Processos de Usinagem

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Processos de Usinagem"

Transcrição

1 Processos de Usinagem

2 Torneamento O torneamento é um processo mecânico de usinagem destinado à obtenção de superfícies de revolução com auxílio de uma ou mais ferramentas monocortantes. Para tanto, a peça gira em torno do eixo principal de rotação da máquina e a ferramenta se desloca simultaneamente segundo uma trajetória coplanar com o referido eixo.

3 Torneamento Movimento de corte (1) é o movimento principal que permite cortar o material. O movimento é rotativo e realizado pela peça. Movimento de avanço (2) é o movimento que desloca a ferramenta ao longo da superfície da peça. Movimento de penetração (3) é o movimento que determina a profundidade de corte ao empurrar a ferramenta em direção ao interior da peça e assim regular a profundidade do passe e a espessura do cavaco.

4 Placa universal de 3 castanhas Torneamento

5 Cabeçote móvel Torneamento

6 Torneamento Cilíndrico Faceamento Sangramento Cônico (Externo) Interno Curvilíneo

7 Torneamento Assim como nas fresadoras, mediante o uso de alguns acessórios, nos tornos também é possível realizar várias operações de usinagem:

8 Torneamento

9 Furação O processo de furação é, muitas vezes, uma operação intermediária de preparação de outras operações como alargar furos com acabamentos rigorosos, serrar contornos internos e abrir roscas; Como já visto, a ferramenta que faz o trabalho de furação chama-se broca; A ponta é a extremidade cortante que recebe afiação. Forma um ângulo de ponta que varia conforme o material a ser cortado;

10 Furação Para fins de afiação e fixação, a broca é dividida em três partes: a haste, o corpo e a ponta;

11

12 Furação Além da broca helicoidal, a mais comumente utilizada, existem outros tipos de brocas para usinagens especiais que são: Broca de centrar é utilizada para abrir um furo inicial que servirá como guia no local do furo que será feita pela broca helicoidal, é geralmente utilizada no torno;

13 Furação Broca escalonada ou múltipla serve para executar furos e rebaixos em uma única operação; Broca canhão tem um único fio cortante. É indicada para trabalhos especiais como furos profundos de 10 a 100 vezes o seu diâmetro;

14 Furação Broca com furo para fluído cortante - é utilizada na produção contínua e em alta velocidade, principalmente em furos profundos;

15 Furação

16 Alargamento O furo executado pela broca geralmente não é perfeito: a superfície do furo é rugosa, o furo não é perfeitamente cilíndrico, o diâmetro obtido é quase sempre superior ao diâmetro da broca e além disso, o eixo geométrico do furo pode sofrer pequena inclinação; Assim, quando se exige furos rigorosamente acabados e calibrados é necessária a execução do processo de alargamento;

17 Alargamento O processo de alargamento utiliza uma ferramenta chamada alargador e pode ser executado manualmente ou com o auxílio de máquinas ferramenta; Os principais processos de alargamento são: Alargamento Cônico de Desbaste; Alargamento Cônico de Acabamento; Alargamento Cilíndrico de Desbaste; Alargamento Cilíndrico de Acabamento;

18 Alargamento

19 Recartilhamento Processo de acabamento superficial que visa obter uma superfície texturizada através do contato sob pressão de um recartilha (geralmente composto de metal duro) com a peça.

20 Recartilhamento

21 Roscamento Roscamento é o processo de usinagem que produz os filetes de que a rosca é composta; As roscas devem seguir padrões, conforme normas da ABNT (no Brasil); O processo de obtenção de uma rosca interna é o roscamento interno e para rosca externa, roscamento externo; Ambos podem ser utilizados manualmente ou com o auxílio de máquinas (por ex. em tornos, com a utilização de ferramentas de perfil único ou múltiplo).

22 Roscamento O roscamento interno é realizado com uma ferramenta chamada macho para roscar, geralmente confeccionado em aço rápido; O roscamento externo pode ser executado com uma ferramenta chamada cossinete, confeccionada em aço especial com um furo central filetado, semelhante a uma porca;

23

24 Roscamento

25 Aplainamento Aplainamento é uma operação de usinagem feita por máquinas chamadas plainas e que consiste em obter superfícies planas, em posição horizontal, vertical ou inclinada; As operações de aplainamento são realizadas com o emprego de ferramentas que têm apenas uma aresta cortante que retira o sobremetal com movimento linear;

26 Aplainamento O aplainamento é uma operação de desbaste, sendo necessário o uso de outras máquinas para a realização posterior de operações de acabamento que dão maior exatidão; O aplainamento apresenta grandes vantagens na usinagem de réguas, bases, guias e barramentos de máquinas, porque cada passe da ferramenta é capaz de percorrer todo o comprimento da peça;

27 Aplainamento

28 Brochamento Processo de usinagem em que o movimento de corte é basicamente linear, caracterizando-se, pelo emprego de uma ferramenta de múltiplos dentes, de alturas crescentes, dispostos em série.

29

30 Principais elementos de uma brocha Interna Externa

31 Exemplos de formas obtidas por brochamento interno

32 Exemplos de formas obtidas por brochamento externo

33 Brochamento A brochadeira, ou seja, a máquina de brochar, distingui-se das outras máquinas-ferramenta pelo fato de prover apenas a força e a velocidade de corte, uma vez que o avanço decorre da própria construção da brocha. Outra peculiaridade deste processo é que as operações de desbaste, semi-acabamento e acabamento final são feitas e um único passe da ferramenta. Algumas vantagens deste processo são: -alta produtividade -bom acabamento superficial -tolerâncias estreitas -capacidade de produção de diversas formas -vida longa da ferramenta -produção econômica

34 Brochamento

35 Retificação O processo pode ser definido como a remoção de material, através de desgaste abrasivo. A máquina-ferramenta utilizada é chamada Retificadora. É geralmente empregada após os processos de torneamento, fresamento e a furação, e sua finalidade é dar acabamento fino, corrigir as irregularidades e proporcionar exatidão de medidas.

36 Retificação Sua ferramenta de corte é o rebolo (ou disco de retífica) e é, basicamente, constituído de um aglomerado de partículas duras (abrasivas), unidas por um ligante. As partículas abrasivas mais utilizadas são grãos de óxido de alumínio ou de carbeto de silício. A eficiência do rebolo está diretamente relacionado com o tipo do abrasivo empregado, o ligante e a porosidade existente.

37

38 Retificação

39 Eletroerosão A remoção de material é realizada por meio de descargas elétricas produzidas por pulsação de corrente contínua entre a peça e a ferramenta, chamada de eletrodo. É necessário que os materiais envolvidos no processo (peça a ser usinada e eletrodo) sejam bons condutores de eletricidade. Os materiais mais utilizados para eletrodos são o Grafite, o Cobre e suas ligas.

40 Eletroerosão Processo indicado na usinagem de formas complexas, especialmente de alta dureza e de pequenas dimensões, difíceis de serem usinadas por outros processos. Possui grande aplicação na fabricação de matrizes (matrizes de corte, moldes de injeção, forjaria, cunhagem) Na eletroerosão não existe força de corte, por isso não se formam tensões no material usinado.

41 Eletroerosão Eletroerosão por penetração (EDM) Peça e eletrodo são mergulhados num recipiente que contém um fluido isolante, chamado dielétrico. Quando o espaço entre a peça e a ferramenta é diminuído até uma distância determinada, produz-se uma centelha que funde ou até evapora o material.

42 Eletroerosão Eletroerosão a fio Um fio ionizado atravessa a peça em movimentos constantes provocando descargas elétricas entre o fio e a peça, as quais cortam o material. Para permitir a passagem do fio, é feito previamente um pequeno orifício no material a ser usinado.

43 Eletroerosão

44 Eletroerosão Video

45 Usinagem a Laser Neste processo o metal é fundido ou vaporizado por um feixe estreito de luz monocromática intensa (feixe laser), que usa elevada densidade de energia. O corte a laser tem a vantagem de não causar contato mecânico da ferramenta com o material. A zona afetada pelo calor é mínima, bem como o kerf (largura do corte), assim, ocorre muito pouca distorção no material em peças de desenho complexo.

46 Usinagem a Laser Os sistemas de corte a laser não podem ser operados manualmente, pois o processo envolve alta concentração de energia, uma vez que o feixe deve ser muito concentrado o corte ocorre a velocidades muito altas. As coordenadas de deslocamento são geralmente comandadas por um sistema CAD/CAM acoplado a mesa de corte.

47 Usinagem a Laser Pelo cabeçote laser flui um gás, chamado de assistência que tem por função, entre outras, remover o material fundido e óxidos da região do corte.

48 Usinagem a Laser É possível usinar, cortar, furar e gravar em quase todos os tipos de materiais (polímeros, metais, cerâmicos e compósitos). Limitação em espessuras muito baixas e em materiais que apresentam baixa reflexão à luz; Formação de depósitos de fuligem na superfície, no corte de materiais como madeira e couro Possibilidade de formação de produtos tóxicos (por ex. ácido clorídrico no corte de PVC).

49

50 Usinagem a Laser

NOTAS DE AULAS (Práticas de Oficina)

NOTAS DE AULAS (Práticas de Oficina) Módulo: Processo de Fabricação PROCESSOS DE USINAGEM CONVENCIONAIS IX. Processos de Usinagem. Damos o nome de processos mecânicos de usinagem ao conjunto dos movimentos destinados à remoção do sobremetal

Leia mais

MATERIAIS PARA ENGENHARIA DE PETRÓLEO - EPET069 - Conformação dos Metais - Usinagem

MATERIAIS PARA ENGENHARIA DE PETRÓLEO - EPET069 - Conformação dos Metais - Usinagem MATERIAIS PARA ENGENHARIA DE PETRÓLEO - EPET069 - Conformação dos Metais - Usinagem Introdução - Classificação Processos de usinagem envolvem operações de corte que permitem remover excessos de material

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SÃO PAULO Campus Presidente Epitácio

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SÃO PAULO Campus Presidente Epitácio INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SÃO PAULO Campus Presidente Epitácio TDUA2 Aula 2 Prof. Carlos Fernando Torno Mecânico Peças e Acessórios do Torno Mecânico. Operações Realizadas com

Leia mais

NOTAS DE AULAS (Práticas de Oficina)

NOTAS DE AULAS (Práticas de Oficina) Módulo: Processo de Fabricação PROCESSOS DE USINAGEM CONVENCIONAIS IX. Processos de Usinagem. Torneamento O torneamento é um processo mecânico de usinagem destinado a obtenção de superfícies de revolução

Leia mais

TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO ASPECTOS DE PROCESSOS DE USINAGEM

TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO ASPECTOS DE PROCESSOS DE USINAGEM TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO ASPECTOS DE PROCESSOS DE USINAGEM FERRAMENTAS DE USINAGEM Sandvik Desbaste de Aços Pastilhas Positivas T-MAX U Superfícies na Peça Superfície Transitória Superfície a Usinar

Leia mais

PROCESSOS DE USINAGEM I

PROCESSOS DE USINAGEM I PROCESSOS DE USINAGEM I Prof. Arthur Bortolin Beskow AULA 02 1 2 PROCESSOS DE USINAGEM I CLASSIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE FABRICAÇÃO 1 Torneamento 2 Aplainamento 3 Furação 4 Alargamento 5 Rebaixamento 6

Leia mais

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 30/08/2009

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 30/08/2009 Questão 1 Conhecimentos Específicos - Fabricação Sobre a montagem de engrenagens para abertura de roscas em um torno, é correto afirmar: Deve-se garantir que a folga entre os dentes das engrenagens seja

Leia mais

SEM-0534 Processos de Fabricação Mecânica. Aula 5 Processo de Torneamento. Professor: Alessandro Roger Rodrigues

SEM-0534 Processos de Fabricação Mecânica. Aula 5 Processo de Torneamento. Professor: Alessandro Roger Rodrigues SEM-0534 Processos de Fabricação Mecânica Aula 5 Processo de Torneamento Professor: Alessandro Roger Rodrigues Processo: Torneamento Definições: Torneamento é o processo de usinagem para superfícies cilindricas

Leia mais

UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA Campus RECIFE. Curso: Engenharia de Produção Disciplina: Materiais para Produção Industrial

UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA Campus RECIFE. Curso: Engenharia de Produção Disciplina: Materiais para Produção Industrial UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA Campus RECIFE Curso: Disciplina: Aula 4 Processos de Fabricação Existem um número maior de processos de fabricação, destacando-se os seguintes: 1) Processos de fundição

Leia mais

PROCESSOS DE USINAGEM. Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc.

PROCESSOS DE USINAGEM. Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc. PROCESSOS DE USINAGEM Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc. Introdução Os processos de usinagem começaram a ser desenvolvidos quando o homem descobriu que podia transformar movimento lineares em movimentos de

Leia mais

Torneamento. Prof. Régis Kovacs Scalice. UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville

Torneamento. Prof. Régis Kovacs Scalice. UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Torneamento Prof. Régis Kovacs Scalice DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Visão sistêmica de

Leia mais

Processos de Fabricação Mecânica

Processos de Fabricação Mecânica Processos de Fabricação Mecânica Bibliografia básica: DINIZ, Anselmo Eduardo; MARCONDES, Francisco C. e COPPINI, Nivaldo L Tecnologia da Usinagem dos Materiais, Editora Artliber. FERRARESI, D.- Fundamentos

Leia mais

USINAGEM USINAGEM. Prof. M.Sc.: Anael Krelling

USINAGEM USINAGEM. Prof. M.Sc.: Anael Krelling USINAGEM Prof. M.Sc.: Anael Krelling 1 No processo de Usinagem uma quantidade de material é removido com auxílio de uma ferramenta de corte produzindo o cavaco, obtendo-se assim uma peça com formas e dimensões

Leia mais

SEM 0343 Processos de Usinagem. Professor: Renato Goulart Jasinevicius

SEM 0343 Processos de Usinagem. Professor: Renato Goulart Jasinevicius SEM 0343 Processos de Usinagem Professor: Renato Goulart Jasinevicius Que ferramenta é essa? Para que serve? E essas? Que máquina é essa? Que máquina é essa? Aplainamento Aplainamento é uma operação de

Leia mais

PROCESSOS AVANÇADOS DE USINAGEM

PROCESSOS AVANÇADOS DE USINAGEM PROCESSOS AVANÇADOS DE USINAGEM E FABRICAÇÃO DE PEÇAS DE PLÁSTICO Prof. Lopes INCLUEM PROCESSOS DE REMOÇÃO DE MATERIAL : QUÍMICOS ELÉTRICOS TÉRMICOS MECÂNICOS Usinagem Química Filme Usinagem Quimica

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMADOS. (Comando Numérico EEK 561)

CONTEÚDOS PROGRAMADOS. (Comando Numérico EEK 561) (Comando Numérico EEK 5) Introdução Tipos de controle do movimento. Meios de entrada de dados e armazenagem de informações. Elementos de acionamento. Sistemas de controle. Eixos coordenados em maquinas

Leia mais

FEPI , Page 1 Tecnologia Mecânica II

FEPI , Page 1 Tecnologia Mecânica II 28.09.2009, Page 1 APLAINAMENTO O Aplainamento consiste em obter superfícies planas em posição horizontal, vertical ou inclinada. A ferramenta utilizada tem apenas uma aresta cortante que retira o sobremetal

Leia mais

Processos Mecânicos de Fabricação. Profª Dra. Danielle Bond. Processos Mecânicos de Fabricação. Processos Mecânicos de Fabricação

Processos Mecânicos de Fabricação. Profª Dra. Danielle Bond. Processos Mecânicos de Fabricação. Processos Mecânicos de Fabricação Processos Mecânicos de Fabricação Profª Dra. Processos Mecânicos de Fabricação Processos Mecânicos de Fabricação PROCESSOS METALÚRGICOS Aplicação de temperatura PROCESSOS MECÂNICOS Aplicação de tensão

Leia mais

Acesse:

Acesse: Vou, corto e volto Acesse: http://fuvestibular.com.br/ Você já pensou se tivesse que limar manualmente uma carcaça de um motor de navio? Provavelmente você começaria a tarefa e seus netos a terminariam,

Leia mais

Processos Mecânicos de Fabricação. Profª Dra. Danielle Bond. Processos Mecânicos de Fabricação. Processos Mecânicos de Fabricação

Processos Mecânicos de Fabricação. Profª Dra. Danielle Bond. Processos Mecânicos de Fabricação. Processos Mecânicos de Fabricação Processos Mecânicos de Fabricação Profª Dra. Processos Mecânicos de Fabricação Processos Mecânicos de Fabricação PROCESSOS METALÚRGICOS Aplicação de temperatura PROCESSOS MECÂNICOS Aplicação de tensão

Leia mais

Questões para a prova de Tecnologia Aplicada I 03/06/2011

Questões para a prova de Tecnologia Aplicada I 03/06/2011 Questões para a prova de Tecnologia Aplicada I 03/06/2011 1. Qual a definição de aço-carbono? Aço é a liga ferro-carbono que contém de 0,008% a 2,11% de carbono em sua composição e é obtido a partir do

Leia mais

Retificação. Stefany Santana Jorge Gabriela Rodriguez Garcia Lucas Cordeiro Moreira Trevizan CEG 222A Expressão Gráfica

Retificação. Stefany Santana Jorge Gabriela Rodriguez Garcia Lucas Cordeiro Moreira Trevizan CEG 222A Expressão Gráfica Retificação Stefany Santana Jorge Gabriela Rodriguez Garcia Lucas Cordeiro Moreira Trevizan CEG 222A Expressão Gráfica O que é retificação? É um processo de usinagem que remove material da peça (cavaco)

Leia mais

Torno Mecânico. Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc.

Torno Mecânico. Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc. Torno Mecânico Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc. EVOLUÇÃO DOS TORNOS O PRINCIPIO TORNO TIPOS DE TORNOS PARTES FUNDAMENTAIS DO TORNO HORIZONTAL ACESSÓRIOS SISTEMA DE FIXAÇÃO DA FERRAMENTA DE CORTE ANÉIS GRADUADOS

Leia mais

Prof. Danielle Bond. Processos Mecânicos de Fabricação. Profª Dra. Danielle Bond. Processos Mecânicos de Fabricação. Processos Mecânicos de Fabricação

Prof. Danielle Bond. Processos Mecânicos de Fabricação. Profª Dra. Danielle Bond. Processos Mecânicos de Fabricação. Processos Mecânicos de Fabricação Prof. Processos Mecânicos de Fabricação Profª Dra. Processos Mecânicos de Fabricação Processos Mecânicos de Fabricação PROCESSOS METALÚRGICOS Aplicação de temperatura PROCESSOS MECÂNICOS Aplicação de tensão

Leia mais

Acesse:

Acesse: Roda, roda, gira... Acesse: http://fuvestibular.com.br/ Você já parou para pensar em quanto sua vida depende de parafusos, pinos, rebites e da qualidade das montagens dos muitos conjuntos mecânicos que

Leia mais

Acesse:

Acesse: Uma questão de exatidão Como você viu na Aula 30, o furo executado com a broca geralmente não é perfeito a ponto de permitir ajustes de exatidão, com rigorosa qualidade de usinagem. Isso pode ser um problema,

Leia mais

Processos de geometria definida: Brochamento

Processos de geometria definida: Brochamento Processos de geometria definida: Brochamento Prof. Janaina Fracaro de Souza janainaf@utfpr.edu.br Aula 09 TEORIA E PRÁTICA DA USINAGEM OBJETIVOS: ENTENDER O PROCESSO DE GEOMETRIA DEFINIDA POR BROCHAMENTO;

Leia mais

Definição sobre usinagem

Definição sobre usinagem Definição sobre usinagem Aplica-se a todos os processos de fabricação onde ocorre a remoção de material sob a forma de cavaco (DIN 8580) Usinagem Confere forma, dimensão e acabamento a peça através da

Leia mais

Brochamento. Nesta aula você terá uma visão geral de uma. Nossa aula. O que é brochamento. Brocha

Brochamento. Nesta aula você terá uma visão geral de uma. Nossa aula. O que é brochamento. Brocha A UU L AL A Brochamento Nesta aula você terá uma visão geral de uma operação muito utilizada em usinagem chamada brochamento. Você vai saber como é feita essa operação e quais as ferramentas e máquinas

Leia mais

Introdução. Aplainamento

Introdução. Aplainamento Prof. Milton Fatec Itaquera Prof. Miguel Reale / 2014 Introdução Aplainamento Processo que se baseia no movimento retilíneo alternado da ferramenta de corte, retirando material somente no movimento de

Leia mais

SEM-0534 Processos de Fabricação Mecânica. Furação Alargamento Roscamento

SEM-0534 Processos de Fabricação Mecânica. Furação Alargamento Roscamento SEM-0534 Processos de Fabricação Mecânica Furação Alargamento Roscamento Processo de Furação FURAÇÃO - Definição Processo de usinagem onde movimento de corte principal é rotativo, e o movimento de avanço

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SÃO PAULO Campus Presidente Epitácio

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SÃO PAULO Campus Presidente Epitácio INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SÃO PAULO Campus Presidente Epitácio TDUA2 Aula 3 Prof. Carlos Fernando Fresadoras. Tipos de Fresamento. Fresas, Tipos de Fresas. Fresadora A fresadora

Leia mais

SEM 0343 Processos de Usinagem. Professor: Renato Goulart Jasinevicius

SEM 0343 Processos de Usinagem. Professor: Renato Goulart Jasinevicius SEM 0343 Processos de Usinagem Professor: Renato Goulart Jasinevicius Torno Torno Existe uma grande variedade de tornos que diferem entre si pelas dimensões, características, forma construtiva, etc. Critérios

Leia mais

FRESADORA. Equipe: Bruno, Desyrêe, Guilherme, Luana

FRESADORA. Equipe: Bruno, Desyrêe, Guilherme, Luana FRESADORA Equipe: Bruno, Desyrêe, Guilherme, Luana O que é: Máquina que possui movimento de rotação e que permite movimentar a peça em 3 ou mais eixos. (lineares ou giratórios). Máquina para execução facilitada

Leia mais

TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA

TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA DEFINIÇÃO: TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA AVANÇO DE NAS MÁQUINAS - FERRAMENTAS É a distância correspondente ao deslocamento que faz a ferramenta ou a peça em cada rotação (figs. 1 e 2) ou em cada golpe (fig.3).

Leia mais

Aula Processos de usinagem de roscas -

Aula Processos de usinagem de roscas - Aula 14 - Processos de usinagem de roscas - Prof. Dr. Eng. Rodrigo Lima Stoeterau Processo de Usinagem de Roscas Processos de Usinagem Rosqueamento Definição: processo de usiangem cujo a função é produzir

Leia mais

Outros ângulos da ferramenta: ângulo de folga (f): evita atrito entre peça e ferramenta ângulo de saída ou de ataque (s): ângulo de saída do cavaco

Outros ângulos da ferramenta: ângulo de folga (f): evita atrito entre peça e ferramenta ângulo de saída ou de ataque (s): ângulo de saída do cavaco USINAGEM (Mar 2007) 1. Características Gerais Obtenção de peças por remoção de material (material removido é chamado cavaco). processo secundário de fabricação: confere melhores tolerâncias dimensionais

Leia mais

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL METAL/MECÂNICA SENAI RR SENAI RR SENAI, SUA CONQUISTA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DOS CURSOS Catálogo de Cursos 1. TÍTULO INTRODUÇÃO À HIDRÁULICA Proporcionar ao treinando a compreensão dos 2. OBJETIVO princípios

Leia mais

Processo de Fabricação: CORTE A LASER E CORTE A ÁGUA

Processo de Fabricação: CORTE A LASER E CORTE A ÁGUA Processo de Fabricação: CORTE A LASER E CORTE A ÁGUA CORTE A LASER O que é o Laser? Amplificação da luz por emissão estimulada de radiação. É um sistema que produz um feixe de luz coerente e concentrado

Leia mais

Usinagem I Parte I Aula 5 Serramento, Brochamento e ReHficação. Prof. Anna Carla - MECÂNICA - UFRJ

Usinagem I Parte I Aula 5 Serramento, Brochamento e ReHficação. Prof. Anna Carla - MECÂNICA - UFRJ Usinagem I 2016.1 Parte I Aula 5 Serramento, Brochamento e ReHficação Serramento (Sawing) As vezes referenciadas como operações de corte, e não de corte por usinagem. Como ocorre a rehrada de cavaco, consideramos

Leia mais

Processos Mecânicos de Fabricação. Conceitos introdutórios sobre usinagem dos metais

Processos Mecânicos de Fabricação. Conceitos introdutórios sobre usinagem dos metais UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Processos Mecânicos de Fabricação Conceitos introdutórios sobre usinagem dos metais DEPS Departamento de Engenharia

Leia mais

Usinagem com Ferramentas de Geometria Definida - Torneamento - Fresamento - Furação - Alargamento - Rosqueamento - Brochamento

Usinagem com Ferramentas de Geometria Definida - Torneamento - Fresamento - Furação - Alargamento - Rosqueamento - Brochamento Usinagem com Ferramentas de Geometria Definida - Torneamento - Fresamento - Furação - Alargamento - Rosqueamento - Brochamento Prof. Dr. Eng. Rodrigo Lima Stoeterau Processo de Torneamento Definição: Processo

Leia mais

Acesse:

Acesse: Segurando as pontas As operações de tornear superfícies cilíndricas ou cônicas, embora simples e bastante comuns, às vezes apresentam algumas dificuldades. É o que acontece, por exemplo, com peças longas

Leia mais

OPERAÇÕES MECÂNICAS I

OPERAÇÕES MECÂNICAS I Professor Miguel Reale Professor Me. Claudemir Claudino Alves OPERAÇÕES MECÂNICAS I Aluno: data: / / ATIVIDADE 4 REVISÃO GERAL DE AJUSTAGEM, TORNEARIA. Exercício 9 Um eixo de comprimento L = 250mm, Vc

Leia mais

PMR 2202 Exercícios Aula L3 1. Um furo de diâmetro Ф20 mm e profundidade 100 mm é produzido por usinagem eletroquímica. Alta taxa de produção é mais importante que o acabamento superficial. Estime a máxima

Leia mais

Entende-se como operações de usinagem aquelas que, ao conferir forma à peça, ou dimensões, produzem cavacos. [FERRARESI, 1970]

Entende-se como operações de usinagem aquelas que, ao conferir forma à peça, ou dimensões, produzem cavacos. [FERRARESI, 1970] Entende-se como operações de usinagem aquelas que, ao conferir forma à peça, ou dimensões, produzem cavacos. [FERRARESI, 1970] Cavaco: Porção de material retirada da peça pela ferramenta, caracterizando-se

Leia mais

AULA 23 PROCESSO DE FURAÇÃO: GENERALIDADES

AULA 23 PROCESSO DE FURAÇÃO: GENERALIDADES AULA 23 PROCESSO DE FURAÇÃO: GENERALIDADES 169 23. PROCESSO DE FURAÇÃO: GENERALIDADES 23.1. Introdução Na indústria metal mecânica há diversas formas de se obter furos em peças. Podem-se destacar os seguintes

Leia mais

Usinagem I Parte I Aula 1 Processos de Usinagem / Conceitos Básicos. Prof. Anna Carla - MECÂNICA - UFRJ

Usinagem I Parte I Aula 1 Processos de Usinagem / Conceitos Básicos. Prof. Anna Carla - MECÂNICA - UFRJ Usinagem I 2016.1 Parte I Aula 1 Processos de Usinagem / Conceitos Básicos Panorama do Curso Usinagem I Parte I - Tecnologia da Usinagem (Prova 1) Parte II - Mecânica do Corte e Geometria da Ferramenta

Leia mais

informações técnicas

informações técnicas informações técnicas www.tdc-tools.com.br brocas helicoidais em metal duro brocas helicoidais em metal duro sem cobertura din 338 ref mcd 001 velocidade de corte (vc)para broca metal duro - base din 338

Leia mais

FEPI. Fresamento. Surgiu em , Page 1 Tecnologia Mecânica II

FEPI. Fresamento. Surgiu em , Page 1 Tecnologia Mecânica II Fresamento A Fresagem ou o Fresamento é um processo de usinagem mecânica, feito através de uma máquina chamada FRESADORA e ferramentas especiais chamadas de FRESAS. Surgiu em 1918 28.09.2009, Page 1 Fresadora

Leia mais

Para uma operação de usinagem, o operador considera principalmente os parâmetros:

Para uma operação de usinagem, o operador considera principalmente os parâmetros: Parâmetros de corte Parâmetros de corte são grandezas numéricas que representam valores de deslocamento da ferramenta ou da peça, adequados ao tipo de trabalho a ser executado, ao material a ser usinado

Leia mais

TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO FUNDAMENTOS DA USINAGEM: FORMAÇÃO DE CAVACOS, TIPOS E FORMAS DE CAVACOS

TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO FUNDAMENTOS DA USINAGEM: FORMAÇÃO DE CAVACOS, TIPOS E FORMAS DE CAVACOS TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO FUNDAMENTOS DA USINAGEM: FORMAÇÃO DE CAVACOS, TIPOS E FORMAS DE CAVACOS Peça Torneada Operações de Torneamento Operações de Torneamento Operações de Torneamento Operações

Leia mais

AULA 31 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: GENERALIDADES

AULA 31 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: GENERALIDADES AULA 31 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: GENERALIDADES 239 31. PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: GENERALIDADES 31.1. Introdução Abrasão é definida como sendo a operação de remover partículas de um material por atrito

Leia mais

Neste livro, você vai estudar as diversas operações de fresagem que podem ser executadas com a máquina fresadora.

Neste livro, você vai estudar as diversas operações de fresagem que podem ser executadas com a máquina fresadora. Fresagem As peças a serem usinadas podem ter as mais variadas formas. Este poderia ser um fator de complicação do processo de usinagem. Porém, graças à máquina fresadora e às suas ferramentas e dispositivos

Leia mais

Catálogo de produtos 2013 / 2014

Catálogo de produtos 2013 / 2014 Catálogo de produtos 2013 / 2014 ÓLEO DE CORTE PARA METAIS Somos uma empresa especializada em suprimentos para a indústria Metal/Mecânica Brasileira. As melhores marcas, produtos com tecnologia de ponta,

Leia mais

Exercícios de revisão fundamentos mecânicos

Exercícios de revisão fundamentos mecânicos 1. O desenho técnico é a ferramenta necessária para a interpretação e representação de um projeto, por ser o meio de comunicação entre a equipe de criação e a de fabricação (ou de construção); nesse contexto

Leia mais

Um caso de eletroerosão

Um caso de eletroerosão A UU L AL A Um caso de eletroerosão Na aula anterior, você ficou sabendo que a eletroerosão é um processo de usinagem que tem grande aplicação na confecção de matrizes de estampos de corte, matrizes para

Leia mais

Retirado da Apostila DIDATECH - Programação Fanuc21T OS CÓDIGOS DOS PROGRAMAS FORAM ALTERADOS CONFORME O SOFTWARE FANUCL - DENFORD

Retirado da Apostila DIDATECH - Programação Fanuc21T OS CÓDIGOS DOS PROGRAMAS FORAM ALTERADOS CONFORME O SOFTWARE FANUCL - DENFORD Estrutura do Programa C.N. Programa C.N. é a transformação do desenho da peça em códigos que são interpretados pelo comando. O programa C.N. é composto por uma seqüência finita de blocos que são memorizados

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Processos de Usinagem Código da Disciplina: NDC 177 Curso: Engenharia Mecânica e Produção Semestre de oferta da disciplina: 8º Faculdade responsável: NDC Programa em

Leia mais

AULA 35 QUESTÕES DE REVISÃO: PARTE 2 AULA 36 PROVA P2

AULA 35 QUESTÕES DE REVISÃO: PARTE 2 AULA 36 PROVA P2 AULA 35 QUESTÕES DE REVISÃO: PARTE 2 AULA 36 PROVA P2 273 35. QUESTÕES DE REVISÃO: PARTE 2 PROCESSOS DE USINAGEM 35.1. Processo de Torneamento 1. Identifique as operações básicas desempenhadas por uma

Leia mais

Usinagem I Parte I Aula 3 Furação. Prof. Anna Carla - MECÂNICA - UFRJ

Usinagem I Parte I Aula 3 Furação. Prof. Anna Carla - MECÂNICA - UFRJ Usinagem I 2016.1 Parte I Aula 3 Furação Ferramentas MulEcortante Dir. Avanço Aresta de Corte Movimento de Corte / Direção de Corte Movimento de Avanço / Direção de Avanço Movimento EfeEvo de Corte / Direção

Leia mais

Acesse:

Acesse: Nem só o padeiro faz roscas Para montar conjuntos mecânicos, usam-se os mais diversos processos de união das diversas partes que os compõem. Assim, é possível uni-los por soldagem, por rebitagem, por meio

Leia mais

SEM-0343 Processos de Usinagem. Professores: Renato Goulart Jasinevicius

SEM-0343 Processos de Usinagem. Professores: Renato Goulart Jasinevicius SEM-0343 Processos de Usinagem Professores: Renato Goulart Jasinevicius Processo de Alargamento Alargamento é uma operação relativa ao processo de furação usada para aumentar o diâmetro de furos em bruto,

Leia mais

EME005 - Tecnologia de Fabricação IV Operação de Furação

EME005 - Tecnologia de Fabricação IV Operação de Furação UNIFEI EME005 - Tecnologia de Fabricação IV Operação de Furação Constituição e tipos de furadeiras Aula 15 Prof. José Hamilton Chaves Gorgulho Júnior Furadeira Vertical de Piso (Vertical Drill machine)

Leia mais

FURAÇÃO: OPERAÇÃO DE TREPANAÇÃO

FURAÇÃO: OPERAÇÃO DE TREPANAÇÃO FURAÇÃO: OPERAÇÃO DE TREPANAÇÃO Prof. Janaina Fracaro de Souza janainaf@utfpr.edu.br TEORIA E PRÁTICA DA USINAGEM Prof. Dr. Eng. Rodrigo Lima Stoeterau 2 Tipos de brocas Ângulos das brocas 3 Variações

Leia mais

ADES FERRAMENTAS CATÁLOGO DE PRODUTOS

ADES FERRAMENTAS CATÁLOGO DE PRODUTOS ADES CATÁLOGO DE PRODUTOS ADES NOSSA HISTÓRIA ADES 2 FACAS CIRCULARES HSS Facas de corte - HSS D () 20 2 32 40 0 63 80 0 12 10 160 200 20 d () 8 8 13 16 22 22 22 32 32 32 32 E () 0,20 x x x x x 0,2 x x

Leia mais

SEM 0343 Processos de Usinagem. Professor: Renato Goulart Jasinevicius

SEM 0343 Processos de Usinagem. Professor: Renato Goulart Jasinevicius SEM 0343 Processos de Usinagem Professor: Renato Goulart Jasinevicius Usinagem de Engrenagens Existem três tipos básicos de engrenagens: cilíndricas, cônicas, e hiperbolóidicas. a) Cilíndricas: dentes

Leia mais

Acesse:

Acesse: Roscar: a vocação do torno No mundo da mecânica, é inegável a importância das roscas: seja para fixar elementos (com parafusos e porcas), seja para transmitir movimentos (com eixos roscados). Neste livro,

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Processos de Usinagem Código da Disciplina: NDC 177 Curso: Engenharia de Produção Semestre de oferta da disciplina: 8 Faculdade responsável: Núcleo de Disciplinas Comuns

Leia mais

6 - FRESAMENTO. 6.1 Introdução

6 - FRESAMENTO. 6.1 Introdução 1 6 - FRESAMENTO 6.1 Introdução O processo fresagem pode ser aplicado aos mais diversos materiais, para realizar peças com superfícies planas ou curvas, com entalhes, com ranhuras, com sistemas de dentes,

Leia mais

NOVOS PRODUTOS EQUIPAMENTO DE OFICINA II / MAU 5000 Suporte inovador para comparadores. Encomenda agora da nossa nova loja online!

NOVOS PRODUTOS EQUIPAMENTO DE OFICINA II / MAU 5000 Suporte inovador para comparadores. Encomenda agora da nossa nova loja online! NOVOS PRODUTOS EQUIPAMENTO DE OFICINA II / 2017 Encomenda agora da nossa nova loja online! www.meusburger.com MAU 5000 Suporte inovador para comparadores INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO Ideal para monitorizar

Leia mais

TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA

TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA FERRAMENTAS DE CORTE P/ TORNO (PERFIS E APLICAÇÕES) DEFINIÇÃO: São ferramentas de aço rápido ou de carboneto metálico, empregadas nas operações de torneamento, para cortar

Leia mais

Recuperação de guias ou vias deslizantes II

Recuperação de guias ou vias deslizantes II Recuperação de guias ou vias deslizantes II A UU L AL A Uma empresa especializada em reforma de máquinas assumiu o compromisso de reformar uma fresadora universal pertence à Kibarra S.A. Após os exames

Leia mais

AULA 2 CLASSIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE USINAGEM

AULA 2 CLASSIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE USINAGEM AULA 2 CLASSIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE USINAGEM 3 2. CLASSIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE USINAGEM 2.1. Introdução Fabricar é transformar matérias-primas em produtos acabados, por uma variedade de processos.

Leia mais

Processos de Usinagem

Processos de Usinagem Sumário Fundamentos 1 Torneamento 2 Classificação quanto a trajetória da ferramenta.............. 3 Torneamento Retilíneo........................ 3 Torneamento Curvilíneo....................... 4 Classificação

Leia mais

USINAGEM POR ELETROEROSÃO

USINAGEM POR ELETROEROSÃO USINAGEM POR ELETROEROSÃO Teoria e Prática da Usinagem Usinagem de geometria não definida Janaina Fracaro A eletroerosão baseia -se na destruição de partículas metálicas por meio de descargas elétricas,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE PROCESSOS DE FABRICAÇÃO DE GUIAS DE ONDA WR-90

DESENVOLVIMENTO DE PROCESSOS DE FABRICAÇÃO DE GUIAS DE ONDA WR-90 CENTRO TECNOLÓGICO DA MARINHA EM SÃO PAULO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIBIC Processo 145547/2013-2 DESENVOLVIMENTO DE PROCESSOS DE FABRICAÇÃO DE GUIAS DE ONDA WR-90 Aluno:

Leia mais

ÍNDICE. Square 6 Double Octomill Turbo 10 Fresas de Disco R Quattromill

ÍNDICE. Square 6 Double Octomill Turbo 10 Fresas de Disco R Quattromill SECO MILLING ÍNDICE Square 6 Double Octomill Turbo 10 Fresas de Disco 335.25 R220.88 Quattromill 2 3 4 5 6 7 SQUARE 6 TM PRODUTIVIDADE E ECONOMIA. A fresa Square 6 é uma solução confiável e econômica para

Leia mais

Aula Processo de Torneamento e tornos -

Aula Processo de Torneamento e tornos - Aula 13 - Processo de Torneamento e tornos - Prof. Dr. Eng. Rodrigo Lima Stoeterau Torneamento Definição: Processo de usinagem onde a peça executa o movimento de corte rotativo e a ferramenta o movimento

Leia mais

Acesse:

Acesse: Nada se cria, tudo se transforma Já estamos no segundo livro do módulo Processos de Fabricação e você deve estar se perguntando Quando é que eu vou pôr a mão na massa? Você tem razão em sua dúvida. Na

Leia mais

GF Machining Solutions Importância da utilização de insumos de alto valor agregado em máquinas de alta precisão e tecnologia

GF Machining Solutions Importância da utilização de insumos de alto valor agregado em máquinas de alta precisão e tecnologia GF Machining Solutions Importância da utilização de insumos de alto valor agregado em máquinas de alta precisão e tecnologia Renato Rodriguez / 17/08/2017 Em resumo Georg Fischer Corporation 2 Georg Fischer

Leia mais

Soluções em fresamento

Soluções em fresamento Fresamento Inserto duplo negativo de 4 arestas Nova tecnologia em insertos moldados Soluções em fresamento A tecnologia exclusiva de moldagem KYOCERA reduz o esforço de corte comparável a insertos positivos

Leia mais

TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO PROGRAMAÇÃO CNC CICLOS FIXOS

TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO PROGRAMAÇÃO CNC CICLOS FIXOS TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO PROGRAMAÇÃO CNC CICLOS FIXOS Operações de Torneamento Operações de Torneamento Eixos de um Torno CNC Eixos de um Torno CNC Segurança é Fundamental!!! Área de Trabalho de

Leia mais

NOTAS DE AULAS (Práticas de Oficina)

NOTAS DE AULAS (Práticas de Oficina) Módulo: Processo de Fabricação PROCESSOS DE USINAGEM CONVENCIONAIS I. Introdução Todos os conjuntos mecânicos que nos cercam são formados por uma porção de peças: eixos, anéis, discos, rodas, engrenagens,

Leia mais

Ferramentas de pedra lascada.

Ferramentas de pedra lascada. 1 Um subgrupo da norma DIN 8580 sob o termo "Separar", compreende os processos de fabricação com remoção de cavaco com ferramenta de geometria definida, que se caracteriza pela aplicação de ferramentas

Leia mais

TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO PROGRAMAÇÃO CNC CICLOS FIXOS

TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO PROGRAMAÇÃO CNC CICLOS FIXOS TECNOLOGIA DE CONTROLE NUMÉRICO PROGRAMAÇÃO CNC CICLOS FIXOS Operações de Torneamento Operações de Torneamento Eixos de um Torno CNC Eixos de um Torno CNC Segurança é Fundamental!!! Área de Trabalho de

Leia mais

AULA 29 PROCESSO DE FRESAMENTO: OPERAÇÕES DE CORTE

AULA 29 PROCESSO DE FRESAMENTO: OPERAÇÕES DE CORTE AULA 29 PROCESSO DE FRESAMENTO: OPERAÇÕES DE CORTE 221 29. PROCESSO DE FRESAMENTO: OPERAÇÕES DE CORTE 29.1. Introdução Como citado anteriormente, o fresamento é um processo de usinagem no qual a remoção

Leia mais

AULA 28 PROCESSO DE FRESAMENTO: FRESAS

AULA 28 PROCESSO DE FRESAMENTO: FRESAS AULA 28 PROCESSO DE FRESAMENTO: FRESAS 215 28. PROCESSO DE FRESAMENTO: FRESAS 28.1. Introdução As fresas são ferramentas rotativas providas de múltiplas arestas de corte dispostos simetricamente ao redor

Leia mais

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL FRESAGEM

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL FRESAGEM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Prof. Me. Claudemir Claudino Alves cvccvluiz Carlos Rodrigues Montes LUS Laboratório de Usinagem FRESAGEM 1- Fresagem É o processo de usinagem com retirada de cavacos que permite modificar

Leia mais

Quanto à forma da trajetória, o torneamento pode ser retilíneo ou curvilíneo.

Quanto à forma da trajetória, o torneamento pode ser retilíneo ou curvilíneo. PRÁTICA DE OFICINA aula 03-2015-1 2.4 OPERAÇÕES DE TORNEAMENTO Quanto à forma da trajetória, o torneamento pode ser retilíneo ou curvilíneo. 2.4.1 - Torneamento retilíneo - Processo de torneamento no qual

Leia mais

Primeiras Máquinas Ferramentas Manuais Movimentação através de volantes, manivelas, alavancas e correias Automação através de cames e seguidores (alto volume de produção) Controle Manual - Torno Automático

Leia mais

EME005 - Tecnologia de Fabricação IV Fresamento 5

EME005 - Tecnologia de Fabricação IV Fresamento 5 UNIFEI EME005 - Tecnologia de Fabricação IV Fresamento 5 Questão 08-10 pontos) Calcule os valores necessários para execução de uma engrenagem cilíndrica de dentes retos módulo 7 com 32 dentes. Use 3 casas

Leia mais

A108 Broca, HSS, para Aços Inoxidáveis

A108 Broca, HSS, para Aços Inoxidáveis A108 Broca, HSS, para Aços Inoxidáveis ÍNDICE Usinagem de Aços Inoxidáveis 3 Por que os Aços Inoxidáveis são considerados como difíceis de usinar? 3 Pontos Importantes na usinagem de Aços Inoxidáveis 3

Leia mais

25. Observe a representação esquemática do paquímetro, figura 4:

25. Observe a representação esquemática do paquímetro, figura 4: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 21. Os movimentos entre ferramenta e peça durante a usinagem são aqueles que permitem a ocorrência do processo de usinagem. Dentre os movimentos abaixo relacionados, os classificados

Leia mais

Primeiras Máquinas Ferramentas Manuais Movimentação através de volantes, manivelas, alavancas e correias Automação através de cames e seguidores (alto volume de produção) Controle Manual - Torno Automático

Leia mais

Mecanismo de Formação: O cavaco é formado continuamente, devido a ductilidade do material e a alta velocidade de corte;

Mecanismo de Formação: O cavaco é formado continuamente, devido a ductilidade do material e a alta velocidade de corte; ESTUDO DOS CAVACOS Cavaco é o material removido do tarugo (Billet) durante o processo de usinagem, cujo objetivo é obter uma peça com forma e/ou dimensões e/ou acabamento definidas. Exemplo: -lápis é o

Leia mais

Parte 3 Operação de Brochamento

Parte 3 Operação de Brochamento Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI Instituto de Engenharia de Produção e Gestão (IEPG) EME005 Tecnologia de Fabricação IV Parte 3 Operação de Brochamento Prof. José Hamilton Chaves Gorgulho Júnior

Leia mais

TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA

TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA TORNEIRO MECÂNICO TECNOLOGIA TORNO MEC. HORIZ. (PONTA E CONTRAPONTA DO TORNO ) DEFINIÇÃO: A ponta e contraponta (fig.1) são utilizadas para apoiar as extremidades do material a ser torneado externamente

Leia mais

SEM534 Processos de Fabricação Mecânica. Professor - Renato G. Jasinevicius. Aula: Máquina ferramenta- Torno. Torno

SEM534 Processos de Fabricação Mecânica. Professor - Renato G. Jasinevicius. Aula: Máquina ferramenta- Torno. Torno SEM534 Processos de Fabricação Mecânica Professor - Renato G. Jasinevicius Aula: Máquina ferramenta- Torno Torno Torno Existe uma grande variedade de tornos que diferem entre si pelas dimensões, características,

Leia mais

TW102 TW202 TW302 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE.

TW102 TW202 TW302 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. TW102 TW202 TW302 SOLUÇÕES PARA ALUMÍNIO E METAIS MALEÁVEIS TW102 DIN 338 (6xD) TW202 DIN 340 (10xD) TW302 DIN 1869/1 (15xD) Alta durabilidade Maior produtividade peças/hora Redução de paradas para reafiação

Leia mais