LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONE: (11) SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONE: (11) 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250"

Transcrição

1 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONE: (11) SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: SISTEMA HCS 2005 PROTOCOLO DE COMUNICAÇÃO (Baseado no Guarita Vr5.0x Última modificação: 09/03/2009) INFORMAÇÕES INICIAIS O Módulo Guarita possui entre outras funções a comunicação com o computador, permitindo assim a execução de várias tarefas sem necessitar operação direta com o Guarita. A comunicação entre este e o computador é feita através de um Cabo de Comunicação, que é conectado em uma de suas extremidades na Porta Serial do computador (padrão DB9), e a outra no próprio Módulo Guarita (conector PC-RS232, 3 vias): Caso o computador não possua uma porta serial livre, pode-se utilizar um Conversor USB/Serial, encontrado facilmente em lojas de informática. Cada comando utilizado é formado por frame de bytes, e cada byte tem sua interpretação, assim como cada frame tem sua quantidade de bytes variada. A função do computador é enviar esse frame ao Guarita e aguardar uma resposta, para então interpretá-la e exibi-la de forma correta para o usuário final. Caso o frame enviado ao Guarita seja incorreto, o mesmo não responderá, cabendo ao programador lidar com essa situação, implementando timeouts, por exemplo. A taxa de transmissão padrão utilizada para a comunicação é de bps (baudrate), sem paridade, 8 bits de dados por byte, e 1 bit de parada (stop bit). Cada byte do frame deverá ser enviado num intervalo mínimo de 1 ms e máximo de 6 ms. A taxa de transmissão pode ser configurada no Módulo Guarita também para 9600 bps e bps. Para garantir a integridade do frame, o último byte sempre será um checksum, indicado neste protocolo por <CS>, e corresponde a soma dos bytes anteriores do frame. Esse byte, em hexadecimal, assume valor máximo igual a FFh. Logo, se a soma exceder esse valor, deve-se considerar apenas os dois nibbles menos significativos do byte. Exemplo: a soma de certos bytes resultou em 145h, logo o byte <CS> será apenas 45h. Também é possível efetuar a leitura direta das informações armazenadas pela Memória Externa, quando conectada ao Módulo Guarita. Neste caso, o frame de comando terá um byte identificado como <indexador>, que assume os valores 00 para leitura da Memória Interna, ou 01 a 08, relativos aos 8 bancos da Memória Externa respectivamente. Caso o byte assuma um dos valores não nulos e a Memória Externa não esteja conectada, o Módulo irá devolver uma resposta padrão para o comando utilizado (00 + <comando> + CS).

2 2 ÍNDICE DE COMANDOS COMANDOS PARA CONFIGURAÇÕES Escrever Identificação (Linha 2) Escrever Identificação (Linha 3) Ler Identificação Programar Módulo Guarita Ler Programação do Módulo Guarita Alterar Data e Hora Ler Data e Hora Acionar Saídas (Relés) Gravar Labels (Progressivo) Ler Labels (Progressivo)... 4 COMANDOS PARA MANIPULAÇÃO DE CONTROLES Ler Número de Controles/TAGs/Cartões Ler Controles/TAGs/Cartões (Backup Módulo Guarita ao PC Progressivo) Enviar Controles/TAGs/Cartões (Restore PC ao Módulo Guarita Progressivo) Cadastrar Controles/TAGs/Cartões Apagar Controles/TAGs/Cartões Ler Controle Específico Editar Controles/TAGs/Cartões Atualizar Receptores... 6 COMANDOS PARA MANIPULAÇÃO DE EVENTOS Ler Número de Eventos Ler Eventos (Progressivo) Enviar Automaticamente o Evento Ler Último Evento com Apagamento Automático Apagar Todos os Eventos Apagar Evento Atual... 8 OUTROS COMANDOS Reset Remoto Ler Estado das Entradas Digitais (Módulo Passagem) Ler Pacote de Eventos Ler Pacote de Controles/TAGs/Cartões Enviar Automaticamente Pacote de Eventos Ler Pacote de Labels Ler versão do Módulo Guarita... 9 EXEMPLOS DE FRAMES... 10

3 3 COMANDOS PARA CONFIGURAÇÕES Os comandos abaixo são relativos às configurações de funcionamento e visualização do Módulo Guarita. 1. Escrever Identificação (Linha 2) Altera o texto da Linha 2 no LCD do Módulo Guarita <20 caracteres em ASCII> + <CS> Escrever Identificação (Linha 3) Altera o texto da Linha 3 no LCD do Módulo Guarita <20 caracteres em ASCII> + <CS> Ler Identificação Permite a leitura da Linha 2 e Linha 3 do LCD <indexador> + <CS> <indexador> + <40 caracteres em ASCII> + <CS> 4. Programar Módulo Guarita Permite a alteração da parametrização do Módulo Guarita <num. andares> + <num. aptos. por andar> + <num. blocos> + <tempo teclas> + <flag setup 1> + <num_logs> + <tempo_logs> + <conta atualizações> + <tempo desp. porteiro> + <início desp. porteiro> + <fim desp. porteiro> + <relé desp. porteiro> + <relé pânico> + <porta serial> + <função tecla 1> + <função tecla 2> + <função tecla 3> + <função tecla 4> + <função tecla 5> + <função tecla 6> + <CS> Ler Programação do Módulo Guarita Permite a visualização da parametrização do Módulo Guarita ou da Memória Externa A + <indexador> + <CS> A + <indexador> + <num. andares> + <num. aptos. por andar> + <num. blocos> + <tempo teclas> + <flag setup 1> + <num_logs> + <tempo_logs> + <conta atualizações> + <tempo desp. porteiro> + <início desp. porteiro> + <fim desp. porteiro> + <relé desp. porteiro> + <relé pânico> + <porta serial> + <função tecla 1> + <função tecla 2> + <função tecla 3> + <função tecla 4> + <função tecla 5> + <função tecla 6> + <CS> Onde: <num. andares> De 0 a 99 andares (00h a 63h) <num. aptos. por andar> De 0 a 99 aptos. por andar (00h a 63h) <num. blocos> Bloco A a Bloco P (00h a 0Fh) <tempo teclas> Temporização das Teclas: 00h = Desligado; 01h a 63h = 1 a 99 seg. Bit 7 e 6: Filtro de Eventos Externos (00 = Nível 1; 01 = Nível 2; 11 = Nível 3) Bit 5: Botão de Pânico (0 = B3 e B4; 1 = B4) Bit 4: Pânico (0 = Desligado; 1 = Ligado) <flag setup 1> Bit 3: Vago Bit 2: Vago Bit 1: Desperta-Porteiro Silencioso (0 = Desligado; 1 = Ligado) Bit 0: Pânico Silencioso (0 = Desligado; 1 = Ligado) <num_logs> Quantidade de eventos a acumular: 00h = OFF / 01h a 32h = 1 a 50 <tempo_logs> Tempo em min. para enviar acumulados: 00h = OFF / 01 a 63 = 1 a 99 min. <conta atualizações> Este byte não deve ser alterado. Manter valor anterior. <tempo desp. porteiro> 00h = Desabilitado; 0Fh = 15 min; 1Eh = 30 min; 2Dh = 45 min <início desp. porteiro> 0 horas a 23 horas (00h a 23h) <fim desp. porteiro> 0 horas a 23 horas (00h a 23h) <relé desp. porteiro> 0 seg. a 30 seg. (00h a 1Eh) <relé pânico> 0 seg. a 30 seg. (00h a 1Eh) <porta serial> 00h = 9600 bps; 01h = bps; 02h = bps Bit 7 e 6: Tipo do Dispositivo (00 = Rec. RF; 01 = Rec. TAG; 10 = Módulo Passagem; 11 = <função tecla 1 a 6> Rec. Cartão) Bit 5, 4 e 3: Número do Dispositivo (000 = 1 a 111 = 8)

4 4 Bit 2, 1 e 0: Saída (001 = 1 a 100 = 4) Se bits 2, 1 e 0 iguais a 000, tecla configurada para NENHUM (desabilitada). 6. Alterar Data e Hora Altera a data e a hora exibidas pelo Módulo Guarita B + <dia> + <mês> + <ano> + <hora> + <minutos> + <segundos> + <CS> Frame Guarita B + 0B 7. Ler Data e Hora Permite a visualização da Data e da Hora atuais C + 0C C + <dia> + <mês> + <ano> + <hora> + <minutos> + <segundos> + <CS> 8. Acionar Saídas (Relés) Permite acionar os relés dos dispositivos conectados ao Módulo Guarita D + <tipo dispositivo> + <num. dispositivo> + <saída> + <CS> Não retorna resposta Onde: <tipo dispositivo> Rec. RF (00h), Rec. TAG (01h), Mod. Passagem (02h), Rec. Cartão (03h) <num. dispositivo> 1 a 8 (00h a 07h) <saída> Saída 1 a 4 (01h a 04h) dos Receptores ou Módulo Passagem 9. Gravar Labels (Progressivo) Possibilita a programação dos 64 labels de identificação disponíveis no Módulo Guarita <frame label> + <CS> 00h = Guarita recebeu, envie o próximo frame. 10. Ler Labels (Progressivo) Efetua a leitura dos 64 labels de identificação do Módulo Guarita ou da Memória Externa <indexador> + <CS> <indexador> + <frame label> + <CS> Após o recebimento da resposta, o Módulo Guarita aguarda, durante 5 segundos, um byte confirmando o recebimento pelo computador para enviar, assim, o próximo frame de label: 00h Computador recebeu, envie o próximo frame. FFh Computador não recebeu, envie o mesmo frame. Onde: Dados <frame label> (8 caracteres ASCII) Nome para Receptor RF (1 a 8) 1 a 8 Nome para Saídas (1 a 3) do Receptor RF 1 9 a 11 Nome para Saídas (1 a 3) do Receptor RF 2 12 a 14 Nome para Saídas (1 a 3) do Receptor RF 3 15 a 17 Nome para Saídas (1 a 3) do Receptor RF 4 18 a 20 Nome para Saídas (1 a 3) do Receptor RF 5 21 a 23 Nome para Saídas (1 a 3) do Receptor RF 6 24 a 26 Nome para Saídas (1 a 3) do Receptor RF 7 27 a 29 Nome para Saídas (1 a 3) do Receptor RF 8 30 a 32 Nome para Rec. Cartão (1 a 8) 33 a 40 Nome para Blocos (A a P) 41 a 56 Nome para Rec. TAG (1 a 8) 57 a 64

5 5 COMANDOS PARA MANIPULAÇÃO DE CONTROLES Os comandos abaixo são utilizados para leitura e alteração das informações de Controles RF, TAGs e Cartões armazenados pelo Módulo Guarita, ou por uma Memória Externa. 11. Ler Número de Controles/TAGs/Cartões Envia a quantidade de controles cadastrados no Módulo Guarita, ou armazenados na Memória Externa <indexador> + <CS> <indexador> + <num. high> + <num. low> + <CS> Onde <num. high> e <num. low> são respectivamente o byte mais significativo e menos significativo da informação. Basta concatená-los para obter a quantidade de controles (4 bytes). 12. Ler Controles/TAGs/Cartões (Backup Módulo Guarita ao PC Progressivo) Envia ao computador o frame de controle, contendo as informações de cadastro deste E + <indexador> + <CS> E + <indexador> + <frame controle> + <CS> Após o recebimento da resposta, o Módulo Guarita aguarda, durante 5 segundos, um byte confirmando o recebimento pelo computador para enviar, assim, o próximo frame de controle: 00h Computador recebeu, envie o próximo frame. FFh Computador não recebeu, envie o mesmo frame. 13. Enviar Controles/TAGs/Cartões (Restore PC ao Módulo Guarita Progressivo) Executa o processo inverso ao Backup, enviando o frame de controle ao Módulo Guarita. Note que nesta operação, os Controles/TAGs/Cartões atualmente cadastrados no Módulo serão substituídos pelos frames restaurados! F + <frame controle> + <CS> 00h = Guarita recebeu, envie o próximo frame Para garantir que todos os frames foram restaurados com sucesso, o computador deverá enviar, ao final de todos os frames de controle, um frame nulo (todos os 32 bytes com FFh). O frame de controle, ou <frame controle>, é formado por 32 bytes: 01 Nibble Alto - Tipo de controle (0 = Apagado; 1 = RF; 2 = TAG; 3 = Cartão) Nibble Baixo - Dígito 1 do Número de Série 02 Dígitos 2 e 3 do Número de Série 03 Dígitos 4 e 5 do Número de Série 04 Dígitos 6 e 7 do Número de Série 05 Parte Alta do Contador de Acionamentos 06 Parte Baixa do Contador de Acionamentos 07 0 a 99 andares (00h a 63h) 08 Bit 7: Dígitos de Apartamento (0 = 1 Dígito; 1 = 2 Dígitos) Bit 6 a 0: 0 a 99 apartamentos ( a ) 09 Nibble Alto - Bloco A a P (0h a Fh) Nibble Baixo - Vago 10 Receptores onde o controle RF irá funcionar. Bit 7 a 0: Receptor RF 8 a 1 (0 = Não cadastrado; 1 = Cadastrado) 11 Rec. TAG ou Rec. Cartão onde o TAG ou Cartão irá funcionar. Bit 7 a 0: Rec. TAG/Cartão 8 a 1 (0 = Não cadastrado; 1 = Cadastrado) 12 a Caracteres em ASCII (Identificação do Controle) 32 Nibble Alto Última saída acionada (1 a 4 = RF / 1 a 2 = TAG e Cartão) Nibble Baixo - Status da bateria (0 a F = Boa a Ruim) 14. Cadastrar Controles/TAGs/Cartões Cadastra um controle no Módulo Guarita <frame controle> + <CS> <resultado> + <CS> Onde o byte <resultado> retorna: 00h (Cadastrado com sucesso), 01h (Memória cheia), 02h (Controle já aprendido) e 03h (Controle fora da parametrização). Dica: Para o cadastramento de controles são necessários, principalmente, o número de série e o valor do contador de acionamentos do mesmo. Essas informações podem ser obtidas na tela do próprio Módulo Guarita (quando em Modo de Programação), ou ainda através de um frame específico que é enviado ao computador, quando também em Modo de Programação.

6 Vire a chave de programação do Módulo, pressione ENTER para entrar no menu principal e selecione a opção P01 - Grava. Selecione uma das opções (Tx, TAG ou Cartão) e siga a orientação mostrada. Um frame de 8 bytes será enviado ao PC: 01 Nibble Alto: 0 - Vago Nibble Baixo: Dígito 1 do Número de Série 02 Dígito 2 e 3 do Número de Série 03 Dígito 4 e 5 do Número de Série 04 Dígito 6 e 7 do Número de Série 05 Parte Alta do Contador de Acionamentos 06 Parte Baixa do Contador de Acionamentos Bit 7 a 4: Tipo de controle (0001 = Controle RF; 0010 = Controle TAG; 0011 = Controle Cartão) 07 Bit 3: Estado da bateria (0 = Boa; 1 = Fraca) Bit 2, 1 e 0: Botão acionado (001 = B1; 010 = B2; 011 = B3; 100 = B4) 08 Checksum Apagar Controles/TAGs/Cartões Remove um controle específico do Módulo Guarita <SA> + <SB> + <SC> + <SD> + <CS> <resultado> + <CS> Onde: <SA> <SB> <SC> <SD> <Resultado> Identificação Nibble Alto: 0 - Vago Nibble Baixo: Dígito 1 do Número de Série Dígito 2 e 3 do Número de Série Dígito 4 e 5 do Número de Série Dígito 6 e 7 do Número de Série 00h = Apagado com sucesso; 01h = Controle não encontrado; 02h = Falha 16. Ler Controle Específico Efetua a leitura das informações de um controle específico B + <SA> + <SB> + <SC> + <SD> + <CS> B + <frame controle> + <CS> Caso o controle não seja encontrado, o <frame controle> conterá apenas um byte zerado (FFh). 17. Editar Controles/TAGs/Cartões Altera as informações de um controle já cadastrado C + <frame controle> + <CS> C + <resultado> + <CS> Onde o byte <resultado> retorna: 00h (Controle alterado), 01h (Controle não encontrado) e 02h (Controle fora da parametrização) 18. Atualizar Receptores Solicita a atualização da memória dos Receptores D + 1D D + 1D

7 7 COMANDOS PARA MANIPULAÇÃO DE EVENTOS Os comandos abaixo são utilizados para leitura dos eventos armazenados no Módulo Guarita ou na Memória Externa. 19. Ler Número de Eventos Retorna a quantidade de eventos armazenados no Módulo Guarita ou na Memória Externa <indexador> + <CS> <indexador> + <num. high> + <num. low> + <CS> Onde <num. high> e <num. low> são respectivamente, o byte mais significativo e menos significativo da informação. Basta concatená-los para obter a quantidade de eventos (4 bytes). 20. Ler Eventos (Progressivo) Envia ao computador o frame de evento armazenado no Módulo Guarita ou na Memória Externa <indexador> + <CS> <indexador> + <frame evento> + <CS> Após o recebimento da resposta, o Módulo Guarita aguarda, durante 5 segundos, um byte confirmando o recebimento pelo computador para enviar, assim, o próximo frame de evento: 00h Computador recebeu, envie o próximo frame. FFh Computador não recebeu, envie o mesmo frame. O <frame evento> é formado por 16 bytes: Nibble Alto: Tipo de Evento 0 = Controle Acionado (Controle RF, TAG ou Cartão) 1 = Evento de Passagem (Módulo Passagem) 2 = Módulo Guarita Ligado 3 = Desperta-Porteiro 4 = Mudança da Programação do Guarita 5 = Acionamento das Teclas do Guarita 6 = Vago 01 7 = Vago 8 = Tentativa de Clonagem 9 = Pânico A = Estado das Entradas Digitais (Módulo Passagem) B = Restore Efetuado C = TAG sem Vaga D = Backup Automático Realizado E = Backup Manual Realizado Nibble Baixo: Dígito 1 do Número de Série 02 Dígito 2 e 3 do Número de Série 03 Dígito 4 e 5 do Número de Série 04 Dígito 6 e 7 do Número de Série 05 : 06 : 07 Hora : Minuto : Segundos 08 / 09 / 10 Dia / Mês / Ano Nibble Alto: Tipo de Dispositivo 0 = Receptor RF 1 = Receptor TAG 11 2 = Módulo Passagem 3 = Receptor Cartão Nibble Baixo: Número do Dispositivo 1 a 8 (0 a 7) 12 Andar Bit 7: Dígitos de Apartamento (0 = 1 Dígito; 1 = 2 Dígitos) 13 Bit 6 a 0: Apartamento Nibble Alto: Bloco A a P (0 a F) Nibble Baixo: 14 Bit 3: Estado da Bateria (0 = Boa; 1 = Fraca) Bit 2: Vago Bit 1 e 0: Botão acionado (01 = B1; 02 = B2; 11 = B3; 00 = B4) Nibble Alto: Tipo de controle (0 = Apagado; 1 = Controle RF; 2 = TAG; 3 = Cartão) 15 Nibble Baixo: Saída acionada (1 a 4) ou Evento de Passagem (Módulo Passagem) ou Estado das Entradas Digitais (Módulo Passagem) Tempo de Passagem (00h a FFh) x 10 ms, se Tipo de Evento = 1 16 Pânico ou Desperta-Porteiro não atendido (FFh), se Tipo de Evento = 3 ou 9

8 21. Enviar Automaticamente o Evento Quando ocorre um acionamento ou outro evento com o Módulo Guarita, este envia automaticamente para o computador o frame de evento, constituindo assim, um evento em tempo real. Não necessário <frame evento> + <CS> Ler Último Evento com Apagamento Automático Nesta opção, é possível receber o último evento e apagá-lo automaticamente, evitando que o mesmo seja armazenado na memória do Módulo Guarita <frame evento> + <CS> 23. Apagar Todos os Eventos Apaga todos os eventos armazenados no Módulo Guarita Obs.: Dependendo da quantidade de eventos a serem apagados, o Módulo poderá demorar para enviar a resposta. 24. Apagar Evento Atual Apaga o último evento ocorrido (atual) e salvo no Módulo Guarita

9 9 OUTROS COMANDOS 25. Reset Remoto Efetua a função da tecla Reset presente no Módulo Guarita Ler Estado das Entradas Digitais (Módulo Passagem) Solicita a situação das 4 entradas digitais presentes no Módulo Passagem, quando conectado ao Módulo Guarita <num. passagem> + <CS> <estado> + <CS> Onde <num. passagem> varia de 00h a 07h e corresponde ao número do Módulo Passagem na rede CAN (1 a 8). Como Resposta, será enviado: <estado> Nibble Alto: Vago (0) Nibble Baixo: Estado das entradas Bit 3: Entrada Digital 4 (0 = Desligado; 1 = Ligado) Bit 2: Entrada Digital 3 (0 = Desligado; 1 = Ligado) Bit 1: Entrada Digital 2 (0 = Desligado; 1 = Ligado) Bit 0: Entrada Digital 1 (0 = Desligado; 1 = Ligado) 27. Ler Pacote de Eventos Envia ao computador pacotes com 50 frames de evento, otimizando o processo de leitura F F 50 x [00 + 1F <frame evento> + <CS>] Após o recebimento do pacote, o Módulo Guarita aguarda, durante 15 segundos, um byte confirmando o recebimento pelo computador para enviar, assim, o próximo pacote: 00h Computador recebeu, envie o próximo pacote. FFh Computador não recebeu, envie o mesmo pacote. 28. Ler Pacote de Controles/TAGs/Cartões Envia ao computador pacotes com 27 frames de controle, otimizando o processo de leitura x [ <frame controle> + <CS>] Após o recebimento do pacote, o Módulo Guarita aguarda, durante 15 segundos, um byte confirmando o recebimento pelo computador para enviar, assim, o próximo pacote: 00h Computador recebeu, envie o próximo pacote. FFh Computador não recebeu, envie o mesmo pacote. 29. Enviar Automaticamente Pacote de Eventos Envia automaticamente ao computador os últimos eventos gerados, em quantidade ou tempo específico. Não necessário Y x [ <frame evento> + <CS>] O parâmetro Y de repetição do frame depende da configuração de envio do Módulo Guarita, que pode ser: 1 a 50 Número de eventos a acumular. 1 a 99 Tempo de envio dos pacotes, em minutos. 30. Ler Pacote de Labels Envia ao computador um pacote com os 64 frames de label x [ <frame label> + <CS>] 31. Ler versão do Módulo Guarita Envia ao computador a versão do hardware do Módulo Guarita <versao1> + <versao2> + <release> + <build> + <cs> Os bytes <versao1>, <versao2>, <release> e <build> encontram-se em ASCII.

10 10 EXEMPLOS DE FRAMES Abaixo seguem alguns exemplos de frames em hexadecimal, para familiarização com os comandos. Ler Identificação (Memória Interna) P C 49 4E R D A Onde os 40 bytes em ASCII representam: Linha 2 : LINEAR HCS Linha 3 : SISTEMA HCS 2008 Ler Data e Hora P R 00 0C 0C 00 0C A Data : 09/01/08 Hora : 11:33:18 Acionar Saídas (Relés) P 00 0D E R - Aciona a Saída 1 (Relé 1) do Receptor RF 1. Ler Número de Eventos (Memória Interna) Ler versão do Módulo Guarita P R D1 DD Quantidade de eventos: 1745 P R B 28 Versão: k ou Versão: 5.02k (conforme display do Módulo Guarita) Frame de Controle (<frame controle>) Tradução: AB F 6E F 6C C Item Descrição Tipo de Dispositivo Controle RF Número de Série 40050AB Contador de Acionamentos 0281 (ou 614 em decimal) Andar 24 Apartamento 02 (dois dígitos de apartamento) Bloco A Cadastrado no Receptor RF? Sim, Receptor RF 1 Cadastrado no Receptor TAG ou Cartão? Não Identificação Controle 4 teclas (em ASCII) Último botão acionado Botão 2 Status da bateria Boa

11 11 Frame de Evento (<frame evento>) Tradução: AB Item Descrição Tipo de Eventos Controle acionado Número de Série 40050AB Hora do Evento 12:04:54 Data do Evento 09/01/08 Dispositivo Acionado Receptor RF 1 Andar 24 Apartamento 02 (dois dígitos de apartamento) Bloco A Bateria Boa Botão Acionado Botão 1 Tipo do Dispositivo Controle RF Saída Acionada Saída 1 (Relé 1)

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE : 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE : 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 1 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE : 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 O Sistema HCS 2000 é composto por: PROTOCOLO DE COMUNICAÇÃO SISTEMA HCS 2000 v6.x Receptores: dispositivos

Leia mais

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Atualizado em 13/11/06

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Atualizado em 13/11/06 LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Atualizado em 13/11/06 MANUAL DE PROGRAMAÇÃO DO MÓDULO GUARITA HCS 2005 - Versão 4.04 Bem vindo ao guia rápido

Leia mais

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 TELEFONE: (11) 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL SÃO PAULO CEP: 09530-250

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 TELEFONE: (11) 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL SÃO PAULO CEP: 09530-250 LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 TELEFONE: (11) 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL SÃO PAULO CEP: 09530-250 1 SOFTWARE HCS 2005 - VERSÃO 4.5 (Compatível com Guarita Vr4.03 ou superior) Recomendações Iniciais Para

Leia mais

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONES: (11) 2823-8800 / (11) 4226-3535 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONES: (11) 2823-8800 / (11) 4226-3535 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267/269 - TELEFONES: (11) 2823-8800 / (11) 4226-3535 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Sistema HCS 2010 Protocolo de Comunicação ( Baseado no Guarita Vr8.102p - Última

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 Recomendações Iniciais SOFTWARE HCS 2005 - VERSÃO 4.2 (Compatível com Guarita Vr4.03 e Vr4.04) Para

Leia mais

Indicador de pesagem. WT3000-I-Plus. Manual Técnico. Versão 04, Revisão 05. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem

Indicador de pesagem. WT3000-I-Plus. Manual Técnico. Versão 04, Revisão 05. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Indicador de pesagem Manual Técnico Versão 04, Revisão 05 Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Obrigado por escolher a WEIGHTECH! Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você

Leia mais

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DOS AMPLIFICADORES MR 4.50D-XT MR 6.50D-XT MR 6.80-XT Rev. 2.3 de 29/01/2014

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DOS AMPLIFICADORES MR 4.50D-XT MR 6.50D-XT MR 6.80-XT Rev. 2.3 de 29/01/2014 PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DOS AMPLIFICADORES MR 4.50D-XT MR 6.50D-XT MR 6.80-XT Rev. 2.3 de 29/01/2014 Introdução: Este programa permite o gerenciamento dos amplificadores MR 4.50D-XT MR 6.50D-XT MR 6.80-XT

Leia mais

Indicador de pesagem. WT3000-I-Pro. Manual Técnico. v02; r01. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem

Indicador de pesagem. WT3000-I-Pro. Manual Técnico. v02; r01. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Indicador de pesagem WT3000-I-Pro Manual Técnico v02; r01 Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Obrigado por escolher a WEIGHTECH! Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você

Leia mais

Indicador de pesagem. WT3000-I-Plus. Manual Técnico. Versão 03. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem

Indicador de pesagem. WT3000-I-Plus. Manual Técnico. Versão 03. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Indicador de pesagem Manual Técnico Versão 03 Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Obrigado por escolher a WEIGHTECH! Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você contará com

Leia mais

Manual MifareUSB/Serial

Manual MifareUSB/Serial Manual MifareUSB/Serial 08/2012 V2.6 Manual MifareUSB/Serial Este manual descreve as conexões de hardware e os comandos para leitura, escrita e configurações para os leitores/gravadores de cartão Mifare

Leia mais

Soluções Globais em Sistemas de Pesagem. Indicador de pesagem WT1000-LED. Manual Técnico. Versão A12-03

Soluções Globais em Sistemas de Pesagem. Indicador de pesagem WT1000-LED. Manual Técnico. Versão A12-03 Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Indicador de pesagem WT1000-LED Manual Técnico Versão A12-03 ÍNDICE 1 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS... 4 2 RECOMENDAÇÕES GERAIS... 4 3 FUNÇÕES DAS TECLAS... 5 4 OPERAÇÃO...

Leia mais

Eletrônica Industria e Comércio Ltda www.amcp.com.br

Eletrônica Industria e Comércio Ltda www.amcp.com.br Ligação a Microcomputador Ver. 2.0 de 07/11/2011 O DIM4 pode ser muito mais facilmente programado através de um programa em microcomputador. Para tanto é necessário uma interface USB-TTL como a figura

Leia mais

Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP)

Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP) Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP) Gradual Tecnologia Ltda. Manual do Conversor RS-232 Ethernet 1 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS DO APARELHO... 3 DESCRIÇÃO:... 3 CARACTERÍSTICAS MECÂNICAS:... 3 PINAGEM... 4

Leia mais

Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você contará

Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você contará Obrigado por escolher a LIBRACOM! Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você contará com uma equipe de suporte ágil, dinâmica e diferenciada para resolver todos os problemas que

Leia mais

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 A partir da versão 9.0 (BETA 3) do Software HCS 2010 é possível monitorar e gerenciar as biometrias

Leia mais

OPL9815 Inventário Configurável

OPL9815 Inventário Configurável OPL9815 Inventário Configurável Versão: PXOINCG (OPL9815) 30/09/2015: Revisão 01 Opticon Latin America Versão: INCG - Página 1 1. Funcionalidades... 3 2. Teclas... 3 3. Estrutura de Menus... 4 3. 1. Coleta...

Leia mais

CAPÍTULO 6 COMUNICAÇÃO SERIAL

CAPÍTULO 6 COMUNICAÇÃO SERIAL CAPÍTULO 6 COMUNICAÇÃO SERIAL DEIXADO INTENCIONALMENTE EM BRANCO ÌNDICE 1 COMUNICAÇÃO SERIAL... 5 1.1 - Enviar um arquivo do Proteo... 6 1.2 - Receber um arquivo No Proteo... 9 1.3 - Verificando resultados

Leia mais

Manual de Operação e Instalação. Microterminal TCP/IP MT740. versão 1.0

Manual de Operação e Instalação. Microterminal TCP/IP MT740. versão 1.0 Manual de Instalação e Operação MT740 1/16 Manual de Operação e Instalação Microterminal TCP/IP MT740 versão 1.0 Manual de Instalação e Operação MT740 2/16 Índice Descrição 3 Reconhecendo o Terminal 5

Leia mais

Módulo Guarita 2010. Controle de Acesso para Condomínios. Módulo Guarita 2010 Controle de Acesso para Condomínios 05/02/15. Apresentação do Produto

Módulo Guarita 2010. Controle de Acesso para Condomínios. Módulo Guarita 2010 Controle de Acesso para Condomínios 05/02/15. Apresentação do Produto 05/02/15 Módulo Guarita 2010 Apresentação do Produto O Módulo Guarita 2010 é um equipamento desenvolvido para gerenciar o controle de acesso em condomínios residenciais ou comerciais junto aos receptores

Leia mais

Procedimento de. Diagnóstico e Configuração CP-3000. CPU - 3A/E e 4A/E PROCESSADORES DE REDE INTERFACES DE REDE

Procedimento de. Diagnóstico e Configuração CP-3000. CPU - 3A/E e 4A/E PROCESSADORES DE REDE INTERFACES DE REDE Procedimento de Diagnóstico e Configuração CP-3000 CPU - 3A/E e 4A/E PROCESSADORES DE REDE INTERFACES DE REDE Elaboração: Alfasistema Engenharia Autor: Engº Rodney P. Santos Revisão 1.1 Ano: 2005 I. DIAGNÓSTICO

Leia mais

Módulo Guarita 2010. Controle de Acesso para Condomínios. Módulo Guarita 2010 Controle de Acesso para Condomínios / 06/06/14. Apresentação do Produto

Módulo Guarita 2010. Controle de Acesso para Condomínios. Módulo Guarita 2010 Controle de Acesso para Condomínios / 06/06/14. Apresentação do Produto / 06/06/14 Módulo Guarita 2010 Apresentação do Produto O Módulo Guarita 2010 é um equipamento desenvolvido para gerenciar o controle de acesso em condomínios residenciais ou comerciais junto aos receptores

Leia mais

3.2 DIMENSÕES PLACA IHM: * Peso aproximado: 205g. * Dimensões para fixação na parte interna da parede: 120,8x120, 8x5,2 mm.

3.2 DIMENSÕES PLACA IHM: * Peso aproximado: 205g. * Dimensões para fixação na parte interna da parede: 120,8x120, 8x5,2 mm. 3. ESPECIFICAÇÕES 4.1 MODO DE OPERAÇÃO 3.1 GERAIS * Displays touchscreen; * Controle de dia e hora via RTC (Real-Time Clock), com bateria interna; * Duas agendas com memória para até 56 eventos (liga/desliga)

Leia mais

Manual da Comunicação Profibus DP

Manual da Comunicação Profibus DP Manual da Comunicação Profibus DP Relé Inteligente Série: SRW 01 Versão de Software: V1.3X Idioma: Português Documento: 10000089150 / 00 04/2008 Sumário SOBRE O MANUAL...5 1 A REDE PROFIBUS DP...6 1.1

Leia mais

FAÇA FÁCIL: DRIVER IGS PARA COMUNICAÇÃO DE PROTOCOLOS PROPRIETÁRIOS INTRODUÇÃO

FAÇA FÁCIL: DRIVER IGS PARA COMUNICAÇÃO DE PROTOCOLOS PROPRIETÁRIOS INTRODUÇÃO FAÇA FÁCIL: DRIVER IGS PARA COMUNICAÇÃO DE PROTOCOLOS PROPRIETÁRIOS INTRODUÇÃO O Driver IGS possui um módulo de configuração que possibilita a comunicação com protocolos proprietários. Trata-se do Driver

Leia mais

Ligação da rede elétrica 19. Visão lateral fonte. Rede (100 ~240 Vac) 60 Hz. Neutro (Azul Claro 1,5 mm 2 ) Fase (Preto 1,5 mm 2 ) Visão frontal

Ligação da rede elétrica 19. Visão lateral fonte. Rede (100 ~240 Vac) 60 Hz. Neutro (Azul Claro 1,5 mm 2 ) Fase (Preto 1,5 mm 2 ) Visão frontal Ligação da rede elétrica A ligação com a rede elétrica é feita diretamente no módulo placa do carregador e conexões INC 2000, conforme a figura a seguir: Visão lateral fonte Terra (Verde 1,5 mm 2 ) Visão

Leia mais

Nota de Aplicação. Comunicação entre Vijeo Citect e duas CPU s 6006.06 através de um gateway Serial/Ethernet. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.

Nota de Aplicação. Comunicação entre Vijeo Citect e duas CPU s 6006.06 através de um gateway Serial/Ethernet. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1. Nota de Aplicação Comunicação entre Vijeo Citect e duas CPU s 6006.06 através de um gateway Serial/Ethernet. Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Arquitetura utilizada 2 Configuração do A1 para o controlador

Leia mais

Dedicado. V 3.20 Jul09 r2.00

Dedicado. V 3.20 Jul09 r2.00 Dedicado V 3.20 Jul09 r2.00 Índice Apresentação...2 Instalação...2 Esquema de Ligação...3 Operação...4 Terminal...5 Funções de Programação...6 [007 a 011] Programação da Entrada (Setor Interno)...6 Função

Leia mais

1. INTRODUÇÃO... 4. 1.1 Facilidade de uso... 5 1.2 Confiança... 5 2. ESPECIFICAÇÕES... 6 3. IDENTIFICAÇÃO DAS CONEXÕES DO GUARITA IP...

1. INTRODUÇÃO... 4. 1.1 Facilidade de uso... 5 1.2 Confiança... 5 2. ESPECIFICAÇÕES... 6 3. IDENTIFICAÇÃO DAS CONEXÕES DO GUARITA IP... Equipamento: Guarita IP Aplicação: Controle de Acesso para Condomínios Documentação: Guia de Instalação e Programação Vr.1.0 Versão: FW Vr.A.101h / HW Vr.368 Data: 22/09/2015 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 4

Leia mais

INSTALAÇÃO MICROTERMINAL FIT BASIC BEMATECH

INSTALAÇÃO MICROTERMINAL FIT BASIC BEMATECH INSTALAÇÃO MICROTERMINAL FIT BASIC BEMATECH Objetivo Este documento tem como finalidade descrever o processo de instalação e configuração do Microterminal Fit Basic - Bematech. Instalação do Microterminal

Leia mais

Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204

Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204 Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204 Versão: 01.2013 SUMÁRIO Introdução... 3 Instalação... 4 Configuração... 4 O software... 5 Número da Receptora... 6 Aviso Sonoro... 7 Hora... 8 Data... 8 Tipo

Leia mais

ABB Automação. 13.82kV 119.4kA. 13.81kV 121.3kA. 13.85kV 120.2kA IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO

ABB Automação. 13.82kV 119.4kA. 13.81kV 121.3kA. 13.85kV 120.2kA IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO 13.82kV 119.4kA 13.81kV 121.3kA 13.85kV 120.2kA Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Protocolo de comunicação Modbus RTU Dimensional ABB

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

DeviceNet Drive Profile CFW-09

DeviceNet Drive Profile CFW-09 Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas DeviceNet Drive Profile CFW09 Manual da Comunicação Manual da Comunicação DeviceNet Drive Profile Série: CFW09 Idioma: Português Versão de Software:

Leia mais

Notas de Aplicação. Interface Controlador HI com Leitor de Código de Barras. HI Tecnologia. Documento de acesso público

Notas de Aplicação. Interface Controlador HI com Leitor de Código de Barras. HI Tecnologia. Documento de acesso público Notas de Aplicação Interface Controlador HI com Leitor de Código de Barras HI Tecnologia Documento de acesso público ENA.00029 Versão 1.01 agosto-2006 HI Tecnologia Interface Controlador HI com Leitor

Leia mais

Manual de utilização do módulo NSE METH 3E4RL

Manual de utilização do módulo NSE METH 3E4RL INSTALAÇÃO 1 - Baixe o arquivo Software Configurador Ethernet disponível para download em www.nse.com.br/downloads-manuais e descompacte-o em qualquer pasta de sua preferência. 2 - Conecte a fonte 12Vcc/1A

Leia mais

Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2.

Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2. Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2. Interface megadmx SA Firmware versão 1, 2 e 3 / software megadmx 2.000 (Windows/MAC

Leia mais

Software RedeMB5 Manual do Usuário (Ver. 2)

Software RedeMB5 Manual do Usuário (Ver. 2) Manual do Usuário (Ver. 2) 1. Introdução O software RedeMB5 é uma ferramenta que permite monitorar em tempo real 247 medidores de energia ou multitransdutores digitais KRON em uma rede padrão RS-485 com

Leia mais

TS-12864 Display Gráfico Serial

TS-12864 Display Gráfico Serial TS-12864 Display Gráfico Serial Manual do Usuário TS-12864 - v1.1-0305 - pg 1 O display gráfico serial TS-12864 combina um módulo serial com um display gráfico de 128x64 pontos. Este conjunto recebe dados

Leia mais

Desenvolvimento de Drivers de Comunicação

Desenvolvimento de Drivers de Comunicação Nota de Aplicação NAP033 Desenvolvimento de Drivers de Comunicação Sumário 1. Introdução... 2 1.1 Tipos de Operandos dos CPs...2 1.2 Conceitos Básicos...2 1.2.1 Transação...2 1.2.2 Serviços Pendentes...3

Leia mais

INTERFACE PARA ECF SWEDA

INTERFACE PARA ECF SWEDA 1. SERSWEDA.SYS E S2070.SYS O device driver SERSWEDA.SYS e S2070.sys foram desenvolvidos para ser a interface de acesso a impressora fiscal SWEDA para aplicativos desenvolvidos em COBOL, CLIPPER,C, DELPHI,

Leia mais

Registrador Field Logger

Registrador Field Logger Registrador Field Logger REGISTRADOR ELETRÔNICO MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0X INTRODUÇÃO Este é um equipamento de aquisição e registro de variáveis analógicas. Opera como um Registrador Eletrônico de dados,

Leia mais

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões Conv. USB-Serial Baudrate, stop bit e nro de dados programável. Baudrate de 1200 a 38400 bauds. Emula porta COM virtual. Led de indicação de operação como conversor USB-serial. Não possui linhas de controle

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013 Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo Problema 1 Suponha que soma (+) e subtração (-) são as únicas operações disponíveis em

Leia mais

Favor ler este manual antes de utilizar seu telefone e guardá-lo para referência futura.

Favor ler este manual antes de utilizar seu telefone e guardá-lo para referência futura. Telefone Sem Fio ATEL AWP-L300 Manual do Usuário Favor ler este manual antes de utilizar seu telefone e guardá-lo para referência futura. Para obter as versões mais atuais da documentação, visite o site

Leia mais

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4 P18640 - Rev. 0 Índice Características... 3 Identificando a placa... 3 Esquema de ligação... 3 Parâmetros programados no painel de alarme... 4 Instalação do software programador... 4 Instalação do cabo

Leia mais

Manual Técnico. 15/09/2011 PesoNet_mt_v1.0.0_r0.1

Manual Técnico. 15/09/2011 PesoNet_mt_v1.0.0_r0.1 Manual Técnico 15/09/2011 PesoNet_mt_v1.0.0_r0.1 ÍNDICE 1 ANTES DE USAR O WEIGHTECH PESONET... 4 1.1 PRECAUÇÃO DE SEGURANÇA... 4 1.2 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS... 5 1.3 SISTEMA PESONET... 6 1.3.1 SOFTWARE

Leia mais

MGE 144 Medidor Multigrandezas

MGE 144 Medidor Multigrandezas MGE 144 Medidor Multigrandezas Modo de uso do software IBIS_BE ABB Instrumentação 1 PROGRAMA IBIS BE Conexão Compatibilidade - Compatível com 486 8M RAM ou superior com 1 saída de comunicação serial disponível,

Leia mais

Micro Terminal IDTECH

Micro Terminal IDTECH Micro Terminal IDTECH Versão: 5.0.8 Micro Terminal IDTECH O Micro Terminal IDTech é um equipamento que possui uma estrutura de hardware e software completa para aplicações em automação comercial. Contém

Leia mais

Comandos de Pesagem para Protocolo ALFA Instrumentos

Comandos de Pesagem para Protocolo ALFA Instrumentos Comandos de Pesagem para Protocolo ALFA Instrumentos 1. Introdução Este documento descreve o Protocolo de Comunicação Serial Assíncrona de Dados e deve ser utilizado para propiciar a comunicação de dados

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE MENSAGENS DO PAINEL ELETRÔNICO G7

PROGRAMAÇÃO DE MENSAGENS DO PAINEL ELETRÔNICO G7 DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA BOLETIM TÉCNICO INFORMATIVO Nº32 Data Criação: 08/11/10 Data Atualização: 04/05/11 Edição:02 Pág:11 CIRCULAR INFORMAÇÃO PARA: Uso exclusivo de Representantes Representantes,

Leia mais

LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO 2015 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 O QUE MUDOU... 3 5 COMO COMEÇAR... 4 6 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 5 7 CADASTRO DE

Leia mais

Manual de Configuração e Operação

Manual de Configuração e Operação ALFA INSTRUMENTOS ELETRÔNICOS LTDA Manual de Configuração e Operação Última alteração Número do documento 21/02/2013 10:38 Este documento contém os procedimentos de configuração e operação do sistema de

Leia mais

* Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada).

* Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada). PROGRAMADOR HORÁRIO MANUAL DE INSTRUÇÕES MTZ622R - 90~240VCA - P504 VERSÃO.0 ABRIL/202 * Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada). 3.2 DIMENSÕES PLACA IHM:

Leia mais

DEPARTAMENTO DATA ABRANGÊNCIA NÚMERO REVISÃO SAT 08/01/07 GERAL 42 0

DEPARTAMENTO DATA ABRANGÊNCIA NÚMERO REVISÃO SAT 08/01/07 GERAL 42 0 INFORMATIVO TÉCNICO DEPARTAMENTO DATA ABRANGÊNCIA NÚMERO REVISÃO SAT 08/01/07 GERAL 42 0 PL-4280: PROCEDIMENTO DE ATUALIZAÇÃO DE SOFTWARE (INTERFERÊNCIA CONTROLE REMOTO SKY+) Senhores Técnicos, Efetuar

Leia mais

Registrador de Dados de CO 2 /Umidade/Temperatura

Registrador de Dados de CO 2 /Umidade/Temperatura Guia do Usuário Registrador de Dados de CO 2 /Umidade/Temperatura Modelo SD800 Introdução Parabéns pela sua compra do Registrador de Dados de CO 2 /Temperatura/Umidade Extech SD800. Este aparelho mede,

Leia mais

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO O controlador CDE4000 é um equipamento para controle de demanda e fator de potência. Este controle é feito em sincronismo com a medição da concessionária, através dos dados

Leia mais

Guia de Usuário Teclado sensível ao toque TM40

Guia de Usuário Teclado sensível ao toque TM40 Guia de Usuário Teclado sensível ao toque TM40 1 Índice Página Principal... 1 Menu... 3 Modo Anunciador... 9 Slide Show... 9 Planta Baixa... 9 Status... 9 Zona... 9 Info... 9 Menu.... 3 Funções de Segurança...

Leia mais

RECEPTOR - MULTIFUNÇÃO 076-RECMULTIFUNC-RV10

RECEPTOR - MULTIFUNÇÃO 076-RECMULTIFUNC-RV10 LINEAR-HCS http://www.linear-hcs.com.br/ RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 2823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 Atualizado em 16/11/2009 RECEPTOR - MULTIFUNÇÃO 076-RECMULTIFUNC-RV10 1.CARACTERÍSTICAS:

Leia mais

TC505 Gertec V3.0. Gertec Telecomunicações Ltda. Manual do Usuário

TC505 Gertec V3.0. Gertec Telecomunicações Ltda. Manual do Usuário TC505 Gertec V3.0 Gertec Telecomunicações Ltda. Manual do Usuário 1 DESCRIÇÃO... 3 RECONHECENDO O TERMINAL... 4 INSTALAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURANDO PELO TECLADO... 5

Leia mais

Ambiente de desenvolvimento de Programação Assembly MCU 8051 IDE

Ambiente de desenvolvimento de Programação Assembly MCU 8051 IDE SEL-433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I Prof. Evandro L. L. Rodrigues Ambiente de desenvolvimento de Programação Assembly MCU 8051 IDE http://mcu8051ide.sourceforge.net/ Tela inicial Criar novo projeto:

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS...

CARACTERÍSTICAS GERAIS... Driver de Comunicação LOPER Driver para comunicação serial com dispositivos LOPER Index 1 INTRODUÇÃO... 2 2 CARACTERÍSTICAS GERAIS... 3 2.1 CARACTERÍSTICAS DO EQUIPAMENTO... 3 2.2 CARACTERÍSTICAS DE LIGAÇÃO...

Leia mais

TABELAS PARA CERTIFICADOS E LIVROS

TABELAS PARA CERTIFICADOS E LIVROS TABELAS PARA CERTIFICADOS E LIVROS 1. Informações Gerais. O sistema permite a Manutenção de Tipo de Certificado. Informe todos os dados solicitados. Havendo duvidas sobre o preenchimento de qualquer um

Leia mais

BuscaPreço Gertec V3.0

BuscaPreço Gertec V3.0 BuscaPreço Gertec V3.0 Gertec Telecomunicações Ltda. Manual do Usuário 1 DESCRIÇÃO... 3 RECONHECENDO O TERMINAL... 4 INSTALAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURANDO PELO TECLADO...

Leia mais

Boletim Eletrônico de Recolhimento Manual do Sistema. Boletim Eletrônico de Recolhimento. Manual do Sistema

Boletim Eletrônico de Recolhimento Manual do Sistema. Boletim Eletrônico de Recolhimento. Manual do Sistema Boletim Eletrônico de Recolhimento Manual do Sistema Versão 1.2 Junho / 2013 Sumário 1. Introdução... - 3-2. O Sistema BOLETIM ELETRÔNICO DE RECOLHIMENTO... - 3-3. Pré-requisitos... - 3-4. Primeiro Acesso...

Leia mais

BALANÇAS PARA PONTE ROLANTE MODELO BGB RADIO

BALANÇAS PARA PONTE ROLANTE MODELO BGB RADIO BALANÇAS PARA PONTE ROLANTE MODELO BGB RADIO ÍNDICE I Cuidados de Uso... 2 II Características... 2 III Características Técnicas.... 2 IV Capacidade..... 3 V Dimensões. 3 VI Operação 4 VII Diagrama de Funcionamento..

Leia mais

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda Versão para atualização do Gerpos Retaguarda A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível.

Leia mais

WT-1000 LED INDICADOR DE PESAGEM

WT-1000 LED INDICADOR DE PESAGEM WT-1000 LED INDICADOR DE PESAGEM Manual do usuário Rev0 21/03/2006 Índice 1 Funções das teclas Página 2 2 Operação Página 2 2.1 Carregando a Bateria Página 2 2.2 Zero Manual Página 3 2.3 Função de Tara

Leia mais

SISTEMAS DIGITAIS Universidade Católica - Exercício I

SISTEMAS DIGITAIS Universidade Católica - Exercício I SISTEMAS DIGITAIS Universidade Católica - Exercício I Nome do Aluno : Gabarito 1) Associe as definições abaixo : (a) Base de Numeração (b) Símbolos de um sistema de numeração (c) Valor de um número (d)

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Ultrassom Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13 Sensor Smart Ultrassom 1. Introdução Os sensores de ultrassom ou ultrassônicos são sensores que detectam

Leia mais

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:...

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 0 Conteúdo Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 4 1.2 Acesso através do teclado (digitando a matrícula):...

Leia mais

MEC1100 Manual de Instruções v2010.10

MEC1100 Manual de Instruções v2010.10 MEC1100 Manual de Instruções v2010.10 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212 Londrina PR Brasil http://www.maxwellbohr.com.br 1

Leia mais

MANUAL DE USO E CONFIGURAÇÃO DO SOFTWARE SUPERVISÓRIO. BETTA SSB net V 2.01

MANUAL DE USO E CONFIGURAÇÃO DO SOFTWARE SUPERVISÓRIO. BETTA SSB net V 2.01 MANUAL DE USO E CONFIGURAÇÃO DO SOFTWARE SUPERVISÓRIO BETTA SSB net V 2.01 CONSIDERAÇÕES INICIAIS: O software Supervisório Betta SSB net V 2.01 foi concebido para auxiliar o monitoramento de centrais endereçáveis

Leia mais

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev P27070 - Rev. 0 1. RESTRIÇÕES DE FUNCIONAMENTO RECEPTOR IP ÍNDICE 1. Restrições de Funcionamento... 03 2. Receptor IP... 03 3. Inicialização do Software... 03 4. Aba Eventos... 04 4.1. Botão Contas...

Leia mais

Software Ativo. Operação

Software Ativo. Operação Software Ativo Operação Página deixada intencionalmente em branco PROTEO MANUAL OPERAÇÃO SUMÁRIO 1 - INSTALAÇÃO DO SOFTWARE ATIVO... 5 2 CRIANDO PROJETO UVS/ TMS PROTEO... 10 2.1 - Estrutura do Projeto...

Leia mais

Guia do Usuário. Registrador de Dados de Pressão barométrica / Umidade e Temperatura Modelo SD700

Guia do Usuário. Registrador de Dados de Pressão barométrica / Umidade e Temperatura Modelo SD700 Guia do Usuário Registrador de Dados de Pressão barométrica / Umidade e Temperatura Modelo SD700 Introdução Parabéns pela sua compra do Registrador de Dados de Pressão barométrica/umidade/temperatura Extech

Leia mais

MADIS RODBEL SOLUÇÕES DE PONTO E ACESSO LTDA

MADIS RODBEL SOLUÇÕES DE PONTO E ACESSO LTDA MADIS RODBEL SOLUÇÕES DE PONTO E ACESSO LTDA Manual de operação Relógio MD 5705 Revisão 1.02 Maio de 2010 1 Índice Apresentação... 3 Display de LCD... 3 Leitor de crachás... 3 Leitor biométrico... 3 Teclado...

Leia mais

www.moxelectronics.com.br

www.moxelectronics.com.br MANUAL PARA AUTOFALANTE PORTÁTIL MO-S603 www.moxelectronics.com.br Para operar corretamente, por favor, leia este manual com atenção antes de usar. Qualquer revisão de conteúdo do manual não será citada

Leia mais

Software de Programação. Atos BRiO Soft. Manual de Utilização (MA.005.01-06/11) 2011

Software de Programação. Atos BRiO Soft. Manual de Utilização (MA.005.01-06/11) 2011 Software de Programação Manual de Utilização (MA.005.01-06/11) 2011 MA.005.01-06/11 01/07/2011 Manual de Utilização Este manual não pode ser reproduzido, total ou parcialmente, sem autorização por escrito

Leia mais

Manual dos comandos em Modbus-RTU

Manual dos comandos em Modbus-RTU ALFA INSTRUMENTOS ELETRÔNICOS LTDA Manual dos comandos em Modbus-RTU Última alteração Número do documento 20/06/2013 09:12 Este documento contém os comandos disponíveis no protocolo de comunicação Modbus-RTU

Leia mais

Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas

Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas Nobreak senoidal on-line trifásico dupla conversao ~ 10 a 100 kva PERFIL Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas de 10 a 60 kva 75 e 100 kva A linha de nobreaks SMS Sinus Triphases

Leia mais

Guia do Usuário. Monitor de CO 2 e Registrador de Dados. Modelo CO210. Distributed by MicroDAQ.com, Ltd. www.microdaq.

Guia do Usuário. Monitor de CO 2 e Registrador de Dados. Modelo CO210. Distributed by MicroDAQ.com, Ltd. www.microdaq. Guia do Usuário Monitor de CO 2 e Registrador de Dados Modelo CO210 Introdução Parabéns pela sua compra do Medidor de Dióxido de Carbono Modelo CO210. Esse medidor mede e registra os dados no nível de

Leia mais

Manual da Comunicação Modbus-RTU

Manual da Comunicação Modbus-RTU Manual da Comunicação Modbus-RTU Relé Inteligente Série: SRW 01 Idioma: Português Documento: 10000013033 / 00 12/2007 Sobre o manual Sumário SOBRE O MANUAL...5 ABREVIAÇÕES E DEFINIÇÕES... 5 REPRESENTAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO VIAWEBiBUS MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO V1.04 R1.20 Setembro/2012 Aplicável para as seguintes versões de produtos: Ponto de Acesso V1.04 Roteador V1.01 Sensor Magnético V1.13 Sensor IVP V1.02 Sensor

Leia mais

Notas de Aplicação. Utilização do ScpDDEServer com Microsoft Excel. HI Tecnologia. Documento de acesso público

Notas de Aplicação. Utilização do ScpDDEServer com Microsoft Excel. HI Tecnologia. Documento de acesso público Notas de Aplicação Utilização do ScpDDEServer com Microsoft Excel HI Tecnologia Documento de acesso público ENA.00020 Versão 1.02 outubro-2004 HI Tecnologia Utilização do ScpDDEServer com Microsoft Excel

Leia mais

Características. Conteúdo. Ligações. Tabela de Revisões

Características. Conteúdo. Ligações. Tabela de Revisões Manual AP-60 2011 Acura Global Rev. A.2 sales@acuraglobal.com Tel.: +55 11 3028-4600 Matriz: Rua Reginata Ducca, 73 09626-100 São Bernardo do Campo SP Fábrica: Doutor Domiciano Costa Moreira, 266 37500-202

Leia mais

Display Torre Serial MANUAL DO USUÁRIO

Display Torre Serial MANUAL DO USUÁRIO Display Torre Serial MANUAL DO USUÁRIO Manual do Usuário Display Torre Serial Edição de março de 2001 Este manual tem caráter técnico-informativo, sendo propriedade da SWEDA. Todos os direitos reservados.

Leia mais

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E SIGMA Sistema Integrado de Combate a Incêndio CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E CABO BLINDADO (SHIELD) 4 VIAS 2X2,50 MM + 2X0,75 MM IHM Possibilidade de até 95 loops. LOOP LOOP LOOP CABO

Leia mais

Conteúdo BIOTRONIC PLUS

Conteúdo BIOTRONIC PLUS 0 Conteúdo Manual de Instalação...3 RECURSOS DESTE RELÓGIO...5 1 - REGISTRANDO O ACESSO...7 1.1 Acesso através do sensor biométrico:...7 1.2 Acesso através de cartão de código de barras:...7 1.3 Acesso

Leia mais

Manual Técnico Interface Modbus

Manual Técnico Interface Modbus Manual Técnico Interface Modbus RTA Interface Modbus 05/2007-1 - Histórico de Revisões Ver. Num. Data Responsável Observações 1.000 17/05/07 Marcos Romano Criação Inicial RTA Rede de Tecnologia Avançada

Leia mais

Mapeamento de memória e programação da IHM do controlador CP-WS41/8DO8DI4AO2AI2TAI

Mapeamento de memória e programação da IHM do controlador CP-WS41/8DO8DI4AO2AI2TAI Comércio e Manutenção de Produtos Eletrônicos Manual CP-WS1 Mapeamento de memória e programação da IHM do controlador CP-WS41/8DO8DI4AO2AI2TAI PROXSYS Versão 1.0 Março-2013 Controlador Industrial CP-WS1

Leia mais

Manual do Usuário. Windows 7/Vista/XP. iotablet Driver

Manual do Usuário. Windows 7/Vista/XP. iotablet Driver Manual do Usuário Windows 7/Vista/XP iotablet Driver I. Informações Gerais 2 1. Aspectos Gerais 2 2. Função da Mesa digitalizadora 2 3. Requisitos do Sistema 2 4. Instalação do Driver 3 5. Instalação do

Leia mais

Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Versão 3.6

Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Versão 3.6 Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro Versão 3.6 O Gerenciador é um Software para ambiente Windows que trabalha em conjunto com o Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro, através de

Leia mais

CONVERSOR SERIAL PARA REDE TCP/IP DS100B

CONVERSOR SERIAL PARA REDE TCP/IP DS100B CONVERSOR SERIAL PARA REDE TCP/IP DS100B MANUAL DE INSTRUÇÕES Rev.03 Sumário: 1. CARACTERÍSTICAS 2 2. INSTALAÇÃO DO CONVERSOR 2 ALIMENTAÇÃO DS100 COM CENTRAL DE ALARME... 3 ALIMENTAÇÃO DS100 COM PAINEL

Leia mais

O cursor se torna vermelho e uma Paleta de Edição contendo as instruções mais utilizadas é apresentada.

O cursor se torna vermelho e uma Paleta de Edição contendo as instruções mais utilizadas é apresentada. Editor de Ladder para VS7 Versão Teste O editor de ladder é um software de programação que permite que o VS7 e o µsmart sejam programados em linguagem de contatos. Esse editor está contido na pasta Público

Leia mais

CENTRAL DE ALARME ASD-260 SINAL/VOZ

CENTRAL DE ALARME ASD-260 SINAL/VOZ CENTRAL DE ALARME ASD-60 SINAL/VOZ Parabéns, Você acaba de adquirir uma central de alarme modelo ASD-60 produzida no Brasil com a mais alta tecnologia de fabricação. - PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica que

Leia mais

Gerenciamento de Entrada e Saída Hélio Crestana Guardia e Hermes Senger

Gerenciamento de Entrada e Saída Hélio Crestana Guardia e Hermes Senger Gerenciamento de Entrada e Saída Hélio Crestana Guardia e Hermes Senger O controle da entrada e saída (E/S ou I/O, input/output) de dados dos dispositivos é uma das funções principais de um sistema operacional.

Leia mais