DE SITES EDUCACIONAIS PELO PROFESSOR E PELO ALUNO

ANÁLISE DE SITES EDUCACIONAIS PELO PROFESSOR E PELO ALUNO Análise do professor: Parâmetros para avaliação Ao navegar por Web sites é importante observar alguns tópicos para determinar se um site é bom ou não. Navegação, design, conteúdo, velocidade de acesso,

Leia mais

A cópia da FATEC deve ser entregue encadernada com capa plástica frontal transparente; capa plástica posterior em cor neutra; presilha espiral.

A cópia da FATEC deve ser entregue encadernada com capa plástica frontal transparente; capa plástica posterior em cor neutra; presilha espiral. APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO O relatório de estágio deverá ser elaborado de acordo com o modelo de formatação contido neste manual. Este arquivo foi digitado conforme a formatação indicada

Leia mais

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto.

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Orientações para aquisição de Bens Móveis Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Lembrando que a análise do seu

Leia mais

MEDCLIN Software de Clínica Médica

MEDCLIN Software de Clínica Médica MEDCLIN Software de Clínica Médica WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Menu Diversos -> 5.1 Licenciamento do Sistema... 1

Leia mais

COMO SOLICITAR O CADASTRO DE UM ITEM SSA Central de Cadastro

COMO SOLICITAR O CADASTRO DE UM ITEM SSA Central de Cadastro COMO SOLICITAR O CADASTRO DE UM ITEM SSA Central de Cadastro Índice 1. Fluxo de Solicitação 2. Acesso ao Aplicativo 3. Alteração de Senha 4. Opções do Menu 5. Pesquisar um item já existente 6. Como criar

Leia mais

ESTADO DO ACRE ESCOLA DO SERVIDOR PÚBLICO DO ACRE REGULAMENTO PARA OS CURSOS DE CAPACITAÇÃO DA ESCOLA DO SERVIDOR PÚBLICO

ESTADO DO ACRE ESCOLA DO SERVIDOR PÚBLICO DO ACRE REGULAMENTO PARA OS CURSOS DE CAPACITAÇÃO DA ESCOLA DO SERVIDOR PÚBLICO REGULAMENTO PARA OS CURSOS DE CAPACITAÇÃO DA ESCOLA DO SERVIDOR PÚBLICO CAPÍTULO I DA FINALIDADE E OBJETIVOS Dispõe sobre as normas para participação dos servidores públicos em Cursos de Capacitação promovidos

Leia mais

Manual de Fornecedores

Manual de Fornecedores Manual de Fornecedores Fornecedores (Responsável pela Qualidade) Carimbo, Assinatura e data. 00 2 de 10 Índice 1. MANUAL DO FORNECEDOR... 3 1.1 INTRODUÇÃO... 3 1.2 OBJETIVO... 3 2. RELAÇÃO DE FORNECEDORES...

Leia mais