DIREITO AMBIENTAL PRINCÍPIOS. Professor Eduardo Coral Viegas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIREITO AMBIENTAL PRINCÍPIOS. Professor Eduardo Coral Viegas"

Transcrição

1 DIREITO AMBIENTAL PRINCÍPIOS Professor Eduardo Coral Viegas

2 É o conjunto de princípios que dá autonomia ao Direito Ambiental.

3 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL A definição mais aceita para desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.

4 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Compatibilização do crescimento econômico, melhoria da qualidade de vida e preservação ambiental.

5 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Lei n /81. Art. 4º - A Política Nacional do Meio Ambiente visará: I - à compatibilização do desenvolvimento econômico-social com a preservação da qualidade do meio ambiente e do equilíbrio ecológico.

6

7

8 2009 CESPE TRF2/JUIZ Segundo Cristiane Derani, os fatores natureza, trabalho e capital compõem a tríade fundamental para o desenvolvimento da atividade econômica. Isso seria o bastante para justificar a indissociabilidade entre direito econômico e direito ambiental. Contudo, existe outro ponto, tão ou mais forte que este, qual seja, (A) as finalidades de ambos os ramos do direito coincidem, posto que propugnam pelo aumento do bem-estar ou qualidade de vida individual e coletiva. (B) a real compatibilização entre o econômico e o ecológico, na perspectiva de uma sociedade pós-industrial, só pode ocorrer quando aquele deixar de exercer supremacia sobre o segundo, o que só será possível por meio de rigoroso controle demográfico nos países periféricos. (C) ambos os ramos do direito estão hoje incorporados ao direito financeiro, sendo por isso que se busca a contabilização dos recursos ambientais. (D) a finalidade de ambos é a manutenção do modo de produção capitalista, pois a demagogia que sustenta o discurso ambientalista, bem como as premissas de uma economia globalizada, são reflexos da ideologia dominante: o neoliberalismo. (E) ambos buscam impor limites ao desenvolvimento e progresso social das nações periféricas, propiciando melhores condições de vida e acesso aos recursos ambientais escassos aos países desenvolvidos.

9 PREVENÇÃO e PRECAUÇÃO A degradação ambiental, como regra, é de difícil reparação. Outras vezes, ela é muito custosa. Constatado o dano, devemos buscar a reparação possível. A compensação acaba sendo muito utilizada. Mas, essencialmente, temos de prevenir os danos.

10 PREVENÇÃO e PRECAUÇÃO A CF, no art. 225, fala em preservar, que é proteger de um dano futuro. A CF protege o MA a partir da noção de risco, não de dano. Preservar é o fim dos princípios da prevenção e da precaução.

11 PREVENÇÃO e PRECAUÇÃO As providências sancionatórias (civil, penal e administrativa) surgem em razão da inobservância da prevenção/precaução.

12 PREVENÇÃO e PRECAUÇÃO PREVENÇÃO: riscos certos e perigo concreto de danos

13 PREVENÇÃO e PRECAUÇÃO PRECAUÇÃO: riscos incertos e perigo abstrato ou potencial. Discute-se, em ações, a respeito da existência de risco, o que não ocorre nas demandas acerca da prevenção. Ligado à sociedade de risco

14 PRECAUÇÃO RIO 92. Princípio 15: De modo a proteger o meio-ambiente, o princípio da precaução deve ser amplamente observado pelos Estados, de acordo com suas capacidades. Quando houver ameaça de danos sérios ou irreversíveis, a ausência de absoluta certeza científica não deve ser utilizada como razão para postergar medidas eficazes e economicamente viáveis para prevenir a degradação ambiental

15 PRECAUÇÃO A precaução estimula a inversão do ônus da prova, pois vigora o in dubio pro ambiente

16 2011 VUNESPE JUIZ SP Em ação civil pública cujo objetivo é a reparação de dano ambiental, invocou-se a viabilidade de inversão do ônus probatório, à luz das normas de proteção ao consumidor, com o que não concordou o pretenso infrator. Com vistas à decisão adequada, é válido afirmar-se: I. deve ser levada em consideração a hipossuficiência do autor da demanda em relação ao réu; II. a extensão das regras de proteção ao consumidor à defesa dos direitos coletivos nas ações civis por danos ambientais decorre da relação interdisciplinar entre tais normas; III. não interfere na espécie o caráter público e coletivo do bem jurídico tutelado, senão a apuração de efetivo prejuízo causado ao ambiente; IV. constitui direito subjetivo do infrator a realização de perícia para comprovar a ausência de danosidade em sua conduta; V. o meio ambiente deve ter em seu favor o benefício da dúvida no caso de incerteza, por falta de provas cientificamente relevantes, sobre o nexo causal entre determinada atividade e um efeito ambiental nocivo. Estão corretas apenas as assertivas (A) I, III e IV. (B) II, IV e V. (C) I, II e V. (D) II, III e IV. (E) III, IV e V.

17 PREVENÇÃO e PRECAUÇÃO Prevenção e precaução impõem ao Judiciário a concessão de liminares visando impedir a ocorrência de dano ambiental

18 POLUIDOR- PAGADOR Baseado na internalização das externalidades negativas. Imputa-se ao poluidor o custo social da poluição por ele gerada. Também conhecido como princípio da responsabilidade

19 POLUIDOR-PAGADOR Visa evitar o dano, não tolerar a poluição mediante um preço. Finalidade eminentemente preventiva. Já o princípio da responsabilização tem viés repressivo

20 POLUIDOR-PAGADOR Compreende todos os custos de implementação de medidas para evitar o dano, e que devem ser suportados por quem explora a atividade potencialmente poluidora

21 POLUIDOR-PAGADOR Poluidor-pagador, então, incide antes do dano, mas também fundamenta a responsabilidade do poluidor se houve degradação. Atuação preventiva e repressiva, priorizando-se, contudo, o primeiro aspecto

22 USUÁRIO-PAGADOR Usuário-pagador é uma evolução do poluidor-pagador. Como os recursos naturais são escassos, quem usa causa um prejuízo social, real ou potencial. Então, deve pagar pelo aproveitamento havido

23 USUÁRIO-PAGADOR Lei n /81 - Art. 4 - A Política Nacional do Meio Ambiente visará: VII - à imposição, ao poluidor e ao predador, da obrigação de recuperar e/ou indenizar os danos causados e, ao usuário, da contribuição pela utilização de recursos ambientais com fins econômicos

24 FUNÇÃO SOCIAL DA PROPRIEDADE Na forma da CF, o proprietário tem o dever de exercer seu direito de propriedade em seu benefício mas também no da coletividade. Não se pode falar em direito de propriedade dissociadamente da função social que exerce

25 FUNÇÃO SOCIAL DA PROPRIEDADE A função da propriedade também é socioambiental, devendo o proprietário preservar o meio ambiente através de posturas negativas (não poluir, por exemplo) e positivas (averbar a reserva legal, fazer contenção acústica na casa noturna, etc). Isso para propriedade urbana e rural

26 FUNÇÃO SOCIAL DA PROPRIEDADE Na Constituição: art. 5º, XXIII art. 170, III art. 182, 2º (urbana) art. 186 (rural)

27 Art. 1228, 1º: O direito de propriedade deve ser exercido em consonância com as suas finalidades econômicas e sociais e de modo que sejam preservados, de conformidade com o estabelecido em lei especial, a flora, a fauna, as belezas naturais, o equilíbrio ecológico e o patrimônio histórico e artístico, bem como evitada a poluição do ar e das águas.

28

29 COOPERAÇÃO O meio ambiente não está limitado por fronteiras. Por isso, é necessário que haja cooperação entre os países, no âmbito internacional; entre a União, Estados e Municípios, com a sociedade, no âmbito interno, para se alcançar o DS

30

31 INFORMAÇÃO As informações ambientais, salvo envolvendo sigilo industrial legalmente protegido, devem ser sistematicamente transmitidas à sociedade, e não apenas quando da ocorrência de desastres

32 PARTICIPAÇÃO Está relacionado aos princípios da informação e da cooperação. Todos têm a obrigação de cuidar do meio ambiente, na forma do art. 225 da CF. Várias formas

33 EQUIDADE INTERGERACIONAL As presentes gerações têm o direito de retirar do MA o que seja necessário para a satisfação de suas necessidades, mas também o dever de protegê-lo para que as futuras gerações gozem do mesmo direito

34 EQUIDADE INTERGERACIONAL ADIN 3540 STF Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. Trata-se de um típico direito de terceira geração (ou de novíssima dimensão), que assiste a todo o gênero humano (RTJ 158/ ). Incumbe, ao Estado e à própria coletividade, a especial obrigação de defender e preservar, em benefício das presentes e futuras gerações, esse direito de titularidade coletiva e de caráter transindividual.

35 PROIBIÇÃO DE RETROCESSO O princípio da proibição do retrocesso evita que o legislador venha a revogar integralmente ou parcialmente um ou mais diplomas infraconstitucionais que já se concretizaram a ponto de efetivar o direito social constitucional

36 PRINCÍPIOS: fim! Professor Eduardo Coral Viegas

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior Advogado Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente UESC/PRODEMA Coordenador do Curso de Direito da FTC/Ita

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior Advogado Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente UESC/PRODEMA Coordenador do Curso de Direito da FTC/Ita UMA INTRODUÇÃO À TUTELA JURÍDICA DO MEIO AMBIENTE Prof. Guilhardes de Jesus Júnior Advogado Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente UESC/PRODEMA Coordenador do Curso de Direito da FTC/Ita E

Leia mais

12 OAB. Direitos Difusos. Ambiental, ECA e Consumidor. 1ª fase. coleção. Guilherme Freire de Melo Barros Leonardo de Medeiros Garcia Romeu Thomé

12 OAB. Direitos Difusos. Ambiental, ECA e Consumidor. 1ª fase. coleção. Guilherme Freire de Melo Barros Leonardo de Medeiros Garcia Romeu Thomé 12 OAB 1ª fase coleção Organizadores da Coleção: Leonardo Garcia e Roberval Rocha Direitos Difusos Ambiental, ECA e Consumidor Guilherme Freire de Melo Barros Leonardo de Medeiros Garcia Romeu Thomé 3ª

Leia mais

DA EFICÁCIA DO ARTIGO 225 DA CONTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 Lucas Bastos MUNHOZ 1 Mayara Karoline BERTUOL 2

DA EFICÁCIA DO ARTIGO 225 DA CONTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 Lucas Bastos MUNHOZ 1 Mayara Karoline BERTUOL 2 DA EFICÁCIA DO ARTIGO 225 DA CONTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 Lucas Bastos MUNHOZ 1 Mayara Karoline BERTUOL 2 RESUMO: A preocupação com o meio ambiente teve seu início marcado com a Declaração de Estocolmo

Leia mais

Princípios do Direito Ambiental. Prof. Me. Luane Lemos disponível em

Princípios do Direito Ambiental. Prof. Me. Luane Lemos disponível em Princípios do Direito Ambiental Prof. Me. Luane Lemos disponível em www.luanelemos.adv.br 1. PRINCIPIO DO DIREITO AO MEIO AMBIENTE EQUILIBRADO A ideia do equilíbrio é muito vaga. Resumindo, não existe

Leia mais

PRINCÍPIOS DE DIREITO AMBIENTAL. 1. Princípio significa começo, origem de algo, mas também significa preceito, regra, lei.

PRINCÍPIOS DE DIREITO AMBIENTAL. 1. Princípio significa começo, origem de algo, mas também significa preceito, regra, lei. PRINCÍPIOS DE DIREITO AMBIENTAL 1. O QUE É UM PRINCÍPIO? 1. Princípio significa começo, origem de algo, mas também significa preceito, regra, lei. 2. Para Celso Antonio Bandeira de Melo (Elementos do Direito

Leia mais

Avaliação de risco e legislação ambiental

Avaliação de risco e legislação ambiental VII Seminário Internacional sobre Remediação e Revitalização de Áreas Contaminadas Avaliação de risco e legislação ambiental Ana Luiza Silva Spínola 21 de outubro de 2010 Contextualização Planejamento

Leia mais

Direito Ambiental OAB. Prof. Rosenval Júnior

Direito Ambiental OAB. Prof. Rosenval Júnior Direito Ambiental OAB Prof. Rosenval Júnior REVISÃO DE 30 MINUTOS 18 de novembro de 2017 Revisão de Direito Ambiental para o Exame de Ordem Prof. Rosenval Júnior Facebook -> Opção SEGUIR no perfil pessoal

Leia mais

HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL

HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL DIREITO AMBIENTAL HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL HISTÓRICO Período Pré-Colonial e Colonial 1500/1530 Exploração do Pau-Brasil e Tráfico de Animais Silvestres

Leia mais

DIREITO AMBIENTAL CRIMES. Professor Eduardo Coral Viegas

DIREITO AMBIENTAL CRIMES. Professor Eduardo Coral Viegas DIREITO AMBIENTAL CRIMES Professor Eduardo Coral Viegas 2010 JUIZ TRF/4 4. Dadas as assertivas abaixo, assinale a alternativa correta. I. O princípio da precaução legitima a inversão do ônus da prova nas

Leia mais

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Prof. Gustavo Nascimento Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Desenvolvimento sustentável Histórico do conceito de desenvolvimento sustentável A Revolução Industrial foi um marco importante na humanidade

Leia mais

TRIBUTAÇÃO AMBIENTAL CAPACIDADE CONTRIBUITIVA X POLUIDOR PAGADOR

TRIBUTAÇÃO AMBIENTAL CAPACIDADE CONTRIBUITIVA X POLUIDOR PAGADOR TRIBUTAÇÃO AMBIENTAL CAPACIDADE CONTRIBUITIVA X POLUIDOR PAGADOR Augusto Cesar Montroni BEZERRA 1 Lucas Fukase CERQUEIRA 2 RESUMO: O presente trabalho abordará de forma sucinta e clara a capacidade contributiva

Leia mais

Lei nº 6.938/81. Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Lei nº 6.938/81. Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos Lei nº 6.938/81 SINOPSE: a) Meio ambiente é PATRIMÔNIO PÚBLICO, devendo ser protegido, tendo em vista o uso coletivo; b) Planejar, fiscalizar e racionalizar o uso dos recursos ambientais; c) Proteger os

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE

CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE 1. INTRODUÇÃO 1.1. A Constituição Federal, promulgada em 05 de outubro de 1988, foi o primeiro texto constitucional brasileiro a mencionar a palavra meio ambiente.

Leia mais

CONCEITO Meio ambiente (Lei 6.938/81 art. 3 , I) Visão antropocêntrica

CONCEITO Meio ambiente (Lei 6.938/81 art. 3 , I) Visão antropocêntrica DIREITO AMBIENTAL CONCEITO Meio ambiente (Lei 6.938/81 art. 3, I) conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Princípios do Direito Ambiental Rogério Nunes* 1. Do Direito Ambiental Antes de discorrermos sobre os princípios do direito ambiental, faz-se oportuna uma breve explanação sobre

Leia mais

ASPECTOS LEGAIS DA CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA. Londrina, 06 de julho de 2016.

ASPECTOS LEGAIS DA CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA. Londrina, 06 de julho de 2016. ASPECTOS LEGAIS DA CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA Londrina, 06 de julho de 2016. AS ATRIBUIÇÕES CONSTITUCIONAIS DO MINISTÉRIO PÚBLICO Artigo 127, da Constituição Federal: O Ministério Público é instituição

Leia mais

DIMENSÕES DOS DANOS AMBIENTAIS, JURIDICIDADE E FORMAS DE REPARAÇÃO

DIMENSÕES DOS DANOS AMBIENTAIS, JURIDICIDADE E FORMAS DE REPARAÇÃO DIMENSÕES DOS DANOS AMBIENTAIS, JURIDICIDADE E FORMAS DE REPARAÇÃO Fernanda Luiza Fontoura de Medeiros Pesquisadora do CNPq Doutora em Direito (UFSC/Coimbra) Mestre em Direito (PUCRS) Professora Adjunta

Leia mais

Propriedade. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato

Propriedade. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato Propriedade Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato Propriedade Relevância do Direito de Propriedade e sua inserção nas normas

Leia mais

330 DOI: / v20n3p330 RESENHA/REVIWES

330 DOI: / v20n3p330 RESENHA/REVIWES 330 DOI: 10.5433/2178-8189.2016v20n3p330 RESENHA/REVIWES LEMOS, Patrícia Faga Iglecias. Meio ambiente e responsabilidade civil do proprietário: análise do nexo causal. 2. ed. rev. atual. e ampl. São Paulo:

Leia mais

SUMÁRIO 1. NOÇÕES PRELIMINARES

SUMÁRIO 1. NOÇÕES PRELIMINARES SUMÁRIO 1. NOÇÕES PRELIMINARES 1. Direitos de terceira geração 1.1 Introdução 1.2 Direitos difusos 1.3 Direitos coletivos stricto sensu 1.4 Direitos individuais homogêneos 2. Meio ambiente: definição e

Leia mais

XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA

XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA Meio ambiente na CF/88 A Constituição Federal reconhece e declara: O meio ambiente ecologicamente equilibrado é essencial à sadia qualidade de

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Meio ambiente e Direito João Pedro Ornelas "O meio ambiente é, assim, a interação do conjunto dos elementos naturais, artificiais e culturais, que propiciem o desenvolvimento equilibrado

Leia mais

O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro. Marcelo Leoni Schmid

O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro. Marcelo Leoni Schmid O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro Marcelo Leoni Schmid marcelo@indexflorestal.com.br Aula 02 Responsabilidade civil no Direito Ambiental Brasileiro O

Leia mais

Espelho Administrativo Peça

Espelho Administrativo Peça Espelho Administrativo Peça A medida judicial a ser proposta é uma ação de responsabilidade civil / ação indenizatória pelo rito ordinário em face da União Federal, tendo em vista o dano sofrido por João

Leia mais

Resolução 4327/14 BACEN Responsabilidade Ambiental

Resolução 4327/14 BACEN Responsabilidade Ambiental Resolução 4327/14 BACEN Responsabilidade Ambiental Resolução 4327/14: Principais Aspectos Objeto e âmbito de aplicação Finalidade PRSA Prazos Diretrizes para desenvolvimento e implantação de PRSA (política

Leia mais

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências.

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências. Da Ordem Social: do Meio Ambiente e dos Índios. Cretella Júnior e Cretella Neto Direito Ambiental Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com Do meio ambiente A CF de 1988 consagra o direito

Leia mais

O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro. Marcelo Leoni Schmid

O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro. Marcelo Leoni Schmid O desastre ambiental de Mariana: análise sob a ótica do Direito Ambiental Brasileiro Marcelo Leoni Schmid marcelo@indexflorestal.com.br Aula 03 Responsabilidade administrativa e penal no Direito Ambiental

Leia mais

Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL

Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL A POLÍTICA NACIONAL E O SISTEMA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE PNMA Lei 6.938/1981 Regulamentada pelo Decreto 99.274/1990 Objetivo geral: preservação, melhoria e recuperação

Leia mais

A PENALIZAÇÃO POR DANOS AMBIENTAIS

A PENALIZAÇÃO POR DANOS AMBIENTAIS A PENALIZAÇÃO POR DANOS AMBIENTAIS Aplicação de leis destinadas a proteger os bens naturais abre caminho para a preservação.virgílio Nogueira Diniz O Meio Ambiente é considerado, juridicamente, como um

Leia mais

Camila Aparecida Borges 1 Claudia Elly Larizzatti Maia 2

Camila Aparecida Borges 1 Claudia Elly Larizzatti Maia 2 O PRINCÍPIO DO POLUIDOR PAGADOR E A RESPONSABILIDADE OBJETIVA EM FACE DO ARTIGO 14, 1º DA LEI Nº 6.938/1981 THE POLLUTER PAYS PRINCIPLE AND LIABILITY IN FACE OF ARTICLE 14, 1 OF LAW N º 6.938/1981 Camila

Leia mais

1. Introdução ao Direito Ambiental

1. Introdução ao Direito Ambiental Dra.%Patrícia%Bianchi% 1. Introdução ao Direito Ambiental! O conhecimento jurídico que é formal, legalista e de forças econômicas dominantes, não contribuem para despertar o olhar crítico e reflexivo do

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO PLANO DE ENSINO SEMESTRE LETIVO 2013/1 CURSO Superior de Tecnologia

Leia mais

Direito Ambiental Constitucional. Inclui Princípios constitucionais correlatos

Direito Ambiental Constitucional. Inclui Princípios constitucionais correlatos Direito Ambiental Constitucional Inclui Princípios constitucionais correlatos Constituição de 1988 Conceito jurídico de meio ambienteconstituição Art. 3º. Para os fins previstos nesta Lei, entende-se por:

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2016

PLANO DE ENSINO 2016 PLANO DE ENSINO 2016 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1. PROFESSOR: JOSÉ ROBERTO MARQUES 1.2. DEPARTAMENTO: DIREITO PÚBLICO 1.3. DISCIPLINA: DIREITO AMBIENTAL 1.4. SÉRIE: 5ª TURMAS A e B 1.5. TURNOS: DIURNO E NOTURNO

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Ação Civil Pública para tutela ambiental Analisa os apectos atuais da Ação Civil Pública com base na Lei n. 7.437/85 no âmbito da tutela ambiental. Cláudia Melina Kamaroski Mundstoch

Leia mais

Direito Ambiental O Princípio do Poluidor Pagador

Direito Ambiental O Princípio do Poluidor Pagador Direito Ambiental O Princípio do Poluidor Pagador Jaime da Cruz RIBAS 1 Domingos ZANUNCINI JUNIOR 2 Ivan Carlos OLESCKI 3 Fernando do Rego BARROS FILHO 4 Introdução O presente artigo tem por objetivo a

Leia mais

ÉTICA PROFISSIONAL UNIP

ÉTICA PROFISSIONAL UNIP ÉTICA PROFISSIONAL UNIP Ética Profissional Atribuições Profissionais Responsabilidades dos Engenheiros Atribuições Profissionais As atribuições definem que tipo de atividades uma determinada categoria

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO POR DANOS AMBIENTAIS

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO POR DANOS AMBIENTAIS RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO POR DANOS AMBIENTAIS José Carlos Borges de Araújo Graduado em Direito pela Faculdade Alfredo Nasser josecarlosborgesaraujo@hotmail.com Ana Celuta Fulgêncio Taveira Professora

Leia mais

DIREITO AMBIENTAL E O PRINCIPIO DA PRECAUÇÃO

DIREITO AMBIENTAL E O PRINCIPIO DA PRECAUÇÃO DIREITO AMBIENTAL E O PRINCIPIO DA PRECAUÇÃO Felipe BLENSKI 1 Fernando do Rego BARROS FILHO 2 Igor RATKOSKI 3 Genésio Aires de SIQUEIRA 4 1.1 CONCEITOS DE DIREITO AMBIENTAL Em sua obra de Direito Ambiental

Leia mais

Responsabilidade Civil Ambiental. Fernando Nabais da Furriela Advogado

Responsabilidade Civil Ambiental. Fernando Nabais da Furriela Advogado Responsabilidade Civil Ambiental Fernando Nabais da Furriela Advogado ffurriel@furriela.adv.br Legislação Ambiental Brasileira Constituição Federal Código Civil Legislação Especial Constituição Federal

Leia mais

Ordenamento jurídico ambiental e o Estado indutor de políticas públicas. Patrícia Iglecias

Ordenamento jurídico ambiental e o Estado indutor de políticas públicas. Patrícia Iglecias Ordenamento jurídico ambiental e o Estado indutor de políticas públicas Patrícia Iglecias Contexto histórico Meio técnico, científico e informacional: ciência aliada à tecnologia e à informação na base

Leia mais

Exercício da Medicina e Direito Penal

Exercício da Medicina e Direito Penal Exercício da Medicina e Direito Penal Prof. Dr. Alexandre Wunderlich Disciplina de Bioética, Medicina e Direito/PPGCM-UFRGS HCPA, 10 de agosto de 2016. Direito Penal Clássico Direito Penal na Sociedade

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DO DIREITO AMBIENTAL

OS PRINCÍPIOS DO DIREITO AMBIENTAL OS PRINCÍPIOS DO DIREITO AMBIENTAL Toda ciência tem sua razão de ser. Não é diferente com o Direito. Suas bases remontam a tempos remotos da existência humana em uma cadeia interminável de referências

Leia mais

A Questão Ambiental PETER BERNSTEIN (1996) Direito Ambiental

A Questão Ambiental PETER BERNSTEIN (1996) Direito Ambiental Prof. Dr. Thiago Leite Engenheiro Florestal (UnB-DF) Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais com ênfase em Educação Ambiental (UnB-DF) Doutorado em Ciências Florestais com ênfase em Agroecologia (UnB-DF)

Leia mais

22/10/2008 INTERESSE DIREITO

22/10/2008 INTERESSE DIREITO EM DEFESA DO DIREITO A TER DIREITOS Prof. MSc. Guilhardes de Jesus Júnior INTERESSE DIREITO 1 Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia

Leia mais

o MINISTERIO PUBLICO FEDERAL, pelos Pracuradores da Republica

o MINISTERIO PUBLICO FEDERAL, pelos Pracuradores da Republica %~~1~j/ ~~~ 1.26.001.000163/2009-67, 1.26.006.000044/2010-06, 1.26.006.000033/2010-18, 1.26.006.000035/2010-15, 1.26.006.000009/2010-89 e outros. o, pelos Pracuradores da Republica signatarios, no exercicio

Leia mais

DIFÍCIL REPARAÇÃO E DIFÍCIL VALORAÇÃO DO DANO AMBIENTAL

DIFÍCIL REPARAÇÃO E DIFÍCIL VALORAÇÃO DO DANO AMBIENTAL DIFÍCIL REPARAÇÃO E DIFÍCIL VALORAÇÃO DO DANO AMBIENTAL Amanda C. Velozo BECKER 1 Eduardo A. ERICHSEN 2 Fernando BARROS 3 Gabriella GIANNINI 4 RESUMO: O Estado diante da necessidade de proteção do meio

Leia mais

SUPREMO TRIBUNAL FRANCISCANO

SUPREMO TRIBUNAL FRANCISCANO SUPREMO TRIBUNAL FRANCISCANO São Paulo, 31 de agosto de 2015. Vistos. Trata-se de Ação Civil Pública ajuizada pela HABITAT ASSOCIAÇÃO DE DEFESA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL em face de REFRIGERANTES IMPERIAL S/A,

Leia mais

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Tipo de aula. Semana

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: DIREITO AMBIENTAL (ENEX 60150) ETAPA: 10ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos, filmes

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Responsabilidade objetiva do Estado Elaine Rodrigues de Paula Reis A responsabilidade do Poder Público não existirá ou será atenuada quanto a conduta da Administração Pública não

Leia mais

Roteiro da Apresentação. 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões

Roteiro da Apresentação. 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões Roteiro da Apresentação 1. Evolução Histórica 2. Problemas de Aplicabilidade 3. Reflexões Evolução Histórica da Legislação Brasileira Período Colonial (século XVI a XIX) contrabando de animais (rota marítima

Leia mais

O MEIO AMBIENTE COMO O BEM DE USO COMUM DO POVO

O MEIO AMBIENTE COMO O BEM DE USO COMUM DO POVO O MEIO AMBIENTE COMO O BEM DE USO COMUM DO POVO 1 Pablo Rodrigo Souza SILVA RESUMO: No Brasil a Constituição federal determina os direitos fundamentais como direitos do ser humano, tratam-se das garantias

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS

POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS As primeiras manifestações de gestão ambiental procuraram solucionar problemas de escassez de recurso, mas só após a Revolução Industrial os problemas que concernem à poluição

Leia mais

LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES

LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 225, CF: Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial

Leia mais

Com a Constituição Federal de 1988, houve uma mudança na natureza da responsabilidade do empregador em casos de acidente de trabalho.

Com a Constituição Federal de 1988, houve uma mudança na natureza da responsabilidade do empregador em casos de acidente de trabalho. APLICAÇÃO DO ART. 7º, INCISO XXVIII, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL X ART. 927, PARÁGRAFO ÚNICO, DO CÓDIGO CIVIL. Com a Constituição Federal de 1988, houve uma mudança na natureza da responsabilidade do empregador

Leia mais

Vistos, relatados e discutidos estes autos de. APELAÇÃO CÍVEL COM REVISÃO n /1-00, da Comarca de

Vistos, relatados e discutidos estes autos de. APELAÇÃO CÍVEL COM REVISÃO n /1-00, da Comarca de PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO " ---^l^:, Vistos, relatados e discutidos estes autos de APELAÇÃO CÍVEL COM REVISÃO n 704.. 103-5/1-00, da Comarca de SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, em que

Leia mais

Código Civil de 2002 TÍTULO II DAS PESSOAS JURÍDICAS. CAPÍTULOS I, II e III. ARTIGOS 40 a 69

Código Civil de 2002 TÍTULO II DAS PESSOAS JURÍDICAS. CAPÍTULOS I, II e III. ARTIGOS 40 a 69 Código Civil de 2002 TÍTULO II DAS PESSOAS JURÍDICAS CAPÍTULOS I, II e III ARTIGOS 40 a 69 PESSOA JURÍDICA (PJ) - CONCEITO Unidade de pessoas naturais ou de patrimônios, que visa à consecução de certos

Leia mais

Resíduos sólidos e responsabilidade civil pós-consumo

Resíduos sólidos e responsabilidade civil pós-consumo Mariana Camargo de Oliveira Advogada, mestre em Direito pela Universidade Metodista de Piracicaba Especialista em Direito Ambiental pela Universidade Metodista de Piracicaba maric_oliveira@hotmail.com.

Leia mais

OS PRINCÍPIOS ATRELADOS A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

OS PRINCÍPIOS ATRELADOS A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 OS PRINCÍPIOS ATRELADOS A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA D AGOSTINI, Jhonata Nathan 1 GIRALDI, Franciele Natacha 2 VIEIRA, Tiago Vidal 3 RESUMO Nosso ordenamento jurídico está constantemente influenciado por

Leia mais

Regulatory Compliance What is required to be done?

Regulatory Compliance What is required to be done? Regulatory Compliance What is required to be done? Setembro de 2016 Regulatory Compliance What is required to be done? According to the Environment Agency Setembro de 2016 Sumário 1. Papel da União 2.

Leia mais

LIMITAÇÕES AO DIREITO DE PROPRIEDADE. Resumo de aula

LIMITAÇÕES AO DIREITO DE PROPRIEDADE. Resumo de aula LIMITAÇÕES AO DIREITO DE PROPRIEDADE Resumo de aula Fundamentos Sumário Restrições administrativas Tombamento Ocupação temporária Requisição Servidão Administrativa Desapropriação Edificação ou parcelamento

Leia mais

A APLICAÇÃO DO PRINCÍPIO DA PRECAUÇÃO E PROTEÇÃO AMBIENTAL NO CETA

A APLICAÇÃO DO PRINCÍPIO DA PRECAUÇÃO E PROTEÇÃO AMBIENTAL NO CETA A APLICAÇÃO DO PRINCÍPIO DA PRECAUÇÃO E PROTEÇÃO AMBIENTAL NO CETA Renata Menezes Mestranda em Ciências Jurídico Ambientais- FDUL e Pesquisadora do Grupo: Os novos desafios do Direito Internacional Económico/CEDIS

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DA PESSOA JURÍDICA POR DANO AMBIENTAL Bianca Francielle KOZAN 1 Cleber Affonso ANGELUCI 2

RESPONSABILIDADE CIVIL DA PESSOA JURÍDICA POR DANO AMBIENTAL Bianca Francielle KOZAN 1 Cleber Affonso ANGELUCI 2 RESPONSABILIDADE CIVIL DA PESSOA JURÍDICA POR DANO AMBIENTAL Bianca Francielle KOZAN 1 Cleber Affonso ANGELUCI 2 RESUMO: O direito ambiental no Brasil passou a ter proteção com a publicação da lei nº.

Leia mais

Pacto Mundial pelo Meio Ambiente Anteprojeto. (Global Pact for the Environment Preliminary Draft (24 June 2017))

Pacto Mundial pelo Meio Ambiente Anteprojeto. (Global Pact for the Environment Preliminary Draft (24 June 2017)) Pacto Mundial pelo Meio Ambiente Anteprojeto (Global Pact for the Environment Preliminary Draft (24 June 2017)) Prêambulo As partes do presente pacto Conscientes do agravamento das ameaças que pesam sobre

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE As normas elaboradas pelo Poder Constituinte Originário são colocadas acima de todas as outras manifestações de direito. A própria Constituição Federal determina um procedimento

Leia mais

DEF0514 DIREITO AMBIENTAL I Prof. Associada Ana Maria de Oliveira Nusdeo

DEF0514 DIREITO AMBIENTAL I Prof. Associada Ana Maria de Oliveira Nusdeo DEF0514 DIREITO AMBIENTAL I Prof. Associada Ana Maria de Oliveira Nusdeo Seminário 3: As Políticas de Mudanças Climáticas. Legislação e responsabilidade de grandes emissores. Grupo 01 (autores): Alex Vitor

Leia mais

CRIMINALIZAÇÃO DO ACIDENTE DO TRABALHO

CRIMINALIZAÇÃO DO ACIDENTE DO TRABALHO CRIMINALIZAÇÃO DO O Direito Penal tutela os bens chamados primários, indispensáveis a própria existência da sociedade: - O direito à vida; - O direito à integridade corporal; - O direito à segurança: -

Leia mais

Base territorial, Itajaí, Navegantes, CARTILHA DA GREVE

Base territorial, Itajaí, Navegantes, CARTILHA DA GREVE CARTILHA DA GREVE INTRODUÇÃO A greve é um direito inalienável dos trabalhadores, públicos ou privados. O seu exercício envolve uma série de condições e implicações, que devem ser consideradas pelo movimento

Leia mais

O presente acórdão prolatado pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul

O presente acórdão prolatado pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul COMENTÁRIO DE JURISPRUDÊNCIA Juliana Gerent 1 Faculdade Integrado de Campo Mourão, Campo Mourão - PR NOTA DANO AMBIENTAL. Ação civil pública. Responsabilidade. Solidariedade dos demandados: empresa privada,

Leia mais

Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável.

Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável. Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável. Sustentabilidade Economicamente viável Ambientalmente correto

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL PÓS-CONSUMO

RESPONSABILIDADE CIVIL PÓS-CONSUMO 98 RESPONSABILIDADE CIVIL PÓS-CONSUMO Bruno César Andrade Costa17 LEMOS, Patrícia Faga Iglesias. Resíduos sólidos e responsabilidade civil pós-consumo. 3. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2014. T

Leia mais

S UMÁRIO. Capítulo 1 Meio Ambiente Doutrina e Legislação...1. Questões...6 Gabaritos comentados...8

S UMÁRIO. Capítulo 1 Meio Ambiente Doutrina e Legislação...1. Questões...6 Gabaritos comentados...8 S UMÁRIO Capítulo 1 Meio Ambiente...1 1. Doutrina e Legislação...1 1.1. Conceito de meio ambiente... 1 1.2. Classi icação didática do meio ambiente... 3 1.3. O meio ambiente no art. 225 da CF/88... 4 Questões...6

Leia mais

ORIGEM E DIFUSÃO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL

ORIGEM E DIFUSÃO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL ORIGEM E DIFUSÃO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL Prof. Eduardo Lucena C. de Amorim 1 OBJETIVOS DA POLÍTICA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE Compatibilizar o desenvolvimento econômico e social com a proteção

Leia mais

Economia e Meio Ambiente A questão ambiental no âmbito da economia e benefícios de uma política ambiental

Economia e Meio Ambiente A questão ambiental no âmbito da economia e benefícios de uma política ambiental PHA3001 Introdução à Engenharia Ambiental Universidade de São Paulo Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Economia e Meio Ambiente A questão ambiental no âmbito da economia e benefícios de uma

Leia mais

Rodada #1. Direito Ambiental

Rodada #1. Direito Ambiental Rodada #1 Direito Ambiental Professor Giancarlo Chelotti Assuntos da Rodada Direito Ambiental 1- Princípio do Direito Ambiental; 2 Proteção do Meio Ambiente na Constituição Federal; 3 Competências em Matéria

Leia mais

SOS OAB Direito Ambiental X Exame Aloisio Pereira Neto

SOS OAB Direito Ambiental X Exame Aloisio Pereira Neto SOS OAB Direito Ambiental X Exame Aloisio Pereira Neto VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO (Questão 35 caderno tipo branco) Sobre a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), assinale a afirmativa correta.

Leia mais

Papel do Município no Licenciamento Ambiental

Papel do Município no Licenciamento Ambiental Papel do Município no Licenciamento Ambiental Vivian do Carmo Bellezzia Advogada Mestranda em Direito Ambiental pela ESDHC Especialista em Direito Público pela PUC-MINAS Especialista em Filosofia pela

Leia mais

Sumário XVII. Índice Sistemático Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o A...

Sumário XVII. Índice Sistemático Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o A... Sumário Novo Código Florestal Comentado... 1 Índice Sistemático... 3 Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o... 5 Art. 1 o A... 6 MP n o 571...

Leia mais

A PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE ECOLOGICAMENTE EQUILIBRADO: TEORIA DA TRÍPLICE (I)RESPONSABILIDADE AMBIENTAL 1

A PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE ECOLOGICAMENTE EQUILIBRADO: TEORIA DA TRÍPLICE (I)RESPONSABILIDADE AMBIENTAL 1 A PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE ECOLOGICAMENTE EQUILIBRADO: TEORIA DA TRÍPLICE (I)RESPONSABILIDADE AMBIENTAL 1 Evandro Luis Sippert 2, Jaciara Treter 3, Paola Naiane Sippert 4. 1 Pesquisa realizada em disciplina

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br O Direito Ambiental garantidor da sadia qualidade de vida Ana Candida Echevenguá* A globalização, o crescimento desenfreado e a qualquer custo degradam as riquezas naturais, deteriorando

Leia mais

Ministério Público do Estado de Mato Grosso

Ministério Público do Estado de Mato Grosso TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA com cominação de multa diária N 007/2014 O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO, representado, neste ato, pelo da Comarca de Porto Esperidião/MT, Dr., doravante designado

Leia mais

SUMÁRIO. Meireles-Responsabilidade civil.indd 9 15/01/ :13:21

SUMÁRIO. Meireles-Responsabilidade civil.indd 9 15/01/ :13:21 SUMÁRIO Capítulo I DA RESPONSABILIDADE CIVIL 1.1. Introdução... 15 1.2. Espécies de responsabilidade... 16 1.2.1. Responsabilidade contratual e extracontratual... 16 1.2.1.1. Responsabilidade por obrigação

Leia mais

Questões Ambientais e Aspectos Legais

Questões Ambientais e Aspectos Legais 1 Questões Ambientais e Aspectos Legais 2 Questões Ambientais Constituição Federal Brasileira Art. 225: "Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial

Leia mais

Economia e Meio Ambiente A questão ambiental no âmbito da economia e benefícios de uma política ambiental

Economia e Meio Ambiente A questão ambiental no âmbito da economia e benefícios de uma política ambiental PHA2218 Introdução à Engenharia Ambiental Universidade de São Paulo Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Economia e Meio Ambiente A questão ambiental no âmbito da economia e benefícios de uma

Leia mais

Projeto Akvolernigi (Parceria UNICAMP/SABESP intermediado pela ABES-SP)

Projeto Akvolernigi (Parceria UNICAMP/SABESP intermediado pela ABES-SP) AKVO = Água I - Projeto Akvolernigi (Material preparado para o Curso) LERNIGI = Ensinar, I - Aspectos Legislativos e Instrumentos de Gestão Aprender e Fazer a) Princípios Gerais do Direito Ambiental b)

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 Art. 207. As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre

Leia mais

DIREITO AMBIENTAL E SEUS PRINCÍPIOS: UMA ANÁLISE DOGMÁTICA.

DIREITO AMBIENTAL E SEUS PRINCÍPIOS: UMA ANÁLISE DOGMÁTICA. DIREITO AMBIENTAL E SEUS PRINCÍPIOS: UMA ANÁLISE DOGMÁTICA. Cristiane Quebin Valério 1 Resumo: O presente artigo analisa o meio ambiente, os seus princípios e as suas generalidades. Também, procurar-se-á

Leia mais

A ENTIDADE QUE LUTA POR VOCÊ

A ENTIDADE QUE LUTA POR VOCÊ A ENTIDADE QUE LUTA POR VOCÊ LEGISLAÇÃO DISCIPLINAR EDUARDO HENRIQUE KNESEBECK ENCONTRO DE ENTIDADES REPRESENTATIVAS CURITIBA, 18 DE MAIO DE 2016 > Interpretação da legislação disciplinar Há necessidade

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A Responsabilidade Civil Ambiental e o gás natural Germano Giehl 1. INTRODUÇÃO O direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, que trata a Constituição da República Federativa

Leia mais

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior, MSc.

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior, MSc. RESERVA LEGAL FLORESTAL Aspectos jurídicos Prof. Guilhardes de Jesus Júnior, MSc. O QUE É A RESERVA LEGAL FLORESTAL? Segundo o Código Florestal (Lei 4.771/65), é a área localizada no interior de uma propriedade

Leia mais

NOÇÕES DE SUSTENTABILIDADE

NOÇÕES DE SUSTENTABILIDADE 00 NOÇÕES DE SUSTENTABILIDADE www.supremaciaconcursos.com.br 1 ÍNDICE 1. PALAVRAS INICIAIS... 3 2. CONTEÚDO DA AULA... 4 3. TEORIA COMPLETA... 5 4. EXERCÍCIOS ESPECÍFICOS... 13 5. GABARITO... 20 www.supremaciaconcursos.com.br

Leia mais

CRIME = FT + A + C AULA 16. Vamos agora dar prosseguimento, já que falamos do primeiro elemento que foi

CRIME = FT + A + C AULA 16. Vamos agora dar prosseguimento, já que falamos do primeiro elemento que foi Turma e Ano: Master A (2015) 13/05/2015 Matéria / Aula: Direito Penal / Aula 16 Professor: Marcelo Uzeda de Farias Monitor: Alexandre Paiol AULA 16 CONTEÚDO DA AULA: - Ilicitude, exclusão de ilicitude

Leia mais

Princípios da Administração Pública

Princípios da Administração Pública Princípios da Administração Pública PRINCÍPIO DA LEGALIDADE Conceito: Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei (art. 5º, II da CF). O Princípio da legalidade

Leia mais

TEREZA APARECIDA ASTA GEMIGNANI. Doutora em Direito do Trabalho- USP Membro da ANDT Vice diretora da Escola Judicial do TRT

TEREZA APARECIDA ASTA GEMIGNANI. Doutora em Direito do Trabalho- USP Membro da ANDT Vice diretora da Escola Judicial do TRT TEREZA APARECIDA ASTA GEMIGNANI Desembargadora do TRT de Campinas Doutora em Direito do Trabalho- USP Membro da ANDT Vice diretora da Escola Judicial do TRT dar O conceito de retribuição receber entre

Leia mais

Segredo médico e o direito humano à privacidade: Uma abordagem jurídica

Segredo médico e o direito humano à privacidade: Uma abordagem jurídica Unidade de Pesquisa Clínica Segredo médico e o direito humano à privacidade: Julio Cesar Namem Lopes Rev bioét (impr.) 2012;20 (3);404-12 Dra. Denise Carvalho 06/03/2013 Segredo: é tudo o que, por dizer

Leia mais

Responsabilidade Socioambiental como estratégia de Desenvolvimento Sustentável (I)

Responsabilidade Socioambiental como estratégia de Desenvolvimento Sustentável (I) Responsabilidade Socioambiental como estratégia de Desenvolvimento Sustentável (I) Calendário Final de Aulas RSA como estratégia de DS 1. Desenvolvimento Sustentável; 2. DS e as Empresas; 3. Nós e a DS

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO PARÁ SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE ALTAMIRA VARA ÚNICA

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO PARÁ SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE ALTAMIRA VARA ÚNICA Autos n.º: 421-04.2010.4.01.3903. Classe: 7100 (Ação Civil Pública). Referência: Pedido de medida liminar. Requisitos. Presença. Possibilidade. Requerente: OSCIP AMIGOS DA TERRA AMAZÔNIA BRASILEIRA E ASSOCIAÇÃO

Leia mais

AULA 08: RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO. Professor Thiago Gomes

AULA 08: RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO. Professor Thiago Gomes AULA 08: RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO Professor Thiago Gomes Considerações Preliminares Obrigação de reparar danos patrimoniais em decorrência de atos de agentes públicos causados a terceiros Exaure-se

Leia mais

(61)

(61) Moral x Ética 1-2015 CESPE DEPEN - Agente e Técnico - Todas as áreas - Conhecimentos Básicos Ética e moral são termos que têm raízes históricas semelhantes e são considerados sinônimos, uma vez que ambos

Leia mais