2 Ansiedade / Insegurança Comportamento de busca de atenção, medo / ansiedade, roer unhas, fala excessiva

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2 Ansiedade / Insegurança Comportamento de busca de atenção, medo / ansiedade, roer unhas, fala excessiva"

Transcrição

1 Caracterização das demandas de psicodiagnóstico infantil em uma clínica-escola de São Paulo Characterization of the demands of child psychodiagnosis in a school clinic in São Paulo Tabela 1. Distribuição de queixas por categorias Categorias 1 Agressividade Descrição Dificuldade de contenção da agressividade, comportamento destrutivo ou de rebeldia, agressão física e/ou verbal 2 Ansiedade / Insegurança Comportamento de busca de atenção, medo / ansiedade, roer unhas, fala excessiva 3 Depressão / Tristeza Sentimento de inferioridade, comportamento ou ideação suicida 4 5 Dificuldade no controle dos impulsos Comportamento agitado, birra, choro excessivo, comportamento dispersivo ou falta de concentração, irritabilidade, oscilação de humor, nervosismo Desobediência, teimosia, egoísmo, alto nível de exigência, falsidade, timidez, relacionamentos interpessoais problemas de interação com colegas, comportamento solitário 6 Distúrbios da alimentação Anorexia, bulimia, compulsão alimentar 7 8 Problemas de conduta Dificuldades motoras, de aprendizagem de hábitos rotineiros, de discriminações básicas; lentidão Fuga de casa e / ou da escola, comportamento de manipulação, comportamento de mentir, roubo, adição a drogas 9 Problemas neurológicos Disfunções e/ou lesões neurológicas 10 Queixas escolares Mau comportamento, mau desempenho, resistência em ir à escola 11 Queixas somatoformes Desmaios, cefaléias, bronquite, dores no estômago, vômitos, dores em geral 12 Ciúmes, medo dos pais, dificuldade em relação aos pais / familiares, dificuldades com pais separados; ligação excessiva com a família, sentimento de rejeição, reação diante da perda por morte ou separação 3

2 Tabela 2. Distribuição de crianças inscritas para avaliação psicodiagnóstica Sexo Masculino 22 55, , , , , , , ,4 Feminino 18 45,0 4 28,6 6 35,3 6 24,0 5 31,3 4 28,6 6 25, ,6 Total por ano , , , , , , , ,0 Tabela 3. Distribuição das faixas etárias de crianças inscritas para psicodiagnóstico Faixa Etária 3 a 4 anos 1 2,5 0 0,0 0 0,0 0 0,0 1 6,2 0 0,0 1 4,2 3 2,0 5 a 6 anos 8 20,0 4 28,6 4 23,5 5 20,0 3 18,8 3 21,4 5 20, ,3 7 a 8 anos 12 30,0 4 28,6 4 23,5 7 28,0 4 25,0 3 21,4 6 25, ,7 9 a 10 anos 12 30,0 6 42,8 6 35, ,0 7 43,8 6 42,9 8 33, ,7 11 a 12 anos incompletos 7 17,5 0 0,0 3 17,7 3 12,0 1 6,2 2 14,4 4 16, ,3 Total por ano , , , , , , , ,0 4

3 Tabela 4. Distribuição de queixas em meninos, por ano e total Queixas Total Queixas escolares 9 23,1 3 21,4 2 12,5 6 26,1 5 29,4 4 66, , ,0 Agressividade 7 17,9 2 14,4 4 25,0 6 26,1 4 23,6 0 0,0 4 13, ,8 Dificuldade no controle dos impulsos 8 20,5 3 21,4 2 12,5 2 8,7 2 11,8 0 0, , ,8 5 12,8 1 7,1 1 6,3 7 30,4 3 17,6 1 16,7 2 6, ,9 Ansiedade / Insegurança 3 7,7 0 0,0 2 12,5 0 0,0 0 0,0 0 0,0 2 6,9 7 4,8 relacionamentos interpessoais 2 5,1 0 0,0 2 12,5 0 0,0 3 17,6 0 0,0 0 0,0 7 4,8 Queixas somatoformes 3 7,7 1 7,1 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 4 2,8 Outras Queixas 1 0 0,0 1 7,1 0 0,0 2 8,7 0 0,0 0 0,0 1 3,4 4 2,8 0 0,0 2 14,4 1 6,3 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 3 2,1 Depressão / Tristeza 1 2,6 0 0,0 1 6,3 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 2 1,4 Distúrbios metabólicos e neurológicos 1 2,6 0 0,0 1 6,3 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 2 1,4 Problemas de conduta 0 0,0 1 7,1 0 0,0 0 0,0 0 0,0 1 16,7 0 0,0 2 1,4 Total por ano , , , , , , , ,0 1 1 Autismo (f=2); Dupla Personalidade (f=1); Síndrome do Pânico (f=1). 5

4 Tabela 5. Distribuição de queixas em meninas, por ano e total 2 Queixas Queixas escolares 4 15,5 1 14,3 3 30,0 1 20,0 1 20,0 1 10,0 2 18, ,6 6 23,1 2 28,5 0 0,0 0 0,0 1 20,0 3 30,0 1 9, ,6 Ansiedade / Insegurança 3 11,5 0 0,0 3 30,0 0 0,0 1 20,0 3 30,0 1 9, ,9 Dificuldade no controle dos impulsos 3 11,5 1 14,3 2 20,0 1 20,0 0 0,0 1 10,0 2 18, ,5 Agressividade 3 11,5 1 14,3 1 10,0 1 20,0 0 0,0 1 10,0 2 18,2 9 12,2 Queixas somatoformes 4 15,5 0 0,0 0 0,0 1 20,0 1 20,0 0 0,0 1 9,1 7 9,5 relacionamentos interpessoais Distúrbios da alimentação 1 3,8 1 14,3 1 10,0 1 20,0 1 20,0 0 0,0 0 0,0 5 6,7 1 3,8 1 14,3 0 0,0 0 0,0 0 0,0 1 10,0 0 0,0 3 4,1 1 3,8 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 1 9,1 2 2,6 Outras Queixas 2 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 1 9,1 1 1,3 Total por ano , , , , , , , ,0 2 Transtorno Bipolar (f=1). 6

5 Tabela 6. Distribuição dos diagnósticos realizados por ano e total Psicodiagnóstico 16 36,4 3 37,5 5 55,6 7 31,8 4 36,4 4 44, , ,1 9 20,5 4 50,0 1 11,1 2 9,1 2 18,2 1 11,1 2 6, ,9 Agressividade 5 11,4 0 0,0 0 0,0 3 13,7 0 0,0 1 11,1 7 24, ,1 Criança com ausência de problemática complexa ou transtorno 2 4,5 0 0,0 0 0,0 4 18,2 3 27,2 1 11,1 0 0,0 10 7,5 Ansiedade / Insegurança 1 2,3 1 12,5 0 0,0 1 4,5 1 9,1 1 11,1 2 6,9 7 5,3 Dificuldades escolares 0 0,0 0 0,0 0 0,0 3 13,7 1 9,1 1 11,1 2 6,9 7 5,3 Dificuldade no controle dos impulsos 6 13,5 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 6 4,5 Depressão / Tristeza 1 2,3 0 0,0 2 22,2 0 0,0 0 0,0 0 0,0 2 6,9 5 3,8 relacionamentos interpessoais 1 2,3 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 3 10,3 4 3,1 Problemas neurológicos 2 4,5 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 2 1,5 Queixas somatoformes 0 0,0 0 0,0 0 0,0 1 4,5 0 0,0 0 0,0 1 3,5 2 1,5 Conflito de identidade sexual 1 2,3 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 1 0,8 Distúrbios da alimentação 0 0,0 0 0,0 1 11,1 0 0,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 1 0,8 Transtorno psicótico 0 0,0 0 0,0 0 0,0 1 4,5 0 0,0 0 0,0 0 0,0 1 0,8 Total por ano , , , , , , , ,0 Tabela 7. Distribuição de encaminhamentos por ano e total Encaminhamentos Realizados Interno para crianças 12 54,5 2 40,0 3 50, ,0 5 38,5 5 41,7 8 61, ,9 Interno para famílias 1 4,5 2 40,0 2 33, ,0 5 38,5 5 41,7 3 23, ,2 Alta para crianças 2 9,1 0 0,0 0 0,0 4 16,0 2 15,4 2 16,6 1 7, ,5 Externo para crianças 5 22,8 1 20,0 1 16,7 0 0,0 1 7,6 0 0,0 1 7,7 9 9,3 Externo para famílias 2 9,1 0 0,0 0 0,0 1 4,0 0 0,0 0 0,0 0 0,0 3 3,1 Total por ano , , , , , , , ,0 7

6 Tabela 8. Distribuição de adesão ao atendimento e índice de evasão Adesão / evasão do atendimento Adesão ao atendimento 21 52,5 5 35,7 6 35, ,0 8 50,0 7 50, , ,7 Usuário nunca apareceu (evasão antes do atendimento) Evasão durante atendimento psicodiagnóstico 16 40,0 7 50,0 4 23,5 3 12,0 5 31,2 5 35,7 9 37, ,7 3 7,5 2 14,3 7 41,2 8 32,0 3 18,8 2 14,3 3 12, ,6 Total por ano , , , , , , , ,0 8

DSM-IV - Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. Lista de Palavras

DSM-IV - Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. Lista de Palavras DSM-IV - Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais Lista de Palavras Abstinência de Substâncias Abuso de Substâncias Agorafobia Ajustamento, Transtorno Alimentares na 1a. Infância Alimentares,

Leia mais

Proposta de Parceria Pleno Ser / Escola

Proposta de Parceria Pleno Ser / Escola Proposta de Parceria Pleno Ser / Escola A Parceria Pleno Ser/Escola O ambiente escolar pode representar, muitas vezes, um prolongamento do lar. É onde a criança é inserida nos grupos sociais, colocada

Leia mais

Caracterização da clientela da clínica-escola de psicologia da Universidade São Francisco

Caracterização da clientela da clínica-escola de psicologia da Universidade São Francisco Caracterização da clientela da clínica-escola de psicologia da Universidade São Francisco Rita Aparecida Romaro Universidade São Francisco Claudio Garcia Capitão Universidade São Francisco Universidade

Leia mais

Dr. Gustavo Teixeira Psiquiatria da infância e adolescência

Dr. Gustavo Teixeira Psiquiatria da infância e adolescência Dr. Gustavo Teixeira Psiquiatria da infância e adolescência www.comportamentoinfantil.com EPIDEMILOGIA 10-20% da população infanto-juvenil (AACAP 2002) Blumenau 61.600 matrículas (IBGE 2008) 6.160 estudantes???

Leia mais

QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: CLASSIFIQUE EM VERDADEIRO (V) OU FALSO (F) AS SENTENÇAS ABAIXO:

QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: CLASSIFIQUE EM VERDADEIRO (V) OU FALSO (F) AS SENTENÇAS ABAIXO: QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: 1. Um tapinha no bumbum não é considerado violência devido ao baixo grau de agressão. 2. A prática sexual com indivíduos menores de 14 anos, com o consentimento

Leia mais

Como lidar com transtornos internalizantes na sala de aula?

Como lidar com transtornos internalizantes na sala de aula? Como lidar com transtornos internalizantes na sala de aula? Rogéria Recondo Psiquiatra da Infância e Adolescência Preceptora em Psiquiatria Infantil no Hospital São Lucas da PUC Professores:cursos de capacitação

Leia mais

GUARDA NACIONAL REPUBLICANA COMANDO DA ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS INTERNOS DIRECÇÃO DE RECURSOS HUMANOS CENTRO DE PSICOLOGIA E INTERVENÇÃO SOCIAL

GUARDA NACIONAL REPUBLICANA COMANDO DA ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS INTERNOS DIRECÇÃO DE RECURSOS HUMANOS CENTRO DE PSICOLOGIA E INTERVENÇÃO SOCIAL GUARDA NACIONAL REPUBLICANA COMANDO DA ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS INTERNOS DIRECÇÃO DE RECURSOS HUMANOS CENTRO DE PSICOLOGIA E INTERVENÇÃO SOCIAL JUNHO 2013 ÍNDICE ÂMBITO... 3 INTRODUÇÃO... 4 COMO SE MANIFESTA

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PSICOPATOLOGIA DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PSICOPATOLOGIA DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular PSICOPATOLOGIA DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Psicologia Clínica 3. Ciclo

Leia mais

VIII envio de mensagens, fotos ou vídeos por meio de computador, celular ou assemelhado, bem como sua postagem em blogs ou sites, cujo conteúdo

VIII envio de mensagens, fotos ou vídeos por meio de computador, celular ou assemelhado, bem como sua postagem em blogs ou sites, cujo conteúdo PROJETO DE LEI Nº Dispõe sobre o desenvolvimento de política antibullying por instituições de ensino e de educação infantil, públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos. Art. 1º. As instituições de

Leia mais

Transtornos do Comportamento da Criança

Transtornos do Comportamento da Criança Transtornos do Comportamento da Criança 01 ... Para aquele que não sabe como controlar seu íntimo, inventar-se-á controle Goethe 02 Definição Comportamento é o conjunto de atitudes e reações do indivíduo

Leia mais

Transtornos Invasivos do Desenvolvimento

Transtornos Invasivos do Desenvolvimento UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ UNOCHAPECÓ Área de Ciências Humanas e Jurídicas Curso de Psicologia, 4º Período Componente Curricular: Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem III Professora:

Leia mais

HISTÓRIA HISTÓRIA DIAGNÓSTICO E CLASSIFICAÇÃO DOS TRANSTORNOS MENTAIS. Paradigma da alienação mental. Paradigma das doenças mentais

HISTÓRIA HISTÓRIA DIAGNÓSTICO E CLASSIFICAÇÃO DOS TRANSTORNOS MENTAIS. Paradigma da alienação mental. Paradigma das doenças mentais DIAGNÓSTICO E CLASSIFICAÇÃO DOS TRANSTORNOS MENTAIS Prof. José Reinaldo do Amaral Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Psicologia PSICOPATOLOGIA GERAL 2013 / 2 HISTÓRIA Paradigma da

Leia mais

2º ENCONTRO DE TÉCNICOS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM DO COREN-BA. 26/09/2014 SUERDA F. DE SOUZA COAST/CESAT/DIVAST

2º ENCONTRO DE TÉCNICOS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM DO COREN-BA. 26/09/2014 SUERDA F. DE SOUZA COAST/CESAT/DIVAST ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO: DESAFIO PARA A SAÚDE DO TRABALHADOR 2º ENCONTRO DE TÉCNICOS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM DO COREN-BA. 26/09/2014 SUERDA F. DE SOUZA COAST/CESAT/DIVAST ASSÉDIO (VIOLÊNCIA) MORAL

Leia mais

Escola Profissional Fialho de Almeida - Vidigueira

Escola Profissional Fialho de Almeida - Vidigueira Um (cada um de nós) por todos (os outros) E todos (os outros) por um (nós). O BULLYING É UM FENÓMENO QUE DEIXA MARCAS PARA SEMPRE O bullying caracteriza-se por comportamentos de abuso sistemático de poder,

Leia mais

Ficha de Protocolo. Telefone: 213542776 Telemóvel: 914176283 / 965449629 Fax: N/A

Ficha de Protocolo. Telefone: 213542776 Telemóvel: 914176283 / 965449629 Fax: N/A Ficha de Protocolo Resumo do Protocolo Entidade: Psicóloga Ana Cristina de Lacerda Conduto Local: Lisboa Serviços/Produtos: Serviços de Psicologia para Adultos, Adolescentes e Crianças Beneficios e Vantagens:

Leia mais

Sociedade Psicanalítica de Angra dos Reis Rio de Janeiro

Sociedade Psicanalítica de Angra dos Reis Rio de Janeiro Uma Abordagem Psicanalítica da CID-10 da Organização Mundial de Saúde, de F00 a F99. CID - Classificação Internacional de Doenças TRANSTORNOS MENTAIS E COMPORTAMENTAIS I. Objetivos do curso: Conhecer a

Leia mais

Bullying não é brincadeira!

Bullying não é brincadeira! Bullying não é brincadeira! Nunca se discutiu tanto, nos meios de comunicação, nas escolas e universidades, a violência física e verbal que ocorre nas escolas. O bullying, popular inclusive entre os alunos,

Leia mais

TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR

TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR Até recentemente o Transtorno Bipolar era conhecido como psicose ou doença maníaco-depressiva. É um transtorno no qual ocorrem alternâncias do humor, caracterizando-se por períodos

Leia mais

SAUDE MENTAL DA MULHER NOS CICLOS DE VIDA

SAUDE MENTAL DA MULHER NOS CICLOS DE VIDA SAUDE MENTAL DA MULHER NOS CICLOS DE VIDA ENCONTRO MULHER DE ATITUDE Campanha de Prevenção do Câncer Cérvico C Uterino Março o 2013 Maristela C Sousa - Médica Psiquiatra DVSAM/DACC/SAS/SESA Dados Epidemiológicos

Leia mais

DEPRESSÃO NO ÂMBITO DA. Felicialle Pereira da Silva Nov. 2015

DEPRESSÃO NO ÂMBITO DA. Felicialle Pereira da Silva Nov. 2015 DEPRESSÃO NO ÂMBITO DA SEGURANÇA PÚBLICA Felicialle Pereira da Silva Nov. 2015 Ser humano x Humor VARIAÇÕES : SIM( X) NÃO( ) EXTREMOS: SIM( ) NÃO( X) CONTROLE Sensações normais Saúde mental x doença mental

Leia mais

www.saudedireta.com.br

www.saudedireta.com.br F00-F99 CAPÍTULO V : Transtornos mentais e comportamentais F00.0*Demência na doença de Alzheimer de início precoce (G30.0+) F00.1*Demência na doença de Alzheimer de início tardio (G30.1+) F00.2*Demência

Leia mais

BULLYING A Síndrome da Humilhação

BULLYING A Síndrome da Humilhação BULLYING A Síndrome da Humilhação Giovanna Carneiro Chaves Psicóloga Clínica, Psicopedagoga Clínica e Institucional, Terapeuta Holística, Bacharela em Artes Plásticas Formação em Educação Especial, Testes

Leia mais

RISCOS ÀSEGURANÇA E SAÚDE DOS TRABALHADORES BANCÁRIOS

RISCOS ÀSEGURANÇA E SAÚDE DOS TRABALHADORES BANCÁRIOS RISCOS ÀSEGURANÇA E SAÚDE DOS TRABALHADORES BANCÁRIOS A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO BANCÁRIO Em consequência das mudanças sociais, econômicas e, sobretudo, tecnológicas, a organização do trabalho bancário

Leia mais

SOFRIMENTO PSÍQUICO NA ADOLESCÊNCIA Marcia Manique Barreto CRIVELATTI 1 Solânia DURMAN 2

SOFRIMENTO PSÍQUICO NA ADOLESCÊNCIA Marcia Manique Barreto CRIVELATTI 1 Solânia DURMAN 2 SOFRIMENTO PSÍQUICO NA ADOLESCÊNCIA Marcia Manique Barreto CRIVELATTI 1 Solânia DURMAN 2 INTRODUÇÃO: Durante muitos anos acreditou-se que os adolescentes, assim como as crianças, não eram afetadas pela

Leia mais

Edith Lauridsen-Ribeiro Cássio Rogério D. L. Figueiredo São Paulo, dezembro/2011

Edith Lauridsen-Ribeiro Cássio Rogério D. L. Figueiredo São Paulo, dezembro/2011 Edith Lauridsen-Ribeiro Cássio Rogério D. L. Figueiredo São Paulo, dezembro/2011 Os transtornos mentais comuns (TMC), expressão criada por Goldberg & Huxley (1992), caracterizam-se por sintomas como insônia,

Leia mais

1º Seminário Regimes Próprios da Previdência:

1º Seminário Regimes Próprios da Previdência: 1º Seminário Regimes Próprios da Previdência: Abordando a Sustentabilidade nos Enfoques da Saúde, do Trabalho e da Previdência Pública PMPA Outubro 2006 CAPACIDADE LABORATIVA x DOENÇAS INCAPACITANTES ALIENAÇÃO

Leia mais

Problemas de comportamentos internalizantes em escolares de São Gonçalo: a construção de um modelo hierarquizado

Problemas de comportamentos internalizantes em escolares de São Gonçalo: a construção de um modelo hierarquizado Problemas de comportamentos internalizantes em escolares de São Gonçalo: a construção de um modelo hierarquizado Liana Furtado Ximenes (lianafx@yahoo.com.br) Elaine Fernandes Viellas de Oliveira; Marília

Leia mais

O Chamado de Cthulhu. m l hu. Regras Fast Play para O Chamado de Cthulhu RPG Incluindo a aventura A Assombração

O Chamado de Cthulhu. m l hu. Regras Fast Play para O Chamado de Cthulhu RPG Incluindo a aventura A Assombração Fast Play O Chamado de Cthulhu O Cha ado de Ct m l hu hu Regras Fast Play para O Chamado de Cthulhu RPG Incluindo a aventura A Assombração Certificado N o Testemunha: Condicao atual

Leia mais

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição IDENTIFICANDO A DEPRESSÃO Querida Internauta, Lendo o que você nos escreveu, mesmo não sendo uma profissional da área de saúde, é possível identificar alguns sintomas de uma doença silenciosa - a Depressão.

Leia mais

TRANSTORNOS DE ANSIEDADE NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

TRANSTORNOS DE ANSIEDADE NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA TRANSTORNOS DE ANSIEDADE NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA II curso Transtornos Afetivos ao Longo da Vida GETA TRANSTORNOS DE ANSIEDADE NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA Após os transtornos de déficit de atenção/hiperatividade

Leia mais

AVALIAÇÃO DE OCORRÊNCIA DE DEPRESSÃO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS.

AVALIAÇÃO DE OCORRÊNCIA DE DEPRESSÃO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS. V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 AVALIAÇÃO DE OCORRÊNCIA DE DEPRESSÃO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS. Ângela Mari Rauth 1, Arlinda Jesus Sampaio¹,

Leia mais

$'(35(66 212,'262 VSHFWUXP 5RVD0DULD0DUWLQV

$'(35(66 212,'262 VSHFWUXP 5RVD0DULD0DUWLQV $'(35(66 212,'262 5RVD0DULD0DUWLQV A depressão é considerada hoje em dia, um problema de saúde importante que afecta pessoas de todas as idades, levando a sentimentos de tristeza e isolamento social que

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DE SITUAÇÕES DE NEGLIGÊNCIA, ABUSOS E MAUS TRATOS (PREVENÇÃO E INTERVENÇÃO)

MANUAL DE GESTÃO DE SITUAÇÕES DE NEGLIGÊNCIA, ABUSOS E MAUS TRATOS (PREVENÇÃO E INTERVENÇÃO) DR 22.04 Versão 2 MANUAL DE GESTÃO DE SITUAÇÕES DE NEGLIGÊNCIA, ABUSOS E MAUS TRATOS (PREVENÇÃO E INTERVENÇÃO) Resposta Social: Estrutura Residencial para Idosos Prestamos Serviços de Qualidade Aldeia

Leia mais

A Psiquiatria e seu olhar Marcus André Vieira Material preparado com auxílio de Cristiana Maranhão e Luisa Ferreira

A Psiquiatria e seu olhar Marcus André Vieira Material preparado com auxílio de Cristiana Maranhão e Luisa Ferreira A Psiquiatria e seu olhar Marcus André Vieira Material preparado com auxílio de Cristiana Maranhão e Luisa Ferreira Revisão Continente Psiquiátrico Neurótico (Patologia da experiência ) (TOC Transtorno

Leia mais

Falando com as coisas (Autismo)

Falando com as coisas (Autismo) Falando com as coisas (Autismo) Edson Saggese Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Psiquiatria. Doutor em Ciências da Saúde pelo IPUB/UFRJ, psiquiatra, psicanalista, professor do Instituto

Leia mais

SÍNDROME X - FRÁGIL (Síndrome Martin & Bell)

SÍNDROME X - FRÁGIL (Síndrome Martin & Bell) Avaliação, Programação e Técnicas de Intervenção SÍNDROME X - FRÁGIL (Síndrome Martin & Bell) P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E F O RMA Ç Ã O E S P E C I A L I Z A D A EM E D U C A Ç Ã O E S P E C I A L D OMÍ

Leia mais

AUTISMO E TDAH: O DESAFIO DA INCLUSÃO. Prof. Dr. Carlo Schmidt. Prof. Adjunto da CE/UFSM Depto. Educação Especial

AUTISMO E TDAH: O DESAFIO DA INCLUSÃO. Prof. Dr. Carlo Schmidt. Prof. Adjunto da CE/UFSM Depto. Educação Especial AUTISMO E TDAH: O DESAFIO DA INCLUSÃO Prof. Dr. Carlo Schmidt Prof. Adjunto da CE/UFSM Depto. Educação Especial INTRODUÇÃO Caracterização: Do que estamos falando? TDAH Autismo O que essas condições têm

Leia mais

Questionário de Admissão à Clínica de Saúde Mental

Questionário de Admissão à Clínica de Saúde Mental Tribunal de Família de Rhode Island Questionário de Admissão à Clínica de Saúde Mental *OBSERVE QUE TODAS AS PERGUNTAS SE REFEREM AO SEU FILHO * 1. Dados demográficos: Nome do Adolescente: Data de Nascimento:

Leia mais

Edson Vizzoni Psicólogo Especialista em TCC IBH Julho de 2014

Edson Vizzoni Psicólogo Especialista em TCC IBH Julho de 2014 Edson Vizzoni Psicólogo Especialista em TCC IBH Julho de 2014 "Personalidade é a organização dinâmica dos traços no interior do eu, formados a partir dos genes particulares que herdamos, das existências

Leia mais

TRABALHANDO OS GIGANTES DA ALMA PARA SER UM EMPREENDEDOR. SILVIA PIRES

TRABALHANDO OS GIGANTES DA ALMA PARA SER UM EMPREENDEDOR. SILVIA PIRES TRABALHANDO OS GIGANTES DA ALMA PARA SER UM EMPREENDEDOR. SILVIA PIRES Quais são os gigantes da alma? É na infância que se constrói o caráter, para você ser um adulto de valor! ROTINA Vivemos numa sociedade

Leia mais

PONTA DELGADA AÇORES 08 a 10 de MAIO de 2013 Emmanuel Fortes S. Cavalcanti 3º Vice Presidente CFM - Brasil

PONTA DELGADA AÇORES 08 a 10 de MAIO de 2013 Emmanuel Fortes S. Cavalcanti 3º Vice Presidente CFM - Brasil PONTA DELGADA AÇORES 08 a 10 de MAIO de 2013 Emmanuel Fortes S. Cavalcanti 3º Vice Presidente CFM - Brasil Trabalho de educação continuada desenvolvido pelo CRM-AL em 2002. Atendimento de profissionais

Leia mais

O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH

O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH Distúrbio Bipolar, também conhecido como mania e depressão, é uma desordem do cérebro que causa mudanças não previstas no estado mental da pessoa,

Leia mais

Alcoolismo e Drogas Ilícitas

Alcoolismo e Drogas Ilícitas Alcoolismo e Drogas Ilícitas Diagnósticos, Intervenções e Resultados de Enfermagem Yorrani Alves Welton Cristo Definição Efeitos Físicos Alcoolismo Efeitos Emocionais Intoxicação por Álcool Intoxicação

Leia mais

O PAPEL DA ESCOLA E DO PROFESSOR NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) Introdução

O PAPEL DA ESCOLA E DO PROFESSOR NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) Introdução 421 O PAPEL DA ESCOLA E DO PROFESSOR NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) Amanda Ferreira dos Santos², Felipe Vidigal Sette da Fonseca²,

Leia mais

Sumário 1 Diagnóstico Diferencial Passo a Passo...1 2 Diagnóstico Diferencial por Meio de Algoritmos...17

Sumário 1 Diagnóstico Diferencial Passo a Passo...1 2 Diagnóstico Diferencial por Meio de Algoritmos...17 Sumário 1 Diagnóstico Diferencial Passo a Passo...1 2 Diagnóstico Diferencial por Meio de Algoritmos...17 2.1 Algoritmo de Decisão para Baixo Desempenho Escolar... 22 2.2 Algoritmo de Decisão para Problemas

Leia mais

Tem um grande poder de concentração. Com freqüência tem um bom sentido do que é correto, incorreto e de justiça.

Tem um grande poder de concentração. Com freqüência tem um bom sentido do que é correto, incorreto e de justiça. MUTISMO SELETIVO O que é: No Manual de Estatística e Diagnose de Desordens Mentais, o Mutismo Seletivo é descrito como uma desordem psicológica pouco freqüente nas crianças. Crianças (e adultos) com este

Leia mais

FICHA DE INSCRIÇÃO DE ALUNO

FICHA DE INSCRIÇÃO DE ALUNO FICHA DE INSCRIÇÃO DE ALUNO Processo Seletivo do Programa Fortalecendo Trajetórias 2016/2017 Abaixo está a lista de documentos que são necessários para que o candidato participe do processo seletivo 2016/2017.

Leia mais

A FORMAÇÃO DAS NEUROSES E SUA CONSTITUIÇÃO NA INFÂNCIA: IMPLICAÇÕES NA VIDA ESCOLAR

A FORMAÇÃO DAS NEUROSES E SUA CONSTITUIÇÃO NA INFÂNCIA: IMPLICAÇÕES NA VIDA ESCOLAR A FORMAÇÃO DAS NEUROSES E SUA CONSTITUIÇÃO NA INFÂNCIA: IMPLICAÇÕES NA VIDA ESCOLAR Jane Kelly de Freitas Santos (apresentador) 1 Maria Cecília Braz Ribeiro de Souza (orientador) 2 1 Curso de Pedagogia

Leia mais

Transtornos Alimentares

Transtornos Alimentares Transtornos Alimentares Prof. Dr. Carlos Cezar I. S. Ovalle Anorexia?/Bulimia?/Vigorexia? O que é??? Alguem já acompanhou um caso de Anorexia, Bulimia ou Vigorexia?? 1 Objetivos Definir os conceitos de

Leia mais

Orientações a respeito do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

Orientações a respeito do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade Orientações a respeito do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade Nathália Fernandes Andreza Aparecida Polia Ranielí Gonçalves de Souza Halessandra Medeiros O Transtorno do Déficit de Atenção

Leia mais

ENCONTRO 2: ESTABELECENDO LIMITES AOS FILHOS 11 DE FEVEREIRO DE 2015

ENCONTRO 2: ESTABELECENDO LIMITES AOS FILHOS 11 DE FEVEREIRO DE 2015 Serviço de Atendimento Psicopedagógico Silvany Brasil Serviço Socioeducacional Divaneid Araújo ENCONTRO 2: ESTABELECENDO LIMITES AOS FILHOS 11 DE FEVEREIRO DE 2015 Datas JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO

Leia mais

BULLYING NAS ORGANIZAÇÕES: IDENTIFICAÇÃO DE PRÁTICAS FEMININAS E SEUS IMPACTOS PSICOLÓGICOS

BULLYING NAS ORGANIZAÇÕES: IDENTIFICAÇÃO DE PRÁTICAS FEMININAS E SEUS IMPACTOS PSICOLÓGICOS UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ GISELE APARECIDA DE ARAÚJO METER BULLYING NAS ORGANIZAÇÕES: IDENTIFICAÇÃO DE PRÁTICAS FEMININAS E SEUS IMPACTOS PSICOLÓGICOS CURITIBA 2104 GISELE APARECIDA DE ARAÚJO METER

Leia mais

PROVA TEÓRICO-PRÁTICA

PROVA TEÓRICO-PRÁTICA PROVA TEÓRICO-PRÁTICA 1. Na atresia de esôfago pode ocorrer fistula traqueoesofágica. No esquema abaixo estão várias opções possíveis. A alternativa indica a forma mais freqüente é: Resposta B 2. Criança

Leia mais

PRINCIPAIS SINTOMAS E SINAIS DE CONDUTA DOS USUÁRIOS PESADOS DE DROGAS

PRINCIPAIS SINTOMAS E SINAIS DE CONDUTA DOS USUÁRIOS PESADOS DE DROGAS PRINCIPAIS SINTOMAS E SINAIS DE CONDUTA DOS USUÁRIOS PESADOS DE DROGAS DROGA USADA PRINCIPAIS SINTOMAS E SINAIS DE CONDUTA OUTRAS CARACTERÍSTICAS Maconha, Skank. Haxixe Outros derivados canábicos. Necessidade

Leia mais

Dos mesmos organizadores do II CONGRESSO DE CLÍNICA PSIQUIÁTRICA

Dos mesmos organizadores do II CONGRESSO DE CLÍNICA PSIQUIÁTRICA Dos mesmos organizadores do II CONGRESSO DE CLÍNICA PSIQUIÁTRICA E do sucesso editorial e vencedor do prêmio Jabuti (2012) + Diferenciais Flexibilidade de horários e localização Transmissão on-line Interatividade

Leia mais

Ética e Psicopatologia. Concurso INSS 2012

Ética e Psicopatologia. Concurso INSS 2012 Ética e Psicopatologia Concurso INSS 2012 Ética Éticaé a parte dafilosofiadedicada aos estudos dos valores morais e princípios ideais do comportamento humano.a palavra "ética" é derivada dogrego, e significa

Leia mais

Avaliação. Formulação de Caso BETANIA MARQUES DUTRA. MSc. Psicologia. Esp. Neusopsicologia. Esp.Psicopedagogia. Terapeuta Cognitivo-Comportamental

Avaliação. Formulação de Caso BETANIA MARQUES DUTRA. MSc. Psicologia. Esp. Neusopsicologia. Esp.Psicopedagogia. Terapeuta Cognitivo-Comportamental Avaliação & Formulação de Caso BETANIA MARQUES DUTRA MSc. Psicologia Esp. Neusopsicologia Esp.Psicopedagogia Terapeuta Cognitivo-Comportamental Coordenadora do Curso de TCC Aplicada a crianças e adolescentes

Leia mais

e (Transtornos Específicos da Aprendizagem (TEA)) Dulcelene Bruzarosco Psicóloga/Terapeuta de Família e Casal.

e (Transtornos Específicos da Aprendizagem (TEA)) Dulcelene Bruzarosco Psicóloga/Terapeuta de Família e Casal. e (Transtornos Específicos da Aprendizagem (TEA)) Dulcelene Bruzarosco Psicóloga/Terapeuta de Família e Casal. Entre os gregos e romanos antigos, havia divergências quanto à maneira de ver e considerar

Leia mais

EMERGÊNCIAS EM PSIQUIATRIA

EMERGÊNCIAS EM PSIQUIATRIA EMERGÊNCIAS EM PSIQUIATRIA Hailton Martinelli / Gustavo Vieira Caetano I) INTRODUÇÃO Existe um grande número de definições de emergências em psiquiatria, muitas contraditórias entre si, principalmente

Leia mais

Depressão. Manual Informativo

Depressão. Manual Informativo Depressão Manual Informativo O que é? Sintomas e riscos associados Como prevenir o suicídio? Depressão e outras doenças: comorbidade Diagnóstico Tratamento: dificuldades e variantes O apoio dos familiares

Leia mais

Mau desempenho escolar

Mau desempenho escolar Mau desempenho escolar Dra Juliana Gurgel Giannetti Neuropediatra Professora Associada do Depto. de Pediatria - UFMG Coordenadora da Residência de Neuropediatria do Hospital das Clínicas / UFMG Mau desempenho

Leia mais

INTERSETORIALIDADE: uma experiência clínica no acompanhamento de uma criança autista na escola

INTERSETORIALIDADE: uma experiência clínica no acompanhamento de uma criança autista na escola INTERSETORIALIDADE: uma experiência clínica no acompanhamento de uma criança autista na escola FRANÇA, Karine,Mio¹ SILVA, Ariane Cristina ¹ MARCELINO, Rosana Oliveira ¹ KARAM, Dayran ² TOMÉ, Marta Fresneda

Leia mais

Transtornos de Aprendizagem

Transtornos de Aprendizagem CRDA-CENTRO DE REFERÊNCIA EM DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM Transtornos de Aprendizagem Transtornos da Aprendizagem - Avaliação Dra. Maria Fernanda C. R. de Campos Neurologia Infantil Papel da equipe multidisciplinar:

Leia mais

ALIENAÇÃO PARENTAL COM FALSA ACUSAÇÃO DE ABUSO SEXUAL

ALIENAÇÃO PARENTAL COM FALSA ACUSAÇÃO DE ABUSO SEXUAL ALIENAÇÃO PARENTAL COM FALSA ACUSAÇÃO DE ABUSO SEXUAL CHAVES, LINDÉIA RESUMO O presente trabalho traz maior enfoque a analise da lei nº 12.318/10 que trata do Instituto da Alienação Parental através da

Leia mais

Isabel Fraga. Responsável: Equipa técnica: Fátima de Matos; Marina Santos Joana Gonçalves

Isabel Fraga. Responsável: Equipa técnica: Fátima de Matos; Marina Santos Joana Gonçalves Responsável: Isabel Fraga (Secretário; CPCJ; Pelouro da Ação Social, Habitação e Saúde) Equipa técnica: Fátima de Matos; Marina Santos Joana Gonçalves Objetivos Este projeto visa proporcionar às crianças

Leia mais

VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA ou ADOLESCENTE

VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA ou ADOLESCENTE VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA ou ADOLESCENTE Equipe LENAD: Ronaldo Laranjeira Clarice Sandi Madruga IlanaPinsky Maria Carmen Viana Divulgação: Maio de 2014. 1. Porque esse estudo é relevante? Segundo a Subsecretaria

Leia mais

Mordidas e agressões na escola

Mordidas e agressões na escola Mordidas e agressões na escola É muito comum que nas escolas de educação infantil, mais especificamente nas turmas de maternal, de crianças com aproximadamente dois anos de idade; aconteçam as mordidas

Leia mais

KratsPsiquê CONCEITOS BÁSICOS DE DIMENSÃO COGNITIVA, AFETIVA E COMPORTAMENTAL

KratsPsiquê CONCEITOS BÁSICOS DE DIMENSÃO COGNITIVA, AFETIVA E COMPORTAMENTAL CONCEITOS BÁSICOS DE DIMENSÃO COGNITIVA, AFETIVA E COMPORTAMENTAL Processos psíquicos envolvem duas áreas do processo psicológico, uma refere-se à cognição e a outra à dimensão afetivo-emocional. Ambas

Leia mais

Programa: Enquadramento; Dinâmicas e processos associados à violência conjugal; A lei e o combate à violência doméstica questões legais.

Programa: Enquadramento; Dinâmicas e processos associados à violência conjugal; A lei e o combate à violência doméstica questões legais. Programa: Enquadramento; Dinâmicas e processos associados à violência conjugal; A lei e o combate à violência doméstica questões legais. Vídeo: Os tabus sociais na perceção de géneros e papéis sexuais

Leia mais

Requerimento (Do Sr. Hugo Leal)

Requerimento (Do Sr. Hugo Leal) Requerimento (Do Sr. Hugo Leal) Sugere ao Poder Executivo sejam tomadas providências no sentido de ser exigido a feitura de diagnóstico precoce de autismo em todas as unidades de saúde pública do país,

Leia mais

AUTOVIOLÊNCIA. Dalila Santos Daniela Soares Colombi

AUTOVIOLÊNCIA. Dalila Santos Daniela Soares Colombi AUTOVIOLÊNCIA Dalila Santos Daniela Soares Colombi Automutilação Conceito: Comportamento autolesivo deliberado, causando dano tissular, com a intenção de provocar lesão não fatal para obter alívio de tensão.

Leia mais

CAPÍTULO II: REVISÃO DE LITERATURA. 2.1 Conceito de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

CAPÍTULO II: REVISÃO DE LITERATURA. 2.1 Conceito de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade CAPÍTULO I: INTRODUÇÃO O Transtorno de Déficit de Atenção (TDAH) pode ser definido como um transtorno neurobiológico, normalmente detectado ainda na infância. Podendo ser caracterizada pela desatenção,

Leia mais

ANÁLISE DO DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS POR MEIO DE INVENTÁRIO COMPORTAMENTAL

ANÁLISE DO DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS POR MEIO DE INVENTÁRIO COMPORTAMENTAL ANÁLISE DO DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS POR MEIO DE INVENTÁRIO COMPORTAMENTAL Miriam Nascimento de Lima 1 - UNESP Regina Keiko Kato Miura 2 - UNESP Resumo Grupo de Trabalho - Diversidade e Inclusão Agencia

Leia mais

Silicea. ABRAH-NIT Ana Marta S Cavalcanti

Silicea. ABRAH-NIT Ana Marta S Cavalcanti Silicea ABRAH-NIT Ana Marta S Cavalcanti MATÉRIA MÉDICA ESTUDO DE CADA MEDICAMENTO FONTE NÃO PATOGENÉTICA sintomas tóxicos sintomas lesionais intoxicações agudas intoxicações crônicas envenenamentos Sintomas

Leia mais

Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas. Carmen Lúcia de A. santos

Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas. Carmen Lúcia de A. santos Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas Carmen Lúcia de A. santos 2011 Nosologia e Psicopatologia "Psico-pato-logia" "psychê" = "psíquico", "alma" "pathos" = "sofrimento, "patológico" "logos" "lógica",

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ REDE DE ATENÇÃO À SAÚDE MENTAL - 2014

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ REDE DE ATENÇÃO À SAÚDE MENTAL - 2014 SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ REDE DE ATENÇÃO À SAÚDE MENTAL - 2014 A MODELAGEM DA REDE DE ATENÇÃO À SAÚDE MENTAL 1. A análise de situação de saúde 2. A escolha do modelo de 3. A definição do

Leia mais

Transtornos Alimentares. Dr. Eduardo Henrique Teixeira PUC-Campinas

Transtornos Alimentares. Dr. Eduardo Henrique Teixeira PUC-Campinas Transtornos Alimentares Dr. Eduardo Henrique Teixeira PUC-Campinas Anorexia Nervosa Anorexia sem fome Comportamento obstinado e propositado a perder peso Medo intenso de aumento de peso Alteração da imagem

Leia mais

AMBULATÓRIO PÓS-ALTA DE QUEIMADURAS: ATUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL E PSICOLOGIA BUSCANDO PROCESSO DE REABILITAÇÃO HUMANIZADO

AMBULATÓRIO PÓS-ALTA DE QUEIMADURAS: ATUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL E PSICOLOGIA BUSCANDO PROCESSO DE REABILITAÇÃO HUMANIZADO HOSPITAL ESTADUAL BAURU Dr. Arnaldo Prado Curvello AMBULATÓRIO PÓS-ALTA DE QUEIMADURAS: ATUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL E PSICOLOGIA BUSCANDO PROCESSO DE REABILITAÇÃO HUMANIZADO Maria Alice Ferraz Troijo Psicóloga

Leia mais

Infância e Adolescência

Infância e Adolescência Infância e Adolescência Reforço positivo MUITO frequente Repertório fraco / pouca variabilidade Facilmente entra em extinção Baixa tolerância frustração (agressão / depressão) Dependentes Muda de terapeuta

Leia mais

Palestra Psicoeducacional 25 abril 2015. "Transtornos do Humor na infância e na adolescência: quais os sintomas? como lidar?.

Palestra Psicoeducacional 25 abril 2015. Transtornos do Humor na infância e na adolescência: quais os sintomas? como lidar?. Palestra Psicoeducacional 25 abril 2015 "Transtornos do Humor na infância e na adolescência: quais os sintomas? como lidar?. Palestra Psicoeducacional Transtorno Bipolar (TB) Infância e Adolescência Sônia

Leia mais

COLÓQUIO POLÍTICAS DE PREVENÇÃO E DE ATENDIMENTO À SAÚDE DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO. Cássio Filipe Galvão Bessa Executiva CONTEE

COLÓQUIO POLÍTICAS DE PREVENÇÃO E DE ATENDIMENTO À SAÚDE DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO. Cássio Filipe Galvão Bessa Executiva CONTEE COLÓQUIO POLÍTICAS DE PREVENÇÃO E DE ATENDIMENTO À SAÚDE DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO Cássio Filipe Galvão Bessa Executiva CONTEE Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores do Ensino Privado no Estado

Leia mais

Definição e Histórico. Avaliação, Diagnóstico e Intervenção no TEA Módulo 1

Definição e Histórico. Avaliação, Diagnóstico e Intervenção no TEA Módulo 1 + Definição e Histórico Avaliação, Diagnóstico e Intervenção no TEA Módulo 1 + Autismo Nome criado por Eugen Bleuler em 1911 Dementia Praecox ou Grupo da Esquizofrenias Termo extraído dos estudos sobre

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 053 / 2011

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 053 / 2011 PARECER COREN-SP GAB Nº 053 / 2011 Assunto: Aplicação do inventário de sintomas de stress para adultos de Lipp (ISSL) pelo Enfermeiro. 1. Do fato Solicitado parecer por Enfermeiro sobre a aplicação do

Leia mais

PSICÓLOGIA. 03. Levando-se em consideração o Código de Ética Profissional do Psicólogo está correto assinalar que:

PSICÓLOGIA. 03. Levando-se em consideração o Código de Ética Profissional do Psicólogo está correto assinalar que: PSICÓLOGIA 01. Sobre o que determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Lei n 0 8.069, sancionada em 13 de julho de 1990, é correto afirmar: A A falta ou a carência de recursos materiais por

Leia mais

comportamento que pode ser observado em crianças e pré-adolescentes, gerando grande estresse

comportamento que pode ser observado em crianças e pré-adolescentes, gerando grande estresse Recusa Escolar M.A.M. 1 RECUSA ESCOLAR: Por que algumas crianças não querem ficar na escola? Embora não seja formalmente caracterizada como uma síndrome, recusa escolar é um comportamento que pode ser

Leia mais

Experiência com o tratamento de Dependentes Químicos

Experiência com o tratamento de Dependentes Químicos Experiência com o tratamento de Dependentes Químicos INSTITUTO BAIRRAL DE PSIQUIATRIA Dr. Marcelo Ortiz de Souza Dependência Química no Brasil (CEBRID, 2005) População Geral: 2,9% já fizeram uso de cocaína

Leia mais

Conhecendo o Aluno com TGD

Conhecendo o Aluno com TGD I - [FICHA DE AVALIAÇÃO SOBRE O ALUNO COM TRANSTORNOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO] Usar letra de forma Os alunos com Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD) são aqueles que apresentam alterações qualitativas

Leia mais

Create PDF with PDF4U. If you wish to remove this line, please click here to purchase the full version

Create PDF with PDF4U. If you wish to remove this line, please click here to purchase the full version O CUIDAR DE ENFERMAGEM A PUERPERA APRESENTANDO DEPRESSÃO PÓS-PARTO HOLANDA, Eliane Rolim de ARAUJO, Tereza Lourença Matias de RIBEIRO, Francica Sanches Tavares SANTOS, Kamila Késsia Gomes dos SILVA, Gerson

Leia mais

Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação-Porto\Portugal. Uma perspectiva comportamental em Adolescentes Obesos: Brasil x Portugal

Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação-Porto\Portugal. Uma perspectiva comportamental em Adolescentes Obesos: Brasil x Portugal Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação-Porto\Portugal Discente: Genaina Bibiano Vieira Disciplina: Desenvolvimento Humano Uma perspectiva comportamental em Adolescentes Obesos: Brasil x Portugal

Leia mais

MEDO ANSIEDADE. Conjunto de respostas comportamentais e neurovegetativas a uma ameaça ao bem-estar, integridade ou sobrevivência do indivíduo

MEDO ANSIEDADE. Conjunto de respostas comportamentais e neurovegetativas a uma ameaça ao bem-estar, integridade ou sobrevivência do indivíduo Prof. José Reinaldo do Amaral Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Psicologia PSICOPATOLOGIA CLÍNICA 2013 / 2 Conjunto de respostas comportamentais e neurovegetativas a uma ameaça

Leia mais

SERVIÇO DE ESCUTA PSICOLÓGICA: UMA ESCUTA PROFUNDA DE CARÁTER EMERGENCIAL

SERVIÇO DE ESCUTA PSICOLÓGICA: UMA ESCUTA PROFUNDA DE CARÁTER EMERGENCIAL SERVIÇO DE ESCUTA PSICOLÓGICA: UMA ESCUTA PROFUNDA DE CARÁTER EMERGENCIAL MORAIS 1, Alexsandra Dias LIMA 2, Aline Cristine da Silva GOMES 3, Inalígia Figueiredo FRANCA 4, Juliana Monteiro da OLIVEIRA 5,

Leia mais

VIOLÊNCIA CONTRA PROFISSIONAIS DE SAÚDE. NOTIFICAÇÃO ON-LINE 2014.

VIOLÊNCIA CONTRA PROFISSIONAIS DE SAÚDE. NOTIFICAÇÃO ON-LINE 2014. VIOLÊNCIA CONTRA PROFISSIONAIS DE SAÚDE. NOTIFICAÇÃO ON-LINE 2014. Departamento da Qualidade na Saúde Março 2015 Índice Introdução... 3 Notificação de Violência contra Profissionais de Saúde... 6 Conclusão...

Leia mais