Biologia. TEXTO PARA AS PRÓXIMAS QUESTÕES (Ufc) Na(s) questão(ões) a seguir escreva no espaço apropriado a soma dos itens corretos.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Biologia. TEXTO PARA AS PRÓXIMAS QUESTÕES (Ufc) Na(s) questão(ões) a seguir escreva no espaço apropriado a soma dos itens corretos."

Transcrição

1 TEXTO PARA AS PRÓXIMAS QUESTÕES (Ufc) Na(s) questão(ões) a seguir escreva no espaço apropriado a soma dos itens corretos. 1. Os termos a seguir fazem parte da nomenclatura genética básica. Assinale as alternativas que trazem o significado correto de cada um desses termos: (01) GENE é sinônimo de molécula de DNA. (02) GENÓTIPO é a constituição genética de um indivíduo. (04) DOMINANTE é um dos membros de um par de alelos que se manifesta inibindo a expressão do outro. (08) FENÓTIPO é a expressão do gene em determinado ambiente. (16) GENOMA é o conjunto de todos os alelos de um indivíduo. Soma ( ) 2. A idéia da eugenia, que se ocupa do aperfeiçoamento físico e mental da espécie humana, perigosamente em alta em países desenvolvidos da Europa, se sustenta em premissas incorretas, que violam princípios sociais e admitem conceitos biológicos errôneos, como na citação: Os cromossomos, (...) os determinantes (...) se entrechocam, lutam entre si, selecionam-se, eliminando-se com o glóbulo polar os mais fracos, os inferiores, e persistindo nos pronúcleos resultantes os mais aptos, os mais fortes. (Kehl apud BIZZO, p. 30) Considerando-se os princípios biológicos que regem a herança, pode-se afirmar: (01) A subordinação aos princípios mendelianos reduz a variabilidade nas espécies que se reproduzem sexuadamente. (02) A segregação dos cromossomos homólogos, na primeira divisão meiótica, é aleatória. (04) O efeito de um determinado gene depende do ambiente em que ele é expresso. (08) Os fatores genéticos se misturam e se diluem ao longo das gerações. (16) A aplicação de princípios eugênicos comprometeria a sobrevivência da espécie humana. (32) Alterações do fenótipo, adquiridas por indivíduos de uma geração, repercutem além dela, atingindo sua prole. (64) As repercussões da eugenia em populações humanas descartam sua aplicação para qualquer fim. Soma ( ) 3. (Cesgranrio) Moscas de asas longas cruzadas entre si fornecem moscas com asas vestigiais. Para determinarmos se uma mosca de asa longa é homozigota ou heterozigota quanto ao par de genes que condicionam este caráter, o procedimento correto é analisar a prole resultante do cruzamento desta mosca com outra de: a) asa vestigial. b) de asa longa. c) genótipo igual ao seu. d) fenótipo igual ao seu. e) fenótipo dominante 4. (Ufpr) Na genealogia a seguir, os indivíduos assinalados com preto apresentam uma anomalia determinada por um gene dominante. Analisando essa genealogia, é correto afirmar: a) Todos os indivíduos afetados são homozigotos. b) Todos os indivíduos não afetados são heterozigotos. c) Apenas o indivíduo I:1 é heterozigoto. d) Apenas os indivíduos I:1; II:1 e II:5 são heterozigotos. e) Apenas os indivíduos I:1 e I:2 são homozigotos. 5. (G2) "Cada caráter é condicionado por um par de fatores que se separam na formação dos gametas". Mendel ao enunciar essa lei já admitia, embora sem conhecer, a existência das seguintes estruturas e processo de divisão celular, respectivamente: a) cromossomos, mitose. b) núcleos, meiose. c) núcleos, mitose. d) genes, mitose. e) genes, meiose. 6. (Uerj) Sabe-se que a transmissão hereditária da cor das flores conhecidas como copo-de-leite se dá por herança mendeliana simples, com dominância completa. Em um cruzamento experimental de copos-de-leite vermelhos, obtevese uma primeira geração - F - bastante numerosa, numa proporção de 3 descendentes vermelhos para cada branco (3:1). Analisando o genótipo da F, os cientistas constataram que apenas um em cada três descendentes vermelhos era homozigoto para essa característica. De acordo com tais dados, pode-se afirmar que a produção genotípica da F desse cruzamento experimental foi: a) 4 Aa b) 2 Aa : 2 aa c) 3 AA : 1 Aa d) 1 AA : 2 Aa : 1 aa 7. (Unifesp) Em gatos, existe uma síndrome caracterizada, entre outras manifestações, por suscetibilidade aumentada a infecções e tendência a sangramentos. Essa síndrome é mais freqüente em descendentes de casais aparentados e ocorre em machos e fêmeas em proporção relativamente igual. Ao fazer a genealogia de vários indivíduos, observou-se que a síndrome não se manifesta em algumas gerações e pode ocorrer em indivíduos que aparentemente têm pais normais. Com base nessas informações, pode-se dizer que o tipo de herança responsável por essa síndrome é a) autossômica recessiva. b) autossômica dominante. c) ligada ao cromossomo X e dominante. d) ligada ao cromossomo X e recessiva. e) ligada ao cromossomo Y e recessiva. 8. (Uff) Com o enorme crescimento populacional, há também uma necessidade crescente de alimentos, o que estimula a

2 obtenção de culturas vegetais com máxima produtividade. Muitas vezes esse melhoramento lança mão do conhecimento da herança genética de um determinado carácter como, por exemplo, a altura. Supondo-se que duas espécies vegetais - X e Y - poderiam apresentar mudas com alturas diferentes, realizou-se cruzamento entre mudas altas e baixas das duas espécies (P1), obtendo F1 que ao serem fenótipos resultantes dos cruzamentos foram representados nos gráficos a seguir: b) Penetrância completa c) Pleiotropia d) Herança quantitativa e) Polialelia 11. (Ufpel) A presença de sardas em seres humanos é uma característica hereditária determinada por um par de alelos. As sardas aparecem igualmente em homens e em mulheres, podem ser transmitidas de pai para filho, ocorrem em todas as gerações, e só pessoas com sardas podem ter filhos com sardas (veja no heredograma abaixo). Supondo que as plantas altas, tanto da espécie X quanto da espécie Y, sejam mais produtivas, podese afirmar que se obtém na espécie: a) X e na espécie Y, 100% de mudas altas ao cruzar mudas altas em F2; b) X, 50% de mudas altas ao cruzar as mudas altas em F1; c) Y, 100% de mudas altas ao cruzar as mudas médias em F2; d) Y, 100% de mudas altas ao cruzar mudas altas em P1 com mudas altas em F2; e) Y, 100% de mudas altas ao cruzar mudas altas em P1 com mudas médias em F2. 9. (Ufla) Considere as proposições seguintes. I. O enunciado da Primeira Lei de Mendel diz que os alelos de um gene separam-se durante a formação dos gametas. II. O enunciado da Segunda Lei de Mendel diz que quando dois ou mais genes estão envolvidos, cada um atua e segrega independentemente dos demais. III. A fase da meiose, responsável pela ocorrência da Segunda Lei de Mendel, é a Anáfase I. Assinale: a) se somente I e II estiverem corretas. b) se somente I e III estiverem corretas. c) se somente I estiver correta. d) se somente II e III estiverem corretas. e) se I, II e III estiverem corretas. 10. (Ufpe) Na espécie humana há um gene que exerce ação simultaneamente sobre a fragilidade óssea, a surdez congênita e a esclerótica azulada. Assinale a alternativa que define o caso. a) Ligação genética Sabendo disso, é possível deduzir que a) a presença de sardas se deve a um alelo recessivo ligado ao cromossomo Y. b) a presença de sardas se deve a um alelo recessivo ligado ao cromossomo X. c) a presença de sardas se deve a um alelo dominante ligado ao sexo. d) a presença de sardas se deve a um alelo autossômico recessivo. e) a presença de sardas se deve a um alelo autossômico dominante. 12. (Ufrrj) A matéria publicada no Jornal O GLOBO, em 02 de julho de 1995, com o título "Teste ajuda a evitar doenças congênitas", foi ilustrada com o esquema a seguir, representando o mecanismo de transmissão da fibrose cística: O esquema publicado apresenta um erro. Assinale a opção que faz referência a esse erro. a) Os indivíduos 3 a 6 são heterozigotos para a fibrose cística. b) A fibrose cística é causada pela presença de um par de genes recessivos. c) A doença somente se manifesta quando dois indivíduos portadores são cruzados.

3 d) O indivíduo 8 é homozigoto dominante para a fibrose cística. e) O indivíduo 18 é afetado pela fibrose cística e não um portador desta doença. 13. (Ufv) Os mecanismos da herança apresentam diferentes maneiras pelas quais os genes interagem entre si e com o ambiente para manifestarem seus efeitos no fenótipo dos seres vivos. Com relação aos princípios básicos da hereditariedade, assinale a alternativa CORRETA: a) Os genes codominantes têm menor influência no fenótipo do que os fatores ambientais. b) Na expressão gênica os efeitos do ambiente celular não são considerados. c) Os genes dominantes são independentes dos fatores ambientais para se expressarem. d) Pode ser muito difícil determinar se o fenótipo resulta mais do efeito gênico do que o ambiental. e) Na presença de genes recessivos, apenas o efeito ambiental prevalece no fenótipo. 14. (Cesgranrio) Mendel cruzou duas variedades de 'Mirabilis jalapa', uma com flores vermelhas e outra com flores brancas. Na geração F todas as flores eram rosas. Indique qual será o resultado do cruzamento da variedade de flores rosas (F ). a) 25% brancas : 25% vermelhas : 50% rosas b) 25% brancas : 50% vermelhas : 25% rosas c) 100% rosas d) 50% vermelhas : 50% rosas e) 50% brancas : 25% vermelhas : 25% rosas 15. (Puccamp) A maioria das populações é composta por pessoas que manifestam perda progressiva da lactase intestinal após o desmame. Em conseqüência da falta dessa enzima, essas pessoas perdem a capacidade de digerir o açúcar do leite, a lactose. (Adaptado de "Ciência Hoje". Agosto de p. 49) A alergia ao leite pode ser hereditária, causada pela deficiência da enzima lactase. Essa característica é autossômica e, nas populações ocorrem três fenótipos relacionados à atividade da enzima: indivíduos sem atividade de lactase, indivíduos com atividade de lactase e indivíduos com atividade parcial da lactase. Essa distribuição é característica de um padrão de herança a) recessiva. b) dominante. c) epistática. d) co-dominante. e) quantitativa. 16. (Ufrn) Um casal de africanos teve três filhos. O primeiro morreu aos 5 anos de idade, em conseqüência de anemia, falciforme; o segundo é normal e bastante suscetível a malária (doença endêmica na região); o último é normal, porém pouco suscetível a malária. Assinale a opção em que se indicam, corretamente, o membro da família com seu respectivo genótipo e o padrão de herança da anemia falciforme. a) 2 filho é homozigoto recessivo Herança: dominância completa; b) pai é heterozigoto Herança: epistasia dominante; c) 3 filho é heterozigoto Herança: co-dominância; d) mãe é homozigoto dominante Herança: pleiotropia. 17. (Unesp) A talassemia é uma doença hereditária que resulta em anemia. Indivíduos homozigotos MM apresentam a forma mais grave, identificada como talassemia maior e os heterozigotos MN, apresentam uma forma mais branda chamada de talassemia menor. Indivíduos homozigotos NN são normais. Sabendo-se que todos os indivíduos com talassemia maior morrem antes da maturidade sexual, qual das alternativas a seguir representa a fração de indivíduos adultos, descendentes do cruzamento de um homem e uma mulher portadores de talassemia menor, que serão anêmicos? a) 1/2 b) 1/4 c) 1/3 d) 2/3 e) 1/8 18. (Unifesp) Os gráficos I e II representam a freqüência de plantas com flores de diferentes cores em uma plantação de cravos (I) e rosas (II). Os padrões de distribuição fenotípica são devidos a: a) I: 1 gene com dominância; II: 1 gene com dominância incompleta. b) I: 1 gene com dominância incompleta; II: vários genes com interação. c) I: 1 gene com dominância incompleta; II: 1 gene com alelos múltiplos. d) I: 3 genes com dominância incompleta; II: vários genes com interação. e) I: 2 genes com interação; II: 2 genes com dominância incompleta. 19. (Cesgranrio) Na espécie humana há um tipo de surdez hereditária que é determinada por um par de genes. No heredograma a seguir, as pessoas surdas estão representadas por símbolos hachurados:

4 Com base nessa afirmação, assinale a opção correta quanto ao tipo de herança e os genótipos dos indivíduos 1, 2, 3 e 4, respectivamente: a) autossômica dominante - ss, Ss, ss e ss. b) autossômica dominante - SS, ss, SS e SS. c) autossômica dominante - Ss, SS, Ss e Ss. d) autossômica recessiva - SS, ss, Ss e SS. e) autossômica recessiva - Ss, ss, Ss e Ss. 20. TEXTO I: Como muito mais organismos de cada espécie nascem do que provavelmente sobrevivem e como, conseqüentemente, há uma freqüente luta pela existência, segue-se que qualquer organismo que varia de modo proveitoso para si próprio, sob condições de vida complexas e algumas vezes variáveis, terá uma melhor oportunidade de sobrevivência e, assim, de ser "naturalmente selecionado". (Darwin, apud DARNELL, p. 2 - traduzido) TEXTO II: Os híbridos, de cada par de caracteres diferenciais, formam sementes das quais a metade novamente desenvolve a forma híbrida, enquanto a outra metade produz plantas que permanecem constantes e recebem os caracteres dominantes e recessivos em partes iguais. (Mendel, apud FREIRE-MAIA, p. 1117) Em relação às idéias de Darwin e de Mendel, exemplificadas nos textos, pode-se dizer: (01) As "plantas que permanecem constantes" ao longo das gerações são homozigotas. (02) A herança de um caráter é determinada pela fusão dos fatores condicionantes, na descendência. (04) A citação de Mendel expressa a proporção genotípica 1:2:1, esperada em F2. (08) A seleção natural pode preservar características diferentes, em diferentes ambientes. (16) O trabalho de Darwin afirma a constância genética do mundo biológico. (32) Variações referidas por Darwin transmitem-se à descendência segundo o padrão mendeliano de herança. Soma ( ) 21. (Fei) Num homem heterozigoto para determinado caráter, a porcentagem provável de espermatozóides que conterão o gene recessivo desse caráter é de: a) 0% b) 25% c) 50% d) 75% e) 100% 22. (Fuvest) Considere os seguintes cruzamentos para ervilha, sabendo que V representa o gene que determina cor amarela dos cotilédones e é dominante sobre o alelo v, que determina cor verde. I. VVx vv II. Vv x Vv III. Vv x vv Um pé de ervilha, heterozigoto e que, portanto, produz vagens com sementes amarelas e com sementes verdes, pode resultar a) apenas do cruzamento I. b) apenas do cruzamento II. c) apenas do cruzamento III. d) apenas dos cruzamentos II e III. e) dos cruzamentos I, II e III. 23. (Fuvest) Uma mulher normal, casada com um portador de doença genética de herança autossômica dominante, está grávida de um par de gêmeos. Qual é a probabilidade de que pelo menos um dos gêmeos venha a ser afetado pela doença no caso de serem, respectivamente, gêmeos monozigóticos ou dizigóticos? a) 25% e 50% b) 25% e 75% c) 50% e 25% d) 50% e 50% e) 50% e 75% 24. (Puccamp) Do cruzamento de duas moscas com asas, nasceram 120 descendentes com asas e 40 sem asas. Se os 120 descendentes com asas forem cruzados com moscas sem asas e se cada cruzamento originar 100 indivíduos, o número esperado de indivíduos com asas e sem asas será, respectivamente, a) e b) e c) e d) e e) e (Ufpi) O heredograma adiante representa a herança de um fenótipo anormal na espécie humana. Analise-o e assinale a alternativa correta. a) Os indivíduos II-3 e II-4 são homozigotos, pois dão origem a indivíduos anormais. b) O fenótipo anormal é recessivo, pois os indivíduos II-3 e II- 4 tiveram crianças anormais. c) Os indivíduos III-1 e III-2 são heterozigotos, pois são afetados pelo fenótipo anormal. d) Todos os indivíduos afetados são heterozigotos, pois a característica é dominante. e) Os indivíduos I-1 e I-4 são homozigotos. 26. (Fgv) Na genética, uma expressão bastante conhecida diz que fenótipo é o genótipo mais o ambiente. Essa expressão significa que a) o ambiente altera o genótipo do indivíduo, visando à sua adaptação.

5 b) o genótipo do indivíduo é o resultado da ação do ambiente sobre seu fenótipo. c) o fenótipo do indivíduo é o resultado da expressão de seu genótipo em um dado ambiente. d) o genótipo do indivíduo pode variar como resultado da expressão de seu fenótipo em diferentes ambientes. e) o fenótipo do indivíduo é invariável e resulta da expressão de seu genótipo, em qualquer que seja o ambiente. 27. (Ufc) Numere a segunda coluna de acordo com a primeira, associando os conceitos aos respectivos termos. I - Genoma II - Crossing-over III - Fenótipo IV - Alelo V - Gene ( ) troca de fragmentos de cromossomos homólogos na primeira divisão da meiose. ( ) conjunto de genes organizados nos cromossomos. ( ) segmento do DNA capaz de transcrever uma molécula de RNA. ( ) atuam sobre a mesma característica, mas não são obrigatoriamente iguais. ( ) conjunto de características detectáveis de um indivíduo. A seqüência correta é: a) II, I, V, IV e III b) III, II, I, V e IV c) II, I, III, V e IV d) IV, II, I, III e V e) I, II, V, IV e III 28. (Ufmg) Esta figura representa o cruzamento de drosófilas de asas normais com indivíduos de asas enroladas, mutantes, criadas em temperatura de 25 C. As moscas de genótipo igual ao do tipo III, quando criadas em temperatura de 16 C, apresentam asas normais. O resultado desse fenômeno ilustra a) a adaptação dos mutantes. b) a influência do ambiente na expressão do genótipo. c) a transmissão dos caracteres adquiridos. d) o processo de seleção natural. 29. (Ufpr) A acondroplasia (uma das formas de nanismo) é causada por um gene dominante autossômico. Da união de um homem acondroplásico com uma mulher normal resulta um filho normal. Este se casa com uma mulher normal cujos pais eram normais (conforme heredograma abaixo). Em relação aos descendentes deste último casamento e ao caráter em questão, considerando ausência de mutação, é correto afirmar: (01) O descendente será obrigatoriamente heterozigoto. (02) A freqüência genotípica na descendência será 1:2:1. (04) A probabilidade de acondroplasia na descendência é igual a zero. (08) A probabilidade de heterozigose na descendência em relação a este locus é igual a zero. (16) A freqüência fenotípica numa prole numerosa será 3:1. (32) Numa prole numerosa, a freqüência fenotípica será de 1 acondroplásico para 1 normal. Soma ( ) 30. (Fgv) Sabe-se que o casamento consangüíneo, ou seja, entre indivíduos que são parentes próximos, resulta numa maior freqüência de indivíduos com anomalias genéticas. Isso pode ser justificado pelo fato de os filhos apresentarem: a) maior probabilidade de heterozigoses recessivas b) maior probabilidade de homozigozes recessivas c) menor probabilidade de heterozigoses dominantes d) menor probabilidade de homozigoses dominantes e) menor probabilidade de homozigoses recessivas 31. (Fuvest) Uma população experimental contém 200 indivíduos AA, 200 aa e 200 Aa. Todos os indivíduos AA foram cruzados com indivíduos aa e os indivíduos Aa foram cruzados entre si. Considerando que cada casal produziu 2 descendentes, espera-se encontrar entre os filhotes: a) AA - 50 Aa aa - 50 b) AA Aa aa c) AA Aa aa d) AA Aa aa e) AA - 200; Aa - 800; aa (Mackenzie) Em porquinhos da Índia, o pêlo pode ser preto ou marrom. Uma fêmea preta foi cruzada com um macho marrom, produzindo uma F composta por indivíduos marrons e pretos em igual quantidade. Retrocruzando-se um macho preto de F com a fêmea parental, 75% dos filhotes produzidos em F tinham pêlo preto e 25% apresentavam pêlo marrom. A partir desses resultados, assinale a alternativa correta. a) 50% dos indivíduos pretos de F eram heterozigotos. b) Os indivíduos pretos de F eram homozigotos. c) Todos os indivíduos pretos de F eram heterozigotos. d) Todos os indivíduos marrons eram homozigotos. e) Os indivíduos pretos da geração F eram heterozigotos e a fêmea parental era homozigota. 33. (Ufmg) O mal de Huntington é uma doença autossômica

6 dominante caracterizada por deterioração mental progressiva, convulsões e morte. Os indivíduos afetados são heterozigotos. Analise este gráfico, em que se mostra o percentual de indivíduos doentes entre aqueles que possuem genótipo favorável: Com base nas informações desse gráfico e em outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que, a) em torno dos 65 anos cerca de 85% dos indivíduos heterozigotos já manifestaram a doença. b) antes de atingirem a idade de 15 anos, indivíduos portadores do alelo mutante podem expressar a doença. c) aos 30 anos, aproximadamente 75% dos indivíduos Aa se apresentam sem os sinais clínicos. d) aos 40 anos, filhos de casais Aa aa têm 50% de probabilidade de manifestar a doença. 34. (Unesp) Na genealogia adiante, os indivíduos em escuro apresentam uma doença hereditária, enquanto os outros exibem fenótipo normal. Os círculos representam as mulheres e os quadrados, os homens. Analise esta genealogia e responda. a) Esta doença hereditária é condicionada por gene dominante ou recessivo? b) Dos dez indivíduos que compõem esta genealogia, qual o único que não pode ter seu genótipo definido? Explique por quê. 35. (Ufc) Em estudo publicado na revista Nature de 25 de junho passado, pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, afirmam que o gene CYP2A6 está ligado à dependência das pessoas ao cigarro. Este gene, em sua forma normal, codifica a síntese de uma enzima que metaboliza a nicotina, tornando as pessoas dependentes. Eles afirmam, ainda, que há, na espécie humana, três alelos para este gene: um normal e dois defeituosos. Fumantes portadores de dois alelos normais (homozigoto para o alelo normal) são altamente dependentes do cigarro, enquanto que portadores de dois dos alelos defeituosos, apesar de fumantes, jamais se tornam dependentes. Por outro lado, fumantes heterozigotos, portadores de um alelo normal e outro defeituoso, são moderadamente dependentes, consumindo 20% menos cigarros que os fumantes inteiramente dependentes. Com base no texto anterior, é correto afirmar que a dependência ao cigarro determinada pelo gene CYP2A6 é um caso de: a) herança quantitativa, pois o fenótipo apresenta uma continuidade entre dependentes e não dependentes. b) pleiotropia, pois o heterozigoto apresenta fenótipo diferente de ambos os homozigotos. c) epistasia recessiva, pois qualquer um dos alelos defeituosos inibe, parcialmente, a ação do alelo normal. d) dominância completa da forma normal do gene CYP2A6 sobre as formas defeituosas. e) dominância incompleta entre a forma normal e as defeituosas do gene CYP2A (Ufal) No heredograma abaixo, os símbolos escuros representam indivíduos que possuem uma anomalia. Considere as seguintes afirmativas sobre esse heredograma: I. A anomalia é condicionada por um alelo dominante. II. Todos os indivíduos que apresentam a anomalia são homozigóticos. III. O único indivíduo que não pode ter o seu genótipo definido é o I-4. É correto o que se afirma APENAS em a) I b) II c) III d) I e II e) II e III 37. (Ufsc) Um experimentador cruzou duas linhagens puras de uma planta denominada boca-de-leão, uma constituída de plantas com flores brancas e outra com flores vermelhas. A descendência originada (F 1 ) apresentou apenas plantas com flores cor-de-rosa. Da autofecundação das plantas da F 1, foram obtidas plantas com flores exclusivamente brancas, vermelhas ou cor-de-rosa. Assinale a(s) proposição(ões) VERDADEIRA(S), considerando que neste experimento: (01) ocorreu a segregação de três fenótipos: o branco, o vermelho e o cor-de-rosa. (02) a proporção genotípica esperada nas plantas de F 2 é: 1 planta com flores cor-de-rosa: 2 plantas brancas: 1 planta vermelha. (04) as linhagens puras, que deram origem ao experimento, certamente apresentam genótipos homozigotos. (08) os indivíduos de F eram, certamente, heterozigotos. (16) a F 2 esperada será constituída de 50% de indivíduos homozigotos e 50% de indivíduos heterozigotos. 38. (Cesgranrio) A fenilcetonúria (PKU) é uma doença de origem genética bastante conhecida, causada por uma deficiência da enzima fenilalanina hidroxilase. Pacientes acometidos desse mal, além de não sintetizarem catecolaminas corretamente, não conseguem metabolizar a fenilalanina e,

7 assim, apresentam uma série de complicações como retardo mental, epilepsia, hipopigmentação, entre outras. Considere o heredograma a seguir de uma família com membros acometidos (símbolos cheios) e normais (símbolos vazados). Podemos dizer, quanto à presença de alelos mutantes de fenilalanina hidroxilase nos membros da família marcados com algarismos romanos, que: a) VIII pode ter um alelo mutado. b) VI possui dois alelos mutados. c) V é necessariamente homozigoto. d) III possui apenas um alelo mutado. e) I é necessariamente homozigoto. 39. (Unesp) Considere as seguintes formas de herança: I. Na planta boca-de-leão, há indivíduos homozigotos, cujo genótipo (C V C V ) define cor vermelha nas flores. Indivíduos homozigotos com genótipos (C B C B ) apresentam flores brancas. Os heterozigotos resultantes do cruzamento entre essas duas linhagens (C V C B ) apresentam flores de cor rosa. II. Em humanos, indivíduos com genótipos I A I A ou I A i apresentam tipo sangüíneo A e os com genótipos I B I B ou I B i apresentam tipo sangüíneo B. Os alelos I A e I B são, portanto, dominantes com relação ao alelo i. Por outro lado, o genótipo I A I B determina tipo sangüíneo AB. III. A calvície é determinada por um alelo autossômico. Homens com genótipo CC (homozigotos) ou Cc (heterozigotos) são calvos, enquanto mulheres CC são calvas e Cc são normais. Tanto homens quanto mulheres cc são normais. I, II e III são, respectivamente, exemplos de a) dominância incompleta, co-dominância e expressão gênica influenciada pelo sexo. b) dominância incompleta, pleiotropia e penetrância incompleta. c) co-dominância, epistasia e pleiotropia. d) epistasia, co-dominância e dominância incompleta. e) herança poligênica, dominância incompleta e expressão gênica influenciada pelo sexo. 40. (Fei) Sabendo-se que o albinismo é um caráter recessivo, determine a porcentagem de descendentes com o fenótipo igual ao do pai, resultantes do casamento de um homem heterozigoto para esse fator, com uma mulher de igual genótipo. a) 0% b) 25% c) 50% d) 75% e) 100% 41. (Fuvest) Um gato preto (A) foi cruzado com duas gatas (B e C) também pretas. O cruzamento do gato A com a gata B produziu 8 filhotes, todos pretos; o cruzamento do gato A com a gata C produziu 6 filhotes pretos e 2 amarelos. A análise desses resultados permite concluir que: a) a cor preta é dominante, A e C são homozigotos. b) a cor preta é dominante, A e B são homozigotos. c) a cor preta é dominante, A e C são heterozigotos. d) a cor preta é recessiva, A e C são homozigotos. e) a cor preta é recessiva, B e C são heterozigotos. 42. (G2) Dizemos que um determinado gene é recessivo quando sua expressão (fenótipo): a) só acontece em heterozigose. b) só ocorre quando em dose dupla. c) independe da presença de seu alelo. d) depende de características congênitas. e) reproduz uma característica provocada pelo ambiente. 43. (Fei) Analise o heredograma a seguir, onde os indivíduos masculinos são representados por quadrados e os femininos por círculos. Sobre as informações contidas no heredograma, podemos afirmar que os indivíduos heterozigotos são: a) 1, 2, 3, 4 b) 1, 2, 4, 5 c) 1, 2, 6, 8 d) 4, 5, 6, 7 e) 3, 5, (Fuvest) Dois grupos de mudas obtidas a partir de um mesmo clone de plantas verdes foram colocados em ambientes diferentes: um claro e outro escuro. Depois de alguns dias, as plantas que ficaram no escuro estavam estioladas o que significa que os dois grupos apresentam: a) o mesmo genótipo e fenótipos diferentes. b) o mesmo fenótipo e genótipos diferentes. c) genótipos e fenótipos iguais. d) genótipos e fenótipos diferentes. e) genótipos variados em cada grupo. 45. (Unesp) Os vários tipos de diabete são hereditários, embora o distúrbio possa aparecer em crianças cujos pais são normais. Em algumas dessas formas, os sintomas podem ser evitados por meio de injeções diárias de insulina. A administração de insulina aos diabéticos evitará que eles tenham filhos com este distúrbio? a) Não, pois o genótipo dos filhos não é alterado pela insulina. b) Não, pois tanto o genótipo como o fenótipo dos filhos são alterados pela insulina. c) Sim, pois a insulina é incorporada nas células e terá ação nos filhos.

8 d) Sim, pois a insulina é incorporada no sangue fazendo com que os filhos não apresentem o distúrbio. e) Depende do tipo de diabete, pois nesses casos o genótipo pode ser alterado evitando a manifestação da doença nos filhos. 46. (Pucpr) No heredograma, as figuras 6, 10 e 12 representam indivíduos que, na fase adulta, desenvolveram a mesma doença hereditária: Examine as afirmações: I - É uma doença de caráter dominante autossômica. II - As pessoas 1 e 2 são heterozigotas. III - A mulher representada pelo número 5 tem possibilidade de ser homozigota. IV - Se houver casamento consangüíneo entre 9 e 11, com certeza, os eventuais filhos nascerão afetados. São corretas as afirmações: a) I, II, III e IV. b) Apenas I, II e III. c) Apenas II e III. d) Apenas II, III e IV. e) Apenas uma das afirmações. 47. (Fuvest) O gráfico a seguir mostra a dinâmica das freqüências do gene s, o qual determina a doença chamada siclemia ou anemia falciforme. Os homozigotos siclêmicos morrem precocemente devido à severa anemia; os heterozigotos sofrem de uma forma branda da anemia, mas, por outro lado, são mais resistentes à malária que os indivíduos normais. O gráfico refere-se ao período posterior à erradicação da malária. Qual a explicação para o comportamento das curvas do gráfico? a) Diminuição da freqüência de mutação de S para s. b) Seleção contra os portadores do gene s. c) Aumento da freqüência de mutação de S para s. d) Cruzamentos preferenciais entre pessoas anêmicas. e) Cruzamentos preferenciais entre portadores de malária. 48. (Unirio) Para analisar heredogramas de famílias de seres humanos, os principais critérios para a identificação de um gene recessivo autossômico são aqueles em que o número de: a) homens afetados são diferentes do número de mulheres afetadas; a característica deve aparecer em todas as gerações; o indivíduo afetado tem pelo menos um pai afetado b) homens e mulheres afetados é aproximadamente igual; a característica deve aparecer em todas as gerações; o indivíduo afetado tem pelo menos um pai afetado c) homens e mulheres afetados são aproximadamente igual; os indivíduos afetados têm geralmente pais normais; cerca de 25% da prole de pais portadores do gene deve apresentar a característica d) homens e mulheres afetados são aproximadamente igual; os indivíduos afetados têm geralmente pais normais; cerca de 75% da prole de pais portadores do gene deve apresentar a característica e) homens afetados são maiores do que o de mulheres afetadas; a característica deixa de aparecer em várias gerações; o indivíduo afetado tem pais afetados. 49. (Unesp) O esquema mostra a genealogia de uma família. Os símbolos escuros representam os indivíduos míopes e os claros, os indivíduos de visão normal. A probabilidade do casal I x II ter uma criança míope é a) imprevisível, porque a mulher tanto pode ser homozigota como heterozigota. b) nula, porque a mulher tem o gene dominante em homozigose. c) 1/2, porque 50% dos gametas da mulher transportam o gene recessivo. d) 1/4, porque o casal já tem três filhos com visão normal. e) 1/4, porque o gene para a miopia é recessivo. 50. (Fei) Algumas variedades de canários mudam de cor dependendo da alimentação que recebem. Esta mudança indica que o: a) fenótipo depende do ambiente. b) genótipo depende do ambiente. c) fenótipo depende do genótipo e do meio ambiente. d) genótipo depende do fenótipo e do meio ambiente. e) genótipo depende dos genes. 51. (Fuvest) Em seu trabalho com ervilhas, publicado em 1866, Mendel representou os fatores hereditários determinantes dos estados amarelo e verde do caráter cor da semente pelas letras A e a, respectivamente. O conhecimento atual a respeito da natureza do material hereditário permite dizer que a letra A usada por Mendel simboliza a) um segmento de DNA com informação para uma cadeia polipeptídica. b) um segmento de DNA com informação para um RNA ribossômico. c) um aminoácido em uma proteína. d) uma trinca de bases do RNA mensageiro. e) uma trinca de bases do RNA transportador.

9 52. (Ufmg) Analise esta tabela, em que estão relacionadas características das gerações F1 e F2, resultantes dos cruzamentos de linhagens puras de três organismos diferentes: 55. (Pucrs) A Doença de Huntington (DH) é uma anomalia autossômica com caráter dominante cuja manifestação ocorre na fase adulta, com uma progressiva perda do controle motor e problemas psiquiátricos como demência e distúrbios afetivos. No heredograma a seguir, os indivíduos afetados por DH estão indicados em negro. Considerando-se as informações contidas nesta tabela e outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que a) os pares de genes que determinam o tipo e a cor da asa nas moscas estão localizados em cromossomas não-homólogos. b) as características tipo de semente e cor de plumagem são determinadas, cada uma delas, por um único par de gene. c) as plantas da F2 com sementes rugosas, quando autofecundadas, originam apenas descendentes com sementes rugosas. d) o gene que determina plumagem azulada é dominante sobre os genes que determinam plumagem preta ou plumagem branca. 53. (Ufmg) Observe este heredograma: Após analisar esse heredograma, uma estudante concluiu que a característica transmitida, na família representada, é autossômica recessiva. Para chegar a tal conclusão, essa estudante considerou todas as seguintes hipóteses, EXCETO a) O indivíduo I.3 tem filha normal, por isso é improvável uma herança dominante ligada ao X. b) O indivíduo II.5 também seria afetado, se a herança fosse ligada ao Y. c) O indivíduo III.2 não possui pais afetados, portanto a herança não deve ser autossômica dominante. d) Os filhos homens de I.2 seriam normais, se a herança fosse recessiva ligada ao X. 54. (Uerj) Em determinado tipo de camundongo, a pelagem branca é condicionada pela presença do gene "A", letal em homozigose. Seu alelo recessivo "a" condiciona pelagem preta. Para os filhotes vivos de um cruzamento de um casal de heterozigotos, esperam-se as seguintes proporções de camundongos de pelagem branca e preta, respectivamente: a) 1/2 e 1/2 b) 1/4 e 3/4 c) 2/3 e 1/3 d) 3/4 e 1/4 As afirmativas abaixo se referem aos possíveis genótipos dos indivíduos indicados no heredograma. Assinale, nos parênteses, V para as verdadeiras e F para as falsas. ( ) Os indivíduos I-1, I-2, II-1 e II-3 são homozigotos. ( ) Os indivíduos II-1 e II-3 são heterozigotos. ( ) Os indivíduos II-2 e II-4 são heterozigotos. ( ) Os indivíduos III-1, III-2, III-3 e III-4 são homozigotos. A seqüência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é a) F - V - F - V b) F - V - V - F c) V - F - V - F d) V - F - F - V e) V - F - V - V 56. (Puccamp) Em aves, existe uma anomalia que se caracteriza pelo encurtamento das asas. Quando aves anômalas heterozigóticas são cruzadas, originam uma descendência com indivíduos anômalos e normais numa proporção de 2 :1, respectivamente. A partir desses dados, é possível deduzir que o alelo que condiciona a anomalia é a) letal em homozigose. b) letal recessivo. c) pleiotrópico. d) hipostático. e) epistático. 57. (Fuvest) Considere uma ovogônia de uma mulher heterozigota para o par de alelos Dd. Entre os possíveis gametas formados por essa ovogônia, podemos encontrar: a) quatro óvulos Dd. b) quatro óvulos D e quatro óvulos d. c) dois óvulos D e dois óvulos d. d) apenas um óvulo Dd. e) apenas um óvulo D ou um óvulo d. 58. (Pucsp) Analise a genealogia a seguir, onde foi estudado o caráter BRAQUIDACTILIA (dedos curtos), que é determinado por um par de genes:

10 62. (Ufsc) A figura a seguir apresenta uma genealogia hipotética. Nessa família, os indivíduos 1, 2, 3, 4 e 7 são braquidáctilos, enquanto os indivíduos 5 e 8 apresentam dedos normais. Considerando essas informações e desprezando a possibilidade de ocorrência de mutação, pode-se afirmar que o indivíduo 6: a) é braquidáctilo e homozigoto. b) é braquidáctilo e heterozigoto. c) tem dedos normais e é homozigoto. d) tem dedos normais e é heterozigoto. e) pode ser ou não braquidáctilo e é homozigoto. 59. (G2) Moscas de coloração acinzentada cruzadas entre si fornecem moscas de cor preta. Para determinarmos se uma mosca cinza é homozigota ou heterozigota quanto ao par de genes que condicionam esse caráter, o procedimento correto é analisar a prole resultante do cruzamento dessa mosca com outra de a) cor preta. b) cor cinza. c) genótipo igual ao seu. d) fenótipo igual ao seu. e) fenótipo dominante. 60. (Uel) O heredograma a seguir representa a herança de um par de genes entre os quais há dominância. Os símbolos escuros representam indivíduos que exibem a característica recessiva. Nesse heredograma NÃO se pode determinar o genótipo do indivíduo a) 1 b) 3 c) 5 d) 6 e) (Pucmg) Em genética, em alguns casos, um único par de alelos determina mais de uma característica no organismo. Isso ocorre, por exemplo, com ervilhas, em que um único par de alelos é responsável por três características fenotípicas: cor das flores, cor das sementes, presença ou ausência de manchas nas axilas foliares. Esse fenômeno é conhecido como: a) herança aditiva b) poligenia c) pleiotropia d) codominância Com relação a essa figura é CORRETO afirmar que: (01) Os indivíduos II - 3 e II - 4 representam, respectivamente, um homem e uma mulher. (02) Os indivíduos I - 1 e II - 2, por exemplo, são indivíduos afetados pela característica que está sendo estudada, enquanto II - 1 e III - 3 não o são. (04) III - 1 é neto de I - 1 e I - 2. (08) III - 2 é sobrinha de II - 5. (16) II - 3 não tem nenhuma relação genética com I - 2. (32) II - 1 é mais jovem do que II - 5. (64) Com exceção de II - 3, os demais indivíduos da segunda geração são irmãos. 63. (Uel) Em cobaias, a cor preta do pêlo é condicionada por um alelo dominante e a cor branca, pelo alelo recessivo. Um cruzamento-teste de um indivíduo de cor preta produziu descendentes brancos e pretos em igual número. Se esses descendentes pretos forem cruzados entre si, a proporção fenotípica esperada na prole será de a) 3 pretos :1 branco b) 2 pretos :1 branco c) 1 preto : 3 brancos d) 1 preto : 2 brancos e) 1 preto :1 branco 64. (Ufg) No que se refere ao desenvolvimento do chamado milho híbrido, sabe-se que o cruzamento de duas linhagens homozigotas selecionadas pode produzir espigas maiores e de melhor qualidade comercial, em conseqüência da alta a) interação de genes recessivos. b) taxa de crossing-over. c) freqüência de genes em heterozigose. d) inativação de alelos codominantes. e) ocorrência de pleiotropia. 65. (Ufsm) A anemia falciforme é causada pela presença de uma hemoglobina anormal. Essa doença é herdada como autossômica recessiva. Considerando o heredograma apresentado inicialmente os indivíduos I - 2 e I - 3 forem heterozigotos e os indivíduos I - 1 e I - 4 forem homozigotos

11 normais, quem poderá ser afetado pela doença? a) Apenas III - 1 e III - 2. b) Apenas II - 1 e II - 3. c) Apenas II - 2 e II - 4. d) II - 1, II - 2, II - 3 e II - 4. e) II - 1, II - 3, III - 1 e III (Ufrs) João e Maria estão pensando em ter um filho. João tem um irmão albino e uma irmã com pigmentação normal. Seus pais não são albinos, porém João tem uma tia paterna albina e um primo, por parte de mãe, com a mesma característica. Já Maria tem um avô materno e uma irmã albinos e um irmão com pigmentação normal. Os pais de Maria também têm pigmentação normal. Que informações permitem avaliar com maior precisão as chances de João e Maria terem um filho albino? a) O fenótipo da irmã de João e o genótipo do avô de Maria. b) O genótipo da tia de João e o genótipo do irmão de Maria. c) O fenótipo do irmão de João e o fenótipo da irmã de Maria. d) O genótipo do primo de João e o fenótipo da mãe de Maria. e) O fenótipo do pai de João e o genótipo do pai de Maria. 67. (Mackenzie) Do cruzamento entre aves andaluzas de coloração azulada, nasceram 15 filhotes azulados, 7 brancos e 8 pretos. Trata-se de um caso de e os indivíduos parentais são. O preenchimento correto das lacunas é, respectivamente: a) herança quantitativa e homozigotos dominantes. b) dominância incompleta e heterozigotos c) linkage e heterozigotos. d) herança ligada ao sexo e homozigotos recessivos. e) epistasia e homozigotos dominantes. 69. (Unirio) Na espécie humana há um tipo de doença hereditária muito rara denominada Aquiropodia, que é determinada por um par de genes. No heredograma a seguir, os aquirópodos estão representados por símbolos hachurados. Com base na análise do heredograma, assinale a afirmativa INCORRETA. a) Pode-se dizer que a Aquiropodia é condicionada por um alelo recessivo a. b) Pode-se assumir que os indivíduos II.1 e II.5 possuem o genótipo AA, já que a condição herdada em análise é muito rara. c) Não é possível ter certeza sobre o genótipo de alguns indivíduos, como é o caso dos indivíduos II.3 e III.5. d) Os pais dos aquirópodos são primos. e) O genótipo dos indivíduos IV.2 e IV.4 é aa. 70. (Uff) O heredograma mostra a incidência de uma anomalia genética em grupo familiar. 68. (Ufmg) Observe o esquema. Após a análise deste heredograma, podemos afirmar: a) todos os indivíduos normais são homozigotos recessivos; b) a anomalia é condicionada por um gene recessivo; c) a anomalia ocorre apenas em homozigotos dominantes; d) todos os indivíduos normais são homozigotos dominantes; e) todos os indivíduos normais são homozigotos dominantes ou heterozigotos. Com base nesse esquema e em conhecimentos sobre o assunto, é CORRETO afirmar que a) o gene HbA é dominante sobre o gene HbS. b) os indivíduos HbA/HbS e HbS/HbS devem apresentar os mesmos níveis de hemoglobina anormal. c) os indivíduos que produzem só hemácias anormais podem ser curados. d) um determinado genótipo pode produzir diferentes fenótipos. GABARITO: 1.(02+08=10); 2.( =94); 3.a; 4.d; 5.e; 6.d; 7.a; 8.d; 9.a; 10.c; 11.e; 12.e; 13.d; 14.a; 15.d; 16.c; 17.d; 18.b; 19.e; 20.( =13); 21.c; 22.e; 23.e; 24.c; 25.b; 26.c; 27.a; 28.b; 29.(04+08=12); 30.b; 31.a; 32.d; 33.d; 34.a) recessivo; b) III-1; 35.e; 36.b; 37.( =28); 38.a; 39.a; 40.d; 41.c; 42.b; 43.c; 44.a; 45.a; 46.c; 47.b; 48.c; 49.c; 50.c; 51.a; 52.d; 53.d; 54.c; 55.a; 56.a; 57.e; 58.b; 59.a; 60.e; 61.c; 62.( =95); 63.a; 64.c; 65.a; 66.c; 67.b; 68.d; 69.c; 70.a.

Lei da Segregação. Experimentos de Mendel

Lei da Segregação. Experimentos de Mendel Lei da Segregação Os trabalhos do monge Agostinho Gregor Mendel, realizados há mais de um século, estabeleceram os princípios básicos da herança, que, até hoje, são aplicados nos estudos da Genética. A

Leia mais

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013 1. (Unesp 97) Em gatos, as cores marrom e branca dos pêlos têm sido descritas como devidas a, pelo menos, um par de genes. Considere o cruzamento de gatos homozigotos brancos e marrons. Qual a proporção

Leia mais

INTERAÇÃO GÊNICA EPISTASIA POLIGENIA OU HERANÇA QUANTITATIVA. PM/Bombeiro - PR. Oromar Ciências Humanas Parte 03. Foto das cristas de galinhas

INTERAÇÃO GÊNICA EPISTASIA POLIGENIA OU HERANÇA QUANTITATIVA. PM/Bombeiro - PR. Oromar Ciências Humanas Parte 03. Foto das cristas de galinhas INTERAÇÃO GÊNICA Ocorre quando dois ou mais pares de genes, situados em cromossomos homólogos diferentes, interagem entre si para determinar uma mesma característica. FENÓTIPOS Crista ervilha Crista rosa

Leia mais

DESENVOLVENDO HABILIDADES EM GENÉTICA - PARTE I

DESENVOLVENDO HABILIDADES EM GENÉTICA - PARTE I DESENVOLVENDO HABILIDADES EM GENÉTICA - PARTE I Leia o texto abaixo com atenção. Considere que, nos pombos, a ausência de s é condicionada geneticamente. Nos cruzamentos que um criador realizava, ele observou

Leia mais

Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Gustavo Nome: nº. Lista de Exercícios 1ª Lei de Mendel, exceções e Sistema ABO e Rh

Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Gustavo Nome: nº. Lista de Exercícios 1ª Lei de Mendel, exceções e Sistema ABO e Rh . Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Gustavo Nome: nº Lista de Exercícios 1ª Lei de Mendel, exceções e Sistema ABO e Rh. 1- Em um experimento, preparou-se um conjunto de plantas por técnica de clonagem

Leia mais

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013 1. (Fuvest 91) No porquinho-da-índia existe um par de genes autossômicos que determina a cor da pelagem: o alelo dominante B determina a cor preta e o recessivo b, a cor branca. Descreva um experimento

Leia mais

Primeira Lei de Mendel e Heredograma

Primeira Lei de Mendel e Heredograma Primeira Lei de Mendel e Heredograma 1. (UFC-2006) Leia o texto a seguir. A Doença de Alzheimer (D.A.) (...) é uma afecção neurodegenerativa progressiva e irreversível, que acarreta perda de memória e

Leia mais

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: FUNDAMENTOS DE GENÉTICA Belém /PA BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO 1. (UFMG) Indique a proposição que completa, de forma correta, a afirmativa abaixo:

Leia mais

O albinismo é uma doença metabólica hereditária, resultado de disfunção gênica na produção de melanina. Para que a doença se manifeste é necessário

O albinismo é uma doença metabólica hereditária, resultado de disfunção gênica na produção de melanina. Para que a doença se manifeste é necessário O albinismo é uma doença metabólica hereditária, resultado de disfunção gênica na produção de melanina. Para que a doença se manifeste é necessário que a mutação esteja em homozigose (doença autossômica

Leia mais

Lista de Exercícios Herança Sexual

Lista de Exercícios Herança Sexual Meus queridos alunos, preparei para vocês uma lista de atividades abordando o conteúdo estudado por nós esta semana. Espero que vocês aproveitem o final de semana para resolver esses exercícios segundo

Leia mais

2ª LISTA - GENÉTICA - 3º ANO - CMCG - PROF. BELAN

2ª LISTA - GENÉTICA - 3º ANO - CMCG - PROF. BELAN 2ª LISTA - GENÉTICA - 3º ANO - CMCG - PROF. BELAN 1. (FUVEST) A cor dos pelos nas cobaias é condicionada por uma série de alelos múltiplos com a seguinte escala de dominância: C (preta) > C 1 (marrom)

Leia mais

GENÉTICA 1ª Lei de Mendel

GENÉTICA 1ª Lei de Mendel GENÉTICA 1ª Lei de Mendel 1) Um rato marrom foi cruzado com duas fêmeas pretas. Uma delas teve 7 filhotes pretos e 6 filhotes de cor marrom. A outra teve 14 filhotes de cor preta. Os genótipos do macho

Leia mais

Leis de Mendel. Genética Biologia III

Leis de Mendel. Genética Biologia III Leis de Mendel Genética Biologia III Mendel (1822-1884) Por que ervilhas? Variedades com características bem definidas, sem formas intermediárias; Fácil cultivo; Ciclo reprodutivo curto; Grande número

Leia mais

GENÉTICA MENDELIANA ou GENÉTICA QUALITATIVA

GENÉTICA MENDELIANA ou GENÉTICA QUALITATIVA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA DISCIPLINA DE GENÉTICA GENÉTICA MENDELIANA ou GENÉTICA QUALITATIVA Profa. Dra. Mônica Gusmão Engenheira Agrônoma Profa. Mônica Gusmão PERGUNTAS FUNDAMENTAIS DOS PADRÕES

Leia mais

Apostila de Biologia 11 Leis de Mendel

Apostila de Biologia 11 Leis de Mendel Apostila de Biologia 11 Leis de Mendel Matheus Borges 1.0 Conceitos Básicos Herança biológica ou hereditariedade: características básicas da espécie que herdamos como também as características individuais.

Leia mais

Entendendo a herança genética. Capítulo 5 CSA 2015

Entendendo a herança genética. Capítulo 5 CSA 2015 Entendendo a herança genética Capítulo 5 CSA 2015 Como explicar as semelhanças entre gerações diferentes? Pai e filha Avó e neta Pai e filho Avó, mãe e filha Histórico Acreditava na produção, por todas

Leia mais

EXERCÍCIOS - BIOLOGIA - GENÉTICA

EXERCÍCIOS - BIOLOGIA - GENÉTICA EXERCÍCIOS - BIOLOGIA - GENÉTICA. (Ueg 205) Em uma população hipotética de estudantes universitários, 36% dos indivíduos são considerados míopes. Sabendo-se que esse fenótipo é associado a um alelo recessivo

Leia mais

Genética Monoibridismo e Alelos Múltiplos

Genética Monoibridismo e Alelos Múltiplos Genética Monoibridismo e Alelos Múltiplos Aula Genética - 3º. Ano Ensino Médio - Biologia Prof a. Juliana Fabris Lima Garcia Hibridação Definição: O cruzamento entre indivíduos homozigotos que apresentam

Leia mais

ENSINO MÉDIO. Disciplina: BIOLOGIA Professor: GUSTAVO Série: 2ª ABC

ENSINO MÉDIO. Disciplina: BIOLOGIA Professor: GUSTAVO Série: 2ª ABC ENSINO MÉDIO Disciplina: BIOLOGIA Professor: GUSTAVO Série: 2ª ABC 1- A Doença de Huntington (DH) é uma anomalia autossômica com caráter dominante, cuja manifestação ocorre na fase adulta, com uma progressiva

Leia mais

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013 1. (Fuvest 2004) As três cores de pelagem de cães labradores (preta, marrom e dourada) são condicionadas pela interação de dois genes autossômicos, cada um deles com dois alelos: "Ee" e "Bb". Os cães homozigóticos

Leia mais

3-Esquematize o exame de tipagem sanguínea e possíveis resultados.

3-Esquematize o exame de tipagem sanguínea e possíveis resultados. Lista de exercícios para prova mensal do 3º bimestre 1-Diferencie autossomos de heterossomos. 2-Defina e exemplifique: a) Herança ligada ao sexo b) Herança restrita ao sexo c) Herança influenciada pelo

Leia mais

Primeira Lei de Mendel. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/

Primeira Lei de Mendel. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ 0 Primeira Lei de Mendel Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Primeira Lei de Mendel Mendel demonstrou que a herança não é obra do acaso e sim determinada por

Leia mais

Padrões de Transmissão

Padrões de Transmissão Padrões de Transmissão Gênica Padrões de Transmissão Gênica DISCIPLINA: GENÉTICA BÁSICA PROFA. ZULMIRA LACAVA E LUZIRLANE BRAUN Heranças Monogênicas ou Mendelianas 1 1ª Lei de Mendel Modelo pressupôs que

Leia mais

PLANO DE AULA Autores: Ana Paula Farias Waltrick, Stephanie Caroline Schubert

PLANO DE AULA Autores: Ana Paula Farias Waltrick, Stephanie Caroline Schubert PLANO DE AULA Autores: Ana Paula Farias Waltrick, Stephanie Caroline Schubert 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nível de Ensino: Ensino Médio Ano/Série: 3º ano Disciplina: Biologia Quantidade de aulas: 2 2. TEMA

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA GENÉTICA

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA GENÉTICA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA GENÉTICA PROFESSORA: SANDRA BIANCHI ASSUNTOS ESTUDADOS NA GENÉTICA ESTUDO DOS GENES E DA HEREDITARIEDADE A GENÉTICA E A MATEMÁTICA ESTUDANDO PROBABILIDADE FÓRMULA GERAL: P(A) =

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 55 HERANÇA LIGADA AO SEXO

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 55 HERANÇA LIGADA AO SEXO BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 55 HERANÇA LIGADA AO SEXO Mulher portadora Homem não afectado Gene normal Gene alterado Mulher portadora Mulher não afectada Homem não afectado Homem afectado Homem afectado

Leia mais

ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º Trimestre/2014 GABARITO

ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º Trimestre/2014 GABARITO NOME: ANO: 2º EM Nº: PROF.(A): Claudia Lobo DATA: ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º Trimestre/2014 GABARITO 1. A fenilcetonúria é uma doença que tem herança autossômica recessiva. Considere

Leia mais

c) 9 tipos diferentes. d) 27 tipos diferentes.

c) 9 tipos diferentes. d) 27 tipos diferentes. 1 EXERCÍCIOS 2ª LEI DE MENDES (César) 1) De acordo com a segunda lei de Mendel, dois caracteres se distribuem, quanto ao genótipo, em F2, em: a) 4 tipos diferentes. b) 8 tipos diferentes. c) 9 tipos diferentes.

Leia mais

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013 1. (Fuvest 94) Considere a figura a seguir que representa o resultado da primeira divisão meiótica de uma célula feminina: a) Indique o genótipo do embrião formado a partir da fecundação do óvulo resultante

Leia mais

Nome: Nº Ano: 3º Turma: Disciplina: Biologia Professor: Wanessa Data: / /

Nome: Nº Ano: 3º Turma: Disciplina: Biologia Professor: Wanessa Data: / / Nome: Nº Ano: 3º Turma: Disciplina: Biologia Professor: Wanessa Data: / / 1ª Lei de Mendel 01. Ordene as duas colunas e assinale a ordem certa. Atividade 1 Lista de exercícios Genética 05. Qual a probabilidade

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas FAEM - DZ Curso de Zootecnia Genética Aplicada à Produção Animal

Universidade Federal de Pelotas FAEM - DZ Curso de Zootecnia Genética Aplicada à Produção Animal Universidade Federal de Pelotas FAEM - DZ Curso de Zootecnia Genética Aplicada à Produção Animal Genética clássica: mono, di e polihibridismo, alelismo múltiplo. A PRIMEIRA LEI DE MENDEL OU PRINCÍPIO DA

Leia mais

Genética Conceitos Básicos

Genética Conceitos Básicos Genética Conceitos Básicos O que é genética? É o estudo dos genes e de sua transmissão para as gerações futuras. É dividida em: Genética Clássica Mendel (1856 1865) Genética Moderna Watson e Crick (1953).

Leia mais

Matéria: biologia Assunto: hereditariedade e diversidade da vida Prof. enrico blota

Matéria: biologia Assunto: hereditariedade e diversidade da vida Prof. enrico blota Matéria: biologia Assunto: hereditariedade e diversidade da vida Prof. enrico blota Biologia Princípios Básicos de Genética A genética é a parte da biologia que trata do estudo dos genes e de suas manifestações,

Leia mais

Lista de Exercícios GENÉTICA 1ª e 2ª Lei de Mendel Profº Fernando Teixeira fernando@biovestiba.net

Lista de Exercícios GENÉTICA 1ª e 2ª Lei de Mendel Profº Fernando Teixeira fernando@biovestiba.net Lista de Exercícios GENÉTICA ª e 2ª Lei de Mendel Profº Fernando Teixeira fernando@biovestiba.net 0 - (ACAFE SC/203) A imagem abaixo trata-se de um: a) hemograma, gráfico usado em genética para representar

Leia mais

O SISTEMA GENÉTICO E AS LEIS DE MENDEL

O SISTEMA GENÉTICO E AS LEIS DE MENDEL O SISTEMA GENÉTICO E AS LEIS DE MENDEL Profa. Dra. Juliana Garcia de Oliveira Disciplina: Biologia Celular e Molecular Curso: Enfermagem, Nutrição e TO Conceitos Básicos Conceitos Básicos Conceitos Básicos

Leia mais

Um estudante de 23 anos, doador de sangue tipo universal, é moreno, tem estatura mediana e pesa 85 kg. Todas as alternativas apresentam

Um estudante de 23 anos, doador de sangue tipo universal, é moreno, tem estatura mediana e pesa 85 kg. Todas as alternativas apresentam Um estudante de 23 anos, doador de sangue tipo universal, é moreno, tem estatura mediana e pesa 85 kg. Todas as alternativas apresentam características hereditárias desse estudante que são influenciadas

Leia mais

Mecanismos de Herança

Mecanismos de Herança Mecanismos de Herança Andréa Trevas Maciel Guerra Depto. De Genética Médica FCM - UNICAMP Mecanismo de Herança Conceitos básicos Herança Monogênica Herança mitocondrial Imprinting Autossomos (1 a 22) Autossomos

Leia mais

A PRIMEIRA LEI DE MENDEL E A ESPÉCIE HUMANA TESTES

A PRIMEIRA LEI DE MENDEL E A ESPÉCIE HUMANA TESTES 1 A PRIMEIRA LEI DE MENDEL E A ESPÉCIE HUMANA TESTES 1) Se um homem for heterozigoto para o albinismo: I.Qual a proporção dos espermatozoides que conterão um gene A e dos que conterão o gene a? II. E se

Leia mais

BIOLOGIA. Professor (a): Robyson 3º Ano Matutino 1 Bimestre. Aluno (a): Nº. a) 15% b) 25% c) 50% d) 100% e) 0%

BIOLOGIA. Professor (a): Robyson 3º Ano Matutino 1 Bimestre. Aluno (a): Nº. a) 15% b) 25% c) 50% d) 100% e) 0% Lista: BIOLOGIA 01 Professor (a): Robyson 3º Ano Matutino 1 Bimestre ata: 18 / 03 / 2015 Aluno (a): Nº 01. (UFPE) Renato (III.1), cuja avó materna e avô paterno eram albinos, preocupado com a possibilidade

Leia mais

daltônico. Esta doença traz como consequência problemas nas células denominadas de cones, que ajudam a enxergar cores.

daltônico. Esta doença traz como consequência problemas nas células denominadas de cones, que ajudam a enxergar cores. BIO V7 CAP 19 19.01 O genótipo do casal III-2 e III-3 é X A X a x X a y. Fazendo o cruzamento os filhos podem ser: X A X a, X A Y, X a X a, X a Y. Como se pode observar qual é o masculino e qual é o feminino,

Leia mais

Genética Humana. Faculdade Anísio Teixeira. Prof João Ronaldo Neto

Genética Humana. Faculdade Anísio Teixeira. Prof João Ronaldo Neto Genética Humana Faculdade Anísio Teixeira Prof João Ronaldo Neto Jan/2012 Princípios Básicos da Herança Jan/2012 Mendelismo 1ª Lei de Mendel É a Lei da Segregação dos fatores onde os fatores que condicionam

Leia mais

GENÉTICA. Prof. André Maia

GENÉTICA. Prof. André Maia GENÉTICA Prof. André Maia É a parte da Biologia que estuda os mecanismos através dos quais as características são transmitidas hereditariamente (de pai para filho) através das gerações. Termos e Conceitos

Leia mais

Genética Humana. Faculdade Anísio Teixeira. Prof João Ronaldo Neto

Genética Humana. Faculdade Anísio Teixeira. Prof João Ronaldo Neto Genética Humana Faculdade Anísio Teixeira Prof João Ronaldo Neto Jan/2012 Herança Multifatorial Herança Monogênica Herança Cromossômica Padrões de Herança Distúrbios Monogênicos São determinados por um

Leia mais

Vizinho Seu José, isto vai ser muito difícil de conseguir; melhor o senhor comprar outros porcos com esse jeitão.

Vizinho Seu José, isto vai ser muito difícil de conseguir; melhor o senhor comprar outros porcos com esse jeitão. Exercício 1: (UFSC 2010) Seu José da Silva, um pequeno criador de porcos do Oeste do Estado de Santa Catarina, desejando melhorar a qualidade de sua criação, comprou um porco de raça diferente daquela

Leia mais

Lista de Exercícios Complementares Meiose, Primeira Lei de Mendel e Casos Especiais da Primeira Lei Prof. Daniel Lucena

Lista de Exercícios Complementares Meiose, Primeira Lei de Mendel e Casos Especiais da Primeira Lei Prof. Daniel Lucena Lista de Exercícios Complementares Meiose, Primeira Lei de Mendel e Casos Especiais da Primeira Lei Prof. Daniel Lucena 1-(ANHMEBI-MED 2014) Ao realizar meiose, um organismo diploide, duplo heterozigoto

Leia mais

Primeira Lei de Mendel -> recebe mais dois nomes: dominância completa (heterozigoto manifesta uma das duas características) ou monohibridismo

Primeira Lei de Mendel -> recebe mais dois nomes: dominância completa (heterozigoto manifesta uma das duas características) ou monohibridismo Genética 1ª Lei de Mendel Começa a fazer a divisão com os indivíduos parentais, puros, com base na cor dos parentais. Alelos, partes de um cromossomo, são genes situados na mesma posição de cromossomos

Leia mais

Programa de Retomada de Conteúdo 3º Bimestre

Programa de Retomada de Conteúdo 3º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, Rua Cantagalo 305, 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Programa de Retomada de Conteúdo 3º Bimestre Nome:

Leia mais

As flores de uma determinada planta podem ser brancas, vermelhas ou creme. A cor branca (ausência de deposição de pigmento) é condicionada por alelo

As flores de uma determinada planta podem ser brancas, vermelhas ou creme. A cor branca (ausência de deposição de pigmento) é condicionada por alelo As flores de uma determinada planta podem ser brancas, vermelhas ou creme. A cor branca (ausência de deposição de pigmento) é condicionada por alelo recessivo (aa). O alelo A determina a deposição de pigmento.

Leia mais

1 GENÉTICA MENDELIANA

1 GENÉTICA MENDELIANA 1 GENÉTICA MENDELIANA Gregor J. Mendel nasceu em 1822, no ano de 1843 ingressou no mosteiro Altbriinn, que pertencia à Ordem dos Agostinianos, na antiga cidade de Bruiinn, Áustria, hoje Brno, República

Leia mais

01/10/2012 GENÉTICA ANÁLISE DO HEREDOGRAMA PADRÃO DE HERANÇA AUTOSSÔMICO III. Autossômico recessivo - Fenótipo preto

01/10/2012 GENÉTICA ANÁLISE DO HEREDOGRAMA PADRÃO DE HERANÇA AUTOSSÔMICO III. Autossômico recessivo - Fenótipo preto GENÉTICA Heredogramas e Probabilidades ANÁLISE DO HEREDOGRAMA PADRÃO DE HERANÇA AUTOSSÔMICO Indivíduo sexo masculino normal Indivíduo sexo feminino normal Indivíduo sexo masculino afetado Indivíduo sexo

Leia mais

GENÉTICA. a) 180 b) 240 c) 90 d) 120 e) 360

GENÉTICA. a) 180 b) 240 c) 90 d) 120 e) 360 GENÉTICA 1. O gene autossômico que condiciona pêlos curtos no coelho é dominante em relação ao gene que determina pêlos longos. Do cruzamento entre coelhos heterozigotos nasceram 480 filhotes, dos quais

Leia mais

HERANÇAS MONOFATORIAIS PROFESSOR IVO

HERANÇAS MONOFATORIAIS PROFESSOR IVO HERANÇAS MONOFATORIAIS PROFESSOR IVO 1) UNEMAT - Maria possui a anomalia genética autossômica recessiva chamada galactosemia. Indivíduos galactosêmicos apresentam, entre outras manifestações, a incapacidade

Leia mais

A FAMÍLIA SILVA E SEUS GENES. Os filhos são diferentes, mas todos são Silva. Saiba como! ALBINO PIGMENTADO PROCEDIMENTO

A FAMÍLIA SILVA E SEUS GENES. Os filhos são diferentes, mas todos são Silva. Saiba como! ALBINO PIGMENTADO PROCEDIMENTO A FAMÍLIA SILVA E SEUS GENES Os filhos são diferentes, mas todos são Silva. Saiba como! ALBINO PIGMENTADO PROCEDIMENTO PROCEDIMENTO PARTE 1 Determinação dos genótipos dos pais 1.1. Observar a aparência

Leia mais

De acordo com a segunda lei de Mendel, assinale o que for correto, no que ser refere ao cálculo referente aos tipos de gametas formados por um

De acordo com a segunda lei de Mendel, assinale o que for correto, no que ser refere ao cálculo referente aos tipos de gametas formados por um De acordo com a segunda lei de Mendel, assinale o que for correto, no que ser refere ao cálculo referente aos tipos de gametas formados por um indivíduo. 01) Considerando-se um indivíduo AaBbcc pode-se

Leia mais

GENÉTICA MENDELIANA. Msc. Carlos Figueirêdo

GENÉTICA MENDELIANA. Msc. Carlos Figueirêdo GENÉTICA MENDELIANA Msc. Carlos Figueirêdo MENDELISMO 1. Termos e expressões 2. Mendel 3. Experimentos de Mendel 4. Primeira lei de Mendel 5. Segunda lei de Mendel Termos e expressões Característica:

Leia mais

O primeiro a realizar trabalhos rigorosos nesta área foi Gregor Mendel, baseando-se na análise estatística de resultados experimentais obtidos em

O primeiro a realizar trabalhos rigorosos nesta área foi Gregor Mendel, baseando-se na análise estatística de resultados experimentais obtidos em O primeiro a realizar trabalhos rigorosos nesta área foi Gregor Mendel, baseando-se na análise estatística de resultados experimentais obtidos em cruzamentos realizados com a ervilheira (Pisum sativum).

Leia mais

13.01. Os casos onde dois ou mais genes influenciam uma só característica são denominados de Interações Genéticas. RREE, RrEE, RrEe, RREe

13.01. Os casos onde dois ou mais genes influenciam uma só característica são denominados de Interações Genéticas. RREE, RrEE, RrEe, RREe BIO 5E aula 13 13.01. Os casos onde dois ou mais genes influenciam uma só característica são denominados de Interações Genéticas. 13.02. FENÓTIPOS Rosa Ervilha Noz Simples GENÓTIPOS RRee, Rree rree, rree

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( ) Fundamental (x) Médio SÉRIE: _3ª TURMA: TURNO: DISCIPLINA: _BIOLOGIA PROFESSOR: Silas Miranda 01- A genealogia abaixo apresenta

Leia mais

Exercícios Genética e sistema imunitário. Professora: Ana Paula Souto

Exercícios Genética e sistema imunitário. Professora: Ana Paula Souto Exercícios Genética e sistema imunitário Professora: Ana Paula Souto Nome: n o : Turma: 1) Cite as diferenças entre mitose e meiose. Relacione o número de cromossomos da célulamãe com o das células-filhas.

Leia mais

Roteiro de aula prática 3º ano Prática 3 Primeira Lei de Mendel

Roteiro de aula prática 3º ano Prática 3 Primeira Lei de Mendel Roteiro de aula prática 3º ano Prática 3 Primeira Lei de Mendel Pergunta: Nós herdamos características dos nossos pais? Como isso acontece? Objetivos: Ensinar sobre as leis de transmissão de características

Leia mais

d) a probabilidade de serem negros é maior do que a de serem brancos. e) 50% apresentam pele branca e 50%, pele negra.

d) a probabilidade de serem negros é maior do que a de serem brancos. e) 50% apresentam pele branca e 50%, pele negra. INTERAÇÕES GÊNICAS 1) FATEC - A surdez pode ser uma doença hereditária ou adquirida. Quando hereditária, depende da homozigose de apenas um dos dois genes recessivos, (d) ou (e). A audição normal depende

Leia mais

Genética Humana. Faculdade Anísio Teixeira. Prof João Ronaldo Neto

Genética Humana. Faculdade Anísio Teixeira. Prof João Ronaldo Neto Genética Humana Faculdade Anísio Teixeira Prof João Ronaldo Neto Segregação dos Genes Segregação independente ou Herança diibrida; Com base nos experimentos de Mendel com as ervilhas chamamos de segregação

Leia mais

QUESTÃO 01 QUESTÃO 02(UNISA)

QUESTÃO 01 QUESTÃO 02(UNISA) Disciplina: Biologia Data: /09/2012 Professor: Luiz Carlos Panisset Travassos Turma: 3º Tipo de Atividade: Atividades de recuperação Segmento:EM/Agro Etapa:2ª Nome do(a) aluno(a): QUESTÃO 01 Uma criança

Leia mais

Biologia LIVRO 3 Unidade 1 Avaliação capítulos 1, 2, 3 e 4 Genética PRIMEIRA LEI DE MENDEL.

Biologia LIVRO 3 Unidade 1 Avaliação capítulos 1, 2, 3 e 4 Genética PRIMEIRA LEI DE MENDEL. PRIMEIRA LEI DE MENDEL. 1. Estabeleça, no quadro, a relação correta entre as colunas dos termos e respectivas definições presentes no estudo de genética. ( a ) penetrância ( b ) expressividade ( c ) dominância

Leia mais

Escola Secundária Padre António Vieira

Escola Secundária Padre António Vieira CORRECÇÃO Escola Secundária Padre António Vieira Biologia 12º Ano 2008/2009 Teste sumativo nº 1 2º Período I O desenvolvimento de um novo ser depende de factores genéticos, mas também de factores hormonais.

Leia mais

Quando dois eventos devem acontecer simultaneamente as probabilidades individuais devem ser MULTIPLICADAS.

Quando dois eventos devem acontecer simultaneamente as probabilidades individuais devem ser MULTIPLICADAS. Regra do E Quando dois eventos devem acontecer simultaneamente as probabilidades individuais devem ser MULTIPLICADAS. Regra do OU Quando deve acontecer um evento ou outro, as probabilidades devem ser SOMADAS.

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Bio - Genética

Exercícios de Aprofundamento Bio - Genética . (Unesp 205) Fátima tem uma má formação de útero, o que a impede de ter uma gestação normal. Em razão disso, procurou por uma clínica de reprodução assistida, na qual foi submetida a tratamento hormonal

Leia mais

LINKAGE E OS MAPAS GENÉTICOS

LINKAGE E OS MAPAS GENÉTICOS Disciplina: Biologia Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Linkage e os Mapas Genéticos Humanos LINKAGE E OS MAPAS GENÉTICOS Os trabalhos de Gregor Mendel não foram

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY - ENSINO MÉDIO E PROFISSIONAL - TERRA BOA - PR - Professora Leonilda Brandão da Silva

COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY - ENSINO MÉDIO E PROFISSIONAL - TERRA BOA - PR - Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY - ENSINO MÉDIO E PROFISSIONAL - TERRA BOA - PR - Professora Leonilda Brandão da Silva RESUMO - Livro Biologia Hoje - Volume 3 - Sergio Linhares e Fernando Gewandsznajder

Leia mais

GENÉTICA HUMANA HISTÓRICO 26/08/2013 GREGOR MENDEL AULA 3 RELAÇÃO GENÓTIPO-FENÓTIPO

GENÉTICA HUMANA HISTÓRICO 26/08/2013 GREGOR MENDEL AULA 3 RELAÇÃO GENÓTIPO-FENÓTIPO GENÉTICA HUMANA AULA 3 RELAÇÃO GENÓTIPO-FENÓTIPO CURSO: Psicologia SÉRIE: 2º Semestre CARGA HORÁRIA SEMANAL: 02 Horas/aula CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 40 Horas HISTÓRICO GREGOR MENDEL 1822 Nasceu em Heinzendorf,

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios Resoluções de Exercícios BIOLOGIA II 01 Princípios Básicos que Regem a Transmissão das Características Genéticas e Aspectos Genéticos do Funcionamento do Corpo Humano e Conceitos Básicos As frases 1, 2,

Leia mais

GABARITO DE BIOLOGIA FRENTE 2

GABARITO DE BIOLOGIA FRENTE 2 GABARITO DE BIOLOGIA FRENTE 2 Módulo 25 Questão 01 A Ao analisarmos os dados temos: B determina coloração acinzentada bb determina coloração preta Alelo epistático em outro cromossomo: A determina coloração

Leia mais

I. Os anticorpos são transferidos através da placenta.

I. Os anticorpos são transferidos através da placenta. Revisão para recuperação Questão 01) A descoberta dos sistemas sanguíneos ABO e Rh teve grande impacto na área médica, pois permitiu realizar transfusões de sangue apenas entre pessoas de grupos sanguíneos

Leia mais

Biologia: Genética e Mendel

Biologia: Genética e Mendel Biologia: Genética e Mendel Questão 1 A complexa organização social das formigas pode ser explicada pelas relações de parentesco genético entre os indivíduos da colônia. É geneticamente mais vantajoso

Leia mais

Escola Estadual Dr. Pedro Afonso de Medeiros

Escola Estadual Dr. Pedro Afonso de Medeiros Escola Estadual Dr. Pedro Afonso de Medeiros Professora Amara Maria Pedrosa Silva Aluno(a) nº: Aluno(a) nº: Aluno(a) nº: Série: 3ª Curso Turma: Data: / / Trabalho de Biologia 2ª Unidade QUESTÃO 001 (UFMS)

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II TEXTO COMPLEMENTAR 09 / 2015 PÁGINA 1 DE 8

COLÉGIO PEDRO II TEXTO COMPLEMENTAR 09 / 2015 PÁGINA 1 DE 8 HISTÓRICO COLÉGIO PEDRO II CAMPUS TIJUCA II DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS COORD.: PROFa. CRISTIANA LIMONGI 1º & 2º TURNOS 3ª SÉRIE/ENSINO MÉDIO REGULAR & INTEGRADO ANO LETIVO 2015 PROFESSORES: FRED

Leia mais

3º trimestre- LISTA DE EXERCICIOS - Biologia - CESINHA Ensino Médio 1º ano classe: Prof. Cesinha Nome: nº

3º trimestre- LISTA DE EXERCICIOS - Biologia - CESINHA Ensino Médio 1º ano classe: Prof. Cesinha Nome: nº . 3º trimestre- LISTA DE EXERCICIOS - Biologia - CESINHA Ensino Médio 1º ano classe: Prof. Cesinha Nome: nº Valor: 10 Nota:. 1. (Uel 2015) Leia o texto a seguir. Quando se fala em divisão celular, não

Leia mais

HERANÇA MONOGÊNICA 1ª LEI DE MENDEL. Gregor Mendel : => Nasceu na Morávia, império Austro-húngaro. Gregor Mendel

HERANÇA MONOGÊNICA 1ª LEI DE MENDEL. Gregor Mendel : => Nasceu na Morávia, império Austro-húngaro. Gregor Mendel Genética Mendeliana: aquela determinada por um ou poucos genes, cuja epressão não é influenciada ou é pouco afetada pelo meio. HERANÇA MONOGÊNICA => Conceito de gene (mas não o termo) => foi proposto pela

Leia mais

a) Qual é a probabilidade de o genótipo da primeira criança ser igual ao de seus genitores?

a) Qual é a probabilidade de o genótipo da primeira criança ser igual ao de seus genitores? 1. (Unifesp 2015) Charles Darwin explicou o mecanismo evolutivo por meio da ação da seleção natural sobre a variabilidade dos organismos, mas não encontrou uma explicação adequada para a origem dessa variabilidade.

Leia mais

Instituto de Educação Ciências e Letras. Aluno (a): Série: 3ª

Instituto de Educação Ciências e Letras. Aluno (a): Série: 3ª Instituto de Educação Ciências e Letras Aluno (a): Série: 3ª Professor (a): LG Matéria: BIOLOGIA 01-A figura adiante representa a citocinese em duas células diferentes, 1 e 2. a) Qual fase esta sendo representada?

Leia mais

A Genética Mendeliana

A Genética Mendeliana MATERIAL DE APOIO A Genética Mendeliana O conceito de um fator hereditário como determinante das características de um indivíduo foi introduzido primeiramente por Gregor Mendel em 1865, embora ele não

Leia mais

Mendel Por que Ervilhas?

Mendel Por que Ervilhas? Mendel Por que Ervilhas? Conclusão: Enunciado da 1 a lei: A 1 a lei também pode ser chamada de: Cruzamentos: 1 a Lei de Mendel Exemplo: altura Base citológica da 1 a lei P: Alta X Baixa F1: Baixa F2: Alta

Leia mais

Áudio. GUIA DO PROFESSOR Mendel, o pai da genética - Parte I. Os fundamentos da hereditariedade: Biografia de Gregor Mendel

Áudio. GUIA DO PROFESSOR Mendel, o pai da genética - Parte I. Os fundamentos da hereditariedade: Biografia de Gregor Mendel Mendel, o pai da genética - Parte I Conteúdos: Tempo: Objetivos: Descrição: Produções Relacionadas: Os fundamentos da hereditariedade: Biografia de Gregor Mendel 5 minutos para cada áudio. Avaliar se o

Leia mais

1ª e 2ª LEI DE MENDEL Professor: Robson Fernando Missio http://people.ufpr.br/~rfmissio/robson.htm Objetivo: apresentara 1a e 2a Lei de Mendel

1ª e 2ª LEI DE MENDEL Professor: Robson Fernando Missio http://people.ufpr.br/~rfmissio/robson.htm Objetivo: apresentara 1a e 2a Lei de Mendel 1ª e 2ª LEI DE MENDEL Professor: Robson Fernando Missio http://people.ufpr.br/~rfmissio/robson.htm Objetivo: apresentara 1a e 2a Lei de Mendel Quadrado de Punnet Segregação fenotípica 3/4 Preto 1/4 marron

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II CAMPUS TIJUCA II

COLÉGIO PEDRO II CAMPUS TIJUCA II COLÉGIO PEDRO II CAMPUS TIJUCA II DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS COORD: PROFa CRISTIANA LIMONGI º & 2º TURNOS ª SÉRIE / ENSINO MÉDIO REGULAR & INTEGRADO ANO LETIVO 205 PROFESSORES: FRED & PEDRO MURTA

Leia mais

Unidade 7. Reprodução e hereditariedade

Unidade 7. Reprodução e hereditariedade Unidade 7 Reprodução e hereditariedade O ESTUDO DA HEREDITARIEDADE Teoria da pré-formação ou Progênese: dentro de cada semente (gameta) existiam miniaturas de seres humanos, chamados homúnculos. Gregor

Leia mais

Genética III: Genética Humana

Genética III: Genética Humana Genética III: Genética Humana 1. Genética Humana As árvores genealógicas são usadas para mostrar a herança de doenças genéticas humanas. Uma árvore genealógica na qual é possível rastrear o padrão de herança

Leia mais

Genética Básica. Coordenador: Victor Martin Quintana Flores. Exercícios Resolvidos

Genética Básica. Coordenador: Victor Martin Quintana Flores. Exercícios Resolvidos Genética Básica Coordenador: Victor Martin Quintana Flores Exercícios Resolvidos Genética Mendeliana 1- Uma planta de ervilha heterozigota que é alta e amarela, HhAa, é autofertilizada. Qual é a probabilidade

Leia mais

Curso: Veterinária 2 Semestre Campus Palotina. Professor. Dr. Robson Fernando Missio rfmissio@yahoo.com.br

Curso: Veterinária 2 Semestre Campus Palotina. Professor. Dr. Robson Fernando Missio rfmissio@yahoo.com.br Curso: Veterinária 2 Semestre Campus Palotina Professor Dr. Robson Fernando Missio rfmissio@yahoo.com.br Alelo formas alternativas de um gene; Os genes podem existir em diferentes versões chamadas alelos

Leia mais

Genética I: Mendel, Mitose e Meiose

Genética I: Mendel, Mitose e Meiose Página 1 de 6 Genética I: Mendel, Mitose e Meiose Uma forma de estudar a função biológica é pegar um organismo/célula e dividi-lo em componentes, como as proteínas, e então estudar os componentes individuais.

Leia mais

16.02. A recombinação genética ocorre em todos os pares de cromossomos das células humanas que estão em meiose.

16.02. A recombinação genética ocorre em todos os pares de cromossomos das células humanas que estão em meiose. BIO 6E aula 16 16.01. A pleiotropia ocorre quando um gene influencia mais de uma característica. Em genes que estão localizados no mesmo par de cromossomos porém distante um do outro, a maioria dos gametas

Leia mais

4. (Uff) Numere a coluna inferior, relacionando-a com a superior.

4. (Uff) Numere a coluna inferior, relacionando-a com a superior. TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Uel) A anemia falciforme ou siclemia é uma doença hereditária que leva à formação de hemoglobina anormal e, conseqüentemente, de hemácias que se deformam. É condicionada por

Leia mais

Resoluções das atividades

Resoluções das atividades LIVRO BIOLOGIA Resoluções das atividades Sumário Capítulo 5 Genética do sangue e eritroblastose fetal Capítulo 6 Herança dos cromossomos sexuais Capítulo 7 Lei da Segregação Independente e interação gênica

Leia mais