Regimento Interno. Residencial Villa D Itália

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regimento Interno. Residencial Villa D Itália"

Transcrição

1 Regimento Interno Residencial Villa D Itália O objetivo do presente regulamento interno é estabelecer regras de convivência para que tenhamos um local de moradia agradável, onde o respeito ao outro seja realidade. I. Das obras 1. As obras somente poderão ser executadas, em qualquer unidade autônoma ou em dependências comuns, nos seguintes dias e horários: 2 s às 6 s feiras, das 08:00 horas às 17:30 horas e aos sábados, das 09:00 às 14:00 horas. 2. O transporte de material e entulho, somente poderá ser feito através do elevador de serviço, acondicionado em sacos de polipropileno fechado, e retirado do prédio. 3. Enquanto perdurar a obra, o condômino terá que limpar diariamente o hall do andar e o elevador de serviço, se o mesmo tiver sido usado para transporte de materiais e\ou entulhos. 4. Os danos causados ao condomínio serão ressarcidos ou restaurados pelo morador responsável pela obra; 5. Qualquer mudança nas estruturas (derrubada de parede, etc...) deverá ser comunicada previamente ao condomínio, com apresentação de projeto assinado por responsável técnico. 6. Estas regras poderão ser alteradas caso ocorra algum sinistro que justifique uma obra urgente, cujo adiamento venha causar danos sérios. II. Das Mudanças 1. As mudanças somente poderão ocorrer nos seguintes dias e horários; de 2º feira a sábado, das 09:00 horas às 17:00 horas. O mesmo vale para entrega de móveis e eletrodomésticos volumosos (Geladeira, Máquina de Sofá, etc...); (ata do dia 11/0/2007) 2. As mudanças deverão ser agendadas na portaria, para evitar acumulo de mudanças no mesmo horário; 3. Estas regras poderão ser alteradas somente para mudanças oriundas de outros estados e que por algum motivo de força maior não tenham sido agendadas, ou o horário não possa ser cumprido; 4. Os carros de mudanças poderão entrar no condomínio se houver consentimento do proprietário da garagem que será utilizada, sem atrapalhar o fluxo dos veículos;

2 5. A mudança deveria entrar pela garagem e subir pelo elevador de serviço; 6. Os danos causados ao condomínio em decorrência de manuseio de móveis ou quaisquer objetos. Serão ressarcidos ou restaurados pelo condomínio responsável pela mudança; 7. Dos elevadores: vide tópico XI (dos Elevadores); III- Da piscina 1. A utilização da piscina será permitida de 3 feira a domingo no horário de 06:00 horas às 21:00 horas. 2. Toda 2 feira haverá limpeza geral, exceto quando for feriado. Nestes casos seu funcionamento seguirá os horários do item anterior.no primeiro dia útil subsequente haverá alterações do horário da limpeza. 3. Em caso de festa, após a utilização da piscina o condômino responsável deverá pagar uma taxa para limpeza. 4. A piscina poderá ser usada por convidados, sempre em companhia de um morador, desde que não ultrapasse o limite de 04(quatro) convidados (02 hóspedes), adultos e\ou crianças. (ata do dia 10/11/09) 5. O usa da piscina e outras áreas do condomínio por convidados e os fatos decorrentes desta utilização, inclusive eventual responsabilidade civil, serão de inteira responsabilidade do condômino que houver feito o convite.(ver item XIX-Das disposições finais) 6. A utilização da piscina por menores será de inteira responsabilidade dos pais. O condomínio não se responsabilizará por menores na piscina; 7. Os trajes de banho para utilização da piscina são : maiô ou biquíni, para mulher e sunga ou short de nylon, sem bolsos, para os homens. 8. Fica proibido o uso de objetos de vidro (garrafas, copos, etc.) e comida na borda da piscina. Ficando também proibido o uso de qualquer tipo de óleo bronzeador, exceto filtro solar; 9. A utilização da piscina fica condicionada a um prévio banho de chuveiro. 10. O usuário da piscina que estiver molhado devera se enxugar antes de circular fora da área da mesma e só poderá usar o elevador de serviço; 11. Proibido a entrada de pessoas com ferimentos na piscina; 12. Somos responsáveis pela higiene da piscina (NÃO URINAR, NÃO CUSPIR) IV- Da churrasqueira 1. Nas datas de e 31 de dezembro, 1 de janeiro, sábado de aleluia, Domingo de Páscoa, Dia das Mães e dos Pais, a churrasqueira será reservada para festa coletiva dos Condôminos;

3 2. Na hipótese de não haver festas coletivas nas referentes datas, a churrasqueira ficara liberada para utilização dos condôminos; 3. A reserva da churrasqueira só poderá ser feita pelo condômino titular responsável pela unidade. 4. Cada condômino poderá reservar a churrasqueira, observando-se o prazo máximo de 60(sessenta) dias e o mínimo de 35(trinte e cinco) dias de antecedência,a preferência será dada aquele condômino que tenha menos utilizado a churrasqueira e, em caso de empate o critério de desempate será pela ordem de marcação; 5. No prazo de 35(trinta e cinco) dias antes da data marcada para o uso da churrasqueira.o sindico divulgará o condômino habilitado,dentro dos critérios estabelecidos,relacionando junto com os demais em ordem de preferência (quinze) dias antes da data marcada será obrigatória à confirmação de reserva por parte do condômino habilitado, do contrário, a churrasqueira estará liberada e a preferência será dada a quem estiver na lista de espera. 7. A churrasqueira poderá ser utilizada por, no máximo de 30(trinta) pessoas por vez, entre convidados e familiares; 8. Fica vedado a reserva (locação ou utilização) da churrasqueira para terceiros. 9. A utilização da churrasqueira implicara numa limpeza após a utilização (lavagem os espetos, tábua, pia, piso e recolhimento do lixo em sacolas plásticas, colocando-o na lixeira do prédio); 10. O condômino que estiver utilizando será responsável pelos danos que porventura causar aos móveis, equipamentos ou objetos de uso da churrasqueira; 11. Mesmo durante o horário permitido, o som ligado, nesta área,deve estar em volume baixo, não podendo incomodar os demais moradores (ver item XIV-Do som); 12. A utilização da churrasqueira por menores deverá ser acompanhada da presença de um adulto morador responsável do mesmo; 13. O horário da utilização da churrasqueira é de (09h) 12:00 às 21h; (ata do dia 10/11/2009) 14. Os inadimplentes por mais de 30 (trinta) dias com o condomínio não terão direito a reserva da churrasqueira; 15. Vide tópico XIV (dos livros); V- Do salão de Festas

4 1. Nas datas de 24,25 e 31 de dezembro, 1 de janeiro, sábado de aleluia, Domingo de Páscoa, Dia Das Mães e dos Pais o salão de festa será reservado para confraternização coletiva dos condôminos; 2. Na hipótese de não haver festas coletivas nas referentes datas, o Salão de Festa ficará liberado para a utilização individual dos condôminos; 3. Cada condômino poderá reservar o salão de festas, observando o prazo máximo de 60 (sessenta) dias e o mínimo de 35 (trinta e cinco) dias de antecedência, a preferência será dada aquele condômino que menos utilizou o local e em caso de empate o critério para a escolha será a ordem de marcação; 4. No prazo de 34 (trinta e quatro) dias antes da data marcada para o uso do Salão de festas, o sindico, divulgara o condômino habilitado, dentro dos critérios estabelecidos, relacionando junto com os demais em ordem de preferências; (quinze) dias antes da data marcada será obrigatória à confirmação da reserva do condômino habilitado, do contrário, a churrasqueira estará liberada e a preferência será dada a quem estiver na lista de espera; 6. Após confirmação ou marcada utilização do salão de festas, dentro dos 15 (quinze) dias antes da data marcada, o condômino que não utilizar será multado no valor de 20% (vinte por cento) de 01 (um) salário mínimo, cobrado no boleto mensal ou não. Para fins de novas liberações do salão de festa, este dia será considerado como utilizado. 7. Fica vedado a reserva (Locação ou utilização) do salão de festas para terceiros. 8. A capacidade do salão de festas e de 100 (cem) pessoas, sendo este o número limitado de pessoas permitido na festa. 9. E permitido utilizar a churrasqueira, o salão de festas e a piscina ao mesmo tempo, entretanto, proibido exceder o número de convidados de 100 (cem) pessoas. 10. A piscina somente poderá ser reservada para a realização de festas à noite, em dia de festa durante o dia a piscina estará liberada para os condôminos. (Prejudicado piscina não pode ser reservada, nem utilizada p/ festas) 11. O horário de utilização do salão de festas é das 9:00 horas em diante, terminando impreterivelmente antes da 0:00 horas, de Terça a Domingo, observando-se a Lei do Silêncio a partir as 22:00 horas. Nas Segundas-feiras a utilização será a partir das 14:00 horas. Mesmo durante o horário permitido, o som não deve ser alto a ponto de perturbar os demais moradores (vide XIV do Som e XV do Silêncio do Prédio); 12. A utilização do salão de festas condiciona o condômino a realizar uma limpeza de sua área até as 09:00 horas do dia seguinte, se a utilização for

5 noturna e até as 18:00 horas, se diurna. O lixo deve ser acondicionado em sacolas resistentes que deverão ser deixadas na lixeira do prédio; 13. A utilização do salão de festas por menor de idade deverá ser acompanhada da presença de um adulto, morador, responsável pelo mesmo. 14. O condômino será responsável pelos danos aos móveis, equipamentos ou quaisquer objetos do uso do salão de festas, da cozinha e dos banheiros anexos. Ele deverá pagar, repor ou restaurar o bem imediatamente; 15. As festas serão realizadas exclusivamente dentro do salão de festas, não sendo permitida a colocação de mesas, caixas de som, enfeites ou qualquer objetos fora desta área; 16. O Condômino que estiver realizando a festa deverá deixar na portaria uma lista de convidados, em ordem alfabética, para a conferência pelo porteiro; 17. Entende-se como ano em curso o período que vai de 01 de janeiro e 31 de dezembro; 18. É proibida a circulação de convidados nas demais dependências do prédio (hall de entrada dos prédios, piscina, jardins, banheiros externos, garagem, etc...); (ata do dia 31/08/2005) 19. Os inadimplentes com mais de 30 (trinta) dias com o condomínio não terão direito a reserva do salão de festas; 20. A partir do 34 dia se não houver nenhuma marcação ou lista de espera, qualquer morador que primeiro reservar terá a preferência; 21. Os móveis e utensílios do salão de festas não poderão ser transportados ou utilizados para churrasqueira, e vice-versa; 22. A churrasqueira quando requisitada em conjunto com o salão de festas, poderá ser utilizada após as 21:00 horas, exclusivamente para preparo do churrasco, que será servido no salão, sendo proibida a permanência de convidados no local; 23. Advertimos aos usuários que evitem pregar fitas nos tetos, pregos ou parafusos nas paredes. (ata do dia 10/11/2009) 24. Ver tópico XIX, item 4 das disposições finais (colocação de pula-pula, etc); 25. Ver tópico XVI dos livros; VI - Salão de Jogos 1. Após a reforma o salão de jogos será extinto, ficando o espaço condicionado ao prévio estudo e aprovação em assembleia. (ata do dia 24/03/2010) 2. O horário para utilização do salão de jogos será de 9:00 às 21:00 horas; 3. O salão poderá ser utilizado por convidados, sempre acompanhados de um morador, desde que não ultrapasse o limite de 04 (quatro) convidados;

6 4. O material (bolinhas, raquetes, etc..) do salão de jogos ficará em poder do porteiro; 5. Sempre que forem utilizar o salão os moradores deverão solicitar o material ao porteiro, registrando em livro próprio o horário de início e fim da utilização; 6. Durante o período de uso qualquer dano será de responsabilidade da pessoa sob cujo nome está o registro de utilização do material; VII - Do acesso ao prédio 1. O acesso a prédio ficará restrito aos moradores, podendo estranhos nele adentrar acompanhados por moradores, com prévia permissão repassada ao porteiro ou, em sendo o caso, mediante ordem escrita. 2. Excepcionalmente será permitida acesso de carro visitante, desde que seja informado ao condomínio previamente, através de registro feito no livro de ocorrência na portaria, no qual deverá constar o n da placa do veículo, o tipo do carro, o visitante e o prazo da utilização para estacionar o veículo na vaga de sua propriedade; 3. Será de responsabilidade do condômino qualquer dano causado ao condomínio por seu convidado/visita; 4. Fica vedado o acesso de pessoas e trajes de praia, sem camisa, portando objetos volumosos ou propícios a vazamento, através do hall social, nestes casos, será utilizado o acesso pela garagem; 5. Os veículos do condôminos deverão estar identificados por adesivos próprios e os motoristas deverão abaixar os vidros ao chegar ao condomínio, permitindo a visualização do porteiro e liberação do acesso; (ata do dia 08/12/2005) VIII- Da Garagem 1. Fica vedado a utilização da área da garagem para a prática de esportes ou lazer; 2. O condomínio não se responsabiliza por objetos deixados no interior dos veículos; 3. Fica proibido a utilização da garagem para fins diversos, inclusive as locação a terceiros (não morador do prédio); 4. O estacionamento de veículo deverá obedecer aos limites da vaga, observando o acesso de vizinhos à vaga; 5. Qualquer dano causado a veículo na garagem será de responsabilidade do condômino causador do acidente;

7 6. Fica vedada a utilização de gradil ou qualquer obstáculo nos limites das vagas de garagem; 7. Proibido o estacionamento de veículos fora das faixas; 8. Não é permitido a lavagem de carros no condomínio; 9. A garagem destina-se exclusivamente para estacionamento de veículos; 10. Quando o condômino ceder ou alugar sua vaga de garagem para outro condômino, deverá informar previamente ao condomínio por escrito; 11. Após a utilização dos carrinhos de compras, os mesmos deverão ser recondicionados, imediatamente, ao seu local de estacionamento; IX- Do Lixo 1. O lixo deverá sempre será acondicionado em sacolas plásticas resistentes, a prova de vazamento e levado a lixeira do condomínio (pavimento térreo) pelo próprio morador; 2. Qualquer movimentação com o lixo, seja por condôminos ou empregados, deverá ser efetuada somente pelos elevadores de serviços; X- Das partes comuns 1. Fica vedado o uso de objetos do condomínio para fins particulares; 2. Não é permitido objetos pessoais em áreas comuns para fins particulares; 3. Fica proibido montar varal, estender ou sacudir roupas, tapetes ou quaisquer outros objetos nas janelas e varal, estender ou sacudir roupas, tapetes ou quaisquer outros objetos nas janelas e varandas das unidades autônomas ou áreas do condomínio; 4. As portas externas dos respectivos apartamentos poderão ser trocadas, devendo permanecer na cor branca; 5. Poderá ser colocadas nas varadas bandeiras de times e/ou do Brasil em ocasiões de jogos, olimpíadas, copas do mundo e em datas comemorativas nacionais; 6. Não é permitido a colocações de qualquer objeto nos parapeitos externos das unidades autônomas; 7. Não é permitido a colocação de grades nas janelas e varandas; 8. Será permitida a colocação de rede de proteção, na cor preta, nas varandas e janelas; 9. Nas áreas do condomínio fica proibido jogar bola, andar de patins, skates ou usar outros equipamentos que causem estragos ao prédio ou sujem as paredes; 10. A instalação de antenas no prédio será definida em Assembleia Geral, quando será convocada uma comissão para estudar e elaborar propostas

8 sobre o assunto. Depois de discutido e votado, a decisão sobre este assunto fará parte integrante deste regimento; 11. Em observância ao decreto n 2018 de 01/10/1996 que regulamenta a Lei n 9294 de 15/07/1996, não é permitido fumar nas partes comuns fechadas tais como, corredores dos andares, elevadores, hall social, e etc.; 12. Nas áreas do condomínio fica proibido uso de bicicleta, independente da idade de morador; (Ata do dia 10/11/2009) 13. Regulamentação de Fechamento das Varandas. Todas as varandas devem ficar no mesmo padrão (espessura e cor do vidro, tipo e cor da estrutura e modelo do fechamento). Os vidros devem ter 08 mm, da cor branca, o alumínio da armação deve ser fosco. Não pode mudar a cor das paredes, não é permitido uso de películas nos vidros das varandas. A grade verde já existente não pode ser retirada, devendo sempre ficar para o lado de fora. A porta de vidro da sala poderá ou não ser retirada, após o fechamento e a colocação da cortina na varanda fica a critério do proprietário. O fechamento da varanda pode ser completo ou parcial. (atas dos dias 29/11/2006 e 30/05/2007) XI- Dos elevadores 1. Deverá ser feito através dos elevadores de serviço o transporte de cargas, mudanças, compras, carrinhos, grandes volumes, transporte de lixo, entulho decorrente de obras e trânsito de pessoas em trajes de praia ou piscina (NÃO PODENDO ENTRAR MOLHADO); 2. O elevador social ficará reservado apenas ao transporte de pessoas; 3. Deverá ser observado o número máximo de pessoas e peso permitido nos elevadores; 4. É proibido utilizar o elevador social para mudanças; XII- O Bicicletário 1. O acesso ao bicicletário será feito mediante solicitação e acompanhamento do porteiro; 2. As bicicletas deverão sempre ser guardadas com cadeado; 3. Não é permitido nenhum morador guardar bicicletas fora do bicicletário. (Ata 31/08/2005) 4. Ver item XIX Das disposições finais; XIII de animais 1. Não é permitida a permanência de animais domésticos, de estimação e pequeno porte, nas áreas autônomas;

9 XIV- Som 1. O som utilizado nos salão de festas ou churrasqueira, e mesmo em festas coletivas do condomínio,não deve ser motivo de incômodo; 2. O condômino que se sentir prejudicado, deve fazer constar no livro de reclamações do prédio, bem como solicitar que diminua o volume. Caso não seja atendido, solicitar ao Sindico ou aos Subsíndicos ou ainda a um membro do conselho,que intervenha no assunto. 3. Proibido o uso de instrumentos de percussão, baterias e guitarras na dependências do condomínio exceto em dia de festa XIV- Som 1. Deverá ser observado por todos os condôminos a Lei do Silêncio, eliminando o barulho a partir das 22:00 horas; 2. O síndico poderá intervir, mesmo nos casos em que não haja reclamação de algum condômino; XVI- Dos livros Ficarão na portaria, à disposição dos condôminos,os seguintes livros: Livro de ocorrência- (Substituído por bloco de folhas descartáveis e pasta exclusiva para tal fim) - Local onde os condôminos poderão registrar as insatisfações, sugestões e pedidos de esclarecimentos as irregularidades,ou outras de interesse; (ata 24/03/10) Registro de frequência ao bicicletário: O condômino quando solicitar a retirada ou guardar sua bicicleta, deve registrar o nome do condômino,n do apartamento,data, hora e assinar; Utilização da churrasqueira- O condômino quando solicitara utilização da churrasqueira,inclusive reserva, deve fazer o registro no inicio e no fim da utilização; Utilização do Salão de Festas- O condômino quando requisitar a utilização do salão de festas, inclusive reserva, deve registrar o seu nome,n do apartamento, data prevista de utilização e anotar a confirmação e a autorização do sindico para a liberação; Salão de jogos-livro onde condôminos devem registrar o horário de inicio e fim da utilização dos materiais do salão de jogos. XVII- Do uso geral dos livros:

10 O condômino deve registrar, se necessário,como recebeu e como deixou aquilo que lhe foi entregue; O sindico, no mínimo, semanalmente, deve passar o visto em todos os livros dar respostas às ocorrências registradas, quando solicitadas; Os livros ficarão á disposição dos condôminos na portaria; Não é permitido retirar os livros da portaria do prédio, retirar folhas ou mesmo riscar ocorrências que foram registradas por si ou por outros condôminos; O sindicato será responsável pelo controle quantitativo do uso do salão de festas, churrasqueira, etc... XVIII- Da Multa 1. A inobservância de qualquer regra contida no presente Regulamento Interno, importará em uma carta de advertência ao proprietário; 2. A reincidência da inobservância de uma mesma regra contida no presente Regulamento Interno, importara em aplicação de multa no valor de 100% (Cem por cento) da maior taxa de condomínio cobrada pelo condômino no mês da infração. Entende-se como taxa de condomínio, o maior valor cobrado de um condômino, a qualquer título, excluído de taxas de uso pessoal, como uso de gás, multas pessoais, taxa de utilização do salão de festas. Continuada a reincidência, a multa será acrescida de 10% (dez por cento) a cada reincidência; 3. Será desconsiderada como reincidência, 01(um) no após a aplicação da última penalidade, seja ela carta de advertência, multa ou multa de reincidência, 4. As multas serão cobradas em documentos próprios ou não ; 5. VANDALISMO: a depredação de bens ou patrimônio do condomínio, independem de advertência prévia, e as multas serão enviadas imediatamente aos responsáveis, sendo fixada em 50% da maior taxa condominial do mês corrente somado ao valor gasto para reparação de dano causado; (ata do dia 28/08/06) 6. INFRAÇAO COMETIDA POR CRIANÇA: infração cometida por criança (até 12 anos), deverá haver uma notificação aos pais ou responsáveis, havendo reincidência uma multa de 50% da maior taxa condominial do mês corrente, e em nova reincidência 100% do maior taxa condominial do mês corrente. (ata 24/04/08) 7. O síndico ou a Administração do condomínio poderá aplicar multa equivalente a 50% da maior taxa de condomínio em vigor, quando comprovada adoção de

11 qualquer conduta que fere o regimento vigente do Residencial Villa D Itália. (Ata 31/08/05) XIX- Das disposições finais 1. Aprovado o regulamento, o síndico no prazo máximo de 60 (sessenta) dias, devera colocar placas indicativas nos diversos locais do Condomínio,fundamentado neste regulamento (setenta e duas horas) após a aprovação deste regulamento,o Sindico deve registrar o documento em cartório,e no prazo máximo de 30 (trinta) dias,distribuir cópia, sob protocolo pra cada condômino,juntamente com a convenção do condomínio; 3. No período em que for decretado horário de verão pelo Governo, o sindico poderá alterar os horários estabelecidos neste regulamento, na mesma quantidade de horas, desde que não ultrapasse os limites estabelecidos em lei.quando tomar esta decisão deverá informar a todos os condôminos da mudança de horário, da data do inicio e do término, divulgando com 10 (dez) dias de antecedência. As alterações deverão ficar em local visível, enquanto permanecer a mudança. 4. Será permitido o uso de equipamentos como pula-pula,carrinho de pipoca e\ou algodão doce, etc., em festas individuais desde que não atrapalhe o transito nas áreas comuns do condomínio; 5. No período da estação de verão (21 de dezembro a 20 de março) será limitado o acesso de convidados a Piscina de 04(quatro) para 02(dois) É permitido o acesso anualmente de 02 hóspedes por vez e por unidade na piscina, condicionado ao registro em livro próprio na portaria, com antecedência mínima de 24 horas. (ata 10/11/09) 6. A frequência de convidados a piscina é exclusivo daqueles que estejam hospedados na residência do condômino. 7. Serão colocados quadros de avisos próximos às portas dos elevadores, nas garagens e portarias; 8. O condomínio não se responsabiliza por roubos de bicicletas, carros ou qualquer outro tipo de pertence pessoal; 9. Os casos não previstos neste Regulamento ou na Convenção do condomínio, devem ser analisados imediatamente pelo Conselho do Condomínio, devem ser analisados imediatamente pelo Conselho Consultivo, a fim de avaliar a necessidade de Convocação de Assembleia para este fim,emitindo o parecer; 10. Para a alteração deste regulamento, a qualquer época será necessário à aprovação de 2\3 dos condôminos.

12 Vitória ES 15 de Julho de Carlos Wilton C Fraga Junior Síndico Atualizado na Assembleia Extraordinária do dia 18 de dezembro de 2014 Elias Meira da Silva Síndico

Condomínio do Residencial Villa D'Itália

Condomínio do Residencial Villa D'Itália Prezados moradores, De acordo com a Assembléia Extraordinária realizada no dia 18 de dezembro de 2014, informamos para ciência de todos que alguns itens presentes no Regimento Interno, que foram aprovados

Leia mais

REGIMENTO INTERNO HOME234

REGIMENTO INTERNO HOME234 REGIMENTO INTERNO HOME234 REGRAS PARA UMA BOA CONVIVÊNCIA E SEGURANÇA 01. Porta Principal: Os hóspedes não podem abrir a porta principal a pessoas que não conhecem, e a ninguém após as 22h00min e deverá

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. Artigo 8º - Fica estabelecido que os portões de entrada que dão acesso ao CONDOMÍNIO serão mantidos permanentemente fechados.

REGIMENTO INTERNO. Artigo 8º - Fica estabelecido que os portões de entrada que dão acesso ao CONDOMÍNIO serão mantidos permanentemente fechados. SEM MARCADOR TEXTO ORIGINAL GRIFADO EM VERDE ALTERAÇÕES A SEREM APROVADAS NA ASSEMBLÉIA REGIMENTO INTERNO Artigo 8º - Fica estabelecido que os portões de entrada que dão acesso ao CONDOMÍNIO serão mantidos

Leia mais

ASSUNTO: REGULAMENTA O USO DE ADESIVOS DE IDENTIFICAÇÃO DOS VEÍCULOS DE CONDÔMINOS

ASSUNTO: REGULAMENTA O USO DE ADESIVOS DE IDENTIFICAÇÃO DOS VEÍCULOS DE CONDÔMINOS CIRCULAR Nº 003/2015 Curitiba, 05/06/2015. ASSUNTO: REGULAMENTA O USO DE ADESIVOS DE IDENTIFICAÇÃO DOS VEÍCULOS DE CONDÔMINOS A Síndica do Condomínio Le Jardin Residencial, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

REGULAMENTO DE OBRAS ANEXO I. Cuidados ao iniciar a obra: Horário de funcionamento do prédio:

REGULAMENTO DE OBRAS ANEXO I. Cuidados ao iniciar a obra: Horário de funcionamento do prédio: ANEXO I REGULAMENTO DE OBRAS Cuidados ao iniciar a obra: Toda obra ou reforma na unidade deve ser comunicada ao síndico, com antecedência mínima de 10 dias, através da apresentação de respectivo croqui

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO LOTEAMENTO VILLAS DO JACUÍPE

ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO LOTEAMENTO VILLAS DO JACUÍPE ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO LOTEAMENTO VILLAS DO JACUÍPE Estrada do Coco, Km 31 Barra do Jacuípe CEP 42.833-000 Camaçari/Bahia CNPJ 03.380.253/0001-26 Telefones : (071) 3678-1690 e 3678-2356 E-mail : vjacuipe@oi.com.br

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO BLOCOS

REGULAMENTO INTERNO DO BLOCOS 1 REGULAMENTO INTERNO DO BLOCOS 1. A Administração do Condomínio Condomínio Parque Residencial Vitória Régia II Blocos reger-se-á pela Lei 4.591, de 16/12/1964 e outras Leis que forem aplicáveis, a cujo

Leia mais

DICAS PARA CONDÔMINOS

DICAS PARA CONDÔMINOS DICAS PARA CONDÔMINOS Área Privativa: É a unidade de cada proprietário incluindo a vaga de garagem. Áreas Comuns: São utilizadas por todos os moradores, como playground, jardins, elevadores, corredores,

Leia mais

CAPÍTULO V. Da Garagem e Estacionamento

CAPÍTULO V. Da Garagem e Estacionamento CAPÍTULO V Da Garagem e Estacionamento Art 37. Cada unidade autônoma tem direito a uma vaga de estacionamento, perfazendo um total de 967 (novecentos e sessenta e sete) vagas, distribuídas de acordo com

Leia mais

MODELO REGIMENTO INTERNO CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO... REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - DEFINIÇÃO DO CONDOMÍNIO

MODELO REGIMENTO INTERNO CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO... REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - DEFINIÇÃO DO CONDOMÍNIO MODELO REGIMENTO INTERNO CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO... REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - DEFINIÇÃO DO CONDOMÍNIO Art. 1º - O presente Regulamento Interno, do Condomínio do Edifício, aprovado em Assembléia Geral

Leia mais

REGULAMENTO PARA ÁREAS DE LAZER ESPAÇO FRANELLI DO CONDOMÍNIO RESIDENCIAL PONTAL DA LIBERDADE

REGULAMENTO PARA ÁREAS DE LAZER ESPAÇO FRANELLI DO CONDOMÍNIO RESIDENCIAL PONTAL DA LIBERDADE REGULAMENTO PARA ÁREAS DE LAZER ESPAÇO FRANELLI DO CONDOMÍNIO RESIDENCIAL PONTAL DA LIBERDADE Art. 1º - Este documento visa de estabelecer as normas relativas à utilização das áreas comuns do Espaço FRANELLI,

Leia mais

Regulamento Interno para Utilização Associação Veper

Regulamento Interno para Utilização Associação Veper Regulamento Interno para Utilização Associação Veper A Associação Veper Os dirigentes do Grupo Veper tinham o sonho de oferecer um benefício a mais aos seus colaboradores, um espaço que oferecesse lazer,

Leia mais

Índice. Noções gerais sobre a organização de condóminos 3. Assembleia de condomínios / inquilinos 5. O Administrador 7. Regulamento do Condomínio 9

Índice. Noções gerais sobre a organização de condóminos 3. Assembleia de condomínios / inquilinos 5. O Administrador 7. Regulamento do Condomínio 9 GUIA DE CONDOMÍNIO Índice Noções gerais sobre a organização de condóminos 3 Assembleia de condomínios / inquilinos 5 O Administrador 7 Regulamento do Condomínio 9 2 Noções gerais sobre a organização de

Leia mais

Rua Engenheiro Niepce da Silva, 144, Portão, Curitiba PR, 80610-280 www.lejardinresidencial.com administrativo@lejardinresidencial.

Rua Engenheiro Niepce da Silva, 144, Portão, Curitiba PR, 80610-280 www.lejardinresidencial.com administrativo@lejardinresidencial. CIRCULAR Nº 003/2014 DATA: 15 de dezembro de 2014 ASSUNTO: LIBERAÇÃO, em caráter provisório, de parte das áreas comuns do condomínio, que foram aprovadas e recebidas da Cyrela. A Síndica do Condomínio

Leia mais

2.2 - A entrada ou saída de pedestres nas dependências da ULIVING BELA VISTA dar-se-á, pela recepção principal Rua Barata Ribeiro, 61

2.2 - A entrada ou saída de pedestres nas dependências da ULIVING BELA VISTA dar-se-á, pela recepção principal Rua Barata Ribeiro, 61 O Regulamento Interno da ULIVING BELA VISTA, localizado na cidade de SÃO PAULO CAPITAL, à Rua Barata Ribeiro nº 61 estabelece as regras de convivência e as relações entre os usuários do empreendimento.

Leia mais

COMPLEMENTO DO REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DOS DEVERES DOS CONDÔMINOS

COMPLEMENTO DO REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DOS DEVERES DOS CONDÔMINOS CONDOMÍNIO VILA VERDE SABARÁ Rua Doutor Marino Costa Terra, 1000, Parque Sabará São Carlos- SP COMPLEMENTO DO REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DOS DEVERES DOS CONDÔMINOS Artigo 1 : Zelar e fazer zelar pela

Leia mais

CONDOMÍNIO DO ED. NUMBER ONE BUSINESS CENTER REGIMENTO INTERNO

CONDOMÍNIO DO ED. NUMBER ONE BUSINESS CENTER REGIMENTO INTERNO CONDOMÍNIO DO ED. NUMBER ONE BUSINESS CENTER REGIMENTO INTERNO O presente regimento interno visa regulamentar o funcionamento do edifício zelando sempre pela segurança e conforto dos condôminos. I REGULAMENTO

Leia mais

MINUTA DO REGIMENTO INTERNO RESIDENCIAL COSTÃO DA BARRA (PARA APROVAÇÃO) CAPÍTULO I FINALIDADE

MINUTA DO REGIMENTO INTERNO RESIDENCIAL COSTÃO DA BARRA (PARA APROVAÇÃO) CAPÍTULO I FINALIDADE MINUTA DO REGIMENTO INTERNO RESIDENCIAL COSTÃO DA BARRA (PARA APROVAÇÃO) CAPÍTULO I FINALIDADE Art. 1 A finalidade primordial deste Regimento Interno é consolidar conceitos, normas de procedimentos, horários

Leia mais

29) CONTRATO DE LOCAÇÃO DE QUARTO POR TEMPORADA. Pelo presente instrumento particular de um lado,...,

29) CONTRATO DE LOCAÇÃO DE QUARTO POR TEMPORADA. Pelo presente instrumento particular de um lado,..., 29) CONTRATO DE LOCAÇÃO DE QUARTO POR TEMPORADA Pelo presente instrumento particular de um lado,..., brasileira, solteira, professora universitária, inscrita no CPF sob o n...., residente e domiciliada

Leia mais

Condições Gerais de Hospedagem do Arraial do Conto Hotel e Lazer

Condições Gerais de Hospedagem do Arraial do Conto Hotel e Lazer Condições Gerais de Hospedagem do Arraial do Conto Hotel e Lazer A hospedagem no Arraial do Conto Hotel e Lazer é regida pelas seguintes condições: 1. Preenchimento da Ficha de Identificação: É obrigatório

Leia mais

REGIMENTO INTERNO MONTES CLAROS MINAS GERAIS

REGIMENTO INTERNO MONTES CLAROS MINAS GERAIS REGIMENTO INTERNO 2009 MONTES CLAROS MINAS GERAIS 1 CADASTRO DE CONDÔMINOS 1. Entende-se como condômino: 1.1. Pessoa que esteja residindo no apartamento. 1.2. Filhos (as) solteiros (as) do condômino, que

Leia mais

Contrato de Locação de Imóvel e Mobília por Temporada

Contrato de Locação de Imóvel e Mobília por Temporada Contrato de Locação de Imóvel e Mobília por Temporada LOCATÁRIO: Profissão: RG: CPF: Residente e domiciliado: LOCADOR: VILA DOS MANACÁS ATIVIDADES IMOBILIARIAS, empresa estabelecida nesta cidade de Ubatuba/SP,

Leia mais

Condomínio Edifício MAISON DE MOUETTE REGIMENTO INTERNO. Reeditado conforme alterações da. Assembléia Geral Extraordinária. de 18 de Maio de 1994

Condomínio Edifício MAISON DE MOUETTE REGIMENTO INTERNO. Reeditado conforme alterações da. Assembléia Geral Extraordinária. de 18 de Maio de 1994 Condomínio Edifício MAISON DE MOUETTE REGIMENTO INTERNO Reeditado conforme alterações da Assembléia Geral Extraordinária de 18 de Maio de 1994 Projectus Assessoria S/C Ltda - janeiro/95 1.É dever de todos

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO CONDOMINIO CAMÉLIAS APROVADO EM ASSEMBLÉIA DIA 27/052015

REGULAMENTO INTERNO CONDOMINIO CAMÉLIAS APROVADO EM ASSEMBLÉIA DIA 27/052015 O CONDOMÍNIO DAS CAMELIAS reger-se-á, para todos os efeitos de direito, pelo presente Regulamento Interno, Convenção condominial e pela Legislação federal, estadual e municipal em vigor, especialmente

Leia mais

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL AMORIM II

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL AMORIM II DOS DIREITOS E DEVERES DOS CONDÔMINOS E LOCATÁRIOS CONDOMÍNIO RESIDENCIAL AMORIM II Rua: Manoel Libãnio Amorim nº 86 Massaguaçú Caraguatatuba- SP. 1 REGIMENTO INTERNO RESUMIDO DO ACESSO ÀS DEPENDÊNCIAS

Leia mais

Regimento Interno - Empreendimento do PAR - Programa de Arrendamento Residencial

Regimento Interno - Empreendimento do PAR - Programa de Arrendamento Residencial Nome do empreendimento REGIMENTO INTERNO O presente regimento interno estabelece normas de disciplina, procedimento, conduta e comportamento às quais estão obrigados todos os moradores e toda e qualquer

Leia mais

ASSOCIAÇÃO JARDINS SIENA MANUAL DE NORMAS ADMINISTRATIVAS

ASSOCIAÇÃO JARDINS SIENA MANUAL DE NORMAS ADMINISTRATIVAS ASSOCIAÇÃO JARDINS SIENA MANUAL DE NORMAS ADMINISTRATIVAS Nome do Arquivo: Normas de utilização de Áreas de Lazer Última alteração: 18/09/2015 1. OBJETIVOS Estabelecer normas para utilização das áreas

Leia mais

PRESIDÊNCIA 19/06/2013 RESOLUÇÃO Nº 96/2013

PRESIDÊNCIA 19/06/2013 RESOLUÇÃO Nº 96/2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PRESIDÊNCIA 19/06/2013 RESOLUÇÃO Nº 96/2013 EMENTA: Dispõe sobre o acesso,

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO CONDOMÍNIO CHÁCARA DOS PINHEIROS

REGULAMENTO INTERNO DO CONDOMÍNIO CHÁCARA DOS PINHEIROS 1 de 6 15/3/2010 21:05 REGULAMENTO INTERNO DO CONDOMÍNIO CHÁCARA DOS PINHEIROS I DISPOSIÇOES GERAIS 1 O Condomínio é regido pela Convenção de 19/12/1979 e pela lei 4.591 de 16 de dezembro de 1964. 2 Ao

Leia mais

Núcleos Sindicais: Apucarana. Arapongas. Assis Chateaubriand. Cambará. Campo Mourão. Cascavel. Cianorte. Cornélio Procópio

Núcleos Sindicais: Apucarana. Arapongas. Assis Chateaubriand. Cambará. Campo Mourão. Cascavel. Cianorte. Cornélio Procópio REGIMENTO DAS COLÔNIAS DE PRAIA ITAPOÁ E GUARATUBA Curitiba Art. 1º - As Colônias de Praia de Itapoá e Guaratuba são propriedades da APP-Sindicato e destinam-se à hospedagem dos seus sindicalizados e dependentes.

Leia mais

REGULAMENTO DA PORTARIA - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS.

REGULAMENTO DA PORTARIA - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS. REGULAMENTO DA PORTARIA INDICE CAPÍTULO I CAPÍTULO II CAPÍTULO III - DO OBJETIVO. - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS. 1. Dos sócios titulares, seus dependentes e acompanhantes

Leia mais

Regulamento BEM VINDOS A POUSADA LA VILLA. Para sua maior tranquilidade e conforto apresentamos o manual do hospede.

Regulamento BEM VINDOS A POUSADA LA VILLA. Para sua maior tranquilidade e conforto apresentamos o manual do hospede. Regulamento BEM VINDOS A POUSADA LA VILLA Para sua maior tranquilidade e conforto apresentamos o manual do hospede. Recepção: HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO da recepção dás 8:00 às 12:00 e 13:00 às 18:00. DO

Leia mais

NORMA PROCEDIMENTAL HOSPEDAGEM PARA RESIDENTES

NORMA PROCEDIMENTAL HOSPEDAGEM PARA RESIDENTES 30.01.004 1/06 1. FINALIDADE Disciplinar procedimentos para a utilização e o controle de alojamentos da UFTM oferecidos aos médicos residentes. 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO Divisão de Serviços Gerais DSG, Departamento

Leia mais

Residencial Real Classic Resort

Residencial Real Classic Resort ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DO DIA 18/6/2009 Aos 18 (dezoito) dias do mês de junho, do ano de 2009 (dois mil e nove), às 20:15h (vinte horas e quinze minutos), em segunda chamada, no salão de

Leia mais

Central de Atendimento: (11) 3292-6100

Central de Atendimento: (11) 3292-6100 Manual das Normas para uso da Colônia de Férias do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Artefatos de Borracha, Pneumáticos e Afins da Grande São Paulo e Região Uma publicação do Sindicato dos

Leia mais

REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DAS SEDES DE LAZER DA AMPB

REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DAS SEDES DE LAZER DA AMPB Art. 1º. O presente regulamento visa disciplinar o uso do Clube de Areia Dourada, assim como eventuais unidades de lazer a serem construídas ou adquiridas pela Associação dos Magistrados da Paraíba. DOS

Leia mais

Quais despesas são do inquilino?

Quais despesas são do inquilino? Quais despesas são do inquilino? Veja o que a Lei do Inquilinato diz O inquilino paga todas as despesas ordinárias do condomínio, ou seja, de manutenção. Não são de responsabilidade do inquilino as despesas

Leia mais

Condomínio Residencial SOLAR DA CHAPADA REGIMENTO INTERNO Aprovado em 06/11/13 e alterado em 13/01 e 31/03/2014

Condomínio Residencial SOLAR DA CHAPADA REGIMENTO INTERNO Aprovado em 06/11/13 e alterado em 13/01 e 31/03/2014 REGIMENTO INTERNO Introdução; Com o intuito de formalizar as ações coletivas e individuais, estabelecendo normas de conduta para a boa convivência e administração do Residencial Solar da Chapada, adotou-se

Leia mais

ACESSO A SEDE CAMPESTRE DE RATONES REGULAMENTO Nº. 001/2014

ACESSO A SEDE CAMPESTRE DE RATONES REGULAMENTO Nº. 001/2014 ACESSO A SEDE CAMPESTRE DE RATONES REGULAMENTO Nº. 001/2014 Regulamenta o funcionamento da SEDE CAMPESTRE da Associação dos Servidores da UDESC - ASUDESC e dá outras providências. Das disposições preliminares

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de Goiás Casa do Advogado Jorge Jungmann

Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de Goiás Casa do Advogado Jorge Jungmann REGULAMENTO DO CEL DA OAB-GO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES SEÇÃO I Da Conceituação e da Freqüência Art. 1º. O Centro de Cultura, Esporte e Lazer da Advocacia de Goiás é um espaço reservado aos profissionais

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO I Da Aplicação

REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO I Da Aplicação SOCIEDADE AMIGOS DO CURIÓ (SAC) Fundada em 23 de julho de 1980 Rua Prof. Osmarino de Deus Cardoso, 101 CEP 88.036-598 Trindade Florianópolis SC CNPJ 75.329.243/0001-71 www.sacurio.com.br / saccurio@brturbo.com.br

Leia mais

ARTIGO 1º - Compete ao Síndico (Artigo 20 da Convenção) a administração geral do condomínio, fazendo cumprir o disposto neste Regimento Interno.

ARTIGO 1º - Compete ao Síndico (Artigo 20 da Convenção) a administração geral do condomínio, fazendo cumprir o disposto neste Regimento Interno. Nome do empreendimento Regimento Interno - Programa Minha Casa Minha Vida PMCMV Grau de sigilo #PÚBLICO REGIMENTO INTERNO O presente regimento interno estabelece normas de disciplina, procedimento, conduta

Leia mais

Resolução Nº 003/2011/ASIBAMA-DF

Resolução Nº 003/2011/ASIBAMA-DF Resolução Nº 003/2011/ASIBAMA-DF Altera o Regimento Interno da Área de Lazer da ASIBAMA-DF A Presidente da ASIBAMA-DF, nos termos do art. 30, inciso I, do Estatuto da ASIBAMA-DF, e considerando o disposto

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MACHADO ASSEIF-MACHADO

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MACHADO ASSEIF-MACHADO ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MACHADO ASSEIF-MACHADO REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá - Unifei Campus de Itabira

Universidade Federal de Itajubá - Unifei Campus de Itabira Revisão: 001 Página 1 de 7 Dispõe sobre conjunto de regras relativas à concessão do direito de uso dos espaços de convivência vinculados à Diretoria de Infraestrutura, da Universidade Federal de Itajubá

Leia mais

Contamos com a compreensão e a colaboração de todos para manter uma interação marcada pela gentileza e o profissionalismo.

Contamos com a compreensão e a colaboração de todos para manter uma interação marcada pela gentileza e o profissionalismo. 1 Regulamento Interno Este regulamento define regras e procedimentos para o pleno entendimento entre Hóspedes e a Administração do Hotel, lembrando que o bom senso e o respeito mútuo constituem as melhores

Leia mais

REGULAMENTO PARA AS ÁREAS DE LAZER DO CONDOMÍNIO RESIDENCIAL IMPRENSA I

REGULAMENTO PARA AS ÁREAS DE LAZER DO CONDOMÍNIO RESIDENCIAL IMPRENSA I C/'.~:T. MARtElO RIBAS -1 n Re n ""It '. ~. I s. e Does Brasllia - DF! M/CROF!LME N -;2 18.2 7. REGULAMENTO PARA AS ÁREAS DE LAZER DO CONDOMÍNIO RESIDENCIAL IMPRENSA I i. Disposições Gerais 1.1 Para os

Leia mais

Sistema para Administração de Condomínio www.condominiomais.com.br SUMÁRIO

Sistema para Administração de Condomínio www.condominiomais.com.br SUMÁRIO SUMÁRIO I. MENU... 2 II. CONSULTA / ALTERAÇÃO / ESTORNO... 4 III. MENSAGEM... 5 IV. MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA... 6 CONSULTA... 6 LANÇAMENTO... 7 V. BOLETO... 8 VI. RELATÓRIO... 10 VII. RESERVA... 11 VIII.

Leia mais

MANUAL DO CONDÔMINO. O edital de convocação deve indicar com clareza os assuntos a serem debatidos, a data, horário e local.

MANUAL DO CONDÔMINO. O edital de convocação deve indicar com clareza os assuntos a serem debatidos, a data, horário e local. MANUAL DO CONDÔMINO REGULAMENTO INTERNO Cada prédio possui as suas próprias necessidades e, por isso, tanto a convenção como o regulamento interno devem ser redigidos especialmente para a edificação em

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA SERRA SUMÁRIO REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA... 2 DOS OBJETIVOS:... Erro! Indicador não definido. DO HORÁRIO

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Ff 1 REGULAMENTO GERAL Nº. 001/2007 Regulamenta o funcionamento do clube social da Associação dos Servidores da Secretaria da Administração e Unidades Vinculadas - ASSECAD e dá outras providências. DAS

Leia mais

Regimento Interno Condomínio Vésper Ouro Preto. Capítulo I - Da área de lazer do Condomínio:

Regimento Interno Condomínio Vésper Ouro Preto. Capítulo I - Da área de lazer do Condomínio: Capítulo I - Da área de lazer do Condomínio: Art. 1- A área de lazer do Condomínio é composta de: piscina, sauna, quadra, espaço gourmet e sala fitness. Título I Da Piscina: Art. 2 A piscina será de uso

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS DE ALEGRE PORTARIA Nº. 358, DE 12 DE SETEMBRO DE 2014.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS DE ALEGRE PORTARIA Nº. 358, DE 12 DE SETEMBRO DE 2014. CAMPUS DE ALEGRE PORTARIA Nº. 358, DE 12 DE SETEMBRO DE 2014. A DIRETORA-GERAL DO CAMPUS DE ALEGRE, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista Processo nº 23149.001263/2014-61, resolve: Homologar

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO PARQUE DE CAMPISMO MUNICIPAL

REGULAMENTO INTERNO DO PARQUE DE CAMPISMO MUNICIPAL REGULAMENTO INTERNO DO PARQUE DE CAMPISMO MUNICIPAL Os parques de campismo são empreendimentos turísticos definidos no Decreto- lei nº 39/2008, de 7 de março alterado pelo Decreto-Lei nº 228/2009, de 14

Leia mais

REGULAMENTO PARA FUNCIONAMENTO E UTILIZAÇÃO DOS CENTROS DE LAZER DA FUNDAÇÃO ASSEFAZ

REGULAMENTO PARA FUNCIONAMENTO E UTILIZAÇÃO DOS CENTROS DE LAZER DA FUNDAÇÃO ASSEFAZ Anexo nº 01 à Decisão Presidente Nº 026/07. REGULAMENTO PARA FUNCIONAMENTO E UTILIZAÇÃO DOS CENTROS DE LAZER DA FUNDAÇÃO ASSEFAZ DA FINALIDADE 1- Este Regulamento tem por objetivo estabelecer normas básicas

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 008, DE 27 JUNHO DE 2007. R E S O L V E

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 008, DE 27 JUNHO DE 2007. R E S O L V E INSTRUÇÃO NORMATIVA N 008, DE 27 JUNHO DE 2007. Recomenda a observação da norma constante no Anexo I. O Sistema de Controle Interno do Município de Lucas do Rio Verde, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

RESOLUÇÃO N 002/2007 - DG. Regulamenta Procedimentos para o Funcionamento da Biblioteca da FCV.

RESOLUÇÃO N 002/2007 - DG. Regulamenta Procedimentos para o Funcionamento da Biblioteca da FCV. RESOLUÇÃO N 002/2007 - DG Regulamenta Procedimentos para o Funcionamento da Biblioteca da FCV. O Conselho Superior - CONSU, aprovou em 30 de março de 2007, e eu, Prof. José Carlos Barbieri, Diretor da

Leia mais

REGULAMENTO DA HOTELARIA

REGULAMENTO DA HOTELARIA REGULAMENTO DA HOTELARIA I DISPOSIÇÕES GERAIS. Art. 1º. O presente Regulamento, aprovado pela Diretoria Executiva, rege o uso dos serviços de hotelaria disponibilizados pela AMAM aos Associados e seus

Leia mais

Histórico de editais de Assembléias Ordinárias e Extraordinárias realizadas no Condomínio do Residencial Imprensa IV

Histórico de editais de Assembléias Ordinárias e Extraordinárias realizadas no Condomínio do Residencial Imprensa IV Histórico de editais de Assembléias Ordinárias e Extraordinárias realizadas no Condomínio do Residencial Imprensa IV AGE 30/6/2007 Eleição da Comissão de Recebimento das Áreas Comuns; Fixação do Pró-labore

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO CONDOMÍNIO EDIFÍCIO UPTOWN 18 RESIDENCE

REGULAMENTO INTERNO CONDOMÍNIO EDIFÍCIO UPTOWN 18 RESIDENCE REGULAMENTO INTERNO CONDOMÍNIO EDIFÍCIO UPTOWN 18 RESIDENCE Versão: Janeiro 2012 1 REGULAMENTO INTERNO - CONDOMÍNIO EDIFÍCIO UPTOWN 18 RESIDENCE ÍNDICE Capítulo I Capítulo II Capítulo III Capítulo IV Capitulo

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento estabelece normas de uso e funcionamento da biblioteca do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA POUSADA BUTTERFLY HOUSE. A hospedagem na POUSADA BUTTERFLY HOUSE é regida pelas condições abaixo descritas:

REGIMENTO INTERNO DA POUSADA BUTTERFLY HOUSE. A hospedagem na POUSADA BUTTERFLY HOUSE é regida pelas condições abaixo descritas: REGIMENTO INTERNO DA POUSADA BUTTERFLY HOUSE A hospedagem na POUSADA BUTTERFLY HOUSE é regida pelas condições abaixo descritas: 1. É obrigatório o preenchimento da ficha de identificação, atendendo normas

Leia mais

Política da qualidade

Política da qualidade Alteração dia 24/04/2014 1º página Nossa História O Clube Amigos de Joinville teve sua fundação em 23 de junho de 2008 por algumas famílias que se reuniram para um almoço após participarem de uma missa

Leia mais

Regras de Uso Os objetivos destas regras de uso é procedimentos para o bom funcionamento da TROFEL Trombini Farroupilha Esportes e Lazer.

Regras de Uso Os objetivos destas regras de uso é procedimentos para o bom funcionamento da TROFEL Trombini Farroupilha Esportes e Lazer. Regras de Uso Os objetivos destas regras de uso é procedimentos para o bom funcionamento da TROFEL Trombini Farroupilha Esportes e Lazer. 1. RESERVAS A reserva da Sede deve ser agendada com os responsáveis

Leia mais

DE AUTOMÓVEIS DE ALUGUEL (TÁXIS), NO MUNICÍPIO

DE AUTOMÓVEIS DE ALUGUEL (TÁXIS), NO MUNICÍPIO 1 LEI Nº 1485/2014 DISPÕE SOBRE AS PERMISSÕES DE SERVIÇOS DE TRANSPORTE INDIVIDUAL DE PASSAGEIROS, ATRAVÉS DE AUTOMÓVEIS DE ALUGUEL (TÁXIS), NO MUNICÍPIO DE INHAÚMA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal

Leia mais

2.1 - Estabelecer normas de acesso de pessoas a ULIVING SOROCABA.

2.1 - Estabelecer normas de acesso de pessoas a ULIVING SOROCABA. O Regulamento Interno da ULIVING SOROCABA, localizado na cidade de SOROCABA à Rua Bernardo Ferraz nº 100 estabelece as regras de convivência e as relações entre os usuários do empreendimento. I - HORÁRIO

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA

FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA Revisão 00 31/08/2009 Edição inicial Revisão 01 29/06/2011 - Nova redação para o Cap. I,

Leia mais

Regulamento para Obras nos Apartamentos do Condomínio Residencial Resort Santa Angela

Regulamento para Obras nos Apartamentos do Condomínio Residencial Resort Santa Angela Regulamento para Obras nos Apartamentos do Condomínio Residencial Resort Santa Angela DAS NORMAS REGULAMENTARES 1. Todas as empresas prestadoras de serviço, seus funcionários, representantes, são obrigados

Leia mais

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS. Art. 2º As Bibliotecas da Univás estão a serviço da comunidade, oferecendo aos usuários:

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS. Art. 2º As Bibliotecas da Univás estão a serviço da comunidade, oferecendo aos usuários: REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1 Este Regulamento normatiza o funcionamento das Bibliotecas da Universidade do Vale do Sapucaí Univás, mantida pela Fundação de Ensino Superior

Leia mais

CONDOMÍNIO EDIFÍCIO AHEAD

CONDOMÍNIO EDIFÍCIO AHEAD REGULAMENTO INTERNO Todos os condôminos, locatários e usuários do CONDOMÍNIO EDIFÍCIO AHEAD, ficam obrigados a cumprir e respeitar por si, a qualquer título, os termos e condições do presente: 1 - Horário

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Regulamenta o funcionamento da biblioteca no âmbito da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés. Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento tem por

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. JUSTIFICATIVA: Considerando que os serviços de manutenção predial são imprescindíveis e de natureza contínua. Ademais, existem fatores diversos que influenciam na preservação

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS I. Da Finalidade Art. 1º. O Sistema de Bibliotecas da Universidade São Judas Tadeu, constituídas atualmente por duas Unidades de Bibliotecas,

Leia mais

CONDOMÍNIO ROSSI IDEAL JACARANDÁS REGULAMENTO INTERNO

CONDOMÍNIO ROSSI IDEAL JACARANDÁS REGULAMENTO INTERNO INTRODUÇÃO CONDOMÍNIO ROSSI IDEAL JACARANDÁS REGULAMENTO INTERNO O presente instrumento constitui o Regulamento Interno do Condomínio Rossi Ideal Jacarandás, regido pelas disposições da lei 4591 de 16/12/64

Leia mais

Edifício Crespi II Manual do Credenciado

Edifício Crespi II Manual do Credenciado Edifício Crespi II Manual do Credenciado A BrasilPark quer prestar sempre o melhor serviço para seus clientes. Para que isso aconteça, é essencial que você fique atento aos nossos procedimentos de atendimento.

Leia mais

REGULAMENTO UNIDADE PAULISTA ATENÇÃO:

REGULAMENTO UNIDADE PAULISTA ATENÇÃO: REGULAMENTO UNIDADE PAULISTA ATENÇÃO: 1) Este regulamento SÓ se aplica aos contratos celebrados na unidade Paulista, por alunos matriculados nos cursos preparatórios para concursos públicos semestrais

Leia mais

REGULAMENTO DO COMPLEXO ESPORTIVO DO GRUPO EDUCACIONAL FUTURÃO (CEGEF)

REGULAMENTO DO COMPLEXO ESPORTIVO DO GRUPO EDUCACIONAL FUTURÃO (CEGEF) 1 REGULAMENTO DO COMPLEXO ESPORTIVO DO GRUPO EDUCACIONAL FUTURÃO (CEGEF) ARARANGUÁ/SC - BRASIL JANEIRO/2015 2 SUMÁRIO CAPÍTULO I 3 DAS DEPENDÊNCIAS DO COMPLEXO ESPORTIVO DO GRUPO EDUCACIONAL FUTURÃO 3

Leia mais

SOCIEDADE BENEFICENTE DOS SUBTENENTES E SARGENTOS DA PMPR COLÔNIA DE FÉRIAS DIRETRIZ TEMPORADA DE VERÃO 2013/ 2014

SOCIEDADE BENEFICENTE DOS SUBTENENTES E SARGENTOS DA PMPR COLÔNIA DE FÉRIAS DIRETRIZ TEMPORADA DE VERÃO 2013/ 2014 SOCIEDADE BENEFICENTE DOS SUBTENENTES E SARGENTOS DA PMPR COLÔNIA DE FÉRIAS DIRETRIZ TEMPORADA DE VERÃO 2013/ 2014 1. FINALIDADE A presente diretriz tem por finalidade cientificar os associados da SBSS/PMPR

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACIT

FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACIT FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACIT TÍTULO I DAS FINALIDADES Art.1º. O presente documento tem por finalidade estabelecer normas e rotinas para o funcionamento

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO FAZENDA TAMBORÉ RESIDENCIAL

REGULAMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO FAZENDA TAMBORÉ RESIDENCIAL REGULAMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO FAZENDA TAMBORÉ RESIDENCIAL FINALIDADE 1. Este regulamento tem por finalidade definir direitos e deveres e orientar a conduta de todas as pessoas que se encontrarem, a

Leia mais

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB 1. INTRODUÇÃO O Sistema de Bibliotecas da UCB possui um acervo com mais de 200.000 volumes possibilitando o acesso dos usuários aos livros, sistemas de consulta,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA FAME

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA FAME REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA FAME Letícia do Carmo Miranda Bibliotecária FAME - CRB 6 / 2443 BARBACENA/MG 2014 Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regimento contém as normas que disciplinarão

Leia mais

PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012. EMENTA: Disciplina a cessão e locação de espaços destinados a reuniões e eventos na sede do CRMV-RJ. O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA

Leia mais

Edifício New England Manual do Credenciado

Edifício New England Manual do Credenciado Edifício New England Manual do Credenciado A BrasilPark quer prestar sempre o melhor serviço para seus clientes. Para que isso aconteça, é essencial que você fique atento aos nossos procedimentos de atendimento.

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA SEDE SOCIAL DA ASSOCIAÇÃO RECREATIVA MERCÚRIO

REGULAMENTO INTERNO DA SEDE SOCIAL DA ASSOCIAÇÃO RECREATIVA MERCÚRIO REGULAMENTO INTERNO DA SEDE SOCIAL DA ASSOCIAÇÃO ASPECTOS LEGAIS RECREATIVA MERCÚRIO DA SEDE SOCIAL Artigo 1º. A Sede Social da Associação Recreativa Mercúrio é uma unidade de lazer, entretenimento, esporte

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - DA FINALIDADE

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - DA FINALIDADE REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - DA FINALIDADE Art. 1.º - O REGIMENTO INTERNO do Condomínio Residencial Passaredo, situado à Av. Francisco Sá, nº 7630, bairro Barra do Ceará, CEP 60.330-878, inscrito no

Leia mais

PO.00001 01 01/08/2011 EBT-Infra JAO-Dir. 1 - OBJETIVO Descrever as normas e melhores práticas para utilização dos veículos da Place Consultoria.

PO.00001 01 01/08/2011 EBT-Infra JAO-Dir. 1 - OBJETIVO Descrever as normas e melhores práticas para utilização dos veículos da Place Consultoria. Código Revisão Data Emissão Aprovação PO.00001 01 01/08/2011 EBT-Infra JAO-Dir Título: POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DE VEÍCULOS - PLACE CONSULTORIA 1 - OBJETIVO Descrever as normas e melhores práticas para

Leia mais

ASSUNTO: Autorização de obras, benfeitorias, acessos, mudanças, uso de elevadores e áreas comuns

ASSUNTO: Autorização de obras, benfeitorias, acessos, mudanças, uso de elevadores e áreas comuns CIRCULAR 001/2014 DATA: 02 de Agosto de 2014 ASSUNTO: Autorização de obras, benfeitorias, acessos, mudanças, uso de elevadores e áreas comuns Senhores Condôminos, Como Síndica do Condomínio Le Jardin,

Leia mais

REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO

REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO E USO DO HOTEL DE TRÂNSITO Estabelece as normas de funcionamento e uso do Hotel de Trânsito do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL/PE), tanto na Sede quanto na

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA

FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 REGULAMENTO INTERNO BIBLIOTECA Revisão 00 31/08/2009 Edição inicial Revisão 01 29/06/2011 - Nova redação para o Cap. I,

Leia mais

MODELO DE REGIMENTO INTERNO I - DISPOSIÇÕES GERAIS

MODELO DE REGIMENTO INTERNO I - DISPOSIÇÕES GERAIS MODELO DE REGIMENTO INTERNO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - O presente Regulamento Interno do Condomínio do Edifício, tem por objetivo explicitar as normas que devem ser obedecidas por todos os moradores,

Leia mais

Regimento da Colônia de Férias em Garopaba/SC

Regimento da Colônia de Férias em Garopaba/SC Regimento da Colônia de Férias em Garopaba/SC CAPITULO I - DA UTILIZAÇÃO Artigo 1º - A Colônia de Férias da ASSUFRGS, localizada em Garopaba/SC, é de uso exclusivo dos seus filiados, servidores da UFRGS,

Leia mais

RECIBO DE LOCAÇÃO DO SALÃO DE FESTAS

RECIBO DE LOCAÇÃO DO SALÃO DE FESTAS RECIBO DE LOCAÇÃO DO SALÃO DE FESTAS ASSOCIADO: QUADRA: LOTE: FASE DATA DA RESERVA: / / VALOR DA DIÁRIA: R$ 151,50 (Cento E Cinquenta E Um Reais E Cinquenta Centavos) FORMA DE PAGAMENTO: À VISTA (EM DINHEIRO)

Leia mais

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DO CONDOMINIO MAR DE ITAPUA REALIZADA EM 03 DE OUTUBRO DE 2015

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DO CONDOMINIO MAR DE ITAPUA REALIZADA EM 03 DE OUTUBRO DE 2015 ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DO CONDOMINIO MAR DE ITAPUA REALIZADA EM 03 DE OUTUBRO DE 2015 Aos três dias do mês de outubro do ano de dois mil e quinze, às 14h30min, em segunda convocação, conforme

Leia mais

Guia completo de conduta

Guia completo de conduta Guia completo de conduta Seja bem vindo(a) à Joycar! Este é o nosso guia completo de conduta. Nele serão apresentadas todas as explicações necessárias para que você e todos os nossos clientes tenham sempre

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE ANATOMIA HUMANA

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE ANATOMIA HUMANA REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE ANATOMIA HUMANA 2012 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 CAPÍTULO I - DA CARACTERIZAÇÃO E NATUREZA... 3 CAPÍTULO II - DOS DEVERES... 4 CAPÍTULO III - DO AGENDAMENTO E USO DO LABORATÓRIO...

Leia mais

COSTAS MARIS POUSADA

COSTAS MARIS POUSADA COSTAS MARIS POUSADA Regras para efetivação de Reservas. 1 - Nossas diárias iniciam às 14:00hs e encerram às 12:00hs do dia seguinte com tolerância de 30 minutos após este período, será cobrada mais uma

Leia mais

Cartilha Sintep/MT. Cartilha do Sintep/MT Julho de 2010

Cartilha Sintep/MT. Cartilha do Sintep/MT Julho de 2010 Cartilha Sintep/MT 2010 Cartilha do Sintep/MT Julho de 2010 1 SUMÁRIO REGIMENTO INTERNO DO ALOJAMENTO DO SINTEP/MT...03 RESOLUÇÃO FINANCEIRA - 001/2010...08 3 REGIMENTO INTERNO DO ALOJAMENTO DO SINTEP/MT

Leia mais

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL MEDITERRÂNEO Rua Prof. Roberval Fróes, 390 Jardim Esplanada II São José dos Campos São Paulo CNPJ 10.816.

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL MEDITERRÂNEO Rua Prof. Roberval Fróes, 390 Jardim Esplanada II São José dos Campos São Paulo CNPJ 10.816. REGULAMENTO INTERNO O presente Regulamento Interno, complementando a Convenção do Condomínio Mediterrâneo, e em conformidade com as disposições do Código Civil Brasileiro, Lei 10.406/02, Lei 4.591/64 e

Leia mais

REGULAMENTO DIÁRIAS: RESERVAS:

REGULAMENTO DIÁRIAS: RESERVAS: REGULAMENTO DIÁRIAS: As diárias iniciam às 13:00 e terminam às 12:00 do dia seguinte, independente do horário em que foi realizado o check-in. Após às 12:00 será cobrada nova diária. Cada diária inclui

Leia mais