Inadimplência PF no setor de Comércio Dados referentes a março de 2014 Release de Imprensa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Inadimplência PF no setor de Comércio Dados referentes a março de 2014 Release de Imprensa"

Transcrição

1 Inadimplência PF no setor de Comércio Dados referentes a março de 2014 Release de Imprensa Dívidas com o comércio têm o quinto recuo anual consecutivo, revela SPC Brasil No mês de março, os atrasos no comércio recuaram 0,82%. Varejistas concentram nove em cada dez dívidas não pagas pelos consumidores O indicador anual de dívidas em atraso com o comércio registrou a quinta queda consecutiva na série histórica calculada pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas). A variação negativa no último mês de março foi de -0,82% na comparação com o mesmo mês de Dívidas em atraso no comércio (variação anual) 0,02% -0,28% -0,54% -0,82% -1,01% out/14 nov/14 dez/14 jan/15-1,12% fev/15 mar/15 De acordo com os dados apurados, o comércio varejista detém quase a totalidade das pendências devidas ao comércio: 92%, seguido pelo setor do atacado (6%) e pelo comércio de automóveis (2%). O número de dívidas não pagas apresenta tendências distintas dentre as categorias que compõem o comércio varejista. O segmento que inclui estabelecimentos como supermercados, armazéns, lojas de departamento e variedades registrou alta de 26,85%. Outras categorias que também apresentaram crescimento da inadimplência foram os de artigos culturais, recreativos e esportivos (6,62%), de produtos alimentícios, bebidas e fumo (5,30%) e de produtos farmacêuticos

2 (2,02%). As variações negativas ficaram por conta do comércio de artigos de informática e comunicação (-17,47%), comércio de combustíveis (-7,07%) e materiais de construção (0,19%). Na avaliação da economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, a tendência de queda da inadimplência no comércio como um todo e de desaceleração em alguns segmentos reflete a difícil conjuntura macroeconômica pela qual o país atravessa. Além dos juros e da inflação em patamares elevados e da perda de dinamismo do mercado de trabalho, que influenciam fortemente a confiança dos consumidores, os estabelecimentos comerciais estão mais seletivos na concessão de crédito, fato que tem como consequência imediata a redução da quantidade de atrasos nas compras parceladas, explica a economista-chefe do SPC Brasil. Menos dívidas no comércio Embora o comércio tenha a segunda maior participação no número total de dívidas não pagas no Brasil (20,42%), ficando atrás apenas dos bancos (47,71%), nos últimos anos o setor vem perdendo força relativa na comparação com os demais segmentos. Em 2010, por exemplo, o comércio era responsável por mais de um quarto (26,6%) de todas as dívidas em aberto no país. Em cinco anos houve uma queda de 6,18 pontos percentuais de participação. Uma das razões que ajudam a explicar essa mudança, segundo os economistas do SPC Brasil, é a substituição do financiamento próprio das lojas, geralmente crediário, pelo cartão de crédito bancário. Adultos devem mais para o comércio Os dados apurados pelo SPC Brasil mostram ainda que a maior parte das dívidas pertence aos consumidores adultos com idade entre 30 e 39 anos (30%). O destaque da inadimplência de pessoas físicas com o comércio varejista foi na região Centro-Oeste, onde o crescimento foi mais expressivo: 5,25%. Em segundo lugar aparece a região Norte (5,13%), seguida pelas regiões Sudeste (2,47%) e Sul (1,77%). Na outra ponta, destoando das demais regiões brasileiras, o Nordeste registrou leve queda de 0,16%.

3 Baixe a íntegra do indicador e a metodologia clicando ao lado direito superior no link Informações à imprensa: Vinícius Bruno (11) (11) (11) Renan Miret (11) (ramal: 8865) (11)

4 Análise econômica Visão Geral O Comércio é um dos setores mais importantes e mais dinâmicos da economia brasileira. Em 2014, por exemplo, este segmento representou 12,1% do Produto Interno Bruto brasileiro, gerou mais 124 mil vagas de emprego formais. O setor também sente, no entanto, os efeitos da difícil conjuntura pela qual o país atravessa. Em especial é destaque a apatia do consumidor, cujo índice de confiança atingiu novo recorde negativo, de acordo com a Sondagem do Consumidor da Fundação Getúlio Vargas. Em fevereiro de 2015, as vendas recuaram 3,1% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Do lado dos indicadores de inadimplência, apurados pelo SPC Brasil, desde agosto de 2014, quando registrou alta de 5,43%, o indicador anual de dívidas em atraso registrou desaceleração do ritmo de crescimento, refletindo o ambiente de maior restrição ao crédito. Em março de 2015, o avanço foi de 3,46%. O resultado também reflete a piora do cenário econômico, com a aceleração da inflação, perda de dinamismo do mercado de trabalho e taxas de juros mais altas. Entre os quatro setores estudados, só Comércio (que inclui tanto o setor varejista quanto o atacado e comércio de automóveis) registrou queda do número de dívidas em atraso, na comparação com março de A queda, de 0,82%, foi a quinta consecutiva. Na outra ponta, o setor de Comunicações liderou o crescimento do indicador anual, com variação de 10,19%, seguido de Água e Luz (8,79%) e Bancos (4,55%). Dívidas em atraso Variação anual Dívidas em atraso Variação anual por setor credor (mar/15) O Comércio é o segmento com a segunda maior participação no número de dívidas de pessoas físicas. Em março de 2015, o setor respondia por um quinto (20,42%) do total, atrás somente de Bancos, com 47,71%. A participação do Comércio como setor credor, no entanto, tem diminuído desde o início da série histórica. Em janeiro de 2010, 26,59% do total de dívidas eram detidas pelo Comércio. A diminuição ocorre porque o financiamento das lojas tem sido cada vez mais substituído pelo cartão de crédito bancário.

5 Dívidas em atraso Participação no total (Meses de Março) Dados de inadimplência no comércio É possível analisar com maiores detalhes a evolução do número de dívidas em atraso detidas pelo Comércio, setor que em março de 2015 registrou queda anual de 0,82%. Na abertura desses dados, destaca-se a expressiva redução do número de dívidas detidas pelo Comércio Atacadista. O segmento cresceu acima da média do Comércio entre março e setembro de 2014, e desde outubro apresenta recuos sucessivos na variação anual. Destaque-se também o avanço de 1,22% no segmento de comércio e reparação de veículos e a alta de 2,22% nas dívidas que têm o comércio varejista como contraparte. Para a queda de 0,82% do Comércio em geral, o segmento atacadista contribuiu com -2,83 pontos percentuais, devido à forte redução do número de dívidas conforme citado acima e apesar da pequena participação no total de dívidas do Comércio (5,89%). Na outra direção, o segmento varejista, com participação de 92,03% no total de pendências devidas ao Comércio, somou +1,98 pontos percentuais à variação mensal do segmento. Por fim o segmento de comércio e reparação de veículos e motocicletas somou 0,02 ponto percentual ao total. Dívidas em atraso Participação de cada categoria no total (mar/15) Impactos sobre a variação anual total em pontos percentuais (mar/15) Total -0,82% COMÉRCIO E REPARAÇÃO DE VEÍCULOS COMÉRCIO POR ATACADO COMÉRCIO VAREJISTA 0,02 p.p. -2,83 p.p. +1,98 p.p.

6 Comércio Varejista O comércio varejista detém a quase a totalidade das pendências devidas ao Comércio: 92,01% das dívidas do setor têm como contraparte o varejo. Isso se deve à grande importância deste segmento frente o consumidor final e ao papel que exerce como emprestador e financiador. Em março, o crescimento do número dívidas do comércio varejista foi de 2,22%, enquanto no comercio em geral, o houve recuo de 0,82% na comparação anual das dívidas em atraso. Dívidas em atraso Variação Anual por setor Dentro das categorias que compõem o Comércio Varejista, o número de dívidas apresenta tendências bastante distintas. Enquanto o comércio varejista não especializado registrou alta de 26,85%, o comércio varejista de equipamentos de informática e comunicação registrou recuo de 17,43%. O comércio de produtos alimentícios, bebidas e fumo viu seu número pendências crescer 5,30%; já o comércio de combustíveis para veículos viu cair 7,07%. Com a maior variação entre as categorias do comércio varejista, o varejo não especializado é contraparte de 30,36% do total das dívidas em atraso do Comércio Varejista em geral. Essa categoria inclui supermercados, hipermercados, armazéns, empórios e lojas de departamento e variedades. O comércio varejista de equipamentos de informática e comunicação responde por 24,79% do total de pendências devidas ao Comércio Varejista.

7 Dívidas em atraso Contribuição por segmento do comércio varejista Variação Anual fev/15 mar/15 fev/15 mar/15 fev/15 mar/15 NÃO ESPECIALIZADO 24,66% 26,85% 29,68% 30,36% 5,97% 6,57% PRODUTOS ALIMENTÍCIOS, BEBIDAS E FUMO 3,43% 5,30% 0,61% 0,60% 0,02% 0,03% COMBUSTÍVEIS -7,87% -7,07% 0,37% 0,36% -0,03% -0,03% MATERIAL DE CONSTRUÇÃO 0,05% -0,19% 2,07% 2,04% 0,00% 0,00% INFORMÁTICA E COMUNICAÇÃO; EQUIPAMENTOS -17,01% -17,43% 25,07% 24,79% -5,23% -5,35% ARTIGOS CULTURAIS, RECREATIVOS E ESPORTIVOS 6,53% 6,62% 3,42% 3,38% 0,21% 0,21% PRODUTOS FARMACÊUTICOS E ARTIGOS MÉDICO 1,73% 2,02% 5,38% 5,30% 0,09% 0,11% OUTROS 2,02% 2,05% 33,41% 33,17% 0,67% 0,68% COMERCIO VAREJISTA 1,72% 2,22% COMÉRCIO TOTAL -1,12% -0,82% Participação no total do comércio varejista Contribuição para o total do comércio varejista Comércio varejista por faixa etária A abertura dos dados de inadimplência do Comércio Varejista por faixa etária do devedor revela um padrão muito similar ao verificado na média dos setores: há um crescimento maior nas faixas etárias mais avançadas e um recuo na inadimplência entre os mais jovens. As dívidas em atraso cujos devedores têm entre 18 e 24 anos recuaram 2,20% na comparação anual em fevereiro de Este foi o sexto recuo consecutivo desta faixa etária. Por outro lado, o número de dívidas em atraso no comércio varejista devidas por consumidores entre 85 e 94 anos avançaram 5,07% no mesmo período. Dívidas em atraso de pessoas físicas no comércio varejista por faixa etária Crescimento anual (% sobre o mesmo mês do ano anterior)

8 A faixa etária que concentra o maior número de pendências com o Comércio Varejista é a faixa de 30 a 39 anos, que responde por 30,00% do total. Mesmo liderando a variação anual do número de dívidas em atraso, os devedores na faixa etária de 85 a 94 respondem por apenas 0,27% das dívidas. Cruzando as variações e as participações, conclui-se que as faixas de 30 a 39 anos e 40 a 49 contribuíram respectivamente com 0,69 ponto percentual e 0,57 ponto percentual para a alta do de 2,22% do número de dívidas ao Varejo. Dívidas de pessoas físicas em atraso no comércio varejista por faixa etária Participação junto ao total de dívidas Impactos sobre a variação anual total 4,32% 0,27% Em pontos percentuais 13,03% 18,82% 14,79% 30,00% 16,81% 18 a a a a a a a 94 Total Comércio Varejista 2,22% 18 a 24-0,34 25 a 29 0,01 30 a 39 0,69 40 a 49 0,57 50 a 64 0,41 65 a 84 0,13 85 a 94 0,01 Fonte: SPC Brasil Dados de inadimplência no comércio por região do devedor Em março de 2015, o destaque da inadimplência de pessoas físicas do comércio varejista por região foi a alta anual de 5,25% verificada na região Centro-oeste do país. Na outra ponta, a região Nordeste registrou leve queda de 0,16% do número de pendência com o Comércio Varejista. No Norte foi registrado o segundo maior avanço entre março de 2014 e março de A alta foi de 5,13%.

9 Dívidas em atraso de pessoas físicas no comércio varejista por região Crescimento anual (% sobre o mesmo mês do ano anterior) A região Sudeste concentra a maior parte das pendências com o Varejo: 28,74% do total. O Nordeste apresenta número parecido ( 26,77%). A menor participação é do Centro-Oeste, onde se concentram 10,98% do total de dívidas do Comércio Varejista. As regiões que mais contribuíram para o aumento de 2,22% do número de pendências como Comércio Varejista, na comparação entre março de 2015 e o mesmo mês do ano anterior, foram o Norte e o Sudeste, com 0,71 p.p. cada uma. Dívidas em atraso de pessoas físicas no comércio varejista por região Participação de cada região no total de dívidas do comércio varejista (em março de 2015) 14,25% 26,77% 10,98% 28,74% 17,36% Impacto sobre variação anual regional (em p.p) Total: 2,22% Centro-Oeste: 0,56 Nordeste: -0,04 Norte: 0,71 Sudeste: 0,71 Sul: 0,31 Fonte: SPC Brasil. A região considerada é a de moradia do devedor.

10 Dados de inadimplência no comércio por faixa de atraso A abertura dos dados do Comércio Varejista pelo tempo de atraso das dívidas mostra que as pendências com 91 a 180 dias de atraso cresceram 8,01%, bem acima do crescimento médio de 2,22%. Também as pendências mais antigas, com 3 a 5 anos de atraso, registram alta expressiva, de 6,70%. Nas outras faixas de atraso houve queda do número de dívidas, sendo a mais expressiva na faixa de 181 a 360 dias de atraso (-2,96%). Dívidas em atraso de pessoas físicas no comércio varejista por faixa de atraso Crescimento anual (% sobre o mesmo mês do ano anterior) A faixa com maior participação no total de dívidas é de 361 dias a 3 anos (42,24%), seguida da faixa de 3 a 5 anos (34,82%). A primeira, com variação negativa de 0,32%, contribuiu com 0,14 p.p.; a última, com variação positiva de 6,70% somou 2,23 p.p. ao crescimento do indicador. Quantidade de Dívidas do Comércio por tempo de atraso Participação em março de 2015 Impactos sobre a variação anual total (mar/15) 5,61% 6,22% Até 90 dias em pontos percentuais 34,82% 11,11% 42,24% 91 a 180 dias 181 a 360 dias 361 dias a 3 anos Total 2,22% Até 90 dias 0,00% 91 a 180 dias 0,47% 181 a 360 dias -0,35% 361 a 3 anos -0,14% Mais de 3 anos 2,23%

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Dados referentes a junho de 2016 RELEASE DE IMPRENSA RESUMO ANÁLISE ECONÔMICA METODOLOGIA DOS INDICADORES INFORMAÇÕES RELEVANTES Presidentes

Leia mais

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Dados referentes a fevereiro de 2017 RESUMO ANÁLISE ECONÔMICA METODOLOGIA DOS INDICADORES INFORMAÇÕES RELEVANTES Presidentes Honório Pinheiro

Leia mais

Indicadores econômicos Estudo das Dívidas em Atraso das Pessoas Jurídicas. SPC Brasil e CNDL. Dados referentes a novembro de 2014

Indicadores econômicos Estudo das Dívidas em Atraso das Pessoas Jurídicas. SPC Brasil e CNDL. Dados referentes a novembro de 2014 Indicadores econômicos Estudo das Dívidas em Atraso das Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Dados referentes a novembro de 2014 RELEASE DE IMPRENSA RESUMO ANÁLISE ECONÔMICA Pessoas jurídicas inadimplentes

Leia mais

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Dados referentes a abril de 2016 RELEASE DE IMPRENSA RESUMO ANÁLISE ECONÔMICA METODOLOGIA DOS INDICADORES INFORMAÇÕES RELEVANTES Presidentes

Leia mais

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Dados referentes a novembro de 2016 RESUMO ANÁLISE ECONÔMICA METODOLOGIA DOS INDICADORES INFORMAÇÕES RELEVANTES Presidentes Honório Pinheiro

Leia mais

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Dados referentes a dezembro de 2016 RESUMO ANÁLISE ECONÔMICA METODOLOGIA DOS INDICADORES INFORMAÇÕES RELEVANTES Presidentes Honório Pinheiro

Leia mais

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Dados Nacionais Dados referentes a julho de 2015 SUMÁRIO Release Pg. 2 Inadimplência do Consumidor Pg. 7 Inadimplência Regional Pg. 14 Indicador de Vendas a prazo

Leia mais

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL

Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Indicador de inadimplência de Pessoas Jurídicas SPC Brasil e CNDL Dados referentes a outubro de 2016 RESUMO ANÁLISE ECONÔMICA METODOLOGIA DOS INDICADORES INFORMAÇÕES RELEVANTES Presidentes Honório Pinheiro

Leia mais

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Dados Regionais Dados referentes a outubro de 2014 Release de Imprensa 2 Resumo - Comparativo entre Regiões 4 Região Nordeste 11 Região Centro-Oeste 13 Região Sudeste

Leia mais

Setembro Divulgado em 15 de outubro de 2015.

Setembro Divulgado em 15 de outubro de 2015. Setembro - 2015 Divulgado em 15 de outubro de 2015. ICVA APONTA RETRAÇÃO DE 3,4% PARA O VAREJO EM SETEMBRO Indicador considera a receita de vendas do varejo deflacionada pelo IPCA em comparação com setembro

Leia mais

Monitoramento dos Indicadores das MPEs do Comércio do Estado do Maranhão

Monitoramento dos Indicadores das MPEs do Comércio do Estado do Maranhão Monitoramento dos Indicadores das MPEs do Comércio do Estado do Maranhão Baixa atividade econômica leva desempenho interanual do comércio para o menor patamar desde 2003 Segundo o IBGE, o volume de vendas

Leia mais

Maio Divulgado em 16 de junho de 2015.

Maio Divulgado em 16 de junho de 2015. Maio - 2015 Divulgado em 16 de junho de 2015. VAREJO AMPLIADO CRESCE 0,4% EM MAIO, APONTA ICVA Percentual é calculado a partir da receita de vendas deflacionada pelo IPCA em comparação com maio de 2014;

Leia mais

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Dados Nacionais Dados referentes a dezembro de 2015 SUMÁRIO Tabelas Resumo 5 Metodologia dos Indicadores 15 Informações Relevantes 20 Presidentes Honório Pinheiro

Leia mais

Fevereiro Divulgado em 15 de março de 2016.

Fevereiro Divulgado em 15 de março de 2016. Fevereiro - 2016 Divulgado em 15 de março de 2016. ICVA: BENEFICIADO PELO CALENDÁRIO, VAREJO AMPLIADO REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,4% EM FEVEREIRO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo

Leia mais

Agosto Divulgado em 15 de setembro de 2015.

Agosto Divulgado em 15 de setembro de 2015. Agosto - 2015 Divulgado em 15 de setembro de 2015. ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 2,8% PARA O VAREJO EM AGOSTO Indicador considera a receita de vendas do varejo deflacionada pelo IPCA em comparação com agosto

Leia mais

Regiões Norte e Sudeste apresentam aumento expressivo de dívidas atrasadas e menor crescimento econômico

Regiões Norte e Sudeste apresentam aumento expressivo de dívidas atrasadas e menor crescimento econômico Resumo Regiões Norte e Sudeste apresentam aumento expressivo de dívidas atrasadas e menor crescimento econômico A alta do número de dívidas em atraso em fevereiro no Brasil (0,80% na comparação com janeiro)

Leia mais

Receita nominal. Setembro/Agosto 0,5 0,1 1,5 1,2 Média móvel trimestral 1,0 0,1 1,1 0,5 Setembro 2015 / Setembro 2014

Receita nominal. Setembro/Agosto 0,5 0,1 1,5 1,2 Média móvel trimestral 1,0 0,1 1,1 0,5 Setembro 2015 / Setembro 2014 Vendas no varejo variam 0,5% em setembro Período Volume de vendas Varejo Receita nominal Varejo Ampliado Volume de vendas Receita nominal Setembro/Agosto 0,5 0,1 1,5 1,2 Média móvel trimestral 1,0 0,1

Leia mais

VILÕES DA INADIMPLÊNCIA Setembro/15

VILÕES DA INADIMPLÊNCIA Setembro/15 VILÕES DA INADIMPLÊNCIA Setembro/15 Empréstimo e cartão de loja são os principais instrumentos financeiros que levam à inadimplência O estudo conduzido pelo SPC Brasil e Meu Bolso Feliz, tem como objetivo

Leia mais

Junho Divulgado em 15 de julho de 2015.

Junho Divulgado em 15 de julho de 2015. Junho - 2015 Divulgado em 15 de julho de 2015. ICVA REGISTRA CRESCIMENTO DE 1,9% PARA O VAREJO EM JUNHO O indicador é calculado a partir da receita de vendas do comércio varejista deflacionada pelo IPCA

Leia mais

Análise Mensal - PMC

Análise Mensal - PMC Análise Mensal - PMC Julho / 2016 Varejo tem pior julho da série histórica Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, o volume das vendas do Varejo brasileiro voltou a ficar no negativo no mês

Leia mais

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,6% PARA O VAREJO EM NOVEMBRO

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,6% PARA O VAREJO EM NOVEMBRO I C V A N O V E M BRO D E 2 0 1 6 CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,6% PARA O VAREJO EM NOVEMBRO Indicador considera a receita deflacionada de vendas

Leia mais

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Dados Nacionais Dados referentes a março de 2016 SUMÁRIO Tabelas Resumo 2 Metodologia dos Indicadores 16 Informações Relevantes 21 Presidentes Honório Pinheiro

Leia mais

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Dados Nacionais Dados referentes a janeiro de 2017

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Dados Nacionais Dados referentes a janeiro de 2017 Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Dados Nacionais Dados referentes a janeiro de 2017 Presidentes Honório Pinheiro (CNDL) Roque Pellizzaro Junior (SPC Brasil) Tabelas Resumo Devedores Região Variação

Leia mais

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Dados Nacionais Dados referentes a fevereiro de 2017

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Dados Nacionais Dados referentes a fevereiro de 2017 Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Dados Nacionais Dados referentes a fevereiro de 2017 Presidentes Honório Pinheiro (CNDL) Roque Pellizzaro Junior (SPC Brasil) Tabelas Resumo Devedores Região (em

Leia mais

ANÁLISE MENSAL - PMC

ANÁLISE MENSAL - PMC ANÁLISE MENSAL - PMC Setembro/ 2015 Comércio apresenta em setembro 8º recuo mensal consecutivo O comércio varejista brasileiro registrou queda de 0,5% no mês de setembro de 2015 em relação ao mês anterior,

Leia mais

46% dos inadimplentes não têm condições financeiras de pagar as dívidas em atraso nos próximos três meses, mostra SPC Brasil

46% dos inadimplentes não têm condições financeiras de pagar as dívidas em atraso nos próximos três meses, mostra SPC Brasil 46% dos inadimplentes não têm condições financeiras de pagar as dívidas em atraso nos próximos três meses, mostra SPC Brasil Em um ano, valor total das pendências diminuiu 34% e chega a R$ 3.544 mil. Perda

Leia mais

Março Divulgado em 14 de abril de 2015.

Março Divulgado em 14 de abril de 2015. Março - 2015 Divulgado em 14 de abril de 2015. VAREJO AMPLIADO CRESCE 3,3% EM MARÇO, APONTA ICVA O comércio varejista brasileiro apresentou alta de 3,3% em março em relação ao mesmo período do ano passado,

Leia mais

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Diretoria Adjunta de Análise e Disseminação de Informações Gerência de Indicadores Econômicos Em fevereiro de 2016, no acumulado de 12 meses,

Leia mais

Resultado Agregado. ASSESSORIA ECONÔMICA DO SISTEMA FECOMÉRCIO-RS - Fone: (51) de Junho de 2015

Resultado Agregado. ASSESSORIA ECONÔMICA DO SISTEMA FECOMÉRCIO-RS - Fone: (51) de Junho de 2015 01 de Junho de 2015 Resultado Agregado Índice de Vendas do Comércio Abril 2015 IVC IVA IVV Real Nominal Real Nominal Real Nominal Mensal -7,2-3,0-7,4-5,0-7,0-0,8 Acumulado no Ano -5,8-0,8-5,3-1,7-6,3 0,1

Leia mais

VAREJO AMPLIADO CRESCE 0,4% EM MAIO, APONTA ICVA

VAREJO AMPLIADO CRESCE 0,4% EM MAIO, APONTA ICVA CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado VAREJO AMPLIADO CRESCE 0,4% EM MAIO, APONTA ICVA Percentual é calculado a partir da receita de vendas deflacionada pelo IPCA em comparação com

Leia mais

Abril Divulgado em 16 de maio de 2016.

Abril Divulgado em 16 de maio de 2016. Abril - 2016 Divulgado em 16 de maio de 2016. VAREJO REGISTRA RETRAÇÃO DE 5,2% EM ABRIL, APONTA ICVA Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação a abril de 2015. Descontados

Leia mais

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL

Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Indicadores Econômicos SPC Brasil e CNDL Dados Regionais Dados referentes a junho de 2015 Presidentes Honório Pinheiro (CNDL) Roque Pellizzaro Junior (SPC Brasil) Data de Publicação: 25 de maio de 2015

Leia mais

Comunicado ao Mercado VAREJO DESACELERA EM MARÇO E TEM CRESCIMENTO DE 2,2% CONTRA O MESMO MÊS EM 2013 NA RECEITA DEFLACIONADA, APONTA ÍNDICE DA CIELO

Comunicado ao Mercado VAREJO DESACELERA EM MARÇO E TEM CRESCIMENTO DE 2,2% CONTRA O MESMO MÊS EM 2013 NA RECEITA DEFLACIONADA, APONTA ÍNDICE DA CIELO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 NIRE 35.300.144.112 Comunicado ao Mercado VAREJO DESACELERA EM MARÇO E TEM CRESCIMENTO DE 2,2% CONTRA O MESMO MÊS EM 2013 NA RECEITA DEFLACIONADA, APONTA ÍNDICE DA

Leia mais

Janeiro Divulgado em 16 de fevereiro de 2016.

Janeiro Divulgado em 16 de fevereiro de 2016. Janeiro - 2016 Divulgado em 16 de fevereiro de 2016. ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 6,0% PARA O VAREJO EM JANEIRO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação a janeiro de 2015.

Leia mais

VAREJO AMPLIADO CRESCE 1,1% EM ABRIL, APONTA ICVA

VAREJO AMPLIADO CRESCE 1,1% EM ABRIL, APONTA ICVA CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado VAREJO AMPLIADO CRESCE 1,1% EM ABRIL, APONTA ICVA Indicador considera a receita de vendas deflacionada pelo IPCA em comparação com abril de 2014;

Leia mais

Indicador de Inadimplência de Pessoas Jurídicas Belo Horizonte SPC CDL/BH. Abril/2016

Indicador de Inadimplência de Pessoas Jurídicas Belo Horizonte SPC CDL/BH. Abril/2016 Indicador de Inadimplência de Pessoas Jurídicas Belo Horizonte SPC CDL/BH Abril/2016 Elaborado: Economia - Pesquisa & Mercado Equipe Técnica: Ana Paula Bastos Economista Sarah Ribeiro Estatística André

Leia mais

ÍNDICE CIELO APONTA CRESCIMENTO DE 3,7% PARA O VAREJO EM OUTUBRO

ÍNDICE CIELO APONTA CRESCIMENTO DE 3,7% PARA O VAREJO EM OUTUBRO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ÍNDICE CIELO APONTA CRESCIMENTO DE 3,7% PARA O VAREJO EM OUTUBRO Alta foi registrada em comparação com outubro de 2013 e leva em conta a receita

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.1/mar. 2010

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.1/mar. 2010 Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.1/mar. 2010 1 Na primeira edição do Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás serão apresentadas análises de quatro índices que retratam a dinâmica da economia

Leia mais

Coordenação de Serviços e Comércio COSEC 07/2017

Coordenação de Serviços e Comércio COSEC 07/2017 Coordenação de Serviços e Comércio COSEC 07/2017 Pesquisa Anual de Comércio PAC 2015 Sumário Objetivos da PAC Segmentos e classes de atividade Aspectos metodológicos Principais resultados Objetivos da

Leia mais

Quatro em cada dez brasileiros que tiveram nome sujo atribuem negativação ao desemprego, mostra SPC Brasil e CNDL

Quatro em cada dez brasileiros que tiveram nome sujo atribuem negativação ao desemprego, mostra SPC Brasil e CNDL Quatro em cada dez brasileiros que tiveram nome sujo atribuem negativação ao desemprego, mostra SPC Brasil e CNDL Cartão de crédito é o motivo da inadimplência de metade daqueles que foram negativados.

Leia mais

57% dos usuários de cartão de crédito não fazem controle efetivo dos gastos, aponta estudo do SPC Brasil e CNDL

57% dos usuários de cartão de crédito não fazem controle efetivo dos gastos, aponta estudo do SPC Brasil e CNDL 57% dos usuários de cartão de crédito não fazem controle efetivo dos gastos, aponta estudo do SPC Brasil e CNDL Número de consumidores brasileiros que usam cartão cai de 70% para 61% em um ano; 59% desconhecem

Leia mais

Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH. Abril/2016

Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH. Abril/2016 Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH Abril/2016 Equipe Técnica: Ana Paula Bastos Economista Sarah Ribeiro Estatística André Correia Analista de Economia Amanda Santos Técnico de Pesquisa

Leia mais

ECONOMIA A informação que fala direto ao seu bolso 31 de maio de 2017

ECONOMIA  A informação que fala direto ao seu bolso 31 de maio de 2017 Associação Brasileira de Supermercados Nº76 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 31 de maio de 2017 Índice de Vendas acumula alta de 0,50% no ano Em abril, as vendas reais

Leia mais

Principal meta dos brasileiros para 2016 é sair do vermelho, mostra SPC Brasil

Principal meta dos brasileiros para 2016 é sair do vermelho, mostra SPC Brasil Principal meta dos brasileiros para 2016 é sair do vermelho, mostra SPC Brasil 37% dos consumidores pretendem pagar todas as contas atrasadas em 2015. Valor médio dessas dívidas, incluindo juros e multas,

Leia mais

COMENTÁRIOS comércio varejista comércio varejista ampliado

COMENTÁRIOS comércio varejista comércio varejista ampliado COMENTÁRIOS Em junho de 2015, o comércio varejista nacional registrou variação de -0,4% no volume de vendas frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, quinta taxa negativa

Leia mais

CIELO S.A. CNPJ/MF / Comunicado ao Mercado

CIELO S.A. CNPJ/MF / Comunicado ao Mercado CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA CRESCIMENTO DE 1,9% PARA O VAREJO EM JUNHO O indicador é calculado a partir da receita de vendas do comércio varejista deflacionada

Leia mais

Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH. Novembro

Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH. Novembro 1. Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH Novembro 2016 Equipe Técnica: Simone Montenegro - Gerente Ana Paula Bastos Economista Sarah Ribeiro Estatística André Correia Analista de Economia

Leia mais

Pesquisa mensal de comércio Junho de 2012 IBGE

Pesquisa mensal de comércio Junho de 2012 IBGE Pesquisa mensal de comércio Junho de 212 IBGE PMC Varejo restrito e ampliado Sumário Varejo Restrito - Receita nominal - Volume de vendas (Deflação da receita bruta com o IPCA e SINAPI) Varejo Ampliado

Leia mais

Fonte(s): Boa Vista Serviços/CDL POA.

Fonte(s): Boa Vista Serviços/CDL POA. Os Registros de Inadimplência no SCPC apresentaram comportamento dissonante entre RS e Porto Alegre em outubro. Os indicadores medem o crescimento da entrada (Inclusões) e saída (Exclusões) de registros

Leia mais

EXPECTATIVAS DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO MELHORAM EM DEZEMBRO

EXPECTATIVAS DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO MELHORAM EM DEZEMBRO (0-200) EXPECTATIVAS DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO MELHORAM EM DEZEMBRO O de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) atingiu 79,9 pontos em dezembro, com queda de 1,4% em relação a novembro, descontados

Leia mais

Alexsandre Lira Cavalcante *

Alexsandre Lira Cavalcante * 1. Volume de vendas do comércio varejista Alexsandre Lira Cavalcante * De acordo com dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada pelo IBGE, o volume de vendas do comércio varejista comum cearense

Leia mais

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015 ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015 O COMÉRCIO VAREJISTA NO BRASIL CONTINUA EM QUEDA A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Leia mais

Pesquisa de Resultado de Vendas do Natal 2016

Pesquisa de Resultado de Vendas do Natal 2016 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina Pesquisa de Resultado de Vendas do Natal 2016 O perfil do empresário e

Leia mais

Indicadores econômicos SPC Brasil e CNDL

Indicadores econômicos SPC Brasil e CNDL Indicadores econômicos SPC Brasil e CNDL Dados referentes a fevereiro de 2014 SUMÁRIO RELEASE DE IMPRENSA...2 ANÁLISE ECONÔMICA...5 Resumo....5 Indicador 1: Dívidas em atraso na base do SPC Brasil Pessoa

Leia mais

IPES Índice de Preços ao Consumidor

IPES Índice de Preços ao Consumidor IPES Índice de Preços ao Consumidor Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPC-IPES Índice de Preços ao Consumidor de Caxias do Sul Agosto de 2016 Agosto de 2016 UNIVERSIDADE

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro PEIC Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atrasos Não Terão Condições de Pagar mar/10 63,0% 27,3% 8,7% fev/11 65,3%

Leia mais

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,3% NO VAREJO EM OUTUBRO

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,3% NO VAREJO EM OUTUBRO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,3% NO VAREJO EM OUTUBRO Indicador considera a receita de vendas do varejo deflacionada pelo IPCA em relação a outubro

Leia mais

VAREJO FECHOU 108,7 MIL LOJAS EM 2016

VAREJO FECHOU 108,7 MIL LOJAS EM 2016 VAREJO FECHOU 108,7 MIL LOJAS EM 2016 Apesar do ritmo menos intenso no segundo semestre, fragilidade das condições de consumo não evitou fechamento recorde de estabelecimentos comerciais com vínculo empregatício

Leia mais

ÍNDICE 1. ANÁLISE DAS VENDAS EM DEZEMBRO NO ESTADO DE SÃO PAULO ANÁLISE DAS VENDAS NA CAPITAL PAULISTA... 8

ÍNDICE 1. ANÁLISE DAS VENDAS EM DEZEMBRO NO ESTADO DE SÃO PAULO ANÁLISE DAS VENDAS NA CAPITAL PAULISTA... 8 DEZEMBRO DE 2016 ÍNDICE 1. ANÁLISE DAS VENDAS EM DEZEMBRO NO ESTADO DE SÃO PAULO... 3 2. ANÁLISE DAS VENDAS NA CAPITAL PAULISTA... 8 3. REGIÕES DO ESTADO EM DESTAQUE (Exceto Capital)... 11 3.1. REGIÕES

Leia mais

Relatório de Resultado de Vendas do Natal 2015

Relatório de Resultado de Vendas do Natal 2015 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Relatório de Resultado de Vendas do Natal 2015 O perfil do empresário e resultado de vendas para o período de Natal em Santa Catarina

Leia mais

CHEGADA DO NATAL MARCA INTERRUPÇÃO DA SEQUÊNCIA DE ALTAS NA CONFIANÇA DO COMÉRCIO

CHEGADA DO NATAL MARCA INTERRUPÇÃO DA SEQUÊNCIA DE ALTAS NA CONFIANÇA DO COMÉRCIO (0-200) CHEGADA DO NATAL MARCA INTERRUPÇÃO DA SEQUÊNCIA DE ALTAS NA CONFIANÇA DO COMÉRCIO O de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) atingiu 99,1 pontos em dezembro, ante os 98,9 pontos observados

Leia mais

5. NÍVEL DE ATIVIDADE ECONÔMICA. Álvaro Alves de Moura Jr.

5. NÍVEL DE ATIVIDADE ECONÔMICA. Álvaro Alves de Moura Jr. 98 5. NÍVEL DE ATIVIDADE ECONÔMICA Álvaro Alves de Moura Jr. O principal destaque na análise do nível de atividade econômica se refere à mudança na metodologia do cálculo do PIB, que passou a incluir informações

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.39/Jul.2013

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.39/Jul.2013 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção Física (PIM-PF) A dinâmica da atividade econômica de uma região pode ser aferida de

Leia mais

ÍNDICE. 1. Desempenho Estadual Desempenho por Atividade Desempenho por Região Melhores e Piores Regiões...

ÍNDICE. 1. Desempenho Estadual Desempenho por Atividade Desempenho por Região Melhores e Piores Regiões... OUTUBRO DE 2016 ÍNDICE 1. Desempenho Estadual... 3 2. Desempenho por Atividade... 7 3. Desempenho por Região... 10 3.1. Melhores e Piores Regiões... 13 4. Conclusão... 15 5. Nota Metodológica... 16 1.

Leia mais

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 6,2% PARA O VAREJO EM AGOSTO

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 6,2% PARA O VAREJO EM AGOSTO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 6,2% PARA O VAREJO EM AGOSTO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação ao mesmo mês

Leia mais

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,1% PARA O VAREJO EM JUNHO

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,1% PARA O VAREJO EM JUNHO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,1% PARA O VAREJO EM JUNHO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação a junho de 2015

Leia mais

Brasil e SP fecharam postos de trabalho em todos os setores da economia

Brasil e SP fecharam postos de trabalho em todos os setores da economia Brasil e SP fecharam postos de trabalho em todos os setores da economia Os dados de março de 2016 do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) reafirmam a desaceleração do mercado de trabalho.

Leia mais

Expectativa de Vendas 1 Sem/2016

Expectativa de Vendas 1 Sem/2016 Observar e entender como foram às vendas no segundo semestre do ano são fundamentais para auxiliar no planejamento o próximo semestre, que contempla uma das mais importantes datas comemorativas para o

Leia mais

Indicador de vendas e de inadimplência

Indicador de vendas e de inadimplência Indicador de vendas e de inadimplência CNDL SPC Brasil Maio de 2013 Presidentes Roque Pellizzaro Junior (CNDL) Roberto Alfeu Pena Gomes (SPC Brasil) Junho de 2013 1 Inflação puxa inadimplência e vendas

Leia mais

Desempenho das Vendas e o Impacto na geração de emprego na RMSP

Desempenho das Vendas e o Impacto na geração de emprego na RMSP Desempenho das Vendas e o Impacto na geração de emprego na RMSP Varejo Estado de SP- 1 Semestre Em junho, o comércio varejista do estado de São Paulo registrou expressiva queda de 7,2% em comparação ao

Leia mais

SONDAGEM DATAS COMEMORATIVAS DIA DAS MÃES

SONDAGEM DATAS COMEMORATIVAS DIA DAS MÃES SONDAGEM DATAS COMEMORATIVAS DIA DAS MÃES Maio 2016 INTENÇÃO DE COMPRAS PARA O DIA DAS MÃES Pessoa presenteada: 71,6% A própria mãe 25,7% Esposa 17,8% Sogra 54,2% Pretendem comprar somente um presente

Leia mais

Expectativa de Vendas 2 Sem/2016

Expectativa de Vendas 2 Sem/2016 Observar e entender como foram as vendas no início do ano são fundamentais para auxiliar no planejamento para o 2 semestre, que terá três datas comemorativas importantes, o Dia dos Pais, o Dia das Crianças

Leia mais

Resultados de Maio 2017

Resultados de Maio 2017 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC Pesquisa Mensal de Comércio - PMC Resultados de o 2017 Data 12/07/2017 Objetivo Pesquisa Mensal do Comércio Produzir indicadores que permitam

Leia mais

A Pesquisa Mensal do Comércio, realizada pelo IBGE, apresenta dois blocos de atividades relacionadas ao comércio.

A Pesquisa Mensal do Comércio, realizada pelo IBGE, apresenta dois blocos de atividades relacionadas ao comércio. Comércio Varejista Características A Pesquisa Mensal do Comércio, realizada pelo IBGE, apresenta dois blocos de atividades relacionadas ao comércio. O primeiro bloco é chamado, simplesmente, de Comércio

Leia mais

Relação vagas por candidato volta aos níveis do final de 2011

Relação vagas por candidato volta aos níveis do final de 2011 Indicadores do Mercado de Trabalho Catho-Fipe / Informe Agosto de 2015 Relação vagas por candidato volta aos níveis do final de 2011 Depois de seis quedas mensais consecutivas, o índice Catho-Fipe de vagas

Leia mais

Economia Brasileira em Perspectiva

Economia Brasileira em Perspectiva 13 de agosto - 2010 O relatório é publicado bimestralmente pelo Ministério da Fazenda Essa versão do Relatório correspondente ao bimestre junho/julho foi divulgada no dia 10/08. Seu objetivo é apresentar

Leia mais

Comércio em Números. Brasil. meses.

Comércio em Números. Brasil. meses. Belo Horizonte MG Dezembro de 2015 O é um acompanhamento sistemático das estatísticas econômicas. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho do consumo e das

Leia mais

O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016

O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016 O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016 A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor mostra que em 2016 houve redução de 3,9% no número médio de famílias com dívidas, com

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de Janeiro

CNC - Divisão Econômica Rio de Janeiro CNC - Divisão Econômica Rio de Janeiro Abril de 2016 Peic Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atraso Não Terão Condições de Pagar abr/15 61,6% 19,7%

Leia mais

Carteira do SFN recua 3,5% em 2016

Carteira do SFN recua 3,5% em 2016 Carteira do SFN recua 3,5% em 2016 Carteira de Crédito no SFN Em 2016, o mercado de crédito fechou com retração de 3,5%. Esta performance frustrante reflete o processo de desalavancagem das famílias e

Leia mais

Comércio brasileiro 2016

Comércio brasileiro 2016 Comércio brasileiro 2016 Breve análise do comércio brasileiro no ano de 2016 e uma perspectiva para 2017 Sumário 1. Desempenho 2015... 2 2. O que mudou em 2016... 3 3. Perspectivas para 2017... 5 4. Players...

Leia mais

93% dos brasileiros pretendem presentear neste Natal, mas gasto médio por presente deve cair 22%, aponta SPC Brasil

93% dos brasileiros pretendem presentear neste Natal, mas gasto médio por presente deve cair 22%, aponta SPC Brasil 93% dos brasileiros pretendem presentear neste Natal, mas gasto médio por presente deve cair 22%, aponta SPC Brasil Consumidores atribuem diminuição de gastos à alta da inflação. Neste ano, brasileiro

Leia mais

Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário

Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário Maio 2017 mai/15 jun/15 jul/15 ago/15 set/15 out/15 nov/15 dez/15 jan/16 fev/16 mar/16 abr/16 mai/16 jun/16 jul/16 ago/16 set/16

Leia mais

FECHAMENTO DE ESTABELECIMENTOS DO VAREJO DE ALIMENTOS SE ACENTUA EM 2016

FECHAMENTO DE ESTABELECIMENTOS DO VAREJO DE ALIMENTOS SE ACENTUA EM 2016 FECHAMENTO DE ESTABELECIMENTOS DO VAREJO DE ALIMENTOS SE ACENTUA EM 2016 Redução no número de lojas no maior empregador do varejo ganhou força com a crise. De janeiro a abril, foram fechados 14,3 mil estabelecimentos

Leia mais

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor - PEIC

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor - PEIC 21 de fevereiro de 2013 Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor - PEIC A PEIC é uma pesquisa realizada pela CNC e divulgada regionalmente pela Fecomércio-RS. Apesar de, muitas vezes, ser

Leia mais

Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário Março/16

Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário Março/16 Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário Março/16 SPC Brasil e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) INDICADOR DE DEMANDA POR CRÉDITO O indicador de Demanda

Leia mais

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina PEIC. Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina PEIC. Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor Núcleo de Estudos Estratégicos Fecomércio SC Março de 2016 SUMÁRIO ANÁLISE DO

Leia mais

PIB BRASILEIRO (variação anual, %)

PIB BRASILEIRO (variação anual, %) PIB PIB BRASILEIRO (variação anual, %) 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 7.5 7.0 5.0 3.0 1.0 4.4 1.4 3.1 1.1 5.8 3.2 4.0 6.1 5.1 4.0 1.9 3.0

Leia mais

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: EDITORIA: CAPA E ECONOMIA

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: EDITORIA: CAPA E ECONOMIA FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 16.07.15 EDITORIA: CAPA E ECONOMIA VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 16.07.15 EDITORIA: RODA VIVA VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 16.07.15 EDITORIA: ELIANA LIMA VEÍCULO:

Leia mais

IPES Índice de Preços ao Consumidor

IPES Índice de Preços ao Consumidor IPES Índice de Preços ao Consumidor Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPC-IPES Índice de Preços ao Consumidor de Caxias do Sul Março de 2016 Março de 2016 UNIVERSIDADE DE

Leia mais

TERMÔMETRO DE VENDAS Março/2016

TERMÔMETRO DE VENDAS Março/2016 TERMÔMETRO DE VENDAS Março/2016 Elaborado: Economia - Pesquisa & Mercado Equipe Técnica: Economista Ana Pala Bastos Estatística - Sarah Ribeiro Analista André Fernandes Técnico em Pesquisa - Amanda Santos

Leia mais

Emprego na Região Metropolitana de Campinas 1

Emprego na Região Metropolitana de Campinas 1 Emprego na Região Metropolitana de Campinas 1 Período: Julho e Agosto de PRINCIPAIS DESTAQUES Na RMC foram criados 9.563 novos postos de trabalho. O saldo de emprego acumulado atá agosto de já é 25% superior

Leia mais

Volume de Vendas do Varejo Ampliado Acumulado em 12 meses em relação aos 12 meses anteriores. dez/14. set/16. mar/14. dez/13.

Volume de Vendas do Varejo Ampliado Acumulado em 12 meses em relação aos 12 meses anteriores. dez/14. set/16. mar/14. dez/13. dez/11 mar/12 jun/12 set/12 dez/12 mar/13 jun/13 set/13 mar/14 set/14 mar/15 set/15 mar/16 set/16 Monitor Econômico ASSESSORIA ECONÔMICA Dados divulgados entre 09 e 13 de janeiro Comércio (PMC) Entre outubro

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Indicadores CNI ISSN 2317-7322 Ano 5 Número 12 Dezembro de SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Dificuldades da construção se ampliam no fim de O quadro de desaquecimento na indústria da construção, que já

Leia mais

Criação de novas vagas de emprego mostra estabilidade em outubro

Criação de novas vagas de emprego mostra estabilidade em outubro Indicadores do Mercado de Trabalho Catho-Fipe / Informe Outubro de Criação de novas vagas de emprego mostra estabilidade em outubro Os indicadores Catho-Fipe de outubro mostram um quadro de relativa estabilidade

Leia mais

ICV DIEESE: taxa é menor, mas serviços continuam a pressionar a inflação

ICV DIEESE: taxa é menor, mas serviços continuam a pressionar a inflação NOTA À IMPRENSA SÃO PAULO, 07 DE MARÇO DE 2005. ICV DIEESE: taxa é menor, mas serviços continuam a pressionar a inflação O custo de vida no município de São Paulo apresentou, em fevereiro, variação de

Leia mais

ECONOMIA A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Maio de 2015

ECONOMIA  A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Maio de 2015 Associação Brasileira de Supermercados Nº52 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Maio de 2015 Vendas recuam em abril, mas ficam positivas em 2015 Setor sente as consêquencias

Leia mais

COM IMPACTO DO CARNAVAL, VAREJO TEM RETRAÇÃO DE 2,4% EM FEVEREIRO, APONTA ICVA

COM IMPACTO DO CARNAVAL, VAREJO TEM RETRAÇÃO DE 2,4% EM FEVEREIRO, APONTA ICVA CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado COM IMPACTO DO CARNAVAL, VAREJO TEM RETRAÇÃO DE 2,4% EM FEVEREIRO, APONTA ICVA O desempenho das vendas do comércio varejista brasileiro, medido

Leia mais

Elevação na taxa de juros média

Elevação na taxa de juros média Elevação na taxa de juros média Carteira de Crédito no SFN Apesar da projeção de um crescimento nominal de 2,0% em 2017 pelo Banco Central, o ritmo de queda do estoque de crédito intensificou-se em janeiro.

Leia mais

ÍNDICES DE INFLAÇÃO DO AGRONEGÓCIO. IICP e IIPR

ÍNDICES DE INFLAÇÃO DO AGRONEGÓCIO. IICP e IIPR ÍNDICES DE INFLAÇÃO DO AGRONEGÓCIO IICP e IIPR Objetivos Acompanhar a evolução dos custos de produção e dos preços recebidos pelos produtores, através de índices de preço; Organizá-los em série e de forma

Leia mais