Avaliação de risco e legislação ambiental

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Avaliação de risco e legislação ambiental"

Transcrição

1 VII Seminário Internacional sobre Remediação e Revitalização de Áreas Contaminadas Avaliação de risco e legislação ambiental Ana Luiza Silva Spínola 21 de outubro de 2010

2 Contextualização Planejamento da intervenção em uma área contaminada: Princípio da multifuncionalidade do solo: objetiva se restaurar as condições naturais da área, viabilizando se, desta forma, todos os tipos de uso futuro Princípio da aptidão para uso: a área éremediada até a exata medida para se garantir um determinado uso, preestabelecido, dentro de um conceito de risco aceitável.

3 Contextualização Princípioda aptidãoparauso : nem todas as áreas contaminadas representam risco; grau de risco está diretamente ligado: ao tipo de uso de solo e ao tipo de poluente. usos do solo: mais exigentes: residencial, recreativo, agrícola; menos exigentes: industrial, comercial (ex. estacionamentos, meios de transporte).

4 Contextualização Na prática, a adoção do princípio da aptidão para o uso permite que substâncias contaminantes permaneçam na área e que, simultaneamente, esta mesma área seja utilizada para um determinado fim, seja ele industrial, residencial etc... a depender dos resultados da análise de risco.

5 Contextualização legislação brasileira contempla a abordagem da aptidão para uso? legislação e doutrina jurídica: postura conservadora de modo que a recuperação da área seja a mais abrangente possível; responsabilidade civil clássica; diversidade (imprecisão) de conceitos legais resulta em diversidade de interpretações possíveis; fontes do Direito: lei, doutrina, jurisprudência, costumes.

6 Política Nacional do Meio Ambiente (Lei 6.938/1981) Art. 2º A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia àvida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento sócio econômico, aos interesses da segurança nacional e àproteção da dignidade da vida humana, atendidos os seguintes princípios: VIII recuperação de áreas degradadas;

7 Política Nacional do Meio Ambiente (Lei 6.938/1981) Art 4º A Política Nacional do Meio Ambiente visará: VI à preservação e restauração dos recursos ambientais com vistas àsua utilização racional e disponibilidade permanente, concorrendo para a manutenção do equilíbrio ecológico propício à vida; VII àimposição, ao poluidor e ao predador, da obrigação de recuperar e/ou indenizar os danos causados e, ao usuário, da contribuição pela utilização de recursos ambientais com fins econômicos. Art 14. 1º Sem obstar a aplicação das penalidades previstas neste artigo, éo poluidor obrigado, independentemente da existência de culpa, a indenizar ou reparar os danos causados ao meio ambiente e a terceiros, afetados por sua atividade. O Ministério Público da União e dos Estados terá legitimidade para propor ação de responsabilidade civil e criminal, por danos causados ao meio ambiente

8 Constituição Federal de 1988 Art Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê lo e preservá lo para as presentes e futuras gerações. 1º Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público: I preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas;

9 Constituição Federal de º Aquele que explorar recursos minerais fica obrigado a recuperar o meio ambiente degradado, de acordo com solução técnica exigida pelo órgão público competente, na forma da lei. 3º As condutas e atividades consideradas lesivas ao meio ambiente sujeitarão os infratores, pessoas físicas ou jurídicas, a sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação de reparar os danos causados. * tríplice responsabilidade em matéria ambiental; **reparação integral do dano ambiental e/ou indenização.

10 Sistema Nacional de Unidades de Conservação Lei n /2000 Art. 2 o Para os fins previstos nesta Lei, entende se por: I unidade de conservação: espaço territorial e seus recursos ambientais (...); XIII recuperação: restituição de um ecossistema... a uma condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original; XIV restauração: restituição de um ecossistema... o mais próximo possível da sua condição original;

11 Sistema Nacional de Unidades de Conservação Lei n /2000 Art. 4 o O SNUC tem os seguintes objetivos: III contribuir para a preservação e a restauração da diversidade de ecossistemas naturais; IX recuperar ou restaurar ecossistemas degradados;

12 Código Civil (2002) DIREITO DE PROPRIEDADE: ABSOLUTO, ILIMITADO (antigo CC) FUNÇÃO SOCIAL DA PROPRIEDADE (CF 88) Solo urbano : -não edificado, - não utilizado ou -subutilizado. FUNÇÃO SOCIOAMBIENTAL DA PROPRIEDADE (novo CC)

13 Código Civil (2002) Art O direito de propriedade deve ser exercido em consonância com as suas finalidades econômicas e sociais e de modo que sejam preservados (...) a flora, a fauna, as belezas naturais, o equilíbrio ecológico e o patrimônio histórico e artístico, bem como evitada a poluição do ar e das águas.

14 Política Estadual de Resíduos Sólidos Lei /2006 Artigo 3º São objetivos da Política Estadual de Resíduos Sólidos:... Parágrafo único Para alcançar os objetivos colimados, caberá ao Poder Público, em parceria com a iniciativa privada: 14. promover e exigir a recuperação das áreas degradadas ou contaminadas por gerenciamento inadequado dos resíduos sólidos mediante procedimentos específicos fixados em regulamento;

15 Política Estadual de Resíduos Sólidos Lei /2006 Artigo 5º Para os efeitos desta lei, consideram se: XI remediação de área contaminada: adoção de medidas para a eliminação ou redução dos riscos em níveis aceitáveis para o uso declarado; Artigo 16 Os responsáveis pela degradação ou contaminação de áreas em decorrência de suas atividades econômicas, de acidentes ambientais ou pela disposição de resíduos sólidos, deverão promover a sua recuperação ou remediação em conformidade com procedimentos específicos, estabelecidos em regulamento.

16 Regulamento da Política Estadual de Resíduos Sólidos (Decreto /2009) Definição de recuperação de áreas degradadas: retorno da área degradada a uma forma de utilização, de acordo com um plano pré estabelecido para uso do solo, que vise à obtenção de estabilidade do meio ambiente; Remediação de área contaminada deve ser precedida por avaliação de risco. Risco à saúde humana, meio ambiente ou outro bem a proteger.

17 Lei sobre procedimentos relativos à proteção do solo e gerenciamento de áreas contaminadas (Lei n /2009) Artigo 3 Para efeitos desta lei, são adotadas as seguintes definições: XVIII remediação de área contaminada: adoção de medidas para a eliminação ou redução dos riscos em níveis aceitáveis para o uso declarado; XIX risco: probabilidade de ocorrência de efeito adverso a um receptor sensível; Artigo 21 A tomada de decisão, pelo órgão ambiental, sobre a intervenção em uma Área Contaminada sob Investigação será subsidiada por avaliação de risco para fins de remediação, a ser executada pelo responsável legal.

18 Doutrina 1 (Manual Prático da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, 2005) reparação dos danos deve ser integral devendo conduzir o meio ambiente a uma situação, na medida do possível, equivalente se o dano não tivesse sido causado ; a indisponibilidade do direitoaomeioambienteecologicamente equilibrado que impede a adoção de qualquer dispositivo tendente àpré determinação de limites à reparabilidade de danos ambientais ; necessidade de recomposição ambiental dos meios físico e biológico degradados ao seu estado original.

19 Doutrina 2 reparação integral como princípio do Direito Ambiental: havendo degradação ou poluição ambiental ( ) seu autor fica obrigado a reparar o dano ocorrido, pois não se admite que a degradação ambiental permaneça no ambiente (Granziera, 2009).

20 Doutrina 3 função ambiental da propriedade resulta da conjunção da proteção legal conferida pelo ordenamento jurídico ao Direito de propriedade e ao meio ambiente. As limitações sofridas pelo direito de propriedade em razão da proteção ambiental ensejam a caracterização de uma nova função ambiental, de modo que o uso (...) e a fruição da propriedade deverão garantir a integridade do patrimônio ambiental nela existente (CAVEDON et al, 2003).

21 Decisão Judicial 1 Sentença determinando o pagamento de indenização para a integral e completa recomposição do complexo ecológico atingido até que este adquira qualitativa e quantitativamente os atributos que detinha, antes do início do processo de poluição (1995).

22 Decisão Judicial 2 comprovada a contaminação, imperiosa a recuperação do local, com a adoção das medidas necessárias para reconstrução do ambiente anterior. devem as rés reconduzir o ambiente ao estado anterior, o que somente é possível com a demolição das obras irregulares.

23 Considerações finais avaliação de risco em áreas contaminadas éum instrumento recente na legislação brasileira, que deverá ser gradualmente conhecido pelos operadores do Direito; tendência de flexibilização do princípio da reparação integral dos danos no âmbito do conceito tradicional de responsabilidade civil, possibilitando a efetiva reinserção da área contaminada no tecido urbano.

24 Obrigada pela atenção! Ana Luiza S. Spínola

HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL

HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL DIREITO AMBIENTAL HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL HISTÓRICO Período Pré-Colonial e Colonial 1500/1530 Exploração do Pau-Brasil e Tráfico de Animais Silvestres

Leia mais

Direito Ambiental OAB. Prof. Rosenval Júnior

Direito Ambiental OAB. Prof. Rosenval Júnior Direito Ambiental OAB Prof. Rosenval Júnior REVISÃO DE 30 MINUTOS 18 de novembro de 2017 Revisão de Direito Ambiental para o Exame de Ordem Prof. Rosenval Júnior Facebook -> Opção SEGUIR no perfil pessoal

Leia mais

Lei nº 6.938/81. Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Lei nº 6.938/81. Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos Lei nº 6.938/81 SINOPSE: a) Meio ambiente é PATRIMÔNIO PÚBLICO, devendo ser protegido, tendo em vista o uso coletivo; b) Planejar, fiscalizar e racionalizar o uso dos recursos ambientais; c) Proteger os

Leia mais

ASPECTOS LEGAIS DA CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA. Londrina, 06 de julho de 2016.

ASPECTOS LEGAIS DA CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA. Londrina, 06 de julho de 2016. ASPECTOS LEGAIS DA CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA Londrina, 06 de julho de 2016. AS ATRIBUIÇÕES CONSTITUCIONAIS DO MINISTÉRIO PÚBLICO Artigo 127, da Constituição Federal: O Ministério Público é instituição

Leia mais

Responsabilidade Civil Ambiental. Fernando Nabais da Furriela Advogado

Responsabilidade Civil Ambiental. Fernando Nabais da Furriela Advogado Responsabilidade Civil Ambiental Fernando Nabais da Furriela Advogado ffurriel@furriela.adv.br Legislação Ambiental Brasileira Constituição Federal Código Civil Legislação Especial Constituição Federal

Leia mais

Roteiro da Apresentação. 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões

Roteiro da Apresentação. 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões Roteiro da Apresentação 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões Evolução Histórica da Legislação Brasileira Período Colonial (século XVI a XIX) contrabando de animais (rota marítima

Leia mais

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências.

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências. Da Ordem Social: do Meio Ambiente e dos Índios. Cretella Júnior e Cretella Neto Direito Ambiental Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com Do meio ambiente A CF de 1988 consagra o direito

Leia mais

Regulatory Compliance What is required to be done?

Regulatory Compliance What is required to be done? Regulatory Compliance What is required to be done? Setembro de 2016 Regulatory Compliance What is required to be done? According to the Environment Agency Setembro de 2016 Sumário 1. Papel da União 2.

Leia mais

Conhecendo as Bases da Legislação Ambiental e sua Aplicação na Gestão de Áreas Contaminadas

Conhecendo as Bases da Legislação Ambiental e sua Aplicação na Gestão de Áreas Contaminadas Conhecendo as Bases da Legislação Ambiental e sua Aplicação na Gestão de Áreas Contaminadas Fernando Tabet Tabet, Paulino, Bueno & Franco Advogados Causas de Contaminação Poluição Continuada (acidental

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE

CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE 1. INTRODUÇÃO 1.1. A Constituição Federal, promulgada em 05 de outubro de 1988, foi o primeiro texto constitucional brasileiro a mencionar a palavra meio ambiente.

Leia mais

A experiência do Estado de São Paulo e a visão da Câmara dos Deputados. Deputado Federal Arnaldo Jardim

A experiência do Estado de São Paulo e a visão da Câmara dos Deputados. Deputado Federal Arnaldo Jardim ABES Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental 2º Seminário Regional Sudeste sobre Resíduos Sólidos Desafios das Políticas para uma Gestão Integrada de Resíduos Sólidos A experiência do

Leia mais

DIMENSÕES DOS DANOS AMBIENTAIS, JURIDICIDADE E FORMAS DE REPARAÇÃO

DIMENSÕES DOS DANOS AMBIENTAIS, JURIDICIDADE E FORMAS DE REPARAÇÃO DIMENSÕES DOS DANOS AMBIENTAIS, JURIDICIDADE E FORMAS DE REPARAÇÃO Fernanda Luiza Fontoura de Medeiros Pesquisadora do CNPq Doutora em Direito (UFSC/Coimbra) Mestre em Direito (PUCRS) Professora Adjunta

Leia mais

Direito Ambiental Constitucional. Inclui Princípios constitucionais correlatos

Direito Ambiental Constitucional. Inclui Princípios constitucionais correlatos Direito Ambiental Constitucional Inclui Princípios constitucionais correlatos Constituição de 1988 Conceito jurídico de meio ambienteconstituição Art. 3º. Para os fins previstos nesta Lei, entende-se por:

Leia mais

SNUC - SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

SNUC - SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO Prof. Dr. Thiago Leite Engenheiro Florestal (UnB-DF) Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais com ênfase em Educação Ambiental (UnB-DF) Doutorado em Ciências Florestais com ênfase em Agroecologia (UnB-DF)

Leia mais

ORIGEM E DIFUSÃO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL

ORIGEM E DIFUSÃO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL ORIGEM E DIFUSÃO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL Prof. Eduardo Lucena C. de Amorim 1 OBJETIVOS DA POLÍTICA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE Compatibilizar o desenvolvimento econômico e social com a proteção

Leia mais

Resolução Conjunta IBAMA/SEMA/IAP nº 005, de 28 de março de 2008.

Resolução Conjunta IBAMA/SEMA/IAP nº 005, de 28 de março de 2008. Resolução Conjunta IBAMA/SEMA/IAP nº 005, de 28 de março de 2008. Define critérios para avaliação das áreas úmidas e seus entornos protetivos, normatiza sua conservação e estabelece condicionantes para

Leia mais

XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA

XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA Meio ambiente na CF/88 A Constituição Federal reconhece e declara: O meio ambiente ecologicamente equilibrado é essencial à sadia qualidade de

Leia mais

Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL

Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL A POLÍTICA NACIONAL E O SISTEMA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE PNMA Lei 6.938/1981 Regulamentada pelo Decreto 99.274/1990 Objetivo geral: preservação, melhoria e recuperação

Leia mais

Engª Ambiental Larissa C. Lopes Cal AGOSTO 2017 GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS E O MERCADO IMOBILIÁRIO

Engª Ambiental Larissa C. Lopes Cal AGOSTO 2017 GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS E O MERCADO IMOBILIÁRIO Engª Ambiental Larissa C. Lopes Cal AGOSTO 2017 GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS E O MERCADO IMOBILIÁRIO Tópicos Definição de Áreas Contaminadas Arcabouço legal e técnico Etapas do Gerenciamento de

Leia mais

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Prof. Gustavo Nascimento Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Desenvolvimento sustentável Histórico do conceito de desenvolvimento sustentável A Revolução Industrial foi um marco importante na humanidade

Leia mais

Projeto Akvolernigi (Parceria UNICAMP/SABESP intermediado pela ABES-SP)

Projeto Akvolernigi (Parceria UNICAMP/SABESP intermediado pela ABES-SP) AKVO = Água I - Projeto Akvolernigi (Material preparado para o Curso) LERNIGI = Ensinar, I - Aspectos Legislativos e Instrumentos de Gestão Aprender e Fazer a) Princípios Gerais do Direito Ambiental b)

Leia mais

SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS. Ricardo Carneiro

SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS. Ricardo Carneiro SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS Ricardo Carneiro APROVEITAMENTO DOS RECURSOS MINERAIS E DOS POTENCIAIS HIDRÁULICOS APROVEITAMENTO DOS RECURSOS MINERAIS E DOS POTENCIAIS

Leia mais

Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável.

Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável. Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável. Sustentabilidade Economicamente viável Ambientalmente correto

Leia mais

AULA 2. Aspectos Ambientais da Regularização Fundiária

AULA 2. Aspectos Ambientais da Regularização Fundiária Regularização Fundiária de Assentamentos Informais em Áreas Urbanas Disciplina: Regularização Fundiária e Plano Diretor Unidade 02 Professor(a): Laura Bueno e Pedro Monteiro AULA 2. Aspectos Ambientais

Leia mais

Os Novos Procedimentos para o Gerenciamento de Áreas Contaminadas no Estado de São Paulo

Os Novos Procedimentos para o Gerenciamento de Áreas Contaminadas no Estado de São Paulo Os Novos Procedimentos para o Gerenciamento de Áreas Contaminadas no Estado de São Paulo Base Legal no Estado de São Paulo Lei 13.577, de 08/07/09 - dispõe sobre diretrizes e procedimentos para a proteção

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS

POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS As primeiras manifestações de gestão ambiental procuraram solucionar problemas de escassez de recurso, mas só após a Revolução Industrial os problemas que concernem à poluição

Leia mais

DIREITO AMBIENTAL PRINCÍPIOS. Professor Eduardo Coral Viegas

DIREITO AMBIENTAL PRINCÍPIOS. Professor Eduardo Coral Viegas DIREITO AMBIENTAL PRINCÍPIOS Professor Eduardo Coral Viegas É o conjunto de princípios que dá autonomia ao Direito Ambiental. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL A definição mais aceita para desenvolvimento sustentável

Leia mais

Camila Aparecida Borges 1 Claudia Elly Larizzatti Maia 2

Camila Aparecida Borges 1 Claudia Elly Larizzatti Maia 2 O PRINCÍPIO DO POLUIDOR PAGADOR E A RESPONSABILIDADE OBJETIVA EM FACE DO ARTIGO 14, 1º DA LEI Nº 6.938/1981 THE POLLUTER PAYS PRINCIPLE AND LIABILITY IN FACE OF ARTICLE 14, 1 OF LAW N º 6.938/1981 Camila

Leia mais

GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS

GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS O que é uma Área Contaminada (AC)? Área contaminada pode ser definida como um local onde foi comprovada a existência de poluição ou contaminação, causada pela introdução de substâncias ou resíduos, por

Leia mais

PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA RELATÓRIO. O Projeto apresenta trinta e dois (32) artigos, divididos em sete (07) capítulos.

PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA RELATÓRIO. O Projeto apresenta trinta e dois (32) artigos, divididos em sete (07) capítulos. PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA Projeto de Lei nº 145 de 18 de setembro de 2013 AUTOR: Poder Executivo PARECER: Favorável, sem apresentação de emendas EMENTA: Estabelece normas de Proteção

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL NOS CASOS DE DANOS CAUSADOS POR AGROTÓXICOS.

RESPONSABILIDADE CIVIL NOS CASOS DE DANOS CAUSADOS POR AGROTÓXICOS. RESPONSABILIDADE CIVIL NOS CASOS DE DANOS CAUSADOS POR AGROTÓXICOS. Fernando do Rego BARROS FILHO Karime Pereira Bednasky AGNE Patrick Ronielly dos Santos RESUMO: A responsabilidade civil se faz necessária

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 11.824 Cria o Parque Natural Municipal da Pedra dos Olhos e dá outras providencias. O Prefeito Municipal de Vitória, Capital do Estado do Espirito Santo, usando de suas

Leia mais

WORKSHOP 45 anos de ABLP. Simone Paschoal Nogueira

WORKSHOP 45 anos de ABLP. Simone Paschoal Nogueira WORKSHOP 45 anos de ABLP Simone Paschoal Nogueira São Paulo, 30 de novembro de 2015 Lixiviados Principal Legislação Resolução CONAMA 01/86 Significativo Impacto ( EIA) Resolução CONAMA 237/97 Licenciamento

Leia mais

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior Advogado Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente UESC/PRODEMA Coordenador do Curso de Direito da FTC/Ita

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior Advogado Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente UESC/PRODEMA Coordenador do Curso de Direito da FTC/Ita UMA INTRODUÇÃO À TUTELA JURÍDICA DO MEIO AMBIENTE Prof. Guilhardes de Jesus Júnior Advogado Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente UESC/PRODEMA Coordenador do Curso de Direito da FTC/Ita E

Leia mais

Prof. Dr. Marco Aurélio Florêncio Filho

Prof. Dr. Marco Aurélio Florêncio Filho III SUMMER SCHOOL EM DEMOCRACIA E DESENVOLVIMENTO JULHO DE 2017 SIENA, ITÁLIA CRIMINAL COMPLIANCE Prof. Dr. Marco Aurélio Florêncio Filho Compliance é um conceito oriundo da Economia, introduzido no Direito

Leia mais

Responsabilidade Civil e Criminal nas Ações Ambientais. João Emmanuel Cordeiro Lima

Responsabilidade Civil e Criminal nas Ações Ambientais. João Emmanuel Cordeiro Lima Responsabilidade Civil e Criminal nas Ações Ambientais João Emmanuel Cordeiro Lima Responsabilidade jurídica ambiental. - Responsabilidade jurídica é dever resultante de uma violação a um norma jurídica

Leia mais

Resolução CONAMA 420/09 e Gerenciamento de Áreas Contaminadas em Âmbito Nacional

Resolução CONAMA 420/09 e Gerenciamento de Áreas Contaminadas em Âmbito Nacional Resolução CONAMA 420/09 e Gerenciamento de Áreas Contaminadas em Âmbito Nacional Agosto/2011 Gerenciamento de Áreas Contaminadas Conjunto de medidas que assegurem o conhecimento das características dessas

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos PRINCÍPIOS PARA PERÍCIA AMBIENTAL CONCEITOS BÁSICOS MEIO AMBIENTE PERÍCIA AMBIENTAL Meio ambiente: é o conjunto de todos os fatores que afetam diretamente o metabolismo ou o comportamento dos seres vivos

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO PARÁ SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE ALTAMIRA VARA ÚNICA

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO PARÁ SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE ALTAMIRA VARA ÚNICA Autos n.º: 421-04.2010.4.01.3903. Classe: 7100 (Ação Civil Pública). Referência: Pedido de medida liminar. Requisitos. Presença. Possibilidade. Requerente: OSCIP AMIGOS DA TERRA AMAZÔNIA BRASILEIRA E ASSOCIAÇÃO

Leia mais

LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011

LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011 LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre o Fundo Municipal de Meio Ambiente do Município de Paranatinga. CAPÍTULO I Do Fundo Municipal de Meio Ambiente Art. 1º Fica instituído o Fundo Municipal de

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Visão constitucional do direito ambiental Fernanda Albina Valliatti 1. INTRODUÇÃO Estudaremos nesse trabalho sobre a proteção ambiental a nível constitucional, na qual estão definidos

Leia mais

Constituições Brasileiras

Constituições Brasileiras Dra.%Patrícia%Bianchi% Constituições Brasileiras! Constituições de 1824 e de 1891 - liberalismo econômico e não intervenção do Estado - nada traziam a respeito da proteção ambiental - direito de propriedade

Leia mais

AIDA BRASIL 4º Seminário de Seguros e Riscos Ambientais. Katia Papaioannou Marsh Brasil

AIDA BRASIL 4º Seminário de Seguros e Riscos Ambientais. Katia Papaioannou Marsh Brasil AIDA BRASIL 4º Seminário de Seguros e Riscos Ambientais Katia Papaioannou Marsh Brasil Sustentabilidade é um assunto que está cada vez mais presente nas agendas corporativas, já que a legislação vem evoluindo

Leia mais

Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica

Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica Rede de ONGs da Mata Atlântica RMA Apoio: Funbio e MMA Papel do Município no meio ambiente Constituição Federal Art 23 Competência Comum,

Leia mais

SEMINÁRIO SUL-BRASILEIRO DE GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS

SEMINÁRIO SUL-BRASILEIRO DE GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS SEMINÁRIO SUL-BRASILEIRO DE GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS A SITUAÇÃO ATUAL DO GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FRENTE A RESOLUÇÃO CONAMA nº420/2009 Eng. Quím. Mário

Leia mais

desenvolvimento sócioeconômico, interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana.

desenvolvimento sócioeconômico, interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana. POLÍTICA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE: Uma visão crítica A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar,

Leia mais

RECOMENDAÇÃO/1º OFÍCIO/PRM/STM Nº 4, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2013.

RECOMENDAÇÃO/1º OFÍCIO/PRM/STM Nº 4, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2013. RECOMENDAÇÃO/1º OFÍCIO/PRM/STM Nº 4, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2013. O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pelos Procuradores da República signatários, no regular exercício de suas atribuições institucionais, com base

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DA CAERN COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CARGO: ANALISTA AMBIENTAL PROGRAMA

CONCURSO PÚBLICO DA CAERN COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CARGO: ANALISTA AMBIENTAL PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO DA CAERN COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CARGO: ANALISTA AMBIENTAL PROGRAMA 1 POLUIÇÃO E CONTROLE AMBIENTAL a- Crise ambiental b- Ética ambiental c- Meio ambiente e saúde Saúde e qualidade

Leia mais

ESTADO DO PARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE PIÇARRA

ESTADO DO PARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE PIÇARRA LEI MUNICIPAL N.183/2013. Institui o Plano Manicipal de Saneamento Básico do Município de Piçarra, instrumento da Política Municipal de Saneamento Básico e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

FENSEG Federação Nacional de Seguros Gerais

FENSEG Federação Nacional de Seguros Gerais Federação Nacional de Seguros Gerais Gerenciamento de Áreas Contaminadas Estratégias, Legislação e Oportunidades (Lei 13.577 e Decreto 59.263) Sindicato da Seguradoras de São Paulo São Paulo, Abril de

Leia mais

Restauração Ecológica

Restauração Ecológica Restauração Ecológica A importância das florestas Seres humanos e sociedade: uso de recursos direta e indiretamente Diretamente: madeira para móveis, lenha, carvão, frutos, sementes e castanhas, óleos,

Leia mais

LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES

LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 225, CF: Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial

Leia mais

DEF0514 DIREITO AMBIENTAL I Prof. Associada Ana Maria de Oliveira Nusdeo

DEF0514 DIREITO AMBIENTAL I Prof. Associada Ana Maria de Oliveira Nusdeo DEF0514 DIREITO AMBIENTAL I Prof. Associada Ana Maria de Oliveira Nusdeo Seminário 3: As Políticas de Mudanças Climáticas. Legislação e responsabilidade de grandes emissores. Grupo 01 (autores): Alex Vitor

Leia mais

A PENALIZAÇÃO POR DANOS AMBIENTAIS

A PENALIZAÇÃO POR DANOS AMBIENTAIS A PENALIZAÇÃO POR DANOS AMBIENTAIS Aplicação de leis destinadas a proteger os bens naturais abre caminho para a preservação.virgílio Nogueira Diniz O Meio Ambiente é considerado, juridicamente, como um

Leia mais

1. Introdução ao Direito Ambiental

1. Introdução ao Direito Ambiental Dra.%Patrícia%Bianchi% 1. Introdução ao Direito Ambiental! O conhecimento jurídico que é formal, legalista e de forças econômicas dominantes, não contribuem para despertar o olhar crítico e reflexivo do

Leia mais

O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro. Marcelo Leoni Schmid

O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro. Marcelo Leoni Schmid O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro Marcelo Leoni Schmid marcelo@indexflorestal.com.br Aula 02 Responsabilidade civil no Direito Ambiental Brasileiro O

Leia mais

Dispõe sobre os procedimentos de licenciamento ambiental de estabelecimentos destinados ao recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos

Dispõe sobre os procedimentos de licenciamento ambiental de estabelecimentos destinados ao recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos Ministério do Meio Ambiente Conselho Nacional do Meio Ambiente RESOLUÇÃO N o 334, DE 3 DE ABRIL DE 2003 Dispõe sobre os procedimentos de licenciamento ambiental de estabelecimentos destinados ao recebimento

Leia mais

XAVIER, BERNARDES, BRAGANÇA, Sociedade de Advogados QUESTÕES ATUAIS SOBRE A APLICAÇÃO EFETIVA DA REGULAMENTAÇÃO, POLÍTICA

XAVIER, BERNARDES, BRAGANÇA, Sociedade de Advogados QUESTÕES ATUAIS SOBRE A APLICAÇÃO EFETIVA DA REGULAMENTAÇÃO, POLÍTICA , Sociedade de Advogados QUESTÕES ATUAIS SOBRE A APLICAÇÃO QuickTime and a TIFF (Uncompressed) decompressor are needed to see this picture. EFETIVA DA REGULAMENTAÇÃO, POLÍTICA QuickTime and a TIFF (Uncompressed)

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO E AJUSTAMENTO DE CONDUTA

TERMO DE COMPROMISSO E AJUSTAMENTO DE CONDUTA INQUÉRITO CIVIL N : INTERESSADOS: COMPROMISSÁRIO E POPULAÇÃO EM GERAL OBJETO: MANUTENÇÃO DE PÁSSARO DA FAUNA SILVESTRE EM CATIVEIRO. TERMO DE COMPROMISSO E AJUSTAMENTO DE CONDUTA No dia de de, compareceu

Leia mais

IV Fórum de Recursos Hídricos

IV Fórum de Recursos Hídricos IV Fórum de Recursos Hídricos CRQ-IV São Paulo, 17 de março de 2016 Panorama da Situação Atual das Áreas Contaminadas Eng. Rodrigo César de Araújo Cunha, Dr. Setor de Avaliação e Auditoria de Áreas Contaminadas

Leia mais

DIFÍCIL REPARAÇÃO E DIFÍCIL VALORAÇÃO DO DANO AMBIENTAL

DIFÍCIL REPARAÇÃO E DIFÍCIL VALORAÇÃO DO DANO AMBIENTAL DIFÍCIL REPARAÇÃO E DIFÍCIL VALORAÇÃO DO DANO AMBIENTAL Amanda C. Velozo BECKER 1 Eduardo A. ERICHSEN 2 Fernando BARROS 3 Gabriella GIANNINI 4 RESUMO: O Estado diante da necessidade de proteção do meio

Leia mais

S UMÁRIO. Capítulo 1 Meio Ambiente Doutrina e Legislação...1. Questões...6 Gabaritos comentados...8

S UMÁRIO. Capítulo 1 Meio Ambiente Doutrina e Legislação...1. Questões...6 Gabaritos comentados...8 S UMÁRIO Capítulo 1 Meio Ambiente...1 1. Doutrina e Legislação...1 1.1. Conceito de meio ambiente... 1 1.2. Classi icação didática do meio ambiente... 3 1.3. O meio ambiente no art. 225 da CF/88... 4 Questões...6

Leia mais

A Questão Ambiental PETER BERNSTEIN (1996) Direito Ambiental

A Questão Ambiental PETER BERNSTEIN (1996) Direito Ambiental Prof. Dr. Thiago Leite Engenheiro Florestal (UnB-DF) Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais com ênfase em Educação Ambiental (UnB-DF) Doutorado em Ciências Florestais com ênfase em Agroecologia (UnB-DF)

Leia mais

Atenção: - a palavra-chave de tem menos de 4 letras, por isso não foi destacada. LEI Nº 2767, DE 18 DE MAIO DE 2012.

Atenção: - a palavra-chave de tem menos de 4 letras, por isso não foi destacada. LEI Nº 2767, DE 18 DE MAIO DE 2012. Atenção: - a palavra-chave de tem menos de 4 letras, por isso não foi destacada. LEI Nº 2767, DE 18 DE MAIO DE 2012. INSTITUI O PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO, INSTRUMENTO DA POLITICA MUNICIPAL DE

Leia mais

Princípios do Direito Ambiental. Prof. Me. Luane Lemos disponível em

Princípios do Direito Ambiental. Prof. Me. Luane Lemos disponível em Princípios do Direito Ambiental Prof. Me. Luane Lemos disponível em www.luanelemos.adv.br 1. PRINCIPIO DO DIREITO AO MEIO AMBIENTE EQUILIBRADO A ideia do equilíbrio é muito vaga. Resumindo, não existe

Leia mais

Eliminação e Recuperação de Lixões em Minas Gerais: estágio atual e perspectivas

Eliminação e Recuperação de Lixões em Minas Gerais: estágio atual e perspectivas SISEMA Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Eliminação e Recuperação de Lixões em Minas Gerais: estágio atual e perspectivas Cíntia Guimarães dos Santos Gerência de Áreas Contaminadas/GERAC

Leia mais

O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO E A ATUAÇÃO DO ESTADO

O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO E A ATUAÇÃO DO ESTADO O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO E A ATUAÇÃO DO ESTADO (Revista da Lata Edição 2016 págs. 14 e 15) Desde a promulgação da Lei Suprema, tenho me debruçado sobre as questões do meio ambiente e constatei que

Leia mais

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. POLÍCIA MILITAR D E M I N A S G E R A I S Nossa profissão, sua vida.

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. POLÍCIA MILITAR D E M I N A S G E R A I S Nossa profissão, sua vida. SISEMA Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos POLÍCIA Superintendência de Atendimento e Controle Processual TERMO DE COMPROMISSO E TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA Daniela de Souza Superintendência

Leia mais

Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira

Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira São Paulo, 1 de agosto de 2016 ROTEIRO Instituições e Atribuições do Estado Quem faz o que? Constituição Federal Competências

Leia mais

JusBrasil - Legislação

JusBrasil - Legislação 1 de 10 16/04/2014 09:12 JusBrasil - Legislação 16 de abril de 2014 Lei 4366/97 Lei nº 4366 de 05 de setembro de 1997 Publicado por Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim (extraído pelo JusBrasil)

Leia mais

MEIO AMBIENTE LEGISLAÇÃO BÁSICA. Palestrante: Wagner Giron de la Torre

MEIO AMBIENTE LEGISLAÇÃO BÁSICA. Palestrante: Wagner Giron de la Torre MEIO AMBIENTE LEGISLAÇÃO BÁSICA Palestrante: Wagner Giron de la Torre Convenção Sobre a Diversidade Biológica 1992 (promulgada pelo Decreto n. 2.519/98) Conscientes, também, da importância da diversidade

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 369, DE 16 DE JANEIRO DE 1996

LEI COMPLEMENTAR Nº 369, DE 16 DE JANEIRO DE 1996 LEI COMPLEMENTAR Nº 369, DE 16 DE JANEIRO DE 1996 Dispõe sobre a implantação do Sistema Municipal do Meio Ambiente (SISMAM), do Conselho Municipal do Meio Ambiente (COMAM), sobre a Política Municipal do

Leia mais

SUPREMO TRIBUNAL FRANCISCANO

SUPREMO TRIBUNAL FRANCISCANO SUPREMO TRIBUNAL FRANCISCANO São Paulo, 31 de agosto de 2015. Vistos. Trata-se de Ação Civil Pública ajuizada pela HABITAT ASSOCIAÇÃO DE DEFESA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL em face de REFRIGERANTES IMPERIAL S/A,

Leia mais

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO UNIDADES DE CONSERVAÇÃO As florestas e demais formas de vegetação são reconhecidas no Brasil como bens de interesse comum a todos os habitantes do país, sendo que algumas destas áreas, legalmente determinadas

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Meio ambiente e Direito João Pedro Ornelas "O meio ambiente é, assim, a interação do conjunto dos elementos naturais, artificiais e culturais, que propiciem o desenvolvimento equilibrado

Leia mais

Dec. nº 4.339, de 22/08/2002

Dec. nº 4.339, de 22/08/2002 POLÍTICA NACIONAL DA BIODIVERSIDADE Dec. nº 4.339, de 22/08/2002 Os princípios estabelecidos na PNBio (20 ao todo) derivam, basicamente, daqueles estabelecidos na Convenção sobre Diversidade Biológica

Leia mais

Constituição Federal de TÍTULO II Dos Direitos e Garantias Fundamentais CAPÍTULO I DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS

Constituição Federal de TÍTULO II Dos Direitos e Garantias Fundamentais CAPÍTULO I DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS Constituição Federal de 1988 TÍTULO II Dos Direitos e Garantias Fundamentais CAPÍTULO I DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer

Leia mais

PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA RELATÓRIO

PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA RELATÓRIO PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA Projeto de Lei nº 018 de 06 de setembro de 2013 AUTOR: Poder Legislativo PARECER: Favorável, sem apresentação de emendas EMENTA: Dispõe sobre o descarte de

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 Art. 207. As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre

Leia mais

Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença.

Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença. Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença. E/SUBE/CED/GPEC Semana de Meio Ambiente Mostra de Trabalhos de Educação Ambiental das Escolas da Rede Pública Municipal de Ensino Justificativa A Secretaria

Leia mais

Estabelece critérios e procedimentos gerais para proteção e conservação das águas subterrâneas no território brasileiro.

Estabelece critérios e procedimentos gerais para proteção e conservação das águas subterrâneas no território brasileiro. RESOLUÇÃO No- 92, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2008 Estabelece critérios e procedimentos gerais para proteção e conservação das águas subterrâneas no território brasileiro. O CONSELHO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS

Leia mais

A contaminação do solo e a destinação de resíduos sólidos

A contaminação do solo e a destinação de resíduos sólidos A contaminação do solo e a destinação de resíduos sólidos A prevenção da contaminação do solo nos Postos de Serviços e a destinação das embalagens de óleo em conformidade com a Política Nacional de Resíduos

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO POR DANOS AMBIENTAIS

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO POR DANOS AMBIENTAIS RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO POR DANOS AMBIENTAIS José Carlos Borges de Araújo Graduado em Direito pela Faculdade Alfredo Nasser josecarlosborgesaraujo@hotmail.com Ana Celuta Fulgêncio Taveira Professora

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE SALVADOR DECRETA:

A CÂMARA MUNICIPAL DE SALVADOR DECRETA: PROJETO DE LEI Nº 403/09 Dispõe sobre a responsabilidade dos produtores de embalagens plásticas e outras embalagens que não sejam biodegradáveis pela destinação final ambientalmente adequada de seus produtos

Leia mais

DISCIPLINA: RECURSO SOLO. Áreas Degradadas e Áreas Contaminadas. Profa. Wanda R. Günther HSA/FSP/USP

DISCIPLINA: RECURSO SOLO. Áreas Degradadas e Áreas Contaminadas. Profa. Wanda R. Günther HSA/FSP/USP DISCIPLINA: RECURSO SOLO Áreas Degradadas e Áreas Contaminadas Profa. Wanda R. Günther HSA/FSP/USP SURGIMENTO DE CASOS DE POLUIÇÃO OU CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL E ÁREAS CONTAMINADAS... ASSUNTO AINDA RECENTE...

Leia mais

Sumário XVII. Índice Sistemático Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o A...

Sumário XVII. Índice Sistemático Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o A... Sumário Novo Código Florestal Comentado... 1 Índice Sistemático... 3 Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o... 5 Art. 1 o A... 6 MP n o 571...

Leia mais

DIREITO AMBIENTAL E O PRINCIPIO DA PRECAUÇÃO

DIREITO AMBIENTAL E O PRINCIPIO DA PRECAUÇÃO DIREITO AMBIENTAL E O PRINCIPIO DA PRECAUÇÃO Felipe BLENSKI 1 Fernando do Rego BARROS FILHO 2 Igor RATKOSKI 3 Genésio Aires de SIQUEIRA 4 1.1 CONCEITOS DE DIREITO AMBIENTAL Em sua obra de Direito Ambiental

Leia mais

CONTAMINAÇÃO DE SOLOS: LEGISLAÇÃO APLICÁVEL

CONTAMINAÇÃO DE SOLOS: LEGISLAÇÃO APLICÁVEL CONTAMINAÇÃO DE SOLOS: LEGISLAÇÃO APLICÁVEL Otávio Eurico de Aquino Branco Março de 2015 INTRODUÇÃO SUMÁRIO BASE LEGAL DA AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO DE SOLOS GERENCIAMENTO DE ÁREAS CONTAMINADAS FUNDAMENTOS

Leia mais

Gestão de Áreas Contaminadas baseada na Lei Engº Rodrigo César de Araújo Cunha, Dr. Setor de Áreas Contaminadas CETESB

Gestão de Áreas Contaminadas baseada na Lei Engº Rodrigo César de Araújo Cunha, Dr. Setor de Áreas Contaminadas CETESB Gestão de Áreas Contaminadas baseada na Lei 13577 Engº Rodrigo César de Araújo Cunha, Dr. Setor de Áreas Contaminadas CETESB DISTRIBUIÇÃO POR ATIVIDADE 471 (13%) 147 (4%) 96 (3%) Outras fontes 25 (1%)

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO PLANO DE ENSINO SEMESTRE LETIVO 2013/1 CURSO Superior de Tecnologia

Leia mais

1. Direitos coletivos e direitos individuais: Os dois gêneros sao transindividuais. Os coletivos lato sensu se contrapõem aos individuais.

1. Direitos coletivos e direitos individuais: Os dois gêneros sao transindividuais. Os coletivos lato sensu se contrapõem aos individuais. 1 DIREITO AMBIENTAL PONTO 1: Direitos coletivos e direitos individuais PONTO 2: Conceito, sujeito ativo e passivo PONTO 3: Panorama das Leis mais importantes ambientais PONTO 4: Origem do Direito Ambiental

Leia mais

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. POLÍCIA MILITAR D E M I N A S G E R A I S Nossa profissão, sua vida.

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. POLÍCIA MILITAR D E M I N A S G E R A I S Nossa profissão, sua vida. SISEMA Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos POLÍCIA Superintendência de Atendimento e Controle Processual Diretoria de Autos de Infração e Controle Processual TERMO DE COMPROMISSO E TERMO

Leia mais

Legislação Ambiental Aplicada a Parques Eólicos. Mariana Torres C. de Mello

Legislação Ambiental Aplicada a Parques Eólicos. Mariana Torres C. de Mello Legislação Ambiental Aplicada a Parques Eólicos Mariana Torres C. de Mello marianatcm@yahoo.com.br CAPÍTULO 3 Lei nº 9.605/98 - Crimes Ambientais Mariana Torres C. de Mello - marianatcm@yahoo.com.br Responsabilidade

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 11.505 Cria o Parque Natural Municipal do Vale do Mulembá-Conquista e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Vitória, Capital do Estado do Espirito Santo, usando

Leia mais

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Tipo de aula. Semana

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: DIREITO AMBIENTAL (ENEX 60150) ETAPA: 10ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos, filmes

Leia mais

DANO MORAL COLETIVO AMBIENTAL E SUA REPARAÇÃO

DANO MORAL COLETIVO AMBIENTAL E SUA REPARAÇÃO 66 DANO MORAL COLETIVO AMBIENTAL E SUA REPARAÇÃO GUIZONI, Rinaldo 1 1 INTRODUÇÃO O meio ambiente trata-se de um bem coletivo que deve ser preservado por todos, porém, é comum que sofra agressões pelo homem,

Leia mais

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL Brasil

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL Brasil LEGISLAÇÃO AMBIENTAL Brasil Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do autor. Objetivos do Curso Este curso é

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS

GESTÃO AMBIENTAL DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS GESTÃO AMBIENTAL DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS FAPESB - 31 de outubro de 2011 Foto: Nilton Souza Artigo 225 CF-1988: Foto: Nilton Souza

Leia mais