Gota D Água. Jornal. Cercadinho. ETE Onça chega à fase final. Página 4. Página 5

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gota D Água. Jornal. Cercadinho. ETE Onça chega à fase final. Página 4. Página 5"

Transcrição

1 Jornal Gota D Água Nº EDIÇÃO DE DE JANEIRO DE 2006 Cercadinho ETE Onça chega à fase final As ETEs Onça e Arrudas, operando simultaneamente, irão permitir o tratamento de 100% do esgoto de Belo Horizonte. Parte desta região que tem, inclusive, um dos mananciais da empresa utilizados para abastecimento público virou Estação Ecológica. Agora, Copasa e IEF vão administrar uma área de 2,2 milhões de metros quadrados. A natureza agradece. Página 4 Página 5

2 Mixirico e sua turma Voz do Empregado A equipe de Gestão da Mudança do Projeto Nascente um sistema integrado de gestão empresarial criou, por meio de sua frente de comunicação, os Quadrinhos do Mixirico. Disponíveis na Intranet, as aventuras são baseadas nas fases de desenvolvimento do Nascente e buscam contextualizar, com muito bom humor, algumas vivências e expectativas dos empregados acerca do projeto. O mascote da turma é o Mixirico, um personagem extremamente inquieto, criativo e precipitado quanto às suas conclusões, criando sempre situações hilárias. Amigo inseparável, o Toném é um sujeito de poucas palavras, que recebeu esse apelido por parecer muito desligado. Temos também a bela Mary Help, uma jovem responsável e equilibrada que desfaz as trapalhadas de Mixirico. Ela é quem prepara o treinamento dos empregados para o Projeto Nascente. Veridiana, uma antiga empregada da Copasa, muito séria, não quer saber das confusões dessa turma e quer enviar nossos amigos para um bom tratamento psiquiátrico. Download ou Dom Lolde, como é chamado pelos colegas é nosso guru da informática que tira as dúvidas mais difíceis da turminha. Quer conhecer essa turma? Visite a página do Nascente na Intranet, leia as notícias do projeto, conheça de perto as aventuras de Mixirico e seus companheiros e dê boas risadas. A empregada Patrícia Machado Guimarães, da Divisão de Relações Públicas (DVRP), sugere que o vale-alimentação seja liberado todo dia 25, para que todos possam aproveitar mais as ofertas nos supermercados e evitar a correria do início do mês, quando vence a maioria das contas. Segundo a Divisão de Benefícios, não é possível alterar a data da liberação devido às normas contratuais da fornecedora dos cartões refeição/alimentação e ao cumprimento de dotação orçamentária da Copasa. Também devem ser observadas as provisões de desembolso financeiro da empresa no custeio desses vales, uma vez que o numerário do empregado só estará disponível quando do desconto do valor utilizado em folha. Participe! Envie suas críticas, sugestões, comentários e solicitações de esclarecimentos sobre qualquer assunto ligado à atuação da empresa e de suas unidades. O espaço está aberto: Cartas Visita Manifestamos, em nome de toda a equipe Sanear Serviço Colatinense de Meio Ambiente e Saneamento Ambiental, os nossos mais sinceros agradecimentos pela dedicada, cordial e competente atenção que recebemos quando da visita que realizamos à sede da Copasa. (...) O trabalho desenvolvido pela Copasa faz, efetivamente, jus ao título de Melhor Companhia de Saneamento do Brasil. Os subsídios que adquirimos foram compartilhados com nossa equipe e, certamente, serão referência ao projeto de modernização de nossa autarquia. Dorval Uliana Diretor-presidente da Sanear Veridiana Toném Mixirico Qualidade Cumpre-nos comunicar-lhe que, na reunião ordinária desta Casa Legislativa, em 23 de novembro de 2005, foi aprovada, por unanimidade, a moção apresentada pela vereadora Meryvone Mansur Bíscaro, na qual propôs que se constasse em ata aplauso à Copasa, pelo recebimento do Prêmio Nacional de Mary Help Qualidade em Saneamento (PNQS). Meryvone Mansur Bíscaro Câmara Municipal de Varginha Agradecimento Agradeço o envio do informativo Gota D Água durante o ano de (...) Dom Lolde Desejo-lhes um feliz Ano-Novo, pleno de realizações e sucessos. Agnaldo Bicalho Câmara Municipal de Ipatinga

3 Comunicação da Gestão Estratégica A água de Minas Como todo projeto, é essencial que as pessoas compreendam, desde o inicio, o que as suas atividades significam para a empresa, que resultados pretende alcançar e quais os impactos que serão obtidos com a sua implantação. Com o projeto de construção da Gestão Estratégica Copasa, não é diferente. Porém é importante definir três grandes etapas de comunicação, sendo que cada uma tem um momento ideal para acontecer e um resultado claro a ser alcançado. 1. Comunicação do projeto e dos conceitos de Gestão Estratégica: é a capacitação dos colaboradores da empresa envolvidos com o processo. Normalmente, esta etapa ocorre durante a fase de concepção da gestão estratégica. Além disso, tem como função adicional preparar as pessoas da organização para a etapa 2 da comunicação. 2. Comunicação das decisões estratégicas: enfoca os produtos gerados durante o processo de concepção do projeto quando da apresentação do mapa estratégico da organização, os indicadores que suportam os objetivos, as metas de longo prazo, desdobradas para o curto prazo, os projetos estratégicos e a forma de gerenciamento, por meio do modelo de gestão. 3. Comunicação da evolução da estratégia: é um processo contínuo, ao longo de toda a gestão estratégica da organização. Esta fase enfoca o alcance dos desafios estratégicos pela organização, comunicando a evolução dos indicadores e as mudanças necessárias ou as prioridades que devem ser contempladas, enquanto que as duas primeiras etapas têm seu enfoque atrelado ao projeto de concepção e da gestão estratégica. Para que isso aconteça de forma homogênea pela organização, é importante definir, para cada uma das etapas, quais são os públicos-alvo, quais mecanismos de comunicação serão utilizados, que mensagem a direção da organização quer passar para os empregados. Outro item importante que faz parte do processo de comunicação é a definição de sua identidade visual do projeto. Na Copasa, a logomarca do projeto é: A água de Minas Este texto encerra a primeira fase na comunicação do projeto de Gestão Estratégica na empresa. Ao longo dos próximos meses, serão apresentadas outras ferramentas e outros mecanismos de comunicação. Cassilda Teixeira Assessora Técnica da Presidência

4 ETE Onça tratará 100% do esgoto de BH A Estação de Tratamento de Esgotos do Ribeirão do Onça (ETE Onça), uma das mais importantes e maiores obras da construção civil realizadas na capital mineira, vai entrar em operação ainda no primeiro semestre deste ano, tratando 900 l/s de esgoto coletado. Até o final de 2006, a unidade terá capacidade para tratar o dobro, ou seja, l/s, promovendo uma significativa melhoria na qualidade de vida da população. Em breve, o Governo do Estado, por intermédio da Copasa, dará a Belo Horizonte o status de ser uma das poucas capitais do país a ter 100% dos esgotos coletados e tratados. O investimento total está orçado em cerca de R$100 milhões. A ETE Onça começa a tratar os esgotos de BH e parte de Contagem ainda neste semestre Números que impressionam Localizada no bairro Ribeiro de Abreu, zona norte de Belo Horizonte, a ETE ocupa uma área de 653 mil m², dos quais 240 mil m² são de área construída. Foram consumidos 40,7 mil m³ de concreto; 14,7 mil toneladas de cimento; 3,2 mil toneladas de aço e 134 mil m² de fôrma. As obras civis envolveram a participação de 450 empregados ao longo da sua execução. Para ter uma idéia da sua dimensão, o estádio Magalhães Pinto (o Mineirão) foi erguido numa área de 300 mil m² (sendo 200 mil m² de área construída e 100 mil m² de estacionamento). O Gigante de Concreto da Lagoa da Pampulha utilizou apenas 5,5 mil m³ do material, sete vezes menos que na ETE Onça. O projeto desenvolvido pela Superintendência de Estudos e Projetos (SPEP) contou com a colaboração de diversos consultores. A obra está sob responsabilidade do engenheiro Márcio Brant, da Divisão de Expansão de Obras Especiais (DVOB). Segundo ele, a ETE Onça terá condições de tratar 100% dos esgotos coletados e interceptados em Belo Horizonte, além de tratar grande parte do esgoto de Contagem, complementando o trabalho da ETE Arrudas. O ganho ambiental será imediato. O tratamento, com índice de eficiência em torno de 70%, propiciará uma rápida e significativa redução dos níveis de poluição atualmente verificados no Ribeirão Onça, contribuindo, assim, para a melhoria da qualidade da água na bacia do Rio São Francisco. Concluída a segunda etapa das obras, a ETE vai contemplar um universo estimado em aproximadamente 2 milhões de habitantes dentro da bacia do Onça, com área de drenagem de 216 km², situada no perímetro urbano dos municípios de Belo Horizonte (74%) e Contagem (26%). A ETE Onça será mais uma importante aliada na preservação do São Francisco Etapas A primeira parte da implantação da ETE abrangeu a limpeza e demarcação do terreno e o desvio do Ribeirão Onça, com o objetivo de controlar as cheias na área. Posteriormente, ocorreu a terraplanagem em toda a área, além de escavações para a execução das galerias pluviais e de esgoto e das vias de acesso. Em seguida, foi construído o canal principal; as galerias de águas pluviais; as estruturas de concreto dos tratamentos preliminar e primário; as elevatórias; e os prédios administrativos (escritórios, auditório, sala de reunião, almoxarifado, laboratório, vestiário e oficina de manutenção). Agora, nesta fase final, o investimento será de cerca de R$ 50 milhões. Serão instalados os equipamentos que farão o tratamento preliminar e primário (retirada de sólidos grosseiros e carga orgânica) e obras civis complementares, como arruamento interno e urbanização da área da ETE. 4

5 Copasa chega à Serra do Cipó A Copasa assume, pelo período de 30 anos, os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário da zona urbana do distrito de Serra do Cipó, pertencente ao município de Santana do Riacho, a 110 km de Belo Horizonte. A partir da assinatura do contrato, o município vai garantir investimentos da ordem de R$ 2,6 milhões em saneamento na região. Para o sistema de abastecimento de água, serão perfurados e montados dois poços profundos, implantada uma moderna unidade de tratamento, construído um reservatório com capacidade para 300 mil litros de água, substituídos metros de redes distribuidoras e adutoras e padronizadas 600 ligações de água. FOTO:TREKKER Da esq. para dir.: o deputado estadual Fábio Avelar, o prefeito Agnaldo José da Silva, o presidente Márcio Nunes, assinando o documento, e o diretor de Operação da Metropolitana, Juarez Amorim Já na área de esgotamento sanitário, a empresa irá implantar aproximadamente 22 mil metros de redes coletoras e interceptoras, padronizar 561 ligações e construir uma estação elevatória e de Tratamento de Esgoto (ETE), que irão beneficiar cerca de 3 mil pessoas. Cachoeira da Caverna, no Parque Nacional da Serra do Cipó Em rápidas palavras, o prefeito Agnaldo José da Silva revelou que a concretização desta concessão vem de encontro a um antigo desejo da comunidade de ter seus serviços de água e esgotos prestados de forma a garantir mais saúde e qualidade de vida à população. Ele lembrou, ainda, que a região está dentro do circuito da Estrada Real e tem características que promovem o turismo ecológico. Com a chegada da Copasa, os turistas estarão mais bem servidos. Cercadinho é estação ecológica A Mata do Cercadinho, segunda maior área verde de Belo Horizonte, foi transformada em estação ecológica, em janeiro de A Lei , de autoria da deputada estadual Lúcia Pacífico, sancionada pelo governador Aécio Neves, garante a preservação ambiental e a proteção do manancial. A Estação Ecológica do Cercadinho, com 2,2 milhões de metros quadrados, será administrada pela companhia, em parceria com o Instituto Estadual de Florestas (IEF). As duas instituições vão iniciar, nos próximos dias, a elaboração do plano de manejo, que vai disciplinar o uso da área. A partir de agora, a vegetação não poderá ser retirada, a construção na região está proibida e as visitas só serão permitidas com a autorização dos administradores, para pesquisas científicas. A criação da lei, e conseqüentemente da Estação Ecológica, veio somar ao Termo de Ajuste de Conduta (TAC), em vigor desde 2001, para a proteção daquela região. São dois instrumentos poderosos para preservar toda a bacia do Cercadinho e assegurar a quantidade e a qualidade da água, afirmou o superintendente de Recursos Hídricos e de Meio Ambiente, Valter Vilela Cunha. Área de Proteção Especial O local faz parte da Área de Proteção Especial (APE) para o manancial Cercadinho, definido pelo Decreto /90. A Copasa faz a captação de água superficial e em cinco poços profundos, com capacidade de produção de até 180 l/s. O manancial abastece alguns bairros da zona sul da capital mineira e parte de Nova Lima. Para Valter Vilela, a água captada na área é de A Mata do Cercadinho é a segunda maior de BH e já está praticamente cercada de edificações excelente qualidade. Prova disso é que os copos de água tratada da Copasa serão envasados no Cercadinho, destacou. O Cercadinho possui uma flora rica por se tratar de uma área de transição da Mata Atlântica para o cerrado, onde podem ser encontradas importantes espécies de árvores. Já a fauna é constituída por pequenos roedores e pássaros. 5

6 Prevenção contra a repetição A repetição de tarefas pode causar fadiga muscular, dores pelo corpo e, até mesmo, lesões sérias. Em algumas atividades manuais, o índice é maior, e uma boa dica é a realização de exercícios físicos para prevenir as lesões. Os empregados da Divisão de Hidrometria (DVHM) seguiram essas orientações e participam da ginástica laboral, desde o início de janeiro. No caso da DVHM, após a avaliação coordenada pelo Grupo de Trabalho em Ergonomia (GTE), da Divisão de Saúde e Segurança do Trabalho (DVSS), em novembro de 2004, uma das recomendações foi a adoção da ginástica laboral. As atividades da DVHM exigem força e movimentos repetitivos. Alguns se queixavam de dores e um empregado foi licenciado com a suspeita de Lesão por Esforço Repetitivo (LER), declarou a ergonomista Raquel Guimarães Soares. Com o diagnóstico, o passo seguinte foi contratar uma fisioterapeuta para introduzir, entre os empregados, a ginástica laboral. A fisioterapeuta recémcontratada Raquel Nogueira aplicou um questionário de saúde que, juntamente com a análise ergonômica, identificará as principais queixas e direcionará o trabalho ao longo do ano. Os exercícios são ministrados no galpão em frente à DVHM, no Cercadinho, e contam com a presença de 30 empregados da divisão. São três grupos com exercícios pela manhã e à tarde, nos cinco dias da semana. A ginástica dura, em média, dez minutos, incluindo exercícios de aquecimento, alongamentos específicos para cada atividade e de relaxamento. A intenção é estender o piloto da ginástica laboral para outras unidades. Ganhos De acordo com a fisioterapeuta Raquel Nogueira, a melhoria na circulação e uma maior flexibilidade são metas a médio e longo prazo. A curto prazo, espera-se a diminuição das tensões musculares e da fadiga muscular. O desenvolvimento da percepção e da consciência corporal é outro ganho com a ginástica laboral, afirmou. Além disso, a empresa lucra com o aumento da produtividade, reduz os gastos com doenças e promove uma maior integração entre os empregados. Participantes Maria José de Fátima Tobias, técnica em suprimentos da divisão, revelou que, há três anos, abandonou a academia. O médico indicou a prática da caminhada, mas não faço por falta de tempo, disse. Ela sente uma dor no ombro, conseqüência da digitação diária, mas que vem diminuindo após a ginástica. E destaca um exercício feito de costas para a parede com o auxílio de uma bola de tênis, que é colocada na região da coluna. Já o aferidor Emerson Richard Cunha, além de ser um esportista nas horas vagas, joga futebol, corre duas vezes por semana e faz musculação, mas não dispensa a ginástica laboral. Para ele, a ginástica é preventiva e evita lesões por movimentos repetitivos. Ginástica é supervisionada pela fisioterapeuta Raquel Nogueira Ambulatório no Cercadinho As novas instalações do ambulatório médico do Cercadinho serão inauguradas no próximo dia 1º de fevereiro, marcando o retorno de seu funcionamento, após um ano de intervalo. A interrupção temporária do atendimento deveu-se pelas condições inseguras do local, provocadas por uma forte chuva no final de Com a suspensão, os empregados das unidades do Cercadinho recebiam atendimento médico e de enfermagem no ambulatório da regional. O ambulatório foi montado num galpão ao lado da Divisão de Hidrometria (DVHM) e da Divisão de Transporte (DVTP), onde os empregados serão atendidos por uma equipe de médico e técnico de enfermagem, no horário das 8h às 17h30.

7 Nova Contagem garante investimentos de R$ 21,5 milhões Cerca de 50 mil pessoas dos bairros Nova Contagem e Retiro, no município de Contagem, têm motivos de sobra para comemorar. É que a Copasa vai investir R$ 21,5 milhões em obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário dos bairros, incluindo a implantação de uma Estação de Tratamento de Esgotos (ETE). A ordem de serviço foi assinada pelo governador Aécio Neves, em solenidade no Palácio da Liberdade, dia 24 de janeiro. O novo valor se soma aos recursos da ordem de R$ 116 milhões, que já estão sendo aplicados em obras de saneamento em Contagem. O impacto ambiental será imediato, já que os esgotos de cerca de 10 mil residências serão totalmente tratados, antes de serem novamente devolvidos aos córregos da região. Os benefícios já são percebidos, com o saneamento de córregos que recebiam diretamente os esgotos e que agora estão sendo transformados em novas avenidas sanitárias. Ao final das obras, Contagem ganhará quase 30 quilômetros de novas avenidas e terá todos os esgotos coletados e tratados. Outra área onde os benefícios já podem ser amplamente percebidos é a Vila Barraginha, agora totalmente saneada e urbanizada. Os becos e esgotos a céu aberto deram lugar a ruas com a devida infra-estrutura e com imóveis ligados às redes da Copasa. Da esq. para dir.: o prefeito de Esmeraldas, Dalmo Leroy; o assessor da Diretoria Metropolitana da Copasa, Rômulo Perili; o vice-presidente Carlos Megale Filho, ao lado do governador Aécio Neves; a prefeita de Contagem, Marília Campos; o diretor Metropolitano, Juarez Amorim, e o também assessor José Froes Esmeraldas também é contemplada Na mesma oportunidade, o governador Aécio Neves também autorizou à Copasa contratar a elaboração dos projetos necessários à implantação do sistema de esgotamento sanitário do município de Esmeraldas, incluindo, além de redes coletoras, interceptores e ligações prediais e duas estações de tratamento de esgotos. Para a execução das obras, a empresa prevê investimentos da ordem de R$ 5 milhões. Gear monitora áreas de risco em BH A época de maior incidência de chuvas em Belo Horizonte, que ocorre entre os meses de outubro e março, preocupa moradores das áreas de risco e o Poder Público. Para minimizar os problemas causados na infra-estrutura urbana, foi criado o Grupo Executivo de Áreas de Risco (Gear), que conta com a participação da Copasa, da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), do Corpo de Bombeiros, Cemig, Gabinete do Prefeito, Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec), Urbel, Sudecap, secretarias municipais, SLU e BHTrans no trabalho de prevenção e orientação nas comunidades e vilas da capital mineira. Cada órgão tem a sua função e atua voltado para a segurança nesses locais, explicou Edmundo Sérgio Pires Pimenta, engenheiro civil da Superintendência Operacional de Belo Horizonte (SPBH) e representante da Copasa no grupo. A distribuição de cartilhas educativas, limpeza de bueiros, recomposição de pavimento, retirada de lixo de córregos e encostas, vistorias nas casas e até a remoção das famílias são algumas das ações empreendidas pelo Gear. De acordo com ele, a Copasa é responsável pela manutenção da rede de distribuição de água e coleta de esgoto, uma vez que o rompimento e a reconstituição de redes são as principais demandas do período. O lançamento de esgoto clandestino em encosta é um outro fator potencial de risco. O Aglomerado da Serra e o Taquaril são duas das áreas mais críticas em Belo Horizonte. Durante as vistorias, a população recebe orientações de como identificar áreas de risco e como agir em situações críticas. Intervenção da Copasa na rua São Benedito, bairro São Marcos TELEFONES ÚTEIS: Defesa Civil Municipal (Comdec) Corpo de Bombeiros 193 Disque Vistoria Urbel (31)

8 Superando obstáculos e realizando um sonho Ailton Rodrigues fez o supletivo na Copasa e se tornou administrador público A expressão realizar um grande sonho varia muito de pessoa para pessoa. Uns sonham em ganhar na loteria ou, simplesmente, ficar muito rico; outros, em comprar uma casa ou um carro. Há ainda aqueles que sonham em viajar para o exterior ou, simplesmente, ver o mar pela primeira vez. O sonho de Ailton Rodrigues, empregado do Distrito de Contagem (DTCN), era concluir os estudos interrompidos no segundo ano do ensino fundamental, até um dia se graduar em uma faculdade. Ele conseguiu. A colação de grau em Administração Pública aconteceu em dezembro de Obrigado Copasa, obrigado a todos, sou bacharel graças a vocês! Devo à Copasa esta vitória. Se a empresa não oferecesse o supletivo para o ensino fundamental e médio, talvez eu não teria chegado aonde cheguei, afirma Ailton. Seu esforço pessoal, entretanto, foi fundamental. Desde que começou a estudar dentro da Copasa, depois do expediente de trabalho, Ailton enfrentou dura rotina. Foram cinco anos fazendo o supletivo das 17h às 20h. Depois, ia para casa dormir para levantar-se à 1h30 da madrugada, quando assumia o posto de entregador de jornal até as 6h (atividade para a qual pediu e obteve autorização da companhia para exercer fora do experiente). Terminada essa tarefa, seguia para a Copasa, onde, a partir das 8h, assumia o serviço de suspensão de ligação. A escolha da carreira administrador público não foi por acaso. Pensei em um curso que tivesse a ver comigo e que contribuísse com meu trabalho diário. Hoje, estou preparado para lidar com as questões que afetam a empresa, explica Ailton, que, atualmente, trabalha no setor de débito de Contagem. Ailton completou 16 anos de Copasa, e participou da festa das medalhas de O garoto pobre, que um dia até mendigou para sobreviver, hoje manifesta sua gratidão à esposa Rosângela, à gerência do DTCN e ao amigo João Alves, colaborador e incentivador do programa Ler e Descobrir. Gotas da Canção contribui para a promoção da paz Acesso à cultura e à socialização é um dos benefícios que as crianças da Pedreira Prado Lopes e da Vila Senhor dos Passos, nos bairros São Cristóvão e Santo André, usufruem ao participar do Coral Infantil Gotas da Canção, do projeto de integração social Unindo Vozes. A idéia surgiu dentro do Programa Além dos Muros, que promove uma série de atividades culturais, educativas, de lazer e esportivas para os moradores do aglomerado, que envolve as duas comunidades. Para unir as duas comunidades, a psicóloga Sandra Regina, coordenadora do Além dos Muros, e Eugênio Alvares, exgerente do DTNO, criaram o coral infantil. A iniciativa foi muito bem-recebida e gerou um grande interesse por parte dos pais em apoiar o projeto; e eles também participam, auxiliando no planejamento do coral. O retorno das atividades será em março, revelou Alex Lima Braz da Silva, regente do coral e empregado do DTNO no setor de Ação Comunitária, apelidado de Pavarotti. Para ele, o principal ganho é sentir que nossa contribuição auxilia na formação de gerações mais fraternas, onde reine a paz. A equipe do DTNO acredita que este relacionamento gerado pelo coral poderá contribuir para uma mudança de comportamento entre os moradores da região. Afinal, são as crianças que poderão fazer uma história diferente para o aglomerado, concluiu Alex. Coral faz parte do Programa Além dos Muros Expediente Gota D Água: Informativo da Copasa Produção: Divisão de Imprensa (31) Coordenação: Márcio Zandona Redação: Lúcia Marques, Solange Xavier e Flávia Cabral Estagiários: Marcelo Aragão, Ana Flávia Jacques e Pedro Rivette Fotos: Arquivo Copasa Edição e Diagramação: PartnersNet Comunicação Circulação: Marcelo Souza Impressão: CGB Artes Gráficas Ltda Tiragem: exemplares Site:

BOA GOVERNANÇA PARA GESTÃO SUSTENTÁVEL DAS ÁGUAS URBANAS PROGRAMA DRENURBS

BOA GOVERNANÇA PARA GESTÃO SUSTENTÁVEL DAS ÁGUAS URBANAS PROGRAMA DRENURBS BOA GOVERNANÇA PARA GESTÃO SUSTENTÁVEL DAS ÁGUAS URBANAS PROGRAMA DRENURBS Um programa para integrar objetivos ambientais e sociais na gestão das águas Superintendência de Desenvolvimento da Capital -

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE QUALIDADE NAS ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

SISTEMA DE GESTÃO DE QUALIDADE NAS ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO SISTEMA DE GESTÃO DE QUALIDADE NAS ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Valério da Silva Ramos (*) Administrador de Empresas, pós-graduado em Gestão Econômica e Financeira

Leia mais

VIII EXPOSIÇÃO DE EXPERIÊNCIAS MUNICIPAIS EM SANEAMENTO

VIII EXPOSIÇÃO DE EXPERIÊNCIAS MUNICIPAIS EM SANEAMENTO ASSEMAE VIII EXPOSIÇÃO DE EXPERIÊNCIAS MUNICIPAIS EM SANEAMENTO Título do trabalho O SEMASA E O TRATAMENTO DE ESGOTO NA CIDADE DE SANTO ANDRÉ Nome do Autor ISABEL CRISTINA ALEIXO DIAS CURRÍCULO DO AUTOR

Leia mais

POLÍTICA DE REDUÇÃO DO RISCO DE INUNDAÇÕES EM BELO HORIZONTE

POLÍTICA DE REDUÇÃO DO RISCO DE INUNDAÇÕES EM BELO HORIZONTE POLÍTICA DE REDUÇÃO DO RISCO DE INUNDAÇÕES EM BELO HORIZONTE Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura - SMOBI Superintendência de Desenvolvimento da Capital - SUDECAP OUTUBRO DE 2013 POLÍTICA DO

Leia mais

COPASA COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS

COPASA COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Apresentação A Companhia de Saneamento de Minas Gerais, COPASA, criada em 1963, é uma empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Regional e Política

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL. Secretaria de Planejamento e Habitação Departamento de Meio Ambiente Secretaria de Educação, Cultura e Desporto.

PREFEITURA MUNICIPAL. Secretaria de Planejamento e Habitação Departamento de Meio Ambiente Secretaria de Educação, Cultura e Desporto. PREFEITURA MUNICIPAL Secretaria de Planejamento e Habitação Departamento de Meio Ambiente Secretaria de Educação, Cultura e Desporto Julho - 2012 ABRANGÊNCIA RESÍDUOS SÓLIDOS ESGOTAMENTO SANITÁRIO ABASTECIMENTO

Leia mais

Protegida pelas últimas ramificações da Serra da Mantiqueira, em pleno vale do Rio Camanducaia.

Protegida pelas últimas ramificações da Serra da Mantiqueira, em pleno vale do Rio Camanducaia. MONTEALEGRE ALEGRE DO MONTE DOSUL SUL Protegida pelas últimas ramificações da Serra da Mantiqueira, em pleno vale do Rio Camanducaia. MONTE ALEGRE DO SUL Área 110,306 km² População (estimativa para 2014)

Leia mais

cüxyx àâüt `âç v ÑtÄ wx Tvtâû c\

cüxyx àâüt `âç v ÑtÄ wx Tvtâû c\ ATO DE SANÇÃO N.º 003/2010. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ACAUÃ, ESTADO DO PIAUÍ, no uso de suas atribuições legais, sanciona por meio do presente, o Projeto de Lei do Executivo de N.º 002/2010, Ementa: Dispõe

Leia mais

Carta Regional dos Municípios de Itaguaí, Mangaratiba, Seropédica e Rio de Janeiro.

Carta Regional dos Municípios de Itaguaí, Mangaratiba, Seropédica e Rio de Janeiro. Carta Regional dos Municípios de Itaguaí, Mangaratiba, Seropédica e Rio de Janeiro. Nós, membros do poder público, usuários e sociedade civil organizada, estudantes e profissionais da educação, reunidos

Leia mais

Organização: Grupo de Educação Ambiental - GEA-Arrudas. Subcomitê da Bacia Hidrográfica do Ribeirão Arrudas

Organização: Grupo de Educação Ambiental - GEA-Arrudas. Subcomitê da Bacia Hidrográfica do Ribeirão Arrudas Belo Horizonte, 2009 Organização: Grupo de Educação Ambiental - GEA-Arrudas. Subcomitê da Bacia Hidrográfica do Ribeirão Arrudas Texto: Aimée do Amaral Figueiredo, Cecília Rute de Andrade Silva, Jaqueline

Leia mais

1 Qualificar os serviços de Abastecimento de água potável

1 Qualificar os serviços de Abastecimento de água potável nos núcleos rurais com mais de 10 economias nas áreas quilombolas nas áreas indígenas Planilha de Objetivos, Indicadores e Ações Viabilizadoras GT Saneamento A Santa Maria que queremos Visão: "Que até

Leia mais

PROGRAMAS AMBIENTAIS PARQUES EÓLICOS LER 2009

PROGRAMAS AMBIENTAIS PARQUES EÓLICOS LER 2009 PROGRAMAS AMBIENTAIS PARQUES EÓLICOS LER 2009 RELATÓRIO TRIMESTRAL FEVEREIRO DE 2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 1 2 COMUNICAÇÃO SOCIAL 4 EDUCAÇÃO EM SAÚDE 10 3 MONITORAMENTO DE NASCENTES 13 4 VIVEIRO DE MUDAS

Leia mais

P L A N O M U N I C I P A L D E S A N E A M E N T O B Á S I C O

P L A N O M U N I C I P A L D E S A N E A M E N T O B Á S I C O P L A N O M U N I C I P A L D E S A N E A M E N T O B Á S I C O V o l u m e V R E L A T Ó R I O D O S P R O G R A M A S, P R O J E T O S E A Ç Õ E S P A R A O A L C A N C E D O C E N Á R I O R E F E R

Leia mais

Município de Dois Irmãos. Maio, 2012

Município de Dois Irmãos. Maio, 2012 Município de Dois Irmãos Maio, 2012 ABRANGÊNCIA RESÍDUOS SÓLIDOS ESGOTAMENTO SANITÁRIO ABASTECIMENTO DE ÁGUA DRENAGEM PLUVIAL Lei N 11.445/2007, que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento

Leia mais

S I S T E M A E S T A D U A L D E M E I O A M B I E N T E FEAM FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE

S I S T E M A E S T A D U A L D E M E I O A M B I E N T E FEAM FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE S I S T E M A E S T A D U A L D E M E I O A M B I E N T E FEAM FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE Programa AmbientAÇÃO Ricardo Botelho Tostes Ferreira Frederico Batista Baião SISTEMA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE

Leia mais

ANEXO III Resolução 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima. Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável

ANEXO III Resolução 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima. Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável ANEXO III Resolução 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável Projeto: Geração de eletricidade a partir de fontes

Leia mais

COPASA Day 2011. 24 e 25 de novembro

COPASA Day 2011. 24 e 25 de novembro COPASA Day 2011 24 e 25 de novembro Benefícios do Tratamento de Esgoto Despoluição dos córregos e rios; Eliminação do mau cheiro; Meio ambiente limpo, recuperado e preservado; Diminuição da presença de

Leia mais

Prefeitura. Prefeitura. reduz. despesas. IPTU para residência é de graça Para indústria e comércio 14% de desconto JORNAL DA

Prefeitura. Prefeitura. reduz. despesas. IPTU para residência é de graça Para indústria e comércio 14% de desconto JORNAL DA ANO 1 NÚMERO 01 ABRIL DE 2005 reduz despesas IPTU para residência é de graça Para indústria e comércio 14% de desconto Concurso público Edital, já publicado, abre vagas para 432 profissionais. pág. 3 PREFEITURA

Leia mais

PLANO DE SANEAMENTO AMBIENTAL

PLANO DE SANEAMENTO AMBIENTAL PLANO DE SANEAMENTO AMBIENTAL Município de Dois Irmãos Município de Dois Irmãos RS- RS Agosto, 2012 Agosto, 2012 Oficina Jogos Cooperativos: Bairro São João 02/06/2012 02/06/201 REFLEXÃO ABRANGÊNCIA RESÍDUOS

Leia mais

GESTÃO DE ÁGUAS URBANAS Prefeitura de Belo Horizonte ÁGUA É ASSUNTO DE TODOS

GESTÃO DE ÁGUAS URBANAS Prefeitura de Belo Horizonte ÁGUA É ASSUNTO DE TODOS GESTÃO DE ÁGUAS URBANAS Prefeitura de Belo Horizonte ÁGUA É ASSUNTO DE TODOS BRASIL . Cidade projetada, inaugurada em 1897. População total: 2,5mi (50% da RMBH). População urbana: 100%. Área: 330.90 km².

Leia mais

Região Metropolitana de Belo Horizonte e Norte de Minas receberão novos investimentos em abastecimento de água

Região Metropolitana de Belo Horizonte e Norte de Minas receberão novos investimentos em abastecimento de água Região Metropolitana de Belo Horizonte e Norte de Minas receberão novos investimentos em abastecimento de água Governador Antonio Anastasia preside solenidade na qual foi assinado contrato para a implantação

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Saneamento Básico, Diagnóstico Ambiental, Infraestrutura.

PALAVRAS-CHAVE: Saneamento Básico, Diagnóstico Ambiental, Infraestrutura. VI-039 - SANEAMENTO BÁSICO: UMA ANÁLISE ESTRUTURAL DO BAIRRO PEDRA DO LORDE EM JUAZEIRO-BA, COMO AÇÃO DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL PET CONEXÕES DE SABERES - SANEAMENTO AMBIENTAL. Roberta Daniela da

Leia mais

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA:

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA: PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM Nº 2 - Janeiro de 2008 ESPECIAL REGIÃO RESSACA Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado A Prefeitura iniciou a obra que vai retirar a

Leia mais

O sistema ora descrito apresenta as seguintes unidades operacionais: O sistema conta com dois mananciais, ambos com captações superficiais:

O sistema ora descrito apresenta as seguintes unidades operacionais: O sistema conta com dois mananciais, ambos com captações superficiais: 3.8 SÃO JOÃO NEPOMUCENO Projeto Preparatório para o Gerenciamento dos Recursos Hídricos do Paraíba do Sul A Companhia de Saneamento de Minas Gerais - COPASA, é o órgão responsável pela operação e manutenção

Leia mais

PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO AMBIENTAL DA REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA

PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO AMBIENTAL DA REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO AMBIENTAL DA REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA Diretoria de Tecnologia, Empreendimentos e Meio Ambiente - T Sistema Produtor de Água Mambu - Branco REUNIÃO DO COMITÊ TÉCNICO

Leia mais

Copasa obtém resultados eficientes no tratamento de esgoto em Serro

Copasa obtém resultados eficientes no tratamento de esgoto em Serro Copasa obtém resultados eficientes no tratamento de esgoto em Serro Inaugurada há pouco mais de 3 anos, Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) garante melhorias na qualidade da água do córrego Lucas, que

Leia mais

ORINDIÚVA OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014

ORINDIÚVA OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014 ORINDIÚVA OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014 CULTURA: Pólo do Projeto Guri: O Projeto Guri tem como objetivo resgatar a auto-estima dos adolescentes, utilizando a música como agente transformador. Pólo Rua

Leia mais

TÍTULO: VISTORIAS TÉCNICAS DAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS PREDIAS SANITÁRIAS

TÍTULO: VISTORIAS TÉCNICAS DAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS PREDIAS SANITÁRIAS TÍTULO: VISTORIAS TÉCNICAS DAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS PREDIAS SANITÁRIAS Autores: Rita de Cássia Junqueira: Cargo atual: Tecnóloga Sanitarista Formação: Tecnologia Sanitária Universidade de Campinas -

Leia mais

PREFEITURA DE BELO HORIZONTE

PREFEITURA DE BELO HORIZONTE PREFEITURA DE BELO HORIZONTE DADOS DA CIDADE Data de fundação: 12 de dezembro de 1897 Área: 331 km 2 Latitude y Longitude 19 55'S, 43 56'W Minas Gerais BH INDICADORES DEMOGRÁFICOS População: 2.375.151

Leia mais

VÁRZEA PAULISTA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 37.530.000,00

VÁRZEA PAULISTA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 37.530.000,00 VÁRZEA PAULISTA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 37.530.000,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite: distribuídos 59.550 litros de leite de Jan/2007 a Mar/2009 - Custo: R$ 75 mil, beneficiando 150 famílias

Leia mais

Companhia de Saneamento de Minas Gerais

Companhia de Saneamento de Minas Gerais Planejam Estratégico 14,5x21 8/9/03 16:39 Page 2 Companhia de Saneamento de Minas Gerais Planejam Estratégico 14,5x21 8/9/03 16:39 Page 4 Planejamento Estratégico Aprovado pelo Conselho de Administração

Leia mais

CONCESSÃO DE VIABILIDADE TÉCNICA PARA NOVOS EMPREENDIMENTOS ENG.006.03.2015

CONCESSÃO DE VIABILIDADE TÉCNICA PARA NOVOS EMPREENDIMENTOS ENG.006.03.2015 CONCESSÃO DE VIABILIDADE TÉCNICA PARA NOVOS EMPREENDIMENTOS ENG.006.03.2015 OBJETIVO Estabelecer as regras e procedimentos para concessão de viabilidade técnica, aprovação de projetos e acompanhamento

Leia mais

Fontes de Financiamento para o segmento de Saneamento junto à Caixa Econômica Federal

Fontes de Financiamento para o segmento de Saneamento junto à Caixa Econômica Federal Fontes de Financiamento para o segmento de Saneamento junto à Caixa Econômica Federal Piracicaba, 07 de Agosto de 2013 Atuação da CAIXA Missão: Atuar na promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável

Leia mais

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. POLÍCIA MILITAR D E M I N A S G E R A I S Nossa profissão, sua vida.

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. POLÍCIA MILITAR D E M I N A S G E R A I S Nossa profissão, sua vida. SISEMA Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos POLÍCIA Projeto Estruturador Revitalização do Rio das Velhas Meta 2010/2014 Palestrante: Wanderlene Ferreira Nacif Gerência de Monitoramento

Leia mais

Sustentabilidade Ambiental na Cidade de Belo Horizonte

Sustentabilidade Ambiental na Cidade de Belo Horizonte Sustentabilidade Ambiental na Cidade de Belo Horizonte Vasco de Oliveira Araujo Secretário Municipal Adjunto de Meio Ambiente Prefeitura de Belo Horizonte Abril 2013 A Construção de uma Cidade Sustentável

Leia mais

PROPOSTA DE TREINAMENTO DE CORRIDA. TREINO IDEAL Assessoria Esportiva

PROPOSTA DE TREINAMENTO DE CORRIDA. TREINO IDEAL Assessoria Esportiva PROPOSTA DE TREINAMENTO DE CORRIDA A é uma empresa que presta serviços relacionados à saúde, qualidade de vida e performance, atuando em Belo Horizonte e região metropolitana. Nosso maior compromisso é

Leia mais

ESTUDO SOBRE O PLANO INTEGRADO DE MELHORIA AMBIENTAL NA ÁREA DE MANANCIAIS DA REPRESA BILLINGS Relatório Final

ESTUDO SOBRE O PLANO INTEGRADO DE MELHORIA AMBIENTAL NA ÁREA DE MANANCIAIS DA REPRESA BILLINGS Relatório Final 32 PROJETO DE EXECUÇÃO DAS OBRAS 32.1 Cronograma de execução e estimativa do custo das obras (1) Cronograma de execução O cronograma de execução da obra, tal como apresentado na Figura 32.1.1, terá início

Leia mais

ATA AUDIÊNCIA PÚBLICA DIAGNÓSTICO PMSB DE CHORÓ

ATA AUDIÊNCIA PÚBLICA DIAGNÓSTICO PMSB DE CHORÓ ATA AUDIÊNCIA PÚBLICA DIAGNÓSTICO PMSB DE CHORÓ Aos 25 de Fevereiro de 2013, às 10:00h na Câmara Municipal, Rua Coronel João Paracampos, s/n, Centro, foi realizada a Primeira Audiência Pública sobre Plano

Leia mais

INFORMATIVO DEZEMBRO/2012

INFORMATIVO DEZEMBRO/2012 INFORMATIVO DEZEMBRO/2012 Caro vizinho/condômino, Chegamos ao final do ano e gostaria de dizer a todos que, apesar das dificuldades e obstáculos que tivemos no início desta gestão, estamos caminhando.

Leia mais

1 Abastecimento de água potável

1 Abastecimento de água potável Objetivo Indicador Métrica Propostas Prazo Entraves Índice de atendimento urbano de água Planilha de Objetivos, Indicadores e GT Saneamento A Santa Maria que queremos Visão: Que até 2020 Santa Maria esteja

Leia mais

Apresentação da Metodologia da Conferência

Apresentação da Metodologia da Conferência Apresentação da Metodologia da Conferência Objetivos das Conferências? são espaços de diálogo entre o governo e a população Instrumentos de participação popular na construção e acompanhamento de políticas

Leia mais

ESTUDO DE IMPACTO DE VIZINHANÇA EMPREENDIMENTO RESIDENCIAL SANTA CLARA

ESTUDO DE IMPACTO DE VIZINHANÇA EMPREENDIMENTO RESIDENCIAL SANTA CLARA ESTUDO DE IMPACTO DE VIZINHANÇA EMPREENDIMENTO RESIDENCIAL SANTA CLARA ARAUCÁRIA, 08 DE MARÇO DE 2013 PARCERIAS SOMA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA ME FÓRMULA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA URBENGE

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL BRASIL PREFEITURA DE ESTRELA Rua Julio de Castilhos, 380 Centro Estrela/RS Fone: 39811000

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL BRASIL PREFEITURA DE ESTRELA Rua Julio de Castilhos, 380 Centro Estrela/RS Fone: 39811000 PROJETO DE LEI Nº 044-02/2014 Acrescenta dispositivos à Lei Municipal nº 1.621, de 28 de dezembro de 1979, que dispõe sobre os loteamentos e dá outras providências. Art. 1º Além dos dispositivos constantes

Leia mais

Cidades e Biodiversidade

Cidades e Biodiversidade Cidades e Biodiversidade Curitiba, 26 a 28 de março Ronaldo Vasconcellos Vice-Prefeito de Belo Horizonte Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, é uma das maiores cidade do Brasil. BH Fica a 585 Km de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE KUBITSCHEK Estado de Minas Gerais MENSAGEM Nº

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE KUBITSCHEK Estado de Minas Gerais MENSAGEM Nº MENSAGEM Nº Senhores membros da Câmara Municipal, Submeto à elevada deliberação de V. Exªs. o texto do projeto de lei que institui o Plano Plurianual para o período de 2002 a 2005. Este projeto foi elaborado

Leia mais

TÍTULO: PRINCÍPIOS E GESTÃO DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL GUARULHOS: SANEAMENTO AMBIENTAL E QUALIDADE DE VIDA

TÍTULO: PRINCÍPIOS E GESTÃO DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL GUARULHOS: SANEAMENTO AMBIENTAL E QUALIDADE DE VIDA TÍTULO: PRINCÍPIOS E GESTÃO DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL GUARULHOS: SANEAMENTO AMBIENTAL E QUALIDADE DE VIDA Autora: Erotides Lacerda Choueri Outros autores: Marcos Tsutomu Tamai, Vânia Maria Nunes

Leia mais

MARCHA DOS PREFEITOS 2011

MARCHA DOS PREFEITOS 2011 MARCHA DOS PREFEITOS 2011 Miriam Belchior Ministra, Orçamento e Gestão Brasília, 12 de maiode 2011 IMPORTÂNCIA DO PAC Planejamento dos investimentos necessários ao crescimento econômico permanente do país

Leia mais

NOVAS SELEÇÕES PAC 2. Companhias Estaduais. Brasília, 06 de fevereiro de 2013

NOVAS SELEÇÕES PAC 2. Companhias Estaduais. Brasília, 06 de fevereiro de 2013 NOVAS SELEÇÕES PAC 2 Governos e Companhias Estaduais Brasília, 06 de fevereiro de 2013 GOVERNO FEDERAL E AS CIDADES RECURSOS JÁ SELECIONADOS NO PAC 2 R$ 105,8 bilhões Eixos Infraestrutura urbana Infraestrutura

Leia mais

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo Cecília Branco Programa Urbal Red 9 Projecto Orçamento Participativo Reunião de Diadema Fevereiro 2007 A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento Participativo Município

Leia mais

PLANO DIRETOR DE DRENAGEM URBANA

PLANO DIRETOR DE DRENAGEM URBANA II Seminário Estadual de Saneamento Ambiental PLANO DIRETOR DE DRENAGEM URBANA Prof. Dr. Eng. Civil Adilson Pinheiro Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental Departamento de Engenharia Civil UNIVERSIDADE

Leia mais

TERRA ROXA. OBRAS E AÇÕES Gestão 2007-2010 2010 R$ 6.020.000,00

TERRA ROXA. OBRAS E AÇÕES Gestão 2007-2010 2010 R$ 6.020.000,00 TERRA ROXA OBRAS E AÇÕES Gestão 2007-2010 2010 R$ 6.020.000,00 AGRICULTURA: Distribuição de leite: distribuídos 37.474 litros de leite, no período de Jan/2007 a Jul/2009 Custo: R$ 47 mil, beneficiando

Leia mais

1 Abastecimento de água potável

1 Abastecimento de água potável Índice de atendimento urbano de água Planilha de Objetivos, Indicadores e GT Saneamento A Santa Maria que queremos Visão: Que até 2020 Santa Maria esteja entre os melhores Municípios do Rio Grande do Sul,

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS LEI N o 1.633 DE 14 DE JANEIRO DE 2013. DEFINE A NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE CAIAPÔNIA E DETERMINA OUTRAS PROVIDÊNCIAS A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO

Leia mais

Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Defesa Social SUBSECRETARIA DE POLÍTICAS SOBRE DROGAS

Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Defesa Social SUBSECRETARIA DE POLÍTICAS SOBRE DROGAS Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Defesa Social SUBSECRETARIA DE POLÍTICAS SOBRE DROGAS A Política Estadual sobre Drogas em Minas Gerais Conferencista: Dr. Cloves Eduardo Benevides

Leia mais

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial.

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. visão, missão e valores corporativos visão Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma Organização empresarial focada em siderurgia, com a missão de satisfazer

Leia mais

Boletim Informativo do Grupo Premodisa

Boletim Informativo do Grupo Premodisa Nº34 JUN. 2014 Boletim Informativo do Grupo Premodisa Novo galpão da Translap Veículos pesados ganham espaço interno para manutenção, trazendo mais agilidade à logística de transporte do Grupo Premodisa.

Leia mais

O sistema ora descrito apresenta as seguintes unidades operacionais:

O sistema ora descrito apresenta as seguintes unidades operacionais: A elevatória apresenta três conjuntos moto-bombas (Foto 3), dos quais dois operam em paralelo, ficando um de reserva, cada um associado a um motor elétrico de 150 cv de potência e recalcando uma vazão

Leia mais

APPAC Tororó Sana - RJ

APPAC Tororó Sana - RJ Sistematização e disseminação da educação ambiental, no distrito do Sana\busca pelo padrão sustentável para a bacia Córrego Peito de Pombo\otimização da proposta sustentável na APA distrital do Sana. PLANO

Leia mais

1 Abastecimento de água potável

1 Abastecimento de água potável Objetivo Indicador Métrica Propostas Prazo Entraves Índice de atendimento urbano de água Planilha de Objetivos, Indicadores e GT Saneamento A Santa Maria que queremos Visão: Que até 2020 Santa Maria esteja

Leia mais

GRUPO: MOBILIZAÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL (Prefeitura de Contagem - Agenda 21- Contagem - Governo de Minas I.E.F. e COPASA)

GRUPO: MOBILIZAÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL (Prefeitura de Contagem - Agenda 21- Contagem - Governo de Minas I.E.F. e COPASA) GRUPO: MOBILIZAÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL (Prefeitura de Contagem - Agenda 21- Contagem - Governo de Minas I.E.F. e COPASA) PORTFÓLIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ESCOLA ( COM CORPO DOCENTE E CRIANÇAS

Leia mais

SITUAÇÃO DO SANEAMENTO BÁSICO DO BAIRRO KIDÉ, JUAZEIRO/BA: UM ESTUDO DE CASO NO ÂMBITO DO PET CONEXÕES DE SABERES SANEAMENTO AMBIENTAL

SITUAÇÃO DO SANEAMENTO BÁSICO DO BAIRRO KIDÉ, JUAZEIRO/BA: UM ESTUDO DE CASO NO ÂMBITO DO PET CONEXÕES DE SABERES SANEAMENTO AMBIENTAL SITUAÇÃO DO SANEAMENTO BÁSICO DO BAIRRO KIDÉ, JUAZEIRO/BA: UM ESTUDO DE CASO NO ÂMBITO DO PET CONEXÕES DE SABERES SANEAMENTO AMBIENTAL Juliana Maria Medrado de Melo (1) Graduanda em Engenharia Agrícola

Leia mais

Prefeitura Municipal de Registro

Prefeitura Municipal de Registro Prefeitura Municipal de Registro Departamento Municipal de Administração Rua José Antônio de Campos, nº 250 Centro CEP: 11.900-000 Registro SP Fone: (13) 3828-1000 Fax: (13) 3821-2565 e-mail prefeitura@registro.sp.gov.br

Leia mais

BALANÇO GERAL - 2014 ANEXO II / 4.320

BALANÇO GERAL - 2014 ANEXO II / 4.320 Aquis./ BALANÇO GERAL - 214 ANEXO II / 4.32 Exercício de 1991 2 - Constr. de meio fios em div. ruas e aven.,2,2 Constr. Pont. cor. sec. loc. Faz. Campo Seco,1,1 Constr. de meio fios div. ruas e av.,1,1

Leia mais

PRÊMIO NACIONAL DA GESTÃO PÚBLICA - PQGF 2010 TROFÉU PRATA. SEMINÁRIO DAS BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO -24/11/2010 Brasília DF

PRÊMIO NACIONAL DA GESTÃO PÚBLICA - PQGF 2010 TROFÉU PRATA. SEMINÁRIO DAS BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO -24/11/2010 Brasília DF PRÊMIO NACIONAL DA GESTÃO PÚBLICA - PQGF 2010 TROFÉU PRATA SEMINÁRIO DAS BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO -24/11/2010 Brasília DF PENÁPOLIS - SP 58.681 habitantes - IBGE- 2007 500 km da capital Criado há 32 anos

Leia mais

Se Ligue na Rede: um Caminho para a Sustentabilidade

Se Ligue na Rede: um Caminho para a Sustentabilidade SANEPAR Curitiba (PR) Se Ligue na Rede: um Caminho para a Sustentabilidade Categoria Controle da Poluição 1. Sobre a organização participante: Razão social: - 76484013000145 Nome fantasia: - SANEPAR Setor

Leia mais

Nota técnica Março/2014

Nota técnica Março/2014 Nota técnica Março/2014 Sistemas de Saneamento no Brasil - Desafios do Século XXI João Sergio Cordeiro O Brasil, no final do ano de 2013, possuía população de mais de 200 milhões de habitantes distribuídos

Leia mais

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL Junior, A. C. de J. Sebastião, J. S. Pimentel, E. S. Moreira, R. S. T.. RESUMO A área da ginástica laboral vem crescendo bastante

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A Diretoria Técnica

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A Diretoria Técnica TÍTULO: PLANO DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA PARA REDES DE ÁGUA E ESGOTO NUMA CIDADE DE 01 MILHÃO DE HABITANTES. TEMA: Organização e Gestão dos Serviços de Saneamento. Nome dos Autores: 1 - Engº Marco Antonio

Leia mais

RESIDENCIAL SANTA MONICA MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I

RESIDENCIAL SANTA MONICA MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I RESIDENCIAL SANTA MONICA MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I CONTRATO N.º ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO DO RESIDENCIAL SANTA MÔNICA A INFRAESTRUTURA DE IMPLANTAÇÃO DO LOTEAMENTO RESIDENCIAL SANTA MONICA OBEDECERÁ

Leia mais

Nova sede Documento de doação do terreno entra para a fase final

Nova sede Documento de doação do terreno entra para a fase final www.aciaanapolis.com.br Nova sede Documento de doação do terreno entra para a fase final De 1º a 07 de Fevereiro de 2014 - Ano 09 - Nº 224 - Diretoria 2013/2015 Diretoria da Associação Comercial e Industrial

Leia mais

Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) Parceria Público Privada

Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) Parceria Público Privada Outubro 2014 Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) Parceria Público Privada Secretaria de Desenvolvimento Econômico Unidade Central PPP www.ppp.mg.gov.br 1 Aerotrópole de Belo Horizonte e o CTCA

Leia mais

Metas de Infraestrutura - Contrato de Programa - Duque de Caxias

Metas de Infraestrutura - Contrato de Programa - Duque de Caxias PRAZO EXECUÇÃO META A SER EXECUTADA DESCRITIVO DA META FÍSICO EXECUTADO 2008 2009 2010 2011 Ampliação e complementação do sistema de produção de água tratada para as localidades de Imbariê e Taquara, na

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO LEI N.º 1.774, DE 24 DE ABRIL DE 2008. Dispõe sobre aprovação e instituição do Plano Municipal de Saneamento destinado à execução dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário no município

Leia mais

IBATÉ OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 5.816.5 6.500,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite:

IBATÉ OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 5.816.5 6.500,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite: IBATÉ OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 5.816.5 6.500,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite: distribuídos 31.760 litros de leite, de Jan/2007 a Mar/2009 Custo: R$ 39 mil, beneficiando 80 famílias carentes,

Leia mais

VEREADOR MARIO NADAF - PARTIDO VERDE - PV PROJETO DE LEI

VEREADOR MARIO NADAF - PARTIDO VERDE - PV PROJETO DE LEI PROJETO DE LEI "INSTITUI O PROGRAMA DE ADOÇÃO DE PRAÇAS, CANTEIROS, JARDINS, PARQUES, LOGRADOUROS E ÁREAS VERDES PÚBLICOS, ESTABELECENDO SEUS OBJETIVOS, LIMITAÇÕES DAS RESPONSABILIDADES E DOS BENEFÍCIOS

Leia mais

SOROCABA. Prefeitura de. Gabinete do Prefeito GP-RI-1723/14. Sorocaba, 7 de novembro de 2Q14. Senhor Presidente,

SOROCABA. Prefeitura de. Gabinete do Prefeito GP-RI-1723/14. Sorocaba, 7 de novembro de 2Q14. Senhor Presidente, GP-RI-1723/14 Prefeitura de SOROCABA Gabinete do Prefeito Sorocaba, 7 de novembro de 2Q14. Senhor Presidente, J. AO EXPEDI~WXTERNO EM17No,Í2' GONÇREW ESIDENU 1 Em atenção ao requerime o 205 1/2014, de

Leia mais

Discurso Copa 2014. Senhoras Senadoras, Senhores Senadores. Amigos que nos acompanham pelas redes sociais e pela Agência Senado

Discurso Copa 2014. Senhoras Senadoras, Senhores Senadores. Amigos que nos acompanham pelas redes sociais e pela Agência Senado 1 Discurso Copa 2014 Senhor presidente, Senhoras Senadoras, Senhores Senadores Amigos que nos acompanham pelas redes sociais e pela Agência Senado Promessas são como juramentos. A beleza da promessa está

Leia mais

PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA

PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA 1- DO CURSO O Curso de Especialização em Gestão em Análise Sanitária destina-se a profissionais com curso superior em áreas correlatas

Leia mais

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Atuando com responsabilidade para colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Compromisso com um futuro melhor. Com o nosso trabalho, somos parte da solução para uma agricultura mais sustentável.

Leia mais

IV - planejar, propor e coordenar a gestão ambiental integrada no Estado, com vistas à manutenção dos ecossistemas e do desenvolvimento sustentável;

IV - planejar, propor e coordenar a gestão ambiental integrada no Estado, com vistas à manutenção dos ecossistemas e do desenvolvimento sustentável; Lei Delegada nº 125, de 25 de janeiro de 2007. (Publicação Diário do Executivo Minas Gerais 26/01/2007) (Retificação Diário do Executivo Minas Gerais 30/01/2007) Dispõe sobre a estrutura orgânica básica

Leia mais

Atividades objeto do licenciamento ambiental Código DN 74/04 Descrição Classe E-04-02-2 Distrito Industrial e zona estritamente industrial 5

Atividades objeto do licenciamento ambiental Código DN 74/04 Descrição Classe E-04-02-2 Distrito Industrial e zona estritamente industrial 5 PARECER ÚNICO SUPRAM CM Nº 488/2011 PROTOCOLO Nº 0797270/2011 ADENDO AO PARECER Nº 281/2009 Indexado ao(s) Processo(s) Licenciamento Ambiental Nº. 06489/2008/002/2009 DEFERIMENTO Empreendimento: Distrito

Leia mais

As primeiras concessões para saneamento e abastecimento de água

As primeiras concessões para saneamento e abastecimento de água Sede Monárquica Água e Esgoto As primeiras concessões para saneamento e abastecimento de água Em 12 de agosto de 1834, o Rio de Janeiro foi designado município neutro, por ato adicional à Constituição

Leia mais

Avaliação da implementação das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo

Avaliação da implementação das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo Avaliação da das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo Objetivo Com o objetivo de realizar uma análise e contribuir com o aprimoramento do Orçamento Participativo 12 no

Leia mais

O Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social em Guarulhos-SP: desenvolvimento e contribuições

O Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social em Guarulhos-SP: desenvolvimento e contribuições O Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social em Guarulhos-SP: desenvolvimento e contribuições Autora: Vânia Maria Nunes dos Santos Outros autores: Marcos Tsutomu Tamai, Erotides Lacerda Choueri

Leia mais

GESTÃO E MANEJO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO BRASIL

GESTÃO E MANEJO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO BRASIL GESTÃO E MANEJO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO BRASIL O Ministério Público e a implementação da Resolução CONAMA 307/2002 Ministério das Cidades Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental Ministério

Leia mais

Larvas do mosquito da dengue tem local propício para proliferação em canteiros de obras de Manaus

Larvas do mosquito da dengue tem local propício para proliferação em canteiros de obras de Manaus Comunicação e Marketing Ltda Veículo: Editoria: Notícias www.acritica.uol.com.br Coluna: -- Assunto: Larvas do mosquito da dengue tem local propício para proliferação em canteiros de obras de Manaus Origem:

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil Ações do Governo de Minas Gerais 27 de Outubro de 2009 Roteiro Estratégia de Execução Modernização do Mineirão Reforma dos Estádios Alternativos Mobilidade

Leia mais

Prezados Senhores, Itacir e Marlene Feltrin e filhos. Farroupilha - RS

Prezados Senhores, Itacir e Marlene Feltrin e filhos. Farroupilha - RS Prezados Senhores, Itacir e Marlene Feltrin e filhos. Farroupilha - RS Registramos com carinho a aproximação com a família Feltrin, iniciada em 1982. Foram mais de três décadas de respeito recíproco e

Leia mais

RESUMO O HOMEM E O RIO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A SUSTENTABILIDADE DO RIO PARAÍBA DO SUL

RESUMO O HOMEM E O RIO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A SUSTENTABILIDADE DO RIO PARAÍBA DO SUL RESUMO O HOMEM E O RIO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A SUSTENTABILIDADE DO RIO PARAÍBA DO SUL UNITAU - Universidade de Taubaté CBH-PS Comitê de Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul Trabalho realizado

Leia mais

ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Este documento. Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal. Cadastro Descritivo da Atividade - Geral devidamente

Leia mais

ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA ASSOCIAÇÃO DOS PROPRIETÁRIOS E ADQUIRENTES DE LOTES VILLAGE DA SERRA, REALIZADA NO DIA 15 DE SETEMBRO DE

ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA ASSOCIAÇÃO DOS PROPRIETÁRIOS E ADQUIRENTES DE LOTES VILLAGE DA SERRA, REALIZADA NO DIA 15 DE SETEMBRO DE ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA ASSOCIAÇÃO DOS PROPRIETÁRIOS E ADQUIRENTES DE LOTES VILLAGE DA SERRA, REALIZADA NO DIA 15 DE SETEMBRO DE 2013. Aos quinze dias do mês de setembro do ano de 2013,

Leia mais

Nossa Missão Desenvolver produtos para pessoas que buscam viver em equilíbrio, valorizam a vida comunitária e o meio ambiente.

Nossa Missão Desenvolver produtos para pessoas que buscam viver em equilíbrio, valorizam a vida comunitária e o meio ambiente. FGR A FGR é uma empresa séria, com mais de 20 anos de mercado e que tem a consciência de que seu segmento engloba muito mais do que apenas construir obras. É uma atividade que envolve constante renovação

Leia mais

EMENDA ADITIVA AO PROJETO DE LEI Nº 100/11

EMENDA ADITIVA AO PROJETO DE LEI Nº 100/11 Art. - Utilizando recursos orçamentários no Programa 11 Construção e Ampliação Secretaria de Saúde, Ação 1004 Construção e Ampliação de Unidades de Saúde, a Secretaria de Saúde contemplará no exercício

Leia mais

Estatística de projetos de leis protocolados, aprovados e em tramitação

Estatística de projetos de leis protocolados, aprovados e em tramitação PROPOSIÇÕES 2010 2011 Mensagens do Prefeito Municipal 084 79 Anteprojetos de Leis 056 26 Projetos de Leis (de autoria dos Senhores Vereadores) 098 70 Projetos de Leis Complementares 015 8 Projetos de Decretos

Leia mais

recuperação ambiental de áreas rurais e periurbanas - Projeto Piloto da Câmara Técnica de Comunidades

recuperação ambiental de áreas rurais e periurbanas - Projeto Piloto da Câmara Técnica de Comunidades Uso de efluentes de tratamento de esgotos para a recuperação ambiental de áreas rurais e periurbanas - Projeto Piloto da Câmara Técnica de Comunidades Isoladas VI SEMINÁRIO NACIONAL DE SANEAMENTO RURAL

Leia mais

TÍTULO: PROGRAMA DE IDENTIFICAÇÃO E ELIMINAÇÃO DE LIGAÇÕES IRREGULARES DE ESGOTO NO MUNICÍPIO DE JOINVILLE

TÍTULO: PROGRAMA DE IDENTIFICAÇÃO E ELIMINAÇÃO DE LIGAÇÕES IRREGULARES DE ESGOTO NO MUNICÍPIO DE JOINVILLE TÍTULO: PROGRAMA DE IDENTIFICAÇÃO E ELIMINAÇÃO DE LIGAÇÕES IRREGULARES DE ESGOTO NO MUNICÍPIO DE JOINVILLE Tema II Esgotamento Sanitário Palavras-chaves: ligação de esgoto irregular. Autores: Heloiza Rachel

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE CONTROLE AMBIENTAL RCA PARA LICENCIAMENTO DE ÁREAS DE LAZER DE MÉDIO PORTE

TERMO DE REFERENCIA PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE CONTROLE AMBIENTAL RCA PARA LICENCIAMENTO DE ÁREAS DE LAZER DE MÉDIO PORTE TERMO DE REFERENCIA PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE CONTROLE AMBIENTAL RCA PARA LICENCIAMENTO DE ÁREAS DE LAZER DE MÉDIO PORTE Este Termo de Referência visa orientar na elaboração de PROJETO DE CONTROLE

Leia mais

DAAE - Depto. Aut. de Água e Esgoto de Araraquara Contab - Sistema de Contabilidade Pública

DAAE - Depto. Aut. de Água e Esgoto de Araraquara Contab - Sistema de Contabilidade Pública UNIDADE ORÇAMENTÁRIA: 030101 - Superintendência 030101.17 Saneamento 1.245.000,00 1.245.000,00 030101.17122 Administração Geral 1.245.000,00 1.245.000,00 030101.171220107 Desenvolvimento Organizacional

Leia mais

A REALIZAÇÃO DE REUNIÕES PÚBLICAS NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE REVITALIZAÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO. Laysa Deiró de Lima Izis de Oliveira Alves

A REALIZAÇÃO DE REUNIÕES PÚBLICAS NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE REVITALIZAÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO. Laysa Deiró de Lima Izis de Oliveira Alves A REALIZAÇÃO DE REUNIÕES PÚBLICAS NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE REVITALIZAÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO Laysa Deiró de Lima Izis de Oliveira Alves Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do São Francisco

Leia mais