REUNIÃO TÉCNICA SOBRE PRESTAÇÃO DE CONTAS DOS CONVÊNIOS RELATIVOS AO PROGRAMA DE BOLSAS UNIVERSITÁRIAS DE SANTA CATARINA UNIEDU

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REUNIÃO TÉCNICA SOBRE PRESTAÇÃO DE CONTAS DOS CONVÊNIOS RELATIVOS AO PROGRAMA DE BOLSAS UNIVERSITÁRIAS DE SANTA CATARINA UNIEDU"

Transcrição

1 REUNIÃO TÉCNICA SOBRE PRESTAÇÃO DE CONTAS DOS CONVÊNIOS RELATIVOS AO PROGRAMA DE BOLSAS UNIVERSITÁRIAS DE SANTA CATARINA UNIEDU DIES/Junho/2015

2 Em razão das definições para repasses relativos aos convênios do Programa de Bolsas UNIEDU, no ano de 2015, e os novos procedimentos para emissão de parecer relativo as análises da prestação de contas temos a salientar que:

3 A IES deve inserir os estudantes beneficiados, no Sistema, observando as datas e prazos estipulados e as especificações de cada Programa e Convênio assinado. Não serão mais aceitos arquivos em planilhas de excel para as bolsas de continuidade (FUMDES e Fundosocial); A conta bancária referente a cada convênio, aberta pelo Estado, deverá ser ativada pela IES na agência informada; A partir da liberação dos valores a IES deve providenciar a TRANSFERÊNCIA ELETRÔNICA TED da conta aberta pelo estado e ativada pela IES, e apresentar o comprovante original na prestação de contas.

4 Após a TED, a IES deve providenciar a Prestação de Contas imediatamente; Em cada prestação de contas deve conter: Capa; Balancete, no modelo disponibilizado, com o valor total da parcela conforme Nota de Empenho; Dois jogos de recibos, contendo a assinatura dos alunos beneficiados, conforme previsto no convênio, assinatura do responsável pela IES e pela Equipe Técnica, além do carimbo de certifico, conforme modelo anexo, assinado pelo responsável do setor administrativo/financeiro da IES;

5 Anexar cópia da transferência (TED que não pode ultrapassar o prazo, para prestação de contas, ou seja 60 dias) e o extrato de cada conta específica, não podendo ser utilizada a emissão de cheque para este fim; Anexar cópia do convênio em todas as prestações de contas; Cópia da Nota de Empenho que gerou o Convênio.

6

7 ATIVIDADES QUE DEVEM SER OBSERVADAS PELAS IES quando houver devolução de valores das parcelas liberadas, o comprovante original do DEPÓSITO IDENTIFICADO deverá ser anexado à prestação de contas; para devolução referente ao Art. 170/CE e FUNDOSOCIAL, deve ser observado o órgão Secretaria de Educação e conta bancária nº , e devolução refere ao Art. 171/CE órgão Fundo de Apoio à Manutenção do Ensino Superior e conta bancária nº , a operação deve ser efetuada no endereço eletrônico,

8 INSERÇÃO DOS DADOS DOS ALUNOS BENEFICIADOS OBEDECENDO AS DATAS DEFINIDAS EM EDITAL Acessar o endereço: serieweb.sed.sc.gov.br/cadloginies.aspx

9 Para celebração de convênios e efetuação de pagamentos a IES deve estar em dia com a vida fiscal junto aos órgãos estaduais. Para tanto deve-se verificar a situação da IES na página da Secretaria de Estado da Fazenda

10 IMPORTANTE: 1. NO ANO DE 2015 OS CONVÊNIOS PREVEEM LIBERAÇÃO DOS RECURSOS EM ATÉ OITO PARCELAS; 2. OS EMPENHOS FORAM EXECUTADOS EM QUATRO PARCELAS, ASSIM COM O O PLANO DE APLICAÇÃO; 3. OS RECIBOS FORAM GERADOS PARA OITO PARCELAS;

11 4. AS PRESTAÇÕES DE CONTAS DEVEM OBSERVAR O PLANO DE APLICAÇÃO E AS NOTAS DE EMPENHO; 5. PORTANTO, DEVEM CONSTAR UMA CAPA, UM BALANCETE E DOIS JOGOS DE RECIBO PARA CADA PARCELA LIBERADA; 6. SEMPRE QUE HOUVER RECURSO A SER DEVOLVIDO, MESMO QUE SEJA CENTAVOS, DEVE-SE PROVIDENCIAR DEPÓSITO IDENTIFICADO, OU COM ANTECEDÊNCIA, SOLICITAR AJUSTE NO SISTEMA PARA QUE CADA RECIBO ULTRAPASSE CENTAVOS E A IES JUSTIFIQUE COMO RECURSOS PRÓPRIO;

12 7. OS CONVÊNIOS COM RECURSOS PREVISTOS NO ART. 170/CE, NESTE ANO, FORAM CELEBRADOS UM PARA ESTUDO E UM PARA PESQUISA QUE DEVEM SER PRESTADOS CONTAS SEPARADAMANTE. NO FUMDES UM ÚNICO CONVÊNIO PARA OS DOIS TIPOS DE BOLSA, PORTANTO UMA ÚNICA PRESTAÇÃO DE CONTAS POR PARCELA; 8. AS ANÁLISES SERÃO FEITAS PELO SETOR DE PRESTAÇÃO DE CONTAS, TODAVIA A BAIXA NO SIGEF SERÁ DE RESPONSABILIDADE DO SENHOR SECRETÁRIO, APÓS APROVAÇÃO PELO CONTROLE INTERNO, PORTANTO HAVERÁ MAIOR MOROSIDADE;

13 9. Cronograma de desembolso Janeiro Fevereiro Março Abril Maio ,00 Junho Julho ,00 Agosto Setembro ,00 Outubro Novembro ,00 Dezembro 10. Plano de Aplicação PARCELAS VALOR (R$) PRIMEIRA PARCELA ,00 SEGUNDA PARCELA ,00 TERCEIRA PARCELA ,00 QUARTA PARCELA ,00 VALOR TOTAL DAS PARCELAS , O valor de cada jogo de recibo deve ser R$ ,00

14 ATENÇÃO: SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO A administração pública está prevista no art. 37 da Constituição Federal que exige do gestor os princípios da LEGALIDADE, MORALIDADE, PUBLICIDADE, IMPESSOALIDADE, EFETIVIDADE. Considerando a Teoria dos Sistemas da Administração as informações prestadas pelas IES ao Sistema da Educação Superior /SED devem, portanto, ser fidedignas, pois essas informações serão disponibilizadas no Sistema Integrado de Planejamento e Gestão Fiscal SIGEF, subsidiando o gestor da administração pública estadual (governador), observando os prazos.

15 Os recibos devem refletir a realidade e não podem conter rasuras, caso algum beneficiado tenha seu percentual alterado todos constantes na relação (folha de recibo) deverão assinar novamente. No caso de uma nova inclusão a IES poderá utilizar a opção Recibo Individual. Se houver sobras de recursos em cada semestre, para evitar devoluções, solicitar ajustes incluindo um novo beneficiado ou ampliando o % do benefício de algum estudante já beneficiado. Caso ultrapasse o valor previsto, de forma insignificante (centavos em cada recibo), justifiquem na prestação de contas como recursos da IES.

16 ENVIO DE DOCUMENTOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS : Secretaria de Estado da Educação SEPCO- Setor de Prestação de Contas 11 andar Rua Antônio Luz, 111 Sala xxx Centro - Florianópolis - SC - CEP

17 DIRETORIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR Diretor: Gilberto Luiz Agnolin GERÊNCIA DE POLÍTICAS E PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR Gerente: Edir Seemund GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR Gerente: Marlene De Oliveira

CARTILHA DE GESTÃO DE PROJETOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS

CARTILHA DE GESTÃO DE PROJETOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS CARTILHA DE GESTÃO DE PROJETOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS SUBVENÇÃO ECONÔMICA PARA DESENVOLVIMENTO DE PROCESSOS, BENS E SERVIÇOS INOVADORES, NOS TERMOS DO DECRETO Nº 2.372 DE 09 DE JUNHO DE 2009 (Versão de

Leia mais

Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016.

Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016. 1 Roteiro para Prestação de Contas referente ao Programa de Patrocínios DME 2016. Formulários obrigatórios para Prestação de Contas PRESTAÇÃO DE CONTAS - PROJETOS INCENTIVADOS PELA DME E/OU SUAS SUBSIDIÁRIAS.

Leia mais

Programa de Bolsas do Fundo de Apoio à Manutenção e ao Desenvolvimento da Educação Superior -FUMDES

Programa de Bolsas do Fundo de Apoio à Manutenção e ao Desenvolvimento da Educação Superior -FUMDES PROGRAMA DE BOLSAS DO ARTIGO 171 DA CONSTITUIÇÃO ESTADUAL Programa de Bolsas do Fundo de Apoio à Manutenção e ao Desenvolvimento da Educação Superior -FUMDES Florianópolis abril 2011 1 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES E DOS CONCEITOS GERAIS

DAS DISPOSIÇÕES E DOS CONCEITOS GERAIS DECRETO Nº 2.372, de 9 de junho de 2009 Regulamenta a Lei n o 14.328, de 15 de janeiro de 2008, que dispõe sobre incentivos à pesquisa científica e tecnológica e à inovação no ambiente produtivo no Estado

Leia mais

CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS I APRESENTAÇÃO Fundação Francisco e Clara de Assis A Fundação Francisco e Clara de Assis buscam trabalhar para o desenvolvimento dos programas e ações de combate à pobreza

Leia mais

Prezado (a) Responsável pelos programas de Bolsas,

Prezado (a) Responsável pelos programas de Bolsas, CAPES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO GERÊNCIA DE ORÇAMENTO E FINANÇAS DCPC DIVISÃO DE CONTROLE E PRESTAÇÃO DE CONTAS Brasília,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES PARECER DA COMISSÃO DE SAÚDE, CIDADANIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL Projeto de Lei nº 039 de 02 de abril de 2014 AUTOR: Poder Executivo PARECER: Favorável, sem apresentação de emendas EMENTA: Autoriza o Poder

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS CONVÊNIO COM A SME

PRESTAÇÃO DE CONTAS CONVÊNIO COM A SME PRESTAÇÃO DE CONTAS CONVÊNIO COM A SME Entidades beneficiadas: As unidades educacionais das entidades conveniadas ao Sistema Municipal de Ensino de Campinas. Órgão responsável: Coordenadoria Setorial de

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SICONV SISTEMA DE GESTÃO DE CONVÊNIO PORTAL DOS CONVÊNIOS CONCEDENTE

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SICONV SISTEMA DE GESTÃO DE CONVÊNIO PORTAL DOS CONVÊNIOS CONCEDENTE ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SICONV SISTEMA DE GESTÃO DE CONVÊNIO PORTAL DOS CONVÊNIOS CONCEDENTE 1 APRESENTAÇÃO Convênios são acordos firmados por entidades públicas de qualquer espécie, ou entre estas

Leia mais

1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA

1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA 1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA 1º PASSO: Recebimento do e-mail de aprovação do projeto. 2º PASSO: Preenchimento e assinatura do Termo de Aceitação de Apoio Financeiro e do Cadastro de Portador, que

Leia mais

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS 1 NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS Todas as normas devem ser lidas atentamente antes da submissão da proposta de pesquisa, bem como antes da realização

Leia mais

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DE SANTA CATARINA, autarquia federal de fiscalização profissional regida pela Lei n 12.378, de 31 de dezembro

Leia mais

PROGRAMAS DE BOLSAS DE ESTUDO E BOLSAS DE PESQUISA DO ESTADO DE SANTA CATARINA

PROGRAMAS DE BOLSAS DE ESTUDO E BOLSAS DE PESQUISA DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROGRAMAS DE BOLSAS DE ESTUDO E BOLSAS DE PESQUISA DO ESTADO DE SANTA CATARINA DA GARANTIA DOS DIREITOS CONSTITUCIONAIS AO CUMPRIMENTO DE SUAS CONDICIONALIDADES Florianópolis abril 2011 1 Fundamentação

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 004, de 02 de setembro de 2013.

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 004, de 02 de setembro de 2013. INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 004, de 02 de setembro de 2013. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR PRÓREITORIA DE ADMINISTRAÇÃO PROAD Disciplina no âmbito da UDESC os procedimentos

Leia mais

Art. 7 - A concessão de adiantamento se dará mediante requisição que indicará:

Art. 7 - A concessão de adiantamento se dará mediante requisição que indicará: INSTRUÇÃO NORMARTIVA N 004, de 29 de junho de 2007. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO / CONTROLE INTERNO Disciplina a execução e a montagem de processos de

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS FINANCEIROS COM OS GASTOS DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS FINANCEIROS COM OS GASTOS DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES UNIOESTE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DIVISÃO DE ACOMPANHAMENTO DE CONVÊNIOS INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS FINANCEIROS COM OS GASTOS DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES

Leia mais

ACOMPANHAMENTO FÍSICO E FINANCEIRO CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE FEDERAIS (SICONV)

ACOMPANHAMENTO FÍSICO E FINANCEIRO CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE FEDERAIS (SICONV) 4/11/2013 SEF/SC ACOMPANHAMENTO FÍSICO E FINANCEIRO CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE FEDERAIS (SICONV) Orientações Diretoria de Planejamento Orçamentário DIOR Diretoria de Captação de Recursos e da Dívida

Leia mais

AUXPPG MANUAL DO OUTORGADO

AUXPPG MANUAL DO OUTORGADO 3 1 Condições necessárias para a celebração do Termo de Outorga (TO) 1.1 O Programa Interno de Auxilio Financeiro aos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu (AUXPPG) da Universidade do Estado da Bahia

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Municipal de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Municipal de Venâncio Aires LEI Nº 5.372, DE 12 DE SETEMBRO DE 2013 Autoriza o Poder Executivo a conceder repasse de recursos financeiros, constituído de Contribuição, à Associação Nego Foot Ball Club, e celebrar convênio. AIRTON

Leia mais

ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE

ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE O Superintendente da Fundação Municipal de Esporte e Lazer de Itajaí, no uso de

Leia mais

Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 Descrição dos Fluxos de Trabalho

Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 Descrição dos Fluxos de Trabalho Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 4.1.1 - FLUXOGRAMA ORÇAMENTO LEGISLAÇÃO. Planejamento e Orçamento PPA Audiência Pública Legislativo Apreciação Executivo - Sanção Audiência Pública LDO Legislativo -

Leia mais

E-mail Funtef-cp@utfpr.edu.br

E-mail Funtef-cp@utfpr.edu.br Anexo I Encaminhamento de Prestação de Contas Convênio nº 339/2012 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE/BENEFICIÁRIO Beneficiário: Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires PROJETO-DE-LEI Nº 006, DE 09 DE JANEIRO DE 2013 Poder Executivo Autoriza o Poder Executivo a conceder repasse de subvenção social à ASBERV ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE EVANGÉLICA RESTAURANDO VIDAS. Art. 1º Fica

Leia mais

MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI MURILO MENDES - EDIÇÃO 2010 Instruções para movimentação e prestação de contas de recursos recebidos Os responsáveis pelos projetos aprovados pela Lei Municipal de Incentivo

Leia mais

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 1 FAPERGS Edital 16/2013 Orientações Básicas Execução Financeira dos Recursos de Subvenção Econômica FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 2 1. Regras Básicas Vedado alteração do objeto do Termo de Subvenção

Leia mais

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN:

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN: CONTRATO n 002/2015. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA (RS) E O BANCO DO BRASIL S.A. O MUNICÍPIO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO/FNDE/CD/Nº 35 DE 22 DE JULHO DE 2008

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO/FNDE/CD/Nº 35 DE 22 DE JULHO DE 2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO/FNDE/CD/Nº 35 DE 22 DE JULHO DE 2008 Estabelece orientações e diretrizes para apoio financeiro para

Leia mais

ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS

ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS ANEXO IV ORIENTAÇÕES E FORMULÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS Em conformidade às competências do CAU/BR previstas na Lei nº 12.378/2010 e em seu Regimento Geral, são apoiados projetos que contribuem para

Leia mais

Com André Luiz Freitas Leite

Com André Luiz Freitas Leite LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE Com André Luiz Freitas Leite 05 e 06 de Novembro de 2014 - Rio de Janeiro - RJ Apresentação: O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos

Leia mais

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO EVENTO O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse, criado e desenvolvido pelo Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão com o objetivo de propiciar

Leia mais

1. Acesso ao Agilis...2. 2. Elaborar Prestação de contas...4. 3. Inclusão do Material Permanente...6. 4. Inclusão do Material de Consumo...

1. Acesso ao Agilis...2. 2. Elaborar Prestação de contas...4. 3. Inclusão do Material Permanente...6. 4. Inclusão do Material de Consumo... TUTORIAL PRESTAÇÃO DE CONTAS SUMARIO 1. Acesso ao Agilis...2 2. Elaborar Prestação de contas...4 3. Inclusão do Material Permanente...6 4. Inclusão do Material de Consumo...8 5. Inclusão de Serviços de

Leia mais

Orientações sobre Adiantamento de Despesas de Pequeno Valor (Versão n.º 03, de 16/09//2013)

Orientações sobre Adiantamento de Despesas de Pequeno Valor (Versão n.º 03, de 16/09//2013) 1. Conceito Orientações sobre Adiantamento de Despesas de Pequeno Valor (Versão n.º 03, de 16/09//2013) 1.1 Adiantamento consiste na entrega de numerário a servidor, sempre precedida de empenho gravado

Leia mais

PEC-PG CNPq e CAPES. 8. Recomendações

PEC-PG CNPq e CAPES. 8. Recomendações PEC-PG CNPq e CAPES 8. Recomendações a) O Estudante-Convênio deverá matricular-se no primeiro semestre letivo do ano imediatamente subseqüente ao que se candidatou ao PEC-PG. Poderá, no entanto, ser concedida

Leia mais

CURSO: SICONV 1) NOÇÕES GERAIS, CREDENCIAMENTO, CADASTRAMENTO E PROGRAMAS DE CONVÊNIO

CURSO: SICONV 1) NOÇÕES GERAIS, CREDENCIAMENTO, CADASTRAMENTO E PROGRAMAS DE CONVÊNIO CURSO: SICONV TEMAS CENTRAIS 1) NOÇÕES GERAIS, CREDENCIAMENTO, CADASTRAMENTO E PROGRAMAS DE CONVÊNIO 2) PROPOSIÇÃO, AVALIAÇÃO DE PROPOSTAS - CEDENTE, CELEBRAÇÃO DE UM CONVÊNIO E ALTERAÇÕES 3) EXECUÇÃO,

Leia mais

EDITAL PROPPEX N 17/2015

EDITAL PROPPEX N 17/2015 EDITAL PROPPEX N 17/2015 ESTABELECE CRITÉRIOS DE SELEÇÃO ÀS VAGAS PARA O CURSO DE EXTENSÃO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL INTEGRANTE DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL/LICENCIATURA

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO CCAF RESOLUÇÃO Nº 123, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014.

CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO CCAF RESOLUÇÃO Nº 123, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014. CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO CCAF RESOLUÇÃO Nº 123, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014. Aprova o Manual de utilização de Recursos Financeiros

Leia mais

TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE

TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE TREINAMENTO PARA OS NOVOS DIRETORES DE DEPARTAMENTOS DA UNIVERSIDADE Salvador, 21 e 22 de julho de 2010 CONVÊNIOS EQUIPE: Alessandro Chaves de Jesus Ana Lucia Alcântara Tanajura Cristiane Neves de Oliveira

Leia mais

LEI Nº 3607/2015, DE 26 DE MAIO DE 2015.

LEI Nº 3607/2015, DE 26 DE MAIO DE 2015. LEI Nº 3607/2015, DE 26 DE MAIO DE 2015. AUTORIZA O MUNICÍPIO CONCEDER SUBVENÇÃO SOCIAL À ASSOCIAÇÃO AMIGOS DE SANTA RITA PROVENIENTE DO FUNDO MUNICIPAL DO IDOSO, FIRMAR CONVÊNIO, SUPLEMENTAR DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

Leia mais

ANEXO I CADASTRO DO(A) ÓRGÃO/ENTIDADE E DO(A) DIRIGENTE

ANEXO I CADASTRO DO(A) ÓRGÃO/ENTIDADE E DO(A) DIRIGENTE ANEXO I CADASTRO DO(A) ÓRGÃO/ENTIDADE E DO(A) DIRIGENTE BLOCO 1- IDENTIFICAÇÃO DO(A) ÓRGÃO/ENTIDADE CAMPO 01 - CNPJ Informar o número de inscrição do(a) órgão/ entidade proponente (Secretaria de Educação

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. CAMPO DE APLICAÇÃO 3. REFERÊNCIAS 4. DEFINIÇÕES 5. SIGLAS 6. CONDIÇÕES GERAIS 7. RESPONSABILIDADES 8. ANEXOS 1. OBJETIVO Este procedimento é estabelecido e mantido para uniformizar

Leia mais

PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA RELATÓRIO

PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA RELATÓRIO PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA Projeto de Lei nº 140 de 28 de agosto de 2013 AUTOR: Poder Executivo PARECER: Favorável, sem apresentação de emendas EMENTA: Autoriza o Poder Executivo a conceder

Leia mais

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV TREINAMENTO PRÁTICO SICONV Instrutores: Fernando Henrique / Rodrigo Lopes Brasília/DF, 21 e 22 de agosto de 2012. 1 Introdução 1. Portal dos Convênios 2. Credenciamento 3. Cadastramento e atualização do

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP Instrução nº 2552 Dispõe sobre o ressarcimento de diárias e transporte aos Senhores Funcionários, quando em viagem a serviço, reuniões, eventos e treinamentos dentro e fora do Estado, formalmente convocados

Leia mais

EDITAL Nº 006/2015 Chamamento para Inscrição no Curso sobre SICONV: Módulo OBTV - Ordem Bancária de Transferências Voluntárias

EDITAL Nº 006/2015 Chamamento para Inscrição no Curso sobre SICONV: Módulo OBTV - Ordem Bancária de Transferências Voluntárias EDITAL Nº 006/2015 Chamamento para Inscrição no Curso sobre SICONV: Módulo OBTV - Ordem Bancária de Transferências Voluntárias 1. OBJETIVO DO CURSO Capacitar os Gestores Municipais de Convênios para operacionalização

Leia mais

FVA - FACULDADE DO VALE DO ARARANGUÁ PROGRAMA DE BOLSAS UNIVERSITÁRIAS DE SANTA CATARINA UNIEDU COMISSÃO TÉCNICA UNIEDU/FVA

FVA - FACULDADE DO VALE DO ARARANGUÁ PROGRAMA DE BOLSAS UNIVERSITÁRIAS DE SANTA CATARINA UNIEDU COMISSÃO TÉCNICA UNIEDU/FVA FVA - FACULDADE DO VALE DO ARARANGUÁ PROGRAMA DE BOLSAS UNIVERSITÁRIAS DE SANTA CATARINA UNIEDU COMISSÃO TÉCNICA UNIEDU/FVA EDITAL 02/2015 - CADASTRO GERAL E ATUALIZAÇÃO DOS DADOS NO PROGRAMA UNIEDU Estabelece

Leia mais

EDITAL Nº 019/2015 Chamamento para Inscrição no Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - Lei 13.019 Aspectos Jurídicos e Práticos

EDITAL Nº 019/2015 Chamamento para Inscrição no Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - Lei 13.019 Aspectos Jurídicos e Práticos EDITAL Nº 019/2015 Chamamento para Inscrição no Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil - Lei 13.019 Aspectos Jurídicos e Práticos 1. OBJETIVO DO CURSO Capacitar os participantes acerca das

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS ANEXO I AO DECRETO Nº 732, DE 6 DE MARÇO DE 2014. PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS Data: / / Nº: SECRETARIA MUNICIPAL DE SOLICITAÇÃO DE COMPRAS DE BENS E SERVIÇOS / TERMO DE REFERÊNCIA (art. 14 da Lei nº

Leia mais

Prefeitura Municipal de Curitiba

Prefeitura Municipal de Curitiba Custo previsto do projeto: R$ 2.918.764,27 Repasses realizados em 2008: R$ 2.661.682,37 6- propiciar ao catador, através da sua organização em associações ou cooperativas a celebração de convênio para

Leia mais

LEI Nº 3604/2015, DE 19 DE MAIO DE 2015.

LEI Nº 3604/2015, DE 19 DE MAIO DE 2015. LEI Nº 3604/2015, DE 19 DE MAIO DE 2015. AUTORIZA O MUNICÍPIO CONCEDER CONTRIBUIÇÃO AO CLUBE DA MAIOR IDADE ALEGRIA DE VIVER, FIRMAR CONVÊNIO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE GUAPORÉ-RS

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA INFRA-ESTRUTURA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES E TERMINAIS

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA INFRA-ESTRUTURA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES E TERMINAIS ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA INFRA-ESTRUTURA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES E TERMINAIS RESOLUÇÃO N o 03/06 Aprova Manual de Instrução para Inscrição de Créditos do DETER, em Dívida Ativa.

Leia mais

ESPLANADA DOS MINISTÉRIOS, BLOCO K - AUDITÓRIO DO SUBSOLO, BRASÍLIA- DF. DATA: 20, 21 e 22 DE AGOSTO DE 2012 DIA 20/08/12 (SEGUNDA- FEIRA)

ESPLANADA DOS MINISTÉRIOS, BLOCO K - AUDITÓRIO DO SUBSOLO, BRASÍLIA- DF. DATA: 20, 21 e 22 DE AGOSTO DE 2012 DIA 20/08/12 (SEGUNDA- FEIRA) PROGRAMAÇÃO DA CAPACITAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DE CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE SICONV PARA OS REPRESENTANTES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ESTADUAL LOCAL: MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS - PARCIAL OU FINAL

PRESTAÇÃO DE CONTAS - PARCIAL OU FINAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Programa de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico Tel. : (061)214-8806 ou 225-3353

Leia mais

Participação Individual em Congressos no País ou no Exterior

Participação Individual em Congressos no País ou no Exterior Participação Individual em Congressos no País ou no Exterior 1. Objetivo Possibilitar a participação, em congressos técnico-científico, no país ou no exterior, de pesquisadores, autores ou co-autores de

Leia mais

Número: 00190.010534/2012-04. Unidade Examinada: Município de Diadema/SP

Número: 00190.010534/2012-04. Unidade Examinada: Município de Diadema/SP Número: 00190.010534/2012-04 Unidade Examinada: Município de Diadema/SP Relatório de Demandas Externas n 00190.010534/2012-04 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRATUBA ESTÂNCIA HIDROMINERAL E CLIMÁTICA

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRATUBA ESTÂNCIA HIDROMINERAL E CLIMÁTICA PROJETO DE LEI N 055/2014, de 24 de Novembro de 2014 Autoriza firmar convênio com a entidade Associação dos Estabelecimentos de Hotéis Restaurantes e Similares. O Prefeito Municipal de Piratuba, Estado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 008/2013

RESOLUÇÃO Nº 008/2013 RESOLUÇÃO Nº 008/2013 Súmula: Define critérios para apresentação de projetos para o valor R$966.734,86 (Novecentos e sessenta e seis mil, setecentos e trinta e quatro reais e oitenta e seis centavos) do

Leia mais

PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN:

PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN: CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O /ESTADO OU MUNICÍPIO DE/ E O BANCO DO BRASIL S.A.. O /ESTADO OU MUNICÍPIO DE/,

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 1.756-2010, DE 10 DE JUNHO de 2010. DIÓGENES LASTE, Prefeito Municipal de Nova Bréscia RS.

LEI MUNICIPAL Nº 1.756-2010, DE 10 DE JUNHO de 2010. DIÓGENES LASTE, Prefeito Municipal de Nova Bréscia RS. LEI MUNICIPAL Nº 1.756-2010, DE 10 DE JUNHO de 2010. Institui o Fundo Municipal de Saúde e dá outras providências. DIÓGENES LASTE, Prefeito Municipal de Nova Bréscia RS. FAÇO SABER, que o Poder Legislativo

Leia mais

ORIENTAÇÃO BÁSICA PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DAS ENTIDADES DO TERCEIRO SETOR

ORIENTAÇÃO BÁSICA PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DAS ENTIDADES DO TERCEIRO SETOR MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO Procuradoria Geral de Justiça Secretaria Geral do Ministério Público Coordenadoria Ministerial de Apoio Técnico e Infraestrutura Gerência Ministerial de Contabilidade ORIENTAÇÃO

Leia mais

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012 REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012 O CONGRESSO NACIONAL decreta: Dispõe sobre o apoio técnico ou financeiro da União no âmbito do Plano de Ações

Leia mais

Edital nº 129/2014, de 24 de julho de 2014.

Edital nº 129/2014, de 24 de julho de 2014. Edital nº 129/2014, de 24 de julho de 2014. CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Luiz Carlos Pfleger, Reitor da Universidade do Planalto Catarinense, no uso de suas atribuições, abre inscrições para ingresso

Leia mais

LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE

LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE CONVÊNIOS SICONV E OBTV Carga Horária de 16 Horas 27 e 28 de Outubro Cuiabá - MT Apresentação: O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos

Leia mais

Assunto: Ordem Bancária de Transferências Voluntárias - OBTV

Assunto: Ordem Bancária de Transferências Voluntárias - OBTV Nota Técnica n 010/2014/GECOG (Revoga a Nota Técnica 005/2013) Vitória, 09 de outubro de 2014. Assunto: Ordem Bancária de Transferências Voluntárias - OBTV Prezados (as) Senhores (as), A presente Nota

Leia mais

CONVÊNIOS EXECUÇÃO PRESTAÇÃO DE CONTAS

CONVÊNIOS EXECUÇÃO PRESTAÇÃO DE CONTAS CONVÊNIOS EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS CONTA BANCÁRIA ESPECÍFICA O convenente deverá manter os recursos repassados na conta específica, somente sendo permitidos saques para pagamento das despesas relativas

Leia mais

Orientações para o. Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado. Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro

Orientações para o. Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado. Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro Orientações para o Controle de Convênios Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro Maio/2010 Devolução de recursos de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 13 DE 3 DE ABRIL DE 2009.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 13 DE 3 DE ABRIL DE 2009. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 13 DE 3 DE ABRIL DE 2009. Estabelece orientações e diretrizes para a concessão e o pagamento

Leia mais

1.7 O valor do cheque acolhido pelo BANCO e eventualmente não honrado, será debitado na conta de livre movimentação da COPASA MG, mantida no BANCO.

1.7 O valor do cheque acolhido pelo BANCO e eventualmente não honrado, será debitado na conta de livre movimentação da COPASA MG, mantida no BANCO. NORMA DE CREDENCIAMENTO DE AGENTES ARRECADADORES PARA A COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS - COPASA MG OBJETO - Constitui objeto deste instrumento a prestação de serviço destinada ao recebimento e

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPPG PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO PROPLAN Disciplina no âmbito da UDESC os procedimentos

Leia mais

Manual de Prestação de Contas: Convênios Estaduais

Manual de Prestação de Contas: Convênios Estaduais D I R E T O R I A D E CONTRATOS E CONVÊNIOS M a n u a l d e P r e s t a ç ã o d e C o n t a s S e c r e t a r i a d e E s t a d o d e D e f e s a S o c i a l Manual de Prestação de Contas: Convênios Estaduais

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 229 DE 28 DE MAIO DE 2012 (Publicada no DOU, Seção 1, nº. 103,terça-feira, 29 de maio de 2012, página 96)

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 229 DE 28 DE MAIO DE 2012 (Publicada no DOU, Seção 1, nº. 103,terça-feira, 29 de maio de 2012, página 96) PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 229 DE 28 DE MAIO DE 2012 (Publicada no DOU, Seção 1, nº. 103,terça-feira, 29 de maio de 2012, página 96) Dispõe sobre o Programa Nacional de Habitação Rural PNHR, integrante

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO 1/9 1 - DOS OBJETIVOS 1.1 Regulamentar os procedimentos para a concessão de incentivos à empresas industriais, comerciais e de serviços no Município com base na Legislação Municipal e no artigo 174 da

Leia mais

O prazo de vigência deste Convênio é de 12 (doze) meses, a partir da data de sua assinatura, conforme itens III e IX do Anexo I - Plano de Trabalho.

O prazo de vigência deste Convênio é de 12 (doze) meses, a partir da data de sua assinatura, conforme itens III e IX do Anexo I - Plano de Trabalho. 1 MINUTA CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E FINANCEIRA CELEBRADO ENTRE O ESTADO DE MINAS GERAIS, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA SOCIAL, E DE PEITO ABERTO INCENTIVO AO ESPORTE DE MINAS GERAIS.

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO FÍSICO: refere-se ao indicador físico de qualificação e quantificação do produto de cada meta e etapa a executar e executada. 1. EXECUTOR:

Leia mais

Questões Orçamentárias da Bolsa- Formação/Pronatec - Rede Federal

Questões Orçamentárias da Bolsa- Formação/Pronatec - Rede Federal Questões Orçamentárias da Bolsa- Formação/Pronatec - Rede Federal Ministério da Educação, 2012 Apresentação Este documento tem como objetivo orientar os Institutos Federais, as Escolas Vinculadas às Universidades

Leia mais

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO EVENTO O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse, criado e desenvolvido pelo Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão com o objetivo de propiciar

Leia mais

Manual de Orientações para Bolsistas

Manual de Orientações para Bolsistas Manual de Orientações para Bolsistas Programa Pró-Haiti Todas as informações aqui descritas devem ser interpretadas em consonância com as normas e limitações legais brasileiras. I CONTATOS E CORRESPONDÊNCIAS

Leia mais

FUNDO DE APOIO A CULTURA DA SOJA MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2009

FUNDO DE APOIO A CULTURA DA SOJA MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2009 INTRODUÇÃO FUNDO DE APOIO A CULTURA DA SOJA 1.1 - Recomenda-se a leitura deste manual antes de utilizar os recursos concedidos pelo FACS. O manual está disponível no site http://www.facsmt.com.br. 1.2

Leia mais

Disciplina a concessão de auxílio-transporte às Prefeituras Municipais para garantir aos alunos acesso à escola pública estadual

Disciplina a concessão de auxílio-transporte às Prefeituras Municipais para garantir aos alunos acesso à escola pública estadual 32 São Paulo, 121 (89) Diário Ofi cial Poder Executivo - Seção I sexta-feira, 13 de maio de 2011 Resolução SE-28, de 12-5-2011 Disciplina a concessão de auxílio-transporte às Prefeituras Municipais para

Leia mais

LEI Nº 3671/2015, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015.

LEI Nº 3671/2015, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015. LEI Nº 3671/2015, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015. AUTORIZA O MUNICÍPIO CONCEDER SUBVENÇÃO SOCIAL À ASSOCIAÇÃO AMIGOS DE SANTA RITA, FIRMAR CONVÊNIO, ABRIR CRÉDITO ESPECIAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O PREFEITO

Leia mais

PROCEDIMENTO GERENCIAL PADRÃO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO

PROCEDIMENTO GERENCIAL PADRÃO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 1/14 CARTÃO CORPORATIVO Ref.: FIN-PGP-001_00 Emissão: 22/05/2013 P. 2/14 SUMÁRIO 1. RESUMO DO PROCESSO... 3 2. FLUXOGRAMA... 4 3. OBJETIVO... 5 4. APLICAÇÃO...

Leia mais

Manual de Normas e Procedimentos Comercial.

Manual de Normas e Procedimentos Comercial. Manual de Normas e Procedimentos Comercial. Gerência Comercial. Referência: Versão: Revisado 1.1 Data: 21/07/2014 21de Julho de 2014 Sumário Definição da Área Comercial.... 3 Representação da área comercial....

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO 1/15 A Coordenadoria do Sistema de Controle Interno do Município, considerando: - O volume de recursos recebidos pelo Município a título de repasse de outros entes da Federação via Convênio ou Contrato

Leia mais

Manual Cartão Pesquisa /CNPq. Atualizado em 25/08/2014

Manual Cartão Pesquisa /CNPq. Atualizado em 25/08/2014 Manual Cartão Pesquisa /CNPq Atualizado em 25/08/2014 Sumário Introdução... 3 Cartão BB Pesquisa... 4 Passo a Passo... 8 Perguntas e Respostas.... 14 Cartão BB Pesquisa O Cartão BB Pesquisa éresultado

Leia mais

Principais dúvidas dos bolsistas:

Principais dúvidas dos bolsistas: 01- Como posso obter a Bolsa Universitária? Concorrendo ao Processo seletivo; 02- Onde fazemos a Inscrição para Bolsa Universitária? No site www.ovg.org.br; Portal Bolsa Universitária; Inscrições 03 Quantas

Leia mais

(em papel timbrado da Prefeitura)

(em papel timbrado da Prefeitura) PLANO DE TRABALHO (em conformidade com o que dispõe o art. 116, 1, da Lei Federal n. 8.666/93) DECLARAÇÃO Na qualidade de representante legal do(a) proponente, DECLARO, perante o Estado de Alagoas, para

Leia mais

2- TRANSFERÊNCIAS REALIZADAS ÀS INSTITUIÇÕES POR INTERMÉDIO DE CONVÊNIOS

2- TRANSFERÊNCIAS REALIZADAS ÀS INSTITUIÇÕES POR INTERMÉDIO DE CONVÊNIOS MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA INSTITUIÇÕES DE APLICAÇÃO DE RECURSOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CONVÊNIOS FIRMADOS COM A SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E ESPORTES SEDESE. 1 - INTRODUÇÃO Este

Leia mais

POLÍTICA DE PAGAMENTO

POLÍTICA DE PAGAMENTO POLÍTICA DE PAGAMENTO 1. OBJETIVO Estabelecer todos os critérios para o pagamento de fornecedores e prestadores de serviços aos empreendimentos administrados pela Itambé, bem como orientar todos os interlocutores

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI SISTEMA FINANCEIRO Nº 004/2013, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2013.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI SISTEMA FINANCEIRO Nº 004/2013, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2013. INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI SISTEMA FINANCEIRO Nº 004/2013, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2013. DISPÕE SOBRE ESTABELECIMENTO DA PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Versão: 01 Aprovação em: 26 de fevereiro

Leia mais

Secretaria de Estado da Educação Gabinete do Secretário

Secretaria de Estado da Educação Gabinete do Secretário PORTARIA nº 080/2012 - SEED O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, usando das atribuições que lhe são conferidas pelo Decreto nº 0494/12, de 27 de fevereiro de 2012, com fundamento na Lei nº 1.230 de 29 de

Leia mais

PEME PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO DA MERENDA ESCOLAR PROCEDIMENTOS DO ADIANTAMENTO

PEME PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO DA MERENDA ESCOLAR PROCEDIMENTOS DO ADIANTAMENTO PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO DA MERENDA ESCOLAR PROCEDIMENTOS DO ADIANTAMENTO 2014 A verba é liberada na forma de adiantamento para um responsável na unidade escolar que ficará encarregado de efetuar as

Leia mais

CAPES COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR Anexo I Portaria nº 028, de 27 de janeiro de 2010. Anexo I

CAPES COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR Anexo I Portaria nº 028, de 27 de janeiro de 2010. Anexo I Anexo I REGULAMENTO DA CONCESSÃO DO AUXÍLIO FINANCEIRO A PROJETO EDUCACIONAL E DE PESQUISA - AUXPE 1. Da Concessão e Aceitação 1.1 A solicitação e concessão de recursos financeiros dar-se-á mediante celebração

Leia mais

Prestacao de Contas para Convenios COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO COPLAG NÚCLEO DE CONTROLADORIA NUCON

Prestacao de Contas para Convenios COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO COPLAG NÚCLEO DE CONTROLADORIA NUCON Prestacao de Contas para Convenios COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO COPLAG NÚCLEO DE CONTROLADORIA NUCON SECRETARIO ADJUNTO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO Antônio Rodrigues de Amorim SECRETARIO EXECUTIVO

Leia mais

ARTIGO 171- Bolsa Estudo

ARTIGO 171- Bolsa Estudo E D I T A L Nº. 001/2010 ARTIGO 171- Bolsa Estudo Estabelece normas e critérios do processo seletivo aos alunos desta IES para bolsas de estudo concedidas pelo Programa de Bolsas do Fundo de Apoio à Manutenção

Leia mais

Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte

Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte Local/Data: Brasília, 20 de setembro de 2013 GTI-003/2013 Fl. 1/7 Nota Técnica de GTI Orientações para prestação de contas dos projetos de P&D contratados pela Eletronorte 1. INTRODUÇÃO: A presente Nota

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO. Resolução n 027/2011-CONSU De 22 de dezembro de 2011

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO. Resolução n 027/2011-CONSU De 22 de dezembro de 2011 Resolução n 027/2011-CONSU De 22 de dezembro de 2011 Regulamenta as normas para o relacionamento entre a Universidade Federal do Amapá e as Fundações de Apoio prevista na Lei n 8.958, de 20 de dezembro

Leia mais

PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008

PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008 PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008 1/6 ÍNDICE 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 2. OBJETIVOS 3. ABRANGÊNCIA E VIGÊNCIA

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR

PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR São Paulo, 6 de dezembro de 2013 PROCEDIMENTOS DE CONTAS A PAGAR Este procedimento visa estabelecer o processo, prazos e orientações aos funcionários do Instituto Ethos para recebimento de notas fiscais

Leia mais

Manual de Orientações Técnico-Financeiras

Manual de Orientações Técnico-Financeiras Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Manual de Orientações Técnico-Financeiras Programa /COLCIÊNCIAS BRASIL-COLÔMBIA 2013 Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE VALE DO SOL,

O PREFEITO MUNICIPAL DE VALE DO SOL, LEI N.º 1.358/15 De 18 de maio de 2015 Autoriza o Poder Executivo firmar convênio com a Associação Pró-Cultura de Vale do Sol para a execução das atividades atinentes ao Coral Municipal a Banda Municipal.

Leia mais