ATA DA REUNIÃO IX DA REUNIÃO DO COLEGIADO TÉCNICO CONSULTIVO DO PNAGE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATA DA REUNIÃO IX DA REUNIÃO DO COLEGIADO TÉCNICO CONSULTIVO DO PNAGE"

Transcrição

1

2 ATA DA REUNIÃO IX DA REUNIÃO DO COLEGIADO TÉCNICO CONSULTIVO DO PNAGE A IX reunião do Colegiado Técnico Consultivo do PNAGE foi realizada nos dias 10 e 11 de junho de 2008, na cidade de Palmas e contou com a participação de representantes do Ministério do Planejamento, Caixa Econômica Federal e de 21 Estados: AC, AL, AM, AP, BA, CE, ES, GO, MA, MS, MG, PA, PR, PE, PI, RJ, RN, RR, SP, SE e TO. A reunião foi aberta com o pronunciamento da Superintendente do Planejamento a Sra. Regina Martins que justificou a ausência do Secretário o Sr. José Augusto Pires Paula. Agradeceu a presença de todos, ressaltou a participação de cada Estado e destacou que o PNAGE tornou-se uma família. Em nome do Secretário desejou um bom trabalho a todos e uma boa estadia. Em seguida fez uso da palavra o Sr. Evandro Vasconcelos, Diretor Nacional do PNAGE, que destacou a importância dos assuntos a serem tratados na reunião; O Sr. Napolião, Coordenador Técnico do PNAGE - TO justificou a ausência da Secretária da Administração a Sra. Sandra Cristina e desejou boas vindas a todos e ressaltou que, por ter o Estado do Tocantins iniciado depois, com certeza teremos muito o que aprender com os demais Estados. O Sr. Afonso representante da Caixa Econômica Federal desejou um bom trabalho a todos e que deste encontro sairá uma agenda positiva para outros encontros. Destacou que a Caixa Econômica Federal estará sempre à disposição e que o PNAGE consiga realizar uma gestão realmente transparente. O Sr. Ribamar coloca a palavra em aberto para os demais participantes e não havendo manifestações, convida os representantes da mesa para se assentarem com os demais e passa a palavra para a Direção Nacional do PNAGE. O Sr. Evandro Vasconcelos, inicia os trabalhos falando da pauta da manhã do primeiro dia, destacando, entre outros assuntos, a mudança da estrutura do PNAGE. Destacou os problemas de execução provenientes da dificuldade de aplicação das normas de aquisição do BID, além das perdas cambais que reduziram os recursos inicialmente planejados de cerca de R$ 269 milhões para R$ 145 milhões.

3 O representante do Amazonas perguntou se o SICONV irá substituir o SGP. O Sr. Evandro responde afirmativamente. Salientou ainda que o processo de prestação de contas com a utilização do SICONV será bastante simplificado. Foi dito ainda que o Ministério pretende repassar todos os recursos restantes, já consideradas as perdas cambiais, até o final e Outro questionamento feito é que como o Programa tem em sua estrutura tem 06 (seis) componentes, como ficariam estes componentes em face da redução dos recursos disponíveis causados pela perda cambial. A representante do Ceará ressaltou que a alteração do projeto deverá se dar dentro da realidade cambial. A representante de Goiás afirmou que terá que fazer a revisão com urgência e pergunta sobre os parâmetros e que precisam de mais definições. O Estado de Alagoas comentou o avanço do Estado conseguiu com o desenho atual e que outros Estados que aderiram posteriormente estão conseguido. O Estado do Rio de Janeiro falou das complicações que pode trazer para algum Estado se retirar o componente 6 (seis) e que particularmente é a favor do mesmo. O Sr. Evandro disse que o Ministério não tem proposta fechada, pois ideal é que o novo desenho do Programa nasça a partir de uma construção coletiva dos Estados. Na seqüência foi dito que a missão do BID que avaliará as propostas de mudanças está prevista para julho, sendo que as mesmas serão submetidas à COFIEX. Acrescentou ainda que já houve uma conversa preliminar com a especialista do BID responsável pelo PNAGE, a Sra. Claudete Camarano, sobre alguns pontos que devem constar da proposta de mudanças no Programa. Foi informado, ainda, que o BID firmou entendimento com o Ministério do Planejamento, por intermédio de ata de reunião realizada em conjunto com o Banco Mundial e a Secretaria de Assuntos Internacionais, que a partir de então não haverá restrições quanto a utilização dos diversos sistemas de pregão eletrônico e as demais regras que regem esta modalidade. Portanto, o Comprasnet deixa de ser o único sistema aceito pelo BID para a realização de pregão eletrônico. A única condição imposta pelo BID é que os editais não restrinjam direta ou indiretamente a partição de empresas de países membros do BID. Além disto, itens que antes não eram aceitos nos pregões eletrônicos realizados no âmbito do PNAGE passam a ser aceitos, como por exemplo a preferência da micro e pequena empresa, conforme determina a Lei Complementar nº 123. O representante do Maranhão perguntou se a revisão dos projetos depende do redesenho do Programa, pois sua preocupação maior é o POA. O Rio de Janeiro propôs dividir os grupos por regiões e que o foco tem que ser maior no processo e conteúdo.

4 O Diretor do PNAGE afirmou que entre as possíveis mudanças estuda-se a possibilidade de se contratar diretamente as Escolas de Governo, além da participação mais efetiva Empresas Estaduais de Processamento de Dados. O Sr. Ribamar, Coordenador-Geral da UCE /TO ressaltou o grau de sintonia entre os Estados, sendo que alguns projetos estaduais estão mais avançados do que os outros em termos de execução. O Rio Grande do Norte sugeriu que os Estados se reúnam, em duas semanas, quando todos apresentariam as sugestões, já devidamente avalizadas pelos respectivos Secretários, sendo que uma semana depois haverá um fórum para discussão de todas as propostas. O Rio de Janeiro defendeu que a divisão não deva seguir necessariamente a distribuição geográfica. O estado de Goiás sugeriu que as propostas fossem enviadas por . Ficou acertado que os Estados se reunirão em Brasília nos dias 7, 8 e 9 de julho, sendo estas datas passíveis de alteração, para apresentarem as propostas. Os Estados serão divididos por região, sendo que serão formados 3 grupos: Região Norte, Região Nordeste e o último grupo será formado pelos Estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Na parte da tarde do primeiro dia foram retomados os trabalhos com a revisão das pendências da reunião do CTC de Natal. Os Estados foram informados que o Ministério está discutindo mudanças na forma que a CAIXA opera no âmbito do PNAGE. Após a assinatura do Aditivo ao convênio existente, a CAIXA receberá, analisará e aprovará as prestações de contas. Foram discutidos alguns outros pontos, como por exemplo, os problemas de algumas Procuradorias Estaduais quanto a aplicabilidade das normas de aquisição do BID. A este respeito foi feito um levantamento com os Estados sobre quais tinham algum tipo de problema desta natureza. O Sr. José Afonso Rodrigues, Gerente de Produtos da CAIXA fez apresentação da Nova rotina operacional. reafirmando que a Caixa vai receber e aprovar as prestações de contas e que será desenvolvido um manual de orientações Com relação às normas do BID, informou ainda que a CAIXA já trabalha há 10 anos. O aditivo ao convênio entre o Ministério e a CAIXA deverá se assinado até julho e os respectivos termos aditivos dos contratos de repasses dos Estados até setembro, desde que não haja algum impedimento legal, como por exemplo, inadimplência junto ao CAUC. Às 16:35 foram retomados os trabalhos, O Diretor do PNAGE fez uma apresentação da proposta de parceria com a ABEP. Foram apresentados os seguintes itens passíveis de parceria:

5 1. Elaboração de Manuais Técnicos 2. Assessoria em projetos técnicos 3. Catálogo de softwares 4. Inventário de sistemas planejados 5. Análise prévia dos planos de Aquisição dos Estados para desenvolvimento de sistemas e de equipamentos de informática 6. Participação da ABEP nas reuniões do CTC Passou-se, então, à discussão dos itens constantes da parceria com a ABEP. Especificamente quanto ao item 5 (Análise prévia dos planos de Aquisição dos Estados para desenvolvimento de sistemas e de equipamentos de informática), os Estados de Minas Gerais e Goiás é que argumentaram que esta sistemática contrariaria os procedimentos internos. Em função destas manifestações, ficou acertado que este ponto irá constar do Termo de Cooperação Técnica a ser assinado entre a Secretara de Gestão e a ABEP, mas de forma não obrigatória, ou seja, cada Estado poderá aderir ou não à esta sistemática. Portanto, houve consenso sobre a pertinência da assinatura do termo de parceria com a ABEP. Outro assunto tratado, foi o sistema de concessão de diárias e passagens - SCDP, utilizado pelo Ministério do Planejamento. Após a apresentação sucinta do sistema, foi destacada a possibilidade de se repassar o sistema aos Estados interessados, até porque o mesmo foi desenvolvido em plataforma de software livre. No segundo dia de reunião foi apresentada a minuta da manifestação de interesse para as contratações de consultoria. Esta manifestação de interesse tem como objetivo o de formar um banco de dados no qual os Estados poderão utilizar para formar as listas curtas das respectivas contratações de empresas consutoras. Foi ainda acertado o cronograma das capacitações para o segundio semestre, tendo sido acertado os seguintes locais e datas: Rio Grande do Sul 05 a 08 de agosto Políticas de Aquisições de Bens, Contratação de Obras e Serviços e seleção e Contratação de Consultores do BID; Pará 19 a 22 de agosto - Políticas de Aquisições de Bens, Contratação de Obras e Serviços e seleção e Contratação de Consultores do BID; Sergipe 23 a 26 de setembro - Políticas de Aquisições de Bens, Contratação de Obras e Serviços e seleção e Contratação de Consultores do BID; Paraná 07 a 09 de outubro Execução Financeira Alagoas 15 a 17 de outubro - Execução Financeira

6 Amazonas 21 a 23 de outubro Execução Financeira Bahia evento previsto para 1ª semana de dezembro Na parte final da reunião, os Estados forma divididos por região e realizaram reuniões com os respectivos técnicos da Direção Nacional para debaterem sobre a situação de cada projeto. Ao final da reunião, o Diretor Nacional do PNAGE fez agradecimentos, ressaltando a hospitalidade recebida pela equipe do Tocantins. Acrescentou ainda, a boa participação de todos e também do espírito de equipe que todos estão internalizando. E que o PNAGE possa acontecer de forma transparente e que essas reuniões são fundamentais para engrandecer o PNAGE. Mais uma vez fez os agradecimentos e deu por encerrada a reunião. O Sr. Ribamar fez uso da palavra, agradecendo a todos e solicitou que a Coordenadora Sílvia R. Barros fizesse a entrega dos certificados.

DIAGNÓSTICO E ESTRATÉGIA DE COMPRAS ESTADUAIS

DIAGNÓSTICO E ESTRATÉGIA DE COMPRAS ESTADUAIS DIAGNÓSTICO E ESTRATÉGIA DE FORTALECIMENTO DOS MODELOS DE COMPRAS ESTADUAIS Grupo de trabalho Metodologia BID ENAP Modelo colaborativo de construção e desenvolvimento do projeto com grupo multidisciplinar

Leia mais

AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE. Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional

AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE. Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional Desafio Fomentar o Uso do Poder de Compra do Governo Junto aos Pequenos Negócios para Induzir

Leia mais

Relatório Gerencial TECNOVA

Relatório Gerencial TECNOVA Relatório Gerencial TECNOVA Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados - DPDE Área de Apoio à Ciência, Inovação, Infraestrutura e Tecnologia - ACIT Fevereiro de 2015 Marcelo Nicolas Camargo

Leia mais

Contas Regionais do Brasil 2010

Contas Regionais do Brasil 2010 Diretoria de Pesquisas Contas Regionais do Brasil 2010 Coordenação de Contas Nacionais frederico.cunha@ibge.gov.br alessandra.poca@ibge.gov.br Rio, 23/11/2012 Contas Regionais do Brasil Projeto de Contas

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX SUMÁRIO 1 ICMS 1.1 CONTRIBUINTE 1.2 FATO GERADOR DO IMPOSTO 1.3 BASE DE CÁLCULO DO IMPOSTO 1.4 REDUÇÃO DA BASE DE CÁLCULO 1.5 CARTA DE CORREÇÃO 1.6 CÓDIGO DA SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança Metodologia Seleção

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Atualização: 26/outubro Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança

Leia mais

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia Sublimites estaduais de enquadramento para o ICMS no Simples Nacional 2012/2013 Vamos acabar com essa ideia 4 CNI APRESENTAÇÃO Os benefícios do Simples Nacional precisam alcançar todas as micro e pequenas

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CARTA COLIC Nº 20/2010 Brasília-DF, 12 de maio de 2010. À Empresa Interclip A/C. Sra. Danielle de Paula Fone/Fax: (31) 3211-7523 Prezada Senhora, A presente carta faz-se em consideração aos questionamentos

Leia mais

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Resolução n o 623, de 18 de Outubro de 2013 1. Qual a Resolução que trata sobre Conselho de Usuários e onde ela está disponível? Trata-se da Resolução n

Leia mais

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado

Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado Consultor Sebrae Nacional PARCERIAS MPOG - Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão/SLTI CONSAD Conselho Nacional de Secretários

Leia mais

Inventar com a diferenca,

Inventar com a diferenca, Inventar com a diferenca, cinema e direitos humanos PATROCÍNIO APOIO REALIZAÇÃO Fundação Euclides da Cunha O que é Inventar com a diferença: cinema e direitos humanos O projeto visa oferecer formação e

Leia mais

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 Situação da microcefalia no Brasil Até 21 de novembro, foram notificados 739 casos suspeitos de microcefalia, identificados em 160 municípios de nove

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010 ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL PROFESSORES DAS REDES ESTADUAIS NO BRASIL A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO SINDICATO APEOC DE CONSTRUIR A ADEQUAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS TRABALHADORES

Leia mais

14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados

14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados 14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados Apresentação Este relatório apresenta os resultados da 14ª Avaliação de Perdas realizada com os principais supermercados do Brasil. As edições

Leia mais

Diagnóstico da institucionalização da Política Nacional de Educação Permanente do Sistema Único de Assistência Social nos estados brasileiros

Diagnóstico da institucionalização da Política Nacional de Educação Permanente do Sistema Único de Assistência Social nos estados brasileiros Diagnóstico da institucionalização da Política Nacional de Educação Permanente do Sistema Único de Assistência Social nos estados brasileiros Denise Mafra Gonçalves; Maria Cristina Abreu Martins de Lima;

Leia mais

Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil

Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil Observatório das MPEs SEBRAE-SP Março/2008 1 Características da pesquisa Objetivos: Identificar o grau de conhecimento e a opinião dos

Leia mais

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil...

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil... ...... PRODUÇÃO DAS LAVOURAS EM MARÇO DE 2012 SUMÁRIO 1 - Lavouras... 5 TABELAS DE RESULTADOS Safra 2012 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra

Leia mais

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008 (continua) Produção 5 308 622 4 624 012 4 122 416 3 786 683 3 432 735 1 766 477 1 944 430 2 087 995 2 336 154 2 728 512 Consumo intermediário produtos 451 754 373 487 335 063 304 986 275 240 1 941 498

Leia mais

As Compras Públicas, Simplificação, Sustentabilidade e Micro e Pequenas Empresas. Maurício Zanin Consultor SEBRAE Nacional

As Compras Públicas, Simplificação, Sustentabilidade e Micro e Pequenas Empresas. Maurício Zanin Consultor SEBRAE Nacional As Compras Públicas, Simplificação, Sustentabilidade e Micro e Pequenas Empresas Maurício Zanin Consultor SEBRAE Nacional OBJETIVO DAS NORMAS (linhas da esquerda para a direita) 8.666/93 Lei Geral de

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012

CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012 CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012 Tributos incluídos no Simples Nacional Brasília 19 de setembro de 2013 ROTEIRO 1 2 3 4 O PROJETO RESULTADOS DIFERENÇA NAS ALÍQUOTAS

Leia mais

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing Edson José de Lemos Júnior Ermeson Gomes da Silva Jardson Prado Coriolano da Silva Marcos Antonio Santos Marinho Rosinaldo Ferreira da Cunha RELATÓRIO GERENCIAL

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS Nota Técnica 7/13 (7 de Maio) Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Núcleo de Assuntos Econômico-Fiscais NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS IMPACTOS DA DIVISÃO DO

Leia mais

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Informações Básicas Recursos Humanos Foram pesquisadas as pessoas que trabalhavam na administração direta e indireta por vínculo empregatício e escolaridade;

Leia mais

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Tabulação dos Resultados da Pesquisa Objetivos: Diagnosticar a situação atual dos municípios

Leia mais

Reunião do Conselho das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa CONFAP

Reunião do Conselho das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa CONFAP Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Reunião do Conselho das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa CONFAP Manoel Cardoso Assessoria de Planejamento e Estudos Brasília,

Leia mais

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional

Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional de Comercialização Solidária constituída por empreendimentos econômicos comerciais feiras permanentes, lojas e centrais/centros públicos

Leia mais

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES Brasília, janeiro/2011 Objetivos específicos da pesquisa 2 Avaliar a quantidade e a qualidade da rede credenciada. Avaliar os serviços oferecidos: o Plano CASSI Família

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS

Leia mais

Informações Gerenciais de. Contratações Públicas de Bens. e Serviços de Tecnologia da. Informação

Informações Gerenciais de. Contratações Públicas de Bens. e Serviços de Tecnologia da. Informação Informações Gerenciais de Contratações Públicas de Bens e Serviços de Tecnologia da Informação janeiro a dezembro de 2014 Sumário Executivo MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO As informações descritas a seguir

Leia mais

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA -

Leia mais

Análise Demográfica das Empresas da IBSS

Análise Demográfica das Empresas da IBSS CAPÍTULO 4 Análise Demográfica das Empresas da IBSS Apresentação A demografia de empresas investiga a estrutura do estoque de empresas em dado momento e a sua evolução, como os movimentos de crescimento,

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA ( 44.ª EDIÇÃO ) AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PRESIDENTE Ronaldo Mota Sardenberg CONSELHEIROS Emília

Leia mais

Serviço de Acolhimento para Adultos e Famílias: expansão e reordenamento

Serviço de Acolhimento para Adultos e Famílias: expansão e reordenamento Serviço de Acolhimento para Adultos e Famílias: expansão e reordenamento Brasília, 06/03/2014 Contextualização Em 2008, a Pesquisa Nacional sobre a População em Situação de Rua apontou que 76,15% da população

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014 16 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014 16 Retratos da Sociedade Brasileira: Problemas e Prioridades do Brasil para 2014 CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA

Leia mais

Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE

Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE Um total de 131 municípios da região Norte participou do Levantamento Nacional do Transporte Escolar. No Acre, 36% dos municípios responderam

Leia mais

Boletim Informativo. Junho de 2015

Boletim Informativo. Junho de 2015 Boletim Informativo Junho de 2015 Extrato Geral Brasil 1 EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 227.679.854 ha 57,27% Número de Imóveis cadastrados: 1.727.660 Observações: Dados obtidos do Sistema de Cadastro

Leia mais

ÍNDICE RELATÓRIO SIOR 2012. Pág. 02 NOTÍCIAS 2011/2012. Pág. 03 ANÁLISE DAS DEMANDAS. Pág. 04 GRÁFICO DE DEMANDAS POR ESTADO. Pág.

ÍNDICE RELATÓRIO SIOR 2012. Pág. 02 NOTÍCIAS 2011/2012. Pág. 03 ANÁLISE DAS DEMANDAS. Pág. 04 GRÁFICO DE DEMANDAS POR ESTADO. Pág. RELATÓRIO SIOR 2012 ÍNDICE NOTÍCIAS 2011/2012 ANÁLISE DAS DEMANDAS GRÁFICO DE DEMANDAS POR ESTADO TEMPO DE ATENDIMENTO DEMANDAS CONSIDERADAS PROCEDENTES MAPA DAS PRINCIPAIS DEMANDAS CONSIDERADAS PROCEDENTES

Leia mais

TELESSAÚDE BRASIL REDES NA ATENÇÃO BÁSICA

TELESSAÚDE BRASIL REDES NA ATENÇÃO BÁSICA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA TELESSAÚDE BRASIL REDES NA ATENÇÃO BÁSICA MANUAL INSTRUTIVO Sumário Introdução... 3 Atividades a serem desenvolvidas dentro

Leia mais

I Fórum Nacional Conjunto Consad Conseplan - Confaz

I Fórum Nacional Conjunto Consad Conseplan - Confaz I Fórum Nacional Conjunto Consad Conseplan - Confaz Avanços do trabalho desenvolvido no âmbito do Ciclo de Debates sobre Relações Público-Privadas e Compras Públicas Estaduais 13 de novembro de 2014 Relações

Leia mais

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015 Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015 Copyright Boa Vista SCPC 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: Pesquisa para mapear os hábitos de consumo e compras para época

Leia mais

Instituição. Márcia M. N. Paes Marília Marques G. Marini

Instituição. Márcia M. N. Paes Marília Marques G. Marini Ata da 1 a Reunião Comitê Coordenador PROBIO II No dia 19/11/08, às 10:00h, foi dado início à primeira reunião do Comitê Coordenador do Projeto Nacional de Ações Integradas Público-Privadas para Biodiversidade

Leia mais

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 0 0,00 0 0 0 0,00 Rondônia

Leia mais

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes. Disque Denúncia Nacional: DDN 100

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes. Disque Denúncia Nacional: DDN 100 Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças

Leia mais

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Boletim Informativo Maio de 2015 * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Extrato Geral Brasil EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 212.920.419 ha 53,56 % Número de Imóveis cadastrados: 1.530.443

Leia mais

2014 DEZEMBRO. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos

2014 DEZEMBRO. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos 2014 DEZEMBRO Caderno de Informação da Saúde Suplementar Beneficiários, Operadoras e Planos Elaboração, distribuição e informações: MINISTÉRIO DA SAÚDE Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Diretoria

Leia mais

Departamento de Engenharia de Saúde Pública/CGEAR LICENCIAMENTO AMBIENTAL NAS OBRAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA FUNASA.

Departamento de Engenharia de Saúde Pública/CGEAR LICENCIAMENTO AMBIENTAL NAS OBRAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA FUNASA. Departamento de Engenharia de Saúde Pública/CGEAR LICENCIAMENTO AMBIENTAL NAS OBRAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA FUNASA Brasília 2005 O Licenciamento Ambiental nasceu de uma exigência social, fruto de uma

Leia mais

Edital do Processo Seletivo para o Curso Micropolítica da Gestão e Trabalho em Saúde Ênfase na Gestão Estadual do Sistema Único de Saúde

Edital do Processo Seletivo para o Curso Micropolítica da Gestão e Trabalho em Saúde Ênfase na Gestão Estadual do Sistema Único de Saúde 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Rio de Janeiro, em 06 de outubro

Leia mais

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social COMENTÁRIOS ACERCA DOS NÚMEROS FINAIS DO PIB DO RS E DAS DEMAIS UNIDADES DA FEDERAÇÃO EM 2010 Equipe

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal

Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Ministério das Comunicações Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD Suplementar 2013 Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular

Leia mais

Oficina de Avaliação sobre a Implantação e Utilização do e-sus AB GT e-sus AB/DAB/SAS/MS Maio de 2015

Oficina de Avaliação sobre a Implantação e Utilização do e-sus AB GT e-sus AB/DAB/SAS/MS Maio de 2015 Estratégia e-sus AB caminhos da implantação Oficina de Avaliação sobre a Implantação e Utilização do e-sus AB GT e-sus AB/DAB/SAS/MS Maio de 2015 Assista o vídeo que mostra como os profissionais de saúde

Leia mais

II Fórum de Coordenadores de imunizações dos estados e de municípios de capital, 2014

II Fórum de Coordenadores de imunizações dos estados e de municípios de capital, 2014 II Fórum de Coordenadores de imunizações dos estados e de municípios de capital, 2014 Situação e mecanismo para avançar no processo de implantação do SIPNI Carla Magda A. S. Domingues Coordenadora Geral

Leia mais

Transporte Escolar nos Estados e no DF. Novembro/2011

Transporte Escolar nos Estados e no DF. Novembro/2011 Transporte Escolar nos Estados e no DF Novembro/2011 UFs onde existe terceirização total ou parcial (amostra de 16 UFs) AC AL AP AM DF GO MT MS PB PI RJ RN RO RR SE TO TERCEIRIZAÇÃO TERCEIRIZAÇÃO TERCEIRIZAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Empresas de Pequeno Porte em Compras Governamentais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Empresas de Pequeno Porte em Compras Governamentais Benefícios para Micro Empresa e Empresas de Pequeno Porte em Compras Governamentais I) Objetivo Tópicos II) Avaliação da experiência do Governo Federal III) Principais Pontos da LC nº 123/2006 e do Decreto

Leia mais

Governança Pública. O Desafio do Brasil. Contra a corrupção e por mais desenvolvimento. Governança de Municípios. Março/2015

Governança Pública. O Desafio do Brasil. Contra a corrupção e por mais desenvolvimento. Governança de Municípios. Março/2015 Governança Pública O Desafio do Brasil Contra a corrupção e por mais desenvolvimento Governança de Municípios Março/2015 João Augusto Ribeiro Nardes Ministro do TCU Sumário I. Introdução-OTCUeocombateàcorrupção

Leia mais

ATA DA 1ª REUNIÃO DO FORUM TÉCNICO DO PROGRAMA ARPA EM 2014. Realizada no dia 30 de abril de 2014

ATA DA 1ª REUNIÃO DO FORUM TÉCNICO DO PROGRAMA ARPA EM 2014. Realizada no dia 30 de abril de 2014 ATA DA 1ª REUNIÃO DO FORUM TÉCNICO DO PROGRAMA ARPA EM 2014 Realizada no dia 30 de abril de 2014 Em trinta de abril de 2014, das 9:40h às 17:30h, em conformidade com a convocação eletrônica previamente

Leia mais

PRIORIDADES PARA A REDE DE LABORATÓRIOS E O DE REFERÊNCIA NACIONAL

PRIORIDADES PARA A REDE DE LABORATÓRIOS E O DE REFERÊNCIA NACIONAL PRIORIDADES PARA A REDE DE LABORATÓRIOS E O DE REFERÊNCIA NACIONAL O SISTEMA NACIONAL DE LABORATÓRIOS DE SAÚDE PÚBLICA (SNLSP) FOI INSTITUIDO ATRAVÉS DA PORTARIA MINISTERIAL Nº 280/BSB DE 21/07/77 E FOI

Leia mais

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1 Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Perspectivas da economia / Comprometimento de renda Novembro/2015 Copyright Boa Vista SCPC 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: Pesquisa para

Leia mais

Pesquisa Hábitos de Consumo Dia dos Pais 2015

Pesquisa Hábitos de Consumo Dia dos Pais 2015 Pesquisa Hábitos de Consumo Dia dos Pais 2015 Agosto de 2015 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Índice o Objetivo, metodologia e amostra... 03 o Sumário... 04 o Perfil dos respondentes... 05 o Pretensão

Leia mais

Informações Gerenciais de. Contratações Públicas de Bens. e Serviços de Tecnologia da. Informação

Informações Gerenciais de. Contratações Públicas de Bens. e Serviços de Tecnologia da. Informação Informações Gerenciais de Contratações Públicas de Bens e Serviços de Tecnologia da Informação janeiro a março de 2014 Sumário Executivo MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO As informações descritas a seguir comparam

Leia mais

Unidade I: SEPN 515 - Bloco B - Ed. Ômega CEP: 70770-502 - Brasília - DF Telefone: (61) 3448-1000

Unidade I: SEPN 515 - Bloco B - Ed. Ômega CEP: 70770-502 - Brasília - DF Telefone: (61) 3448-1000 5. órgãos do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) Unidade I: SEPN 515 - Bloco B - Ed. Ômega CEP: 70770-502 - Brasília - DF Telefone: (61) 3448-1000

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRA4007 EDITAL Nº 3/2010 1. Perfil: no. 1 Sol e Praia 3. Qualificação educacional: Pós-graduação em turismo, geografia, educação ambiental, recreação

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO Cargo 1: Analista do MPU Área de Atividade: Apoio Técnico-Administrativo Especialidade: Arquivologia Distrito Federal / DF 596 4 149,00 Especialidade: Biblioteconomia Acre / AC 147 1 147,00 Especialidade:

Leia mais

PROGRAMA LÍDERES INTERNACIONAIS EM EDUCAÇÃO

PROGRAMA LÍDERES INTERNACIONAIS EM EDUCAÇÃO PROGRAMA LÍDERES INTERNACIONAIS EM EDUCAÇÃO (INTERNATIONAL LEADERS IN EDUCATION PROGRAM ILEP) DESCRIÇÃO DO PROGRAMA: O Programa Líderes Internacionais em Educação (International Leaders in Education Program

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Junho/14) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos Unidades da Federação 1980 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002

Leia mais

Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações: SIPNI (nominal e procedência)

Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações: SIPNI (nominal e procedência) Imunizações: SIPNI (nominal e procedência) Desenvolvido a partir de 2009: integra as bases de dados dos Sistemas de registros de aplicadas doses (SI-API), Eventos adversos (SI-EAPV), usuários de imunobiológicos

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO I V S E M I N Á R I O D E E X E C U Ç Ã O F I N A N C E I R A D E P R O J E T O S F I N A N C I A D O S C O M R E C U R S O S E X T E R N O S MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE

Leia mais

Índice da apresentação

Índice da apresentação Cenário da reparação de veículos 2013 Índice da apresentação 1. Indicadores 2. Ameaças e oportunidades 3. Cenário futuro Indicadores Total 5.565 Municípios NORTE 449 Amazonas 62 Pará 143 Rondônia 52 Acre

Leia mais

Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação Ciclo de formação em monitoramento e avaliação: a experiência do MDS na formação de agentes públicos estaduais e municipais. Autores: Patricia Vilas Boas Marcilio

Leia mais

Endereços das Secretarias Estaduais de Educação

Endereços das Secretarias Estaduais de Educação Endereços das Secretarias Estaduais de Educação ACRE MARIA CORRÊA DA SILVA Secretária de Estado da Educação do Acre Rua Rio Grande do Sul, 1907- Aeroporto Velho CEP: 69903-420 - Rio Branco - AC Fone: (68)

Leia mais

EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY

EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY São convocados os senhores Usuários dos serviços de Telecomunicações e as associações ou entidades que possuam em seu objeto social características

Leia mais

Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP. UBS Elpidio Moreira Souza AC. UPA município de Ribeirão Pires SP

Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP. UBS Elpidio Moreira Souza AC. UPA município de Ribeirão Pires SP Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP UBS Elpidio Moreira Souza AC Quadra da Escola Municipal Érico de Souza, Águas Lindas GO UPA município de Ribeirão Pires SP UBS Clínica da Família,

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO DE PARCEIROS PARA OPERAÇÃO DESCENTRALIZADA DO PROGRAMA DE APOIO À PESQUISA EM EMPRESAS NA MODALIDADE SUBVENÇÃO A MICRO E PEQUENAS

Leia mais

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS Seminário POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS LEGISLAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E POLÍTICA DE SEGURANÇA Brasília DF 13 de setembro de 2012 Regulamentação da atividade de mototaxista Mesmo diante da ausência

Leia mais

Censo Nacional das Bibliotecas Públicas P

Censo Nacional das Bibliotecas Públicas P Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional Diretoria de Livro, Leitura e Literatura Fundação Biblioteca Nacional Sistema Nacional de Bibliotecas PúblicasP Censo Nacional das Bibliotecas

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Setembro/14) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Memória de Reunião Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais GTP APL 6ª REUNIÃO PLENÁRIA DO GTP APL

Memória de Reunião Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais GTP APL 6ª REUNIÃO PLENÁRIA DO GTP APL Memória de Reunião Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais GTP APL 6ª REUNIÃO PLENÁRIA DO GTP APL Data: 26/04/2006, quarta-feira Horário: 10h às 12h Local: sala 614, MDIC, Brasília/DF

Leia mais

Informações Gerenciais de. Contratações Públicas de Bens. e Serviços de Tecnologia da. Informação

Informações Gerenciais de. Contratações Públicas de Bens. e Serviços de Tecnologia da. Informação Informações Gerenciais de Contratações Públicas de Bens e Serviços de Tecnologia da Informação janeiro a novembro de 2012 Sumário Executivo MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO Entre janeiro e novembro de 2012,

Leia mais

BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMIENTO DIAGNÓSTICO SOBRE COMPRAS PÚBLICAS ESTADUAIS RESULTADOS, ANÁLISE E PRÓXIMOS PASSOS

BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMIENTO DIAGNÓSTICO SOBRE COMPRAS PÚBLICAS ESTADUAIS RESULTADOS, ANÁLISE E PRÓXIMOS PASSOS BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMIENTO DIAGNÓSTICO SOBRE COMPRAS PÚBLICAS ESTADUAIS RESULTADOS, ANÁLISE E PRÓXIMOS PASSOS Apresentação: A pesquisa sobre os Sistemas Estaduais de Compras Públicas tomou

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (dezembro/13) Janeiro de 2014 Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda

Leia mais

DA GESTÃO DO PROGRAMA

DA GESTÃO DO PROGRAMA DA GESTÃO DO PROGRAMA 1. INTRODUÇÃO O Programa Nacional de Apoio à Modernização da Gestão e do Planejamento dos Estados e DF (PNAGE) tem por objetivo geral melhorar a efetividade e a transparência institucional

Leia mais

QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009

QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009 QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009 ESTADOS GREVE/PERCENTUAL ES Greve * MG Greve a partir de 13/11 PR Greve * RJ Greve * RS Greve * SE Greve * BA Greve * SP Adesão a partir do

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica Emissão de Nota Fiscal Eletrônica DANFE - Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica. É um documento que serve para acobertar a circulação da mercadoria. Impresso em via única; Validade em meio digital

Leia mais

RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011

RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011 RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011 Março 2012 SUMÁRIO I - EVOLUÇÃO DO NÚMERO DE COOPERATIVAS, COOPERADOS E EMPREGADOS, 3 II - ANÁLISE POR RAMO, 8 2.1

Leia mais

PLANEJAMENTO DO PROJETO

PLANEJAMENTO DO PROJETO PLANEJAMENTO DO PROJETO 1 APRESENTAÇÃO DO PROJETO O presente projeto foi aberto para realizar a gestão de todos os processos de prestação de serviços de informática, fornecimento de licença de uso perpétua,

Leia mais

Secretaria de Vigilância em Saúde Informe Epidemiológico da Dengue Análise de situação e tendências - 2010

Secretaria de Vigilância em Saúde Informe Epidemiológico da Dengue Análise de situação e tendências - 2010 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Secretaria de Vigilância em Saúde Informe Epidemiológico da Dengue Análise de situação e tendências - 21 A Secretaria de Vigilância em Saúde, em trabalho

Leia mais

Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009

Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Diretoria de Pesquisas Coordenação detrabalho e Rendimento Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009

Leia mais

6. A SVS/MS agradece a todas as Instituições que enviaram suas propostas. Instituição proponente. Universidade Federal do Rio de Janeiro

6. A SVS/MS agradece a todas as Instituições que enviaram suas propostas. Instituição proponente. Universidade Federal do Rio de Janeiro A Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS) torna público o resultado da análise das propostas e projetos submetidos ao Chamamento Público nº 05/2014 Iniciativas Educacionais Aplicadas

Leia mais

População residente, por situação do domicílio Brasil, 2000 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000 Resultados do Universo

População residente, por situação do domicílio Brasil, 2000 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000 Resultados do Universo Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 3o Bimestre 5o ano Geografia Data: / / Nível: Escola: Nome: 1. Leia os dados e o gráfico do censo do

Leia mais

EVOLUÇÃO & PROGNÓSTICOS

EVOLUÇÃO & PROGNÓSTICOS APRESENTAÇÃO POPULAÇÃO CARCERÁRIA BRASILEIRA O objetivo deste trabalho, elaborado pela Comissão de Monitoramento e Avaliação do DEPEN, é realizar um levantamento, de forma sucinta, sobre o quadro evolutivo

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Receita Federal do Brasil Ricardo Rezende Barbosa nfe@sefaz.pi.gov.br 06 de dezembro de 2007 Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Luiz Antonio Baptista

Leia mais

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados Resultados do 2T09 Teleconferência de Resultados Destaques do 2T09 2 Destaques do 2T09 em linha com a estratégia geral da Companhia Nossas conquistas do 2T09 são refletidas nos resultados da Companhia

Leia mais

Monitoramento de agrotóxicos em água para consumo humano

Monitoramento de agrotóxicos em água para consumo humano Seminário de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos Mesa Redonda I Exposição humana a agrotóxicos: ações em desenvolvimento Monitoramento de agrotóxicos em água para consumo humano Coordenação

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (setembro/13) outubro de 2013 Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda

Leia mais