02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO)"

Transcrição

1 02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) Horário Programação 8:00: 08:30 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. Procedimentos Robóticos em Cirurgia abdominal 8:45-9:00 Cirurgia Robótica das afecções do esôfago 9:00 9:15 Cirurgia robótica do Câncer Gástrico 9:15 9:30 Cirurgia Robótica do colón e reto Manuel Gomez Fleitas - Espaha 9:30 9:45 Tratamentos das Hérnias abdominais por Cirurgia Robótica. Vantagens e desvantagens 10:30-11:55 10:30-10:45 Problemas da via biliar que continuam desafiando ao Cirurgião Geral Abordagem clinica dos quadros agudos, quando o tratamento cirúrgico paciente não tem condição de 10:45-11:00 Colecistite aguda 11:00-11:15 Tratamento da colangite aguda. 11:15-11:30 Colecistectomia no paciente cirrótico Tratamento das varizes de Esôfago

2 13:30-13:45 Realizando a ligadura no sangramento agudo 13:45-14:00 Quando e como realizar a escleroterapia? 14:00-14:15 Como tratar as varizes gástricas? 14:15-14:30 Limites do tratamento endoscópico Como eu faço, pela via vídeo-laparoscópica. 15:25-15:40 Re-operações na Doença do Refluxo Gastro Esofágico 15:40-15:55 Cirurgia laparoscópica para tumorações de suprarrenal 15:55-16:10 Estratégias na Esplenectomia por via laparoscópica. 16:10-16:35 Ressecções de leiomiomas de esôfago por videolaparoscopia 16:35-17:05 discussão RELATORIO DE FECHAMENTO DO DIA JUNTO AOS EXPOSITORES E 03 DE AGOSTO DE 2015 (SEGUNDA FEIRA) 8:00: 08:30 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. Problemas urológicos que desafiam ao Cirurgião Geral. 8:45-9:00 Retenção Urinaria Aguda, como proceder? 9:00 9:15 Lesão de ureter no transoperatório: alternativas para resolução do problema. 9:15 9:30 Diagnostico diferencial de massas escrotais.(hidrocele, Tumor, Hérnia) 9:30 9:45 Como proceder em lesões tumorais que por contiguidade Urinario envolvem o sistema

3 10:30-11:55 As possiblidades da Cirurgia Ambulatorial. Guilhermo Verdejos Lucas - Espanha 10:30-10:45 A importância estratégica da Cirurgia Ambulatorial 10:45-11:00 Hérnia ambulatorial: Qual o paciente indicado para realizar o procedimento no ambiente ambulatorial 11:00-11:15 Fatores pro e contras da realização da cirurgia de varizes no ambulatório 11:15-11:30 Características e limites da cirurgia do tumores cutâneos Cirurgia do Intestino: Conduta nas diferentes situações 13:30-13:45 Questões atuais no tratamento da isquemia mesentérica 13:45-14:00 Corpo estranho no intestino delgado como proceder? 14:00-14:15 Estenose intestinal por doença de Crohn. 14:15-14:30 Abordagem dos Tumores do Intestino delgado 15:25-15:40 Atualização do tratamento do Câncer do Esôfago Diferenças de abordagens multimodal entre o Carcinoma Adenocarcinoma do Esofago Epidermoide e o 15:40-15:55 Resultados da Esofagectomia Transtoracica. 15:55-16:10 A seleção do paciente para propor um tratamento cirúrgico de resgate 16:10-16:35 O uso da Cirurgia minimamente invasiva no tratamento do esôfago cirúrgico radical do câncer 16:35-17:05 discussão RELATORIO DE FECHAMENTO DO DIA JUNTO AOS EXPOSITORES E 04 DE AGOSTO DE 2015 (TERÇA FEIRA)

4 8:00: 08:30 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. Câncer da Via Biliar 8:45-9:00 Abordagem cirúrgica do Colangiocarcinoma hilar com invasão vascular 9:00 9:15 Colangiocarcinoma irressecável, como podemos tratar a colestase? 9:15 9:30 Câncer de vesícula biliar como achado incidental durante Estratégias e dilemas a colecistectomia: 9:30 9:45 Extensão da linfadenectomia nos carcinomas biliares 10:30-11:55 Dilemas enfrentados pelo cirurgião nas patologias ginecológicas 10:30-10:45 Abdome agudo cirúrgico em gestante: quais cuidados tomar 10:45-11:00 Achado incidental de tumoração no ovário. O que devemos fazer? 11:00-11:15 Abordagem da dor pélvica crônica. 11:15-11:30 Estado da arte da cirurgia minimamente invasiva nas afecções ginecológicas Situação dos transplantes em nosso sistema de saúde 13:30-13:45 Sistemas de regulação e avanços nos diferentes Transplantes 13:45-14:00 Resultados e dificuldades encontradas na realização do Transplante Hepático

5 14:00-14:15 A realidade do transplante multivisceral no Brasil 14:15-14:30 Qual é o futuro dos Transplantes no Brasil e no Mundo As varias interfaces da cirurgia plástica 15:25-15:40 O papel da cirurgia plástica reparadora no atendimento ao Trauma 15:40-15:55 Resultado dos trabalhos desenvolvidos no tratamento dos fissurados 15:55-16:10 A cirurgia plástica na reconstrução dos pacientes oncológicos 16:10-16:35 Procedimentos englobados na cirurgia plástica estética. 16:35-17:05 Discussão RELATORIO DE FECHAMENTO DO DIA JUNTO AOS EXPOSITORES E 05 DE AGOSTO DE 2015 (QUARTA FEIRA) 8:00: 08:30 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. Endoscopia Cirurgia 8:45-9:00 Analise crítica da estreita relação do Cirurgião com a endoscopia 9:00 9:15 Cirurgia endoscópica: Contribuição para o tratamento dos aparelho digestivo tumores precoces do 9:15 9:30 Papel da endoscopia no tratamento paliativo de tumores da via biliar 9:30 9:45 Estratégia de abordagem nas hemorragias digestivas. 10:30-11:55 Estomago 10:30-10:45 Gastroenterologista Clinico: Como eu trato a doença péptica do estomago

6 10:45-11:00 Quando o tratamento das complicações da Ulcera Péptica cuidados tomar? e cirúrgico? Quais 11:00-11:15 Resolução endoscópica das complicações da Ulcera Péptica. 11:15-11:30 Lesão gástrica persistente com biopsia negativa. O que fazer? Ate quando esperar? Infecção em cirurgia. 13:30-13:45 Conduta na infecção do sitio cirúrgico 13:45-14:00 Prótese e Infecção no pós-operatório da cirurgia de hérnia. O que fazer? 14:00-14:15 Febre no pós-operatório: investigando a origem 14:15-14:30 Houve avanços nas estratégias de controle de infecção em cirurgia Cirurgia Pediátrica. 15:25-15:40 Lesões vasculares mais comuns nas crianças 15:40-15:55 Tratamento cirúrgico da hérnias nas crianças 15:55-16:10 Conduta frente a criptorquidia na criança e na adolescência 16:10-16:35 A importância da prevenção do trauma na criança. 16:35-17:05 discussão CONFRATERNIZAÇÃO DE ENCERRAMENTO JUNTO AOS EXPOSITORES E

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES.

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES. MAPA AUDITÓRIO ÓPERA DE ARAME (200 LUGARES) DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. 8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:00 8:15 TEMA LIVRE SELECIONADO. 8:15 8:30 TEMA LIVRE SELECIONADO.

Leia mais

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) 03 DE AGOSTO DE 2015 (SEGUNDA FEIRA)

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) 03 DE AGOSTO DE 2015 (SEGUNDA FEIRA) 02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) Espaço do Trauma CBC - SBAIT 03 DE AGOSTO DE 2015 (SEGUNDA FEIRA) Horário Programação 08:00 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:45 9:55 MESA REDONDA: Trauma

Leia mais

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30-8:45 Abordagem nos múltiplos ferimentos abdominais penetrantes.

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30-8:45 Abordagem nos múltiplos ferimentos abdominais penetrantes. MAPA AUDITÓRIO PARQUE TINGUI (280 LUGARES) DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. ESPACO DO TRAUMA (SBAIT) SEGUNDA FEIRA 03 DE AGOSTO DE 2015. 8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:00 8:15

Leia mais

02 de Agosto de 2015 (Domingo)

02 de Agosto de 2015 (Domingo) 02 de Agosto de 2015 (Domingo) Horário Programação 8:00: 08:30 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:45 10:10 MESA REDONDA: AFECCOES VASCULARES FREQUENTES NA PRATICA DIARIA DO CIRURGIAO 8:45-9:00

Leia mais

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES MAPA AUDITÓRIO LARGO DA ORDEM (200 LUGARES) DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. 8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação 8:00 8:15 TEMA LIVRE SELECIONADO 8:15 8-30 TEMA LIVRE SELECIONADO 8:30

Leia mais

DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR

DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR 14:00-14:55 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 14:55-15:50 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica

Leia mais

Programação Preliminar do 41 Curso de Atualização em Cirurgia do Aparelho Digestivo, Coloproctologia e Transplantes de Órgãos do Aparelho Digestivo

Programação Preliminar do 41 Curso de Atualização em Cirurgia do Aparelho Digestivo, Coloproctologia e Transplantes de Órgãos do Aparelho Digestivo Programação Preliminar do 41 Curso de Atualização em Cirurgia do Aparelho Digestivo, Coloproctologia e Transplantes de Órgãos do Aparelho Digestivo Cirurgia do Esôfago Painel de perguntas e filmes cirúrgicos

Leia mais

João Marcos + Raphael + Aisha + Clarissa + Tiago + Marcelo

João Marcos + Raphael + Aisha + Clarissa + Tiago + Marcelo DATA HORA AULA PROGRAMADA SALA MÓDULO PROFESSOR 05/02/2016 13:15 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica 14:10 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica Cirúrgica 15:25

Leia mais

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO)

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) 02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) 08:30-09:00 Um olhar sobre o ensino da Cirurgia no Mundo: o desafio futuro. Antônio Marttos 09:45-10:20 Análise da qualidade dos serviços de Cirurgia no atendimento as urgências

Leia mais

203 A. 16:30-17:20 Trauma cervical Clinica Cirúrgica Raphael 17:20-18:10 Queimaduras Clínica Cirúrgica Raphael

203 A. 16:30-17:20 Trauma cervical Clinica Cirúrgica Raphael 17:20-18:10 Queimaduras Clínica Cirúrgica Raphael CRONOGRAMA INTERNATO DE CIRURGIA 1º 2013 9º PERÍODO DATA/LOCAL HORÁRIO AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR 24/5/2013 11:00-11:50 Lesões corporais Medicina Legal Andressa 11:50-12:40 Lesões corporais Medicina

Leia mais

Infecções e inflamações do trato urinário, funçao sexual e reprodutiva Urologia Denny

Infecções e inflamações do trato urinário, funçao sexual e reprodutiva Urologia Denny DATA hora AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR 25/10/2013 14:00-14:55 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 14:55-15:50 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS

OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS OBJETIVOS GERAIS O Programa de Residência Médica opcional de Videolaparoscopia em Cirurgia do Aparelho Digestivo (PRMCAD) representa modalidade de ensino de Pós Graduação visando ao aperfeiçoamento ético,

Leia mais

Aulas teórica s PROFESSOR DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL

Aulas teórica s PROFESSOR DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO PROFESSOR Aulas teórica s Amb. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL 13:15 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 24/7/2015 Abdome Agudo

Leia mais

COD PROTOCOLOS DE GASTROENTEROLOGIA

COD PROTOCOLOS DE GASTROENTEROLOGIA X COD PROTOCOLOS DE GASTROENTEROLOGIA ( ) 18.01 Abdome Agudo Diagnóstico (algoritmo) ( ) 18.02 Abdome Agudo Inflamatório Diagnóstico e Tratamento ( ) 18.03 Abdome Agudo na Criança ( ) 18.04 Abdome Agudo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI CAMPUS CENTRO OESTE Planilha de aulas - Internato em Cirurgia 1º semestre de 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI CAMPUS CENTRO OESTE Planilha de aulas - Internato em Cirurgia 1º semestre de 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI CAMPUS CENTRO OESTE Planilha de aulas - Internato em Cirurgia 1º semestre de 2015 DATA SALA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO PROFESSOR 6/2/2015 102. D 13:15-14:10 Tratamento

Leia mais

GASTRORECIFE 2013 29 a 31 de Agosto de 2013 Hotel Summerville

GASTRORECIFE 2013 29 a 31 de Agosto de 2013 Hotel Summerville GASTRORECIFE 2013 29 a 31 de Agosto de 2013 Hotel Summerville DIA 29/08 - QUINTA-FEIRA 09h00-12h00 SESSÃO DE TEMAS LIVRES 1 09h00-12h00 SESSÃO DE TEMAS LIVRES 2 12h00-14h00 14h00-15h00 I HEPATOLOGIA I

Leia mais

PECOGI A.C.Camargo Cancer Center PROGRAMA 2014

PECOGI A.C.Camargo Cancer Center PROGRAMA 2014 PECOGI A.C.Camargo Cancer Center PROGRAMA 2014 21/08 QUINTA-FEIRA 7:50 8:00 Abertura 8:00 9:30 Mesa Redonda: CEC de Esôfago 8:00 8:15 Ferramentas de estadiamento na neoplasia esofágica. É possível individualizar

Leia mais

Hospital. Sala 5. Sala 1. Hospital Figueira da Foz. Intervenção cirúrgica com transmissão (TAPP) Como ultrapassar as dificuldades da técnica

Hospital. Sala 5. Sala 1. Hospital Figueira da Foz. Intervenção cirúrgica com transmissão (TAPP) Como ultrapassar as dificuldades da técnica Quinta feira, 5 de Março 2015 Cursos pré Congresso 08:30 13:00 Cirurgia mamária Cancro da mama e tratamento sistémico primário Indicação para quimioterapia neoadjuvante Como monitorizar a resposta com

Leia mais

ANTONIO JAVIER SALÁN MARCOS GASTROENTEROLOGISTA - CIRURGIÃO MÉDICO DO TRABALHO PERITO ASSISTENTE

ANTONIO JAVIER SALÁN MARCOS GASTROENTEROLOGISTA - CIRURGIÃO MÉDICO DO TRABALHO PERITO ASSISTENTE XVII CONGRESSO BRASILEIRO DE PERÍCIA MÉDICA COLÓQUIO - PERGUNTE AO ESPECIALISTA GASTROENTEROLOGISTA ANTONIO JAVIER SALÁN MARCOS GASTROENTEROLOGISTA - CIRURGIÃO MÉDICO DO TRABALHO PERITO ASSISTENTE GASTROENTEROLOGIA

Leia mais

Hospital Figueira da Foz. Sala 5. Sala 1. Intervenção cirúrgica com transmissão (TAPP) Hospital

Hospital Figueira da Foz. Sala 5. Sala 1. Intervenção cirúrgica com transmissão (TAPP) Hospital Quinta feira, 5 de Março 2015 Cursos pré Congresso 08:30 13:00 Cirurgia mamária Cancro da mama e tratamento sistémico primário Indicação para quimioterapia neoadjuvante Como monitorizar a resposta com

Leia mais

Protocolo de Encaminhamentos de Referência e Contra-referência dos Ambulatórios de Gastrenterologia.

Protocolo de Encaminhamentos de Referência e Contra-referência dos Ambulatórios de Gastrenterologia. Rua Santa Marcelina, 177 CEP 08270-070 SÅo Paulo SP Fone(11) 6170-6237- Fax 6524-9260 www.santamarcelina.org E-mail: dir.med@santamarcelina.org Protocolo de Encaminhamentos de Referência e Contra-referência

Leia mais

Oferecemos uma ampla gama de tratamentos entre os que podemos destacar:

Oferecemos uma ampla gama de tratamentos entre os que podemos destacar: A cirurgia endovascular agrupa uma variedade de técnicas minimamente invasivas mediante as quais CIRURGIA ENDOVASCULAR = CIRURGIA SEM CORTES! Técnicas Minimamente Invasivas As técnicas de cirurgia endovascular

Leia mais

Hospital. início em 2/3/2015

Hospital. início em 2/3/2015 Quinta feira, 3 de Março 2016 Cursos pré Congresso 08:30 13:00 Cirurgia mamária Reunião multidisciplinar de casos clínicos Disciplinas: cirurgia, anatomia patológica, oncologia médica, radio oncologia

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA I CONGRESSO DA REGIONAL NORDESTE DO CAPITULO BRASILEIRO DA IHPBA

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA I CONGRESSO DA REGIONAL NORDESTE DO CAPITULO BRASILEIRO DA IHPBA PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA I CONGRESSO DA REGIONAL NORDESTE DO CAPITULO BRASILEIRO DA IHPBA SALA C 21/10/10 Quinta-feira 08:00-09:15 Mesa-Redonda: Fígado I Moderador: Dr. José Huygens Garcia (CE) Secretário:

Leia mais

SPDM para o Desenvolvimento da Medicina AssociaÅÇo Paulista PROCTOLOGIA

SPDM para o Desenvolvimento da Medicina AssociaÅÇo Paulista PROCTOLOGIA HEMORRÓIDAS: PROCTOLOGIA DilataÅÉes varicosas dos plexos artñrio-venosos hemorroidörios situados na regiço anorretal, causadas por aumento na pressço hidrostötica no plexo venoso hemorroidörio. Podem ser

Leia mais

Como escolher um método de imagem? - Dor abdominal. Aula Prá:ca Abdome 1

Como escolher um método de imagem? - Dor abdominal. Aula Prá:ca Abdome 1 Como escolher um método de imagem? - Dor abdominal Aula Prá:ca Abdome 1 Obje:vos Entender como decidir se exames de imagem são necessários e qual o método mais apropriado para avaliação de pacientes com

Leia mais

I FELLOWSHIP EM VIDEOCIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO

I FELLOWSHIP EM VIDEOCIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO I FELLOWSHIP EM VIDEOCIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO Carga horária Carga Horária Total: 420 horas Carga Horária Teórica: 120 horas Carga Horária Prática : 240 horas Monografia: 60 horas 1. COORDENAÇÃO Nome:

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO HOSPITAL DE BASE ESTÁGIO DE FORMAÇÃO EM ENDOSCOPIA. PROF. KENJI MIYAZAKI Chefe do Serviço de Endoscopia

FACULDADE DE MEDICINA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO HOSPITAL DE BASE ESTÁGIO DE FORMAÇÃO EM ENDOSCOPIA. PROF. KENJI MIYAZAKI Chefe do Serviço de Endoscopia FACULDADE DE MEDICINA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO HOSPITAL DE BASE ESTÁGIO DE FORMAÇÃO EM ENDOSCOPIA PROF. KENJI MIYAZAKI Chefe do Serviço de Endoscopia PROFª. MARIA REGINA PEREIRA DE GODOY Coordenadora da

Leia mais

Distúrbios Gastrointetinais

Distúrbios Gastrointetinais Distúrbios Gastrointetinais Anatomia Gastrointestinal Doenças do tubo digestivo Patologias do Esôfago Classificação segundo o mecanismo da doença Anomalias do desenvolvimento (exs: Atresias; hérnias;estenoses)

Leia mais

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM. Radiografia simples e contrastada (sulfato de bário e iodinas) Endoscopia

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM. Radiografia simples e contrastada (sulfato de bário e iodinas) Endoscopia AFECÇÕES CIRÚRGICAS DO ESÔFAGO Carmen Helena de Carvalho Vasconcellos DIAGNÓSTICO DA DOENÇA ESOFÁGICA SINAIS CLÍNICOS Regurgitação Disfagia, dificuldade de preensão Ptialismo Tosse, estertores Dispnéia

Leia mais

A Gastroenterologia Visão e perspectivas atuais

A Gastroenterologia Visão e perspectivas atuais A Gastroenterologia Visão e perspectivas atuais A opção pela Gastroenterologia 23 Sociedades Federadas Regionais 54 Serviços de Gastroenterologia reconhecidos e aprovadas pelo MEC 1986 Sede do VI Congresso

Leia mais

Subespecialidade de Gastrenterologia Pediátrica conteúdo funcional, formação e titulação

Subespecialidade de Gastrenterologia Pediátrica conteúdo funcional, formação e titulação Subespecialidade de Gastrenterologia Pediátrica conteúdo funcional, formação e titulação 1. Tipo de trabalho e responsabilidades principais O Gastrenterologista Pediátrico é um médico com formação em Pediatria

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GASTROENTEROLOGIA

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GASTROENTEROLOGIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GASTROENTEROLOGIA Belo Horizonte, 25 de Junho de 2006. REGISTRO DO PROJETO PROPONENTE: INSTITUTO DE PESQUISA E ENSINO MÉDICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS. NOME: WALTER

Leia mais

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes.

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pâncreas Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pancreatite aguda Pancreatite crônica Cistos pancreáticos Câncer de Pancrêas Pancreatite aguda O pâncreas é um órgão com duas funções básicas:

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 355/2014 Informações sobre Questran Light

RESPOSTA RÁPIDA 355/2014 Informações sobre Questran Light RESPOSTA RÁPIDA 355/2014 Informações sobre Questran Light SOLICITANTE Drª. Mônika Alessandra Machado Gomes Alves, Juíza de Direito do Juizado Especial de Unaí NÚMERO DO PROCESSO 0049989-72.2014 DATA 07/06/2014

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA 2016

RESIDÊNCIA MÉDICA 2016 NOME INSCRIÇÃO SALA LUGAR DOCUMENTO DATA DE NASC ESPECIALIDADE PROVA DISSERTATIVA ESPECIALIDADES CIRÚRGICAS ASSINATURA DO CANDIDATO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Faculdade de Ciências Médicas LOTE

Leia mais

VI Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia 2012 Pólipos de Vesícula Biliar Diagnóstico e Conduta

VI Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia 2012 Pólipos de Vesícula Biliar Diagnóstico e Conduta VI Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia 2012 Pólipos de Vesícula Biliar Diagnóstico e Conduta Júlio Coelho Universidade Federal do Paraná Pólipo de Vesícula Biliar Estudos Científicos Ausência

Leia mais

da Junção Esofagogástrica

da Junção Esofagogástrica HM Cardoso Fontes Serviço o de Cirurgia Geral Sessão Clínica 15/04/04 Carcinoma da Junção Esofagogástrica strica Diego Teixeira Alves Rangel Casos do Serviço (2001 2004) Nome Idade Diagnóstico Acesso Cirurgia

Leia mais

SOCIEDADE BRASILEIRA DE COLOPROCTOLOGIA (SBCP) COMISSÃO DE ENSINO E APERFEIÇOAMENTO MÉDICO

SOCIEDADE BRASILEIRA DE COLOPROCTOLOGIA (SBCP) COMISSÃO DE ENSINO E APERFEIÇOAMENTO MÉDICO SOCIEDADE BRASILEIRA DE COLOPROCTOLOGIA (SBCP) COMISSÃO DE ENSINO E APERFEIÇOAMENTO MÉDICO PROPOSTA DE CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA ESPECIALIDADE DE COLOPROCTOLOGIA Abril de 2010 À Comissão Nacional de Residência

Leia mais

Tumor Desmoplásico de Pequenas Células Redondas: Relato de um caso.

Tumor Desmoplásico de Pequenas Células Redondas: Relato de um caso. Everton Pereira D. Lopes² Eduardo M Pracucho¹ Ricardo de Almeida Campos² Karla Thaiza Thomal¹ Celso Roberto Passeri¹ Renato Morato Zanatto¹ 1-Departamento de Cirurgia Oncológica Aparelho Digestivo Alto

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 81

PROVA ESPECÍFICA Cargo 81 11 PROVA ESPECÍFICA Cargo 81 QUESTÃO 26 Todas as estruturas descritas abaixo estão no Canal Anal, EXCETO: a) Criptas Anais. b) Linha Denteada. c) Colunas de Morgani. d) Valva inferior de Houston. QUESTÃO

Leia mais

Aparelho Gastrointestinal Dor Abdominal Aguda

Aparelho Gastrointestinal Dor Abdominal Aguda Aparelho Gastrointestinal Dor Abdominal Aguda Dor abdominal Difusa Localizada Abdome agudo Sem abdome agudo Exames específicos Tratamento específico Estabilizar paciente (vide algoritmo específico) Suspeita

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA DIA 11/04 QUINTA-FEIRA 13:00 - ABERTURA DO CONGRESSO

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA DIA 11/04 QUINTA-FEIRA 13:00 - ABERTURA DO CONGRESSO PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA DIA 11/04 QUINTA-FEIRA 13:00 - ABERTURA DO CONGRESSO 13:20 - HOMENAGEM AO CIRURGIÃO DR. ALVARO ARMANDO CARVALHO DE MORAIS (ES) 14:00 - MESA REDONDA: CIRURGIA DE ESÔFAGO E TRATAMENTO

Leia mais

I Seminário de Controvérsias rsias em Aparelho Digestivo I Encontro Norte-Nordeste Nordeste de Videocirurgia no Aparelho Digestivo

I Seminário de Controvérsias rsias em Aparelho Digestivo I Encontro Norte-Nordeste Nordeste de Videocirurgia no Aparelho Digestivo I Seminário de Controvérsias rsias em Aparelho Digestivo I Encontro Norte-Nordeste Nordeste de Videocirurgia no Aparelho Digestivo Câncer do pâncreas: tratamento paliativo Orlando Jorge Martins Torres

Leia mais

DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL. Profª. Thais de A. Almeida Aula 21/05/13

DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL. Profª. Thais de A. Almeida Aula 21/05/13 DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL Profª. Thais de A. Almeida Aula 21/05/13 Doença Inflamatória Intestinal Acometimento inflamatório crônico do TGI. Mulheres > homens. Pacientes jovens (± 20 anos). Doença

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO CIRURGIÃO TORÁCICO

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO CIRURGIÃO TORÁCICO 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO CIRURGIÃO TORÁCICO QUESTÃO 21 Paciente portador de miatenia gravis e timoma, submetido a tratamento cirúrgico. Durante o ato operatório, constatou-se que o

Leia mais

2. PRÉ- REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO:

2. PRÉ- REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO: EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO 2010 Pelo presente edital, o CBCD Colégio Brasileiro de Cirurgia

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O (A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização

Leia mais

SERVIÇO DE GASTROENTEROLOGIA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PRESIDENTE DUTRA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA

SERVIÇO DE GASTROENTEROLOGIA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PRESIDENTE DUTRA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PRESIDENTE DUTRA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA Coordenador: Arnaldo de Jesus Dominici Adalgisa de Sousa Paiva Ferreira INTRODUÇÃO A Residência Médica é uma modalidade de ensino de

Leia mais

TUMORES DA VESÍCULA E VIAS BILIARES. Dr. Francisco R. de Carvalho Neto

TUMORES DA VESÍCULA E VIAS BILIARES. Dr. Francisco R. de Carvalho Neto TUMORES DA VESÍCULA E VIAS BILIARES Dr. Francisco R. de Carvalho Neto TUMORES BENIGNOS ( classificação de Christensen & Ishate A) TUMORES BENIGNOS VERDADEIROS 1) De origem epitelial adenoma papilar ( papiloma)

Leia mais

Tumor carcinoide de duodeno: um tumor raro em local incomum. Série de casos de uma única instituição

Tumor carcinoide de duodeno: um tumor raro em local incomum. Série de casos de uma única instituição Tumor carcinoide de duodeno: um tumor raro em local incomum. Série de casos de uma única instituição Jaques Waisberg- Orientador do Programa de Pós Graduação do Instituto de Assistência Médica ao Servidor

Leia mais

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias MÓDULO I NUTRIÇÃO CLÍNICA 1-Absorção, digestão, energia, água e álcool 2-Vitaminas e minerais 3-Proteínas, lipídios, carboidratos e fibras 4-Cálculo das necessidades energéticas 5-Doenças do aparelho digestivo

Leia mais

HM Cardoso Fontes Serviço o de Cirurgia Geral Sessão Clínica

HM Cardoso Fontes Serviço o de Cirurgia Geral Sessão Clínica HM Cardoso Fontes Serviço o de Cirurgia Geral Sessão Clínica 22/07/04 Anastomoses Bilio-digestivas Intra-hep hepáticas em Tumores da Convergência Diego Teixeira Alves Rangel Tratamento Paliativo em 10

Leia mais

CURSOS PRÉ-CONGRESSO MÓDULO I - MOTILIDADE DIGESTIVA BAIXA Hotel Serra Azul, Gramado, 24 de Setembro de 2008

CURSOS PRÉ-CONGRESSO MÓDULO I - MOTILIDADE DIGESTIVA BAIXA Hotel Serra Azul, Gramado, 24 de Setembro de 2008 1 MÓDULO I - MOTILIDADE DIGESTIVA BAIXA Hotel Serra Azul, Gramado, 24 de Setembro de 2008 08:00 08:15 Etiopatogenia da Incontinência Anal 08:15 08:30 Etiopatogenia da Constipação Intestinal 08:30 08:45

Leia mais

d) Cite 3 (três) indicações para intubação traqueal em um paciente que deve ser submetido à endoscopia digestiva. (5 pontos) Resposta:

d) Cite 3 (três) indicações para intubação traqueal em um paciente que deve ser submetido à endoscopia digestiva. (5 pontos) Resposta: 1ª Questão: (25 pontos) Paciente masculino de 79 anos, hipertenso e diabético, em tratamento irregular, com DPOC descompensado e múltiplas fraturas de corpos vertebrais por osteoporose, em uso prolongado

Leia mais

Secretaria de Saúde de Pernambuco SES Segundo Processo Seletivo à Residência 2006 Especialidade com exigência de pré-requisito em Cirurgia Geral

Secretaria de Saúde de Pernambuco SES Segundo Processo Seletivo à Residência 2006 Especialidade com exigência de pré-requisito em Cirurgia Geral QUESTÃO 01 Representa contra-indicação absoluta à colonoscopia: a) Volvo de sigmóide b) Doença inflamatória intestinal c) Câncer colorretal d) Doença diverticular e) Megacólon tóxico QUESTÃO 02 São fatores

Leia mais

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias MÓDULO I NUTRIÇÃO CLÍNICA 1-Absorção, digestão, energia, água e álcool 2-Vitaminas e minerais 3-Proteínas, lipídios, carboidratos e fibras 4-Cálculo das necessidades energéticas 5-Doenças do aparelho digestivo

Leia mais

Conhecimentos em Clínica Médica.

Conhecimentos em Clínica Médica. ANEXO II PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA s com Acesso Direto Acupuntura Anestesiologia Cirurgia Geral Dermatologia Infectologia Medicina da Família e Comunidade Medicina Nuclear Neurocirurgia Neurologia Conhecimentos

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 107.02.01.01 biópsia de pele e partes moles 39.02.01.01 Biópsia

Leia mais

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GASTROENTEROLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM GASTROENTEROLOGIA. Critérios Essenciais

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GASTROENTEROLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM GASTROENTEROLOGIA. Critérios Essenciais FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GASTROENTEROLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM GASTROENTEROLOGIA Critérios Essenciais Maio de 2010 1 CRITÉRIOS ESSENCIAIS PARA UM PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM GASTROENTEROLOGIA

Leia mais

DIAGNÓSTICO MÉDICO DADOS EPIDEMIOLÓGICOS FATORES DE RISCO FATORES DE RISCO 01/05/2015

DIAGNÓSTICO MÉDICO DADOS EPIDEMIOLÓGICOS FATORES DE RISCO FATORES DE RISCO 01/05/2015 01/05/2015 CÂNCER UTERINO É o câncer que se forma no colo do útero. Nessa parte, há células que podem CÂNCER CERVICAL se modificar produzindo um câncer. Em geral, é um câncer de crescimento lento, e pode

Leia mais

_, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao (à)

_, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao (à) TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O (A) paciente, ou seu responsável _, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Projetos de pesquisa. Patologia. Epidemiologia. Trato gastrointestinal.

PALAVRAS-CHAVE Projetos de pesquisa. Patologia. Epidemiologia. Trato gastrointestinal. 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE

Leia mais

Oncologia. Oncologia. Oncologia 16/8/2011 PRINCÍPIOS DA CIRURGIA ONCOLÓGICA EM CÃES E GATOS. Patologia. Onkos tumor. Logia estudo

Oncologia. Oncologia. Oncologia 16/8/2011 PRINCÍPIOS DA CIRURGIA ONCOLÓGICA EM CÃES E GATOS. Patologia. Onkos tumor. Logia estudo PRINCÍPIOS DA CIRURGIA ONCOLÓGICA EM CÃES E GATOS Onkos tumor Logia estudo Oncologia - Estudo das neoplasias em toda sua extensão, investigando o processo patológico desordenado e incontrolável de proliferação

Leia mais

DIVERTÍCULO DIVERTÍCULO VERDADEIRO FALSO Composto por todas as camadas da parede intestinal Não possui uma das porções da parede intestinal DIVERTICULOSE OU DOENÇA DIVERTICULAR Termos empregados para

Leia mais

Portaria 024/2011. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor em 1º de agosto de 2011.

Portaria 024/2011. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor em 1º de agosto de 2011. Portaria 024/2011 Estabelece protocolos operacionais para a atividade de Regulação e Auditoria no âmbito do IPSEMG. A Presidente do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais, no

Leia mais

25/11 - SEXTA-FEIRA. Sala/Horário SALA RITZ SALA CC1 SALA CC2

25/11 - SEXTA-FEIRA. Sala/Horário SALA RITZ SALA CC1 SALA CC2 I CONGRESSO SUL-SUDESTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA ONCOLÓGICA VI JORNADA DE ONCOLOGIA DO CEPON 25 e 26 de Novembro de 2016 Centro de Convenções - Majestic Palace Hotel - Florianópolis - SC PROGRAMAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE HOSPITAL DE CLÍNICAS DIRETORIA DE ENSINO E PESQUISA Edital n 001/2014 HC - Edital n 001/2013 HT Prova Específica 10/11/2013 102 Cirurgia Geral

Leia mais

GETH REUNIÃO CIENTÍFICA. Polipose Adenomatosa Familiar (FAP) Tumor desmóide e FAP Dra.Júnea Caris de Oliveira São Paulo 08 de maio de 2015

GETH REUNIÃO CIENTÍFICA. Polipose Adenomatosa Familiar (FAP) Tumor desmóide e FAP Dra.Júnea Caris de Oliveira São Paulo 08 de maio de 2015 GETH REUNIÃO CIENTÍFICA Polipose Adenomatosa Familiar (FAP) Tumor desmóide e FAP Dra.Júnea Caris de Oliveira São Paulo 08 de maio de 2015 Caso Caso 1 Polipose Adenomatosa Familiar (FAP) A.R.P, masculino,

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O (A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização

Leia mais

Página 1 de 4. Código Especialidade Requisitos

Página 1 de 4. Código Especialidade Requisitos CONCURSO PÚBLICO 12/2014-EBSERH/HU-UFMA ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS RETIFICADO Código Especialidade Requisitos 801 Médico

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 43.02.01.01 biópsia do colo uterino 1.02.01.01 biópsia de fígado por punção

Leia mais

AFECÇÕES TORÁCICAS CIRÚRGICAS EM PEDIATRIA

AFECÇÕES TORÁCICAS CIRÚRGICAS EM PEDIATRIA AFECÇÕES TORÁCICAS CIRÚRGICAS EM PEDIATRIA Diafragma Hérnia diafragmática o Hérnia de Bochdalek o Hérnia de Morgagni o Hérnia do hiato esofágico o Hérnia traumática Eventração ou elevação Ausência congênita

Leia mais

AULAS TEÓRICAS SEMIOLOGIA MÉDICA GERAL I 5º PERÍODO 2009/2 DATA HORÁRIO ASSUNTO PROFESSORES

AULAS TEÓRICAS SEMIOLOGIA MÉDICA GERAL I 5º PERÍODO 2009/2 DATA HORÁRIO ASSUNTO PROFESSORES SEMIOLOGIA MÉDICA GERAL I 5º PERÍODO 2009/2 4 ago 11:00 ÀS 11:50 RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE E ÉTICA MÉDICA FLÁVIA MAGALHÃES 11 ago 11:00 ÀS 11:50 ANAMNESE FLÁVIA MAGALHÃES 18 ago 11:00 ÀS 11:50 SEMIOLOGIA

Leia mais

03.07.13 QUARTA- FEIRA MANHÃ

03.07.13 QUARTA- FEIRA MANHÃ 8:00-9:30 Sessão de Abertura 03.07.13 QUARTA- FEIRA MANHÃ VIAS BILIARES E PÂNCREAS 9:30-10:30 Mesa redonda Conduta no câncer do pâncreas: estado atual Moderador: Telesforo Bacchella (SP) Epidemiologia

Leia mais

12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ENDOSCOPIA

12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ENDOSCOPIA 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ENDOSCOPIA QUESTÃO 21 A Hemorragia digestiva é uma complicação da Moléstia Diverticular dos Cólons. Assim é ERRADO afirmar: a) O tratamento das enfermidades

Leia mais

Doença do Refluxo Gastroesofágico o que significa?

Doença do Refluxo Gastroesofágico o que significa? Hérnia de Hiato e Refluxo Gastroesofágico. Atualmente cresce o número de pessoas que estão apresentando sintomas relativas ao aparelho digestivo, como má digestão ou sensação de queimação no estômago entre

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE SERVIÇOS DE SAÚDE UGA II - HOSPITAL IPIRANGA

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE SERVIÇOS DE SAÚDE UGA II - HOSPITAL IPIRANGA PROCESSO SELETIVO 2016 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÃO Edital de Abertura de Inscrição e Regulamentação para Seleção de Candidatos para Especialização em Endoscopia Digestiva no Serviço de Endoscopia Gastrointestinal

Leia mais

Preparo de Exames Endoscópicos. Isabel Fonseca Santos R1 2014

Preparo de Exames Endoscópicos. Isabel Fonseca Santos R1 2014 Preparo de Exames Endoscópicos Isabel Fonseca Santos R1 2014 Etapas para a realização de exames endoscópicos: 1. Orientações no agendamento 2. Avaliação médica 3. Consentimento informado 4. Jejum 5. Preparo

Leia mais

Câncer do pâncreas. Orlando Jorge Martins Torres Professor Livre-Docente UFMA

Câncer do pâncreas. Orlando Jorge Martins Torres Professor Livre-Docente UFMA Câncer do pâncreas Orlando Jorge Martins Torres Professor Livre-Docente UFMA Diagnóstico A tomografia helicoidal com dupla fase é o melhor exame de imagem para diagnosticar e estadiar uma suspeita de carcinoma

Leia mais

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO NÚCLEO DE CONCURSOS E PROMOÇÃO DE EVENTOS NUCEPE PROCESSO SELETIVO - RESIDÊNCIA MÉDICA COLOPROCTOLOGIA FOLHA DE ANOTAÇÃO DO GABARITO - ATENÇÃO: Esta parte somente deverá ser destacada pelo fiscal da sala,

Leia mais

DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. (Defesa Profissional, II Encontro Brasileiro das Ligas Acadêmicas de Cirurgia e Contribuições sociais da Cirurgia)

DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. (Defesa Profissional, II Encontro Brasileiro das Ligas Acadêmicas de Cirurgia e Contribuições sociais da Cirurgia) MAPA AUDITORIO SANTA FELICIDADE (140 LUGARES) DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. (Defesa Profissional, II Encontro Brasileiro das Ligas Acadêmicas de Cirurgia e Contribuições sociais da Cirurgia) 8:00 Horas

Leia mais

Imagem da Semana: Tomografia Computadorizada

Imagem da Semana: Tomografia Computadorizada Imagem da Semana: Tomografia Computadorizada Imagem 1. Tomografia computadorizada do abdômen, nível andar superior, após a injeção intravenosa de meio de contraste iodado hidrossolúvel, tendo havido ingestão

Leia mais

www.bahiagastrocenter.com.br Cálculos (pedras) da Vesícula biliar Manual do paciente João Ettinger Euler Ázaro Paulo Amaral

www.bahiagastrocenter.com.br Cálculos (pedras) da Vesícula biliar Manual do paciente João Ettinger Euler Ázaro Paulo Amaral www.bahiagastrocenter.com.br Cálculos (pedras) da Vesícula biliar Manual do paciente João Ettinger Euler Ázaro Paulo Amaral Copyright Bahia Gastro Center - 2009 1 Quem pode ter pedra (cálculo) na vesícula?

Leia mais

I CURSO DE CONDUTAS MÉDICAS NAS INTERCORRÊNCIAS EM PACIENTES INTERNADOS

I CURSO DE CONDUTAS MÉDICAS NAS INTERCORRÊNCIAS EM PACIENTES INTERNADOS Emergência CT de Medicina I CURSO DE CONDUTAS MÉDICAS NAS INTERCORRÊNCIAS EM PACIENTES INTERNADOS CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CREMEC/Conselho Regional de Medicina do Ceará Câmara Técnica de Medicina Intensiva

Leia mais

TICOS NO TRAUMA ABDOMINAL: Quando e como?

TICOS NO TRAUMA ABDOMINAL: Quando e como? ANTIBIÓTICOS TICOS NO TRAUMA ABDOMINAL: Quando e como? Orlando Jorge Martins Torres Professor Livre-Docente - UFMA Trauma Principal causa de morte e incapacidade durante o período mais produtivo da vida.

Leia mais

Em resposta a Portaria n. 228/2011, no qual sou nomeado para análise e emissão de parecer, passo abaixo meu relatório para apreciação na plenária.

Em resposta a Portaria n. 228/2011, no qual sou nomeado para análise e emissão de parecer, passo abaixo meu relatório para apreciação na plenária. PROCESSO CONSULTA 00009/2011 INTERESSADO: Dr. Marcelo Luiz Feitosa Ferrari CRM/RO 1.366 ASSUNTO: Solicitação de parecer sobre repassagem de Sonda de Gastrostomia. Relatora: Cons. Inês Motta de Morais Senhor

Leia mais

Qual o tamanho da próstata?

Qual o tamanho da próstata? É o aumento benigno do volume da próstata. A próstata é uma glândula situada na parte inferior da bexiga e anterior ao reto. No seu interior passa a uretra (o canal pelo qual a urina é eliminada do corpo).

Leia mais

PROGRAMA DE ENSINO E APERFEIÇOAMENTO EM COLOPROCTOLOGIA CLINICA REIS NETO CAMPINAS SÃO PAULO

PROGRAMA DE ENSINO E APERFEIÇOAMENTO EM COLOPROCTOLOGIA CLINICA REIS NETO CAMPINAS SÃO PAULO PROGRAMA DE ENSINO E APERFEIÇOAMENTO EM COLOPROCTOLOGIA CLINICA REIS NETO CAMPINAS SÃO PAULO Objetivo Geral: Propiciar ao residente de coloproctologia os conhecimentos necessários para a compreensão, diagnósticos

Leia mais

Departamento de Diagnóstico por Imagem do I.C.A.V.C. TOMOGRAFIA EM ONCOLOGIA

Departamento de Diagnóstico por Imagem do I.C.A.V.C. TOMOGRAFIA EM ONCOLOGIA TOMOGRAFIA EM ONCOLOGIA Tomografia: diagnóstico stico, estadiamento, acompanhamento, prevenção e pesquisa clínica nica; Objetivo da aula; TC Helicoidal X Multi slice Limitações do método. *Ajustes das

Leia mais

Autópsia-Carcinoma de Reto

Autópsia-Carcinoma de Reto Autópsia-Carcinoma de Reto RESULTADO DE EXAME ANATOMOPATOLÓGICO N.º PG 163 NOME: PCQ RESID.: CIDADE: São Paulo - SP FONE: ( ) SEXO M IDADE 31 COR P PROFISSÃO: PEDIDO pelo Dr Clínica Cirúrgica TEL. ( )

Leia mais

Raniê Ralph Semiologia 2

Raniê Ralph Semiologia 2 06 de Agosto de 2007. Professor Luiz Sérgio Emery. Hemorragia Digestiva Evolução 75% cessam espontaneamente. 25% persistem ou recorrem. 10% a 30% de morte. Trata-se de uma doença grave. Epidemiologia 10%

Leia mais

A síndrome da obstrução piloroduodenal

A síndrome da obstrução piloroduodenal A síndrome da obstrução piloroduodenal QUADRO CLÍNICO Distensão e dor abdominal Náuseas Vômitos Perda do apetite Perda de peso Desidratação Oligúria Desequilíbrio hidro-eletrolítico A Estenose Piloroduodenal

Leia mais

Caso Clínico. Andrea Canelas

Caso Clínico. Andrea Canelas Caso Clínico Andrea Canelas 28-06 06-2006 Identificação Sexo: Idade: 79 anos Raça: a: Caucasiana Naturalidade: Coimbra História da doença a actual Seguida na consulta de Gastro desde Novembro de 2005:

Leia mais

Afecções Ano Retais. Disciplina de Cirurgia Proctológica. Paulo César

Afecções Ano Retais. Disciplina de Cirurgia Proctológica. Paulo César Afecções Ano Retais Disciplina de Cirurgia Proctológica Paulo César Hemorroida Hemorroida Doença hemorroidária: Ocorre quando há congestão, dilatação e aumento dos plexos cavernosos, formando grandes emaranhados

Leia mais

, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao (à) Médico (a)

, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao (à) Médico (a) TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O (A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização

Leia mais

Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto FAMERP OBSTRUÇÃO INTESTINAL. Prof. Dr. João Gomes Netinho. Disciplina de Coloproctologia

Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto FAMERP OBSTRUÇÃO INTESTINAL. Prof. Dr. João Gomes Netinho. Disciplina de Coloproctologia Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto FAMERP OBSTRUÇÃO INTESTINAL Prof. Dr. João Gomes Netinho Disciplina de Coloproctologia OBSTRUÇÃO INTESTINAL DEFINIÇÃO Parada de progressão do conteúdo intestinal

Leia mais