IMPOSTO DE RENDA IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IMPOSTO DE RENDA IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA"

Transcrição

1 IMPOSTO DE RENDA IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

2 IMPOSTO l ELEMENTOS DO IMPOSTO: INCIDÊNCIA FATO GERADOR PERÍODO DE APURAÇÃO BASE DE CÁLCULO ALÍQUOTA

3 INCIDÊNCIA l IRPF - É o imposto que incide sobre o produto do capital, do trabalho ou da combinação de ambos, dos alimentos e pensões, dos proventos de qualquer natureza, bem como os acréscimos patrimoniais não declarados. Observe que não se trata de tributação apenas da renda, mas dos proventos de qualquer natureza.

4 FATO GERADOR l É o fato que, em ocorrendo conforme previsto na lei tributária, faz nascer a obrigação tributária. Exemplo: IRRF - Recebimento de salários.

5 PERÍODO DE APURAÇÃO l É o período de tempo correspondente a cada apuração do imposto. IRPF - anual. Exemplo:

6 BASE DE CÁLCULO l É o valor sobre o qual haverá incidência do imposto. Exemplo: IRPF (Mod. completo) - salário menos as despesas dedutíveis ( dependentes, desp. médicas, etc.); IRPF (Desconto padrão) - Rendimentos totais menos o desconto padrão (20%, limitado a R$ ,60)

7 TABELA PROGRESSIVA TABELA MENSAL Base de Cálculo Alíquota Parcela a deduzir Até R$1.637,11 0% de 1.637,11 a 2.453,50 7,50% R$ 122,78 de 2.453,50 a 3.271,38 15% R$ 306,79 de 3.271,38 a 4.087,65 22,50% R$552,14 Acima de 4.087,65 27,50% R$756,53

8 ALÍQUOTA l É o percentual que se aplica sobre a base de cálculo para se apurar o imposto. Exemplo: IRPF 7,5%, 15%, 22,5% ou 27,5%

9 RENDIMENTO ISENTO l É o rendimento não sujeito ao pagamento do imposto. Ex.: Recebimento de aposentadoria até R$ 1.637,11 para maiores de 65 anos. Lucro distribuído Aposentadoria por moléstia grave

10 RENDIMENTO TRIBUTÁVEL l É o rendimento que está sujeito à incidência do imposto e que entra no cálculo do imposto na declaração de ajuste. Exemplo: salários, aluguéis, etc.

11 RENDIMENTO SUJEITO À TRIBUTAÇÃO EXCLUSIVA l É o rendimento que é tributável mas não é incluído no cálculo do imposto, na declaração de ajuste. O imposto é definitivo Exemplo: Lucro na venda de imóveis, 13º Salário.

12 IMPOSTO RETIDO NA FONTE l Quando você recebe o salário de uma empresa (fonte pagadora), ela é a responsável pelo recolhimento do imposto. Ela retém o imposto do seu salário e repassa para a Receita. Por isso chama-se IRRF.

13 CARNÊ-LEÃO l Quando você recebe rendimento (aluguel) de outra pessoa física, o responsável pelo recolhimento do imposto é você. l Neste caso você calcula o imposto e recolhe até o último dia útil do mês seguinte. Este imposto chama-se carnê-leão.

14 DECLARAÇÃO DE AJUSTE l FINALIDADES: APURAR O IMPOSTO DEVIDO NO ANO; APURAR O I.R. A PAGAR OU RESTITUIR; DECLARAR OS BENS DO CONTRIBUINTE; VERIFICAR A VARIAÇÃO PATRIMONIAL; CONFRONTAR ESSA VARIAÇÃO COM OS RENDIMENTOS DISPONÍVEIS;

15 DECLARAÇÃO DE AJUSTE l QUEM ESTÁ OBRIGADO? Recebeu rend. tributáveis > R$24.556,65; rend. Isentos e excl. fonte > R$40.000,00; Posse ou prop. de bens > R$ ,00; Passou a cond. de residente no Brasil; Apurou ganho de capital sujeito ao I.R.; Optou pela isenção prevista na Lei do Bem; Atividade Rural: l receita bruta > R$ ,25; l deseja compensar prejuízo.

16 DECLARAÇÃO DE AJUSTE l ONDE FAZER? COMPUTADOR l PROGRAMA IRPF/2013

17 DECLARAÇÃO DE AJUSTE l ONDE ENTREGAR PEN DRIVE OU CD l BB E CEF INTERNET

18 DECLARAÇÃO DE AJUSTE l PRAZO PARA ENTREGA 01 DE MARÇO A 30 DE ABRIL l MULTA A entrega fora do prazo, sujeita o cont. à multa de 1% ao mês ou fração de atraso, calculada sobre o I.R. devido, até o màximo de 20%, não sendo inferior a R$ 165,74. Lançamento automático

19 DEPENDENTES CÔNJUGE OU COMPANHEIRO(A) FILHO(A) ATÉ 21 ANOS, OU 24 ANOS SE UNIVERSITÁRIO OU CURSO TÉCNICO; IRMÃO, NETO OU BISNETO (C/ GUARDA JUDICIAL) ATÉ 21 ANOS (OU 24 ANOS); PAIS, AVÓS E BISAVÓS MENOR POBRE ATÉ 21 ANOS (GUARDA); PESSOA ABSOLUTAMENTE INCAPAZ.

20 PAGAMENTOS l RELACIONAR: Todos os pagamentos feitos a pessoas físicas; Os pagamentos a empresas, somente as despesas dedutíveis.

21 BENS E DIREITOS l DISCRIMINAÇÃO: Descreva o bem, retratando a sua situação durante o ano de l ANO DE 2011: Informe o valor constante da declaração do ano anterior. l ANO DE 2012: Informe a situação do bem em 31/12/12. Caso não fez benfeitoria, repetir o valor.

22 RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS l RECEBIDOS DE PESSOA JURÍDICA; l RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA; l RECEBIDOS DO EXTERIOR; l RESULTADO TRIB. ATIV. RURAL

23 DESPESAS DEDUTÍVEIS l São as despesas que podem ser deduzidas do rendimento para se apurar a base de cálculo do imposto. Ex.: Dependentes*, previdência*, desp. médicas, com instrução, pensão alimentícia*, etc. *Na apuração mensal, somente algumas podem ser deduzidas.

24 DESPESAS DEDUTÍVEIS l DESPESAS MÉDICAS MÉDICOS, DENTISTAS, ETC. LABORATÓRIOS, PLANOS DE SAÚDE, ETC l PENSÃO ALIMENTÍCIA HOMOLOGADAS JUDICIALMENTE OU ESCRITURA PÚBLICA; RELACIONADAS C/ DIREITO DE FAMÍLIA l LIVRO CAIXA TRABALHO NÃO ASSALARIADO

25 DESPESAS DEDUTÍVEIS PREVIDÊNCIA OFICIAL l TOTALMENTE DEDUTÍVEL PREVIDÊNCIA PRIVADA E FAPI l LIMITE DE 12% DOS REND. TRIBUTÁVEIS DEPENDENTES l R$ 1.974,72 POR DEPENDENTE DESPESAS COM INSTRUÇÃO l LIMITE DE R$ 3.091,35 POR ALUNO; l PAGO A INST. DE ENSINO REGULAR

26 APURAÇÃO DO IMPOSTO l BASE DE CÁLCULO RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS MENOS AS DESPESAS DEDUTÍVEIS l TABELA PROGRESSIVA ANUAL Base de Cálculo Alíquota Parcela a deduzir Até R$19.645,32 0% de ,32 a ,00 7,50% R$ 1.473,36 de ,00 a ,56 15% R$ 3.681,48 de ,56 a ,80 22,50% R$6.625,68 Acima de ,80 27,50% R$9.078,36

27 APURAÇÃO DO IMPOSTO l OPÇÃO PELO DESCONTO PADRÃO A BASE DE CÁLCULO SERÁ O RENDIMENTO TRIBUTÁVEL MENOS O DESCONTO PADRÃO DE 20% LIMITADO A R$ ,60. O DESCONTO PADRÃO SUBSTITUI TODAS AS DESPESAS DEDUTÍVEIS.

28 Deduções do Imposto l ECA l Cultura l Idosos l Desporto l Áudio-visual Limite de 6% 31/12 ano anterior

29 Deduções do Imposto l PRONAS/PDC 1% l PRONON 1% l ECA Diretamente na Declaração 3% Entrega até 30 de abril DARF para o Fundo

30 APURAÇÃO DO IMPOSTO l IMPOSTO A PAGAR: Quando o imposto devido no ano for maior que a soma do imposto pago durante o ano (IRRF, carnê-leão, etc.) l IMPOSTO A RESTITUIR: Quando o imposto pago durante o ano for maior que o devido.

31 PAGAMENTO DO IMPOSTO l O Imposto poderá ser pago em até 8 quotas, desde que nenhuma seja inferior a R$ 50,00; l A partir da 2ª quota, há incidência de juros SELIC. l Possibilidade de programar o débito em conta.

32 RESTITUIÇÃO l O contribuinte com direito a restituição deve informar o nº da conta-corrente ou de poupança para o crédito da restituição.

33 EXEMPLO l Um contribuinte com salário de R$ 5.000,00 e um dependente, teremos: Deduções: l Previdência: R$ 550,00; l Dependentes: R$ 164,56 Base de Cálculo: l 5.000,00 715,00 = 4.285,00 Cálculo do imposto: l Tabela progressiva mensal

34 TABELA PROGRESSIVA TABELA MENSAL Base de Cálculo Alíquota Parcela a deduzir Até R$1.637,11 0% de 1.637,11 a 2.453,50 7,50% R$ 122,78 de 2.453,50 a 3.271,38 15% R$ 306,79 de 3.271,38 a 4.087,65 22,50% R$552,14 Acima de 4.087,65 27,50% R$756,53

35 EXEMPLO Imposto: l 4.285,00 X 27,5% = 1.178,37 756,53 = 421,84 l Alíquota efetiva: 8,43% Veja desmembrado: l 1ª parte = 1.637,11 X 0% = 0 l 2ª parte = 816,39 (2.453, ,11) X 7,5% = 61,23 l 3ª parte = 817,88 (3.271, ,50) X 15% = 122,68 l 4ª parte = 816,27 (4.087, ,38) X 22,5% = 183,66 l 5ªparte =197,35 (4.285, ,65) X 27,5%= 54,27 l Total = 61,23+122,68+183,66+54,27 = R$ 421,84

36 EXEMPLO l Rendimento (Salário):R$ ,00 l Deduções: Previdência - R$ 6.600,00; Dependentes - R$ 1.974,72; Instrução - R$ 3.091,35*; Médico - R$ 3.333,93. Previdência Privada 1.000,00* Total Deduções: R$ ,00 l Base de cálculo: , ,00 = ,00

37 APURAÇÃO DO IMPOSTO l BASE DE CÁLCULO RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS MENOS AS DESPESAS DEDUTÍVEIS l TABELA PROGRESSIVA ANUAL Base de Cálculo Alíquota Parcela a deduzir Até R$19.645,32 0% de ,32 a ,00 7,50% R$ 1.473,36 de ,00 a ,56 15% R$ 3.681,48 de ,56 a ,80 22,50% R$6.625,68 Acima de ,80 27,50% R$9.078,36

38 EXEMPLO l Base de cálculo: , ,00 = ,00 l Imposto: X 22,5% = 9.900, ,68 = Imposto devido R$ 3.274,32 IRRF = R$ 5.062,08 ( 421,84 X12) Imposto a Restituir: 5.062, ,32 = R$ 1.787,76

39 EXEMPLO l Um contribuinte com dois salários de R$ 2.500,00 cada, teremos: Supondo-se uma base de cálculo de R$ 2.140,00: Cálculo do imposto: l Tabela progressiva mensal

40 TABELA PROGRESSIVA TABELA MENSAL Base de Cálculo Alíquota Parcela a deduzir Até R$1.637,11 0% de 1.637,11 a 2.453,50 7,50% R$ 122,78 de 2.453,50 a 3.271,38 15% R$ 306,79 de 3.271,38 a 4.087,65 22,50% R$552,14 Acima de 4.087,65 27,50% R$756,53

41 EXEMPLO Imposto: l X 7,5% = 160,50 122,78 = 37,72 l Alíquota efetiva: 1,5% l Nos dois salários: 37,72 X 2 = 75,44 l No ano, teremos: 75,44 X 12 = 905,28 l IRRF = 905,28 l Se o I.R devido foi de R$ 3.274,32: l Imposto a pagar l 3.274,32 905,28 = 2.369,04 l R$

42

43 EXEMPLO l Se o Imposto devido no ano é R$ 3.274,32: O valor do imposto a ser retido mensalmente pra não ter restituição ou a pagar: R$ 3.274,32 / 12 = R$ 272,86 l No primeiro caso o imposto retido foi R$ 421,84 272,86= +148,98; portanto, R$ 148,98 maior do que deveria ser retido; l No segundo caso o imposto retido foi R$ 75,44 272,86 = -197,42 portanto, R$ 197,42 menor do que deveria ser retido.

44 Quem é o beneficiado?

45 Obrigado!!!

IRPF 2012 Cartilha IR 2012

IRPF 2012 Cartilha IR 2012 IRPF 2012 Cartilha IR 2012 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

Imposto de Renda Pessoa Física 2015

Imposto de Renda Pessoa Física 2015 Imposto de Renda Pessoa Física 2015 1 IRPF É um imposto federal brasileiro que incide sobre todas as pessoas que tenham obtido um ganho acima de um determinado valor mínimo. Anualmente este contribuinte

Leia mais

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011 IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011 Perguntas e Respostas 1. QUAL CONDIÇÃO TORNA A PESSOA FÍSICA OBRIGADA A APRESENTAR DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA? Está obrigado a apresentar a declaração,

Leia mais

Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte:

Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte: Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte: Observação: Como exemplo, será utilizado o Demonstrativo de Pagamento fictício apresentado abaixo, cuja competência é de junho de

Leia mais

LABORATÓRIO DE CONTABILIDADE

LABORATÓRIO DE CONTABILIDADE LABORATÓRIO DE CONTABILIDADE Prof. Cássio Marques da Silva 2015 IRPF 2015 Declaração de Ajuste Anual sobre o Imposto sobre a Renda Pessoa Física 1 IRPF - CARACTERÍSTICAS É um tributo federal; Incidente

Leia mais

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2 Guia de Declaração de IRPF 2011 Ano-calendário 2010 Previdência IR 2010 Prev e Cp_v2 Quem é obrigado a declarar? Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente

Leia mais

a d en e R d sto o p e Im 20 d eclaração Cartilha D 1

a d en e R d sto o p e Im 20 d eclaração Cartilha D 1 ÍNDICE 1. Obrigatoriedades... 3 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2014... 4 2.1 Formas de entrega... 4 2.2 Prazo de entrega... 4 2.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração... 4 3. Modelos de

Leia mais

b) receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40.

b) receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40. Vitória/ES, 23 de fevereiro de 2013. ORIENTAÇÕES PARA DECLARAÇÃO DO IRPF 2013 A partir do dia 1º março a Receita Federal começa a receber a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física.

Leia mais

Objetivo. Conteúdo. Imposto de Renda Pessoa Física. Rendimentos recebidos acumuladamente Palestra TRT 6ª Região

Objetivo. Conteúdo. Imposto de Renda Pessoa Física. Rendimentos recebidos acumuladamente Palestra TRT 6ª Região Imposto de Renda Pessoa Física Rendimentos recebidos acumuladamente Palestra TRT 6ª Região Alexandre de Moraes Rego AFRFB DRF Recife Objetivo Divulgação da nova sistemática de tributação do Imposto de

Leia mais

CHEGOU A HORA DE ACERTARMOS AS CONTAS COM O LEÃO.

CHEGOU A HORA DE ACERTARMOS AS CONTAS COM O LEÃO. Porto Alegre, 17 de fevereiro de 2012 Sr. Cliente: CHEGOU A HORA DE ACERTARMOS AS CONTAS COM O LEÃO. No período de 01 de março até 30 de abril de 2012, a RFB estará recepcionando as Declarações do Imposto

Leia mais

Índice 1. Obrigatoriedades... 3. 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4. 2.1 Formas de entrega... 4. 2.2 Prazo de entrega...

Índice 1. Obrigatoriedades... 3. 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4. 2.1 Formas de entrega... 4. 2.2 Prazo de entrega... Índice 1. Obrigatoriedades... 3 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4 2.1 Formas de entrega... 4 2.2 Prazo de entrega... 4 2.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração... 4 3. Modelos de

Leia mais

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física CIRCULAR Nº 13/2015 São Paulo, 23 de Fevereiro de 2015. IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física Ano-Base 2014 Prezado cliente, No dia 03 de fevereiro de 2015 a Receita Federal publicou a Instrução Normativa

Leia mais

Obrigatoriedade na declaração

Obrigatoriedade na declaração A declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2010 aparece com algumas novidades, especialmente em relação aos parâmetros que definem a obrigatoriedade da apresentação, o que deverá fazer com que diminua,

Leia mais

IRPF-2011 MALHA FINA E CUIDADOS ESPECIAIS

IRPF-2011 MALHA FINA E CUIDADOS ESPECIAIS IRPF-2011 MALHA FINA E CUIDADOS ESPECIAIS Instrutora: Andréa Teixeira Nicolini BLOCOS PROGRAMA 1. Regras Gerais Declaração de Ajuste Anual 2011. 2. Deduções Permitidas IRPF 2011. 3. Deduções Parte II.

Leia mais

IRPF 2012 Imposto de Renda Pessoa Física

IRPF 2012 Imposto de Renda Pessoa Física CIRCULAR Nº 09/2012 São Paulo, 10 de Fevereiro de 2012. IRPF 2012 Imposto de Renda Pessoa Física Ano-Base 2011 Prezado cliente, No dia 06 de Fevereiro de 2012 a Receita Federal publicou a Instrução Normativa

Leia mais

Cartilha Imposto de Renda 2014 ÍNDICE 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO...3

Cartilha Imposto de Renda 2014 ÍNDICE 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO...3 CARTILHA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ÍNDICE 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO...3 2. FORMA DE ELABORAR A DECLARAÇÃO DE IRPF 2014...4 2.1 FORMAS DE ENTREGA...4 2.2 PRAZO DE ENTREGA...4 2.3 MULTA

Leia mais

Organização Hilário Corrêa Assessoria Empresarial e Contabilidade

Organização Hilário Corrêa Assessoria Empresarial e Contabilidade Desde o dia 02/03/2015 iniciamos o período de entrega da declaração de imposto de renda pessoa física de 2015 com base nos fatos ocorridos no ano de 2014, a declaração poderá ser transmitida até o dia

Leia mais

Declaração de Imposto de Renda 2012

Declaração de Imposto de Renda 2012 Declaração de Imposto de Renda 2012 Cartilha Índice 1. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2012... 3 1.1 Formas de entrega... 3 1.2 Prazo de entrega... 3 1.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração...

Leia mais

Pessoas obrigadas a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do IRPF 2015

Pessoas obrigadas a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do IRPF 2015 Pessoas obrigadas a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do IRPF 2015 Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente ao exercício de 2015, a pessoa física

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA/2015

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA/2015 DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA/2015 Regulamento para a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda, PESSOA FÍSICA, exercício de 2015, ano-calendário de 2014. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA

Leia mais

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência Março de 2013 Especial IRPF 2013 Chegou a hora de declarar o IR2013 >> Fique por dentro >> Onde informar

Leia mais

Parte II. A declaração

Parte II. A declaração Parte II A declaração Declaração Anual de Ajustes Deve ser apresentada até o último dia de abril do exercício seguinte ao da ocorrência do fato gerador (31/12). Pode ser apresentada de forma: completa

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013 Organização Contábil CARIVAN Ltda. DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013 Advocacia Dr. Carlos Manuel de Jesus Dias PERGUNTAS E RESPOSTAS Pessoa física tem idade mínima para ser contribuinte

Leia mais

ESPECIAL. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? Fique por dentro. Prazos e multas. As novidades de 2014. Tire suas dúvidas.

ESPECIAL. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? Fique por dentro. Prazos e multas. As novidades de 2014. Tire suas dúvidas. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? de 0 Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Vida e. Março de 0 de 0 Foi dada a largada para o acerto de contas

Leia mais

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25%

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25% Perguntas e respostas 1- Como funciona a Tabela Regressiva dos Planos de Previdência Complementar? R A Tabela Regressiva foi prevista a partir da Lei nº 11.053, de 29 /12 /2004. Em vigor desde 01/01/2005,

Leia mais

O QUE É IRPF? Imposto Sobre a Renda Pessoa Física

O QUE É IRPF? Imposto Sobre a Renda Pessoa Física O QUE É IRPF? Imposto Sobre a Renda Pessoa Física O QUE É DAA? É a Declaração de Imposto de Renda Anual Denominada - Declaração de Ajuste Anual ÓRGÃOS REGULADORES Receita Federal do Brasil Procuradoria

Leia mais

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO O Manual

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Centro de Economia e Administração. Faculdade de Ciências Contábeis

Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Centro de Economia e Administração. Faculdade de Ciências Contábeis Pontifícia Universidade Católica de Campinas Centro de Economia e Administração Faculdade de Ciências Contábeis OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO Renda Recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal 03/02/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão...

Leia mais

Fique atento! Chegou a hora de declarar o. Especial. Não descuide do prazo de entrega e confira como declarar seus planos de previdência.

Fique atento! Chegou a hora de declarar o. Especial. Não descuide do prazo de entrega e confira como declarar seus planos de previdência. Especial IRPF 2011 Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência - Março de 2011 Chegou a hora de declarar o IRPF2011 Fique atento! Não descuide do

Leia mais

CONFIRA COMO ENVIAR A DECLARAÇÃO DO IR 2009

CONFIRA COMO ENVIAR A DECLARAÇÃO DO IR 2009 CONFIRA COMO ENVIAR A DECLARAÇÃO DO IR 2009 Passo 1 - Tipo de declaração Nesta tela, o contribuinte escolhe se deseja fazer a declaração de ajuste anual, para prestar conta sobre seus rendimentos e despesas

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF de Transportador Autônomo

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF de Transportador Autônomo Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF de 10/02/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Incidência do IRRF para

Leia mais

Declaração de Ajuste Anual IN RFB nº 1.246, de 03/02/2012

Declaração de Ajuste Anual IN RFB nº 1.246, de 03/02/2012 Prof. professorjm@tributosefinancas.com.br Imposto de Renda de Pessoa Física IN RFB nº 1.246, de 03/02/2012 DOU 06/02/2012 São Mateus ES, 23 de março de 2012 AtualizaçãodaTabelaProgressiva DeduçãodasdoaçõesaosConselhosMunicipais,Estaduaise

Leia mais

DRF - Goiânia Imposto de Renda Pessoa Física

DRF - Goiânia Imposto de Renda Pessoa Física DRF - Goiânia Imposto de Renda Pessoa Física Normas Gerais IN SRF nº 1.500/2014 e 1.545/2014 Obrigado a declarar Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda referente ao

Leia mais

GUIA IRPF Orientações Gerais

GUIA IRPF Orientações Gerais 2013 GUIA IRPF Orientações Gerais Imposto de Renda 2013 ÍNDICE 1 Obrigatoriedade de entrega 5 2 Formas de entrega 6 3 Multa por atraso na entrega 6 4 Utilizando seu Informe de Rendimentos Financeiros BRADESCO

Leia mais

Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos

Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos BRASIL Guia de Declaração IR 2014- Investimentos O dia 30/04/2014 é último dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2014 e com o objetivo de

Leia mais

Guia de Declaração IR 2014. Investimentos. Março de 2014. Brasil

Guia de Declaração IR 2014. Investimentos. Março de 2014. Brasil Guia de Declaração IR 2014 Investimentos Março de 2014 Brasil Guia de Declaração IR 2014 - Investimentos O prazo de entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2014 tem início no dia 6 de março e o

Leia mais

Confira os critérios para retenção do Imposto de Renda sobre aluguéis e royalties

Confira os critérios para retenção do Imposto de Renda sobre aluguéis e royalties ALUGUÉIS Retenção do Imposto Confira os critérios para retenção do Imposto de Renda sobre aluguéis e royalties A legislação tributária prevê que constituem rendimento bruto sujeito ao Imposto de Renda

Leia mais

Física. Pessoa IMPOSTO DE RENDA. c o n t a b i l i z e. É hora de acertar as contas com o Leão

Física. Pessoa IMPOSTO DE RENDA. c o n t a b i l i z e. É hora de acertar as contas com o Leão IMPOSTO DE RENDA Distribuição Gratuita Pessoa Física É hora de acertar as contas com o Leão CONTRATE UM PROFISSIONAL E EVITE PROBLEMAS Entre em contato conosco 47 3028-1483 contabilize@contabilizesc.com.br

Leia mais

Tabela Progressiva para o cálculo mensal do Imposto de Renda de Pessoa Física, anocalendário

Tabela Progressiva para o cálculo mensal do Imposto de Renda de Pessoa Física, anocalendário 1) Como é o Regime de Tributação Progressiva? Sobre os benefícios previdenciais pagos pelos fundos de pensão, o cálculo do imposto de renda devido obedece ao regulamento aplicável, por exemplo, aos rendimentos

Leia mais

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 Entendendo as mordidas do leão como funciona o cálculo do imposto de renda Profa. Raquel Lehrer Todos

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS PERGUNTAS E RESPOSTAS Palestra Imposto de Renda: "entenda as novas regras para os profissionais da Odontologia" Abril/2015 Palestra Imposto de Renda 2015 A Receita Federal do Brasil RFB para o exercício

Leia mais

Imposto sobre a Renda. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Imposto sobre a Renda. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Imposto sobre a Renda Objetivos O presente curso tem por objetivo apresentar um estudo sobre o Imposto sobre a Renda, características, conceito, competência, fato gerador, sujeito ativo e passivo, base

Leia mais

na modalidade Contribuição Definida

na modalidade Contribuição Definida 1 DIRETORIA * Estruturados DE PREVIDÊNCIA na modalidade Contribuição Definida legislação Conforme a Legislação Tributária vigente*, aplicável aos Planos de Previdência Complementar modelados em Contribuição

Leia mais

CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais

CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais ÍNDICE 1 Obrigatoriedade de entrega 4 2 Formas e prazo de entrega 5 3 Multa por atraso na entrega 8 4 Utilizando seu Informe de Rendimentos Financeiros BRADESCO 8

Leia mais

Além da documentação acima a inscrição será efetivada com a doação de uma lata de leite em pó que será doado à uma instituição filantrópica da região.

Além da documentação acima a inscrição será efetivada com a doação de uma lata de leite em pó que será doado à uma instituição filantrópica da região. Peruíbe, 10 de março de 2013. As Faculdade Peruíbe realizará pela 1ª vez o serviço de preenchimento gratuito da declaração do imposto de renda (IRPF 2014) para pessoas físicas na atividade IRPF Social.

Leia mais

IRRF/ 2014. Instalar o programa da Receita Federal. WWW.receita.fazenda.gov.br. Nova. Após abrir declaração (importação/nova)

IRRF/ 2014. Instalar o programa da Receita Federal. WWW.receita.fazenda.gov.br. Nova. Após abrir declaração (importação/nova) IRRF/ 2014 Instalar o programa da Receita Federal WWW.receita.fazenda.gov.br Nova Tenho Anterior Após abrir declaração (importação/nova) Durante a importação o programa 2013 traz também os pagamentos efetuados.

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA Distribuição Gratuita ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA -2- Apresentação Esta cartilha traz orientações básicas aos contribuintes que entregam a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de

Leia mais

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ASSISTIDOS COM INÍCIO DO RECEBIMENTO DO BENEFÍCIO NO PERÍODO DE JAN.2008 A DEZ.2012 Perguntas e respostas para entendimento

Leia mais

Guia Personnalité IR 2011

Guia Personnalité IR 2011 Guia Personnalité IR 2011 Índice Imposto de Renda 2011... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais... 04 Formas de entrega... 05 Multa pelo atraso na entrega... 05 Imposto a

Leia mais

Previdência Complementar

Previdência Complementar Cartilha Previdência Complementar Guia Fácil de Tributação TRATAMENTO TRIBUTÁRIO BÁSICO A primeira informação que deve ser observada na escolha de um plano de previdência que tenha como propósito a acumulação

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR Muito embora não seja uma novidade, já que a maioria das pessoas estejam obrigadas a entregar a Declaração de Imposto de Renda, trazemos aqui alguns

Leia mais

I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos

I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos fictícios. 1 Sistema Cumulativo Pessoa Jurídica tributada pelo

Leia mais

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE Ano Calendário/ 2010 Quer entender um pouco mais sobre este documento? Conheça as informações que devem constar em cada quadro

Leia mais

Retenção de Impostos e Contribuições

Retenção de Impostos e Contribuições Retenção de Impostos e Contribuições COMO A FONTE PAGADORA DEVE DESCONTAR: IR PIS/PASEP COFINS CSLL ISS INSS Resumo do conteúdo: IR Fonte Assalariados / Pro Labore IR Fonte Terceiros e Não Assalariados

Leia mais

Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte. 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF?

Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte. 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF? Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF? Sim. A legislação da DIRF, Instrução Normativa n 1.406, de 23 de outubro de 2013, coloca como pessoa jurídica

Leia mais

Guia Declaração Imposto de Renda 2013. Investimentos. Março de 2013. Brasil

Guia Declaração Imposto de Renda 2013. Investimentos. Março de 2013. Brasil Guia Declaração Imposto de Renda 2013 Investimentos Março de 2013 Brasil Guia de Declaração IR 2013 -Investimentos 2 O dia 30/04/2013 é último dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2013

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA - PESSOA FÍSICA EXERCÍCIO 2010 Ano-Calendário 2009 NOME: PAULO JOSE LEITE DA SILVA DECLARAÇÃO DE AJUSTE ANUAL

IMPOSTO DE RENDA - PESSOA FÍSICA EXERCÍCIO 2010 Ano-Calendário 2009 NOME: PAULO JOSE LEITE DA SILVA DECLARAÇÃO DE AJUSTE ANUAL IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: PAULO JOSE LEITE DA SILVA Data de Nascimento: 09/10/1961 Título Eleitoral: 0001947882 Houve mudança de endereço? Não Endereço: Travessa FRUTUOSO GUIMARAES Número: 624

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário complemento de 13º Salário 01/04/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

Guia Declaração. Investimentos. Março de 2012. Brasil

Guia Declaração. Investimentos. Março de 2012. Brasil 1 Guia Declaração Imposto de Renda 2012 Investimentos Março de 2012 Brasil Guia de Declaração IR 2012 - Investimentos 2 O dia 30/04/2012 é ultimo dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda

Leia mais

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016 CARTILHA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2016 1 SUMÁRIO 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO... 4 1.1. Pessoas obrigadas à apresentação da Declaração de Ajuste Anual IRPF 2016... 4 1.2. Pessoas dispensadas

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Incidência do IRRF sobre Multas por Rescisão de Contrato

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Incidência do IRRF sobre Multas por Rescisão de Contrato Incidência do IRRF sobre Multas por Rescisão de Contrato 05/08/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Incidência do

Leia mais

O que é a campanha Imposto Justo?

O que é a campanha Imposto Justo? O que é a campanha Imposto Justo? É uma iniciativa popular que busca informar e mobilizar os brasileiros para corrigir injustiças tributárias como, por exemplo, a defasagem na tabela do IRPF (Imposto de

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: MARILENA BUENO DOS SANTOS Data de Nascimento: 04/03/1933 Título Eleitoral: Houve mudança de endereço? Não Endereço: Rua JOAQUIM INACIO TABORDA RIBAS Número: 1444 Complemento:

Leia mais

Guia IR Personnalité 2012

Guia IR Personnalité 2012 Guia IR Personnalité 2012 Índice Imposto de Renda 2012... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais... 04 Formas de entrega... 05 Multa pelo atraso na entrega... 05 Imposto a

Leia mais

INDICE >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

INDICE >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> INDICE >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> INTRODUÇAO... OBRIGATORIEDADE... NOVAS REGRAS... DESPESAS DEDUTIVEIS... DECLARAÇÃO DE BENS E DÍVIDAS... DOENÇA GRAVE... PRAZO

Leia mais

Especial Imposto de Renda 2015

Especial Imposto de Renda 2015 Especial Imposto de Renda 2015 01. Durante o ano de 2014 contribuí para a Previdência Social como autônoma. Como devo fazer para deduzir esses valores? Qual campo preencher? Se pedirem CNPJ, qual devo

Leia mais

Boletim de Relacionamento Previdência. Imposto de Renda Sul América Previdência

Boletim de Relacionamento Previdência. Imposto de Renda Sul América Previdência Boletim de Relacionamento Previdência Imposto de Renda Sul América Previdência Prezado Participante, Desenvolvemos um guia para que você, que possui um Plano de Previdência PGBL ou Tradicional ou um Plano

Leia mais

SEM CRISE QUEM ESTÁ OBRIGADO A DECLARAR

SEM CRISE QUEM ESTÁ OBRIGADO A DECLARAR SEM CRISE Se você não é contador e, portanto, não ganha dinheiro para declarar o Imposto de Renda, é provável que você torça o nariz para as letrinhas "IR". Também não seria nenhuma surpresa saber que

Leia mais

Informativo Março/2015 edição 19. A partir do dia 02 de março do corrente ano, os

Informativo Março/2015 edição 19. A partir do dia 02 de março do corrente ano, os Informativo Março/2015 edição 19 DIRPF2015 A partir do dia 02 de março do corrente ano, os contribuintes poderão entregar suas declarações do Imposto de Renda 2015, até o dia 30 de abril de 2015. É importante

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA E PROVENTOS DE QUALQUER NATUREZA

IMPOSTO DE RENDA E PROVENTOS DE QUALQUER NATUREZA IMPOSTO DE RENDA E PROVENTOS DE QUALQUER NATUREZA Nasceu em 1799 na Inglaterra, sendo recebido em 1913 nos EUA. No Brasil, em 1867, o visconde de Jequitinhonha propôs a cobrança do imposto, e encontrou

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: ESMERALDA ROCHA Data de Nascimento: 19/02/1964 Título Eleitoral: 0153835060116 Houve mudança de endereço? Sim Um dos declarantes é pessoa com doença grave ou portadora

Leia mais

IRPF 2015: Como evitar Erros e Penalidades

IRPF 2015: Como evitar Erros e Penalidades IRPF 2015: Como evitar Erros e Penalidades Apresentação: Danilo Lollio Graduado em Análise de Sistemas pela Universidade Mackenzie. Formado em Pedagogia pela Universidade de São Paulo -USP. Gerente de

Leia mais

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa V Pagamento de fornecedores Retenção de IRF sobre serviços Retenção de IRF sobre salários Pró-labore Integralização de capital em dinheiro Integralização de capital em bens Depreciação ICMS sobre vendas

Leia mais

ESCLARECIMENTOS E ORIENTAÇÕES AOS PARTICIPANTES DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA SISTEMA FIEMG

ESCLARECIMENTOS E ORIENTAÇÕES AOS PARTICIPANTES DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA SISTEMA FIEMG ESCLARECIMENTOS E ORIENTAÇÕES AOS PARTICIPANTES DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA SISTEMA FIEMG Imposto de Renda Retido na Fonte incidente sobre o Plano de Contribuição da CASFAM O Governo Federal, através

Leia mais

Orientações gerais. Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física DIRPF e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior CBE

Orientações gerais. Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física DIRPF e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior CBE Orientações gerais Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física DIRPF e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior CBE Exercício 2016 Ano base 2015 Exercício É o ano de apresentação da declaração Ano-Base

Leia mais

Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem.

Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem. Guia IR 2012 No Banrisul, o leão não assusta. Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem. O Banrisul antecipa

Leia mais

Parte I. Profa. Alessandra Brandão

Parte I. Profa. Alessandra Brandão Parte I Profa. Alessandra Brandão Princípios Informadores Gerais Legalidade Criado por lei ordinária federal Anterioridade Não se sujeita aos 90 dias IrretroaLvidade Súmula 584 do STF: se houve alteração

Leia mais

DOAÇÕES ao FIA. TODOS PODEM DOAR, porém...

DOAÇÕES ao FIA. TODOS PODEM DOAR, porém... DOAÇÕES ao FIA TODOS PODEM DOAR, porém... Somente AS DOAÇÕES que atendem ao disposto no artigo 260 do ECRIAD, poderão ser deduzidas na DECLARAÇÃO ANUAL DA PESSOA FÍSICA OU JURÍDICA Art. 260. Os contribuintes

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIBUTÁRIA CONTRIBUIÇÕES JANEIRO/1989 A DEZEMBRO/1995 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1.343/2013

INFORMAÇÃO TRIBUTÁRIA CONTRIBUIÇÕES JANEIRO/1989 A DEZEMBRO/1995 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1.343/2013 INFORMAÇÃO TRIBUTÁRIA CONTRIBUIÇÕES JANEIRO/1989 A DEZEMBRO/1995 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1.343/2013 Considerando a publicação da Instrução Normativa (IN) nº 1.343 em 08 de abril de 2013 pela Receita

Leia mais

IR: Fato Gerador CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA

IR: Fato Gerador CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA IR: Fato Gerador CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA TÓPICO: LEGISLAÇÃO FISCAL CONCEITOS GERAIS LUCRO REAL CTN [art. 43]: Aquisição da Disponibilidade Econômica ou Jurídica de Renda* ou Proventos de qualquer natureza**.

Leia mais

www.casanprev.com.br

www.casanprev.com.br REGIME DE TRIBUTAÇÃO PROGRESSIVO OU REGRESSIVO? Ideal para o seu futuro www.casanprev.com.br O disposto neste material não substitui, em hipótese alguma, o disposto na Lei 11.053, de 29/12/2004. IMPOSTO

Leia mais

Capítulo 1 CONTRIBUINTES

Capítulo 1 CONTRIBUINTES Capítulo 1 CONTRIBUINTES Contribuintes do Imposto de Renda São contribuintes do imposto de renda, sem distinção da nacionalidade, sexo, idade, estado civil ou profissão as pessoas físicas domiciliadas

Leia mais

Cartilha de Tributação. Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições

Cartilha de Tributação. Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições Cartilha de Tributação Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições A escolha de tributação - progressiva ou regressiva - só gera impactos no resgate de contribuição e/ou no recebimento

Leia mais

IRPJ. Lucro Presumido

IRPJ. Lucro Presumido IRPJ Lucro Presumido 1 Características Forma simplificada; Antecipação de Receita; PJ não está obrigada ao lucro real; Opção: pagamento da primeira cota ou cota única trimestral; Trimestral; Nada impede

Leia mais

Tributação. Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda

Tributação. Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda Tributação Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda Índice Quem recolhe o Imposto? 3 Prazo para Recolhimento 3 Como calcular o Imposto 3 Imposto de Renda

Leia mais

Apresentação DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS

Apresentação DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS Apresentação Os participantes de Planos de Previdência Complementar estruturados na modalidade de Contribuição Definida (CD), como é o caso do Plano CD CERON, contam com duas opções de tributação do imposto

Leia mais

Em complemento às normas

Em complemento às normas A Nova Sistemática de Tributação dos Planos de Previdência Privada Luca Priolli Salvoni e Mário Shingaki Consultores Tributários do Levy & Salomão Advogados Em complemento às normas editadas no final do

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA DE 2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS

IMPOSTO DE RENDA DE 2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS IMPOSTO DE RENDA DE 2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS 1) Gostaria de saber se posso abater o gasto feito com os pagamentos efetuados a Previdência Privada (BRASILPREV) que fiz em nome de meus filhos. Resp. A

Leia mais

Imposto de Renda sem complicação

Imposto de Renda sem complicação Imposto de Renda sem complicação A Porto Seguro Vida e Previdência desenvolveu este manual para auxiliar você no preenchimento da Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física 2014. Consulte

Leia mais

IRPF 2012. Principais Novidades. Março 2013. Elaborado por: Wagner Mendes. O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a).

IRPF 2012. Principais Novidades. Março 2013. Elaborado por: Wagner Mendes. O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a). Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

Programa de Voluntariado da Classe Contábil

Programa de Voluntariado da Classe Contábil Programa de Voluntariado da Classe Contábil O Programa de Voluntariado da Classe Contábil compõe o plano de metas estratégicas do Conselho Federal de Contabilidade CFC e contempla parte da sua missão de

Leia mais

Imposto de Renda sem complicação

Imposto de Renda sem complicação Este roteiro foi desenvolvido para auxiliar no preenchimento da Declaração de Ajuste Anual Pessoa Física 2013, focando as informações sobre Planos de Previdência. Consulte nos links ao lado as principais

Leia mais

INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL

INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR A Lei n.º 11.053, de 29 de dezembro de 2004, trouxe

Leia mais

INFORME DE RENDIMENTOS

INFORME DE RENDIMENTOS INFORME DE RENDIMENTOS Consultoria Técnica / Obrigações Acessórias Circular 06/2015 1. INTRODUÇÃO Instituído pela Instrução Normativa da Secretaria da Receita Federal sob nº 690 de 20/12/2006, as instituições

Leia mais

GUIA IRPF 2014 Orientações Gerais

GUIA IRPF 2014 Orientações Gerais GUIA IRPF 2014 Orientações Gerais Imposto de Renda 2014 índice 1 Obrigatoriedade de entrega 5 2 Formas de entrega 6 3 Multa por atraso na entrega 8 4 Utilizando seu Informe de Rendimentos Financeiros BRADESCO

Leia mais

Sigla Descrição do Tributo/Contribuição Código. Devida na Importação Decorrente da Comercialização no Mercado Interno

Sigla Descrição do Tributo/Contribuição Código. Devida na Importação Decorrente da Comercialização no Mercado Interno CÓDIGO DE GUIAS Códigos para Preenchimento do DARF Sigla Descrição do Tributo/Contribuição Código CIDE COMBUSTÍVEIS CIDE ROYALTIES Devida na Importação Decorrente da Comercialização no Mercado Interno

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013 INFORMAÇÕES GERAIS Pessoa Jurídica Lucro Real Tributação com base no lucro efetivo demonstrado através do livro diário de contabilidade (obrigatório) 1. Empresas obrigadas à apuração

Leia mais

Especial Imposto de Renda 2015

Especial Imposto de Renda 2015 Especial Imposto de Renda 2015 01. Quais são os limites de rendimentos que obrigam (pessoa física) a apresentação da Declaração de Ajuste Anual relativa ao ano-calendário de 2014, exercício de 2015? A

Leia mais