Os Gregos no século V a.c.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Os Gregos no século V a.c."

Transcrição

1 Os Gregos no século V a.c.

2 Localização temporal A Grécia tem um passado muito remoto. O período que vamos estudar é o período clássico ou civilização clássica: 482 a.c até 323 a.c.

3 Localização espacial A Grécia localiza-se na Península Balcânica; É banhada a ocidente pelo Mar Jónico e a oriente pelo Mar Egeu; Na Antiguidade, o Mundo Grego era constituído por vários territórios: A Grécia continental; A costa da Ásia Menor; Grécia insular: milhares de ilhas no Mar Jónico e no Mar Egeu.

4 Condicionalismos geográficos Clima Mediterrânico: Invernos amenos e pouco chuvosos; Verões longos, quentes e secos. Relevo montanhoso: vales profundos; colinas áridas; poucas planícies férteis; costa muito recortada. Território compartimentado: milhares de ilhas.

5 A formação das cidades-estado Os condicionalismos geográficos da Grécia determinaram a formação de cidades-estado, porque: Dificultavam a comunicação e a entreajuda; Provocavam o isolamento das populações. Esquema de uma cidade-estado grega

6 A polis é um agrupamento político, económico e militar que tem um templo para a divindade, uma acrópole para a defesa, uma ágora para as trocas e as assembleias e, quase sempre, um porto para as relações com o exterior: eis os elementos vitais da cidade. G. Glotz, Histoire Grecque, vol. I

7 Uma cidade-estado é constituída por vários espaços: Um núcleo urbano amuralhado (cidadela), que por sua vez é constituído pela acrópole, pela ágora e pela área residencial; Uma área rural, com campos de cultivo e algumas aldeias; Geralmente, um porto marítimo. Uma cidade-estado é uma cidade independente, com um governo e leis próprias, um exército próprio e auto-suficiente (produz tudo o que necessita para sobreviver).

8 A expansão grega: fundação de colónias

9 Causas da expansão helénica Os terrenos agrícolas eram pobres, produzindo pouco, a população das cidades tendia a crescer. Assim, as cidades gregas tiveram de encontrar meios de se abastecerem de produtos em falta e resolver o problema do excesso de população. As montanhas isolavam as cidades umas das outras e impelia-as em direcção ao mar. Os Gregos optaram, então, por se dedicar às actividades marítimas: pesca, comércio e, até, a pirataria. A expansão helénica teve várias causas. Foram elas: A pobreza dos solos; O aumento da população; A carência de produtos (alimentares e outros); O isolamento das cidades.

10 As colónias Os Gregos fundaram muitas colónias ao longo do Mar Mediterrâneo e do Mar Negro. Colónias são cidades novas, habitadas e governadas por gregos, onde se falava a mesma língua, se praticavam os mesmos cultos, jogos e festas que na cidade-mãe.

11 Uma economia marítima, comercial e monetária Mercado de peixe na ágora O porto de Pireu (na actualidade) O dracma Uma trirreme: navio de comércio e de guerra

12 A Liga de Delos Entre 490 e 479 a. C., a Pérsia invadiu a Grécia. Para se defenderem dos inimigos, Atenas e outras cidades-estado fundaram a Liga de Delos. Todas as cidades pagavam tributos, que constituíam o tesouro de Delos e que, ao mesmo tempo, servia para o apetrechamento naval e militar da Liga. Alexandre Honrado, O Desafio da História 7, Porto, Areal Editores, 2002, p 76.

13 Principais rotas comerciais e produtos

14 Actividades económicas Nas poucas planícies férteis, os Gregos praticavam a agricultura: vinha, olival, cereais, árvores de fruto (figueira, pereira). Nas encostas áridas, criava-se gado caprino; As matérias-primas obtidas na Grécia e nas várias colónias permitiam o desenvolvimento das actividades artesanais (fabrico de armas, construção naval, cerâmica, produção de vinho e azeite); O mar oferecia abundância e variedade de peixes e permitia o comércio marítimo. Este tornou-se a actividade mais importante e lucrativa, na qual já se usava a moeda: o dracma. Por isso se diz que a economia ateniense era marítima, mercantil e monetária.

15 A sociedade ateniense no século V a. C No século V a.c., a sociedade ateniense era constituída por três grupos sociais: Cidadãos; Metecos; Escravos. As mulheres e crianças, familiares dos cidadãos, não eram consideradas grupo social.

16 Cidadãos Só eram considerados cidadãos em Atenas: Os indivíduos do sexo masculino; Com mais de 18 anos; Filhos de pai e mãe atenienses; Nascidos em Atenas; Com o serviço militar cumprido. Só eles podiam possuir terras e participar no governo da cidade (direitos cívicos).

17 Metecos Eram estrangeiros que tinham licença para viver em Atenas em troca de um tributo; Não tinham direitos cívicos; Não podiam possuir terras, mas podiam dedicarse a actividades artesanais; Pagavam impostos e tinham que combater em tempo de guerra.

18 Escravos Geralmente, eram prisioneiros de guerra; Mas também podiam ser cidadãos endividados, que perdiam todos os seus bens; Não tinham liberdade; Não tinham quaisquer direitos; Faziam os trabalhos mais pesados: nas minas, na construção, na agricultura, etc. Mas também havia escravos cultos que eram professores dos filhos dos cidadãos, secretários...

19 A democracia No século V a.c., em Atenas, nasceu a democracia. Clístenes e Péricles foram os seus fundadores e criaram condições para que todos os cidadãos pudessem participar: Liberdade; Propriedade; Isonomia (igualdade perante a lei); Isocracia (igualdade de acesso a cargos públicos); Isegoria (igual direito ao uso da palavra).

20 Órgãos da democracia ateniense Assembleias: Eclésia (assembleia de todos os cidadãos); Bulé (conselho dos 500); Tribunais: Areópago (supremo tribunal); Helieu (tribunal de 600 juizes); Magistraturas: Estrategos (poder executivo); Arcontes (poder religioso);

21 Características da democracia ateniense Era uma democracia directa, porque todos os cidadãos participavam no governo da pólis; Os cidadãos participavam desempenhando cargos; O acesso aos cargos era feito através da eleição e do sorteio; Os cargos eram rotativos e de duração limitada (apenas um ano).

22 Limitações da democracia ateniense Só os cidadãos participavam no governo da cidade Os cidadãos representavam apenas 10% da população; As mulheres e os metecos não possuíam direitos políticos nem alguns direitos civis; A democracia ateniense e o pensamento grego foram concordantes com a escravatura; Praticava-se o ostracismo (expulsão da cidade de todos aqueles que pusessem em causa o governo ou os governantes).

23 A formação do cidadão ateniense Os rapazes atenienses recebiam uma educação que os preparasse para serem cidadãos. A sua formação tinha várias etapas e consistia em: 1.ª Etapa: Até aos 7 anoseram educados pelas mães no GINECEU; 2.ª Etapa: dos 7 aos 12 anos- passavam a frequentar a ESCOLA onde aprendiam a ler, escrever, contar, aritmética, música e a recitar poemas de Homero;

24 3.ª Etapa: dos 12 aos 15 anos- passavam a frequentar o GINÁSIO, onde praticavam várias modalidades desportivas e se preparavam para os jogos olímpicos; 4.ª Etapa: dos 15 aos 18 anos: aprendiam a falar em público (oratória) e a convencer os outros (retórica); 5.ª Etapa: cumpriam o serviço militar.

25 Uma arte à medida do Homem A arte grega clássica (século V a.c.) serviu de exemplo a toda a arte europeia posterior. É uma arte à medida do Homem: leve e equilibrada. Divide-se em: Arquitectura; Escultura; Pintura.

26 A- ARQUITECTURA Principal tipo de edifícios: Templos. Ordens arquitectónicas (= estilos): Ordem Dórica Ordem Coríntia Ordem Jónica

27 Acrópole de Atenas

28 Ordem Dórica Pártenon, Acrópole de Atenas Os templos da ordem dórica têm colunas a toda a volta, as colunas são robustas, não têm base e o capitel é simples.

29 Ordem Jónica Galeria de cariátides, Erecteion, Acrópole de Atenas Templo de Atena Niké, Atenas A coluna jónica é decorada com volutas, tem base e o fuste é mais fino e elegante.

30 Ordem Coríntia A grande diferença está no capitel. Este é decorado com folhas de acanto. Olympeion, Atenas

31 Diferenças entre a ordem dórica e a ordem jónica 1- Frontão 2- Tímpano 3- Cornija 4- Friso 5- Arquitrave 6- Capitel 7- Fuste 8- Base

32 B- ESCULTURA Tipologia: Estátuas e baixos-relevos. Destacam-se três épocas com estilos diferentes: Época Arcaica (de 776 a.c. até 480 a.c.); Época Clássica (de 480 a.c. até 359 a.c.); Época Helenística (de 359 a.c. em diante). Temas da escultura: Homem, deuses, heróis. Características da escultura da Época Arcaica: - Total simetria; - Rigorosa posição frontal; - Peso distribuído igualmente sobre dois pés.

33 Época clássica Discóbulo, Míron Hermes com Dioniso menino, Praxíteles Atena ou Vitória de Samotrácia (Fídias?)

34 Características da escultura da Época Clássica: Movimento: visível na contracção dos músculos, nas pregas das roupas, na posição do corpo; Proporção/ harmonia/ equilíbrio: visível na distribuição dos volumes, no uso da racionalidade; Perfeição ideal/ procura da beleza: ocultação de defeitos físicos, representação da pessoa como deveria ser; Racionalismo: recurso a medidas rigorosas (cânone) e matemáticas para atingir o equilíbrio (Ex: a cabeça deveria medir 1/7 da altura total).

35 Baixos-relevos Panateneias Niké ajustando a sandália, Fídias Pormenor do tímpano do Pártenon, Fídias

36 Época Helenística Características da escultura da época helenística: Maior realismo: representação das pessoas como elas são, não como deveriam ser; Expressividade: captação dos sentimentos, sinais da idade, etc; Movimento, proporção/ harmonia/ equilíbrio; Predominância de grupos escultóricos.

37 C- PINTURA Da pintura grega restamnos vestígios de frescos e de vasos de cerâmica. Frescos são pinturas feitas nas paredes com o reboco ainda fresco. Os temas eram naturalistas e os Gregos ainda não conheciam a perspectiva. As Três Graças

38 Pintura em vasos de cerâmica Distinguem-se três épocas: Época Antiga (anterior a 776 a.c.); Época Arcaica (de 776 a.c. até 480 a.c.); Época Clássica (de 480 a.c. ate 359 a.c.). 1.ª Fase: Época Antiga Figuras escuras em fundo branco. Temas naturalistas (plantas, animais) ou geométricos.

39 2.ª Fase: Época Arcaica Figuras Negras em fundo vermelho. Temas naturalistas/ humanistas (Homem, deuses, heróis).

40 3.ª Fase: Época Clássica Figuras vermelhas em fundo negro. Temas naturalistas/ humanistas (Homem, deuses, heróis).

41 Deuses e cultos Os Gregos eram politeístas, pois acreditavam em muitos deuses. Para os Gregos, os deuses: tinham forma humana (antropomorfismo) e características humanas (qualidades e defeitos tal como as pessoas); podiam mudar de forma (metamorfose) e tornarse invisíveis; geralmente, eram imortais.

42 Os Gregos prestavam culto aos deuses de muitas formas: Através de libações de leite, mel e vinho (beber em homenagem a); Através de procissões; Através de jogos (por exemplo, os jogos olímpicos, os jogos pícticos, etc.); De sacrifícios de animais; De concursos de poesia e de música (dos quais nasceu o teatro); De festas; De oferendas aos templos.

43 Havia os cultos domésticos (chama sagrada, protectora do lar; culto dos antepassados); E os cultos públicos: Cultos cívicos (cultos aos deuses nos templos da cidade); Cultos pan-helénicos (juntavam várias cidades gregas, ex: jogos olímpicos). Eis alguns dos deuses gregos:

44 Os jogos olímpicos Os primeiros Jogos Olímpicos realizaram-se em 776 a.c.. Realizavam-se de quatro em quatro anos, em Olímpia, em honra de Zeus. Neles participavam jovens de todo o Mundo Grego. Algumas das provas desportivas eram as seguintes: luta, pentatlo, lançamento do dardo, do disco, salto em altura e em comprimento, corrida de bigas ou quadrigas.

45 O Estádio de Olímpia, na actualidade Reconstituição do Estádio de Olímpia Templo de Zeus, em Olímpia (maqueta) A chama olímpica

46 O teatro O teatro foi inventado na Grécia. Era uma forma de prestar culto ao deus Dioniso. Os Gregos criaram vários géneros de teatro: A tragédia (teatro sério, que tencionava comover os espectadores); A comédia (peças em que se criticavam as personalidades ou situações, provocando o riso); Nas representações, os Gregos usavam máscaras. Os Gregos inventaram também o espaço onde se realizavam as peças: o anfiteatro.

47 Eurípedes Ésquilo Sófocles Aristófanes Houve vários dramaturgos (autores de peças de teatro) gregos que ainda hoje são um exemplo: Na tragédia: Eurípedes: Medeia, As Suplicantes; Sófocles: Ájax, Édipo Rei, Antígona; Ésquilo: Oresteia, Prometeu Agrilhoado; Na comédia: Aristófanes: As Rãs, As Mulheres no Parlamento, As Nuvens.

48 Anfiteatro do Epidauro Planta de um anfiteatro

49 As Ciências Os Gregos foram humanistas e também desenvolveram várias ciências para servir o Homem. Filosofia: ciência que nasceu em Atenas e procura aprofundar a sabedoria, o conhecimento, desenvolver o raciocínio, a dedução, etc. Sócrates, Aristóteles, Platão; Aristóteles Platão

50 História: o primeiro historiador de que há memória era grego, chamava-se Heródoto e Tucidides. Matemática/ Geometria: Pitágoras, Euclides foram apenas alguns dos matemáticos que se destacaram. Heródoto Medicina: destaque para Hipócrates (ainda hoje os médicos fazem o juramento de Hipócrates).

51 Literatura: destaque para Homero e para os seus poemas épicos a Ilíada e a Odisseia; e para Heraclito e para as suas Teogonias (história dos deuses e dos heróis, mitologia). Homero

ATENAS E O ESPAÇO MEDITERRÂNEO

ATENAS E O ESPAÇO MEDITERRÂNEO GUIA DE ESTUDO OS GREGOS NO SÉCULO V A.C. 7º ANO ATENAS E O ESPAÇO MEDITERRÂNEO Como se formaram as cidades-estado? 1. Como se chama a península onde se situa a Grécia? Península Balcânica. 2. Como se

Leia mais

A CIVILIZAÇÃO GREGA - INTRODUÇÃO

A CIVILIZAÇÃO GREGA - INTRODUÇÃO Página1 PREPARAÇÃO PARA O TESTE DE HISTÓRIA A 1º TESTE DE AVALIAÇÃO 1º PERÍODO 10º ANO UNIDADE 1: O MUNDO ATENIENSE A CIVILIZAÇÃO GREGA - INTRODUÇÃO A partir do século VIII a.c, desenvolveu-se, na Península

Leia mais

A CIVILIZAÇÃO CLÁSSICA: GRÉCIA. Profº Alexandre Goicochea História

A CIVILIZAÇÃO CLÁSSICA: GRÉCIA. Profº Alexandre Goicochea História A CIVILIZAÇÃO CLÁSSICA: GRÉCIA Profº Alexandre Goicochea História ORIGENS O mundo grego antigo ocupava além da Grécia, a parte sul da península Balcânica, as ilhas do mar Egeu, a costa da Ásia Menor, o

Leia mais

Introdução. Localização

Introdução. Localização Introdução A civilização grega surgiu entre os mares Egeu, Jônico e Mediterrâneo, por volta de 2000 AC. Formou-se após a migração de tribos nómadas de origem indo-europeia, como, por exemplo, aqueus, jônios,

Leia mais

Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre

Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre Montanhas e costas marítimas; Mar Mediterrâneo, Mar Egeo e Mar Jônico. Costa bastante recortada com 80% de montanhas; Grande numero de Ilhas; Formação

Leia mais

ANTIGUIDADE CLÁSSICA GRÉCIA

ANTIGUIDADE CLÁSSICA GRÉCIA ANTIGUIDADE CLÁSSICA GRÉCIA 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS: Território acidentado; Desenvolvimento do comércio e navegação; Descentralização política (Cidade-Estado); Modo de produção escravista; Contribuições

Leia mais

LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES. Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática

LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES. Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática GEOGRAFIA, ECONOMIA E POLÍTICA Terreno montanhoso Comércio marítimo Cidades-estado

Leia mais

O regime democrático apareceu em Atenas no século V a.c., concretizado pelas reformas legislativas levadas a efeito pelo arconte Clístenes (508 a

O regime democrático apareceu em Atenas no século V a.c., concretizado pelas reformas legislativas levadas a efeito pelo arconte Clístenes (508 a IDEIAS A RETER SOBRE A GRÉCIA O regime democrático apareceu em Atenas no século V a.c., concretizado pelas reformas legislativas levadas a efeito pelo arconte Clístenes (508 a 507) e mais tarde aperfeiçoadas

Leia mais

A CIDADE-ESTADO ESTADO GREGA ORIGEM DAS PÓLIS GREGAS Causas geomorfológicas A Grécia apresenta as seguintes características: - Território muito montanhoso; na Antiguidade, as montanhas estavam cobertas

Leia mais

1º Ano Artes 4ª Aula 2015 Prof. Juventino

1º Ano Artes 4ª Aula 2015 Prof. Juventino 1º Ano Artes 4ª Aula 2015 Prof. Juventino Contrapondo-se a Egípcia vida pósmortem. Arte grega fundamenta-se na inteligência Os governantes não eram deuses, mas seres mortais Usavam a razão e o senso de

Leia mais

Antiguidade Clássica - Grécia. Prof.ª. Maria Auxiliadora

Antiguidade Clássica - Grécia. Prof.ª. Maria Auxiliadora Antiguidade Clássica - Grécia Prof.ª. Maria Auxiliadora Período Arcaico (séc. VIII 800 a.c. a VI 600 a.c.) Formação das pólis na Grécia cada uma com seu próprio universo econômico e político; Na Grécia

Leia mais

CURSO DE HISTÓRIA GRÉCIA ANTIGA. Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG

CURSO DE HISTÓRIA GRÉCIA ANTIGA. Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG CURSO DE HISTÓRIA GRÉCIA ANTIGA Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG LOCALIZAÇÃO E POVOAMENTO A Grécia antiga localizava-se em sua maior parte do sudeste da Europa

Leia mais

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico).

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Arte 1º. Ano do Ensino Médio 1º. Trimestre - Conteúdo Avaliativo: Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Períodos Artísticos: Pré-História/Idade Antiga

Leia mais

Grécia Antiga. Profº Paulo Henrique

Grécia Antiga. Profº Paulo Henrique Grécia Antiga Profº Paulo Henrique Periodização Período pré-homérico (2800 1100 a.c.): povoamento da Grécia. Período homérico (1100 800 a.c): poemas Ilíada e Odisséia. Período arcaico (800 500 a.c) : formação

Leia mais

HISTÓRIA GERAL. Profª. Maria Auxiliadora

HISTÓRIA GERAL. Profª. Maria Auxiliadora HISTÓRIA GERAL Profª. Maria Auxiliadora GRÉCIA Península Balcânica Relevo acidentado e recortado Características Gerais Grécia Período Pré-Homérico -séc. XX a.c. XII a. C. Formação do povo grego pelasgos

Leia mais

A arte na Grécia. Capítulo 3

A arte na Grécia. Capítulo 3 A arte na Grécia Capítulo 3 Por volta do século X a. C, os habitantes da Grécia continental e das ilhas do mar Egeu formavam pequenas comunidades, distantes umas das outras, e falavam diversos dialetos.

Leia mais

A arquitectura era para os gregos a ciência do número, do ritmo e da harmonia

A arquitectura era para os gregos a ciência do número, do ritmo e da harmonia 1 ARQUITECTURA A arquitectura era para os gregos a ciência do número, do ritmo e da harmonia A arquitectura é considerada uma das mais bela e importante arquitectura da humanidade que influenciou e inspirou

Leia mais

Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre

Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre Disciplina:História Professora: Andréa Alexandre Cidadania Democracia Filosofia Geometria Teatro Período Pré-Homérico (2800 1100 a. C.) povoamento da Grécia. Período Homérico (1100 800 a. C.) poemas

Leia mais

ARTE PROTO-GREGA, GREGA E HELENÍSTICA

ARTE PROTO-GREGA, GREGA E HELENÍSTICA ARTE PROTO-GREGA, GREGA E HELENÍSTICA Arte Proto-Grega A arte Proto-Grega também é conhecida como Creto-Micênica. Na Ilha de Creta, no Mar Egeu, desenvolveu-se uma civilização que deixou como principal

Leia mais

Lista de Exercícios:

Lista de Exercícios: PROFESSOR(A): Ero AVALIAÇÃO RECUPERAÇÃO DATA DA REALIZAÇÃO ROTEIRO DA AVALIAÇÃO 2ª ETAPA AVALIAÇÃO RECUPERAÇÃO DISCIPLINA: HISTÓRIA ANO: 6º CONTÉUDOS ABORDADOS Cap. 4: o mundo grego todos os temas Cap

Leia mais

Antiguidade Clássica: Grécia

Antiguidade Clássica: Grécia Antiguidade Clássica: Grécia Localização Localização Localização Período Creto-Micênico (XX a. C. XII a. C) Pinturas no palácio de Cnossos em Micenas Período Creto-Micênico (XX a. C. XII a. C) Escrita

Leia mais

Escravismo Antigo. Baseado na liberdade que se tem. Dois grupos sociais: Desenvolvimento intelectual, artístico, militar e político

Escravismo Antigo. Baseado na liberdade que se tem. Dois grupos sociais: Desenvolvimento intelectual, artístico, militar e político Escravismo Antigo Estrutura econômica Escravos produzem maior parte da riqueza Estrutura social Baseado na liberdade que se tem. Dois grupos sociais: à Livres: Desenvolvimento intelectual, artístico, militar

Leia mais

ANTIGUIDADE OCIDENTAL PROFESSORA JACK PÓVOAS

ANTIGUIDADE OCIDENTAL PROFESSORA JACK PÓVOAS ANTIGUIDADE OCIDENTAL PROFESSORA JACK PÓVOAS A CIVILIZAÇÃO GREGA Sem Grécia e Roma nós não seríamos o que somos. Michael Grant GRECIA GRÉCIA: a Terra dos Deuses NOME OFICIAL: República Helênica. CAPITAL:

Leia mais

Os gregos tinham um clima instável. O meio de comunicação privilegiado dos gregos era o mar, como tal, faziam muito comercio.

Os gregos tinham um clima instável. O meio de comunicação privilegiado dos gregos era o mar, como tal, faziam muito comercio. ATENAS *Cidade-estado: É um território independente, com população própria, com uma forma de governo, deve ser auto-suficiente (ideal de autarcia), com leis próprias, e com um sistema religioso organizado.

Leia mais

R.: R.: R.: R.: R.: R.: R.:

R.: R.: R.: R.: R.: R.: R.: PROFESSOR: EQUIPE DE HISTÓRIA BANCO DE QUESTÕES - HISTÓRIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- Como o relevo

Leia mais

MONARQUIA REPÚBLICA IMPÉRIO Governo de reis Governo de senadores Governo de imperadores 753 a.c. 509 a.c. 27 a.c. 476 d.c.

MONARQUIA REPÚBLICA IMPÉRIO Governo de reis Governo de senadores Governo de imperadores 753 a.c. 509 a.c. 27 a.c. 476 d.c. GUIA DE ESTUDO IMPÉRIO ROMANO e.g. ROMA E O SEU IMPÉRIO NOS SÉCULOS I E II 1. Escreve no mapa: Roma, Atenas, Conímbriga, Cartago, HISPÂNIA, ITÁLIA, GÁLIA, EGITO, ÁFRICA, OCEANO ATLÂNTICO, Mar Mediterrâneo,

Leia mais

UNICAMP ANTIGUIDADE CLÁSSICA HISTÓRIA GEAL

UNICAMP ANTIGUIDADE CLÁSSICA HISTÓRIA GEAL 1. (Unicamp 94) "Os deuses, quaisquer que tenham sido as suas origens longínquas, nada mais são do que seres humanos, maiores, mais fortes, mais belos, eternamente jovens; adquiriram não só a forma humana,

Leia mais

ARTES AVALIAÇÃO. Aula 3.2 - AVALIAÇÃO

ARTES AVALIAÇÃO. Aula 3.2 - AVALIAÇÃO Aula 3.2-2 1. A Anunciação é uma das obras mais conhecidas de Leonardo da Vinci. Feita por volta do ano de 1472, ela retrata uma das cenas bíblicas mais famosas de todos os tempos. Escreva nas linhas abaixo

Leia mais

Grécia Antiga II. Cronologia

Grécia Antiga II. Cronologia Grécia Antiga II Cronologia Grécia - Cronologia Período pré-homérico (séc. XX- XII a.c) Migrações dos povos formadores da Grécia Período Homérico (séc. XII- VIII a.c) Genos (comunidades políticas) se estruturam,

Leia mais

Panorama dos pré-socráticos ao helenismo

Panorama dos pré-socráticos ao helenismo Panorama dos pré-socráticos ao helenismo Heidi Strecker* A filosofia é um saber específico e tem uma história que já dura mais de 2.500 anos. A filosofia nasceu na Grécia antiga - costumamos dizer - com

Leia mais

De Creta a Micenas. As Origens do Mundo Grego

De Creta a Micenas. As Origens do Mundo Grego De Creta a Micenas As Origens do Mundo Grego 1 O início da História Entre os séculos XX a.c. e XVI a.c., floresceu em Creta, a maior ilha do Mediterrâneo, uma brilhante civilização, que influenciou a desenvolvida

Leia mais

Aulas 08 a 10: Grécia Antiga Prof. Dawison Sampaio

Aulas 08 a 10: Grécia Antiga Prof. Dawison Sampaio Aulas 08 a 10: Grécia Antiga Aulas 08 a 10: Grécia Antiga De Olho No Enem H3 Associar as manifestações culturais do presente aos seus processos históricos (Jogos Olímpicos). H7 Identificar os significados

Leia mais

PROFª TEREZA SODRÉ MOTA

PROFª TEREZA SODRÉ MOTA PROFª TEREZA SODRÉ MOTA LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA PERIODIZAÇÃO PERÍODO PRÉ- HOMÉRICO Imigração indo-européia Formação da cultura creto-micênica. Primeira Diáspora grega =invasão dórica PERÍODO HOMÉRICO

Leia mais

PARNAMIRIM - RN. 6º ano Professores: Ricardo Gomes Verbena Ribeiro

PARNAMIRIM - RN. 6º ano Professores: Ricardo Gomes Verbena Ribeiro PARNAMIRIM - RN 6º ano Professores: Ricardo Gomes Verbena Ribeiro 1. CONTEXTO / INTRODUÇÃO Como vimos anteriormente, a Grécia, nada mais é do que o berço da cultura Ocidental, e como tal, nos deixou como

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 6 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : 1. Observe a imagem. SHUTTERSTOCK Margem do rio Nilo no Egito Nas civilizações da Antiguidade, a presença dos rios é importante

Leia mais

Civilização Egéia antes de 1600 a.c. Grécia Micênicac. 1600-1200 a.c. Idade das Trevasc. 1200-800 a.c. Grécia Antiga776-323 a.c.

Civilização Egéia antes de 1600 a.c. Grécia Micênicac. 1600-1200 a.c. Idade das Trevasc. 1200-800 a.c. Grécia Antiga776-323 a.c. Civilização Egéia antes de 1600 a.c. Grécia Micênicac. 1600-1200 a.c. Idade das Trevasc. 1200-800 a.c. Grécia Antiga776-323 a.c. Período Helenístico323 a.c.-146 a.c. Período Greco-Romano146 a.c.-330 AD

Leia mais

CAPÍTULO: 5 AULAS: 9, 10, 11 e 12 GRÉCIA ANTIGA

CAPÍTULO: 5 AULAS: 9, 10, 11 e 12 GRÉCIA ANTIGA CAPÍTULO: 5 AULAS: 9, 10, 11 e 12 GRÉCIA ANTIGA INTRODUÇÃO Período: 2000 a.c. 146 a.c. Região: Península Balcânica: Solo pobre e montanhoso. Várias ilhas. Uso da navegação. ORIGENS Ilha de Creta. Vida

Leia mais

GRÉCIA ANTIGA DAS ORIGENS AO PERÍODO ARCAICO

GRÉCIA ANTIGA DAS ORIGENS AO PERÍODO ARCAICO GRÉCIA ANTIGA DAS ORIGENS AO PERÍODO ARCAICO A CIVILIZAÇÃO GREGA Localização: Península Balcânica Condições geográficas: relevo acidentado, montanhoso e solo pouco fértil, isolava os vários grupos humanos

Leia mais

Antiguidade Ocidental (Arte Grega)

Antiguidade Ocidental (Arte Grega) Antiguidade Ocidental (Arte Grega) PERÍODOS ARCAÍCO E CLÁSSICO CIVILIZAÇÃO GREGA - SURGIMENTO No séc. XX a.c., os povos indo-europeus dominaram a região de ilhas correspondentes ao território grego ; Como

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ IFPR ASSIS CHATEAUBRIAND GRUPO DE PESQUISAS FILOSOFIA, CIÊNCIA E TECNOLOGIAS IF-SOPHIA ASSIS CHATEAUBRIAND

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ IFPR ASSIS CHATEAUBRIAND GRUPO DE PESQUISAS FILOSOFIA, CIÊNCIA E TECNOLOGIAS IF-SOPHIA ASSIS CHATEAUBRIAND INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ IFPR ASSIS CHATEAUBRIAND GRUPO DE PESQUISAS FILOSOFIA, CIÊNCIA E TECNOLOGIAS IF-SOPHIA ASSIS CHATEAUBRIAND ECONOMIA, SOCIEDADE E RELIGIÃO NA GRÉCIA ANTIGA: O HOMEM GREGO Prof.

Leia mais

ANTIGUIDADE CLÁSSICA

ANTIGUIDADE CLÁSSICA ANTIGUIDADE CLÁSSICA PERÍODOS HISTÓRICOS A CRONOLOGIA referente a civilização grega se baseia nos poemas épicos de Homéro Iliada e a Odisséia PERÍODIZAÇÃO Período Pré-Homérico (séc. XX ao XII) Período

Leia mais

AULA DE HISTÓRIA GRÉCIA ANTIGA 14/09/2009 GRÉCIA. Localização Península Balcânica sudeste da Europa Território Relevo Acidentado 80% montanhoso

AULA DE HISTÓRIA GRÉCIA ANTIGA 14/09/2009 GRÉCIA. Localização Península Balcânica sudeste da Europa Território Relevo Acidentado 80% montanhoso AULA DE HISTÓRIA GRÉCIA ANTIGA GRÉCIA Localização Península Balcânica sudeste da Europa Território Relevo Acidentado 80% montanhoso ASPECTOS GEOGRÁFICOS Povos invasores formada por muitas ilhas a maior

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação História 6 o ano Unidade 6 5 Unidade 6 Nome: Data: 1. Observe o mapa e responda às questões. A GRÉCIA NO SÉCULO VIII A.C. MAR JÔNICO ILÍRIA ÉPIRO ETÓLIA MACEDÔNIA TESSÁLIA CALCÍDIA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL 5 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP ROTEIRO DA UNIDADE 05 FINALIDADE: Com esta UE você terminará de estudar

Leia mais

Esparta: A Sociedade da Guerra

Esparta: A Sociedade da Guerra Esparta: A Sociedade da Guerra Esparta se constituiu como uma pólis guerreira. Seu exército foi um dos mais eficientes do mundo grego 1 Localização» Lendas do século V a.c. relatam que descendentes de

Leia mais

A partir da leitura do texto abaixo responda as questões 2 e 3: A SOCIEDADE EGIPCIA

A partir da leitura do texto abaixo responda as questões 2 e 3: A SOCIEDADE EGIPCIA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS SÉRIE/ANO:

Leia mais

FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES HISTÓRIA DESAFIO DO DIA. Conteúdo: A civilização cretense Os primeiros povos gregos

FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES HISTÓRIA DESAFIO DO DIA. Conteúdo: A civilização cretense Os primeiros povos gregos CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA Conteúdo: A civilização cretense Os primeiros povos gregos CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA Habilidades: Compreender o processo de formação da civilização grega.

Leia mais

CIVILIZAÇÕES DA ANTIGUIDADE OCIDENTAL GRÉCIA ROMA

CIVILIZAÇÕES DA ANTIGUIDADE OCIDENTAL GRÉCIA ROMA CIVILIZAÇÕES DA ANTIGUIDADE OCIDENTAL GRÉCIA ROMA Atualmente Grécia = capital ATENAS Idioma = Grego Forma de Governo = República Helênica Península Peni = quase Ínsula = ilha Península é uma porção de

Leia mais

Ano: 6 Turma:6.1 e 6.2

Ano: 6 Turma:6.1 e 6.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2014 Disciplina: História Professor (a): Rodrigo Ano: 6 Turma:6.1 e 6.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

DEFINIÇÃO. Gregos é a palavra latina usada para designar os habitantes da Hélade, que se autodenominavam helenos.

DEFINIÇÃO. Gregos é a palavra latina usada para designar os habitantes da Hélade, que se autodenominavam helenos. DEFINIÇÃO Gregos é a palavra latina usada para designar os habitantes da Hélade, que se autodenominavam helenos. DEFINIÇÃO Hélade é o nome pelo qual se designava quase toda parte continental da Grécia.

Leia mais

Idade Antiga GRÉCIA: Dicotomia corpo e mente;

Idade Antiga GRÉCIA: Dicotomia corpo e mente; GRÉCIA ANTIGA Idade Antiga GRÉCIA: Dicotomia corpo e mente; Diferentes classes sociais; Escravos (produção); Aristocratas (representação mostra de superioridade e desenvolvimento para outros povos artes,

Leia mais

Grécia Antiga - Questões de Vestibulares Gabarito *

Grécia Antiga - Questões de Vestibulares Gabarito * Grécia Antiga - Questões de Vestibulares Gabarito * 1. (Fatec) "A cidade-estado era um objeto mais digno de devoção do que os deuses do Olimpo, feitos à imagem de bárbaros humanos. A personalidade humana,

Leia mais

Profª. Flores. Grécia

Profª. Flores. Grécia Profª. Flores Grécia LOCALIZAÇÃO : localiza-se em sua maior parte no sudeste da Europa. Abrangia três importantes regiões: na Grécia Continental: situada ao sul da península Balcânica; na Grécia Insular:

Leia mais

A história da Grécia é comumente dividida em 5 períodos:

A história da Grécia é comumente dividida em 5 períodos: A história da Grécia é comumente dividida em 5 períodos: Pré-homérico ocupação dos povos formadores. Homérico formação do genos (base familiar) - Ilíada e Odisseia. Arcaico formação da polis. Clássico

Leia mais

A História da Grécia Antiga se estende do século XX a.c. até o século II a.c. quando a região foi conquistada pelos romanos.

A História da Grécia Antiga se estende do século XX a.c. até o século II a.c. quando a região foi conquistada pelos romanos. HISTÓRIA ANTIGA Grécia I - formação Situada no sul da Europa (Península balcânica), numa região de relevo acidentado e um arquipélago no Mar Egeu, a Grécia foi palco de uma civilização que se desenvolveu

Leia mais

PROFESSOR: JORGE AUGUSTO MATÉRIA: HISTÓRIA 6º ANO

PROFESSOR: JORGE AUGUSTO MATÉRIA: HISTÓRIA 6º ANO PROFESSOR: JORGE AUGUSTO MATÉRIA: HISTÓRIA 6º ANO ASSUNTO: GRÉCIA ANTIGA VIDEOAULA: 15 POLÍTICA Politicamente, Esparta era baseada na oligarquia. Diarquia: formada por dois reis, com autoridade religiosa

Leia mais

Localização Geográfica. -Sul da Europa, na Península Balcânica, junto ao mar Mediterrâneo.

Localização Geográfica. -Sul da Europa, na Península Balcânica, junto ao mar Mediterrâneo. O Mundo Grego - I Localização Geográfica -Sul da Europa, na Península Balcânica, junto ao mar Mediterrâneo. Povoamento -Arianos ou indo-europeus (aqueus, jônios, eólios e dórios). -Invasão dos Dórios (armas

Leia mais

As características de cada período serão analisadas a seguir. Período Pré-Homérico. Do povoamento da península Balcânica à Primeira Diáspora.

As características de cada período serão analisadas a seguir. Período Pré-Homérico. Do povoamento da península Balcânica à Primeira Diáspora. O Mundo Grego A história da Grécia, como de outras civilizações, foi fortemente condicionada pelo ambiente geográfico. A península Balcânica e muito recortada e cercada por centenas de ilhas - tanto no

Leia mais

Pré Universitário. Uni- Anhanguera

Pré Universitário. Uni- Anhanguera Pré Universitário Uni- Anhanguera Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Barros Antônio Guimarães Dutra Série: 1ª. Disciplina: História (p2,1ª,chamada, 2º. Bimestre) Data da prova: 13 de junho de

Leia mais

No século VII a. C., a cidade-estado de Esparta apresentava a seguinte organização política:

No século VII a. C., a cidade-estado de Esparta apresentava a seguinte organização política: No século VII a. C., a cidade-estado de Esparta apresentava a seguinte organização política: Devido Para saberes às condições como era geográficas, constituída aas pólis, populações presta atenção isolaram-se

Leia mais

1. (1,0) APONTE o nome da região em que foi desenvolvida a civilização grega.

1. (1,0) APONTE o nome da região em que foi desenvolvida a civilização grega. PARA A VALIDADE DO QiD, AS RESPOSTAS DEVEM SER APRESENTADAS EM FOLHA PRÓPRIA, FORNECIDA PELO COLÉGIO, COM DESENVOLVIMENTO E SEMPRE A TINTA. TODAS AS QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA DEVEM SER JUSTIFICADAS.

Leia mais

HISTÓRIA REVISAO 1 REVISAO 2. Vídeo - Moisés Príncipe do Egito.

HISTÓRIA REVISAO 1 REVISAO 2. Vídeo - Moisés Príncipe do Egito. Vídeo - Moisés Príncipe do Egito. Os hebreus Foram os primeiros povos monoteístas da história. Seus reis mais famosos foram Davi e Salomão. A Bíblia é uma fonte importante para o conhecimento sobre a história

Leia mais

MUNDO GREGO MODO DE PRODUÇÃO ESCRAVISTA ANTIGUIDADE CLÁSSICA. http://historiaonline.com.br

MUNDO GREGO MODO DE PRODUÇÃO ESCRAVISTA ANTIGUIDADE CLÁSSICA. http://historiaonline.com.br MUNDO GREGO MODO DE PRODUÇÃO ESCRAVISTA ANTIGUIDADE CLÁSSICA CARACTERÍSTICAS GERAIS (Modo de Produção Escravista) a) Propriedade privada (fim do coletivismo primitivo e da servidão coletiva). b) Cidades

Leia mais

Educação Matemática. Prof. Andréa Cardoso 2013/2

Educação Matemática. Prof. Andréa Cardoso 2013/2 Educação Matemática Prof. Andréa Cardoso 2013/2 UNIDADE I Educação Matemática e Ensino HISTÓRIA DA ESCOLA Quando e como surgiram as escolas? ESCOLA, do grego SKHOLE que significa LAZER EDUCAR, do latim

Leia mais

Profº Alexandre Goicochea goicochea94@gmail.com

Profº Alexandre Goicochea goicochea94@gmail.com Profº Alexandre Goicochea goicochea94@gmail.com O aluno terá 3(três)minutos para resolver cada questão referente a Grécia Antiga, retirada de vestibulares; O aluno deverá anotar suas respostas para fazer

Leia mais

MATÉRIA História. c) Sócrates ( ) Responsável pela sistematização da lógica, organização racional do pensamento e da argumentação.

MATÉRIA História. c) Sócrates ( ) Responsável pela sistematização da lógica, organização racional do pensamento e da argumentação. Valores eternos. TD Recuperação TOTAL DE ESCORES ALUNO(A) ESCORES OBTIDOS MATÉRIA História ANO/TURMA SEMESTRE DATA 6º 2º Dez/13 PROFESSOR(A) Magela Silva VISTO DOS PAIS/RESPONSÁVEIS Eles formaram uma incrível

Leia mais

ARTE PRÉ-HISTÓRICA. IDADE DOS METAISaproximadamente 5.000 a 3.500 a.c. aparecimento de metalurgia; invenção da roda;

ARTE PRÉ-HISTÓRICA. IDADE DOS METAISaproximadamente 5.000 a 3.500 a.c. aparecimento de metalurgia; invenção da roda; ARTE PRÉ-HISTÓRICA PALEOLÍTICO INFERIOR aproximadamente 5.000.000 a 25.000 a.c.; controle do fogo; e instrumentos de pedra e pedra lascada, madeira e ossos: facas, machados. PALEOLÍTICO SUPERIOR instrumentos

Leia mais

ARTE NA GRÉCIA: Arcaico, Clássico e Helenístico. Professora: Grasiela Morais.

ARTE NA GRÉCIA: Arcaico, Clássico e Helenístico. Professora: Grasiela Morais. ARTE NA GRÉCIA: Arcaico, Clássico e Helenístico. Professora: Grasiela Morais. ARTE NA GRÉCIA: Arcaico, Clássico e Helenístico. A arte e a arquitetura gregas de 750 a. C. até o surgimento dos romanos tiveram

Leia mais

CURSINHO PRÓ-ENEM 2015. E-mail: lucianojunior06@hotmail.com Telefone: 9250-8766

CURSINHO PRÓ-ENEM 2015. E-mail: lucianojunior06@hotmail.com Telefone: 9250-8766 CURSINHO PRÓ-ENEM 2015 E-mail: lucianojunior06@hotmail.com Telefone: 9250-8766 Origens A história grega pode ser dividida em quatro grandes períodos: Homérico (séculos XII a VIII a.c.), Arcaico (séculos

Leia mais

Era considerado povo os cidadãos de Atenas, que eram homens com mais de 18 anos, filhos de pais e mães atenienses.

Era considerado povo os cidadãos de Atenas, que eram homens com mais de 18 anos, filhos de pais e mães atenienses. Trabalho de Filosofia Mito e Filosofia na Grécia Antiga Texto 1 1- (0,3) Democracia quer dizer poder do povo. De acordo com o texto, quem era considerado povo em Atenas Antiga? Explique com suas palavras.

Leia mais

Pérsia, fenícia e palestina

Pérsia, fenícia e palestina Pérsia, fenícia e palestina Região desértica Atuais estados de Israel e Palestina Vários povos (semitas) estabelecidos no curso do Rio Jordão Palestina Hebreus (Palestina) Um dos povos semitas (cananeus,

Leia mais

pater Segunda Diáspora, Os Éforos A diarquia Assembléia Popular, Ge- rúsia

pater  Segunda Diáspora, Os Éforos A diarquia Assembléia Popular, Ge- rúsia 1. SISTEMA GENTÍLICO No genos, a propriedade era comunal e todos dependiam das ordens do chefe político e religioso chamado pater. Quem integrava o genos tinha para com o pater uma relação de parentesco,

Leia mais

Planificação Anual ANO LECTIVO - 2010/ 2011 COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS TEMA(S) / CONTEÚDOS AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO

Planificação Anual ANO LECTIVO - 2010/ 2011 COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS TEMA(S) / CONTEÚDOS AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO ANO LECTIVO - 010/ 011 ÁREA DISCIPLINAR DE HISTÓRIA HISTÓRIA 7º ANO COMPETÊNCIAS GERAIS 1. Tratamento de informação; utilização de fontes;. Compreensão histórica:.1. Temporalidade.. Espacialidade.3. Contextualização

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

Breve Histórico do Raciocínio Lógico

Breve Histórico do Raciocínio Lógico Breve Histórico do Raciocínio Lógico Enquanto muitas culturas tenham usado complicados sistemas de raciocínio, somente na China, Índia e Grécia os métodos de raciocínio tiveram um desenvolvimento sustentável.

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa da disciplina e metas curriculares 3º CICLO HISTÓRIA 7º ANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS

Leia mais

As mulheres e o patriarcado nas comunidades paulinas

As mulheres e o patriarcado nas comunidades paulinas PNV 329 As mulheres e o patriarcado nas comunidades paulinas Sandra Regina Pereira São Leopoldo/RS 2015 Centro de Estudos Bíblicos Rua João Batista de Freitas, 558 B. Scharlau Caixa Postal 1051 93121-970

Leia mais

TEMA A - DAS SOCIEDADES RECOLETORAS ÀS PRIMEIRAS CIVILIZAÇÕES

TEMA A - DAS SOCIEDADES RECOLETORAS ÀS PRIMEIRAS CIVILIZAÇÕES . Conhecer o processo de hominização ESCOLA SECUNDÁRIA DE TOMAZ PELAYO ANO LETIVO DE 03 04 PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA - 7º ANO -.º PERÍODO TEMA A - DAS SOCIEDADES RECOLETORAS ÀS PRIMEIRAS

Leia mais

Avaliação de História 6º ano FAF *Obrigatório

Avaliação de História 6º ano FAF *Obrigatório 08/06/2015 Avaliação de História 6º ano FAF Avaliação de História 6º ano FAF *Obrigatório 1. Nome Completo: * 2. Número: 3. Série: * Marcar apenas uma oval. 6ºA 6ºB Na Grécia Antiga se desenvolveu uma

Leia mais

Unidade II HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO. Profa. Maria Teresa Papa Nabão

Unidade II HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO. Profa. Maria Teresa Papa Nabão Unidade II HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO Profa. Maria Teresa Papa Nabão Educação, sociedade e cultura no antigo Egito Egito: berço de todas as civilizações; Os primeiros registros que temos acerca do Egito datam

Leia mais

EGITO PA P SSADO E PR P ESENT N E T

EGITO PA P SSADO E PR P ESENT N E T EGITO PASSADO E PRESENTE VOCÊ SABE ONDE ESTÁ O EGITO? ÁFRICA O EGITO É UM PAÍS DO CONTINENTE AFRICANO NO PASSADO O EGITO ERA ASSIM... ATUALMENTE, O EGITO CHAMA-SE REPÚBLICA ÁRABE DO EGITO. SUA CAPITAL

Leia mais

Arte da Grécia Antiga

Arte da Grécia Antiga Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes História e Cultura das Artes Ano Lectivo 2007/08 - Módulo 1 A Cultura da Ágora Arte da Grécia Antiga Vaso grego, 500-490 a.c., Louvre, Paris. Introdução

Leia mais

TÍTULO DO PROGRAMA. NASCER Série: Lendas da Ciência SINOPSE DO PROGRAMA

TÍTULO DO PROGRAMA. NASCER Série: Lendas da Ciência SINOPSE DO PROGRAMA TÍTULO DO PROGRAMA NASCER Série: Lendas da Ciência SINOPSE DO PROGRAMA O filósofo Michel Serres conduz o documentário ao mundo grego dos séculos 5 e 6 antes de Cristo, para mostrar o momento que ele considera

Leia mais

As Cidades Gregas: Atenas e Esparta

As Cidades Gregas: Atenas e Esparta As Cidades Gregas: Atenas e Esparta ESPARTA A PÓLIS OLIGÁRQUICA A cidade de Esparta(ou Lacedemônia) era formada por cinco aldeias localizadas no vale do rio Eurotas, na região do Peloponeso. Surgiu por

Leia mais

As famílias no Antigo Egipto; As famílias no Império romano.

As famílias no Antigo Egipto; As famílias no Império romano. Trabalho realizado por: Luís Bernardo nº 100 8ºC Gonçalo Baptista nº 275 8ºC Luís Guilherme nº 358 8ºC Miguel Joaquim nº 436 8ºC Índice; Introdução; As famílias no Antigo Egipto; As famílias no Império

Leia mais

Educação Matemática. Prof. Andréa Cardoso 2013/2

Educação Matemática. Prof. Andréa Cardoso 2013/2 Educação Matemática Prof. Andréa Cardoso 2013/2 UNIDADE I Educação Matemática e Ensino HISTÓRIA DA ESCOLA Quando e como surgiram as escolas? ESCOLA, do grego SKHOLE que significa LAZER EDUCAR, do latim

Leia mais

Lista de Recuperação de Arte 6º ANO

Lista de Recuperação de Arte 6º ANO 1 Nome: nº Data: / /2012 ano bimestre Profa.: Denise Lista de Recuperação de Arte 6º ANO Nota: 1) A arte fez parte da vida do homem desde a pré-história ( período anterior ao surgimento da escrita ) que

Leia mais

O Mistério dos Maias. O que aconteceu com os Maias?

O Mistério dos Maias. O que aconteceu com os Maias? O Mistério dos Maias O que aconteceu com os Maias? O que aconteceu com os Maias? A cultura dos Maias do Período Clássico era muito avançada. A sociedade Maia era muito estável. Eles desenvolveram arte,

Leia mais

- Trecho da Carta de Pero Vaz de Caminha sobre o Descobrimento do Brasil. - Fotografias da posse do presidente do Brasil

- Trecho da Carta de Pero Vaz de Caminha sobre o Descobrimento do Brasil. - Fotografias da posse do presidente do Brasil MATERIAL DE REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL 6 ANO 1) Classifique as fontes listadas abaixo em primarias e secundárias: - Vídeo do atentado terrorista ao World Trade Center em 2001 - Trecho da Carta de Pero

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2014 Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA Ano: 1º Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

O que é História? A história é uma ciência que investiga o passado para poder compreender melhor o presente.

O que é História? A história é uma ciência que investiga o passado para poder compreender melhor o presente. EXERCÍCIOS DE REVISÃO COM RESPOSTAS PARA O EXAME FINAL HISTÓRIA 5ª SÉRIE O que é História? A história é uma ciência que investiga o passado para poder compreender melhor o presente. Existem muitas fontes

Leia mais

Na mitologia grega, Tirésias foi sucessivamente homem e mulher. Segundo a mitologia grega, Tirésias era um profeta de Tebas que ficou cego ao ver a

Na mitologia grega, Tirésias foi sucessivamente homem e mulher. Segundo a mitologia grega, Tirésias era um profeta de Tebas que ficou cego ao ver a Na mitologia grega, Tirésias foi sucessivamente homem e mulher. Segundo a mitologia grega, Tirésias era um profeta de Tebas que ficou cego ao ver a nudez de Atena. O Mito conta que ao ir orar sobre um

Leia mais

História da Educação. Profa. Dra. Andreia R. Simoni Saldanha

História da Educação. Profa. Dra. Andreia R. Simoni Saldanha História da Educação Profa. Dra. Andreia R. Simoni Saldanha Na educação clássica grega podemos reconhecer esboços de modelos teóricos, cognitivos, éticos e estéticos que dão origem a toda cultura oriental.

Leia mais

A AUSTERIDADE DE ESPARTA PROFª TEREZA SODRÉ MOTA

A AUSTERIDADE DE ESPARTA PROFª TEREZA SODRÉ MOTA A AUSTERIDADE DE ESPARTA PROFª TEREZA SODRÉ MOTA A cidade-estado de Esparta, situada nas beiras do rio Eurotas, na região do Peloponeso, na Grécia, foi um dos fenômenos mais fascinantes da história em

Leia mais

OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA. Profª Regina Brito Fonseca

OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA. Profª Regina Brito Fonseca OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA Profª Regina Brito Fonseca Quando os europeus chegaram ao Continente Americano, no final do século XV, já o encontraram ocupado por vários povos. Alguns deles desenvolveram

Leia mais

Capítulo 3 A Mesopotâmia

Capítulo 3 A Mesopotâmia Capítulo 3 A Mesopotâmia Conceitos: sociedade, Estado, trabalho, desigualdade social, urbanização, escravidão, politeísmo e patriarcalismo. Professora: Marcela Guerra Durante o Neolítico: Agricultura e

Leia mais

Aula 6 A PÓLIS GREGA. Alfredo Julien

Aula 6 A PÓLIS GREGA. Alfredo Julien Aula 6 A PÓLIS GREGA META Apresentar as características básicas da organização da organização da pólis e discutir o processo de formação da pólis. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula, o aluno deverá: listar

Leia mais

Material de Revisão Da Pré-História a Roma Antiga

Material de Revisão Da Pré-História a Roma Antiga Material de Revisão Da Pré-História a Roma Antiga Prof. Marcos Machry Paleolítico (do surgimento do homem à 10.000 a.c.) Organização em tribos nômades Propriedade coletiva comunismo primitivo Economia

Leia mais

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES EDIMIR DOS SANTOS LUCAS GIUBERTI FORNACIARI SARAH NADIA OLIVEIRA

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES EDIMIR DOS SANTOS LUCAS GIUBERTI FORNACIARI SARAH NADIA OLIVEIRA FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES EDIMIR DOS SANTOS LUCAS GIUBERTI FORNACIARI SARAH NADIA OLIVEIRA LIBERDADE ANTIGA E LIBERADE MODERNA LINHARES 2011 EDIMIR DOS SANTOS LUCAS GIUBERTI FORNACIARI SARAH

Leia mais