Relatório de Benchmarking 3G - Dados. Belo Horizonte

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório de Benchmarking 3G - Dados. Belo Horizonte"

Transcrição

1 Relatório de Benchmarking 3G - Dados Data: 10/11/2008

2 Sumário 1 - INTRODUÇÃO RESUMO EXECUTIVO Ranking Geral Estatísticas de Chamadas Estatísticas de Latência Estatísticas de Throughput CONFIGURAÇÃO Equipamento Configurações para Chamadas Timeouts Utilizados INFORMAÇÕES GERAIS DO RELATÓRIO Resumo das Informações Controle de Alterações COMPARAÇÕES DAS ESTATÍSTICAS DO SERVIÇO DE DADOS RSCP Ec/Io HS-DSCH BLER PDP Context Activation Ping FTP Download FTP Upload HTTP CÁLCULO DO RANKING Descrição do Critério de Classificação Determinando o Vencedor PLOTS

3 1 - Introdução Foi realizado no dia 01 de novembro de 2008 o drive test de benchmarking para avaliação e comparação das redes de dados 3G WCDMA / HSDPA das operadoras 1, 2, 3 e 4 na cidade de Belo Horizonte. As redes testadas foram: Operadora 1: WCDMA / HSDPA 850MHz Operadora 2: WCDMA / HSDPA 2100MHz Operadora 3: WCDMA / HSDPA 2100MHz Operadora 4: WCDMA / HSDPA 850MHz Para realizar uma comparação das redes serão apresentadas as estatísticas dos seguintes parâmetros: Estatísticas de Chamadas RSCP Ec/Io HS-DSCH BLER PDP Context Activation Latência) Ping RTT) FTP Download Latência e Throughput) FTP Upload Latência e Throughput) HTTP Latência e Throughput) SMTP) Latência e Throughput) POP3) Latência e Throughput) 3

4 2 - Resumo Executivo Os procedimentos detalhados, resultados, gráficos e plots serão apresentados nos itens a seguir, enquanto um resumo com os resultados principais das redes pode ser encontrado abaixo Ranking Geral Tabela 1: Ranking Geral Ranking Geral PDP Context Activation Ping RTT) FTP Download FTP Upload HTTP Send SMTP) Receive POP3) Nota Total Ranking Estatísticas de Chamadas PDP Context Activation Ping RTT) FTP Download FTP Upload HTTP Send SMTP) Receive POP3) Tabela 2: Estatísticas de Chamadas Estatísticas de Chamadas Tentativas Finalizações % Sucesso % % % 99.01% Tentativas Finalizações % Sucesso 90.54% 94.95% 96.65% 98.34% Tentativas Finalizações % Sucesso 17.65% % 95.83% % Tentativas Finalizações % Sucesso % % % % Tentativas Finalizações % Sucesso 35.29% 0.00% % 76.32% Tentativas Finalizações % Sucesso 94.12% % % 97.37% Tentativas Finalizações % Sucesso 94.12% % % 97.37% 4

5 2.3 - Estatísticas de Latência PDP Context Activation Ping RTT) FTP Download FTP Upload HTTP Send SMTP) Receive POP3) Tabela 3: Estatísticas de Latência Estatísticas de Latência Média s) Desvio padrão s) Mínimo s) Máximo s) Média ms) Desvio padrão ms) Mínimo ms) Máximo ms) Média s) Desvio padrão s) Mínimo s) Máximo s) Média s) Desvio padrão s) Mínimo s) Máximo s) Média s) Desvio padrão s) Mínimo s) Máximo s) Média Geral s) Média Mínimo) s) Média Máximo) s) Média Geral s) Média Mínimo) s) Média Máximo) s) Estatísticas de Throughput FTP Download FTP Upload HTTP Send SMTP) Receive POP3) Tabela 4: Estatísticas de Throughput Estatísticas de Throughput Média kbps) Desvio padrão kbps) Mínimo kbps) Máximo kbps) Média kbps) Desvio padrão kbps) Mínimo kbps) Máximo kbps) Média kbps) Desvio padrão kbps) Mínimo kbps) Máximo kbps) Média Geral kbps) Média Mínimo) kbps) Média Máximo) kbps) Média Geral kbps) Média Mínimo) kbps) Média Máximo) kbps)

6 3 - Configuração Equipamento O equipamento utilizado para realizar os testes e análises compreende: 1) 1 USIM de cada operadora 2) 2 telefones LG TU MHz) e 2 telefones Samsung U MHz) 3) Equipamento OPTis de benchmarking da WirelessLogix 4) 1 GPS da WirelessLogix 5) 1 Laptop com os softwares OPTis-M versão e XCAP-M versão da WirelessLogix Configurações para Chamadas 1) Ping 10 pacotes de 32 Bytes) 2) FTP Download Arquivo de 10MB) 3) FTP Upload Arquivo de 2MB) 4) HTTP 5) Send SMTP) e Receive POP3) Arquivo anexado de 15kB) Foi estabelecido um tempo máximo de 30 segundos para se conectar à rede de dados Timeouts Utilizados Tabela 5: Timeouts Utilizados Timeouts Utilizados Ping RTT) 10s FTP Download 400s FTP Upload 400s HTTP 20s SMTP e POP3) 60s 6

7 4 - Informações Gerais do Relatório Resumo das Informações Relatório de Benchmarking 3G - Dados - Revisão A Data: 10/11/2008 Localidade: Relatório executado por: Daniel Santos - Responsável pelo drive test: Daniel Santos Controle de Alterações Revisão Motivo Data A Emissão de Documento 10/11/2008 B C D 7

8 5 - Comparações das Estatísticas do Serviço de Dados RSCP Tabela 6: RSCP Dominant RSCP RSCP dbm) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) RSCP >= <= RSCP < <= RSCP < <= RSCP < <= RSCP < RSCP < Gráfico 1: Histograma do RSCP Dominant RSCP % Ocorrências % Acumulativa 0.00 >= a a a a -115 < -115 RSCP dbm) % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa 0.00 Tabela 7: Resumo do RSCP Média dbm) Desvio padrão dbm) Mínimo dbm) Máximo dbm)

9 5.2 - Ec/Io Tabela 8: Ec/Io Dominant Ec/Io Ec/Io db) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) Ec/Io >= <= Ec/Io < <= Ec/Io < <= Ec/Io < <= Ec/Io < Ec/Io < Gráfico 2: Histograma do Ec/Io Dominant Ec/Io % Ocorrências % Acumulativa 0.00 >= -3-3 a -6-6 a -9-9 a a -15 < -15 Ec/Io db) % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa 0.00 Tabela 9: Resumo do Ec/Io Média db) Desvio padrão db) Mínimo db) Máximo db)

10 5.3 - HS-DSCH BLER Tabela 10: HS-DSCH BLER HS-DSCH BLER BLER %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) 0 <= BLER < <= BLER < <= BLER < <= BLER < <= BLER < <= BLER <= Gráfico 3: HS-DSCH BLER HS-DSCH BLER % Ocorrências % Acumulativa a 2 2 a 5 5 a a a a 100 BLER %) % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa 0.00 Tabela 11: HS-DSCH BLER Média %) Desvio padrão %) Mínimo %) Máximo %)

11 5.4 - PDP Context Activation Tabela 12: Estatísticas do PDP Context Activation PDP Context Activation Tentativas Finalizações % Sucesso % % % 99.01% Tabela 13: Latência do PDP Context Activation Latência do PDP Context Activation Latência s) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) 0 <= PDP Time < <= PDP Time < <= PDP Time < <= PDP Time < <= PDP Time < PDP Time >= Gráfico 4: Latência do PDP Context Activation Latência do PDP Context Activation % Ocorrências % Acumulativa a a 1 1 a a 2 2 a 2.5 >= 2.5 Latência s) % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa 0.00 Tabela 14: Latência do PDP Context Activation Média s) Desvio padrão s) Mínimo s) Máximo s)

12 5.5 - Ping Tabela 15: Estatísticas do Ping Ping Tentativas Finalizações % Sucesso 90.54% 94.95% 96.65% 98.34% Tabela 16: Ping RTT) Ping RTT) RTT ms) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) 0 <= RTT < <= RTT < <= RTT < <= RTT < <= RTT < RTT >= Gráfico 5: Ping RTT) Ping RTT) % Ocorrências % Acumulativa a a a a a 500 >= 500 RTT ms) % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa 0.00 Tabela 17: Ping RTT) Média ms) Desvio padrão ms) Mínimo ms) Máximo ms)

13 5.6 - FTP Download Tabela 18: Estatísticas do FTP Download FTP Download Tentativas Finalizações % Sucesso 17.65% % 95.83% % Tabela 19: Latência do FTP Download Latência do FTP Download Latência s) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) 0 <= Latência < <= Latência < <= Latência < <= Latência < <= Latência < <= Latência < Gráfico 6: Latência do FTP Download Latência do FTP Download % Ocorrências % Acumulativa a a a a a a 400 Latência s) % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa 0.00 Tabela 20: Latência do FTP Download Média s) Desvio padrão s) Mínimo s) Máximo s)

14 Tabela 21: FTP Download App Throughput FTP Download App Throughput Throughput kbps) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) Tput >= <= Tput < <= Tput < <= Tput < <= Tput < Tput < Gráfico 7: FTP Download App Throughput FTP Download App Throughput % Ocorrências % Acumulativa 0.00 >= a a a a 256 < 128 Throughput kbps) % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa 0.00 Tabela 22: FTP Download App Throughput Média kbps) Desvio padrão kbps) Mínimo kbps) Máximo kbps)

15 5.7 - FTP Upload Tabela 23: Estatísticas do FTP Upload FTP Upload Tentativas Finalizações % Sucesso % % % % Tabela 24: Latência do FTP Úpload Latência do FTP Upload Latência s) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) 0 <= Latência < <= Latência < <= Latência < <= Latência < <= Latência < <= Latência < Gráfico 8: Latência do FTP Upload Latência do FTP Upload % Ocorrências % Acumulativa a a a a a a 400 Latência s) % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa 0.00 Tabela 25: Latência do FTP Upload Média s) Desvio padrão s) Mínimo s) Máximo s)

16 Tabela 26: FTP Upload App Throughput FTP Upload App Throughput Throughput kbps) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) 320 <= Tput <= <= Tput < <= Tput < <= Tput < <= Tput < Tput < Gráfico 9: FTP Upload App Throughput FTP Upload App Throughput % Ocorrências % Acumulativa a a a a a 64 < 32 Throughput kbps) % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa 0.00 Tabela 27: FTP Upload App Throughput Média kbps) Desvio padrão kbps) Mínimo kbps) Máximo kbps)

17 5.8 - HTTP Tabela 28: Estatísticas do HTTP HTTP Tentativas Finalizações % Sucesso 35.29% 0.00% % 76.32% Tabela 29: Latência do HTTP Latência do HTTP Latência s) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) 0 <= Latência < <= Latência < <= Latência < <= Latência < <= Latência < <= Latência <= Gráfico 10: Latência do HTTP Latência do HTTP % Ocorrências % Acumulativa a 2 2 a 4 4 a 6 6 a 8 8 a a 20 Latência s) % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa 0.00 Tabela 30: Latência do HTTP Média s) Desvio padrão s) Mínimo s) Máximo s)

18 Tabela 31: HTTP App Throughput HTTP App Throughput Throughput kbps) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) PDF %) CDF %) Tput >= <= Tput < <= Tput < <= Tput < <= Tput < Tput < Gráfico 11: HTTP App Throughput HTTP App Throughput % Ocorrências % Acumulativa 0.00 >= a a a a 64 < 32 Throughput kbps) % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Ocorrências % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa % Acumulativa 0.00 Tabela 32: HTTP App Throughput Média kbps) Desvio padrão kbps) Mínimo kbps) Máximo kbps)

19 Tabela 33: Estatísticas do Send SMTP) Send SMTP) Tentativas Finalizações % Sucesso 94.12% % % 97.37% Latência s) Média Geral s) Média Mínimo) s) Média Máximo) s) Throughput kbps) Média Geral kbps) Média Mínimo) kbps) Média Máximo) kbps) Tabela 34: Estatísticas do Receive POP3) Receive POP3) Tentativas Finalizações % Sucesso 94.12% % % 97.37% Latência s) Média Geral s) Média Mínimo) s) Média Máximo) s) Throughput kbps) Média Geral kbps) Média Mínimo) kbps) Média Máximo) kbps) Para as chamadas de o valor Média Mínimo) se refere ao valor médio da chamada de de menor duração tabela de latência) ou de menor throughput tabela de throughput). O valor Média Máximo) se refere ao valor médio da chamada de de maior duração tabela de latência) ou de maior throughput tabela de throughput). O valor Média Geral se refere ao valor médio de todas as chamadas de . 19

20 6 - Cálculo do Ranking Descrição do Critério de Classificação Com o intuito de comparar as redes avaliadas, determina-se a nota de cada rede, através da análise dos seguintes parâmetros e pesos: PDP Context Activation Peso 10% Ping Peso 10% FTP Download Peso 40% FTP Upload Peso 20% HTTP Peso 10% Send SMTP) Peso 5% Receive POP3) Peso 5% A fórmula abaixo será utilizada para interpolar o valor de cada critério com seu peso e valores de referência: pior caso x) R = W pior caso melhor caso) na qual: R = pontuação de cada parâmetro; x = valor obtido em cada parâmetro; W = peso associado. Atingindo o valor do pior caso, o critério é automaticamente zerado. Os valores de referência utilizados encontram-se na tabela abaixo: Tabela 35: Parâmetros para o Cálculo do Ranking Parâmetros para o Cálculo do Ranking Pior Caso Melhor Caso Peso %) PDP Context Activation s) Ping RTT) ms) FTP Download s) FTP Upload s) HTTP s) Send SMTP) s) Receive POP3) s) Posteriormente a nota de cada parâmetro será ponderada pela taxa de sucesso obtida em cada teste. 20

21 6.2 - Determinando o Vencedor As notas a seguir foram obtidas aplicando-se a fórmula citada para cada parâmetro de cada operadora. Ainda não foi utilizada a ponderação pela taxa de sucesso. Tabela 36: Notas Obtidas Notas Obtidas PDP Context Activation Ping RTT) FTP Download FTP Upload HTTP Send SMTP) Receive POP3) Aplicando-se a ponderação pela taxa de sucesso e somando-se as notas de cada critério obtém-se a nota total. Tabela 37: Notas Ponderadas Pela Taxa de Sucesso Notas Ponderadas Pela Taxa de Sucesso PDP Context Activation Ping RTT) FTP Download FTP Upload HTTP Send SMTP) Receive POP3) Nota Total Ranking Gráfico 12: Ranking Operadora 4 Operadora 3 Operadora 2 PDP Context Activation Ping RTT) FTP Download FTP Upload HTTP Send SMTP) Receive POP3) Operadora

22 7 - Plots Para uma análise mais detalhada serão apresentados os seguintes plots para cada operadora: RSCP Ec/Io HS-DSCH BLER Throughput de Aplicação no FTP Download Throughput de Aplicação no FTP Upload Throughput de Aplicação no HTTP 22

23 Operadora 1 RSCP RSCP dbm) >= ) -85 a ) -95 a ) -105 a ) -115 a ) < )

24 Operadora 1 Ec/Io Ec/Io db) >= ) -6 a ) -9 a ) -12 a ) -15 a ) < )

25 Operadora 1 HS-DSCH BLER BLER %) 0 a ) 2 a 5 374) 5 a ) 10 a ) 20 a ) 50 a )

26 Operadora 1 Throughput de Aplicação no FTP Download FTP Download Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) TimeOut 14) Traffic Fail 0) Throughput kbps) >= ) 1024 a ) 512 a ) 256 a ) 128 a ) 0 a )

27 Operadora 1 Throughput de Aplicação no FTP Upload FTP Upload Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) Timeout 0) Traffic Fail 0) Throughput kbps) 320 a ) 256 a ) 128 a ) 64 a ) 32 a ) 0 a )

28 Operadora 1 Throughput de Aplicação no HTTP HTTP Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) Timeout 0) Traffic Fail 11) Throughput kbps) >= 320 0) 256 a 320 0) 128 a 256 0) 64 a 128 5) 32 a 64 1) 0 a 32 15)

29 Operadora 2 RSCP RSCP dbm) >= ) -85 a ) -95 a ) -105 a ) -115 a ) < )

30 Operadora 2 Ec/Io Ec/Io db) >= ) -6 a ) -9 a ) -12 a ) -15 a ) < )

31 Operadora 2 HS-DSCH BLER BLER %) 0 a ) 2 a 5 274) 5 a ) 10 a ) 20 a ) 50 a )

32 Operadora 2 Throughput de Aplicação no FTP Download FTP Download Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) TimeOut 0) Traffic Fail 0) Throughput kbps) >= ) 1024 a ) 512 a ) 256 a ) 128 a ) 0 a )

33 Operadora 2 Throughput de Aplicação no FTP Upload FTP Upload Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) Timeout 0) Traffic Fail 0) Throughput kbps) 320 a 384 0) 256 a 320 5) 128 a ) 64 a ) 32 a 64 62) 0 a )

34 Operadora 2 Throughput de Aplicação no HTTP HTTP Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) Timeout 0) Traffic Fail 17) Throughput kbps) >= 320 0) 256 a 320 0) 128 a 256 0) 64 a 128 0) 32 a 64 0) 0 a 32 0)

35 Operadora 3 RSCP RSCP dbm) >= ) -85 a ) -95 a ) -105 a ) -115 a ) < )

36 Operadora 3 Ec/Io Ec/Io db) >= ) -6 a ) -9 a ) -12 a ) -15 a ) < )

37 Operadora 3 HS-DSCH BLER BLER %) 0 a ) 2 a 5 972) 5 a ) 10 a ) 20 a ) 50 a )

38 Operadora 3 Throughput de Aplicação no FTP Download FTP Download Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) TimeOut 1) Traffic Fail 0) Throughput kbps) >= ) 1024 a ) 512 a ) 256 a ) 128 a ) 0 a )

39 Operadora 3 Throughput de Aplicação no FTP Upload FTP Upload Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) Timeout 0) Traffic Fail 0) Throughput kbps) 320 a 384 1) 256 a 320 2) 128 a ) 64 a ) 32 a 64 32) 0 a )

40 Operadora 3 Throughput de Aplicação no HTTP HTTP Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) Timeout 0) Traffic Fail 0) Throughput kbps) >= 320 0) 256 a 320 0) 128 a 256 0) 64 a ) 32 a 64 11) 0 a 32 28)

41 Operadora 4 RSCP RSCP dbm) >= ) -85 a ) -95 a ) -105 a ) -115 a ) < )

42 Operadora 4 Ec/Io Ec/Io db) >= ) -6 a ) -9 a ) -12 a ) -15 a ) < )

43 Operadora 4 HS-DSCH BLER BLER %) 0 a 2 661) 2 a 5 155) 5 a ) 10 a ) 20 a ) 50 a )

44 Operadora 4 Throughput de Aplicação no FTP Download FTP Download Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) TimeOut 0) Traffic Fail 0) Throughput kbps) >= ) 1024 a ) 512 a ) 256 a ) 128 a ) 0 a )

45 Operadora 4 Throughput de Aplicação no FTP Upload FTP Upload Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) Timeout 0) Traffic Fail 0) Throughput kbps) 320 a ) 256 a ) 128 a ) 64 a ) 32 a 64 71) 0 a )

46 Operadora 4 Throughput de Aplicação no HTTP HTTP Eventos Drop 0) Pending 0) Setup Fail 0) Timeout 0) Traffic Fail 9) Throughput kbps) >= 320 0) 256 a 320 0) 128 a 256 0) 64 a ) 32 a 64 17) 0 a 32 33)

Estatísticas de Qualidade de Acesso Internet no Brasil para Usuários Finais. NIC.br

Estatísticas de Qualidade de Acesso Internet no Brasil para Usuários Finais. NIC.br Estatísticas de Qualidade de Acesso Internet no Brasil para Usuários Finais NIC.br SIMET - Introdução SIMET Sistema de Medição de Tráfego IP de Última Milha http://simet.nic.br Projeto que provê recursos

Leia mais

3 Qualidade de serviço na Internet

3 Qualidade de serviço na Internet 3 Qualidade de serviço na Internet 25 3 Qualidade de serviço na Internet Além do aumento do tráfego gerado nos ambientes corporativos e na Internet, está havendo uma mudança nas características das aplicações

Leia mais

BlackBerry 8520 (Curve) GSM GPRS EDGE (850/900/1800/1900 MHZ)

BlackBerry 8520 (Curve) GSM GPRS EDGE (850/900/1800/1900 MHZ) Última versão de software homologada pela VIVO: 5.0.0.592 DESTAQUES DO APARELHO Câmera digital integrada (2.0M Pixel) zoom 5 vezes; Smartphone com sistema operacional RIM OS Java based 4.6.1; WIFI (WLAN

Leia mais

Aparelhos. Portfólio Outubro 2010 Diretoria de Negócios Empresas Data: 7/10/2010

Aparelhos. Portfólio Outubro 2010 Diretoria de Negócios Empresas Data: 7/10/2010 Aparelhos Portfólio Outubro 2010 Diretoria de Negócios Empresas Data: 7/10/2010 As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso interno. Propriedade da Vivo. Informações importantes

Leia mais

DIVISÃO DE MANUTENCAO DEPARTAMENTO DE MANUTENCAO DE SISTEMAS DIGITAIS. Especificações Técnicas. Rádios Banda Larga 5.8GHz e Antenas ETD- 00.

DIVISÃO DE MANUTENCAO DEPARTAMENTO DE MANUTENCAO DE SISTEMAS DIGITAIS. Especificações Técnicas. Rádios Banda Larga 5.8GHz e Antenas ETD- 00. COMPANHIA ESTADUAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA DIVISÃO DE MANUTENCAO DEPARTAMENTO DE MANUTENCAO DE SISTEMAS DIGITAIS Especificações Técnicas Rádios Banda Larga 5.8GHz e Antenas ETD- 00.058 Cod.

Leia mais

Desempenho de Redes Móveis M 3.5G

Desempenho de Redes Móveis M 3.5G 1 Desempenho de Redes Móveis M 3.5G André Afonso Dias, Ricardo Franco Nuno Cota, António Rodrigues 1.º Seminário do Comité Português da URSI Radiocomunicações Novos paradigmas e impacto na saúde Lisboa,

Leia mais

Aula 1 Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama

Aula 1 Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama Aula 1 Fundamentos Prof. Dr. S. Motoyama 1 O que é uma Rede de Computadores? Vários tipos de redes: Redes Telefônicas Redes de Satélites Redes Celulares Redes de TV a cabo Internet e intranets Rede Privada

Leia mais

Redes e Serviços Móveis GSM / UMTS Avaliação da QoS na perspectiva do utilizador

Redes e Serviços Móveis GSM / UMTS Avaliação da QoS na perspectiva do utilizador Redes e Serviços Móveis GSM / UMTS Avaliação da QoS na perspectiva do utilizador Conferência IEEE (IST) António Vassalo (Direcção de Fiscalização) 28 de Maio 2010 QoS GSM / UMTS Sumário 1. Preâmbulo 2.

Leia mais

SIMET Sistema de Medições de Tráfego IP. Fabrício Tamusiunas NIC.BR Milton Kaoru Kashiwakura NIC.BR

SIMET Sistema de Medições de Tráfego IP. Fabrício Tamusiunas NIC.BR Milton Kaoru Kashiwakura NIC.BR SIMET Sistema de Medições de Tráfego IP Fabrício Tamusiunas NIC.BR Milton Kaoru Kashiwakura NIC.BR Questões sobre conectividade Internet O que você realmente sabe sobre sua conectividade com o resto da

Leia mais

Zone 3,5G Nokia N95. INCLUI Auricular Cabo de dados USB. Bluetooth Leitor MP3. Código: Zone 3,5G Nokia N95

Zone 3,5G Nokia N95. INCLUI Auricular Cabo de dados USB. Bluetooth Leitor MP3. Código: Zone 3,5G Nokia N95 Zone 3,5G Nokia N95 Código: Zone 3,5G Nokia N95 Dimensões (mm) 99 x53 x 21 Peso telemóvel+bateria (g) 120 Autonomia em Conversação (hrs) 2h40m Autonomia em Espera (hrs) 200 Ecrã a cores (nº cores) 16.000.000

Leia mais

Data de entrega: 07.abr.2015 Entregar exercício impresso Será descontado 2 pontos para cada dia de atraso

Data de entrega: 07.abr.2015 Entregar exercício impresso Será descontado 2 pontos para cada dia de atraso FACULDADE PITÁGORAS Curso Superior em Tecnologia: Redes de Computadores DESEMPENHO DE REDES Prof. Ulisses Cotta Cavalca EXERCÍCIOS Métricas e variáveis de redes Data de entrega:

Leia mais

Camada Transporte Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama

Camada Transporte Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama Camada Transporte Parte 2 Prof. Dr. S. Motoyama 1 Algoritmo de Janela Deslizante em TCP O TCP clássico emprega um protocolo de janela deslizante com confirmação positiva e sem repetição seletiva. O TCP

Leia mais

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento)

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) Disciplina: Gerência de Redes Professor: Jéferson Mendonça de Limas 5º Semestre AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) 2014/1 Agenda de Hoje Evolução da Gerência

Leia mais

PRTG Uma ferramenta de apoio ao Administrador de Redes

PRTG Uma ferramenta de apoio ao Administrador de Redes PRTG Uma ferramenta de apoio ao Administrador de Redes Éverton Perleberg 1, André Moraes 1 1 Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas (FATECPEL) Rua Gonçalves

Leia mais

Nokia 7230 GSM GPRS EDGE (850/900/1800/1900 MHz) WCDMA (850/1900/2100MHZ)

Nokia 7230 GSM GPRS EDGE (850/900/1800/1900 MHz) WCDMA (850/1900/2100MHZ) Última versão de software homologada pela VIVO: V10.81 DESTAQUES DO APARELHO Bluetooth para conectividade sem fio; Câmera digital integrada (3.2M Pixel) com captura de vídeo (zoom 4 vezes); Display colorido

Leia mais

Requisitos de Hardware e Software Engeman. Versão 2014/10

Requisitos de Hardware e Software Engeman. Versão 2014/10 Requisitos de Hardware e Software Engeman Versão 2014/10 Requisitos de Software e Hardware para Funcionamento da Solução Engeman Este descritivo tem como objetivo especificar os requisitos de software

Leia mais

Requisitos de Hardware e Software Engeman. Versão 2015/01

Requisitos de Hardware e Software Engeman. Versão 2015/01 Requisitos de Hardware e Software Engeman Versão 2015/01 Requisitos de Software e Hardware para Funcionamento da Solução Engeman Este descritivo tem como objetivo especificar os requisitos de software

Leia mais

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br ADMINISTRAÇÃO TCP/IP. Fernando Albuquerque 061-2733589 fernando@cic.unb.br

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br ADMINISTRAÇÃO TCP/IP. Fernando Albuquerque 061-2733589 fernando@cic.unb.br ADMINISTRAÇÃO TCP/IP Fernando Albuquerque 061-2733589 fernando@cic.unb.br Protocolos TCP/IP - Tópicos Introdução IP Endereçamento Roteamento UDP, TCP Telnet, FTP Correio DNS Web Firewalls Protocolos TCP/IP

Leia mais

Gestão Pessoal. Relatório Único. Manual preparação do software para o relatório único

Gestão Pessoal. Relatório Único. Manual preparação do software para o relatório único Gestão Pessoal Relatório Único Manual preparação do software para o relatório único Wincode, 30 Março de 2011 Introdução Este manual tem como principal objectivo ajudar o utilizador a preparar o software

Leia mais

Administração de Redes Redes e Sub-redes

Administração de Redes Redes e Sub-redes 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA Administração de Redes Redes e Sub-redes Prof.

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Menu Configurações - Multi-Empresa Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Cadastrar Empresas... 3 3.2 Agendar Sincronização... 3 4 FUNCIONALIDADES...

Leia mais

Nokia E5 (E5-00) GSM GPRS EDGE (850/900/1800/1900 MHZ) WCDMA HSDPA 10.2 / HSUPA 2.0 (850/1900/2100) GPS

Nokia E5 (E5-00) GSM GPRS EDGE (850/900/1800/1900 MHZ) WCDMA HSDPA 10.2 / HSUPA 2.0 (850/1900/2100) GPS Última versão de software homologada pela VIVO: 042.010 DESTAQUES DO APARELHO Nome Comercial: Nokia E5 (Número do Modelo: E5-00) Smartphone com sistema operacional: Symbian OS v9.3 e plataforma: S60 v3.2;

Leia mais

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONE: (11) 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONE: (11) 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONE: (11) 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 1 SISTEMA HCS 2005 PROTOCOLO DE COMUNICAÇÃO (Baseado no Guarita Vr5.0x Última modificação:

Leia mais

Comunicação Inter-Processos. Prof. Adriano Fiorese. Conceitos Iniciais

Comunicação Inter-Processos. Prof. Adriano Fiorese. Conceitos Iniciais Comunicação Inter-Processos Conceitos Iniciais 1 Características para Comunicação Inter-Processos. Passagem de Mensagem pode ser suportada por duas operações de comunicação (send e receive). A comunicação

Leia mais

Conhecendo o seu E173

Conhecendo o seu E173 Obrigado por escolher o Modem USB Huawei E173 (aqui denominado E173). Com o E173, você pode acessar a Internet por meio da rede sem fio em alta velocidade. Observação: Este manual fornece os atributos

Leia mais

BYUPDATE. Linux: http://updates.bysoft.com.br/utilitarios/migracao%20firebird%202.0/linux/

BYUPDATE. Linux: http://updates.bysoft.com.br/utilitarios/migracao%20firebird%202.0/linux/ BYUPDATE OBSERVAÇÃO: O aplicativo só pode ser utilizado a partir da versão 2.0 do firebird. Vide roteiro de atualização do Firebird nos links: Linux: http://updates.bysoft.com.br/utilitarios/migracao%20firebird%202.0/linux/

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

Personata Recorder. Manual de Instalação e Configuração

Personata Recorder. Manual de Instalação e Configuração Personata Recorder Manual de Instalação e Configuração Julho / 2013 1 Índice 1- Pré-requisitos......3 2 Verificação do Hardware......3 3 Instalação......5 4 Configuração Inicial......8 4.1 Localização......8

Leia mais

Questões de Concursos Tudo para você conquistar o seu cargo público

Questões de Concursos Tudo para você conquistar o seu cargo público Informática- Leandro Rangel, Analista Financeiro Contábil da AGU e professor do QConcursos.com 1- Q236949 CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Em ambiente gráfico KDE, as diversas distribuições

Leia mais

Server Ferramentas do desenvolvedor Ferramenta de migração Necessidades dos Desenvolvedores A Ferramenta de Migração IceWarp Server permite migrar todos os seus domínios, usuários e mensagens de e-mail

Leia mais

3 Testes de Desempenho do Protocolo SIP para Chamadas de Voz sobre IP

3 Testes de Desempenho do Protocolo SIP para Chamadas de Voz sobre IP 3 Testes de Desempenho do Protocolo SIP para Chamadas de Voz sobre IP 3.1. Introdução Conforme apresentado no capítulo um, a utilização de serviços baseados em voz sobre IP (VoIP) precisa atender as expectativas

Leia mais

Através deste documento, buscamos sanar dúvidas com relação aos tipos de acessos disponíveis a partir desta alteração.

Através deste documento, buscamos sanar dúvidas com relação aos tipos de acessos disponíveis a partir desta alteração. COMUNICADO A Courart Informática, visando à satisfação de seus clientes, efetuou a contratação de um novo servidor junto à Locaweb, onde está alocado o sistema TransControl IV com todos os seus componentes.

Leia mais

www.leitejunior.com.br 18/05/2010 00:11 Leite Júnior CEF NACIONAL NÍVEL MÉDIO 16/05/2010

www.leitejunior.com.br 18/05/2010 00:11 Leite Júnior CEF NACIONAL NÍVEL MÉDIO 16/05/2010 CEF NACIONAL NÍVEL MÉDIO 16/05/2010 CONCURSO: CEF CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CARGO: TÉCNICO BANCÁRIO NOVO CARREIRA ADMINISTRATIVA CADERNO HOTEL DATA: 16/05/2010 QUESTÃO 50 A respeito dos modos de utilização

Leia mais

Nokia C2 (C2-01) GSM GPRS EDGE (850/900/1800/1900 MHZ) WCDMA (850/1900/2100)

Nokia C2 (C2-01) GSM GPRS EDGE (850/900/1800/1900 MHZ) WCDMA (850/1900/2100) Última versão de software homologada pela VIVO: 10.50 DESTAQUES DO APARELHO Nome Comercial: Nokia C2 (Número do Modelo: C2-01) Tecnologia Bluetooth 2.1 + EDR estéreo; Display LCD de 2.0 polegadas com 262

Leia mais

Para que seja instalado o Bematef Total, é necessário que o computador onde seja efetuada a instalação

Para que seja instalado o Bematef Total, é necessário que o computador onde seja efetuada a instalação Rafael Ferreira Rodrigues REVISADO POR: Raquel Marques APROVADO POR: Renato Reguera dos Santos 1 - Objetivo Descrever o processo de instalação do Bematef Total. 2 - Campos de Aplicação É aplicável a área

Leia mais

USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP

USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP SMTP "Protocolo de transferência de correio simples (ou em inglês Simple Mail Transfer Protocol ) é o protocolo padrão para envio de e- mails através da

Leia mais

Modelos. Agronave 30. Agronave 31. Agronave 32. O software de salvamento de área pode ser instalado em qualquer Agronave de tela colorida.

Modelos. Agronave 30. Agronave 31. Agronave 32. O software de salvamento de área pode ser instalado em qualquer Agronave de tela colorida. Salvamento de Área Modelos O software de salvamento de área pode ser instalado em qualquer Agronave de tela colorida. Agronave 30 GPS Agronave 31 GPS Controle de Seção Agronave 32 GPS Controle de Seção

Leia mais

Controle de Congestionamento em TCP Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama

Controle de Congestionamento em TCP Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama Controle de Congestionamento em TCP Parte 2 Prof. Dr. S. Motoyama 1 Controle de Congestionamento em TCP Princípios de controle de congestionamento Saber que congestionamento está ocorrendo Adaptar para

Leia mais

Book de Aparelhos - Portfólio Fevereiro 2015. Aparelhos Foco PJ

Book de Aparelhos - Portfólio Fevereiro 2015. Aparelhos Foco PJ Aparelhos Foco PJ Smartphones/Smartlites SmartPhones + Aparelho Foco Alcatel OT3075 GSM GPRS / EDGE (850/900/1800/1900 MHZ) WCDMA (850 / 2100 MHZ) Display de 2.0 com 262k cores Camera 2MP com zoom e gravação

Leia mais

Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama

Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama Fundamentos Prof. Dr. S. Motoyama 1 Tipos de Comunicação - Difusão: Rádio e TV - Pessoa-a-Pessoa: Telefonia - Máquina-a-Máquina: Computadores Difusão: Rádio e TV Receptor Receptor Receptor Transmissor

Leia mais

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com Servidor IIS Servidor IIS IIS Serviço de informação de Internet; É um servidor que permite hospedar um ou vários sites web no mesmo computador e cria uma distribuição de arquivos utilizando o protocolo

Leia mais

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Tema da Aula: Controle de Congestionamento

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Tema da Aula: Controle de Congestionamento Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Tema da Aula: Controle de Congestionamento Professor Rene - UNIP 1 Revisão... Segmento A unidade de dados trocada entre as entidades de transporte é denominada

Leia mais

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1 Segurança na Web Capítulo 6: Firewall Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW Page 1 Introdução Qual a função básica de um firewall? Page 2 Introdução Qual a função básica de um firewall? Bloquear

Leia mais

SIM0101 - Simulação de Eventos Discretos Semana 2-3

SIM0101 - Simulação de Eventos Discretos Semana 2-3 SIM0101 - Simulação de Eventos Discretos Semana 2-3 Introdução à modelagem e simulação com Arena Ricardo Lüders UTFPR Sumário Terminologia 1 Terminologia 2 3 4 Elementos básicos da simulação Variáveis

Leia mais

4.1.10. Os equipamentos multifuncionais devem possuir digitalizador (scanner) com as seguintes características mínimas:

4.1.10. Os equipamentos multifuncionais devem possuir digitalizador (scanner) com as seguintes características mínimas: 4.1.10. Os equipamentos multifuncionais devem possuir digitalizador (scanner) com as seguintes características mínimas: f) Possuir compatibilidade com software de reconhecimento ótico de caracteres (OCR

Leia mais

PROJETO DE ANÁLISE ESTATÍSTICA EXPERIMENTAL

PROJETO DE ANÁLISE ESTATÍSTICA EXPERIMENTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE INFORMÁTICA CIN PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM INFORMÁTICA DISCIPLINA PRINCÍPIOS E TÉCNICAS DA ANÁLISE ESTATÍSTICA EXPERIMENTAL PROJETO DE ANÁLISE ESTATÍSTICA

Leia mais

Questões de Informática Banca CESPE - Ano: 2010 Caderno 2 Fontes: Provas da Banca CESPE

Questões de Informática Banca CESPE - Ano: 2010 Caderno 2 Fontes: Provas da Banca CESPE 1. ( ) Um computador pode ser protegido contra vírus por meio da instalação de software específicos como, por exemplo, Norton Anti-virus, McAfee Security Center e AVG, que identificam e eliminam os vírus.

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO VIVO INTERNET MÓVEL PÓS PAGO

CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO VIVO INTERNET MÓVEL PÓS PAGO Rio Grande do Sul São partes deste contrato, o CLIENTE, qualificado no Termo de Adesão ao Serviço Móvel Pessoal, e a Operadora TELEFÔNICA BRASIL S.A., inscrita no CNPJ/MF sob o n.º 02.558.157/0001-62,

Leia mais

Guia do usuário Placa VoIP

Guia do usuário Placa VoIP Guia do usuário Placa VoIP Versão 02/07 Caro usuário, Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A Placa VoIP é um acessório que poderá ser utilizado em todas as

Leia mais

Guia do usuário ITC MANAGER

Guia do usuário ITC MANAGER Guia do usuário ITC MANAGER ITC MANAGER Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este aplicativo roda em plataforma Windows e comunica-se com a ITC 4000i/ ITC

Leia mais

Aferição da Qualidade de Serviço

Aferição da Qualidade de Serviço Aferição da Qualidade de Serviço Avaliação da qualidade dos Serviços de Voz, Dados e Cobertura Radioelétrica GSM, UMTS e LTE, nos principais Aglomerados Urbanos e Eixos Rodoviários de Portugal Continental.

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II UDP Prof: Ricardo Luís R. Peres Tem como objetivo prover uma comunicação entre dois processos de uma mesma sessão que estejam rodando em computadores dentro da mesma rede ou não.

Leia mais

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com Servidor IIS Servidor IIS IIS Serviço de informação de Internet; É um servidor que permite hospedar um ou vários sites web no mesmo computador e cria uma distribuição de arquivos utilizando o protocolo

Leia mais

ANGELLIRA RASTREAMENTO SATELITAL LTDA. Sistema LIRALOG. Manual de instalação e atualização TI 30/07/2014

ANGELLIRA RASTREAMENTO SATELITAL LTDA. Sistema LIRALOG. Manual de instalação e atualização TI 30/07/2014 ANGELLIRA RASTREAMENTO SATELITAL LTDA Sistema Manual de instalação e atualização TI 0/07/2014 Este documento descreve os procedimentos para instalação e atualização do sistema Liralog. Data: 0/07/2014

Leia mais

Aula prática. Objetivo IPCONFIG. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br. Informa a configuração atual de rede da máquina;

Aula prática. Objetivo IPCONFIG. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br. Informa a configuração atual de rede da máquina; Aula prática Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Objetivo Nesta aula, você aprenderá a utilizar alguns utilitários de rede que podem ajudá-lo a identificar problemas na rede. No windows existem

Leia mais

Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000

Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000 MANUAL DO USUÁRIO Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000 Este aplicativo roda em plataforma Windows e comunica-se com a ITC 4000 via conexão USB. Através do ITC 4000 Manager, o usuário

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO VIVO INTERNET MÓVEL PÓS PAGO

CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO VIVO INTERNET MÓVEL PÓS PAGO Todos os Estados (Exceto RS) São partes deste contrato, o CLIENTE, qualificado no Termo de Adesão ao Serviço Móvel Pessoal, e a Operadora TELEFÔNICA BRASIL S.A., inscrita no CNPJ/MF sob o n.º 02.558.157/0001-62,

Leia mais

REGULAMENTOS OFERTA DE PACOTE ADICIONAL DE INTERNET

REGULAMENTOS OFERTA DE PACOTE ADICIONAL DE INTERNET REGULAMENTOS OFERTA DE PACOTE ADICIONAL DE INTERNET 1) PLANOS PRÉ-PAGOS SERCOMTEL 1. Da Promoção: O pacote adicional de internet (dados) será ofertado aos clientes dos planos pré-pagos Sercomtel que tiverem

Leia mais

FsBank. Manual do Usuário

FsBank. Manual do Usuário FsBank Manual do Usuário Manual do Usuário Copyright Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução 2 ÍNDICE 1. COMENTÁRIOS... 1.1. Apresentação do Sistema (uso, benefícios, características)...7 1.2.

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi ENDIAN FIREWALL COMMUNITY 2.5.1 OURINHOS-SP 2012 HOW-TO

Leia mais

2.0.0.X. Storage Client. TecnoSpeed. Tecnologia da Informação. Manual do Storage Client

2.0.0.X. Storage Client. TecnoSpeed. Tecnologia da Informação. Manual do Storage Client 2.0.0.X TecnoSpeed Tecnologia da Informação Storage Client Manual do Storage Client 1 Conteúdo 1. Apresentação... 3 1.1. Apresentação do Produto... 3 1.2. Sobre este Manual... 3 2. Sobre o Storage Client...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL SMART Versão 1.1

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL SMART Versão 1.1 MANUAL DO USUÁRIO PORTAL SMART Versão 1.1 1- OBJETIVO Apresentar ao cliente o procedimento de como utilizar o Portal SMART e realizar gestão de ocorrências apresentadas durante o monitoramento. 2- ACESSANDO

Leia mais

1 OFERTAS ÍNDICE 2 MÉDIAS EMPRESAS 3 PLANOS 4 SERVIÇOS 5 SOLUÇÕES 6 SAIBA MAIS

1 OFERTAS ÍNDICE 2 MÉDIAS EMPRESAS 3 PLANOS 4 SERVIÇOS 5 SOLUÇÕES 6 SAIBA MAIS 1 1 OFERTAS ÍNDICE 2 MÉDIAS EMPRESAS 3 PLANOS 4 SERVIÇOS 5 SOLUÇÕES 6 SAIBA MAIS 4 OFERTA TRADE IN PREÇO PROMOCIONAL DE LANÇAMENTO, POR TEMPO LIMITADO! * OFERTAS FIDELIZADAS (24 MESES) KIT IPHONE * OFERTAS

Leia mais

Jones Bunilha Radtke. Tarefas:

Jones Bunilha Radtke. Tarefas: Faculdade de Tecnologia SENAC Pelotas Tecnólogo em Redes de Computadores Qualidade de Serviços de Rede Prof. Eduardo Monks Camada de Transporte Parte 2 Jones Bunilha Radtke Tarefas: 1.1) O algoritmo Slow

Leia mais

Curso Técnico em Informática. Rafael Barros Sales Tecnico em Informática CREAC/AC Teclogo em Redes de Computadores

Curso Técnico em Informática. Rafael Barros Sales Tecnico em Informática CREAC/AC Teclogo em Redes de Computadores Curso Técnico em Informática Rafael Barros Sales Tecnico em Informática CREAC/AC Teclogo em Redes de Computadores Visão Geral Para entender o papel que os computadores exercem em um sistema de redes, considere

Leia mais

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO GUIA DO ALUNO Prezado(a) Aluno(a), O Guia do Aluno é um instrumento normativo que descreve os padrões de qualidade dos processos acadêmicos e administrativos necessários ao desenvolvimento dos cursos de

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

Professor Rodrigo. 1. Considere a seguinte situação em uma planilha MS-Excel (2003):

Professor Rodrigo. 1. Considere a seguinte situação em uma planilha MS-Excel (2003): 1. Considere a seguinte situação em uma planilha MS-Excel (2003): Selecionar as células de B1 até B4 e depois arrastar essa seleção pela alça de preenchimento para a célula B5, fará com que o valor correspondente

Leia mais

Edital 012/PROAD/SGP/2012

Edital 012/PROAD/SGP/2012 Edital 012/PROAD/SGP/2012 Nome do Candidato Número de Inscrição - Assinatura do Candidato Secretaria de Articulação e Relações Institucionais Gerência de Exames e Concursos I N S T R U Ç Õ E S LEIA COM

Leia mais

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01 APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET O processo de Navegação na Internet Aula 01 O processo de Navegação na Internet. USUÁRIO A CONEXÃO PROVEDOR On-Line EMPRESA

Leia mais

Redes de Computadores I - Protocolos de Controle: ICMP. por Helcio Wagner da Silva

Redes de Computadores I - Protocolos de Controle: ICMP. por Helcio Wagner da Silva Redes de Computadores I - Protocolos de Controle: ICMP por Helcio Wagner da Silva Introdução Na Internet, cada roteador opera de maneira autônoma X X X X 2 Introdução Infelizmente, nada funciona corretamente

Leia mais

Help-Desk. Design Responsivo, ou seja, se adapta ao dispositivo conectado.

Help-Desk. Design Responsivo, ou seja, se adapta ao dispositivo conectado. V-Desk Help-Desk Help-Desk O V-Desk é uma solução extremamente versátil para fazer a gestão de atendimentos entre clientes e fornecedores onde há a necessidade de interações entre os mesmo, agiliza a comunicação

Leia mais

Cotação Eletrônica. 1º Passo: Configure o e-mail em que será utilizado para envio das. cotações.

Cotação Eletrônica. 1º Passo: Configure o e-mail em que será utilizado para envio das. cotações. Cotação Eletrônica 1º Passo: Configure o e-mail em que será utilizado para envio das cotações. Na tela Configurações do Sistema do módulo Retaguarda selecione a opção MOURAMAIL na configuração Modo de

Leia mais

LG Wink Style T310 GSM GPRS EDGE*** (850/900/1800/1900 MHZ)

LG Wink Style T310 GSM GPRS EDGE*** (850/900/1800/1900 MHZ) Última versão de software homologada pela VIVO: LGT310AT-01-V10b-724-06-OCT-24-2010 DESTAQUES DO APARELHO Nome comercial: LG Wink Style T310 Display Full Touchscreen de 2.8" polegadas de TFT com 262 mil

Leia mais

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft CPE Soft Manual 125/400mW 2.4GHz CPE Soft Campinas - SP 2010 Indice 1.1 Acessando as configurações. 2 1.2 Opções de configuração... 3 1.3 Wireless... 4 1.4 TCP/IP 5 1.5 Firewall 6 7 1.6 Sistema 8 1.7 Assistente...

Leia mais

Como medir a velocidade da Internet?

Como medir a velocidade da Internet? Link Original: http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2012/05/como-medir-velocidade-da-suainternet.html Como medir a velocidade da Internet? Pedro Pisa Para o TechTudo O Velocímetro TechTudo é uma

Leia mais

Samsung GT-E2550L GSM GPRS EDGE*** (850/900/1800/1900 MHZ)

Samsung GT-E2550L GSM GPRS EDGE*** (850/900/1800/1900 MHZ) Última versão de software homologada pela VIVO: E2550LVIJG1 DESTAQUES DO APARELHO Nome comercial: Samsung GT-E2550L Câmera digital integrada (1.3M Pixel) com captura de vídeo (zoom 2 vezes); Display colorido

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais

2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais 2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais 2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a

Leia mais

O GABARITO É A PARTIR DA PÁGINA 4, POIS AS ANTERIORES FORAM CORRIGIDAS EM SALA.

O GABARITO É A PARTIR DA PÁGINA 4, POIS AS ANTERIORES FORAM CORRIGIDAS EM SALA. O GABARITO É A PARTIR DA PÁGINA 4, POIS AS ANTERIORES FORAM CORRIGIDAS EM SALA. 71 O computador em uso não possui firewall instalado, as atualizações do sistema operacional Windows não estão sendo baixadas

Leia mais

Versão 1.1 (08/2012)

Versão 1.1 (08/2012) Versão 1.1 (08/2012) Sumário Mozila Firefox... 2 Configurações do Navegador... 2 Qual a finalidade da configuração do Navegador?... 2 Como configurar o Navegador?... 2 Exclusão de Cookies... 4 O que são

Leia mais

Book de Aparelhos - Dados

Book de Aparelhos - Dados Book de Aparelhos - Dados Portfólio Outubro 2010 Diretoria de Negócios Empresas Data: 7/10/2010 As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso interno. Propriedade da Vivo. Informações

Leia mais

FAÇA FÁCIL: DRIVER IGS PARA COMUNICAÇÃO DE PROTOCOLOS PROPRIETÁRIOS INTRODUÇÃO

FAÇA FÁCIL: DRIVER IGS PARA COMUNICAÇÃO DE PROTOCOLOS PROPRIETÁRIOS INTRODUÇÃO FAÇA FÁCIL: DRIVER IGS PARA COMUNICAÇÃO DE PROTOCOLOS PROPRIETÁRIOS INTRODUÇÃO O Driver IGS possui um módulo de configuração que possibilita a comunicação com protocolos proprietários. Trata-se do Driver

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA PEDRULHA ESCOLA BÁSICA RAINHA SANTA ISABEL Curso de Educação e Formação (Despacho Conjunto Nº453/2004, de 27 de Julho)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA PEDRULHA ESCOLA BÁSICA RAINHA SANTA ISABEL Curso de Educação e Formação (Despacho Conjunto Nº453/2004, de 27 de Julho) Nome: Nazmul alam Nº: 12 Ficha de Trabalho 1. O que é um protocolo? Esta ficha conta para avaliação. É um conjunto de regras de comunicações +ara sistemas informática. 2. Indica um protocolo de envio de

Leia mais

ADSL BÁSICO ADSL. A sigla ADSL refere-se a: Linha Digital Assimétrica para Assinante.

ADSL BÁSICO ADSL. A sigla ADSL refere-se a: Linha Digital Assimétrica para Assinante. ADSL ADSL A sigla ADSL refere-se a: Linha Digital Assimétrica para Assinante. Trata-se de uma tecnologia que permite a transferência digital de dados em alta velocidade por meio da linha telefônica. É

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com ENLACE X REDE A camada de enlace efetua de forma eficiente e com controle de erros o envio

Leia mais

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX. SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraújo

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX. SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraújo ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraújo INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Salvador Alves de Melo Júnior e Ismael Souza Araújo Salvador Alves de Melo Júnior: Mestre

Leia mais

Informática. Informática. Valdir. Prof. Valdir

Informática. Informática. Valdir. Prof. Valdir Prof. Valdir Informática Informática Valdir Prof. Valdir Informática Informática PROVA DPF 2009 Julgue os itens subseqüentes, a respeito de Internet e intranet. Questão 36 36 - As intranets, por serem

Leia mais

Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet. Capítulo1. Redes de. computadores. computador. e a Internet. es e a Internet

Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet. Capítulo1. Redes de. computadores. computador. e a Internet. es e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo : Capítulo Redes de Redes de computadores computador e a Internet es e a Internet O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros

Leia mais

Faculdade Tecnologia SENAC. Curso Técnico Informática Pronatec. Joice Silva, Luís Filipe, Ramon Olkoski, Rosber Silva.

Faculdade Tecnologia SENAC. Curso Técnico Informática Pronatec. Joice Silva, Luís Filipe, Ramon Olkoski, Rosber Silva. 1 Faculdade Tecnologia SENAC Curso Técnico Informática Pronatec Joice Silva, Luís Filipe, Ramon Olkoski, Rosber Silva. Termos Técnicos: Apresentação Relatório Técnico Pelotas, 2012 2 Joice Silva, Luís

Leia mais

The Software Economics Company. Testes Não Funcionais: Performance e Alta Disponibilidade no Mercado de Capitais

The Software Economics Company. Testes Não Funcionais: Performance e Alta Disponibilidade no Mercado de Capitais Testes Não Funcionais: Performance e Alta Disponibilidade no Mercado de Capitais Agenda Institucional Riscos e Garantia da Qualidade (QA) Classificação de requisitos e testes não funcionais Serviços de

Leia mais

Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP

Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP Conhecer o conceito da camada de transporte e seus principais protocolos: TCP e UDP. O principal objetivo da camada de transporte é oferecer um serviço confiável,

Leia mais

Introdução SUMÁRIO. 1. Introdução... 3. 2. Sobre este manual... 3 3. Componentes... 3 4. INSTALAÇÃO... 4. 5. Funcionalidade... 9

Introdução SUMÁRIO. 1. Introdução... 3. 2. Sobre este manual... 3 3. Componentes... 3 4. INSTALAÇÃO... 4. 5. Funcionalidade... 9 REMUX TS 9600-HD-RMX i SUMÁRIO Introdução 1. Introdução... 3 1.1 Apresentação... 3 2. Sobre este manual... 3 3. Componentes... 3 4. INSTALAÇÃO... 4 4.1 Instalação do driver usb... 4 4.2 Instalação da Máquina

Leia mais

HSPA: Conceitos Básicos

HSPA: Conceitos Básicos HSPA: Conceitos Básicos Este tutorial apresenta a tecnologia contida no padrão HSPA (High Speed Packet Access) para as redes celulares de 3ª geração (3G) baseada no conjunto de padrões WCDMA (Wideband

Leia mais

Como Configurar uma conta de e-mail no Microsoft Outlook 2010.

Como Configurar uma conta de e-mail no Microsoft Outlook 2010. Como Configurar uma conta de e-mail no Microsoft Outlook 2010. 1º Passo: Para configurar uma nova conta de e-mail clique em Arquivo. 2 Passo: Selecione Informações. 3 Passo: Selecione Adicionar Conta como

Leia mais

Samsung GT-E2530 GSM GPRS EDGE*** (850/900/1800/1900 MHZ)

Samsung GT-E2530 GSM GPRS EDGE*** (850/900/1800/1900 MHZ) Última versão de software homologada pela VIVO: E2530VIKA1 DESTAQUES DO APARELHO Nome comercial: Samsung GT-E2530 Câmera digital integrada (1.3M Pixel) com captura de vídeo (zoom 2 vezes); Display interno

Leia mais

http://www.portaldaindustria.com.br/sesi/iniciativas/programas/torneio-de-robotica-fll/2015/06/1,65513/documentos-da-temporada.

http://www.portaldaindustria.com.br/sesi/iniciativas/programas/torneio-de-robotica-fll/2015/06/1,65513/documentos-da-temporada. www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/sesi/iniciativas/programas/torneio-de-robotica-fll/2015/06/1,65513/documentos-da-temporada.html Documentos da temporada Está lançada a nova temporada

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração para Revendedores e Assinantes Virtual Server.

Manual de Instalação e Configuração para Revendedores e Assinantes Virtual Server. Manual de Instalação e Configuração para Revendedores e Assinantes Virtual Server. Parte I Cadastrando Sites no painel de controle Parte II Criando E-mail Parte III Configurando o Outlook do Cliente Última

Leia mais

Internet Access Quality Monitor. Bruno Pires Ramos Prof. Vasco Soares Prof. Alexandre Fonte

Internet Access Quality Monitor. Bruno Pires Ramos Prof. Vasco Soares Prof. Alexandre Fonte Internet Access Quality Monitor Bruno Pires Ramos Prof. Vasco Soares Prof. Alexandre Fonte Escola Superior de Tecnologia - Maio 2008 2 Índice Objectivos Estado da Arte Sistema IAQM Tecnologias Utilizadas

Leia mais

ZEUS SERVER STUDIO V2.07

ZEUS SERVER STUDIO V2.07 ZEUS SERVER STUDIO V2.07 FERRAMENTA DE CONFIGURAÇÃO DO ZEUS SERVER 3i Soluções Ind. Com. de Equip. Eletrônicos e Serviços em Materiais Elétricos Ltda. Rua Marcilio Dias, 65 Lapa CEP 05077-120 São Paulo

Leia mais

Guia De Utilização Do Ambiente LMS

Guia De Utilização Do Ambiente LMS Conteúdo Introdução... 2 1. O que é o ambiente LMS... 3 2. Acesso ao ambiente LMS (Learning Management System)... 3 3. Localização e visualização dos cursos disponíveis... 4 4. Navegação entre categorias...

Leia mais