Comércio em Números. Março/2018. Estudos Econômicos Fecomércio MG.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Comércio em Números. Março/2018. Estudos Econômicos Fecomércio MG."

Transcrição

1 Março/2018 Estudos Econômicos Fecomércio MG

2 Belo Horizonte MG Março de 2018 O é um acompanhamento sistemático das estatísticas do varejo. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho do consumo e das vendas, ou seja, acompanhar os movimentos da demanda e da oferta do mercado. Além disso, demonstra um comparativo de desempenho das vendas reais do varejo de com todas as atividades que o compõem, segundo a Pesquisa Mensal de Comércio, elaborada pelo Instituto eiro de Geografia e Estatística (IBGE). Comércio varejista volta a crescer Vendas no país e no Estado apresentaram melhora em relação ao mês de fevereiro O volume de vendas do comércio varejista voltou a expandir em março, de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada pelo Instituto eiro de Geografia e Estatística (IBGE). As vendas no país aumentaram 0,3%, após recuo na comparação mensal de fevereiro (-0,2%). Os dados apurados mostraram ainda uma melhora de 3,8% nas vendas do primeiro trimestre de Em 12 meses, a alta atingiu 3,7%. No varejo ampliado composto pelo varejo, além das atividades de material de construção e veículos, motos, partes e peças as vendas subiram 1,1%. Na comparação com março de 2017, o índice avançou 7,8%. Nos acumulados no ano e em 12 meses, o volume de vendas aumentou 6,6% e 6,2%, nesta ordem. Entre os segmentos avaliados, os mais impactados foram de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (12,3%); do varejo de artigos de uso pessoal e doméstico (13,8%) e de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (5%). Contribuíram para esses resultados, a inflação mais baixa, aliada à queda na taxa média de juros à pessoa física e à melhora das condições do mercado de trabalho. O aspecto sazonal também trouxe resultados positivos, uma vez que, neste ano, a Páscoa aconteceu em março, impulsionando as vendas de produtos alimentícios nos supermercados. Em 2017, ela ocorreu no fim da primeira quinzena de abril. Resultados em Minas No Estado, as vendas cresceram em todas as bases comparativas. No varejo restrito, o crescimento registrado foi de 4,3% na comparação mensal. Nos acumulados no ano e em 12 meses, os indicadores avançaram 5,3% e 3,3%, respectivamente. Já no varejo ampliado, a alta chegou a 7,3% na comparação mensal. Nos acumulados no ano e em 12 meses, os índices expandiram 5,9% e 4,4%, nesta ordem. Em fevereiro, o varejo restrito atingiu alta de 0,6%, enquanto o varejo ampliado cresceu 2,7%. As maiores contribuições para esse resultado foram dos segmentos de veículos, motos, partes e peças (35,3%); supermercados e hipermercados (13,9%); equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (11,7%); artigos farmacêuticos (3,6%) e vestuário (2,4%).

3 Desempenho do varejo restrito e ampliado - e Mensal (Mar 18/Fev 18) (Mar 18/Mar 17) 12 meses Comércio varejista 0,3% 6,5% 3,7% Comércio varejista ampliado 1,1% 7,8% 6,2% Mensal (Mar 18/Fev 18) (Mar 18/Mar 17) 12 meses Comércio varejista 0,6% 4,3% 5,3% Comércio varejista ampliado 2,7% 7,3% 4,4% Desempenho por Estado acumulado 12 meses Estados Acre Alagoas Amapá Amazonas Bahia Ceará Distrito Federal Espírito Santo Goiás Maranhão 6,8 Mato Grosso 8,2 Mato Grosso do Sul 0,7 5,3 Pará 6,4 Paraíba -3,3 Paraná 5,1 Pernambuco 4,7 Piauí 3,8 Rio de Janeiro 0,1 Rio Grande do Norte 5,2 Rio Grande do Sul 9,5 Rondônia 9,2 Roraima -2,1 Santa Catarina 13,8 São Paulo 3,1 Sergipe -3,3 Tocantins 4,6 3,7 Comércio varejista - % 8,3 6,2 0,7 10,1 0,8 0,6-4,4 3,4-7,5 Comércio varejista ampliado - % 11,1 6,9 6,7 15,2 3,3 4,0 4,8 13,4-5,9 9,3 10,7 1,1 4,4 8,1 2,4 6,4 4,1 4,5 4,5 1,6 14,3 3,7 4,1 15,8 5,2 2,5 12,1 6,2 Comparativamente a outros Estados, observamos que apresentou o décimo melhor resultado em termos de volume de vendas no varejo restrito (5,3%), no acumulado em 12 meses. No varejo ampliado, o Estado também apresentou resultado positivo (4,4%).

4 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Comportamento das vendas no ano As vendas no varejo ampliado apresentaram expansão no e em, no volume de vendas ocorrido em março. Enquanto no varejo nacional a expansão foi de 6,6%, no Estado o volume de vendas aumentou 5,9%, frente ao mesmo período do ano anterior. 13,6 12,3 9,9 9,1 6,8 Evolução das vendas no ano do comércio varejista ampliado (%) 15,0 12,2 9,0 8,0 6,8 6,6 5,7 3,6 4,0 2,6 6,6 5, ,4-0, ,7-5,1-7,0-8,6-8,7 Vendas: acumulado em 12 meses A melhoria de indicadores macroeconomicos ligados ao consumo das famílias - notadamente a desaceleração da inflação, o recuo dos juros e a retomada do emprego - impulsionaram a demanda no varejo. Enquanto no país o aumento médio do volume vendido foi de 6,2%, no Estado esse percentual chegou a 4,4%, no acumulado em 12 meses até março. Comércio varejista ampliado acumulado nos últimos 12 meses (%) 6,2 5,4 4,6 4,0 3,94,4 3,2 2,6 2,6 1,4 0,9-0,1-1,1-0,9-1,3-2,1-3,0-2,4-1,9-1,6-1,2-0,1-3,8-3,4-2,8-2,8-4,0-4,1-5,0-4,8-4,9-5,2-5,1-4,2-5,1-5,8-6,0-6,8-7,8-6,5-6,3-7,0-7,0-6,9-7,0-6,7-6,3-6,8-6,0-5,6-5,4-4,8-5,1-4,5-4,9-4,5-4,0-3,5-3,1-2,2-7,5-7,5-7,0-6,3-8,6-9,4-9,1-9,6-9,7-9,7-10,0-10,4-10,2-10,0-9,8-9,1-8,

5 Atividades do comércio varejista ampliado (%) A seguir, o gráfico das atividades que compõem o comércio varejista ampliado, nos mostra a evolução do volume de vendas no acumulado dos últimos 12 meses sobre igual período anterior. Dos segmentos do comércio varejista estadual, oito apresentaram evolução positiva no acumulado em 12 meses até março. No âmbito negativo, observamos recuo acentuado no volume vendido pelos segmentos de "combustíveis e lubrificantes" (- 22,1%) e "equipamentos e materias para escritório, informática e comunicação" (-17,0%). Taxa de crescimento dos setores do comércio varejista ampliado acumulado em 12 meses - março/18 (%) - MG Tecidos, vestuário e calçados Hipermercados e supermercados Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo Livros, jornais, revistas e papelaria Eletrodomésticos Móveis e eletrodomésticos Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos Material de construção Outros artigos de uso pessoal e doméstico Móveis Veículos, motocicletas, partes e peças Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação Combustíveis e lubrificantes -17,0-22,1-8,6-1,5-1,9 3,6 3,4 1,0 0,1 14,0 12,7 8,9 24,9 Combustíveis e lubrificantes -4,8-6,4 Acumulado 2017 Últimos 12 meses -5,1-3,2-9,5-22,1 O segmento de "combustíveis e lubrificantes" apresentou, no país, variações de -4,8%, frente ao mesmo mês do ano anterior, e -3,2% nos últimos 12 meses. No Estado de, o volume de vendas variou -6,4% sobre igual mês de 2017, acumulando -9,5% no ano e - 22,1% nos últimos doze meses. -4,5-4,6-4,8-4,9-5,2-4,8-3,9-3,3-3,1-3,4-7,5-4,9-8,1-8,7-9,3-6,9-9,8-10,0-10,1-9,9-9,6-9,2-8,6-8,9-8,3-7,8-6,9-6,2-5,4-4,8-4,4-8,9-3,6-3,2-3,3-3,1-2,9-3,2-10,8-11,9-13,7-15,4-17,8-20,5-22,8-24,1-25,3-24,0-23,6-22,1

6 mar/16 Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo 12,3 5,7 3,5 13,9 10,0 12,7 O segmento de "hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo" apresentou, no país, expansão de 12,3% em comparação com o mesmo mês do ano anterior e 3,5% nos últimos 12 meses, até março. No Estado, o volume de vendas variou 13,9% sobre igual mês de 2017, acumulando altas de 10,0% no ano e 12,7% nos últimos 12 meses. 13,2 12,9 12,6 12,7 6,0 5,2 4,4 3,5 1,8 1,1 0,9 0,7 0,8 0,7 0,5 0,3 0,5 1,1-0,7-0,4-0,6-2,9-3,1-3,4-3,3-3,2-3,0-3,0-3,5-3,2-3,1-2,6-2,5-3,0-2,4-2,0-1,8-1,7 10,8 9,7 7,3 7,9 0,0 0,6 1,5 1,7 1,9-1,3-0,7 3,5 Tecidos, vestuário e calçados -0,7-1,6 6,2 2,4 4,1 24,9 O segmento de "tecidos, vestuário e calçados" apresentou, no país, variações de -0,7%, frente ao mesmo mês do ano anterior, e 6,2% nos últimos 12 meses. Em, o volume de vendas variou 2,4% sobre igual mês de 2017, acumulando alta de 4,1% no ano e 24,9% nos últimos 12 meses. 32,5 31,0 28,4 24,9 1,8 5,2 9,6-10,7-10,8-11,4-11,3-5,3-11,8-11,6-11,4-11,5-11,0-10,9-10,0-9,2-7,4-5,9-4,3-1,3-3,6-2,5-9,8-9,9-10,8-11,4-12,5-12,5-12,6-13,4-13,8-14,7-12,1-9,5 23,6 19,7 15,8 12,6 0,3 1,9 3,3 4,9 7,6 7,7 7,1 6,2

7 mar/16 Móveis e eletrodomésticos -3,3 1,7 9,1-21,7-13,3 3,4 A atividade de "móveis e eletrodomésticos" apresentou, no país, variações de -3,3%, frente ao mesmo mês do ano anterior, e 9,1% nos últimos 12 meses. No Estado de o volume de vendas variou -21,7% sobre igual mês de 2017, acumulando -13,3% no ano e alta de 3,4% nos últimos 12 meses. -7,7-4,3-3,7-13,2-13,1-12,9-11,9-11,3-10,4-10,0-10,0-9,7-15,3-14,4-12,6-16,6-16,2-15,9-15,8-15,7-15,0-14,6-14,4-13,7 0,7 1,9 2,9 3,8 5,6 3,1 0,8-1,1-1,2-1,1-3,0-4,7-7,8-7,1 6,4 5,2 9,3 7,5 9,6 9,5 9,6 10,4 9,1 8,4 7,1 3,4 Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos 5,0 5,0 4,4 3,6 5,0 1,0 O varejo de "artigos farmacêuticos, médicos ortopédicos, de perfumaria e cosméticos" apresentou, no país, variações de 5,0%, frente a fevereiro de 2017, e 4,4% nos últimos 12 meses. Em, o volume de vendas variou 3,6% sobre igual mês de 2017, acumulando 5,0% no ano e 1,0% nos últimos 12 meses. 2,3 1,7 1,3 0,7 5,9 5,8 6,0 5,7 5,5 5,7 5,7 4,9 4,5 4,1 0,2-0,2-0,3-0,8-1,3 3,7 1,6 0,5-0,7-0,4-2,1-0,7-1,0-1,5-2,2-1,6-3,1-3,4-3,0-2,6-2,2-3,5-2,2-2,3 4,4 3,8 3,1 2,5 1,3 0,4 1,0 0,3-1,7-1,4-1,5-0,9

8 fev/16 mar/16 Livros, jornais, revistas e papelaria -12,6-8,2-5,1-7,5-8,4 8,9 O segmento de "livros, jornais, revistas e papelaria" apresentou, no país, variações de -12,6%, frente ao mesmo mês do ano anterior, e de - 5,1% no acumulado dos últimos 12 meses. No Estado, o volume de vendas variou -7,5% sobre igual mês de 2017, acumulando -8,4% no ano e expansão de 8,9% nos últimos 12 meses. 1,5 3,7 6,1 7,8 9,3 9,4 11,3 8,9-1,2-3,9-6,2-8,1-9,3-7,3-6,4-5,3-4,6-4,1-3,7-3,6-5,1-8,6-8,8-8,9-12,3-10,4-11,5-12,1-11,9-11,8-9,4-12,3-11,7-12,0-11,9-13,4-11,6-13,2-13,8-14,7-15,5-16,1-16,0-16,2-16,8-16,3-16,1-15,7-14,8-13,2-12,2-10,5 Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação -7,6 0,8 0,0 11,7 12,0-17,0 O segmento de "equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação" apresentou, no país, variações de -7,6%, frente ao mesmo mês do ano anterior, e 0,8% acumulado no ano. Em, o volume de vendas variou 11,7% sobre igual mês de 2017, acumulando 12,0% no ano e queda de 17,0% nos últimos 12 meses. 0,9 3,7 6,2 8,6 8,2 8,9 5,8 1,8-2,8-2,0-3,6-3,1-2,3-1,4-1,2-3,1-2,3-0,6 0,0-4,8-4,0-5,5-7,3-9,8-7,5-7,5-9,4-11,0-12,1-14,0-14,6-14,8-15,0-13,5-13,9-12,3-10,8-10,4-9,4-10,8-11,9-14,7-17,7-17,0-20,5-21,8-20,6-24,4-25,0-24,9

9 mar/16 Outros artigos de uso pessoal e doméstico 13,8 10,9 5,8-0,2 0,7-1,5 O segmento "outros artigos de uso pessoal e doméstico" apresentou, no país, variações de 13,8%, frente ao mesmo mês do ano anterior, e 5,8% nos últimos 12 meses. Em, o volume de vendas dimunuiu 0,2% sobre igual mês de 2017, acumulando 0,7% no ano e - 1,5% nos últimos 12 meses. 10,9 12,2 12,3 12,6 13,0 12,6 13,0 12,2 11,4 8,7 6,5 4,8-6,0-6,8-8,0-8,7-9,6-10,2-10,4-10,3-9,9-9,5-8,6-8,3 5,8 2,5 4,3 1,2 0,5 0,9 0,6 0,6-1,7-0,2 0,8 1,6 3,2 2,1-3,0-1,0-1,6-0,9-4,2-4,2-2,6-2,3-1,5-5,2-6,7-7,8 Veículos, motocicletas, partes e peças 16,0 17,9 9,1 35,3 27,1-8,6 O comércio de "veículos, motocicletas, partes e peças" apresentou, no país, variações de 16,0%, frente ao mesmo mês do ano anterior, e 9,1% nos últimos 12 meses. No Estado de, o volume de vendas variou 35,3% sobre igual mês de 2017, acumulando 27,1% no ano e -8,6% nos últimos 12 meses. 7,1 9,1 4,5 2,7 0,8-0,8-3,1-5,1-7,3-12,1-9,7-12,2-10,4-11,2-8,6-12,6-11,4-16,9-17,2-16,6-15,4-14,8-13,7-14,3-13,5-17,6-17,2-16,5-14,7-14,0-13,2-12,7-12,6-17,1-17,8-17,6-17,0-16,1-16,7-15,6-16,9-18,3-17,2-19,5-19,2-19,6-19,9-19,8-20,8-20,2

10 Material de construção -1,7 3,7 9,0-8,5-2,0 0,1 O varejo de "material de construção" apresentou, no país, variação de -1,7% no volume vendido em março, frente ao mesmo mês do ano anterior e de 9,0% nos últimos 12 meses. Em, o volume de vendas variou -8,5% sobre igual mês de 2017, acumulando -2,0% no ano e 0,1% nos últimos 12 meses. 3,7 1,2-0,2 1,5-2,3-3,6-2,0-0,4-0,4-5,2-6,2-3,9-8,7-10,0-9,4-10,6-11,0-11,0-11,0-11,3-11,7-12,2-11,1-11,4-9,7-8,7-7,7-7,0-5,8-5,2-8,9-8,2-10,9-11,6-11,6-12,4-12,9-12,7-12,5-12,3-11,5-10,7 6,6 8,3 9,2 9,4 10,0 8,3 9,0 1,2 1,7 0,1 Entenda os conceitos Comércio varejista restrito: composto pelos segmentos "combustíveis e lubrificantes" (CNAE e 47326); "supermercados, hipermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo" (47113, 47121, 47296, 47211, 47229, e 47245); "tecidos, vestuário e calçados" (47555, e 47822); "móveis e eletrodomésticos" (47539, 47547, 47563, 47598, e 47890); "artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos" (47717, e 47733); "livros, jornais, revistas e papelaria" (47610), "outros artigos de uso pessoal e doméstico" (47130, 47571, 47636, 47741, 47831, 47890). Comércio varejista ampliado: composto pelo comércio varejista restrito mais os segmentos "veículos, motocicletas, partes e peças" (45111, 45129, 45307, e 45421) e "material de construção" (46745, 46711, 46729, 46737, 46796, 47415, 47423, 47431, e 47890). Dúvidas? Entre em contato através do EQUIPE TÉCNICA - ESTUDOS ECONÔMICOS Responsável: Guilherme Lucas Moreira Dias Almeida - Analista de Pesquisa: Elisa Castro da Mata Ferreira Assistente Administrativo: Dayanne Jéssica da Silva Mendes - Jovem Aprendiz: Pedro Borges Teixeira Pesquisadores: Bruno Alisson Batista Gomes, Filipe do Nascimento Souza, Joyce do Nascimento Silva e Sara Angela dos Santos.

Comércio em Números. Brasil. meses.

Comércio em Números. Brasil. meses. Belo Horizonte MG Dezembro de 2016 O é um acompanhamento sistemático das estatísticas econômicas. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho do consumo e das

Leia mais

Comércio em Números. Brasil. meses.

Comércio em Números. Brasil. meses. Belo Horizonte MG Novembro de 2016 O é um acompanhamento sistemático das estatísticas econômicas. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho do consumo e das

Leia mais

Comércio em Números. Brasil. meses.

Comércio em Números. Brasil. meses. Belo Horizonte MG Agosto de 2016 O é um acompanhamento sistemático das estatísticas econômicas. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho do consumo e das vendas,

Leia mais

Comércio em Números. Brasil. meses.

Comércio em Números. Brasil. meses. Belo Horizonte MG Dezembro de 2015 O é um acompanhamento sistemático das estatísticas econômicas. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho do consumo e das

Leia mais

Comércio em Números. Brasil. meses.

Comércio em Números. Brasil. meses. Belo Horizonte MG Abril de 2016 O é um acompanhamento sistemático das estatísticas econômicas. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho do consumo e das vendas,

Leia mais

RESULTADOS DAS PESQUISAS PIM-PF E PMC DO IBGE 1

RESULTADOS DAS PESQUISAS PIM-PF E PMC DO IBGE 1 RESULTADOS DAS PESQUISAS PIM-PF E PMC DO IBGE 1 Produção Industrial Mensal Produção Física: Março de 2012 Os indicadores da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física PIM-PF, referentes ao mês de março

Leia mais

1. Análise do Desempenho do Comércio Varejista

1. Análise do Desempenho do Comércio Varejista Enfoque Econômico é uma publicação do IPECE que tem por objetivo fornecer informações de forma imediata sobre políticas econômicas, estudos e pesquisas de interesse da população cearense. Por esse instrumento

Leia mais

Seguem abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim.

Seguem abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. 1 1 Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.4/ago. 2010 Seguem abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção Física (PIM-PF) A dinâmica

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.35/Mar.2013

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.35/Mar.2013 Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.35/Mar.2013 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção Física (PIM-PF) A dinâmica da

Leia mais

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA JAN/2015

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA JAN/2015 ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA JAN/015 COMÉRCIO VAREJISTA NO BRASIL RECUPERA VENDAS EM JANEIRO A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e

Leia mais

Vendas do comércio varejista caem 0,5% em Agosto

Vendas do comércio varejista caem 0,5% em Agosto Vendas do comércio varejista caem 0,5% em Agosto Os dados referentes ao mês de agosto em comparação com o mês anterior com ajuste sazonal, apresentou uma queda de -0,5% no volume de vendas do comércio

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.39/Jul.2013

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.39/Jul.2013 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção Física (PIM-PF) A dinâmica da atividade econômica de uma região pode ser aferida de

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.32/Dez.2012

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.32/Dez.2012 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção Física (PIM-PF) A dinâmica da atividade econômica de uma região pode ser aferida de

Leia mais

Comércio Varejista Resultados de Junho de 2012

Comércio Varejista Resultados de Junho de 2012 Comércio Varejista Resultados de Junho de 2012 1. No mês de Junho, o comércio varejista cresceu 1,5% no volume de vendas e 1,9% no faturamento (receita nominal), em relação a Maio. No comparativo com Junho

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 46, Fevereiro de Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, faz-se uso de principalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 43, Novembro de Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, faz-se uso de principalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 44, Dezembro de Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, faz-se uso de principalmente

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.24/Abr. 2012

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.24/Abr. 2012 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS 1 Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.24/Abr. 2012 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção

Leia mais

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015 ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015 O COMÉRCIO VAREJISTA NO BRASIL CONTINUA EM QUEDA A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 45, Janeiro de Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, fazse uso de principalmente

Leia mais

Pesquisa mensal de comércio Junho de 2012 IBGE

Pesquisa mensal de comércio Junho de 2012 IBGE Pesquisa mensal de comércio Junho de 212 IBGE PMC Varejo restrito e ampliado Sumário Varejo Restrito - Receita nominal - Volume de vendas (Deflação da receita bruta com o IPCA e SINAPI) Varejo Ampliado

Leia mais

Vendas do varejo caem 0,5% entre julho e agosto 11/10/2017

Vendas do varejo caem 0,5% entre julho e agosto 11/10/2017 Vendas do varejo caem 0,5% entre julho e agosto 11/10/2017 Editoria: Estatísticas Econômicas Produto: Em agosto de 2017, o volume de vendas do comércio varejista nacional recuou 0,5%, enquanto a receita

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 56, Dezembro de Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, faz-se uso de principalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 66, Outubro de 2015 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, faz-se uso de principalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 50, Junho de 2014 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, faz-se uso de principalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 54, Outubro de 2014 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, faz-se uso de principalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 76, Agosto de 2016 O Boletim de Conjuntura Econômica referente ao mês de Agosto de 2016 apresenta dados do último levantamento que revela a informação de que

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 52, Agosto de 2014 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, faz-se uso de principalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 75, Julho de 2016 Essa edição do Boletim de Conjuntura Econômica traz os resultados de maio e é observada uma piora nos índices de atividade para Goiás nos três

Leia mais

Alexsandre Lira Cavalcante *

Alexsandre Lira Cavalcante * 1. Volume de vendas do comércio varejista Alexsandre Lira Cavalcante * De acordo com dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada pelo IBGE, o volume de vendas do comércio varejista comum cearense

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 78, Outubro de 2016 A 78ª edição do Boletim de Conjuntura Econômica traz dados sobre os índices de atividade econômica por setor de agosto e também dos índices

Leia mais

COMÉRCIO VAREJISTA JUNHO DE 2017

COMÉRCIO VAREJISTA JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

Ceará: Resultados do PIB Trimestral 3 0 Trimestre/2007

Ceará: Resultados do PIB Trimestral 3 0 Trimestre/2007 Ceará: Resultados do PIB Trimestral 2003-2007 eloisa@ipece.ce.gov.br rogerio.soares@ipece.ce.gov.br Fortaleza 2009 CEARÁ: COMPOSIÇÃO Ceará: DO Resultados PRODUTO INTERNO do PIB BRUTO Trimestral A PREÇOS

Leia mais

COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2016

COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

Rio Grande do Sul. Região Metropolitana de Porto Alegre

Rio Grande do Sul. Região Metropolitana de Porto Alegre Rio Grande do Sul O comércio do Rio Grande do Sul apresentou, no mês de outubro de 9, uma variação positiva de,4% no seu volume de vendas, considerando-se como período de comparação o mesmo mês de 8 (Tabela

Leia mais

Área de Estudos Econômicos. Contratação de Temporários

Área de Estudos Econômicos. Contratação de Temporários Área de Estudos Econômicos Contratação de Temporários - 2017 Contratação de temporários para o fim de ano O fim de ano aquece o comércio varejista. É período de confraternizações e ainda abrange a melhor

Leia mais

Projeção de Vendas. Novembro 2018

Projeção de Vendas. Novembro 2018 Novembro 2018 Metodologia de Estimação A projeção elaborada pelo IBEVAR utilizou-se de dados de série temporal coletados a partir da Pesquisa Mensal de Comércio/IBGE. O recorte temporal tem ínicio no mês

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.19/nov. 2011

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.19/nov. 2011 Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.19/nov. 2011 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção Física (PIM-PF) A dinâmica da

Leia mais

Receita nominal. Setembro/Agosto 0,5 0,1 1,5 1,2 Média móvel trimestral 1,0 0,1 1,1 0,5 Setembro 2015 / Setembro 2014

Receita nominal. Setembro/Agosto 0,5 0,1 1,5 1,2 Média móvel trimestral 1,0 0,1 1,1 0,5 Setembro 2015 / Setembro 2014 Vendas no varejo variam 0,5% em setembro Período Volume de vendas Varejo Receita nominal Varejo Ampliado Volume de vendas Receita nominal Setembro/Agosto 0,5 0,1 1,5 1,2 Média móvel trimestral 1,0 0,1

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 74, Junho de 2016 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, faz-se uso de principalmente

Leia mais

Uma Avaliação das Vendas ao Comércio Varejista de Livros, Jornais, Revistas e Papelaria no Brasil, no Primeiro Quadrimestre de 2007

Uma Avaliação das Vendas ao Comércio Varejista de Livros, Jornais, Revistas e Papelaria no Brasil, no Primeiro Quadrimestre de 2007 Uma Avaliação das Vendas ao Comércio Varejista de Livros, Jornais, Revistas e Papelaria no Brasil, no Primeiro Quadrimestre de 2007 ANÁLISE NACIONAL De acordo com a PMC- Pesquisa mensal do comércio, do

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.27/Jul. 2012

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.27/Jul. 2012 Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.27/Jul. 2012 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção Física (PIM-PF) A dinâmica da

Leia mais

Expectativa de Vendas 1 Sem/2016

Expectativa de Vendas 1 Sem/2016 Observar e entender como foram às vendas no segundo semestre do ano são fundamentais para auxiliar no planejamento o próximo semestre, que contempla uma das mais importantes datas comemorativas para o

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.18/Out. 2011

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.18/Out. 2011 CURSO D 1 Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.18/Out. 2011 Seguem abaixo breves explicações sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção Física (PIM-PF) A dinâmica

Leia mais

Pesquisa Mensal de Comércio - PMC

Pesquisa Mensal de Comércio - PMC Pesquisa Mensal de Comércio - PMC Resultado de julho de 2017 12/09/2017 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio Pesquisa Mensal do Comércio Objetivo Produzir indicadores que permitam

Leia mais

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA MAR/2015

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA MAR/2015 ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA MAR/2015 O COMÉRCIO VAREJISTA NO BRASIL A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tem como

Leia mais

Expectativa de Vendas 2 Sem/2016

Expectativa de Vendas 2 Sem/2016 Observar e entender como foram as vendas no início do ano são fundamentais para auxiliar no planejamento para o 2 semestre, que terá três datas comemorativas importantes, o Dia dos Pais, o Dia das Crianças

Leia mais

ANÁLISE MENSAL - PMC

ANÁLISE MENSAL - PMC ANÁLISE MENSAL - PMC Novembro / 2016 Varejo cresce 2,0% em novembro Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, o volume das vendas do Varejo brasileiro voltou a ficar positivo em novembro de

Leia mais

INFORME CONJUNTURAL Comportamento do Emprego - Jan-Nov Brasil. 19/12/2014 Subseção DIEESE - Força Sindical

INFORME CONJUNTURAL Comportamento do Emprego - Jan-Nov Brasil. 19/12/2014 Subseção DIEESE - Força Sindical INFORME CONJUNTURAL Comportamento do Emprego - Jan-Nov 2014 - Brasil 19/12/2014 Subseção DIEESE - Força Sindical Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério

Leia mais

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Dia das Mães 2018

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Dia das Mães 2018 Área de Estudos Econômicos Expectativas do Comércio Varejista - Dia das Mães 2018 Expectativa de vendas O Dia das Mães, comemorado no segundo domingo de maio, consiste na segunda melhor data comemorativa

Leia mais

Análise do Comércio Varejista julho-2016

Análise do Comércio Varejista julho-2016 julho-2016 A Análise do Comércio Varejista é uma avaliação bimestral que visa mostrar o desempenho dos negócios do comércio no mês de junho/2016 e identifica a percepção dos empresários para o mês de julho/2016.

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.28/Ago. 2012

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.28/Ago. 2012 Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.28/Ago. 2012 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção Física (PIM-PF) A dinâmica da

Leia mais

Resultados de Abril 2017

Resultados de Abril 2017 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC Pesquisa Mensal de Comércio - PMC Resultados de il 2017 Data 13/06/2017 Objetivo Pesquisa Mensal do Comércio Produzir indicadores que permitam

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.13/mai. 2011

Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.13/mai. 2011 Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.13/mai. 2011 Seguem abaixo breves explicações sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção Física (PIM-PF) A dinâmica da

Leia mais

Análise do Comércio Varejista - Maio Área de Estudos Econômicos

Análise do Comércio Varejista - Maio Área de Estudos Econômicos Análise do Comércio Varejista - Maio 2017 Área de Estudos Econômicos Análise do Comércio Varejista Conhecer o desenvolvimento do comércio e as suas expectativas é importante para auxiliar o planejamento

Leia mais

ANÁLISE MENSAL - PMC

ANÁLISE MENSAL - PMC ANÁLISE MENSAL - PMC Fevereiro/ 2016 Varejo cresce 1,2% no comparativo mensal Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio do IBGE, o Varejo brasileiro apresentou a taxa mais alta desde julho de 2013 na comparação

Leia mais

Análise do Comércio Varejista Novembro

Análise do Comércio Varejista Novembro A Análise do Comércio Varejista é uma avaliação bimestral que visa mostrar o desempenho do comércio no mês de outubro/2016 e identifica a percepção dos empresários para o mês de novembro/2016. Outubro

Leia mais

Mobilidade Urbana. Opinião do empresário Área de Estudos Econômicos

Mobilidade Urbana. Opinião do empresário Área de Estudos Econômicos Mobilidade Urbana Opinião do empresário - 2018 Área de Estudos Econômicos Mobilidade urbana Nos últimos, o debate sobre a mobilidade urbana vem se intensificando no Brasil, haja vista que a maior parte

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Nº 49, Maio de 2014 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, faz-se uso de principalmente quatro

Leia mais

Pesquisa Mensal de Comércio - PMC

Pesquisa Mensal de Comércio - PMC Pesquisa Mensal de Comércio - PMC Resultado de Dezembro de 2017 09/02/2018 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio Pesquisa Mensal do Comércio Objetivo Produzir indicadores que permitam

Leia mais

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Natal 2018

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Natal 2018 Área de Estudos Econômicos Expectativas do Comércio Varejista - Natal 2018 Expectativa de vendas O Natal é a melhor data de vendas para o comércio varejista. É período de confraternizações, mundialmente

Leia mais

VAREJO. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

VAREJO. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos VAREJO Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DO VAREJO O comércio varejista já está apresentando retomada neste ano. Acomodação do mercado de trabalho aliada à

Leia mais

Mobilidade Urbana. Opinião do empresário Área de Estudos Econômicos

Mobilidade Urbana. Opinião do empresário Área de Estudos Econômicos Mobilidade Urbana Opinião do empresário - 2017 Área de Estudos Econômicos Mobilidade Urbana Nos últimos, o debate sobre a mobilidade urbana vem se intensificando no Brasil, haja vista que a maior parte

Leia mais

Expectativa para a Black Friday

Expectativa para a Black Friday Expectativa para a Black Friday Opinião do empresário - 2018 Área de Estudos Econômicos Black Friday 2018 A Black Friday é reconhecidamente uma das ações anuais de vendas mais expressivas nos Estados Unidos,

Leia mais

COMENTÁRIOS comércio varejista comércio varejista ampliado

COMENTÁRIOS comércio varejista comércio varejista ampliado COMENTÁRIOS Em junho de 2015, o comércio varejista nacional registrou variação de -0,4% no volume de vendas frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, quinta taxa negativa

Leia mais

Medida Provisória 764/2016

Medida Provisória 764/2016 Medida Provisória 764/2016 Opinião do empresário - 2017 Área de Estudos Econômicos Medida Provisória 764/2016 Foi sancionada em dezembro do último ano (2016) a Medida Provisória 764/2016 que objetiva legalizar

Leia mais

Acre Previsão por Coeficiente no Estado

Acre Previsão por Coeficiente no Estado Acre 0,6 121.073,55 262.729,59 0,8 161.431,39 350.306,12 1,0 201.789,24 437.882,66 1,2 242.147,09 525.459,19 1,4 - - 1,6 322.862,79 700.612,25 1,8 363.220,64 788.188,78 2,0 - - 2,2 - - 2,4 - - 2,6 524.652,03

Leia mais

Análise do Comércio Varejista Setembro

Análise do Comércio Varejista Setembro A Análise do Comércio Varejista é uma avaliação bimestral que visa mostrar o desempenho do comércio no mês de agosto/2016 e identifica a percepção dos empresários para o mês de setembro/2016. Agosto apresentou

Leia mais

E-commerce. Empresas de Belo Horizonte. Área de Estudos Econômicos. Novembro

E-commerce. Empresas de Belo Horizonte. Área de Estudos Econômicos. Novembro E-commerce Empresas de Belo Horizonte Novembro - 2017 Área de Estudos Econômicos E-commerce O comércio eletrônico (e-commerce ) consiste na compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da internet,

Leia mais

Pesquisa Mensal de Comércio - PMC

Pesquisa Mensal de Comércio - PMC Pesquisa Mensal de Comércio - PMC Resultado de ubro de 2017 13/12/2017 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio Pesquisa Mensal do Comércio Objetivo Produzir indicadores que permitam acompanhar

Leia mais

Análise do Comércio Varejista - Março Área de Estudos Econômicos

Análise do Comércio Varejista - Março Área de Estudos Econômicos Análise do Comércio Varejista - Março 2017 Área de Estudos Econômicos Análise do Comércio Varejista Conhecer o desenvolvimento do comércio e as suas expectativas é importante para auxiliar o planejamento

Leia mais

Inovação. Varejo de Belo Horizonte setembro de Área de Estudos Econômicos

Inovação. Varejo de Belo Horizonte setembro de Área de Estudos Econômicos Inovação Varejo de Belo Horizonte setembro de 2017 Área de Estudos Econômicos Inovação Em um ambiente altamente competitivo como o setor do comércio, o diferencial de um estabelecimento pode garantir aos

Leia mais

Expectativa de vendas - 2 semestre de 2018 Opinião do Comércio Varejista de Minas Gerais. Área de Estudos Econômicos

Expectativa de vendas - 2 semestre de 2018 Opinião do Comércio Varejista de Minas Gerais. Área de Estudos Econômicos Expectativa de vendas - 2 semestre de 2018 Opinião do Comércio Varejista de Minas Gerais Área de Estudos Econômicos Expectativa de vendas - 2 semestre de 2018 Observar e entender como foram as vendas nos

Leia mais

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Dia dos Pais 2018

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Dia dos Pais 2018 Área de Estudos Econômicos Expectativas do Comércio Varejista - Dia dos Pais 2018 Expectativa de vendas O Dia dos Pais é mais uma data comemorativa que movimenta positivamente o comércio varejista de todas

Leia mais

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Natal 2017

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Natal 2017 Área de Estudos Econômicos Expectativas do Comércio Varejista - Natal 2017 Expectativa de vendas O Natal é a melhor data de vendas para o comércio varejista. É período de confraternizações, mundialmente

Leia mais

ANÁLISE MENSAL - PMC

ANÁLISE MENSAL - PMC ANÁLISE MENSAL - PMC Junho/ 2015 Varejo Recua Pelo 5º Mês Consecutivo O setor de Comércio Varejista brasileiro apresentou recuo em junho de 0,4% comparado a maio. Essa é a quinta taxa negativa consecutiva

Leia mais

Análise Mensal - PMC. Fevereiro 2018

Análise Mensal - PMC. Fevereiro 2018 Análise Mensal - PMC Fevereiro 2018 1 Análise Mensal - PMC Fevereiro 2018 Varejo de Pernambuco recua -0,2% em fevereiro Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, o volume das vendas do Varejo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS 1 Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás N.16/Ago. 2011 Seguem abaixo breves explicações sobre os indicadores analisados neste Boletim. Produção Industrial Mensal Produção Física (PIM-PF) A dinâmica

Leia mais

Área de Estudos Econômicos. Expectativa de vendas 1 semestre de 2017

Área de Estudos Econômicos. Expectativa de vendas 1 semestre de 2017 Área de Estudos Econômicos Expectativa de vendas 1 semestre de 2017 Expectativa de vendas - 1 semestre de 2017 Observar e entender como foram as vendas no segundo semestre de 2016 é fundamental para auxiliar

Leia mais

Alexsandre Lira Cavalcante *

Alexsandre Lira Cavalcante * 1. Volume de vendas do comércio varejista Alexsandre Lira Cavalcante * Segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Comércio

Leia mais

Expectativa para a Black Friday

Expectativa para a Black Friday Expectativa para a Black Friday Opinião do empresário - 2017 Área de Estudos Econômicos Black Friday 2017 A Black Friday é reconhecidamente uma das ações anuais de vendas mais expressivas no Estados Unidos,

Leia mais

Pesquisa Mensal de Comércio - PMC

Pesquisa Mensal de Comércio - PMC Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC Pesquisa Mensal de Comércio - PMC Resultados de eiro 2017 Data 30/03/2017 Objetivo PESQUISA MENSAL DO COMÉRCIO Produzir indicadores que

Leia mais

E-commerce. Opinião dos empresários de Belo Horizonte. Área de Estudos Econômicos. Maio

E-commerce. Opinião dos empresários de Belo Horizonte. Área de Estudos Econômicos. Maio E-commerce Opinião dos empresários de Belo Horizonte Maio - 2018 Área de Estudos Econômicos E-commerce O comércio eletrônico (e-commerce ) consiste na compra e venda de mercadorias ou serviços por meio

Leia mais

Projeção de Vendas JUNHO 2019

Projeção de Vendas JUNHO 2019 JUNHO 2019 Equipe de pesquisa Idealizador do PROVAR e Presidente do IBEVAR Prof. Dr. Claudio Felisoni de Angelo Vice-Coordenador do PROVAR Prof. Dr. José Augusto Giesbrecht da Silveira Coordenação técnica

Leia mais

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DA RECEITA DO SETOR DE SERVIÇOS (ABRIL )

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DA RECEITA DO SETOR DE SERVIÇOS (ABRIL ) ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DA RECEITA DO SETOR DE SERVIÇOS (ABRIL - 2015) BRASIL: Receita de Serviços Apresenta Variação Positiva Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS 1 ) divulgada pelo Instituto Brasileiro

Leia mais

Varejo brasileiro. Fabio Silveira

Varejo brasileiro. Fabio Silveira Varejo brasileiro Fabio Silveira Setembro 2017 Varejo brasileiro volume de vendas 2017 Em Jul17, o volume de vendas do comércio varejista permaneceu estável (+0,0%), em comparação com Jun17, na série restrita

Leia mais

Expectativas do Comércio Varejista Dia das Crianças 2018

Expectativas do Comércio Varejista Dia das Crianças 2018 Expectativas do Comércio Varejista Dia das Crianças 2018 http://www.istockphoto.com/br/foto/m%c3%a3e-e-duas-filhas-het-embalagem-de-presente-gm506826628-84402067 Área de Estudos Econômicos Expectativa

Leia mais

ANÁLISE MENSAL - PMC

ANÁLISE MENSAL - PMC ANÁLISE MENSAL - PMC Julho/ 2015 Varejo tem 6º mês consecutivo de queda nas vendas O comércio varejista brasileiro segue trajetória de queda acentuada, e, pelo sexto mês consecutivo, apresenta um resultado

Leia mais

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Dia dos Namorados 2018

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Dia dos Namorados 2018 Área de Estudos Econômicos Expectativas do Comércio Varejista - Dia dos Namorados 2018 Expectativa de vendas O Dia dos Namorados destaca-se no calendário de negócios do comércio varejista pelo apelo emocional

Leia mais

Área de Estudos Econômicos. Expectativa de vendas 2 semestre de 2017

Área de Estudos Econômicos. Expectativa de vendas 2 semestre de 2017 Área de Estudos Econômicos Expectativa de vendas 2 semestre de 2017 Expectativa de vendas - 2 semestre de 2017 Observar e entender como foram as vendas nos primeiros seis meses do ano é fundamental para

Leia mais

ANÁLISE MENSAL - PMC

ANÁLISE MENSAL - PMC ANÁLISE MENSAL - PMC Maio/ 2015 Varejo continua com queda acentuada no volume de vendas O Comércio Varejista brasileiro apresenta o quarto mês consecutivo de queda do volume de vendas no comparativo mensal,

Leia mais

Expectativas do Comércio Varejista Dia das Crianças 2017

Expectativas do Comércio Varejista Dia das Crianças 2017 Expectativas do Comércio Varejista Dia das Crianças 2017 http://www.istockphoto.com/br/foto/m%c3%a3e-e-duas-filhas-het-embalagem-de-presente-gm506826628-84402067 Área de Estudos Econômicos Expectativa

Leia mais

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Dia dos Pais 2017

Área de Estudos Econômicos. Expectativas do Comércio Varejista - Dia dos Pais 2017 Área de Estudos Econômicos Expectativas do Comércio Varejista - Dia dos Pais 2017 Expectativa de vendas O Dia dos Pais é mais uma data comemorativa que movimenta positivamente o comércio varejista de todas

Leia mais

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 REGIÃO NORTE 5.951.408 87,35 861.892 12,65 6.813.300 RONDÔNIA 760.521 88,11 102.631 11,89 863.152 ACRE 298.081 85,86 49.094

Leia mais

Análise Mensal - PMC. Dezembro 2017

Análise Mensal - PMC. Dezembro 2017 Análise Mensal - PMC Dezembro 2017 1 Análise Mensal - PMC Dezembro 2017 Varejo pernambucano cresce 4,7% em 2017 Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, o volume das vendas do Varejo pernambucano

Leia mais

Emprego industrial 25 de Fevereiro de 2014 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA. Indústria Janeiro/2014

Emprego industrial 25 de Fevereiro de 2014 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA. Indústria Janeiro/2014 EMPREGO INDUSTRIAL Janeiro de 2014 Emprego industrial 25 de Fevereiro de 2014 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA SUMÁRIO EXECUTIVO A INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO APRESENTOU O MELHOR DESEMPENHO

Leia mais

E-commerce. Empresas de Belo Horizonte. Área de Estudos Econômicos. Maio

E-commerce. Empresas de Belo Horizonte. Área de Estudos Econômicos. Maio E-commerce Empresas de Belo Horizonte Maio - 2017 Área de Estudos Econômicos E-commerce O comércio eletrônico (e-commerce ) consiste na compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da internet, onde

Leia mais

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Diretoria Adjunta de Análise e Disseminação de Informações Gerência de Indicadores Econômicos Em fevereiro de 2016, no acumulado de 12 meses,

Leia mais

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego Jan-Jul Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 25/08/16

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego Jan-Jul Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 25/08/16 INFORME CONJUNTURAL Comportamento do Emprego Jan-Jul 2016 - Brasil Subseção Dieese Força Sindical Elaboração: 25/08/16 Estoque de Empregos RAIS Brasil Estoque de emprego, setor de atividade - Brasil Setores

Leia mais

Resultados de Maio 2017

Resultados de Maio 2017 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC Pesquisa Mensal de Comércio - PMC Resultados de o 2017 Data 12/07/2017 Objetivo Pesquisa Mensal do Comércio Produzir indicadores que permitam

Leia mais