PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE"

Transcrição

1

2 PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e MANUAL RLE 2

3 Sumário 1 Como preparar o computador para uso do certificado digital Primeiro acesso: cadastro do cidadão Consulta de Classificação de Risco Licenciamento de Empresa Baixo grau de risco Alto grau de risco Consulta ao andamento da solicitação Painel de Licenças

4 1 Como preparar o computador para uso de certificado digital A partir do java , os applets passaram a ser bloqueados quando o nível de segurança do java está ajustado para Alto. Para que o java confie no conteúdo do applet, siga as instruções abaixo: 1. Acesse a Autoridade Certificadora SerproACF - https://ccd.serpro.gov.br/serproacf/ 2. Clique no link Baixar Cadeia. 3. No centro da tela, estarão disponíveis links para alguns arquivos de certificados. Se o seu certificado foi emitido depois de 2011, será necessário salvar apenas os arquivos listados em "Cadeia de Certificados emitida em 21/11/2011 com Algoritmos SHA2". Se foi emitido após o ano de 2009, será necessário salvar os arquivos listados em "Cadeia de Certificados emitida em 12/03/2009" e em "Cadeia de Certificados emitida em 21/11/2011 com Algoritmos SHA2". Em caso de dúvida, salve os arquivos dos dois grupos. 4

5 Para salvar os arquivos, clique com o botão direito em cada um deles e selecione a opção "Salvar Destino Como". 5

6 4. Após salvar os arquivos, será necessário importar para o Java todos os certificados salvos no passo anterior. Para isso, acesse o painel de controle do sistema operacional e selecione a opção "Java". 6

7 5. Ao acessar o Java, clique na aba de segurança e depois no botão "Gerenciar Certificados". 6. Siga as instruções das figuras abaixo: 7

8 8

9 Ao término dessas configurações, o Java não deverá bloquear mais o applet. Caso o problema persista, acesse novamente o painel de controle do Java. Selecione a aba "Avançado",e, na parte de "Definições de Segurança Avançadas" marque a opção "Utilizar formato clienthello compatível com ssl 2.0". Lembre-se também de limpar o cache de seu navegador para ele não carregar dados obsoletos. 9

10 2 PRIMEIRO ACESSO: CADASTRO DO CIDADÃO Para utilizar o Sistema de Registro e (RLE), basta acessar o link rle.empresasimples.gov.br. Nessa página inicial, há um retângulo localizado no canto superior direito para o acesso personalizado aos serviços disponíveis. Para realizar o cadastro inicial no sistema, basta clicar em, opção localizada no canto inferior esquerdo, conforme a ilustração. 10

11 Ao clicar na opção Primeiro Acesso, o sistema apresentará um quadro para a coleta das informações pessoais, segundo a imagem abaixo: Deve-se preencher todos os campos do quadro, e por motivo de segurança, os dados são conferidos com a base de dados da Receita Federal. Observe que os campos com o símbolo preenchimento obrigatório. são de IMPORTANTE! O campo Nome da Mãe não possui o símbolo que indica o preenchimento obrigatório. Isso acontece, porque nem todos informam o nome da mãe em sua declaração de Imposto de Renda. Porém, caso o usuário tenha informado esse dado em sua última declaração de Imposto de Renda, o preenchimento desse campo no RLE passa a ser obrigatório 11

12 Após o preenchimento das informações, clique em. O sistema o redirecionará à página inicial do RLE. Um banner indicará que o cadastro foi realizado com sucesso. Uma vez feito o cadastro inicial, basta logar e acessar o sistema que poderá ser realizado através de duas formas: CPF e senha ou por certificado digital. Conforme indicação no quadro do canto superior direito da tela inicial. Observe que a opção deverá estar selecionada. Ao optar pelo ingresso ao sistema através de certificado digital, digite o respectivo PIN. 12

13 Após o acesso, o sistema apresentará a página inicial do cadastro do cidadão no RLE. No canto superior direito, há uma mensagem de boas-vindas, além do botão caso deseje sair do sistema. 3 CONSULTA DE CLASSIFICAÇÃO DE RISCO No sistema todas as atividades passíveis de licenciamento foram submetidas a uma classificação de risco determinada pelos órgãos licenciadores conforme suas normas. Assim, caso a atividade seja considerada baixo grau de risco, poderá ou não possuir uma declaração. A declaração é o comprometimento do empreendedor ao cumprimento de determinadas regras necessárias ao exercício da atividade. Ao assinar a declaração o sistema concederá automaticamente a licença relativa ao exercício daquela atividade. As atividades consideradas alto grau de risco, exigirão procedimentos específicos como entrega de documentos, atendimento presencial e/ou vistorias prévias ao estabelecimento. E somente serão concedidas estas licenças, após o cumprimento das exigências do órgão licenciador pelo empreendedor. 13

14 A terceira modalidade de risco considerada pelo sistema RLE é o Risco Dependente de Informação, na hipótese do órgão licenciador precisar de informações adicionais para atribuir a classificação de risco aquela atividade. A consulta das regras de licenciamento disponível no RLE é pública e pode ser realizada antes mesmo da abertura da empresa para ciência das exigências dos órgãos licenciadores na etapa do licenciamento para cada atividade pretendida. No menu Consultar, clicar em Regras de Licenciamento por Atividade. Selecionar a UF e o município desejados. 14

15 No campo, Atividade econômica ou parte da descrição da CNAE, pode-se inserir o código ou escrever parte da descrição da atividade, como no exemplo abaixo ao digitar: BARES. É preciso informar se haverá alguma atividade auxiliar a ser exercida. A consulta poderá ser realizada com diferentes CNAES ao mesmo tempo, após adicioná-las basta clicar em Consultar. O sistema apresentará um painel contendo a classificação de risco para cada órgão licenciador. 15

16 Ao clicar em Detalhar, abre-se um quadro com informações detalhadas para obtenção da licença. No alto risco, há indicação de orientação para prosseguimento da solicitação da licença, sem a indicação do prazo de validade desta, já que as atividades classificadas como alto risco terão prazos específicos conforme potencial de lesividade da atividade à critério de cada órgão. Já para as atividades consideradas baixo grau de risco, estas podem dispor ou não de declarações obrigatórias ao empreendedor as quais deverão ser assinadas física ou eletronicamente. O detalhamento no quadro abaixo apresenta o prazo de validade da licença de baixo risco, tendo em vista que é gerada automaticamente pelo sistema, após a assinatura da declaração associada a esta atividade. 16

17 4 LICENCIAMENTO DA EMPRESA Após a abertura da empresa, as inscrições na Junta Comercial, Receita Federal e Órgãos de Fiscalização já estarão ativas. Para poder exercer a atividade desejada, o estabelecimento deverá obter a licença de funcionamento. Para iniciar o processo de Licenciamento pelo RLE, clicar em Solicitar e, em seguida, Licenciamento de Empresa. Feito isso, o empreendedor deverá inserir o número do NIRE ou CNPJ da empresa. 17

18 Os números do NIRE e CNPJ poderão ser obtidos no menu Consultar e em seguida Consultar Andamento da Solicitação. A consulta requer o informe do número do protocolo RLE ou da Junta Comercial. O sistema direcionará para nova tela com os dados da empresa e histórico das solicitações no sistema, podendo iniciar o licenciamento ao clicar Solicitar Licenciamento. 18

19 O sistema apresentará quais as atividades são passíveis de licenciamento, seja para licenciar a(s) atividade(s) do estabelecimento. Deve-se indicar, clicando nos campos à frente da(s) respectiva(s) atividade(s) que efetivamente serão exercidas no estabelecimento. Pode ocorrer de a empresa não pretender exercer determinada atividade neste momento, nestes casos não é necessário indica-la à solicitação de licenciamento. 19

20 Após as indicações das CNAES, clicar em Continuar. 4.1 Baixo grau de risco As atividades de baixo risco independem de vistoria prévia dos órgãos licenciadores, mas não estará isenta de receber fiscalização futura após início de operação. O órgão licenciador estadual ou municipal tem o dever de fiscalizar o exercício da atividade, de outro lado, o empreendedor tem o dever de cumprir o que foi declarado por si, no sistema, sob pena de ser responsabilizado pela não veracidade das informações prestadas. O sistema apresentará todas as atividades a serem licenciadas com o respectivo grau de risco e qual(is) exigência(s) estabelecidas por cada órgão licenciador para que possa ser emitida a licença. Após verificar a classificação de risco atribuída a cada atividade, deve-se clicar em Iniciar licenciamento. 20

21 Em seguida, será apresentado um quadro para confirmação do licenciamento, informando que as atividades de baixo risco serão emitidas automaticamente e aquelas dependentes de Declarações ficarão pendentes até a assinatura destas. Para prosseguir, basta clicar em Confirmar. Na sequência, o sistema direcionará para nova tela com o quadro de licenças. Neste momento, há o informe do número de protocolo, referente à solicitação de licenciamento, com as indicações de licenças pendentes de Declarações. Ao clicar sobre Declarações Pendentes de Declarações, informações detalhadas sobre a respectiva declaração surgirão na mesma tela. 21

22 Para assinar as Declarações, basta clicar em Assinar Declarações. 22

23 Para assinar as declarações, o empreendedor poderá assinar digitalmente e enviar eletronicamente ou imprimir o documento, assinar manualmente e anexá-lo ao sistema após escanear. Para assinar digitalmente, basta clicar em Assinar digitalmente. Ao optar pelo envio físico do documento assinado, basta clicar em Declarações de licenciamento, conforme tela acima. O sistema disponibilizará um único documento em formato PDF para impressão, contendo todas as declarações pendentes. Após assinar e digitalizar o documento deverá salvar em formato PDF para anexar ao sistema. Ao clicar sobre Declarações de licenciamento assinadas o sistema abrirá um quadro para busca do arquivo no computador do cidadão. Ao localizar o documento, clicar sobre o mesmo, e em seguida em Abrir. 23

24 Após carregar o arquivo, deve-se clicar em Confirmar. Neste momento, uma caixa de diálogo aparecerá na tela, informando que após o envio do documento não poderá ocorrer alterações no mesmo. Caso concorde com envio, clicar em Sim. Na sequência, o sistema apresentará uma mensagem de confirmação da carga do documento e emissão das licenças pendentes de declarações. 24

25 É possível nesta mesma tela visualizar as licenças concedidas até o momento. 4.2 Alto grau de risco As atividades consideradas como alto risco pelos órgãos licenciadores, somente obterão as licenças concedidas após o cumprimento de todas as exigências determinadas pelo respectivo órgão. Para tanto, cada ente apresentará uma Orientação ao empreendedor de como prosseguir para obtenção da licença, as exigências poderão variar de apresentação de documentos específicos como plantas, croquis, laudos, vistorias prévias entre outras. Pode acontecer de determinado órgão elaborar perguntas sobre algumas atividades (Risco Dependente de Informação), e de acordo com a resposta, determinar o grau de risco para alto ou para 25

26 baixo. Isto acontece porque a CNAE pode ser um tanto abrangente para questões específicas de interesse do ente licenciador sendo preciso coletar informações adicionais. Caso seja necessário coletar informações adicionais para a classificação de risco, todas as perguntas devem ser respondidas, clicando-se em Sim ou Não, conforme o caso, e em seguida Continuar. Após responder às perguntas, o sistema apresentará o resultado final da classificação de riscos das atividades a serem licenciadas. Ao iniciar a solicitação de licenciamento, um quadro aparecerá informando que as licenças de alto risco serão enviadas para os órgãos licenciadores, conforme orientação de cada órgão. Clicar em Confirmar. 26

27 Em seguida o sistema apresentará o número de protocolo referente à solicitação de licenciamento e as licenças pendentes de análise do órgão. Para ver detalhamento, deve-se clicar sobre Licenças aguardando análise(s) do(s) órgão(s). 5 CONSULTA AO ANDAMENTO DA SOLICITAÇÃO Após solicitação de licenciamento concluída, o empreendedor poderá acompanhar a situação das licenças através do menu Consultar e em seguida Andamento da Solicitação. 27

28 Inserir número do protocolo do RLE e em seguida clicar em Consultar. Pode-se optar pelo informe do número do protocolo da Junta Comercial em seguida clicar em Consultar. 28

29 O sistema apresentará as licenças concedidas e as eventualmente pendentes até o momento. Outra forma de consultar as solicitações iniciadas é entrar no menu Consultar e em seguida Solicitações, e indicar o tipo da solicitação desejada. Nesta tela há várias formas de consultar as solicitações de licenciamento, basta inserir algum dado para realizar o filtro. 29

30 Verificar a situação do protocolo. 6 PAINEL DE LICENÇAS O painel de licenças disponibilizado pelo sistema RLE é o extrato da situação real de cada licença emitida. É de consulta pública e poderá ser consultado por terceiros, e inclusive pelos órgãos fiscalizadores a fim de visualizarem o status das licenças e teor das declarações emitidas e assinadas no sistema para o exercício da(s) atividade(s). No menu Consultar, clicar em Painel de Licenças. 30

31 Deve-se informar o número do NIRE ou CNPJ. O sistema disponibilizará um quadro com a situação das licenças no momento da consulta, podendo apresentar as seguintes situações: Ativa: licença aprovada e vigente; Em andamento: sob a análise do órgão; Pendente: aguarda manifestação do empreendedor no cumprimento das exigências; Indeferida: solicitação foi indeferida, podendo ser regularizada a situação com deferimento posterior; Cassada: licença sem efeito, o órgão licenciador cassou a licença de determinada atividade após instauração do respectivo processo administrativo por descumprimento de obrigações; Revogada: licença sem efeito, a regra da classificação de risco sofreu alteração, o empreendedor deverá solicitar nova licença. 31

32 Para obter mais informações sobre as ações necessárias a cada licença, clicar em Detalhar, à frente de cada atividade. Um quadro explicativo surgirá para verificação da situação com detalhes. Estando todas as atividades com a licença ativa, a empresa está apta a operar, observando às exigências legais existentes para seu exercício, até que expire o prazo de validade. Ao expirar o prazo, 32

33 a licença ficará invalidada, será preciso renovar a licença através do sistema seguindo os mesmos trâmites apresentados. 33

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE Baixa Simplificada de Empresas 2 Sumário 1 Como preparar o computador para uso do certificado digital...04 2 Primeiro Acesso: Cadastro

Leia mais

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Abertura Simplificada de Empresas

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Abertura Simplificada de Empresas PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE Abertura Simplificada de Empresas 2 Sumário INTRODUÇÃO...04 1 Como preparar o computador para uso do certificado digital...05 2 Primeiro

Leia mais

Manual de orientações para a instalação do Java e envio da declaração utilizando a Certificação Digital

Manual de orientações para a instalação do Java e envio da declaração utilizando a Certificação Digital Manual de orientações para a instalação do Java e envio da declaração utilizando a Certificação Digital Pré - requisitos Utilizar como navegador padrão o Mozilla Firefox (Atualizado); O driver do Certificado

Leia mais

Certidão Online Manual do Usuário

Certidão Online Manual do Usuário JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Certidão Online Manual do Usuário Versão 3.1 Lista de Tópicos - Navegação Rápida CADASTRANDO O USUÁRIO... 3 ACESSANDO O SISTEMA... 5 CERTIDAO SIMPLIFICADA NADA

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Manual de Treinamento. Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal

Manual de Treinamento. Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal Manual de Treinamento Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal Sumário Introdução...3 Nova Proposta...9 Propostas Existentes...40 Configurações do Usuário...43 Histórico Consolidado do Cliente...47

Leia mais

MANUAL DE SISTEMA. SisFies FIES Pós-graduação. Página1. Manual de Adesão

MANUAL DE SISTEMA. SisFies FIES Pós-graduação. Página1. Manual de Adesão SisFies FIES Pós-graduação Manual de Adesão Página1 Sumário 1 Configurações recomendadas... 3 2 Objetivos... 3 3 Acesso ao sistema... 4 3.1. Acessar com certificado digital 5 3.2. Acessar com CPF/CNPJ

Leia mais

Perguntas frequentes sobre o Via Rápida Empresa VRE. 1. O Cadastro WEB e o Sistema Integrado de Licenciamento - SIL não existem mais?

Perguntas frequentes sobre o Via Rápida Empresa VRE. 1. O Cadastro WEB e o Sistema Integrado de Licenciamento - SIL não existem mais? Perguntas frequentes sobre o Via Rápida Empresa VRE 1. O Cadastro WEB e o Sistema Integrado de Licenciamento - SIL não existem mais? Desde o dia 21/10/2013, esta em operação o Módulo Estadual de Licenciamento

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO VIA FÁCIL BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

MANUAL DO USUÁRIO VIA FÁCIL BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO CORPO DE BOMBEIROS Serviço de Segurança contra Incêndio MANUAL DO USUÁRIO versão atualizada em novembro de

Leia mais

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office Treinamento Módulo Escritório Virtual Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office 1. Atualização do sistema Para que este novo módulo seja ativado,

Leia mais

Manual do Assistente do Certificado Digital

Manual do Assistente do Certificado Digital Manual do Assistente do Certificado Digital Índice Bem-vindo ao Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 Iniciando o Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 4 Renovação de Certificado

Leia mais

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas Manual de Utilização ZENDESK Instruções Básicas Novembro/2013 SUMÁRIO 1 Acesso à ferramenta... 3 2 A Ferramenta... 4 3 Tickets... 8 3.1 Novo Ticket... 8 3.2 Acompanhamentos de Tickets já existentes...

Leia mais

Configuração Java Nota Legal Porto Alegre

Configuração Java Nota Legal Porto Alegre Configuração Java Nota Legal Porto Alegre Manual do Usuário Sumário 1. Sobre... 03 2. Configuração do Java... 04 3. Configuração do Applet... 10 4. Geração da NFS-e... 13 Sobre A Prefeitura de Porto Alegre

Leia mais

Manual do Usuário - Processo Certificado de Registro Pessoa Física Manual Operacional Certificado de Registro Pessoa Física CRPF

Manual do Usuário - Processo Certificado de Registro Pessoa Física Manual Operacional Certificado de Registro Pessoa Física CRPF Manual Operacional Certificado CRPF Abril Curitiba - PR 1 Sumário 1 OBJETIVO 6 2 ACESSO INICIAL PARA TODOS OS USUÁRIOS (CAC S) 7 2.1 REALIZANDO O PRIMEIRO CADASTRO. 8 2.1.1 CPF 8 2.1.2 TAPE 8 2.1.3 CÓDIGO

Leia mais

CERTIFICADO DIGITAL CONECTIVIDADE DIGITAL ICP GUIA PLANCON DE INSTRUÇÕES PARA A PROCURAÇÃO ELETRÔNICA

CERTIFICADO DIGITAL CONECTIVIDADE DIGITAL ICP GUIA PLANCON DE INSTRUÇÕES PARA A PROCURAÇÃO ELETRÔNICA CERTIFICADO DIGITAL CONECTIVIDADE DIGITAL ICP GUIA PLANCON DE INSTRUÇÕES PARA A PROCURAÇÃO ELETRÔNICA Esta é a segunda parte do nosso guia para a Conectividade Digital ICP. Na primeira parte, vimos instruções

Leia mais

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno Coordenação de Estágio Integrado Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno 7 de Novembro de 04 Acesso ao SGE Ao efetuar o login no Sistema de Gestão Acadêmico (SGA), acesse a aba

Leia mais

Manual para Envio de Petição Inicial

Manual para Envio de Petição Inicial Manual para Envio de Petição Inicial 1. Após abrir a página do PROJUDI, digite seu usuário e senha 1.1. Para advogados o usuário é o cpf.adv (ex: 12345678900.adv) 1.2. Após digitar os dados (login e senha),

Leia mais

VIA FÁCIL - BOMBEIROS

VIA FÁCIL - BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO CORPO DE BOMBEIROS VIA FÁCIL - BOMBEIROS MANUAL DO USUÁRIO Versão V1.0 1 Índice A INTRODUÇÃO 4 B USUÁRIO NÃO

Leia mais

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento SEBRAE-GO 1 Sumário Introdução... 3 1) Acesso ao Sistema... 4 1.1. LOGIN... 4 1.2. ALTERAR SENHA... 7 1.3. RECUPERAR SENHA...

Leia mais

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1 2 Índice 1. Escritório Virtual... 5 1.1. Atualização do sistema...5 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1.3. Cadastro do Escritório...5 1.4. Logo Marca do Escritório...6...6 1.5. Cadastro

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Fevereiro de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

REMOÇÃO 2015 MANUAL DE DESISTÊNCIA

REMOÇÃO 2015 MANUAL DE DESISTÊNCIA REMOÇÃO 2015 MANUAL DE DESISTÊNCIA Versão 05/05/2015 SUMÁRIO ACESSANDO O SISTEMA... 03 VISUALIZANDO A SOLICITAÇÃO... 05 DEMONSTRATIVO DAS VAGAS... 06 DESISTÊNCIA DA REMOÇÃO... 08 IMPRIMIR PROTOCOLO...

Leia mais

Manual de baixa do Certificado Digital AR SOLUTI. Versão 2.0 de 7 de Maio de 2014. Classificação: Ostensiva

Manual de baixa do Certificado Digital AR SOLUTI. Versão 2.0 de 7 de Maio de 2014. Classificação: Ostensiva Catalogação do Documento Titulo Classificação Versão 2.0 de 7 de Maio de 2014 Autor Raphael Reis Aprovador Bruno Barros Número de páginas 57 Página 2 de 57 Sumário 1 Sistema operacional compatível para

Leia mais

Cadastro NOVO Bilhete Único - SPTRANS

Cadastro NOVO Bilhete Único - SPTRANS ÍNDICE 1. Objetivo...02 2. Cadastramento para emissão do NOVO Bilhete Único...3/10 3. Sessão Expirada...11/13 4. Etapas do Cadastro...14/16 5. Finalização do Cadastro...17/18 6. Pesquisa de Satisfação...19/19

Leia mais

EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO. 2014 - VALID Certificadora Digital

EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO. 2014 - VALID Certificadora Digital EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO 2014 - VALID Certificadora Digital Controle de Versões Autor Descrição Versão Data Lays Almeida Versão Inicial 1.0 06.11.2014 2014 - VALID Certificadora Digital

Leia mais

Renovação Online de Certificados Digitais A1 (Com cartão de Crédito)

Renovação Online de Certificados Digitais A1 (Com cartão de Crédito) Renovação Online de Certificados Digitais A1 (Com cartão de Crédito) Guia de Orientação Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. 2013 Página 1 de 40 Índice PRÉ-REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO...

Leia mais

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU Manual do usuário Acesso ao GEFAU Fev/2015 GEFAU PORTAL DO EMPREENDEDOR Conteúdo Introdução... 2 1. Acesso ao GEFAU... 3 2. Cadastro de empreendimentos... 5 2.1. Consulta aos empreendimentos do usuário...

Leia mais

Sistema do Prouni - SISPROUNI

Sistema do Prouni - SISPROUNI Sistema do Prouni - SISPROUNI Manual do Usuário Módulo Supervisão de Bolsistas Sumário I ACESSO AO SISPROUNI... 1 1. Endereço de Acesso na Internet... 1 2. Uso Obrigatório de Certificado Digital... 1 3.

Leia mais

Guia de Ambientação Março/2011

Guia de Ambientação Março/2011 Guia de Ambientação Março/2011 APRESENTAÇÃO Caro cursista, Bem vindo ao Guia de Ambientação. Este documento é dirigido a você, participante. Com ele, você conhecerá como está estruturada a interface de

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito

lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Solicitação de Cópia de Processo Físico Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito O Documento de Arrecadação DAR-1/AUT,

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Abril/ Certificado Digital A1 Geração Página 1 de 32 Abril/ Pré requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo de instalação tenha sucesso, é necessário obedecer aos

Leia mais

NOVO COMPONENTE ASSINADOR ESEC

NOVO COMPONENTE ASSINADOR ESEC NOTAS FISCAIS DE SERVIÇO ELETRÔNICAS PREFEITURA DE JUIZ DE FORA COMPLEMENTO AO SUPORTE A ATENDIMENTO NÍVEL 1 1.0 Autor: Juiz de Fora, Fevereiro 2015. PÁGINA 1 DE 38 SUMÁRIO 1REQUISITOS MÍNIMOS CONFIGURAÇÕES

Leia mais

Sistema de Eventos - Usuário

Sistema de Eventos - Usuário 2013 Sistema de Eventos - Usuário Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 06/06/2013 Sumário 1- Sistema de eventos... 3 1.1 Eventos... 3 1.2 Eventos que participo... 4 1.3 Trabalhos...

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SISTEMA INFORMATIZADO DE REGISTRO PROFISSIONAL - SIRPWEB MANUAL DO USUÁRIO

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SISTEMA INFORMATIZADO DE REGISTRO PROFISSIONAL - SIRPWEB MANUAL DO USUÁRIO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SISTEMA INFORMATIZADO DE REGISTRO PROFISSIONAL - SIRPWEB MANUAL DO USUÁRIO 1 Sumário 1. Solicitações... 3 1.1 Solicitação do registro profissional... 3 1.2 Prorrogação

Leia mais

FUNCIONAMENTO DOS CURSOS

FUNCIONAMENTO DOS CURSOS 1 SUMÁRIO Funcionamento dos Cursos... 03 Guia de Percurso... 05 Manual Acadêmico... 07 Ambiente Virtual de Aprendizagem... 09 Edição do Perfil... 12 Acessando as Atividades... 14 Iniciando o Semestre...

Leia mais

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Sumário PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ETIQUETAS DE REPARO...3 Figura 1.0...3 Figura 2.0...4 Figura 3.0...5 Figura 4.0...5 1. Proprietário

Leia mais

Portal do Magistrado Guia Rápido Atualização Cadastral e Inclusão de IRPF

Portal do Magistrado Guia Rápido Atualização Cadastral e Inclusão de IRPF Acesso ao Portal do Magistrado Como entrar no Portal do Magistrado: ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.portaldomagistrado.tjsp.jus.br/ptlpdb/ Conecte seu Certificado Digital ao computador e informe sua Senha de

Leia mais

MANUAL VERSÃO 2.13 1

MANUAL VERSÃO 2.13 1 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. O QUE É O EOL?... 3 2. ACESSANDO O EOL... 3 3. TELA INICIAL... 4 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 6 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 7 7. EXAMES

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Procedimento para Peticionamento Manual na REBLAS:

Procedimento para Peticionamento Manual na REBLAS: Procedimento para Peticionamento Manual na REBLAS: Caso a empresa já esteja cadastrada no Portal da ANVISA, seguir os passos abaixo. Caso contrário, verificar o Procedimento para Cadastro de Empresas,

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Certificado Digital A1 Geração Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. - 2012 Página 1 de 41 Pré-requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo

Leia mais

Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário)

Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário) Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário) Guia de Orientação Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. 2013 Página 1 de 47 Índice PRÉ-REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO...

Leia mais

Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora

Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora Brasília, março de 2012 Versão 1.0 SUMÁRIO 1. CONFIGURAÇÕES RECOMENDADAS... 3 2. ACESSO AO SISTEMA... 4 3. ADESÃO AO FIES... 5

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

CIUCA Manual de Operação Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento)

CIUCA Manual de Operação Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento) Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Cadastro das Instituições e Comissões de Ética no Uso de Animais CIUCA Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento) Versão 1.01 (Módulo I Cadastro)

Leia mais

Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e

Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e Quando, na fiscalização do trânsito de mercadorias ou da respectiva prestação de serviço de transporte,

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS - OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS Índice 1. INTRODUÇÃO...5 2. MÓDULO DE GESTÃO DE

Leia mais

Tutorial de instalação da Leitora de Cartão Inteligente e Emissão do Certificado Digital.

Tutorial de instalação da Leitora de Cartão Inteligente e Emissão do Certificado Digital. Tutorial de instalação da Leitora de Cartão Inteligente e Emissão do Certificado Digital. DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA 1 SUMÁRIO ALTERAR TAMANHO DA FONTE DPI...3 DESATIVAR CONTROLE DE CONTA DE USUÁRIO (UAC)...6

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

Manual de Instalação. SafeSign Standard 3.0.77. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeSign Standard 3.0.77. (Para MAC OS 10.7) SafeSign Standard 3.0.77 (Para MAC OS 10.7) 2/23 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Hardware Homologado... 4 5 Instruções de Instalação... 5

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos 1 SUMÁRIO 1. Definições 3 1.1 Apresentação 3 1.2 Disposição do Sistema 3 2. Acessando o Sistema 4 2.1 Procedimento para regularizar o primeiro acesso 4 2.2 Procedimento

Leia mais

Renovação Online de certificados digitais A3 (Voucher)

Renovação Online de certificados digitais A3 (Voucher) Renovação Online de certificados digitais A3 (Voucher) Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. 2012 página 1 de 19 Requisitos para a Renovação Certificados A3 Em Cartão/Token (Navegador

Leia mais

Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia

Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia 1 Acessar o endereço: http://facgtounafisco.facilinformatica.com.br 1.2 - Será exibida a página abaixo, selecionar o Tipo de acesso (Clínica (CNPJ) e/ou

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3 TUTORIAL SIEX ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3 1. Como acessar ao formulário de inscrição de proposta... 3 2. Quais os passos de preenchimento

Leia mais

MWORK MANUAIS EXPORTAÇÃO DE CERTIFICADO DIGITAL

MWORK MANUAIS EXPORTAÇÃO DE CERTIFICADO DIGITAL MWORK MANUAIS EXPORTAÇÃO DE CERTIFICADO DIGITAL PARANAGUÁ 2012 SUMÁRIO 1 MICROSOFT INTERNET EXPLORER...3 1.1 Opções de Internet... 3 1.2 Conteúdos... 4 1.3 Certificados... 5 1.4 Assistente de Exportação...

Leia mais

PASSO A PASSO DO PETICIONAMENTO INDICE. Modalidades de Peticionamento 1. Acesso ao Sistema de Peticionamento 1

PASSO A PASSO DO PETICIONAMENTO INDICE. Modalidades de Peticionamento 1. Acesso ao Sistema de Peticionamento 1 PASSO A PASSO DO PETICIONAMENTO INDICE Modalidades de Peticionamento 1 Acesso ao Sistema de Peticionamento 1 Petição Eletrônica e Pagamento de Taxa 3 Petição e Protocolo Eletrônico 7 Petição Manual e Pagamento

Leia mais

Cadastro de Corretores Manual do Usuário

Cadastro de Corretores Manual do Usuário susep 2012 Cadastro de Corretores SUSEP - CGETI - COSIM Fevereiro/2012 Conteúdo Apresentação...3 Mapa do Sistema de Cadastro de Corretores...4 Padrões...5 Acesso ao Sistema...6 Menu Principal...6 Informações

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Apresentação Este sistema faz parte do Portal NFS Digital e tem o intuito de ser utilizado por emissores de Nota Fiscal de Serviços

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CORREGEDORIA-GERAL DE JUSTIÇA. Guia Rápido do PJe Para Advogados

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CORREGEDORIA-GERAL DE JUSTIÇA. Guia Rápido do PJe Para Advogados TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CORREGEDORIA-GERAL DE JUSTIÇA Guia Rápido do PJe Para Advogados Belo Horizonte 2015 Sumário 1. Introdução 2. Requisitos mínimos 3. Cadastramento no sistema

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio Fundap Fundação do Desenvolvimento Administrativo Programa de Estágio Programa de Estágio Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio Plano de Estágio Julho de 2008 SABE - Sistema

Leia mais

MANUAL DO INGRESSANTE Matrícula Online. www.ingresso.ufu.br/sistemas/matriculaonline

MANUAL DO INGRESSANTE Matrícula Online. www.ingresso.ufu.br/sistemas/matriculaonline MANUAL DO INGRESSANTE Matrícula Online www.ingresso.ufu.br/sistemas/matriculaonline 1 Se você nunca acessou o sistema de matrícula, clique em: Não sei a senha 2 Digite seu CPF e clique em Pesquisar que

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Acompanhamento e Fiscalização Concedente, Instituição Mandatária e Convenente. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Acompanhamento e Fiscalização Concedente, Instituição Mandatária e Convenente. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios - SICONV Acompanhamento e Fiscalização

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Guia Rápido do PJe Para Advogados

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Guia Rápido do PJe Para Advogados TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Guia Rápido do PJe Para Advogados Porto Alegre 2015 SUMÁRIO Introdução... 3 Requisitos mínimos... 3 Cadastramento no sistema... 3 Visão geral

Leia mais

Certificado A1 Manual de Renovação online

Certificado A1 Manual de Renovação online Página1 Certificado A1 Manual de Renovação online Manual do Usuário Página2 Índice Requisitos... 03 Plug-ins e ActiveX... 04 Renovação... 06 Exportação: Backup PFX... 12 Página3 Requisitos Este manual

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

Guia Rápido do PJe Para Advogados

Guia Rápido do PJe Para Advogados TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CORREGEDORIA-GERAL DE JUSTIÇA Guia Rápido do PJe Para Advogados Belo Horizonte 2014 Sumário 1. Introdução 2. Requisitos mínimos 3. Cadastramento no sistema

Leia mais

EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE

EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE 1 Índice 1. Solicitando acesso ao Portal de Fornecedor...3 2. Configurando o acesso ao Portal de Fornecedor...4 3. Acessando o Portal de

Leia mais

Módulo de Extensão SIGAA. Gerenciamento de Participantes

Módulo de Extensão SIGAA. Gerenciamento de Participantes Módulo de Extensão SIGAA Gerenciamento de Participantes ÍNDICE Instruções gerais Pg. 03 Recomendações Pg. 03 Acessibilidade ao sistema Pg. 03 Acesso ao SIGAA Pg. 03 Acesso ao módulo extensão - docente

Leia mais

Ferramenta de Pré-agendamento Online Tutorial de Utilização para Usuários TUTORIAL P R É A G E N D A M E N T O O N L I N E.

Ferramenta de Pré-agendamento Online Tutorial de Utilização para Usuários TUTORIAL P R É A G E N D A M E N T O O N L I N E. TUTORIAL P R É A G E N D A M E N T O O N L I N E. P á g i n a 1 26 Carta de Apresentação Prezados Parceiros, A SEED Business Group traz uma inovação em seu atendimento, com o intuito de facilitar o processo

Leia mais

Procedimentos de Solicitação

Procedimentos de Solicitação Passo a Passo para obter Certificado Digital (CD) pela Caixa Econômica Federal Procedimentos de Solicitação Acesse o site da www.caixa.gov.br Clique em VOCÊ e no título Certificado Digital Clique em SOLICITE

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Universidade Federal de Mato Grosso Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Versão 2.1 2013 Cuiabá MT Sumário Usuários do SISCOFRE... 3 Fases

Leia mais

Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos

Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos Manual de Utilização Financeiras Versão 1.2 Manual de utilização do software para os usuários do Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos, com

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS LIVE@EDU DOCUMENTO TITULO DISPONIBILIZAÇÃO DE ARQUIVOS VIA SKYDRIVE A QUEM SE DESTINA AUTOR PROFESSORES FACULDADE CCAA Debora Amaral DATA DE CRIAÇÃO 10/10/11 LISTA DE DISTRIBUIÇÃO FAC CCAA RESPONSÁVEL

Leia mais

Procuração para utilização do novo sistema da Caixa Econômica Federal

Procuração para utilização do novo sistema da Caixa Econômica Federal CIRCULAR nº. 30/2011 São Paulo, 19 de Julho de 2011. Prezado Cliente, Procuração para utilização do novo sistema da Caixa Econômica Federal Em referência a circular de nº 12 enviada em 03/2011 o prazo

Leia mais

Manual de. instalação. Certificado Digital A1 ou S1

Manual de. instalação. Certificado Digital A1 ou S1 Manual de instalação Certificado Digital A1 ou S1 Sumário O que é? 3 Aplicação 3 Preparando sua máquina 4 1ª configuração: Sistemas Homologados 4 2ª configuração: Perfil de usuário 4 3ª configuração: Hierarquias

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

Passo a passo de Alteração de Responsáveis Técnico e Legal na AFE e AE.

Passo a passo de Alteração de Responsáveis Técnico e Legal na AFE e AE. Passo a passo de Alteração de Responsáveis Técnico e Legal na AFE e AE. Gerência de Autorização de Funcionamento GEAFE Brasília, junho de 2014 1º passo: acesse o sítio da ANVISA através do endereço eletrônico

Leia mais

Pagamento - Fornecedor

Pagamento - Fornecedor Pagamento - Fornecedor MT-212-00137 - 1 Última Atualização 30/08/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE IX Envio das Informações e documentos para o TCE VERSÃO 2015 Novembro

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE Tefefone: (16)37119000 email: recam@franca.sp.gov. Sumário 1. Endereço para acessar o sistema... 3 2. Tipos de acesso ao sistema... 3 3. Termo de acesso cadastrado

Leia mais

Passo a Passo para utilização do Sistema de Registro Integrado REGIN. Contadores

Passo a Passo para utilização do Sistema de Registro Integrado REGIN. Contadores Passo a Passo para utilização do Sistema de Registro Integrado REGIN Contadores Abril / 2011 ÍNDICE Introdução...3 Pedido de Consulta da Viabilidade...4 Acompanhamento do Pedido de Viabilidade...13 Esqueceu

Leia mais

Certificado A1. Manual de Renovação online. Manual do Usuário. Produzido por: Informática Educativa. Página1

Certificado A1. Manual de Renovação online. Manual do Usuário. Produzido por: Informática Educativa. Página1 Certificado A1 Manual de Renovação online Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página1 Índice 1. Apresentação... 03 2. Requisitos... 04 3. Plug-ins e ActiveX... 05 4. Renovação... 07

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

Simples Nacional. Principais Roteiros e o Comunicado 11

Simples Nacional. Principais Roteiros e o Comunicado 11 Simples Nacional Principais Roteiros e o Comunicado 11 Simples Nacional Roteiro de acesso aos aplicativos Menu Roteiro para acesso ao Certificado Digital Roteiro para acesso ao e-cac Roteiro para Habilitação

Leia mais

Guia Rápido Portal do Paciente

Guia Rápido Portal do Paciente Guia Rápido Portal do Paciente Departamento de Radiodiagnostico por Imagem 1 Sumário 1. Introdução...3 2. Cadastro do Usuário e Primeiro Acesso...3 3. Recursos do Portal...5 3.1. Exames anteriores...6

Leia mais

Índice. 1. Limpar Cache do Browser Firefox... 3. 2. Limpar Cache Browser Internet Explorer... 5. 3. Limpar cache do Java... 7

Índice. 1. Limpar Cache do Browser Firefox... 3. 2. Limpar Cache Browser Internet Explorer... 5. 3. Limpar cache do Java... 7 Índice 1. Limpar Cache do Browser Firefox... 3 2. Limpar Cache Browser Internet Explorer... 5 3. Limpar cache do Java... 7 4. Versão dos navegadores ( browser ) para acesso ao GFN Web:... 9 5. Configuração

Leia mais

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Certificação Digital CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Guia CD-17 Público Índice 1. Pré-requisitos para a geração do certificado digital A1... 3 2. Glossário... 4 3. Configurando

Leia mais

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros O que é o SISAUT/FC? MANUAL DO USUÁRIO O SISAUT/FC é o sistema por meio do qual são feitos os requerimentos para as autorizações

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

Instruções de Acesso. Portal de Cliente. Próximo

Instruções de Acesso. Portal de Cliente. Próximo Instruções de Acesso Portal de Cliente Primeiramente, confira a configuração de pop-up e versão do seu navegador, conforme instruções abaixo: Os navegadores e versões homologadas, são: Internet Explorer

Leia mais

MANUAL DO INGRESSANTE. Matrícula Online. www.ingresso.ufu.br/sistemas/matriculaonline

MANUAL DO INGRESSANTE. Matrícula Online. www.ingresso.ufu.br/sistemas/matriculaonline MANUAL DO INGRESSANTE Matrícula Online www.ingresso.ufu.br/sistemas/matriculaonline O Sistema de Matrícula Online da UFU dispensa a necessidade de o ingressante ir presencialmente para realizar a sua Solicitação

Leia mais

Manual do Usuário Central de Agendamento. Versão 1.1

Manual do Usuário Central de Agendamento. Versão 1.1 Manual do Usuário Central de Agendamento Versão 1.1 Maio, 2014 Central de Agendamento Manual de utilização Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Setor: Coordenação de Sistemas - COSIS Histórico de Revisões

Leia mais

Cadastro de entes públicos

Cadastro de entes públicos Cadastro de entes públicos Primeiro passo É necessário que ente público (com ou sem certificação digital) se cadastre na Secretaria de Órgãos Julgadores (SOJ). Podem solicitar o cadastramento no sistema

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Manual para inserir documentos no sistema Projudi

Manual para inserir documentos no sistema Projudi TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE INFORMÁTICA Manual para inserir documentos no sistema Projudi O Projudi só aceita o envio de arquivos assinados, existem três formas de realizar a assinatura

Leia mais