Secretaria da Diretoria Executiva Ata

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Secretaria da Diretoria Executiva Ata"

Transcrição

1 ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA NÚMERO CENTO E SESSENTA E SEIS DA DIRETORIA EXECUTIVA DA MÚTUA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA, REALIZADA NOS DIAS 24 E 25 DE ABRIL DE 2007, CONFORME A LEI DE Local: Sede da Mútua - SHC/NORTE CL, Quadra 409, Bloco E, n.º 80 - Brasília-DF. A Diretoria Executiva da Mútua, reunida nos dias 24 e 25 de Abril de 2007, com início às 11h do dia 24, com a presença do Diretor Presidente - Eng. Civil e de Seg. do Trab. Anjelo da Costa Neto; Diretor Financeiro - Eng. Civil Jean Saliba; Diretor de Benefícios - Eng. Civil Paulo Roberto de Q. Guimarães, Diretor Administrativo - Eng. Mec. Marco Antonio Amigo e Diretor Técnico - Téc. Agric. Marcos de Sousa. Também presentes à reunião, os Gerentes e Assessores da Mútua, deliberou os seguintes assuntos: Item Leitura e aprovação da Ata da 164ª e 165ª Reunião Ordinária da Diretoria Executiva da Mútua Aprovada e assinadas; Item 02 Comunicados da Diretoria: 2.1- Prestado informe pelo Diretor Presidente, Diretor Financeiro e Diretor de Benefícios; Item 03 Presidência: 3.1 Proc. 668/06 Extinção da Caixa-RJ. Defesa apresentada pela Coordenadora Adjunta, Eng.ª Civil Iara Maria Linhares Nagle - 1) Conforme documentos anexados no processo, questionar junto a Gerência Administrativa o desligamento dos Coordenadores que apresentaram pedido de renúncia. 2) Oficiar ao Crea-RJ informando da vacância das vagas dos coordenadores e solicitar indicação de dois Coordenadores, geral indicado pelo presidente e adjunto indicado pelo plenário, tendo em vista renúncia dos coordenadores Sydnei Dias Menezes e Arciley Alves Pinheiro. Essa indicação se dará nos termos da Resolução ) Oficiar a Caixa de Assistência, Crea-RJ e Confea acerca da suspensão das atividades da Caixa do Estado, tendo em vista a inviabilidade técnica decorrente da existência de apenas um coordenador, informando que as atividades a partir deste momento passam a ser desempenhadas pela Mútua Sede. Oficiar outros que se encontram na mesma situação. 4) Designado o Diretor Financeiro, Eng. Civil Jean Saliba, para proceder relato do processo; Item 04 Superintendência CAIXA SC - Solicita posicionamento oficial da Diretoria acerca da proposta de aquisição de imóveis na cidade de Florianópolis - Oficiar ao interessado, informando que a Mútua estuda critérios para aquisição de sedes, desta forma, que na próxima reunião da Diretoria Executiva tal procedimento será votado e divulgado aos interessados; 4.2 Crea-PB - Solicita a liberação do Coordenador das Caixas, Engº Quim. Heliomar Rosas, para desenvolver estudos visando à elaboração do Planejamento Estratégico do Crea-PB Negado. Oficiar ao Crea-PB, informando a decisão da Diretoria Executiva na 164ª Reunião Ordinária; CAIXA CE - Solicita apoio para realização do evento I Seminário Internacional de Tecnologia em Estradas e do VI Encontro do Grupo de Intercâmbio para Cooperação Internacional, a ser realizado em Fortaleza no período de 20 a 24 de agosto de ) Oficiar Crea-CE solicitando providências urgentes no sentido de indicar representante, também do Plenário, para que a caixa possa funcionar. 2) Enviar cópia ao diretor regional. 3) Antes de oficiar, verificar se houve a indicação; 4) Repautar o documento visando efetuar a diligência acima solicitada; 4.4 Caixa-MA - Solicita autorização para divulgação dos benefícios e convênios da Caixa MA, junto às Inspetorias do CREA MA, com o custo estimado em R$ ,00 - Aprovado. Após cada evento deve apresentar relatório, contendo ata da reunião, lista de presença e registro fotográfico; Univ. Federal de MG Escola de Arquitetura - Solicita apoio ao ISUF/ 2007/ Seminário Internacional da Forma Urbana, que será realizado em Ouro Preto (MG), no período de 28/08 a 01/09/2007 Negado. Oficiar ao interessado; Item 05 Diretoria de Benefícios 5.1 Processo: /2007- Benefício regular - Engª Civil Maria Vilani Gadelha - Assistência Médica, Hospitalar e Dentária RB2 Aprovado; 5.2 Processo: /2007- Benefício regular - Maria Ana de Jesus Arantes - Pecúlio por Morte SL3 Aprovado; 5.3 Processo: / Benefício regular - Maria Heloísa Gondim Ramalho - Pecúlio por Morte SL3 Aprovado; 5.4 Processo: / Benefício

2 regular - Maria Heloísa Gondim Ramalho - Auxílio Funeral SL4 - Aprovado; 5.5 Processo: /2007 Benefício para análise - Engª Civil Regina Maria Rocha Alves Solicitação de Processo Simultâneo. Processo em aberto no valor de R$ 5.740,20, parcelas pagas 20 (83%), parcelas restantes 4. Nova solicitação: valor R$ 9.430,00 em 24 meses Aprovado; 5.6 Processo: / Benefício para análise - Ernani Kopper Técnico Mecânico Aposentado - Solicita Auxílio Pecuniário SL1. Data de inscrição 10/03/05, nasc. 02/01/53. Motivo: Doença e dívidas. Doença: Hérnia Umbilical. Renda Bruta informada R$ 1.452,50, renda líquida R$ 1.006,32, despesas mensais informadas R$ 1.080,00. Imposto de Renda 2007= R$ ,24. Patrimônio Líquido = R$ ,19 Negado; 5.7 Processo: /2007 Benefício para análise - Vanderlúcio Rodrigues da Silva - Solicitação Auxílio Funeral SL4. Data de insc. 10/12/99, nascimento 28/11/47, falecimento 24/12/06. Motivo Análise: apresentação de documento alternativo ao regulamentar. Documento exigido: nota fiscal. Documento apresentado: apresentação de Promessa de Concessão de Jazigo e recibo de pagamento da Concessão e de serviços prestados Aprovado; 5.8 Processo: /07 - Critérios do novo auxílio reembolsável de apoio profissional - Aprovado. Prestado informe e autorizada a continuidade do projeto; 5.9 Processo: /07 - Critérios do novo benefício reembolsável para construção - Aprovado. Prestado informe e autorizada a continuidade do projeto; 5.10 Processo: Critérios do novo benefício reembolsável natalidade - Aprovado. Prestado informe e autorizada a continuidade do projeto; Análise e decisão sobre aceitação de nota fiscal de bem adquirido com financiamento extra mútua - Aprovado, mediante comprovação de que o beneficio foi utilizado para dar entrada; Análise e decisão sobre o teto de 50 salários mínimos para concessão de dois benefícios simultâneos - Aprovado; 5.13 Associado - Análise e decisão sobre comprovantes de aquisição de equipamentos e veículos, novos e usados RB5 - Aprovado, mediante apresentação de nota fiscal, de empresa ou avulsa. A comprovação da aquisição de veiculo também pode ser feita mediante apresentação de DUT devidamente preenchido e certificado de propriedade anterior e posterior à transferência; Apoio fórum dos estudantes SOEAA Autorizar. Marcos de Sousa negociar participação da Mútua; Item 06 Diretoria Administrativa Critério para aquisição de imóveis pela Mútua - Aprovar documento apresentado, que trata do projeto de resolução que dispõe procedimentos para investimento na compra ou reforma de imóveis por parte das Caixas de Assistência. Encaminhar à Assessoria Jurídica para formatar no padrão de resolução da Mútua, visando ser apreciada a versão final na próxima reunião da Diretoria Executiva; Vivo empresas - proposta de redução do plano dos celulares da Mútua com a Vivo, que atualmente são minutos/mês de ligações a R$ 2.609,99 fixos, para minutos/mês a R$ 1.740,00 fixos ou para minutos/mês a R$ 1.450,00. O consumo médio mensal é de minutos/mês Aprovado; Claro Celular - Proposta para instalação de ERB s Estações de Rádio Base na laje da caixa d`água do prédio da Mútua, com valor do aluguel de R$ 2.000,00, sendo a vigência do contrato de 60 meses Negado; O Gerente de Benefícios, Clóvis Barbará, encaminha para análise justificativas para o consumo excedente ao valor de R$ 531,00, cota estabelecida pela Decisão DIREX 0013/2006. Valor excedente: R$ 178,79, referente ao mês de fevereiro/2007 Negado; Recursos Humanos - Acordo coletivo - apresentação da contra-proposta dos funcionários da Mútua - Prestado informe pelo Adv. Dr. Heitor Coelho. Apresentará contra-proposta; Caixa/PR - Solicita autorização para contratação de um estagiário de nível médio, para atender demandas crescentes de associados, conforme normas no CREA/PR, com carga horária de 8 horas/dia, bolsa auxílio de R$ 2,50/hora, ticket refeição de R$ 3,90/dia, assistência médica e vale transporte. Aprovado; Recursos Humanos - Apresentação do estudo do impacto de extensão dos benefícios para as Caixas de Assistência Prestado Informe; Recursos Humanos - Sugestão das Caixas/Sul em viabilizar seguro de vida para os Coordenadores das Caixas de Assistência - O assunto será encaminhado à Assessoria Jurídica e deve retornar a pauta da reunião da Diretoria Executiva; Item 07 Diretoria Técnica 7.1 Projeto SIC e GAT - Apresentação de relatório do SIC. Informes conforme relatório anexo e posicionamento da Mútua quanto ao encaminhamento dos trabalhos. Posicionamento da Mútua quanto aos encaminhamentos do

3 GAT Prestado informe; 7.2 Planejamento do Setor - Apresentação de modelo do Planejamento Estratégico da Gerência Técnica - Exposição de itens motivacionais, críticos de sucesso; Posicionamento quanto ao documento apresentado Prestado informe; 7.3 Evolução do Projeto do Sistema Contábil - Informação sobre procedimentos. Apresentação da evolução do levantamento contábil com os requisitos e problemas quanto a execução das atividades Prestado Informe; 7.4 Comitê Gestor de Segurança - Apresentação da situação atual de segurança e sugestão de criação do comitê gestor - Será apresentado relato de problemas de segurança na estrutura da organização física e da estrutura lógica correlato a uma proposta de criação de um comitê de gestão da segurança. - Aprovada a criação de um comitê gestor de segurança. Coordenador: Lúcio Aparecido dos Anjos. Membro: José Queiroz da Costa Filho. Secretária: Helena de Luca Coimbra; Item 08 Coordenação das Caixas 8.1 Caixa-SC - Feira Nacional da Habitação. Aquisição de cota bronze no valor de R$ 9.000,00, em parceria com o Crea-SC e AEAMVI - Concluído. Foi elaborado ofício a Caixa-SC esclarecendo que a Mútua pretende firmar convênio com o Confea para participação de evento previstos no calendário anual aprovado pela plenária do Confea; 8.2 Crea-PE - Encaminha para homologação, conforme Decisão Plenária n. º 005/2007, o nome do Engenheiro de Pesca Nielsen Christianni Gomes da Silva, para a função de Coordenador Adjunto, representando o Plenário do CREA PE Homologado; 8.3 Crea-PE - Encaminha sugestão para homologação, conforme Decisão Plenária n. º 029/2007 e Ofício n. º 032/07 PRES ad referendum os nomes dos profissionais, Arquiteto Henrique Marques Lins, Engenheiro Civil e de Segurança do Trabalho José Renato Leite Filho e Engenheiro Civil Carlos Sampaio de Alencar, para a função de Coordenador Adjunto, representando a Diretoria Executiva da Mútua - Homologado o nome do Engenheiro Civil e de Segurança do Trabalho José Renato Leite Filho; 8.4 Caixa- ES - Solicita autorização para a confecção do projeto de arquitetura de interiores, para reforma na sede da Caixa ES, no valor de R$ 1.930,00, por meio da empresa TEKNICO ARQUITETURA S/C LTDA, conforme orçamentos apresentados e parecer favorável da Assessoria Jurídica da Mútua - Considerando que há um processo de aquisição de imóvel para a Caixa, nega o pleito e sugere a locação de um espaço transitoriamente; 8.5 Caixa-PR - Solicita autorização para o pagamento de diárias e quilometragem, para participação do Coordenador Regional José Joaquim Rodrigues Júnior, na Reunião Plenária do CREA PR, no VI Congresso Estadual de Profissionais e no 33º Encontro de Entidades de Classe, que serão realizados entre os dias 24 e 26 de maio de 2007, em Foz do Iguaçu PR Aprovado; 8.6 Caixa-PR - Solicita autorização para o pagamento de diárias e passagens aéreas, para participação de uma funcionária, na Reunião Plenária do CREA PR, no VI Congresso Estadual de Profissionais e no 33º Encontro de Entidades de Classe, que serão realizados entre os dias 24 e 26 de maio de 2007, em Foz do Iguaçu PR Aprovado; 8.7 Caixa-PR - Solicita autorização para participar, por meio de um stand, no 40º Congresso Brasileiro de Fitopatologia, promovida pela Associação Brasileira de Fitopatologia (SBF) em conjunto com a Universidade Estadual de Maringá UEM/Departamento de Agronomia, Universidade, Universidade Estadual de Ponta Grossa UEPG, Universidade Estadual de Londrina UEL, Universidade Federal do Paraná UFPR, Embrapa Florestas, Embrapa Soja e Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), no período de 13 a 17 de agosto de Aprovado, modalidade D, no valor de R$ 3.000,00; 8.8 Caixa-RR - Informa que nos dias 24 e 25 de maio de 2007, será realizado em Boa Vista RR o IV CEP Congresso Estadual de Profissionais, onde a Caixa estará participando, por meio de stand, com o objetivo de captar novos associados e novas adesões ao TecnoPrev. Devido à importância do evento, solicita apoio da Mútua para: Promoção do evento na mídia, com outdoors e anúncios na rádio e jornal local; Confecção de camisas do evento, para os colaboradores da Caixa usar no stand; Uma passagem aérea como brinde, no trecho: Boa Vista/ Rio de Janeiro/ Boa Vista, para ser sorteada entre os associados da Mútua, para participação do VI Congresso Nacional de Profissionais e; Isenção da taxa de inscrição, no local do evento - 1) Aprovada a confecção de camisas do evento, para os colaboradores da Caixa usar no stand e a isenção da taxa de inscrição, no local do evento. 2) Verificar forma de participação no evento e informar a Diretoria Executiva; 8.9 Caixa-SP -

4 Encaminha proposta de patrocínio do Fórum da Construção entidade (ONG), sem fins lucrativos, criada com a finalidade de contribuir, de várias formas, através da construção civil, com o desenvolvimento social e é favorável a parceria com o valor mensal de R$ 1.000,00. Período: 06 (seis) meses, prorrogáveis, com vencimentos a partir de 25 de fevereiro de 2007, quando começaria a valer o prazo Cadastros: Estudantes; profissionais; indústrias; construtoras; escritórios de arquitetura; escritórios de engenharia; universidades e consumidores finais Negado; 8.10 Caixa-SP - Solicita autorização para participar, por meio de um stand no valor de R$ 3.820,00, da 14ª FACIL Feira Agro Científica, Comercial e Industrial de Limeira, que será realizada nos dias 05 a 13 de maio de 2007, em Limeira SP. Solicita também, autorização para o pagamento de diárias e deslocamento, totalizando o valor de R$ 3.717,84, para a participação dos Coordenadores, Miguel Prieto, Pedro Shigueru Katayama e Carlos Eduardo José e um funcionário, no evento Aprovado; 8.11 Crea-SE - Encaminha para homologação, conforme Portaria n.º 977/2007, o nome do Engenheiro Agrônomo Carlos Augusto Pereira da Silva, para a função de Coordenador Regional, em substituição ao Engenheiro Químico Josias Máximo de Jesus Aprovado; 8.12 Crea-CE - Encaminha para homologação, conforme Decisão Plenária n. º 001/2007, o nome do Engenheiro Civil e Químico Ruy Flávio de Perucchi Novais, para a função de Coordenador Adjunto, representando o Plenário do CREA CE, em substituição ao Geólogo José Océlio Ferreira Farias - Aprovada a indicação condicionada a apresentação dos documentos; Proposta que define critérios de participação de coordenadores regionais em eventos - Designado o Diretor Financeiro, Eng. Civil Jean Saliba para analisar e relatar na próxima reunião da Diretoria Executiva; Item 09 Extra-Pauta 9.1 Processo: /2007- Benefício regular - Márcia Critter Melhado - Pecúlio por Morte SL3 Aprovado; 9.2 Processo: /2007 Benefício Regular - Tasso Rodrigues de Souza Filho - Auxílio Funeral SL4 Aprovado; 9.3 Processo: /2007 Benefício para análise - Maria do Perpetuo S. F. Rodrigues - Solicitação de Pecúlio por Morte Acidental Dupla indenização. Traumatismo Crânio Encefálico ocasionado pela queda do associado ao descer do ônibus Aprovado; Prazo para apresentação de nota fiscal 30 dias ou 1 Mês Aprovado entendimento que o prazo é de 30 dias; Prorrogação dos prazos para reemissão de boletos de anuidades - Aprovado prorrogar o prazo para cobrança de anuidades atrasadas com reemissão de boletos até 31 de agosto de 2007, sem juros e correção monetária; Participação na 64ª SOEAA e IV CNP - Aprovada a aquisição de uma quota ouro localizada em frente ao bar temático, conforme mapa constante da página oficial do evento. Aprovado que a Mútua participará do fórum dos estudantes, em atividades a serem definidas, limitado ao valor de R$ ,00. (Marcos de Sousa); Seminário de Integração das Caixas de Assistência - Prestado informe. Apresentada a programação. Informado da entrega de portaria aos coordenadores, transformando-os em Diretores Regionais. O modelo da portaria deve ser apresentado na próxima reunião; Aluguel Mútua - A Diretoria Financeira deve providenciar para próxima reunião da Diretoria Executiva, tabela contendo os Crea que apresentaram planilhas de valores de aluguel, valores de aluguel, quais ocupam dependências dos Creas; Renovação do Contrato da Advocacia Gomes Coelho Reajuste dos honorários - Aprovado relato da Diretoria Financeira que conclui que, após análise das considerações apresentadas e da crescente demanda e do real aumento das intervenções do contratado solicitadas pela Mútua, opina favoravelmente ao deferimento do pleito; 9.10 Coordenação das Caixas de Assistência- Solicita homologação da renúncia dos Coordenadores Eng. Civil Nilson Santos Ferreira Coordenador Adjunto Mútua Caixa AL; Arquiteto e Urbanista Sydnei Dias Menezes Coordenador Regional Caixa RJ e Eng. Agrônomo Arciley Alves Pinheiro Coordenador Adjunto Plenário Caixa RJ. Solicita providências quanto ao desligamento do plano de Saúde Sul América dos coordenadores citados - Homologada a renúncia dos coordenadores acima citados. Aprovado o desligamento do plano de saúde; Tendo em a vista solicitação de desligamento da função de Coordenador Adjunto da Caixa de Assistência - AL, representando a Diretoria Executiva da Mútua, o Eng. Civil Nilson Santos Ferreira, o CREA AL, encaminhou sugestão para homologação o nome do Eng. Civil Carlos Antônio de Souza Figueiredo Lima, para a

5 função de Coordenador Adjunto, representando a Diretoria Executiva da Mútua Homologado a indicação do Eng. Civil Carlos Antônio de Souza Figueiredo Lima; 9.12 Caixa/MS - O Crea-MS encaminha listra tríplice de profissionais para a função de Coordenador Adjunto da Mútua Caixa de Assistência do Mato Grosso do Sul, para escolha e homologação da Diretoria Executiva da Mútua - Homologada a indicação do Engenheiro Eletricista Laucídio Mello Nogueira. Nada mais havendo a tratar, foi encerrada a reunião às 20h do dia 25 de Abril de 2007, e eu, Luciano Kéde Flor, Assessor da Presidência, que secretariei a presente reunião, lavrei esta ata que, depois de lida e aprovada, será assinada pelos Diretores. Anjelo da Costa Neto Diretor Presidente Paulo Roberto de Q. Guimarães Jean Saliba Diretor de Benefícios Diretor Financeiro Marco Antonio Amigo Marcos de Sousa Diretor Administrativo Diretor Técnico

05 DIRETORIA FINANCEIRA

05 DIRETORIA FINANCEIRA ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA NÚMERO CENTO E SETENTA DA DIRETORIA EXECUTIVA DA MÚTUA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA, REALIZADA NOS DIAS 24 E 25 DE JULHO DE 2007, CONFORME

Leia mais

Secretaria da Diretoria Executiva Ata

Secretaria da Diretoria Executiva Ata ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA NÚMERO CENTO E SESSENTA E QUATRO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA MÚTUA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA, REALIZADA NOS DIAS 30 E 31 DE MARÇO DE

Leia mais

composta por dois diretores, permitindo seu funcionamento, a diretoria executiva nega provimento à solicitação. ASSESSORIA JURÍDICA - 6.

composta por dois diretores, permitindo seu funcionamento, a diretoria executiva nega provimento à solicitação. ASSESSORIA JURÍDICA - 6. ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA NÚMERO CENTO E OITENTA E SEIS DA DIRETORIA EXECUTIVA DA MÚTUA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA, REALIZADA NOS DIAS 13 E 14 DE NOVEMBRO DE

Leia mais

176ª - 16 17 2008; 19ª

176ª - 16 17 2008; 19ª ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA NÚMERO CENTO E SETENTA E SETE DA DIRETORIA EXECUTIVA DA MÚTUA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA, REALIZADA NOS DIAS 14 E 15 DE FEVEREIRO DE

Leia mais

1- Saldo estimado em aplicações de fevereiro 2011 a junho 2012 534000 mil reais, mais 6 mil de

1- Saldo estimado em aplicações de fevereiro 2011 a junho 2012 534000 mil reais, mais 6 mil de INFORMAÇÕES GERAIS 1- Saldo estimado em aplicações de fevereiro 2011 a junho 2012 534000 mil reais, mais 6 mil de adiantamento a funcionários, TOTALIZANDO, ENTRE DISPONIBILIDADES E CRÉDITOS, O VALOR DE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011 Dispõe sobre a celebração de convênios entre os Creas e as entidades de classe e as instituições de ensino e dá outras providências. O CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA,

Leia mais

POLÍTICA DE CRÉDITO E DE EMPRÉSTIMO OUTUBRO D E

POLÍTICA DE CRÉDITO E DE EMPRÉSTIMO OUTUBRO D E POLÍÍTIICA DE CRÉDIITO E DE EMPRÉSTIIMO OUTUBRO D E 2 0 0 9 COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS FUNCIONÁRIOS DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - COOPERFEB POLÍTICA DE CRÉDITO E DE EMPRÉSTIMO

Leia mais

Secretaria da Diretoria Executiva Ata

Secretaria da Diretoria Executiva Ata ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA NÚMERO CENTO E SETENTA E UM DA DIRETORIA EXECUTIVA DA MÚTUA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA, REALIZADA NOS DIAS 30 E 31 DE AGOSTO DE 2007,

Leia mais

PRÉDIO DA ATUAL SEDE

PRÉDIO DA ATUAL SEDE 1 PRÉDIO DA ATUAL SEDE FUTURA SEDE DA MÚTUA - PR AVENIDA PRESIDENTE KENNEDY, Nº 3115 CURITIBA - PR EQUIPE DA MÚTUA-PR Composição da Diretoria Regional da MÚTUA-PR Téc. Waldir Aparecido Rosa - Diretor Geral

Leia mais

SÚMULA DA 85ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO

SÚMULA DA 85ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO Data: 19 de maio de 2015 Local: Sala de GT s - Edifício "Santo Antônio de Sant'Anna Galvão" Av. Rebouças, 1028 2º andar Jardim Paulista São Paulo / SP Coordenação: Eng. Indl. Mec. e Seg. Trab. Elio Lopes

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP Instrução nº 2552 Dispõe sobre o ressarcimento de diárias e transporte aos Senhores Funcionários, quando em viagem a serviço, reuniões, eventos e treinamentos dentro e fora do Estado, formalmente convocados

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA FEPISA

REGIMENTO INTERNO DA FEPISA REGIMENTO INTERNO DA FEPISA Artigo 1º. - A FUNDAÇÃO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DE ILHA SOLTEIRA - FEPISA, além das disposições constantes de seu Estatuto, fica sujeita às determinações deste Regimento

Leia mais

COMPARTILHAMENTO ENTRE BIBLIOTECAS DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO

COMPARTILHAMENTO ENTRE BIBLIOTECAS DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO COMPARTILHAMENTO ENTRE BIBLIOTECAS DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO CAPÍTULO I Da denominação, localização e finalidades Art. 1º O Compartilhamento entre Bibliotecas

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E ADESÃO AO PROJETO SETORIAL LATITUDE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E ADESÃO AO PROJETO SETORIAL LATITUDE MANUAL DE PROCEDIMENTOS E ADESÃO AO PROJETO SETORIAL LATITUDE Pelo presente instrumento a Associação Brasileira de Arte Contemporânea - ABACT apresenta o Manual de Procedimentos e Adesão referente às regras

Leia mais

Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007

Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007 Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007 1 Do programa e objetivo 1.1 O Programa CAFP/BA (Centros Associados para o Fortalecimento

Leia mais

Secretaria da Diretoria Executiva Ata

Secretaria da Diretoria Executiva Ata ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA NÚMERO CENTO E SESSENTA E DOIS DA DIRETORIA EXECUTIVA DA MÚTUA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA, REALIZADA NOS DIAS 01 E 02 DE FEVEREIRO

Leia mais

REGULAMENTO DE HONORÁRIOS DO IBAPE-ES

REGULAMENTO DE HONORÁRIOS DO IBAPE-ES REGULAMENTO DE HONORÁRIOS DO IBAPE-ES CAPÍTULO I - EXPOSIÇÕES DE MOTIVOS O presente Regulamento tem por objetivo estabelecer valores e formas de compatibilizar os interesses entre contratante e contratado,

Leia mais

COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MUTUO

COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MUTUO COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MUTUO UO DOS FUNCIONARIOS DO SISTEMA FIERGS- CRESUL Travessa Francisco de Leonardo Truda, 40 sala 143 14 andar Porto Alegre-RS CEP 90010-050 Fone (0**51) 3224-3280 Fax:

Leia mais

NORMA DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS AOS PARTICIPANTES

NORMA DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS AOS PARTICIPANTES 1. OBJETIVO Esta norma tem por objetivo estabelecer os critérios e procedimentos a serem adotados para concessão e liberação de empréstimos aos participantes. 2. CAMPO DE APLICAÇÃO As operações de empréstimos

Leia mais

L I S T A D E C O N T A T O S - 2 0 1 4

L I S T A D E C O N T A T O S - 2 0 1 4 COORDENADORIA DE CÂMARAS ESPECIALIZADAS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO - CCEEST L I S T A D E C O N T A T O S - 2 0 1 4 Atualizada na 1ª Reunião Ordinária da CCEEST 24 a 26 de Fevereiro de 2014

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA

TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA A FAEL E O POLO (NOME FANTASIA) CELEBRAM O PRESENTE TERMO VISANDO A ANTECIPAÇÃO DE VALORES, PARA UTILIZAÇÃO EXCLUSIVA EM MÍDIA, COMO

Leia mais

técnica à Gerência de Unidades de Conservação de Proteção Integral

técnica à Gerência de Unidades de Conservação de Proteção Integral TERMO DE REFERÊNCIA Nº. 03 / 2012 Projeto: Assunto: Serviços Técnicos especializados de Engenharia consultiva de Gerenciamento de Obras e Assessoria técnica para elaboração de projetos de implantação das

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE 1. Esta Instrução tem por objetivo estabelecer orientações e procedimentos

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.000/2012 (Publicada no D.O.U. 12 nov. 2012, Seção 1, p. 188)

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.000/2012 (Publicada no D.O.U. 12 nov. 2012, Seção 1, p. 188) RESOLUÇÃO CFM Nº 2.000/2012 (Publicada no D.O.U. 12 nov. 2012, Seção 1, p. 188) Fixa os valores das anuidades e taxas para o exercício de 2013 e dá outras providências. O CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA,

Leia mais

MANUAL DO ALUNO PARA O CURSO INTENSIVO DE QUALIFICAÇÃO DE INSPETOR DE PINTURA INDUSTRIAL NÍVEL 1

MANUAL DO ALUNO PARA O CURSO INTENSIVO DE QUALIFICAÇÃO DE INSPETOR DE PINTURA INDUSTRIAL NÍVEL 1 INDUSTRIAL NÍVEL Pág.: /7 Elaborado/Data: dezembro/204. OBJETIVO O Manual do aluno é um importante guia para a realização do curso INTENSIVO de Inspetor de Pintura Industrial Nível. Aqui contém informações

Leia mais

Portaria Normativa nº 03 de 14 de outubro de 2010

Portaria Normativa nº 03 de 14 de outubro de 2010 Portaria Normativa nº 03 de 14 de outubro de 2010 PUBLICA OS VALORES DA ANUIDADE E OUTRAS PROVIDÊNCIAS PARA O PROCESSO DE MATRÍCULA E DE REMATRÍCULA DO COLÉGIO AFAM SÃO MIGUEL ANO LETIVO 2011 O Presidente

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS FINANCEIROS REPASSADOS PELO CREA-RS ÀS ENTIDADES DE CLASSE.

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS FINANCEIROS REPASSADOS PELO CREA-RS ÀS ENTIDADES DE CLASSE. GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS FINANCEIROS REPASSADOS PELO CREA-RS ÀS ENTIDADES DE CLASSE. Gerência de Contabilidade Março/2014 APRESENTAÇÃO A finalidade deste guia é orientar

Leia mais

Conheça a origem e constituição do

Conheça a origem e constituição do Conheça a origem e constituição do A Entidade Fechada de Previdência Complementar Do Sistema: A criação da Entidade Fechada de Previdência Complementar do Sistema Confea/Crea Mútua é um anseio antigo dos

Leia mais

FINVEST - FUNDO NACIONAL PARA INVESTIMENTOS REGULAMENTO. 2. Para efeito deste regulamento consideram-se investimentos:

FINVEST - FUNDO NACIONAL PARA INVESTIMENTOS REGULAMENTO. 2. Para efeito deste regulamento consideram-se investimentos: 1 FINVEST - FUNDO NACIONAL PARA INVESTIMENTOS REGULAMENTO OBJETIVO 1. O Fundo FINVEST, objetiva o suprimento parcial de recursos a FUNDO PERDIDO, conforme definido no presente regulamento, nos casos de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA CONFEA COMISSÃO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL DO SISTEMA - CAIS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA CONFEA COMISSÃO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL DO SISTEMA - CAIS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA CONFEA COMISSÃO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL DO SISTEMA - CAIS S Ú M U L A D A 2 ª R E U N I Ã O E X T R A O R D I N Á R I A DA C A I

Leia mais

Gestão de Suprimentos - CRDF

Gestão de Suprimentos - CRDF 1 de 6 RESULTADO ESPERADO DO PROCESSO: Estabelecer negociação entre clientes e fornecedores internos, de modo a assegurar a conformidade, com os requisitos de entrada e saída do processo. PRODUTO PRINCIPAL:

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DO PROEX (2015)

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DO PROEX (2015) UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Instituto de Medicina Social Rua São Francisco Xavier, 524 / 7º andar / Bloco D - Maracanã CEP: 20550-013 - Rio de Janeiro - BRASIL TEL: 55-021- 2334-0235 FAX:

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO NOME DA PROMOÇÃO: LC CAP - A SORTE QUE VOCÊ PRECISA PERÍODO DA PROMOÇÃO: 01/09/2013 à 31/12/2013 1ª PRORROGAÇÃO: 01/01/2014 à 30/04/2014 A PROMOÇÃO

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. Ata da Sessão Plenária nº 3409 Data: 19/02/2013 Folha: 01/02

ATA DE REUNIÃO. Ata da Sessão Plenária nº 3409 Data: 19/02/2013 Folha: 01/02 Ata da Sessão Plenária nº 3409 Data: 19/02/2013 Folha: 01/02 1. PRESENÇAS: 1.1. Conselheiros Titulares: Adm. Wagner Siqueira Presidente Adm. Jorge Humberto Moreira Sampaio V.P. de Planej. e Desenvolv.

Leia mais

ANEXO IV MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS REFERENTE À CONCESSÃO DE PATROCÍNIO. Lei 12.378 de 31/12/2010 Conselho de Arquitetura e Urbanismo

ANEXO IV MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS REFERENTE À CONCESSÃO DE PATROCÍNIO. Lei 12.378 de 31/12/2010 Conselho de Arquitetura e Urbanismo ANEXO IV MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS REFERENTE À CONCESSÃO DE PATROCÍNIO Lei 12.378 de 31/12/2010 Conselho de Arquitetura e Urbanismo Resolução nº 23 de 04/05/12 CAU/BR Portaria Interministerial Nº 507

Leia mais

INSTITUTO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÃO E PERÍCIA do Distrito Federal

INSTITUTO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÃO E PERÍCIA do Distrito Federal Proposta IBAPE-DF Nº. 35/2008 Ilma. Sra. Presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF SINEPE-DF Professora Amábile Pacios SEPS EQ 714/914 Conjunto A Nº 03 4º Andar Ed. Porto

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO 1/9 1 - DOS OBJETIVOS 1.1 Regulamentar os procedimentos para a concessão de incentivos à empresas industriais, comerciais e de serviços no Município com base na Legislação Municipal e no artigo 174 da

Leia mais

P R O G R A M A F A T E S 2 0 1 1

P R O G R A M A F A T E S 2 0 1 1 Objetivos: Art. 1º O FATES, fundo previsto na lei 5764/71 art. 28, inciso II, destina-se à prestação de assistência técnica, educacional e social aos cooperados e cônjuges ou companheiro (a) em união estável,

Leia mais

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI CREDENCIAMENTO DE DOCENTE ESP-MG Nº 022/2014 Curso de Qualificação para Conselheiros Municipais e Distritais de Saúde e

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPICUIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO E HABITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPICUIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO E HABITAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPICUIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO E HABITAÇÃO Conforme aprovado em reunião do Conselho Municipal de Habitação, realizada aos 29 de maio de 2012; REGIMENTO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA CONFEA COMISSÃO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL DO SISTEMA - CAIS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA CONFEA COMISSÃO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL DO SISTEMA - CAIS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA CONFEA COMISSÃO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL DO SISTEMA - CAIS S Ú M U L A D A R E U N I Ã O E S P E C I A L D E I N S T

Leia mais

DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO. Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD

DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO. Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD Loan: 7884 - BR TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: Contratação de

Leia mais

ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014

ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014 ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014 Ao terceiro dia de abril do ano de dois mil e quatorze, às dez horas, reuniu-se, ordinariamente, a diretoria da AJUT Associação dos Servidores na Justiça do Trabalho

Leia mais

Os honorários serão sempre pagos pelo vendedor; Nas locações, os honorários previstos acima serão pagos 50% pelo locador e 50% pelo locatário.

Os honorários serão sempre pagos pelo vendedor; Nas locações, os honorários previstos acima serão pagos 50% pelo locador e 50% pelo locatário. TABELA DE HONORÁRIOS TABELA MÍNIMA DE HONORÁRIOS LITORAL NORTE a) Intermediação de Lotes 10% b) Intermediação de Casas e Apartamentos 8% c) Intermediação na Locação por Temporada 20% Os honorários serão

Leia mais

Também organizamos eventos, seminários, palestras e encontros, de acordo com as possibilidades e necessidades dos nossos associados.

Também organizamos eventos, seminários, palestras e encontros, de acordo com as possibilidades e necessidades dos nossos associados. APRESENTAÇÃO O FDJUR - Fórum de Departamentos Jurídicos tem como objetivo disseminar modelos e ferramentas de gestão para o mercado jurídico empresarial e incentivar os associados ao estudo, desenvolvimento,

Leia mais

CONSIDERANDO que muitas destas Organizações Contábeis não têm condições de arcar com o pagamento da anuidade integralmente;

CONSIDERANDO que muitas destas Organizações Contábeis não têm condições de arcar com o pagamento da anuidade integralmente; RESOLUÇÃO CRC-BA Nº 406-A/2002 DISPÕE SOBRE A ANUIDADE DO EXERCÍCIO DE 2003, CONCESSÃO DE REDUÇÃO E DE PARCELAMENTO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS, AD REFERENDUM DO PLENÁRIO. O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 008/2013

RESOLUÇÃO Nº 008/2013 RESOLUÇÃO Nº 008/2013 Súmula: Define critérios para apresentação de projetos para o valor R$966.734,86 (Novecentos e sessenta e seis mil, setecentos e trinta e quatro reais e oitenta e seis centavos) do

Leia mais

REITORIA EDITAL Nº 27/2015

REITORIA EDITAL Nº 27/2015 REITORIA EDITAL Nº 27/2015 O Reitor da Universidade Vila Velha UVV torna público a todos os interessados que estão abertas, de 29 de setembro até 10 de outubro de 2015, as inscrições de propostas provenientes

Leia mais

Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013

Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013 Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013 O Programa Institucional de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 86, DE 21 DE MARÇO DE 2012. (Publicada no DOU, Seção 1, de 07/05/2012, pág. 77)

RESOLUÇÃO Nº 86, DE 21 DE MARÇO DE 2012. (Publicada no DOU, Seção 1, de 07/05/2012, pág. 77) RESOLUÇÃO Nº 86, DE 21 DE MARÇO DE 2012 (Publicada no DOU, Seção 1, de 07/05/2012, pág. 77) Dispõe sobre o Portal da Transparência do Ministério Público. O CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, no exercício

Leia mais

Programa Binacional Centros Associados de Pós-graduação Brasil/Argentina - (CAPG/BA) Edital CGCI n. /2008

Programa Binacional Centros Associados de Pós-graduação Brasil/Argentina - (CAPG/BA) Edital CGCI n. /2008 Programa Binacional Centros Associados de Pós-graduação Brasil/Argentina - (CAPG/BA) Edital CGCI n. /2008 1 Do programa e objetivo 1.1 O Programa CAPG/BA (Programa de Centros Associados de Pós-Graduação),

Leia mais

EDITAL PF no. 008/2015 CONVOCAÇÃO DE INTERESSADOS À SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA TÉCNICA ESPECIALIZADA PESSOA FÍSICA

EDITAL PF no. 008/2015 CONVOCAÇÃO DE INTERESSADOS À SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA TÉCNICA ESPECIALIZADA PESSOA FÍSICA EDITAL PF no. 008/2015 CONVOCAÇÃO DE INTERESSADOS À SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA TÉCNICA ESPECIALIZADA PESSOA FÍSICA O CONASS: O Conselho Nacional de Secretários de Saúde é uma entidade

Leia mais

RELATÓRIO DE DESEMPENHO

RELATÓRIO DE DESEMPENHO RELATÓRIO DE DESEMPENHO Referência: julho/agosto de 2013 Diretoria Financeira Diretores fazem visita a Ministro do STJ Objetivo da visita foi oficializar convite ao Ministro Humberto Martins para palestras

Leia mais

EDITAL Nº 019/2015 Chamamento para Inscrição no Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - Lei 13.019 Aspectos Jurídicos e Práticos

EDITAL Nº 019/2015 Chamamento para Inscrição no Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - Lei 13.019 Aspectos Jurídicos e Práticos EDITAL Nº 019/2015 Chamamento para Inscrição no Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - Lei 13.019 Aspectos Jurídicos e Práticos 1. OBJETIVO DO CURSO Capacitar os participantes acerca das

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC N.º 1.127/08

RESOLUÇÃO CFC N.º 1.127/08 RESOLUÇÃO CFC N.º 1.127/08 DISPÕE SOBRE OS VALORES DA ANUIDADE, TAXAS E MULTAS DEVIDAS AOS CONSELHOS REGIONAIS DE CONTABILIDADE PARA O EXERCÍCIO DE 2009. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.177, DE 7 DE JANEIRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 4.177, DE 7 DE JANEIRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 4.177, DE 7 DE JANEIRO DE 2013 Altera as normas para contratação das operações de crédito fundiário ao amparo do Fundo de Terras e da Reforma Agrária, de que trata a Seção 1 do Capítulo 12

Leia mais

SÚMULA DA 374ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA ESPECIALIZADA DE GEOLOGIA E ENGENHARIA DE MINAS

SÚMULA DA 374ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA ESPECIALIZADA DE GEOLOGIA E ENGENHARIA DE MINAS Data: 26 de novembro de 2012 Local: Auditório Rebouças - Edifício "Santo Antônio de Sant'Anna Galvão" Av. Rebouças, 1028 2º andar Jardim Paulista São Paulo / SP Coordenação: Geólogo Fábio Augusto Gomes

Leia mais

$ $ Guia de Empréstimos. Fachesf

$ $ Guia de Empréstimos. Fachesf Guia de Empréstimos Fachesf Sobre os empréstimos da Fachesf Quais as modalidades de empréstimos que a Fachesf oferece? Empréstimo Pós-Fixado (sem comprovação) Empréstimo Educação (com comprovação) Empréstimo

Leia mais

Reajuste Salarial. Cláusulas do PGCR

Reajuste Salarial. Cláusulas do PGCR PROPOSTA FINAL DO ONS PARA CELEBRAÇÃO DO ACT 2013/2014 FNE/FENTEC - CLÁUSULA 2ª INTERSINDICAL - CLÁUSULA 1ª Reajuste Salarial Reajustar os salários dos empregados com o acumulado do IPCA do período de

Leia mais

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE AUXÍLIO

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE AUXÍLIO COORDENADORIA DIDÁTICO-CIENTÍFICA MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE AUXÍLIO Responsável: Prof. Dr. José Luz Silveira Julho/2009 1 Sumário 1. INFORMAÇÕES GERAIS...3 1.1 Valor do Auxílio Solicitado...3 1.2 Auxílios

Leia mais

SÚMULA DA 69ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO

SÚMULA DA 69ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO Data: 17 de dezembro de 2013 Local: Sala de GT s - Edifício "Santo Antônio de Sant'Anna Galvão" Av. Rebouças, 1028 2º andar Jardim Paulista São Paulo / SP Coordenação: Eng. civil, eng. oper. mec. máq.

Leia mais

Cartilha Sobre Autorização de Viagens, Passagens e Concessão de Diárias

Cartilha Sobre Autorização de Viagens, Passagens e Concessão de Diárias Cartilha Sobre Autorização de Viagens, Passagens e Concessão de Diárias SALVADOR BA SETEMBRO/2011 PREFEITO João Henrique Carneiro SECRETÁRIO MUNICIPAL DA FAZENDA Joaquim José Bahia Menezes CONTROLADORA

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DS Documento de Suporte

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DS Documento de Suporte DIAGRAMA DE PROCESSOS DS. 10 01 1 / 27 Solicitação das unidades para elaboração, revisão ou cancelamento de documentos ou registros; Mudança no modo de realização dos processos; Tratamento de nãoconformidades;

Leia mais

REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO

REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO Capítulo I da Finalidade Art. 1o. - Este Regimento Interno complementa e disciplina disposições do Estatuto da Associação Brasileira de Manutenção

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PO Procedimento Operacional

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PO Procedimento Operacional CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS AOS COLABORADORES PO. 12 00 1 / 7 1. OBJETIVOS O Crea-GO, visando atrair e melhorar o índice de retenção de colaboradores, institui a concessão de benefícios, mediante a adoção

Leia mais

SESSÃO PLENÁRIA Nº 1996 (ORDINÁRIA) DE 23 DE ABRIL DE 2015

SESSÃO PLENÁRIA Nº 1996 (ORDINÁRIA) DE 23 DE ABRIL DE 2015 SESSÃO PLENÁRIA Nº 1996 (ORDINÁRIA) DE 23 DE ABRIL DE 2015 Item III. Discussão e aprovação da Ata da Sessão Plenária nº 1995 (ORDINÁRIA). PAUTA Nº: 1 PROCESSO: Interessado: Crea-SP Assunto: Discussão e

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO NOME DA PROMOÇÃO: ANUNCIE E CONCORRA A PRÊMIOS PERÍODO DA PROMOÇÃO: 01/07/2014 à 24/02/2015 1ª PRORROGAÇÃO: 25/02/2015 à 25/05/2015 A PROMOÇÃO ANUNCIE

Leia mais

Principais dúvidas dos bolsistas:

Principais dúvidas dos bolsistas: 01- Como posso obter a Bolsa Universitária? Concorrendo ao Processo seletivo; 02- Onde fazemos a Inscrição para Bolsa Universitária? No site www.ovg.org.br; Portal Bolsa Universitária; Inscrições 03 Quantas

Leia mais

TABELA DE REFERÊNCIA DE HONORÁRIOS PROFISSIONAIS. Registrada no CREA-PR Sessão Plenária n.º 741, de 10/06/1.997

TABELA DE REFERÊNCIA DE HONORÁRIOS PROFISSIONAIS. Registrada no CREA-PR Sessão Plenária n.º 741, de 10/06/1.997 TABELA DE REFERÊNCIA DE HONORÁRIOS PROFISSIONAIS Registrada no CREA-PR Sessão Plenária n.º 741, de 10/06/1.997 INTRODUÇÃO Há muito tempo o C.E.A.L. - Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina, pretende

Leia mais

PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual.

PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual. PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual.pdf INFORMAÇÕES GERAIS Duração do projeto O prazo de vigência do projeto

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO E NORMAS E COMISSÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Parecer nº 217/2005 Processo SE nº 64.436/19.00/04.0 Constata a oferta

Leia mais

http://www.fonoaudiologia.org.br//servlet/consultalegislacao?acao=pi&leiid=17

http://www.fonoaudiologia.org.br//servlet/consultalegislacao?acao=pi&leiid=17 Page 1 of 7 Número: 339 Ano: 2006 Ementa: Dispõe sobre o registro de Pessoas Jurídicas nos Conselhos de Fonoaudiologia e dá outras providências. Cidade: - UF: Conteúdo: Brasilia-DF, 25 de Fevereiro de

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 172, de 27 de MAIO de 2015. O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA APOIO FINANCEIRO DE CURSOS E SEMINÁRIOS

INSTRUÇÕES PARA APOIO FINANCEIRO DE CURSOS E SEMINÁRIOS INSTRUÇÕES PARA APOIO FINANCEIRO DE CURSOS E SEMINÁRIOS O instrumento administrativo Cursos e Seminários aplica-se a eventos pontuais como reuniões, capacitações e workshops previstos para serem realizados

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 40/2012, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012

RESOLUÇÃO Nº 40/2012, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO RESOLUÇÃO Nº 40/2012, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012 Dispõe sobre a regulamentação do programa institucional

Leia mais

INGRESSO DE PROFISSIONAIS ESTRANGEIROS NO BRASIL

INGRESSO DE PROFISSIONAIS ESTRANGEIROS NO BRASIL INGRESSO DE PROFISSIONAIS ESTRANGEIROS NO BRASIL REGISTRO PROFISSIONAL E ACERVO TÉCNICO A EXPERIÊNCIA DO CREA-PR Eng. Civ. Joel Krüger Presidente CREA-PR Sistema CONFEA/CREAs 977.750 Profissionais 306

Leia mais

I. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para transferência de colaboradores entre localidades da Companhia e parâmetros para ajuda de custo.

I. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para transferência de colaboradores entre localidades da Companhia e parâmetros para ajuda de custo. I. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para transferência de colaboradores entre localidades da Companhia e parâmetros para ajuda de custo. II. ÁREA DE ABRANGÊNCIA Quando necessário efetuar transferências

Leia mais

DELIBERAÇÃO Nº 101/2014

DELIBERAÇÃO Nº 101/2014 DELIBERAÇÃO Nº 101/2014 Ementa: Dispõe sobre o pagamento de jetons e diárias no Conselho Regional de Farmácia do Estado do Espírito Santo e revoga as Deliberações n.º 14 e 16 de 2014. O PLENÁRIO DO CONSELHO

Leia mais

Programa BNDES de Apoio à Aquisição de Veículos Utilitários BNDES Pro- Utilitário

Programa BNDES de Apoio à Aquisição de Veículos Utilitários BNDES Pro- Utilitário Grau: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 39/2015-BNDES Rio de Janeiro, 21 de setembro de 2015. Ref.: Ass.: Produto BNDES Automático Programa BNDES de Apoio à Aquisição de Veículos

Leia mais

Comparativo de Despesas Abril/2015

Comparativo de Despesas Abril/2015 Click to edit Master text styles Second level Third level Fourth level» Fifth level Comparativo de s Abril/2015 Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil CNPJ: 14.702.767/0001-77 Comparativo da Liquidada

Leia mais

8) Qual o papel da administradora?

8) Qual o papel da administradora? 1) Como funciona o consórcio? R= Consórcio é um sistema que reúne em grupo pessoas físicas e/ou jurídicas com interesse comum para compra de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento, onde o valor

Leia mais

devem ser elaborados a cada cinco anos. Prestado informe. Aprovado pagamento na base de 4 unidades de referência da Mútua. Prestado informe.

devem ser elaborados a cada cinco anos. Prestado informe. Aprovado pagamento na base de 4 unidades de referência da Mútua. Prestado informe. ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA NÚMERO CENTO E NOVENTA E DOIS DA DIRETORIA EXECUTIVA DA MÚTUA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DA ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA, REALIZADA NOS DIAS 14 E 15 DE MAIO DE 2009,

Leia mais

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Atenção: Documentos apresentados em fotocópia devem ser autenticados em Cartório ou acompanhados dos originais para receberem autenticação do CREA. Documentos obrigatórios

Leia mais

CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS

CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS 1 - OBJETIVO CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS 1.1 Estabelecer normas para concessão de empréstimos aos participantes ativos e assistidos. 2 - QUALIFICAÇÃO PARA O EMPRÉSTIMO 2.1 Ser

Leia mais

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada.

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. Adesão Característica do contrato de previdência privada, relativa ao ato do proponente aderir ao plano de previdência. Administradores

Leia mais

ETF. Exchange Traded Fund. Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA

ETF. Exchange Traded Fund. Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA ETF Exchange Traded Fund Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA ETF Exchange Traded Fund ETF Exchange Traded Fund Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA 2 Procedimentos para Registro

Leia mais

CAMARA MUNICIPAL DE ARAGUARI MINAS GERAIS **** Diário de Pagamento MÊS DE FEVEREIRO/2015 PAGAMENTOS ORÇAMENTÁRIOS

CAMARA MUNICIPAL DE ARAGUARI MINAS GERAIS **** Diário de Pagamento MÊS DE FEVEREIRO/2015 PAGAMENTOS ORÇAMENTÁRIOS CAMARA MUNICIPAL DE ARAGUARI MINAS GERAIS **** Diário de Pagamento MÊS DE FEVEREIRO/2015 PAGAMENTOS ORÇAMENTÁRIOS NE FORNECEDOR CNPJ/CPF FICHA DESCRIÇÃO DO OBJETO PAGAMENTO VALOR R$ 6-1 Telemar Norte Leste

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015. EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015. SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS E VOLUNTARIADO EM INICIAÇÃO CIENTÍFICA NAS AÇÕES AFIRMATIVAS (ENSINO

Leia mais

Oportunidades de Trabalho. Sem taxa de cadastro. Área Administrativa

Oportunidades de Trabalho. Sem taxa de cadastro. Área Administrativa Oportunidades de Trabalho Sem taxa de cadastro Área Administrativa Auxiliar Administrativo Serviços Externos Irá atuar na entrega e instalação de Cartuchos para Impressora em empresas de Chapecó. Salário

Leia mais

ATA DA 13ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS, REALIZADA EM 23 DE NOVEMBRO DE 2012

ATA DA 13ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS, REALIZADA EM 23 DE NOVEMBRO DE 2012 ATA DA 13ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS, REALIZADA EM 23 DE NOVEMBRO DE 2012 Aos vinte e três de novembro de dois mil e doze às 14 h 45 min, na sala

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E IRRIGANTES DA BAHIA AIBA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB

ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E IRRIGANTES DA BAHIA AIBA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E IRRIGANTES DA BAHIA AIBA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB FUNDO PARA O DESENVOLVIMENTO INTEGRADO E SUSTENTÁVEL DA BAHIA FUNDESIS EDITAL PÚBLICO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS

Leia mais

REGULAMENTO DE OPERAÇÕES

REGULAMENTO DE OPERAÇÕES 1 GENERALIDADES As operações de crédito da Cooperativa serão realizadas dentro das normas fixadas pelo Estatuto Social, pelas normas legais, as do Banco Central do Brasil e por este Regulamento. 2 OBJETIVO

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO RECURSO CAPES/PROEX 2015 Versão 1.5 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOPATOLOGIA

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO RECURSO CAPES/PROEX 2015 Versão 1.5 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOPATOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO RECURSO CAPES/PROEX 2015 Versão 1.5 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOPATOLOGIA Instruções para utilização do recurso do Convênio CAPES/PROEX pelos orientadores do PPG/Fitopatologia

Leia mais

REGIMENTO INTERNO Aprovado dia 02 de julho de 1982

REGIMENTO INTERNO Aprovado dia 02 de julho de 1982 REGIMENTO INTERNO Aprovado dia 02 de julho de 1982 Artigo 1º. - A FUNDAÇÃO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM AGRONOMIA, MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA - FUNEP, além das disposições constantes de seu Estatuto

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO Instrução nº 2533 Dispõe sobre os procedimentos para concessão do auxílio-educação e auxíliocreche para dependentes. O Presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado de

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS REALIZADA EM 04 DE MAIO DE 2012 I. Data, Hora e Local da Reunião: Aos 03 de maio,

Leia mais

II - Locação de Imóveis: a) 33903615 - Locação de Imóveis b) 33903910 - Locação de Imóveis

II - Locação de Imóveis: a) 33903615 - Locação de Imóveis b) 33903910 - Locação de Imóveis PORTARIA N o 172, DE 27 DE MAIO DE 2015 O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições que lhe confere o inciso II do Parágrafo único do art. 87, da Constituição Federal,

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO. NOME DA PROMOÇÃO: SHOW DE PRÊMIOS AFAGU PERÍODO DA PROMOÇÃO: 01/07/2013 à 31/12/2013

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO. NOME DA PROMOÇÃO: SHOW DE PRÊMIOS AFAGU PERÍODO DA PROMOÇÃO: 01/07/2013 à 31/12/2013 REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO NOME DA PROMOÇÃO: SHOW DE PRÊMIOS AFAGU PERÍODO DA PROMOÇÃO: 01/07/2013 à 31/12/2013 O objetivo desta Promoção Comercial é incentivar a adimplência

Leia mais

Anexo à Política de Investimentos 2010 a 2014

Anexo à Política de Investimentos 2010 a 2014 Anexo à Política de Investimentos 2010 a 2014 Diretrizes para Investimentos em Imóveis (aprovadas pelo CDE em sua 18ª reunião realizada nos dias 14 a 16 de dezembro de 2009 Índice Anexo à Política de Investimentos...1

Leia mais