07/10/2009. Vazamento imediato. Silicona por condensação. Polissulfetos. Poliéter < < > > Silicona por Condensação. Elastômeros

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "07/10/2009. Vazamento imediato. Silicona por condensação. Polissulfetos. Poliéter < < > > Silicona por Condensação. Elastômeros"

Transcrição

1 07/10/2009 ELASTÔMERS QuickTime and a Sorenson Video 3 decompressor are needed to see this picture. Siliconas por condensação Siliconas por adição Polissulfetos Poliéter Elastômeros Silicona por condensação Silicona por condensação Massa leve Apresentação comercial - Consistência Apresentação comercial - Consistência Composição Massa pesada Massa pesada Massa leve Sílica < < > > Reprodução de detalhes Contração de polimerização Si Si H H C2H5 C2H5 Si C2H5 C2H5 CTAT DE ESTANH Silicona por Condensação Subproduto volátil (Álcool etílico) Si C 2H 5 + Si Si C 2H 5 Vazamento imediato Após os primeiros 30 Minutos 1

2 07/10/2009 Manipulação do Pesado Silicona por condensação Manipulação Material pesado QuickTime and a Photo - JPEG decompressor are needed to see this picture. Misturar com a espátula primeiro Alivio no Pesado Posicionamento da moldeira QuickTime and a Photo - JPEG decompressor are needed to see this picture. Silicona por condensação Manipulação Material leve Alívio no pesado 2

3 07/10/2009 QuickTime and a Photo - JPEG decompressor are needed to see this picture. Manipulação do Leve Manipulação do Leve QuickTime and a Photo - JPEG decompressor are needed to see this picture. Proporcionamento das pastas Tempo de presa e trabalho Como alterar a velocidade da reação? Reprodução de detalhes - Boa Estabilidade dimensional Proporção pasta base/catalizadora Resfriamento do material ou da placa Vazar nos primeiros 30 min Biocompatibilidade - inertes Resistência ao rasgamento moderada Desinfecção fácil 3

4 Vantagens Desvantagens Resistência ao rasgamento moderada Facilidade de manipulação Alta alteração dimensional Recuperação elástica mediana Sabor e odor neutros Boa flexibilidade e Custo moderado Tempo máximo de vazamento curto = 1h Silicona por adição Apresentação comercial Silicona por adição Composição Pasta base Polivinil siloxano Pasta catalizadora Polidimetil siloxano Sais de platina --Si-CH=CH2 --Si-CH=CH2 H-Si- -Si-H Sais de platina 23 H-Si- 4

5 Silicona por adição Silicona por adição Composição Não há formação de subprodutos Não formam sub-produtos H2 Mas...impurezas e proporções desequilibradas... --Si-CH-CH2- --Si-CH=CH2- H-Si- -Si-H H-Si- Maior estabilidade dimensional que isto significa?? H 2 Pd H2 H2 H 2 Mas os fabricantes... Não vazar nos primeiros 30 min Bolhas no Gesso Silicona por adição Cuidados Luvas Enxofre-ALBERS-1990 X Ditiocarbamato-Burke-1989 Técnicas de moldagem para as siliconas profissional que usa luvas deve adotar como medida preventiva a espatulação p/ mistura inicial do material. Rodrigues Filho et al, 2003 Impressão Única Monofásica Técnicas Impressão Única Simultânea Dupla Impressão Impressão Única Monofásica 5

6 Dupla Impressão Simultânea Espatulação Manual Base Leve Craig,1985 6

7 Dupla Impressão Manipulação sem luvas 7

8 Condensação X Adição Tempo máximo p/ o vazamento* Siliconas Condensação Curto Adição Até 7 dias Alta estabilidade dimensional Tempo de trabalho Contração de presa Siliconas Condensação Médio a longo Adição Médio a longo Siliconas Condensação Adição 0,60% 0,05% Reprodução de detalhes Siliconas Condensação Adição Boa Excelente Custo Siliconas Condensação Adição Moderado Muito alto 8

9 Gerais das Siliconas Resistência ao rasgamento Siliconas Condensação Adição Alta Muito alta Tempo de trabalho 2 a 3 min Tempo de presa 4 a 5 min Biocompatibilidade - inertes Desinfecção fácil Borrifar glutaraldeído a 2% ate saturar, enrolar em papel toalha e manter em plastico fechado (10 min) e lavar. Evitar imersão prolongada Polissulfetos (Mercaptanas) Polissulfetos Composição Química Pasta base Pasta catalizadora Polímero de polissulfeto Dióxido de titânio Plastificador Enxofre HS SH HS SH HS SH Dióxido de chumbo Dióxido de titânio Plastificador Retardadores (ácido oleico ou esteárico) HS S - S S - S SH SH S S + 3 H2 HS SH SH SH SH HS SH Polissulfetos Tempo de presa e trabalho Apresentação comercial Longo Como alterar a velocidade da reação? Proporção pasta base/catalizadora??? Resfriamento do material ou da placa 9

10 Estabilidade dimensional CNTRAÇÃ Como minimizar a contração Formação de ligações cruzadas Subproduto - água Recuperação elástica incompleta Absorção de água cuidado na desinfecção (10min NaCl 10%) Resistência ao rasgamento cuidado com distorção Biocompatibilidade 10

11 Vantagens Boa reprodução de detalhes Alta resistência ao rasgamento Baixo custo Desvantagens Poliéter dor desagradável Tempos de trabalho e presa longos Apresentação comercial Pesado/Médio e Leve Baixa recuperação elástica Alteração dimensional médio/alta Poliéter Pasta base Polímero de poliéter Sílica Plastificante Composição Pasta catalizadora Alquilsulfonato aromático Hidrofílico Reprodução de detalhes Estabilidade dimensional Não há subprodutos Alta recuperação elástica Muitas ligações cruzadas Vida útil - longo Biocompatibilidade Resistência ao rasgamento alta Pode ser vazado imediatamente ou após alguns dias Alta rigidez Desinfecção a imersão não deve exceder 10 min (glutaraldeído a 2%) 11

12 12

13 Vantagens Flexibilidade moderada Manipulação : moderada Baixa Alteração Dimensional Resistência ao rasgamento médio/alta Desvantagens Excelente Molhamento Recuperação elástica alta Tempos de trabalho e presa curtos Custo alto 13

Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF. Materiais de Moldagem

Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF. Materiais de Moldagem Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF Materiais de Moldagem MATERIAIS DE MOLDAGEM Material de moldagem ideal: É o material que captura com precisão os detalhes das estruturas

Leia mais

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Materiais Dentários Professora: Patrícia Cé Introdução AULA II Materiais de Moldagem Alginato Polissulfeto Poliéter Silicone de condensação

Leia mais

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE ODONTOLOGIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS ODONTOLÓGICAS Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. Maria Aparecida Abreu Barbosa Gomiero

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. Maria Aparecida Abreu Barbosa Gomiero INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Maria Aparecida Abreu Barbosa Gomiero ESTUDO TEÓRICO COMPARATIVO DE TRÊS MATERIAIS DE MOLDAGEM ELASTOMÉRICOS MAIS UTILIZADOS NA MICRORREGIÃO DE PIRAPORA-MG MONTES CLAROS

Leia mais

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2 SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE ODONTOLOGIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS ODONTOLÓGICAS Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

Clinical Update. Silicones de Condensação Departamento Técnico Dentsply Introdução. Reação de Polimerização. Características.

Clinical Update. Silicones de Condensação Departamento Técnico Dentsply Introdução. Reação de Polimerização. Características. Silicones de Condensação Departamento Técnico Dentsply Introdução Os elastômeros sintéticos não-aquosos foram desenvolvidos principalmente para aplicações na área industrial. No entanto, tem sido considerados

Leia mais

Roteiro de Aula Materiais de Moldagem Elastoméricos

Roteiro de Aula Materiais de Moldagem Elastoméricos Roteiro de Aula Materiais de Moldagem Elastoméricos Elastômeros: São borrachas sintéticas semelhantes às borrachas naturais, formados a partir de uma rede tridimensional de grandes moléculas (polímeros),

Leia mais

Materiais de Moldagem

Materiais de Moldagem Materiais de Moldagem lassificação dos materiais de moldagem Godiva Pasta de Óxido de Zinco e Eugenol Departamento de Biomateriais e Biologia ral - FUSP Igor idrocolóides Elastômeros eversíveis Irreversíveis

Leia mais

BT 0014 BOLETIM TÉCNICO RESINA PC 6NF_ENDURECEDOR G 130 BLUE

BT 0014 BOLETIM TÉCNICO RESINA PC 6NF_ENDURECEDOR G 130 BLUE BT 0014 BOLETIM TÉCNICO RESINA PC 6NF_ENDURECEDOR G 130 BLUE Elaborador: Verificadores: Aprovador: Resina PC 6NF_Endurecedor G 130 Blue Resina para aplicação

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/ SOEBRAS ELASTÔMEROS. Autor: Christian Ravel dos Santos

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/ SOEBRAS ELASTÔMEROS. Autor: Christian Ravel dos Santos INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/ SOEBRAS ELASTÔMEROS Autor: Christian Ravel dos Santos FLORIANÓPOLIS 2009 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/ SOEBRAS ELASTÔMEROS Autor: Christian Ravel dos Santos

Leia mais

Cimentos para cimentação

Cimentos para cimentação Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF Requisitos de um agente cimentante ideal Cimentos para cimentação Ser adesivo; Ser insolúvel no meio bucal; Permitir bom selamento

Leia mais

MATERIAIS ODONTOLÓGICOS II

MATERIAIS ODONTOLÓGICOS II CURSO DE ODONTOLOGIA MATERIAIS ODONTOLÓGICOS II CADERNO DIDÁTICO TURMA 2011 Autores: ANZILIERO, Luciano Esp. Curso de Odontologia da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e Missões Campus de

Leia mais

"Não temas, porque Eu estou contigo; não te assombres, porque Eu sou teu Deus; Eu te ajudo, e Eu te sustento com a minha justiça."

Não temas, porque Eu estou contigo; não te assombres, porque Eu sou teu Deus; Eu te ajudo, e Eu te sustento com a minha justiça. Juliana Starling AVALIAÇÃO DA ALTERAÇÃO DIMENSIONAL DE SILICONAS DE REAÇÃO POR CONDENSAÇÃO E ADIÇÃO, EM FUNÇÃO DOS MODELOS DE GESSO OBTIDOS EM DIFERENTES TEMPOS DE ARMAZENAGEM DOS SEUS MOLDES Faculdade

Leia mais

MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO

MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO Prof. Dr. Alfredo Júlio Fernandes Neto - 2005 A obtenção do molde e posterior modelo de estudo em gesso é um procedimento crítico e, como em qualquer outro trabalho

Leia mais

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio Prof. Dr. Glauco Rangel Zanetti Doutor em Clínica Odontológica - Prótese Dental - FOP-Unicamp

Leia mais

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO 098-ETE PHILADELPHO GOUVEA NETTO - São José do Rio Preto SP

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO 098-ETE PHILADELPHO GOUVEA NETTO - São José do Rio Preto SP CEETEPS Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO 098-ETE PHILADELPHO GOUVEA NETTO - São José do Rio Preto SP APOSTILA DE MATERIAIS DE PROTESE MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

Clinical Update. Materiais de Moldagem Hidroclóides Irreversíveis (Alginato) Preparação. (Fig. 1) JELTRATE e JELTRATE PLUS

Clinical Update. Materiais de Moldagem Hidroclóides Irreversíveis (Alginato) Preparação. (Fig. 1) JELTRATE e JELTRATE PLUS Materiais de Moldagem Hidroclóides Irreversíveis (Alginato) A construção de modelos e troquéis sempre foi uma etapa importante para os mais variados procedimentos odontológicos. Sobre os modelos obtidos

Leia mais

3M ESPE. Perfil Técnico do Produto

3M ESPE. Perfil Técnico do Produto 3M ESPE Express Penta H Express Penta H Presa Rápida Express, Baixa Viscosidade (verde) Express, Baixa Viscosidade Presa Rápida (azul) Express, Viscosidade Regular (roxo) Perfil Técnico do Produto Índice

Leia mais

Materiais de Moldagem

Materiais de Moldagem Materiais de Moldagem Classificação dos materiais de moldagem Departamento de Biomateriais e Biologia Oral - FOUSP Igor Classificação dos materiais de moldagem Classificação dos materiais de moldagem Godiva

Leia mais

Fundamentos de Prótese Parcial Fixa

Fundamentos de Prótese Parcial Fixa Fundamentos de Prótese Parcial Fixa Roteiro de estudo - Preparo do Dente: 1. Técnica da silhueta modificada. 2. Desgaste do dente com ponta diamantada (PD) 1,4 mm na região cervical e terço médio respeitando

Leia mais

Materiais de Moldagem Elásticos I (Paulo Capel)

Materiais de Moldagem Elásticos I (Paulo Capel) DEPARTAMENTO DE BIOMATERIAIS E BIOLOGIA ORAL Disciplina ODB 401 Materiais para uso indireto Roteiro de estudos Data: 14/02/2017 Materiais de Moldagem Elásticos I (Paulo Capel) 1 Introdução 1. Os materiais

Leia mais

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE DE INGÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PRÓTESE BRUNA FOLCHINI SEBBEN

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE DE INGÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PRÓTESE BRUNA FOLCHINI SEBBEN 1 UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE DE INGÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PRÓTESE BRUNA FOLCHINI SEBBEN TÉCNICAS DE DESINFECÇÃO NOS MOLDES REALIZADOS COM MATERIAIS ELASTOMÉRICOS NÃO-AQUOSOS

Leia mais

ADITIVOS. Reforçar ou introduzir certas características. Em pequenas quantidades (< 5%). Pode ou não ser lançado diretamente na betoneira

ADITIVOS. Reforçar ou introduzir certas características. Em pequenas quantidades (< 5%). Pode ou não ser lançado diretamente na betoneira ADITIVOS 1. OBJETIVO Reforçar ou introduzir certas características 2. UTILIZAÇÃO Em pequenas quantidades (< 5%). Pode ou não ser lançado diretamente na betoneira 3. FUNÇÕES BÁSICAS DOS ADITIVOS CONCRETO

Leia mais

Presa. Difícil de determinar o instante em que se dá a passagem do estado líquido ao estado sólido

Presa. Difícil de determinar o instante em que se dá a passagem do estado líquido ao estado sólido LIGANTES HIDRÓFILOS CIMENTOS Propriedades físicas e mecânicas do cimento Presa Métodos de definição do início de presa: condutibilidade eléctrica viscosidade desenvolvimento de calor, etc. Difícil de determinar

Leia mais

Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c. Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C. aplicação

Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c. Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C. aplicação Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C O sistema reembasador para qualquer aplicação Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c O sistema reembasador para qualquer aplicação A atrofia do osso alveolar

Leia mais

Clinical Update. Clinical Update. Moldagem com Silicone de Reação por Adição Aquasil A Otimização da Moldagem ao Alcance do CD Clínico.

Clinical Update. Clinical Update. Moldagem com Silicone de Reação por Adição Aquasil A Otimização da Moldagem ao Alcance do CD Clínico. Clinical Update Nº 3 Moldagem com Silicone de Reação por Adição Aquasil - A Otimização da Moldagem ao Alcance do CD Clínico Artiplus: Dentes Artificiais Poliméricos - Alguns Aspectos de Relevância Clínica

Leia mais

BT 0011 BOLETIM TÉCNICO RESINA PC 26_ENDURECEDOR G 226_ CARGA EF 35/P

BT 0011 BOLETIM TÉCNICO RESINA PC 26_ENDURECEDOR G 226_ CARGA EF 35/P BT 0011 BOLETIM TÉCNICO RESINA PC 26_ENDURECEDOR G 226_ CARGA EF 35/P Elaborador: Verificadores: Aprovador: Resina PC 26_Endurecedor G 226_Carga EF 35/P Resina

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PRÓTESE DENTÁRIA 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante: a) Tratamento endodôntico. b) Perda da estrutura

Leia mais

Quando tratamos das propriedades de um material transformado, segundo muitos pesquisadores, estas dependem de uma reciclagem bem sucedida. Para que isto ocorra, os flocos de PET deverão satisfazer determinados

Leia mais

Gesso Odontológico. Curso de ASB. Prof. Eclérion Chaves Curso de ASB. Prof. Eclérion Chaves Curso de ASB. Prof. Eclérion Chaves Curso de ASB

Gesso Odontológico. Curso de ASB. Prof. Eclérion Chaves Curso de ASB. Prof. Eclérion Chaves Curso de ASB. Prof. Eclérion Chaves Curso de ASB Curso de ASB Gesso Odontológico Modelos Modelos Modelos Modelos Moldes para fabricação de dentaduras GESSO Revestimentos Sulfato de cálcio di-hidratado, quimicamente quase puro (Gipsita) (CaSO 4. 2H 2

Leia mais

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO ADITIVOS PARA O CONCRETO 1) Definição : NBR 11768 (EB-1763/92) - Aditivos para concreto de Cimento Portland. Produtos que adicionados em pequena quantidade a concreto de Cimento Portland modificam algumas

Leia mais

MANUAL DE PRÓTESE FIXA

MANUAL DE PRÓTESE FIXA MANUAL DE PRÓTESE FIXA INDICE Materiais e Equipamentos 05 Materiais e Técnicas de Moldagem 07 Vazamento de Modelos 08 Montagem em Articulador 17 Enceramento 20 Preparo de Troquel 23 Inclusão 25 Fundição

Leia mais

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Materiais Professora: Patrícia Cé Introdução AULA I Vernizes Cimento de hidróxido de Cálcio Cimento de Ionômero de Vidro Cimento de

Leia mais

PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA

PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA 4:1 é um composto epóxi bi-componente com carga metálica, característica de massa na cor preta, pode ser aplicado com espátula, cura a frio, substituindo de maneira muito

Leia mais

ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE COMPONENTES DO REVESTIMENTO

ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE COMPONENTES DO REVESTIMENTO TECNOLOGIA DE REVESTIMENTO Componentes do sistema BASE CHAPISCO Base Características importantes: Avidez por água - inicial e continuada Rugosidade EMBOÇO ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE Chapisco Função:

Leia mais

Técnicas De Fundição. Page 1. Saúde Forma Função Estética. Fundição em areia.

Técnicas De Fundição. Page 1. Saúde Forma Função Estética. Fundição em areia. Disciplina Titulo da aula Expositor Slides 34 Materiais Dentários I Técnicas de fundição Prof. Dr. Eclérion Chaves Duração Aproximadamente 1:30 Plano de aula Publicado em: http://usuarios.upf.br/~fo/disciplinas/materiais%20dentarios/materiais1.htm

Leia mais

BT 0013 BOLETIM TÉCNICO RESINA FLOOR REPAIR PLUS_ ENDURECEDOR FLOOR REPAIR PLUS_ SÍLICA F-036

BT 0013 BOLETIM TÉCNICO RESINA FLOOR REPAIR PLUS_ ENDURECEDOR FLOOR REPAIR PLUS_ SÍLICA F-036 BT 0013 BOLETIM TÉCNICO RESINA FLOOR REPAIR PLUS_ ENDURECEDOR FLOOR REPAIR PLUS_ SÍLICA F-036 Elaborador: Verificadores: Aprovador: Resina Floor Repair Plus_Endurecedor

Leia mais

TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7

TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7 TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7 Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dr. a Carmeane Effting 1 o semestre 2014 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil DEFINIÇÃO: TINTAS

Leia mais

CONHECIMENTO DA CONTAMINAÇÃO PRESENTE NAS MOLDAGENS ODONTOLÓGICAS PELOS PROFISSIONAIS DOS LABORATÓRIOS DE PRÓTESE DE CASCAVEL

CONHECIMENTO DA CONTAMINAÇÃO PRESENTE NAS MOLDAGENS ODONTOLÓGICAS PELOS PROFISSIONAIS DOS LABORATÓRIOS DE PRÓTESE DE CASCAVEL CONHECIMENTO DA CONTAMINAÇÃO PRESENTE NAS MOLDAGENS ODONTOLÓGICAS PELOS PROFISSIONAIS DOS LABORATÓRIOS DE PRÓTESE DE CASCAVEL Rosana Izabela Spiller 1 Rosana Aparecida dos Santos INTRODUÇÃO: Com a propagação

Leia mais

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PRÓTESE DENTÁRIA THIAGO LUIZ BASSO

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PRÓTESE DENTÁRIA THIAGO LUIZ BASSO 0 UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PRÓTESE DENTÁRIA THIAGO LUIZ BASSO TÉCNICAS DE MOLDAGEM COM MATERIAIS ELASTOMÉRICOS PASSO FUNDO 2007 1 THIAGO LUIZ BASSO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA- CAMPUS JOAÇABA VICE-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PRÓTESE DENTÁRIA

UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA- CAMPUS JOAÇABA VICE-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PRÓTESE DENTÁRIA UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA- CAMPUS JOAÇABA VICE-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PRÓTESE DENTÁRIA RONALDO SAVARIS MATERIAIS DE MOLDAGEM ELASTOMÉRICOS

Leia mais

Argex Filtrante. Elevada Porosidade Baixo Custo Leveza Facilidade de Aplicação

Argex Filtrante. Elevada Porosidade Baixo Custo Leveza Facilidade de Aplicação Argex Filtrante Elevada Porosidade Baixo Custo Leveza Facilidade de Aplicação O Produto ARGEX Filtrante é constituído por partículas cerâmicas de argila expandida, extremamente resistentes e de elevada

Leia mais

Descritivo de produto. Fornecedor. www.velp.com

Descritivo de produto. Fornecedor. www.velp.com Descritivo de produto Fornecedor www.velp.com Unidade de Destilação Kjeldahl UDK129 Destilador básico para destilações Kjeldahl DESCRIÇÃO A unidade de destilação UDK129 foi projetada para atender diversas

Leia mais

Impregum TM Soft Material de Moldagem à base de Poliéter. Perfil Técnico do Produto

Impregum TM Soft Material de Moldagem à base de Poliéter. Perfil Técnico do Produto Impregum TM Soft Material de Moldagem à base de Poliéter Perfil Técnico do Produto 1 Conteúdo Introdução Indicações Histórico das Moldagens Precisas Motivação Características Químicas Visão Geral Hidrofilia

Leia mais

PONTI FÍ CI A U N IVERSIDAD E C AT ÓLICA D E MI N AS GERAI S ESTUDO DAS P ROPRIED AD E S ELÁS T I C AS D OS M AT E R I AI S DE MO L D AG E M

PONTI FÍ CI A U N IVERSIDAD E C AT ÓLICA D E MI N AS GERAI S ESTUDO DAS P ROPRIED AD E S ELÁS T I C AS D OS M AT E R I AI S DE MO L D AG E M 1 PONTI FÍ CI A U N IVERSIDAD E C AT ÓLICA D E MI N AS GERAI S P rogra ma de Mestra d o Ac adê mico em Odontologia F ernando Toledo Santos ESTUDO DAS P ROPRIED AD E S ELÁS T I C AS D OS M AT E R I AI S

Leia mais

BLOCOS, ARGAMASSAS E IMPORTÂNCIA DOS BLOCOS CARACTERÍSTICAS DA PRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS DA PRODUÇÃO. Prof. Dr. Luiz Sérgio Franco 1

BLOCOS, ARGAMASSAS E IMPORTÂNCIA DOS BLOCOS CARACTERÍSTICAS DA PRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS DA PRODUÇÃO. Prof. Dr. Luiz Sérgio Franco 1 Escola Politécnica da USP PCC 2515 Alvenaria Estrutural BLOCOS, ARGAMASSAS E GRAUTES Prof. Dr. Luiz Sérgio Franco IMPORTÂNCIA DOS BLOCOS! DETERMINA CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES DA PRODUÇÃO! peso e dimensões

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS - FISPQ 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2 COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÃO SOBRE OS INGREDIENTES

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS - FISPQ 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2 COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÃO SOBRE OS INGREDIENTES Página 1 de 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Limpa Vidros Nome da Empresa: Guimarães Produtos Químicos e de Limpeza Ltda Contato da Empresa: Fone: (48) 3623-1175 e-mail: guimaraespl@terra.com.br

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS TESTE SELETIVO TÉCNICO EM PRÓTESE DENTÁRIA Edital n o 096/2009-PRH CADERNO DE PROVA CONHECIMENTO ESPECÍFICO - 38

Leia mais

-Estrutura, composição, características. -Aplicações e processamento. -Tecnologias associadas às aplicações industriais.

-Estrutura, composição, características. -Aplicações e processamento. -Tecnologias associadas às aplicações industriais. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri Bacharelado em Ciência e Tecnologia Teófilo Otoni - MG Prof a. Dr a. Flaviana Tavares Vieira Tópicos : -Estrutura, composição, características.

Leia mais

Metodologias de descrição de documentação fotográfica. Porto, 18 Outubro Lisboa, 25 Outubro 2007

Metodologias de descrição de documentação fotográfica. Porto, 18 Outubro Lisboa, 25 Outubro 2007 Metodologias de descrição de documentação fotográfica Porto, 18 Outubro Lisboa, 25 Outubro 2007 Descrição de fotografia Qual a prática até aqui? Quais os modelos? Que instrumentos de apoio à descrição?

Leia mais

a precisão dimensional de modelos de gesso confeccionados com diferentes técnicas e materiais de moldagem elastoméricos

a precisão dimensional de modelos de gesso confeccionados com diferentes técnicas e materiais de moldagem elastoméricos Estudo da precisão dimensional de modelos de gesso confeccionados com diferentes técnicas e materiais de moldagem elastoméricos Study of dimensional accuracy of stone models made with different techniques

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO N o : LINHA VZ. DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Folha: 1 / 5

FICHA DE INFORMAÇÃO N o : LINHA VZ. DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Folha: 1 / 5 DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Folha: 1 / 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO QUÍMICO E DA EMPRESA Nome do Produto: LINHA VZ Verniz de Corte para pasta Código do Produto: VZ 0710 Empresa: Camallon Ind. e Comércio

Leia mais

POLÍMEROS POLIETILENO DE BAIXA DENSIDADE

POLÍMEROS POLIETILENO DE BAIXA DENSIDADE POLÍMEROS Os polímeros são macromoléculas formada pela união de pequenas unidades que se repetem, os monômeros. Existem basicamente dois tipos de polimerização: adição e condensação. Na polimeirzação por

Leia mais

O poder. proteger. para. mundo. o seu. 3M Cuidado Institucional. Sorbents

O poder. proteger. para. mundo. o seu. 3M Cuidado Institucional. Sorbents 3M Cuidado Institucional Sorbents O poder para proteger o seu mundo A 3M é pioneira no conceito de microfibra e polipropileno, com mais de 25 anos de experiência na fabricação de respiradores descartáveis.

Leia mais

Gaxetas e Anéis Raspadores de Molythane. Catálogo PPD 3800 BR Outubro 2001

Gaxetas e Anéis Raspadores de Molythane. Catálogo PPD 3800 BR Outubro 2001 Gaxetas e Anéis Raspadores de Molythane Catálogo PPD 3800 BR Outubro 2001 Pense em Qualidade, Pense Parker Para nós da Parker, a qualidade é alcançada quando suas expectativas são atendidas, tanto em relação

Leia mais

http://www.siliconesassel.com.br/borracha_silicone.htm

http://www.siliconesassel.com.br/borracha_silicone.htm Página 1 de 13 Tipo Forma física Propriedades especiais Usos básicos Elastômero á base de silicone, bicomponente Líquido viscoso. Resistência ao rasgo, alto poder copiativo. Confecção de moldes Nome comercial

Leia mais

Papel. Etapa 6- Esta etapa trata-se do papel sendo utilizado por seus consumidores em diversas formas, como em livros, cartas, jornais, etc.

Papel. Etapa 6- Esta etapa trata-se do papel sendo utilizado por seus consumidores em diversas formas, como em livros, cartas, jornais, etc. Ciclo de Vida Papel Há divergência quanto ao período de surgimento do papel, pois foi um processo que foi sendo desenvolvido ao longo dos anos, porém há registros deste sendo utilizado primeiramente pelos

Leia mais

RETICULAÇÃO DE ELASTÔMEROS VIA PEROXIDOS DE ÚLTIMA GERAÇÃO

RETICULAÇÃO DE ELASTÔMEROS VIA PEROXIDOS DE ÚLTIMA GERAÇÃO RETICULAÇÃO DE ELASTÔMEROS VIA PEROXIDOS DE ÚLTIMA GERAÇÃO CURSO BÁSICO DA TECNOLOGIA DOS ELASTÔMEROS CETEPO RS Rosane Frank Agosto/10 HISTÓRICO EMPRESA 100% NACIONAL FUNDADA EM 1992 LABORATÓRIO PRÓPRIO

Leia mais

COMUNICADO À IMPRENSA

COMUNICADO À IMPRENSA Wacker Química do Brasil Ltda. R. Municipal, 325 Jd. Alvorada 06612-060 - Jandira, SP, Brasil www.wacker.com COMUNICADO À IMPRENSA Número 03 Concrete Show South America 2014: A WACKER apresenta novo polímero

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DE QUATRO MATERIAIS E DE DUAS TÉCNICAS, SIMPLES E DUPLA, PARA MOLDAGENS FUNCIONAIS EM PRÓTESE TOTAL

ESTUDO COMPARATIVO DE QUATRO MATERIAIS E DE DUAS TÉCNICAS, SIMPLES E DUPLA, PARA MOLDAGENS FUNCIONAIS EM PRÓTESE TOTAL WALTER MARCHEZAN ESTUDO COMPARATIVO DE QUATRO MATERIAIS E DE DUAS TÉCNICAS, SIMPLES E DUPLA, PARA MOLDAGENS FUNCIONAIS EM PRÓTESE TOTAL Dissertação apresentada ao Centro de Pós-Graduação / CPO São Leopoldo

Leia mais

Introdução. Gerais. Funcionais. Propriedades. da Matéria Organolépticas. Específicas. Químicas. Físicas. Química. Rômulo

Introdução. Gerais. Funcionais. Propriedades. da Matéria Organolépticas. Específicas. Químicas. Físicas. Química. Rômulo Introdução Gerais Propriedades Funcionais da Matéria Organolépticas Específicas s Físicas Propriedades Gerais São propriedades comuns a todo tipo de matéria massa extensão impenetrabilidade divisibilidade

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA IMERSÃO EM ÁCIDO PERACÉTICO SOBRE A REPRODUÇÃO DE DETALHES E COMPATIBILIDADE DOS ELASTÔMEROS COM GESSO

A INFLUÊNCIA DA IMERSÃO EM ÁCIDO PERACÉTICO SOBRE A REPRODUÇÃO DE DETALHES E COMPATIBILIDADE DOS ELASTÔMEROS COM GESSO ARTIGO A INFLUÊNCIA DA IMERSÃO EM ÁCIDO PERACÉTICO SOBRE A REPRODUÇÃO DE DETALHES E COMPATIBILIDADE DOS ELASTÔMEROS COM GESSO THE INFLUENCE OF PERACETIC ACID IMMERSION ON DETAIL REPRODUCTION AND COMPATIBILITY

Leia mais

e-mail: ederaldoazevedo@yahoo.com.br

e-mail: ederaldoazevedo@yahoo.com.br Disciplina: Materiais de Construção I Assunto: Concreto II Prof. Ederaldo Azevedo Aula 5 e-mail: ederaldoazevedo@yahoo.com.br A trabalhabilidade é influenciada pela consistência e pela coesão. As principais

Leia mais

MATERIAIS COMPÓSITOS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho

MATERIAIS COMPÓSITOS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho MATERIAIS COMPÓSITOS Histórico Adobes reforçados com palha Egito 5000 anos. Concreto reforçado com barras de metal século XIX. Fibras de vidro 1970 Conceito São materiais formados por dois ou mais constituintes

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Data de emissão: 17/11/2010 Revisão: 2 Revisado em: 22/05/12 Pagina de 1 a 15

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Data de emissão: 17/11/2010 Revisão: 2 Revisado em: 22/05/12 Pagina de 1 a 15 P600 AR TOP 12 1 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO: P 600 AR TOP 12 FABRICANTE: POLIPISO DO BRASIL ENDEREÇO: AVENIDA GERALDO ANTÔNIO TRALDI. Nº. 400 DISTRITO INDUSTRIAL COSMO FUZARO

Leia mais

ADESIVO ACRÍLICO PARA CHAPISCO E ARGAMASSA

ADESIVO ACRÍLICO PARA CHAPISCO E ARGAMASSA ADESIVO ACRÍLICO PARA CHAPISCO E ARGAMASSA Adesivo acrílico em emulsão aquosa PROPRIEDADES DA ARGAMASSA Excelente plasticidade Boa impermeabilidade Minimiza retração após secagem A mistura permanece homogênea,

Leia mais

Influência do tipo de material de moldagem e do. tempo para vazamento do molde na estabilidade. dimensional dos modelos de gesso

Influência do tipo de material de moldagem e do. tempo para vazamento do molde na estabilidade. dimensional dos modelos de gesso Fabiana Santos Gonçalves Influência do tipo de material de moldagem e do tempo para vazamento do molde na estabilidade dimensional dos modelos de gesso Dissertação apresentada à Faculdade de Odontologia

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Data de emissão: 17/11/2010 Revisão: 2 Revisado em: 22/05/12 Pagina de 1 a 9

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Data de emissão: 17/11/2010 Revisão: 2 Revisado em: 22/05/12 Pagina de 1 a 9 P500 B + PIGMENTO 1 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO: P 500 B + PIGMENTO FABRICANTE: POLIPISO DO BRASIL ENDEREÇO: AVENIDA GERALDO ANTÔNIO TRALDI. Nº. 400 DISTRITO INDUSTRIAL COSMO

Leia mais

Dupla ação Além de limpador é um excelente renovador de brilho, em especial de ceras lustráveis.

Dupla ação Além de limpador é um excelente renovador de brilho, em especial de ceras lustráveis. Optimum Floral Detergente Limpa Pisos Eficiente e prático Possui em sua formulação detergentes e ceras que possibilitam realizar em uma só operação a limpeza e conservação de pisos / acabamentos. Versatilidade

Leia mais

André Tomazini Gomes de Sá

André Tomazini Gomes de Sá Influência do casquete (com ou sem contato cervical com a estrutura moldada) e da moldeira de estoque, para um único elastômero, sobre a precisão dimensional de troquéis de um gesso do tipo IV. André Tomazini

Leia mais

Técnicas de fundição. Técnicas De Fundição. Page 1 1. Odontologia: tem por função restituir ao dente: Saúde Forma Função Estética

Técnicas de fundição. Técnicas De Fundição. Page 1 1. Odontologia: tem por função restituir ao dente: Saúde Forma Função Estética Disciplina Titulo da aula Expositor Slides 34 Materiais Dentários I Técnicas de fundição Prof. Dr. Eclérion Chaves Duração Aproximadamente 1:30 Plano de aula Publicado em: http://usuarios.upf.br/~fo/disciplinas/materiais%20dentarios/materiais1.htm

Leia mais

Versão 1.0 Numero da FISPQ: 000000122327 Data da revisão: 16.09.2015. Sikaflex -227. : Selante/ Adesivo

Versão 1.0 Numero da FISPQ: 000000122327 Data da revisão: 16.09.2015. Sikaflex -227. : Selante/ Adesivo SEÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto : Código do produto : 000000122327 Tipo de produto : líquido Uso recomendado do produto químico e restrições de uso Uso da substância / preparação

Leia mais

Ficha Técnica de Produto Biomassa Piso e Azulejo Rápido Código: APR001

Ficha Técnica de Produto Biomassa Piso e Azulejo Rápido Código: APR001 1. Descrição: A é mais uma argamassa inovadora, de alta tecnologia e desempenho, que apresenta vantagens econômicas e sustentáveis para o assentamento e sobreposição de pisos, azulejos e pastilhas. O principal

Leia mais

Fundição em Moldes Metálicos Permanentes por Gravidade.

Fundição em Moldes Metálicos Permanentes por Gravidade. Aula 10: Processos de Fundição em Moldes Metálicos por Gravidade (Coquilhas) 01: Introdução - Características do processo - Etapas envolvidas. - Fatores econômicos e tecnológicos - Ligas emprwegadas 02:

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS Pagina 1de 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO COMERCIAL Adesivo Poliéster Mega Light NOME DO FABRICANTE Automotivos 2001 LTDA Rua Avenida

Leia mais

ROBERT BOSCH LIMITADA

ROBERT BOSCH LIMITADA F0LHA...: 1 de 5 1 _ Identificação do Produto e Fabricante Nome do Produto: Acumulador elétrico de energia Nome do Fabricante sob licença da Robert Bosch Ltda.: Enertec do Brasil Ltda. Endereço: Av. Independência,

Leia mais

CUIDADO! PERIGOSO SE INGERIDO,

CUIDADO! PERIGOSO SE INGERIDO, JohnsonDiversey SAFE BIO C 520 Remediador para Estação de Tratamento de Efluentes em geral e com a Presença de Contaminantes Tóxicos. Indicado para indústrias em geral. Descrição: Benefícios: Este produto

Leia mais

Revisão 15 Abril/13 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5

Revisão 15 Abril/13 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME COMERCIAL Thinner 2750 NOME DO FABRICANTE ANJO QUIMICA DO BRASIL LTDA Rodovia SC, 447 Km 02 Criciúma Santa Catarina CEP: 88.817-440

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

Dicas de conservação e limpeza

Dicas de conservação e limpeza Dicas de conservação e limpeza No uso diário de seus armários, alguns cuidados devem ser tomados a fim de prolongar a vida útil do produto. Água Tome cuidado particular em torno da pia, do forno e dos

Leia mais

MACTRACOL. Adesivo para chapiscos, argamassas e gesso. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO

MACTRACOL. Adesivo para chapiscos, argamassas e gesso. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO MACTRACOL é um adesivo especial à base de resina sintética compatível com cimento, cal, gesso e isopor (EPS). MACTRACOL proporciona às argamassas alto poder de

Leia mais

FISP Ficha de Informação sobre Segurança de Produto 1 IDENTIFICAÇÃO Dados Comerciais nome comercial

FISP Ficha de Informação sobre Segurança de Produto 1 IDENTIFICAÇÃO Dados Comerciais nome comercial PÁGI 1 de 7 FISP Ficha de Informação sobre Segurança de Produto 1 IDENTIFICAÇÃO Dados Comerciais nome comercial PELÍCULA PARA NIGHT AND DAY código do produto 841 fabricante Tec Screen Indústria de Produtos

Leia mais

Formulações de Adjuvantes Agrícolas

Formulações de Adjuvantes Agrícolas ADJUVANTES Formulações de Adjuvantes Agrícolas ADJUVANTES: - Substância inerte adicionados à formulação ou à calda para melhorar a eficiência da aplicação. Podem ser divididos em 2 grupos: a) Surfatantes:

Leia mais

Designação do Produto Food Universal (Deterg./Desinf.) - Multiusos. Aplicação

Designação do Produto Food Universal (Deterg./Desinf.) - Multiusos. Aplicação PÁGINA: 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Ref.ª HSEL126 Designação do Produto Food Universal (Deterg./Desinf.) - Multiusos Aplicação Detergente neutro de aplicação geral 2. COMPOSIÇÃO Informação relevante

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS ANTIOXIDANTES

CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS ANTIOXIDANTES ANEXO : COMPLEMENTAÇÃO TEORIA CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS ANTIOXIDANTES 1 Antioxidantes para sistemas medicamentosos lipófilos: 1.1 NATURAIS: a) Tocoferóis: São líquidos viscosos de cor amarelada,

Leia mais

Segurança de Produto 1 IDENTIFICAÇÃO Dados Comerciais nome comercial

Segurança de Produto 1 IDENTIFICAÇÃO Dados Comerciais nome comercial PÁGI 1 de 7 FISP Ficha de Segurança de Produto 1 IDENTIFICAÇÃO Dados Comerciais nome comercial TEC COAT BRILHANTE código do produto 701.000 fabricante Tec Screen Indústria de Produtos Técnicos para Serigrafia

Leia mais

1. DETERMINAÇÃO DE UMIDADE PELO MÉTODO DO AQUECIMENTO DIRETO- TÉCNICA GRAVIMÉTRICA COM EMPREGO DO CALOR

1. DETERMINAÇÃO DE UMIDADE PELO MÉTODO DO AQUECIMENTO DIRETO- TÉCNICA GRAVIMÉTRICA COM EMPREGO DO CALOR UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC FACULDADE DE NUTRIÇÃO DISCIPLINA: BROMATOLOGIA 2º/ 4 O PROFA. IVETE ARAKAKI FUJII. DETERMINAÇÃO DE UMIDADE PELO MÉTODO DO AQUECIMENTO DIRETO- TÉCNICA GRAVIMÉTRICA COM EMPREGO

Leia mais

INOVAÇÃO COM CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA!

INOVAÇÃO COM CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA! INOVAÇÃO COM CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA! LANÇAMENTOS 2012 LINHA APLIKCAR- para envelopamento de veículos VINIL BRANCO BRI.LHANTE - vinil para envelopamento de veículos e impressão digital. VINIL BLACK PIANO

Leia mais

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS E LABORATÓRIOS DE PROTESE DENTÁRIA Porque reabilitar pelo

Leia mais

Hospital Mãe de Deus

Hospital Mãe de Deus Hospital Mãe de Deus Hospital geral; Possui 378 Leitos; Quadro funcional de 2070; A mantenedora do Hospital Mãe Congregação das Irmãs Scalabrinianas de Deus é a Função do Gestor Ambiental O Gestor Ambiental

Leia mais

Questão 61. Questão 63. Questão 62. alternativa B. alternativa B. alternativa D

Questão 61. Questão 63. Questão 62. alternativa B. alternativa B. alternativa D Questão 61 A limpeza de pisos de mármore normalmente é feita com solução de ácido clorídrico comercial (ácido muriático). Essa solução ácida ataca o mármore, desprendendo gás carbônico, segundo a reação

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso

Trabalho de Conclusão de Curso Trabalho de Conclusão de Curso Estudo observacional dos critérios desejados para obter a qualidade de moldes definitivos utilizados em prótese fixa Rebeca Kurihara e Silva Universidade Federal de Santa

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICOS FISPQ 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E EMPRESA

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICOS FISPQ 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E EMPRESA Pág. 1/6 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICOS FISPQ 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E EMPRESA Nome do produto: REVESTIMENTO FOSFATADO PÓ Cód. Interno de Identificação do Produto: Nome da Empresa:

Leia mais

Prova Experimental Física, Química, Biologia

Prova Experimental Física, Química, Biologia Prova Experimental Física, Química, Biologia Complete os espaços: Nomes dos estudantes: Número do Grupo: País: BRAZIL Assinaturas: A proposta deste experimento é extrair DNA de trigo germinado e, posteriormente,

Leia mais

FISPQ. Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico ANTIOXIDANTE BHT ANTIOXIDANTE BHT ANTIOXIDANTE BHT. Utilizado como antioxidante.

FISPQ. Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico ANTIOXIDANTE BHT ANTIOXIDANTE BHT ANTIOXIDANTE BHT. Utilizado como antioxidante. Folha: 1 / 6 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Código Interno: Principais usos recomendados: Utilizado como antioxidante. Cas number: 128-37-0 Empresa: Endereço: Basile Química

Leia mais

Reciclagem polímeros

Reciclagem polímeros Reciclagem polímeros Reciclagem Química A reciclagem química reprocessa plásticos transformando-os em petroquímicos básicos: monômeros ou misturas de hidrocarbonetos que servem como matéria-prima, em refinarias

Leia mais

Ficha Técnica de Produto Rejunta Já! Acrílico Código: RJA001 e RJA101

Ficha Técnica de Produto Rejunta Já! Acrílico Código: RJA001 e RJA101 1. Descrição: O é mais uma solução inovadora, que apresenta praticidade e agilidade para o rejuntamento de pisos, azulejos, pastilhas, porcelanatos em áreas internas, externas, molháveis, molhadas. O principal

Leia mais

FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico ADEFOAMER TS

FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico ADEFOAMER TS 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DO FABRICANTE Nome do Produto: DISPERSANTE GTS Fabricante: GTS QUÍMICA LTDA. Rua Benedito Mascarenhas, 635 - Centro. CEP 57130-000 Santa Luzia do Norte/AL CNPJ: 06.877.748/0001-53

Leia mais