UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI CAMPUS CENTRO OESTE Planilha de aulas - Internato em Cirurgia 1º semestre de 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI CAMPUS CENTRO OESTE Planilha de aulas - Internato em Cirurgia 1º semestre de 2015"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI CAMPUS CENTRO OESTE Planilha de aulas - Internato em Cirurgia 1º semestre de 2015 DATA SALA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO PROFESSOR 6/2/ D 13:15-14:10 Tratamento do trauma agudo - avaliação 1a e 2ária Clínica Cirúrgica Raphael 14:10-15:05 Trauma Abdominal - conceitos gerais Clínica Cirúrgica Raphael 15:30-16:25 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 16:25-17:20 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica Cirúrgica João Marcos 17:30-18:25 Conteúdo do estudo dirigido 1 e 2 Raphael 13/2/ D 13:00-13:55 Abordagem de massas cervicais Clínica Cirúrgica João Marcos 13:55-14:50 Tireoide e paratireoide Clinica Cirúrgica João Marcos 15:15-16:10 Câncer de tireoide Oncologia João Marcos 20/2/ D 13:15-14:10 Hemorragia digestiva alta Clínica Cirúrgica Raphael 14:10-15:05 Doença ulcerosa péptica Clínica Cirúrgica Raphael 15:15-16:10 Fígado e vias biliares - colelitíase, coledocolitíase Clínica Cirúrgica Raphael 16:10-17:05 Fígado e vias biliares - colangite, colecistite Clínica Cirúrgica Raphael 17:05-18:00 Conteúdo do estudo dirigido 5 Raphael 21/2/ D 8:00--8:55 Hiperplasia prostática benigna Urologia Denny 8:55-9:50 Hiperplasia prostática benigna Urologia Denny 10:00-10:55 Câncer de próstata Urologia Denny 10:55-11:50 Câncer de próstata Urologia Denny 27/2/ D 13:15-14:10 Trauma cervical Clínica Cirúrgica Raphael 14:10-15:05 Sarcoma de partes moles Clínica Cirúrgica Raphael 15:15-16:10 Farmacologia Quimioterápicos Oncologia Marcelo Gonzaga 16:10-17:05 Farmacologia Quimioterápicos Oncologia Marcelo Gonzaga João Marcos + Raphael + Aisha + Clarissa + Tiago + 18:30 SESSÃO ANATOMOCLÍNICA E RADIOLÓGICA - Endocrinologia Marcelo

2 28/2/ D 8:00--8:55 Litíase urinária e endourologia Urologia Denny 8:55-9:50 Propedêutica em urologia Urologia Denny 10:00-10:55 Infecções e inflamações do trato urinário, funçao sexual e reprodutiva Urologia Denny Conteudo Estudo Dirigido 12 6/3/ D 13:15-14:10 Hipertensão portal Clínica Cirúrgica Fábio 14:10-15:05 Princípios Anestesiologia - Tratamento da dor e sedação consciente Clínica Cirúrgica Fábio 15:15-16:10 Câncer gástrico Clínica Cirúrgica Fábio 16:10-17:05 Nódulos,cistos hepáticos e câncer hepático Clínica Cirúrgica Fábio 15:05-18:00 Conteudo Estudo Dirigido 17 e 18 18:30 SESSÃO ANATOMOCLÍNICA E RADIOLÓGICA - Trauma Fábio + Raphael + João Marcos 14/3/ D 13:15-14:10 Farmacologia Quimioterápicos Oncologia Marcelo Gonzaga 14:10-15:05 Farmacologia Quimioterápicos Oncologia Marcelo Gonzaga 15:15-16:10 Emergências Oncológicas Oncologia João Marcos Raphael + João 18:30 SESSÃO ANATOMOCLÍNICA E RADIOLÓGICA - Via Biliar Marcos + Sandra 15/3/ D Abordagem de massas testiculares e escroto agudo Urologia Denny Nódulos, cistos renais e adrenal Urologia Denny Câncer de bexiga, pelve renal, ureter e pênis Oncologia Denny 20/3/ D 13:15-14:10 Trauma vísceras sólidas - fígado, baço e pâncreas Clínica Cirúrgica Sandra 14:10-15:05 Doenças do refluxo gastroesofágico Clínica Cirúrgica Sandra 15:15-16:10 Epispadia, hipospadia, refluxo vesicoureteral, hidronefrose, criptorquia e fimose Clínica Cirúrgica Sandra 16:10-17:05 Tumores específicos da criança Clínica Cirúrgica Sandra 21/3/ D 8:00-10:00 PRIMEIRA PROVA TEÓRICA Raphael + Fábio

3 27/3/ D 13:15-14:10 Apêndice Clínica Cirúrgica Fernanda 14:10-15:05 Doença inflamatória intestinal (Crohn e RCU) Clínica Cirúrgica Fernanda 15:15-16:10 Hemorragia digestiva baixa Clínica Cirúrgica Fernanda 16:10-17:05 Ânus - fístulas, fissuras, cisto pilonidal Clínica Cirúrgica Fernanda 17:10-18:05 Conteúdo do estudo dirigido 3 e 4 18:30 SESSÃO ANATOMOCLÍNICA E RADIOLÓGICA - Abdome Agudo Fernanda + Fábio + Sandra 10/4/ D 13:15-14:10 Pancreatite aguda e crônica Clínica Cirúrgica João Marcos 14:10-15:05 Pancreatite aguda e crônica Clínica Cirúrgica João Marcos 15:15-16:10 Cânceres de cabeça e pescoço - vias aéreas Oncologia João Marcos 16:10-17:05 Cuidados paliativos Oncologia João Marcos 17:10-18:00 Conteúdo do estudo dirigido 8 e 9 18:30 SESSÃO ANATOMOCLÍNICA E RADIOLÓGICA - Hemorragia Digestiva Alta Raphael + Sandra + Fernanda 17/4/ D 16:30-17:30 Conteúdo do estudo dirigido 10 e 11 18:00 DEVOLUTIVA - Avaliação de Atitudes Todos DEVOLUTIVA - Avaliação de Atitudes Todos DEVOLUTIVA - Avaliação de Atitudes Todos 24/4/ D 13:15-14:10 Cólon e reto - megacólon, colites, doença diverticular Clínica Cirúrgica Fernanda 14:10-15:05 Cólon e reto - megacólon, colites, doença diverticular Clínica Cirúrgica Fernanda 15:15-16:10 Câncer de cólon, reto e canal anal Clínica Cirúrgica Fernanda 16:10-17:05 Síndromes genéticos do cólon Clínica Cirúrgica Fernanda 17:10-18:00 Conteúdo do estudo dirigido 15 e 16 SESSÃO ANATOMOCLÍNICA E RADIOLÓGICA - Hemorragia Digestiva 18:30 baixa Fernanda + Fábio + Sandra 8/5/ D 13:15-14:10 Obstrução do trato urinário superior e insuficiência renal e Função Miccional Urologia Denny

4 14:10-15:05 Trauma em urologia - urgências e emergências urológicas Urologia Denny 15:15-16:10 Controle do dano - síndrome compartimento, lesão vascular Clínica Cirúrgica Fábio Trauma vísceras ocas - estômago, duodeno, intestino delgado e 16:10-17:05 grosso Clínica Cirúrgica Fábio 18:30 SESSÃO ANATOMOCLÍNICA E RADIOLÓGICA - Abdome agudo 9/5/ D 8:00-10:00 SEGUNDA PROVA TEÓRICA Fábio + Raphael + Substituto Raphael + João Marcos 15/5/ D 13:15-14:10 Cirurgia pediátrica - doenças específicas do RN Clínica Cirúrgica Sandra 14:10-15:05 Cirurgia pediátrica - doenças específicas da criança Clínica Cirúrgica Sandra 15:15-16:10 Cirurgia pediátrica - doenças específicas da criança Clínica Cirúrgica Sandra 16:10-17:05 Cirurgia pediátrica - abdome agudo Clínica Cirúrgica Sandra 17:10-18:00 Conteúdo do estudo dirigido 13 e 14 18:30 SESSÃO ANATOMOCLÍNICA E RADIOLÓGICA - Trauma Sandra + Substituto + Raphael 22/5/ D 15:15-16:10 Hérnias Clínica Cirúrgica Fábio 16:10-17:05 Câncer de vias biliares e pâncreas Clínica Cirúrgica Fábio 17:10-18:00 Conteúdo do estudo dirigido 6 e7 SESSÃO ANATOMOCLÍNICA E RADIOLÓGICA - Abdome agudo na 18:30 criança Sandra + João Marcos + Fábio 23/5/ D 8:00-8:55 Cirurgia vascular e aneurisma Clínica Cirúrgica Denny 8:55-9:50 Cirurgia vascular e aneurisma Clínica Cirúrgica Denny 10:00-10:55 Obstrução do trato urinário superior e insuficiência renal e Função Miccional Urologia Denny 10:55-11:50 Trauma em urologia - urgências e emergências urológicas Urologia Denny 29/5/ D 13:15-14:10 Abordagem de nódulos pulmonares e câncer de pulmão Clínica Cirúrgica Fábio 14:10-15:05 Abordagem de nódulos pulmonares e câncer de pulmão Clínica Cirúrgica Fábio

5 15:15-16:10 Doenças infecciosas do tórax - mediastinite, empiema, abscesso Clínica Cirúrgica Sandra Patologias pleurais - exsudato, transudato, hidrotórax, quilotórax, 16:10-17:05 pneumotórax Clínica Cirúrgica Sandra 17:10-18:00 Trauma torácico Clínica Cirúrgica Sandra 18:30 SESSÃO ANATOMOCLÍNICA E RADIOLÓGICA - Abdome agudo Fábio + João Marcos + Sandra 12/6/ D 13:00 PROVA DE SESSÃO ANATOMOCLÍNICA 13/6/ D 08:00 Prova sobre o conteúdo de especialidades Raphael + Fábio 19/6/ D 13:00:00 TERCEIRA PROVA TEÓRICA Raphael + Sandra Estudo dirigido - roteiro de estudo e casos clínicos - matéria de prova teórica 1 Câncer de mediastino e pleura Raphael 2 Tumores do SNC Raphael 3 Omento Fernanda 4 Mesentério Fernanda 5 Queimaduras Raphael 6 Trauma pediátrico Sandra 7 Baço Sandra 8 Sistema endócrino - pâncreas endócrino João Marcos 9 Hipófise e neoplasia endócrina múltipla João Marcos 10 Intestino delgado Fernanda 11 Tratamento cirúrgico da obesidade mórbida Fernanda 13 Urgências tromboembólicas Denny 13 Parede abdominal Sandra 14 Umbigo Sandra 15 Peritônio Fernanda 16 Retroperitônio Fernanda 17 Câncer de esôfago Fábio Esôfago - acalasia, divertículo ZenKer, dist motilidade, espasmo 18 esofagiano difuso Fábio

6 Portifólio - 1 caso a cada 15 dias Encaminhar ao coordenador por Ambulatórios Cirurgia de Cabeça e Pescoço Sexta-feira 8:00-12:00 Ortopedia Quinta-feira 8:00-12:00 Oncologia Ortopédica Terça-feira 8:00-12:00 Coloproctologia Sexta-feira 8:30-12:30 Cirurgia Pediátrica Sexta-feira 8:00-12:00 Urologia Terça-feira 14:00-18:00 Quarta-feira 13:00-17:00 Quinta-feira 14:00-18:00 Supervisão São João del Rei Pará de Minas Oncologia clínica Ortopedia - SÃO JOÃO Anestesia Cirurgia Geral João Marcos e Raphael Denny João Marcos João Marcos e Raphael Raphael Fábio

Aulas teórica s PROFESSOR DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL

Aulas teórica s PROFESSOR DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO PROFESSOR Aulas teórica s Amb. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL 13:15 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 24/7/2015 Abdome Agudo

Leia mais

Infecções e inflamações do trato urinário, funçao sexual e reprodutiva Urologia Denny

Infecções e inflamações do trato urinário, funçao sexual e reprodutiva Urologia Denny DATA hora AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR 25/10/2013 14:00-14:55 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 14:55-15:50 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica

Leia mais

João Marcos + Raphael + Aisha + Clarissa + Tiago + Marcelo

João Marcos + Raphael + Aisha + Clarissa + Tiago + Marcelo DATA HORA AULA PROGRAMADA SALA MÓDULO PROFESSOR 05/02/2016 13:15 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica 14:10 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica Cirúrgica 15:25

Leia mais

DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR

DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR 14:00-14:55 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 14:55-15:50 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica

Leia mais

203 A. 16:30-17:20 Trauma cervical Clinica Cirúrgica Raphael 17:20-18:10 Queimaduras Clínica Cirúrgica Raphael

203 A. 16:30-17:20 Trauma cervical Clinica Cirúrgica Raphael 17:20-18:10 Queimaduras Clínica Cirúrgica Raphael CRONOGRAMA INTERNATO DE CIRURGIA 1º 2013 9º PERÍODO DATA/LOCAL HORÁRIO AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR 24/5/2013 11:00-11:50 Lesões corporais Medicina Legal Andressa 11:50-12:40 Lesões corporais Medicina

Leia mais

COD PROTOCOLOS DE GASTROENTEROLOGIA

COD PROTOCOLOS DE GASTROENTEROLOGIA X COD PROTOCOLOS DE GASTROENTEROLOGIA ( ) 18.01 Abdome Agudo Diagnóstico (algoritmo) ( ) 18.02 Abdome Agudo Inflamatório Diagnóstico e Tratamento ( ) 18.03 Abdome Agudo na Criança ( ) 18.04 Abdome Agudo

Leia mais

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES.

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES. MAPA AUDITÓRIO ÓPERA DE ARAME (200 LUGARES) DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. 8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:00 8:15 TEMA LIVRE SELECIONADO. 8:15 8:30 TEMA LIVRE SELECIONADO.

Leia mais

Programação Preliminar do 41 Curso de Atualização em Cirurgia do Aparelho Digestivo, Coloproctologia e Transplantes de Órgãos do Aparelho Digestivo

Programação Preliminar do 41 Curso de Atualização em Cirurgia do Aparelho Digestivo, Coloproctologia e Transplantes de Órgãos do Aparelho Digestivo Programação Preliminar do 41 Curso de Atualização em Cirurgia do Aparelho Digestivo, Coloproctologia e Transplantes de Órgãos do Aparelho Digestivo Cirurgia do Esôfago Painel de perguntas e filmes cirúrgicos

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS

OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS OBJETIVOS GERAIS O Programa de Residência Médica opcional de Videolaparoscopia em Cirurgia do Aparelho Digestivo (PRMCAD) representa modalidade de ensino de Pós Graduação visando ao aperfeiçoamento ético,

Leia mais

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO)

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) 02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) Horário Programação 8:00: 08:30 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. Procedimentos Robóticos em Cirurgia abdominal 8:45-9:00 Cirurgia Robótica das afecções do

Leia mais

Hospital Figueira da Foz. Sala 5. Sala 1. Intervenção cirúrgica com transmissão (TAPP) Hospital

Hospital Figueira da Foz. Sala 5. Sala 1. Intervenção cirúrgica com transmissão (TAPP) Hospital Quinta feira, 5 de Março 2015 Cursos pré Congresso 08:30 13:00 Cirurgia mamária Cancro da mama e tratamento sistémico primário Indicação para quimioterapia neoadjuvante Como monitorizar a resposta com

Leia mais

Hospital. Sala 5. Sala 1. Hospital Figueira da Foz. Intervenção cirúrgica com transmissão (TAPP) Como ultrapassar as dificuldades da técnica

Hospital. Sala 5. Sala 1. Hospital Figueira da Foz. Intervenção cirúrgica com transmissão (TAPP) Como ultrapassar as dificuldades da técnica Quinta feira, 5 de Março 2015 Cursos pré Congresso 08:30 13:00 Cirurgia mamária Cancro da mama e tratamento sistémico primário Indicação para quimioterapia neoadjuvante Como monitorizar a resposta com

Leia mais

AULAS TEÓRICAS SEMIOLOGIA MÉDICA GERAL I 5º PERÍODO 2009/2 DATA HORÁRIO ASSUNTO PROFESSORES

AULAS TEÓRICAS SEMIOLOGIA MÉDICA GERAL I 5º PERÍODO 2009/2 DATA HORÁRIO ASSUNTO PROFESSORES SEMIOLOGIA MÉDICA GERAL I 5º PERÍODO 2009/2 4 ago 11:00 ÀS 11:50 RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE E ÉTICA MÉDICA FLÁVIA MAGALHÃES 11 ago 11:00 ÀS 11:50 ANAMNESE FLÁVIA MAGALHÃES 18 ago 11:00 ÀS 11:50 SEMIOLOGIA

Leia mais

A Gastroenterologia Visão e perspectivas atuais

A Gastroenterologia Visão e perspectivas atuais A Gastroenterologia Visão e perspectivas atuais A opção pela Gastroenterologia 23 Sociedades Federadas Regionais 54 Serviços de Gastroenterologia reconhecidos e aprovadas pelo MEC 1986 Sede do VI Congresso

Leia mais

TC de pelve deixa um pouco a desejar. Permite ver líquido livre e massas. US e RM são superiores para estruturas anexiais da pelve.

TC de pelve deixa um pouco a desejar. Permite ver líquido livre e massas. US e RM são superiores para estruturas anexiais da pelve. 24 de Outubro de 2006. Professor Amphilophio. Tomografia computadorizada do abdome e da pelve TC de pelve deixa um pouco a desejar. Permite ver líquido livre e massas. US e RM são superiores para estruturas

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 107.02.01.01 biópsia de pele e partes moles 39.02.01.01 Biópsia

Leia mais

COMPONENTE CURRICULAR - UROLOGIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA - CRONOGRAMA DE ATIVIDADES PERÍODO: 8º - 2015.2 DIA ATIVIDADE/AULA PROFESSOR

COMPONENTE CURRICULAR - UROLOGIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA - CRONOGRAMA DE ATIVIDADES PERÍODO: 8º - 2015.2 DIA ATIVIDADE/AULA PROFESSOR FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES CNPJ 28.964.252/0001-50 005.104.008/17.169 C.A.P. FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS Av. Alberto Torres, 217 Centro Campos dos Goytacazes-RJ CEP 28 035-581 Telefone/Fax (22)

Leia mais

Oferecemos uma ampla gama de tratamentos entre os que podemos destacar:

Oferecemos uma ampla gama de tratamentos entre os que podemos destacar: A cirurgia endovascular agrupa uma variedade de técnicas minimamente invasivas mediante as quais CIRURGIA ENDOVASCULAR = CIRURGIA SEM CORTES! Técnicas Minimamente Invasivas As técnicas de cirurgia endovascular

Leia mais

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias MÓDULO I NUTRIÇÃO CLÍNICA 1-Absorção, digestão, energia, água e álcool 2-Vitaminas e minerais 3-Proteínas, lipídios, carboidratos e fibras 4-Cálculo das necessidades energéticas 5-Doenças do aparelho digestivo

Leia mais

Protocolo abdome. Profº Cláudio Souza

Protocolo abdome. Profº Cláudio Souza Protocolo abdome Profº Cláudio Souza Abdome Quando falamos em abdome dentro da tomografia computadorizada por uma questão de radioproteção e também financeira o exame é dividido em, abdome superior e inferior

Leia mais

SERVIÇO DE GASTROENTEROLOGIA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PRESIDENTE DUTRA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA

SERVIÇO DE GASTROENTEROLOGIA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PRESIDENTE DUTRA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PRESIDENTE DUTRA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA Coordenador: Arnaldo de Jesus Dominici Adalgisa de Sousa Paiva Ferreira INTRODUÇÃO A Residência Médica é uma modalidade de ensino de

Leia mais

Aparelho Gastrointestinal Dor Abdominal Aguda

Aparelho Gastrointestinal Dor Abdominal Aguda Aparelho Gastrointestinal Dor Abdominal Aguda Dor abdominal Difusa Localizada Abdome agudo Sem abdome agudo Exames específicos Tratamento específico Estabilizar paciente (vide algoritmo específico) Suspeita

Leia mais

Departamento de Diagnóstico por Imagem do I.C.A.V.C. TOMOGRAFIA EM ONCOLOGIA

Departamento de Diagnóstico por Imagem do I.C.A.V.C. TOMOGRAFIA EM ONCOLOGIA TOMOGRAFIA EM ONCOLOGIA Tomografia: diagnóstico stico, estadiamento, acompanhamento, prevenção e pesquisa clínica nica; Objetivo da aula; TC Helicoidal X Multi slice Limitações do método. *Ajustes das

Leia mais

2. PRÉ- REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO:

2. PRÉ- REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO: EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO 2010 Pelo presente edital, o CBCD Colégio Brasileiro de Cirurgia

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 43.02.01.01 biópsia do colo uterino 1.02.01.01 biópsia de fígado por punção

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE PALOTINA HOSPITAL VETERINÁRIO RELATÓRIO DE EXAME NECROSCÓPICO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE PALOTINA HOSPITAL VETERINÁRIO RELATÓRIO DE EXAME NECROSCÓPICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE PALOTINA HOSPITAL VETERINÁRIO RELATÓRIO DE EXAME NECROSCÓPICO Identificação do animal Nome/número RG do HV Espécie: Raça: Idade: Sexo: Peso: Cor: Data e hora do

Leia mais

Temas para o Concurso de Residência Médica do Hospital Regional de Presidente Prudente I - Clínica Médica

Temas para o Concurso de Residência Médica do Hospital Regional de Presidente Prudente I - Clínica Médica Temas para o Concurso de Residência Médica do Hospital Regional de Presidente Prudente I - Clínica Médica 01 Demências; 02 Depressão; 03 Hipertensão Arterial Sistêmica Primária e Secundária; 04 Infecções

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 66.02.01.01 biópsia do colo uterino 4.02.01.01 Biópsia de

Leia mais

PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO

PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO NOBEMBRO 2007 1 A TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (TC) CARACTERIZA-SE POR SER EXAME DE ALTA COMPLEXIDADE E CUSTO ELEVADO, PORTANTO

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JANEIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JANEIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 33.02.01.01 biópsia do colo uterino 0.02.01.01 biópsia de fígado por punção

Leia mais

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO ABDOME

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO ABDOME TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO ABDOME PROTOCOLO DE ABDOME TOTAL POSIÇÃO DORSAL: Paciente em decúbito dorsal, entrando primeiro com a cabeça, apoiada sobre o suporte reto, braços elevados acima da cabeça.

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO EMENTAS DISCIPLINAS 4º E 5º PERÍODOS MATRIZ 2 4 º Período BIOLOGIA MOLECULAR - 2835 Introdução a Biologia Molecular. Estrutura

Leia mais

Gerência de Regulação PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES/PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS DE ALTA COMPLEXIDADE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA

Gerência de Regulação PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES/PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS DE ALTA COMPLEXIDADE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA Gerência de Regulação PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES/PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS DE ALTA COMPLEXIDADE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA 2013 Observações a serem consideradas no preenchimento de todas as solicitações

Leia mais

Portaria 024/2011. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor em 1º de agosto de 2011.

Portaria 024/2011. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor em 1º de agosto de 2011. Portaria 024/2011 Estabelece protocolos operacionais para a atividade de Regulação e Auditoria no âmbito do IPSEMG. A Presidente do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais, no

Leia mais

TUMORES DA VESÍCULA E VIAS BILIARES. Dr. Francisco R. de Carvalho Neto

TUMORES DA VESÍCULA E VIAS BILIARES. Dr. Francisco R. de Carvalho Neto TUMORES DA VESÍCULA E VIAS BILIARES Dr. Francisco R. de Carvalho Neto TUMORES BENIGNOS ( classificação de Christensen & Ishate A) TUMORES BENIGNOS VERDADEIROS 1) De origem epitelial adenoma papilar ( papiloma)

Leia mais

CURSOS PRÉ-CONGRESSO MÓDULO I - MOTILIDADE DIGESTIVA BAIXA Hotel Serra Azul, Gramado, 24 de Setembro de 2008

CURSOS PRÉ-CONGRESSO MÓDULO I - MOTILIDADE DIGESTIVA BAIXA Hotel Serra Azul, Gramado, 24 de Setembro de 2008 1 MÓDULO I - MOTILIDADE DIGESTIVA BAIXA Hotel Serra Azul, Gramado, 24 de Setembro de 2008 08:00 08:15 Etiopatogenia da Incontinência Anal 08:15 08:30 Etiopatogenia da Constipação Intestinal 08:30 08:45

Leia mais

04/06/2012 INTRODUÇÃO À RAGIOLOGIA SIMPLES DO TÓRAX. Dante L. Escuissato RADIOGRAFIAS DO TÓRAX INCIDÊNCIAS: FRONTAL (PA) PERFIL TÓRAX

04/06/2012 INTRODUÇÃO À RAGIOLOGIA SIMPLES DO TÓRAX. Dante L. Escuissato RADIOGRAFIAS DO TÓRAX INCIDÊNCIAS: FRONTAL (PA) PERFIL TÓRAX INTRODUÇÃO À RAGIOLOGIA SIMPLES DO TÓRAX Dante L. Escuissato RADIOGRAFIAS DO TÓRAX INCIDÊNCIAS: FRONTAL (PA) PERFIL TÓRAX 1 RADIOGRAFIAS AS RADIOGRAFIAS APRESENTAM 4 DENSIDADES BÁSICAS: AR: traquéia, pulmões,

Leia mais

Presença de ar no fundo gástrico gerando a imagem da bolha gástrica em quadrante superior esquerdo em posição ortostática.

Presença de ar no fundo gástrico gerando a imagem da bolha gástrica em quadrante superior esquerdo em posição ortostática. Análise e avaliação do exame convencional e contrastado do abdômen Radiografia do Abdômen É realizada nas seguintes incidências: Decúbito dorsal (ou simples) Posição ortostática Decúbito lateral direito

Leia mais

Como escolher um método de imagem? - Dor abdominal. Aula Prá:ca Abdome 1

Como escolher um método de imagem? - Dor abdominal. Aula Prá:ca Abdome 1 Como escolher um método de imagem? - Dor abdominal Aula Prá:ca Abdome 1 Obje:vos Entender como decidir se exames de imagem são necessários e qual o método mais apropriado para avaliação de pacientes com

Leia mais

Apudoma TABELAS DE PROCEDIMENTOS POR NEOPLASIA E LOCALIZAÇÃO. PROCED. DESCRIÇÃO QT CID At. Prof. Vr. TOTAL

Apudoma TABELAS DE PROCEDIMENTOS POR NEOPLASIA E LOCALIZAÇÃO. PROCED. DESCRIÇÃO QT CID At. Prof. Vr. TOTAL TABELAS DE PROCEDIMENTOS POR NEOPLASIA E LOCALIZAÇÃO Apudoma 0304020117 Quimioterapia paliativa de apudoma (doença loco-regional avançada, inoperável, metastática ou recidivada; alteração da função hepática;

Leia mais

CONSULTA EM UROLOGIA - GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2. Motivos para encaminhamento:

CONSULTA EM UROLOGIA - GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2. Motivos para encaminhamento: CONSULTA EM UROLOGIA - GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2 Motivos para encaminhamento: 1. Alterações no exame de urina (urinálise) 2. Infecção urinária de repetição 3. Litíase renal 4. Obstrução do trato

Leia mais

Distúrbios Gastrointetinais

Distúrbios Gastrointetinais Distúrbios Gastrointetinais Anatomia Gastrointestinal Doenças do tubo digestivo Patologias do Esôfago Classificação segundo o mecanismo da doença Anomalias do desenvolvimento (exs: Atresias; hérnias;estenoses)

Leia mais

60 dias ( 2 períodos de 30 dias) 3 Distribuição dos Doutorandos no Estágio Obrigatório de Cirurgia

60 dias ( 2 períodos de 30 dias) 3 Distribuição dos Doutorandos no Estágio Obrigatório de Cirurgia INTERNATO EM CIRURGIA 1 Internato Obrigatório em Cirurgia Objetivo Geral Desenvolver habilidades e competências cirúrgicas fundamentais para realização de procedimentos de menor complexidade, quer sejam

Leia mais

Oclusão do tubo digestivo

Oclusão do tubo digestivo ABDOME AGUDO O diagnóstico sindrômico de abdome agudo (AA) é caracterizado pela presença de dor abdominal intensa e aguda (horas até 4 dias). O número de causas é enorme e ainda assim, a maioria dos casos

Leia mais

Dor abdominal: entenda as causas, tipos de dor e tratamentos

Dor abdominal: entenda as causas, tipos de dor e tratamentos Dor abdominal: entenda as causas, tipos de dor e tratamentos Conheça as doenças mais comumente relacionadas ao sintoma e como identificar Quando falamos em dor abdominal, muitos podem pensar que ela se

Leia mais

DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL. Profª. Thais de A. Almeida Aula 21/05/13

DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL. Profª. Thais de A. Almeida Aula 21/05/13 DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL Profª. Thais de A. Almeida Aula 21/05/13 Doença Inflamatória Intestinal Acometimento inflamatório crônico do TGI. Mulheres > homens. Pacientes jovens (± 20 anos). Doença

Leia mais

Palato duro. Palato, SOE. Palato, lesão sobreposta do

Palato duro. Palato, SOE. Palato, lesão sobreposta do C00 C000 C001 C002 C003 C004 C005 C006 C008 C009 C01 C019 C02 C020 C021 C022 C023 C024 C028 C029 C03 C030 C031 C039 C04 C040 C041 C048 C049 C05 C050 C051 C052 C058 C059 C06 C060 C061 C062 C068 C069 C07

Leia mais

Cefaléias e Enxaqueca Convulsões febris. Desidratação. Crescimento e do desenvolvimento

Cefaléias e Enxaqueca Convulsões febris. Desidratação. Crescimento e do desenvolvimento Saúde da Criança Alimentação o Aleitamento materno Orientações gerais e manejo das principais dificuldades o Alimentação saudável o Desnutrição energético-protéica o Distúrbios da absorção o Anemia ferropriva

Leia mais

10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10102000 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - VISITAS 10103007 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS -

10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10102000 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - VISITAS 10103007 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - Código SUGRUPO 10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10102000 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - VISITAS 10103007 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - RECÉM-NASCIDO 10104003 PROCEDIMENTOS

Leia mais

PROGRAMA BÁSICO DE RESIDÊNCIA MÉDICA E OU CURSO DE APERFEIÇOAMENTO PARA FORMAÇÃO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM REQUISITOS MÍNIMOS

PROGRAMA BÁSICO DE RESIDÊNCIA MÉDICA E OU CURSO DE APERFEIÇOAMENTO PARA FORMAÇÃO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM REQUISITOS MÍNIMOS PROGRAMA BÁSICO DE RESIDÊNCIA MÉDICA E OU CURSO DE APERFEIÇOAMENTO PARA FORMAÇÃO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM 1) Objetivo REQUISITOS MÍNIMOS O campo dos Diagnósticos por Imagem envolve, atualmente,

Leia mais

Manual de Exames Medicina Nuclear

Manual de Exames Medicina Nuclear Manual de Exames Medicina Nuclear AGENDAMENTO DE EXAMES 31-36670867 Rua Ipanema, 95 1º Andar Coronel Fabriciano MG Manual de Exames Medicina Nuclear Introdução 1. Apresentação Atuando há mais de 24 anos

Leia mais

02 de Agosto de 2015 (Domingo)

02 de Agosto de 2015 (Domingo) 02 de Agosto de 2015 (Domingo) Horário Programação 8:00: 08:30 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:45 10:10 MESA REDONDA: AFECCOES VASCULARES FREQUENTES NA PRATICA DIARIA DO CIRURGIAO 8:45-9:00

Leia mais

Hospital. início em 2/3/2015

Hospital. início em 2/3/2015 Quinta feira, 3 de Março 2016 Cursos pré Congresso 08:30 13:00 Cirurgia mamária Reunião multidisciplinar de casos clínicos Disciplinas: cirurgia, anatomia patológica, oncologia médica, radio oncologia

Leia mais

H Convencionados. Operados e vale cirurgia emitidos por grupo extracção a 30-09-2010. 11 de Fevereiro de 2011

H Convencionados. Operados e vale cirurgia emitidos por grupo extracção a 30-09-2010. 11 de Fevereiro de 2011 H Convencionados Operados e vale cirurgia emitidos por grupo extracção a 30-09-2010 7 11 de Fevereiro de 2011 Título Actividade cirúrgica dos Convencionados Versão V1 Autores Unidade Central de Gestão

Leia mais

Subespecialidade de Gastrenterologia Pediátrica conteúdo funcional, formação e titulação

Subespecialidade de Gastrenterologia Pediátrica conteúdo funcional, formação e titulação Subespecialidade de Gastrenterologia Pediátrica conteúdo funcional, formação e titulação 1. Tipo de trabalho e responsabilidades principais O Gastrenterologista Pediátrico é um médico com formação em Pediatria

Leia mais

DIVERTÍCULO DIVERTÍCULO VERDADEIRO FALSO Composto por todas as camadas da parede intestinal Não possui uma das porções da parede intestinal DIVERTICULOSE OU DOENÇA DIVERTICULAR Termos empregados para

Leia mais

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GASTROENTEROLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM GASTROENTEROLOGIA. Critérios Essenciais

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GASTROENTEROLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM GASTROENTEROLOGIA. Critérios Essenciais FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GASTROENTEROLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM GASTROENTEROLOGIA Critérios Essenciais Maio de 2010 1 CRITÉRIOS ESSENCIAIS PARA UM PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM GASTROENTEROLOGIA

Leia mais

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30-8:45 Abordagem nos múltiplos ferimentos abdominais penetrantes.

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30-8:45 Abordagem nos múltiplos ferimentos abdominais penetrantes. MAPA AUDITÓRIO PARQUE TINGUI (280 LUGARES) DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. ESPACO DO TRAUMA (SBAIT) SEGUNDA FEIRA 03 DE AGOSTO DE 2015. 8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:00 8:15

Leia mais

Introdução. Metabolismo dos pigmentos biliares: Hemoglobina Biliverdina Bilirrubina Indireta (BI) ou nãoconjugada

Introdução. Metabolismo dos pigmentos biliares: Hemoglobina Biliverdina Bilirrubina Indireta (BI) ou nãoconjugada Introdução Metabolismo dos pigmentos biliares: Hemoglobina Biliverdina Bilirrubina Indireta (BI) ou nãoconjugada BI + Albumina Hepatócitos Bilirrubina Direta (BD) ou conjugada Canalículos biliares Duodeno

Leia mais

ESTÁGIO EM CLÍNICA CIRÚRGICA

ESTÁGIO EM CLÍNICA CIRÚRGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE CIRURGIA PROGRAMA ESTÁGIO EM CLÍNICA CIRÚRGICA MÓDULO: TRIMESTRAL 10º, 11º e 12º PERÍODOS 4º. TRIMESTRE / 2015 COORDENADOR: PROF.

Leia mais

RADIOGRAFIA ABDOMINAL. Profª Drª Naida Cristina Borges

RADIOGRAFIA ABDOMINAL. Profª Drª Naida Cristina Borges RADIOGRAFIA ABDOMINAL Profª Drª Naida Cristina Borges Produção de Radiografias Diagnósticas Preparo adequado jejum/enema Pausa da inspiração evita o agrupamento das vísceras Indicações para a Radiologia

Leia mais

DOR ABDOMINAL. Intensidade Localização Freqüência Irradiação Duração e tipo Sinais e sintomas associados Fatores de exacerbação ou de Melhora

DOR ABDOMINAL. Intensidade Localização Freqüência Irradiação Duração e tipo Sinais e sintomas associados Fatores de exacerbação ou de Melhora DOR ABDOMINAL Intensidade Localização Freqüência Irradiação Duração e tipo Sinais e sintomas associados Fatores de exacerbação ou de Melhora DOR ABDOMINAL Diagnóstico: História Clinica Exame Físico Avaliação

Leia mais

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) 03 DE AGOSTO DE 2015 (SEGUNDA FEIRA)

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) 03 DE AGOSTO DE 2015 (SEGUNDA FEIRA) 02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) Espaço do Trauma CBC - SBAIT 03 DE AGOSTO DE 2015 (SEGUNDA FEIRA) Horário Programação 08:00 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:45 9:55 MESA REDONDA: Trauma

Leia mais

Código: ENFDIG Disciplina: DIDÁTICA GERAL Fase: 5ª Grade curricular: 2000 Pré-requisitos: Psicologia da Educação DESCRIÇÃO DO PROGRAMA:

Código: ENFDIG Disciplina: DIDÁTICA GERAL Fase: 5ª Grade curricular: 2000 Pré-requisitos: Psicologia da Educação DESCRIÇÃO DO PROGRAMA: 21cir FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecimento: Portaria nº 604, de 31 de maio de 1995 E-mail: denf@unir.br Campus Porto Velho/RO. BR 364,

Leia mais

Comissão de Processos Vestibulares 23/03/2014. Médico Cirurgião Geral

Comissão de Processos Vestibulares 23/03/2014. Médico Cirurgião Geral Comissão de Processos Vestibulares 23/03/2014 Médico Cirurgião Geral Comissão de Processos Vestibulares PROCESSO SELETIVO - HUAC 23 de março de 2014 Nível Superior Médico Cirurgião Geral GABARITO DO CANDIDATO

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul DECRETO Nº 17.276, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta o inciso III do art. 8º da Lei Complementar nº 298, de 20 de dezembro de 2007, acrescido pela Lei Complementar nº 475, de 27 de novembro de 2014.

Leia mais

Roteiro de aulas teórico-práticas

Roteiro de aulas teórico-práticas Roteiro de aulas teórico-práticas Sistema digestório O sistema digestório humano é formado por um longo tubo musculoso, ao qual estão associados órgãos e glândulas que participam da digestão. Apresenta

Leia mais

EDITAL 01/2009, de 11 de novembro de 2009 MANUAL DO CANDIDATO

EDITAL 01/2009, de 11 de novembro de 2009 MANUAL DO CANDIDATO SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DA PARAIBA HOSPITAL REGIONAL DE CAJAZEIRAS COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA e-mail: crmhrc@cfp.ufcg.edu.br Instituições parceiras UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CAMPUS

Leia mais

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES MAPA AUDITÓRIO LARGO DA ORDEM (200 LUGARES) DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. 8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação 8:00 8:15 TEMA LIVRE SELECIONADO 8:15 8-30 TEMA LIVRE SELECIONADO 8:30

Leia mais

www.saudedireta.com.br

www.saudedireta.com.br C00-D48 CAPÍTULO II : Neoplasmas (Tumores) C00.0 Lábio superior externo C00.1 Lábio inferior externo C00.2 Lábio externo, não especificado C00.3 Lábio superior, face interna C00.4 Lábio inferior, face

Leia mais

PATOLOGIAS DA PRÓSTATA. Prostata

PATOLOGIAS DA PRÓSTATA. Prostata AULA PREPARADA POR: PATOLOGIAS DA PRÓSTATA Prostata A próstata é um órgão interno que só o homem possui; tem a forma de uma maçã muito pequena, e fica logo abaixo da bexiga. ANATOMIA Tem o tamanho aproximado

Leia mais

Tumor Desmoplásico de Pequenas Células Redondas: Relato de um caso.

Tumor Desmoplásico de Pequenas Células Redondas: Relato de um caso. Everton Pereira D. Lopes² Eduardo M Pracucho¹ Ricardo de Almeida Campos² Karla Thaiza Thomal¹ Celso Roberto Passeri¹ Renato Morato Zanatto¹ 1-Departamento de Cirurgia Oncológica Aparelho Digestivo Alto

Leia mais

CURSO DE MEDICINA - CRONOGRAMA DE ATIVIDADES 2015.2 COMPONENTE CURRICULAR: CLÍNICA CIRÚRGICA - PERÍODO: 8º

CURSO DE MEDICINA - CRONOGRAMA DE ATIVIDADES 2015.2 COMPONENTE CURRICULAR: CLÍNICA CIRÚRGICA - PERÍODO: 8º 005.112.008/17.149 C.A.P. CURSO DE MEDICINA - CRONOGRAMA DE ATIVIDADES 2015.2 COMPONENTE CURRICULAR: CLÍNICA CIRÚRGICA - PERÍODO: 8º DIA ATIVIDADE/AULA PROFESSOR 23/07/2015 início do curso normas de funcionamento

Leia mais

PLANILHA GERAL - Fundamentos da Clínica IV - 8º - 2º 2015

PLANILHA GERAL - Fundamentos da Clínica IV - 8º - 2º 2015 PLANILHA GERAL - Fundamentos da Clínica IV - 8º - 2º 2015 Dia Data Hora Professor Sala Conteúdo Módulo QUINTA 06/08/2015 Aula Inaugural Med e Fisiopatologia das doenças respiratórias: edema, inflamação,

Leia mais

Cristina Costa Duarte Lanna(coordenadora), Adriana Maria Kakehasi e Gilda Aparecida Ferreira.

Cristina Costa Duarte Lanna(coordenadora), Adriana Maria Kakehasi e Gilda Aparecida Ferreira. FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DO APARELHO LOCOMOTOR Av. Prof.Alfredo Balena 190-1 0 andar - sala 193 Caixa postal 340 - CEP: 30.130-100 031-3409-9757 dalo@medicina.ufmg.br ALO Nome do Estágio

Leia mais

Aula 4: Sistema digestório

Aula 4: Sistema digestório Aula 4: Sistema digestório Sistema digestório As proteínas, lípideos e a maioria dos carboidratos contidos nos alimentos são formados por moléculas grandes demais para passar pela membrana plasmática e

Leia mais

, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao (à)

, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao (à) TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O (A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização

Leia mais

Curso de Graduação em MEDICINA Plano Curricular Pleno 2014/1

Curso de Graduação em MEDICINA Plano Curricular Pleno 2014/1 Curso de Graduação em MEDICINA Plano Curricular Pleno 2014/1 MED-100 - Unidades de Ensino da área de conhecimento das bases moleculares e celulares dos processos normais e alterados, da estrutura e função

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO Abdome

ROTEIRO DE ESTUDO Abdome ROTEIRO DE ESTUDO Abdome ARTÉRIAS O suprimento arterial do abdome é todo proveniente da aorta, que torna-se aorta abdominal após passar pelo hiato aórtico do diafragma ao nível de T12, e termina dividindose

Leia mais

Residência Médica Seleção 2013 Prova de Cirurgia Geral Expectativa de Respostas. Caso Clínico 1

Residência Médica Seleção 2013 Prova de Cirurgia Geral Expectativa de Respostas. Caso Clínico 1 Caso Clínico 1 Paciente de 55 anos, sexo feminino, chega ao ambulatório de Cirurgia Geral com quadro de icterícia, colúria e acolia fecal. Segundo a paciente, já era portadora de colelitíase sintomática,

Leia mais

ESTÁGIO EM CLÍNICA CIRÚRGICA

ESTÁGIO EM CLÍNICA CIRÚRGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE CIRURGIA PROGRAMA ESTÁGIO EM CLÍNICA CIRÚRGICA MÓDULO: TRIMESTRAL 10º PERÍODO 1o. TRIMESTRE / 2015 COORDENADOR GERAL: PROF. MARCO

Leia mais

PROGRAMA DATA LOCAL E INFORMAÇÕES HORÁRIO

PROGRAMA DATA LOCAL E INFORMAÇÕES HORÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE - SANTA CASA DE PORTO ALEGRE COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA PROCESSO SELETIVO DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 CALENDÁRIO DA 2ª

Leia mais

Como Indicar (bem) Tomografia Computadorizada (TC) e Ressonância Magnética (RM)

Como Indicar (bem) Tomografia Computadorizada (TC) e Ressonância Magnética (RM) Como Indicar (bem) Tomografia Computadorizada (TC) e Ressonância Magnética (RM) Dra. Luciana Baptista Artigo originalmente publicado no caderno Application do Jornal Interação Diagnóstica n.01, abril/maio

Leia mais

Protocolo Clínico de Regulação de Acesso para Tratamento de Alta Complexidade em Oncologia versão 2015

Protocolo Clínico de Regulação de Acesso para Tratamento de Alta Complexidade em Oncologia versão 2015 Protocolo Clínico de Regulação de Acesso para Tratamento de Alta Complexidade em Oncologia versão 2015 Elaboração: Dr Luis Fernando Pracchia Área Técnica da Saúde da Pessoa com Doenças Crônicas Não Transmissíveis

Leia mais

PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA TECNOLOGIA EM TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA II

PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA TECNOLOGIA EM TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA II PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA TECNOLOGIA EM TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA II 1 O SEMESTRE DE 2015 PROFESSORES: Andréa de Lima Bastos Giovanni Antônio Paiva de Oliveira 1. EMENTA: Procedimentos, Protocolos,

Leia mais

Apresentador: Dr. Saul Oliveira e Costa Coordenador: Dr. Gustavo Caldas

Apresentador: Dr. Saul Oliveira e Costa Coordenador: Dr. Gustavo Caldas Apresentador: Dr. Saul Oliveira e Costa Coordenador: Dr. Gustavo Caldas Câncer Anaplásico de Tireóide INTRODUÇÃO Prognóstico => 6 meses após diagnóstico 1,7% dos cânceres da tireóide Incidência caindo:

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

EDITAL DE CONVOCAÇÃO EDITAL DE CONVOCAÇÃO Exame de Suficiência Categoria Especial TÍTULO DE ESPECIALISTA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA 1 EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO

Leia mais

Secretaria de Saúde de Pernambuco SES Segundo Processo Seletivo à Residência 2006 Especialidade com exigência de pré-requisito em Cirurgia Geral

Secretaria de Saúde de Pernambuco SES Segundo Processo Seletivo à Residência 2006 Especialidade com exigência de pré-requisito em Cirurgia Geral QUESTÃO 01 Representa contra-indicação absoluta à colonoscopia: a) Volvo de sigmóide b) Doença inflamatória intestinal c) Câncer colorretal d) Doença diverticular e) Megacólon tóxico QUESTÃO 02 São fatores

Leia mais

Patologias do Abdome e da Pelve: Achados de Imagem

Patologias do Abdome e da Pelve: Achados de Imagem Patologias do Abdome e da Pelve: Achados de Imagem Neysa Aparecida Tinoco Regattieri 1 Rainer Guilherme Haetinger 2 1 INTRODUÇÃO As modalidades diagnósticas utilizadas pela Radiologia para o estudo da

Leia mais

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM Relação dos POPs

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM Relação dos POPs DIAGNÓSTICO POR IMAGEM Relação dos POPs PREPAROS DOS EXAMES E PROCEDIMENTOS DE ENFERMAGEM 08.01 Ablação por Cateter com Radiofrequência 08.02 Alergia aos Contrastes Iodados 08.03 Angio Ressonância Abdome

Leia mais

RADIOLOGIA DO SISTEMA URINÁRIO

RADIOLOGIA DO SISTEMA URINÁRIO RADIOLOGIA DO SISTEMA URINÁRIO Aspectos Radiográficos Normais de Rins e Ureteres Visualização variável da imagem renal quanto ao número, forma, contorno, tamanho, posição e densidade (intermediária entre

Leia mais

[251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX

[251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX [251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX a. CONSIDERAÇÕES TÉCNICAS Exposição A aquisição adequada da radiografia de tórax é mais difícil que a de outras partes do corpo devido ao contraste

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA INTENSIVA - 2014. Centro de Terapia Intensiva Hospital Bangu

EDITAL DE SELEÇÃO PARA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA INTENSIVA - 2014. Centro de Terapia Intensiva Hospital Bangu EDITAL DE SELEÇÃO PARA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA INTENSIVA - 2014 Centro de Terapia Intensiva Hospital Bangu Associação de Medicina Intensiva Brasileira COORDENADOR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO:

Leia mais