ETF. Exchange Traded Fund. Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ETF. Exchange Traded Fund. Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA"

Transcrição

1 ETF Exchange Traded Fund Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA

2 ETF Exchange Traded Fund ETF Exchange Traded Fund Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA 2

3 Procedimentos para Registro na BM&FBOVESPA ÍNDICE Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA... 4 ANEXO Nº I Modelo de requerimento solicitando registro na BM&FBOVESPA... 6 ANEXO Nº II Modelo de declaração a ser apresentada à BM&FBOVESPA

4 ETF Exchange Traded Fund Passo a passo para Listagem de ETF na BM&FBOVESPA A listagem de um ETF para negociação na BM&FBOVESPA depende de alguns procedimentos que serão descritos abaixo. 1. Autorização para uso do Índice de Referência Deverá ser firmado Contrato de Licenciamento de Índice e autorização para uso entre o futuro gestor e o provedor do índice. 2. Documentação O administrador deve solicitar formalmente a listagem do ETF à BM&FBOVESPA, enviando a seguinte documentação. a) Requerimento padrão de registro conforme modelo (Anexo I); b) Declaração assinada pelo diretor responsável pela administração do ETF, conforme modelo (Anexo II); c) Cópia da documentação apresentada à CVM para obtenção do registro do ETF; d) Cópia da documentação apresentada à CVM para obtenção do registro de distribuição de cotas, se for o caso; e) Indicação do Escriturador ou, se for o caso, cópia digitalizada do certificado; f) Regulamento do ETF; g) Comprovante de quitação da taxa de análise descrita no item 3 abaixo. Essa documentação deve ser enviada para o endereço constante no item 4 abaixo. 3. Pagamento de taxas Para análise da listagem do ETF deve ser recolhida taxa de análise de acordo com a Política de Preços definida pela BM&FBOVESPA. Para obtenção do boleto bancário de pagamento dessa taxa, este deverá ser solicitado pelo contendo os seguintes dados do administrador: y Denominação social; y CNPJ/MF; y Inscrição Estadual (se for o caso); y Inscrição Municipal (se for o caso); y Endereço completo; y Pessoa para contato; y Telefone; y . 4

5 Procedimentos para Registro na BM&FBOVESPA 4. Protocolo A documentação detalhada no item 2 deve ser entregue aos cuidados da Gerência de Acompanhamento de Fundos de Investimento no endereço abaixo: Pça Antônio Prado, 48-2º andar São Paulo SP - Brasil CEP: Após protocolo da totalidade dos documentos relacionados no item 2, o prazo de análise e manifestação pela BM&FBOVESPA é de 30 (trinta) dias. 5. Havendo exigências adicionais a BM&FBOVESPA comunicará o administrador, que terá 30 (trinta) dias para atender as exigências solicitadas. 6. A BM&FBOVESPA fará a listagem do ETF depois de atendidas todas as exigências descritas anteriormente. 7. O início de negociação 1 fica a critério do administrador. A BM&FBOVESPA se coloca a disposição para providenciar o início de negociação das cotas quando solicitado. 1 O início de negociação ficará condicionado à obtenção do registro do ETF perante a CVM. 5

6 ETF Exchange Traded Fund ANEXO Nº I FUNDOS DE INVESTIMENTO MODELO DE REQUERIMENTO SOLICITANDO REGISTRO NA BM&FBOVESPA Ao Diretor Presidente da BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros Senhor Diretor, (denominação social completa), na qualidade de instituição administradora do (denominação do Fundo de Investimento), inscrita no CNPJ/MF sob nº, com sede na Rua nº, Cidade de, Estado de, neste ato representado por seu Diretor responsável pela administração do Fundo de Investimento, Sr.(a), (qualificação completa), vem requerer, nos termos do Regulamento de Registro de Emissores e de Valores Mobiliários da BM&FBOVESPA, seu registro para a negociação das quotas de emissão do referido Fundo, juntando, para tanto, a documentação estabelecida na Seção II do Capítulo I do referido Regulamento. Termos em que pede Deferimento. Local e data Assinatura(s) (com indicação de nome e cargo) Telefone ( ) - Fax ( ) - 6

7 Procedimentos para Registro na BM&FBOVESPA ANEXO Nº II FUNDOS DE INVESTIMENTO MODELO DE DECLARAÇÃO A SER APRESENTADA À BM&FBOVESPA (denominação social completa), na qualidade de instituição administradora do (denominação do Fundo de Investimento), inscrita no CNPJ/MF sob nº, com sede na Rua nº, Cidade de., Estado de, neste ato representado por seu Diretor responsável pela administração do Fundo de Investimento, Sr.(a), (qualificação completa), pretendendo o registro para a admissão à negociação das quotas de emissão do referido Fundo nessa BM&FBOVESPA, declara que: Está devidamente registrado na Comissão de Valores Mobiliários sob o nº, ou está pleiteando tal condição junto à Comissão de Valores Mobiliários; Está ciente das disposições contidas no Estatuto Social, Regimento Interno e demais normas regulamentares da BM&FBOVESPA e, especialmente, do Regulamento de Registro de Emissores e de Valores Mobiliários da BM&FBOVESPA, comprometendose a cumpri-las fielmente. Pagará a anuidade de acordo com a Política de Preços para Emissores estabelecida pela BM&FBOVESPA. Com a antecedência prevista para a convocação da Assembleia Geral, remeterá à BM&FBOVESPA cópia fiel do edital e a proposta da Administração a ser apresentada à Assembleia Geral. Remeterá à BM&FBOVESPA comunicado com resumo das deliberações tomadas pela Assembleia Geral, imediatamente após sua realização. Comunicará com antecedência, independentemente de publicação, a data do início da distribuição de qualquer direito, bem como as datas de início e término do período estabelecido para o exercício do direito de subscrição de novas quotas. Divulgará, prontamente, as informações sobre atos ou eventos relevantes pertinentes ao Fundo. 7

8 ETF Exchange Traded Fund Remeterá cópia de toda a documentação enviada normalmente à Comissão de Valores Mobiliários. Remeterá cópia das demonstrações financeiras do Fundo, nos prazos regulamentares, após o encerramento do período a que se referirem. Local e data Assinatura(s) (com indicação de nome e cargo) Telefone ( ) - Fax ( ) - 8

9 DÚVIDAS: Praça Antonio Prado, São Paulo, SP Rua XV de Novembro, São Paulo, SP

MANUAL PARA REGISTRO DE CERTIFICADO DE DEPÓSITO DE VALORES MOBILIÁRIOS - BDR NÍVEL I NÃO PATROCINADO

MANUAL PARA REGISTRO DE CERTIFICADO DE DEPÓSITO DE VALORES MOBILIÁRIOS - BDR NÍVEL I NÃO PATROCINADO MANUAL PARA REGISTRO DE CERTIFICADO DE DEPÓSITO DE VALORES MOBILIÁRIOS - BDR NÍVEL I NÃO PATROCINADO Artigo 1º. Para registro do Certificado de Depósito de Valores Mobiliários - BDR Nível I Não Patrocinado

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. CNPJ 02.328.280/0001-97 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.238.280/0001-97 Rua Ary Antenor de Souza, nº 321,

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS REALIZADA EM 04 DE MAIO DE 2012 I. Data, Hora e Local da Reunião: Aos 03 de maio,

Leia mais

IC CLUBE DE INVESTIMENTO CNPJ n. 07.847.689/0001-33 ESTATUTO SOCIAL

IC CLUBE DE INVESTIMENTO CNPJ n. 07.847.689/0001-33 ESTATUTO SOCIAL IC CLUBE DE INVESTIMENTO CNPJ n. 07.847.689/0001-33 ESTATUTO SOCIAL I - DENOMINAÇÃO E OBJETIVO Artigo 1 - O IC Clube de Investimento é constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO I Denominação e Objetivo Artigo 1º - O Clube de Investimento IMPACTO constituído por número limitado de membros que tem por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A.

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. Aprovada em Reunião do Conselho de Administração da Companhia realizada em 27 de abril de 2012

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM I Denominação e Objetivo Artigo 1º O Clube de Investimento PLATINUM é constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO FIDUS

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO FIDUS ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO FIDUS I DENOMINAÇÃO E OBJETIVO ARTIGO 1º - O CLUBE DE INVESTIMENTO FIDUS constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

Câmara Municipal de Itatiba

Câmara Municipal de Itatiba DOCUMENTOS PARA EFETUAR CADASTRO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL "CRC" INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES Razão Social: Endereço: Bairro: Cidade: CEP: CNPJ: Inscrição Estadual:

Leia mais

Solicitação de Resgate de Cotas do BB ETF S&P Dividendos Brasil Fundo de Índice CNPJ/MF: 17.817.528/0001-50 (FUNDO)

Solicitação de Resgate de Cotas do BB ETF S&P Dividendos Brasil Fundo de Índice CNPJ/MF: 17.817.528/0001-50 (FUNDO) Solicitação de Resgate de Cotas do BB ETF S&P Dividendos Brasil Fundo de Índice CNPJ/MF: 17.817.528/0001-50 (FUNDO) Nome do Cotista CNPJ/CPF Telefone/e-mail Agente Autorizado Situação Tributária do Cotista:

Leia mais

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas)

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas) 1. Contexto operacional O CLUBE DE INVESTIMENTO CAPITAL SEGURO ( Clube ) constituído por número limitado de cotistas que tem por objetivo a aplicação de recursos financeiros próprios para a constituição,

Leia mais

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto;

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto; CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 002/2014 QUALIFICAÇÃO DE ENTIDADES PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS COMO ORGANIZAÇÃO SOCIAL NA ÁREA DE SAÚDE O Município de Fontoura Xavier, Estado do Rio Grande do Sul, pessoa jurídica

Leia mais

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO NOVA FUTURA DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA,

Leia mais

Procedimentos para Registro de Companhias na BOVESPA

Procedimentos para Registro de Companhias na BOVESPA Procedimentos para Registro de Companhias na BOVESPA A análise de pedidos de registro no BOVESPA MAIS, bem como dos pedidos de registro no Novo Mercado, Nível 2 e Nível 1 de empresas que estejam em processo

Leia mais

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas)

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas) 1. Contexto operacional O CLUBE DE INVESTIMENTO COPACABANA ( Clube ) constituído por número limitado de cotistas que tem por objetivo a aplicação de recursos financeiros próprios para a constituição, em

Leia mais

A. DEFINIÇÕES E ADESÃO

A. DEFINIÇÕES E ADESÃO POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA CYRELA BRAZIL REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES APROVADA PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM REUNIÃO NO DIA 10 DE MAIO DE 2012 A. DEFINIÇÕES

Leia mais

Nível 1. Governança Corporativa

Nível 1. Governança Corporativa Nível 1 Governança Corporativa Apresentação Implantados em dezembro de 2000 pela antiga Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA), o Novo Mercado e os Níveis Diferenciados de Governança Corporativa Nível

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO BLUE STAR

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO BLUE STAR 1 ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO BLUE STAR I - Denominação e Objetivo Artigo 1º - O CLUBE DE INVESTIMENTO BLUE STAR constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a aplicação

Leia mais

COMUNICADO AO MERCADO DE ENCERRAMENTO DA PRIMEIRA LIQUIDAÇÃO DAS COTAS REMANESCENTES DA 4ª (QUARTA) EMISSÃO DO

COMUNICADO AO MERCADO DE ENCERRAMENTO DA PRIMEIRA LIQUIDAÇÃO DAS COTAS REMANESCENTES DA 4ª (QUARTA) EMISSÃO DO COMUNICADO AO MERCADO DE ENCERRAMENTO DA PRIMEIRA LIQUIDAÇÃO DAS COTAS REMANESCENTES DA 4ª (QUARTA) EMISSÃO DO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO RIO BRAVO RENDA CORPORATIVA CNPJ/MF n.º 03.683.056/0001-86

Leia mais

ANÚNCIO DE INÍCIO DA DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DAS COTAS DO GIF I - FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES CNPJ/MF: 08.872.941/0001-27

ANÚNCIO DE INÍCIO DA DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DAS COTAS DO GIF I - FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES CNPJ/MF: 08.872.941/0001-27 ANÚNCIO DE INÍCIO DA DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DAS COTAS DO GIF I - FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES CNPJ/MF: 08.872.941/0001-27 BEM DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. comunica o início

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 1. OBJETIVO, ADESÃO E ADMINISTRAÇÃO 1.1 - A presente Política de Negociação tem por objetivo estabelecer

Leia mais

MANUAL DE ACESSO DA BM&FBOVESPA

MANUAL DE ACESSO DA BM&FBOVESPA MANUAL DE ACESSO DA BM&FBOVESPA Novembro 2015 Índice ÍNDICE REGISTRO DE VERSÕES 6 1. INTRODUÇÃO 7 1.1. OBJETO 7 2. PARTICIPANTES AUTORIZADOS 9 2.1. PARTICIPANTE DE NEGOCIAÇÃO PLENO 9 2.1.1. Categorias

Leia mais

REGULAMENTO DE REGISTRO DE EMISSORES E DE VALORES MOBILIÁRIOS CAPÍTULO I REGISTRO PARA NEGOCIAÇÃO EM BOLSA SEÇÃO I REGISTRO DE COMPANHIAS ABERTAS

REGULAMENTO DE REGISTRO DE EMISSORES E DE VALORES MOBILIÁRIOS CAPÍTULO I REGISTRO PARA NEGOCIAÇÃO EM BOLSA SEÇÃO I REGISTRO DE COMPANHIAS ABERTAS REGULAMENTO DE REGISTRO DE EMISSORES E DE VALORES MOBILIÁRIOS CAPÍTULO I REGISTRO PARA NEGOCIAÇÃO EM BOLSA SEÇÃO I REGISTRO DE COMPANHIAS ABERTAS Artigo 1º O Diretor Presidente poderá conceder o registro

Leia mais

Clube de Investimento

Clube de Investimento Clube de Investimento ATENÇÃO Este texto visa a fornecer informações institucionais sobre a economia e o mercado de valores mobiliários brasileiros. Não é uma rec omendação de investimento em qualquer

Leia mais

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO DA BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 19 DE SETEMBRO DE

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO DA BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 19 DE SETEMBRO DE 463925v5 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO DA BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 19 DE SETEMBRO DE 2014 BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP Companhia Aberta CNPJ/MF nº 08.723.106/0001-25

Leia mais

ANÚNCIO DE INÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO DO Fundo de Investimento Imobiliário Votorantim Securities CNPJ/MF: 10.347.505/0001-80

ANÚNCIO DE INÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO DO Fundo de Investimento Imobiliário Votorantim Securities CNPJ/MF: 10.347.505/0001-80 ANÚNCIO DE INÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO DO Fundo de Investimento Imobiliário Votorantim Securities CNPJ/MF: 10.347.505/0001-80 VOTORANTIM ASSET MANAGEMENT DTVM LTDA. ( Administrador ), comunica o início da distribuição

Leia mais

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA VULCABRAS AZALEIA S. A. DE 31 DE JANEIRO DE 2011. O

Leia mais

Anúncio de Início da Oferta Pública de Distribuição de cotas do ÁQUILLA FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII

Anúncio de Início da Oferta Pública de Distribuição de cotas do ÁQUILLA FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII Anúncio de Início da Oferta Pública de Distribuição de cotas do ÁQUILLA FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CNPJ/MF nº 13.555.918/0001-49 Foco Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.,

Leia mais

MINISTÉRIO DA CULTURA FUNDAÇÃO NACIONAL DE ARTES FUNARTE COMISSÃO DE COLETA SELETIVA SOLIDÁRIA HABILITAÇÃO Nº. 01/2014

MINISTÉRIO DA CULTURA FUNDAÇÃO NACIONAL DE ARTES FUNARTE COMISSÃO DE COLETA SELETIVA SOLIDÁRIA HABILITAÇÃO Nº. 01/2014 A Fundação Nacional de Artes FUNARTE realizará, das 9 horas do dia 23 de janeiro de 2014 às 16 horas do dia 28 de janeiro de 2014, procedimento de HABILITAÇÃO das associações e cooperativas de catadores

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES PROGRESSO. no montante total de até

FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES PROGRESSO. no montante total de até UBS PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM comunica o início da distribuição, de até 240 (duzentas e quarenta) cotas, escriturais, com valor inicial de R$1.000.000,00 (um milhão de reais), de emissão do

Leia mais

HIGHLAND BRASIL GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS. São Paulo, novembro de 2014

HIGHLAND BRASIL GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS. São Paulo, novembro de 2014 HIGHLAND BRASIL GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS São Paulo, novembro de 2014 POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS CAPÍTULO

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA FORNO DE MINAS ALIMENTOS S.A. 1 PROPÓSITO A presente Política de Negociação de Valores Mobiliários tem como propósito estabelecer regras para

Leia mais

ANEXO VI MODELOS DE DECLARAÇÕES

ANEXO VI MODELOS DE DECLARAÇÕES ANEXO VI MODELOS DE DECLARAÇÕES O ANEXO VI do EDITAL de Licitação é composto de [xx] ([xx]) documentos, que consistem em DECLARAÇÕES e MODELOS, necessários à participação do certame e que deverão ser devidamente

Leia mais

Conselho Regional de Educação Física 11ª Região - Mato Grosso do Sul

Conselho Regional de Educação Física 11ª Região - Mato Grosso do Sul Informações necessárias para registro de Pessoa Jurídica: Cópia do comprovante de inscrição no CNPJ atualizado; Cópia da declaração de firma individual ou do contrato social, ata ou estatuto que a constituiu;

Leia mais

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. Dispõe sobre os procedimentos a serem observados e aplicados no parcelamento/reparcelamento de débitos referente a multas e taxa de vistoria e fiscalização

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 243, DE 1º DE MARÇO DE 1996. DAS ENTIDADES RESPONSÁVEIS PELO MERCADODE BALCÃO ORGANIZADO

INSTRUÇÃO CVM Nº 243, DE 1º DE MARÇO DE 1996. DAS ENTIDADES RESPONSÁVEIS PELO MERCADODE BALCÃO ORGANIZADO TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM N o 243, DE 1 o DE MARÇO DE 1996, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM N o 250/96, 343/00, 440/06 E 461/07.. Disciplina o funcionamento do mercado de balcão

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Leia mais

Este anúncio é de caráter exclusivamente informativo, não se tratando de oferta de venda de Cotas.

Este anúncio é de caráter exclusivamente informativo, não se tratando de oferta de venda de Cotas. Este anúncio é de caráter exclusivamente informativo, não se tratando de oferta de venda de Cotas. ANÚNCIO DE ENCERRAMENTO DA 2ª DISTRIBUIÇÃO DE COTAS DO Fundo de Investimento Imobiliário Votorantim Securities

Leia mais

Administrado por BOLETIM DE SUBSCRIÇÃO DE COTAS DA 2ª EMISSÃO

Administrado por BOLETIM DE SUBSCRIÇÃO DE COTAS DA 2ª EMISSÃO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO THE ONE Administrado por RIO BRAVO INVESTIMENTOS DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. CNPJ n.º 72.600.026/0001-81 Avenida Chedid Jafet, n.º 222, bloco

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE RONDÔNIA REQUERIMENTO PARA CRT (Certidão de Responsabilidade Técnica)

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE RONDÔNIA REQUERIMENTO PARA CRT (Certidão de Responsabilidade Técnica) CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE RONDÔNIA REQUERIMENTO PARA CRT (Certidão de Responsabilidade Técnica) Eu, Enfermeiro (a), inscrito (a) sob n.º COREN-RO, em / / Endereço Residencial: Nº, Bairro:, Cidade:,

Leia mais

Relação de Documentos Exigidos Para Inscrição Pessoa Jurídica

Relação de Documentos Exigidos Para Inscrição Pessoa Jurídica Relação de Documentos Exigidos Para Inscrição Pessoa Jurídica AS CÓPIAS DOS DOCUMENTOS APRESENTADOS DEVERÃO ESTAR AUTENTICADAS OU ACOMPANHADAS DOS ORIGINAIS. 1. Preencher o requerimento, que deverá ser

Leia mais

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES 1 ANEXO VII A DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE FATO IMPEDITIVO (local, data) Ref.: CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº /2009 Declaração de Inexistência de Fato Impeditivo Prezados Senhores,

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO I - Denominação e Objetivo Artigo 1º - O CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO, constituído por número limitado de membros

Leia mais

Ficha anexa para operação em bolsa e outros mercados regulamentados de valores mobiliários

Ficha anexa para operação em bolsa e outros mercados regulamentados de valores mobiliários Ficha anexa para operação em bolsa e outros mercados regulamentados de valores mobiliários Esta ficha complementa o cadastro do cliente na Credit Suisse (Brasil) S.A. CTVM ( Credit Suisse ) com informações

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009.

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o procedimento a ser adotado para a formalização e controle dos processos de parcelamentos de arrematação ocorrida nas hastas

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Do Objetivo

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Do Objetivo POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS CAPÍTULO I Do Objetivo 1.1 Esta política tem por objetivo estabelecer os requisitos e os princípios que nortearão a Finacap Consultoria Financeira

Leia mais

UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A.

UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A. UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A. (POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE APROVADA NA RCA DE 2002) FINALIDADE A política de divulgação de Ato ou Fato Relevante da Unipar observará

Leia mais

A IAESTE (International Association for the Exchange of Students for. Technical Experience) é uma organização internacional, apolítica e não -

A IAESTE (International Association for the Exchange of Students for. Technical Experience) é uma organização internacional, apolítica e não - Prezados Senhores, Ref. Explicativo Processo Oferta Reservada A IAESTE (International Association for the Exchange of Students for Technical Experience) é uma organização internacional, apolítica e não

Leia mais

Relação de Documentos Exigidos Para Inscrição de Pessoa Física

Relação de Documentos Exigidos Para Inscrição de Pessoa Física Relação de Documentos Exigidos Para Inscrição de Pessoa Física AS CÓPIAS DOS DOCUMENTOS APRESENTADOS DEVERÃO ESTAR AUTENTICADAS OU ACOMPANHADAS DOS ORIGINAIS. Preencher o requerimento, que deverá ser entregue

Leia mais

GÁVEA FUNDO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CNPJ/MF nº 16.875.388/0001-04 PROPOSTA DO ADMINISTRADOR PARA A 2ª EMISSÃO DE COTAS DO FUNDO

GÁVEA FUNDO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CNPJ/MF nº 16.875.388/0001-04 PROPOSTA DO ADMINISTRADOR PARA A 2ª EMISSÃO DE COTAS DO FUNDO GÁVEA FUNDO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CNPJ/MF nº 16.875.388/0001-04 PROPOSTA DO ADMINISTRADOR PARA A 2ª EMISSÃO DE COTAS DO FUNDO Aos Quotistas do Fundo Prezado(a)(s) Senhor(a)(es), BEM

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS PERFIN ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA.

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS PERFIN ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS PERFIN ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. 1 CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em

Leia mais

Circular de Supervisão ANBIMA nº 2015/000001. São Paulo, 10 de fevereiro de 2015.

Circular de Supervisão ANBIMA nº 2015/000001. São Paulo, 10 de fevereiro de 2015. Circular de Supervisão ANBIMA nº 2015/000001 São Paulo, 10 de fevereiro de 2015. Ref.: Procedimentos a serem adotados no âmbito do Convênio celebrado entre a ANBIMA e a Comissão de Valores Mobiliários

Leia mais

As principais alterações trazidas pela Instrução CVM 571 encontram-se resumidas abaixo.

As principais alterações trazidas pela Instrução CVM 571 encontram-se resumidas abaixo. MERCADO DE CAPITAIS 01/12/2015 CVM ALTERA INSTRUÇÃO QUE DISPÕE SOBRE A CONSTITUIÇÃO, A ADMINISTRAÇÃO, O FUNCIONAMENTO, A OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO E A DIVULGAÇÃO DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

Leia mais

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO Pedido Público de Procuração A administração da ALL AMÉRICA LATINA

Leia mais

PEDIDO DE RESERVA PARA AS QUOTAS DE EMISSÃO DO EUROPAR II BANIF FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII. CNPJ nº 13.720.522.0001-00

PEDIDO DE RESERVA PARA AS QUOTAS DE EMISSÃO DO EUROPAR II BANIF FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII. CNPJ nº 13.720.522.0001-00 PEDIDO DE RESERVA PARA AS QUOTAS DE EMISSÃO DO EUROPAR II BANIF FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ nº 13.720.522.0001-00 Código ISIN: BREURDCTF006 Nº [ ] CARACTERÍSTICAS DA OFERTA Pedido de reserva

Leia mais

RIO BRAVO CRÉDITO IMOBILIÁRIO II FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CNPJ/MF nº 15.769.670/0001-44. Administrador e Coordenador Líder

RIO BRAVO CRÉDITO IMOBILIÁRIO II FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CNPJ/MF nº 15.769.670/0001-44. Administrador e Coordenador Líder RIO BRAVO CRÉDITO IMOBILIÁRIO II FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CNPJ/MF nº 15.769.670/0001-44 Administrador e Coordenador Líder Rio Bravo Investimentos Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários

Leia mais

DOS DADOS CADASTRAIS DOS CLIENTES

DOS DADOS CADASTRAIS DOS CLIENTES BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO 1 / 14 CAPÍTULO XXVI DOS DADOS CADASTRAIS DOS CLIENTES 26.1 DA FICHA CADASTRAL 26.1.1 As Sociedades Corretoras deverão manter cadastros atualizados de seus clientes, contendo,

Leia mais

DA EMISSÃO DAS DEBÊNTURES. Artigo com redação dada pela Instrução CVM nº 307, de 7 de maio de 1999

DA EMISSÃO DAS DEBÊNTURES. Artigo com redação dada pela Instrução CVM nº 307, de 7 de maio de 1999 TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM N o 281, DE 4 DE JUNHO DE 1998, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM N os 307/99 E 480/09. Dispõe sobre o registro de distribuição pública de debêntures por

Leia mais

WTORRE PETRO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII

WTORRE PETRO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII LEIA ATENTAMENTE O REGULAMENTO E O PROSPECTO ANTES DE ACEITAR A OFERTA, EM ESPECIAL A SEÇÃO FATORES DE RISCO. OLIVEIRA TRUST DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S.A. CNPJ/MF n.º 36.113.876/0001-91

Leia mais

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão 1. As definições utilizadas no presente instrumento têm os significados que lhes são atribuídos

Leia mais

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA DE AQUISIÇÃO DE AÇÕES ORDINÁRIAS PARA CANCELAMENTO DE REGISTRO DA

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA DE AQUISIÇÃO DE AÇÕES ORDINÁRIAS PARA CANCELAMENTO DE REGISTRO DA Este Edital de oferta pública não está sendo direcionado e não será direcionado, direta ou indiretamente, a nenhum país diferente do Brasil e, em particular, aos Estados Unidos da América, nem tampouco

Leia mais

CNPJ/MF 92.692.979/0001-24. por conta e ordem do BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A - BANRISUL CNPJ/MF 92.702.067.0001/96

CNPJ/MF 92.692.979/0001-24. por conta e ordem do BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A - BANRISUL CNPJ/MF 92.702.067.0001/96 Edital de Oferta Pública para aquisição de ações ordinárias para cancelamento de registro de Companhia Aberta de BANRISUL S/A ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS CNPJ/MF 92.692.979/0001-24 por conta e ordem do

Leia mais

REGULAMENTO DE ASSOCIAÇÃO A ABF POTENCIAL FRANQUEADOR, POTENCIAL FRANQUEADO, FRANQUEADOR INTERNACIONAL e COLABORADOR INTERNACIONAL

REGULAMENTO DE ASSOCIAÇÃO A ABF POTENCIAL FRANQUEADOR, POTENCIAL FRANQUEADO, FRANQUEADOR INTERNACIONAL e COLABORADOR INTERNACIONAL REGULAMENTO DE ASSOCIAÇÃO A ABF POTENCIAL FRANQUEADOR, POTENCIAL FRANQUEADO, FRANQUEADOR INTERNACIONAL e COLABORADOR INTERNACIONAL A SUA MARCA NA ABF Obrigado pelo seu interesse em associar a ABF. Este

Leia mais

Comitê Consultivo de Educação Programa TOP Derivativos II Regulamento

Comitê Consultivo de Educação Programa TOP Derivativos II Regulamento Apresentação: O Programa TOP é uma iniciativa do Comitê Consultivo de Educação, criado pela Deliberação CVM n 498/06, que é formado pelas seguintes instituições, além da Comissão de Valores Mobiliários

Leia mais

PORTARIA N 451/2012- DG. O DIRETOR GERAL do Departamento de Trânsito do Estado do Paraná -DETRAN/PR usando de suas competências na forma da lei e;

PORTARIA N 451/2012- DG. O DIRETOR GERAL do Departamento de Trânsito do Estado do Paraná -DETRAN/PR usando de suas competências na forma da lei e; PORTARIA N 451/2012- DG O DIRETOR GERAL do Departamento de Trânsito do Estado do Paraná -DETRAN/PR usando de suas competências na forma da lei e; CONSIDERANDO a competência estabelecida no Art. 22, inciso

Leia mais

Data de Nascimento Nacionalidade Local de Nascimento UF. Documento Apresentado (tipo) Nº Órgão Expedidor Data da Expedição

Data de Nascimento Nacionalidade Local de Nascimento UF. Documento Apresentado (tipo) Nº Órgão Expedidor Data da Expedição FICHA DE CADASTRO PESSOA FÍSICA Código Assessor Data: / / Informações Gerais Nome Completo Data de Nascimento Nacionalidade Local de Nascimento UF CPF Estado Civil Sexo Documento Apresentado (tipo) Nº

Leia mais

Manual do Candidato da Graduação. Processos Seletivos

Manual do Candidato da Graduação. Processos Seletivos 1 ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS ESNS Manual do Candidato da Graduação Processos Seletivos Rua Senador Dantas, 74 2º andar Centro Rio de Janeiro RJ Tel. 33801044 33801046 33801532 2 A Escola Superior

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE ESCRITURA DA QUARTA EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA ESPÉCIE SUBORDINADA, DA AUTOPISTA

INSTRUMENTO PARTICULAR DE ESCRITURA DA QUARTA EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA ESPÉCIE SUBORDINADA, DA AUTOPISTA INSTRUMENTO PARTICULAR DE ESCRITURA DA QUARTA EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA ESPÉCIE SUBORDINADA, DA AUTOPISTA FLUMINENSE S.A. 19 de outubro de 2015 INSTRUMENTO PARTICULAR

Leia mais

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES 1 ANEXO VII A DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE FATO IMPEDITIVO (local, data) Ref.: CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº xxxxxxxxxxxxxx Declaração de Inexistência de Fato Impeditivo Prezados

Leia mais

TOTVS S.A. CNPJ/MF Nº 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 ANEXO I À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 18 DE DEZEMBRO DE 2015

TOTVS S.A. CNPJ/MF Nº 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 ANEXO I À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 18 DE DEZEMBRO DE 2015 TOTVS S.A. CNPJ/MF Nº 53.113.791/0001-22 NIRE 35.300.153.171 ANEXO I À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 18 DE DEZEMBRO DE 2015 POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES E

Leia mais

Este anúncio é de caráter exclusivamente informativo, não se tratando de oferta de venda de Cotas.

Este anúncio é de caráter exclusivamente informativo, não se tratando de oferta de venda de Cotas. Este anúncio é de caráter exclusivamente informativo, não se tratando de oferta de venda de Cotas. ANÚNCIO DE ENCERRAMENTO DA 8ª DISTRIBUIÇÃO DE COTAS DO Fundo de Investimento Imobiliário Votorantim Securities

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS SUL AMÉRICA INVESTIMENTOS DTVM S.A. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Art. 1º. A presente política, em conformidade com o Código de Auto-Regulação

Leia mais

UNICASA INDÚSTRIA DE MÓVEIS S.A.

UNICASA INDÚSTRIA DE MÓVEIS S.A. POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO RELEVANTE DA COMPANHIA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E MANUTENÇÃO DE SIGILO POR POTENCIAIS OU EFETIVOS DETENTORES DE INFORMAÇÃO RELEVANTE, NOS TERMOS DA INSTRUÇÃO CVM Nº

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 52/2011, DE 13 DE SETEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 52/2011, DE 13 DE SETEMBRO DE 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO SUPERIOR Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3227-5564 3235-1741 ramal 2003 RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº

Leia mais

Clube de Investimento

Clube de Investimento Clube de Investimento 1 2 Clube de Investimento Você acha que investir na Bolsa é difícil? Que precisa de muito dinheiro e conhecimento para conseguir bons resultados nesse tipo de aplicação? Engano seu!

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL 2015 COMITÊ GESTOR DO PSAP DA DUKE ENERGY PARTICIPANTES ASSISTIDOS

REGULAMENTO ELEITORAL 2015 COMITÊ GESTOR DO PSAP DA DUKE ENERGY PARTICIPANTES ASSISTIDOS 1. FINALIDADE 1.1. O presente Regulamento tem por finalidade estabelecer normas e procedimentos para a eleição do Representante Suplente dos participantes Assistidos, do Plano de Suplementação e Aposentadorias,

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG)

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) NORMAS DE CREDENCIAMENTO PARA INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS 1. DA FINALIDADE

Leia mais

EDITAL ESAF/CEEAD Nº 01/2013 CURSO SOBRE O IMPOSTO TERRITORIAL RURAL PARA MUNICÍPIOS CONVENIADOS

EDITAL ESAF/CEEAD Nº 01/2013 CURSO SOBRE O IMPOSTO TERRITORIAL RURAL PARA MUNICÍPIOS CONVENIADOS EDITAL ESAF/CEEAD Nº 01/2013 CURSO SOBRE O IMPOSTO TERRITORIAL RURAL PARA MUNICÍPIOS CONVENIADOS A Escola de Administração Fazendária - ESAF torna público que estão abertas as inscrições para o Curso sobre

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº. 003 de 20/08/2014.

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº. 003 de 20/08/2014. A Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da UFMA FSADU, por meio da Gerência de Técnica de Concursos GTEC/CONC/FSADU, em parceria com o Instituto Universitário Atlântico e com o Instituto Politécnico

Leia mais

CIRCULAR Nº 3.649, DE 11 DE MARÇO DE 2013

CIRCULAR Nº 3.649, DE 11 DE MARÇO DE 2013 CIRCULAR Nº 3.649, DE 11 DE MARÇO DE 2013 Dispõe sobre os procedimentos para instrução de processos de constituição, autorização para funcionamento, alterações de controle societário, reorganização societária,

Leia mais

POLÍTICA DO EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS

POLÍTICA DO EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS POLÍTICA DO EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS I. DISPOSIÇÕES GERAIS 1. A PLANNER CORRETORA DE VALORES S.A., na qualidade de administradora e/ou gestora de fundos de investimento, adota, como

Leia mais

Conselho Regional de Técnicos em Radiologia CRTR 10ª REGIÃO/PR Serviço Público Federal

Conselho Regional de Técnicos em Radiologia CRTR 10ª REGIÃO/PR Serviço Público Federal ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO DE PESSOA FÍSICA VIA CORREIO 1. Solicitar os boletos para recolhimento da taxa de inscrição de pessoa física, da taxa de expedição da habilitação e da anuidade (proporcional),

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS DE ADMISSÃO COMO ALUNO ESPECIAL PÓS-GRADUAÇÃO

INSTRUÇÕES GERAIS DE ADMISSÃO COMO ALUNO ESPECIAL PÓS-GRADUAÇÃO Universidade de Brasília - UnB Diretoria de Administração Acadêmica - DAA 1. Definição INSTRUÇÕES GERAIS DE ADMISSÃO COMO ALUNO ESPECIAL PÓS-GRADUAÇÃO Forma pela qual a UnB admite o ingresso de aluno interessado

Leia mais

MUNDIAL S.A. PRODUTOS DE CONSUMO COMUNICADO AO MERCADO - PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO

MUNDIAL S.A. PRODUTOS DE CONSUMO COMUNICADO AO MERCADO - PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO MUNDIAL S.A. PRODUTOS DE CONSUMO CNPJ 88.610.191/0001-54 NIRE 35300342011 Companhia Aberta COMUNICADO AO MERCADO - PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO A MUNDIAL S.A. PRODUTOS DE CONSUMO ( Companhia ) em atendimento

Leia mais

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Atenção: Documentos apresentados em fotocópia devem ser autenticados em Cartório ou acompanhados dos originais para receberem autenticação do CREA. Documentos obrigatórios

Leia mais

Política de Divulgação de Ato ou Fato Relevante da Marisa Lojas S.A.

Política de Divulgação de Ato ou Fato Relevante da Marisa Lojas S.A. Política de Divulgação de Ato ou Fato Relevante da Marisa Lojas S.A. A presente Política de Divulgação de Informações relevantes tem como princípio geral estabelecer o dever da Marisa Lojas S.A. ( Companhia

Leia mais

ROTEIRO DE INSTRUÇÕES PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE T.T.I.

ROTEIRO DE INSTRUÇÕES PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE T.T.I. ROTEIRO DE INSTRUÇÕES PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE T.T.I. ou CURSO SUPERIOR EM CIÊNCIAS IMOBILIÁRIAS Uma das condições para o recebimento do título de Técnico em Transações Imobiliárias ou diploma de

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DE CLUBE DE INVESTIMENTO GRUPOINVEST

ESTATUTO SOCIAL DE CLUBE DE INVESTIMENTO GRUPOINVEST ESTATUTO SOCIAL DE CLUBE DE INVESTIMENTO GRUPOINVEST I - Denominação e Objetivo Artigo 1º - O Clube de Investimento GRUPOINVEST, doravante designado simplesmente Clube constituído por número limitado de

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO ANEXO 2 MODELOS DE CARTAS E DECLARAÇÕES Modelo de Pedido de Esclarecimentos Ref.: Concorrência Pública nº [ ]/2011 Pedido de Esclarecimentos, [qualificação], por seu(s) representante(s) legal(is), apresenta

Leia mais

ETF Exchange Traded Fund

ETF Exchange Traded Fund ETF Exchange Traded Fund FUNDOS BM&FBOVESPA Eficiência. Eficiência. Transparência. Transparência. Flexibilidade. Flexibilidade. Em um Em único um único investimento. investimento. O que é Exchange Traded

Leia mais

RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta. CNPJ nº 08.534.605/0001-74 NIRE 35.300358.295

RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta. CNPJ nº 08.534.605/0001-74 NIRE 35.300358.295 RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 08.534.605/0001-74 NIRE 35.300358.295 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 25 DE FEVEREIRO DE 2010 1. DATA, HORA E LOCAL: Aos 25 dias do

Leia mais

ÁPICE SECURITIZADORA S.A. CNPJ/MF nº 12.130.744/0001-00 NIRE 35.300.444.957

ÁPICE SECURITIZADORA S.A. CNPJ/MF nº 12.130.744/0001-00 NIRE 35.300.444.957 CNPJ/MF nº 12.130.744/0001-00 NIRE 35.300.444.957 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DOS TITULARES DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS DA 52ª SÉRIE DA 1ª EMISSÃO DA Realizada em 27 de maio de

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES

INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES Pelo presente instrumento particular, as Partes : (a) BANCO CITIBANK S.A., instituição financeira com sede na Avenida Paulista, n.º 1.111, 2º andar parte,

Leia mais

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM 40, DE 07 DE NOVEMBRO DE 1984, COM ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM 45/85, 54/86, 224/94 E 441/06

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM 40, DE 07 DE NOVEMBRO DE 1984, COM ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM 45/85, 54/86, 224/94 E 441/06 TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM N o 40, DE 07 DE NOVEMBRO DE 1984, COM ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM N os 45/85, 54/86, 224/94 E 441/06. Dispõe sobre a Constituição de funcionamento de Clubes

Leia mais

Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012. Sumário

Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012. Sumário POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012 Sumário I. Finalidade... 3 II. Abrangência... 3 III. Divulgação de Informação

Leia mais

Especialidade para a qual será exigida a comprovação de pré-requisito na seguinte área: Clínica Médica, credenciada pela CNRM.

Especialidade para a qual será exigida a comprovação de pré-requisito na seguinte área: Clínica Médica, credenciada pela CNRM. FUNDAÇÃO PIO XII - HOSPITAL DE CÂNCER DE BARRETOS UNIDADE PORTO VELHO PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM CANCEROLOGIA CLÍNICA EDITAL DE SELEÇÃO PARA O ANO DE 2015 EDITAL N.º 01/2015/HCB

Leia mais

RESOLUÇÃO CFP Nº 007/01 DE 01 DE JUNHO DE 2001.

RESOLUÇÃO CFP Nº 007/01 DE 01 DE JUNHO DE 2001. RESOLUÇÃO CFP Nº 007/01 DE 01 DE JUNHO DE 2001. Aprova o Manual para Credenciamento de Cursos com finalidade de Concessão do Título de Especialista e respectivo registro. O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA,

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM ENDOSCOPIA DIGESTIVA. Novembro de 2015 Curitiba - PR

EDITAL DO CONCURSO PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM ENDOSCOPIA DIGESTIVA. Novembro de 2015 Curitiba - PR EDITAL DO CONCURSO PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM ENDOSCOPIA DIGESTIVA Novembro de 2015 Curitiba - PR A Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED), em convênio com a Associação

Leia mais

TERMO DE COOPERAÇÃO. CONSIDERANDO que,

TERMO DE COOPERAÇÃO. CONSIDERANDO que, TERMO DE COOPERAÇÃO BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, com sede na Capital do Estado de São Paulo, na Praça Antônio Prado, nº 48, 7º andar, Centro, inscrita no Cadastro Nacional

Leia mais