Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL"

Transcrição

1 Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL

2 A POLÍTICA NACIONAL E O SISTEMA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE PNMA Lei 6.938/1981 Regulamentada pelo Decreto /1990 Objetivo geral: preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia a vida. Lei 140/2011 comp. comum entes federativos

3 Educação Ambiental (Art º, VI da CF) Lei 9.795/1999: instituiu a Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA) Processo por meio do qual o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente.

4 Princípios da Educação Ambiental (Art. 4º, Lei 9.795/1999) I enfoque humanista, holístico, democrático e participativo; II a concepção do meio ambiente em sua totalidade, considerando a interdependência entre o meio natural, o socioeconômico e o cultural, sob o enfoque da sustentabilidade; III o pluralismo de ideias e concepções pedagógicas, na perspectiva da inter, multi e transdisciplinariedade

5 IV - a vinculação entre a ética, a educação, o trabalho e as práticas sociais; V a garantia de continuidade e permanência do processo educativo; VI a permanente avaliação crítica do processo educativo; VII a abordagem articulada das questões ambientais locais, regionais, nacionais e globais; VIII o reconhecimento e o respeito à pluralidade e à diversidade individual e cultural;

6 Objetivos Fundamentais da Educação Ambiental (Art. 5º, Lei 9.795/1999) I o desenvolvimento de uma compreensão integrada do meio ambiente em suas múltiplas e complexas relações, envolvendo aspectos ecológicos, psicológicos, legais, políticos, sociais, econômicos, científicos, culturais e éticos; II a garantia de democratização das informações ambientais;

7 III o estímulo e o fortalecimento de uma consciência crítica sobre a problemática ambiental e social; IV o incentivo à participação individual e coletiva, permanente e responsável, na preservação do equilíbrio do meio ambiente, entendendo-se a defesa da qualidade ambiental como um valor inseparável do exercício da cidadania;

8 V o estímulo à cooperação entre as diversas regiões do País, em níveis micro e macrorregionais, com vistas à construção de uma sociedade ambientalmente equilibrada, fundada nos princípios de liberdade, igualdade, solidariedade, democracia, justiça social, responsabilidade e sustentabilidade; VI o fomento e o fortalecimento da integração com a ciência e a tecnologia; VII o fortalecimento da cidadania, autodeterminação dos povos e solidariedade como fundamentos para o futuro da humanidade.

9 Objetivos Específicos (Art. 4º, Lei 6.938/1981) I compatibilização do desenvolvimento econômico e social com a preservação da qualidade do meio ambiente e do equilíbrio ecológico; II definição das áreas prioritárias de ação governamental relativa à qualidade e ao equilíbrio ecológico, atendendo aos interesses da União, dos Estados, do DF, do Territórios e dos Municípios;

10 III estabelecimento de critérios e padrões da qualidade ambiental e de normas relativas ao uso e manejo de recursos ambientais; IV desenvolvimento de pesquisas e de tecnologias nacionais orientadas para o uso racional de recursos ambientais; V difusão de tecnologias de manejo do meio ambiente, divulgação de dados e informações ambientais e formação de uma consciência pública sobre a necessidade de preservação da qualidade ambiental e do equilíbrio ecológico.

11 VI preservação e restauração dos recursos ambientais com vistas à sua utilização racional e disponibilidade permanente, concorrendo para a manutenção do equilíbrio ecológico propício à vida; VII imposição, ao poluidor e ao predador, da obrigação de recuperar e/ou indenizar os danos causados, e ao usuário, de contribuição pela utilização de recursos ambientais com fins econômicos.

12 Conclusão PNMA Desenvolvimento Sustentável Preservação ambiental + Desenvolvimento Econômico

13 Instrumentos para realizar a PNMA (Art. 9, Lei 6.938/1981) I o estabelecimento de padrões de qualidade ambiental; Ex.: CONAMA. DF e Municípios normas. II o zoneamento ambiental; III a avaliação de impactos ambientais; IV o licenciamento e a revisão de atividades efetiva ou potencialmente poluidoras; Ex.: P.P incentivos para empresas que utilizem energias com fontes limpas (solar)

14 V os incentivos à produção e instalação de equipamentos e a criação ou absorção de tecnologia, voltados para a melhoria da qualidade ambiental; VI a criação de espaços territoriais especialmente protegidos pelo PP federal, estadual e municipal, tal como áreas de proteção ambiental, de relevante interesse ecológico e reservas extrativistas; Ex.: unidades de conservação, área verde urbana

15 VII o sistema nacional de informações sobre o meio ambiente; VIII o Cadastro Técnico Federal de Atividades e Instrumento de Defesa Ambiental; IX as penalidades disciplinares ou compensatórias ao não cumprimento das medidas necessárias à preservação ou correção da degradação ambiental; - Poder de polícia ambiental X a instituição do Relatório de Qualidade do Meio Ambiente, a ser divulgado anualmente pelo IBAMA

16 XI a garantia da prestação de informações relativas ao Meio Ambiente, obrigando-se o Poder Público a produzilas, quando inexistentes; XII o Cadastro Técnico Federal de atividades potencialmente poluidoras e/ou utilizadoras dos recursos ambientais; - Gerido pelo IBAMA, pf e pj que praticam atividades potencialmente poluidoras ou produzem produtos perigosos ao meio ambiente. XIII instrumentos econômicos, como concessão florestal, servidão ambiental, seguro ambiental e outros.

17 Servidão ambiental: o proprietário renuncia de maneira permanente ou temporária (mín: 15 anos), total ou parcialmente, ao uso, exploração e supressão dos recursos naturais do imóvel. (Art. 9- A, Lei 6.938/1981) Seguro Ambiental: seguro de responsabilidade civil por danos causados ao meio ambiente ou a saúde pública.

18 SISTEMA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE (SISNAMA) Criado pelo art. 6º, Lei 6.938/1981 Estrutura: -Órgão Superior: Conselho de Governo Função: assessorar o Presidente da República na formulação da política nacional

19 -Órgão Consultivo e Deliberativo: CONAMA (Conselho Nacional do MA) Função: -Assessorar, estudar e propor ao Conselho de Governo, diretrizes de políticas governamentais para o MA e os recursos naturais. - Deliberar sobre normas e padrões compatíveis com o MA ecologicamente equilibrado e a sadia qualidade de vida

20 -Estabelecer normas e critérios para o licenciamento de atividades efetivas ou potencialmente poluidoras, a ser concedido pelos Estados e supervisionado pelo IBAMA -Determinar a realização de estudos das alternativas e possíveis consequências ambientais de projetos públicos ou privados

21 -Homologar acordos (penalidade pecuniária -> obrigação de executar medidas de interesse para a proteção ambiental -Determinar perda ou restrição de benefícios fiscais concedidos pelo PP, e a perda ou suspensão da participação em linhas de financiamento em estabelecimentos oficiais de crédito

22 -Estabelecer, privativamente, normas e padrões nacionais de controle da poluição por veículos automotores, aeronaves e embarcações -Estabelecer normas, critérios e padrões relativos ao controle e a manutenção da qualidade do meio ambiente com vistas ao uso racional dos recursos ambientais, principalmente os hídricos

23 -Órgão Central: Ministério do Meio Ambiente Função: planejar, coordenar, supervisionar e controlar, como órgão federal, a PNMA e as diretrizes governamentais fixadas para o meio ambiente. -Órgão Executor: IBAMA (Instituto Brasileiro do MA) Função: executar e mandar executar, como órgão federal, a PNMA e as diretrizes governamentais fixadas para o meio ambiente.

24 -Órgãos Seccionais: órgãos ou entidades estaduais responsáveis pela execução de programas, projetos e fiscalização de atividades capazes de provocar a degradação ambiental. -Órgãos Locais: órgãos ou entidades municipais, responsáveis pelo controle e fiscalização dessas atividades, nas suas respectivas jurisdições.

25 Até a próxima!!! Facebook.com/profmarianamoreiraneves

26

Lei nº 6.938/81. Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Lei nº 6.938/81. Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos Lei nº 6.938/81 SINOPSE: a) Meio ambiente é PATRIMÔNIO PÚBLICO, devendo ser protegido, tendo em vista o uso coletivo; b) Planejar, fiscalizar e racionalizar o uso dos recursos ambientais; c) Proteger os

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999. Mensagem de Veto Regulamento Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional

Leia mais

S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações LEI Nº 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. O PRESIDENTE

Leia mais

Sistema Nacional de Meio Ambiente - SISNAMA

Sistema Nacional de Meio Ambiente - SISNAMA Lei 3.938/ 81, Art. 6º Os órgãos e entidades da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Territórios e dos Municípios, bem como as fundações instituídas pelo Poder Público, responsáveis pela proteção

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL - SMAM. Panorâmica Municipal Integrada

EDUCAÇÃO AMBIENTAL - SMAM. Panorâmica Municipal Integrada Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal do Meio Ambiente Centro de Educação e Informação Ambiental EDUCAÇÃO AMBIENTAL - SMAM Panorâmica Municipal Integrada 2016 Jaqueline Lessa Maciel

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI No 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras

Leia mais

S UMÁRIO. Capítulo 1 Meio Ambiente Doutrina e Legislação...1. Questões...6 Gabaritos comentados...8

S UMÁRIO. Capítulo 1 Meio Ambiente Doutrina e Legislação...1. Questões...6 Gabaritos comentados...8 S UMÁRIO Capítulo 1 Meio Ambiente...1 1. Doutrina e Legislação...1 1.1. Conceito de meio ambiente... 1 1.2. Classi icação didática do meio ambiente... 3 1.3. O meio ambiente no art. 225 da CF/88... 4 Questões...6

Leia mais

Ciências do Ambiente

Ciências do Ambiente Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil Ciências do Ambiente Aula 09 Aspectos legais e institucionais Meio Ambiente Profª Heloise G. Knapik 1 Por quê precisamos de legislação ambiental? Controle

Leia mais

MEIO AMBIENTE E CONVÍVIO SOCIAL. Prof. Pós-Dr. Ana Paula Sato 2016

MEIO AMBIENTE E CONVÍVIO SOCIAL. Prof. Pós-Dr. Ana Paula Sato 2016 MEIO AMBIENTE E CONVÍVIO SOCIAL Prof. Pós-Dr. Ana Paula Sato 2016 MEIO AMBIENTE Conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a

Leia mais

LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA: Faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA: Faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004 Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Estadual de Educação Ambiental, cria o Programa Estadual de Educação Ambiental e complementa a Lei Federal nº 9.795/99,

Leia mais

SUMÁRIO 1. NOÇÕES PRELIMINARES

SUMÁRIO 1. NOÇÕES PRELIMINARES SUMÁRIO 1. NOÇÕES PRELIMINARES 1. Direitos de terceira geração 1.1 Introdução 1.2 Direitos difusos 1.3 Direitos coletivos stricto sensu 1.4 Direitos individuais homogêneos 2. Meio ambiente: definição e

Leia mais

Política Nacional de Educação Ambiental Lei 9.795/99 Decreto 4.281/2002

Política Nacional de Educação Ambiental Lei 9.795/99 Decreto 4.281/2002 * Política Nacional de Educação Ambiental Lei 9.795/99 Decreto 4.281/2002 Conceitos oficiais: "Entendem-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL 1 LEI Nº 3.833, DE 27 DE MARÇO DE 2006 (Autoria do Projeto: Deputado Chico Floresta) Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política de Educação Ambiental do Distrito Federal, cria o Programa de

Leia mais

Legislação Citada CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981

Legislação Citada CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981 Legislação Citada CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988. CAPÍTULO II DOS DIREITOS SOCIAIS Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer,

Leia mais

PHA 3001 ENGENHARIA E MEIO AMBIENTE. Prof. Dr. Theo Syrto Octavio de Souza

PHA 3001 ENGENHARIA E MEIO AMBIENTE. Prof. Dr. Theo Syrto Octavio de Souza PHA 3001 ENGENHARIA E MEIO AMBIENTE Prof. Dr. Theo Syrto Octavio de Souza (theos@usp.br) Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano (Conferência de Estocolmo) 1972, Estocolmo, Suécia 113

Leia mais

desenvolvimento sócioeconômico, interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana.

desenvolvimento sócioeconômico, interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana. POLÍTICA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE: Uma visão crítica A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar,

Leia mais

Romeu Thomé e Leonardo de Medeiros Garcia

Romeu Thomé e Leonardo de Medeiros Garcia Romeu Thomé e Leonardo de Medeiros Garcia obrigação de arcar com as multas impostas pelo órgão público competente, já que as mesmas não dispõem de meios adequados à recuperação do passivo ambiental. Obs:

Leia mais

Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). LEI N o 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981 Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. c Publicada no DOU de 2-9-1981. c Art.

Leia mais

XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA

XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA XXII EXAME DE ORDEM DIREITO AMBIENTAL PROF.ª ERIKA BECHARA Meio ambiente na CF/88 A Constituição Federal reconhece e declara: O meio ambiente ecologicamente equilibrado é essencial à sadia qualidade de

Leia mais

Projeto Akvolernigi (Parceria UNICAMP/SABESP intermediado pela ABES-SP)

Projeto Akvolernigi (Parceria UNICAMP/SABESP intermediado pela ABES-SP) AKVO = Água I - Projeto Akvolernigi (Material preparado para o Curso) LERNIGI = Ensinar, I - Aspectos Legislativos e Instrumentos de Gestão Aprender e Fazer a) Princípios Gerais do Direito Ambiental b)

Leia mais

Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL

Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E O MEIO AMBIENTE Art. 225 CF Estabelece como direito fundamental um meio ambiente ecologicamente equilibrado. - Concepção antropocêntrica:

Leia mais

DIREITO AMBIENTAL - AULA 3 POLÍTICA NACIONAL DO MEIO-AMBIENTE QUESTÕES COMENTADAS

DIREITO AMBIENTAL - AULA 3 POLÍTICA NACIONAL DO MEIO-AMBIENTE QUESTÕES COMENTADAS ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DE PERNAMBUCO DIREITO AMBIENTAL - AULA 3 POLÍTICA NACIONAL DO MEIO-AMBIENTE QUESTÕES COMENTADAS 1. (FCC - 2011 - TJ-PE - Juiz) O Conselho Nacional do Meio Ambiente CONAMA

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MONTE AZUL PAULISTA ESTADO DE SÃO PAULO

CÂMARA MUNICIPAL DE MONTE AZUL PAULISTA ESTADO DE SÃO PAULO CÂMARA MUNICIPAL DE MONTE AZUL PAULISTA ESTADO DE SÃO PAULO LEI ORDINÁRIA Nº 2079, DE 20 DE SETEMBRO DE 2016 Dispõe sobre a Política Municipal de Educação Ambiental do Município de Monte Azul Paulista.

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA POLÍTICA AMBIENTAL

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA POLÍTICA AMBIENTAL CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA POLÍTICA AMBIENTAL Porto Alegre 2014 CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA Reitor e Pró-Reitor de Graduação Roberto Pontes da Fonseca Coordenadora de Graduação Luciane Torezan

Leia mais

Aula 2. Módulo I Educação Ambiental e Sustentabilidade. Curso de Atualização em Educação Ambiental e Sustentabilidade. Jaqueline Figuerêdo Rosa

Aula 2. Módulo I Educação Ambiental e Sustentabilidade. Curso de Atualização em Educação Ambiental e Sustentabilidade. Jaqueline Figuerêdo Rosa www.cursoeduambientalifbaiano.wordpress.com Curso de Atualização em Educação Ambiental e Sustentabilidade Módulo I Educação Ambiental e Sustentabilidade Aula 2 Jaqueline Figuerêdo Rosa Mas, o que é Educação

Leia mais

HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL

HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL DIREITO AMBIENTAL HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL HISTÓRICO Período Pré-Colonial e Colonial 1500/1530 Exploração do Pau-Brasil e Tráfico de Animais Silvestres

Leia mais

Quadro político, jurídico e técnico da gestão de resíduos no Brasil

Quadro político, jurídico e técnico da gestão de resíduos no Brasil Quadro político, jurídico e técnico da gestão de resíduos no Brasil Introdução ao Brazil ~ 205 milhões de habitantes 5.565 municípios Área: 8.502.728,27 Km² ~15% da Água Potável do Planeta A maior biodiversidade

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS

GESTÃO AMBIENTAL DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS GESTÃO AMBIENTAL DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS FAPESB - 31 de outubro de 2011 Foto: Nilton Souza Artigo 225 CF-1988: Foto: Nilton Souza

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPINAS 1/9 LEI Nº , DE 06 DE JANEIRO DE 2014.

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPINAS 1/9 LEI Nº , DE 06 DE JANEIRO DE 2014. CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPINAS 1/9 LEI Nº 14.961, DE 06 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINAS, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal aprovou

Leia mais

LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011

LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011 LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre o Fundo Municipal de Meio Ambiente do Município de Paranatinga. CAPÍTULO I Do Fundo Municipal de Meio Ambiente Art. 1º Fica instituído o Fundo Municipal de

Leia mais

LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO NACIONAL decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO NACIONAL decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981 Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber

Leia mais

SNUC - SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

SNUC - SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO Prof. Dr. Thiago Leite Engenheiro Florestal (UnB-DF) Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais com ênfase em Educação Ambiental (UnB-DF) Doutorado em Ciências Florestais com ênfase em Agroecologia (UnB-DF)

Leia mais

LEI Nº DE 20 DE OUTUBRO DE 2010

LEI Nº DE 20 DE OUTUBRO DE 2010 LEI Nº 9.279 DE 20 DE OUTUBRO DE 2010 Institui a Política Estadual de Educação Ambiental e o Sistema Estadual de Educação Ambiental do Maranhão. O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO,

Leia mais

Recursos Hídricos. A interação do saneamento com as bacias hidrográficas e os impactos nos rios urbanos

Recursos Hídricos. A interação do saneamento com as bacias hidrográficas e os impactos nos rios urbanos 74 a Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia Recursos Hídricos A interação do saneamento com as bacias hidrográficas e os impactos nos rios urbanos SECRETARIA DE RECURSOS HÍDRICOS E QUALIDADE AMBIENTAL

Leia mais

LEI Nº , DE 24 DE JANEIRO DE 2014

LEI Nº , DE 24 DE JANEIRO DE 2014 Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo LEI Nº 15.967, DE 24 DE JANEIRO DE 2014 (Projeto de Lei nº 235/12, do Vereador Dalton Silvano - PV) Dispõe sobre a Política Municipal de

Leia mais

ORIGEM E DIFUSÃO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL

ORIGEM E DIFUSÃO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL ORIGEM E DIFUSÃO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL Prof. Eduardo Lucena C. de Amorim 1 OBJETIVOS DA POLÍTICA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE Compatibilizar o desenvolvimento econômico e social com a proteção

Leia mais

Disciplina: Política e Meio Ambiente

Disciplina: Política e Meio Ambiente MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal do Amapá Mestrado em Políticas Públicas e Meio Ambiente Disciplina: Política e Meio Ambiente Ricardo Ângelo PEREIRA DE LIMA COCEITOS BÁSICOS ECOSSISTEMA: Unidade

Leia mais

PARTE III: LEGISLAÇÃO AMBIENTAL D.Sc. Aline G. Monteiro Trigo

PARTE III: LEGISLAÇÃO AMBIENTAL D.Sc. Aline G. Monteiro Trigo PARTE III: LEGISLAÇÃO AMBIENTAL D.Sc. Aline G. Monteiro Trigo Lei n o 6938 / 81 - PNMA - Objetivos, princípios e diretrizes - Definições - Instrumentos de Gestão Ambiental (Pública) leis a cada instrumento.

Leia mais

Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira

Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira São Paulo, 1 de agosto de 2016 ROTEIRO Instituições e Atribuições do Estado Quem faz o que? Constituição Federal Competências

Leia mais

Lei Complementar n 140/11. Competências: Licenciamento e Fiscalização

Lei Complementar n 140/11. Competências: Licenciamento e Fiscalização Lei Complementar n 140/11 Competências: Licenciamento e Fiscalização Características Iniciais Fixou normas, nos termos dos incisos III, VI e VI do caput e do parágrafo único do artigo 23 da CF. Cooperação

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE. Ana Marta Prado Barreto. Jaqueline Figuerêdo Rosa

CURSO DE ATUALIZAÇÃO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE. Ana Marta Prado Barreto. Jaqueline Figuerêdo Rosa CURSO DE ATUALIZAÇÃO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE Ana Marta Prado Barreto Jaqueline Figuerêdo Rosa 1 LEGISLAÇÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL 1. Introdução 2. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999 3. Decreto

Leia mais

PROPEDÊUTICA DO DIREITO AMBIENTAL

PROPEDÊUTICA DO DIREITO AMBIENTAL SUMÁRIO Sumário Coleção Sinopses para Concursos... 13 Guia de leitura da Coleção... 15 Capítulo 1 PROPEDÊUTICA DO DIREITO AMBIENTAL... 17 1. Conceito de Direito Ambiental... 17 2. Objetivo do direito ambiental...

Leia mais

ESTADO DO PARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE PIÇARRA

ESTADO DO PARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE PIÇARRA LEI MUNICIPAL N.183/2013. Institui o Plano Manicipal de Saneamento Básico do Município de Piçarra, instrumento da Política Municipal de Saneamento Básico e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

CADASTRO TÉCNICO FEDERAL/ CADASTRO DE INSTRUMENTOS DE DEFESA AMBIENTAL CTF/AIDA

CADASTRO TÉCNICO FEDERAL/ CADASTRO DE INSTRUMENTOS DE DEFESA AMBIENTAL CTF/AIDA CADASTRO TÉCNICO FEDERAL/ CADASTRO DE INSTRUMENTOS DE DEFESA AMBIENTAL CTF/AIDA Angelina Maria Lanna de Moraes 2017 CADASTRO TÉCNICO FEDERAL Para que serve? Serve para identificar e conhecer: as atividades

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 369, DE 16 DE JANEIRO DE 1996

LEI COMPLEMENTAR Nº 369, DE 16 DE JANEIRO DE 1996 LEI COMPLEMENTAR Nº 369, DE 16 DE JANEIRO DE 1996 Dispõe sobre a implantação do Sistema Municipal do Meio Ambiente (SISMAM), do Conselho Municipal do Meio Ambiente (COMAM), sobre a Política Municipal do

Leia mais

Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença.

Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença. Projeto Ambienta Rio: A escola faz a diferença. E/SUBE/CED/GPEC Semana de Meio Ambiente Mostra de Trabalhos de Educação Ambiental das Escolas da Rede Pública Municipal de Ensino Justificativa A Secretaria

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO PLANO DE ENSINO SEMESTRE LETIVO 2013/1 CURSO Superior de Tecnologia

Leia mais

PLATAFORMA ITUIUTABA LIXO ZERO

PLATAFORMA ITUIUTABA LIXO ZERO PLATAFORMA ITUIUTABA LIXO ZERO Humberto Minéu IFTM/Câmpus Ituiutaba Doutorando em Geografia/UFU hmineu@gmail.com Ituiutaba, 08 de maio de 2014. EMMAV CAIC 2 Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS)

Leia mais

Atenção: - a palavra-chave de tem menos de 4 letras, por isso não foi destacada. LEI Nº 2767, DE 18 DE MAIO DE 2012.

Atenção: - a palavra-chave de tem menos de 4 letras, por isso não foi destacada. LEI Nº 2767, DE 18 DE MAIO DE 2012. Atenção: - a palavra-chave de tem menos de 4 letras, por isso não foi destacada. LEI Nº 2767, DE 18 DE MAIO DE 2012. INSTITUI O PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO, INSTRUMENTO DA POLITICA MUNICIPAL DE

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 9.004, DE 13 DE MARÇO DE 2017 Vigência Transfere a Secretaria de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária

Leia mais

Proposta de Minuta de Decreto

Proposta de Minuta de Decreto Proposta de Minuta de Decreto Regulamenta o inciso II e o parágrafo único do art. 51 e o art. 53 da Lei Estadual nº 11.520, de 23 de agosto de 2000 e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO

Leia mais

Direito Ambiental OAB. Prof. Rosenval Júnior

Direito Ambiental OAB. Prof. Rosenval Júnior Direito Ambiental OAB Prof. Rosenval Júnior REVISÃO DE 30 MINUTOS 18 de novembro de 2017 Revisão de Direito Ambiental para o Exame de Ordem Prof. Rosenval Júnior Facebook -> Opção SEGUIR no perfil pessoal

Leia mais

Processo de Manejo Arbóreo em Empreendimentos Metroviários. Victor Bassetti Martinho 20ª AEAMESP SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA

Processo de Manejo Arbóreo em Empreendimentos Metroviários. Victor Bassetti Martinho 20ª AEAMESP SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA Processo de Manejo Arbóreo em Empreendimentos Metroviários Victor Bassetti Martinho 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA AEAMESP Curriculum vitae 2 Victor Bassetti Martinho Engenheiro Ambiental graduado

Leia mais

AULA 2. Aspectos Ambientais da Regularização Fundiária

AULA 2. Aspectos Ambientais da Regularização Fundiária Regularização Fundiária de Assentamentos Informais em Áreas Urbanas Disciplina: Regularização Fundiária e Plano Diretor Unidade 02 Professor(a): Laura Bueno e Pedro Monteiro AULA 2. Aspectos Ambientais

Leia mais

SIMPÓSIO SOBRE O POLO GESSEIRO DO ARARIPE: POTENCIALIDADES, PROBLEMAS E SOLUÇÕES.

SIMPÓSIO SOBRE O POLO GESSEIRO DO ARARIPE: POTENCIALIDADES, PROBLEMAS E SOLUÇÕES. SIMPÓSIO SOBRE O POLO GESSEIRO DO ARARIPE: POTENCIALIDADES, PROBLEMAS E SOLUÇÕES. ASPECTOS JURÍDICOS DO USO DA CAATINGA NO POLO GESSEIRO DO ARARIPE. Sua imaginação é a sua prévia das próximas atrações

Leia mais

Avaliação de risco e legislação ambiental

Avaliação de risco e legislação ambiental VII Seminário Internacional sobre Remediação e Revitalização de Áreas Contaminadas Avaliação de risco e legislação ambiental Ana Luiza Silva Spínola 21 de outubro de 2010 Contextualização Planejamento

Leia mais

Carlos Eduardo Nascimento Alencastre

Carlos Eduardo Nascimento Alencastre Carlos Eduardo Nascimento Alencastre 1º ENCONTRO DE ORGANISMOS DE BACIAS DA AMÉRICA LATINA E CARIBE FOZ DO IGUAÇU (BRASIL). DE 18 A 21 DE NOVEMBRO DE 2009 Evolução Histórica A evolução histórica pode ser

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS

POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS POLÍTICAS PÚBLICAS AMBIENTAIS As primeiras manifestações de gestão ambiental procuraram solucionar problemas de escassez de recurso, mas só após a Revolução Industrial os problemas que concernem à poluição

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981 Regulamento Texto compilado Mensagem de veto (Vide Decreto de 15 de setembro de 2010) Dispõe

Leia mais

Educação e Federação na Constituição

Educação e Federação na Constituição Introdução Educação na Constituição Federal; Federação; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional Constituição Estadual Lei nº 10.403/71 Conselho Estadual de Educação Regulamento Decreto nº 52.811/71

Leia mais

Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL

Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL Prof. Mariana M Neves DIREITO AMBIENTAL PODER DE POLÍCIA, LICENCIAMENTO E ESTUDOS AMBIENTAIS Poder de Polícia Ambiental Competência Comum proteção do meio ambiente Limitar os dtos individuais para adequá-los

Leia mais

POLÍTICAS NACIONAL E ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS

POLÍTICAS NACIONAL E ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS POLÍTICAS NACIONAL E ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS DE RECURSOS HÍDRICOS PRINCÍPIOS BÁSICOS - A ÁGUA É UM BEM DE DOMÍNIO PÚBLICO; - O RECONHECIMENTO DO VALOR ECONÔMICO DA ÁGUA; - USO PRIORITÁRIO PARA CONSUMO

Leia mais

Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável.

Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável. Qual o papel do Direito Ambiental no Brasil? Harmonizar a relação homem x meio ambiente de modo a propiciar o desenvolvimento sustentável. Sustentabilidade Economicamente viável Ambientalmente correto

Leia mais

SUMÁRIO 4. A POLÍTICA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE

SUMÁRIO 4. A POLÍTICA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE SUMÁRIO 1. NOÇÕES PRELIMINARES 1. Direitos de terceira geração 1.1 Introdução 1.2 Direitos difusos 1.3 Direitos coletivos stricto sensu 1.4 Direitos individuais homogêneos 2. Meio ambiente: definição e

Leia mais

Gestão Ambiental fator competitivo dentro do mundo dos negócios

Gestão Ambiental fator competitivo dentro do mundo dos negócios Gestão Ambiental fator competitivo dentro do mundo dos negócios Resumo Julio César Ferreira (FATI/UTFPR) julioponta@ig.com.br Antonio Carlos de Francisco (UTFPR) acfrancisco@terra.com.br Este artigo apresenta

Leia mais

CONSIDERANDO os princípios referendados na Declaração Universal dos Direitos Humanos;

CONSIDERANDO os princípios referendados na Declaração Universal dos Direitos Humanos; RESOLUÇÃO Nº 066-CONSELHO SUPERIOR, de 14 de fevereiro de 2012. REGULAMENTA A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RORAIMA IFRR. O PRESIDENTE DO

Leia mais

Sobre a reestruturação do Ibama

Sobre a reestruturação do Ibama Sobre a reestruturação do Ibama ILIDIA DA ASCENÇÃO GARRIDO MARTINS JURAS Consultora Legislativa da Área XI Meio Ambiente e Direito Ambiental, Organização Territorial, Desenvolvimento Urbano e Regional

Leia mais

LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981

LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981 Page 1 sur 15 POLÍTICA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE www.soleis.adv.br Sismana - Acesso à informações pelo Público - Lei nº 10.650/2003 LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981 Dispõe sobre a Política Nacional

Leia mais

Dec. nº 4.339, de 22/08/2002

Dec. nº 4.339, de 22/08/2002 POLÍTICA NACIONAL DA BIODIVERSIDADE Dec. nº 4.339, de 22/08/2002 Os princípios estabelecidos na PNBio (20 ao todo) derivam, basicamente, daqueles estabelecidos na Convenção sobre Diversidade Biológica

Leia mais

Aspectos gerais da política nacional do meio ambiente comentários sobre a Lei nº 6.938/81

Aspectos gerais da política nacional do meio ambiente comentários sobre a Lei nº 6.938/81 Aspectos gerais da política nacional do meio ambiente comentários sobre a Lei nº 6.938/81 Talden Queiroz Farias Disponível em: http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=1544

Leia mais

Sumário XVII. Índice Sistemático Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o A...

Sumário XVII. Índice Sistemático Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o A... Sumário Novo Código Florestal Comentado... 1 Índice Sistemático... 3 Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o... 5 Art. 1 o A... 6 MP n o 571...

Leia mais

Lei Nº , de 26 de junho de 2009

Lei Nº , de 26 de junho de 2009 Lei Nº 11.958, de 26 de junho de 2009 Altera as Leis nos 7.853, de 24 de outubro de 1989, e 10.683, de 28 de maio de 2003; dispõe sobre a transformação da Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca da

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ANALISE DOS RISCOS DE CONTAMINAÇÃO NA REABILITAÇÃO DE BROWNFIELDS URBANOS

A IMPORTÂNCIA DA ANALISE DOS RISCOS DE CONTAMINAÇÃO NA REABILITAÇÃO DE BROWNFIELDS URBANOS A IMPORTÂNCIA DA ANALISE DOS RISCOS DE CONTAMINAÇÃO NA REABILITAÇÃO DE BROWNFIELDS URBANOS Magda Adelaide Lombardo (Professora Titular da Universidade Estadual Paulista / Centro de Análise e Planejamento

Leia mais

ANÁLISE INTERDISCIPLINAR DOS PROCESSOS DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL EM MINAS GERAIS: CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS

ANÁLISE INTERDISCIPLINAR DOS PROCESSOS DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL EM MINAS GERAIS: CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE ANÁLISE INTERDISCIPLINAR DOS PROCESSOS DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL EM MINAS GERAIS: CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS SANTOS, Sara Vasconcelos dos PRATES,

Leia mais

PROCESSO DE MANEJO ARBÓREO EM EMPREENDIMENTOS METROVIÁRIOS. Victor Bassetti Martinho

PROCESSO DE MANEJO ARBÓREO EM EMPREENDIMENTOS METROVIÁRIOS. Victor Bassetti Martinho PROCESSO DE MANEJO ARBÓREO EM EMPREENDIMENTOS METROVIÁRIOS Victor Bassetti Martinho 20 SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁVIA PRÊMIO TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO METROFERROVIÁRIOS CATEGORIA 01 POLÍTICAS

Leia mais

Questões Ambientais e Aspectos Legais

Questões Ambientais e Aspectos Legais 1 Questões Ambientais e Aspectos Legais 2 Questões Ambientais Constituição Federal Brasileira Art. 225: "Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial

Leia mais

DECRETO Nº , DE 10 DE MARÇO DE Estabelece a Estrutura Básica e a Competência do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (IMASUL).

DECRETO Nº , DE 10 DE MARÇO DE Estabelece a Estrutura Básica e a Competência do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (IMASUL). DECRETO Nº 12.725, DE 10 DE MARÇO DE 2009. Estabelece a Estrutura Básica e a Competência do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (IMASUL). Publicado no Diário Oficial nº 7.417, de 11 de março

Leia mais

*2FF6B6EB* PROJETO DE LEI. Dispõe sobre o Sistema Nacional de Emprego, criado pelo Decreto n o , de 8 de outubro de 1975.

*2FF6B6EB* PROJETO DE LEI. Dispõe sobre o Sistema Nacional de Emprego, criado pelo Decreto n o , de 8 de outubro de 1975. ** PROJETO DE LEI Dispõe sobre o Sistema Nacional de Emprego, criado pelo Decreto n o 76.403, de 8 de outubro de 1975. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei, tendo em vista o disposto no inciso

Leia mais

Responsabilidade Ambiental

Responsabilidade Ambiental Responsabilidade Ambiental A Legislação Ambiental "A natureza é sábia. Sábia, abundante e paciente. (Ubiracy Araújo, Procurador Geral do IBAMA) História da Legislação Ambiental Dois momentos distintos,

Leia mais

Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica

Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica Rede de ONGs da Mata Atlântica RMA Apoio: Funbio e MMA Papel do Município no meio ambiente Constituição Federal Art 23 Competência Comum,

Leia mais

Regulatory Compliance What is required to be done?

Regulatory Compliance What is required to be done? Regulatory Compliance What is required to be done? Setembro de 2016 Regulatory Compliance What is required to be done? According to the Environment Agency Setembro de 2016 Sumário 1. Papel da União 2.

Leia mais

O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO E A ATUAÇÃO DO ESTADO

O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO E A ATUAÇÃO DO ESTADO O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO E A ATUAÇÃO DO ESTADO (Revista da Lata Edição 2016 págs. 14 e 15) Desde a promulgação da Lei Suprema, tenho me debruçado sobre as questões do meio ambiente e constatei que

Leia mais

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR E FORMAÇÃO INTEGRAL FAEF

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR E FORMAÇÃO INTEGRAL FAEF REGULAMENTO N. 007 /2015 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NUEMA DA FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR E FORMAÇÃO INTEGRAL FAEF GARÇA/SP Vanessa Zappa, Diretora da FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

Missão. Visão. Objetivos Estratégicos (OE)

Missão. Visão. Objetivos Estratégicos (OE) Identidade Organizacional - Acesso à informação - IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos R O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) é uma autarquia

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DAPARAÍBA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DAPARAÍBA RESOLUÇÃO N o XXX, DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO Estabelece a Política Ambiental da Universidade Federal da Paraíba. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA, no uso das competências que

Leia mais

LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES

LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES LICENCIAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÕES PERTINENTES O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 225, CF: Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº, DE 2005 (Do Sr. Fernando de Fabinho)

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº, DE 2005 (Do Sr. Fernando de Fabinho) PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº, DE 2005 (Do Sr. Fernando de Fabinho) Autoriza o Poder Executivo a criar o Pólo de Desenvolvimento e Turismo da região geográfica Nordeste, com sede na cidade de Paulo Afonso

Leia mais

Norma: LEI Data: 12/01/2006 Origem: LEGISLATIVO

Norma: LEI Data: 12/01/2006 Origem: LEGISLATIVO Norma: LEI 15973 2006 Data: 12/01/2006 Origem: LEGISLATIVO Ementa: DISPÕE SOBRE A POLÍTICA ESTADUAL DE APOIO À AGRICULTURA URBANA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Relevância: LEGISLAÇÃO BÁSICA Fonte: PUBLICAÇÃO

Leia mais

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Prof. Gustavo Nascimento Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Desenvolvimento sustentável Histórico do conceito de desenvolvimento sustentável A Revolução Industrial foi um marco importante na humanidade

Leia mais

Perspectivas da Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos a partir da Política Nacional de Resíduos Sólidos

Perspectivas da Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos a partir da Política Nacional de Resíduos Sólidos SEMINÁRIO Rotas tecnológicas para a gestão e tratamento de resíduos sólidos e a reciclagem diante da PNRS Perspectivas da Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos a partir da Política Nacional de Resíduos Sólidos

Leia mais

SAÚDE AMBIENTAL E VIGILÂNCIA SANITÁRIA

SAÚDE AMBIENTAL E VIGILÂNCIA SANITÁRIA SAÚDE AMBIENTAL E VIGILÂNCIA SANITÁRIA AULA 3: Controle Social em Saúde Ambiental: Os direitos humanos na garantia da saúde ambiental, controle social para a construção de políticas de saúde ambiental,

Leia mais

APRESENTAÇÃO. MACHADO, Paulo Affonso Leme. Direito Ambiental Brasileiro. 14. ed. São Paulo: Malheiros, 2006, p

APRESENTAÇÃO. MACHADO, Paulo Affonso Leme. Direito Ambiental Brasileiro. 14. ed. São Paulo: Malheiros, 2006, p APRESENTAÇÃO. Licenciamento ambiental As atividades humanas que utilizam recursos naturais ou das quais resulte alguma modificação adversa que possa causar prejuízo imediato ao meio ambiente, ou em conseqüência

Leia mais

RESÍDUOS: CLASSIFICAÇÃO E LEGISLAÇÃO. Proibida a reprodução Pré elaborado por Michelle Barcellos

RESÍDUOS: CLASSIFICAÇÃO E LEGISLAÇÃO. Proibida a reprodução Pré elaborado por Michelle Barcellos 34 ESTADUAL - SANTA CATARINA Lei 407, de 2009 Dispõe sobre a coleta dos resíduos sólidos inorgânicos nas áreas rurais. Lei 11.347, de 17/01/2000 Dispõe sobre a coleta, o recolhimento e o destino final

Leia mais

LEI Nº , DE 22 JULHO DE 2014.

LEI Nº , DE 22 JULHO DE 2014. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13018.htm LEI Nº 13.018, DE 22 JULHO DE 2014. Mensagem de veto Institui a Política Nacional de Cultura Viva e dá outras providências. A PRESIDENTA

Leia mais

Zoneamento e a Licença Ambiental como Instrumentos Garantidores de uma Cidade Sustentável

Zoneamento e a Licença Ambiental como Instrumentos Garantidores de uma Cidade Sustentável Zoneamento e a Licença Ambiental como Instrumentos Garantidores de uma Cidade Sustentável Qualidade de Vida Goiânia é hoje sinônimo de qualidade de vida e preservação ambiental. Estudos produzidos pela

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO NO ÂMBITO DA ECONOMIA SOLIDARIA

COMERCIALIZAÇÃO NO ÂMBITO DA ECONOMIA SOLIDARIA COMERCIALIZAÇÃO NO ÂMBITO DA ECONOMIA SOLIDARIA Secretaria Nacional de Economia Solidária Ministério do Trabalho e Emprego Seu tamanho no Brasil 21.859 EES 1,7 Milhão de Pessoas 2.934 municípios (52%)

Leia mais

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Legislação Ambiental para Engenharia Ambiental e Sanitária - UFJF

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Legislação Ambiental para Engenharia Ambiental e Sanitária - UFJF SISEMA Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Rolfe Pinho Dias - SUPRAM - NRRA - Juiz de Fora 1 Regularização Ambiental Rolfe Pinho Dias Técnico Ambiental SUPRAM -Zona da Mata NRRA Juiz

Leia mais

Mosaico Mantiqueira. Clarismundo Benfica. São Paulo, Maio de 2009

Mosaico Mantiqueira. Clarismundo Benfica. São Paulo, Maio de 2009 Mosaico Mantiqueira Integração de Ações Regionais Foto: Clarismundo Benfica Clarismundo Benfica São Paulo, Maio de 2009 Mosaicos de UCs rede formal de UCs trabalhando para melhorar as capacidades individuais

Leia mais

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL 3º do art 225 da CRFB CIVIL CONDUTA ILÍCITA. TEORIA OBJETIVA sendo necessário identificar

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL 3º do art 225 da CRFB CIVIL CONDUTA ILÍCITA. TEORIA OBJETIVA sendo necessário identificar RESPONSABILIDADE AMBIENTAL 3º do art 225 da CRFB ADMINISTRATIVA CIVIL PENAL CONDUTA ILÍCITA CONDUTA ILÍCITA CONDUTA LÍCITA CONDUTA ILÍCITA TEORIA OBJETIVA sendo necessário identificar DANO POLUIDOR NEXO

Leia mais