O ESPAÇO RURAL e a EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O ESPAÇO RURAL e a EDUCAÇÃO AMBIENTAL"

Transcrição

1 EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO MEIO RURAL O ESPAÇO RURAL e a EDUCAÇÃO AMBIENTAL Luciano Gebler, MSc

2 TESTE DE NIVELAMENTO 1 - O MEIO RURAL É : A - REGIÃO ONDE É FEITO O DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES AGRÍCOLAS; B - REGIÃO ONDE PRIORITÁRIAMENTE SÃO FEITOS TRABALHOS ENVOLVENDO A PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA; C - REGIÃO SITUADA FORA DOS CENTRO URBANOS, ÁREAS DE SEGURANÇA NACIONAL E ÁREAS DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL; D - REGIÃO DEVIDAMENTE DEFINIDA SITUADA FORA DO PERÍMETRO URBANO; E - REGIÃO DEFINIDA PELA PRESENÇA DE PRODUÇÃO DE GRÃOS, PECUÁRIA, TURISMO RURAL E OUTRAS QUE FAZEM PARTE DO AGRONEGÓCIO.

3 TESTE DE NIVELAMENTO 2 - CITE UM EXEMPLO DE AMBIENTE EM SITUAÇÃO CLÍMAX: A - NO DESERTO APÓS UMA CHUVA TORRENCIAL DE INVERNO; B - EM UMA ÁREA DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA APÓS A RETIRADA DAS ÁRVORES MADURAS; C - EM UM ASSENTAMENTO HUMANO NA ÁREA RURAL; D - EM UM CAMPO, ESTABELECIDO APÓS A DERRUBADA DA MATA EXISTENTE; E - NENHUMA DAS RESPOSTAS ACIMA

4 TESTE DE NIVELAMENTO 3 A AGENDA 21 É: A DOCUMENTO QUE REUNE RECOMENDAÇÕES PARA GOVERNOS, ONGS, AGÊNCIAS REGULADORAS E A SOCIEDADE EM GERAL VISANDO A SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL AO LONGO DO SÉCULO XXI; B - DOCUMENTO DESTINADO A REGULAMENTAR AS ATIVIDADES DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL A PARTIR DE 2001; C UM DOCUMENTO VISANDO A UNIFICAÇÃO DOS POVOS PARA A FORMAÇÃO DE BLOCOS COMO A COMUNIDADE EUROPÉIA, ATÉ HAVER SOMENTE UM GOVERNO SOBRE O PLANETA, A PARTIR DA QUESTÃO AMBIENTAL, INICIADO NA RIO-ECO/92; D - NENHUMA DAS RESPOSTAS ACIMA

5 TESTE DE NIVELAMENTO 4 - A SUSTENTABILIDADE É UM CONCEITO UTILIZADO PARA DESIGNAR: A - O PONTO DE EFICIÊNCIA ECONÔMICA MÁXIMA NA AGROPECUÁRIA; B - O PONTO MAIS PRÓXIMO DA ESTABILIDADE DE UM ECOSSISTEMA; C - O MÁXIMO DE BEM ESTAR DA POPULAÇÃO RURAL; D - O PONTO DE EFICIÊNCIA AMBIENTAL MÁXIMA DA AGROPECUÁRIA; E - O PONTO DE EQUILÍBRIO ENTRE AS QUESTÕES ECONÔMICAS, SOCIAIS E AMBIENTAIS DE UMA ATIVIDADE HUMANA.

6 TESTE DE NIVELAMENTO 5 QUANTO À PERCEPÇÃO AMBIENTAL, QUANDO LHE PEDEM PARA FECHAR OS OLHOS E IMAGINAR UMA CENA QUE DESCREVA O CONCEITO DE MEIO AMBIENTE, ASSINALE COM x QUAL DESTAS ALTERNATIVAS ABAIXO MAIS SE APROXIMARIA DA SUA IDÉIA? ASSINALE TAMBÉM COM UM CÍRCULO AO REDOR DA LETRA QUE VOCÊ JULGA ESTAR CORRETA. A FLORESTA, AIMAIS E ÁGUA LIMPA; B UMA PROPRIEDADE RURAL, COM PLANTAÇÕES, ANIMAIS E MUITO VERDE; C UMA CIDADE BASTANTE MOVIMENTADA, TAL COMO A CAPITAL DO ESTADO; D TODAS AS ACIMA; E - NENHUMA DAS RESPOSTAS ACIMA.

7 TESTE DE NIVELAMENTO 6 ASSINALE A ALTERNATIVA EM QUE TODAS AS PROPOSIÇÕES ESTEJAM AMBIENTALMENTE CORRETAS: A JOGAR LIXO NOS RIOS, PROTEGER OS ANIMAIS, QUEIMAR PLÁSTICOS; B QUEIMAR PAPEL, CORTAR ÁRVORES EXÓTICAS, JOGAR LIXO NOS RIOS; C RETIRAR LIXO DOS RIOS, REFLORESTAR ESPÉCIES COMERCIAIS PRÓXIMO AOS RIOS, QUEIMAR PLÁSTICOS; D PLANTAR FLORESTAS EXÓTICAS A UMA DISTÂNCIA DE PELO MENOS 30 METROS DO RIO, RETIRAR O LIXO DOS RIOS, FAZER RECICLAGEM DO PAPEL; E NENHUMA DAS RESPOSTAS ACIMA.

8 TESTE DE NIVELAMENTO 7 ASSINALE QUAIS DESTES LIXOS SÃO RECICLÁVEIS E, PORTANTO, PODEM SER REAPROVEITADOS A PAPEL; B - PLÁSTICOS; C VIDRO; D CASCAS DE FRUTAS E LEGUMES; E PILHAS; F LÂMPADAS; G PNEUS; H LATA DE CERVEJA; I TODOS OS ACIMA; J - NENHUM

9 CONCEITUAÇÃO ESPAÇO O Ambiente em que estamos inseridos: Situação geográfica; Clima; Composição vegetal; Identificação das espécies utilizadas Desenvolvimento populacional; Correlação entre a mudança das espécies e o crescimento da população;

10 CONCEITUAÇÃO ESPAÇO RURAL X URBANO DEFINIÇÃO BASEADA NA LEGISLAÇÃO CRIADA DURANTE A VIGÊNCIA DO ESTADO NOVO (30-45) FOI INICIADA DISCUSSÃO SOBRE ESTE ASSUNTO RECENTEMENTE.

11 CONCEITUAÇÃO ESPAÇO Como nos situamos: Como são as divisas de sua propriedade? Quem são seus vizinhos? De onde poderão vir as agressões ao seu ambiente? Como estas agressões poderão interagir com o meu ambiente? Quais os pontos do meu ambiente que são mais vulneráveis; Em caso de dano, como pode ser corrigido?

12 CONCEITUAÇÃO ESPAÇO Dimensões espaciais para análise: Pontual; Local; Regional; Aspectos Transfronteiriços;

13 CONTROLE DO ESPAÇO 1. Condições de controle individual direto de nosso monitoramento e ações: -Questões pontuais: total, pequeno esforço; -Questões regionais: parcial, esforço médio; -Questões regionais: mínimas, grande esforço; -Questões transfronteiriças: exíguas, esforço extremo 2. Controle grupal direto de nosso monitoramento e ações - Questões pontuais: total, pequeno esforço; - Questões locais: total, esforço pequeno a médio; - Questões regionais: médias, esforço médio a grande; -Questões transfronteiriças: mínimas, esforço grande a extremo 3. Controle grupal indireto de nosso monitoramento e ações - Questões pontuais: parcial, esforço pequeno; - Questões locais: parcial, esforço pequeno; - Questões regionais: parcial, esforço médio; - Questões transfronteiriças: parcial, esforço médio

14 LIMITES 1. DIVISAS DA PROPRIEDADE 2. DIVISA DO DISTRITO 3. DIVISA DO MUNICÍPIO 4. DIVISA DA REGIÃO 5. DIVISA DO ESTADO 6. DIVISA DO PAÍS 7. DIVISAS DOS CONTINENTES 8. DIVISA DA ATMOSFERA 9. PLACAS TECTÔNICAS 10. DIVISA DAS MICROBACIAS/BACIAS HIDROGRÁFICAS - ALTOS DOS MONTES: DIVISOR DE ÁGUAS; - FUNDO DOS VALES: TALVEGUES (TALWEGUE) O PLANEJAMENTO AMBIENTAL PRECONIZA ESTA FORMA, DEPOIS SEGUEM AS DEMAIS POR ORDEM.

15 TERMOS DE REFERÊNCIA O relacionamento dos Seres Vivos + Ambiente ECOSSISTEMA Como vamos trabalhar nos ecossistemas, precisamos entendê-los.

16 TERMOS DE REFERÊNCIA CONDIÇÃO CLIMAX X CONDIÇÃO SUSTENTÁVEL

17 CLIMAX E SUSTENTABILIDADE Climax é o máximo de relacionamento entre os seres vivos em um determinado ambiente. Isto não significa que vai ser sempre igual. Para cada ambiente existe um tipo de equilíbrio. Existe um máximo de equilíbrio de produção e de decomposição de matéria orgânica;tende a ser o mais completo possível. Responsável pela nutrição de todos os ciclos da vida e mecanismos de autocontrole da natureza. BASE DA SUSTENTABILIDADE

18 NA NATUREZA, O IDEAL SERIA: Não haver sobra, porque seria produzida poluição. A Natureza não tem praga nem poluição. O que existe é a ocorrência de desequilíbrios. A Natureza Recicla o que está morto e elimina o que está doente. Ela sempre procura eliminar o mais fraco. Privilegiar o mais forte.

19 DISCUSSÃO: PARA A SOCIEDADE ATUAL, O CONCEITO DE SUSTENTABILIDADE É: Na atual sociedade humana ocidental, a sustentabilidade ecológica é impossível; o possível é a diminuição da velocidade de esgotamento da natureza.

20 EDUCAÇÃO AMBIENTAL HISTÓRICO O CONCEITO SURGIU NA DÉCADA DE 70, DURANTE A CONFERÊNCIA DE ESTOCOLMO O MARCO REFERENCIAL É A CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DE TBILISI, EM 1977 EM SEUS PRIMÓRDIOS, ERA PRINCIPALMENTE VOLTADA PARA A PRESERVAÇÃO, DE CUNHO NATURALISTA. HOJE ELA ESTÁ MAIS VOLTADA A CRIAR UM MUNDO MAIS HUMANO

21 EDUCAÇÃO AMBIENTAL HISTÓRICO/LEGISLAÇÃO Rio ECO/92 Agenda 21 Art. 225 da constituição (1988) todos tem direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade, o dever de defende-la e preserva-la para as presentes e futuras gerações. Lei (27/04/99) Política Nacional de Educação Ambiental, que define a educação ambiental no ensino formal, tanto público como privado, em todos os níveis, sem entretanto tornar-se uma disciplina específica no currículo;

22 EDUCAÇÃO AMBIENTAL ABRANGÊNCIA INTERDISCIPLINARIEDADE X TRANSDICIPLINARIEDADE O OBJETIVO SEMPRE SE RESUME AO NASCIMENTO/CRIAÇÃO/RECUPERAÇÃO DE UMA VISÃO HOLÍSTICA VINCULADO AO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM

23 A QUESTÃO AMBIENTAL E O INTERESSE PÚBLICO

24 A QUESTÃO AMBIENTAL E O INTERESSE PÚBLICO

25 DIRETRIZ VIGENTE PARA O MEIO RURAL FOCAR AS ATIVIDADES DA PROPRIEDADE (PRINCIPALMENTE DAS PEQUENAS) PARA UMA AGRICULTURA SUSTENTÁVEL (FOCO NA MANUTENÇÃO DA FAMÍLIA). GRANDES PROPRIEDADES AINDA DESENVOLVEM UMA ATIVIDADE BASEADA NA ESCALA DE PRODUÇÃO (FOCO NA GERAÇÃO DE LUCRO) E AS PROPRIEDADES MÉDIAS? EM SIST. TRADICIONAIS TENDEM A IR PARA UM DOS OUTROS GRUPOS, OU INOVAR EM ATIVIDADES BASEADAS EM SERVIÇOS.

26 DIRETRIZES DA AGRICULTURA SUSTENTÁVEL O ambiente é que vai determinar a tecnologia. É muito mais difícil de resolver os problemas. O que vale é planejamento e conhecimento da atividade e do ambiente. Abertura à novas atividades nunca antes imaginadas (novidade/diferente), com um foco de maior respeito ao ambiente.

27 Formação das novas gerações igual às antigas? COMO É A RELAÇÃO DA FAMÍLIA COM O AMBIENTE? QUAL A COMPREENSÃO DA FAMÍLIA EM RELAÇÃO AO AMBIENTE? QUAL A COMPREENSÃO DOS DOCENTES QUE ESTÃO ENVOLVIDOS COM A NOVA GERAÇÃO? QUAL A POSIÇÃO DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO EM RELAÇÃO AO AMBIENTE?

28 TESTE DE NIVELAMENTO 1 - O MEIO RURAL É : A - REGIÃO ONDE É FEITO O DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES AGRÍCOLAS; B - REGIÃO ONDE PRIORITÁRIAMENTE SÃO FEITOS TRABALHOS ENVOLVENDO A PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA; C - REGIÃO SITUADA FORA DOS CENTRO URBANOS, ÁREAS DE SEGURANÇA NACIONAL E ÁREAS DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL; D - REGIÃO DEVIDAMENTE DEFINIDA SITUADA FORA DO PERÍMETRO URBANO; REGIÃO DEFINIDA PELA PRESENÇA DE PRODUÇÃO DE GRÃOS, PECUÁRIA, TURISMO RURAL E OUTRAS QUE FAZEM PARTE DO AGRONEGÓCIO.

29 TESTE DE NIVELAMENTO 2 - CITE UM EXEMPLO DE AMBIENTE EM SITUAÇÃO CLÍMAX: A - NO DESERTO APÓS UMA CHUVA TORRENCIAL DE INVERNO; B - EM UMA ÁREA DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA APÓS A RETIRADA DAS ÁRVORES MADURAS; C - EM UM ASSENTAMENTO HUMANO NA ÁREA RURAL; D - EM UM CAMPO, ESTABELECIDO APÓS A DERRUBADA DA MATA EXISTENTE; E - NENHUMA DAS RESPOSTAS ACIMA

30 TESTE DE NIVELAMENTO 3 A AGENDA 21 É: A DOCUMENTO QUE REUNE RECOMENDAÇÕES PARA GOVERNOS, ONGS, AGÊNCIAS REGULADORAS E A SOCIEDADE EM GERAL VISANDO A SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL AO LONGO DO SÉCULO XXI; B - DOCUMENTO DESTINADO A REGULAMENTAR AS ATIVIDADES DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL A PARTIR DE 2001; C UM DOCUMENTO VISANDO A UNIFICAÇÃO DOS POVOS PARA A FORMAÇÃO DE BLOCOS COMO A COMUNIDADE EUROPÉIA, ATÉ HAVER SOMENTE UM GOVERNO SOBRE O PLANETA, A PARTIR DA QUESTÃO AMBIENTAL, INICIADO NA RIO-ECO/92; D - NENHUMA DAS RESPOSTAS ACIMA

31 TESTE DE NIVELAMENTO 4 - A SUSTENTABILIDADE É UM CONCEITO UTILIZADO PARA DESIGNAR: A - O PONTO DE EFICIÊNCIA ECONÔMICA MÁXIMA NA AGROPECUÁRIA; B - O PONTO MAIS PRÓXIMO DA ESTABILIDADE DE UM ECOSSISTEMA; C - O MÁXIMO DE BEM ESTAR DA POPULAÇÃO RURAL; D - O PONTO DE EFICIÊNCIA AMBIENTAL MÁXIMA DA AGROPECUÁRIA; E - O PONTO DE EQUILÍBRIO ENTRE AS QUESTÕES ECONÔMICAS, SOCIAIS E AMBIENTAIS DE UMA ATIVIDADE HUMANA.

32 TESTE DE NIVELAMENTO 5 QUANTO À PERCEPÇÃO AMBIENTAL, QUANDO LHE PEDEM PARA FECHAR OS OLHOS E IMAGINAR UMA CENA QUE DESCREVA O CONCEITO DE MEIO AMBIENTE, QUAL DESTAS ALTERNATIVAS ABAIXO MAIS SE APROXIMARIA DA SUA IDÉIA? A FLORESTA, AIMAIS E ÁGUA LIMPA; B UMA PROPRIEDADE RURAL, COM PLANTAÇÕES, ANIMAIS E MUITO VERDE; C UMA CIDADE BASTANTE MOVIMENTADA, TAL COMO A CAPITAL DO ESTADO; D TODAS AS ACIMA; E - NENHUMA DAS RESPOSTAS ACIMA.

33 TESTE DE NIVELAMENTO 6 ASSINALE A ALTERNATIVA EM QUE TODAS AS PROPOSIÇÕES ESTEJAM AMBIENTALMENTE CORRETAS: A JOGAR LIXO NOS RIOS, PROTEGER OS ANIMAIS, QUEIMAR PLÁSTICOS; B QUEIMAR PAPEL, CORTAR ÁRVORES EXÓTICAS, JOGAR LIXO NOS RIOS; C RETIRAR LIXO DOS RIOS, REFLORESTAR ESPÉCIES COMERCIAIS PRÓXIMO AOS RIOS, QUEIMAR PLÁSTICOS; D PLANTAR FLORESTAS EXÓTICAS A UMA DISTÂNCIA DE PELO MENOS 30 METROS DO RIO, RETIRAR O LIXO DOS RIOS, FAZER RECICLAGEM DO PAPEL; E NENHUMA DAS RESPOSTAS ACIMA.

34 TESTE DE NIVELAMENTO 7 ASSINALE QUAIS DESTES LIXOS SÃO CONSIDERADOS RECICLÁVEIS E SÃO RECOLHIDOS POR FERRO VELHOS TRADICIONAIS: A PAPEL; B - PLÁSTICOS; C VIDRO; D CASCAS DE FRUTAS E LEGUMES; E PILHAS; F LÂMPADAS; G PNEUS; H LATA DE CERVEJA; I TODOS OS ACIMA; J - NENHUM

35 TESTE DE NIVELAMENTO RESPOSTAS: 1 D (1 PONTO) 2 - A 3 - A 4 B 5 D 6 D 7 A, B, C, D, H (0,4 CADA)

INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO

INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO Aula 8 a A Engenharia e o Meio Ambiente Parte I Edgar Aberto de Brito PRIMEIRA PARTE As questões ambientais e os problemas para a engenharia. ENGENHARIA

Leia mais

NOSSO PLANETA. O planeta Terra se caracteriza por uma história evolutiva complexa:

NOSSO PLANETA. O planeta Terra se caracteriza por uma história evolutiva complexa: NOSSO PLANETA O planeta Terra se caracteriza por uma história evolutiva complexa: Interações entre atmosfera, terra sólida, oceanos e a biosfera resultaram no desenvolvimento de uma grande e complexa variedade

Leia mais

A PRÁTICA DE ENSINO EM QUÍMICA: EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE COMO TEMA TRANSVERSAL

A PRÁTICA DE ENSINO EM QUÍMICA: EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE COMO TEMA TRANSVERSAL A PRÁTICA DE ENSINO EM QUÍMICA: EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE COMO TEMA TRANSVERSAL Ana Maria G. D. MENDONÇA 1, Darling L. PEREIRA 2,,José J. MENDONÇA 3, Aluska M. C. RAMOS 4 Maria S. B. DUARTE

Leia mais

VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA

VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA COM-VIDA Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola Criado a partir das deliberações da I Conferência

Leia mais

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL MENDONÇA, Ana Maria Gonçalves Duarte. Universidade Federal de Campina Grande. E-mail: Ana.duartemendonca@gmail.com RESUMO

Leia mais

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS Resumo da Agenda 21 CAPÍTULO 1 - Preâmbulo Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS CAPÍTULO 2 - Cooperação internacional para acelerar o desenvolvimento sustentável dos países em desenvolvimento e políticas

Leia mais

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL PRESERVAÇÃO AMBIENTAL Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás O Ministério Público do Estado de Goiás MPGO tem a missão de defender a ordem jurídica, o regime democrático e os interesses sociais

Leia mais

HABILIDADES. Compreender que cada pessoa é única e especial. Valorizar a identidade de cada um. Descobrir e conhecer a sua história de vida.

HABILIDADES. Compreender que cada pessoa é única e especial. Valorizar a identidade de cada um. Descobrir e conhecer a sua história de vida. Disciplina: História Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL - 2012 Série: 2º ano Turma: 21, 22, 23 e 24 CONTEÚDOS HABILIDADES AVALIAÇÕES Unidade 1 Cada um tem um jeito de ser. Descobrindo a minha história. Eu

Leia mais

Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo.

Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade IV Natureza sociedade: questões ambientais. Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo. 2 CONTEÚDO

Leia mais

vídeo Sociedade sustentabilidade consumo campanha ecológico meio ambiente mudança empresa blog Política consciente construção ambiental evento

vídeo Sociedade sustentabilidade consumo campanha ecológico meio ambiente mudança empresa blog Política consciente construção ambiental evento SUSTENTABILIDADE vídeo ambiental cultura Brasil poluição casa construção Política Sociedade blog campanha ecológico meio ambiente mudança ativismo mundo projeto plástico debate consciente bom lixo verde

Leia mais

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente?

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? O Meio Ambiente ::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? Seu João: Não sei não! Mas quero que você me diga direitinho pra eu aprender e ensinar todo mundo lá no povoado onde eu moro. : Seu João,

Leia mais

PROJETO INTEGRADO ESCOLA VERDE: EDUCAÇÃO, SAÚDE E MEIO AMBIENTE. Sustentabilidade e Biodiversidade

PROJETO INTEGRADO ESCOLA VERDE: EDUCAÇÃO, SAÚDE E MEIO AMBIENTE. Sustentabilidade e Biodiversidade PROJETO INTEGRADO ESCOLA VERDE: EDUCAÇÃO, SAÚDE E MEIO AMBIENTE Sustentabilidade e Biodiversidade Profª. Monica Prantera, Prof. Wellington Matos e Biólogo Leandro Duarte Parceria: Bayer, Unigranrio e SME

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO - SNUC

SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO - SNUC - SNUC PREVISÃO LEGAL Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e àcoletividade

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL. Profª: Cristiane M. Zanini

GESTÃO AMBIENTAL. Profª: Cristiane M. Zanini GESTÃO AMBIENTAL Profª: Cristiane M. Zanini Afinal, O que é Gestão Ambiental? A novíssima área de conhecimento e trabalho intitulada "Gestão Ambiental" vem causando muita confusão entre os especialistas

Leia mais

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO Autor: Deputado HUGO LEAL : I - RELATÓRIO Vem a esta Comissão para análise quanto ao mérito, nos termos do art. 32, inciso XIII, o Projeto de Lei (PL) nº 7.566,

Leia mais

AULA 9. Ação pelo Ambiente

AULA 9. Ação pelo Ambiente AULA 9 Ação pelo Ambiente Roberto e o seu grupo do meio ambiente estão se preparando para a Grande Reunião que irá tratar dos problemas ambientais do planeta. Ele pede ajuda à Sofia para bolar um plano

Leia mais

NOÇÕES DE LEGISLAÇÃO AMBIENTAL CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: CIÊNCIA DO AMBIENTE PROFESSOR: RAMON LAMAR PARTE III 05/11/2015

NOÇÕES DE LEGISLAÇÃO AMBIENTAL CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: CIÊNCIA DO AMBIENTE PROFESSOR: RAMON LAMAR PARTE III 05/11/2015 CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: CIÊNCIA DO AMBIENTE PROFESSOR: RAMON LAMAR PARTE III LEGISLAÇÃO AMBIENTAL NOÇÕES DE LEGISLAÇÃO AMBIENTAL Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, conhecida como Política

Leia mais

Ministério Público do Trabalho

Ministério Público do Trabalho Ministério Público do Trabalho Procuradoria Regional do Trabalho da Nona Região www.prt9.mpt.gov.br A realidade Fundamentos Jurídicos Declaração Universal dos Direitos do Homem, que diz que o reconhecimento

Leia mais

PRESERVAÇÃO DO PATRIMONIO NATURAL NO SUL MERIDIONAL DA SERRA DO ESPINHAÇO

PRESERVAÇÃO DO PATRIMONIO NATURAL NO SUL MERIDIONAL DA SERRA DO ESPINHAÇO PRESERVAÇÃO DO PATRIMONIO NATURAL NO SUL MERIDIONAL DA SERRA DO ESPINHAÇO Ronald Carvalho Guerra Diretor de Meio Ambiente Prefeitura Municipal de Ouro Preto Gerente da APA da Cachoeira das Andorinhas -

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Educando gerações para repensar, reduzir, reaproveitar e reciclar EDSON MANOEL DA SILVA

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Educando gerações para repensar, reduzir, reaproveitar e reciclar EDSON MANOEL DA SILVA 1 EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Educando gerações para repensar, reduzir, reaproveitar e reciclar Introdução EDSON MANOEL DA SILVA O projeto de Educação Ambiental realizado na Escola Antônio Firmino, rede municipal

Leia mais

O homem e o meio ambiente

O homem e o meio ambiente A U A UL LA O homem e o meio ambiente Nesta aula, que inicia nosso aprendizado sobre o meio ambiente, vamos prestar atenção às condições ambientais dos lugares que você conhece. Veremos que em alguns bairros

Leia mais

LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011.

LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011. 1 LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011. Institui a Política Municipal de Educação Ambiental, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE ANANINDEUA estatui e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I

Leia mais

Prefeitura Municipal de Jaboticabal

Prefeitura Municipal de Jaboticabal LEI Nº 4.715, DE 22 DE SETEMBRO DE 2015 Institui a Política Municipal de estímulo à produção e ao consumo sustentáveis. RAUL JOSÉ SILVA GIRIO, Prefeito Municipal de Jaboticabal, Estado de São Paulo, no

Leia mais

Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas.

Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas. Justificativa Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas. A Escola de Ensino Fundamental Mondrian, fundada em 2011, começou suas atividades em

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O E. M. E. F. P R O F ª. D I R C E B O E M E R G U E D E S D E A Z E V E D O P

Leia mais

Marco Referencial da Educação Ambiental. Orientações para ações do Prevfogo. I - Bases Conceituais Legais. II - Foco do Prevfogo

Marco Referencial da Educação Ambiental. Orientações para ações do Prevfogo. I - Bases Conceituais Legais. II - Foco do Prevfogo Marco Referencial da Educação Ambiental Orientações para ações do Prevfogo I - Bases Conceituais Legais II - Foco do Prevfogo I - Bases Conceituais Legais: O Brasil é um dos poucos países do mundo onde

Leia mais

Levantamento Sócioambiental do Município de Vera Cruz do. Loana B. dos Santos, Daniela Mondardo, Luciane Luvizon, Patrícia P.

Levantamento Sócioambiental do Município de Vera Cruz do. Loana B. dos Santos, Daniela Mondardo, Luciane Luvizon, Patrícia P. Levantamento Sócioambiental do Município de Vera Cruz do Oeste PR Loana B. dos Santos, Daniela Mondardo, Luciane Luvizon, Patrícia P. Bellon, Cristiane C. Meinerz, Paulo S. R. Oliveira INTRODUÇÃO Nestes

Leia mais

Ministério Público do Trabalho Procuradoria Regional do Trabalho da Nona Região. www.prt9.mpt.gov.br

Ministério Público do Trabalho Procuradoria Regional do Trabalho da Nona Região. www.prt9.mpt.gov.br Ministério Público do Trabalho Procuradoria Regional do Trabalho da Nona Região www.prt9.mpt.gov.br A realidade Fundamentos Jurídicos Declaração Universal dos Direitos do Homem, que diz que o reconhecimento

Leia mais

Colégio Visconde de Porto Seguro

Colégio Visconde de Porto Seguro Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I 2011 AULA 1 Ensino Fundamental e Ensino Médio Atividade de Recuperação Contínua Nome do (a) Aluno (a): Atividade de Recuperação Contínua de Ciências Nível I Classe:

Leia mais

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Ciências AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Graduada em História e Pedagogia, Doutora em Filosofia e Metodologia de Ensino, Autora da Metodologia ACRESCER. REGINALDO STOIANOV Licenciatura Plena em Biologia,

Leia mais

2. Porque queremos diminuir a Pegada Ecológica? 4. Em que consiste a sustentabilidade ambiental?

2. Porque queremos diminuir a Pegada Ecológica? 4. Em que consiste a sustentabilidade ambiental? 1. Quais são as dimensões do Desenvolvimento Sustentável? 2. Porque queremos diminuir a Pegada Ecológica? a) Económica b) Social c) Ambiental d) Todas as anteriores a) Melhorar a nossa qualidade de vida

Leia mais

Legislação e outros documentos sobre Educação Ambiental

Legislação e outros documentos sobre Educação Ambiental Legislação e outros documentos sobre Educação Ambiental 1981 Política Nacional de Meio Ambiente 1988 Constituição Brasileira 1992 Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade

Leia mais

RESERVA LEGAL. Código Florestal: A urgente necessidade de revisão, antes da exigência de sua aplicação. Autora: Mônica Bilibio

RESERVA LEGAL. Código Florestal: A urgente necessidade de revisão, antes da exigência de sua aplicação. Autora: Mônica Bilibio RESERVA LEGAL Código Florestal: A urgente necessidade de revisão, antes da exigência de sua aplicação Autora: Mônica Bilibio INTRODUÇÃO Como acadêmica de Tecnologia em Agronegócios e sabedora da importância

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO SIRLENE DE SOUZA B. DAS VIRGENS PROJETO: AMIGOS DO MEIO AMBIENTE

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO SIRLENE DE SOUZA B. DAS VIRGENS PROJETO: AMIGOS DO MEIO AMBIENTE ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO SIRLENE DE SOUZA B. DAS VIRGENS PROJETO: AMIGOS DO MEIO AMBIENTE IVINHEMA MS AGOSTO/2011 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO SIRLENE DE SOUZA B. DAS VIRGENS PROJETO:

Leia mais

ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO

ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO Resumo: O presente artigo pretende refletir sobre os problemas ambientais em nossa sociedade, em especial, sobre o

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS Título do Podcast Área Segmento Duração Consumo, consumismo e impacto humano no meio ambiente Ciências Humanas Ensino Fundamental; Ensino Médio 6min29seg Habilidades:

Leia mais

Trabalho, Mudanças Climáticas e as Conferências do Clima: subsídios para as negociações da UGT na COP-21 Resumo Executivo

Trabalho, Mudanças Climáticas e as Conferências do Clima: subsídios para as negociações da UGT na COP-21 Resumo Executivo Trabalho, Mudanças Climáticas e as Conferências do Clima: subsídios para as negociações da UGT na COP-21 Resumo Executivo I Informações Gerais Impactos das Mudanças Climáticas As mudanças climáticas impõem

Leia mais

NUTRIÇÃO E SUSTENTABILIDADE. Luciana Dias de Oliveira CRN2 4498

NUTRIÇÃO E SUSTENTABILIDADE. Luciana Dias de Oliveira CRN2 4498 NUTRIÇÃO E SUSTENTABILIDADE Luciana Dias de Oliveira CRN2 4498 O que é SUSTENTABILIDADE? Como aliar SUSTENTABILIDADE e NUTRIÇÃO? O que é sustentabilidade? Constituição Federal Art. 225. Todos têm o direito

Leia mais

Jardim Escola Aladdin

Jardim Escola Aladdin Jardim Escola Aladdin Os 4 Rs da Sustentabilidade Rio de janeiro 2016 Objetivo geral Esse projeto tem como objetivo promover o envolvimento dos alunos, professores, pais e comunidade em defesa à sustentabilidade

Leia mais

Para Refletir... De onde vem essa tal Educação Ambiental?

Para Refletir... De onde vem essa tal Educação Ambiental? Para Refletir... De onde vem essa tal Educação Ambiental? Educação Ambiental... Um caminho quem vem sendo construído. 1945, o Japão foi alvo da primeira Bomba atômica e a humanidade se deu conta da possibilidade

Leia mais

BIODIVERSIDADE E MANEJO SUSTENTÁVEL DA FLORESTA TROPICAL 1 BIODIVERSIDADE

BIODIVERSIDADE E MANEJO SUSTENTÁVEL DA FLORESTA TROPICAL 1 BIODIVERSIDADE BIODIVERSIDADE E MANEJO SUSTENTÁVEL DA FLORESTA TROPICAL 1 João Artur Silva 2 Márcio Ribeiro² Wilson Junior Weschenfelder² BIODIVERSIDADE Modelos de Diversidade A diversidade biológica varia fortemente

Leia mais

Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural

Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural Guião de Programa de Rádio e Televisão Tema: Redução de Emissões de Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+) Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante

Leia mais

A NOCIVIDADE DOS DESMATAMENTOS E QUEIMADAS

A NOCIVIDADE DOS DESMATAMENTOS E QUEIMADAS A NOCIVIDADE DOS DESMATAMENTOS E QUEIMADAS Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás O Ministério Público do Estado de Goiás MPGO tem a missão de defender a ordem jurídica, o regime democrático

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE 1- Leia o texto e responda as questões Todos os animais, independentemente do seu estilo de vida, servem como fonte de alimento para outros seres vivos. Eles estão

Leia mais

O papel do Ministério Público na Implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos

O papel do Ministério Público na Implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos PROGRAMAÇÃO ETAPA BELÉM 18 DE SETEMBRO DE 2014 O papel do Ministério Público na Implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos Raimundo Moraes Ministério Público do Pará CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES

Leia mais

USO RACIONAL DA ÁGUA NA AGRICULTURA

USO RACIONAL DA ÁGUA NA AGRICULTURA ASGAM Assessoria de Gestão Ambiental Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos COGERH USO RACIONAL DA ÁGUA NA AGRICULTURA Marcos Dantas Gestão Ambiental Pós-graduando em Biodiversidade e Sustentabilidade

Leia mais

AULA 2 A CONTABILIDADE E O MEIO AMBIENTE. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO

AULA 2 A CONTABILIDADE E O MEIO AMBIENTE. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO 1 2 1. Conceituar a Contabilidade Ambiental; 2. Definir Meio Ambiente 3. Citar as finalidades da Contabilidade Ambiental; 4. Conhecer a evolução histórica; 3

Leia mais

Proposta Responsável/Sugestões Indicador

Proposta Responsável/Sugestões Indicador Coordenador: MEIO AMBIENTE Visão: Que Santa Maria seja um município bom para se viver, propício ao desenvolvimento de empreendimentos sustentáveis e que cumpre as diretrizes das Conferências Mu Elaborar,

Leia mais

Amanda Aroucha de Carvalho. Reduzindo o seu resíduo

Amanda Aroucha de Carvalho. Reduzindo o seu resíduo Amanda Aroucha de Carvalho Reduzindo o seu resíduo 1 Índice 1. Apresentação 2. Você sabe o que é Educação Ambiental? 3. Problemas Ambientais 4. Para onde vai o seu resíduo? 5. Soluções para diminuir a

Leia mais

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Atores envolvidos Movimentos Sociais Agricultura Familiar Governos Universidades Comunidade Científica em Geral Parceiros Internacionais,

Leia mais

Viver Confortável, Morar Sustentável

Viver Confortável, Morar Sustentável Viver Confortável, Morar Sustentável A Verde Lar foi criada em Março de 2009, dando início a uma jornada com o compromisso e ética das questões ambientais no mercado habitacional oferecendo soluções para

Leia mais

Como Eu Ensino Biomas brasileiros Material de apoio

Como Eu Ensino Biomas brasileiros Material de apoio Roteiro da atividade: Jogo da Sobrevivência Como jogar 1. Cada jogador iniciará o jogo com uma população de sessenta quatis na primeira geração e, portanto, marcará na folha-região 60 indivíduos no eixo

Leia mais

Desenvolvimento e Meio Ambiente: As Estratégias de Mudanças da Agenda 21

Desenvolvimento e Meio Ambiente: As Estratégias de Mudanças da Agenda 21 Desenvolvimento e Meio Ambiente: As Estratégias de Mudanças da Agenda 21 Resenha Desenvolvimento Raíssa Daher 02 de Junho de 2010 Desenvolvimento e Meio Ambiente: As Estratégias de Mudanças da Agenda 21

Leia mais

Ingrid Maria Furlan Öberg

Ingrid Maria Furlan Öberg Desenvolvimento Sustentável Gestão Ambiental Ingrid Maria Furlan Öberg Relação Homem x Ambiente no modelo de desenvolvimento da sociedade moderna NATUREZA Fonte de recursos ilimitados Depósito de resíduos

Leia mais

ACORDO-QUADRO SOBRE MEIO AMBIENTE DO MERCOSUL

ACORDO-QUADRO SOBRE MEIO AMBIENTE DO MERCOSUL MERCOSUL/CMC/DEC. N o 02/01 ACORDO-QUADRO SOBRE MEIO AMBIENTE DO MERCOSUL TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, a Resolução N o 38/95 do Grupo Mercado Comum e a Recomendação

Leia mais

Dúvidas e Esclarecimentos sobre a Proposta de Criação da RDS do Mato Verdinho/MT

Dúvidas e Esclarecimentos sobre a Proposta de Criação da RDS do Mato Verdinho/MT Dúvidas e Esclarecimentos sobre a Proposta de Criação da RDS do Mato Verdinho/MT Setembro/2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A CRIAÇÃO DE UNIDADE DE CONSERVAÇÃO 1. O que são unidades de conservação (UC)?

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM UM AMBIENTE UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DO CESUMAR, MARINGÁ - PR

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM UM AMBIENTE UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DO CESUMAR, MARINGÁ - PR EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM UM AMBIENTE UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DO CESUMAR, MARINGÁ - PR angélica da silva de oliveira 1 ;Adriana dos Santos Maulais 1 ; Rosilene Luciana Delariva

Leia mais

Educação Ambiental e Promoção da Saúde. Francisco Tavares Guimarães Rosângela Minardi Mitre Cotta Rodrigo Siqueira-Batista

Educação Ambiental e Promoção da Saúde. Francisco Tavares Guimarães Rosângela Minardi Mitre Cotta Rodrigo Siqueira-Batista Educação Ambiental e Promoção da Saúde Francisco Tavares Guimarães Rosângela Minardi Mitre Cotta Rodrigo Siqueira-Batista Educação Ambiental e Promoção da Saúde G978 24p. Guimarães, Francisco Tavares.

Leia mais

Lixo é tudo aquilo que já não tem utilidade e é jogado fora, qualquer material de origem doméstica ou industrial.

Lixo é tudo aquilo que já não tem utilidade e é jogado fora, qualquer material de origem doméstica ou industrial. Lixo reflexo da sociedade Definição Lixo é tudo aquilo que já não tem utilidade e é jogado fora, qualquer material de origem doméstica ou industrial. Todo lixo gerado pode ser classificado em dois tipos:orgânico

Leia mais

Para se implantar totalmente um processo verde precisamos de produtos químicos verdes, e que tenham sustentabilidade, temas já discutidos

Para se implantar totalmente um processo verde precisamos de produtos químicos verdes, e que tenham sustentabilidade, temas já discutidos PROCESSOS VERDES Para se implantar totalmente um processo verde precisamos de produtos químicos verdes, e que tenham sustentabilidade, temas já discutidos anteriormente, mas podemos iniciar o processo

Leia mais

PATRIMÔNIO PÚBLICO Auditorias Ambiental e Cultural - Controle Externo - Introdução à Questão Ambiental

PATRIMÔNIO PÚBLICO Auditorias Ambiental e Cultural - Controle Externo - Introdução à Questão Ambiental X - SIMPÓSIO NACIONAL DE AUDITORIA DE OBRAS PÚBLICAS PATRIMÔNIO PÚBLICO Auditorias Ambiental e Cultural - Controle Externo - Introdução à Questão Ambiental - Controle Externo Introdução à Questão Ambiental

Leia mais

COMISSÃO MISTA SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS

COMISSÃO MISTA SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS COMISSÃO MISTA SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS VALORAÇÃO DA BIODIVERSIDADE E PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS Deputado Arnaldo Jardim Brasília Março de 2013 LEGISLAÇÃO AMBIENTAL BRASILEIRA Política Nacional

Leia mais

DIRETRIZES PARA UMA AGROPECUÁRIA SUSTENTAVEL AFONSO PECHE FILHO CENTRO APTA DE ENGENHARIA E AUTOMAÇÃO - IAC

DIRETRIZES PARA UMA AGROPECUÁRIA SUSTENTAVEL AFONSO PECHE FILHO CENTRO APTA DE ENGENHARIA E AUTOMAÇÃO - IAC DIRETRIZES PARA UMA AGROPECUÁRIA SUSTENTAVEL AFONSO PECHE FILHO CENTRO APTA DE ENGENHARIA E AUTOMAÇÃO - IAC DEFINIÇÕES IMPORTANTES: - SUSTENTABILIDADE ONTEM - SUSTENTABILIDADE HOJE SUSTENTABILIDADE ONTEM:

Leia mais

APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO POLITICA PPS PR Curso Haj Mussi Tema Sustentabilidade

APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO POLITICA PPS PR Curso Haj Mussi Tema Sustentabilidade APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO POLITICA PPS PR Curso Haj Mussi Tema Sustentabilidade Desenvolvido por: Neuza Maria Rodrigues Antunes neuzaantunes1@gmail.com AUMENTO DA POPULAÇÃO URBANA 85% NO BRASIL (Censo

Leia mais

CONCURSO SOCIOAMBIENTAL FENABB 2011/2012 RECURSOS SÓLIDOS RECICLAGEM COM DESTINO CERTO.

CONCURSO SOCIOAMBIENTAL FENABB 2011/2012 RECURSOS SÓLIDOS RECICLAGEM COM DESTINO CERTO. CONCURSO SOCIOAMBIENTAL FENABB 2011/2012 RECURSOS SÓLIDOS RECICLAGEM COM DESTINO CERTO. São Miguel do Oeste/SC 2012 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1. AABB SÃO MIGUEL- SÃO MIGUEL DO OESTE/SC 1.2.TÍTULO: RECICLAGEM

Leia mais

AULA 5 SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO

AULA 5 SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO 1 Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO 1 2 Reconheça o que está ao alcance dos seus olhos, e o que está oculto tornar-se-á claro para você. Jesus de Nazaré 2 3 1. Citar as principais contribuições

Leia mais

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 4 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 4 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa Meio Ambiente 4 0 a O - fu dame tal Cuidar da vida também é coisa de criança Justificativa PROJETOS CULTURAIS Na idade escolar, as crianças estão conhecendo o mundo (Freire, 1992), sentindo, observando,

Leia mais

1. United Nations Conference on Environment and Development UNCED (ECO-92) DECLARAÇÃO DO RIO DE JANEIRO SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO

1. United Nations Conference on Environment and Development UNCED (ECO-92) DECLARAÇÃO DO RIO DE JANEIRO SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO VEJA RIO+20 1. United Nations Conference on Environment and Development UNCED (ECO-92) DECLARAÇÃO DO RIO DE JANEIRO SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO Abstract: A declaração final da ECO-92 acenou para

Leia mais

A INTERVENÇÃO DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO BAIRRO COHAB SÃO GONÇALO - CUIABÁ/MT: ANALISANDO IMPACTOS SOFRIDOS NA COMUNIDADE

A INTERVENÇÃO DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO BAIRRO COHAB SÃO GONÇALO - CUIABÁ/MT: ANALISANDO IMPACTOS SOFRIDOS NA COMUNIDADE A INTERVENÇÃO DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO BAIRRO COHAB SÃO GONÇALO - CUIABÁ/MT: ANALISANDO IMPACTOS SOFRIDOS NA COMUNIDADE Thaiane Cristina dos Santos - Universidade de Cuiabá Renner Benevides - Universidade

Leia mais

Alex Maciel Gonzaga, Sean Conney Vieira da SILVA, & Flávia Pereira da SILVA

Alex Maciel Gonzaga, Sean Conney Vieira da SILVA, & Flávia Pereira da SILVA 1 QUALIDADE DA COLETA E A NECESSIDADE DE UMA CONSCIÊNCIA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL NA CIDADE DE GOIANA Alex Maciel Gonzaga, Sean Conney Vieira da SILVA, & Flávia Pereira da SILVA RESUMO O consumismo da

Leia mais

RECICLANDO ATITUDES. Ana MariaVenquiaruti 1 ;Janice de Fátima Preuss dacruz 2 ;Natanael Martins Ajala 3 ; Tanise da Silva Moura 4 ;

RECICLANDO ATITUDES. Ana MariaVenquiaruti 1 ;Janice de Fátima Preuss dacruz 2 ;Natanael Martins Ajala 3 ; Tanise da Silva Moura 4 ; RECICLANDO ATITUDES Ana MariaVenquiaruti 1 ;Janice de Fátima Preuss dacruz 2 ;Natanael Martins Ajala 3 ; Tanise da Silva Moura 4 ; 1 Farmacêutica, Bioquímica e Pós Graduada em Educação Ambiental- Professora

Leia mais

Página 1 de 8. Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Página 1 de 8. Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Página 1 de 8 LEI Nº 3325, de 17 de dezembro de 1999 Dispõe sobre a educação ambiental, institui a política estadual de educação ambiental, cria o Programa estadual de Educação Ambiental e complementa

Leia mais

(Publicada no D.O.U em 30/07/2009)

(Publicada no D.O.U em 30/07/2009) MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS RESOLUÇÃO N o 98, DE 26 DE MARÇO DE 2009 (Publicada no D.O.U em 30/07/2009) Estabelece princípios, fundamentos e diretrizes para a educação,

Leia mais

Dupla Ação: ConscientizAção e EducAção Ambiental para a Sustentabilidade

Dupla Ação: ConscientizAção e EducAção Ambiental para a Sustentabilidade Dupla Ação: ConscientizAção e EducAção Ambiental para a Sustentabilidade A Agenda 21 vai à Escola Autora: Zióle Zanotto Malhadas Nucleo Interdisciplinar de Meio Ambiente e Desenvolvimento/UFPR/Curitiba/2001

Leia mais

Reciclagem. Projetos temáticos

Reciclagem. Projetos temáticos Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2011 Projetos temáticos 2 o ano Data: / / Nível: Escola: Nome: Reciclagem Justificativa Este projeto tem como foco promover

Leia mais

Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu?

Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu? Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu? Puxa, o lixo é mesmo um problema muito sério. Vocês sabiam que muitos animais silvestres estão morrendo porque confundem lixo com comida? Sério?

Leia mais

Aula 14 Distribuição dos Ecossistemas Brasileiros Floresta Amazônica Mais exuberante região Norte e parte do Centro Oeste; Solo pobre em nutrientes; Cobertura densa ameniza o impacto da água da chuva;

Leia mais

ANÁLISE DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS ALUNOS DE 6 AO 9 ANO EM UMA ESCOLA PARTICULAR NO MUNICIPIO DE TERESINA-PI

ANÁLISE DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS ALUNOS DE 6 AO 9 ANO EM UMA ESCOLA PARTICULAR NO MUNICIPIO DE TERESINA-PI Belo Horizonte/MG 24 a 27/11/2014 ANÁLISE DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS ALUNOS DE 6 AO 9 ANO EM UMA ESCOLA PARTICULAR NO MUNICIPIO DE TERESINA-PI Graciane Rodrigues Rocha (*), Juliana Rodrigues Rocha, Caroline

Leia mais

CARTA DA TERRA PARA CRIANÇAS

CARTA DA TERRA PARA CRIANÇAS 1 CARTA DA TERRA A Carta da Terra é uma declaração de princípios fundamentais para a construção de uma sociedade que seja justa, sustentável e pacífica. Ela diz o que devemos fazer para cuidar do mundo:

Leia mais

4º SEMINÁRIO REGIONAL SUL DE RESÍDUOS SÓLIDOS PROGRAMA LIXO NOSSO DE CADA DIA

4º SEMINÁRIO REGIONAL SUL DE RESÍDUOS SÓLIDOS PROGRAMA LIXO NOSSO DE CADA DIA 4º SEMINÁRIO REGIONAL SUL DE RESÍDUOS SÓLIDOS PROGRAMA LIXO NOSSO DE CADA DIA Daniela Kramer Frassetto Assessora de Gabinete CME/MPSC cme@mpsc.mp.br Realidade do Planeta e do Brasil A manutenção do aumento

Leia mais

Reciclagem. Projetos temáticos

Reciclagem. Projetos temáticos Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Educação infantil Publicado em 2011 Projetos temáticos Educação Infantil Data: / / Nível: Escola: Nome: Reciclagem Justificativa Este projeto tem como foco

Leia mais

LEGISLAÇÃO APLICADA A AQUICULTURA

LEGISLAÇÃO APLICADA A AQUICULTURA LEGISLAÇÃO APLICADA A AQUICULTURA C O N T E Ú D O : N O Ç Õ E S D E D I R E I T O : I N T R O D U Ç Ã O A O E S T U D O D O D I R E I T O A M B I E N T A L C A R A C T E R Í S T I C A S D A L E G I S L

Leia mais

Jovens cuidando do Brasil

Jovens cuidando do Brasil ação constitui uma parte da política dos três R reduzir, reutilizar e reciclar, depreende-se a necessidade de um trabalho com lixo que se inicie com uma revisão crítica dos hábitos e padrões de consumo.

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO Previsão Legal Objetivos Categorias Finalidades Gestão do Sistema Quantitativos Outros Espaços Protegidos Distribuição Espacial Relevância O Brasil possui alguns

Leia mais

BRASIL - 170 MILHÕES DE HABITANTES. - Taxa média de crescimento nos últimos 10 anos: 1,5 %

BRASIL - 170 MILHÕES DE HABITANTES. - Taxa média de crescimento nos últimos 10 anos: 1,5 % REALIZAÇÃO GLOBAL BRASIL - 170 MILHÕES DE HABITANTES - Taxa média de crescimento nos últimos 10 anos: 1,5 % - Previsão de crescimento da população: 2,5 milhões habitantes/ano ESTADO DE SÃO PAULO -35,1

Leia mais

Projeto de Lei nº 11 /2012 Deputado(a) Altemir Tortelli

Projeto de Lei nº 11 /2012 Deputado(a) Altemir Tortelli Projeto de Lei nº 11 /2012 Deputado(a) Altemir Tortelli Institui a Política Estadual dos Serviços Ambientais e o Programa Estadual de Pagamento por Serviços Ambientais, e dá outras providências. CAPÍTULO

Leia mais

"Água e os Desafios do. Setor Produtivo" EMPRESAS QUE DÃO ATENÇÃO AO VERDE DIFICILMENTE ENTRAM NO VERMELHO.

Água e os Desafios do. Setor Produtivo EMPRESAS QUE DÃO ATENÇÃO AO VERDE DIFICILMENTE ENTRAM NO VERMELHO. "Água e os Desafios do Setor Produtivo" EMPRESAS QUE DÃO ATENÇÃO AO VERDE DIFICILMENTE ENTRAM NO VERMELHO. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E O PAPEL DE CADA UM É o desenvolvimento que atende às necessidades

Leia mais

Grandes Problemas Ambientais

Grandes Problemas Ambientais Grandes Problemas Ambientais O aumento do efeito de estufa; O aquecimento global; A Antárctica; A desflorestação; A Amazónia; A destruição da camada de ozono; As chuvas ácidas; O clima urbano; Os resíduos

Leia mais

Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento

Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento A Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, tendo se reunido no Rio de Janeiro, de 3 a 14 de junho de 1992, reafirmando

Leia mais

Ribeirão Preto, de de 2011. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO I 1 o BIMESTRE. Lixo e desperdício: tudo se transforma

Ribeirão Preto, de de 2011. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO I 1 o BIMESTRE. Lixo e desperdício: tudo se transforma Unidade Portugal Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2 a série) AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO I 1 o BIMESTRE Eixo temático Preservar para ter Disciplina/Valor Português 4,0 Matemática 4,0 Hist./Geog.

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2015 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2015 Disciplina a profissão de Agroecólogo. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º É requisito mínimo para o exercício da função profissional de Agroecólogo a comprovação

Leia mais

05 DE JUNHO DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

05 DE JUNHO DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE D I R E T O R I A D E S A Ú D E 05 DE JUNHO DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE Em 05 de Junho, é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente e nesse ano o foco está voltado para as Mudanças Climáticas com o tema

Leia mais

COLÉGIO ADVENTISTA DE CIDADE ADEMAR

COLÉGIO ADVENTISTA DE CIDADE ADEMAR COLÉGIO ADVENTISTA DE CIDADE ADEMAR Roteiro de Geografia - Professor: Vilson P. Rodrigues Oitavo Primeiro Bimestre de 2010 Observações Gerais: Alunos e Senhores Pais de Alunos - O roteiro sempre estará

Leia mais

Página 1 de 8-01/04/2014-5:59

Página 1 de 8-01/04/2014-5:59 PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 4 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Texto 1 LIXO NO LIXO Dá para

Leia mais

CUIDAR DA TERRA ALIMENTAR A SAÚDE CULTIVAR O FUTURO

CUIDAR DA TERRA ALIMENTAR A SAÚDE CULTIVAR O FUTURO CUIDAR DA TERRA ALIMENTAR A SAÚDE CULTIVAR O FUTURO Por que é importante dar preferência aos produtos orgânicos? Os sistemas de produção orgânica se baseiam em princípios da agroecologia e, portanto, buscam

Leia mais

Produção legislativa regional frente aos acordos setoriais

Produção legislativa regional frente aos acordos setoriais OS ACORDOS SETORIAIS E A IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE LOGÍSTICA REVERSA: Produção legislativa regional frente aos acordos setoriais X Seminário Nacional de Resíduos Sólidos Associação Brasileira de Engenharia

Leia mais

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1 Mensagens aos jovens Nós, jovens, devemos nos organizar para a construção de projetos, em que possamos, juntos com a população e os órgãos responsáveis, nos responsabilizar pelo bem-estar do nosso patrimônio.

Leia mais

1ª PARTE - OBJETIVA ESPECIFICA (Valendo 05 pontos cada questão)

1ª PARTE - OBJETIVA ESPECIFICA (Valendo 05 pontos cada questão) PREFEITURA DE VÁRZEA ALEGRE CE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2014 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONTRATAÇÂO TEMPORÁRIA - PROVA DE GEOGRAFIA PROFESSOR DE GEOGRAFIA (6º ao 9º ANO) ASSINATURA DO

Leia mais

Carta de Apresentação Documento Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura 11/06/15

Carta de Apresentação Documento Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura 11/06/15 Carta de Apresentação Documento Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura 11/06/15 Formada por associações empresariais, empresas, organizações da sociedade civil e indivíduos interessados na construção

Leia mais

Junto com todos os povos da Terra nós formamos uma grande família. E cada um de nós compartilha a responsabilidade pelo presente e pelo futuro

Junto com todos os povos da Terra nós formamos uma grande família. E cada um de nós compartilha a responsabilidade pelo presente e pelo futuro para crianças Junto com todos os povos da Terra nós formamos uma grande família. E cada um de nós compartilha a responsabilidade pelo presente e pelo futuro bem-estar da família humana e de todo o mundo

Leia mais