TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7"

Transcrição

1 TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7 Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dr. a Carmeane Effting 1 o semestre 2014 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil

2 DEFINIÇÃO: TINTAS Tinta é um material que se apresenta na forma líquida e que, quando aplicado, com ou sem diluição sobre uma superfície, deve resultar em filme sólido, contínuo, uniforme e aderente após a secagem/cura.

3 Esse material tem a função de revestir uma dada superfície com a finalidade de tornar o seu aspecto mais agradável ou conferir proteção. Quando seca e curada, a tinta forma um filme sobre a superfície, minimizando o seu contato com o meio ambiente devido à formação de uma barreira ao ingresso de agentes agressivos ao seu interior.

4 TINTAS Remoção Placas, cavaletes, cones de sinalização

5 TINTAS função decorativa *COV - Quantidade em massa (g/dm 3 ) de solventes orgânicos presentes em tinta ou resina.

6 TINTAS Tintas de baixo odor e baixo VOC (componente orgânico volátil) Estas tintas são formuladas com um nova tecnologia que respeita o meio ambiente, evitando a poluição do ar e problemas que surgem devido ao VOC, como alergias e irritações

7 TINTAS Mundialmente, a indústria de tintas tem trabalhado no desenvolvimento de tintas que não necessitem nenhum solvente em sua composição Livres de VOC tintas com as mesmas características das disponíveis no mercado atualmente.

8 TINTAS O Brasil é um dos cinco maiores mercados mundiais para tintas. As duas principais tintas usadas na construção civil são as tintas látex, recomendadas para aplicação sobre superfícies de alvenaria, gesso, concreto, substratos à base de cimento, etc., e os esmaltes sintéticos, recomendados para a aplicação em substratos metálicos e madeira.

9 Constituintes básicos TINTAS De modo geral, as tintas são constituídas pelos seguintes componentes: resina (ou polímero ou ainda veículo), pigmento, solvente e aditivo. Mas nem sempre todos estes componentes estão simultaneamente presentes. Ex.: vernizes, por serem películas transparentes, não contém pigmentos em sua composição, ou contém baixos teores desses constituintes.

10 Constituintes básicos Resina TINTAS conhecida por ligante ou veículo componente que vai formar o filme seco agente formador do filme - película PRINCIPAIS FUNÇÕES DA RESINA +umidade: deteriora a tinta

11 Antigamente, as resinas eram obtidas de compostos naturais, vegetais e animais. Hoje são obtidas pela indústria petroquímica, obtendo-se polímeros com durabilidade e propriedades muito superiores. Na construção civil, as resinas mais usadas são os homopolímeros (polietileno) e copolímeros de acetato de vinila e os copolímeros acrílicos, ambos na forma de emulsões, os quais estão presentes nas tintas, colas, selantes e nos aditivos para argamassa e concreto.

12 TINTAS Pigmentos Coloridos, brancos ou pretos Esses componentes são usados nas formulações para dar COR, COBERTURA e DURABILIDADE À TINTA, por meio do seu poder de reflexão da luz. e brilho elevada opacidade Tinta de cor clara Minimizam aquec. solar

13 TINTAS Pigmentos São compostos que possuem C. Baixo poder de cobertura elevada opacidade Metais, ácidos, bases e sais. Tinta de cor clara Minimizam aquec. solar

14 Os pigmentos formam uma superfície colorida agradável esteticamente e refletem raios de luz, prolongando a duração da tinta. Podem ser funcionais (metaborato de bário, sulfureto de zinco), metálicos, brancos (dióxido de titânio) e coloridos, que se dividem em orgânicos (derivados da anilina) ou inorgânicos (óxidos de ferro e metais pesados chumbo, cádmio, cobre, ferro e prata).

15 Os pigmentos orgânicos são considerados atóxicos, muito usados em pinturas interiores e brinquedos para evitar a ingestão de metais pesados por crianças, são mais brilhantes e mais claros e apresentam maior poder de tingimento do que os inorgânicos, têm estabilidade térmica e à luz ultravioleta elevadas.

16

17 Solvente TINTAS que evapora na resistência à abrasão, no nivelamento, na espessura e no aspecto estético da pintura.

18 Solventes embora sejam voláteis e deixam de fazer parte da pintura após evaporação, têm função importante na aplicação, no desempenho e na durabilidade. O seu teor é corrigido, conforme a necessidade, momentos antes da aplicação, pois a capacidade de absorção do substrato depende da viscosidade da tinta, da rugosidade e da porosidade.

19 A tinta látex (emulsão aquosa) tem como solvente a água. Os solventes utilizados nas tintas são de diferentes naturezas químicas. Os mais comuns são: os hidrocarbonetos alifáticos, presentes na aguarrás; hidrocarbonetos aromáticos, como xileno e tolueno; os glicóis, como o butil glicol, acetato de etilglicol, acetato de butil glicol; os acetatos, como os de etila e de butila; as cetonas, como o metil etil cetona (MEK) e a ciclohexanona; os álcoois, como o isopropílico, o butílico e o etílico.

20 TINTAS Aditivos conforme o tipo modif. carc. tintas

21 TINTAS Formulação das tintas o que difere uma tinta da outra porosidade e durabilidade inclusive aplicados nos substratos com carac. semelhantes

22 TINTAS Formulação A fabricação da tinta envolve um elevado número de matérias-primas (fabricante 750 a 1000 diferentes MP`S). Parte delas é usada para a fabricação de produtos intermediários, como resinas e emulsões. * Uma fórmula típica para a fabricação de esmalte sintético ou tinta látex necessita mais de 10 componentes para a sua produção.

23 TINTAS E VERNIZES A Figura 2 ilustra a composição genérica de vários tipos de tinta do mercado. A tinta de alto teor de sólidos e a tinta No VOC são consideradas ecológicas. *não basta ser a base de água para a tinta ser considerada ecológica. Além de não conter COVs, ela não deve ter pigmentos à base de metais pesados, fungicidas sintéticos ou derivados de petróleo.

24 Tintas com alto teor de sólido A tinta alto sólidos (desenvolvidas a partir de polímeros de baixa viscosidade) se caracteriza pelo elevado teor de não-voláteis. É um tipo de tinta com alta concentração de sólidos, mas com viscosidade semelhante a uma tinta convencional.

25 vantagens deste tipo de tinta são: facilidade de aplicação, redução na emissão de solventes para a atmosfera, redução do uso de solvente, do perigo de incêndio, e maior espessura de filme por demão. Conseqüência: redução do custo, tanto pela menor perda de solventes quanto pela maior eficiência na pintura, *espessura por demão pode chegar ao dobro de uma tinta convencional.

26 TINTAS E VERNIZES Processo de fabricação MP s formulação e quantidade a ser produzida Componentes da tinta Completa umectação da superfície das partículastodas envolvidas pela resina- moagem Acerto da cor conforme padrão Tinta é liberada se estiver dentro dos padrões especificados (viscosidade, teor de sólidos, massa esp., cobertura e ph) Colocação do material para ser distribuído no mercado

27 TINTAS, VERNIZES e SILICONES - classificação Além dos produtos que formam barreira, existem os silicones, produtos que não formam barreiras de proteção, mas são conhecidos como produtos de tratamento de superfícies. São incolores, não alteram o aspecto da superfície. São produtos hidrófobos repelem a água e água contendo sais dissolvidos, como a maresia.

28 TINTAS, VERNIZES e SILICONES - classificação Principais tintas e vernizes utilizados na Construção Civil Substratos Tinta Verniz Silicones Minerais porosos -concreto -reboco -argamassas -cerâmica -gesso -Látex PVA -Látex acrílico -Látex textura -Esmalte sintético (alquídica) -Epóxi -Caiação (tintas a base de cal) -acrílico (base água e base solvente) -poliuretânico monocomponente e bicomponente, base solvente e base água -silanos -siloxanos -Base de Cimento -Base de silicatos alcalinos (sódio, potássio)

29 Tinta acrílica e PVA qual a diferença? As duas são a base de água, ou seja, usam a água como solvente (tem que misturar a água com a tinta que vem na lata). Ambas são de fácil aplicação e secagem rápida, mas a tinta PVA possui baixo odor e acabamento fosco, enquanto que a tinta Acrílica, proporciona alta impermeabilidade quando aplicada, e tem maior intensidade de brilho, principalmente em ambientes externos e em superfícies internas oferece grande facilidade de limpeza.

30 Vantagens: As vantagens da tinta Acrílica em relação ao PVA são: resistência de aderência, durabilidade, resistência à água e possui uma película brilhosa. Ela retém a umidade, pois pode ser lavada e não solta, o que não acontece com ambientes pintados com tinta PVA, porém a Tinta PVA destaca-se pelo menor preço no mercado. *Portanto, seja a escolha Tinta PVA ou acrílica é necessário levar em conta todos os fatores, desde o preço até a facilidade e o sentimento que ela vai causar ao ambiente.

31 Principais tintas e vernizes utilizados na Construção Civil Substratos Tinta Verniz Silicones Madeira e seus derivados -A óleo -Esmalte sintético (resina alquídica), base solvente e base água -Impregnante (stains), base solvente e base água -sintético -poliuretânico monocomponente

32 Principais tintas e vernizes utilizados na Construção Civil Substratos Tinta Verniz Silicones PVC -A óleo -Esmalte sintético (resina alquídica), base solvente e base água

33 Principais tintas e vernizes utilizados na Construção Civil Substratos Tinta Verniz Silicones Metálicos -Ferrosos - Não ferrosos -A óleo -Esmalte sintético (resina alquídica), base solvente e base água -Esmalte sintético (resina alquídica), base solvente e base água, dupla ação

34 TINTAS Além desses produtos que formam barreira e os que não formam barreira, existem a caiação, as tintas à base de silicatos e à base de cimento. Esses tipos de acabamento são recomendados para aplicação em alvenarias com problemas de UMIDADE minimizam o aparecimento de eflorescência em superfície com umidade elevada.

35 TINTAS Constituintes dos sistemas de pintura Pintura não é apenas a tinta de acabamento. Ela é composta por fundos e líquidos preparadores de paredes, massas e, por fim, a tinta de acabamento.

36 TINTAS Cada um dos produtos possui uma função definida confome detalhado a seguir e aplicada na ordem apresentada na figura. Principais constituintes dos sistemas de pintura:

37 TINTAS Reduzir ou uniformizar a absorção de superfícies aplicação sobre superfícies metálicas

38 TINTAS não dá cor

39 TINTAS Impregnantes para madeira Penetram e protegem a madeira impedem a entrada de água, micro-organismos e insetos, como fungos e brocas

40 TINTAS Impacto ambiental das tintas

41 TINTAS Impacto ambiental das tintas

42 TINTAS Impacto ambiental das tintas - voc

43 TINTAS Impacto ambiental das tintas Metais pesados

44 TINTAS Impacto ambiental das tintas - Biocidas

45 Degradação TINTAS

TINTAS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho

TINTAS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho TINTAS Conceito Composição química variada, na maioria das vezes orgânica, que apresenta consistência líquida ou pastosa, que aplicada sobre uma superfície, forma um revestimento sólido e contínuo, com

Leia mais

O fundo preparador ou selador veda e nivela a superfície; se necessário, pode-se corrigir imperfeições com a massa corrida.

O fundo preparador ou selador veda e nivela a superfície; se necessário, pode-se corrigir imperfeições com a massa corrida. Página 1 de 5 TINTAS E VERNIZES LATEX ACRÍLICO E PVA Criadas para proteger e embelezar as paredes de alvenaria, estruturas metálicas e madeiras, as tintas são aperfeiçoadas para garantir maior desempenho

Leia mais

Como escolher a tinta adequada a determinado serviço? A resposta a essa questão requer, primeiro, conhecimentos das características

Como escolher a tinta adequada a determinado serviço? A resposta a essa questão requer, primeiro, conhecimentos das características Tintas Um problema Como escolher a tinta adequada a determinado serviço? A resposta a essa questão requer, primeiro, conhecimentos das características e tipos de tintas. Introdução Na aula anterior, vimos

Leia mais

Produto Rendimento Espessura Textura Catalisador Aplicações Características. K-4060 Catalise 5 X 1 em volume

Produto Rendimento Espessura Textura Catalisador Aplicações Características. K-4060 Catalise 5 X 1 em volume SISTEMA PU - 4000 - Tintas Industriais Esmalte E-4000 6,5 m2/litro sem diluição. 50 a 60 µm K-4060 Catalise 5 X 1 Excelente acabamento para pintura de caixa eletrônico, ônibus, baús, orelhões, painéis

Leia mais

PINTURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II

PINTURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II PINTURAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II PINTURA s.f. Ato ou efeito de pintar. Camada de recobrimento de uma superfície, com funções

Leia mais

Faculdade Sudoeste Paulista Curso de Engenharia Civil Técnicas da Construção Civil

Faculdade Sudoeste Paulista Curso de Engenharia Civil Técnicas da Construção Civil AULA 15 - PINTURA A pintura é um serviço de obra tão importante como qualquer outro, e é um grave erro não lhe dar uma atenção condizente, ela deve ser projetada e executada segundo técnica adequada, não

Leia mais

TINTAS IMOBILIÁRIAS E SISTEMAS DE PINTURA

TINTAS IMOBILIÁRIAS E SISTEMAS DE PINTURA TINTAS IMOBILIÁRIAS E SISTEMAS DE PINTURA 2014 Funções Decoração Proteção da base (durabilidade dos substratos) Impedir corrosão de metais Reduzir absorção de água em materiais porosos Retardar degradação

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE PINTURA

PROCEDIMENTOS DE PINTURA 1 PROCEDIMENTOS DE PINTURA 2 PROCEDIMENTOS DE PINTURA 01.00 SISTEMA DE PINTURA PARA ACABAMENTO FINAL EM LATEX PVA 01.01 - PREPARAÇÃO DA SUPERFÍCIE 1. GESSO (PLACA/PASTA) - Aplicar fundo preparador de parede

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA PINTURA

PROCEDIMENTOS PARA PINTURA PROCEDIMENTOS PARA PINTURA Prof. Marco Pádua Geralmente não é dada a devida importância a qualidade dos serviços de pintura. Sendo a última etapa da construção, as vezes, motivados pela economia procuram-se

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para a Indústria de Cimento

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para a Indústria de Cimento Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Tintas A WEG Tintas fornece tecnologia em tintas para diversos tipos de ambientes agressivos. São produtos com maior retenção de cor e brilho,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas - DECIV Engenharia Civil Materiais de Construção II

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas - DECIV Engenharia Civil Materiais de Construção II UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas - DECIV Engenharia Civil Materiais de Construção II Tintas e Vernizes Tintas Imobiliárias/Arquitetônicas A tinta é uma preparação que tem como finalidade

Leia mais

Dicas Qualyvinil PROCESSOS DE PINTURA

Dicas Qualyvinil PROCESSOS DE PINTURA Processos de pintura Existem diferentes processos de pintura, mas o segredo para o sucesso e durabilidade do acabamento final, depende invariavelmente da habilidade do profissional e da preparação da superfície.

Leia mais

Av Dr. Cardoso de Mello, 1340 - cjto. 131 - Vila Olímpia Cep: 04548-004 - São Paulo - SP Fone/Fax: 11 3054-1480

Av Dr. Cardoso de Mello, 1340 - cjto. 131 - Vila Olímpia Cep: 04548-004 - São Paulo - SP Fone/Fax: 11 3054-1480 www.abrafati.com.br Av Dr. Cardoso de Mello, 1340 - cjto. 131 - Vila Olímpia Cep: 04548-004 - São Paulo - SP Fone/Fax: 11 3054-1480 Rua Júlio Diniz, 56 - cjto 41 - Vila Olímpia Cep: 04547-090 - São Paulo

Leia mais

CRITÉRIOS PARA REALIZAÇÃO DE PINTURA DE ALVENARIAS EM AMBIENTES NÃO AGRESSIVOS

CRITÉRIOS PARA REALIZAÇÃO DE PINTURA DE ALVENARIAS EM AMBIENTES NÃO AGRESSIVOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE MATERIAIS E CONSTRUÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL CRITÉRIOS PARA REALIZAÇÃO DE PINTURA DE ALVENARIAS

Leia mais

ÍNDICE 4.2 IMPERMEABILIZANTES 4.2.1 VANTAGENS DA IMPERMEABILIZAÇÃO 4.2.2 FATORES QUE PODEM AFETAR NEGATIVAMENTE À IMPERMEABILIZAÇÃO 4.2.

ÍNDICE 4.2 IMPERMEABILIZANTES 4.2.1 VANTAGENS DA IMPERMEABILIZAÇÃO 4.2.2 FATORES QUE PODEM AFETAR NEGATIVAMENTE À IMPERMEABILIZAÇÃO 4.2. ÍNDICE 1 SUPERFICIES CERÂMICAS 2 PROTEÇÃO ÀS TELHAS E TIJOLOS 3 PRINCIPAIS FATORES QUA ALTERAM AS CARACTERISTICAS DAS SUPERFICIES CERAMICAS: HIDROFUGANTES E IMPERMEABILIZANTES 4.1 HIDROFUGANTES 4.1.1 TIPOS

Leia mais

Boletim Técnico. Cores Azul. Textura Lisa e brilhante.

Boletim Técnico. Cores Azul. Textura Lisa e brilhante. Página 1 de 5 Boletim Técnico Produto Esmalte PU Piscinas Descrição Esmalte PU Piscinas é um esmalte poliuretano bicomponente impermeável ideal para pintura de piscinas de concreto e fibra, deixando-as

Leia mais

OXY-PRIMER CONVERSOR DE FERRUGEM E PRIMER BOLETIM TÉCNICO

OXY-PRIMER CONVERSOR DE FERRUGEM E PRIMER BOLETIM TÉCNICO OXY-PRIMER CONVERSOR DE FERRUGEM E PRIMER BOLETIM TÉCNICO O produto OXY-PRIMER é um tipo de tinta de cobertura cimentosa que não é composto de resinas normais, mas que adere como cimento. O cimento adere

Leia mais

Internacional SOLUTIONS

Internacional SOLUTIONS Internacional SOLUTIONS SILICONE NEUTRO Silicone neutro Impermeabilizante de uso profissional. Inodoro e com fungicida. ADERE EM: Madeira, concreto, tijolo, vidro, PVC, plástico, alumínio, etc. APLICAÇÃO:

Leia mais

PINTURAS EXECUÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II

PINTURAS EXECUÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II PINTURAS EXECUÇÃO Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II PINTURA EQUIPAMENTOS USUAIS PARA APLICAÇÃO DA PINTURA Ferramentas para PREPARO

Leia mais

Os Jogos Olímpicos sempre estiveram muito próximos da história da Dow. Nossa empresa foi fundada apenas um ano após os primeiros Jogos Olímpicos da era moderna. Somos guiados desde aquela época por uma

Leia mais

Composição Básica Emulsão Latex Modificada, pigmentos orgânicos e inorgânicos, cargas minerais, aditivo, antibacteria e água.

Composição Básica Emulsão Latex Modificada, pigmentos orgânicos e inorgânicos, cargas minerais, aditivo, antibacteria e água. Boletim Técnico Produto Casacor Acrílico Fosco Branco Descrição Casa limpa, mais saúde e família protegida. Tudo isso em uma tinta: CASA COR Acrílico Super Premium da Tintas Renner. A sua fórmula especial

Leia mais

ADESIVO ACRÍLICO PARA CHAPISCO E ARGAMASSA

ADESIVO ACRÍLICO PARA CHAPISCO E ARGAMASSA ADESIVO ACRÍLICO PARA CHAPISCO E ARGAMASSA Adesivo acrílico em emulsão aquosa PROPRIEDADES DA ARGAMASSA Excelente plasticidade Boa impermeabilidade Minimiza retração após secagem A mistura permanece homogênea,

Leia mais

MANUAL PRÁTICO DE APLICAÇÃO

MANUAL PRÁTICO DE APLICAÇÃO MANUAL PRÁTICO DE APLICAÇÃO Esperamos que este Manual Prático de Aplicação possa oferecer a você que é usuário das tintas da KING S PAINT, informações importantes para realizar uma pintura de melhor qualidade

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para Celulose & Papel

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para Celulose & Papel Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Tintas Soluções para Celulose & Papel Soluções para Celulose e Papel A WEG Tintas fornece tecnologia em tintas para diversos tipos de ambientes

Leia mais

Revestimentos para Usinas

Revestimentos para Usinas Revestimentos para Usinas Sobre nós Fundada em 1995 Fundador: Engº Químico Newton Carvalho Jr. Área de atuação: Revestimentos monolíticos - pisos técnicos, pisos decorativos, proteções de superfície, revestimentos

Leia mais

Manual Técnico de Pintura

Manual Técnico de Pintura Manual Técnico de Pintura Manual Técnico Hidracor 1 Prezado Cliente Hidracor, Pensando na melhor forma em atendê-lo, tirar suas dúvidas, a Tintas Hidracor desenvolveu este Manual Técnico de Pintura.Prático

Leia mais

Manual Técnico de Pintura

Manual Técnico de Pintura Manual Técnico de Pintura Prezado Cliente Hidracor, Pensando na melhor forma de atendê-lo e tirar suas dúvidas, a Tintas Hidracor desenvolveu este Manual Técnico de Pintura. Prático e de rápida consulta,

Leia mais

COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL!

COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL! COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL! Na execução de uma PINTURA, devemos levar em consideração os vários fatores que envolvem as etapas deste processo e suas particularidades. Por exemplo, temos

Leia mais

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível, de alta adesividade, para áreas internas e externas. O Maxijunta Pastilhas de Porcelana é indicado principalmente para

Leia mais

Revestimentos de Alto Desempenho - RAD

Revestimentos de Alto Desempenho - RAD Revestimentos de Alto Desempenho - RAD O mercado de revestimentos para pisos de concreto se desenvolveu mais expressivamente no Brasil na década de 1980. Foi nesse momento que os revestimentos autonivelantes

Leia mais

Atualmente é Sócio Proprietário da DIGITALBRAIN Consultoria e Treinamento Ltda.

Atualmente é Sócio Proprietário da DIGITALBRAIN Consultoria e Treinamento Ltda. Formado em Engenharia Química pela FEI Faculdade de Engenharia Industrial e com cursos de Especialização em Embalagens nos U.S.A. e Alemanha, vem atuando no mercado de embalagens desde 1976 em empresas

Leia mais

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração. PREGÃO Nr. 094/2009 ANEXO I. Proposta de Preços. Processo: 9580/2009

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração. PREGÃO Nr. 094/2009 ANEXO I. Proposta de Preços. Processo: 9580/2009 PREGÃO Nr. 094/2009 ANEXO I Proposta de Preços Processo: 9580/2009 Razão Social do Licitante: CNPJ: Insc. Estadual: Endereço: Bairro: Cidade: Estado: Telefone : Fax : e-mail : INFORMACÕES PARA PAGAMENTOS

Leia mais

Serão verificados a seguir as varias etapas, tanto na composição das tintas como

Serão verificados a seguir as varias etapas, tanto na composição das tintas como 16 5. SISTEMAS DE PINTURAS Serão verificados a seguir as varias etapas, tanto na composição das tintas como nos procedimentos adotados de um sistema de pintura. 5.1 Composição Básica das tintas A complexidade

Leia mais

TABELA DE PREÇOS 2011

TABELA DE PREÇOS 2011 TABELA DE PREÇOS 2011 - Av. General Roçadas, n.º 70 A/C 1199-012 Lisboa Tel: 218 153 516 Fax: 218 153 534/218 149 633 - Av. Antoine Velge, Lote 1 - Aires 2950-067 Palmela Tel/Fax: 212 334 369 - Rua de

Leia mais

Patologia das Pinturas

Patologia das Pinturas Patologia das Pinturas Finalidades Acabamento com efeito estético Proteção dos elementos construtivos Durabilidade da edificação 27/6/2007 Patologia das Pinturas 2 Constituintes básicos Resina, veículo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS CONSTRUÇÕES RURAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS CONSTRUÇÕES RURAIS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS CONSTRUÇÕES RURAIS Prof. Ricardo Brauer Vigoderis, D.S. Email: vigoderis@yahoo.com.br website: www.vigoderis.tk São tubos cerâmicos

Leia mais

BIANCO é uma resina sintética de alto desempenho que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos.

BIANCO é uma resina sintética de alto desempenho que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos. Descrição BIANCO é uma resina sintética de alto desempenho que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos. BIANCO confere maior elasticidade e, assim, maior resistência

Leia mais

Guia de aditivos, resinas e químicos para construção

Guia de aditivos, resinas e químicos para construção Guia de aditivos, resinas e químicos para construção INSTITUCIONAL A D Altomare atua no Brasil desde 1972, atendendo clientes em todo o território nacional. Possui sede em São Paulo com modernas instalações

Leia mais

Sistema Duplex. Vantagens e Aplicações. Luiza Abdala (luiza.abdala@vmetais.com.br) Engenheira Química - Desenvolvimento de Mercado

Sistema Duplex. Vantagens e Aplicações. Luiza Abdala (luiza.abdala@vmetais.com.br) Engenheira Química - Desenvolvimento de Mercado Sistema Duplex Vantagens e Aplicações Luiza Abdala (luiza.abdala@vmetais.com.br) Engenheira Química - Desenvolvimento de Mercado METALURGIA Corrosão Tendência que os materiais têm de retornar ao seu estado

Leia mais

MONOGRAFIA O ESTUDO DA TINTA/TEXTURA COMO REVESTIMENTO EXTERNO EM SUBSTRATO DE ARGAMASSA

MONOGRAFIA O ESTUDO DA TINTA/TEXTURA COMO REVESTIMENTO EXTERNO EM SUBSTRATO DE ARGAMASSA Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Departamento de Engenharia de Materiais e Construção Curso de Especialização em Construção Civil MONOGRAFIA O ESTUDO DA TINTA/TEXTURA COMO REVESTIMENTO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO Tribunal Superior Eleitoral Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. Pregão Eletrônico Nº 00020/2014(SRP)

PODER JUDICIÁRIO Tribunal Superior Eleitoral Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. Pregão Eletrônico Nº 00020/2014(SRP) 1 de 5 22/05/2014 13:36 PREGÃO ELETRÔNICO PODER JUDICIÁRIO Tribunal Superior Eleitoral Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro Pregão Eletrônico Nº 00020/2014(SRP) RESULTADO POR FORNECEDOR 01.769.241/0001-62

Leia mais

BOLETIM DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS Revisão 006 Julho/2011

BOLETIM DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS Revisão 006 Julho/2011 1 - PRODUTO: Acrílico Standard mais rendimento Natrielli. 2 - DESCRIÇÃO: É uma tinta acrílica de alto rendimento apresenta um excelente acabamento em superfícies externas e internas de alvenaria, reboco,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título PINTURA EM FERRAGENS E EQUIPAMENTOS DESTINADOS À ORLA MARÍTIMA

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título PINTURA EM FERRAGENS E EQUIPAMENTOS DESTINADOS À ORLA MARÍTIMA ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título PINTURA EM FERRAGENS E EQUIPAMENTOS DESTINADOS À ORLA MARÍTIMA Código ETD-00.014 Data da emissão 27.11.1986 Data da última revisão 30.06.2006 Folha 1 SUMÁRIO 1 Objetivo

Leia mais

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO:

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO: INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível de alta adesividade para áreas internas e externas. Assenta e rejunta pastilhas de porcelana e cerâmica até 7,5 x 7,5 cm,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 1. Generalidades

MEMORIAL DESCRITIVO 1. Generalidades MEMORIAL DESCRITIVO Memorial descritivo de serviço de pintura geral do prédio da Câmara Municipal de Fortaleza de Minas MG. Compõem este memorial as especificações técnicas acerca dos serviços a serem

Leia mais

* SOLVENTES Esmaltes E Vernizes Primários Pliolite Base Solvente

* SOLVENTES Esmaltes E Vernizes Primários Pliolite Base Solvente * CONSTRUÇÃO CIVIL e DECORAÇÃO Tintas Lisas Para Interior E Exterior Primários Linha Low Cost Especiais Madeiras Industriais Pintura E Marcação De Pavimentos * SOLVENTES Esmaltes E Vernizes Primários Pliolite

Leia mais

Química vegetal para o acabamento da madeira

Química vegetal para o acabamento da madeira página 1 de 3 Química vegetal para o acabamento da madeira A madeira é uma matéria de origem natural que merece um cuidado especial quando se pretende tratar, proteger e embelezar. O acabamento tradicional

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

LINHA 2012 RESINAS SINTÉTICAS

LINHA 2012 RESINAS SINTÉTICAS LINHA 2012 RESINAS SINTÉTICAS Gestão da Qualidade NBR ISO 9001 OCS 0007 ESTRUTURA 05 Acrílicas Carboxiladas AQ-1581 58-60% X - Z R-9 59-69 1 máx Esmaltes e vernizes metalgráficos curados em melamina

Leia mais

19.1 INTRODUÇÃO 19.2 MATÉRIAS-PRIMAS. 19.2.1 Propriedades

19.1 INTRODUÇÃO 19.2 MATÉRIAS-PRIMAS. 19.2.1 Propriedades CAPÍTULO XIX TINTAS 19.1 INTRODUÇÃO A pintura, nas construções civis, consiste no revestimento das superfícies de algumas paredes de um edifício, por meio de substâncias mais ou menos fluídas e quase sempre

Leia mais

INOVAÇÃO COM CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA!

INOVAÇÃO COM CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA! INOVAÇÃO COM CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA! LANÇAMENTOS 2012 LINHA APLIKCAR- para envelopamento de veículos VINIL BRANCO BRI.LHANTE - vinil para envelopamento de veículos e impressão digital. VINIL BLACK PIANO

Leia mais

MACTRACOL. Adesivo para chapiscos, argamassas e gesso. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO

MACTRACOL. Adesivo para chapiscos, argamassas e gesso. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO MACTRACOL é um adesivo especial à base de resina sintética compatível com cimento, cal, gesso e isopor (EPS). MACTRACOL proporciona às argamassas alto poder de

Leia mais

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905 KIT Nº 1 KIT Nº 2 01 Bandeja Grande Ref.0.2823 01 Rolo de Espuma Pop 23 cm Ref.0.13 com cabo Ref. 0.2072 01 Rolo de Espuma Pop 09 cm com cabo Ref. 0.1109. 01 Rolo de Espuma Pop 05 cm c/ cabo Ref. 0.1105

Leia mais

FISPQ LIMPA PORCELANATO. FICHA DE SEGURANÇA de produtos químicos

FISPQ LIMPA PORCELANATO. FICHA DE SEGURANÇA de produtos químicos LIMPA PORCELANATO CARACTERÍSTICA DO PRODUTO: É um limpador alcalino especialmente formulado para limpeza leve e pesada em pisos tratados com acabamentos acrílicos, pisos não tratados como porcelanato.

Leia mais

BIANCO. Preparo do substrato As superfícies devem estar limpas, porosas, isentas de pó ou oleosidade e serem umedecidas antes da aplicação.

BIANCO. Preparo do substrato As superfícies devem estar limpas, porosas, isentas de pó ou oleosidade e serem umedecidas antes da aplicação. Produto é uma resina sintética, de alto desempenho, que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos. Confere maior plasticidade e, assim, maior resistência ao desgaste e

Leia mais

[MANUAL DE PINTURA PARA PISOS]

[MANUAL DE PINTURA PARA PISOS] 2015 1 PLASLAK INDÚSTRIA QUÍMICA LTDA. [MANUAL DE PINTURA PARA PISOS] 2 PINTURA PARA PISOS Porque pintar? Hoje, mais do que nunca, tornam-se imprescindíveis o cuidado e a atenção com o piso, devidos basicamente

Leia mais

Impermeabilização de edificações residenciais urbanas

Impermeabilização de edificações residenciais urbanas Impermeabilização de edificações residenciais urbanas Serviços Reparo - Proteção Impermeabilização - Graute Atuação em todo território nacional em obras de infraestrutura www.rossetiimper.com.br Aplicador

Leia mais

AMETISTA REVESTIMENTOS

AMETISTA REVESTIMENTOS AMETISTA REVESTIMENTOS Ficha técnica MASSA CORRIDA É composta de emulsão acrílica, carga minerais inertes e aditivos solúveis em água, desenvolvida para a execução de quaisquer correções em ambientes internos.

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Olá, Apresentaremos nas próximas páginas um resumo dos nossos 18 anos de mercado e da nossa expertise em revestimentos. Uma mistura de alta tecnologia, qualidade e ótimos resultados.

Leia mais

PINTURA DE FACHADAS. CIN Corporação Industrial do Norte, SA Engº José Luís Nogueira Director Técnico do Grupo

PINTURA DE FACHADAS. CIN Corporação Industrial do Norte, SA Engº José Luís Nogueira Director Técnico do Grupo PINTURA DE FACHADAS CIN Corporação Industrial do Norte, SA Engº José Luís Nogueira Director Técnico do Grupo Universidade do Algarve Escola Superior de Tecnologia Área Departamental de Engenharia Civil

Leia mais

Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança.

Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança. Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança. Estabilidade, resistência a Raio X, facilidade de controle e manutenção, peso reduzido e características inovadoras. Descrição

Leia mais

ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE COMPONENTES DO REVESTIMENTO

ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE COMPONENTES DO REVESTIMENTO TECNOLOGIA DE REVESTIMENTO Componentes do sistema BASE CHAPISCO Base Características importantes: Avidez por água - inicial e continuada Rugosidade EMBOÇO ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE Chapisco Função:

Leia mais

ABRALIMP Encontro de Associados. Alexis Joseph Steverlynck Fonteyne

ABRALIMP Encontro de Associados. Alexis Joseph Steverlynck Fonteyne ABRALIMP Encontro de Associados Alexis Joseph Steverlynck Fonteyne Projetistas de piso Executores de piso Fabricantes de revestimentos de alto desempenho (RAD) Fabricantes de insumos para pisos e revestimentos

Leia mais

FABRICANTES PRINCIPAIS: PLACO LAFARGE KNAUF

FABRICANTES PRINCIPAIS: PLACO LAFARGE KNAUF GESSO FABRICANTES PRINCIPAIS: PLACO LAFARGE KNAUF Paredes de gesso Paredes de blocos de gesso: Construção semelhante a de alvenaria convencional, utilizando-se gesso e massa de gesso em vez de tijolos

Leia mais

CONSERVANDO TELHADOS

CONSERVANDO TELHADOS A ESCOLHA DA COR Você sabia que o processo industrial empregado na elaboração de tintas ou revestimentos, etc... Somente se encerra com a cura total do produto após sua aplicação! Na maioria dos casos,

Leia mais

CONTEÚDO PADRÃO PARA INSERÇÃO NO SITE DO LICENCIADO Sistemas para Segmento Industrial

CONTEÚDO PADRÃO PARA INSERÇÃO NO SITE DO LICENCIADO Sistemas para Segmento Industrial CONTEÚDO PADRÃO PARA INSERÇÃO NO SITE DO LICENCIADO Sistemas para Segmento Industrial 1 SEGMENTO INDUSTRIAL Neste menu você conhecerá um pouco mais sobre a vasta linha de sistemas monolíticos e suas respectivas

Leia mais

PINTURA EM DRYWALL O QUE É PRECISO SABER

PINTURA EM DRYWALL O QUE É PRECISO SABER PINTURA EM DRYWALL O QUE É PRECISO SABER 2 a EDIÇÃO Av. Dr. Cardoso de Mello, 1340 - cjto 131 Vila Olímpia - CEP 04548 004 - São Paulo, SP Fone: 55 (11) 3054-1480 www.abrafati.com.br Rua Julio Diniz, 56

Leia mais

ÍNDICE Quem Somos Estrutura Prêmios Acrílicas Alquídicas Amínicas Derivadas do Breu Ésteres de Epóxi Fenólicas Óleos Modificados Poliésteres

ÍNDICE Quem Somos Estrutura Prêmios Acrílicas Alquídicas Amínicas Derivadas do Breu Ésteres de Epóxi Fenólicas Óleos Modificados Poliésteres L I N H A 2 0 1 1 R E S I N A S S I N T É T I C A S ÍNDICE Quem Somos Estrutura Prêmios Acrílicas Alquídicas Amínicas Derivadas do Breu Ésteres de Epóxi Fenólicas Óleos Modificados Poliésteres Poliuretânicas

Leia mais

Declaração do Produtor

Declaração do Produtor Usual: ACELERADOR PRIMER EPÓXI - Embalagens: 0,720; 3,600 litros. 2929.10.29 COMPOSTOS DE OUTRAS FUNÇÕES NITROGENADAS (AZOTADAS). - Isocianatos Diisocianatos de tolueno Outros 3,00 a 20,00 Agente de Cura

Leia mais

Norma Técnica SABESP NTS 159

Norma Técnica SABESP NTS 159 Norma Técnica SABESP NTS 159 Esquema de pintura para equipamentos e materiais em aço-carbono ou ferro fundido pintados e em contato direto com esgoto Especificação São Paulo Rev. 1 - Outubro - 2001 NTS

Leia mais

Ficha Técnica de Produto Rejunta Já! Acrílico Código: RJA001 e RJA101

Ficha Técnica de Produto Rejunta Já! Acrílico Código: RJA001 e RJA101 1. Descrição: O é mais uma solução inovadora, que apresenta praticidade e agilidade para o rejuntamento de pisos, azulejos, pastilhas, porcelanatos em áreas internas, externas, molháveis, molhadas. O principal

Leia mais

membrana impermeabilizante

membrana impermeabilizante 01 Descrição: votomassa é uma impermeável flexível e antifissura resistente a cargas, que dispensa o uso de telas, para aplicação em diversos substratos. 02 Classificação técnica: ANTES Hydro Ban votomassa

Leia mais

AULA 4 AGLOMERANTES continuação

AULA 4 AGLOMERANTES continuação AULA 4 AGLOMERANTES continuação Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dra. Carmeane Effting 1 o semestre 2014 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil ASFALTOS Pavimento

Leia mais

Soluções Técnicas em Construção

Soluções Técnicas em Construção Betumanta E Composto de asfalto elastomerico (S.B.S.), reforçado por um filme de polietileno de alta densidade com 50 micra de espessura. Esse produto foi desenvolvido para ser aplicado à maçarico. O produto

Leia mais

SOLUÇÕES ECOEFICIENTES. Catálogo de Produtos

SOLUÇÕES ECOEFICIENTES. Catálogo de Produtos SOLUÇÕES ECOEFICIENTES Catálogo de Produtos QUEM SOMOS Impercol é a marca da Roma Química para tintas e produtos químicos de altíssima qualidade, concebidos e produzidos dentro das mais exigentes normas

Leia mais

Resinas e. impermeabilizantes

Resinas e. impermeabilizantes Resinas e impermeabilizantes 02923 Flexível 360GR Cinza UNIT. É um adesivo selante, de alta flexibilidade e alongamento, formulado a partir de resinas elastoméricas de poliuretano, que sela a penetração

Leia mais

QUALIDADE NO SERVIÇO DE PINTURA COM TINTAS LÁTEX EM REVESTIMENTOS INTERNOS DE ARGAMASSA: ANÁLISE DE CASOS

QUALIDADE NO SERVIÇO DE PINTURA COM TINTAS LÁTEX EM REVESTIMENTOS INTERNOS DE ARGAMASSA: ANÁLISE DE CASOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL William Yutaka Mizushima QUALIDADE NO SERVIÇO DE PINTURA COM TINTAS LÁTEX EM REVESTIMENTOS INTERNOS DE ARGAMASSA:

Leia mais

PINTURAS IMOBILIÁRIAS E SUAS PROBLEMÁTICAS

PINTURAS IMOBILIÁRIAS E SUAS PROBLEMÁTICAS LUIZ HENRIQUE DE OLIVEIRA MARTINS PINTURAS IMOBILIÁRIAS E SUAS PROBLEMÁTICAS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade Anhembi Morumbi no âmbito do Curso de Engenharia Civil com ênfase

Leia mais

BT 0013 BOLETIM TÉCNICO RESINA FLOOR REPAIR PLUS_ ENDURECEDOR FLOOR REPAIR PLUS_ SÍLICA F-036

BT 0013 BOLETIM TÉCNICO RESINA FLOOR REPAIR PLUS_ ENDURECEDOR FLOOR REPAIR PLUS_ SÍLICA F-036 BT 0013 BOLETIM TÉCNICO RESINA FLOOR REPAIR PLUS_ ENDURECEDOR FLOOR REPAIR PLUS_ SÍLICA F-036 Elaborador: Verificadores: Aprovador: Resina Floor Repair Plus_Endurecedor

Leia mais

Curso de pintura industrial para jatista, encarregado e pintor industrial - Parte 08

Curso de pintura industrial para jatista, encarregado e pintor industrial - Parte 08 Curso de pintura industrial para jatista, encarregado e pintor Industrial Parte 08 1. Tipos de tintas e características principais As tintas, devido a evolução da tecnologia, podem ser classificadas pelo

Leia mais

CAPÍTULO XX APLICAÇÃO DE TINTAS E VERNIZES SOBRE MADEIRAS

CAPÍTULO XX APLICAÇÃO DE TINTAS E VERNIZES SOBRE MADEIRAS CAPÍTULO XX APLICAÇÃO DE TINTAS E VERNIZES SOBRE MADEIRAS 20.1 INTRODUÇÃO A madeira, devido à sua natureza, é um material muito sujeito a ataques de agentes exteriores, o que a torna pouco durável. Os

Leia mais

Monografia TINTAS, SUAS PROPRIEDADES E APLICAÇÕES IMOBILIÁRIAS

Monografia TINTAS, SUAS PROPRIEDADES E APLICAÇÕES IMOBILIÁRIAS Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Departamento de Engenharia de Materiais e Construção Curso de Especialização em Construção Civil Monografia TINTAS, SUAS PROPRIEDADES E APLICAÇÕES

Leia mais

Pintor Predial. Instruções. Calendário Previsto

Pintor Predial. Instruções. Calendário Previsto Prefeitura Municipal de Alexandria/RN Pintor Predial Instruções 0 Este caderno de provas contém 40 questões de múltipla escolha. 02 Para cada questão existe apenas uma resposta correta. 04 Marque as respostas

Leia mais

Pintura Como Aumentar a Confiabilidade na Eficiência? 2014. Joaquim Pereira Quintela PETROBRAS/CENPES Victor Solymossy PETROBRAS/CENPES

Pintura Como Aumentar a Confiabilidade na Eficiência? 2014. Joaquim Pereira Quintela PETROBRAS/CENPES Victor Solymossy PETROBRAS/CENPES Pintura Como Aumentar a Confiabilidade na Eficiência? 2014 Joaquim Pereira Quintela PETROBRAS/CENPES Victor Solymossy PETROBRAS/CENPES Projeto de Pesquisa Petrobras 1996-2000 Hidrojateamento Qualidade,

Leia mais

Pentox Combate inquilinos indesejados

Pentox Combate inquilinos indesejados Pentox Combate inquilinos indesejados Pentox Super Dupla Ação Recomendado para o tratamento preventivo. Imunizante de ação superficial, com excelente poder de fixação e longo efeito residual contra cupins

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para Marítimo e Offshore

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para Marítimo e Offshore Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Tintas Soluções para Marítimo e Offshore Soluções para Marítimo & Offshore A WEG Tintas possui uma linha completa de produtos anticorrosivos

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Informação e Documentação Disciplina: Conservação e Restauração

Leia mais

Problemas Comuns. Eflorescência

Problemas Comuns. Eflorescência Problemas Comuns Como em qualquer outra área na construção civil, geralmente ocorrem problemas, seja na preparação da superfície ou no acabamento. Os problemas mais freqüentes são: Eflorescência São manchas

Leia mais

Portaria n.º 141, de 27 de março de 2014. CONSULTA PÚBLICA. OBJETO: Requisitos de Avaliação da Conformidade para Tintas para Construção Civil.

Portaria n.º 141, de 27 de março de 2014. CONSULTA PÚBLICA. OBJETO: Requisitos de Avaliação da Conformidade para Tintas para Construção Civil. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 4, de 27 de março de 204. CONSULTA PÚBLICA

Leia mais

IVPU-Z IBIRÁ é fabricada em poliuretano com reforço de espiral em aço zincado. Possui alta flexibilidade, ótima resistância à abrasão.

IVPU-Z IBIRÁ é fabricada em poliuretano com reforço de espiral em aço zincado. Possui alta flexibilidade, ótima resistância à abrasão. VU-Z vácuo-ar 100% U Ficha Técnica Edição 00-08/05/015 VU-Z BRÁ VU-Z BRÁ Mangueira 100% U Descrição dos produtos Campos de Aplicação Dados do produto Metodologias Utilizadas: VU-Z BRÁ é fabricada em poliuretano

Leia mais

Guia Técnico de Pintura

Guia Técnico de Pintura Guia Técnico de Pintura III - Telhados, Rufos, III.1 TELHADOS Principais Patologias Com o passar do tempo e muitas vezes também pela falta de manutenção anual, acumulam-se nos telhados de telha de barro,

Leia mais

FISPQ - Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico

FISPQ - Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico Página 1 de 5 FISPQ - Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Resinas monocomponentes elastoméricas para acabamento em madeiras. TERRATACO

Leia mais

Dados Técnicos AgoAg Junho / 1998

Dados Técnicos AgoAg Junho / 1998 Fitas VHB Dupla-Face de Espuma Acrílica para Construção Civil Fita Dupla-Face de Espuma Acrílica Cinza - 4972 Dados Técnicos Julho/2011 AgoAg Junho / 1998 Substitui: Novembro/2005 Descrição do Adesivo

Leia mais

Resistente à altas pressões hidrostáticas, tanto positivas quanto negativas; Não altera a potabilidade da água, sendo atóxico e inodoro;

Resistente à altas pressões hidrostáticas, tanto positivas quanto negativas; Não altera a potabilidade da água, sendo atóxico e inodoro; VIAPLUS BRANCO 1. Descrição Revestimento impermeabilizante, semiflexível, bicomponente (A+B), à base de cimentos especiais, aditivos minerais e polímeros de excelentes características impermeabilizantes.

Leia mais

RECOBRIMENTOS PARA PROTEÇÃO CONTRA CORROSÃO

RECOBRIMENTOS PARA PROTEÇÃO CONTRA CORROSÃO FUNDAMENTOS DE MATERIAIS METALICOS II RECOBRIMENTOS PARA PROTEÇÃO CONTRA CORROSÃO ALUNOS: DANIEL F S PEREIRA ZAINE ALINE ALVES PROF. BRUNO B. MEDEIROS CONTEÚDO 1. INTRODUÇÃO 2. ASPECTOS METALURGICOS E

Leia mais

CREATING TOMORROW S SOLUTIONS CONSTRUÇÃO CIVIL I PRODUTOS E APLICAÇÕES SILRES BS SEU ESPECIALISTA EM HIDROFOBICIDADE

CREATING TOMORROW S SOLUTIONS CONSTRUÇÃO CIVIL I PRODUTOS E APLICAÇÕES SILRES BS SEU ESPECIALISTA EM HIDROFOBICIDADE CREATING TOMORROW S SOLUTIONS CONSTRUÇÃO CIVIL I PRODUTOS E APLICAÇÕES SEU ESPECIALISTA EM HIDROFOBICIDADE PRESERVANDO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CARACTERÍSTICAS PROTETORAS A marca da WACKER baseada em silicones

Leia mais

Impermeabilizantes e Tintas

Impermeabilizantes e Tintas Kehl Ind e Com Ltda ME R. Italo Paino, 700 / Jd. Industrial - São Carlos SP CEP 13564-610 Tel/Fax: (16) 3361-2122 kehl@kehl.ind.br - www.kehl.ind.br Impermeabilizantes e Tintas DESCRIÇÃO DO PRODUTO Os

Leia mais

COMO INSTALAR : MATERIAIS: IMPORTANTE. O contra piso deve estar:

COMO INSTALAR : MATERIAIS: IMPORTANTE. O contra piso deve estar: COMO INSTALAR : Importante para uma perfeita instalação, obter o resultado especificado pela Revitech Pisos e esperado pelo cliente, a utilização das ferramentas corretas. Ferramentas como a desempenadeira,

Leia mais

RESINA POLIURETANO SEMI-FLEXIVEL

RESINA POLIURETANO SEMI-FLEXIVEL RESINA POLIURETANO SEMI-FLEXIVEL Raposo, S.A. Lider na Vanguarda Desde finais de 1982, os nossos técnicos têm vindo a liderar a tecnologia avançada na aplicação de produtos epoxy. Construída com a sua

Leia mais

Película Scotchcal MR Série D

Película Scotchcal MR Série D Película Scotchcal MR Série D Dados Técnicos Novembro/2005 Substitui: Julho/2005 Revisão 01 Barras pretas nas margens indicam as alterações Descrição Descrição e usos As Películas Scotchcal MR Série D

Leia mais