AJIN em ação para evitar transtornos na temporada

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AJIN em ação para evitar transtornos na temporada"

Transcrição

1 INFORMATIVO DA ASSOCIAÇÃO DE PROPRIETÁRIOS E MORADORES DE JURERÊ INTERNACIONAL AJIN OUTUBRO DE 2007 ANO 10 Nº 40 AJIN em ação para evitar transtornos na temporada Diretoria realiza força-tarefa em conjunto com orgãos públicos para coibir repetição do caos instalado no residencial no último verão. PÁGINAS 10, 11, 14, 16 E 18 Pesquisa feita pelo Instituto Mapa revela o perfil e as expectativas dos moradores. PÁGINA 2 - EDITORIAL AJIN contrata nova zeladoria para trabalhar na manutenção de JI. PÁGINA 5 Dia da Árvore foi comemorado com plantio de espécies nas áreas públicas. PÁGINA 7

2 2 Folha de Jurerê EDITORIAL Quem somos? Jurerê Internacional é uma comunidade em formação. O residencial, ainda jovem, foi e ainda está se formando a partir da reunião de famílias oriundas das mais diversas partes do Brasil e de outros países. A Diretoria da AJIN teve acesso parcial aos resultados de uma pesquisa científica feita recentemente pelo Instituto Mapa (os dados foram coletados entre 21 e 29 de julho e a confiabilidade é de 95%), por encomenda da Habitasul, que aponta dados muito interessantes. Se classificados por atividade, os chefes de família que aqui residem (homens e/ ou mulheres) são na maioria aposentados (22%), empresários (19%), autônomos (12%), funcionários de empresas privadas (9%), seguindo-se com menor representatividade outras categorias profissionais, como servidores públicos. Os motivos que fizeram as famílias saírem de seus locais de origem e se estabelecerem em JI foram os mais diversos, destacando-se os seguintes: os que vieram em busca de tranqüilidade representam 37% do total, seguindo-se a atração por morar na praia (20%), a busca de um lugar seguro (10%), o interesse por morar em um local organizado (9%). Dos moradores do residencial, 65% afirmaram que não freqüentam os restaurantes da orla, sendo que, dos 35% que freqüentam, 25% freqüentam o Taikô e 20% o El Divino Beach, mas isto menos de uma vez por mês. O JUSC é freqüentado por apenas 24% dos moradores. Foram levantados também alguns dados relativos à AJIN: 66% dos entre- vistados acham que a Associação defende adequadamente os interesses da comunidade e 77% acham que a ações da AJIN são de grande interesse para todos. Quanto ao jornal da Associação, a Folha de Jurerê, 64% dos entrevistados avaliam que ele trata de forma adequada os assuntos de interesse da comunidade, 20% acreditam que trata de forma muito amena e apenas 6% acham que trata os assuntos de forma exagerada. A Folha de Jurerê, por sua linha editorial e pela forma de abordar os assuntos e problemas da comunidade, é vista como representando valorização para os imóveis por 50% dos entrevistados, 30% acham que neste aspecto o reflexo do jornal é indiferente e apenas 4% acham que a linha editorial desvaloriza os imóveis do residencial. O conceito da Folha de Jurerê é positivo para 77% dos entrevistados, é indiferente para 12% e é negativo para apenas 2% dos entrevistados. Os dados acima nos ajudam a começarmos a nos conhecer: somos uma comunidade que tem como valores fundamentais a TRANQÜILIDADE, a vida na PRAIA, a SEGURANÇA, a ORGANIZA- ÇÃO. Somos APOSENTADOS, EMPRE- SÁRIOS, AUTÔNOMOS, EXECUTIVOS DE EMPRESAS, SERVIDORES PÚBLI- COS. Valorizamos nossa organização por meio da nossa Associação de proprietários e moradores e respeitamos seu principal veículo de comunicação, o jornal Folha de Jurerê. A AJIN, por sua vez, analisando os dados, sente-se legitimada ainda mais nas suas ações, representadas pelo trabalho incansável pela manutenção das áreas públicas do residencial e pela segurança, projetos custeados pela contribuição espontânea de seus associados, mas que geram benefícios para todos. Sente-se também legitimada para seguir lutando de forma incansável e intransigente pela manutenção da TRANQÜI- LIDADE dos moradores, requisito apontado como sendo o principal fator de atração dos que para cá trouxeram suas famílias. A comunidade nos diz que está conosco, que nos apóia e que considera adequados os encaminhamentos que estamos dando (nesta edição, estamos resumindo as ações concretas que estamos empreendendo para evitar que a próxima temporada cause para a nossa comunidade os transtornos ocorridos no verão 2006/2007). E quem nós NÃO SOMOS? Não somos as pessoas fúteis que passam os dias ao som do ronco das Ferraris e dos poc... poc... das champanhes estourando, como insinuou uma matéria publicada na revista Veja. Não somos os freqüentadores das festas animadas por música eletrônica, do tipo "tum... tum...", cujos níveis de ruído ultrapassam os limites físicos dos locais em que se realizam e invadem a tranqüilidade, o sossego e a privacidade dos nossos lares (vide matéria da página 9). O que mais queremos é tranqüilidade, segurança, organização e uma associação forte para nos representar. Cordialmente, Luiz Carlos Zucco Diretor de Comunicação Social da AJIN EXPEDIENTE A Folha de Jurerê é uma publicação bimestral da Associação de Proprietários e Moradores de Jurerê Internacional AJIN Jornalistas Responsáveis Redação e Edição: Adalgisa Frantz (5397/RS) Diagramação: Gustavo Cabral (SC JP) Fotos não identificadas: Arquivo AJIN Apoio editorial: Ângela Nascimento e Cristiane Martin. Tiragem: exemplares Distribuição gratuita e dirigida Diretoria da AJIN: Presidente: Elisabete Tesser Vice-Presidente: Aluísio Dobes Diretoria Financeira: Antonio Carlos Dainez e Gerson Dalcanale Diretoria de Operações: Clementina Silva, Richard Zenker e Jayme Milntsky Diretoria de Esportes: José Geraldo Caixeta, José Carlos Benatto e Maria Lina Terra Lima Diretoria Sócio-Cultural: Maria Ilse L. Knudsen e Nilde Pontes da Silva Diretoria Jurídica: Sérgio João Manfroi Diretoria de Comunicação Social: Luiz Carlos Zucco. Diretoria de Relacionamento e Expansão: Joel Duarte da Costa Gerente de Segurança: Edson Guimarães Assessoria Jurídica: Everton Balsimelli Staub Gerente Geral: Antônio Carlos Dainez Sede da AJIN: Av. dos Salmões, 554 salas 02 e 03 CEP Jurerê Internacional Florianópolis SC Fone/Fax: (48) Celular: (48) (escritório) e (48) (AJIN-Segurança) REUNIÕES DA DIRETORIA: Quintas-feiras, às 9 horas.

3 Linha direta O caderno de capa dura que fica na sede da AJIN continua sendo uma maneira da associação saber quais são as sugestões e reivindicações dos moradores. Os pedidos podem ser feitos pelo livro, por por correspondência (Avenida dos Salmões, 554 salas 02 e 03 CEP ) ou pelo fax ou telefone ( ). SOLIDARIEDADE A AJIN doou um liqüidificador para a Escola Municipal Desdobrada Jurerê. O eletrodoméstico será o prêmio para uma rifa, visando angariar recursos para fazer obras de melhorias na escola. CORREÇÃO Na edição 39 cometemos um equívoco. O gerente do SAE Sistema de Água e Esgoto da Habitasul, Luiz Fernando Lemos, não é biólogo. Ele é formado em Engenharia Sanitária e Ambiental pela UFSC 1992, Especialista em Educação Ambiental pela UDESC 1995 e Mestre em Engenharia Ambiental pela UFSC Pedimos desculpas pelo engano. ELOGIO À FOLHA DE JURERÊ Recebemos do Sr. Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, Secretário Municipal de Educação, um simpático cartão, onde ele diz: Cumprimentando-os cordialmente, acusamos o recebimento do informativo, que além de instrumento de utilidade pública para os moradores, constituiu-se em material de lazer, tanto pela diagramação, quanto pelo enfoque dos assuntos. Sr. Rodolfo, ficamos muito satisfeitos com o seu cartão. Agradecemos as palavras de apoio e nos colocamos à sua disposição. CERTO: Crianças plantando ERRADO: Barco na restinga Folha de Jurerê 3 CONTROLE DE INSETOS Informamos aos associados a contratação pela AJIN da empresa Litoral Dedetizações Ltda, que fará um trabalho de Controle Biológico de Mosquitos no residencial, no período de outubro/07 a março/08. Serão feitas três aplicações mensais, em 7 pontos diferentes, a um custo total de R$ 1.200,00/mês. A empresa já prestou este tipo de serviços para a AJIN em várias oportunidades. Esperamos com mais esta ação resolver ou pelo menos minimizar este problema no residencial. Os reflexos positivos beneficiarão a todos. COMPETÊNCIA AUSENTE A diretoria da AJIN agradece o empenho do Danilo Cunha (Secretário de Governo) e Itamar Bevilaqua (Diretor- Presidente da Floram) na resolução dos problemas da cidade e da região e nos encaminhamentos que estavam sendo programados para a próxima temporada de verão, principalmente em relação ao meio ambiente, à poluição sonora e à ocupação dos espaços públicos. Lamentamos profundamente a saída dos mesmos dos cargos que ocupavam na Prefeitura Municipal de Florianópolis (PMF), dado o risco de descontinuidade do processo, pois a comunidade estava acreditando na seriedade da condução dos trabalhos.

4 4 Folha de Jurerê PERFIL O aperfeiçoamento do Plano de Segurança depende do apoio dos moradores Garibaldi e Teresa acham o trabalho da AJIN fundamental para atender os interesses de JI Os Juízes do Trabalho Garibaldi Tadeu Pereira Ferreira e Teresa Regina Cotosky são exemplo de casal moderno e ativo. Associados da AJIN, eles pautam suas ações na coerência e na busca da manutenção da qualidade de vida no residencial. Garibaldi é natural de Lagoa Vermelha (RS) e Teresa, de Curitiba (PR). Eles residem em Jurerê Internacional há três anos e seis meses e possuem duas filhinhas, uma com cinco anos e uma bebê de sete meses. Mesmo ocupados com o intenso dia-a-dia, pela imensa responsabilidade inerente à profissão que escolheram, o casal atendeu a reportagem da Folha de Jurerê e concedeu a entrevista que segue: Folha de Jurerê: Motivos da escolha do residencial para morar? Garibaldi e Teresa: Adquirimos o nosso terreno há quinze anos, e desde aquela época traçamos um projeto de vida, pela tranqüilidade, segurança e infra-estrutura do residencial. FJ: O que mais gostam em JI? Algum hábito especial: andar de bicicleta, correr, passear pelas ruas do residencial? G e T: Gostamos do silêncio da noite, do barulho do mar, da vegetação, dos parques. Hábito: caminhar e correr pelas ruas do bairro. FJ: Avaliação do trabalho da AJIN? Críticas, sugestões? G e T: O trabalho da AJIN, por seus incansáveis dirigentes, tem-se mostrado imprescindível para atender os interesses do residencial, principalmente quanto à segurança e conservação, em muitos aspectos superando as expectativas, sobretudo pelas naturais limitações, inclusive quanto à captação de recursos financeiros, pois infelizmente nem todos os moradores dela participam como seria de se desejar. Sugerimos que se gestione junto à Habitasul para a construção de banheiros públicos na praia, pois os dos restaurantes, embora sirvam para essa finalidade, não são divulgados como tal. FJ: O que mais os preocupa em relação ao futuro do bairro? Aumento da violência, perturbação do sossego, desordem urbana? G e T: Sem dúvida a questão da segurança. Devemos estar atentos ao aumento da criminalidade que se tem verificado, reforçando o apoio à Associação nas suas iniciativas, no interesse coletivo, em especial ao plano de segurança. FG: Na alta temporada o residencial tem registrado público recorde e diferentes transtornos, festas irregulares, caos no trânsito. O que mais os incomoda? Sugestões de soluções? G e T: O barulho das diversas festas que ocorrem nas residências e nos bares de praia. Infelizmente, para tais casos, só a repressão é eficaz. Uma triagem adequada dos locatários de imóveis de temporada certamente amenizaria o problema. FJ: O que pensam sobre o plano de segurança privada da AJIN? G e T : Felizmente o plano foi ampliado com a instalação das câmeras, e seu aperfeiçoamento depende da conscientização e apoio de todos. FJ: Mensagem do casal para uma vida feliz e saudável? G e T: Buscar o equilíbrio e a harmonia em todos os momentos da vida.

5 Folha de Jurerê 5 Tecnologia de ponta para reciclar materiais orgânicos Buscando atender a demanda do residencial e o aprimoramento dos serviços de manutenção, a AJIN informa aos associados a contratação da Flora Sílvia para realizar a zeladoria em Jurerê Internacional. Um dos principais diferenciais da nova empresa é a reciclagem dos materiais vegetais, através de trituração e compostagem, técnica moderna e ecologicamente correta. O engenheiro agrônomo responsável, Cláudio Saladini Vieira, explica que, diariamente, jogamos no lixo uma grande quantidade de resíduos orgânicos de podas das plantas. Quando fomos chamados para fornecer um orçamento para manutenção do residencial Jurerê Internacional, a primeira coisa que notamos foi a grande quantidade de material de podas que diariamente saem em caçambas de lixo e vão embora, provavelmente para aterros sanitários, conta. Cláudio diz que, quando isso é feito, jogamos no lixo quilos e quilos de adubos e matéria orgânica, que poderiam alimentar nossas plantas ornamentais e frutíferas, através da reciclagem. Por isso apresentamos o projeto de aproveitamento deste material para trituração e, conseqüentemente, uso deste material para ser adicionado ao solo dos nossos jardins, afirma. Todo tecido vegetal morto que passa pela decomposição se transforma em alimento para as plantas e microorganismos benéficos do solo. Este trabalho de reciclagem de materiais de poda está sendo realizando desde início de setembro. O objetivo é produzir adubo e, com isso, melhorar a fertilidade das terras que temos disponíveis para o cultivo de jardins. A natureza precisa de ações deste tipo, para que possa sobreviver ao constante crescimento das áreas urbanas, explica o agrônomo. Cláudio pede a colaboração de todos. Quando realizarem suas podas, peçam aos seus jardineiros para separarem galhos de ramos, a fim de agilizar nosso trabalho de reciclagem, recomenda, lembrando que o material não pode ser contaminado com plásticos, latas e vidros. MANUTENÇÃO ATRIBUIÇÕES DA ZELADORIA limpeza e conservação das ruas e logradouros públicos; limpeza e conservação do Passeio dos Namorados; limpeza e conservação das áreas verdes, conhecidas como bosque e péde-fruta ; limpeza de valas e canais pluviais; recolhimento de podas e dejetos vegetais; carpina junto ao meio-fio em ruas e avenidas; pintura em cal do meio-fio, quando a AJIN julgar necessário; corte e acabamento de gramados; podas de correção e conservação; limpeza de calçamentos, ruas, meios-fios, lixeiras e logradouros públicos; limpeza dos canais de drenagem pluvial; reciclagem dos materiais vegetais através de trituração e compostagem; roçada de 2 metros marginais nos lotes vazios; mão-de-obra para tratamentos de melhorias em gramados e canteiros; cultivo de canteiros; rega de gramados, canteiros e vasos, quando for necessário; manutenção do piso do Passeio dos Namorados. DICAS PARA PLANTAR ÁRVORES FRUTÍFERAS A cova de plantio precisa ter no mínimo 50 cm de profundidade por 50 cm de largura. O solo precisa ser preparado com adição de matéria orgânica e adubo mineral, conforme análise do solo. Deve ter boa estrutura física com boa drenagem. A maioria das frutíferas não suporta solos encharcados. Na região litorânea de Santa Catarina, as espécies mais indicadas são as tropicais (cítricas em geral, jabuticabeiras, goiabeiras, araçás, pitangueiras, grumixamas, carambolas, entre outras). Depois do plantio, as mudas precisam receber regas freqüentes até o completo enraizamento. Isso acontece quando começam as primeiras brotações novas. As podas de condução são aquelas que se fazem o ano todo, para retirar ramos doentes e mal formados, para arejar a planta e concentrar a produção nos ramos mais bem formados. As podas drásticas só precisam ser feitas quando precisamos reduzir o tamanho da planta, e devem ser feitas nos meses mais frios do ano. Fonte: Flora Sílvia

6 6 Folha de Jurerê FINANCEIRO Finanças equilibradas A transparência das últimas administrações da AJIN está presente em cada edição da Folha de Jurerê - FJ, seja pela manifestação de seus Diretores em matérias assinadas, seja pelo posicionamento da instituição AJIN em questões controvertidas que vêm permeando nossas últimas edições. Registre-se, por oportuno, que o direito assegurado àqueles que se sintam alcançados por qualquer matéria publicada também é parte desta transparência que ora se comenta. Mas o foco de nossa abordagem, sem qualquer conotação técnica, até porque não somos da área, são os números dos balancetes mensais publicadas na FJ. Vamos por partes: as rubricas Receita e Despesa vêm se mantendo equilibradas, graças à racionalidade das ações da AJIN, sempre resultantes de discussão em nível de Diretoria, aonde prevalece o interesse da comunidade e a relação custo-benefício é bastante valorada. Nós, moradores, somos testemunhas dos bons resultados decorrentes da boa aplicação das contribuições espontâneas, fonte de receita da AJIN. No próximo balancete a rubrica Despesa - Manutenção, apresentará duas novas contas que merecem referência desde agora, a saber: 1) Assessoria Jurídica - profissionalizando os serviços de demandas judiciais das quais a AJIN participa, seja no pólo passivo ou ativo; 2) Controle de Mosquitos - para enfrentar e minorar o "flagelo" dos nossos tradicionais inimigos no verão que se aproxima. A conta Zeladoria surgirá com considerável aumento de dispêndio, pela contratação de firma especializada no tratamento de jardins, dos parques públicos (adotados pela Associação) e de nossas ruas e logradouros. Isto tudo representará um acréscimo mensal nos custos da ordem de R$ 6.100,00. Registre-se, por oportuno, que a Habitasul, desde maio transato, está em débito com a conta Manutenção, assunto que está merecendo a atenção da sua Diretoria, segundo nos informam seus Diretores, até porque entendemos que aquela empresa deve estar em pé de igualdade com os demais proprietários, na permanente contribuição para a manutenção e a evolução do nosso Residencial. No capítulo da Segurança, a receita, antes deficitária, alcançou equilíbrio com a despesa, em que pese os novos encargos com a implantação do sistema de monitoramento eletrônico (câmeras) inaugurado no dia 30 de julho p.p.. Crescendo as adesões de novos contribuintes (que também se beneficiam da segurança) no ritmo esperado, desejado e necessário para atender ao elevado custo dos serviços, o rateio da despesa será mais justo e confortável, podendo ser reduzida a participação financeira de cada associado, ou poderão ser aumentados os trabalhos. Ressalte-se que o projeto das câmeras foi implantado apenas parcialmente. Como até agora somente um terço das famílias contribui para o Plano de Segurança, temos apenas um terço da segurança que poderíamos ter. É hora, pois, de convencermos nossos vizinhos e amigos que ainda não aderiram ao programa para que o façam o mais rápido possível. Por outro lado, merece destaque especial o saldo em conta corrente e a aplicação financeira, forte e inquestionável indicativo da seriedade com que são tratadas as contribuições espontâneas que mantém viva e atuante a nossa AJIN. O valor apresentado começou a aparecer na administração de Jorge Bu-

7 sato, ampliou-se com Luiz Carlos Zucco e mantém-se na atual administração, liderada pela Presidente Elisabete Tesser. A saúde financeira de nossa AJIN é a desejável, pois numa conta aritmética primária constata-se que temos recursos suficientes para suportar por três meses nossas despesas correntes, no caso de inimaginável desastre financeiro de ficarmos com receita zero por igual período. Como as contribuições são espontâneas, é fundamental administrar com segurança e com a garantia de que nossos compromissos futuros possam ser sempre honrados. Por fim, o maior anseio da atual Administração é podermos anunciar nos próximos números da FJ o esperado incremento na nominata de proprietários e moradores, mensalmente publicada, tornando, se não a totalidade, mas a maioria dos proprietários e moradores de Jurerê Internacional responsáveis pelo custeio dos inúmeros trabalhos que nossa AJIN oferece a todos, indistintamente, para que a qualidade de vida entre nós seja assegurada e permanentemente melhorada. Aluísio Dobes Vice-Presidente da AJIN Inimigos do meio ambiente Folha de Jurerê não terão trégua Diretoria e crianças plantaram mudas em conjunto e prometem zelar por elas 7 Como de costume, o Dia da Árvore, em 21 de setembro, foi comemorado pela AJIN de forma ativa. A Diretoria, juntamente com as crianças da escolinha de futebol do Tio Olavo, que funciona no JUSC, plantaram cerca de 20 árvores na área verde adotada pela AJIN ao longo do Passeio dos Namorados e em canteiros da avenida dos Búzios. Apesar dos atos de vandalismos reiteradamente praticados e sempre pelas mesmas pessoas, já identificadas, e que, covardemente, arrancam as mudas que plantamos, não desistimos. Seguiremos promovendo o reflorestamento em nosso bairro, custe o que custar. Toda e qualquer muda será reposta insistentemente, na esperança de que pelo menos as novas gerações tenham mais consciência da necessidade de preservar e de recuperar o meio ambiente. Árvore é sinônimo de vida. Uma árvore, por si só, pode nos trazer muitos benefícios. Desde a sombra aconchegante, até a folha de papel. As florestas plantadas (reflorestamentos) pelo homem devolvem a ele serviços e bens. Mas o equilíbrio tem que ser mantido com a preservação das matas nativas e a proteção dos mananciais, onde a flora e a fauna encontram ambientes diversificados. As árvores nos trazem incontáveis benefícios: a proteção dos solos, rios, nascentes; a preservação da vida silvestre; a manutenção da qualidade de vida, e muito mais. Por tudo isso, é da maior importância a conscientização e a contribuição de cada um de nós, plantando árvores e cuidando para que elas se desenvolvam.

8 8 Folha de Jurerê Futebol possibilita socialização entre crianças da região Criar vínculos de amizade entre as novas gerações do bairro, formar futuros craques, tirar as crianças da frente dos aparelhos eletrônicos, combater o sedentarismo, promover a integração entre jovens de diferentes classes sociais através do esporte. A partir de objetivos concretos, o professor Olavo Maximiano vem desenvolvendo um trabalho exemplar de cidadania, por conta do futebol. Prestando serviços como professor no JUSC desde 2005, onde atende 80 crianças de JI, ele decidiu trabalhar como voluntário no campo da comunidade, em Jurerê, e já está ensinando a arte da bola gratuitamente a alunos de 4 a 15 anos. O acesso às aulas é condicionado ao desempenho no boletim escolar, explica. A turminha já recebeu o primeiro presente aos seus esforços em 04 de outubro: 25 crianças com menos de 10 anos foram visitar o Parque Beto Carrero World. Um senhor de JI doou 10 entradas e uma senhora da turma de canastra da AJIN, um colar de pérolas para sorteio. Assim, conseguimos somar 25 ingressos, diz. O professor explica que, para levar o restante das crianças, aceita colaborações da comunidade. Olavo declara que os torneios aos finais de semana reúnem todos em torno de um mesmo objetivo. Além disso, O esporte une as pessoas porque não diferencia classes também participamos de amistosos em cidades de outros estados, como em Canela (RS) e Curitiba (PR), informa. O professor lembra que o futebol vai além de uma prática saudável. Em casos de crianças em situação de risco social, o esporte retira a índole negativa, inibe a prática de delitos, declara, lembrando que o futebol afasta a marginalidade ligada às drogas, principalmente. Este problema atinge todas as camadas sociais, reflete. Carioca e ex-jogador de futebol, Olavo atuou profissionalmente durante 15 anos em times como Flamengo, Hercílio Luz, Fluminense, Pará e também em equipes de Portugal. O atleta decidiu morar em Jurerê depois de aposentar-se, quando iniciou a carreira de professor, na sede da Caixa Econômica Federal, em Já estou na 3ª geração de alunos na região, orgulha-se. Entre os planos do professor, está montar uma equipe de futebol feminino. Já tenho 12 alunas no JUSC e sete no Campo da comunidade em Jurerê. Em 2008 faremos um campeonato de meninas do bairro, garante.

9 O descaminho entre a realidade e o marketing Observamos que, na aflição de angariar lucros, muitos empresários contratam serviços de marketing e fecham os olhos às mentiras que os marqueteiros colocam na mídia e, na ânsia de vender ilusões, não filtram as pseudo verdades colocadas ao público. No n 37/2007 da revista Veja, os moradores de Jurerê Internacional foram estereotipados como marajás preguiçosos de vida mansa. O morador típico aparece como um milionário sem nenhuma preocupação com dificuldades financeiras, preocupado apenas com as festas que atravessam a madrugada, com a segurança perfeita, como se nunca por aqui houvesse ocorrido acidentes com morte, furtos, roubos, assaltos ou quaisquer outros fatos da vida comum. Este tipo de propaganda enganosa só atiça os meliantes, que vêem aqui um grande filão a ser explorado. Não será surpresa se, num futuro próximo, além dos desmandos acima citados, tivermos também seqüestros e outros crimes das chamadas metrópolis. Observamos que a grande maioria dos moradores de Jurerê não é propriamente composta por ricos. São, na verdade, majoritariamente trabalhadores inveterados, pequenos e médios empresários austeros e poupadores obstinados e, por isso, conseguiram ser alçados ao que se chama classe média alta, por seus próprios esforços. Freqüentemente comparam nosso bairro com Ibiza. O que lá existe e aqui não é a separação entre área residencial e área comercial. Lá os bares, restaurantes e boates se localizam em áreas especificas, longe das residências. Aqui, enquanto os pontos de praia operavam como restaurantes da orla, não causavam problemas. Após serem transformados em botecos de praia, apelidados por influência lingüística do tio Sam de Beach Points, sua maior dádiva tem sido infernizar a vida dos que aqui moram, quer seja de forma direta, descarregando para todos os lados lixos acústicos e orgânicos, ou, de forma indireta, pelos seus freqüentadores causando algazarras, sujeiras e contravenções num grande raio de ação. Além disso, estimulam alguns proprietários insensíveis ou desonestos a transformarem suas casas em boates particulares: já que os restaurantes podem funcionar como inferninho, minha propriedade também pode. Verificamos a teimosia em separar Jurerê Internacional de Jurerê, como se houvesse um dique separando as águas, ou um costão separando as praias, ou CONSELHEIROS DA AJIN CONSELHO DELIBERATIVO Folha de Jurerê 9 PRESIDENTE: Ademar Valsechi VICE-PRESIDENTE: Aluisio Dobes SECRETÁRIO: Jayme Milnitsky CONSELHEIROS: Aldo Colombo, Ângela Nascimento, Anízio Domingos Fritzen, Antônio Carlos Dainez, Antônio Celso Melegari, Antônio Pontes da Silva, Augusto Dall Oglio, Carlos Catalão, Cláudio Frizzo, Clementina Pinto da Silva, Denir Leite, Dercílio Borba, Egon Orlando Julio Fritsche, Elisabete Tesser, Flávio Regianini, Gerson Dalcanale, Gilberto José Salvato, Jorge Alberto Busato, Jayme Milnitsky, Juarez Fonseca de Medeiros, Lauro Peuckert, Luca Lastrucci, Luís Carlos Perini, Luiz Carlos Zucco, Luiz Rosa dos Reis, Maria Ilse Knudsen, Sérgio João Manfrói, Stélio Gostisa, Valmor Scheibe, Vinício Roberto Fornasari, Wilson A. Steinwandter. CONSELHO FISCAL TITULARES: Jairo Brincas, Luiz Henrique Beirão,Manoel Azevedo Saraiva SUPLENTES: Guenther Augenstein, Pedro Calza,Walderez Deeke um muro separando os moradores, como se fôssemos imunes aos bandidos que atacam em outros lugares. Não temos nada contra a comercialização de terrenos, casas ou apartamentos, mas ficamos tristes em ver que nós, moradores de Jurerê, somos transformados em figuras fúteis e vazias, por marqueteiros que estão seguindo ordens de quem os contratou. Ademar Valsechi Presidente do Conselho Deliberativo da AJIN

10 10 Folha de Jurerê SEGURANÇA Encaminhamento pontual de solicitações de providências Instalação das câmeras reflete o somatório de esforços da AJIN e seus parceiros Em face de inúmeras situações de desrespeito à Lei do Silêncio e à ordem pública, por conta de festas, ocupações irregulares da faixa de areia e demais áreas públicas, trabalho em obras em finais de semana, dentre outros transtornos para a nossa comunidade, a AJIN vem encaminhando sistematicamente, desde o início do ano, aos órgãos públicos, à Diretoria da Habitasul, imobiliárias e proprietários de residências, como já vinha fazendo em anos anteriores, diferentes correspondências, solicitando providências. Ainda em fevereiro, encaminhamos à Floram documento pedindo o cancelamento da certidão de tratamento acústico outorgada ao El Divino Beach, sob o argumento de que este se localiza em uma área residencial e de que de fato o estabelecimento não possui qualquer tratamento acústico (pelo que sabemos, a certidão foi cancelada). Ainda naquele mês enviamos ofício à Delegacia de Jogos e Diversões, manifestando a preocupação de toda a comunidade com o evento Champagne & Folia, no Quiosque do Clube 12 e solicitando a fiscalização no local e o acompanhamento da expedição das autorizações emitidas pelos Órgãos competentes. Logo após o Carnaval, enviamos documentos às imobiliárias, relatando os inúmeros problemas relacionados com perturbação do sossego, barulho excessivo provocado por festas que atravessaram a noite, vandalismo, tendo em vista que a grande maioria das reclamações foi quanto a casas alugadas, e solicitamos medidas preventivas para que, na próxima temporada, situações como estas não se repitam. Em março, enviamos documento à Diretoria da Habitasul, relatando os problemas verificados na temporada, como som ensurdecedor, fluxo exagerado de pessoas, atraídas pelos estabelecimento, privatização de áreas públicas e imposição de um estilo de vida cuja trilha sonora é a música eletrônica, pedindo providências. Remetemos também ofício solicitando que, em face de diversas reclamações recebidas de vizinhos das obras do Il Campanário, não fossem realizados trabalhos de construção civil nos domingos e feriados. Pedimos que as obras se restrinjam aos horários previstos na lei e informamos que a Ajin solicitaria fiscalização e autuação por parte da Delegacia Regional do Trabalho. Diante do não-atendimento à solicitação, denunciamos em ofício à Delegacia o desrespeito aos horários de trabalho no empreendimento, solicitando que fossem tomadas as medidas necessárias para o cumprimento da lei. Em abril, solicitamos, junto à Delegacia de Jogos e Diversões providências quanto à ocupação de área pública pelo restaurante El Divino Beach, localizado em Jurerê Internacional. O referido restaurante construiu um deck com um quiosque que se encontra inclusive em área de preservação. Em junho, enviamos ofício à SUSP, informando que a AJIN se posiciona contrariamente às autorizações para a realização do evento Moqueca da Ilha (previsto para 07/07/07), na parte da frente do Clube 12 de Agosto, em Jurerê Internacional, tendo em vista que o ruído gerado extrapolaria os limites legais permitidos e se propagaria para fora dos limi-

11 tes físicos do estabelecimento, atingindo áreas residenciais exclusivas (o evento foi então transferido para outro local). Ainda em junho, informamos à Floram que, nos dias 15, 16 e 17 do mês, aconteceria em Jurerê Internacional o evento Winter Play, com a presença de diversos DJ's, em locais que não possuem certidão acústica (a parte do evento que seria realizada no JUSC foi então transferida para outro local). Em julho, enviamos ofício ao Comandante da Guarnição Especial do Norte da Ilha e a diversos outros Órgãos Públicos, noticiando que os restaurantes da orla vinham funcionando irregularmente, prejudicando os moradores e usuários e solicitando que fossem revisadas todas as licenças concedidas pela Floram aos restaurantes El Divino, Taikô, El Gran Comillon, Café de La Musique, Pimenta Limão e ao Clube Doze de Agosto. Em agosto, acionamos a Floram para relatar os inúmeros problemas decorrentes de uma festa de formatura realizada no dia 11 de agosto de 2007, no Jurerê Sports Center, porque fomos procurados por diversos moradores, que relataram som altíssimo, desvio de conduta social e trânsito caótico, acarretando perturbação da ordem pública. Juntamente com o ofício enviamos boletim de ocorrência registrado por um morador e cópia dos registros de reclamação de poluição sonora, preenchidos por vários moradores e encaminhados à Floram. Em setembro, alertamos a Delegacia de Jogos e Diversões para a festa La Mansion Eletronic, em uma casa na Av. dos Búzios, para um elevado número de pessoas, inclusive com a venda de ingressos. A festa seria realizada em uma residência localizada em Área Residencial Exclusiva, onde é proibido qualquer tipo de comércio. Além disto, o evento geraria barulho excessivo, incômodo e riscos para a segurança e para o bem-estar de toda a comunidade. Solicitamos que fossem tomadas as devidas providências de competência daquele órgão, para impedir que a festa ocorresse (em face da ação da AJIN, a festa foi proibida pela Delegacia de Jogos e Diversões e a PM foi acionada para garantir a interdição, inclusive com ordem de prisão dos responsáveis, em caso de resistência). Em todas as edições da Folha de Jurerê, na matéria Ajin em Ação, são relacionadas as correspondências expedidas e as outras ações realizadas pela associação. INFORMES Folha de Jurerê 11 Aprimoramento das normas de segurança A empresa Consegurança realizou um Treinamento de Segurança no residencial no último dia 29 de setembro. As ações ocorreram nos hotéis Jurerê Beach Village (parte teórica) e Jurerê Praia Clube (parte prática). A abertura do evento ficou por conta de Valmor Soares, Gerente de segurança da Empresa Khronos, e de Simara Regina Silva, Coordenadora Comercial da Khronos Jurerê. O gerente de segurança da AJIN, Edson Guimarães, ministrou as palestras Atendimento ao Público, Segurança das Informações, Legislação Penal de Trânsito e Gerenciamento de Crises/Barreiras. O sargento Márcio ministrou aulas teóricas e práticas de Primeiros Socorros e Combate a Incêndio. Na ocasião, também foram discutidos o combate em baixa luminosidade e o atendimento de alarmes.

12 12 Folha de Jurerê ARTIGO Ponto de vista do qual compartilhamos Será que o baixo crescimento da economia não seria o resultado do excesso de barulho? Transcrevemos aos leitores um texto do economista Cláudio de Moura Castro, editado na Revista Veja em 1º de fevereiro de 2006, sobre o problema da poluição sonora em nosso país. No País dos Decibéis Ao fazer as malas para o Brasil, após quinze anos na Suíça e nos Estados Unidos, assaltava-me o temor de um choque cultural. Como a Batalha de Itararé, o choque não ocorreu, foi ajustamento instantâneo. Mas houve uma exceção: o choque dos decibéis. Eu vinha de uma Suíça onde em muitos edifícios é proibido tomar banho e puxar a descarga após as 10 horas da noite. Os ônibus são silenciosos, e aviões barulhentos não pousam lá. Os cachorros não latem, e as crianças não berram. É proibido cortar grama aos domingos, por causa do barulho das máquinas. Lá eclodiu um célere processo judicial contra o cincerros das vaquinhas que incomodavam um vizinho. Fiquei mal acostumado, adquiri hábitos alienados. Aqui estou, depositado no país dos decibéis. Ônibus e caminhões urram dentro da lei dos 88 decibéis máximos, quando na Europa a norma é 74 (sendo a escala de decibéis logarítmica, o volume de sons é muito maior!). Muitos urram fora da lei. Uivam motos sem silenciosos. Os pneus cantam nas curvas. A cachorrada da vizinhança tem cordas vocais de açomolibdênio. As igrejas e os cultos confundem decibéis com fé. A obra-prima da agressão sonora são uns automóveis cujos porta-malas se abrem revelando uma bateria de alto-falantes, terrível usina de decibéis. Felizmente, algumas cidades turísticas Manifesto minha revolta auditiva contra um povo que confunde alegria com barulho estão comprando decibelímetros, para não perder clientes antiquados como eu. As salas de aula não têm tratamento acústico. Parece até que foram planejadas para maximizar a refletância ambiente (as piores são as dos Cieps). A norma da ABNT para salas de aula estipula um máximo de 40 a 50 decibéis, mas o nível de ruído atinge 75 em casos comprovados. O ruído impede a atenção ou mesmo impede de ouvir o professor. Em quantos pontos faz cair o rendimento dos alunos brasileiros? Nos restaurantes, a barulheira não está no cardápio, mas é parte do serviço. É como se o objetivo de manter uma conversação relaxada e inteligente fosse coisa subversiva, a ser impedida pelas múltiplas ressonâncias amplificadas pelas superfícies lisas e paralelas. Um proprietário experiente disse que restaurante silencioso espanta clientes. Parece que o choque de gerações se concentra nos decibéis. Na música, são o sonho de consumo, indo muito além dos níveis máximos das normas de saúde ocupacional. E, diante dos que reclamam, a polícia candidamente confessa não saber bem o que fazer e nem qual unidade cuida do assunto. Ou, então, vai inspecionar no dia seguinte ao da festa. O que menos me incomoda é a música das boates, apesar de ensurdecedora. É que, após uma experiência traumatizante, aprendi minha lição. Não entro nelas em hipótese alguma. Se lá dentro estivesse, de bom grado pagaria para sair. Segundo os padrões da Organização Mundial da Saúde (OMS), 65 decibéis marcam o limiar do que faz mal à saúde - dependendo do tempo de exposição. Verificou-se que ruído excessivo aumenta a adrenalina, provocando a alta pressão, stress, insônia e (em Berlim) aumenta em 20% a probabilidade de infarto. Nos Estados unidos, 10 milhões de pessoas perderam a audição (ou parte dela) por excesso de ruído e parece que os números aumentam. Lá, o seguro-saúde é mais caro para quem trabalha em lugares barulhentos. Entre nós, quantos milhões convivem com muito mais decibéis que a lei permite em fábricas? Uma banda de rock emite tantos malditos decibéis quanto uma turbina de avião (130 decibéis). O ruído nas ruas, nas escolas e nos hospitais costuma estar acima do máximo da OMS. Será possível aprender em salas de aula tão ruidosas? Por que ignorar os males que faz à saúde? Será que o baixo crescimento da economia não seria o resultado do excesso de barulho? A sociedade não estaria sendo anestesiada ou hipnotizada por uma forma sinistra de conspiração sonora? Manifesto a minha revolta auditiva contra um povo que confunde alegria com barulho. Parece que a música alta libera hormônios, dando um barato. Que seja. Mas o prazer de uns poucos não pode ser à custa do incômodo de outros. O som que me incomoda invadiu ilegalmente. Temos direito ao silêncio.

13 Termo Circunstanciado agiliza registro de ocorrências em caso de perturbação de sossego Ocorrências relacionadas com Perturbação do Sossego, que equivalem a 40% do total durante a Operação Veraneio, agora poderão ser resolvidas no próprio local O governador, Luiz Henrique, o vice-governador, Leonel Pavan e os secretários Ronaldo Benedet (Segurança) e Ari Vequi (Coordenação, em exercício) assinaram decreto definindo os procedimentos para a realização do Termo Circunstanciado (TC), em 26 de setembro. Também participaram da reunião, no Centro Administrativo, o comandante geral da PM, Cel Eliésio Rodrigues e o Delegado Geral da Polícia Civil, Maurício Eskudlark. O procedimento, de acordo com o governador Luiz Henrique, dará mais agilidade às ações da Segurança Pública. Exemplo disso são as ocorrências durante a Operação Veraneio: 40% delas correspondem à Perturbação do Sossego, que agora poderão ser resolvidas no próprio local, salientou o secretário de Segurança. De acordo com o decreto, o TC deverá ser lavrado na Delegacia de Polícia, caso o cidadão a esta recorra, ou no próprio local da ocorrência, pelo policial militar ou civil que a atender, devendo ser encaminhado ao Juizado Especial, nos termos do artigo 69 da Lei Federal Para os casos de infração penal de menor poder ofensivo, cuja lavratura do TC se revista de complexidade ou necessite de expedição de carta precatória para posterior diligência, as partes deverão ser conduzidas à Delegacia de Polícia. Caso os envolvidos na infração penal de menor potencial ofensivo tenham que ser retirados do local para preservar-lhes a integridade física ou para pacificar o conflito, eles devem ser conduzidos à Delegacia de Polícia ou a outro local adequado, ficando vedada a criação de cartório e a condução para o interior dos quartéis RESPEITO Folha de Jurerê 13 da PM para lavratura do TC. Pelo decreto, fica vedado à Polícia Militar praticar quaisquer atos de Polícia Judiciária, entre os quais apurações de infrações penais, pedidos de mandados de busca e apreensão, interceptações telefônicas, escuta de ambiente e representações de prisões temporárias e preventivas. À Polícia Civil fica vedada a execução de ações de polícia ostensiva de preservação da ordem pública, exceto em caso de operações conjuntas com a PM. O decreto também estabelece prazo de 60 dias para que representantes das polícias Civil e Militar apresentem um projeto de implantação de boletim de ocorrências e banco de dados unificados. O decreto não se aplica aos crimes militares. O gerente de segurança da AJIN, Edson Guimarães, informa que a PM vai trabalhar com decibelímetros na temporada para facilitar a identificação dos infratores de perturbação do sossego.

14 14 Folha de Jurerê ORGANIZAÇÃO AJIN promove seminário com imobiliárias da região Na premissa de discutir regras para as locações, especialmente as de temporada, a Diretoria da AJIN promoveu encontro, no dia 28 de agosto, no Jurerê Sport`s Center - JUSC, com as imobiliárias que atenderam ao nosso convite. A iniciativa teve como pilar básico a busca de adoção de medidas comuns a serem adotadas na elaboração dos contratos de locação para a próxima temporada /2008, objetivando evitar os sérios problemas que aconteceram no verão 2006/2007, principalmente pelo uso indevido de alguns imóveis locados durante a temporada. As sugestões da AJIN para as empresas foram, dentre outras, a inserção das seguintes cláusulas nos contratos: - O proprietário do imóvel declara, sob pena de responder pelos danos que a falsidade na declaração possa causar, que o imóvel entregue para locação está em perfeitas condições de uso e habitação, principalmente em relação às suas instalações elétricas e hidráulicas. - Cláusula (enumerar em cada caso): O proprietário do imóvel fica ciente de que nenhuma responsabilidade poderá ser imputada à imobiliária se o imóvel ora entregue para locação for usado de forma nociva pelo locatário, especialmente com relação à realização de festas, ruídos excessivos e perturbação do sossego alheio. Em contrapartida, como condição para a isenção da responsabilidade da imobiliária por estes fatos, fica esta obrigada a inserir nos contratos de locação que celebrar cláusula de proibição de mau-uso do imóvel, realização de festas, perturbação do sossego alheio e outras proibições, conforme cláusula padrão inserta nos contratos de locação. Durante o encontro, a Diretoria ainda observou que as imobiliárias devem inserir o número da cláusula e adaptar o que achar melhor. A cláusula é meramente sugestiva e, principalmente, que não temos qualquer responsabilidade sobre as conseqüências do uso destas cláusulas, uma vez que é mera sugestão e depende de cada profissional acatar a mesma e adaptar sua redação ao contexto do seu contrato, que, dependendo de Imobiliárias presentes na reunião ACC Imóveis, Adriana Marquez, Beto Aragon Soluções Imobiliárias, Cidades Imobiliárias, Costa Northe, Ilha Floripa Imóveis, Imóveis Interpraias, Jc Negócios Imobiliários, Mar de Jurerê, MP Imóveis, On Line Imóveis, Projeto Imóveis, Sérgio Imóveis, Supervisão. como for inserido, pode alterar totalmente o sentido da mensagem A intenção da AJIN foi congregar todas as imobiliárias para discutir medidas comuns que devem ser adotadas na elaboração dos contratos de locação, temporária ou não, medidas estas previstas em lei, para evitar transtornos à comunidade e possíveis ações jurídicas por parte daqueles que se sentirem prejudicados por atos dos locatários que interfiram na segurança e na tranqüilidade da vizinhança. A Diretoria da AJIN agradece à Companhia dos Pães pelo delicioso café servido durante o seminário.

15 Informe jurídico APP Áreas de Preservação Permanente características independentes do zoneamento do plano diretor Freqüentemente se escuta falar que uma área é APP, pois o plano diretor assim a qualifica. Pois esta afirmação é grande falácia, dado que não é exclusivamente o plano diretor que define o que é e o que não é uma APP, mas sim as características desta determinada área, como sua cobertura vegetal, sua posição geográfica, suas características sócio-culturais, entre outras, que serão determinantes para a classificação da área como APP, quase todas elencadas no Código Florestal. Bons exemplos de APP em Jurerê Internacional, sem que o plano diretor do município assim a defina, são a área localizada à esquerda da estrada da Daniela, no sentido Jurerê-Daniela e a área entre o Clube XII e o El Divino Beach, entre o Passeio dos Namorados e a faixa de areia. Cumpre salientar que também as praças, parques e demais áreas verdes de nossas cidades também são conceituadas como APP para os efeitos da caracterização da área, independentemente de seu zoneamento no plano diretor. Com base nesta conveniente confusão feita entre o que dispõe o plano diretor e o código florestal, muitas áreas de real preservação estão desaparecendo e dando lugar a ocupações humanas, confusão esta que devemos evitar a todo custo, visando preservar o meio ambiente. Estatuto do Idoso - STF garante sua vigência e constitucionalidade No último 29 de setembro, o STF considerou constitucional o dispositivo do Estatuto do Idoso (Lei /2003) que garante a gratuidade de transportes coletivos urbanos e semi-urbanos aos maiores de 65 anos. A lei estava sendo questionada pela Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos. O STF decidiu que o Estatuto do Idoso apenas reflete o que dispõe a Constituição Federal, salientando que a norma do 2º do art. 230 da CF é de eficácia plena e aplicabilidade imediata e, assim, entendeu que o Estatuto do Idoso nada mais fez do que dotar de efetividade um dos Folha de Jurerê 15 direitos sociais constitucionais do idoso. Portanto, os maiores de 65 anos devem exercer seus direitos e passar a viajar mais, pois é um direito e, melhor, é de graça. Crime Ambiental no Dia da Árvore No dia da árvore, 21/09, a AJIN, com alunos da escolinha de futebol, plantou dezoito árvores em Jurerê Internacional, sendo dez próximas ao Clube Doze e oito na área verde do Passeio dos Namorados. Ocorre que, em algum momento entre o dia 21 e o dia 24 de setembro, as oito árvores plantadas no Passeio dos Namorados foram criminosamente subtraídas de seu local. Gostaríamos de deixar claro que a pessoa que assim procedeu incorreu em crime ambiental, capitulado no art. 49 da Lei de Crimes Ambientais, que prevê pena de um ano de detenção. A AJIN está atenta aos casos e, assim que identificar a autoria, dará os encaminhamentos devidos, com todos os rigores previstos em Lei, sejam eles cíveis, administrativos e penais. Everton Balsimelli Staub Assessor Jurídico

16 16 Folha de Jurerê SEGURANÇA Conjunto de esforços para garantir a qualidade de vida em nossa comunidade Braga afirma que o maior problema em Jurerê Internacional é a poluição sonora. "A comunidade deve ser nossa parceira no combate ao delito. Para a polícia é impossível estar em todos os lugares onde a Lei do Silêncio é desrespeitada", declara. O capitão explica que colaborar é muito simples. O morador deve ligar para o número da PM - 190, indicar a fonte de poluição sonora (endereço residencial ou comercial) e se identificar para que se possa proceder à diligência. "A identificação é fundamental para confirmar a veracidade da denúncia. Basta telefonar, não há necessidade de deslocamento até a delegacia mais próxima para registrar boletim de ocorrência (BO)", garante. Quando festas em residências particulares passam dos limites de decibéis, a PM recebe a denúncia e o pedido de presença da polícia e a viatura vai até o local. "O primeiro passo é promover a interdição da festa", explica Braga. Em Tendo como meta as ações preventivas, a AJIN, desde o início deste ano, vem atuando no sentido de evitar e também criar ferramentas para coibir a instalação do caos no residencial na alta temporada, a exemplo da traumática última temporada, quando a desordem, em alguns momentos, como no Ano Novo e no Carnaval, imperou bem ao lado de nossos quintais, causando incontáveis transtornos aos moradores. A Diretoria da AJIN, além de buscar o apoio dos órgãos públicos, também durante os meses de baixa temporada busca providências próprias para combater a criminalidade e garantir a ordem. Nossa moderna e equipada Central de Monitoramento, inaugurada em 31 de julho, potencializou o Plano de Segurança concebido em 2003 e desenvolvido desde então. Na ocasião, foram instaladas 14 câmeras (6 speed dome e 8 fixas). O serviço traz para JI o que há de mais moderno em sistemas de vigilância eletrônica, com câmeras de alta tecnologia e gravação digital 24 horas, de segunda a domingo. As câmeras captam o momento exato de qualquer ocorrência. Outra ação recente foi a implantação, em 24 de setembro, do novo sistema de comunicação entre Polícia Militar e Segurança Privada de Jurerê Internacional. Os policiais militares Josué e Veríssimo (Bike Patrulha) estão ligados através do sistema de rádio diretamente com nossos colaboradores da segurança, possibilitando assim um melhor atendimento das solicitações da comunidade. A doação pela AJIN de 16 coletes especiais à Polícia Militar no último mês igualmente faz parte da força-tarefa para garantir a segurança. O equipamento foi destinado ao Pelotão de Patrulhamento Tático do Norte da Ilha, formado há 3 meses pelo Capitão André Gomes Braga, com o objetivo de atender ocorrências de grande vulto na região. "Os coletes servem como identificadores do grupo tático e possuem vários compartimentos para os policiais acomodarem equipamentos de trabalho, que antes eram levados na mão", explica o Capitão. O militar diz que a colaboração da AJIN foi de extrema importância para agilizar os serviços prestados pelo pelotão. Capitão aponta a perturbação do sossego como a maior vilã do residencial caso de resistência, o proprietário da festa é preso por desobediência e perturbação do sossego e a aparelhagem de som é recolhida até a ação do Ministério Público e a decisão da Justiça sobre o caso. O Capitão conta que houve casos recentes de resistência em JI. "Já demos ordem de prisão em flagrante por reincidência em duas festas particulares", informa, lembrando que a PM possui autoridade para prender já na 1ª ocorrência. "Sempre damos uma 1ª chance como alerta, mas é apenas uma", esclarece. O Capitão diz que, para estabelecimentos comerciais, estão sendo realizadas operações conjuntas com a Floram e o Ministério Público, através da Promotoria do Meio Ambiente, que serão intensificadas na temporada. "Fiscalizamos as licenças de tratamento acústico e utilizamos decibelímetros. Infelizmente sempre existem casos de abusos que temos de coibir", lamenta. Braga garante que neste verão as operações estarão mais organizadas. "Todos os órgãos públicos e a comunidade estão se unindo. Estamos aprimorando as experiências anteriores na luta contra a poluição sonora", resume.

17 SAE investe em tecnologia para solucionar odores do esgoto Biofiltros em pontos estratégicos diminuíram o problema SANEAMENTO Folha de Jurerê 17 Na última edição da Folha buscamos informar os moradores sobre a água consumida no residencial. Nesta matéria, vamos resumir o funcionamento da coleta do esgoto. Uma das reclamações mais recorrentes é quanto ao mau cheiro produzido em alguns locais. O gerente da SAE, Luiz Fernando Lemos, explica que a Habitasul vem buscando tecnologias para a solução dos problemas de odores (gás sulfidríco H 2 S), comuns em unidades de bombeamento (Elevatórias) de Esgotos e na Estação de Tratamento. Dentre as medidas, o engenheiro sanitarista e ambiental destaca a reforma de todo o sistema convencional de coleta, transporte e tratamento de esgotos, com redimensionamento do mesmo, ampliação dos tanques das elevatórias de esgotos, implantação de novas linhas (tubulações) de bombeamento, vedação de tanques, tampas novas, com maior estanqueidade, aplicação de produtos, tais como Ecocare, de tecnologia canadense e aplicação de Ozônio nos gases resultantes de odores. Fernando afirma que, no final de 2006, foram projetadas, com auxílio de professores do Departamento de Engenharia Sanitária da UFSC, unidades de tratamento de gases, chamadas Biofiltros. Os Biofiltros trouxeram uma melhora significativa na solução dos problemas e foram implantados nas principais elevatórias de esgotos de JI e na Estação de Tratamento de Esgotos ETE, garante. Estes equipamentos estão localizados junto ao Hotel Beach Village, defronte ao Supermercado Imperatriz, próximo à passagem das Sororocas, próximo à passagem das Violas, próximo ao Restaurante El Gran Comilon, na rótula da nona etapa e na avenida dos Salmões. Fernando diz que Jurerê Internacional foi um dos primeiros locais no Brasil a implementar o sistema a vácuo para coleta e tratamento de esgoto, na etapa Amoraeville. Este sistema é de suma importância para a preservação ambiental, por não apresentar riscos para o lençol freático, que é o depósito natural de águas no subsolo, pois a tubulação funciona totalmente estanque, descartando-se a possibilidade de possíveis vazamentos de esgoto, declara o gerente da SAE. Ele destaca que outra vantagem é a segurança, tendo em vista que não há necessidade de ligações elétricas nas casas, mas sim somente na estação de vácuo. Mais informações no site

18 18 Folha de Jurerê SEGURANÇA Delegacia de Jogos e Diversões garante atenção especial ao residencial Engajada na batalha contra a cultura de perturbação do sossego, a Diretoria da AJIN participou, em 6 de setembro, do 2º Seminário de Controle de Poluição Sonora de Florianópolis, realizado na Procuradoria-Geral de Justiça de Santa Catarina. O evento, liderado pela da Promotoria de Meio Ambiente, capitaneada pelo Dr. Ruy Arno Ritcher, contou com a participação da Floram, Polícia Militar, Inmetro e Delegacia de Jogos e Diversões. No centro das discussões, estratégias legais para combater o avanço do desrespeito à Lei do Silêncio. O Delegado Arilto Zanelatto, da Delegacia de Jogos e Diversões, avalia que a conscientização quanto ao excesso de ruídos está melhorando, mas reconhece que a alta temporada exige mais de todos. Vamos dar uma atenção especial a Jurerê Internacional e Canasvieiras, garante. A mídia é uma boa parceira e as comunidades também estão nos repassando a comunicação da realização de eventos, informa. Zanelatto explica que as pessoas devem se reportar à delegacia antes das festas para que sejam tomadas providências prévias. Com o endereço, podemos investigar o motivo do evento, quem está promovendo, fazer a análise se existem condições, exigir comprovação por documentos de vistoria do Corpo de Bombeiros e certidão de tratamento acústico expedidos pela Floram, garante. O Delegado deixa claro que estas prerrogativas são aplicadas também em locais públicos. Não autorizamos festas em residências com venda de ingressos. Trata-se de eventos clandestinos, afirma, lembrando que não se pode proibir a realização de festas familiares. Mas mesmo estas, se produzirem poluição sonora, os vizinhos podem chamar a PM. A colaboração das lideranças comunitárias é fundamental para o êxito das operações, na opinião do Delegado. A partir das informações dos moradores, podemos regularizar ou interditar os estabelecimentos antes das festas, evitando uma série de transtornos e normatizando atividades, destaca. Ele lembra que, mesmo com documentos em ordem, os estabelecimentos não podem extrapolar os limites de poluição sonora determinados por Lei e também o limite de público estimado para o local. "Caso a comunidade perceba desobediência, deve entrar em contato com a PM, Conseg ou delegacia mais próxima. Para Zanelatto estão ocorrendo importantes avanços na questão da poluição sonora, por conta das parcerias. Trabalhando em conjunto, fica mais otimizada a fiscalização em pontos costumeiros de desordem, afirma, explicando que o procedimento é a notificação do local e a interdição, em caso de reincidência. Os telefones da Delegacia de Jogos e Diversões são (48) e A PM, que está de vigília durante as 24 horas do dia, pode ser acionada pelo telefone 190.

19 Plano de Manutenção ACARI AMORIM ADALBERTO JOSÉ LEIST ADAUTO W. DA NOBREGA ADEMAR JOSE GROTTO ADEMAR VALSECHI ADOLFO K. PFEIFER ADORNARE ADRIAN PAULO M. KORMANN ADRIANA ABAGE ADRIANA LIMA DE MELO ADRIANO ROSA AGUA VERDE ADMIN. DE BENS ALBINO LUNARDI ALCEU REUSING ALCIDES GENESIO COELHO ALDAIR M. ESPINDOLA GOUVEA ALDEMIR DADALT ALDO GONGRO BASTS ALDO PANAZZOLO ALEXANDRE BALESTRO ALEXANDRE BRITO DE ARAUJO ALEXANDRE CARIONE ALFREDO J. P. CARVALHO ALMIR ADIR GENTIL ALUISIO DOBES ALVIM LAEMMEL AMARO DE ARAUJO BARBOSA AMILCAR L. DA SILVEIRA AMILTON GIACOMO TOMASI AMILTON VERGARA DE SOUZA AMIR MATTAR VALENTE ANA MARIA XAVIER CORREA ANDERSON LUIZ SCHVEITZER ANDRE AVELINO R. NETO ANGELA M. M. C. NASCIMENTO ANGELO FANTIN ANIBAL L. NUNES RODRIGUES ANIZIO DOMINGOS FRITZEN ANTONIO ALBINO TISSIANI ANTONIO C. AMARAL MORITZ ANTONIO C. GRUNER BESSA ANTONIO CARLOS KIELING ANTONIO CARLOS RIBEIRO ANTONIO CELSO MELEGARI ANTONIO PONTES DA SILVA ARDUINO GALINA & CIA LTDA. ARI GIONGO ARI ROLIM DA SILVA JUNIOR ARIOVALDO STELLE ARISTIDES VOLPATO CORDIOLI ARISTINANDES N. DA SILVEIRA ARNALDO F. C. DE ALBUQUERQUE ARNO DA SILVEIRA PIRES ARNO JOSE BURMEISTER ARNO SCHMIDT ARNO SCHMIDT JUNIOR AUGUSTO DALL'OGLIO AURELIO FURTADO RAMOS BERNADETE PEREIRA PLATT BOCA DA SERRA ADM. E PARTI BRENO KOR CAIO A. HALL-NIELSEN CARLA GONZALES DE OLIVEIRA CARLOS ALBERTO DE OLIVEIRA CARLOS A. MACHADO DE LIMA CARLOS ARISTIDES MAGNUS CARLOS ATALIBA PETTERS CARLOS CATALAO CARLOS EDUARDO MEDEIROS CARLOS HAYDT C. BRANCO CARLOS H. STRADIOTTO CARLOS JOSE ALBAN CARLOS ROBERTO DA ROSA CARLOS SAO T. DE CARVALHO CARLOS SPELLMEIER CARLOS V. DOS SANTOS CAROLINA FASOLO PROENÇA CAROLINA PALERMO CESAR DIRCEU AZAMBUJA CINARA S. GRAEFF CIRIO PAULO FALLER CLARICE STAHL CLAUDETE B. GROTTO CLAUDIO HENRIQUE FRIZZO CLOVIS F. DOS SANTOS CLOVIS J. TRAVASSOS TAGLIARO CLOVIS MARIANO FAGGION CLOVIS OLLE FISCHER SANTOS CONSTANTINO F. BAUMLE DALVA FERREIRA DA SILVA DANIEL N. R. OLIVEIRA DANIEL SAMSON DARCI MANOEL GONÇALVES DARLAN DE A. HIRTENKAUF DARTAGNAN BALSEVICIUS JR DELCIO TESSER DENIR LEITE DIANA CORDEIRO DIONISIO A. MEDEIROS DIRCEU STEFANI DIVA RESCHKE DJALMA GOSS DP REP. E PARTICIPAÇÕES LTDA EDGAR MACHADO EDIFICIO COLINAS DE JURERE EDIFICIO ESTORIL EDIFICIO ILHABELA EDIFICIO MAISON ALHAMBRA EDIFICIO MALIBU EDIFICIO MARBELLA EDIFICIO RESIDENCIAL GARDEL EDIFICIO SAINT TROPEZ EDIFICIO SAN DIEGO EDIFICIO SAN SEBASTIAN EDIFICIO S. DAS PALMEIRAS EDIFICIO SUMMER PLACE EDIFICIO SUMMER TIME EDIFICIO VILLA DI VILLA EDIFÍCIO DA VINCI RENOIR EDIFÍCIO VILLAGIO DI MARE EDRO PARTICIPAÇÕES LTDA EDSON FERNANDO AVILA EDSON GILBERTO KLITZKE EDUARDO CARDOSO CUNHA EDUARDO DE MELLO E SOUZA EDUARDO MOLLER EDUARDO R.ELTERMANN EDUARDO SOLSONA EDVANIA DOS SANTOS/LUIS EGON O. JULIO FRITSCHE ELIANE PURNHAGEN ELISABETE S. BRANDALISE ELIZABETH ROSITO MARQUES ELPIDIO NEREU ZANCHET EMEVENCA LTDA EMILIO GOMES ENRIQUE GUNTHER DREWES ERALDO RODRIGUES ERCELI MIGUEL CAVAGNOLLO EVA VON EGGER-MOELLWALD EVALDO M. MARCHIORO FAUZY JOAQUIM FERNANDA RAMBO AGNES FERNANDO JOSE FAUTH FERNANDO J. RAMOS COUTO FERNANDO LAMPERT RIBEIRO FIRST S/A FLAVIO BRESSIANI FLAVIO DE OLIVEIRA SARAIVA FLAVIO REGIANINI FLERIDA CARDOZO FORMACCO FRANCISCO BATISTA NETO FRANCISCO BEVILACQUA FRANCISCO DE A. G. KONESKI FREDERICO C. XAVIER DE TOLLA GARIBALDI T. PEREIRA FERREIRA GASTAO E. DE CAMPOS GELVINO A. BALDISSERA GERALDO JOSE FEYH GERHARD WERNER WILD GERSON DALCANALE GERSON JANCAR GIACOMO LIBERATORE GILBERTO JOSE SALVATO GIOVANI DE MATOS GLOGERLEY AMASTHA GUENTHER AUGENSTEIN GUENTHER SAUER GUILLERMO MAIZTEGUI HAMILTON CANDIDO HANS JOACHIM FINK HELOISA H. J. BITTENCOURT HENRIQUE DA S. KLINGELFUS HENRY M. DE OLIVEIRA HENRY ULIANO QUARESMA HERON CABRAL LOPES HILDA GOLIN COSTA HILDEBRANDO C. SCOFANO HILTON B. FORTES ROCCO HIPOLITO LUIZ PIAZZA HORST H. F. BALS HORY SCHROEDER IGAL ITAMAR MILITZER IGNÁCIO SIMÃO KUNRATH INACIO J. PINTO BUSTAMANTE INACIO STOFFEL INDALECIO F. F. RAIMONDO INDALECIO GOMES NETTO IRIS KURTZ DE ALBUQUERQUE IVAN F. SALEMA COELHO JACIRA DE ANDRADE BARBOSA JACOB MILNITSKY JAIR DOS SANTOS LAPA JAIRO BRINCAS JAYME MILNITSKY JESUE PEREIRA DA CRUZ JESUS BARCELOS RODRIGUES JOAO ALBERTO CATAFESTA JOAO A. PRETO DE OLIVEIRA JOAO CARLOS DE OLIVEIRA JOAO CARLOS SCHMIDT JOAO E. G. RODRIGUES JOAO FLAVIO IOPP JOAO F. XAVIER MUSSNICH JOAO MARCOS CASTRO SOARES JOAO M. BRANDAO NETO JOAO PEDRO CAVALLI JOAO ROXINALDO BORTOLUZZI JOAQUIM CARLOS FREIRE JOAQUIM FALCO URIARTE NETO JOAQUIM LOPES PEREIRA JOEL DIAS FIGUEIRA JR JOEL MACHADO MOREIRA JORGE ALBERTO BUSATO JORGE DE MOURA ANDREWS JORGE LUIZ FACCIONI JORGE LUIZ PECCIM JORGE RAUL A. DE FREITAS JOSE CARLOS BENATTO JOSE CARLOS GRANELLA JOSE CARLOS IBANEZ JOSE C. MOREIRA BERMUDEZ JOSE DE SOUZA MENDONCA JOSE EDUARDO LIMA JOSE F. DA SILVA ROCHA JOSE FRANCISCO SALM JUNIOR JOSE GERALDO MATTOS JOSE G. ARANHA MOURA JOSE MANOEL DE OLIVEIRA JOSE MARCIO M. VIEIRA JOSE NASCIMENTO JOSE RICARDO ALVES FERREIRA JOSE R. BORBA GONCALVES JOSE R. CAFFARATE PAPALEO JOSE R. CAMPOS DA VEIGA JOSE SARAIVA ESPERANÇO JOSE WILSON RAMOS JUAREZ F. DE MEDEIROS LAERTE RAMOS VIEIRA LAURO PEUCKERT LAURO RIBAS ZIMMER LEDA WENDHAUSEN GENTIL LEO TERCIO SPERB LEONARDO BAIERLE LEONOR FAY LIDUINE VANDER ZEE LILIAN VIANA REITZ LORENO AREND LORENO BENETTI LORIVALDO DA SILVA RAUPP LOURDES DREYER LUCA LASTRUCCI LUCY M. FERNANDES CHAVES LUIS A. OGGIANI CODINA LUIS MARIO BRATTI LUIZ ALBERTO CAVA MACEIRA LUIZ ALBERTO CAVALHEIRO LUIZ ALCEU GERONIMO LUIZ CARLOS C. GONCALVES LUIZ CARLOS PERINI LUIZ CARLOS PINTO BALLISTA LUIZ CARLOS ZUCCO LUIZ FERNANDO BLANCO LUIZ FERNANDO BRINHOSA LUIZ FERNANDO DIAS PROBST LUIZ FERNANDO FRANCALACCI LUIZ FERNANDO K. MARQUES LUIZ GERALDO AZIZ LUIZ HENRIQUE DE SOUZA LUIZ JOSE SANTOS SANT'ANNA LUIZ MARCIO SPINOSA LUIZ OCTAVIO V. DE ANDRADE LISTA DE PAGANTES LUIZ OTAVIO GARCIA CORREA LUIZ ROSA DOS REIS LUIZ SINIDEI PILLI MAKOTO SUEHARA MANOEL AZEVEDO SARAIVA MARA RANZOLIN AVILA MARC VERSTRAETE MARCELLO DESTRI MARCELO DAVID R. OLIVEIRA MARCELO GOMES MARCILIO DIAS DOS SANTOS MARCIO A T LINARES MARCUS V. GARCIA JOAQUIM MARIA CHRISTINA DANEZI MARIA C. M. BRINCAS MARIA E. C. COLACO OLIVEIRA MARIA E. M. DOMINGUES MARIA HELENA CUNHA MARIA LUCIA COSTA CABRAL MARIA LUIZA MARCHETT MARIA LYGIA PINHEIRO LIMA MARIO DA SILVA NEVES MARIO JOSE DA CONCEICAO MARIO LUIS ZUPO MARIO LUIZ DE BIAGI ELIAS MARISTELA COSTA SCHMID MARK DE MATOS MARK SKAQQS MARNE A. SLONGO JUNIOR MARTINHO FLECK MARYSOL EMP. E PARTIC. LTDA. MATILDE LOURDES P FONTANA MAURICIO BOHRER OPPITZ MAURICIO IBARRA DOBES MAURICIO S. CAVALCANTI MAURILIO MOREIRA LEITE MAURO PINTO MARQUES MIGUEL CICERO TERRA LIMA MIGUEL ROQUE K. MENTZING MILVIO RODRIGUES DE LIMA MOACIR DOS SANTOS NABOR TEIXEIRA COLLACO NADIA PELLENZ NARA MARISA AREND TIMM NARBAL DIETER NEI ROBERTO CARLOTTO NEIDE BOABAID NEIDI M. SCHNEIDER NEISS FELIX SANTIN NELSON CHAMMA FILHO NELSON DE SOUZA NELSON HENRIQUE DHEIN NELSON LUDKE NELSON LUIS THOMÉ NELSON LUIZ SILVA FANAYA NELSON LUIZ VELOSO FILHO NELSON PEDRO POLLIS NERY RIBEIRO HOMEM JUNIOR NESTOR TEIXEIRA SOBRINHO NEUSA MARIA BURIGO NEUSA MARIA IANNER NEWTON MACUCO CAPELLA NEY BRAGA/HÉLIO J. FERREIRA NEY DE ALMEIDA TUBINO NILCEIA DO ROCIO LOPES NILO ANTUNES DE FREITAS OCTAVIO A. G. F. COSTA OLINTO GUIDINI SOBRINHO ONOFRE MACHADO FILHO ORACIL ROBSON NASCIMENTO OSMAR JOSE KOERICH OSVALDO FERREIRA NEVES OTTO LEHNERT PAULO ALCEU D. VAN LEEVWEN PAULO ALEXANDRE KARL PAULO CHEREN STOCCO PAULO DOUGLAS TEFILI PAULO F. B. DE VASCONCELLOS PAULO FERNANDO PESSINI PAULO GASPAR LEMOS PAULO HENRIQUE MOLLER PAULO MARCOS FELLIN PAULO RECH PAULO ROBERTO BECKER PEDRO DITTRICH JUNIOR PEDRO JOAMIR RODRIGUES PERICLES PEREIRA DRUCK POSTO ESSO J. INTERNAC. PRISCILA V. A. G. ANGELICA RAFAEL DA SILVA REIS RAIMUNDO GAMA FILHO Folha de Jurerê 19 Relação dos associados da AJIN que estão em dia com as contribuições de agosto ou setembro, atualizada até 30/09/07. Caso algum associado não conste na relação, por favor, entre em contato com o nosso escritório. RAUL TESSARI REGIS SCHUCH REMY MOLLER RENATA CIAFFONE RODRIGUES RENATO MARCONDES BRINCAS RENATO TEIXEIRA PIANOWSKI RENÉ ARIEL DOTTI REST. EL GRAN COMILON RICARDO DALCANALE RICARDO GOULART NETO RICARDO JORGE WOLFF RICARDO RABACA RICARDO TAVARES RICHARD ZENKER RITTA A. REQUIÃO FONTOURA ROBERTO JORDAN ROBERTO MOSELE ROBERTO POLETTO ROBSON ABDALLA RODOVIARIO SCHIO LTDA. ROGER AUBERT ROGERIO LUIZ DE SOUSA ROGERIO MACHADO ARANTES ROGERIO PAGANIN ROGERIO T. DA SILVA FERREIRA ROGERIO TANG JUI YUN ROMELANIA BERGER ROMUALDO C. SKOWRONSKY RONALD W. MACEDO BARROSO RONALDO DE CASTILHOS ROSA MARIA LISBOA BERGALLO RUBEM C. PINHO DA SILVEIRA RUBEM E. GROTTO RUBEM MARTINEZ CUNHA RUBEN ALIRO PLAZA TELLO RUBENS DOBNER DOS SANTOS RUDOLFO JOSE MUSSNICH RUI TIBURCIO LOBO RUY EDGAR KNUDSEN SANDRA R N A CUNHA BARBOSA SEBASTIAO OGE MUNIZ SELETA NEG. E PARTIC. LTD SERGIO JOAO MANFROI SERGIO LUIZ CORREA SERGIO MIGUEL RUSCHEL SERGIO PIRES FERREIRA SERGIO SACHET SERVULO A. MARTINS FIGUEIRA SIGISFREDO HOEPERS SILVANA CRISTINA LICCO SILVIA CASTRO FLACH SILVIA M. ZIMMERMANN SILVIA R. DE MIRANDA RAMOS SILVIO ROBERTO PASSARELLI SINDAL P. RODRIGUES PINTO SOLON LOTTICI STELIO GOSTISA STELLA MARIS GARCIA SUELY PESSINI TADEU NOBRE FORMIGA TANIA KNACK VERRUNO THALES R. SCHOTT DA SILVA THEREZINHA DE J. S. QUINTELA THOMAS MARQUARDT TULLO CAVALLAZZI FILHO TYCHO BRAHE FERNANDES VALBER BITTENCOURT VALMOR PERCI SCHEIBE VANIO BOING VERA COLLACO VERA CRUZ RIAL VERA M. S. ROGLIO VICENTE BILEVICIUS VICTOR HUGO HOMRICH VICTORIO MIGUEL LAC VILSON BAZZAN VINICIO ROBERTO FORNASARI VITOR HUGO LINDEN VOLNEI RIBEIRO PEREIRA WALDERES B. DEEKE WALDIR ALVES WALDIR BERNDT WALMOR LUIZ DAMIANI FILHO WALTER BORGES CARNEIRO WALTER SALIM WILLI ERICH LINDNER WILSON TADEU BEZEM WLADIMIR ALVES REQUIAO YARA C. DE SOUZA LAMPERT ZELIA M. BRAGA ESTRAZULAS ZELIA R. SILVEIRA D'AZEVEDO

20 20 Folha de Jurerê LISTA DE PAGANTES Plano de Segurança Relação dos associados da AJIN que estão em dia com as contribuições de agosto ou setembro, atualizada até 30/09/07. Caso algum associado não conste na relação, por favor, entre em contato com o nosso escritório. ACARI AMORIM ADALBERTO JOSÉ LEIST ADELAIDE DA SILVA JARDIM ADEMAR VALSECHI ADEMIR JOSE FELTES ADRIAN PAULO M. KORMANN ADRIANA ABAGE ADRIANA G. C. BERGER ADRIANA LIMA DE MELO AGUA VERDE ADMIN. DE BENS ALCEU REUSING ALDEMIR DADALT ALEXANDRE BALESTRO ALEXANDRE CARIONE ALFREDO J. P.CARVALHO ALFREDO JR V. DRUCKER ALMIR ADIR GENTIL ALUISIO DOBES ALVIM LAEMMEL AMILCAR L. DA SILVEIRA AMILTON GIACOMO TOMASI ANA LETICIA FLECK ANA MARIA XAVIER CORREA ANDERSON LUIZ SCHVEITZER ANGELA M. M. C. NASCIMENTO ANTONIO ALBINO TISSIANI ANTONIO CARLOS GOUVEIA ANTONIO CELSO MELEGARI ANTONIO PISA ARI ROLIM DA SILVA JUNIOR ARISTIDES VOLPATO CORDIOLI ARNALDO F. C. DE ALBUQUERQUE ARNO DA SILVEIRA PIRES ARNO JOSE BURMEISTER ARNO SCHMIDT AUGUSTO DALL'OGLIO AURELIO FURTADO RAMOS BERNADETE PEREIRA PLATT BOB HABIB BOCA DA SERRA ADM. E PART. CAIO ALEXANDER HALL-NIELSEN CARLA GONZALES DE OLIVEIRA CARLOS ALBERTO DE OLIVEIRA CARLOS A. MACHADO DE LIMA CARLOS ARISTIDES MAGNUS CARLOS ATALIBA PETTERS CARLOS CATALAO CARLOS ROBERTO DA ROSA CARLOS SPELLMEIER CARMELITO PEREIRA CAROLINA FASOLO PROENÇA CAROLINA PALERMO CINARA S. GRAEFF CIRIO PAULO FALLER CLARICE STAHL CLAUDIO HENRIQUE FRIZZO CLAUDIO RENATO MOLLER CLOVIS F. DOS SANTOS CLOVIS MARIANO FAGGION CONSTANTINO F. BAUMLE DALVA FERREIRA DA SILVA DANIEL N. R. OLIVEIRA DANIEL SAMSON DARCI MANOEL GONÇALVES DARLAN DE A. HIRTENKAUF DARTAGNAN BALSEVICIUS JR DELCIO TESSER DERCILIO BORBA DP REPRES. E PARTIC. LTDA EDIFICIO ATLANTICO SUL EDIFICIO COLINAS DE JURERE EDIFICIO COSTA BELLA EDIFICIO DOURADOS CLASSIC EDIFICIO ESTORIL EDIFICIO ILHA DOS CORAIS EDIFICIO MAISON ALHAMBRA EDIFICIO MALIBU EDIFICIO MARBELLA EDIFICIO PIPELINE EDIFICIO RESIDENCIAL GARDEL EDIFICIO SAINT TROPEZ EDIFICIO SAN DIEGO EDIFICIO SAN SEBASTIAN EDIFICIO S. DAS PALMEIRAS EDIFICIO SUMMER PLACE EDIFICIO VILLA DI VILLA EDIFÍCIO DA VINCI RENOIR EDIFÍCIO VILLAGIO DI MARE EDRO PARTICIPAÇÕES LTDA EDUARDO CARDOSO CUNHA EDUARDO DE MELLO E SOUZA EDUARDO MOLLER EDUARDO SOLSONA EDVANIA DOS SANTOS/LUIS EGON O. JULIO FRITSCHE ELIANE PURNHAGEN ELISEU PADILHA ELIZABETH ROSITO MARQUES ELPIDIO NEREU ZANCHET EMEVENCA LTDA EMILIO GOMES ENRIQUE GUNTHER DREWES EVANDRO LUIZ KLOKNER FAUZY JOAQUIM FERNANDA RAMBO AGNES FERNANDO JOSE FAUTH FERNANDO LAMPERT RIBEIRO FIRST S/A FORMACCO FRANCISCO BATISTA NETO FRANCISCO BEVILACQUA GARIBALDI T. PEREIRA FERREIRA GASTAO E. DE CAMPOS GELVINO A. BALDISSERA GERHARD WERNER WILD GERSON DALCANALE GERSON JANCAR GERSON PEDRO BERTI GILBERTO JOSE SALVATO GILSON JUNCKES GIOVANI DE MATOS GLOGERLEY AMASTHA GUIDO PAULO SIMM GUILHERMINA DE F. BECKER GUILLERMO MAIZTEGUI HABITASUL EMP. IMOB. LTDA HANS JOACHIM FINK HELOISA CAPELA BITTENCOURT HELOISA H. J. BITTENCOURT HORST H. F. BALS HUGO E. I. FERREIRA IGAL ITAMAR MILITZER INACIO STOFFEL INDALECIO F. F. RAIMONDO INDALECIO GOMES NETTO IRIS KURTZ DE ALBUQUERQUE JAIRO BRINCAS JAYME MILNITSKY JEFERSON LUIZ DE ZORZI JESUE PEREIRA DA CRUZ JOAO ALBERTO CATAFESTA JOAO CARLOS LANGARO JOAO M. BRANDAO NETO JOAO R. BORTOLUZZI JOCELI ARGEMIRO CAVALI JOCHEN KARL R. LUNKE JOEL DIAS FIGUEIRA JR JONAS CEZAR WALLAUER JORGE ALBERTO BUSATO JORGE DE MOURA ANDREWS JOSE CARLOS BENATTO JOSE C. MOREIRA BERMUDEZ JOSE FRANCISCO SALM JUNIOR JOSE MANOEL DE OLIVEIRA JOSE NASCIMENTO JOSE WILSON RAMOS JULIANA AMARAL ARANTES LAURA OTTONI LAURO PEUCKERT LAURO RIBAS ZIMMER LEO TERCIO SPERB LIBERTY CONTER & CIA LTDA LIDUINE VANDER ZEE LILIAN VIANA REITZ LISETE DA S. R. DE FREITA LUCA LASTRUCCI LUIZ ALBERTO CAVA MACEIRA LUIZ ALBERTO CAVALHEIRO LUIZ ALBERTO FERLA LUIZ ANTONIO GOES LUIZ CARLOS GONCALVES LUIZ CARLOS PERINI LUIZ CARLOS PINTO BALLISTA LUIZ CARLOS ZUCCO LUIZ FERNANDO FRANCALACCI LUIZ GERALDO AZIZ LUIZ M. SPINOSA/RICARDO LUIZ OCTAVIO V. DE ANDRADE LUIZ OTAVIO GARCIA CORREA LUIZ ROSA DOS REIS LUIZ SINIDEI PILLI LUIZA MARCONI HOLTZ MABIA L. RESENDE LANDIM MAKOTO SUEHARA MANOEL AZEVEDO SARAIVA MARC VERSTRAETE MARCELO P. DIAS DA SILVA MARCIO A T LINARES MARCUS VINICIUS BERZOSA MARCUS V. GARCIA JOAQUIM MARGARIDA BERTOLUCCI MARIA C. M. BRINCAS MARIA E. C. COLACO OLIVEIRA MARIA E. M. DOMINGUES MARIA HELENA CUNHA MARIA LUCIA COSTA CABRAL MARIA LUIZA MARCHETT MARIA LYGIA PINHEIRO LIMA MARIO DA SILVA NEVES MARIO LUIS ZUPO MARISTELA COSTA SCHMID MARK DE MATOS MARK SKAQQS MARNE A. SLONGO JUNIOR MARYSOL EMP. E PARTIC. LTDA. MATILDE LOURDES P FONTANA MAURICIO BOHRER OPPITZ MAURICIO S. CAVALCANTI MIGUEL R. K. MENTZING NAZARENO AMIN NELSON CHAMMA FILHO NELSON HENRIQUE DHEIN NELSON LUIZ SILVA FANAYA NELSON LUIZ VELOSO FILHO NELSON PEDRO POLLIS NERY RIBEIRO HOMEM JUNIOR NEWTON MACUCO CAPELLA NILCEIA DO ROCIO LOPES NILO ANTUNES DE FREITAS ODILES FREITAS SOUZA ONOFRE MACHADO FILHO ORACIL ROBSON NASCIMENTO OSMAR JOSE KOERICH OSVALDO FERREIRA NEVES OTTO LEHNERT PARALER PAULO ALEXANDRE KARL PAULO F. B. DE VASCONCELLOS PAULO GASPAR LEMOS PAULO HENRIQUE MOLLER PAULO MACHADO DA SILVA PAULO ROBERTO BECKER PAULO ROBERTO MARQUES PEDRO JOAMIR RODRIGUES PERICLES PEREIRA DRUCK POSTO ESSO J. INTERNAC. PRISCILA VON A. G. ANGELICA RAFAEL DA SILVA REIS RAIMUNDO GAMA FILHO RAUL TESSARI REMY MOLLER RENATA CIAFFONE RODRIGUES RENATO B. DOS SANTOS RENATO MARCONDES BRINCAS RENATO TEIXEIRA PIANOWSKI RENÉ ARIEL DOTTI REST. EL GRAN COMILON RICARDO DALCANALE RICARDO JORGE WOLFF RICARDO TAVARES RITA DE CASSIA L T MOTTA RITTA A. REQUIÃO FONTOURA ROBERTO JORDAN ROBSON ABDALLA RODOVIARIO SCHIO LTDA. ROGERIO LUIZ DE SOUSA ROGERIO MACHADO ARANTES RONALD W. MACEDO BARROSO RONALDO DE CASTILHOS RUBEM C. PINHO DA SILVEIRA RUBEM E. GROTTO RUBEM MARTINEZ CUNHA RUBEN ALIRO PLAZA TELLO RUBENS DOBNER DOS SANTOS RUDOLFO JOSE MUSSNICH RUI DE AGUIAR RUY EDGAR KNUDSEN SAVIO FERREIRA DE MELLO SEBASTIAO OGE MUNIZ SERGIO INNECCO LONGO SERGIO JOAO MANFROI SERGIO PIRES FERREIRA SERVULO A. MARTINS FIGUEIRA SIGISFREDO HOEPERS SILVANA CRISTINA LICCO SILVANO BIONDI FILHO SILVESTRE HEERDT SILVIA CASTRO FLACH SILVIA FLACH SILVIA M. ZIMMERMANN SILVIO ROBERTO PASSARELLI STELIO GOSTISA TADEU NOBRE FORMIGA TANIA KNACK VERRUNO TULLO CAVALLAZZI FILHO TYCHO BRAHE FERNANDES VALBER BITTENCOURT VALMOR PERCI SCHEIBE VANIO BOING VERA COLLACO VICTOR HUGO HOMRICH VILSON BAZZAN VINICIO ROBERTO FORNASARI VOLNEI RIBEIRO PEREIRA WALDERES B. DEEKE WALDIR ALVES WALDIR BERNDT WALTER BORGES CARNEIRO WALTER SALIM WILLI ERICH LINDNER WILSON STEINWANDTER WILSON TADEU BEZEM WLADIMIR ALVES REQUIAO ZELIA M. BRAGA ESTRAZULAS EQUÍVOCO Por problema de digitação, os associados Luiz Geraldo Aziz, Giovani de Mattos e a empresa Formacco tiveram seus nomes erroneamente excluídos da lista de pagantes do plano de segurança, na última edição da Folha de Jurerê, nº 39. Pedimos desculpas aos nossos associados, que sempre honraram o pagamento de suas contribuições.

Ref.: Procedimento Preparatório nº 06.2014.00001194-0 RECOMENDAÇÃO Nº 0002/2014

Ref.: Procedimento Preparatório nº 06.2014.00001194-0 RECOMENDAÇÃO Nº 0002/2014 MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 28ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DEFESA DO MEIO AMBIENTE Av. Mal. Floriano Peixoto, nº 550, Petrópolis, Natal-RN - CEP 59012-500 Tel.: 3232-7176 meioambiente@rn.gov.br

Leia mais

Continua o diálogo entre população, prefeitura, consórcio e SABESP

Continua o diálogo entre população, prefeitura, consórcio e SABESP Continua o diálogo entre população, prefeitura, consórcio e SABESP Prazos e metas para o atendimento das solicitações apresentadas pela população foram pauta da reunião que aconteceu na prefeitura no início

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO PROMOTORIA DE LAGOA GRANDE Curadoria do Meio Ambiente RECOMENDAÇÃO Nº 002/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO PROMOTORIA DE LAGOA GRANDE Curadoria do Meio Ambiente RECOMENDAÇÃO Nº 002/2014 RECOMENDAÇÃO Nº 002/2014 O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO, por seu órgão de execução, no uso das suas atribuições legais, com fundamento no artigo 129, inciso II, da Constituição, c/c artigo

Leia mais

Manual de Usuário. Seguro para Igrejas

Manual de Usuário. Seguro para Igrejas Manual de Usuário Seguro para Igrejas Seguro para Igrejas Mensagem do Diretor A Adventist Risk Management Sul-Americana é uma parceira da Divisão Sul-Americana referente à administração de riscos. Nosso

Leia mais

Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida

Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida Um adolescente entre 16 e 18 anos de idade, que assalta e mata alguém,

Leia mais

Telefone: (31) 3352-1272 contato@apostilasdamasceno.com. Mem. 32.276 Pertubação do Trab e Sosseg Alheio

Telefone: (31) 3352-1272 contato@apostilasdamasceno.com. Mem. 32.276 Pertubação do Trab e Sosseg Alheio Memorando nº 32.276.3/09-EMPM. Atuação da Polícia em face das ocorrências de contravenção penal de perturbação do trabalho e do sossego alheios. Na forma do artigo 144 da Constituição da República, depreende-se

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº 001/2015

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº 001/2015 Página 1 de 5 EDITAL DE CHAMAMENTO A COMPANHIA POTIGUAR DE GÁS (POTIGÁS), por intermédio da sua Diretoria Executiva, na forma das disposições contidas no artigo 24, inciso X, da Lei 8.666/93 e alterações

Leia mais

Create PDF with PDF4U. If you wish to remove this line, please click here to purchase the full version

Create PDF with PDF4U. If you wish to remove this line, please click here to purchase the full version RECOMENDAÇÃO Nº 002/2010 (Prodemac) O Ministério Público do Estado do Amapá, por seu representante legal com atuação na Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, Conflitos Agrários, Habitação e Urbanismo,

Leia mais

Viva em paz. com a natureza. Um breve estudo sobre a legislação 29ª SUBSEÇÃO PALHOÇA/SC NÚCLEO PALHOÇA S IL

Viva em paz. com a natureza. Um breve estudo sobre a legislação 29ª SUBSEÇÃO PALHOÇA/SC NÚCLEO PALHOÇA S IL ORDEM DOS ADVOGADO S DO BRA S IL Viva em paz com a natureza Um breve estudo sobre a legislação Realização Apoio 29ª SUBSEÇÃO PALHOÇA/SC NÚCLEO PALHOÇA Breve estudo sobre a legislação A Ordem dos Advogados

Leia mais

Plano de Fiscalização de Unidades de Conservação - SIM

Plano de Fiscalização de Unidades de Conservação - SIM Plano de Fiscalização de Unidades de Conservação - SIM Formação Socioambiental 3º Encontro Planejando intervenções Polo 6 P.E. Serra do Mar Núcleo Caraguatatuba Algo que pode provocar ou, também, inspirar...

Leia mais

RECOMENDAÇÃO MINISTERIAL Nº 002/2015

RECOMENDAÇÃO MINISTERIAL Nº 002/2015 Procedimento administrativo nº 201400036940 RECOMENDAÇÃO MINISTERIAL Nº 002/2015 Objeto: Dispõe sobre o dever de atuação de diversas autoridades públicas, durante a Romaria Nossa Senhora d'abadia do Muquém

Leia mais

RECOMENDAÇÃO Nº 01/2013

RECOMENDAÇÃO Nº 01/2013 RECOMENDAÇÃO Nº 01/2013 O MINISTÉRIO PÚBLICO, neste ato representado pela Promotora de Justiça da Comarca Sanclerlândia - GO, Dra. Andréia Zanon Marques Junqueira que subscreve ao final, no uso de suas

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 83 Papo Reto com José Junior 12 de junho de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

MENSAGEM Nº, de 2008.

MENSAGEM Nº, de 2008. MENSAGEM Nº, de 2008. = Tenho a honra de submeter à elevada consideração de Vossas Excelências o projeto de Lei anexo, que objetiva criar o Conselho Municipal Antidrogas COMAD. Um dos mais graves problemas

Leia mais

Prefeito João da Costa Vice-Prefeito Milton Coelho. Secretário de Serviços Públicos José Eduardo Santos Vital

Prefeito João da Costa Vice-Prefeito Milton Coelho. Secretário de Serviços Públicos José Eduardo Santos Vital Prefeito João da Costa Vice-Prefeito Milton Coelho Secretário de Serviços Públicos José Eduardo Santos Vital Assessor Executivo Luis Roberto Wanderley de Siqueira Diretor Presidente da Empresa de Manutenção

Leia mais

Cidadão com Segurança. Respeito mútuo entre Cidadão e Polícia

Cidadão com Segurança. Respeito mútuo entre Cidadão e Polícia Cidadão com Segurança Respeito mútuo entre Cidadão e Polícia Presidente do Conselho Nacional do Ministério Público e Procurador-Geral da República Roberto Monteiro Gurgel Santos Comissão do Sistema Prisional,

Leia mais

Art. 15º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Art. 15º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Veja, na íntegra, os artigos da lei que estabelece normas para obtenção de alvará de licença e funcionamento de feiras, bazares ou eventos similares itinerantes, de venda a varejo ou no atacado e dá outras

Leia mais

CAPÍTULO II DO MEIO AMBIENTE, DOS RECURSOS NATURAIS E DO SANEAMENTO SEÇÃO I DO MEIO AMBIENTE

CAPÍTULO II DO MEIO AMBIENTE, DOS RECURSOS NATURAIS E DO SANEAMENTO SEÇÃO I DO MEIO AMBIENTE CAPÍTULO II DO MEIO AMBIENTE, DOS RECURSOS NATURAIS E DO SANEAMENTO SEÇÃO I DO MEIO AMBIENTE ARTIGO 242 Todos tem direito ao meio ambiente saudável e ecologicamente equilibrado, impondo-se a todos, e em

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PLANALTO CNPJ Nº 78.114.121/0001-51 Praça são Francisco de Assis, 1583 Fone: (46) 3555-2168

CÂMARA MUNICIPAL DE PLANALTO CNPJ Nº 78.114.121/0001-51 Praça são Francisco de Assis, 1583 Fone: (46) 3555-2168 PROJETO DE LEI N.º 04, DE AUTORIA DO PODER LEGISLATIVO. DATA: 25 de maio de 2015. Súmula: Estabelece normas especiais para o funcionamento de bares e estabelecimentos similares, disciplina a comercialização

Leia mais

Luiz Augusto Pereira de Almeida Sobloco Construtora S.A.

Luiz Augusto Pereira de Almeida Sobloco Construtora S.A. Luiz Augusto Pereira de Almeida Sobloco Construtora S.A. Será que nós podemos viver melhor nas cidades? Com mais tempo para nossas famílias; com menos stress, com menos doenças e mais saúde; com mais produtividade;

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SR. RONALDO JAIR DONIDA PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE GUAPORÉ-RS.

EXCELENTÍSSIMO SR. RONALDO JAIR DONIDA PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE GUAPORÉ-RS. EXCELENTÍSSIMO SR. RONALDO JAIR DONIDA PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE GUAPORÉ-RS. RODRIGO DE MARCO, vereador com assento nesta Casa Legislativa, pela Bancada do PDT, vem respeitosamente perante

Leia mais

CONSIDERANDO o que o Sr. João Lima Goes relatou ao Conselho Tutelar de Alto Piquiri Paraná, cuja cópia segue em anexo;

CONSIDERANDO o que o Sr. João Lima Goes relatou ao Conselho Tutelar de Alto Piquiri Paraná, cuja cópia segue em anexo; RECOMENDAÇÃO ADMINISTRATIVA nº 05/2012 CONSIDERANDO que, nos termos do art. 201, inciso VIII, da Lei nº 8.069/90, compete ao Ministério Público zelar pelo efetivo respeito aos direitos e garantias legais

Leia mais

O OFICIAL DE DIA COMO POLICIAL, AUTORIDADE POLICIAL MILITAR, AUTORIDADE PENITENCIÁRIA E AUTORIDADE JUDICIÁRIA MILITAR Luiz Carlos Couto

O OFICIAL DE DIA COMO POLICIAL, AUTORIDADE POLICIAL MILITAR, AUTORIDADE PENITENCIÁRIA E AUTORIDADE JUDICIÁRIA MILITAR Luiz Carlos Couto O OFICIAL DE DIA COMO POLICIAL, AUTORIDADE POLICIAL MILITAR, AUTORIDADE PENITENCIÁRIA E AUTORIDADE JUDICIÁRIA MILITAR Luiz Carlos Couto I - INTRODUÇÃO: O presente artigo, está sendo escrito, imaginando

Leia mais

DECRETO Nº 54.311, DE 7 DE MAIO DE 2009

DECRETO Nº 54.311, DE 7 DE MAIO DE 2009 Página 1 de 5 DECRETO Nº 54.311, DE 7 DE MAIO DE 2009 Institui a Política Estadual para o Controle do Fumo, regulamenta a Lei nº 13.541, de 7 de maio de 2009, que proíbe o consumo de produtos fumígenos,

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SR. RONALDO JAIR DONIDA PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE GUAPORÉ-RS.

EXCELENTÍSSIMO SR. RONALDO JAIR DONIDA PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE GUAPORÉ-RS. EXCELENTÍSSIMO SR. RONALDO JAIR DONIDA PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE GUAPORÉ-RS. RODRIGO DE MARCO, vereador com assento nesta Casa Legislativa, pela Bancada do PDT, vem respeitosamente perante

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RECOMENDAÇÃO Nº 01, de 31 de março de 2009 1. O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pela Procuradora da República que esta subscreve, no uso das suas atribuições constitucionais e legais: 2. Considerando que,

Leia mais

Sobre nós. Educação Ambiental. Fale Conosco

Sobre nós. Educação Ambiental. Fale Conosco Sobre nós Em 1997 com iniciativas dos proprietários da Fazenda Alegre conscientes da importância da preservação e conservação dos remanescentes da vegetação nativa da fazenda, áreas degradadas vêm sendo

Leia mais

Grupo WTB Experiência e solidez

Grupo WTB Experiência e solidez Grupo WTB Experiência e solidez Fundado em 1999, o Grupo WTB teve um crescimento sustentado e prosperou ao longo dos anos. Hoje, sua marca está presente em vários empreendimentos de sucesso, contando com

Leia mais

Regulamento Interno para Utilização Associação Veper

Regulamento Interno para Utilização Associação Veper Regulamento Interno para Utilização Associação Veper A Associação Veper Os dirigentes do Grupo Veper tinham o sonho de oferecer um benefício a mais aos seus colaboradores, um espaço que oferecesse lazer,

Leia mais

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS:

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: EDIÇÃO 12 ANO IV (11) 3648-4700 / (21) 3161-8600 www.pacer.com.br Informativo Julho/ Agosto/ Setembro 2015 PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: 10 ANOS PACER:

Leia mais

Nota técnica Março/2014

Nota técnica Março/2014 Nota técnica Março/2014 Sistemas de Saneamento no Brasil - Desafios do Século XXI João Sergio Cordeiro O Brasil, no final do ano de 2013, possuía população de mais de 200 milhões de habitantes distribuídos

Leia mais

Manual do Associado 2013/2014

Manual do Associado 2013/2014 Manual do Associado 2013/2014 Praça Conde de Barcelos 1 2 A SAAP E SUA ORIGEM Somos uma associação da sociedade civil sem fins lucrativos, fundada e legalmente constituída em dezembro de 1977, com o objetivo

Leia mais

LEVANTAMENTO SOCIOECONÔMICO E AMBIENTAL

LEVANTAMENTO SOCIOECONÔMICO E AMBIENTAL LEVANTAMENTO SOCIOECONÔMICO E AMBIENTAL Resultado dos questionários aplicados Julho/2011 Índice 1. DADOS PESSOAIS... 3 2. DADOS SOCIOECONÔMICOS E CULTURAIS... 4 3. QUALIDADE DE VIDA... 5 ANEXO A QUESTIONÁRIO

Leia mais

Repare nestes pontos ao escolher seu imóvel.

Repare nestes pontos ao escolher seu imóvel. Repare nestes pontos ao escolher seu imóvel. Existem muitos ítens importantes a considerar antes de fechar a compra de um novo imóvel. O Itaú vai ajudar você a ficar alerta à eles e se preparar para evitar

Leia mais

RECOMENDAÇÃO N. 02/2015

RECOMENDAÇÃO N. 02/2015 MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 10ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE PARNAMIRIM Rua Prof. Clementino Câmara, nº 230, Boa Esperança Parnamirim/RN CEP 59.140-310 Tel.: (84) 3644-3226

Leia mais

A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA) DESENVOLVIDA EM BARÃO GERALDO

A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA) DESENVOLVIDA EM BARÃO GERALDO BE_310 CIÊNCIAS DO AMBIENTE UNICAMP ESTUDO (Turma 2012) Disponível em: http://www.ib.unicamp.br/dep_biologia_animal/be310 A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA)

Leia mais

LEI Nº. 6.612, DE 12 DE SETEMBRO DE 2014.

LEI Nº. 6.612, DE 12 DE SETEMBRO DE 2014. LEI Nº. 6.612, DE 12 DE SETEMBRO DE 2014. Disciplina o funcionamento de Feiras no Município de Chapecó e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Chapecó, Estado de Santa Catarina, no uso de suas

Leia mais

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1 Mensagens aos jovens Nós, jovens, devemos nos organizar para a construção de projetos, em que possamos, juntos com a população e os órgãos responsáveis, nos responsabilizar pelo bem-estar do nosso patrimônio.

Leia mais

SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras. Eduarda Ramires Silveira. Evelyn Victória Cardoso Lopes. Mel Suzane Santos Marques. Voluntários

SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras. Eduarda Ramires Silveira. Evelyn Victória Cardoso Lopes. Mel Suzane Santos Marques. Voluntários SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras Eduarda Ramires Silveira Evelyn Victória Cardoso Lopes Mel Suzane Santos Marques Voluntários Joyce Thaís Mendes Alves Sílvia Rocha Pena Rodrigues Luíza Almeida Dias de Carvalho

Leia mais

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica Rogério Reis Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica CRESCIMENTO ECONÔMICO DA REGIÃO SUL IMPULSIONA MERCADO PARANAENSE POR ADRIANE DO VALE redacao@cipanet.com.br FOTOS

Leia mais

Audiência pública discute regularização das antenas de celular em Belo Horizonte

Audiência pública discute regularização das antenas de celular em Belo Horizonte Audiência pública discute regularização das antenas de celular em Belo Horizonte Posted on agosto 31, 2011 Para um público lotado, de aproximadamente 70 pessoas, o presidente da Câmara Municipal de Belo

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSSUNTOS JURÍDICOS DECRETO N o 525, DE 11 DE JULHO DE 2013. Regulamenta a utilização de veículos oficiais pela administração direta e indireta do Município de Palmas. O PREFEITO DE PALMAS, no uso de suas atribuições que

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE DO RIO DE JANEIRO ATO DO PRESIDENTE

SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE DO RIO DE JANEIRO ATO DO PRESIDENTE SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE DO RIO DE JANEIRO ATO DO PRESIDENTE RESOLUÇÃO CONEMA Nº 56 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013. ESTABELECE CRITÉRIOS PARA A INEXIGIBILIDADE DE

Leia mais

SEGURANÇA PÚBLICA ASSUNTO DE TODOS

SEGURANÇA PÚBLICA ASSUNTO DE TODOS SEGURANÇA PÚBLICA ASSUNTO DE TODOS Minhas áreas de atuação são, pela ordem de número de eventos: Gestão de Projetos; Gestão de Ativos; Gestão de Segurança Industrial e Gestão Estratégica de empresas. Considero-me,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE OFICIAIS MILITARES ESTADUAIS DO RIO DE JANEIRO - AME/RJ

ASSOCIAÇÃO DE OFICIAIS MILITARES ESTADUAIS DO RIO DE JANEIRO - AME/RJ ot nojo ~ /20U Rio de Janeiro, 27 de setembro de ~OU. Do: Presidente da AMEIRJ. ;\0: ~xmo Sr. Procurador Geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Assunto: Desvio de função. Esta Associação, considerando

Leia mais

Consórcio Fênix Rua Cândido Ramos nº550 - CEP 88090.800 Capoeiras - Florianópolis/SC - Brasil CNPJ 19.962.391/0001-53 sac@consorciofenix.com.

Consórcio Fênix Rua Cândido Ramos nº550 - CEP 88090.800 Capoeiras - Florianópolis/SC - Brasil CNPJ 19.962.391/0001-53 sac@consorciofenix.com. 1 2 CONSÓRCIO FÊNIX PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE MOBILIDADE URBANA - SMMU MANUAL DOS USUÁRIOS DO SISTEMA SIM MODALIDADE POR ÔNIBUS DIREITOS E DEVERES DAS PARTES ENVOLVIDAS

Leia mais

Condomínios mais Seguros

Condomínios mais Seguros Condomínios mais Seguros Palestra ministrada pelo Capitão Yasui Comandante da 2ª Companhia do 49º Batalhão de Polícia Militar. 13/04/2011 Formulado por um grupo de trabalho composto por policiais civis

Leia mais

REGULAMENTO PARA ÁREAS DE LAZER ESPAÇO FRANELLI DO CONDOMÍNIO RESIDENCIAL PONTAL DA LIBERDADE

REGULAMENTO PARA ÁREAS DE LAZER ESPAÇO FRANELLI DO CONDOMÍNIO RESIDENCIAL PONTAL DA LIBERDADE REGULAMENTO PARA ÁREAS DE LAZER ESPAÇO FRANELLI DO CONDOMÍNIO RESIDENCIAL PONTAL DA LIBERDADE Art. 1º - Este documento visa de estabelecer as normas relativas à utilização das áreas comuns do Espaço FRANELLI,

Leia mais

Como dicas de segurança, sugerimos:

Como dicas de segurança, sugerimos: POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO QÜINQUAGÉSIMO PRIMEIRO BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR DO INTERIOR SETOR DE ASSUNTOS CIVIS Como dicas de segurança, sugerimos: Edifícios: - As normas de segurança a serem

Leia mais

O SR. ALVARO DIAS (Bloco Minoria/PSDB PR) pronuncia o seguinte discurso: Sr. Presidente, Srs. Senadores, Srªs Senadoras, hoje não falarei mal da

O SR. ALVARO DIAS (Bloco Minoria/PSDB PR) pronuncia o seguinte discurso: Sr. Presidente, Srs. Senadores, Srªs Senadoras, hoje não falarei mal da O SR. ALVARO DIAS (Bloco Minoria/PSDB PR) pronuncia o seguinte discurso: Sr. Presidente, Srs. Senadores, Srªs Senadoras, hoje não falarei mal da Presidente, Senador Requião. Trago a esta tribuna um assunto

Leia mais

Como comprar o seu imóvel. Um jeito único de vender.

Como comprar o seu imóvel. Um jeito único de vender. Como comprar o seu imóvel Um jeito único de vender. NOSSA MISSÃO A Impacto Engenharia investe constantemente em um relacionamento mais estreito com seus clientes e assim oferece um jeito único de servir,

Leia mais

SEDEMA DIVISÃO DE CONTROLE E FISCALIZAÇÃO

SEDEMA DIVISÃO DE CONTROLE E FISCALIZAÇÃO SEDEMA DIVISÃO DE CONTROLE E FISCALIZAÇÃO Lei nº 6468/09 Disciplina a veiculação de anúncios no Município de Piracicaba Decreto nº 13.512/10 Licenciamento de anúncios Decreto nº 13.513/10 Engenhos Publicitários

Leia mais

RESPONSÁVEL TÉCNICO: Claudio Marcos Piotrowski Engenheiro Civil CREA 0601452877

RESPONSÁVEL TÉCNICO: Claudio Marcos Piotrowski Engenheiro Civil CREA 0601452877 INSTRUMENTO PARTICULAR DE INCORPORAÇÃO Condomínio Horizontal Fechado RESIDENCIAL VILLAVERDE (Identificado no Cartório de Registro Civil do Distrito de Monte Verde Camanducaia Livro 05-B 1º Traslado Fls

Leia mais

Câmara Municipal de Tijucas do Sul

Câmara Municipal de Tijucas do Sul ATA DA 32 a SESSÃO ORDINÁRIA DO PRIMEIRO PERÍODO ORDINÁRIO DA PRIMEIRA SESSÃO LEGISLATIVA DA 15 a LEGISLATURA EM 30/09/2013 Aos trinta dias do mês de setembro do ano de dois mil e treze, nesta cidade de

Leia mais

TERMO DE INTEGRAÇÃO OPERACIONAL PARA INSTITUIR O FÓRUM PERMANENTE DE PREVENÇÃO À VENDA E AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES

TERMO DE INTEGRAÇÃO OPERACIONAL PARA INSTITUIR O FÓRUM PERMANENTE DE PREVENÇÃO À VENDA E AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES TERMO DE INTEGRAÇÃO OPERACIONAL PARA INSTITUIR O FÓRUM PERMANENTE DE PREVENÇÃO À VENDA E AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES CONSIDERANDO que o art. 227 da Constituição da República

Leia mais

Questões jurídicas e de riscos referentes aos processos de licenciamento e operação de Shoppings Centers

Questões jurídicas e de riscos referentes aos processos de licenciamento e operação de Shoppings Centers Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings ALSHOP Questões jurídicas e de riscos referentes aos processos de licenciamento e operação de Shoppings Centers São Paulo, 26 de julho de 2012 Marcelo Drügg

Leia mais

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA 1. Criar o Fórum Metropolitano de Segurança Pública Reunir periodicamente os prefeitos dos 39 municípios da Região Metropolitana de São Paulo para discutir, propor,

Leia mais

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade)

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) IDEIA FORÇA Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) DETALHAMENTO: Mobilidade humana (trabalhador precisa respeito); Melhorar a qualidade e quantidade de transporte coletivo (Lei da oferta

Leia mais

LOCAL DO EVENTO: Prática Eventos. Brilhante Eventos I INFORMAÇÕES GERAIS ATENDIMENTO AO EXPOSITOR MONTADORA OFICIAL

LOCAL DO EVENTO: Prática Eventos. Brilhante Eventos I INFORMAÇÕES GERAIS ATENDIMENTO AO EXPOSITOR MONTADORA OFICIAL MANUAL DO EXPOSITOR I INFORMAÇÕES GERAIS LOCAL DO EVENTO: Fábrica de Negócios Hotel Praia Centro Av. Monsenhor Tabosa, 740, Bairro Praia de Iracema, CEP:60165-010 Fortaleza-CE ATENDIMENTO AO EXPOSITOR

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ.

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. Apresentação Este relatório contém os resultados da 1ª pesquisa de Qualidade de Vida na cidade de Aracruz solicitada pela FACE. O objetivo

Leia mais

Semeando o Verde. Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente)

Semeando o Verde. Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Semeando o Verde Mostra Local de: Maringá PR Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Usina de Açúcar Santa Terezinha Ltda. Cidade: Maringá

Leia mais

Abaixo, você encontra perguntas e respostas frequentes sobre o exercício profissional dos médicos.

Abaixo, você encontra perguntas e respostas frequentes sobre o exercício profissional dos médicos. Consultas à Defesa Anualmente, o Departamento de Defesa Profissional da Associação Paulista de Medicina (APM) realiza cerca de mil atendimentos, esclarecendo dúvidas sobre uma série de assuntos e garantindo

Leia mais

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS. São Geraldo/Barnabé

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS. São Geraldo/Barnabé Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS São Geraldo/Barnabé Data: 29/04/2015 Nomes: Nícolas Christmann João Marcelo Paulo Francisco Matheus Valadares

Leia mais

Como proceder à notificação e para onde encaminhá-la?

Como proceder à notificação e para onde encaminhá-la? Se a família não quiser ou não puder assumir a notificação, o educador deverá informar a família que, por força da lei, terá que notificar o fato aos órgãos competentes. Como proceder à notificação e para

Leia mais

DECRETO Nº. 8.699, DE 14 DE ABRIL DE 2009. A PREFEITA MUNICIPAL DO NATAL, no uso de suas atribuições legais e,

DECRETO Nº. 8.699, DE 14 DE ABRIL DE 2009. A PREFEITA MUNICIPAL DO NATAL, no uso de suas atribuições legais e, DECRETO Nº. 8.699, DE 14 DE ABRIL DE 2009. Regulamenta a Lei nº. 5.915 de 07 de abril de 2009, que estabelece parceria para adoção de Áreas Verdes Públicas, no Município de Natal. A PREFEITA MUNICIPAL

Leia mais

Trabalho Interdisciplinar: Desafios e possibilidades para uma vida melhor. Bairro São Geraldo

Trabalho Interdisciplinar: Desafios e possibilidades para uma vida melhor. Bairro São Geraldo CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE COLEGIO CENECISTA NOSSA SENHORA DOS ANJOS GRAVATAÍ - RS Trabalho Interdisciplinar: Desafios e possibilidades para uma vida melhor Bairro São Geraldo Nomes: Ana,

Leia mais

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º 18. DICAS PARA A PRÁTICA Orientação para o trabalho A- Conhecimento de si mesmo Sugestão: Informativo de Orientação Vocacional Aluno Prezado Aluno O objetivo deste questionário é levantar informações para

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL PORTÃO 25/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Propostas do dia 25

Leia mais

O CONDOMÍNIO JÁ ANALISOU O PREÇO, NÃO ESQUEÇA DA QUALIDADE!!!

O CONDOMÍNIO JÁ ANALISOU O PREÇO, NÃO ESQUEÇA DA QUALIDADE!!! O CONDOMÍNIO JÁ ANALISOU O PREÇO, NÃO ESQUEÇA DA QUALIDADE!!! Como em qualquer segmento, quando fazemos uma licitação muitas vezes nos deparamos com propostas que aparentemente oferecem os mesmos serviços,

Leia mais

ACESSO A SEDE CAMPESTRE DE RATONES REGULAMENTO Nº. 001/2014

ACESSO A SEDE CAMPESTRE DE RATONES REGULAMENTO Nº. 001/2014 ACESSO A SEDE CAMPESTRE DE RATONES REGULAMENTO Nº. 001/2014 Regulamenta o funcionamento da SEDE CAMPESTRE da Associação dos Servidores da UDESC - ASUDESC e dá outras providências. Das disposições preliminares

Leia mais

Jovens cuidando do Brasil

Jovens cuidando do Brasil ação constitui uma parte da política dos três R reduzir, reutilizar e reciclar, depreende-se a necessidade de um trabalho com lixo que se inicie com uma revisão crítica dos hábitos e padrões de consumo.

Leia mais

USUÁRIO QUE APANHOU NA PRISÃO, SOFREU

USUÁRIO QUE APANHOU NA PRISÃO, SOFREU NOME LUIS FILIPE PERTENCENTE A ALGUMA ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL? ESTADO MUNICÍPIO RIO DE JANEIRO (RJ) NOVA FRIBURGO DESCRIÇÃO DO CASO QUALIFICAÇÃO SEXO MASCULINO IDADE 22 25 COR GRAU DE INSTRUÇÃO

Leia mais

SUSTENTABILIDADE EM CONDOMINIOS

SUSTENTABILIDADE EM CONDOMINIOS EM CONDOMINIOS Miguel Tadeu Campos Morata Engenheiro Químico Pós Graduado em Gestão Ambiental Considerações Iniciais Meta - A sobrevivência e perpetuação do seres humanos no Planeta. Para garantir a sobrevivência

Leia mais

CARTILHA DO CLIENTE - SANTA BRANCA ECOTURISMO

CARTILHA DO CLIENTE - SANTA BRANCA ECOTURISMO CARTILHA DO CLIENTE - SANTA BRANCA ECOTURISMO A Cartilha do Cliente - Santa Branca Ecoturismo visa a especificar os parâmetros gerais de conduta necessários a boa convivência e utilização do local, bem

Leia mais

Família e dinheiro. Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? Todos juntos ganham mais

Família e dinheiro. Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? Todos juntos ganham mais 1016327-7 - set/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu?

Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu? Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu? Puxa, o lixo é mesmo um problema muito sério. Vocês sabiam que muitos animais silvestres estão morrendo porque confundem lixo com comida? Sério?

Leia mais

ATA DE SESSÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO PLENO DA SUBSEÇÃO DE JOINVILLE DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO DE SANTA CATARINA REALIZADA EM 05/07/2011

ATA DE SESSÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO PLENO DA SUBSEÇÃO DE JOINVILLE DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO DE SANTA CATARINA REALIZADA EM 05/07/2011 ATA DE SESSÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO PLENO DA SUBSEÇÃO DE JOINVILLE DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO DE SANTA CATARINA REALIZADA EM 05/07/2011 1. DATA E HORA 05/07/2011 às 19:00 horas. 2. LOCAL Auditório

Leia mais

Planejamento Financeiro

Planejamento Financeiro Planejamento Financeiro I Curso Planejamento e Educação Financeira Uma parceria Órama e Dinheirama. Planejamento Financeiro Por Sandra Blanco Consultora de Investimentos da Órama, mais de anos de mercado,

Leia mais

PROMOTORIA DE JUSTIÇA DAS COMUNIDADES

PROMOTORIA DE JUSTIÇA DAS COMUNIDADES MPPR-0046.13.002014-5 ATA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA Aos 18 de abril de 2013, às 19h, na Rua da Cidadania da Regional Boa Vista, localizada na Av. Paraná, 3600, no Bairro Boa Vista, em Curitiba-PR, tiveram início

Leia mais

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária:

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária: PROJETO DE LEI Nº 124/2014, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014. AUTORIZA O MUNICÍPIO CONCEDER CONTRIBUIÇÃO À ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO SÃO CRISTÓVÃO, SUPLEMENTAR DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA, FIRMAR CONVÊNIO E

Leia mais

SABER E ATUAR PARA MELHORAR O MUNDO: ÉTICA, CIDADANIA E MEIO AMBIENTE LIXO ORGANIZADO: UM SONHO POSSÍVEL. Vera Lúcia Alves.

SABER E ATUAR PARA MELHORAR O MUNDO: ÉTICA, CIDADANIA E MEIO AMBIENTE LIXO ORGANIZADO: UM SONHO POSSÍVEL. Vera Lúcia Alves. SABER E ATUAR PARA MELHORAR O MUNDO: ÉTICA, CIDADANIA E MEIO AMBIENTE LIO ORGANIZADO: UM SONHO POSSÍVEL Vera Lúcia Alves. RIO VERDE GO 2010 Identificação: EMEF José do Prado Guimarães. Localização: Rio

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O E. M. E. F. P R O F ª. D I R C E B O E M E R G U E D E S D E A Z E V E D O P

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso.

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. Cliocar Acessórios: A construção de um negócio A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. 2 Conteúdo Resumo executivo... 2 Conhecendo o mercado... 2 Loja

Leia mais

Informações práticas para denunciar crimes raciais

Informações práticas para denunciar crimes raciais Informações práticas para denunciar crimes raciais O que é racismo? Racismo é tratar alguém de forma diferente (e inferior) por causa de sua cor, raça, etnia, religião ou procedência nacional. Para se

Leia mais

Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada

Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada Terça-feira, 11 de março de 2014 Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada Nádia Junqueira Goiânia - Dalila tem 15 anos, estuda o 2º ano no Colégio

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 65 Discurso na solenidade do Dia

Leia mais

Roteiro para Apresentação de Projetos (Para sugestões da II OFICINA NACIONAL DE TRABALHO)

Roteiro para Apresentação de Projetos (Para sugestões da II OFICINA NACIONAL DE TRABALHO) MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SEDR - DEPARTAMENTO DE EXTRATIVISMO APOIO A GRUPOS VULNERÁVEIS SESAN COORDENAÇÃO GERAL DE CARTEIRA DE PROJETOS FOME ZERO

Leia mais

Semana da Conscientização Ambiental de Florianópolis Um Olhar Sobre Nossos Parques Maratona Fotográfica

Semana da Conscientização Ambiental de Florianópolis Um Olhar Sobre Nossos Parques Maratona Fotográfica Semana da Conscientização Ambiental de Florianópolis Um Olhar Sobre Nossos Parques Maratona Fotográfica REGULAMENTO CAPÍTULO I Do objetivo A Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis - FLORAM

Leia mais

Anexo I - Plano de Classificação de Documentos 33.01.01.01

Anexo I - Plano de Classificação de Documentos 33.01.01.01 Anexo I - Plano de Classificação de Documentos Secretaria de Estado de Segurança - SESEG Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro - PMERJ 33 - Competência: Exercer a polícia ostensiva e a preservação

Leia mais

ACF.* Ao Íncleto Causídico DD. Professor Doutor René Ariel Dotti Rua Marechal Deodoro, 497. 13 andar. Curitiba/PR. Prezado Senhor:

ACF.* Ao Íncleto Causídico DD. Professor Doutor René Ariel Dotti Rua Marechal Deodoro, 497. 13 andar. Curitiba/PR. Prezado Senhor: Sindicato dos Escrivães de Polícia do Estado do Paraná SINDESPOL/PR CNPJ 77.824.167/0001-00 e-mail: sindespol.pr@hotmail.com Av. Brasília, 116/4298 -~ Novo Mundo CEP: 81.010-020 Tefones: 8834-0816 e 8413-8419

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 01. Tratando se das atribuições de um Vigia de um órgão público municipal, é correto afirmar que: A) A realização de rondas diurnas e noturnas tem como objetivo evitar roubos,

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética Afonso França Engenharia - 23 Detalha as normas de conduta esperadas pela Afonso França Engenharia de seus profissionais. A Afonso França tem e dissemina princípios que devem nortear

Leia mais

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Este guia pretende nortear os Grupos Escoteiros do Brasil a desenvolverem um

Leia mais

COMBATE A POLUIÇÃO SONORA INFRATORES X PODER PÚBLICO

COMBATE A POLUIÇÃO SONORA INFRATORES X PODER PÚBLICO COMBATE A POLUIÇÃO SONORA INFRATORES X PODER PÚBLICO O PROBLEMA DECÁDA DE 80 - DIVERSOS FILMES (SHAFT, BARETTA, KORJAK e COM 007, VIVA E DEIXE MORRER) começaram a mostrar um determinado comportamento dos

Leia mais

MANUAL DO COLABORADOR

MANUAL DO COLABORADOR MANUAL DO COLABORADOR 2 SUMÁRIO 1. Apresentação ---------------------------------------------------------- 3 2. Histórico da empresa ----------------------------------------------- 4 3. Serviços prestados

Leia mais

SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO

SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO Termo de referência - Treinamento de mídia (media training) para membros e assessores dos gabinetes do Conselho Nacional do Ministério Público 1. Do objeto 1.1 Contratação de

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais