Sistema do Prouni - SISPROUNI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema do Prouni - SISPROUNI"

Transcrição

1 Sistema do Prouni - SISPROUNI Manual do Usuário Módulo Supervisão de Bolsistas

2 Sumário I ACESSO AO SISPROUNI Endereço de Acesso na Internet Uso Obrigatório de Certificado Digital Acesso ao SISPROUNI Perfis de Acesso dos Usuários Vínculos de Acesso do Usuário Coordenador do ProUni/Representante Substituição do Coordenador do ProUni/Representante... 4 II SUPERVISÃO DE BOLSISTAS Objetivo Obrigatoriedade de Supervisão Menu Adesão/Aditivo, item Supervisão de Bolsistas Listagem de Bolsistas Vinculados a Ocorrências Averiguação da(s) Ocorrência(s) Assinando Digitalmente o Termo de Supervisão Emitindo a Segunda Via do Termo de Supervisão de Bolsistas III ENDEREÇO ELETRÔNICO PARA CONTATO...13

3 MANUAL DE OPERAÇÃO SISPROUNI SUPERVISÃO DE BOLSISTAS Manual SISPROUNI Supervisão de Bolsistas I ACESSO AO SISPROUNI 1. Endereço de Acesso na Internet O Sistema do Prouni é acessado exclusivamente pela Internet no endereço: link Sistema Prouni. 2. Uso Obrigatório de Certificado Digital O SISPROUNI somente pode ser acessado com a utilização de certificados digitais emitidos no âmbito da Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil. Como descrito no próximo item, é necessária a aquisição do certificado digital da mantenedora da Instituição de Ensino Superior - IES (Certificado Digital Pessoa Jurídica), bem como de um certificado digital para cada um dos Coordenadores do Prouni/Representantes nomeados (Certificado Digital Pessoa Física). Mais informações sobre a aquisição dos certificados digitais necessários à utilização do SISPROUNI podem ser obtidas no link Certificação Digital, disponível no endereço Neste endereço eletrônico são informadas, inclusive, as empresas credenciadas para a emissão de certificados digitais (ICP-Brasil), com os respectivos endereços e telefones para contato. Prouni - Processo Seletivo 1

4 3. Acesso ao SISPROUNI Assim que o usuário clicar sobre o link Sistema Prouni, descrito no item 1 acima, será apresentada uma caixa de texto com mensagem em inglês, a qual informa que o sistema requer o uso de certificado digital disponível no computador utilizado. Essa mensagem também informa que o certificado digital contém informações pessoais que serão acessadas pelo sistema. Além disso, solicita o consentimento do usuário para que o acesso seja realizado. Para acessar o sistema, deve-se clicar sobre o botão Yes. Após o acionamento do botão Yes, o sistema irá apresentar uma tela em que são dispostos os certificados instalados no computador utilizado. Caso haja algum certificado indevidamente instalado, o sistema indicará a falha de instalação identificada. Neste caso, deve ser contatada a empresa fornecedora desse documento digital para que o erro de instalação seja prontamente corrigido, de modo a não comprometer os procedimentos a cargo dos usuários da instituição. Após a seleção do certificado digital, será disposta mensagem em inglês que requer a permissão do usuário para a geração de assinaturas digitais com a utilização do Prouni - Processo Seletivo 2

5 certificado digital selecionado. Para que o acesso ao SISPROUNI seja permitido, deve-se clicar sobre o botão Yes. 4. Perfis de Acesso dos Usuários descritos: Há dois tipos de usuário do Sistema do Prouni, conforme os perfis abaixo a) Usuário Coordenador do Prouni / Representantes (Certificado Pessoa Física - tipo A1 ou A3 - ICP-Brasil). Procedimentos para aprovação/reprovação de candidatos pré-selecionados, com a emissão dos Termos de Concessão de Bolsa e Termo de Reprovação; Procedimentos de manutenção de Bolsas (atualização, suspensão, transferência e encerramento); Emissão, com assinatura digital, dos Termos de Concessão, Atualização, Suspensão, Transferência e Encerramento do Usufruto da Bolsa; Emissão e manutenção de eventuais bolsas permanência; Preenchimento do cadastro de cursos/habilitações nas unidades/campi em que estejam credenciados; Supervisão de bolsistas. No SISPROUNI são apresentados, acima e à direita da tela, o nome do usuário, o perfil do usuário e a validade do certificado digital utilizado. b) Usuário Mantenedora (Certificado Pessoa Jurídica / tipo A1 ou A3 - ICP-Brasil) Preenchimento de todo o cadastro da mantenedora e respectivas IES; Emissão, com assinatura digital, do Termo de Adesão e dos Termos Aditivos; Emissão, com assinatura digital, do Termo de Adesão e Termo Aditivo no período reservado à retificação dos aditivos já emitidos; Registro da permuta de bolsas entre cursos/turnos/unidades, no período específico. Prouni - Processo Seletivo 3

6 Nota-se, portanto, que cabe exclusivamente ao Usuário Coordenador do Prouni / Representantes o registro dos procedimentos pertinentes à supervisão dos bolsistas. Fique sempre atento(a) ao prazo de validade do Certificado Digital. Quando este estiver próximo de vencer, antecipe os procedimentos necessários à sua renovação e evite transtornos que podem comprometer os procedimentos sob sua responsabilidade. A lista de empresas credenciadas para esse serviço pode ser consultada no sítio do ProUni, conforme descrito no item 2 acima. 5. Vínculos de Acesso do Usuário Coordenador do Prouni / Representante Os Coordenadores do Prouni/Representantes poderão acessar somente a supervisão de bolsistas de Instituição/Unidade/Campus em que estejam devidamente credenciados. Assim, se o usuário não tiver acesso a uma determinada Instituição/Unidade/Campus, isso demonstra que ele não é o seu Coordenador ou Representante. Nessa situação, será apresentado um ícone em vermelho na coluna que indica que o acesso não é permitido ao usuário, nas telas Lista de IES e Lista de Campus. Esse controle é realizado por meio da comparação entre o número de CPF gravado no certificado digital e aquele registrado no Termo de Adesão/Termo Aditivo da instituição, em que foram nomeados os Coordenadores do Prouni / Representantes. A listagem de Coordenadores do Prouni/Representantes, com as respectivas unidades/campi em que estão nomeados, pode ser visualizada no item Coordenadores / Representantes do menu Relatórios. 5. Substituição do Coordenador do Prouni/Representante Prouni - Processo Seletivo 4

7 A substituição do Coordenador do Prouni ou de seu Representante deve ser realizada, exclusivamente, pelo usuário Mantenedora, conforme os seguintes passos. a) Registrar a alteração no cadastro da Unidade Administrativa/Campus, aba Cadastro do Coordenador/Representantes, que é acessado por meio do menu Cadastros. As informações do novo Coordenador/Representante devem ser sobrescritas sobre as do antigo. b) Emitir e assinar o Termo Aditivo de Cadastro, por meio do menu Adesão/Aditivo. Somente após a emissão do Termo Aditivo de Cadastro, por meio do qual é realizada a nomeação do novo Coordenador do Prouni/Representante, este poderá acessar o SISPROUNI. O Coordenador do Prouni/Representante só pode acessar o SISPROUNI com o uso de Certificado Digital próprio, conforme as informações disponíveis no item 2, página 1. Prouni - Processo Seletivo 5

8 II SUPERVISÃO DE BOLSISTAS 1. Objetivo A supervisão de bolsistas visa verificar indícios de irregularidades de bolsas em usufruto em discordância às normas do Programa Universidade para Todos (Prouni). Possuem acesso a este módulo o usuário da mantenedora (CNPJ), que tem acesso a todos os bolsistas de suas mantidas que estejam inscritos em ocorrências de irregularidades, e o usuário coordenador e seus representantes (CPF), que tem acesso aos bolsistas na mesma situação. Ressalva-se que o coordenador e seus representantes só terão acesso às unidades em que estejam cadastrados. Na tela inicial, que também pode ser acessada pelo menu Cadastro, será exibida uma mensagem de alerta, conforme figura abaixo, caso existam bolsistas vinculados a ocorrências de irregularidades. Logo após a mensagem será exibido um link para gerar o relatório das ocorrências no formato PDF. No relatório de ocorrências o coordenador poderá imprimir a lista de bolsistas pertinentes a sua jurisdição. Nesse relatório serão exibidos os dados de: Nome, CPF, Telefone de Contato, (caso exista), Ocorrência(s) de Irregularidade(s) e Documentos a solicitar para a supervisão. 2. Obrigatoriedade de Supervisão A verificação da pertinência e da veracidade das informações prestadas pelos candidatos no processo de supervisão está a cargo do Coordenador do Prouni e de seus Representantes, que devem registrar, obrigatoriamente, o resultado dessa verificação no SISPROUNI. Prouni - Processo Seletivo 6

9 Para o cumprimento dessa obrigação, os agentes do Prouni na instituição devem estar atentos aos documentos que devem ser apresentados pelos candidatos. Ressalta-se que, além da documentação obrigatória, os candidatos deverão apresentar qualquer outro documento que o Coordenador do Prouni / Representante julgue necessário. Caso existam dúvidas acerca da documentação apresentada, o Coordenador do Prouni / Representante deve certificar-se de sua fidedignidade perante as instituições que a emitiram. 3. Menu Adesão/Aditivo, item Supervisão de Bolsistas Para acessar o módulo basta apontar a seta do mouse para o menu Adesão/Aditivo e clicar no subitem Supervisão de Bolsistas, conforme figura abaixo. Ao selecionar esse subitem, será exibida a tela com a lista de IES/Campi que possuam bolsistas inscritos com ocorrências que estejam em supervisão. Prouni - Processo Seletivo 7

10 na figura. É possível acessar o(s) processo(s) anterior(es) para consulta, conforme indicado Nessa tela será exibido o resumo da supervisão com a quantidade de bolsistas para cada Campus. Um cadastro de supervisão será considerado concluída nas seguintes situações: Ao assinalar que a bolsa deverá ser mantida: A supervisão do bolsista será considerada concluída quando o coordenador justificar a decisão e assinar digitalmente o termo de supervisão da bolsa. Ao assinalar que a bolsa deverá ser encerrada: A supervisão do bolsista será considerada concluída quando o coordenador justificar a decisão e assinar digitalmente o termo de supervisão da bolsa. Neste caso, assinando digitalmente o termo de supervisão da bolsa, esta será imediatamente encerrada pelo sistema. Prouni - Processo Seletivo 8

11 A supervisão do bolsista será considerada pendente enquanto a decisão não for justificada pelo coordenador e o termo de supervisão da bolsa não for assinado digitalmente. Prouni - Processo Seletivo 9

12 4. Listagem de Bolsistas Vinculados a Indícios de Irregularidades Ao clicar em um Campus específico será exibida a seguinte tela: Nessa tela aparecerão os bolsistas vinculados aos(s) indícios de irregularidades para o Campus escolhido. Para iniciar a supervisão basta clicar no nome do bolsista. Se desejar pesquisar um bolsista específico, utilize os campos para filtro na parte superior de acordo com a necessidade. Para visualizar a 2ª via de um termo, clique em. Para consultar o histórico do bolsista, clique em. A imagem indica que a supervisão está concluída para o bolsista. A imagem indica que a supervisão está pendente, necessitando de análise por parte do coordenador ou representante. 5. Averiguação do(s) Indícios de Irregularidades Na lista de bolsistas vinculados a indícios de irregularidades, ao clicar no nome do bolsista será exibida a tela para averiguação da supervisão. Essa tela possui o cabeçalho com Prouni - Processo Seletivo 10

13 os dados do bolsista, a lista de indícios de irregularidade(s) vinculadas a ele e uma área onde o Coordenador/Representante poderá informar sobre a Manutenção ou Encerramento da bolsa e a respectiva justificativa. Prouni - Processo Seletivo 11

14 Como mostra a figura acima, será exibida a lista de indícios de irregularidade(s) vinculada(s) ao bolsista. O coordenador deverá informar no formulário se o bolsista apresentou a documentação solicitada, como mostra a figura acima. Para encerrar uma bolsa por não atendimento à legislação do Prouni deverão ser selecionadas somente as ocorrências nas quais foram constatadas irregularidades, conforme a figura acima. Depois de marcada a decisão de manter ou encerrar a bolsa é necessário justificar a escolha no campo Justificativa de Supervisão, que constará no termo de supervisão. Feito isso basta clicar no botão Gravar. Clicando em gravar, as informações serão armazenadas e o termo de supervisão será exibido para que o Coordenador assine digitalmente. 6. Assinando Digitalmente o Termo de Supervisão Após conferir a prévia do termo, o coordenador deve assinar o termo digitalmente inserindo seu PIN quando solicitado. Prouni - Processo Seletivo 12

15 Se o coordenador decidiu que a bolsa deverá ser mantida, somente a assinatura desse termo garante que o cadastro da supervisão estará completo. Caso o coordenador decida encerrar a bolsa, a assinatura do termo de supervisão da bolsa já garante o encerramento imediato da bolsa pelo sistema. 7. Emitindo a Segunda Via do Termo de Supervisão de Bolsistas. Para emitir a segunda via do termo de supervisão de bolsistas é preciso acessar a inscrição do bolsista no cadastro de supervisão conforme explicado no item 4. III ENDEREÇO ELETRÔNICO PARA CONTATO Prouni - Processo Seletivo 13

16 As dúvidas sobre os procedimentos operacionais podem ser esclarecidas por meio do endereço eletrônico criado especialmente para o atendimento às instituições de ensino superior. A fim de garantir a celeridade do retorno às mensagens enviadas, solicita-se que seja enviado no corpo da mensagem o nome e o código da mantenedora, IES e curso, assim como o nome e CPF do(s) bolsista(s) citado(s). Prouni - Processo Seletivo 14

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão 1.0 23/07/2009 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

Cadastro de Pessoa Jurídica

Cadastro de Pessoa Jurídica Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo Cadastro de Pessoa Jurídica CADASTRAMENTO NO NOVO SISTEMA Novembro/2012 2 Índice 1 Introdução 03 2 Entrando no sistema de cadastro 03 3 Cadastramento eletrônico

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão: 24/05/2010 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

Manual do Assistente do Certificado Digital

Manual do Assistente do Certificado Digital Manual do Assistente do Certificado Digital Índice Bem-vindo ao Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 Iniciando o Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 4 Renovação de Certificado

Leia mais

PASSO A PASSO PARA EMISSÃO DE CERTIFICADO DIGITAL

PASSO A PASSO PARA EMISSÃO DE CERTIFICADO DIGITAL PASSO A PASSO PARA EMISSÃO DE CERTIFICADO DIGITAL 1. Acesse http://siops.datasus.gov.br, opção Certificação Digital. 1.1. Acesse a 1ª ETAPA - Orientações Gerais e leia as informações para ter uma visão

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE PROCEDIMENTOS GERAIS PARA ADESÃO ACESSO ÀS PÁGINAS DO FIES

ORIENTAÇÕES SOBRE PROCEDIMENTOS GERAIS PARA ADESÃO ACESSO ÀS PÁGINAS DO FIES ORIENTAÇÕES SOBRE PROCEDIMENTOS GERAIS PARA ADESÃO ACESSO ÀS PÁGINAS DO FIES 1. Acessar o site do Ministério da Educação www.mec.gov.br 2. Clicar sobre o ícone do FIES 3. Clicar sobre a expressão Acesso

Leia mais

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e MANUAL RLE 2 Sumário 1 Como preparar o computador para uso do certificado digital...04 2 Primeiro acesso: cadastro do cidadão...10 3 Consulta de Classificação de Risco...13

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário 70040-020 Brasília - DF SAC Manual do Usuário Sumário Assunto PÁGINA 1. Objetivos do Manual 3 2. Perfil do Usuário 3 2.1 Coordenador Institucional 3 3. Acesso ao Sistema SAC 3 3.1 Endereço de acesso 3

Leia mais

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA Coordenadoria da Administração Tributária Diretoria Executiva da Administração Tributária Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte Manual

Leia mais

Manual de Recadastramento

Manual de Recadastramento 1 Acesso ao Aplicativo de Recadastramento a. O acesso ao Aplicativo de Recadastramento pode ser feito pelos endereços http://fies.caixa.gov.br, https://www3.caixa.gov.br/fies e www.mec.gov.br i. Usando

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE IX Envio das Informações e documentos para o TCE VERSÃO 2015 Novembro

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO BOLSA PERMANÊNCIA I EMISSÃO DO TERMO DE CONCESSÃO DE BOLSA PERMANÊNCIA

MANUAL DE OPERAÇÃO BOLSA PERMANÊNCIA I EMISSÃO DO TERMO DE CONCESSÃO DE BOLSA PERMANÊNCIA MANUAL DE OPERAÇÃO BOLSA PERMANÊNCIA I EMISSÃO DO TERMO DE CONCESSÃO DE BOLSA PERMANÊNCIA 1. Estudantes aptos ao recebimento do benefício - Vedação de acúmulo de bolsas Conforme Portaria Normativa MEC

Leia mais

Serviços Ibama Certificação Digital

Serviços Ibama Certificação Digital Guia da nos 1. Informações Gerais Objetivando garantir mais segurança ao acesso dos usuários dos Serviços do Ibama, foi estabelecido desde o dia 1º de janeiro de 2014, o acesso por meio de certificação

Leia mais

Índice Objetivo do Manual...3 Siglas e Abreviações...3 Papel do Coordenador Institucional...3 Cadastramento e Substituição de Homologadores...

Índice Objetivo do Manual...3 Siglas e Abreviações...3 Papel do Coordenador Institucional...3 Cadastramento e Substituição de Homologadores... Índice 1. Objetivo do Manual...3 2. Siglas e Abreviações...3 3. Papel do Coordenador Institucional...3 4. Cadastramento e Substituição de Homologadores...4 4.1 Passo-a-passo para Acessar o Acordo de Adesão...6

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora

Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora Brasília, março de 2012 Versão 1.0 SUMÁRIO 1. CONFIGURAÇÕES RECOMENDADAS... 3 2. ACESSO AO SISTEMA... 4 3. ADESÃO AO FIES... 5

Leia mais

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio Fundap Fundação do Desenvolvimento Administrativo Programa de Estágio Programa de Estágio Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio Plano de Estágio Julho de 2008 SABE - Sistema

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA 1 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 Sumário 1 Nota Fiscal de Serviços eletrônica - NFS-e... 3 1.1 Considerações Iniciais... 3 1.2 Legislação... 3 1.3 Definição...

Leia mais

Manual do Usuário Novembro/2012

Manual do Usuário Novembro/2012 Manual do Usuário Novembro/2012 Sumário 1. Objetivos...3 2. Informações Operacionais...4 3. Configurações Recomendadas...7 4. Preparação do Sistema...8 4.1 Solicitando acesso ao Sisu...8 4.2 Autorização

Leia mais

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE Baixa Simplificada de Empresas 2 Sumário 1 Como preparar o computador para uso do certificado digital...04 2 Primeiro Acesso: Cadastro

Leia mais

Manual para Envio de Petição Inicial

Manual para Envio de Petição Inicial Manual para Envio de Petição Inicial 1. Após abrir a página do PROJUDI, digite seu usuário e senha 1.1. Para advogados o usuário é o cpf.adv (ex: 12345678900.adv) 1.2. Após digitar os dados (login e senha),

Leia mais

Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica

Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica APRESENTAÇÃO: Este Manual apresenta as telas que são utilizadas para a navegação no Sistema de Comissão Nacional de Residência Médica. Neste manual estão

Leia mais

Certidão Online Manual do Usuário

Certidão Online Manual do Usuário JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Certidão Online Manual do Usuário Versão 3.1 Lista de Tópicos - Navegação Rápida CADASTRANDO O USUÁRIO... 3 ACESSANDO O SISTEMA... 5 CERTIDAO SIMPLIFICADA NADA

Leia mais

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço VALPARAÍSO DE GOIÁS quarta-feira, 28 de outubro de 2014 Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira Vez

Leia mais

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS - OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS Índice 1. INTRODUÇÃO...5 2. MÓDULO DE GESTÃO DE

Leia mais

Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e

Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e Quando, na fiscalização do trânsito de mercadorias ou da respectiva prestação de serviço de transporte,

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO PRONATEC ADESÃO À BOLSA-FORMAÇÃO ESTUDANTE MANTENEDORA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO PRONATEC ADESÃO À BOLSA-FORMAÇÃO ESTUDANTE MANTENEDORA PRONATEC ADESÃO À BOLSA-FORMAÇÃO ESTUDANTE MANTENEDORA Este documento pode ser verificado no endereço http://pronatec.mec.gov.br Acesso ao módulo de Adesão à Bolsa Formação Estudante Mantenedora Descrição

Leia mais

Coordenação-Geral de Tecnologia e Segurança da Informação Coordenação de Sistemas de Informação Divisão de Sistemas Corporativos Tributários

Coordenação-Geral de Tecnologia e Segurança da Informação Coordenação de Sistemas de Informação Divisão de Sistemas Corporativos Tributários Coordenação-Geral de Tecnologia e Segurança da Informação Coordenação de Sistemas de Informação Divisão de Sistemas Corporativos Tributários Sistema de Informações ao Judiciário InfoJud Manual do Usuário

Leia mais

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA MCTI/AEB/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação Transferência de Tecnologia do SGDC 01/2015 Transferência de Tecnologia Espacial no Âmbito do Decreto nº 7.769 de 28/06/2012

Leia mais

MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS O presente manual tem por objetivo orientar

Leia mais

lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito

lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Solicitação de Cópia de Processo Físico Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito O Documento de Arrecadação DAR-1/AUT,

Leia mais

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA Coordenadoria da Administração Tributária Diretoria Executiva da Administração Tributária Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte Manual

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE CREDENCIADOS - SGC MANUAL DO CANDIDATO

SISTEMA DE GESTÃO DE CREDENCIADOS - SGC MANUAL DO CANDIDATO MANUAL DO CANDIDATO Para participar do processo de credenciamento, acesse o site do Sebrae/SC em www.sebrae-sc.com.br, clique em Soluções deste Estado e depois clique em Seja consultor e/ou instrutor.

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: ADMINISTRATIVO VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 08/01/2013 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 3 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...

Leia mais

ATUALIZAÇÃO ATÉ 14/02/2007.

ATUALIZAÇÃO ATÉ 14/02/2007. ATUALIZAÇÃO ATÉ 14/02/2007. ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Passando o mouse sobre a opção (+) Rotina Mensal/Anual, aparecerão três opções: 1 Boletim RP 2 Conciliação Bancária 3 TCE Deliberação 233/2006 1 3

Leia mais

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Manual do Usuário Sistema APR Web Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Belo Horizonte Março de 2015 SUMÁRIO APR Web 1 Introdução... 5 2 Objetivo... 5 3 Acessar o sistema APR

Leia mais

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E)

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) Conteúdo Solicitação de Autorização...2 Numeração da NF-E...3 Emissão de NF-E...3 Pesquisa de NF-E emitida...5 Cancelamento de NF-E emitida...5 Carta de Correção...6 Envio de Arquivo de RPS...6 Número

Leia mais

Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos

Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos Manual de Utilização Financeiras Versão 1.2 Manual de utilização do software para os usuários do Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos, com

Leia mais

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário Portal Ypadê Montes Claros, 16 de Julho de 2011 Revisão 3 Sumário 1. Apresentação do portal e escopo deste documento... 2 2. Acessando o Portal Ypadê...

Leia mais

Manual de uso do RM Portal Acessando o portal

Manual de uso do RM Portal Acessando o portal Manual de uso do RM Portal Acessando o portal 1º) Deve-se abrir um browser de internet (Utilizar o Internet Explorer para uma melhor visualização do portal). Após o browser aberto, deve-se digitar o endereço

Leia mais

Sistema Fies Oferta de Vagas Processo seletivo 2º/2015

Sistema Fies Oferta de Vagas Processo seletivo 2º/2015 Secretaria de Superior Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Fies Sistema Fies Oferta de Vagas Processo seletivo 2º/2015 Julho/2015 PROCESSO SELETIVO 2º/2015 Publicação da Portaria Normativa

Leia mais

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Acesso para cadastramento da empresa 2 Caso já tenha se

Leia mais

Sistema de Informações ao Judiciário. InfoJud. Manual do Usuário

Sistema de Informações ao Judiciário. InfoJud. Manual do Usuário Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação Coordenação de Sistemas de Informação Divisão de Sistemas Corporativos Tributários Sistema de Informações ao Judiciário InfoJud Manual do Usuário Página 1

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual da Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras (DES-IF) Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Página

Leia mais

Instruções de Preenchimento Situação do Aluno (Preliminar)

Instruções de Preenchimento Situação do Aluno (Preliminar) Instruções de Preenchimento Situação do Aluno (Preliminar) 1 2 Conteúdo INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICAÇÃO... 5 AUTENTICAR USUÁRIO... 5 USUÁRIO SEM INFORMAÇÃO DE E-MAIL... 5 SOLICITAR NOVA SENHA... 7 Acesso

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR TERMO DE REFERÊNCIA. NOVO ENEM E SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR TERMO DE REFERÊNCIA. NOVO ENEM E SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR TERMO DE REFERÊNCIA. NOVO ENEM E SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA I. NOVO ENEM. POSSIBILIDADES DE UTILIZAÇÃO PARA SELEÇÃO DE INGRESSANTES NA EDUCAÇÃO

Leia mais

Sistema de Consultoria Ad Hoc Manual do Usuário Consultor

Sistema de Consultoria Ad Hoc Manual do Usuário Consultor Manual do Usuário Consultor Sumário Conteúdo página Link para o 3 Iniciando o Sistema 4 Alterar a senha 5 Esqueci a senha 6 Página principal 7 Dentro do Processo 8 Detalhes do Processo 9 Documentos e Avaliação

Leia mais

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU Manual do usuário Acesso ao GEFAU Fev/2015 GEFAU PORTAL DO EMPREENDEDOR Conteúdo Introdução... 2 1. Acesso ao GEFAU... 3 2. Cadastro de empreendimentos... 5 2.1. Consulta aos empreendimentos do usuário...

Leia mais

MANUAL DE SISTEMA. SisFies FIES Pós-graduação. Página1. Manual de Adesão

MANUAL DE SISTEMA. SisFies FIES Pós-graduação. Página1. Manual de Adesão SisFies FIES Pós-graduação Manual de Adesão Página1 Sumário 1 Configurações recomendadas... 3 2 Objetivos... 3 3 Acesso ao sistema... 4 3.1. Acessar com certificado digital 5 3.2. Acessar com CPF/CNPJ

Leia mais

MONTE CARMELO MINAS GERAIS

MONTE CARMELO MINAS GERAIS MONTE CARMELO MINAS GERAIS Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira Vez Alterando a senha eletrônica

Leia mais

Sistema de Autorização Unimed

Sistema de Autorização Unimed Diretoria de Gestão Estratégica Departamento de Tecnologia da Informação Divisão de Serviços em TI Sistema de Autorização Unimed MANUAL DO USUÁRIO DIVISÃO DE SERVIÇOS EM TI A Divisão de Serviços em TI

Leia mais

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno Coordenação de Estágio Integrado Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno 7 de Novembro de 04 Acesso ao SGE Ao efetuar o login no Sistema de Gestão Acadêmico (SGA), acesse a aba

Leia mais

Certificação das Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área de Educação

Certificação das Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área de Educação Manual do Usuário Introdução Com a publicação da Lei n 12.101, de 27 de novembro de 2009, os requerimentos de certificação originária e de renovação do Certificado de Entidade Beneficente de Assistência

Leia mais

MANUAL PARA ACESSO AO SISTEMA AOS REPRESENTANTES

MANUAL PARA ACESSO AO SISTEMA AOS REPRESENTANTES MANUAL PARA ACESSO AO SISTEMA AOS REPRESENTANTES Índice 1 Acesso ao Sistema... 3 2 Inclusão de Novos Pedidos... 5 3 Carteira de Pedidos... 13 4 Consulta à clientes... 15 5 Consulta a Informações dos Clientes...

Leia mais

Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ

Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ Fundamentação legal: A entidade estará obrigada a atualizar no CNPJ qualquer alteração referente aos seus dados cadastrais até o último dia útil

Leia mais

Manual de Cadastramento de Elaboradores e Revisores

Manual de Cadastramento de Elaboradores e Revisores Manual de Cadastramento de Elaboradores e Revisores Para que um elaborador e/ou revisor possam ter acesso ao Sistema de controle de Produção de Itens para o Inep é necessário que realize a sua inscrição.

Leia mais

Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário

Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado da Casa Civil Subsecretaria de Gestão Superintendência de Gestão do Processo Digital Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário Histórico

Leia mais

SISTEMA DE RECURSOS HUMANOS DA USP

SISTEMA DE RECURSOS HUMANOS DA USP Página 1 de 11 SISTEMA DE RECURSOS HUMANOS DA USP SUMÁRIO AFASTAMENTOS AUTORIZADOS PELO M.REITOR COMO INCLUIR UMA SOLICITAÇÃO DE AFASTAMENTO 2 a 4 PROCEDIMENTOS DA ÁREA DE PESSOAL AFASTAMENTOS DE DIRIGENTES

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Cotação Eletrônica de Preços

Leia mais

Prezado Aluno. Cordialmente, Concessão de Créditos, Bolsas e Financiamentos - PUCPR

Prezado Aluno. Cordialmente, Concessão de Créditos, Bolsas e Financiamentos - PUCPR Prezado Aluno A abertura de demanda é um processo de protocolo e acompanhamento da solicitação de seu financiamento diretamente com o agente operador do FIES, o FNDE - Fundo Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Instrução Normativa RFB nº 1.452, de 21 de fevereiro de 2014 Ato Declaratório Executivo nº 21, de

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Fazenda Receita Estadual MANUAL DO DTE

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Fazenda Receita Estadual MANUAL DO DTE MANUAL DO DTE Domicílio Tributário Eletrônico Sumário 1. Apresentação... 3 2. Credenciamento... 3 3. Legislação... 3 4. Informações Gerais... 3 5. Cientificação... 3 6. Logins e formas de acesso à caixa

Leia mais

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1 1 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE Guia do Usuário ÍNDICE ÍNDICE Setembro /2009 www.4rsistemas.com.br 15 3262 8444 IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 3 Sou localizado no município... 4 Não sou localizado no município... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 Tela

Leia mais

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar:

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar: SOLICITAÇÃO DE FOMENTO on-line MANUAL DO USUÁRIO 1 CONTATOS... 2 2 ANTES DE COMEÇAR... 2 3 ENTRAR NO SISTEMA INFAPERJ... 3 3.1 ACESSO AO SISTEMA...3 3.2 LOGIN...4 4 APRESENTAÇÃO GERAL DA INTERFACE... 5

Leia mais

PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe

PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO MANUAL DO SERVIDOR 1ºGRAU MÓDULO 1 Sumário 1 Acesso ao Sistema...3 2 Quadro de Aviso...4 3 Menu...8 3.1 Audiência...8 3.1.1 Tempo

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL N / Rev.: Manual 751.1/02 Este documento não deve ser reproduzido sem autorização da FCDL/SC Aprovação: Representante da Direção Ademir Ruschel Elaboração: Supervisor da Qualidade Sílvia Regina Pelicioli

Leia mais

SEGURO DESEMPREGO ON-LINE.

SEGURO DESEMPREGO ON-LINE. SEGURO DESEMPREGO ON-LINE. GERAÇÃO DO ARQUIVO SEGURO DESEMPREGO NO SGRH: Depois de calcular a rescisão, acesse o menu Relatórios > Demissionais > Requerimento SD, selecione o empregado que será gerado

Leia mais

DOMICÍLIO ELETRÔNICO DO CONTRIBUINTE DEC Obrigatoriedade da Secretaria da Fazenda (SEFAZ SP)

DOMICÍLIO ELETRÔNICO DO CONTRIBUINTE DEC Obrigatoriedade da Secretaria da Fazenda (SEFAZ SP) 29 de Junho de 2011 DOMICÍLIO ELETRÔNICO DO CONTRIBUINTE DEC Obrigatoriedade da Secretaria da Fazenda (SEFAZ SP) O Secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, através da Resolução SF n 141/2010 (DOE

Leia mais

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012)

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012) NFE Nota Fiscal eletrônica Versão 2.0 (07/2012) Sumário INTRODUÇÃO... 2 COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA... 3 2º VIA DE SOLICITAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE IMPRESSÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Apresentação Este sistema faz parte do Portal NFS Digital e tem o intuito de ser utilizado por emissores de Nota Fiscal de Serviços

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE REFERÊNCIA DE CUSTOS Orientações para cadastro de fornecedores

MANUAL DO SISTEMA DE REFERÊNCIA DE CUSTOS Orientações para cadastro de fornecedores SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA MANUAL DO SISTEMA DE REFERÊNCIA DE CUSTOS Orientações para cadastro de fornecedores Secretaria de Gestão, Controles e Normas Departamento de

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

1.1 EXTRAÇÃO DE RELATÓRIOS 03 1.2 CONSULTA CADASTRAL E IMPRESSÃO DE BOLETOS 12 1.3 RENEGOCIAÇÕES 15 2 FUNCIONALIDADES DISPONÍVEIS NO SITE

1.1 EXTRAÇÃO DE RELATÓRIOS 03 1.2 CONSULTA CADASTRAL E IMPRESSÃO DE BOLETOS 12 1.3 RENEGOCIAÇÕES 15 2 FUNCIONALIDADES DISPONÍVEIS NO SITE 1 ACESSO EXCLUSIVO PARA SUBSEÇÕES 1.1 EXTRAÇÃO DE RELATÓRIOS 03 1.2 CONSULTA CADASTRAL E IMPRESSÃO DE BOLETOS 12 1.3 RENEGOCIAÇÕES 15 2 FUNCIONALIDADES DISPONÍVEIS NO SITE 2.1 IMPRESSÃO RÁPIDA DE ANUIDADE

Leia mais

1.1 EXTRAÇÃO DE RELATÓRIOS 03 1.2 CONSULTA CADASTRAL 10 1.3 IMPRESSÃO DE BOLETOS 12 1.4 RENEGOCIAÇÕES 15 2 FUNCIONALIDADES DISPONÍVEIS NO SITE

1.1 EXTRAÇÃO DE RELATÓRIOS 03 1.2 CONSULTA CADASTRAL 10 1.3 IMPRESSÃO DE BOLETOS 12 1.4 RENEGOCIAÇÕES 15 2 FUNCIONALIDADES DISPONÍVEIS NO SITE 1 ACESSO EXCLUSIVO PARA SUBSEÇÕES 1.1 EXTRAÇÃO DE RELATÓRIOS 03 1.2 CONSULTA CADASTRAL 10 1.3 IMPRESSÃO DE BOLETOS 12 1.4 RENEGOCIAÇÕES 15 2 FUNCIONALIDADES DISPONÍVEIS NO SITE 2.1 IMPRESSÃO RÁPIDA DE

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO ON-LINE

PROCESSO SELETIVO ON-LINE PROCESSO SELETIVO ON-LINE PELA ÁREA DE PESSOAL A inscrição em processo seletivo será disponibilizada no Sistema MarteWeb após a inclusão da seleção no Sistema MARTE. Portanto, siga as instruções em COMO

Leia mais

e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica

e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica Página1 e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica Manual do Usuário Produzido por Informática Educativa Página2 Índice Nota Fiscal eletrônica... 03 Safeweb e-nota C... 04 Documentos eletrônicos... 08

Leia mais

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br GARANTIA ESTENDIDA RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e varejo.

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA O CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO ÍNDICE:

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA O CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO ÍNDICE: MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA O CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO ÍNDICE: CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO:...1 1. DO CADASTRO DE PRETENDENTES:... 2 1.1. RECIBO DE INCLUSÃO:... 4 2. REGISTRO ADICIONAL DE PRETENDENTES:...

Leia mais

Manual do Usuário Central de Agendamento. Versão 1.1

Manual do Usuário Central de Agendamento. Versão 1.1 Manual do Usuário Central de Agendamento Versão 1.1 Maio, 2014 Central de Agendamento Manual de utilização Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Setor: Coordenação de Sistemas - COSIS Histórico de Revisões

Leia mais

Acesso ao SICONV. Concedente, Convenente/Proponente

Acesso ao SICONV. Concedente, Convenente/Proponente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Acesso ao SICONV Concedente, Convenente/Proponente

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012

Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012 Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012 I. Objetivos Após completar este módulo de capacitação você será capaz de: 1. Entender os conceitos envolvidos no processo de avaliação realizado

Leia mais

Manual. Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha. www.atualy.com.br

Manual. Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha. www.atualy.com.br Manual Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha www.atualy.com.br ESCLARECENDO DÚVIDAS SOBRE A NOTA FISCAL GAÚCHA 1- O que é a Nota Fiscal Gaúcha? Nota Fiscal Gaúcha é um programa que, por meio da distribuição

Leia mais

Faturamento Eletrônico - CASSEMS

Faturamento Eletrônico - CASSEMS 1 Conteúdo 1. Informações Iniciais... 3 1.1. Sobre o documento... 3 1.2. Organização deste Documento... 3 2. Orientações Básicas... 3 2.1. Sobre o Faturamento Digital... 3 3. Instalação do Sistema... 4

Leia mais

Assunto: Supervisão de bolsistas do Programa Universidade para Todos (Prouni) - 2013

Assunto: Supervisão de bolsistas do Programa Universidade para Todos (Prouni) - 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR Diretoria de Políticas e Programas de Graduação da Educação Superior Esplanada dos Ministérios, Bloco L 3º andar Sala 343 Anexo II 70.047-900 - Brasília

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

Indice. O que é NFSe?... 5

Indice. O que é NFSe?... 5 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Manual do Usuário Sistema APR Web Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Belo Horizonte Novembro de 2015 SUMÁRIO APR Web 1 Introdução... 5 2 Objetivo... 5 3 Acessar o sistema

Leia mais

MANUAL VERSÃO 2.13 1

MANUAL VERSÃO 2.13 1 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. O QUE É O EOL?... 3 2. ACESSANDO O EOL... 3 3. TELA INICIAL... 4 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 6 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 7 7. EXAMES

Leia mais

Poder Judiciário e órgãos da Administração Pública

Poder Judiciário e órgãos da Administração Pública Poder Judiciário e órgãos da Administração Pública A Central Nacional de Indisponibilidade é um sistema que integra ordens judiciais e administrativas sobre indisponibilidade de bens. Para acessar a Central

Leia mais

DECLARAÇÕES DE PRODUTO

DECLARAÇÕES DE PRODUTO CERTIFICADO DE ORIGEM ON LINE FIERGS MANUAL DE OPERAÇÕES DECLARAÇÕES DE PRODUTO Inovação tecnológica através do uso de Ferramenta de WEB para maximização da qualidade e eficiência no atendimento, com redução

Leia mais