PERÍCIA CONTÁBIL JUDICIAL: Um levantamento empírico de perícias realizadas no Distrito Federal sob o enfoque do planejamento e laudos periciais 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PERÍCIA CONTÁBIL JUDICIAL: Um levantamento empírico de perícias realizadas no Distrito Federal sob o enfoque do planejamento e laudos periciais 1"

Transcrição

1 PERÍCIA CONTÁBIL JUDICIAL: Um levantamento empírico de perícias realizadas no Distrito Federal sob o enfoque do planejamento e laudos periciais 1 Tânia Maria Hoepers 2 Prof. MSc. Idalberto José das Neves Júnior 3 Resumo É de grande importância que o perito contador realize o planejamento do trabalho pericial, observando a complexidade da matéria em questão bem como o tempo necessário para a sua execução, o qual influenciará diretamente na qualidade do laudo. Este trabalho tem por objetivo cruzar as informações da petição de honorários com o laudo pericial contábil para verificar se o perito após o planejamento do trabalho e proposta de honorários o tem realizado conforme exposto ao magistrado no início da realização da perícia e se o laudo pericial produzido apresenta quesitos que evidenciam um trabalho de qualidade. Para o desenvolvimento deste trabalho contou-se com a coleta de 20 perícias contábeis judiciais realizadas no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, Justiça Federal e Justiça do Trabalho, sendo realizada a análise comparativa entre orçamento e laudo. Foi possível observar que os peritos do Distrito Federal fazem a leitura atenta dos autos realizando o planejamento do trabalho para fazer a proposta de honorários e executam este trabalho conforme exposto na petição de honorários. Contudo, a pesquisa mostrou que, ainda há trabalhos realizados sem a observância dos quesitos que evidenciam a qualidade da perícia contábil. Palavras-chave Perícia Contábil Judicial, Laudo Pericial, Petição de Honorários, Qualidade do Trabalho Pericial. 1 Trabalho desenvolvido na graduação do Curso de Ciências Contábeis na UCB. 2 Aluna do Curso de Ciências Contábeis - Universidade Católica de Brasília. 3 Professor Orientador do Trabalho.

2 2 1. INTRODUÇÃO Para Magalhães (2001, p. 23) a perícia é um meio elucidativo e de prova que a legislação admite, é o parecer de profissional entendido na matéria em julgamento. Como meio de prova é o testemunho humano da existência e veracidade de coisas e fatos, e como parecer, é a opinião autorizada de quem conhece a espécie questionada. Segundo Figueiredo (2003, p. 41), a perícia contábil é o conjunto de procedimentos técnicos e científicos destinados a levar informações de prova necessárias para auxiliar a decisão do juiz no processo, de acordo com as normas jurídicas e profissionais. Origina-se na esfera jurídica, podendo ser determinada pelo juiz do processo ou requerida pelas partes em litígio. Após a nomeação do perito e cumpridas as formalidades de rotina inerentes ao processo, aceito o encargo confiado, o perito irá confeccionar a petição de honorários. Neste momento o perito deverá definir, entre outros aspectos, o número de horas necessárias para a execução do trabalho pericial, demonstrando de maneira transparente e resumida os principais eventos do seu trabalho. É de grande importância fazer um bom planejamento do trabalho a ser realizado, levando-se em consideração a complexidade da matéria e o tempo necessário para a execução do trabalho a fim de apresentar uma proposta justa e satisfatória. Assim não estará aviltando os honorários, nem os valorizando excessivamente. (MORAIS e FRANÇA, 2000). Considerando o contexto acima o problema desta pesquisa pode ser formulado como sendo: O perito contábil do Distrito Federal tem realizado o seu trabalho dentro das condições expostas no orçamento e com a qualidade necessária no desenvolvimento do laudo pericial? Este trabalho tem por objetivo cruzar informações do orçamento com o laudo pericial contábil para verificar se o perito contábil do Distrito Federal, após o planejamento do seu trabalho e proposta de honorários, o tem realizado conforme o exposto no orçamento e se o laudo pericial produzido apresenta quesitos que evidenciam um trabalho de qualidade. A pesquisa é classificada como básica, qualitativa, descritiva e exploratória sendo considerada predominantemente estudo de caso (SILVA, 2001). Para encaminhamento deste estudo tem-se a suposição de que os peritos contábeis do Distrito Federal realizam o planejamento do trabalho a ser realizado, considerando o tempo necessário para a execução e a complexidade da matéria, fazendo assim uma definição justa de seu orçamento e produzindo um laudo pericial de qualidade. O desenvolvimento do trabalho contou com a coleta de 20(vinte) perícias contábeis realizadas no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, Justiça Federal, e Justiça do Trabalho. Espera-se ao término desta pesquisa, demonstrar se há o cumprimento das etapas expostas na petição de honorários e identificar quesitos que indicam um trabalho de qualidade. 2. REFERENCIAL TEÓRICO 2.1 Conceituação da perícia contábil O termo perícia vem do latim peritia (habilidade, saber) que na linguagem jurídica, designa, no seu sentido lato, diligência realizada por perito, a fim de evidenciar determinados

3 3 fatos. A perícia é uma declaração da ciência sobre fatos relevante à causa, emitida por pessoa entendida, com o objetivo de esclarecer aspectos técnicos inerente aos fatos. (MORAIS e FRANÇA, 2000, p. 29). A perícia pode ser entendida como sendo qualquer trabalho de natureza específica. Pode haver em qualquer área, sempre onde existir a controvérsia ou a pendência, inclusive em algumas situações empíricas. Sua origem é no interesse de pessoas litigantes, no interesse da justiça e no interesse público, podendo ser: arbitral, judicial, extrajudicial, administrativa ou operacional. As mais conhecidas são classificadas como sendo de natureza criminal, contábil, trabalhista e outras que necessitem de constatação, prova ou demonstração, científica ou técnica, da veracidade de situações, coisas e fatos (YAMAGUCHI, 2001, p.47). Sob esta perspectiva, Alberto (1996, p. 19) afirma que: A perícia é um instrumento especial de constatação, prova ou demonstração, científica ou técnica, da veracidade de situações, coisas ou fatos. Perícia é um modo definitivo e delimitado, é um instrumento, portanto, e este por sua vez, é especial porque se concretiza por uma peça ou um relatório com características formais, intrínsecas e extrínsecas, também definidas (o laudo pericial). Esta peça contém o resultado materializado, fundamentado científica e tecnicamente, dos procedimentos utilizados para a constatação, prova ou demonstração conclusiva sobre a veracidade do estado do objeto sobre o qual se recaiu. A perícia judicial tem sua origem na ação posta em juízo, ou seja, origina-se sob a esfera jurídica, podendo ser determinada diretamente pelo juiz dirigente do processo ou a ele requerido por uma das partes 4 interessadas. Na perícia judicial, os exames são, na maioria das vezes específicos e recaem sobre os fatos que já se encontram em discussão no processo (SANTOS, 2004 p. 86). O objetivo da perícia é trazer aos autos provas materiais ou científicas obtidas por meio de procedimentos como: exame, vistoria, indagação, investigação, arbitramento, mensuração, avaliação e certificação (NBC T 13 da Perícia Contábil) Segundo Alberto (2002, p. 51) o maior objetivo da perícia contábil é a verdade sobre o objeto examinado, é a transferência da verdade contábil para o ordenamento da instância decisória. 2.2 A figura do expert (Perito) As atividades de Perícia Contábil são prerrogativas do Bacharel em Ciências Contábeis e reguladas pelas Resoluções nº 857/99 - Normas Brasileiras de Contabilidade NBC - P2 - Normas Profissionais do Perito e nº 858/99 - Normas Brasileiras de Contabilidade NBC - T 13 - da Perícia Contábil, do Conselho Federal de Contabilidade. O profissional no desempenho da função pericial deve considerar os efeitos em benefício da sociedade, propiciando bem estar a todos que têm interesse no esclarecimento da controvérsia. As características de excelência moral, intelectual e técnica são condições essenciais para o encargo a ser confiado pelo Juízo. Dentre as principais qualidades que formarão o conjunto de capacitação do perito, temos como exemplo, a ética que conduz a um trabalho honesto e eficaz em decorrência de uma formação sadia do profissional. É acrescida também ao perito a capacidade de estar sempre atualizado, pesquisando novas técnicas e estar sempre preparado para a execução de trabalhos de boa qualidade. (YAMAGUCHI, 2001, p.47). 4 Partes envolvidas no processo, autor e réu.

4 4 2.3 Ciclo do trabalho pericial Na realização dos trabalhos periciais considera-se como etapa preliminar a retirada dos autos para análise, momento em que o perito fará a leitura do processo e tomará conhecimento da causa, a realização do planejamento e a petição dos honorários. A etapa de execução corresponde aquela em que após a nomeação, o perito retira os autos para realização do trabalho até a manifestação das partes sobre o laudo pericial, onde poderão ser solicitados esclarecimentos ao perito. Estes poderão ser por escrito ou em audiência. A figura 1 demonstra as principais etapas do trabalho pericial (SANTOS, 2004, p. 92). Manifestação das partes sobre o laudo pericial Solicitar ao juiz o levantamento dos honorários Solicitação do juiz para realizar a perícia Retirar os autos para conhecimento Planejar os recursos e a metodologia Entregar o laudo ao juiz Etapa Preliminar Fazer a Petição de Honorários Revisar o laudo Etapa de Execução Coletar dados Escrever o laudo Visualizar o pré-laudo Analisar os dados Figura 1 Modelo de ciclo de serviço pericial Adaptado de Santos (2001, p. 91) 2.4 Plano do Trabalho Pericial Para Sá (2004, p. 31) o Plano de trabalho em perícia contábil é a previsão, racionalmente organizada, para a execução das tarefas, no sentido de garantir a qualidade dos serviços, pela redução dos riscos sobre a opinião ou resposta. O plano de trabalho tem por finalidade conhecer as diversas alternativas que possam levar à concretização dos objetivos e consiste na quantificação do tempo necessário à realização da perícia e na estimação do valor dos honorários. Nesta quantificação do tempo, o

5 5 trabalho deverá ser demonstrado por fases ou etapas, atribuindo a cada uma delas a carga horária que entender suficiente para a sua realização. (MORAIS e FRANÇA, 2000, p. 111). No esboço da proposta de honorários, o perito deve fazer um planejamento para a realização do trabalho pericial, assim considerando vários parâmetros. Ao planejar o trabalho pericial, é necessário ter clara compreensão dos objetivos a serem atingidos. (MORAIS e FRANÇA, 2000, p 112). A etapa de planejamento está descrita na NBC T 13 do item Esta seção relata que o planejamento deverá considerar os seguintes fatores relevantes na execução dos trabalhos: a) o conhecimento detalhado dos fatos concernentes a demanda; b) as diligências a serem realizadas; c) os livros e documentos a serem compulsados; d) a natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos de perícia a serem aplicados; e) a equipe técnica necessária para a execução do trabalho; f) os serviços especializados, necessários para a execução do trabalho; g) os quesitos, quando formulados; e h) o tempo necessário para a elaboração do trabalho. O planejamento elaborado, aliado aos métodos e recursos disponibilizados, determina os procedimentos utilizados pela perícia no desempenho de sua função. Nesse sentido, o trabalho pericial é garantido pelo artigo 429 do Código de Processo Civil, que estabelece ao perito utilizar de todos os meios técnicos necessários e disponíveis à solução técnica de seu trabalho. 2.5 Orçamento e honorários periciais O perito contábil quando nomeado pelo magistrado, no âmbito judicial, deve fixar sua remuneração, na qual representa o seu esforço. Do ponto de vista das normas técnicas e funcionais de perícia contábil o magistrado pode determinar, primeiramente, seus honorários mediante a avaliação dos serviços (NBC P-2 Normas Profissionais do Perito). É comum, os juizes fixarem prazos para a realização do trabalho. A lei nº fixa o limite desses prazos. A melhor forma para poder acompanhar as etapas e tempo gasto é fazer um cronograma de tarefas com o tempo previsto para cada uma. Os cronogramas devem ter uma margem de segurança para cobrir imprevistos, que são naturais (SÁ, 2004, p. 35). A fixação da remuneração pericial é um ato arbitral do magistrado, que, normalmente, ao decidir, leva em consideração a relevância e a qualidade do trabalho pericial, a complexidade técnica da perícia, o orçamento apresentado pelo perito, as possibilidades econômico-financeiras e as eventuais reações das partes. (ORNELAS 2003, p. 104), A primeira comunicação do perito com os autos ocorre após a nomeação. Intimado pelo magistrado a apresentar a proposta de honorários, comparece ao cartório da vara correspondente e pede carga dos autos. No curto tempo que lhe for concedido, geralmente cinco dias, o perito deverá estudar os mesmos com a finalidade de interar-se de seu conteúdo, avaliar o seu grau de complexidade, a extensão e o tempo necessário para o desempenho do seu trabalho, para então estimar o valor dos honorários (MORAIS e FRANÇA, 2000, p. 109).

6 6 A petição de verbas honorárias deve trazer todos os fundamentos necessários para evidenciar as etapas de realização do trabalho pericial. Pode ainda requerer o depósito judicial prévio do valor dos honorários até a data de instalação da perícia, para que, após a entrega do laudo pericial, a importância depositada seja levantada mediante a expedição de alvará judicial. A questão remuneratória obriga o perito a se comunicar com o magistrado, em várias oportunidades, requerendo o arbitramento de sua remuneração, apresentando orçamento, pedindo o levantamento de depósito prévio e suplementar ou de levantamento do depósito integral de seus honorários (YAMAGUCHI, 2001, p. 48). Yamaguchi (2001, p. 49)0, afirma que a falta da apresentação de um planejamento detalhado do trabalho pericial, incluindo planilha de custos justificada, é uma das principais dificuldades enfrentadas pelos juízes no arbitramento dos honorários de peritos judiciais. Dificuldades como esta, obrigam os juizes a fixarem valores baseados em avaliação própria, muitas vezes não representando a remuneração justa pelo trabalho pericial. Segundo Morais e França (2000, p. 118) para que as partes não encontrem falhas que gerem controvérsias quanto ao valor cobrado, e para que, também o magistrado possa encontrar subsídio de provas e análises suficientes para não arbitrar os honorários do perito, é conveniente que a petição seja formalizada observando no mínimo: a) Volume de documentos dos autos; b) Possível necessidade de diligências; c) Possíveis deslocamentos e viagens; d) O tempo necessário à realização do trabalho; e) Quantidade de pessoas necessárias; f) Necessidade do uso de laudos de empresas especializadas; g) Necessidades de uso de trabalhos interprofissionais; h) Pesquisas complementares; i) Cálculos financeiros e elaboração de planilhas; j) Avaliação da responsabilidade, em função do conhecimento técnico empregado e ainda da relevância da causa; k) Complexidade do trabalho; l) Necessidade de desembolso financeiro antes do levantamento dos honorários. Complementando Morais e França, Yamaguchi (2001, p.47) afirma que o perito não pode aviltar os honorários, nem valorizá-los excessivamente. A proposta deve trazer todos os fundamentos necessários a evidenciar as etapas de realização do trabalho pericial dando suporte aos honorários, evitando assim a adoção de petições simplórias para o requerimento dos honorários, pois estas contribuem de forma negativa para a valorização do seu trabalho.

7 7 Quanto à fixação dos honorários, cabe ressaltar que os mesmos poderão ser impugnados pelas partes ou sofrer reduções. O perito, embora não sendo parte no processo, pode e deve requerer reconsideração, se a remuneração fixada representar, em seu entender, aviltamento de seu trabalho. Em hipótese alguma, o perito, na função judicial, pode ser pago diretamente pela parte responsável pela remuneração pericial. Este é um ato financeiro que precisa ser e estar comprovado nos autos do processo (MORAIS e FRANÇA, 2000, p. 119). 2.6 Laudo Pericial Segundo Sá (2004, p. 45) Laudo pericial contábil é uma peça tecnológica que contém opiniões do perito contador, como pronunciamento, sobre questões que lhe são formuladas e que requerem seu pronunciamento. O Laudo Pericial é o produto final da perícia que tem por objetivo auxiliar as partes no entendimento e propiciar ao Juízo a possibilidade de fazer justiça. O Laudo deverá conter no mínimo: a) Cabeçalho (Identificação do Juiz e da Vara responsável pelo processo, nº do processo e tipificação da ação e nome das partes); b) Metodologia aplicada na execução dos trabalhos; c) Os quesitos serão transcritos e as respostas serão ofertadas de forma objetiva e clara a não deixar dúvida quanto à matéria, evitando respostas diretas como "sim" e "não", iniciando pelos do Juízo, se houver, passando para os do Requerente e/ou os do Requerido, conforme a ordem em que se encontram no processo; d) Se possível, uma conclusão técnica. As diversas modalidades de perícia contábil demandam laudos diferenciados. Na perícia contábil judicial normalmente o laudo é constituído mediante perguntas oferecidas pelo magistrado e pelas partes e atendidas mediante respostas oferecidas pelo perito. Este tipo de laudo pode ser ordenado em quatro partes principais e distintas, porém todas comprometidas com o entendimento da prova, são elas: (MORAIS E FRANÇA, 2000, p. 114). 1. Das condições preliminares a) Aspectos gerais dos autos b) Diligências c) Procedimentos técnicos adotados d) Responsabilidade profissional 2. Dos quesitos a) Do magistrado b) Do Autor c) Do réu 3. Das considerações finais 4. Do encerramento a) Anexos b) Documentos

8 8 Concluído o Laudo Pericial dentro do prazo previamente definido pelo juiz, o Perito do Juízo fará, por meio de petição, o seu encaminhamento, a restituição do processo e solicitará a liberação do alvará de levantamento referente ao depósito de honorários periciais com os acréscimos legais. Após o laudo estar autuado, as partes poderão solicitar esclarecimentos ou a impugnação do Laudo com base nos pareceres de seus assistentes técnicos. Os esclarecimentos deverão ser na mesma ordem do laudo: do requerente; do requerido; e conclusão (YAMAGUCHI, 2001, p. 48). Esses esclarecimentos, quando em audiência, conforme prevê o artigo 435 do Código Processo Civil, deverão ser deferidos pelo Juízo a pedido da parte interessada que formulará as perguntas sob forma de quesitos. A Lei não permite que sejam quesitos genéricos, devem ser elucidativos, destinados a esclarecer as respostas dadas no laudo e não quesitos novos sobre matéria não suscitada anteriormente. (ALBERTO, 2002, p. 140). 2.7 Qualidade do laudo pericial Como o laudo pericial é uma peça de alta responsabilidade que requer qualidade, devendo atender a requisitos especiais e essenciais para que uma perícia seja considerada de qualidade. Um bom trabalho pericial deve ter: objetividade, precisão, clareza, fidelidade, concisão, confiabilidade inequívoca baseada em materialidades e plena satisfação da finalidade. O trabalho não deve desviar-se da matéria que motivou a questão, oferecendo respostas pertinentes e adequadas às questões formuladas ou finalidades propostas. A sua opinião deve estar clara, em linguagem acessível a quem vai utilizar-se de seu trabalho. (SÁ, 2004, p. 24). O perito não deve deixar-se influenciar por terceiros, nem por informes que não tenham materialidade e consistência competente. Deve ser conciso evitando o prolixo e emitir uma opinião que possa facilitar as decisões, transmitindo confiabilidade através de uma perícia apoiada em elementos inequívocos e válidos legal e tecnologicamente. A plena satisfação da finalidade é, exatamente, o resultado de seu trabalho estar coerente com os motivos que o ensejam. Dessa forma, a opinião do perito deve conter a justificativa que compreende a exposição da razão pela qual o perito conclui. Para chegar a essa conclusão o perito deve ter realizado seus testes e exames, com base em livros, além de examinado os sistemas empregados e realizados testes. Tudo deve ser exposto de forma clara, precisa e detalhado para dar segurança aos usuários da informação pericial (FERNANDO, 2004, p. 09). Quando na prática do trabalho pericial, o perito deverá conhecer as necessidades do juiz, tendo como propósito eliminar as dúvidas do questionamento. Vale ressaltar também o cumprimento de prazos estabelecidos para a entrega de laudos, e a presteza no atendimento da solicitação do juiz como cortesia e prontidão são atributos que devem ser considerados pelos peritos. Diante do exposto, há a necessidade de reafirmar dois pontos básicos: - indiscutível capacidade técnica; e - irrepreensível comportamento ético. Este conjunto de valores será responsável pela satisfação do cliente. A capacidade técnica do perito, aliada aos fatores segurança, pontualidade e confiabilidade será responsável por determinar a qualidade do laudo pericial. (CALDEIRA, 2001, p. 1-16).

9 9 Estudo realizado com 40 magistrados do Distrito Federal e do Rio de Janeiro, sobre a qualidade do trabalho pericial revelou aspectos relevantes, entre outros que os peritos precisam melhorar suas técnicas em diversos quesitos tais como: a utilização em excesso de termos técnicos. Os textos devem proporcionar uma leitura fácil, evitar palavras de sentido dúbio ou impreciso, uma vez que esses quesitos são relevantes para desenvolvimento dos trabalhos periciais com qualidade. (MEDEIROS, 2004, p. 13). 3. PESQUISA EMPÍRICA 3.1 Descrição da pesquisa O objetivo do trabalho de campo é proporcionar um maior horizonte na área contábil no que diz respeito à etapa de planejamento, elaboração do laudo pericial e qualidade do trabalho realizado pelo perito contador. Nesse sentido, coletaram-se petições de honorários e laudos de perícias contábeis realizadas no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, Justiça Federal e Justiça do Trabalho. A coleta dos documentos ocorreu em Brasília-DF no período de novembro de 2004 a abril de 2005, nos cartórios dos juízos referenciados e diretamente com alguns peritos do Distrito Federal. A pesquisa aqui proposta pode ser classificada como não-probabilística de amostragem por julgamento, uma vez que se trabalhou com as perícias disponíveis, não permitindo a avaliação objetiva do erro amostral (STEVENSON,1999, p. 177). É importante ressaltar que essa pesquisa não tem a intenção de trazer conclusões, contudo é de grande relevância considerando-se a carência de publicações sobre o tema e as dificuldades encontradas para a realização da pesquisa empírica. 3.2 Procedimentos Adotados 1. As perícias contábeis analisadas foram realizadas na esfera judicial, envolvendo 11 (onze) magistrados, que ocorreram nos anos de 1989 a 2004, totalizando 20 petições de honorários e 20 laudos periciais contábeis; 2. Utilização da estatística para a tabulação dos dados: médias e percentual. 3. Análise comparativa entre os orçamentos e laudos para verificar se há o cumprimento das condições apresentadas no orçamento e se o laudo pericial produzido apresenta quesitos que evidenciam um trabalho de qualidade. Este procedimento consistiu em: a) Classificar a perícias contábeis pela controvérsia; b) Calcular o preço médio da hora trabalhada; c) Verificar se houve pedido de prorrogação de prazo para a entrega do laudo pericial; d) Verificar se o orçamento da perícia contábil possui a estrutura necessária para definição dos honorários; e) Verificar se os laudos periciais contêm quesitos que evidenciam um trabalho de qualidade; f) Cruzar as informações do orçamento com os relatórios periciais. 3.3 Análise de discussão da pesquisa

10 10 A análise e discussão dos resultados da pesquisa empírica foram estruturados observando aspectos relevantes ao pedido de arbitramento de honorários e elaboração do laudo pericial, vis a vis a fundamentação teórica de Sá (2004), Santos (2004) e Medeiros (2004) Petição dos honorários Ao fazer a análise das petições de honorários, foi possível observar nas perícias coletadas que 70% dos peritos utilizam a tabela de parâmetros do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Distrito Federal (SESCON-DF), para a confecção da petição dos honorários periciais. A tabela SESCON-DF sugere o valor de R$ 100,00 por hora trabalhada. Vale ressaltar que a referida tabela não sofre reajustes desde Nas petições em que foi utilizada a referida tabela como parâmetro, a média do valor da hora trabalhada foi de R$ 83,87. Em 15% das petições observadas não havia o número de horas estimadas para a realização do trabalho nem houve menção de utilização de algum parâmetro para estimar o valor dos honorários. Outras 15% não apresentavam petição de honorários. Nas petições de honorários analisadas foi possível observar que apenas 45% das petições apresentam requisitos para a definição dos honorários com fundamentos que evidenciam as etapas da realização do trabalho, apresentando o cronograma com o número de horas necessárias para a realização de cada fase, demonstrando assim mais transparência ao magistrado. Outras 35% justificam o valor requerido demonstrando apenas os procedimentos técnicos que serão utilizados, não apresentando o cronograma. Em 10% das petições os peritos somente solicitaram o valor, sem justificativas. 5% delas foram gratuitas, 5% ad êxito e em 5% não havia petição de honorários. Foi possível verificar na análise das petições de honorários algumas peculiaridades. Numa perícia trabalhista o perito foi nomeado e de imediato realizou seu trabalho apresentando o laudo pericial com a sugestão de valor para o magistrado arbitrar os honorários em anexo. Observou-se também uma perícia na qual o magistrado nomeou o perito do juízo para realizar perícia gratuita em razão do autor ser beneficiário da assistência judiciária gratuita, ficando o mesmo advertido no processo, que na hipótese de recebimento do valor requerido nos autos, fica condicionado a fazer o pagamento dos honorários periciais arbitrados pelo magistrado. Ao término da análise das petições pode-se dizer que os peritos do Distrito Federais têm realizado a leitura atenta dos autos para realizar o planejamento do trabalho realizado, pois as condições expostas sempre são correspondidas no desenvolvimento do trabalho, não ocorrendo em nenhum caso pedido de complemento de honorários por haver subestimado os mesmos, nem tão pouco pedido de prorrogação de prazo após o início dos trabalhos. Foi observado pedido de prorrogação de prazo, porém antes de dar início a perícia, fato este que ratifica o planejamento realizado, ou em caso de parcelamento dos honorários, onde o perito pediu para entregar o laudo somente após o depósito da última parcela dos honorários. Vale ressaltar ainda que 90% das perícias analisadas foram remuneradas.

11 11 A figura 2 apresenta a síntese dos pontos observados nas petições de honorários coletadas. Preço da hora Trabalhada: R$ 83,87 (preço médio) Leitura dos autos e Planejamento: 75% sim 10% não 15% outros Petição de Honorários Remuneração 90% são remuneradas 5% gratuitas 5% ad êxito Metodologia 45% metod. e Cronograma 30% procedimentos 10% nenhum Parâmetros: 70% tabela SESCON-DF 15% não cita 15% sem petição Figura 2 Requisitos observados nas petições de honorários Fonte: a autora Laudos periciais Como o laudo pericial tem o objetivo de auxiliar as partes e o magistrado, deverá sempre ser elaborado com o máximo em qualidade, devendo obrigatoriamente apresentar alguns quesitos que evidenciam a qualidade do trabalho. Nas perícias coletadas para este trabalho observou-se que, 100% dos laudos apresentam cabeçalho com identificação do juiz e do juízo, número do processo, tipificação da ação e nome das partes. Nos laudos periciais coletados, observou-se que em todos os quesitos foram transcritos e respondidos. Há alguns casos em que não há quesitos, apenas o objeto da perícia, fato este que ocorre com freqüência nas ações trabalhistas, pois normalmente tratam de dúvidas sobre os cálculos, não sendo necessário à formulação de outros quesitos. Em 75% dos laudos observados não houve pedido de esclarecimento sobre os mesmos, evidenciando um trabalho satisfatório que está relacionado a objetividade, precisão, clareza, fidelidade, concisão, confiabilidade inequívoca baseada em materialidade e plena satisfação da

12 12 finalidade. Estes aspectos são facilmente identificados nas respostas oferecidas aos quesitos do processo. Em 15% dos casos observados houve pedido de impugnação do laudo ou solicitação de esclarecimentos. A solicitação de esclarecimento ocorreu porque as partes não entendem da matéria contábil em questão, uma vez que as respostas são técnicas. Em 10% das perícias observadas houve a realização de nova perícia por motivos diversos, tais como o laudo ser impugnado pelo autor e réu ou por ter surgido novos quesitos no processo. Dentre estes se observou o parecer do assistente técnico em apenas 5% das perícias coletadas. É importante ressaltar que identificou-se perícias que não apresentam a conclusão técnica onde o objeto da perícia é simplesmente respondido através de cálculos e memórias destes cálculos apresentados em planilhas. Neste trabalho verificou-se que 70% dos laudos possuem a conclusão técnica e 30% não a apresentam, limitando-se o perito apenas a dar respostas aos quesitos. Ainda com relação ao laudo pericial, foi possível verificar neste trabalho que em 75% das perícias coletadas o perito executou o trabalho conforme a justificativa apresentada na petição de honorários. Em 25% dos laudos não foi possível observar se executou, uma vez que em 10% não houve na petição a justificativa para os honorários através da exposição do planejamento detalhado das etapas a serem realizadas e porque em 15% não foi apresentada a petição de honorários. Para a síntese dos resultados da análise dos laudos periciais é apresentado o quadro a seguir: Quesitos que evidenciam a qualidade do Laudo Pericial Metodologia Transcrição dos Quesitos Pedido de Esclarecimentos Conclusão Técnica Execução do trabalho conforme planejamento apresentado na petição de honorários 65% Apresentam a metodologia 35% Não apresentam a metodologia 30% Não foram apresentados quesitos 70% Houve a transcrição 75% Não 15% Sim Em 10% não há assistente técnico 10% Impugnação do laudo sem assistente técnico 70% Apresentam conclusão técnica 30% Não apresentam conclusão técnica 75% Executaram 15% Sem petição de honorários 10% Não foi possível observar Quadro 1: Observações feitas nos Laudos Periciais Fonte: a autora

13 Resultado da pesquisa empírica X fundamentação teórica Os resultados da pesquisa empírica em relação às petições de honorários corroboram com a fundamentação teórica de Morais e França (2000, p. 111), os quais afirmam que o planejamento consiste na quantificação do tempo necessário à realização da perícia e na estimação dos honorários, devendo o perito demonstrar o trabalho por fases ou etapas, atribuindo a cada uma delas o tempo que entender suficiente para a sua execução. Complementando Morais e França, Sá (2004, p. 35) diz que a melhor forma para poder acompanhar as etapas e tempo gasto é fazer um cronograma de tarefas com o tempo previsto para cada uma, evitando assim problemas como perda de prazos, fundamentação teórica confirmada nos resultados obtidos na pesquisa empírica. Com relação à análise dos laudos periciais contábeis, a pesquisa empírica propiciou a apresentação de algumas questões que ratificam Sá (2004, p. 45). Segundo ele o Laudo pericial é o produto final da perícia e deve conter certos elementos que demonstram a qualidade do trabalho, dentre eles pode-se citar a metodologia aplicada na execução do trabalho, a transcrição dos quesitos com suas respectivas respostas e a conclusão técnica. Na realização da pesquisa empírica pôde-se que 65% apresentam a metodologia e 100% fazem a transcrição dos quesitos. No que tange a conclusão técnica, na pesquisa observou-se que a 70% dos peritos apresentaram a mesma. Contudo, foi possível verificar que ainda há profissionais realizando o trabalho pericial sem observar quesitos imprescindíveis para a qualidade do serviço prestado, tais como a ausência da metodologia aplicada em alguns trabalhos, respostas muito técnicas e a falta da conclusão técnica. Conforme Medeiros (2004, p. 13), os problemas poderiam ser minimizados caso os peritos atentassem para aspectos necessários para a produção de um trabalho de qualidade, entre eles: ser completo, claro, circunscrito ao objeto da perícia e fundamentado. Utilizar palavras que sem perder o significado contábil, sejam inteligíveis aos magistrados e aos advogados das partes, a fim de propiciar uma leitura fácil e dar agilidade à decisão, que depende da consistência do laudo. Se estivesse a luz do que diz Sá (2004, p. 45), que o Laudo Pericial deve ter no mínimo o cabeçalho com as devidas identificações, a metodologia aplicada ao trabalho, a transcrição dos quesitos com respostas pertinentes, claras e objetivas e apresentar uma conclusão técnica, certamente estariam minimizando alguns dos problemas encontrados. 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS Diante da fundamentação teórica exposta e dos resultados obtidos na pesquisa, conclui-se que 75% dos peritos realizaram a leitura atenda dos autos, apresentando uma petição de honorários com elementos que evidenciam as etapas de realização do trabalho, justificando o valor requerido, sendo que foi possível observar no processo que todas as etapas foram executadas, fato indicador de qualidade desde a fase de planejamento até a sua execução. Quanto a suposição de que os peritos contábeis do Distrito Federal realizam o planejamento do trabalho a ser realizado, considerando o tempo necessário para a execução e a complexidade da matéria, fazendo assim uma definição justa de seu orçamento é plena, pois após a análise de 20 perícias judiciais realizadas no Distrito Federal, pode-se concluir que os

14 14 peritos fazem a petição de honorários levando em consideração o tempo necessário para a execução do trabalho pericial, realizando um bom planejamento para a definição justa de seu orçamento. No entanto, apesar de haver o cumprimento das etapas de trabalho descritas na petição de honorários na grande maioria das perícias, ainda verificou-se trabalhos sem transparência, onde há ausência da metodologia tanto nas petições de honorários como nos laudos periciais e falta de conclusão técnica. Outro fato relevante é a linguagem muito técnica utilizada pelos peritos nas respostas aos quesitos. Tais quesitos requerem mais atenção por parte de alguns peritos, pois a observância da qualidade nos serviços prestados contribui para a valorização da classe contábil. Como sugestão para trabalhos futuros, poder-se-á sugerir um estudo sobre o perfil do perito contador do Distrito Federal para verificar se o fator experiência tem influenciado na qualidade do trabalho dos laudos periciais. 6. REFERÊNCIAS ALBERTO, Valder Luiz Palombo. Perícia Contábil. 2ª ed. São Paulo: Atlas, CALDEIRA, Sidenei. A influência do laudo pericial contábil na decisão dos juizes em processos nas varas cíveis. Santiago Disponível em : <http://www.urisantiago.br/nadri/artigos>. Acesso em: 25 nov CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Normas Brasileiras de Contabilidade. Resolução n. 858/99 Conselho Federal de Contabilidade Publicada no DOU de Normas Brasileiras de Contabilidade NBC T 13 Da Perícia Contábil. Disponível em: <http://www.inpecon.com.br/nbc t 13.htm> Acesso em: 24 nov FERNANDO, José Perícia Contábil - AVEC Associação Vilhense de Educação e Cultura Disponível em: <http://www.avec.br/home/modules> Acesso em: 24 nov FIGUEIREDO, Sandoval Nunes. Perícia contábil e a competência do profissional Revista Brasileira de Contabilidade, ano 32 n. 142 jul/ago 2003, p YAMAGUCHI, Achiles. Caminhos da perícia judicial - Revista Brasileira de Contabilidade ano 30, n. 127 jan/fev 2001, p Disponível em: <http//www.inpecon.com.br.> Acesso em: 24 nov MAGALHÃES, Antonio de Deus Farias e outros. Perícia Contábil. 3ª ed. São Paulo: Atlas, MEDEIROS, Thaís Alves. A qualidade do laudo pericial elaborado pelo Perito-Contador na visão de magistrados do Rio de Janeiro e Brasília Trabalho de conclusão de

15 15 curso apresentado no curso de Ciências Contábeis da Universidade Católica de Brasília UCB. Brasília. MORAIS, Antonio Carlos. FRANÇA, José Antonio de. Perícia Judicial e Extrajudicial. 1ª ed. Brasília SÁ, Antônio Lopes de. Perícia Contábil. 4ª ed. São Paulo: Atlas, SANTOS, Cleusa Maria Alves dos. MELLO, Onice Maria de. Breve discussão sobre a qualidade total em serviços periciais Revista Brasileira de Contabilidade ano 33 n. 146 mar/abr 2004, p SILVA, Edna Lúcia da. MENEZES, Estera Muszkat. Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação. 3ª ed. Florianópolis: UFSC, STEVENSON, J. William. Estatística Aplicada à Administração.São Paulo: Harbra ORNELAS, Martinho Maurício Gomes de. Perícia Contábil. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 2003.

A QUALIDADE DO LAUDO PERICIAL ELABORADO PELO PERITO CONTADOR NA VISÃO DE MAGISTRADOS DO RIO DE JANEIRO E BRASÍLIA

A QUALIDADE DO LAUDO PERICIAL ELABORADO PELO PERITO CONTADOR NA VISÃO DE MAGISTRADOS DO RIO DE JANEIRO E BRASÍLIA A QUALIDADE DO LAUDO PERICIAL ELABORADO PELO PERITO CONTADOR NA VISÃO DE MAGISTRADOS DO RIO DE JANEIRO E BRASÍLIA Autores THAÍS ALVES MEDEIROS Universidade Católica de Brasília/Ciências Contábeis IDALBERTO

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC N 1.057/05 Aprova a NBC P 2.4 Honorários O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO que as Normas Brasileiras de Contabilidade

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS PLANO DE CURSO 1. Identificação

Leia mais

Disciplina: PERÍCIA CONTÁBIL

Disciplina: PERÍCIA CONTÁBIL Disciplina: PERÍCIA CONTÁBIL 1 Prof. Fábio Ibanhez Bertuchi PROF. FÁBIO IBANHEZ BERTUCHI E-MAIL: FABIOBERTUCHI@UNITOLEDO.BR FORMAÇÃO ACADÊMICA: - Pós Graduado em Perícia Contábil e Auditoria (UEL-PR) -

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC N.º 858/99 Reformula a NBC T 13 Da Perícia Contábil. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO a necessidade de reformulação

Leia mais

Arbitral Foi regulamentada através da lei 9.307/96 e refere-se a perícia realizada no juízo arbitral- instancia criada pela vontade das partes.

Arbitral Foi regulamentada através da lei 9.307/96 e refere-se a perícia realizada no juízo arbitral- instancia criada pela vontade das partes. 1. O que significa a sigla CPC? Código Processo Civil (determina normas da Perícia) 2. Como definir a perícia? A perícia é a prova pericial que demonstra um conjunto de procedimentos técnicos e científicos

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.021/05

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.021/05 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.021/05 Aprova a NBC T 13.2 Planejamento da Perícia. O, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO que as Normas Brasileiras de Contabilidade e suas Interpretações

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX. Contabilistas NBC T 13.2 Aprovação

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX. Contabilistas NBC T 13.2 Aprovação VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX Contabilistas NBC T 13.2 Aprovação Orientador Empresarial RESOLUÇÃO CFC 1.021, DE 18 DE MARÇO DE 2005 - DOU 22.04.2005 (Íntegra) Aprova

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: PERÍCIA CONTÁBIL

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: PERÍCIA CONTÁBIL

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL. Paulo Cordeiro de Mello. Economista e Contador Perito Judicial Professor Universitário

PERÍCIA CONTÁBIL. Paulo Cordeiro de Mello. Economista e Contador Perito Judicial Professor Universitário PERÍCIA CONTÁBIL Paulo Cordeiro de Mello Economista e Contador Perito Judicial Professor Universitário O que é Perícia Contábil? É o trabalho técnico, realizado por profissional com formação e conhecimento

Leia mais

Perícia Contábil. Preparatório para o Exame de Suficiência em Contabilidade

Perícia Contábil. Preparatório para o Exame de Suficiência em Contabilidade Preparatório para o Exame de Suficiência em Contabilidade Perícia Contábil Professor Remo Dalla Zanna 1 BLOCO 1 Legislação: NBC TP 01 CPC Código de Processo Civil 2 Instrutor: Remo Dalla Zanna 2 Perícia

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BREVE ESTUDO SOBRE DUAS AREAS ATUANTES DO CONTADOR, AUDITOR E PERITO CONTÁBIL.

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BREVE ESTUDO SOBRE DUAS AREAS ATUANTES DO CONTADOR, AUDITOR E PERITO CONTÁBIL. 1 CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BREVE ESTUDO SOBRE DUAS AREAS ATUANTES DO CONTADOR, AUDITOR E PERITO CONTÁBIL. BELO HORIZONTE 2011 2 1 INTRODUÇÃO Com o grande crescimento da economia no Brasil, a contabilidade

Leia mais

PROJETO DE LEI, Nº 2007 (Do Sr. EDUARDO GOMES)

PROJETO DE LEI, Nº 2007 (Do Sr. EDUARDO GOMES) PROJETO DE LEI, Nº 2007 (Do Sr. EDUARDO GOMES) Regulamenta o exercício da atividade, define a atribuições do Perito Judicial e do Assistente Técnico e dá outras providências. O congresso nacional decreta:

Leia mais

RESUMO. PALAVRAS-CHAVE: Perícia contábil. Interesse. Alunos. 1 INTRODUÇÃO

RESUMO. PALAVRAS-CHAVE: Perícia contábil. Interesse. Alunos. 1 INTRODUÇÃO Um Estudo Sobre o Nível de Interesse de Alunos do Curso de Ciências Contábeis da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caruaru (FAFICA) em Atuarem Como Perito Contábil RESUMO O presente trabalho

Leia mais

LAUDO PERICIAL E PARECER PERICIAL CONTÁBIL

LAUDO PERICIAL E PARECER PERICIAL CONTÁBIL LAUDO PERICIAL E PARECER PERICIAL CONTÁBIL LAUDO PERICIAL Laudo é o documento, elaborado por um ou mais peritos, onde se apresentam conclusões do exame pericial. No laudo, responde se aos quesitos (perguntas)

Leia mais

Fernando Viana de Oliveira Filho Diretor Executivo de Perícias

Fernando Viana de Oliveira Filho Diretor Executivo de Perícias 03/12/2012 Fernando Viana de Oliveira Filho Diretor Executivo de Perícias ASPECTOS INTRODUTÓRIOS E PRÁTICOS DA PERÍCIA As características e caminhos percorridos pelo profissional na condição de perito

Leia mais

Palavras-chave: Pericia Contábil, Perito Contador, Ética Profissional. INTRODUÇÃO

Palavras-chave: Pericia Contábil, Perito Contador, Ética Profissional. INTRODUÇÃO PERÍCIA JUDICIAL CONTÁBIL: Ação em Prestação de Contas Área: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Resumo: OLIVEIRA JUNIOR, Ednei de BARBOSA, Claudio Aparecido OSTE, Eber Cunha de O artigo tem como principal objetivo trazer

Leia mais

Unidade II PERÍCIA CONTÁBIL. Prof. Francisco Roberto

Unidade II PERÍCIA CONTÁBIL. Prof. Francisco Roberto PERÍCIA CONTÁBIL Prof. Francisco Roberto Aspectos de uma perícia: Técnicos: Metodologia (técnica ou científica) a ser adotada na perícia. Doutrinários: A forma, modo ou o processo da realização da perícia

Leia mais

O PROCESSO JUDICIAL E A PERÍCIA - CONSIDERAÇÕES INICIAIS

O PROCESSO JUDICIAL E A PERÍCIA - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Curso de Avaliações Prof. Carlos Aurélio Nadal cnadal@ufpr.br AULA 01 O PROCESSO JUDICIAL E A PERÍCIA - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Conflito de interesses - duas pessoas possuem interesse sobre o mesmo bem

Leia mais

Prof. Eduardo Salles Pimenta. Unidade I PERÍCIA, AVALIAÇÃO E

Prof. Eduardo Salles Pimenta. Unidade I PERÍCIA, AVALIAÇÃO E Prof. Eduardo Salles Pimenta Unidade I PERÍCIA, AVALIAÇÃO E ARBITRAGEM Introdução O profissional é nomeado pelo juiz para desempenhar o papel de perito judicial. Deve elaborar um planejamento e determinar

Leia mais

A FUNÇÃO DO PERITO CONTÁBIL JUDICIAL E SUA INFLUÊNCIA NA SOLUÇÃO DE LITÍGIOS NA PERCEPÇÃO DOS MAGISTRADOS DO MUNICÍPIO DE CÁCERES-MT

A FUNÇÃO DO PERITO CONTÁBIL JUDICIAL E SUA INFLUÊNCIA NA SOLUÇÃO DE LITÍGIOS NA PERCEPÇÃO DOS MAGISTRADOS DO MUNICÍPIO DE CÁCERES-MT A FUNÇÃO DO PERITO CONTÁBIL JUDICIAL E SUA INFLUÊNCIA NA SOLUÇÃO DE LITÍGIOS NA PERCEPÇÃO DOS MAGISTRADOS DO MUNICÍPIO DE CÁCERES-MT 1 2 3 RESUMO Após análise do atual momento da situação da profissão

Leia mais

Inicialmente, apresentamos os dispositivos da legislação pertinente ao assunto:

Inicialmente, apresentamos os dispositivos da legislação pertinente ao assunto: P rezados concursandos, Neste encontro, vamos estudar alguns itens de um ponto que tem provocado grande apreensão nos candidatos que participarão do concurso do ICMS do Estado do Ceará. Trata se do tópico

Leia mais

Resumo. 1. Introdução

Resumo. 1. Introdução A Qualidade do Laudo Pericial Contábil e sua Influência na Decisão de Magistrados nas Comarcas localizadas no Distrito Federal e na cidade de Fortaleza Resumo Autoria: Idalberto José das Neves Júnior,

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL: UMA ANÁLISE SOBRE A FORMAÇÃO ACADÊMICA DO PERITO CONTADOR

PERÍCIA CONTÁBIL: UMA ANÁLISE SOBRE A FORMAÇÃO ACADÊMICA DO PERITO CONTADOR PERÍCIA CONTÁBIL: UMA ANÁLISE SOBRE A FORMAÇÃO ACADÊMICA DO PERITO CONTADOR Leila Miranda Vasconcelos, FECILCAM, leilamvas@gmail.com Paulo José Frabi, FECILCAM, p_frabi@yahoo.com.br Fábio Rogério de Castro

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL NA VISÃO DOS PERITOS-CONTADORES E DOS MAGISTRADOS DAS VARAS CÍVEIS DE SANTA MARIA

PERÍCIA CONTÁBIL NA VISÃO DOS PERITOS-CONTADORES E DOS MAGISTRADOS DAS VARAS CÍVEIS DE SANTA MARIA PERÍCIA CONTÁBIL NA VISÃO DOS PERITOS-CONTADORES E DOS MAGISTRADOS DAS VARAS CÍVEIS DE SANTA MARIA ARRUDA, C. M. 1 POZZOBOM, D. E. 2 SILVA, T. M. 3 RESUMO O presente trabalho foi realizado com o intuito

Leia mais

Telefone p/contato: 22159822

Telefone p/contato: 22159822 Telefone p/contato: 22159822 Apresentação Turma Especial aos Sábados CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITO CONTÁBIL COM EXPERTISE FINANCEIRA O CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITO CONTÁBIL COM EXPERTISE FINANCEIRA abordará

Leia mais

A PERÍCIA CONTÁBIL COMO IMPORTANTE MEIO DE PROVA JUDICIAL

A PERÍCIA CONTÁBIL COMO IMPORTANTE MEIO DE PROVA JUDICIAL 1 A PERÍCIA CONTÁBIL COMO IMPORTANTE MEIO DE PROVA JUDICIAL Jaqueline Neves Da Silva Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis das Faculdades Integradas de Três Lagoas. Jacqueline Yamaguti Ueda

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS DISCIPLINA: PERÍCIA CONTÁBIL

Leia mais

LAUDOS PERICIAIS CONTÁBEIS EM PROCESSOS JUDÍCIAIS: REQUISITOS E TÉCNICAS NA SUA ELABORAÇÃO 1

LAUDOS PERICIAIS CONTÁBEIS EM PROCESSOS JUDÍCIAIS: REQUISITOS E TÉCNICAS NA SUA ELABORAÇÃO 1 LAUDOS PERICIAIS CONTÁBEIS EM PROCESSOS JUDÍCIAIS: REQUISITOS E TÉCNICAS NA SUA ELABORAÇÃO 1 BIRRER, Ana Giovaneta Bolson 2 ; VIERO, Claudinei 3. 1 Trabalho de Pesquisa _UNIFRA 2 Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

SISTEMÁTICA DA PERÍCIA NO PROCESSO CIVIL

SISTEMÁTICA DA PERÍCIA NO PROCESSO CIVIL SISTEMÁTICA DA PERÍCIA NO PROCESSO CIVIL SISTEMÁTICA DA PERÍCIA NO PROCESSO CIVIL FASE INICIAL DA PERÍCIA FASE INICIAL DA PERÍCIA DEFERIMENTO DA PROVA PERICIAL N Ã O NOMEAÇÃO DO PERITO SIM A C E I T A

Leia mais

XIº FEMESC Fraiburgo JUDICIAL ÉTICOS ASPECTOS. Cons. JOSÉ FRANCISCO BERNARDES. Maio 2008

XIº FEMESC Fraiburgo JUDICIAL ÉTICOS ASPECTOS. Cons. JOSÉ FRANCISCO BERNARDES. Maio 2008 XIº FEMESC Fraiburgo PERÍCIA MÉDICA M ASPECTOS ÉTICOS Cons. JOSÉ FRANCISCO BERNARDES Maio 2008 OU COMO EVITAR PROBLEMAS COM O CRM NA REALIZAÇÃO DE UMA PERICIA MÉDICA PERÍCIA MÉDICAM PERÍCIA MÉDICA M Do

Leia mais

Curso (Prático) de Perícia Financeira

Curso (Prático) de Perícia Financeira Apresentação Objetivos Curso (Prático) de Perícia Financeira Contábil e O Curso de Perícia Contábil aborda as matérias necessárias aos profissionais que atuam como perito, para que interpretem adequadamente

Leia mais

CURSO DE PERÍCIA CONTÁBIL. 3ª Edição

CURSO DE PERÍCIA CONTÁBIL. 3ª Edição CURSO DE PERÍCIA CONTÁBIL 3ª Edição 1 2 ANTÔNIO GOMES DAS NEVES Contador, Perito, Professor de Legislação Trabalhista e Perícia Contábil na graduação e pós-graduação. CURSO DE PERÍCIA CONTÁBIL 3ª Edição

Leia mais

Perícia Contábil Judicial: Uma Análise Crítica. Paulo Cezar Ferreira de Souza

Perícia Contábil Judicial: Uma Análise Crítica. Paulo Cezar Ferreira de Souza Perícia Contábil Judicial: Uma Análise Crítica. Paulo Cezar Ferreira de Souza Resumo A Perícia Contábil no Brasil, apesar de já contar com regras claras, emanadas pelo CFC e de uma legislação adequada,

Leia mais

A RELEVÂNCIA DE UM LAUDO PERICIAL CONTÁBIL ELABORADO COM BOA QUALIDADE PARA AS DECISÕES JUDICIAIS

A RELEVÂNCIA DE UM LAUDO PERICIAL CONTÁBIL ELABORADO COM BOA QUALIDADE PARA AS DECISÕES JUDICIAIS Resumo A RELEVÂNCIA DE UM LAUDO PERICIAL CONTÁBIL ELABORADO COM BOA QUALIDADE PARA AS DECISÕES JUDICIAIS Thiago Alberto dos Reis Prado 1 Laudo pericial contábil é a peça escrita na qual o perito contador

Leia mais

Palavras-chave: Contabilidade. Auditoria. Perícia. Comparação.

Palavras-chave: Contabilidade. Auditoria. Perícia. Comparação. Artigo publicado na Revista CEPPG Nº 24 1/2011 ISSN 1517-8471 Páginas 26 à 36 AUDITORIA E PERÍCIA: SEMELHANÇAS, DIFERENÇAS E A IMPORTÂNCIA DE PARA VALIDAR OS INSTRUMENTOS DA CONTABILIDADE. Carolina Borges

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Curso de Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Curso de Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Curso de Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria PERÍCIA CONTÁBIL NA APURAÇÃO DE HAVERES: ESTUDO DE CASO DE AVALIAÇÃO JUDICIAL DE UMA GRÁFICA Rodrigo

Leia mais

Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil - São Paulo

Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil - São Paulo REGULAMENTO DO CENTRO DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM DA CÂMARA PORTUGUESA DE COMÉRCIO NO BRASIL SÃO PAULO Artigo 1º O Centro de Arbitragem 1.1. O Centro de Mediação e Arbitragem da Câmara Portuguesa de Comércio

Leia mais

ANEXO F: ANEXO DO PROJETO PEDAGÓGICO VERSÃO 2007.

ANEXO F: ANEXO DO PROJETO PEDAGÓGICO VERSÃO 2007. ANEXO F: ANEXO DO PROJETO PEDAGÓGICO VERSÃO 2007. DESCRIÇÃO DAS EMENTAS, OBJETIVOS, PLANO DE DISCIPLINAS E BIBLIOGRAFIA. DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS: CONTABILIDADE PÚBLICA II Ementa: Princípios Fundamentais

Leia mais

Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos

Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos GLOSSÁRIO Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos nele apresentados, embora aplicáveis em outros contextos. Análise atividade que envolve a determinação

Leia mais

TEMA. Instrução e Mercado de Perícia Contábil

TEMA. Instrução e Mercado de Perícia Contábil TEMA Instrução e Mercado de Perícia Contábil Preservação da Graduação A perícia contábil é grandemente utilizada no âmbito do Poder Judiciário, mas não é um subproduto dos serviços jurídicos. A perícia

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução.

Copyright Proibida Reprodução. PROCEDIMENTO PADRÃO PERÍCIA AMBIENTAL Prof. Éder Responsabilidade Clementino dos civil Santos INTRODUÇÃO BRASIL: Perícia Ambiental É um procedimento utilizado como meio de prova; Fornecimento de subsídios

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO N.º 13, DE 02 DE OUTUBRO DE 2006. (Alterada pela Res. 111/2014) Regulamenta o art. 8º da Lei Complementar 75/93 e o art. 26 da Lei n.º 8.625/93, disciplinando, no âmbito do Ministério Público,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PERÍCIA CONTÁBIL NAS AÇÕES TRABALHISTAS

A IMPORTÂNCIA DA PERÍCIA CONTÁBIL NAS AÇÕES TRABALHISTAS A IMPORTÂNCIA DA PERÍCIA CONTÁBIL NAS AÇÕES TRABALHISTAS GASPARELO, Alessandra Cristina de Moraes E-mail: alessandra_gasparelo@hotmail.com] RODRIGUES, Aline E-mail: allyne_rodrigues@hotmail.com BELOTI,

Leia mais

EX. MO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA, FALÊNCIA, CONCORDATAS E REGISTROS PÚBLICOS DA COMARCA DE CONTAGEM/MG.

EX. MO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA, FALÊNCIA, CONCORDATAS E REGISTROS PÚBLICOS DA COMARCA DE CONTAGEM/MG. EX. MO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA, FALÊNCIA, CONCORDATAS E REGISTROS PÚBLICOS DA COMARCA DE CONTAGEM/MG. PROCESSO: 007910 017400-6 / 0174006-57.2010.8.13.0079 JULIANA FERREIRA

Leia mais

REGULAMENTO DE HONORÁRIOS

REGULAMENTO DE HONORÁRIOS REGULAMENTO DE HONORÁRIOS I) DISPOSIÇÃO PRELIMINAR A Engenharia de Avaliações e Perícias se tornou ao longo dos tempos uma atividade bastante restrita, exigindo do profissional atualização constante, acompanhamento

Leia mais

Laudo Pericial Judicial

Laudo Pericial Judicial Laudo Pericial Judicial Disponível em: Acesso em: 06 jun. 2009 O Laudo é o parecer técnico resultante do trabalho realizado pelo Perito, via

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL E JUDICIAL NO BRASIL

PERÍCIA CONTÁBIL E JUDICIAL NO BRASIL PERÍCIA CONTÁBIL E JUDICIAL NO BRASIL A EXPRESSÃO PERÍCIA ADVÉM DO LATIM: PERITIA, QUE EM SEU SENTIDO PRÓPRIO SIGNIFICA CONHECIMENTO (ADQUIRIDO PELA EXPERIÊNCIA), BEM COMO EXPERIÊNCIA....NO BRASIL COLÔNIA,

Leia mais

A Perícia contábil e sua importância.

A Perícia contábil e sua importância. A Perícia contábil e sua importância. Prof. MSc. Wilson Alberto Zappa Hoog i Resumo: Apresentamos uma breve análise sobre a importância da perícia contábil, abordando, resumidamente, os aspectos de elaboração

Leia mais

1.2 - Neste capítulo, as denominações economista, perito e economista perito são utilizadas com o mesmo sentido.

1.2 - Neste capítulo, as denominações economista, perito e economista perito são utilizadas com o mesmo sentido. CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA REGULAMENTAÇÃO PROFISSIONAL 4 - A profissão de economista o conteúdo técnico do desempenho profissional 4.2 Normas técnicas específicas 4.2.1 Regulamentação de Perícia Judicial

Leia mais

REGRAS MODELO DE PROCEDIMENTO PARA OS TRIBUNAIS ARBITRAIS AD HOC DO MERCOSUL

REGRAS MODELO DE PROCEDIMENTO PARA OS TRIBUNAIS ARBITRAIS AD HOC DO MERCOSUL MERCOSUL/CMC/DEC. Nº 30/04 REGRAS MODELO DE PROCEDIMENTO PARA OS TRIBUNAIS ARBITRAIS AD HOC DO MERCOSUL TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Olivos para a Solução de Controvérsias no MERCOSUL

Leia mais

Análise da estrutura dos laudos periciais contábeis sob a ótica dos magistrados trabalhistas da comarca de Belo Horizonte

Análise da estrutura dos laudos periciais contábeis sob a ótica dos magistrados trabalhistas da comarca de Belo Horizonte Análise da estrutura dos laudos periciais contábeis sob a ótica dos magistrados trabalhistas da comarca de Belo Horizonte Ari Dias Leite Junior Bacharel em Ciências Contábeis pela PUC Minas aridjunior@hotmail.com.

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC PP 01 - PERITO CONTÁBIL

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC PP 01 - PERITO CONTÁBIL NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC PP 01 - PERITO CONTÁBIL OBJETIVO 1. Esta Norma estabelece procedimentos inerentes à atuação do contador na condição de perito. CONCEITO 2. Perito é o contador regularmente

Leia mais

Aspectos da prova pericial no novo Código do Processo Civil 07/10/15

Aspectos da prova pericial no novo Código do Processo Civil 07/10/15 Aspectos da prova pericial no novo Código do Processo Civil 07/10/15 PROVA PERICIAL A prova pericial consiste em EXAME, VISTORIA ou AVALIAÇÃO. (Art. 420 do CPC) (Art. 464 do NCPC) 2 o De ofício ou a requerimento

Leia mais

Cartilha de Perícia Contabil CRCBA - 1

Cartilha de Perícia Contabil CRCBA - 1 Cartilha de Perícia Contabil CRCBA - 1 Comissão Técnica de estudos relacionados à Perícia Contábil, Mediação e Arbitragem CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DA BAHIA - CRCBA Rua do Salete, nº

Leia mais

REGULAMENTO DE HONORÁRIOS

REGULAMENTO DE HONORÁRIOS REGULAMENTO DE HONORÁRIOS CAPÍTULO I OBJETIVO Art. 1º - Este regulamento estabelece as normas gerais concernentes aos trabalhos técnicos de Avaliação e Perícia de Engenharia. Art. 2º - As normas aqui estabelecidas

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL E O TRABALHO DESENVOLVIDO PELO ANALISTA DO DEPARTAMENTO DE CÁLCULOS E PERÍCIAS DA ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO

PERÍCIA CONTÁBIL E O TRABALHO DESENVOLVIDO PELO ANALISTA DO DEPARTAMENTO DE CÁLCULOS E PERÍCIAS DA ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO PERÍCIA CONTÁBIL E O TRABALHO DESENVOLVIDO PELO ANALISTA DO DEPARTAMENTO DE CÁLCULOS E PERÍCIAS DA ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO Idalberto José das Neves Júnior UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA Viviane Alves

Leia mais

FACULDADE DE MINAS FAMINAS BH. Ciências Contábeis

FACULDADE DE MINAS FAMINAS BH. Ciências Contábeis FACULDADE DE MINAS FAMINAS BH Ciências Contábeis Adrielle Rochido dos Santos ¹ Amanda Luz Mourão ² Ana Paula Romano da Silva³ Shayane Camila dos Santos 4 Vanessa Batista Loffi Marques 5 Weslley Batista

Leia mais

Idalberto José das Neves Júnior 2 e Cristiane Pereira Brito 3

Idalberto José das Neves Júnior 2 e Cristiane Pereira Brito 3 A COMPETÊNCIA PROFISSIONAL DE PERITOS CONTADORES NO DESENVOLVIMENTO DA PROVA PERICIAL CONTÁBIL NO ÂMBITO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS 1 Idalberto José das Neves Júnior 2 e Cristiane

Leia mais

Joana Darc Medeiros Martins PMIRPGCC - UNB/UFPB/UFPE/UFRN. Martinho Maurício Gomes de Ornelas PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO

Joana Darc Medeiros Martins PMIRPGCC - UNB/UFPB/UFPE/UFRN. Martinho Maurício Gomes de Ornelas PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO ADERÊNCIA DE LAUDOS CONTÁBEIS ÀS NORMAS TÉCNICAS DO CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, PRODUZIDOS EM PROCESSOS JUDICIAIS ENVOLVENDO CARTÕES DE CRÉDITO, FALÊNCIA E SISTEMA FINANCEIRO DA HABITAÇÃO Joana

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TP 01 NORMA TÉCNICA DE PERÍCIA CONTÁBIL

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TP 01 NORMA TÉCNICA DE PERÍCIA CONTÁBIL NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TP 01 NORMA TÉCNICA DE PERÍCIA CONTÁBIL OBJETIVO 1. Esta norma tem como objetivo estabelecer regras e procedimentos técnicos a serem observados pelo perito, quando

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS

PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS O Sindicato dos Administradores, dando continuidade aos procedimentos para ajuizar ação judicial contra a Caixa Econômica Federal, na Justiça

Leia mais

Aspectos Introdutórios e Práticos da Perícia

Aspectos Introdutórios e Práticos da Perícia Aspectos Introdutórios e Práticos da Perícia Fernando Viana de Oliveira Filho Diretor de Desenvolvimento Profissional da APEJESP e Paschoal Rizzi Naddeo Vice-Presidente da APEJESP Peritos Contadores 23ª

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS (FATECS) CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS ÁREA: PERÍCIA CONTÁBIL

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS (FATECS) CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS ÁREA: PERÍCIA CONTÁBIL FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS (FATECS) CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS ÁREA: PERÍCIA CONTÁBIL A QUALIDADE DO LAUDO PERICIAL CONTÁBIL BASEADO NAS RESOLUÇÕES DO CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

Leia mais

Correção da Prova Bacharel Questões: 29 e 30 Perícia Contábil 35 e 37 Princípios Contábeis 41, 42 e 43 Legislação e Ética Profissional

Correção da Prova Bacharel Questões: 29 e 30 Perícia Contábil 35 e 37 Princípios Contábeis 41, 42 e 43 Legislação e Ética Profissional Correção da Prova Bacharel Questões: 29 e 30 Perícia Contábil 35 e 37 Princípios Contábeis 41, 42 e 43 Legislação e Ética Profissional Questão 29 De acordo com a NBC TP 01 Perícia Contábil, os procedimentos

Leia mais

Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho.

Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho. Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho. Perícia: na falta do conhecimento especializado ao juiz, este indica um técnico que possa fazer o exame dos fatos objeto da causa, transmitindo esses conhecimentos

Leia mais

NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC TP 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2015 PERÍCIA CONTÁBIL Objetivo

NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC TP 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2015 PERÍCIA CONTÁBIL Objetivo NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC TP 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2015 PERÍCIA CONTÁBIL Objetivo 1. Esta Norma estabelece regras e procedimentos técnico-científicos a serem observados pelo perito, quando

Leia mais

RETROATIVIDADE DO SEGURO: O Protector possibilita a contratação de cobertura retroativa para fatos desconhecidos de até 3 anos.

RETROATIVIDADE DO SEGURO: O Protector possibilita a contratação de cobertura retroativa para fatos desconhecidos de até 3 anos. SEGURADO: Advogados (pessoa física) e/ou Escritórios de Advocacia (pessoa jurídica) Limite: São 6 opções entre R$ 100.000 e R$ 500.000. O limite do seguro poderá ser utilizado para um ou uma série de sinistros

Leia mais

"CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITOS JUDICIAIS e ASSISTENTES TÉCNICOS"

CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITOS JUDICIAIS e ASSISTENTES TÉCNICOS "CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITOS JUDICIAIS e ASSISTENTES TÉCNICOS" 1. Objetivo do Curso: Torne-se um perito judicial, profissão com grande flexibilidade de horários, prazos e que figura como uma das atividades

Leia mais

Honorários Periciais Judiciais

Honorários Periciais Judiciais Honorários Periciais Judiciais Atualização monetária Juros legais de mora Impugnação aos Cálculos CAROLINE DA CUNHA DINIZ Máster em Medicina Forense pela Universidade de Valência/Espanha Título de especialista

Leia mais

Observa-se que nas três primeiras questões (n 91, 92 e 93), a ênfase do examinador recaiu nas seguintes Resoluções:

Observa-se que nas três primeiras questões (n 91, 92 e 93), a ênfase do examinador recaiu nas seguintes Resoluções: Comentário Prova Auditor Fiscal SEFAZ-RJ 2011 Parte 1 Olá meus amigos! Irei, a partir deste toque, comentar as questões de Auditoria constantes da prova mais recente para Auditor Fiscal (Secretaria de

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º, DE 2011

PROJETO DE LEI N.º, DE 2011 PROJETO DE LEI N.º, DE 2011 (Do Sr. Fábio Faria) Dispõe sobre a recuperação judicial do devedor pessoa física. O Congresso Nacional decreta: devedor pessoa física. Art. 1.º. Esta Lei estabelece a recuperação

Leia mais

Perícias Judiciais e Seus Cuidados Alessandro Mazaro AMZ EPRESARIAL

Perícias Judiciais e Seus Cuidados Alessandro Mazaro AMZ EPRESARIAL Perícias Judiciais e Seus Cuidados Alessandro Mazaro AMZ EPRESARIAL Apresentação Alessandro Mazaro Formação: Eng. de Produção/ Eng. Mecânica/Eng. de Segurança do Trabalho Atuação: Perito Judicial na justiça

Leia mais

O QUE UM EXECUTIVO FINANCEIRO PRECISA SABER SOBRE PERÍCIA CONTÁBIL

O QUE UM EXECUTIVO FINANCEIRO PRECISA SABER SOBRE PERÍCIA CONTÁBIL O QUE UM EXECUTIVO FINANCEIRO PRECISA SABER SOBRE PERÍCIA CONTÁBIL! Quais são os tipos de Perícia?! Quais são os objetivos da Perícia Contábil?! O que pode ser usado como prova pericial?! Qual a importância

Leia mais

Resumo. Autoria: Idalberto José das Neves Júnior, André Luiz Cordeiro Cavalcanti, Elisangela Batista Ribeiro, Moacenira Cardoso da Silva

Resumo. Autoria: Idalberto José das Neves Júnior, André Luiz Cordeiro Cavalcanti, Elisangela Batista Ribeiro, Moacenira Cardoso da Silva Perícia Contábil na Justiça do Trabalho: estudo sobre a qualidade e relevância do trabalho do perito contador, a partir da opinião de juízes que atuam na primeira instância da Justiça do Trabalho Resumo

Leia mais

Revisão de Literatura. Perícia Contábil

Revisão de Literatura. Perícia Contábil Um estudo sobre a utilização de pedidos de esclarecimentos como estratégia na Perícia Contábil, na visão de magistrados e peritos contadores do Distrito Federal Resumo A Perícia Contábil constitui o conjunto

Leia mais

REGULAMENTO Nº 001 Rev.04-A PROCEDIMENTO ARBITRAL NA ÁREA TRABALHISTA

REGULAMENTO Nº 001 Rev.04-A PROCEDIMENTO ARBITRAL NA ÁREA TRABALHISTA TAESP Arbitragem & O Mediação, com sede nesta Capital do Estado de São Paulo, na Rua Santa Isabel, 160 cj.43, nos termos dos Artigos 5º, 13, 3º e 21 da Lei 9.307/96, edita o presente REGULAMENTO PARA PROCEDIMENTOS

Leia mais

INICIAÇÃO A ADVOCACIA CIVEL ASPECTOS GERAIS

INICIAÇÃO A ADVOCACIA CIVEL ASPECTOS GERAIS COBRANÇA DE HONORÁRIOS ASPECTOS GERAIS ESTATUTO DA ADVOCACIA CAPÍTULO VI Dos Honorários Advocatícios Art. 22. A prestação de serviço profissional assegura aos inscritos na OAB o direito aos honorários

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05 Aprova a NBC T 11.8 Supervisão e Controle de Qualidade. O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, Considerando que as Normas

Leia mais

CASTAGNA MAIA ADVOGADOS ASSOCIADOS

CASTAGNA MAIA ADVOGADOS ASSOCIADOS CASTAGNA MAIA ADVOGADOS ASSOCIADOS Luis Antônio Castagna Maia Betânia Hoyos Figueira Vieira Cecília Maria Lapetina Chiaratto Andréia Gomes Ceregatto Janaína Barcellos Anna Carolina Pagano Michel Adam Lima

Leia mais

A PARTICIPAÇÃO DO PERITO CONTADOR ASSISTENTE NA FORMAÇÃO DA PROVA TÉCNICA EM PROCESSOS JUDICIAIS DA ÁREA CÍVEL

A PARTICIPAÇÃO DO PERITO CONTADOR ASSISTENTE NA FORMAÇÃO DA PROVA TÉCNICA EM PROCESSOS JUDICIAIS DA ÁREA CÍVEL A PARTICIPAÇÃO DO PERITO CONTADOR ASSISTENTE NA FORMAÇÃO DA PROVA TÉCNICA EM PROCESSOS JUDICIAIS DA ÁREA CÍVEL Fernando Ferreira Dias Filho 1 Leila Henriques Araújo 2 RESUMO: O perito contador assistente

Leia mais

Perícia Contábil Judicial: Uma Análise Crítica. Resumo

Perícia Contábil Judicial: Uma Análise Crítica. Resumo Perícia Contábil Judicial: Uma Análise Crítica Paulo Cézar Ferreira de Souza Professor do Departamento de Ciências Contábeis da UFPE Resumo A Perícia Contábil no Brasil, apesar de já contar com regras

Leia mais

Perícia Contábil. Prof.ª Bruna Socreppa

Perícia Contábil. Prof.ª Bruna Socreppa 1 Perícia Contábil Prof.ª Bruna Socreppa 2 O estudo da prova pericial contábil pressupõe desenvolver uma abordagem interdisciplinar, inter-relacionando diversos aspectos do Direito Processual Civil com

Leia mais

Unidade II. Perícia, Avaliação e Arbitragem

Unidade II. Perícia, Avaliação e Arbitragem Perícia, Avaliação e Arbitragem Unidade II 5 TRABALHO PERICIAL Segundo Sá (1997, p. 31), [...] plano de trabalho em perícia contábil é a previsão, racionalmente organizada, para a execução das tarefas,

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DO MIX OPERACIONAL DE UM ESCRITÓRIO DE PERÍCIAS: UMA APLICAÇÃO DE PROGRAMAÇÃO LINEAR

OTIMIZAÇÃO DO MIX OPERACIONAL DE UM ESCRITÓRIO DE PERÍCIAS: UMA APLICAÇÃO DE PROGRAMAÇÃO LINEAR OTIMIZAÇÃO DO MIX OPERACIONAL DE UM ESCRITÓRIO DE PERÍCIAS: UMA APLICAÇÃO DE PROGRAMAÇÃO LINEAR Agenda Objetivos e introdução Prova pericial, Perícia e Perícia Contábil: campo de atuação e honorários periciais

Leia mais

Conselho da Justiça Federal

Conselho da Justiça Federal RESOLUÇÃO Nº 440, DE 30 DE MAIO DE 2005 Dispõe sobre o pagamento de honorários de advogados dativos, peritos, tradutores e intérpretes, em casos de assistência judiciária gratuita e disciplina os procedimentos

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.051/05

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.051/05 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.051/05 Aprova a NBC P 2.6 Responsabilidade e Zelo. O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, Considerando que as Normas Brasileiras

Leia mais

PARECER APROVADO PELO PLENO DO CFESS EM 09/09/2010

PARECER APROVADO PELO PLENO DO CFESS EM 09/09/2010 ASSUNTO: Relação do Assistente Social com autoridades do Sistema Judiciário/ Determinações ou exigências emanadas, que não se coadunam com o Código de Ética do Assistente Social e com as normas previstas

Leia mais

FACULDADE DOM BOSCO Credenciada através da Portaria nº. 2.387 de 11/08/2004, publicada no D.O.U. de 12/08/2004. Resolução nº 001/011

FACULDADE DOM BOSCO Credenciada através da Portaria nº. 2.387 de 11/08/2004, publicada no D.O.U. de 12/08/2004. Resolução nº 001/011 Resolução nº 001/011 Regulamentar a Arbitragem Expedita. do Curso de Direito; - Considerando a necessidade de Regulamentar a Arbitragem Expedita O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão aprovou, e eu

Leia mais

Aspectos essenciais do labor do perito e dos assistentes na arbitragem

Aspectos essenciais do labor do perito e dos assistentes na arbitragem Aspectos essenciais do labor do perito e dos assistentes na arbitragem Método Científico na Perícia Arbitral Prof. MSc. Wilson Alberto Zappa Hoog i Resumo: Em razão da importância contemporânea do labor

Leia mais

PERÍCIA CONTÁBIL: UMA ABORDAGEM INFLUENCIAL DO LAUDO NA DECISÃO JUDICIAL

PERÍCIA CONTÁBIL: UMA ABORDAGEM INFLUENCIAL DO LAUDO NA DECISÃO JUDICIAL PERÍCIA CONTÁBIL: UMA ABORDAGEM INFLUENCIAL DO LAUDO NA DECISÃO JUDICIAL RESUMO Silvana Karina de Melo Travassos* Mayara Duarte Andrade** A perícia está arraigada no contexto das provas aceitas no direito

Leia mais

AÇÃO DE REVISÃO DO FGTS POR DEFASAGEM EM CORREÇÃO PELA TR

AÇÃO DE REVISÃO DO FGTS POR DEFASAGEM EM CORREÇÃO PELA TR COMUNICADO SINDECTEB 036/2013 AÇÃO DE REVISÃO DO FGTS POR DEFASAGEM EM CORREÇÃO PELA TR SINDECTEB orienta os trabalhadores a recuperarem as perdas do FGTS Ação na Justiça solicitando o recálculo retroativo

Leia mais

Edilson Aguiais é... Introdução à Perícia Judicial e Extra-Judicial. Introdução 15/09/2014. Lei 1.411 13/08/1951. Art. 1 o Art. 14

Edilson Aguiais é... Introdução à Perícia Judicial e Extra-Judicial. Introdução 15/09/2014. Lei 1.411 13/08/1951. Art. 1 o Art. 14 Introdução à Perícia Judicial e Extra-Judicial CORECON/GO Ago/14 SENHA WI-FI: 2009102009 Econ. Edilson Aguiais CRE-GO 2.337/D Edilson Aguiais é... Atividades Profissionais Economista; Consultor de Empresas;

Leia mais

A PERÍCIA CONTÁBIL COMO INSTRUMENTO À PRESTAÇÃO JURISDICIONAL E SUAS ÁREAS DE ATUAÇÃO. Prof(a) Cristina Lisbôa Vaz de Mello

A PERÍCIA CONTÁBIL COMO INSTRUMENTO À PRESTAÇÃO JURISDICIONAL E SUAS ÁREAS DE ATUAÇÃO. Prof(a) Cristina Lisbôa Vaz de Mello A PERÍCIA CONTÁBIL COMO INSTRUMENTO À PRESTAÇÃO JURISDICIONAL E SUAS ÁREAS DE ATUAÇÃO Prof(a) Cristina Lisbôa Vaz de Mello 1 ...o Perito não é apenas os olhos do Juiz, é também os ouvidos, o Perito é o

Leia mais

RESUMO RESENHA E RIO. LIP - Profa. KATIUSCIA

RESUMO RESENHA E RIO. LIP - Profa. KATIUSCIA RESUMO RESENHA E RELATÓRIO RIO LIP - Profa. KATIUSCIA QUANDO SE FALA EM PESQUISA, TRABALHO, O QUE VOCÊ PENSA??? Grupo de 4 pessoas Tempo: alguns dias para a elaboração 15 minutos apresentação (cada grupo)

Leia mais

PARECER DO CRESS/SP SOBRE A RESOLUÇÃO SAP 88, de 28/04/2010.

PARECER DO CRESS/SP SOBRE A RESOLUÇÃO SAP 88, de 28/04/2010. 1/7 CONSIDERANDO a Lei de Execução Penal 7.210/1984, a partir da redação em vigor dada pela Lei 10.792/2003, especificamente no que diz respeito ao Exame Criminológico; CONSIDERANDO a Súmula Vinculante

Leia mais

ANO VI EDIÇÃO nº 1282 Suplemento SEÇÃO I

ANO VI EDIÇÃO nº 1282 Suplemento SEÇÃO I ANO VI EDIÇÃO nº 1282 Suplemento SEÇÃO I DISPONIBILIZAÇÃO: sexta-feira, 12 de abril de 2013 PUBLICAÇÃO: segunda-feira, 15 de abril de 2013 Senhores(as) Usuários(as), A Seção I do Diário da Justiça Eletrônico

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.008/04

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.008/04 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.008/04 Aprova a NBC T 14 Norma sobre a Revisão Externa de Qualidade pelos Pares. O, no exercício de suas atribuições legais e regimentais; CONSIDERANDO que o controle de qualidade constitui

Leia mais

PERÍCIA AMBIENTAL CONCEITOS

PERÍCIA AMBIENTAL CONCEITOS PERÍCIA AMBIENTAL CONCEITOS PERÍCIA Exame realizado por técnico, ou pessoa de comprovada aptidão e idoneidade profissional, para verificar e esclarecer um fato, ou estado ou a estimação da coisa que é

Leia mais