Jornalismo e Produção ao Vivo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Jornalismo e Produção ao Vivo"

Transcrição

1 Jornalismo e Produção ao Vivo generationq traz sistema de produção aberto, integrado e permissível a todos os níveis do mercado broadcast, seja ele uma estação regional pequena ou um enorme centro de produção internacional. Conteúdo 1.0 Características de destaques 2.0 Descrição geral do sistema 2.1 Background 2.2 Alimentação 2.3 Reprodução Automatizada 2.4 Não Linear e edição desktop 2.5 Integração de sistema 3.0 Tecnologia generationq 3.1 Frame Magic 3.2 Delta Editing 3.3 sqserver 3.4 sqfx, sqplay 3.5 QView 3.6 Qcut 3.7 QEdit Pro 4.0 Exemplos de sistemas 4.1 Sistema de jornalismo para estação de tv regional pequena 4.2 Sistema de jornalismo para estação de tv grande 4.3 Sistema de um centro de jornalismo broadcast 4.4 Sistema de um grande centro de jornalismo broadcast

2 generationq é o resultado do pensamento radical da Quantel sobre os negócios de produção na área broadcast e pósprodução. Esta nova geração de sistemas de edição, efeitos, gráficos, jornalismo e produção ao vivo são abertos, amigáveis ao IT e completamente escaláveis. 1.0 Características de Destaque A demanda de produções ao vivo é imensa. generationq para jornalismo tem sido projetado para ir de encontro às estas demandas e entregando confiabilidade, versatilidade e custo/benefício eficaz para as necessidades modernas dos broadcaster. generationq representa um projeto para setor de jornalismo e produção ao vivo, desde os menores até os maiores. Aqui está algumas das características de destaques do generationq para jornalismo e produção broadcast: Timeline de edição escalável Progressivo, ampla gama de produtos baseados em PC escalável com interface comum para usuários. Servidor escalável sqserver é um servidor da próxima geração da Quantel. Completa escalabilidade significa que é fácil construir um sistema que você precisa. Sistema de navegação integral da Quantel sqserver guarda tanto a mídia de qualidade broadcast como de navegação dentro de um mesmo sistema de armazenagem, controlados por um único database. Conectividade de database aberto Database SQL padrão industrial permite integração simples com sistema de gerenciamento de mídia e outros databases. Frame Magic - gerenciamento de mídia Frame Magic é uma tecnologia única da família de servidores Quantel. Diferente dos outros servidores, sqserver trata cada frame armazenado como uma entidade única. Delta Editing Construído dentro do princípio do Frame Magic, Delta Editing maximiza o espaço de utilização do disco do sistema e minimiza o atraso existente entre a gravação, edição e transmissão. Operação Bi-lingüe sqserver gerencia vídeo como frame dentro do ambiente de produção, mas também pode transportar a mídia como arquivo nativo dentro do mundo IT. AAF (Advanced Authoring Format) Quantel é um membro ativo da Associação AAF e promove padrão para intercambio de mídia e projetos entre estação de edição e servidores. Todos os produtos do generationq são totalmente complacentes com AAF.

3 2.0 Descrição Geral do Sistema sqserver No coração do generationq para jornalismo e produção ao vivo está o sqserver, baseada na comprovada tecnologia de sucesso utilizada no Clipbox, o novo servidor traz novos benefícios e irá encontrar novos requisitos técnicos e orçamentos para qualquer broadcasters. sqserver Mídia Broadcast e de Navegação sincronizada junto com database comum Comprovada arquitetura de servidor A estrutura de gerenciamento do Frame Magic tem sido a chave do sucesso dos servidores Quantel. Ela possibilita capacidade única de armazenar mídia como frame individual na forma totalmente fragmentada. Seja em edição ou reprodução, qualquer frame pode ser seguida por outro frame, em tempo real todos estes sem considerar os números de usuários silmultâneos ou capacidade de armazenagem. Este recurso sem rival permite alterações em última instância, edições em múltiplas versões e assegura que cada frame do disco esteja disponível o tempo todo. Os servidores Quantel executam isto por trabalhar na forma fragmentada eles nunca precisam baixar o tempo para desfragmentar ou consolidar. Os módulos individuais do sqserver comportam portas SD/SDTI e armazenam todos os sistemas, proporcionando alto nível de redundância ao projeto. O controle das portas e gerenciamento de

4 armazenagem de cada servidor é manipulado por um único, altamente redundante database, o qual forma o coração da solução. ISA (Integrated Server Automation) é baseado no database de padrão industrial SQL e permite fácil integração com gerenciamento de mídia e sistema de controle de automação. Mais importante, é que permite o intercâmbio de dados com database externo, tais como sistema de gerenciamento de propriedade. ISA reduz a complexidade da automação e entrega solução com mais simplicidade, menos custo e maior confiabilidade. Toda a Potência, todas as portas, o tempo todo Cada servidor Quantel, desde o primeiro Clipbox tem operado com o princípio potência total, todas as portas, o tempo todo. Esta simples frase soma as atitudes da Quantel com relação aos problemas de transmissão ao vivo. sqserver, como todos os servidores Quantel anteriores, pode entregar qualquer frame ou clip a qualquer porta ou conexão da rede, qualquer que seja o estresse do sistema e qualquer que seja a capacidade de armazenagem. Aos novos broadcaster isto significa que mesmo sob extraordinárias condições, o sqserver pode entregar com segurança de desempenho descompromissado. Sistema de navegação integral da Quantel Para simplificar mais ainda, o complexo sistema de gerenciamento de mídia normalmente associado a enormes sistemas de produção, o sqserver incorpora sistema de navegação interna, gravação tanto de alta e baixa resolução de clips simultaneamente.

5 2.1 Background Descrição geral do servidor Os benefícios de sistemas baseados em arquitetura de servidor central tais como Clipbox da Quantel tem sido agora largamente reconhedido. A capacidade de armazenagem com rapidez em disco arrays que estão disponíveis aos usuários para acessar qualquer porta em qualquer tempo simultaneamente proporciona um ambiente ideal para jornalismo e esportes, onde compartilhar material e velocidade de alteração é de primeira importância. Estes benefícios são inerentes do sqserver servidor Quantel da próxima geração. A escalabilidade do sqserver toma este conceito promove e introduz o servidor virtual distribuído. A armazenagem da mídia em uma larga nomeação de memória de frame acessível capacita o Delta Editing outra característica única dos servidores Quantel e uma que tem submetido ao avanço do desenvolvimento no sqserver. No Delta Editing, edição é formada pela construção de uma lista de apontador ao frame master original e anexando neste um novo nome de clip. Isto significa que qualquer número de edição pode ser criado sem consumir desnecessariamente espaço de armazenagem ou gastando o precioso tempo de produção fazendo cópia da mídia. Estrutura de arquivo inteligente sqserver armazena frame de vídeo no formato de padrão industrial tais como i-frame somente para MPEG e DVC Pro. Nestes, permite que os frames possam ser acessados, individualmente, tão logo eles sejam gravados. Estes contrastam com sistemas baseados em arquivos o qual requer um arquivo completo para ter sido escrito e fechado antes dele ser acessado posteriormente. Eles também requerem que clip inteiro sejam transferidos para estação de trabalho, por exemplo, antes de iniciar a sessão de edição. Este método de trabalho consome uma largura de banda desnecessária dentro do sistema e é extremamente alto o desperdício de armazenagem e o tempo do operador. Portas Único, Sistema de Database amplo Grandes Centros de Produção TV Regional de porte médio Estúdios de pequeno porte Sistema totalmente escalável Arquitetura Modular Armazenagem

6 ISA (Integrated Server Automation) sqserver foi projetado para ser completamente escalável e ir de encontro aos requisitos de qualquer sistema broadcast, mas também manter a simplicidade operacional de um servidor dentro da sua unidade. Isto foi alcançado através do ISA, a qual independente de ser um sistema grande ou pequeno faz a estrutura do sqserver parecer único, virtualmente uma entidade. O grande benefício para o projetista de sistema é reduzir sensivelmente a automação acima de tudo e um ponto único de referência para um sistema de gerenciamento de propriedade externa. Isto significa que os clips alimentados no servidor são instantaneamente disponíveis a todos os usuários e qualquer cópia interna pode ser requerido, para cache de reprodução, por exemplo, é manipulado invisivelmente pelo ISA. Gerenciamento de clips e edição in-server O database ISA armazena o endereço de todos os frames de todos os clips guardados em cada um dos hardwares sqserver, bem como os metadatas correspondentes. Como o material é acessado por uma estação de edição, e um clip editado é criado, uma nova entrada é criado no database ISA. Esta entrada relacionada ao clip para apontar ao frame original, o qual faz parte de um novo clip. O mesmo material pode, entretanto fazer parte de um ilimitado número de clips mesmo através de um único armazenamento dentro do sistema de produção do generationq. Nós referimos esta técnica como Delta Editing. (veja a secção 3.2 para maiores detalhes). Frame Magic é o elemento chave para gerenciamento de mídia. sqserver mantém o log utilizado de cada frame do vídeo armazenado no sistema e é capaz de apagar os frames não utilizados, frame a frame liberando armazenamento e gerenciamento de maneira mais eficiente. (veja secção 3.1 para maiores detalhes) O database ISA registra a história de cada frame utilizado na edição e é capaz de proporcionar este dado para sistema externo a ser utilizado por um sistema de gerenciamento de propriedade externo. Isto pode ser utilizado para estabelecer direito de uso para o novo clip editado a partir de dados capturados por um sistema externo durante a gravação. O ISA é baseado no padrão industrial de database SQL. Ela roda em uma plataforma padrão PC e pode ter múltiplos sistemas de back-up espelhado de acordo com requisitos do cliente. generationq proporciona uma variedade de ferramentas para procura de database ISA. Estes incluem ferramentas familiares da Quantel de Títulos, Categoria, Proprietário, etc. Entretanto, o database é aberto, desta forma campos de database extra podem ser adicionados e localizados utilizando as mesmas ferramentas. Sistema de gerenciamento da largura de banda Frame Magic e Delta Editing executa uma função importante no gerenciamento do tráfico na rede Gigabit. Quando o usuário seleciona um clip da biblioteca e começa a assistir, os frames são automaticamente enviados para a memória cache da estação de trabalho. Isto significa que tão logo os frames tenham sido assistidos uma vez, o dado existente no local do disco e subseqüentemente acessado não requer nenhum adicional da largura de banda. Fontes de clips podem ser randomicamente acessados de tal modo que somente aqueles frames assistidos ou requeridos são copiados para armazenamento na estação de trabalho. O usuário continua o trabalho deste modo, selecionando os clips, assistindo e refinando a edição. Quando finalizado e publicado, uma nova entrada é criado no database ISA com apontamento à mídia original, vídeo renderizado e qualquer novo áudio, tais como voice-over. Neste momento, o tráfico na rede é limitado a somente EDL, ao novo Delta frame e arquivo BWAV contendo áudio gerado localmente. A mídia alimentada diretamente para dentro da estação de trabalho, via Firewire ou SDI (no caso do QEdit Pro) pode ser armazenado antes localmente e transportado via streaming para o sqserver, aos cuidados do usuário. Se localmente gravado, os frames são incluso na publicação da edição, estes frames formarão parte do Delta clip transferido para o sqserver.

7 Uma enorme largura de banda do sistema permite este processo para tomar lugar no momento que a sessão de edição esteja ocorrendo, significando que não há atrasos nos trechos finalizados pronto para ir ao ar. Essa aproximação também oferece uma camada adicional de ressalto como se a edição existisse efetivamente em dois lugares. O QEdit Pro é equipado com conexão SDI bi-direcional, permitindo-o a reproduzir diretamente ao ar se necessitar. Interface para sistema externo Há três diferentes interfaces a qual são acessíveis por sistemas externos: - Distribuidor de porta centralizada, o qual permite gerenciamento de todas as portas de todos os servidores para reprodução e gravação. - Interface de database de clips centralizados, para localização de clips utilizando a larga faixa de campos, incluindo campos definíveis por usuários. Qualquer dos dados de campo pode ser utilizado para localização dos itens a ser arquivados, por exemplo, data, palavra chave a partir do título, categoria ou combinação destes. Este interface também proporciona a habilidade de modificar dados descritivos e instruir o ISA a mover o clip a partir de um servidor ao outro e/ou ao dispositivo off-line, por exemplo, arquivo. Permite que um novo clip seja criado por trimming e juntando aos já existentes. - Interface de controle de servidor distribuído a qual permite controle em tempo real de portas individuais, diretamente ou sincronizada com a estação através do timecode, sem referência do database central.

8 2.2 Alimentação Portas SDI/SDTI Portas SDI/SDTI de entrada e saída do sistema são providas pelos módulos sqserver. Cada um é acoplado em todo o sistema por meio de conexão de rede múltipla. Cada porta possui codec broadcast para codificação dentro do esquema de compressão escolhida e pode também ter um navegador com codec MPEG1 de 1.5 Mb/s para criação simultânea da mídia de navegação. O database ISA cuida do gerenciamento da mídia, tratando da gravação paralela como se fosse uma única entrada no seu database, capacitando a todos os usuários a acessar vídeo a partir de qualquer estação de trabalho. Alimentação via rede A capacidade bilíngüe dos servidores Quantel significa que alimentação pode ser também através da conexão Gigabit Ethernet. Velocidade de transferência pode ser muitos múltiplos do tempo real, dependendo da largura de banda da conexão e da potência do dispositivo original. Transferência em Background a partir dos dados arquivados, Wide Área Network, ou sqserver remoto são todos possíveis. Transferências via rede preserva a mídia na sua forma nativa, reduzindo distorção por codificação múltipla/gravação cíclica. Reprodução instantânea Potência e agilidade do servidor Quantel significa que no mesmo instante que a mídia é alimentada, o usuário pode simultaneamente editar ou reproduzir tão logo quando os primeiros frames tiverem chegado. Arquivos Vídeo sqserver: verdadeiro bilíngüe

9 2.3 Reprodução Automatizada Mais do um servidor Reprodução a partir do sqserver pode ser via SDI/SDTI e conexão via rede: Painel de reprodução O painel projetado pela Quantel denomina-se controle de reprodução de clips sqfx para estúdio. Cada painel pode controlar a partir de um a quatro portas simultaneamente em vários A/B ou modos Program/Preview. - SDI tipicamente para reprodução ao vivo de clip para broadcast; SDTI para cópias em videotape e transferência via rede de arquivos para estação de trabalho ou servidor remoto. sqserver tem um número de características adicionais que pode ser acrescentada em efeitos de pósprodução ao vivo: o DVE dinâmico o Slow-motion o Mixes, wipes e crops o Moving picture-in-picture Secção 3.4 mostra maiores detalhes do sqfx e sqplay Reprodução Dinâmica Em ambiente ao vivo de transmissão broadcast, os benefícios do Frame Magic da Quantel e da tecnologia Delta Editing se sobressai. Clips broadcast podem ser instantaneamente marcados e remarcados para decidir em último minuto a mudança de ordem de reprodução ou um editor pode alterar o comprimento da história ou substituir por um outro boletim só precisa que o novo material seja transferido para dentro do servidor. Esta operação é extremamente rápida e deixa a capacidade máxima do servidor para o novo material de gravação. sqfx pode ser fornecido com aplicação Quantel MOS Gateway. Este comunica com ISA do sqserver (utilizando chamadas CORBA) para sistema de computadores da sala de jornalismo via protocolo MOS, permitindo baixar informações no drive da lista de reprodução. Alterações podem ser enviadas e refletidas no painel sqfx e associadas nas portas do servidor dentro de dois segundos. Da mesma forma, alterações no painel da lista de reprodução são refletidas de volta na sala de jornalismo.

10 2.4 Não linear e edição desktop Timeline do editor escalável generationq tem de modo único o acesso escalável a edição dentro do ambiente servidor. Ela introduz um novo timeline de edição, originalmente desenvolvido para iq, com ampla gama de ferramentas escaláveis que podem rodar em uma variedade de plataformas desde padrão PC até hardware de alto desempenho dedicado para processamento de vídeo projetado pela Quantel. Há três produtos de edição para servidores do generationq: QView - um simples visualizador, logging e aplicação de shot-selection

11 QCut software de edição com dissolve de vídeo e voice-over QEdit Pro uma poderosa estação de trabalho SD com ampla gama de ferramenta escalável QView QCut QEdit Pro Software somente para visualização e shot-selection Broadcast ou para Navegação Software somente para Cortes, transição dissolves, Split edits, controles de níveis de áudio, voice over, interface firewire Estação de trabalho integrado, hardware e software Quantel, cut, wipes, mix edits, processamento de áudio, voice-over, entrada/saída de vídeo SDI, armazenamento local sem compressão,interface firewire, QPaintbox, QEffects,QScribe

12 Interface Comum, ferramentas configuráveis Os produtos de edição do generationq trazem vantagens significantes aos usuários, proporcionando interface comuns que será familiar aos jornalistas, produtores, gerentes e editores. Eles calçam o modo para a verdadeira multi-habilidade dentro do ambiente de produção, se requerido. A interface tem sido projetada para ser intuitivo e fácil de aprender. De modo único, os softwares são projetados para permitirem uma detalhada seleção de ferramentas para ser combinadas com habilidade dos usuários ou aplicações necessárias. AAF Compatibilidade AAF assegura que projetos iniciados em uma estação do generationq possam ser acessados ou completados por outro. Desta forma uma edição de simples corte pode ser feito por um produtor utilizando QCut, e finalização do projeto por um editor profissional utilizando uma estação mais poderosa. Direto para o ar Shot selection feito pelo QCut, ou edição feita pelo QCut ou QEdit Pro pode ser selecionado imediatamente para transmissão ou arquivamento sem necessidade de renderização ou processamento. Todos eles suportam Delta Editing, a qual significa que somente uma nova mídia criada na estação de trabalho precisa ser transferida ao servidor. Broadcast ou Navegação QView e QCut podem ser especificados para operar tanto em qualidade de mídia broadcast ou para navegação. A escolha dependerá do tamanho do sistema geral e será feito durante a consultoria um estudo detalhado com o cliente. Crucialmente, a interface do usuário e a funcionalidade são idênticas o sistema é transparente para o usuário. Especificações para aplicações em edições são proporcionadas no final desta secção.

13 2.5 Integração de Sistema Descrição de sistema Conceito de sistema, alimentação, edição desktop para jornalista, edição, reprodução e intercâmbio de mídia é mostrado logo abaixo. Os componentes principais que proporcionam esta funcionalidade são descritos nas secções seguintes. Na parte posterior desta brochura há alguns diagramas que ilustra uma ampla gama de sistemas típicos, desde uma sala de jornalismo regional pequeno até um sistema multi-canal broadcast. Conceito de Sistema Alimentação Reprodução Arquitetura IT Tanto a aplicação QView como QCut podem ser operados com operações individuais ou como componentes ativo-x, chamado a partir de outros sistemas. O database SQL de padrão industrial capacita facilmente a integração com gerenciamento externo e com sistema de automação. O database ISA dentro do sqserver é configurável pelo usuário para adequar o metadata requerido. A porta de comunicação MOS está disponível para exportar biblioteca de clip para sistema de jornalismo compatível e também importar notícias ao vivo. A comunicação com sqserver é baseada no protocolo CORBA. Gerenciamento de conteúdo via web Como o sqserver indexa vídeo frame a frame, frame estático pode ser enviado a um sistema externo via FTP. Observe que frame poderá ser no formato de alta resolução. Radio/áudio pós Áudio pode ser exportado ou importado da estação do generationq e do sqserver em arquivo no formato broadcast WAV (48 khz de amostragem)

14 Modelos de metadata Todos os clips editados disponíveis ao sistema externo através do formato AAF. Este formato contém a história de toda a edição dentro dos clips. Database SQL sqserver utiliza um database SQL e uma interface CORBA (Common Object Request Broker Architeture), e tipicamente, duas CPUs (para redundância) a qual é separada do sqserver. A interface CORBA é utilizada para controle individual direto do sqserver. Utilizando o database SQL, permite que o sqserver execute uma indexação rápida, replicação ( hot backup ) e recupera de falha demandado para IT e usuários financeiros e aplicações web 24/7. Desde que controle de dispositivo de baixo nível é direcionado (utilizando CORBA) a partir do controlador para servidor, tal falha não provocará impacto sobre as transmissões prévias ou gravações. Utilizando CORBA para recolocar o legado de controles dos sistemas utilizando tanto as portas seriais como interfaces de rede de baixo nível (soquetes) removem as complexas e caras camadas de software do sistema. Padrões e campos padronizados para entrada de dados, locação e transferências inteligentes. Clips podem ser copiados de um dos servidores para outro por um sistema de controle externo, utilizando simplesmente uma única chamada CORBA. Reprodução de clips copiados pode-se iniciar dentro de poucos frames do início da cópia. O ISA prioriza automaticamente as cópias necessitadas instantaneamente sobre aquelas que estão sendo preparadas meramente para uso posterior. Rede de largura de banda alta sqserver utiliza links de dados múltipos de alta velocidade como a sua própria rede principal para assegurar intercâmbio rápido da mídia entre módulos dos servidores. A rede é baseada no padrão industrial Gigabit Ethernet sintonizado especialmente pela Quantel para aplicações de movimentar áudio e vídeo como dados e é referido como Clipnet. A infraestrutura do Clipnet utiliza equipamentos que proporciona tolerância e desempenho de portadora-class, assegurando o mais alto nível de utilidade. A arquitetura pode proporcionar até 256 Gbps de desempenho, junto com as avançadas elasticidades e características de tolerâncias a falhas: Carga redundante gerenciamento compartilhado com módulos chaveados de fábrica Módulos de troca rápida (hot-swap) Fonte de alimentação totalmente redundante Clipnet passivo suporta Gigabit Ethernet, desta forma é possível transferência de alto nível.

15 3.0 Tecnologia generationq

16 3.1 Frame Magic O que é Frame Magic? É aparentemente um conceito lógico e simples de propriedade única dos servidores Quantel. Atrás desta simplicidade está uma poderosa tecnologia broadcast que elimina custos e complexidade para sistemas de produção integrada. A partir da perspectiva operacional, Frame Magic faz sqserver fácil de operar, eliminando todos os aborrecimentos com respeito a gerenciamento interno de mídia. O Conceito é baseado no fato de que todos os servidores Quantel armazenam e gerencia a mídia como frame individual. No seu nível mais simples, Frame Magic significa que quando uma edição é feita entre dois clips de vídeo, ela é organizada meramente como uma instrução configurada para reproduzir o frame original em diferente ordem. A esta instrução configurada podemos denominar no seu estado de direto de clip; ela aparecerá na biblioteca do servidor e pode ser acessada pela estação de edição ou simplesmente reproduzida para ir ao ar.

17 Para posicionar o Frame Magic no contexto, vamos imaginar o caso dos servidores na qual não opera este esquema de gerenciamento. Pense a respeito das implicações de apagar um clip, alguns dos quais tem sido utilizado na edição. Neste exemplo, apagamos o clip 1 e buracos aparecerão na edição. Isto poderia ser claramente uma catástrofe durante um evento ao vivo. Não se esqueça que o apagamento pode ser um erro acidental do operador, ou uma tentativa bem intencionada para liberar espaço no disco para aquisição de material novo. Alguns sistemas fazem proteção para evitar os frames master, mas esta se torna muito caro manter o clip master por inteiro até apagar a edição ou fazer uma cópia da edição em outra parte do editor. Somente os servidores Quantel protegem clips editados dependentes e liberam instantaneamente espaço do disco quando o clip master é apagado. Neste exemplo, apagando o clip 1, libera o espaço do disco utilizado pelos dois primeiros frames e pelos dois últimos frames retendo os dois frames centrais que são utilizados na edição. A edição está salva e a recuperação da armazenagem é imediatamente disponibilizada para novas gravações. Isto parece simples, mas isto Frame Magic e é único

18 3.2 Delta Editing O que é Delta Editing? Delta Editing é um importante sistema de gerenciamento estratégico dentro do servidor Quantel e está contruído no princípio do Frame Magic. Delta Editing contribui para potencializar o sistema de servidor Quantel em três importantes pontos: - Clips editados são salvos utilizando um mínimo de espaço no disco - O flight time a partir da alimentação passando pela edição até a transmissão é minimizado - Elimina o tráfico desnecessário através da rede Gigabit Ethernet Delta Editing literalmente edição diferença significa que somente um novo vídeo e áudio criados durante a sessão de edição precisam ser transferidos ao servidor. Isto significa que espaço no disco não é desperdiçado armazenando múltiplas cópias da mídia, tempo de produção não é desperdiçado copiando e trafegando via rede Gigabit Ethernet. Vamos iniciar com dois clips denominados de clip 1 e clip 2. Agora vamos fazer uma edição de corte simples, utilizando os frames dos dois clips.

19 Este é um simples EDL (Edit Decision List) representando nossa edição. Quando a edição é publicada, é ela que é enviada ao servidor através da rede Gigabit. Ela é um arquivo muito pequeno que será transferida com muita rapidez. Este servidor constrói imediatamente uma entrada do database que armazena este EDL em frente do nome e de qualquer metadata associado com a edição. Este novo clip criado pode ser imediatamente chamado para reprodução através da porta SDI ou transferência de arquivo via Gigabit Ethernet. Agora vamos fazer a nossa edição um pouco mais sofisticada, com efeito de dissolve, como mostrada no desenho. A edição contém agora alguns frames que agora não existem no servidor. São somente estes frames que não existem no servidor que serão renderizados, por exemplo, pelo QEdit ou QEdit Pro e posteriormente transferido para o servidor. O database do sqserver armazena a transição como um subclip, para ser associado com o novo EDL. Este subclip é gerenciado pelo sistema de biblioteca do servidor, mas não é mostrado para o operador.

20 O EDL representando a nova edição pareceria desta forma, com elementos vindo dos clips master original e do novo subclip criado através da estação de edição. Aplicando Frame Magic. Os clips master, clip 1 e clip 2 podem ser seguramente apagados, se requisitados. Neste exemplo, frames A,B e Z são automaticamente retidos, juntos com o subclip de transição. Quando a edição é apagada, os frames A,B,Z e subclip de transição serão apagados juntos. Finalmente vamos verificar a edição completa com o voice over gravado localmente. Este novo áudio é gravado na estação PC e armazenado como arquivo padrão BWAV. Quando a edição é publicada, este arquivo BWAV é transferido, junto com os frames renderizados e o EDL para o sqserver. Claro que, comparado com o vídeo, o arquivo BWAV é relativamente pequeno e será transferido através da rede Gigabit rapidamente.

21 Esta é o EDL para a edição completa, com efeito de dissolve e voiceover. Ela informa o servidor para reproduzir os frames A e B do clip 1; seguidos pelo subclip dissolve; seguido pelo frame Z do clip 2. Ao mesmo tempo o arquivo BWAV é reproduzido, em sincronismo, para adicionar o voice-over ao áudio original armazenado com os frames de vídeo. Delta Editing é uma importante parte da estratégia para gerenciamento de tráfico de rede no sistema sqserver. Este exemplo é meramente ilustrativo da técnica e não mostra o verdadeiro valor para o sistema real. A edição broadcast típica pode consistir em longas sessões da mídia original, com muitas edições de corte e relativamente poucos dissolves, wipes e outras secções renderizadas. Neste caso, o número de frames transferidos de volta ao servidor pode ser frações pequenas do comprimento do clip editado e acontecerá com muita rapidez.

22 3.3 sqserver sqserver é um novo servidor da série generationq. Ela é baseada na mesma tecnologia comprovada utilizada no Clipbox Studio, mas com algumas importantes diferenças: SQServer é completamente escalável desde a menor até as maiores instalações: o Portas escaláveis. o Armazenagem escalável. o Edição escalável, tanto em números como em capacidades. sqserver suportam mídia tanto com qualidade broadcast como para navegação. sqserver tem um único database SQL. De qualquer forma, o sistema sendo pequena ou grande, ela comporta como uma unidade virtualmente singular. Potência na Produção sqserver herdou todas as qualidades que sempre estabeleceu os servidores Quantel acima dos competidores: Potência de produção garantida em todas as portas, o tempo todo, independente da carga. Acesso randômico garantido para qualquer frame em qualquer porta a qualquer tempo. Servidores Quantel foram projetados para trabalhar 100% fragmentados esta é a forma que eles executam com rapidez e agilidade. Gerenciamento de propriedade único através do Frame Magic. Delta Editing para agilizar o processo desde a alimentação do material, edição e transmissão. ISA (Integrated Server Automation) para projetos de sistemas simplificados. Servidores Quantel combinam vídeos baseados em frame com conectividade baseados em arquivos. Todas estas características são cruciais para rapidez e confiabilidade de operações sob o rigor de produções ao vivo. Escalabilidade Até agora, sistemas grandes requisitam servidores múltiplos para satisfazer requisitos de portas e armazenagem dos grandes centros de produção. Eles possuem diferentes servidores para alimentação, produção, reprodução e back-up e cada servidor tem o seu próprio database interno. Sistema de automação complexo tem sido requisitado para manter o rastreamento de todos os databases e para movimentar a mídia entre os servidores. A arquitetura do sqserver elimina a necessidade de muita automação externa mantendo todos os detalhes dos clip em um database SQL (padrão industrial). As unidades sqserver podem ser acopladas juntas como construções de blocos, para projetar um servidor com números de portas para gravação e reprodução, suficientes para estações de edição e quantidade de armazenagem para atender as necessidades do fluxo de trabalho dos clientes. O resultado é um servidor virtualmente único que pode ser endereçado por uma automação externa ou um sistema de gerenciamento de propriedade, como uma única entidade. Isto faz o seu trabalho, muito mais simples. O Sistema de Automação Integrada facilita a redução de dificuldades no sistema de automação externa através de gerenciamento, invisível, dos movimentos dos clips entre alimentação, edição e reprodução. Este deixa a automação e sistema de gerenciamento fazer o que eles melhor sabem fazer; proporcionando entrada de programação complexa e sistema de reprodução e operação de um vasto gerenciamento de propriedade. Armazenagem Armazenagem é proporcionada por blocos de HD Dylan externo. Cada unidade Dylan pode armazenar até 100 horas de mídia com qualidade broadcast. A capacidade geral do sistema é expandida adicionando unidades de Dylan.

Sistema generationq. iq - pós produção em high-end. eq edição de efeitos online. QEdit Pro turkey, sistema online SD baseado em PC

Sistema generationq. iq - pós produção em high-end. eq edição de efeitos online. QEdit Pro turkey, sistema online SD baseado em PC Sistema generationq iq - pós produção em high-end eq edição de efeitos online QEdit Pro turkey, sistema online SD baseado em PC gq gráficos close-to-air QPaintbox Pro turkey, sistemas gráficos baseado

Leia mais

Avance anos-luz à frente com eq o mais poderoso sistema de edição HD disponível

Avance anos-luz à frente com eq o mais poderoso sistema de edição HD disponível eq - generationq para pós O mundo online está mudando. As casas de Pós e os broadcasters têm cada vez mais as necessidades de alta qualidade e velocidade em SD, com restrição de tempo e orçamento. Isso

Leia mais

O Melhor da aproximação para ambos os mundos Entrega à plataforma padrão aberta e desempenho de um hardware dedicado

O Melhor da aproximação para ambos os mundos Entrega à plataforma padrão aberta e desempenho de um hardware dedicado Edição e Efeitos O nome Quantel é sinônimo de alta qualidade em edição não linear e efeitos digitais superiores. Quantel tem produzido continuamente equipamentos cada vez mais velozes, poderosos e ergonômicos.

Leia mais

Geral O que é Mediasite Live? O que é uma mídia de apresentação? Como se compara Mediasite Live a outras soluções de apresentação?

Geral O que é Mediasite Live? O que é uma mídia de apresentação? Como se compara Mediasite Live a outras soluções de apresentação? Geral O que é Mediasite Live? Mediasite Live é um poderoso sistema de comunicação via web que permitem os usuários a capturar rapidamente, publicar e assistir uma apresentação e transformando-o automaticamente

Leia mais

Sistema de Mídia - Live RL

Sistema de Mídia - Live RL Mediasite Live é um sistema de apresentação em multimídia totalmente capacitado em tempo real para ensino a distância, webcasting, apresentação online, publicação de conteúdo e e- treinamento baseado em

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 7 Entrada/saída Os textos nestas caixas foram adicionados pelo Prof. Joubert slide 1 Problemas de entrada/saída Grande variedade

Leia mais

Manual do Usuário. Copyright 2006 BroadNeeds 20061010-1600 Página 1 de 16

Manual do Usuário. Copyright 2006 BroadNeeds 20061010-1600 Página 1 de 16 Manual do Usuário Copyright 2006 BroadNeeds 20061010-1600 Página 1 de 16 Índice INTRODUÇÃO E UTILIZAÇÕES GERAIS Funcionalidades...03 Introdução...04 Requisitos Necessários...04 Instalando o xconference...05-07

Leia mais

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código)

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Roteiro Processos Threads Virtualização Migração de Código O que é um processo?! Processos são programas em execução. Processo Processo Processo tem

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Entrada/Saída Material adaptado, atualizado e traduzido de: STALLINGS, William. Arquitetura e Organização de Computadores. 5ª edição Problemas Entrada/Saída Grande

Leia mais

Soluções completas de segurança em vídeo IP

Soluções completas de segurança em vídeo IP Soluções completas de segurança em vídeo IP Soluções completas de segurança em vídeo IP www.indigovision.com IndigoVision Visão geral A solução empresarial de segurança IP IndigoVision garante o monitoramento

Leia mais

Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor

Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor Gravador de Vídeo Digital Hibrido em Tempo-Real de até 36 Câmeras Solução Hibrida para Integração de Câmeras Analógicas e Câmeras IP no Mesmo Servidor Velocidade de gravação e visualização entre 120 FPS

Leia mais

Manual Software CMS. Introdução:

Manual Software CMS. Introdução: Introdução: O CMS é uma central de gerenciamento de DVRs, é responsável por integrar imagens de DVRs distintos, com ele é possível realizar comunicação bidirecional, vídeo conferência, função mapa eletrônico

Leia mais

OptiView. Total integração Total controle Total Network SuperVision. Solução de Análise de Rede. Ninguém melhor que os. Engenheiros de Rede e a Fluke

OptiView. Total integração Total controle Total Network SuperVision. Solução de Análise de Rede. Ninguém melhor que os. Engenheiros de Rede e a Fluke Ninguém melhor que os OptiView Solução de Análise de Rede Total integração Total controle Total Network SuperVision Engenheiros de Rede e a Fluke Networks para saber o valor de uma solução integrada. Nossa

Leia mais

Produção de Jornalismo & Highlights de Ponta a ponta

Produção de Jornalismo & Highlights de Ponta a ponta Produção de Jornalismo & Highlights de Ponta a ponta Produção modular para Jornalismo & Esportes Produção de Jornalismo & Highlights de Ponta a ponta O EVS Xedio é um conjunto de aplicativos modulares

Leia mais

1.1. Gerenciamento de usuários e permissões. Suporta vários níveis de gerenciamento, gerenciamento de usuários e configuração de permissões.

1.1. Gerenciamento de usuários e permissões. Suporta vários níveis de gerenciamento, gerenciamento de usuários e configuração de permissões. CAMERA IP SERIE AV O CMS é uma central de gerenciamento de DVRs, é responsável por integrar imagens de DVRs distintos, com ele é possível realizar comunicação bidirecional, vídeo conferência, função mapa

Leia mais

Configurando um Ambiente com Terminais NComputing U170

Configurando um Ambiente com Terminais NComputing U170 Configurando um Ambiente com Terminais NComputing U170 A Tecnologia de virtualização de desktop da Ncomputing permite reduzir significativamente o custo de aquisição de hardware permitindo que vários usuários

Leia mais

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO)

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) Há vários tipos de sistemas de gravações digitais. Os mais baratos consistem de uma placa para captura de vídeo, que

Leia mais

Bem-vindo ao Corel VideoStudio Pro X5

Bem-vindo ao Corel VideoStudio Pro X5 Sumário Bem-vindo ao Corel VideoStudio Pro X5........................... 2 Novos recursos e aprimoramentos............................... 4 Conhecer a área de trabalho....................................

Leia mais

Admistração de Redes de Computadores (ARC)

Admistração de Redes de Computadores (ARC) Admistração de Redes de Computadores (ARC) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - Campus São José Prof. Glauco Cardozo glauco.cardozo@ifsc.edu.br RAID é a sigla para Redundant

Leia mais

SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION. Conheça a nova face do. controle de pista.

SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION. Conheça a nova face do. controle de pista. SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION Conheça a nova face do controle de pista. Controle onde você mais precisa. Controle onde voc O Sistema de Pista Wayne Fusion permite uma interface ininterrupta de suas bombas,

Leia mais

Designed to Perform. O Servidor de 8 Canais NEW. Production & Media Server

Designed to Perform. O Servidor de 8 Canais NEW. Production & Media Server NEW O Servidor de 8 Canais Mais potência. Mais canais. Mais recursos. A nova geração de servidores XT[3], com a suas configurações flexíveis de 8 canais SD / HD e 6 canais 3D/1080p, reúne: A rapidez reconhecida

Leia mais

Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server

Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server Versão 4.10 PDF-SERVER-D-Rev1_PT Copyright 2011 Avigilon. Todos os direitos reservados. As informações apresentadas estão sujeitas a modificação sem aviso

Leia mais

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares SENAI São Lourenço do Oeste Introdução à Informática Adinan Southier Soares Informações Gerais Objetivos: Introduzir os conceitos básicos da Informática e instruir os alunos com ferramentas computacionais

Leia mais

TRABALHO COM GRANDES MONTAGENS

TRABALHO COM GRANDES MONTAGENS Texto Técnico 005/2013 TRABALHO COM GRANDES MONTAGENS Parte 05 0 Vamos finalizar o tema Trabalho com Grandes Montagens apresentando os melhores recursos e configurações de hardware para otimizar a abertura

Leia mais

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário Página 1 de 20 Security Shop MRS Media Relay System Manual do Usuário Página 2 de 20 Conteúdos: Conteúdos:... 2 Figuras:... 3 1. Introdução... 4 1.1 Âmbito do Documento... 4 1.2 Terminologia... 4 2. GERAL...

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Provedor de Digital Signage. Apresentação Comercial. contato@rj21.net www.rj21.net

Provedor de Digital Signage. Apresentação Comercial. contato@rj21.net www.rj21.net Apresentação Comercial contato@rj21.net www.rj21.net O que é Digital Signage? Uma mídia dinâmica e interativa Exibe mensagens digitais em pontos de venda, espaços públicos, transportes, TVs corporativas,

Leia mais

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS Prof. Victor Halla Conteúdo Arquitetura de Processadores: Modo Operacional; Velocidade; Cache; Barramento; Etc. Virtualização: Maquinas virtuais; Gerenciamento

Leia mais

Guia do Usuário da Matriz Virtual do Avigilon Control Center. Versão 5.6

Guia do Usuário da Matriz Virtual do Avigilon Control Center. Versão 5.6 Guia do Usuário da Matriz Virtual do Avigilon Control Center Versão 5.6 2006-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedida por escrito, nenhuma licença

Leia mais

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone VX-8CH-240C-H 8 Canais de Vídeos e 1 Canal de Audio Suporta 1 (um) Disco Rígido (HD SATA) Compressão de Vídeo H.264 Integração com PTZ Hexaplex -

Leia mais

6 - Gerência de Dispositivos

6 - Gerência de Dispositivos 1 6 - Gerência de Dispositivos 6.1 Introdução A gerência de dispositivos de entrada/saída é uma das principais e mais complexas funções do sistema operacional. Sua implementação é estruturada através de

Leia mais

Digifort Enterprise A mais completa solução Digifort para monitoramento de câmeras e alarmes.

Digifort Enterprise A mais completa solução Digifort para monitoramento de câmeras e alarmes. Digifort Enterprise A mais completa solução Digifort para monitoramento de câmeras e alarmes. A versão Enterprise é o pacote que compreende todos os recursos disponíveis para o Sistema Digifort, oferecendo

Leia mais

Por razões, é requerido um módulo de E/S, que deve desempenhar duas funções principais:

Por razões, é requerido um módulo de E/S, que deve desempenhar duas funções principais: Entrada e Saída Além do processador e da memória, um terceiro elemento fundamental de um sistema de computação é o conjunto de módulos de E/S. Cada módulo se conecta com o barramento do sistema ou com

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Software de Tarifação para centrais PABX e ambiente Windows

Software de Tarifação para centrais PABX e ambiente Windows Software de Tarifação para centrais PABX e ambiente Windows Um tarifador fácil de usar e poderoso. Com o tarifador STI Windows Atenas você poderá controlar os gastos com telefone, reduzir custos e otimizar

Leia mais

Manual do usuário. Mobile Client

Manual do usuário. Mobile Client Manual do usuário Mobile Client Mobile Client Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para a sua instalação e operação e traz

Leia mais

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução Autor Público Alvo Rodrigo Cristiano dos Santos Suporte Técnico, Consultoria e Desenvolvimento. Histórico Data 13/06/2012 Autor Rodrigo Cristiano Descrição

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

InfoCaster Inscriber InfoCaster

InfoCaster Inscriber InfoCaster InfoCaster Inscriber InfoCaster é uma solução que exibe informações dos canais. Projetado para criar rapidamente uma tela atrativa de multi-zonas integrados com efeitos de animação, crawls, rolls entre

Leia mais

O que é RAID? Tipos de RAID:

O que é RAID? Tipos de RAID: O que é RAID? RAID é a sigla para Redundant Array of Independent Disks. É um conjunto de HD's que funcionam como se fosse um só, isso quer dizer que permite uma tolerância alta contra falhas, pois se um

Leia mais

Tecnologia de armazenamento Intel (Intel RST) RAID 0, 1, 5, 10, Matrix RAID, RAID -Pronto

Tecnologia de armazenamento Intel (Intel RST) RAID 0, 1, 5, 10, Matrix RAID, RAID -Pronto Tecnologia de armazenamento Intel (Intel RST) RAID 0, 1, 5, 10, Matrix RAID, RAID -Pronto RAID 0 (striping) RAID 0 utiliza os recursos de leitura/gravação duas ou mais unidades de disco trabalhando em

Leia mais

Brasil. Características da Look 312P. Instalação da Look 312P

Brasil. Características da Look 312P. Instalação da Look 312P Características da Look 312P 1 2 3 Lente Foco manual pelo ajuste da lente. Bolso Você pode colocar o cabo no bolso. Corpo dobrável Ajuste a Look 312P em diferentes posições. Instalação da Look 312P 1.

Leia mais

Symantec Backup Exec.cloud

Symantec Backup Exec.cloud Proteção automática, contínua e segura que faz o backup dos dados na nuvem ou usando uma abordagem híbrida, combinando backups na nuvem e no local. Data Sheet: Symantec.cloud Somente 2% das PMEs têm confiança

Leia mais

Gestão de Documento. 1. Introdução

Gestão de Documento. 1. Introdução Gestão de Documento 1. Introdução Os documentos possuem um incrível poder em ambientes de negócios do governo e estão passando pela maior evolução que agitará os negócios governamentais e que os reformará

Leia mais

Codec de vídeo por IP LiveShot Comrex Vídeo por IP ao vivo, sem fio, com baixa latência

Codec de vídeo por IP LiveShot Comrex Vídeo por IP ao vivo, sem fio, com baixa latência Codec de vídeo por IP LiveShot Comrex Vídeo por IP ao vivo, sem fio, com baixa latência Desde 1961, a Comrex produz produtos inovadores que avançam os limites da tecnologia e oferecem às emissoras soluções

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310 Especificação Técnica 1. A Solução de Fitoteca ofertada deverá ser composta por produtos de Hardware e Software obrigatoriamente em linha de produção do fabricante, não sendo aceito nenhum item fora de

Leia mais

Arquitetura de Sistemas Distribuídos. Introdução a Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Sistemas Distribuídos. Introdução a Sistemas Distribuídos Introdução a Sistemas Distribuídos Definição: "Um sistema distribuído é uma coleção de computadores autônomos conectados por uma rede e equipados com um sistema de software distribuído." "Um sistema distribuído

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula Complementar - MODELO DE REFERÊNCIA OSI Este modelo se baseia em uma proposta desenvolvida pela ISO (International Standards Organization) como um primeiro passo em direção a padronização dos protocolos

Leia mais

Introdução ao. www.harmonicinc.com

Introdução ao. www.harmonicinc.com Introdução ao Harmonic IMCR www.harmonicinc.com A evolução da sala de controle mestre: como a integração proporciona maior eficiência e simplicidade à produção e reprodução de vídeo "O uso de soluções

Leia mais

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Phil Maynard UNIDADE DE SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE DADOS PARA O CLIENTE FEVEREIRO DE 2012 Introdução Em todos os lugares, o volume de

Leia mais

nforce Serie 600i Recursos e Benefícios - MCP NVIDIA nforce 680i SLI

nforce Serie 600i Recursos e Benefícios - MCP NVIDIA nforce 680i SLI Recursos e Benefícios - MCP NVIDIA nforce 680i SLI Projetados para entusiastas Os processadores para mídia e comunicações (MCPs) NVIDIA nforce 680i SLI proporcionam as ferramentas e o desempenho que os

Leia mais

17:47:08. Introdução à Informática com Software Livre

17:47:08. Introdução à Informática com Software Livre 17:47:08 Introdução à Informática com Software Livre 1 17:47:09 Audacity 2 Audacity 17:47:09 Audacity é um Software Livre de edição digital de áudio, disponível principalmente nas plataformas: Windows,

Leia mais

ITIL V3 (aula 2) AGENDA: GERENCIAMENTO DE MUDANÇA GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO

ITIL V3 (aula 2) AGENDA: GERENCIAMENTO DE MUDANÇA GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO ITIL V3 (aula 2) AGENDA: GERENCIAMENTO DE MUDANÇA GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO Gerência de Mudanças as Objetivos Minimizar o impacto de incidentes relacionados a mudanças sobre

Leia mais

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas O conteúdo deste documento tem como objetivos geral introduzir conceitos mínimos sobre sistemas operacionais e máquinas virtuais para posteriormente utilizar

Leia mais

Multimídia. Conceitos Básicos (Parte II)

Multimídia. Conceitos Básicos (Parte II) Universidade do Estado de Minas Gerais Campus de Frutal Sistemas de Informação 7º Período Multimídia Conceitos Básicos (Parte II) Prof. Sérgio Carlos Portari Jr profsergio@frutalhost.com.br Carga Horária:

Leia mais

CG Supreme. Características Principais. Título broadcast com criação profissional e econômico.

CG Supreme. Características Principais. Título broadcast com criação profissional e econômico. CG Supreme Título broadcast com criação profissional e econômico. O CG Supreme é o GC básico da Inscriber. É ainda um poderoso e completo gerador de caracter com modulo de composição de Logo e um seqüenciador

Leia mais

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Artigos Técnicos Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Tarcísio Romero de Oliveira, Engenheiro de Vendas e Aplicações da Intellution/Aquarius Automação Industrial Ltda. Um diagnóstico

Leia mais

Dispositivos de Memória

Dispositivos de Memória Chipset Conjunto de chips que fazem a comunicação entre a e os demais dispositivos do computador. Todas as informações que trafegam pela placa mãe passam necessariamente pelo Chipset, que tem dois chips:

Leia mais

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Resumo da solução Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Você deseja uma solução de computação unificada para a sua empresa de médio ou pequeno porte ou para o padrão avançado do seu

Leia mais

SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente

SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente Documentos formam a grande massa de conhecimentos de uma organização seja ela privada ou pública, esses documentos em sua maioria são parte do seu patrimônio. A Gestão

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior Arquitetura de Computadores Professor: Vilson Heck Junior Agenda Conceitos Estrutura Funcionamento Arquitetura Tipos Atividades Barramentos Conceitos Como já discutimos, os principais componentes de um

Leia mais

Manual de Operação e Instalação do Sistema de Gravação Telefônica Rec All E1

Manual de Operação e Instalação do Sistema de Gravação Telefônica Rec All E1 Manual de Operação e Instalação do Sistema de Gravação Telefônica Rec All E1 1.0 Apresentação 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface do gravador Rec

Leia mais

Português do Brasil. Mensagens de alerta WEEE DECLARAÇÃO FCC. Observação: Símbolo para Coleta Separada em Países Europeus

Português do Brasil. Mensagens de alerta WEEE DECLARAÇÃO FCC. Observação: Símbolo para Coleta Separada em Países Europeus Mensagens de alerta WEEE Símbolo para Coleta Separada em Países Europeus Este símbolo indica que este produto deve ser coletado separadamente. Os seguintes se aplicam apenas a usuários em países europeus:

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

Informática. Rodrigo Schaeffer

Informática. Rodrigo Schaeffer Informática Rodrigo Schaeffer PREFEITURA DE PORTO ALEGRE- INFORMÁTICA Conceitos básicos de Word 2007; formatar, salvar e visualizar arquivos e documentos; alinhar, configurar página e abrir arquivos; copiar,

Leia mais

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.4.2

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.4.2 Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.4.2 2006-2014 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedido por escrito, nenhuma licença é

Leia mais

Brasil. Adaptador de conexão NTSC (x 2) CD-ROM de instalação. Adaptador de conexão PAL (x 2) Manual do Usuário. Cabo de AV

Brasil. Adaptador de conexão NTSC (x 2) CD-ROM de instalação. Adaptador de conexão PAL (x 2) Manual do Usuário. Cabo de AV 1. Instruções iniciais 1.1 Introdução Obrigado por escolher a placa VideoWonder CardBus Dual, que oferece sintonizador de TV e captura de vídeo. Este produto transforma o computador, de forma rápida e

Leia mais

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Documento confidencial Reprodução proibida 1 Introdução Em um mundo onde as informações fluem cada vez mais rápido e a comunicação se torna cada vez mais

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

Gravadores Digitais. industriais, escritórios de empresas públicas e privadas e outras aplicações em ambientes internos e externos.

Gravadores Digitais. industriais, escritórios de empresas públicas e privadas e outras aplicações em ambientes internos e externos. Série DiBos Gravadores Digitais industriais, escritórios de empresas públicas e privadas e outras aplicações em ambientes internos e externos. DB04A10121 4 998 137 779 4 Canais, 120 GB, Mini DB04A10301

Leia mais

Organização de Computadores 1

Organização de Computadores 1 Organização de Computadores 1 SISTEMA DE INTERCONEXÃO (BARRAMENTOS) Prof. Luiz Gustavo A. Martins Arquitetura de von Newmann Componentes estruturais: Memória Principal Unidade de Processamento Central

Leia mais

Manual do Radioserver

Manual do Radioserver Manual do Radioserver Versão 1.0.0 Alex Farias (Supervisão) Luiz Galano (Comercial) Vinícius Cosomano (Suporte) Tel: (011) 9393-4536 (011) 2729-0120 (011) 2729-0120 Email: alex@smartptt.com.br suporte@smartptt.com.br

Leia mais

Virtualização de desktop da NComputing

Virtualização de desktop da NComputing Virtualização de desktop da NComputing Resumo Todos nos acostumamos ao modelo PC, que permite que cada usuário tenha a sua própria CPU, disco rígido e memória para executar seus aplicativos. Mas os computadores

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Software Control Center

Software Control Center Software Control Center Uma solução empresarial de segurança IP, com capacidade de gerenciamento de vídeos, áudio e alarmes sobre redes IP Soluções completas de segurança em vídeo IP www.indigovision.com

Leia mais

Organização e arquitetura de computadores Protocolos de barramento

Organização e arquitetura de computadores Protocolos de barramento Organização e arquitetura de computadores Protocolos de barramento Alunos: José Malan, Gustavo Marques, Johnathan Alves, Leonardo Cavalcante. Universal serial bus (USB) O USB é um padrão da indústria que

Leia mais

Escolhendo o Hardware para o Windows Small Business Server 2003

Escolhendo o Hardware para o Windows Small Business Server 2003 Escolhendo o Hardware para o Windows Small Business Server 2003 Comprar o computador correto pode tornar sua pequena rede corporativa rápida, permitir que ela funcione sem problemas e preparar sua empresa

Leia mais

KIP 720 SISTEMA DE DIGITALIZAÇÃO CIS COM A AVANÇADA TECNOLOGIA KIP REAL TIME THRESHOLDING

KIP 720 SISTEMA DE DIGITALIZAÇÃO CIS COM A AVANÇADA TECNOLOGIA KIP REAL TIME THRESHOLDING KIP 720 SISTEMA DE DIGITALIZAÇÃO CIS COM A AVANÇADA TECNOLOGIA KIP REAL TIME THRESHOLDING SISTEMA DE DIGITALIZAÇÃO KIP 720 Scanner de imagens KIP 720 O scanner monocromático e colorido KIP 720 apresenta

Leia mais

HOME. Guia de Usuário

HOME. Guia de Usuário HOME Guia de Usuário Contenido Introdução a SYNCING.NET... 3 Bem-vindo a SYNCING.NET... 3 Utilizando SYNCING.NET... 3 Como funciona SYNCING.NET?... 3 Requisitos Técnicos... 5 Instalação... 6 Registro...

Leia mais

FileMaker Pro 14. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 14

FileMaker Pro 14. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 14 FileMaker Pro 14 Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 14 2007-2015 FileMaker, Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara,

Leia mais

Professional. Guia do Usuário

Professional. Guia do Usuário Professional Guia do Usuário Conteúdo Introdução a SYNCING.NET... 3 Bem-vindo a SYNCING.NET... 3 Utilizando SYNCING.NET... 3 Como funciona SYNCING.NET?... 3 Requisitos Técnicos... 5 Instalação... 6 Registro...

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Uma estação é considerada parte de uma LAN se pertencer fisicamente a ela. O critério de participação é geográfico. Quando precisamos de uma conexão virtual entre duas estações que

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Lote 1 item 3. MICROCOMPUTADOR:

TERMO DE REFERÊNCIA Lote 1 item 3. MICROCOMPUTADOR: TERMO DE REFERÊNCIA Lote 1 item 3. MICROCOMPUTADOR: 1.0 PROCESSADOR 1.1 Um processador Intel com arquitetura 64 Bits compatível com o equipamento ofertado e tecnologia de 65nm e núcleo duplo E4500; 1.2

Leia mais

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.2 PDF-SERVER5-B-Rev1_PT 2006 2014 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que expressamente concedida por escrito, nenhuma

Leia mais

CyberLink. PowerDVD Mobile. Guia do Usuário

CyberLink. PowerDVD Mobile. Guia do Usuário CyberLink PowerDVD Mobile Guia do Usuário Copyright e aviso de isenção Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, armazenada em um sistema de recuperação ou transmitida

Leia mais

TRUESAFE 2010 SISTEMA INTEGRADO DE CONTROLE DE ACESSO MAXTEL

TRUESAFE 2010 SISTEMA INTEGRADO DE CONTROLE DE ACESSO MAXTEL TRUESAFE 2010 SISTEMA INTEGRADO DE CONTROLE DE ACESSO MAXTEL A Maxtel Tecnologia, traz para você o que há de mais moderno em Sistema de Controle de Acesso para empresas, edifícios, escolas, clubes e condomínios.

Leia mais

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.0.2 PDF-SERVER5-A-Rev2_PT Copyright 2013 Avigilon. Todos os direitos reservados. A informação apresentada está sujeita a alteração sem aviso

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

Digifort Professional A solução ideal para empresas que necessitam o gerenciamento de até 64 câmeras

Digifort Professional A solução ideal para empresas que necessitam o gerenciamento de até 64 câmeras Digifort Professional A solução ideal para empresas que necessitam o gerenciamento de até 64 câmeras A versão Professional fornece os melhores recursos para o monitoramento local e remoto de até 64 câmeras

Leia mais

Introdução. O que é Serviços de Terminal

Introdução. O que é Serviços de Terminal Introdução Microsoft Terminal Services e Citrix MetaFrame tornaram-se a indústria padrões para fornecer acesso de cliente thin para rede de área local (LAN), com base aplicações. Com o lançamento do MAS

Leia mais

Segundo Pré-teste. Data de realização. 18 de Novembro de 2007. Local.

Segundo Pré-teste. Data de realização. 18 de Novembro de 2007. Local. Segundo Pré-teste Data de realização. 18 de Novembro de 2007. Local. Duas salas de aula da Pós-graduação do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da EESC/USP. Duração: 4 horas. Dos objetivos. Envolveu

Leia mais

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes.

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes. ACESSO REMOTO Através do Acesso Remoto o aluno ou professor poderá utilizar em qualquer computador que tenha acesso a internet todos os programas, recursos de rede e arquivos acadêmicos utilizados nos

Leia mais

Windows 7. Sistema Operacional

Windows 7. Sistema Operacional Windows 7 Sistema Operacional FCC - 2012 - TRE-SP - Técnico Judiciário O sistema operacional de um computador consiste em um a) conjunto de procedimentos programados, armazenados na CMOS, que é ativado

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Entenda os formatos mais populares de vídeo

Entenda os formatos mais populares de vídeo Entenda os formatos mais populares de vídeo Com o grande crescimento da internet banda larga no país muitos internautas estão cada vez mais tendo contato com arquivos de vídeo, tanto na visualização online

Leia mais

COMO DIGITALIZAR E FINALIZAR SEUS PROGRAMAS DE RÁDIO EM CD 1 Mariana Moura e Marcelo Berg

COMO DIGITALIZAR E FINALIZAR SEUS PROGRAMAS DE RÁDIO EM CD 1 Mariana Moura e Marcelo Berg COMO DIGITALIZAR E FINALIZAR SEUS PROGRAMAS DE RÁDIO EM CD 1 Mariana Moura e Marcelo Berg Para que possamos digitalizar nossos programas de rádio gravados em fita cassete, utilizaremos: - o próprio gravador

Leia mais

Agilizando o compartilhamento de imagens médicas com uso de tecnologia baseada na nuvem

Agilizando o compartilhamento de imagens médicas com uso de tecnologia baseada na nuvem DG DICOM GRID BRASIL www.dicomgrid.com.br Agilizando o compartilhamento de imagens médicas com uso de tecnologia baseada na nuvem A DICOM GRID BRASIL TEM UMA SOLUÇÃO EM UMA SÓ PLATAFORMA PARA SUAS NECESSIDADES

Leia mais