S', V-Lej-T-V) ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "S', V-Lej-T-V) ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO"

Transcrição

1 S', V-Lej-T-V) ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N a Vara Cível de Campina Grande/PB RELATOR : Dr. CARLOS MARTINS BELTRÃO FILHO (Juiz Convocado para substituir o Des Manoel Soares Monteiro) APELANTE : Sul América Capitalização S.A Sulacap ADVOGADOS : Lúcia Cavalcanti de Godoy, Clávio de Melo Valença Filho e Outros APELADOS : Vinícius Marques de Oliveira e Outros ADVOGADO : Arsênio \faltar de Almeida Ramalho INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS E MATERIAIS. AQUISIÇÃO DE TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO. PROPAGANDA ENGANOSA. FRAUDE COMPROVADA. RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA. PROCEDÊNCIA DO PEDIDO. IRRESIGNAÇÃO. APELO. PEDIDO DE REFORMA. CARÊNCIA DE AÇÃO. ILEGITIMIDADE. REJEIÇÃO. MANUTENÇÃO DA SENTENÇA. RECURSO DESPROVIDO. (...) Nos termos do art. 34, do CDC, o fornecedor do produto ou serviço é solidariamente responsável pelos atos de seus prepostos ou representantes autônomos. - Configurada a propaganda enganosa na venda de títulos de capitalização, impera-se a restituição integral da quantia paga pelo consumidor, bem como a indenização de eventual dano sofrido pelo mesmo. (TJPB - Acórdão do processo n órgão (2 Câmara Chiei) - Relator DESA. MARIA DE FATIMA M. B. CAVALCANTI - j. Em 25/03/2008) 411 VISTOS, relatados e discutidos estes autos, antes identificados: ACORDA a Egrégia Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba, em conformidade com o voto do Relator, à unanimidade, REJEITAR a preliminar e, no mérito, NEGAR PROVIMENTO, em harmonia com o parecer ministerial. RELATÓRIO VINÍCIUS MARQUES DE OLIVEIRA, CLÓVIS FRANÇA DA SILVA, PAULO DE ANCÂNTARA e RICARDO DE FARIAS PONTES, devidamente qualificados, ingressaram com uma Ação Indenizatória por danos morais e materiais em face da SUL AMÉRICA CAPITALIZAÇÃO S/A, alegando terem adquirido títulos de Gados A4. Ow

2 oupitaliziação para obtenção de moto que, na verdade, tratava-se de fraude praticada pelo escritório de representação da promovida. Aduziram, ainda, que quem intermediou a venda dos títulos ofereceu, também, a cada autor, "a liberação de valores em dinheiro para a aquisição de uma moto" (fl. 03). Depois, mediante notícias através da imprensa local, os promoventes ficaram sabendo que se tratava de uma fraude, sendo vítimas de propaganda enganosa, motivo pelo qual pugnaram pela procedência da ação, para condenar a empresa promovida a indenização por danos morais, além do ressarcimento de todos os valores pagos, a título de dano material. A SUL AMÉRICA, em sua contestação de fls. 49/68, arguiu a preliminar de carência de ação; alegando, inclusive, a ausência de litisconsorte passivo necessário, referente aos profissionais autônomos (corretores), que são responsáveis por seus atos. No mérito, requereu a improcedência do pedido inicial. Impugnação (fls. 99/104). Às fls. 223/230, a douta magistrada julgou procedente o pedido, condenando a promovida a devolver os valores pagos pelos autores, devidamente corrigidos, desde a data do evento, acrescidos de juros de 1% ao mês, a partir da citação. A título de danos morais, a promovida foi condenada a pagar, a cada autor, a quantia de R$1.000,00 (hum mil reais), também corrigidos. E, por fim, fixou os honorários em 15% sobre o valor da condenação. Tempestivamente, a promovida apelou pugnando pela reforma total da sentença, apara considerar a SULACAP parte ilegítima na demanda, visto a inexistência de Título de Capitalização registrado" perante a mesma (fls. 233/249). Em tempo hábil, os recorridos apresentaram contrarrazões (fls ), mantendo incólume a sentença guerreada. A douta Procuradoria de Justiça, em parecer encartado às fls , opinou pelo desprovimento do recurso. É o breve relatório. VOTO: Dr. CARLOS MARTINS BELTRÃO FILHO (Juiz Convocado): Conheço da presente apelação, porque presentes os requisitos de sua admissibilidade. Cuidam os autos de ação de indenização ajuizada pelos ora apelados em desfavor da apelante, para ver ressarcidos os valores pagos na aquisição de títulos de capitalização, ante a propaganda enganosa promovida por seus corretores. Após condenada, a promovida interpôs recurso apelatório objetivando reformar a sentença, pugnando pela improcedência do pedido exordial, ante ao acolhimento da preliminar de carência de ação. A seguradora suscitou a referida preliminar, por entender que os atos praticados pelos profissionais autônomos (corretores) não correspondem as da apelante, até porque "os apelados não são titulares de qualquer direito oriundo de contrato de capitalização firmado com a esta Seguradora e, por isso, não assiste razão quanto à propositura da ação" (fl. 239). Pois bem. A preliminar de carência de ação, referente a falta de legitimidade da apelante, não merece prosperar, pois esta Corte de Justiça, assim como outros

3 Ttibunaiá, já decidiram que há responsabilidade solidária da seguradora, quando libera corretores para oferecer seus produtos no mercado. Senão vejamos: (...) RELAÇÃO DE CONSUMO. VENDA DE TíTULO DE CAPITALIZAÇÃO. PUBLICIDADE ENGANOSA. INDUZIMENTO DAS PARTES CONTRATANTES A ERRO. RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA ENTRE A SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO E OS CORRETORES DE VENDA. RESTITUIÇÃO DOS VALORES PAGOS E DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. CABIMENTO. MANUTENÇÃO DO DECISUM. DESPROVIMENTO DO RECURSO. - Nos termos do art. 34, do CDC, o fornecedor do produto ou serviço é solidariamente responsável pelos atos de seus prepostos ou representantes autônomos. - Configurada a propaganda enganosa na venda de títulos de capitalização, impera-se a restituição integral da quantia paga pelo consumidor, bem como a indenização de eventual dano sofrido pelo mesmo. (TJPB - Acórdão do processo n Órgão (r Câmara Cível) - Relator DESA. MARIA DE FATIMA M. B. CAVALCANTI -j. Em 25/03/2008) (...) O fornecedor do produto ou serviço é solidariamente responsável pelos atos de seus prepostos ou representantes autônomos. - Configurada a propaganda enganosa na venda de títulos de capitalização, impera-se a restituição integral da quantia paga pelo consumidor, bem como a indenização de eventual dano sofrido pelo mesmo. (...). (TJP13 - Acórdão do processo n Órgão (1 a Câmara Chiei) - Relator DES. JOSE Dl LORENZO SERPA - j. Em 13/03/2008). Grifei. (...) Nos termos do art. 34 do Código de Defesa do Consumidor a responsabilidade da seguradora é objetiva e solidária em relação aos atos de seus prepostos ou representantes autônomos, que em seu nome, agenciam ou negociam contratos de seguro. (...). (TJIMG Apelação Cível N /001 Relator: Exmo. Sr. Des. José Affonso da Costa Côrtes Data do Julgamento: 12/02/2009 Data da Publicação: 18/03/2009). (...) - A seguradora é responsável solidária pelo pagamento da indenização devida à beneficiária da apólice de seguro, ainda que a corretora não lhe tenha repassado os prêmios quitados pelo contratante, nos termos do art. 34 do Código de Defesa do Consumidor, por tratar-se de culpa in eligendo" (TJ/MG Apelação Cível /000, Rel. Des. Alberto Vilas Boas, j /05). "AÇÃO DE RESSARCIMENTO - CORRETORA DE SEGUROS - APROPRIAÇÃO INDEVIDA DO VALOR PAGO PELA SEGURADA - SEGURADORA - RESPONSABILIDADE - DEVER DE INDENIZAR. Age com culpa in eligendo e possui responsabilidade solidária pelos danos causados, a seguradora que credencia e autoriza corretora de seguros a contratar coberturas com consumidores, sendo que esta, posteriormente, se apropria indevidamente dos valores pagos pelos segurados" (TJ/MG Apelação Cível /001, Rel. Des. Alvimar de Ávila, j. 16/05/07). Apesar de aduzir, em suas razões recursais, que a empresa de capitalização não deve fazer parte da presente demanda, devendo para tanto figurar apenas a corretora, responsável pela intermediação do negócio, vê-se que diante das jurisprudências supracitadas, a preliminar não merece acolhida, razão pela qual A REJEITO. No mérito, insiste a apelante que a sentença merece ser reformada, alegando que o corretor é mero intermediário entre a seguradora e segurado, sendo aquele Carbs 1VL be)

4 esponável pelos supostos danos causados aos autores, e não a ora apelante. Traz, ainda, a baila o fato de que a corretora não repassou a seguradora qualquer quantia paga pelos autores, sequer a proposta de subscrição do título de capitalização, para provar que existia algum vínculo entre as partes litigantes. Porém, não demonstrou que os corretores não são, de fato, seus representantes credenciados, ensejando a manutenção da sentença ora guerreada. Assim, a responsabilidade civil encontra suas diretrizes no artigo 186 do Código Civil, preconizando que todo "aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente mora!, comete ato ilícito". O ato de vontade no campo da responsabilidade civil, porém, deve revestir-se de ilicitude, no tocante a infringência de norma legal ou à violação de um dever de conduta, que tenha como resultado o prejuízo de outrem. Ambas as partes devem atuar com lealdade e cooperação, comprometendo-se mutuamente à garantia da palavra empenhada e respeitando as respectivas expectativas criadas, de modo a preservar o comportamento ético, com o fim de preservar a segurança jurídica das relações negociais. Ao violar tal princípio praticou o segundo réu ato ilícito, gerador da obrigação de reparar os danos causados. E não só os materiais, mas também os danos morais, haja vista a inequívoca perturbação interna que o golpe aplicado deve ter causado aos apelados, que se viram ludibriados, humilhados e impotentes diante da situação. Dessa forma, tratando-se de relação de consumo, estabelecida na aquisição de um título de capitalização pelos promoventes, sendo estes induzidos a erro pelos corretores da empresa ora apelante, inclusive, tendo a informação de que os títulos adquiridos consistiam na venda de motos, quando, na verdade, se tratava de um mero titulo de capitalização, a meu sentir, entendo haver existido, de fato, a referida publicidade enganosa, usando de prudência a ilustre juiza sentenciante, ao acolher o pleito exordial, condenando a apelante ao pagamento de uma indenização por danos morais, em valor razoável, e à devolução dos valores pagos pelos contratantes. Buscando eximir-se dessa obrigação, a apelante sustenta, em suas razões recursais, que não houve propaganda enganosa e que se, por acaso, tivesse ocorrido, esta seria de responsabilidade da corretora, que realizou o negócio jurídico em questão, sem sequer repassar os valores recebidos com a venda. Como bem frisou a douta magistrada sentenciante, o dano moral existiu, pois "os autores foram induzidos em erro, com promessas de vantagens especialissimas apresentadas pelo vendedor, na verdade inexistentes, o que acabou gerando frustração, um sofrimento diante da propaganda enganosa" (fls. 228/229). Para atrair os consumidores, as propagandas passavam a falsa impressão de que, aderindo ao plano oferecido, o consumidor conseguiria, rapidamente, a aquisição de uma moto que, segundo a própria recorrente, não é a finalidade do título de capitalização. O dano moral de fato existiu, mesmo que a empresa tente persuadir o Judiciário, com os mesmos argumentos suscitados na preliminar de carência de ação, ao afirmar que o dano deve ser indenizado pela corretora que vendeu um produto, oferecendo vantagens das quais não correspondem ao título em questão. A apelante confunde a preliminar com o mérito da causa, asseverando, constantemente, que "não há que se falar em relação jurídica entre estas partes, o que ettráb

5 limita a lide entre os autores e à figura da corretora" (fl. 245). Analisando, detidamente, os documentos colacionados aos autos, verifica-se que não era essa a informação passada ao consumidor. Tem-se que, na propaganda constante à fl. 22, que tinha como slogan a frase "Sul América Capitalização Super Fácil Moto", acompanhada do CNPJ (parte superior lado direito da página), comprova-se que a intenção dos apelados, de fato, era serem contemplados com uma moto, e não resgatar um mero título de capitalização, tão logo aderisse ao serviço disponibilizado. Observe-se, no entanto, que a fl. 23 consta o documento intitulado de "Documento de Garantia de Desconto na Aquisição de Motocicleta, vinculado a Título de Capitalização emitido por Sul América Capitalização S/A", com isso, percebe-se que, realmente, os apelados foram induzidos a erro, sendo lesados em sua moral e financeiramente. Assim, baseando-se na teoria da aparência, a responsabilidade da empresa/apetante emerge de forma clara, consoante reconheceu a magistrada singular, em sua sentença de fls. 223/230, que considerou solidária a responsabilidade da seguradora, ante aos atos praticados por seus corretores, devendo responder pela devolução da quantia paga pelos apelados, bem como pelos danos morais por eles experimentados, já que a publicidade enganosa, quando capaz de induzir a erro, constitui ato ilícito ensejador de tal indenização. O Código de Defesa do Consumidor agasalha essa tese ao estatuir, em seu art. 7' (parágrafo único), que: "Tendo mais de um autor a ofensa, todos responderão solidariamente pela reparação dos danos previstos nas normas de consumo? E diz mais: Art O fornecedor do produto ou serviço é solidariamente responsável pelos atos de seus propostos ou representantes autônomos. Em caso análogo, já se pronunciou no mesmo sentido a Egrégia Terceira Câmara Cível desta Corte de Justiça: Ação de Restituição c/c Danos Morais Titulo de Capitalização - Propaganda Enganosa - Responsabilidade Solidária da Sociedade de Capitalização pelos Atos dos seus Corretores de Venda - Procedência da Demanda: Restituição das Parcelas Pagas c/c Danos Morais - Irresignação - Título da Capitalização Vendido por Corretor Autônomo - Ausência de Responsabilidade da Empresa de Capitalização - Impossibilidade de Restituição Integral das Quantias Pagas - Argumentação Infundada - Indenização Estabelecida em Quantia Elevada - Constatação - Redução Provimento Parcial. - Nos termos do art. 34, do CDC, o fornecedor do produto ou serviço é solidariamente responsável pelos atos de seus prepostos ou representantes autônomos. Configurada a propaganda enganosa na venda de títulos de capitalização, impera-se a restituição integral da quantia paga pelo consumidor, bem como a indenização de eventual dano sofrido pelo mesmo. (...). (TJPB 3a Câmara Cível P. Cível /001 Relator: Des. Márcio Murilo da Cunha Ramos - J: ). Desse modo, considerando que o valor estipulado em primeiro grau é bastante razoável ao caso em questão, coadunando-se com o fato ocorrido, mantenho a sentença em todos seus termos, em harmonia com o parecer ministerial. Ante ao exposto, REJEITO A PRELIMINAR e, no mérito, NEGO PROVIMENTO ao presente apelo, mantendo incólume a sentença vergastada.

6 É tomo Voto. Presidiu os trabalhos o ínclito Desembargador MANOEL SOARES MONTEIRO, Participaram do julgamento, além do Relator, o Exmo. Dr. CARLOS MARTINS BELTRÃO FILHO (Juiz Convocado, com jurisdição limitada, para substituir o Des. Manoel Soares Monteiro), os Exmos. Des. José Di Lorenzo Serpa e José Ricardo Porto. Presente à Sessão a Exma. Dra. Vanina Nóbrega de Freitas Dias Feitosa. Sala de Sessões da Egrégia Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba, aos 25 dias do mês de Novembro do ano Dr. C RLOS IVíAáT1 ELTRÃO Fl O iáiz Convocado o,

7 TRIBUNAL DE JUSTIÇA C oordavado :Ia ti a diclária. Iteltstrage

VISTOS, relatados e discutidos estes autos, em que são partes as acima identificadas: RELATÓRIO

VISTOS, relatados e discutidos estes autos, em que são partes as acima identificadas: RELATÓRIO ESTADO DA PARAÍBA 21 PODER JUDICIÁRIO 1 Apelação Cível n. 888.2002.014.833-4/001 Relator: Des. Luiz Silvio Ramalho Júnior Apelante: GM Factoring Sociedade de Fomento Comercial Ltda Advogada: Maria Irinea

Leia mais

+ -47 41.1 ' r, ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. JORGE RIBEIRO NÓBREGA

+ -47 41.1 ' r, ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. JORGE RIBEIRO NÓBREGA t. + -47 41.1 ' r ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. JORGE RIBEIRO NÓBREGA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2004.024269-3/001 Oriundo da 7a Vara Cível da Comarca de Campina Grande-PB

Leia mais

41,14'1 ti. tha. ojlnt. Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça ACÓRDÃO

41,14'1 ti. tha. ojlnt. Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça ACÓRDÃO . - - 41,14'1 ti tha ojlnt Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 200.2007.792.417-9/001 João Pessoa RELATOR: Miguel de Britto Lyra Filho, Juiz de Direito Convocado

Leia mais

1, 91 I, L.; Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D.

1, 91 I, L.; Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. # 1' AC no 001.2008.015902-1/001 1 1, 91 I, L.; Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. Ferreira ACÓRDÃO 4110 APELAÇÃO Chi/EL

Leia mais

AUSÊNCIA DE PROVAS IMPROCEDÊNCIA DO PEDIDO APLICAÇÃO DO ART. 333, I, DO CPC

AUSÊNCIA DE PROVAS IMPROCEDÊNCIA DO PEDIDO APLICAÇÃO DO ART. 333, I, DO CPC , a.. A -+ 411.00 lk )1)ER PAU ÁRO TRBUNAL DT JUSTÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABNETE 1 )F.SEMBARGADOR MANDE. PAU MO DA LUZ ACÓRDÃO/ Apelação Cível n" 0012005035775-3/001 i a Vara Cível da Comarca de Campina

Leia mais

ACÓRDÃO. Ao contrário do que afirma a apelante, não existem provas de que o condutor do veículo de propriedade do segundo promovido

ACÓRDÃO. Ao contrário do que afirma a apelante, não existem provas de que o condutor do veículo de propriedade do segundo promovido ESTADO DA PARAIBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gah. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO APELAÇÃO Cá/EL N 016.2009.000727-5/ 001 RELATOR: Des. Genésio Gomes Pereira Filho APELANTE: Nikanora

Leia mais

. Desembargador José Di Lorenzo Serpa. Costa).

. Desembargador José Di Lorenzo Serpa. Costa). ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNALDE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 098.2008.000211-01001. Relator. Desembargador José Di Lorenzo Serpa. Apelante Banco do Brasil S/A (Adv.:

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 078.2009.000134-4/001. Relator: Des. José Di Lorenzo Serpa. Apelante: BSE S/A Claro (Adv. Rossana

Leia mais

VISTOS, relatados e discutidos estes autos, em que são partes as acima identificadas:

VISTOS, relatados e discutidos estes autos, em que são partes as acima identificadas: . ' ESTADO DA PARAÍBA t-n " PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Apelação Civel n 200.2004.038313-1/001 Relator: Des. Luiz Silvio Ramalho Júnior Apelante: Executivos Administração e Promoção de Seguros

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo ACÓRDÃO Registro: 2015.0000941456 Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 4001661-41.2013.8.26.0114, da Comarca de Campinas, em que é apelante

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2008.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2008. Ntátuald, TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA - APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2008.012051-0/002, ORIGEM :Processo n. 001.2008.012051-0 da 3 a Vara

Leia mais

ACÓRDÃO. Rio de Janeiro, 05 de outubro de 2010. Desembargador ROBERTO FELINTO Relator

ACÓRDÃO. Rio de Janeiro, 05 de outubro de 2010. Desembargador ROBERTO FELINTO Relator DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL Apelação Cível nº 0355516-46.2008.8.19.0001 Apelante 1 : AZZURRA PARIS VEÍCULOS LTDA. Apelante 2 : SUL AMÉRICA COMPANHIA NACIONAL DE SEGUROS Apelados 1 : OS MESMOS Apelado 2

Leia mais

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator RECURSO INOMINADO Nº 2006.3281-7/0, DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE FAZENDA RIO GRANDE RECORRENTE...: EDITORA ABRIL S/A RECORRIDO...: RAFAELA GHELLERE DAL FORNO RELATOR...: J. S. FAGUNDES CUNHA

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA, Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 2 200.2006.058.165-51001.

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA, Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 2 200.2006.058.165-51001. ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA, Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 2 200.2006.058.165-51001. Relator :Dr. Marcos William de Oliveira, Juiz de Direito convocado em substituição

Leia mais

; i» 11 rt_j. 11. 1 '' J!I -%4. ç N111 iái 11;:--;'- Nuer,-1110

; i» 11 rt_j. 11. 1 '' J!I -%4. ç N111 iái 11;:--;'- Nuer,-1110 1 4...à, '' A ja i ; i» 11 rt_j. 11. 1 '' J!I -%4 ç N111 iái 11;:--;'- Nuer,-1110 ESTADO DA PARAIBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO.1CÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL

Leia mais

- A nossa legislação civil estabelece que os contratos de seguros

- A nossa legislação civil estabelece que os contratos de seguros 5, 12, 4:1 14; PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DESEMBARGADOR MANOEL PAUUNO DA LUZ ACÓRDÃO-" Apelação Cível n 200.2004.050561-8/001 zia Vara da Fazenda Pública da Capital.

Leia mais

- A tempestividade deve ser comprovada quando da interposição do recurso.

- A tempestividade deve ser comprovada quando da interposição do recurso. .;. ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO AGRAVO INTERNO N 2 027.2008.001657-2/001. Relator: Des. José Di Lorenzo Serpa. Agravante: MBM Seguradora S.A (Adv.:

Leia mais

4A, 'IA' , tel 1. (%/3 ai2~ ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa

4A, 'IA' , tel 1. (%/3 ai2~ ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa 4A, 'IA', tel 1 (%/3 ai2~ ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 016.2007.000.922-61001. RELATOR : Des. José Di Lorenzo Serpa APELANTE :

Leia mais

ACÓRDÃO. -náj~ AC no 001.2008.006016-1/001

ACÓRDÃO. -náj~ AC no 001.2008.006016-1/001 -náj~ -,7,7 g5 Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. Ferreira ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL No 001.2008.006016-1/001 - CAMPINA

Leia mais

kidot ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO Improvimento do apelo.

kidot ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO Improvimento do apelo. -1', kidot ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO 2 ( ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 200.2003.033.592-7, oriunda da 13 a Vara Cível da Comarca da Capital RELATOR

Leia mais

+t+ Ammg *ESTADO DA PARAÍBA. PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho

+t+ Ammg *ESTADO DA PARAÍBA. PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho 4. +t+ Ammg *ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 026.2008.000368-9/001 Comarca de Piancó RELATOR: Des. Genésio Gomes Pereira

Leia mais

VOTO. ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAI[BA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA

VOTO. ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAI[BA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAI[BA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 018.2010.000261-9/001 ORIGEM : zr Vara da Comarca de Guarabira. RELATOR

Leia mais

,^0; 71/3ápf. d.) ír.o.t.lra

,^0; 71/3ápf. d.) ír.o.t.lra ,^0; 71/3ápf Moto/ 2udiço, d.) ír.o.t.lra ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 035.2005.000.510-3/001 - Sapé RELATOR: Miguel de Britto Lyra Filho, Juiz de Direito convocado APELANTE: INTERNÁUTICA INFORMÁTICA LTDA

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2005.033850-6/001 - r Vara Cível da Comarca de Campina Grande -PB. RELATOR 1 APELANTE

Leia mais

ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA 'TRIBUNAL DE JUSTIÇA

ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA 'TRIBUNAL DE JUSTIÇA ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA 'TRIBUNAL DE JUSTIÇA Apelação Cível n2 200.2009.027892-61001 Origem : 13 2 Vara Cível da Comarca da Capital Relator : Desembargador Frederico Martinho da Nóbrega

Leia mais

Processo no. 200.2009.000.751-5/001. ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque

Processo no. 200.2009.000.751-5/001. ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque Acórdão APELAÇÃO CÍVEL - no. 200.2009.000.751-5/001 Relator: Dr. Eduardo José de Carvalho

Leia mais

1,4, 4,f4ã4' #2."" "ru3 muni r5" ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. SAULO HENRIQUES DE SÁ E BENE VIDES

1,4, 4,f4ã4' #2. ru3 muni r5 ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. SAULO HENRIQUES DE SÁ E BENE VIDES 1,4, 4,f4ã4' #2."" "ru3 muni r5" ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. SAULO HENRIQUES DE SÁ E BENE VIDES 1111 ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 200.2003.517143-4/001 7' Vara da Fazenda

Leia mais

(414e. (41't3 rummir24. &dada da ga,rada gade. r fadidckda 51illuaa1 /ao/iça

(414e. (41't3 rummir24. &dada da ga,rada gade. r fadidckda 51illuaa1 /ao/iça ,s (414e (41't3 rummir24 &dada da ga,rada gade. r fadidckda 51illuaa1 /ao/iça çadlizete da..ge..itarcao tz Saída Malar ACÓRDÃO 4(.1 APELAÇÃO CÍVEL N. 888.2004.010426-4/001 - CAPITAL RELATOR : Dr. Romero

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba Gabinete do Desembargador José Ricardo Porto

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba Gabinete do Desembargador José Ricardo Porto . Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba Gabinete do Desembargador José Ricardo Porto o ACÓRDÃO EMBARGOS DE DECLARAÇÃO N 001.2008.012917-21001 RELATOR : Desembargador José Ricardo Porto,

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO 111 AGRAVO DE INSTRUMENTO N 2 001.2008.016272-8 /002 - Capital RELATOR: Carlos Antônio Sarmento, Juiz

Leia mais

:João Batista Barbosa - Juiz Convocado. Apelante :Unibanco AIG Seguros S/A (Adv. Vanessa Cristina de Morais Ribeiro e outros).

:João Batista Barbosa - Juiz Convocado. Apelante :Unibanco AIG Seguros S/A (Adv. Vanessa Cristina de Morais Ribeiro e outros). APELAÇÃO CÍVEL N 200.2008.032.045-61 001. Relator :João Batista Barbosa - Juiz Convocado. Apelante :Unibanco AIG Seguros S/A (Adv. Vanessa Cristina de Morais Ribeiro e outros). Apelado :Evaldo de Lima

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 695.205 - PB (2004/0145940-1) RELATOR RECORRENTE ADVOGADOS RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO CARLOS ALBERTO MENEZES DIREITO : BANCO DO BRASIL S/A : MAGDA MONTENEGRO PAULO LOPES DA SILVA

Leia mais

~14 - 1891,( Poder Judiciário do Estado da Parai Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves çigito de A. D.

~14 - 1891,( Poder Judiciário do Estado da Parai Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves çigito de A. D. AC no 200.2008.042.249-2/001 1 ~14-1891,( Poder Judiciário do Estado da Parai Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves çigito de A. D. Ferreira ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL No 200.2008.042.249-2/001

Leia mais

' 4LI\jsi. ..-1111W-i1i ;1- -

' 4LI\jsi. ..-1111W-i1i ;1- - ; I. ' 4LI\jsi..-1111W-i1i ;1- - I ~J,Alt 4!}. =77F PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES a. MARIA DAS NEVES DO EGITO DE A. ERREIRA ACÓRDÃO APELAÇÃO Cá/EL N o 001.2006.003238-8/001

Leia mais

VISTOS, relatados e discutidos, os autos

VISTOS, relatados e discutidos, os autos f ST. *!Yont',.> ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO 00 APELAÇÃO CÍVEL N 001.2002.015648 3/ 001 - Campina Grande RELATOR: João Benedito

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba Gabinete da Desa. Maria das Graças Morais Guedes

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba Gabinete da Desa. Maria das Graças Morais Guedes Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba Gabinete da Desa. Maria das Graças Morais Guedes ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL NQ 001.2010.018987-5/001 Relatora Apelante Advogada Apelada Desembargadora

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO Registro: 2013.0000209289 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0017770-14.2003.8.26.0224, da Comarca de Guarulhos, em que é apelante/apelado HSBC SEGUROS ( BRASIL ) S/A, são

Leia mais

11è 8 3(21 . * ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO

11è 8 3(21 . * ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO 4. * 8 3(21 ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 200.2003.018359-0/001 i a Vara Cível da Comarca da Capital RELATOR : Des. MANOEL

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO Relator: Dra Maria das Graças Morais Guedes, Juíza de Direito Convocada erri substituição ao Des. José Di Lorenzo Serpa

Leia mais

substituição ao Des. José Di Lorenzo Serpa.

substituição ao Des. José Di Lorenzo Serpa. ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa APELAÇÃO CÍVEL N. 040.2008.000891-1/001. Relator: Marcos William de Oliveira, Juiz Convocado em substituição ao Des. José Di

Leia mais

ACÓRDÃO. São Caetano do Sul, em que são apelantes GAFISA S/A (E. OUTROS(AS)) e ABYARA BROKERS INTERMEDIAÇÃO

ACÓRDÃO. São Caetano do Sul, em que são apelantes GAFISA S/A (E. OUTROS(AS)) e ABYARA BROKERS INTERMEDIAÇÃO Registro: 2014.0000543XXX ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº XXXXXXX-97.2011.8.26.0565, da Comarca de São Caetano do Sul, em que são apelantes GAFISA S/A (E OUTROS(AS)) e

Leia mais

35 a Câmara A C O R D A O *01967384*

35 a Câmara A C O R D A O *01967384* ^ TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SAO PAULO 3 SEÇÃO DE DIREITO PRIVADO J APELAÇÃO S/ REVISÃO N 1031227-0/3 35 a Câmara Comarca de SÃO PAULO 4 0.V.CÍVEL Processo 37645/05 APTE CMW PLANEJAMENTO E CONSULTORIA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2011.0000299990 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 9000322-04.2010.8.26.0037, da Comarca de Araraquara, em que é apelante/apelado DORIVAL CAVICHIONI JUNIOR (JUSTIÇA

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA .. -. 1 é/é é) * 119 + :'-' 4. Al, 6 ('SN 4- 'MS,fierini!O ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N2 001.2006.029.594-4/001. Relator :Des. José

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa e ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO AGRAVO INTERNO N 009.2008.001331-5/001. Relator: Dr. Aluízio Bezerra Filho, Juiz de Direito Convocado em substituição

Leia mais

CÍVEL Nº 71002427482 COMARCA DE PORTO ALEGRE

CÍVEL Nº 71002427482 COMARCA DE PORTO ALEGRE COBRANÇA. CONSUMIDOR. CONTRATO. SEGURO DE VIDA. RESSARCIMENTO/COMPLEMENTAÇÃO DE AUXILIO FUNERAL. DEVOLUÇÃO EM DOBRO DAS PRESTAÇÕES COBRADAS/PAGAS APÓS A MORTE DO SEGURADO. 1. Restou incontroversa a contratação

Leia mais

OITAVA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

OITAVA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO OITAVA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO APELAÇÃO CÍVEL Nº 2008.001.56923 APELANTE: BRADESCO SAÚDE S/A APELADA: VÂNIA FERREIRA TAVARES RELATORA: DES. MÔNICA MARIA COSTA APELAÇÃO

Leia mais

- A PBPREV é autarquia previdenciária estadual

- A PBPREV é autarquia previdenciária estadual AC no 200.2010.039908-4/001 1 Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. Ferreira ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL No 200.2 010.039908-4/001

Leia mais

TERCEIRA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 28345/2003 - CLASSE II - 23 - COMARCA CAPITAL

TERCEIRA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 28345/2003 - CLASSE II - 23 - COMARCA CAPITAL APELANTE(S): APELADA(S): INFOWORLD TECNOLOGIA EM INFORMÁTICA LTDA. DATEX COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA. - ME Número do Protocolo: 28345/2003 Data de Julgamento: 12-11-2003 EMENTA EMBARGOS À EXECUÇÃO - CHEQUE

Leia mais

Simões Rodrigues Advogados Associados S. C. José Ricardo Simões Rodrigues OAB RO 8888 Cláudio Roberto Simões Rodrigues OAB RO 9999

Simões Rodrigues Advogados Associados S. C. José Ricardo Simões Rodrigues OAB RO 8888 Cláudio Roberto Simões Rodrigues OAB RO 9999 EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) DE DIREITO DA 4ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE ROLIM DE MOURA - RO Autos N.: 010060099999 Classe: AÇÃO DE REPARAÇÃO POR DANOS MORAIS E MATERIAIS Requerente: TATIANE DAS FLORES

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 6ª Câmara de Direito Privado ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 6ª Câmara de Direito Privado ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2012.0000638132 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0010183-26.2011.8.26.0008, da Comarca de São Paulo, em que é apelante/apelado ALICE FERNANDES SANCHES, é apelado/apelante

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho \,, *.. _ ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL n g- 001.2005.017735-9/001 Comarca de Campina Grande RELATOR : Des. Genésio

Leia mais

VISTOS, relatados e discutidos estes autos acima identificados;

VISTOS, relatados e discutidos estes autos acima identificados; ESTADO DA PARAÍBA 24 PODER JUDICIÁRIO. TRIBUNAL DE JUSTIÇA Apelação Cível n 2004.009343-2 Relator: Des. Luiz Silvio Ramalho Júnior Apelante: José Caitano de Oliveira. Advogado: Em causa própria. Apelado:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 9ª Câmara de Direito Privado ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 9ª Câmara de Direito Privado ACÓRDÃO Registro: 2014.0000760XXX ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0057XXX- 94.2009.8.26.0405, da Comarca de Osasco, em que é apelante COOPERATIVA HABITACIONAL PLANALTO, é apelado

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho 1 ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL n 200.2008.034405-0/001 RELATOR: Juiz Aluízio Bezerra Filho (convocado em substituição

Leia mais

VISTOS, relatados e discutidos, os autos acima

VISTOS, relatados e discutidos, os autos acima ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Gen ésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO AGRAVO DE INSTRUMENTO N 001.2011.015750-81001 RELATOR : Dr. Aluízio Bezerra Filho, Juiz Convocado para

Leia mais

EMENTA: CIVIL. Ação declaratória c/c reparatória

EMENTA: CIVIL. Ação declaratória c/c reparatória 1 I c4j1,1';,i N 001.2006.006.866-3/001 - - -= ACÓRDÃO N a. 001.2006.006.866-3/001. RELATOR Desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque APELANTE Joseilton Lima de Andrade Adv. Fabio Severiano do Nascimento.

Leia mais

ficóricio Vistos etc. .Acord-am os membros da Egrégia Segunda Câmara Chie! do

ficóricio Vistos etc. .Acord-am os membros da Egrégia Segunda Câmara Chie! do ficóricio Toder Judikiário TnUnal de Justiça do Estado da Paraíba çabinete da Desembargadora 7l1aria de Tátima _Moraes Bezerra Cava fcanti APELAÇÃO CÍVEL N.. 025.2002.018370-0 / 001 - Patos RELATORA Des.a

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO GABINETE DO EXMO. DES. MÁRCIO MURILO DA CUNHA RAMOS

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO GABINETE DO EXMO. DES. MÁRCIO MURILO DA CUNHA RAMOS f.- ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO GABINETE DO EXMO. DES. MÁRCIO MURILO DA CUNHA RAMOS ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 018.2010.001180-0/001 r Vara da Comarca de Guarabira RELATOR: Dr. João Batista Barbosa,

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR JOÃO ALVES DA SILVA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 200.2011.007481-8/001 RELATORA : Vanda Elizabeth Marinho Juíza Convocada APELANTE : Adriano Damasceno

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA. Acorda a Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraiba, por unanimidade, DAR PROVIMENTO AO RECURSO

ESTADO DA PARAÍBA. Acorda a Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraiba, por unanimidade, DAR PROVIMENTO AO RECURSO r rtl (4:, -,iaáro ESTADO DA PARAÍBA al 4. ' PODER JUDICIARIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Desembargador 1891 iiriír7v Marcos Cavalcanti J 0-"LT-Irj de Albuquerque ri bile: ACÓRDÃO N 001 2006 028 192-8/002

Leia mais

ta. Pgi. ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho

ta. Pgi. ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ta. Pgi. ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 200.2005.064190-7/001 - i a Vara Cível da Capital RELATOR : Juiz Eduardo José

Leia mais

MN* -- ESTADO DA PARAÍBA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 0 200.2004.049.358-3/001. .é41 kat 4,0' -44

MN* -- ESTADO DA PARAÍBA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 0 200.2004.049.358-3/001. .é41 kat 4,0' -44 I.é41 kat 4,0' -44 n It151' 4 1%) 4ij ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNALDE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 0 200.2004.049.358-3/001. Relator : Des. José Di Lorenzo Serpa.

Leia mais

ip APELANTE: João Onofre de Lima

ip APELANTE: João Onofre de Lima ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACORDÃO APELAÇÃO CÍVEL n.200.2000.020286-7/ 001 RELATOR: Des. Genésio Gomes Pereira Filho ip APELANTE: João

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 91 Registro: 2014.0000560120 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 4008523-94.2013.8.26.0577, da Comarca de São José dos Campos, em que é apelante ULYSSES PINTO NOGUEIRA,

Leia mais

ar, Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Gabinete do Desembargador Jorge Ribeiro Nábrega

ar, Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Gabinete do Desembargador Jorge Ribeiro Nábrega :._ * 190\' ar, Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Gabinete do Desembargador Jorge Ribeiro Nábrega ACÓRDÃO AGRAVO DE INSTRUMENTO N. 200.2004.0624948 Oriundo a 8a Vara Cível da Comarca da Capital

Leia mais

357 VIGÉSIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR APELAÇÃO CÍVEL PROCESSO Nº 0005263-56.2012.8.19. ANA MARIA PEREIRA DE OLIVEIRA

357 VIGÉSIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR APELAÇÃO CÍVEL PROCESSO Nº 0005263-56.2012.8.19. ANA MARIA PEREIRA DE OLIVEIRA VIGÉSIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR APELAÇÃO CÍVEL APELANTE: BANCO DO BRASIL S/A APELANTE: CLAUDIO FELIPE CUSTODIO LESSA APELADO: OS MESMOS RELATOR: DES. ANA MARIA PEREIRA DE OLIVEIRA Relação de consumo.

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa. CONSUMIDOR. Apelações Cíveis. Serviço de telefonia

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa. CONSUMIDOR. Apelações Cíveis. Serviço de telefonia ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO APELAÇÃO Cá/EL N. 001.2006.007569-2/001. Relator: Des. José de Lorenzo Serpa. Apelantes: Telemar Norte Leste S/A (Adv.

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO fls. 180 Registro: 2015.0000572048 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1022498-16.2013.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que são apelantes/apelados ROBERTO CARLOS MONTEIRO

Leia mais

7ª CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL N.º 798.202-7 DA COMARCA DE CERRO AZUL VARA ÚNICA

7ª CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL N.º 798.202-7 DA COMARCA DE CERRO AZUL VARA ÚNICA 7ª CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL N.º 798.202-7 DA COMARCA DE CERRO AZUL VARA ÚNICA Apelante: MUNICÍPIO DE CERRO AZUL Apelado: ESTADO DO PARANÁ Relator: Des. GUILHERME LUIZ GOMES APELAÇÃO CÍVEL AÇÃO ANULATÓRIA

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Ng- 018.2006.002439-7/001 (Oriunda da 4fī Vara da Comarca de Guarabira/PB)

APELAÇÃO CÍVEL Ng- 018.2006.002439-7/001 (Oriunda da 4fī Vara da Comarca de Guarabira/PB) ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO DECISÃO APELAÇÃO CÍVEL Ng- 018.2006.002439-7/001 (Oriunda da 4fī Vara da Comarca de Guarabira/PB) RELATOR APELANTE

Leia mais

VISTOS, RELATADOS E DISCUTIDOS os presentes autos em que é Agravante Ivanildo Faustino da Silva e Agravada Justiça Pública;

VISTOS, RELATADOS E DISCUTIDOS os presentes autos em que é Agravante Ivanildo Faustino da Silva e Agravada Justiça Pública; , / títtil %finem! ' PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DES. ANTONIO CARLOS COÊLII0 DA FRANCA ACÓRDÃO Agravo em Execução n. 025.2004.000352-4/002 5' Vara da Comarca de

Leia mais

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos, em que figuram como partes as acima nominadas,

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos, em que figuram como partes as acima nominadas, ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DO DES. LEANDRO DOS SANTOS APELAÇÃO CÍVEL N 200. 2009.032900-01001 RELATOR : Des. Leandro dos Santos APELANTE : Vitor José de Farias

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO I 4 PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 00.2007.08840-2/00 RELATOR: Des. Manoel Soares Monteiro APELANTE: Edney Geovani Dias Agra

Leia mais

JI WrIlei. ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho

JI WrIlei. ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ).,, JI WrIlei ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO AGRAVO DE INSTRUMENTO n 041.2007.001993-4/001 RELATOR: Eduardo José de Carvalho Soares

Leia mais

SENTENÇA. Processo nº: 1026847-91.2015.8.26.0100 Classe Assunto: Procedimento Ordinário - Rescisão do contrato e devolução do dinheiro

SENTENÇA. Processo nº: 1026847-91.2015.8.26.0100 Classe Assunto: Procedimento Ordinário - Rescisão do contrato e devolução do dinheiro fls. 375 SENTENÇA Processo nº: 1026847-91.2015.8.26.0100 Classe Assunto: Procedimento Ordinário - Rescisão do contrato e devolução do dinheiro Requerente: Luiz Eduardo Possagnolo Requerido: Gafisa Spe-127

Leia mais

VOTO APELAÇÃO N. RELATOR 1 APELANTE ADVOGADO 2 APELANTE ADVOGADO APELADO ADVOGADO

VOTO APELAÇÃO N. RELATOR 1 APELANTE ADVOGADO 2 APELANTE ADVOGADO APELADO ADVOGADO 4t444.0. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAIBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLFVELR.A ACÓRDÃO APELAÇÃO N. RELATOR 1 APELANTE 2 APELANTE APELADO 017.2005.000.473-2/001-2. Vara da Comarca de Esperança

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO / - juurrilis P. ' PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 200.2009.017147-7/ 001 RELATOR: Des. Manoel Soares Monteiro APELANTE: PREVI

Leia mais

,41281C1. ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa

,41281C1. ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa 0,41281C1 ACÓRDÃO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa APELAÇÃO CÍVEL N o 200.2006.030929-7/001. Relator: Des. José Di Lorenzo Serpa. Apelante: CAGEPA Cia. de Água

Leia mais

3 351ity, '1211. ,ffl O. :Y/ r Gabinete do Desembargador TRIBUNAL DE JUSTIÇA

3 351ity, '1211. ,ffl O. :Y/ r Gabinete do Desembargador TRIBUNAL DE JUSTIÇA 4~~1~1~,- - _ - - - -- 1 1 j : 3 351ity, '1211 "71:\ ikl ESTADO DA PARA(BA t UM I PODER JUDICIÁRIO - 1. TRIBUNAL DE JUSTIÇA,ffl O. :Y/ r Gabinete do Desembargador 1891 III, / Marcos Cavalcanti de Albuquerque

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2014.0000422XXX ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº XXXXXX- XX.2008.8.26.0000, da Comarca de, em que são apelantes GUILHERME (Omitido) e outras, são apelados KLASELL

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE FERNANDÓPOLIS FORO DISTRITAL DE OUROESTE JUIZADO ESPECIAL CÍVEL E CRIMINAL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE FERNANDÓPOLIS FORO DISTRITAL DE OUROESTE JUIZADO ESPECIAL CÍVEL E CRIMINAL fls. 1 CONCLUSÃO Aos 12 de julho de 2013, faço os presentes autos conclusos ao MM. Juiz de Direito Dr. LUIZ GUSTAVO ROCHA MALHEIROS. Eu (Daniela Dacyszyn Leme Macedo), Escrivã Judicial II Substituta, digitei.

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO GABINETE DO EXMO. DES. MÁRCIO MURILO DA CUNHA RAMOS

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO GABINETE DO EXMO. DES. MÁRCIO MURILO DA CUNHA RAMOS ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO GABINETE DO EXMO. DES. MÁRCIO MURILO DA CUNHA RAMOS ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 200.2010.046652-9/001 8 Vara Cível da Capital RELATOR: Dr. Tércio Chaves de Moura, Juiz convocado

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR JOSÉ RICARDO PORTO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR JOSÉ RICARDO PORTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR JOSÉ RICARDO PORTO ACÓRDÃO AGRAVO DE INSTRUMENTO N. 200.2011.020903-4/001 - CAPITAL. Relator :Des. José Ricardo Porto.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.0000421989 ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.0000421989 ACÓRDÃO fls. 243 Registro: 2015.0000421989 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1114351-72.2014.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante BROOKFIELD SÃO PAULO EMPREENDIMENTOS

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.0000029594 ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.0000029594 ACÓRDÃO fls. 242 Registro: 2015.0000029594 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1033459-16.2013.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante CALGARY INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS

Leia mais

VISTOS, RELATADOS E DISCUTIDOS os presentes autos

VISTOS, RELATADOS E DISCUTIDOS os presentes autos ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO GABINETE DO DES. SAULO HENRIQUES DE SÁ E BENEVIDES. ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2007.024438-7/001 7a Vara Cível da Capital. RELATOR :Des. Saulo Henriques de Sá e Benevides.

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. do Des. Genésio Gomes Pereira Filho

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. do Des. Genésio Gomes Pereira Filho ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. do Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 001.2006.001.692-8/001 3 a Vara de Família Comarca de Campina Grande RELATOR: APELANTE:

Leia mais

itmint, Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D.

itmint, Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. AC no 001.2005.000.540-2/001 1 itmint, Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. Ferreira ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL No 001.2005.000.540-2/001

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO , 1. ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. MANOEL SOARES MONTEIRO ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2007.006.998-2/001 RELATOR: DES. MANOEL SOARES MONTEIRO APELANTE: Tim Nordeste

Leia mais

Juiz LEANDRO BORGES DE FIGUEIREDO Acórdão Nº 799.539 E M E N T A

Juiz LEANDRO BORGES DE FIGUEIREDO Acórdão Nº 799.539 E M E N T A Poder Judiciário da União TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS Órgão 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do Distrito Federal Processo N. Apelação Cível do Juizado Especial 20140710018247ACJ

Leia mais

ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Apelação Cível ri 026.2006.000553-0/001 Origem : 2 4 Vara da Comarca de naná

ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Apelação Cível ri 026.2006.000553-0/001 Origem : 2 4 Vara da Comarca de naná ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA Apelação Cível ri 026.2006.000553-0/001 Origem : 2 4 Vara da Comarca de naná TRIBUNAL DE JUSTIÇA Relator : Desembargador Frederico Martinho da NObrega Coutinho

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 10ª Turma INDENIZAÇÃO. DANO MORAL. ATRASO NA ENTREGA DAS GUIAS DO FGTS E SEGURO- DESEMPREGO. A demora injustificada na entrega das guias do FGTS e do Seguro- Desemprego, feita ultrapassado o decêndio

Leia mais

Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios

Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios Órgão 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do Distrito Federal Processo N. Apelação Cível do Juizado Especial 20120111781267ACJ

Leia mais

PODER JUDIGÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR MANOEL PAUUNO DA LUZ

PODER JUDIGÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR MANOEL PAUUNO DA LUZ 1' t PODER JUDIGÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR MANOEL PAUUNO DA LUZ ACÓRDÃO Embargos de Declaração na Apelação Cível n 001.2004.027809-3/001 7' Vara Cível da Comarca

Leia mais

Florianópolis, 29 de fevereiro de 2012.

Florianópolis, 29 de fevereiro de 2012. Apelação Cível n. 2011.025929-8, de Imbituba Relator: Des. Jaime Luiz Vicari AÇÃO DE COBRANÇA SECURITÁRIA CUMULADA COM INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. ALEGAÇÃO DE DOENÇA PRÉ-EXISTENTE À CONTRATAÇÃO. SEGURADO

Leia mais

Processo n 702.02.009965-2 AÇÃO REPARATÓRIA DE DANO DECORRENTE DE ATO ILÍCITO. Réus: MARCOS ROBERTO PINCELA MATEUS e SADIA S/A

Processo n 702.02.009965-2 AÇÃO REPARATÓRIA DE DANO DECORRENTE DE ATO ILÍCITO. Réus: MARCOS ROBERTO PINCELA MATEUS e SADIA S/A Processo n 702.02.009965-2 AÇÃO REPARATÓRIA DE DANO DECORRENTE DE ATO ILÍCITO Autor: OLAIR MARQUES CARRIJO Réus: MARCOS ROBERTO PINCELA MATEUS e SADIA S/A Denunciada: SUL AMÉRICA CIA. NACIONAL DE SEGUROS

Leia mais

Sentença. 1. Relatório. Relatório dispensado (artigo 38 da Lei 9.099/95). 2. Fundamentação

Sentença. 1. Relatório. Relatório dispensado (artigo 38 da Lei 9.099/95). 2. Fundamentação Processo : 2013.01.1.151018-6 Classe : Procedimento do Juizado Especial Cível Assunto : Contratos de Consumo Requerente : CELSO VIEIRA DA ROCHA JUNIOR Requerido : EMPRESA EBAZAR Sentença 1. Relatório Relatório

Leia mais

na. oulried -,41404,r), Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Gabinete do Des. MANOEL SOARES MONTEIRO

na. oulried -,41404,r), Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Gabinete do Des. MANOEL SOARES MONTEIRO ime na. oulried -,41404,r), ACÓRDÃO Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Gabinete do Des. MANOEL SOARES MONTEIRO AGRAVO DE INSTRUMENTO N 200.2003.018070-31001, Oriundo da 1 Vara Cível da Comarca

Leia mais