Estatísticas de Qualidade de Acesso Internet no Brasil para Usuários Finais. NIC.br

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estatísticas de Qualidade de Acesso Internet no Brasil para Usuários Finais. NIC.br"

Transcrição

1 Estatísticas de Qualidade de Acesso Internet no Brasil para Usuários Finais NIC.br

2 SIMET - Introdução SIMET Sistema de Medição de Tráfego IP de Última Milha Projeto que provê recursos para a medição de qualidade de Internet em última milha em pontos próximos aos clientes Utiliza o CEP para localização do uário Podem ser feitos testes sem identificação de CEP Usuários que realizam os testes colocando o CEP podem ver seu histórico de testes em interface WEB (inspirada em um GPS) 2

3 SIMET - Introdução Tipos de testes realizados Jitter Upload e Download Latência Bidirecional (RTT Round Trip Time) Durante o teste de latência é medida a perda Estresse de Banda TCP (Upload e Download) UDP (Upload e Download) Fornecidas informações detalhadas sobre cada um dos testes 3

4 SIMET Infra-estrutura Utilizada Utiliza a infra-estrutura dos PTTMetro do Comitê Gestor da Internet no Brasil 7 localidades com suporte ao SIMET 2 novas localidades em implantação Possui servidor público disponível no ASN (São Paulo) Quando possível, é indicado o servidor do estado do cliente para a realização dos testes O cliente pode optar por fazer os testes no servidor público ou outro PTT que ele tenha acesso 4

5 SIMET Testes Realizados Analisados Opção por utilização de testes recentes para análise Analisados testes desde 1/1/29 Utilização apenas de testes que tenham as seguintes características Download máximo de 17 mbps (TCP) Objetivo de limitar a planos de 15 Mbps Upload máximo de 6 mbps (TCP) Objetivo de barrar conexões síncronas 5

6 SIMET - Privacidade dos Resultados Resultados foram contabilizados não fazendo divisões por operadoras Bca por privacidade das operadoras nos resultados, evitando mostrar resultados segmentados desta maneira No segundo semestre de 21 será fornecido as operadoras participantes do PTTMetro recursos para análise dos testes realizados A operadora somente poderá ter acesso aos dados referentes a mesma, não identificando o IP do uário, apenas sua região 6

7 Análises dos Dados Por Zonas de São Paulo Cidade com a maior quantidade de testes até o momento foi São Paulo Possibilidade de realizar a divisão da cidade em zonas Norte Sul Leste Oeste Central Localização de sub-distritos realizada através da base de CEPs dos Correios 7

8 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Sul Tráfego TCP Medido São Paulo Capital - Zona Sul 12 1 kbps 8 TCP Download TCP Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Frequência de Bandas Constatadas São Paulo - Região Sul 3 Frequência Banda (kbps)

9 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Sul Velocidades Constatadas São Paulo Capital - Zona Sul Até 256 kbps 257 kbps a 1 mbps 1 mbps a 3 mbps 3 mbps a 6 mbps 6 mbps a 15 mbps Perda de Pacotes São Paulo Capital - Zona Sul % perda Perda : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 9

10 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Sul RTT Medido São Paulo Capital - Zona Sul 35 3 kbps 25 2 RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido São Paulo Capital - Zona Sul Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 1

11 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Oeste Tráfego TCP Medido São Paulo Capital - Zona Oeste 12 1 kbps 8 TCP Download TCP Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Frequência de Bandas Constatadas São Paulo - Zona Oeste Frequência Banda (kbps)

12 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Oeste Velocidades Constatadas São Paulo - Zona Oeste Até 256 kbps 257 kbps a 1 mbps 1 mbps a 3 mbps 3 mbps a 6 mbps 6 mbps a 15 mbps Perda de Pacotes São Paulo Capital - Zona Oeste % perda Perda : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 12

13 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Oeste RTT Medido São Paulo Capital - Zona Oeste RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido São Paulo Capital - Zona Oeste Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 13

14 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Leste Tráfego TCP Medido São Paulo Capital - Zona Leste 12 1 kbps 8 TCP Download TCP Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Frequência Frequência de Bandas Constatadas São Paulo - Zona Leste Banda (kbps)

15 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Leste Velocidades Constatadas São Paulo Capital - Zona Leste Até 256 kbps 257 kbps a 1 mbps 1 mbps a 3 mbps 3 mbps a 6 mbps 6 mbps a 15 mbps Perda de Pacotes São Paulo Capital - Zona Leste 4 35 % perda 3 25 Perda : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 15

16 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Leste RTT Medido São Paulo Capital - Zona Leste RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido São Paulo Capital - Zona Leste Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 16

17 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Central Tráfego TCP Medido São Paulo Capital - Zona Central 12 1 kbps 8 TCP Download TCP Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Frequência de Bandas Constatadas São Paulo - Região Central 12 Frequência Banda (kbps)

18 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Central Velocidades Constatadas São Paulo Capital - Zona Central Até 256 kbps 257 kbps a 1 mbps 1 mbps a 3 mbps 3 mbps a 6 mbps 6 mbps a 15 mbps Perda de Pacotes São Paulo Capital - Zona Central 4 35 % perda 3 25 Perda : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 18

19 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Central RTT Medido São Paulo Capital - Zona Central RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido São Paulo Capital - Zona Central Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 19

20 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Norte Tráfego TCP Medido São Paulo Capital - Zona Norte 12 1 kbps 8 TCP Download TCP Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Frequência de Bandas Constatadas São Paulo - Zona Norte 6 Frequência Banda (kbps)

21 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Norte Velocidades Constatadas São Paulo - Zona Norte Até 256 kbps 257 kbps a 1 mbps 1 mbps a 3 mbps 3 mbps a 6 mbps 6 mbps a 15 mbps Perda de Pacotes São Paulo Capital - Zona Norte % perda Perda : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 21

22 Qualidade da Internet na Cidade de São Paulo Zona Norte RTT Medido São Paulo Capital - Zona Norte RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido São Paulo Capital - Zona Norte Jitter Download 2 Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 22

23 Análises dos Dados Por Regiões do Brasil Analisados testes divididos por regiões no Brasil Norte Sul Sudeste Centro-Oeste Nordeste Houve participação nos testes de todos os estados brasileiros 23

24 Qualidade da Internet no Brasil Região Sul Tráfego TCP Medido Brasil - Região Sul 12 1 kbps 8 TCP Download TCP Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Frequencia de Bandas Detectadas Brasil - Região Sul 4 35 Frequência

25 Qualidade da Internet no Brasil Região Sul Velocidades Constatadas Brasil - Região Sul Até 256 kbps 257 kbps a 1 mbps 1 mbps a 3 mbps 3 mbps a 6 mbps 6 mbps a 15 mbps Perda de Pacotes Brasil - Região Sul % perda Perda : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 25

26 Qualidade da Internet no Brasil Região Sul RTT Medido Brasil - Região Sul RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido Brasil - Região Sul Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 26

27 Qualidade da Internet no Rio Grande do Sul (com e sem PTT-Metro) RTT Medido Rio Grande do Sul - PTT Local RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : RTT Medido Rio Grande do Sul - Servidor Público Nic.br (São Paulo) RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 27

28 Qualidade da Internet no Rio Grande do Sul (com e sem PTT-Metro) Jitter Medido Rio Grande do Sul - PTT Local Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido Rio Grande do Sul - Servidor Público Nic.br (São Paulo) Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 28

29 Qualidade da Internet no Paraná (com e sem PTTMetro) RTT Medido Paraná - PTT Local RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : RTT Medido Paraná - PTT São Paulo RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 29

30 Qualidade da Internet no Paraná (com e sem PTTMetro) Jitter Medido Paraná - PTT Local Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido Paraná - PTT São Paulo Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 3

31 Qualidade da Internet no Brasil Região Norte Tráfego TCP Medido Brasil - Região Norte 12 1 kbps 8 TCP Download TCP Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Frequência de Bandas Detectadas Frequência Brasil - Região Norte Banda (kbps)

32 Qualidade da Internet no Brasil Região Norte Tráfego TCP Medido Brasil - Região Norte 12 1 kbps 8 TCP Download TCP Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Frequência de Bandas Detectadas Frequência Brasil - Região Norte Banda (kbps)

33 Qualidade da Internet no Brasil Região Norte Velocidades Constatadas Brasil - Região Norte Até 256 kbps 257 kbps a 1 mbps 1 mbps a 3 mbps 3 mbps a 6 mbps 6 mbps a 15 mbps Perda de Pacotes Brasil - Região Norte 4 35 % perda 3 25 Perda : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 33

34 Qualidade da Internet no Brasil Região Norte RTT Medido Brasil - Região Norte RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido Brasil - Região Norte Jitter Upload Jitter Download : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 34

35 Qualidade da Internet no Brasil Região Nordeste Tráfego TCP Medido Brasil - Região Nordeste 12 1 kbps 8 TCP Download TCP Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Frequência de Bandas Detectadas Brasil - Região Nordeste 7 6 Frequência Banda (kbps)

36 Qualidade da Internet no Brasil Região Nordeste Velocidades Constatadas 896 Brasil - Região Nordeste Até 256 kbps 257 kbps a 1 mbps 1 mbps a 3 mbps 3 mbps a 6 mbps 6 mbps a 15 mbps Perda de Pacotes Brasil - Região Nordeste 4 35 % perda 3 25 Perda : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 36

37 Qualidade da Internet no Brasil Região Nordeste RTT Medido Brasil - Região Nordeste RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido Brasil - Região Nordeste Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 37

38 Qualidade da Internet no Brasil Região CentroOeste Tráfego TCP Medido Brasil - Região Centro-Oeste 12 1 kbps 8 TCP Download TCP Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Frequencia de Bandas Detectadas Brasil - Região Centro-Oeste 25 Frequencia Banda (kbps)

39 Qualidade da Internet no Brasil Região CentroOeste Velocidades Constatadas Brasil - Região Centro-Oeste Até 256 kbps 257 kbps a 1 mbps 1 mbps a 3 mbps 3 mbps a 6 mbps 6 mbps a 15 mbps Perda de Pacotes Brasil - Região Centro-Oeste 4 35 % perda 3 25 Perda : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 39

40 Qualidade da Internet no Brasil Região CentroOeste RTT Medido Brasil - Região Centro-Oeste RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido Brasil - Região Centro-Oeste Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 4

41 Qualidade da Internet no Brasil Região Sudeste Tráfego TCP Medido Brasil - Região Sudeste 12 1 kbps 8 TCP Upload TCP Download : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Frequencia de Bandas Detectadas Brasil - Região Sudeste 25 Frequencia Banda (kbps)

42 Qualidade da Internet no Brasil Região Sudeste Porcentagem de Velocidades Constatadas Brasil - Região Sudeste Até 256 kbps 257 kbps a 1 mbps 1 mbps a 3 mbps 3 mbps a 6 mbps 6 mbps a 15 mbps Perda de Pacotes Brasil - Região Sudeste 4 35 % perda 3 25 Perda : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 42

43 Qualidade da Internet no Brasil Região Sudeste RTT Medido Brasil - Região Sudeste RTT : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : Jitter Medido Brasil - Região Sudeste Jitter Download Jitter Upload : 2:24 4:48 7:12 9:36 12: 14:24 16:48 19:12 21:36 : 43

44 Banda Média Medida por Regiões (TCP) Média de Banda Detectada São Paulo Capital kbps Média Upload Média Download Zona Sul Zona Norte Zona Oeste Zona Leste Zona Central Região de São Paulo Média de Banda Detectada Regiões do Brasil kbps Média Upload Média Download Nordeste Centro-Oeste Sul Sudeste Norte Regiões do Brasil 44

45 Jitter Médio Medido por Regiões do Brasil Média de Jitter Detectado Regiões do Brasil kbps Jitter Upload Jitter Download Sudeste Norte Nordeste Centro-Oeste Sul Regiões do Brasil 45

46 RTT Médio Medido por Regiões do Brasil Média de RTT Detectado Regiões do Brasil ms 5 4 RTT Sudeste Norte Nordeste Centro-Oeste Sul Regiões do Brasil 46

47 Perda Média Medida por Regiões do Brasil Média de Perda Detectada Regiões do Brasil % de perda 1.8 Perda de Pacotes Sudeste Norte Nordeste Centro-Oeste Sul Regiões do Brasil 47

48 Resumo da Faixas de Banda Detectadas por Região Comparativo de Bandas Detectadas por Região Zonas de São Paulo 7.% 59% 6.% 5.% Participação 57% 51% Até 256 kbps 256 kbps a 1 mbps 1 a 3 mbps 3 a 6 mbps 6 a 17 mbps 46% 4.% 37% 31% 3.% 17% 15% 1.% 22% 21% 2% 2.% 8% 7% 13% 11% 9% 16% 12% 6% 6% 1% 8% 1% 13% 4%.% Zona Sul Zona Norte Zona Oeste Zona Leste Zona Central Comparativo de Bandas Detectadas por Região Regiões do Brasil 6% 55% Participação 5% 47% 4% 3% 19% 2% 1% 28% 27% 24% 14% 17% 16% 8% 7% 14% 14% 12% 4% 4% 6% Até 256 kbps 256 kbps a 1 mbps 1 a 3 mbps 3 a 6 mbps 6 a 17 mbps 41% 39% 37% 36% 14% 12% 5% % % Região Sul Região Norte Região Nordeste Região Centro-Oeste Região Sudeste 48

49 Trabalhos Futuros Divulgação junto as operadoras dos resultados referentes as mesmas Criação de versão Mobile do SIMET IPhone J2ME Novos trabalhos apresentados para análise da evolução da qualidade da Internet no Brasil em diversas localidades Testes referentes a porta 25 Testes de tempo de resposta DNS 49

50 Agradecimentos Equipe do CEPTRO.br Em especial para Holger Wiehen Reinaldo Ferraz (design da Interface de testes) Equipe PTTMetro Em especial para Eduardo Ascenço e Antônio Galvão 5

51 Perguntas? Projeto SIMET Utilizem e Divulguem!! Podem colocar o link para o projeto nas suas páginas! Não há royalties :-) Dúvidas, observações: 51

Milton Kashiwakura (Fabrício Tamusiunas)

Milton Kashiwakura (Fabrício Tamusiunas) Medição de Tráfego Internet de Banda Fixa usando os PTTs Milton Kashiwakura (Fabrício Tamusiunas) NIC.br NIC.BR conduz projeto de medição de qualidade desde 2006 IDEC São Paulo, em 2007 TTM-box do RIPE

Leia mais

SIMET Medindo a qualidade das conexões Internet no Brasil. Fabricio Tamusiunas fabricio@nic.br César Linhares Rosa cesar@nic.br

SIMET Medindo a qualidade das conexões Internet no Brasil. Fabricio Tamusiunas fabricio@nic.br César Linhares Rosa cesar@nic.br SIMET Medindo a qualidade das conexões Internet no Brasil Fabricio Tamusiunas fabricio@nic.br César Linhares Rosa cesar@nic.br NIC.br Criado para implementar os projetos e decisões do CGI.br Registro e

Leia mais

Mecanismos para Medição da Qualidade de Tráfego da Internet Brasileira. Fabricio Tamusiunas fabricio@nic.br César Linhares Rosa cesar@nic.

Mecanismos para Medição da Qualidade de Tráfego da Internet Brasileira. Fabricio Tamusiunas fabricio@nic.br César Linhares Rosa cesar@nic. Mecanismos para Medição da Qualidade de Tráfego da Internet Brasileira Fabricio Tamusiunas fabricio@nic.br César Linhares Rosa cesar@nic.br Necessidades para Medições de Qualidade na Internet Garantia

Leia mais

Fabrício Tamusiunas. Aferição da Qualidade pelo Usuário e defesa de seus direitos. 5º Encontro de Telecomunicações respeito ao consumidor. NIC.

Fabrício Tamusiunas. Aferição da Qualidade pelo Usuário e defesa de seus direitos. 5º Encontro de Telecomunicações respeito ao consumidor. NIC. 5º Encontro de Telecomunicações respeito ao consumidor Aferição da Qualidade pelo Usuário e defesa de seus direitos Fabrício Tamusiunas NIC.br O que é Qualidade da Internet? Qualidade da Internet é muito

Leia mais

Audiência Pública Senado Federal Escolha da EAQ da Banda Larga

Audiência Pública Senado Federal Escolha da EAQ da Banda Larga Audiência Pública Senado Federal Escolha da EAQ da Banda Larga Demi Getschko demi@cgi.br Brasília, 22 de março de 2012 Internet, características distintivas Colaboração A Internet é uma coleção de milhares

Leia mais

Cenários do CGI.br. My Fire. Diretoria de Projetos 13 de setembro de 2011

Cenários do CGI.br. My Fire. Diretoria de Projetos 13 de setembro de 2011 Cenários do CGI.br My Fire Diretoria de Projetos 13 de setembro de 2011 Sobre o CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) Criado em maio de 1995 Pela Portaria Interministerial Nº 147 de 31/05/1995,

Leia mais

Fabrício Tamusiunas. Michel Vale Ferreira

Fabrício Tamusiunas. Michel Vale Ferreira PTT-Forum 6 Panorama das Medições de Qualidade Internet em 2012 e Novas Medições Fabrício Tamusiunas NIC.br Michel Vale Ferreira NIC.br Projetos de Medições no NIC.br Banda Larga Fixa Qualidade da conexão

Leia mais

Cartilha Informativa sobre o Software de Medição de Qualidade de Conexão

Cartilha Informativa sobre o Software de Medição de Qualidade de Conexão Cartilha Informativa sobre o Software de Medição de Qualidade de Conexão Draft para avaliação 1 de 1 SOFTWARE DE MEDIÇÃO DA QUALIDADE DE CONEXÂO Em cumprimento às obrigações previstas no Regulamento de

Leia mais

Cartilha Informativa sobre o Software de Medição de Qualidade de Conexão

Cartilha Informativa sobre o Software de Medição de Qualidade de Conexão Cartilha Informativa sobre o Software de Medição de Qualidade de Conexão Draft para avaliação 1 de 1 SOFTWARE DE MEDIÇÃO DA QUALIDADE DE CONEXÂO Em cumprimento às obrigações previstas no Regulamento de

Leia mais

Campus Party 6. Medindo a Qualidade da Internet no Brasil. Fabrício Tamusiunas. NIC.br

Campus Party 6. Medindo a Qualidade da Internet no Brasil. Fabrício Tamusiunas. NIC.br Campus Party 6 Medindo a Qualidade da Internet no Brasil Fabrício Tamusiunas NIC.br Sobre o NIC.br Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR Entidade civil, sem fins lucrativos, criada em 2003 e começando

Leia mais

Como medir o 3G/4G? 21

Como medir o 3G/4G? 21 Como medir o 3G/4G? 21 Medindo 3G/4G - IPhone 22 Medindo 3G/4G - Android 23 Total de Testes mensais durante 2014 24 Mapa de Qualidade da Internet 25 Mapa de Qualidade da Internet (2015) 26 Mapa de Qualidade

Leia mais

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011 Pesquisa TIC Provedores 2011 Coletiva de Imprensa Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil São Paulo, 30 de novembro de 2011 CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil NIC.br Núcleo de

Leia mais

SIMET Sistema de Medições de Tráfego IP. Fabrício Tamusiunas NIC.BR Milton Kaoru Kashiwakura NIC.BR

SIMET Sistema de Medições de Tráfego IP. Fabrício Tamusiunas NIC.BR Milton Kaoru Kashiwakura NIC.BR SIMET Sistema de Medições de Tráfego IP Fabrício Tamusiunas NIC.BR Milton Kaoru Kashiwakura NIC.BR Questões sobre conectividade Internet O que você realmente sabe sobre sua conectividade com o resto da

Leia mais

FISL 16. Um comparativo entre diferentes análises de qualidade da internet no Brasil. Fabrício Tamusiunas. NIC.br

FISL 16. Um comparativo entre diferentes análises de qualidade da internet no Brasil. Fabrício Tamusiunas. NIC.br FISL 16 Um comparativo entre diferentes análises de qualidade da internet no Brasil Fabrício Tamusiunas NIC.br Sobre o NIC.br Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR Entidade civil, sem fins lucrativos,

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (dezembro/13) Janeiro de 2014 Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO Metodologia para análise de qualidade

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (setembro/13) outubro de 2013 Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda

Leia mais

3 Qualidade de serviço na Internet

3 Qualidade de serviço na Internet 3 Qualidade de serviço na Internet 25 3 Qualidade de serviço na Internet Além do aumento do tráfego gerado nos ambientes corporativos e na Internet, está havendo uma mudança nas características das aplicações

Leia mais

MONITOR BANDA LARGA: TRANSFORMANDO USUÁRIOS EM FISCALIZADORES DA INTERNET. Fabrício Tamusiunas NIC.br

MONITOR BANDA LARGA: TRANSFORMANDO USUÁRIOS EM FISCALIZADORES DA INTERNET. Fabrício Tamusiunas NIC.br MONITOR BANDA LARGA: TRANSFORMANDO USUÁRIOS EM FISCALIZADORES DA INTERNET Fabrício Tamusiunas NIC.br O que é uma internet de qualidade? Qualidade da internet é muito mais que velocidade! Teste de Vazão

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Setembro/14) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Junho/14) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Data de entrega: 07.abr.2015 Entregar exercício impresso Será descontado 2 pontos para cada dia de atraso

Data de entrega: 07.abr.2015 Entregar exercício impresso Será descontado 2 pontos para cada dia de atraso FACULDADE PITÁGORAS Curso Superior em Tecnologia: Redes de Computadores DESEMPENHO DE REDES Prof. Ulisses Cotta Cavalca EXERCÍCIOS Métricas e variáveis de redes Data de entrega:

Leia mais

Sistemas Autônomos (AS) Brasileiros Introdução

Sistemas Autônomos (AS) Brasileiros Introdução Sistemas Autônomos (AS) Brasileiros Introdução Cleber Martim de Alexandre Eduardo Ascenco Reis GTER28 20091204 GTER28 Sistemas Autônomos (AS) Brasileiros Introdução

Leia mais

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-2010

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-2010 Copyright 2008 IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Dezembro/2008 Preparado para Meta de Banda Larga

Leia mais

Aula 1 Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama

Aula 1 Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama Aula 1 Fundamentos Prof. Dr. S. Motoyama 1 O que é uma Rede de Computadores? Vários tipos de redes: Redes Telefônicas Redes de Satélites Redes Celulares Redes de TV a cabo Internet e intranets Rede Privada

Leia mais

Diretoria de Projetos do NIC.br NIC.br Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR Abril de 2010 Sobre o CGI.br Sobre o CGI.br Criado em maio de 1995 Pela Portaria Interministerial Nº 147 de 31/05/1995,

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT/SENADO EAQ BANDA LARGA. 22 de Março de 2012 Milton Kaoru Kashiwakura NIC.br

AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT/SENADO EAQ BANDA LARGA. 22 de Março de 2012 Milton Kaoru Kashiwakura NIC.br AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT/SENADO EAQ BANDA LARGA 22 de Março de 2012 Milton Kaoru Kashiwakura NIC.br Sobre o NIC.br NIC.br Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR Entidade civil, sem fins lucrativos,

Leia mais

Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs

Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs Pergunta O que é o teste de velocidade? Quem é o público alvo? O que oferece? Como funciona? Por onde é o acesso? Resposta Um teste de qualidade de banda

Leia mais

Documento publicado em atenção às determinações constantes da Resolução n.º 574/2011.

Documento publicado em atenção às determinações constantes da Resolução n.º 574/2011. Documento publicado em atenção às determinações constantes da Resolução n.º 574/2011. Cartilha Informativa acerca da Qualidade do SCM (Serviço de Comunicação Multimídia) Documento publicado em atenção

Leia mais

Cartilha Explicativa sobre o Software de Medição de Qualidade de Conexão (Serviço de Comunicação Multimídia)

Cartilha Explicativa sobre o Software de Medição de Qualidade de Conexão (Serviço de Comunicação Multimídia) Cartilha Explicativa sobre o Software de Medição de Qualidade de Conexão (Serviço de Comunicação Multimídia) Cartilha disponibilizada em atendimento ao disposto na Resolução Anatel n.º 574/2011 Página

Leia mais

QUALIDADE DOS SERVIÇOS E RESPEITO AO CONSUMIDOR REGULAÇÃO E FISCALIZAÇÃO NOS SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES

QUALIDADE DOS SERVIÇOS E RESPEITO AO CONSUMIDOR REGULAÇÃO E FISCALIZAÇÃO NOS SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES QUALIDADE DOS SERVIÇOS E RESPEITO AO CONSUMIDOR REGULAÇÃO E FISCALIZAÇÃO NOS SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES 07 de AGOSTO de 2013 Milton Kaoru Kashiwakura NIC.br Sobre o CGI.br Comitê Gestor da Internet no

Leia mais

Faça seu provedor crescer. Quer saber?

Faça seu provedor crescer. Quer saber? Faça seu provedor crescer Quer saber? Edmilson José de Almeida Filho Consultor e Gestor ISP Suporte a Provedores desde 2001 Suporte Linux desde 2001 Suporte Mikrotik desde 2007 Visão geral VISÃO As pessoas

Leia mais

Redes de Computadores Aula 3

Redes de Computadores Aula 3 Redes de Computadores Aula 3 Aula passada Comutação: circuito x pacotes Retardos e perdas Aula de hoje Protocolo em camadas Aplicações C/S x P2P Web Estruturando a Rede Como organizar os serviços de uma

Leia mais

Como medir a velocidade da Internet?

Como medir a velocidade da Internet? Link Original: http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2012/05/como-medir-velocidade-da-suainternet.html Como medir a velocidade da Internet? Pedro Pisa Para o TechTudo O Velocímetro TechTudo é uma

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010

Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Junho/2008 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 15 milhões de conexões Mauro Peres, Country Manager IDC Brasil Copyright 2008

Leia mais

PTTMetro Informações e Destaques

PTTMetro Informações e Destaques PTTMetro Informações e Destaques 3 o PTT Forum 3 Dez 2009 Antonio Galvao de Rezende Filho Eduardo Ascenço Reis Milton Kaoru Kashiwakura 3o PTT Forum

Leia mais

Entenda o resultado da medição

Entenda o resultado da medição Entenda o resultado da medição Lembre-se que fatores externos podem influenciar na medição. As velocidades contratadas são velocidades nominais máximas de acesso, sendo que estão sujeitas a variações decorrentes

Leia mais

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o Trimestre/2006. 3 a Edição Setembro/2006

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o Trimestre/2006. 3 a Edição Setembro/2006 Barômetro Cisco Banda Larga da Análise de mercado 2 o Trimestre/2006 3 a Edição Setembro/2006 Barômetro Cisco da Banda Larga Introdução Você está recebendo a nova edição do Barômetro Cisco da Banda Larga,

Leia mais

PTTMetro. 11 Jan 2010

PTTMetro. 11 Jan 2010 PTTMetro 11 Jan 2010 Antonio Galvao de Rezende Filho Eduardo Ascenço Reis Milton Kaoru Kashiwakura PTTMetro http://ptt.br/ Apresentação 1 Sobre o CGI.br

Leia mais

TIC DOMICÍLIOS 2012. Panorama da Inclusão digital no Brasil. Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação no Brasil

TIC DOMICÍLIOS 2012. Panorama da Inclusão digital no Brasil. Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação no Brasil Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação TIC DOMICÍLIOS 12 Panorama da Inclusão digital no Brasil Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação no

Leia mais

Larga Brasil 2005-2010

Larga Brasil 2005-2010 Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Junho de 2010 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 15 milhões de conexões Elaborado por IDC Copyright 2010 IDC. Reproduction

Leia mais

3 Jornal da Federação - 2012 ENCONTRO REGIONAL SUDESTE 4 Jornal da Federação - 2012 ENCONTRO REGIONAL NORDESTE Jornal da Federação - 2012 ENCONTRO REGIONAL SUL 5 Jornal da Federação - 2012 ENCONTRO REGIONAL

Leia mais

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-20102010

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-20102010 Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-20102010 Resultados de Junho 2009 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 15 milhões de conexões Elaborado por IDC Copyright 2009 IDC. Reproduction

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA PEDRULHA ESCOLA BÁSICA RAINHA SANTA ISABEL Curso de Educação e Formação (Despacho Conjunto Nº453/2004, de 27 de Julho)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA PEDRULHA ESCOLA BÁSICA RAINHA SANTA ISABEL Curso de Educação e Formação (Despacho Conjunto Nº453/2004, de 27 de Julho) Nome: Nazmul Alam Nº: 11 Ficha de Trabalho 1. No texto que se segue são mencionados três tipos de rede. Indica quais são. Ao chegar a casa, o Miguel ligou o telemóvel ao PC. Transferiu por bluetooth as

Leia mais

Prof. Luiz Fernando Bittencourt MC714. Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013

Prof. Luiz Fernando Bittencourt MC714. Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013 MC714 Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013 Virtualização - motivação Consolidação de servidores. Consolidação de aplicações. Sandboxing. Múltiplos ambientes de execução. Hardware virtual. Executar múltiplos

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (julho/2015) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

PTTrix. membro a membro no PTT. PRIX - PTT-Metro de Curitiba/PR. GTER-23 - Belo Horizonte - 29 de Junho 2007

PTTrix. membro a membro no PTT. PRIX - PTT-Metro de Curitiba/PR. GTER-23 - Belo Horizonte - 29 de Junho 2007 PRIX - PTT-Metro de Curitiba/PR GTER-23 - Belo Horizonte - 29 de Junho 2007 Christian Lyra Gomes lyra@pop-pr.rnp.br Pedro R. Torres Jr. torres@pop-pr.rnp.br PoP-PR - Ponto de Presença da RNP no Paraná

Leia mais

Requisitos Mínimos para Navegar no Portal Progredir

Requisitos Mínimos para Navegar no Portal Progredir Requisitos Mínimos para Navegar no Portal MT-411-00001-4 Última Atualização : 04/07/2013 Requisitos Mínimos para Navegar no Portal Objetivo: Este documento tem como objetivo disponibilizar informações

Leia mais

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento)

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) Disciplina: Gerência de Redes Professor: Jéferson Mendonça de Limas 5º Semestre AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) 2014/1 Agenda de Hoje Evolução da Gerência

Leia mais

APLICABILIDADE DE QoS NOS RECURSOS DE TELECOMUNICAÇÕES EM AMBIENTES CORPORATIVOS

APLICABILIDADE DE QoS NOS RECURSOS DE TELECOMUNICAÇÕES EM AMBIENTES CORPORATIVOS Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 81 APLICABILIDADE DE QoS NOS RECURSOS DE TELECOMUNICAÇÕES EM AMBIENTES CORPORATIVOS Luiz Eduardo de Castilho Junior,

Leia mais

IV Workshop POP-RS / Rede Tche

IV Workshop POP-RS / Rede Tche IV Workshop POP-RS / Rede Tche Serviços e Segurança na Rede Tchê POP-RS/CERT-RS César Loureiro Porto Alegre, novembro de 2012 Agenda I Apresentação do CERT-RS Honeypots Incidentes reportados ao CERT-RS

Leia mais

1- Onde se lia: ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

1- Onde se lia: ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA Divinolândia, 05 de maio de 2010 Prezados senhores interessados, Esta comissão de Julgamento de Licitação do Conderg Hospital Regional de Divinolândia, esclarece através deste, alteração feita no Edital

Leia mais

Metas de banda larga; Oi ainda apresenta deficiências em alguns estados

Metas de banda larga; Oi ainda apresenta deficiências em alguns estados Metas de banda larga; Oi ainda apresenta deficiências em alguns estados SINTTEL - Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicaçãoes de Minas Gerais SINTTEL - Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicaçãoes

Leia mais

DarkStat para BrazilFW

DarkStat para BrazilFW DarkStat para BrazilFW ÍNDICE Índice Página 1 O que é o DarkStat Página 2 DarkStat e a inicialização do sistema Página 2 DarkStat e a finalização do sistema Página 2 Tela Principal do DarkStat Página 3

Leia mais

NOVA REGULAMENTAÇÃO DO SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA

NOVA REGULAMENTAÇÃO DO SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA NOVA REGULAMENTAÇÃO DO SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA Luiz Fernando Fauth Agência Nacional de Telecomunicações ANATEL ibusiness 2011 Curitiba, 24/11/2011 SUMÁRIO Cenário atual do SCM Consulta Pública

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Prof. BRUNO GUILHEN Vídeo Aula VESTCON MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. A CONEXÃO USUÁRIO PROVEDOR EMPRESA DE TELECOM On-Line A conexão pode ser

Leia mais

São Paulo, Brasil 24 de Novembro de 2014

São Paulo, Brasil 24 de Novembro de 2014 São Paulo, Brasil 24 de Novembro de 2014 PTT.br Definição de Conexão PTT Fórum 8 Galvão Rezende Equipe de Engenharia PTT.br PTT.br Referência IXP - Internet exchange Point

Leia mais

Workshop de Telecomunicações da FIESP

Workshop de Telecomunicações da FIESP Workshop de Telecomunicações da FIESP A Qualidade da Banda Larga no Brasil Alexandre Barbosa Cetic.br São Paulo 27 de agosto de 15 Trajetória do CETIC.br Países da América Latina e PALOPs 1995 5 12 q Produção

Leia mais

Manual de Utilização Portal Petronect MT-212-00061-3

Manual de Utilização Portal Petronect MT-212-00061-3 Manual de Utilização Portal Petronect MT-212-00061-3 Última Atualização 26/05/2015 Portal Petronect Objetivo: Este documento tem como objetivo disponibilizar informações ao fornecedor de modo a auxiliar

Leia mais

Redes de Computadores Camada de Aplicação. Prof. MSc. Hugo Souza

Redes de Computadores Camada de Aplicação. Prof. MSc. Hugo Souza Redes de Computadores Camada de Aplicação Prof. MSc. Hugo Souza É a camada que dispõe a programação para as aplicações de rede através dos protocolos de aplicação; Provém a implantação da arquitetura de

Leia mais

Acesso à Internet e direitos do consumidor: balanço e perspectivas

Acesso à Internet e direitos do consumidor: balanço e perspectivas Acesso à Internet e direitos do consumidor: balanço e perspectivas Mesa 1: Acesso à banda larga: onde chegamos com o PNBL e o que temos pela frente Brasília, 3 de Junho de 14 CGI.br Comitê Gestor da Internet

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00006/2012 (SRP)

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00006/2012 (SRP) Pregão Eletrônico CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00006/2012 (SRP) Às 07:37 horas do dia 14 de novembro de 2012, após constatada a regularidade

Leia mais

Programa de Medição da Qualidade da Banda Larga Fixa no Brasil

Programa de Medição da Qualidade da Banda Larga Fixa no Brasil Programa de Medição da Qualidade da Banda Larga Fixa no Brasil Lançamento Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 29 de agosto de 2012 1 RGQ-SCM Prestadoras de SCM com mais de 50.000 acessos em

Leia mais

Perguntas e Respostas

Perguntas e Respostas Gerenciamento do Tráfego de Internet Edital de Licitação PREGÃO PRESENCIAL Nº 34/2010 Processo SAP nº 4180/2010 Perguntas e Respostas Página 1 /15 Pergunta n o 1: Os dispositivos de filtro de conteúdo

Leia mais

TUTORIAL AVALIAÇÃO DA BANDA LARGA MÓVEL EM LIMEIRA, SÃO CARLOS E VINHEDO

TUTORIAL AVALIAÇÃO DA BANDA LARGA MÓVEL EM LIMEIRA, SÃO CARLOS E VINHEDO TUTORIAL AVALIAÇÃO DA BANDA LARGA MÓVEL EM LIMEIRA, SÃO CARLOS E VINHEDO 2012 Teleco. Todos os direitos reservados. 1 de 10 I. INTRODUÇÃO Este tutorial apresenta os resultados do projeto de avaliação da

Leia mais

PEL/FEN Redes de Computadores 2015/1 Primeira Lista de Exercícios Prof. Marcelo Gonçalves Rubinstein

PEL/FEN Redes de Computadores 2015/1 Primeira Lista de Exercícios Prof. Marcelo Gonçalves Rubinstein PEL/FEN Redes de Computadores 2015/1 Primeira Lista de Exercícios Prof. Marcelo Gonçalves Rubinstein 1) Descreva os tipos de topologias utilizadas em redes de computadores, destacando suas principais vantagens

Leia mais

Jones Bunilha Radtke. Tarefas:

Jones Bunilha Radtke. Tarefas: Faculdade de Tecnologia SENAC Pelotas Tecnólogo em Redes de Computadores Qualidade de Serviços de Rede Prof. Eduardo Monks Camada de Transporte Parte 2 Jones Bunilha Radtke Tarefas: 1.1) O algoritmo Slow

Leia mais

Medição das TIC no contexto nacional: o caso do Brasil Maputo, Moçambique 7 de Julho de 2015

Medição das TIC no contexto nacional: o caso do Brasil Maputo, Moçambique 7 de Julho de 2015 Medição das TIC no contexto nacional: o caso do Brasil Maputo, Moçambique 7 de Julho de 2015 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Dimensões das TIC e Políticas Públicas Apresentação de indicadores sobre os seguintes

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO SCM PLANO ALTERNATIVO N 002 - SCM

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO SCM PLANO ALTERNATIVO N 002 - SCM PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO SCM PLANO ALTERNATIVO N 002 - SCM EMPRESA CLARO S/A., incorporadora da Embratel S.A. NOME DO PLANO REDE ÚNICA DE DADOS MPLS TIPO DE SERVIÇO Serviço de Formação de Rede MPLS

Leia mais

Redes de Computadores e a Internet

Redes de Computadores e a Internet Redes de Computadores e a Internet Magnos Martinello Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Departamento de Informática - DI Laboratório de Pesquisas em Redes Multimidia - LPRM 2010 Camada de Aplicação

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br. Prof. BRUNO GUILHEN

APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br. Prof. BRUNO GUILHEN APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. O processo de Navegação na Internet A CONEXÃO USUÁRIO

Leia mais

Rede GlobalWhitepaper

Rede GlobalWhitepaper Rede GlobalWhitepaper Janeiro 2015 Page 1 of 8 1. Visão Geral...3 2. Conectividade Global, qualidade do serviço e confiabilidade...4 2.1 Qualidade Excepcional...4 2.2 Resiliência e Confiança...4 3. Terminais

Leia mais

PTTMetro BRAZIL - IXP - Update

PTTMetro BRAZIL - IXP - Update PTTMetro BRAZIL - IXP - Update LACNIC XIII NAPLA 2010 Antonio Galvão de Rezende Eduardo Ascenço May / 2010 PTTMetro IXP Brazil The PTTMetro (PTT- Internet Exchange Point)

Leia mais

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP)

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Telefonia Tradicional PBX Telefonia Pública PBX Rede telefônica tradicional usa canais TDM (Time Division Multiplexing) para transporte da voz Uma conexão de

Leia mais

Tutorial NTP. Importânica e Funcionamento do Sincronismo de Tempo na Internet e do NTP

Tutorial NTP. Importânica e Funcionamento do Sincronismo de Tempo na Internet e do NTP Tutorial NTP Importânica e Funcionamento do Sincronismo de Tempo na Internet e do NTP Tutorial NTP 07/04/2010 Agenda Importância do NTP Conceito de tempo Escalas de tempo NTP x SNTP Funcionamento do daemon

Leia mais

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 26 de Outubro de 2005 1 o Teste A

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 26 de Outubro de 2005 1 o Teste A Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 26 de Outubro de 2005 1 o Teste A Número: Nome: Duração: 1 hora O teste é sem consulta O teste deve ser resolvido

Leia mais

PTTMetro. Interconexão de Sistemas Autônomos (AS) 15 Agosto 2010. Equipe de Engenharia PTTMetro

PTTMetro. Interconexão de Sistemas Autônomos (AS) 15 Agosto 2010. Equipe de Engenharia PTTMetro <eng@ptt.br> PTTMetro Interconexão de Sistemas Autônomos (AS) 15 Agosto 2010 Equipe de Engenharia PTTMetro 1 Sobre o CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) Criado em maio de 1995 Pela Portaria

Leia mais

Registro.br Updates - GTER33/GTS19 04.05.2012. Registro.br Updates Equipe de Sistemas

Registro.br Updates - GTER33/GTS19 04.05.2012. Registro.br Updates Equipe de Sistemas Registro.br Updates Equipe de Sistemas Publicação DNS - Estrutura até Fev/2012 O NIC.br é o responsável pela publicação do domínio.br através do serviço Registro.br. Até este momento o.br esteve delegado

Leia mais

Regulamento de Gestão da Qualidade do SCM e do SMP. Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados - SPV Anatel

Regulamento de Gestão da Qualidade do SCM e do SMP. Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados - SPV Anatel Regulamento de Gestão da Qualidade do SCM e do SMP Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados - SPV Anatel Brasília/DF Março/2012 Agenda Base Regulatória; GIPAQ; Princípios; Processo

Leia mais

Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama

Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama Fundamentos Prof. Dr. S. Motoyama 1 Tipos de Comunicação - Difusão: Rádio e TV - Pessoa-a-Pessoa: Telefonia - Máquina-a-Máquina: Computadores Difusão: Rádio e TV Receptor Receptor Receptor Transmissor

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer INFORMÁTICA BÁSICA

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer INFORMÁTICA BÁSICA APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer Netscape Navigator;

Leia mais

ADSL BÁSICO ADSL. A sigla ADSL refere-se a: Linha Digital Assimétrica para Assinante.

ADSL BÁSICO ADSL. A sigla ADSL refere-se a: Linha Digital Assimétrica para Assinante. ADSL ADSL A sigla ADSL refere-se a: Linha Digital Assimétrica para Assinante. Trata-se de uma tecnologia que permite a transferência digital de dados em alta velocidade por meio da linha telefônica. É

Leia mais

Implantação de QoS no fone@rnp

Implantação de QoS no fone@rnp III Workshop VoIP Marcel R. Faria & Fábio Okamura Maio 2008 Agenda Introdução Backbone RNP rede Ipê QoS na rede Ipê - Serviço Premium Aplicação no fone@rnp Introdução A fim de atender a crescente demanda

Leia mais

Portal Petronect. Objetivo. Requisitos Mínimos - Hardware

Portal Petronect. Objetivo. Requisitos Mínimos - Hardware Requisitos Mínimos Objetivo Este documento tem como objetivo disponibilizar informações ao fornecedor de modo a auxiliar a utilização do Portal Petronect, tornando a Navegação mais rápida e eficiente Requisitos

Leia mais

GUIA RÁPIDO. DARUMA Viva de um novo jeito

GUIA RÁPIDO. DARUMA Viva de um novo jeito GUIA RÁPIDO DARUMA Viva de um novo jeito Dicas e Soluções para IPA210 Leia atentamente as dicas a seguir para configurar seu IPA210. Siga todos os tópicos para que seja feita a configuração básica para

Leia mais

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1 Descritivo Técnico 16/02/2011 Página 1 1. OBJETIVO O SLAview é um sistema de análise de desempenho de redes IP por meio da monitoração de parâmetros de SLA (Service Level Agreement, ou Acordo de Nível

Leia mais

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 27 de Janeiro de 2006 Exame de 2ª Época A

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 27 de Janeiro de 2006 Exame de 2ª Época A Número: Nome: Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores o Semestre, 27 de Janeiro de 2006 Exame de 2ª Época A Duração: 2,5 horas A prova é sem consulta A prova deve ser

Leia mais

Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet. Capítulo1. Redes de. computadores. computador. e a Internet. es e a Internet

Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet. Capítulo1. Redes de. computadores. computador. e a Internet. es e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo : Capítulo Redes de Redes de computadores computador e a Internet es e a Internet O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros

Leia mais

A sigla ADSL refere-se a: Linha Digital Assimétrica para Assinante.

A sigla ADSL refere-se a: Linha Digital Assimétrica para Assinante. ADSL ADSL A sigla ADSL refere-se a: Linha Digital Assimétrica para Assinante. Trata-se de uma tecnologia que permite a transferência digital de dados em alta velocidade por meio da linha telefônica. É

Leia mais

Codec de vídeo por IP LiveShot Comrex Vídeo por IP ao vivo, sem fio, com baixa latência

Codec de vídeo por IP LiveShot Comrex Vídeo por IP ao vivo, sem fio, com baixa latência Codec de vídeo por IP LiveShot Comrex Vídeo por IP ao vivo, sem fio, com baixa latência Desde 1961, a Comrex produz produtos inovadores que avançam os limites da tecnologia e oferecem às emissoras soluções

Leia mais

Homologação de Clientes de Videoconferência: Roteiro principal

Homologação de Clientes de Videoconferência: Roteiro principal Homologação de Clientes de Videoconferência: Roteiro principal Jean Carlo Faustino Felipe Tocchetto Janeiro de 2009 Este documento apresenta o roteiro de implantação do plano de homologação dos clientes

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

AULA 03 MODELO OSI/ISO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação

AULA 03 MODELO OSI/ISO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação AULA 03 MODELO OSI/ISO Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação INTRODUÇÃO 2 INTRODUÇÃO 3 PROTOCOLOS Protocolo é a regra de comunicação usada pelos dispositivos de uma

Leia mais

Internet Access Quality Monitor. Bruno Pires Ramos Prof. Vasco Soares Prof. Alexandre Fonte

Internet Access Quality Monitor. Bruno Pires Ramos Prof. Vasco Soares Prof. Alexandre Fonte Internet Access Quality Monitor Bruno Pires Ramos Prof. Vasco Soares Prof. Alexandre Fonte Escola Superior de Tecnologia - Maio 2008 2 Índice Objectivos Estado da Arte Sistema IAQM Tecnologias Utilizadas

Leia mais

PTT Fórum 6 Encontro dos Sistemas Autônomos da Internet no Brasil 3 e 4 de dezembro de 2012

PTT Fórum 6 Encontro dos Sistemas Autônomos da Internet no Brasil 3 e 4 de dezembro de 2012 PTT Fórum 6 Encontro dos Sistemas Autônomos da Internet no Brasil 3 e 4 de dezembro de 2012 MILTON KAORU KASHIWAKURA Diretor de Projetos Especiais e de Desenvolvimento NIC.br Sobre o CGI.br e o NIC.br

Leia mais

Unidade Curricular Redes I Prof. Eduardo Maroñas Monks Roteiro de Laboratório Ethernet/Auto-negociação/Largura de Banda

Unidade Curricular Redes I Prof. Eduardo Maroñas Monks Roteiro de Laboratório Ethernet/Auto-negociação/Largura de Banda Unidade Curricular Redes I Prof. Eduardo Maroñas Monks Roteiro de Laboratório Ethernet/Auto-negociação/Largura de Banda Objetivos: Analisar o mecanismo de auto-negociação de conexão Ethernet. Analisar

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO Artigo Científico Curso de Pós-Graduação em Redes e Segurança de Sistemas Instituto

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010

Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Setembro/2007 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 10 milhões de conexões Mauro Peres, Research Director IDC Brasil Copyright

Leia mais

Sumário. 4. Clique no botão Salvar & Aplicar para confirmar as alterações realizadas no. Reiniciar o SIMET- BOX

Sumário. 4. Clique no botão Salvar & Aplicar para confirmar as alterações realizadas no. Reiniciar o SIMET- BOX Manual do usuário Sumário Introdução... 3! Instalar o SIMET-BOX... 4! Primeiro acesso ao SIMET-BOX... 5! Estado Atual... 7! Visão Geral... 7! Gráficos... 8! Rede... 9! Rede sem fio... 9! Ativar rede sem

Leia mais