TEXTO ORIENTADOR PARA O CURSO DO SIBEC

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TEXTO ORIENTADOR PARA O CURSO DO SIBEC"

Transcrição

1 1

2 TETO ORIENTADOR PARA O CURSO DO SIBEC Antes de iniciar a capacitação presencial do SIBEC, é importante rever alguns pontos sobre a gestão do Programa Bolsa Família. Fique atento às informações que reunimos neste documento para auxiliar você a aproveitar ao máximo a Capacitação. Vamos tratar dos seguintes assuntos: Cadastro Único O que é Quem pode se cadastrar Programa Bolsa Família (PBF) O que é Quem pode ser beneficiário Gestão de Benefícios O que é Atividades de administração de benefícios Alterações de informações cadastrais com efeitos nos benefícios do PBF Averiguação cadastral Revisão cadastral Condicionalidades O que são Quais são Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família (SIGPBF) O que é Como funciona 2

3 CADASTRO ÚNICO O QUE É: o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal é um instrumento que possibilita a identificação e caracterização socioeconômica das famílias brasileiras de baixa renda. Os Governos Federal, Estaduais, Municipais e do Distrito Federal utilizam as informações do Cadastro Único para identificar e selecionar beneficiários de diversos programas sociais. Estar cadastrado é requisito obrigatório para a entrada das famílias no Programa Bolsa Família. QUEM PODE SE CADASTRAR: famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, ou de até três salários mínimos de renda total. Também podem se cadastrar aquelas famílias com renda superior à estabelecida, desde que participem de algum programa social implementado pela União, estados, municípios e Distrito Federal. PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA (PBF) O QUE É: o Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda com condicionalidades, que tem o objetivo de melhorar a vida das famílias em situação de pobreza e extrema pobreza no Brasil. O Programa considera que a pobreza tem muitas causas e, por isso, se estrutura em três dimensões: 3

4 QUEM PODE SER BENEFICIÁRIO: famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza, com dados atualizados no Cadastro Único há menos de dois anos. Para o Programa Bolsa Família, atualmente são consideradas famílias em situação de extrema pobreza aquelas com renda por pessoa de até R$ 77,00, ainda que não tenham crianças ou adolescentes em sua composição. São consideradas famílias em situação de pobreza aquelas com renda entre R$ 77,01 e R$ 154,00 por pessoa e que tenham, necessariamente, crianças, adolescentes, gestantes ou nutrizes na composição familiar. Os valores dos tipos de benefícios do Bolsa Família, em vigor a partir de junho de 2014, são: TIPO DE BENEFÍCIO VALOR PERFIL DAS FAMÍLIAS Benefício BÁSICO R$ 77,00 Benefício VARIÁVEL (0-15; BVG, BVN) Benefício VARIÁVEL VINCULADO AO ADOLESCENTE (BVJ) Benefício para Superação da Extrema Pobreza (BSP) Famílias extremamente pobres Famílias pobres e extremamente pobres com Gestantes, R$ 35,00 Nutrizes e Crianças/Adolescentes de 0 a 15 anos Famílias pobres e extremamente com adolescentes de R$ 42,00 16 a 17 anos Famílias beneficiárias do PBF que, mesmo com os benefícios do PBF, continuam em situação de extrema pobreza (renda abaixo de R$77,00) GESTÃO DE BENEFÍCIOS DO PBF O QUE É: é o conjunto de procedimentos que garantem a transferência de renda às famílias do PBF. Estes procedimentos operacionalizam o Programa, desde a identificação das famílias com perfil até a concessão e administração dos benefícios das famílias que estão na folha de pagamentos e que precisam cumprir regras para sacar os benefícios. A respeito dos procedimentos de entrada no PBF é importante saber: Habilitação: verifica, mensalmente, quais famílias inscritas no Cadastro Único atendem aos critérios para entrar no PBF. Serão considerados habilitados os cadastros de famílias: a) com todos os campos obrigatórios do Cadastro Único; b) com estado cadastral Cadastrado ; c) com data de inscrição ou de última atualização nos últimos 24 meses; e d) com perfil de pobreza e extrema pobreza, conforme detalhado acima. 4

5 ATENÇÃO: O cadastramento de uma família não garante a concessão automática do benefício, mesmo nos casos de famílias extremamente pobres que tenham o Cadastro corretamente preenchido e atualizado. Seleção e concessão: define a quantidade e a ordem de entrada das famílias no programa, bem como os benefícios que serão concedidos. As famílias são ordenadas levando em consideração os critérios: a) famílias com menor renda mensal por pessoa; e b) maior quantidade de crianças e adolescentes de 0 e 17 anos. Cadastros com identificação de famílias quilombolas, indígenas, catadores de material reciclável, em situação de trabalho infantil e/ou com integrantes libertos de situação análoga a de trabalho escravo, caso tenham perfil para entrada no PBF serão priorizados. A concessão de novos benefícios é realizada todos os meses, exclusivamente pelo Governo Federal, e segue três referências importantes: a) o limite orçamentário nacional do PBF; b) a estimativa de pobreza; e c) a quantidade de beneficiários de cada município. ATENÇÃO: Pessoas nos estados cadastrais Validando NIS e Cadastrado são consideradas no processo de concessão de benefícios. Porém, outros estados cadastrais não contam para recebimento de tipos específicos de benefícios ou para cálculo da renda per capita. Atividades de administração de benefícios: conjunto de ações realizadas pela Senarc e pelos gestores municipais que visa manter, alterar ou interromper o pagamento de benefícios das famílias do PBF. Quais são: a) Liberação: disponibiliza o benefício da família para saque; b) Bloqueio: interrompe o saque dos benefícios até o que o motivo que o originou seja resolvido; c) Desbloqueio: desfaz o bloqueio; d) Suspensão: interrompe o pagamento dos benefícios por dois meses, como consequência do descumprimento de condicionalidades; e) Reversão de Suspensão: corrige suspensão indevida e disponibiliza os benefícios anteriormente suspensos; f) Cancelamento: desliga a família do PBF; interrompe a geração de benefícios e cancela os benefícios não sacados pela família; g) Reversão de Cancelamento: desfaz o cancelamento. Como realizar as ações de administração de benefícios: diretamente no SI- BEC ou, quando não for possível realizá-la no sistema, por meio de Formulário Padrão de Gestão de Benefícios (FPGB), encaminhado ao MDS por ofício. 5

6 Prazos: os benefícios bloqueados por mais de 6 meses são automaticamente cancelados. Quando um benefício for cancelado, a gestão municipal tem o prazo de 180 para comandar a reversão no sistema ou encaminhar demanda ao MDS, por meio de ofício e Formulário específico; Repercussões nos pagamentos: as atividades de administração repercutem no pagamento dos benefícios, de acordo com as datas definidas no Calendário Operacional do PBF. Confira a seguir os motivos de bloqueio e cancelamento e quem pode comandar e desfazer tais atividades: Motivo BLOQUEIO Encerramento do prazo para Revisão Cadastral das famílias beneficiárias do PBF Procedimentos de fiscalização do MDS Descumprimento ou ausência de informações de condicionalidades Indícios de omissão de informação ou de prestação de informações falsas, identificadas em cruzamento do Cadastro Único com outras bases de dados Verificação de cadastramento: não localização da família no Gestor Federal Atribuição Gestor Municipal endereço informado no Cadastro Único Verificação de cadastramento: indício de renda familiar mensal por pessoa superior ao limite de meio salário mínimo mensal Verificação de cadastramento: não localização de crianças e/ ou de adolescentes nos estabelecimentos de ensino Decisão Judicial 6

7 Motivo BLOQUEIO DE BVJ Procedimentos de fiscalização do MDS, quando houver indícios de irregularidade na execução local do PBF que resultem em pagamento indevido de benefícios Descumprimento ou ausência de informações de condicionalidades Gestor Federal Atribuição Gestor Municipal Não localização dos adolescentes nos estabelecimentos de ensino Decisão Judicial NOTA: o DESBLOQUEIO pode ser comandado pela gestão municipal, diretamente no Sibec, nos casos destacados (em cinza). O prazo máximo para o DESBLOQUEIO é de até seis meses, a contar da data do bloqueio. Após este prazo, os benefícios que se mantiverem bloqueados serão cancelados. CANCELAMENTO Decisão Judicial Ações de fiscalização do MDS Motivo Benefício bloqueado por seis meses Ausência de saque de benefício por seis meses Cadastro excluído Renda per capita superior a meio salário-mínimo registrada no Cadastro Único Posse de beneficiário em cargo eletivo remunerado, em qualquer das três esferas de governo Encerramento do prazo para revisão cadastral Comprovação de omissão de informação ou prestação de informações falsas no Cadastro Único Desligamento voluntário da família, mediante declaração escrita do RF Gestor Federal Atribuição Gestor Municipal 7

8 NOTA: a REVERSÃO DE CANCELAMENTO pode ser realizada pela gestão municipal diretamente no Sibec até 180 dias após o cancelamento, nos casos destacados (em cinza). O gestor municipal deverá solicitar à Senarc, dentro de 180 dias, a REVERSÃO DE CANCELAMENTO por FPGB (Formulário Padrão de Gestão de Benefícios) e Ofício de Gestão de Benefícios quando: O SIBEC apresentar a mensagem que a ação solicitada só pode ser realizada pelo gestor federal; Precisar realizar um desbloqueio ou reversão de cancelamento de BVJ; Precisar realizar uma reversão de cancelamento por decisão judicial, mesmo após 180 dias do cancelamento. ATENÇÃO: Nos casos de erro operacional ou de sistema, a solicitação de reversão de cancelamento deverá ser encaminhada por Ofício, sem o envio do FPGB. No campo assunto do ofício, identifique o erro. No corpo do ofício, relacione o NIS do RF e o erro encontrado. Você pode encaminhar uma lista com NIS de famílias encontradas com um erro específico, sem precisar encaminhar um oficio por família. Nos casos de erro operacional ou de sistema, o prazo limite de 180 para solicitação da reversão de cancelamento pode ser estendido. Em todos os casos de reversão de cancelamento, o gestor deve atualizar o Cadastro antes de comandar a ação. O sistema disponibilizará até 12 parcelas de pagamento retroativo. O gestor deve analisar os casos para verificar desde quando a família deve receber parcelas anteriormente canceladas. É importante identificar os motivos que resultaram no bloqueio ou no cancelamento do benefício e saber se foram resolvidos para, então, solicitar o pagamento retroativo desde o mês em que a família voltou a cumprir a regra que não estava sendo atendida. Outros procedimentos automáticos alteram o pagamento dos benefícios das famílias do PBF, dentre eles, as ações decorrentes das alterações de informação no Cadastro Único. Vamos identificá-las agora? ALTERAÇÕES DE INFORMAÇÕES CADASTRAIS As famílias beneficiárias do PBF passam, ao longo do tempo, por diversas situações que exigem a atualização de seus dados no Cadastro Único, como, por exemplo, troca de responsável familiar, nascimento ou falecimento de algum membro, aumento ou diminuição da renda, mudança de endereço, etc. 8

9 Algumas dessas alterações não afetam o valor transferido à família pelo PBF, porém outras terão como consequência uma alteração (aumento, diminuição ou cancelamento) no benefício recebido pela família. Veja quais alterações no Cadastro Único podem impactar no recebimento e no valor dos benefícios: Data de nascimento do Responsável Familiar; Data de nascimento das crianças/adolescentes que têm benefício associado; Inclusão de pessoa da família; Exclusão de pessoa na família; Valor da renda per capita da família; Mudança de domicílio/município; Identificação de famílias de trabalho infantil na família; Identificação de indígenas, quilombolas, catadores de material reciclável ou resgatados de situação análoga à escravidão na família. Algumas alterações cadastrais precisam de especial atenção: DIVISÃO DE FAMÍLIA Qualquer transferência de pessoa da família deve ser tratada como divisão de família. Independente da quantidade de pessoas que sejam transferidas para um novo domicílio ou que permaneçam no antigo domicílio no Cadastro Único, o benefício sempre fica com o RF. TROCA DE RF TRANSFERÊNCIA DE MUNICÍPIO/ DOMICÍLIO Como o benefício sempre fica com o RF, ao trocar o RF, o município deve primeiro indicar o novo RF ( já cadastrado ou transferido para a família) e depois, se for o caso, excluir ou transferir o RF anterior. Se a família muda de domicílio, o benefício também migra no SIBEC na mesma situação que já apresentava. Vimos que a alteração de algumas informações no Cadastro pode impactar no recebimento e no valor dos benefícios. Por isso, é importante que a família mantenha sempre seu cadastro atualizado, especialmente quando houver mudança nos dados da família, como alteração da renda, mudança de endereço, nascimento ou falecimento de pessoas. As famílias também podem ser chamadas para atualizarem seus cadastros, em decorrência dos processos de Averiguação Cadastral e de Revisão Cadastral. Averiguação Cadastral: é o processo realizado periodicamente pela Senarc com o objetivo de garantir a qualidade das informações registradas na base cadastral. As verificações são efetuadas por meio do cruzamento dos dados do Cadastro Único com informações contidas em outros registros administrativos, com o objetivo de identificar possíveis inconsistências entre diferentes bases de dados. Uma vez que as inconsistência foram identificadas pelo Governo Federal, as famílias são chamadas para atualizarem seus cadastros. Caso as inconsistências não sejam esclarecidas, haverá a repercussão nos benefícios. Fique atento aos procedimentos detalhados nas Instruções Operacionais específicas deste assunto. Revisão Cadastral: é a ação realizada todos os anos pelo Programa Bolsa Família para verificar se as famílias beneficiárias, com cadastros sem atualização há mais de dois anos, continuam atendendo às regras para recebimento dos benefí- 9

10 cios. As famílias com cadastros desatualizados há mais de dois anos são chamadas para atualizarem seus cadastros. Se, depois da atualização, a renda da família continuar no perfil do PBF, ela continuará recebendo os benefícios. Mesmo que continue no Programa, pode ser que o benefício mude de valor, dependendo da renda e da composição familiar. Se, após a atualização, a família estiver fora do perfil do PBF, o benefício será cancelado CONDICIONALIDADES O QUE SÃO: As condicionalidades, ou compromissos do Bolsa Família, são mecanismos de reforço ao exercício de direitos básicos de cidadania nas áreas de educação, saúde e assistência social pelas famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. O cumprimento das condicionalidades relacionadas às áreas de saúde e educação tem por objetivo melhorar as condições de desenvolvimento da família, principalmente de crianças, adolescentes, gestantes e nutrizes. QUAIS SÃO: Na área de educação: as famílias beneficiárias do PBF que tenham crianças e adolescentes com idade entre 6 e 15 anos devem garantir uma frequência mínima na escola de 85% e, para adolescentes de 16 e 17, frequência de 75%. Na área de saúde: as famílias devem garantir que as crianças menores de sete anos mantenham o calendário de vacinação atualizado que e as mulheres gestantes façam o pré-natal e participem de atividades nas unidades de saúde. Sobre gestão de condicionalidades e benefícios do PBF, é importante você saber: O SICON é a ferramenta de apoio à gestão de condicionalidades e acompanhamento familiar de saúde e educação. É também fonte de informação sobre descumprimento de condicionalidades com repercussão nos benefícios e deve ser utilizada para fazer o registro do acompanhamento familiar, a verificação do histórico da família quanto às condicionalidades e para o Recurso Administrativo; O SICON envia os dados para que sejam feitas as repercussões no SIBEC; São repercussões de condicionalidades em benefícios: o bloqueio, a suspensão e o cancelamento; O bloqueio por descumprimento impede o saque de uma parcela durante 30 dias, sendo que esta fica liberada no mês seguinte; A suspensão por descumprimento reiterado de condicionalidades impede o saque do benefício durante 60 dias. Neste caso, as parcelas suspensas não serão disponibilizadas no mês seguinte; 10

11 O acompanhamento de famílias com crianças ou jovens não localizados na escola, ou ainda, sem informação de acompanhamento escolar, também poderão repercutir no pagamento dos benefícios do PBF. Para que todos os procedimentos aqui tratados possam resultar na geração da folha de pagamentos do PBF existe o Calendário Operacional do Programa. O calendário define as datas para cada um dos procedimentos aqui tratados. Nele, é possível conhecer as datas limites para que a inscrição de novas famílias no Cadastro Único tenha efeito no processo de habilitação ao PBF; saber quando as atualizações comandadas irão repercutir nos benefícios das famílias; conhecer as datas de geração da folha de pagamentos, dentre outras informações. O calendário operacional é disponibilizado pela CAIA no SIBEC. Para conhecer mais a respeito do Calendário Operacional, dos procedimentos de gestão de benefícios do Programa Bolsa Família e da utilização das funcionalidades do SIBEC, você deve acessar Portal EAD/MDS ( onde será disponibilizado um curso a distância que abordará os temas: Módulo 1 Cadastro, PBF e Gestão de Benefícios Módulo 2 SIBEC (Sistema de Benefícios ao Cidadão) Módulo 3 Conhecendo os módulos do SIBEC Módulo 4 Módulo Infraestrutura Módulo 5 Relatório da Folha de Pagamento O curso é autoinstrucional, isto é, não haverá o apoio de tutoria especializada para o estudo do conteúdo, o que exigirá do participante um bom nível de independência, capacidade de organização e disciplina. Consulte também o material disponibilizado na biblioteca do EAD. A CAPACITAÇÃO EAD é gratuita! SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA - SIGPBF Sistema onde ficam armazenadas as principais informações gerenciais do Programa Bolsa Família, com acesso no site do MDS ( O SIGPBF contém vários aplicativos de gestão do PBF e disponibiliza dados das equipes da gestão do Programa nas três esferas de governo. As listas das famílias que estão em processo de Averiguação Cadastral e de Revisão Cadastral são disponibilizadas no SIGPBF, bem como, o Sistema de Condicionalidades (SICON) e aplicativos do Cadastro Único (CECAD, SIMAC Questionário). Para acessar o SIGPBF é preciso ter login e senha. No primeiro acesso, no caso do gestor municipal, a senha e o login são gerados automaticamente, para o endereço de cadastrado no formulário de solicitação de mudanças de gestor municipal, disponível no próprio SIGPBF acesso público. 11

12 O gestor municipal é quem cadastra e atribui os perfis necessários para os demais usuários do municipio exercerem as atividades do dia-a-dia. ATENÇÃO: Para mais informações O SIGPBF não será abordado na capacitação presencial do SIBEC. Para mais informações acesse o Portal EAD/MDS ( e faça os cursos a distância gratuitos sobre esse tema. Você revisitou neste Guia alguns dos principais conceitos da Gestão do PBF. Participe do EAD para complementar os estudos feitos na Capacitação Presencial do Sibec. BOA AULA! 12

Programa Bolsa Família e Cadastro Único para Programas Sociais. Guia Rápido. O que os municípios devem fazer nos primeiros 60 dias de gestão

Programa Bolsa Família e Cadastro Único para Programas Sociais. Guia Rápido. O que os municípios devem fazer nos primeiros 60 dias de gestão Programa Bolsa Família e Cadastro Único para Programas Sociais Guia Rápido O que os municípios devem fazer nos primeiros 60 dias de gestão Janeiro de 2013 Apresentação Enfrentar a pobreza e as desigualdades

Leia mais

Programa Bolsa Família Gestão das Condicionalidades SICON

Programa Bolsa Família Gestão das Condicionalidades SICON Programa Bolsa Família Gestão das Condicionalidades SICON CONDICIONALIDADES O QUE SÃO Compromissos assumidos pelo poder público (em especial) e pelas famílias beneficiárias nas áreas de Saúde e Educação.

Leia mais

Gestão de benefícios depende da correta elaboração de ofício e do preenchimento do FPGB

Gestão de benefícios depende da correta elaboração de ofício e do preenchimento do FPGB N 80 24 de maio de 2007 Gestão de benefícios depende da correta elaboração de ofício e do preenchimento do FPGB MDS orienta os municípios sobre a elaboração do documento e sobre o preenchimento do Formulário

Leia mais

Guias e Manuais. Gestão de Benefícios. do Programa Bolsa Família VOLUME I. Programa Bolsa Família

Guias e Manuais. Gestão de Benefícios. do Programa Bolsa Família VOLUME I. Programa Bolsa Família Guias e Manuais 2010 Gestão de Benefícios do Programa Bolsa Família VOLUME I Programa Bolsa Família Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Manual de Gestão de Benefícios Volume I Concessão

Leia mais

Acompanhamento Familiar Programa Bolsa Família

Acompanhamento Familiar Programa Bolsa Família Acompanhamento Familiar Programa Bolsa Família 3 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Acompanhamento Familiar Programa Bolsa Família Brasília, 2009 2009 Ministério do Desenvolvimento

Leia mais

O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Presidência da República Controladoria-Geral da União O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA O Programa Bolsa Família foi instituído pelo Governo Federal, pela Lei nº 10.836, de 9 de janeiro

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA MUNICÍPIO: ESTADO: DATA: / / PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA MUNICÍPIO: ESTADO: DATA: / / PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Este questionário tem por objetivo fazer com que a sociedade participe da gestão pública, exercendo controle sobre as despesas efetuadas e orientando aos órgãos do

Leia mais

Gestão de condicionalidades

Gestão de condicionalidades Gestão de condicionalidades Condicionalidades no contexto de políticas públicas universais As condicionalidades são compromissos da família e do poder público O acesso aos serviços de saúde e educação

Leia mais

Cadastro Único e Programa Bolsa Família

Cadastro Único e Programa Bolsa Família Cadastro Único e Programa Bolsa Família Letícia Bartholo Secretária Adjunta Abril de 2014 A Secretaria A Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (Senarc) é responsável pela gestão, em nível nacional,

Leia mais

DESCUMPRIMENTO DAS CONDICIONALIDADES DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

DESCUMPRIMENTO DAS CONDICIONALIDADES DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA DESCUMPRIMENTO DAS CONDICIONALIDADES DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) é responsável por sistematizar os resultados do acompanhamento das condicionalidades

Leia mais

PORTARIA Nº 321, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008

PORTARIA Nº 321, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008 PORTARIA Nº 321, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008 Regulamenta a gestão das condicionalidades do Programa Bolsa Família, revoga a Portaria/MDS nº 551, de 9 de novembro de 2005, e dá outras providências. O MINISTRO

Leia mais

FAQ Perguntas mais frequentes

FAQ Perguntas mais frequentes FAQ Perguntas mais frequentes Dezembro de 2014 Sumário 1. O que é o Programa Renda Melhor?... 4 2. Qual o objetivo do Renda Melhor?... 4 3. Quem tem direito a participar do Renda Melhor?... 4 4. Quais

Leia mais

Reeditada em, 03 de novembro de 2011.

Reeditada em, 03 de novembro de 2011. Instrução Operacional nº 44 SENARC/MDS Brasília, 29 de abril de 2011. Assunto: Orienta os municípios sobre os procedimentos para averiguação de famílias identificadas em processo de auditorias com indícios

Leia mais

O Protocolo de Gestão Integrada e o Acompanhamento das Famílias PBF no Sicon. Encontro Regional do Congemas Região Nordeste

O Protocolo de Gestão Integrada e o Acompanhamento das Famílias PBF no Sicon. Encontro Regional do Congemas Região Nordeste O Protocolo de Gestão Integrada e o Acompanhamento das Famílias PBF no Sicon Encontro Regional do Congemas Região Nordeste Camaçari, 31 de outubro de 2012 Programa Bolsa Família Transferência de renda

Leia mais

GABINETE DA MINISTRA PORTARIA No- 251, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012

GABINETE DA MINISTRA PORTARIA No- 251, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012 GABINETE DA MINISTRA PORTARIA No- 251, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012 Regulamenta a gestão das condicionalidades do Programa Bolsa Família, revoga a portaria GM/MDS nº 321, de 29 de setembro de 2008, e dá outras

Leia mais

Guia de Atuação Das Instâncias de Controle Social do Programa Bolsa Família

Guia de Atuação Das Instâncias de Controle Social do Programa Bolsa Família Guia de Atuação Das Instâncias de Controle Social do Programa Bolsa Família Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) Brasília 2006 2006 Ministério

Leia mais

Recurso no Sistema de Condicionalidades (Sicon)

Recurso no Sistema de Condicionalidades (Sicon) Recurso no Sistema de Condicionalidades (Sicon) Recurso no Sicon Objetivo do tutorial Orientar aos gestores do Programa Bolsa Família (PBF) sobre os procedimentos para o registro e a avaliação de um recurso

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO MÓDULO DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS APLICATIVO UPLOAD /DOWNLOAD VERSÃO 1.1 BRASÍLIA DF Agosto/2015 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

BOLSA FAMÍLIA TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À ASSISTÊNCIA SOCIAL

BOLSA FAMÍLIA TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À ASSISTÊNCIA SOCIAL BOLSA FAMÍLIA TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À ASSISTÊNCIA SOCIAL 1 2 BOLSA FAMÍLIA TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À

Leia mais

BOLSA FAMÍLIA À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À ASSISTÊNCIA SOCIAL TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO

BOLSA FAMÍLIA À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À ASSISTÊNCIA SOCIAL TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO BOLSA FAMÍLIA TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À ASSISTÊNCIA SOCIAL 1 2 BOLSA FAMÍLIA TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À

Leia mais

A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma:

A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma: CONDICIONALIDADES DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA ATORES RESPONSÁVEIS PELA GESTÃO A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma:» Intersetorial: com os responsáveis

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF APLICATIVO DE FORMULÁRIOS GUIA DE NAVEGAÇÃO PERFIL MUNICÍPIO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Abril de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

Perguntas e Respostas mais Frequentes FAQ (Frequently Asked Questions) Acompanhamento da Frequência Escolar

Perguntas e Respostas mais Frequentes FAQ (Frequently Asked Questions) Acompanhamento da Frequência Escolar P0 Perguntas e Respostas mais Frequentes FAQ (Frequently Asked Questions) Acompanhamento da Frequência Escolar P1 ÍNDICE DE PERGUNTAS 1 P2 2 P3 3 P3 4 P4 5 P5 6 P6 7 P7 8 P8 09 P9 10 P9 11 p9 12 P11 13

Leia mais

TEXTO 3 O SICON: PASSO A PASSO PARA VIABILIZAÇÃO DA SEGURANÇA DE RENDA DAS FAMÍLIAS EM DESCUMPRIMENTO DE CONDICIONALIDADES NO ÂMBITO DO SUAS 1.

TEXTO 3 O SICON: PASSO A PASSO PARA VIABILIZAÇÃO DA SEGURANÇA DE RENDA DAS FAMÍLIAS EM DESCUMPRIMENTO DE CONDICIONALIDADES NO ÂMBITO DO SUAS 1. TEXTO 3 O SICON: PASSO A PASSO PARA VIABILIZAÇÃO DA SEGURANÇA DE RENDA DAS FAMÍLIAS EM DESCUMPRIMENTO DE CONDICIONALIDADES NO ÂMBITO DO SUAS 1. Nosso estudo, até o momento, vem trazendo elementos essenciais

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 545/2009.

LEI MUNICIPAL Nº 545/2009. LEI MUNICIPAL Nº 545/2009. EMENTA: INSTITUI O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA, NA EMANCIPAÇÃO SUSTENTADA DAS FAMÍLIAS QUE VIVEM EM SITUAÇÃO DE EXTREMA POBREZA, CRIA O CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA,

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE COLETA, INCLUSÃO, ATUALIZAÇÃO E REVALIDAÇÃO DOS DADOS CADASTRAIS

PROCEDIMENTOS DE COLETA, INCLUSÃO, ATUALIZAÇÃO E REVALIDAÇÃO DOS DADOS CADASTRAIS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/SENARC/MDS, de 26 de Agosto de 2011. Estabelece as definições técnicas e os procedimentos operacionais necessários para a utilização da Versão 7 dos Formulários e do Sistema

Leia mais

Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família

Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família Desde o dia 01 de dezembro, o novo sistema de Gestão do Programa Bolsa Família (SIGPBF) do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) está disponível para os

Leia mais

Municípios já podem realizar revisão cadastral dos beneficiários do PBF de 2010

Municípios já podem realizar revisão cadastral dos beneficiários do PBF de 2010 Nº 205 28 de janeiro de 2010 Municípios já podem realizar revisão cadastral dos beneficiários do PBF de 2010 Lista dos beneficiários que devem ter o cadastro atualizado já está disponível na Central de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARIBARA CEARÁ CADASTRO ÚNICO DE JAGUARIBARA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARIBARA CEARÁ CADASTRO ÚNICO DE JAGUARIBARA Secretária Municipal de Assistência Social SMAS Karla Rejanne Queirós Guedes PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARIBARA CEARÁ CADASTRO ÚNICO DE JAGUARIBARA Equipe do Cadastro Único Adelina Maria Bezerra Peixoto

Leia mais

Guias e Manuais. Exercendo o. Controle Social. do Programa Bolsa Família. Programa Bolsa Família

Guias e Manuais. Exercendo o. Controle Social. do Programa Bolsa Família. Programa Bolsa Família Guias e Manuais 2010 Exercendo o Controle Social do Programa Bolsa Família Programa Bolsa Família Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) Exercendo o Controle Social do Programa Bolsa

Leia mais

PORTARIA GM/MDS Nº 551, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2005

PORTARIA GM/MDS Nº 551, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2005 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME PORTARIA GM/MDS Nº 551, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2005 (Publicada no DOU nº 217, de 11 de novembro de 2005) Regulamenta a gestão das condicionalidades do

Leia mais

PROGRAMA RENDA MELHOR

PROGRAMA RENDA MELHOR PROGRAMA FAQ Perguntas e Respostas Mais Frequentes Emissão em 17/02/2014. Rio de Janeiro Fevereiro/14 www.prm.rj.gov.br Sumário 1. O que é o Programa Renda Melhor?... 4 2. Qual o objetivo do Renda Melhor?...

Leia mais

Condicionalidades do Programa Bolsa Família Intersetorialidade na gestão integrada entre serviços e renda CONGEMAS Rio Verde/GO

Condicionalidades do Programa Bolsa Família Intersetorialidade na gestão integrada entre serviços e renda CONGEMAS Rio Verde/GO Condicionalidades do Programa Bolsa Família Intersetorialidade na gestão integrada entre serviços e renda CONGEMAS Rio Verde/GO Daniel Ximenes Diretor do Departamento de Condicionalidades 2ª DIMENSÃO PROGRAMA

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 6 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.013, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2009. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,

Leia mais

05) Um mesmo assinante poderá ter em casa o acesso normal do STFC e o AICE? - O assinante poderá ter somente um AICE e poderá ter outro plano.

05) Um mesmo assinante poderá ter em casa o acesso normal do STFC e o AICE? - O assinante poderá ter somente um AICE e poderá ter outro plano. 01) O que é AICE? Significa Acesso Individual Classe Especial. É um Plano básico e com regulamentação própria (Regulamentado pela Resolução Nº 586, da ANATEL, de 05 de abril de 2012). Modalidade de telefonia

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO. Versão do Guia: 1.1

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO. Versão do Guia: 1.1 SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Fevereiro de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Instrução Operacional nº 31 SENARC/MDS Brasília, 17 de julho de 2009. Reeditada em 04 de janeiro de 2010. Assunto: Orienta quanto aos procedimentos necessários para regularização da situação das famílias

Leia mais

Guia de Ambientação Março/2011

Guia de Ambientação Março/2011 Guia de Ambientação Março/2011 APRESENTAÇÃO Caro cursista, Bem vindo ao Guia de Ambientação. Este documento é dirigido a você, participante. Com ele, você conhecerá como está estruturada a interface de

Leia mais

Encontro Regional do Congemas Região Nordeste. Cadastro Único

Encontro Regional do Congemas Região Nordeste. Cadastro Único Encontro Regional do Congemas Região Nordeste Cadastro Único Camaçari/BA, 31 de outubro de 2012 I. Sistema de Cadastro Único - Versão 7 II. Guardião V7 Sistema de Monitoramento da disponibilidade e performance

Leia mais

Programa Bolsa Família: Avanço recentes e principais resultados

Programa Bolsa Família: Avanço recentes e principais resultados Programa Bolsa Família: Avanço recentes e principais resultados Luis Henrique Paiva Secretário Nacional de Renda de Cidadania Dezembro de 2014 2011-2014: Ciclo de Aperfeiçoamento do PBF e do Cadastro Único

Leia mais

A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA NA CONSTRUÇÃO DE UM REGISTRO ÚNICO

A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA NA CONSTRUÇÃO DE UM REGISTRO ÚNICO A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA NA CONSTRUÇÃO DE UM REGISTRO ÚNICO Com um registro único para programas sociais é possível saber quem são as pessoas mais vulneráveis, suas necessidades e onde elas moram. É possível

Leia mais

Histórico da transferência de renda com condicionalidades no Brasil

Histórico da transferência de renda com condicionalidades no Brasil Brasil População: 184 milhões habitantes Área: 8.514.215,3 km² República Federativa com 3 esferas de governo: Governo Federal, 26 estados, 1 Distrito Federal e 5.565 municípios População pobre: 11 milhões

Leia mais

Sicon. Manual do Usuário

Sicon. Manual do Usuário 1 Sistema de Condicionalidades Sicon Manual do Usuário Versão 4.5 Março de 2013 2 Sumário Sumário... 2 Apresentação... 4 1. Objetivos... 5 2. O Usuário do Sicon... 6 2.1. Quem pode ser Usuário do Sicon?...

Leia mais

CECAD Consulta Extração Seleção de Informações do CADÚNICO. Caio Nakashima Março 2012

CECAD Consulta Extração Seleção de Informações do CADÚNICO. Caio Nakashima Março 2012 CECAD Consulta Extração Seleção de Informações do CADÚNICO Caio Nakashima Março 2012 Introdução O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal é o principal instrumento de identificação e seleção

Leia mais

Programa Bolsa Família no Município de Manaus

Programa Bolsa Família no Município de Manaus SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE APOIO A GESTÃO ESCOLAR GERÊNCIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES E PROGRAMAS ESPECIAIS Programa

Leia mais

II. Envio dos públicos (listagens) para acompanhamento aos parceiros da saúde e educação;

II. Envio dos públicos (listagens) para acompanhamento aos parceiros da saúde e educação; CONDICIONALIDADE DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA COMO FUNCIONA? A gestão de condicionalidades compreende um conjunto de ações em diferentes períodos visando ao acompanhamento dos compromissos nas áreas de educação

Leia mais

Guias e Manuais. Orientações para a Fiscalização e Controle Social do Programa Bolsa Família. Programa Bolsa Família

Guias e Manuais. Orientações para a Fiscalização e Controle Social do Programa Bolsa Família. Programa Bolsa Família Guias e Manuais 2010 Orientações para a Fiscalização e Controle Social do Programa Bolsa Família Programa Bolsa Família Orientações para a fiscalização e Controle Social do Programa Bolsa Família Brasília

Leia mais

Programa Bolsa Família (PBF)

Programa Bolsa Família (PBF) FICHA DE PROGRAMA Área temática: Transferência de renda. 1. SUMÁRIO EXECUTIVO Programa Bolsa Família (PBF) DATA DE ATUALIZAÇÃO: 23/06/2015 O Programa Bolsa Família (PBF) é um programa de transferência

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Programa Bolsa Família AGENDA DA FAMÍLIA DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Copyright 2009 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Todos os direitos

Leia mais

Gestão Municipal do Cadastro Único. Programa Bolsa Família

Gestão Municipal do Cadastro Único. Programa Bolsa Família Gestão Municipal do Cadastro Único e Programa Bolsa Família Gestora Olegna Andrea da Silva Entrevistadora e Operadora de Cadastro Ana Paula Gonçalves de Oliveira A porta de entrada para receber os bene?cios

Leia mais

Lei 17.734/13 Criação do Programa Família Paranaense Decreto 5968/13 Art. 19 da Lei Transferência Direta de Renda Deliberação 096/13 Transferência de

Lei 17.734/13 Criação do Programa Família Paranaense Decreto 5968/13 Art. 19 da Lei Transferência Direta de Renda Deliberação 096/13 Transferência de Lei 17.734/13 Criação do Programa Família Paranaense Decreto 5968/13 Art. 19 da Lei Transferência Direta de Renda Deliberação 096/13 Transferência de Renda Estadual Direta às Famílias Acordo de Cooperação

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO DE SOLICITAÇÃO DE FORMULÁRIOS (SASF) USUÁRIOS MUNICIPAIS VERSÃO 1.1 BRASÍLIA DF Agosto/2015 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais

Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais Informe nº 7 Informações sobre a transferência dos recursos às famílias beneficiárias O que é o Programa de Fomento? O Programa de Fomento surgiu a partir

Leia mais

Município: JOÃO PESSOA / PB

Município: JOÃO PESSOA / PB O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público definido como prioritário foi o dos brasileiros que estavam em situação de

Leia mais

CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 INCLUSÃO E MANUTENÇÃO DE USUÁRIOS

CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 INCLUSÃO E MANUTENÇÃO DE USUÁRIOS CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 INCLUSÃO E MANUTENÇÃO DE USUÁRIOS Para a prefeitura foi definido dois tipos de usuários: Usuário máster e Usuário Final. O cadastramento para acesso ao CadÚnico V7 é feita

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL SEADES. Teotonio Brandão Vilela Filho GOVERNADOR DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL SEADES. Teotonio Brandão Vilela Filho GOVERNADOR DO ESTADO ORIENTAÇÕES GERAIS GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL SEADES Teotonio Brandão Vilela Filho GOVERNADOR DO ESTADO Solange Bentes Jurema SECRETÁRIA DE

Leia mais

Programa Bolsa Família

Programa Bolsa Família Programa Bolsa Família Programa Bolsa Família Transferência condicionada de renda Objetivos Focalizado Condicionado Entrega de recursos diretamente à família por intermédio de cartão magnético 1) Alívio

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES. Programa Auto Emprego Tecnológico, denominado de PAEtec BOLSA TECNOLÓGICA CIDADÃ 1

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES. Programa Auto Emprego Tecnológico, denominado de PAEtec BOLSA TECNOLÓGICA CIDADÃ 1 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES Programa Auto Emprego Tecnológico, denominado de PAEtec BOLSA TECNOLÓGICA CIDADÃ 1 01. Como posso solicitar o PAEtec BOLSA TECNOLÓGICA CIDADÃ? R: Alunos matriculados no 3º ano

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME DOU de 27/08/2015 (nº 164, Seção 1, pág. 73) GABINETE DA MINISTRA PORTARIA Nº 81, DE 25 DE AGOSTO DE 2015 Altera as Portarias nº 754, de 20 de outubro

Leia mais

PORTARIA Nº 754, DE 20 DE OUTUBRO DE 2010

PORTARIA Nº 754, DE 20 DE OUTUBRO DE 2010 PORTARIA Nº 754, DE 20 DE OUTUBRO DE 2010 Estabelece ações, normas, critérios e procedimentos para o apoio à gestão e execução descentralizadas do Programa Bolsa Família, no âmbito dos municípios, e dá

Leia mais

PROGRAMA. Bolsa Família Guia do Gestor

PROGRAMA. Bolsa Família Guia do Gestor PROGRAMA Bolsa Família Guia do Gestor Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Brasília, 2006 2006 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO ADESÃO ESTADUAL VERSÃO 1.1 BRASÍLIA DF Agosto/2015 2011 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Permitida a reprodução,

Leia mais

Controladoria-Geral da União

Controladoria-Geral da União Controladoria-Geral da União Secretaria de Prevenção da Corrupção e Informações Estratégicas Programa Bolsa Família Orientações para acompanhamento das ações do Programa Bolsa Família Coleção Olho Vivo

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania QUESTIONÁRIO SOBRE A ATUAÇÃO DAS INSTÂNCIAS DE CONTROLE SOCIAL DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA - ICS MANUAL DE

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro Edição Número 251 de 30/12/2005 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N o 666, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2005 Disciplina a integração entre

Leia mais

Controladoria-Geral da União

Controladoria-Geral da União Controladoria-Geral da União Secretaria de Prevenção da Corrupção e Informações Estratégicas Programa Bolsa Família Orientações para acompanhamento das ações do Programa Bolsa Família Coleção Olho Vivo

Leia mais

MDS DISPONIBILIZA RELATÓRIOS ATUALIZADOS DAS FAMÍLIAS PÚBLICO DA AVERIGUAÇÃO CADASTRAL E REVISÃO CADASTRAL 2015

MDS DISPONIBILIZA RELATÓRIOS ATUALIZADOS DAS FAMÍLIAS PÚBLICO DA AVERIGUAÇÃO CADASTRAL E REVISÃO CADASTRAL 2015 Prezado Coordenador do Programa Bolsa Família e Cadastro Único, Leia com atenção o comunicado operacional e socialize com a rede socioassistencial. Rio de Janeiro, 12 de Setembro de 2012. MDS DISPONIBILIZA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2012 Estabelece os critérios de concessão de acesso ao Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse SICONV. O SECRETÁRIO DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA

Leia mais

GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO MUNICIPAL DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO MUNICIPAL DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO MUNICIPAL DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA 17 a 23 de setembro de 2013 PROGRAMAÇÃO Assistencia Social HORÁRIO ATIVIDADE 8h00 às 9h00 Credenciamento e Café de Boas Vindas 9h15 às 10h00

Leia mais

1 INTRODUÇÃO. 1.2 Novo modelo operacional do Sistema do Cadastro Único

1 INTRODUÇÃO. 1.2 Novo modelo operacional do Sistema do Cadastro Único Instrução Operacional nº 35 SENARC/MDS Brasília, 15 de abril de 2010. Assunto: Divulga as orientações necessárias para a solicitação de cadastramento de usuários municipais no novo sistema de Cadastro

Leia mais

O BRASIL SEM MISÉRIA NO SEU MUNICÍPIO Município: VITÓRIA DA CONQUISTA / BA O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público

Leia mais

Guias e Manuais. Atuação das Instâncias de. Controle Social. Programa Bolsa Família

Guias e Manuais. Atuação das Instâncias de. Controle Social. Programa Bolsa Família Guias e Manuais 2010 Atuação das Instâncias de Controle Social Programa Bolsa Família Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (Senarc) Guia

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Instrução Operacional nº 27 SENARC/MDS Brasília, 22 janeiro de 2009. Divulga aos municípios orientações sobre a utilização do Sistema de Atendimento e Solicitação de Formulários (Sasf) 1 APRESENTAÇÃO O

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL - PETI

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL - PETI - PETI Este questionário tem por objetivo fazer com que a sociedade participe da gestão pública, exercendo controle sobre as despesas efetuadas e orientando aos órgãos do governo para que adotem medidas

Leia mais

Acompanhamento da Freqüência Escolar de Crianças e Jovens com Vulnerabilidade. Condicionalidades Bolsa Família

Acompanhamento da Freqüência Escolar de Crianças e Jovens com Vulnerabilidade. Condicionalidades Bolsa Família Acompanhamento da Freqüência Escolar de Crianças e Jovens com Vulnerabilidade Condicionalidades Bolsa Família 1) Constituição Federal: Frequência Escolar Marcos Legais -Art. 6º : Estabelece a educação

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DAS CONDICIONALIDADES PARA O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA.

A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DAS CONDICIONALIDADES PARA O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA. A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DAS CONDICIONALIDADES PARA O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA. PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Tra n s fe rê n c ia d e re n d a c o m c o n d ic io n a lid a d e s Ca ra c te rís tic a s : Fo c a

Leia mais

MANUAL DE SISTEMA. Página1

MANUAL DE SISTEMA. Página1 Página1 Página2 Sumário 1 Configurações Recomendadas... 3 2 Passo a Passo... 4 2.1. Visão inicial do Sistema Presença 4 2.2. Solicitar Acesso 5 2.3. Substituição do Operador Municipal Máster 7 2.4. Acessar

Leia mais

PROJETO DE INCLUSÃO BANCÁRIA DOS BENEFICIÁRIOS DO PBF

PROJETO DE INCLUSÃO BANCÁRIA DOS BENEFICIÁRIOS DO PBF INCLUSÃO BANCÁRIA 2 PROJETO DE INCLUSÃO BANCÁRIA DOS BENEFICIÁRIOS DO PBF CONCEITO A inclusão bancária é a ação conjunta do MDS e da CAIXA para incentivar a inserção dos beneficiários do Programa Bolsa

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Instrução Operacional nº 73/SENARC/MDS Brasília, 15 de janeiro de 2015. Assunto: Orienta os municípios sobre o processo de exclusão lógica dos cadastros desatualizados há mais de 48 meses, a ser realizado

Leia mais

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet.

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet. Olá! Você está recebendo as informações iniciais para utilizar o GEM (Software para Gestão Educacional) para gerenciar suas unidades escolares. O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF MANUAL DE NAVEGAÇÃO MÓDULO DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS APLICATIVO UPLOAD/DOWNLOAD Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Abril de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento

Leia mais

Tarifa Social de Energia Elétrica Conheça as novas regras do Programa!

Tarifa Social de Energia Elétrica Conheça as novas regras do Programa! Tarifa Social de Energia Elétrica Conheça as novas regras do Programa! 1FOLDER_TARIFA_SOCIAL_alt.indd 1 30/11/12 18:25 O que é a Tarifa Social de Energia Elétrica? São descontos na conta de energia elétrica

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

Sistema de Gestão de Benefícios - SGB

Sistema de Gestão de Benefícios - SGB MANUAL OPERACIIONAL Sistema de Gestão de Benefícios - SGB VERSÃO DO MANUAL V2.0 Secretaria Nacional de Renda e Cidadania - SENARC Departamento de Operação Coordenação-Geral de Benefícios - CGB Sistema

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 3.486/2005

LEI MUNICIPAL Nº 3.486/2005 LEI MUNICIPAL Nº 3.486/2005 Institui o COMITÊ DE CONTROLE SOCIAL DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA (PBF), e dá outras providências. CLÁUDIO KAISER, Prefeito Municipal de Taquara, Estado do Rio Grande do Sul, FAÇO

Leia mais

Manual de Operações Bolsa- Formação

Manual de Operações Bolsa- Formação Manual de Operações Bolsa- Formação Este manual destina-se aos usuários do Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica SISTEC, no que tange à gestão e operacionalização da Bolsa-Formação,

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro Precisamos reinventar a forma de ensinar e aprender, presencial e virtualmente, diante de tantas mudanças na sociedade e no mundo do trabalho. Os modelos tradicionais

Leia mais

ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4

ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4 ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 1.1 Seja Bem-Vindo!... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 1.2 Sobre o sistema... 3 1.3 Navegação... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4 2.1 Efetuar Login Internet... 4 2.1.1 Efetuar

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL - AUXILIO TRANSPORTE APROVADO PELA RESOLUÇÃO N.º 022/2011 DO CONSELHO SUPERIOR/IFMA

PROCESSO SELETIVO PARA A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL - AUXILIO TRANSPORTE APROVADO PELA RESOLUÇÃO N.º 022/2011 DO CONSELHO SUPERIOR/IFMA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO CAMPUS ALCÂNTARA NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA AO EDUCANDO PROCESSO SELETIVO PARA

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Instrução Operacional Conjunta SENARC/SNAS/MDS nº 06 de 29 de outubro de 2010. Assunto: Estabelece instruções para a inserção, no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único),

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 Versão Preliminar 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...4 1.1 Apresentação...4 1.2 Organização e uso do manual...4 1.3 Dúvidas e canais de atendimento...4 2 VISÃO GERAL

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania 1) RECURSOS DO IGD-M PERGUNTA: Sobre os recursos do IGD-M referentes a dezembro de 2011, mas que só foram creditados na conta em janeiro de 2012, o gestor pode gastar esse recurso normalmente ou terá que

Leia mais

GESTÃO DE CONDICIONALIDADES

GESTÃO DE CONDICIONALIDADES PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GESTÃO DE CONDICIONALIDADES PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Programa de transferência de renda diretamente às famílias pobres, que vincula o recebimento do auxílio financeiro ao cumprimento

Leia mais

AdminIP. Manual do Usuário Módulo Administrador IES

AdminIP. Manual do Usuário Módulo Administrador IES 2 AdminIP Manual do Usuário Módulo Administrador IES Brasília 2012 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 4 1 SISTEMA ADMINIP... 4 1.1 O que é o AdminIP?... 4 1.2 Quem opera?... 4 1.3 Onde acessar?... 5 1.4 Como acessar?...

Leia mais

O Programa Bolsa Família

O Programa Bolsa Família Painel sobre Programas de Garantia de Renda O Programa Bolsa Família Patrus Ananias de Sousa Ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome República Federativa do Brasil Comissão de Emprego e Política

Leia mais

Aos servidores públicos atuantes nas áreas do secretariado e assessoramento e/ou aos demais interessados

Aos servidores públicos atuantes nas áreas do secretariado e assessoramento e/ou aos demais interessados EDITAL Nº 67/2013 CHAMAMENTO PARA INSCRIÇÃO CURSO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EAD GESTÃO DE ROTINAS PARA PROFISSIONAS DE SECRETARIADO E ASSESSORES NA GESTÃO PÚBLICA - EAD 1. APRESENTAÇÃO DO CURSO Atualmente

Leia mais

PROGRAMAS DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 03/2015

PROGRAMAS DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 03/2015 PROGRAMAS DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 03/2015 O Coordenador de Ensino do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, Campus Avançado Cabedelo Centro, no uso de suas

Leia mais

TEXTO 2 A EFETIVAÇÃO DO ACOMPANHAMENTO FAMILIAR: AS ATRIBUIÇÕES DA GESTÃO E DAS EQUIPES MUNICIPAIS. 1.

TEXTO 2 A EFETIVAÇÃO DO ACOMPANHAMENTO FAMILIAR: AS ATRIBUIÇÕES DA GESTÃO E DAS EQUIPES MUNICIPAIS. 1. TEXTO 2 A EFETIVAÇÃO DO ACOMPANHAMENTO FAMILIAR: AS ATRIBUIÇÕES DA GESTÃO E DAS EQUIPES MUNICIPAIS. 1. Com base no estudo do texto anterior, pode-se constatar que o Bolsa Família pode ser compreendido

Leia mais

ORIENTAÇÕES 1- DECLARAR A ÚLTIMA ALTERAÇÃO CONTRATUAL CONSOLIDAÇÃO CONTRATUAL

ORIENTAÇÕES 1- DECLARAR A ÚLTIMA ALTERAÇÃO CONTRATUAL CONSOLIDAÇÃO CONTRATUAL ORIENTAÇÕES 1- DECLARAR A ÚLTIMA ALTERAÇÃO CONTRATUAL CONSOLIDAÇÃO CONTRATUAL (Ou o último documento de atualização de dados conforme o tipo de pessoa jurídica): 1.1- Antes de iniciar o processo de alteração

Leia mais

Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda

Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda Mesa: Cadastro Único, Bolsa Família e Brasil sem Miséria. Cadastro Único É um mapa representativo

Leia mais