Seja bem vindo! GIOVANNI MOCKUS Diretor Executivo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Seja bem vindo! GIOVANNI MOCKUS Diretor Executivo"

Transcrição

1

2 Nesse momento de crise política e econômica, percebe-se uma necessidade do mercado, tanto público quanto privado, pela prestação de serviços voltados para a capacitação profissional, técnicas de gestão, otimização de empresas e administrações, desenvolvimento e execução de projetos, consultoria especializada e ainda mais, uma busca por formas de reduzir ao máximo suas máquinas c u s t o s a s s e m p e rd e r a e fi c i ê n c i a e produtividade. A CONEXÃO BRASIL surge como resposta a essa crescente demanda do mercado: uma instituição de caráter privado que forneça produtos e serviços voltados à consultoria para os setores público, privado e político. Com presença na capital federal e na capital paulistana, estamos preparados para atuar em toda extensão do território nacional. Partindo do princípio da otimização, pensamos em uma estrutura física reduzida, aliada a um alto rendimento. Seja bem vindo! GIOVANNI MOCKUS Diretor Executivo

3 Produtos & Serviços A CONEXÃO BRASIL tem como foco três setores específicos do mercado. Nossos produtos e serviços são pensados independentemente e com exclusividade para cada um desses setores. A especialização desses serviços é o que garantirá sua excelência, desde o desenvolvimento até a execução. Setor Setor Setor Público Privado Político

4 Setor Público CURSOS DE CAPACITAÇÃO & APERFEIÇOAMENTO Desenvolvimento e promoção de cursos de capacitação e aperfeiçoamento em diversas áreas de interesse da administração pública, como gestão, otimização, formação de assessoria política e chefia de gabinetes, orçamento público, licitação, contratação direta, pregão eletrônico, gestão de verbas, e ainda mais, cursos de áreas mais específicas como educação especial, inclusão social, formação de conselhos, entre outros. DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS U m a d a s m a i o r e s d e fi c i ê n c i a s d a administração pública é a falta de profissionais qualificados no desenvolvimento de projetos e políticas públicas. Neste serviço forneceremos uma consultoria especializada junto aos órgão da administração pública para garantir a eficiência e excelência dos projetos que estão por serem desenvolvidos.

5 SOLUÇÕES Setor Público MOBILIZAÇÃO & NETWORKING O potencial de transformação no século XXI está na informação. Com a globalização, é fundamental dominar as técnicas de mobilização, além de estabelecer pontes com um bom networking. Possuímos uma equipe especializada nessa prática e que pode auxiliá-lo a estabelecer essas pontes e usar esse potencial de transformação. INTERNACIONALIZAÇÃO GOVERNAMENTAL Com a aceleração do processo de globalização, os municípios brasileiros podem assumir espaços estratégicos a nível mundial na articulação de uma rede de investimentos, consumo, novas tecnologias, meios de transporte e padrões culturais. A descentralização do poder público no Brasil também cria oportunidades para que os entes subnacionais desenvolvam uma atuação internacional centrada na projeção dos seus interesses específicos. A demanda e o interesse internacional pelo Brasil não têm precedentes na história moderna do país. Para atender ao novo papel global do Brasil, os estados e municípios da federação têm que estar bem preparados.

6 Setor Privado CURSOS DE CAPACITAÇÃO & APERFEIÇOAMENTO Desenvolvimento e promoção de cursos de capacitação e aperfeiçoamento em diversas áreas de interesse da administração privada, como gestão, otimização de empresas, formação e qualificação de funcionários a d m i n i s t r a t i v o s, o r ç a m e n t o p r i v a d o, participação em processos licitatórios, alocação de recursos, investimentos, entre outros. MOBILIZAÇÃO & NETWORKING O potencial de transformação no século XXI está na informação. Com a globalização, é fundamental dominar as técnicas de mobilização, além de estabelecer pontes com um bom networking. Possuímos uma equipe especializada nessa prática e que pode auxiliá-lo a estabelecer essas pontes e usar esse potencial de transformação.

7 Setor Privado APRESENTAÇÕES CORPORATIVAS Em um mundo globalizado e pautado pelo mercado, grande parte do sucesso - ou fracasso - de um produto ou serviço se dá p e l a s u a a p re s e n t a ç ã o a o p ú b l i c o. Desenvolvemos documentos de apresentação a partir de um briefing estratégico traçado em conjunto com o cliente. Os documentos de apresentação podem ser desenvolvidos em formatos diferenciados, como slides, imagens, PDF s, e vídeos. DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS U m a d a s m a i o r e s d e fi c i ê n c i a s d a administração privada é a falta de profissionais qualificados no desenvolvimento de projetos. Neste serviço forneceremos uma consultoria especializada para garantir a eficiência e excelência dos projetos que estão por serem desenvolvidos.

8 Setor Privado OTIMIZAÇÃO DE EMPRESAS A atual crise econômica trouxe uma preocupação crescente para as empresas brasileiras. Nos últimos dois anos, 1,8 milhão de organizações foram fechadas e a taxa de desemprego atingiu nível recorde. Exemplos e experiências mostram que a saída para atravessar esse momento se dá pela otimização das empresas. Redesenhar fluxos e departamentos, tornar a estrutura mais eficiente para a relação menor custo vs. maior desemprenho.

9 Setor Político CURSOS DE CAPACITAÇÃO & APERFEIÇOAMENTO Desenvolvimento e promoção de cursos de c a p a c i t a ç ã o e a p e r f e i ç o a m e n t o d e competências políticas para pré-candidatos, candidatos e detentores de mandatos. Foco tanto nas áreas de gestão pública quanto gestão interna de gabinete. Além de treinamentos que tornem a campanha e o mandato mais eficaz a partir da otimização e qualificação. DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS U m a d a s m a i o r e s d e fi c i ê n c i a s d o s representantes públicos é a falta de profissionais qualificados que os auxiliem. Neste serviço forneceremos uma consultoria especializada garantir a eficiência e excelência d o s p r o j e t o s q u e e s t ã o p o r s e r e m desenvolvidos na campanha e no gabinete.

10 Setor Político QUALIFICAÇÃO DE CAMPANHAS Com o passar das mudanças de legislação eleitoral e da cultura política brasileira, o formato vencedor de uma campanha também é alterado. Nesse serviços, fazemos a analise, desenvolvimento e aplicação de medidas efetivas, pensadas exclusivamente, que tornem a sua campanha mais transparente, participativa e de baixo custo. MOBILIZAÇÃO & NETWORKING O potencial de transformação no século XXI está na informação. Com a globalização, é fundamental dominar as técnicas de mobilização, além de estabelecer pontes com um bom networking. Possuímos uma equipe especializada nessa prática e que pode auxiliá-lo a estabelecer essas pontes e usar esse potencial de transformação.

11 Setor Político MEDIA TRAINING A política é a arte de dialogar com diversas frentes em convergência de um ponto comum. Para isso, é fundamental dominar as técnicas de uma boa comunicação, seja para com a imprensa ou com a população em geral. Consultores especializados desenvolveram um treinamento rápido e eficiente que vai transformar positivamente a maneira como o c a n d i d a t o s e c o m u n i c a e i n t e r a g e publicamente. FINANCIAMENTO DE CAMPANHAS As novas leis de financiamento de campanha alteraram inúmeras regras para doação e captação de recursos. Desenvolvemos produtos e estratégias que redescobriram as maneiras de se financiar e sustentar uma estrutura de campanha e pré-campanha dentro dos limites legais da legislação vigente, como campanhas de captação de alto rendimento e sistemas de financiamento coletivo.

12 FALE CONOSCO Acreditamos que uma estrutura flexível nos permite atender de forma mais exclusiva e concentrada às necessidades que nossos clientes. Entre em contato conosco, conheça mais as nossas soluções para você e sua instituição. BRASÍLIA/DF SÃO PAULO/SP contato.com

13 NOSSA MISSÃO Contribuir para o desenvolvimento das administrações públicas e privada através da otimização de suas organizações e da capacitação de seus atores NOSSOS VALORES Acreditamos na educação como chave para a transformação social e econômica do ser humano e das instituições que o auxiliam em seu desenvolvimento, sempre pautada por valores éticos, com respeito e dignidade NOSSA VISÃO Tornar-se referência na prestação de serviços de consultoria corporativa e governamental, e no auxílio do desenvolvimento político da sociedade

14

ESPECIALIZAÇÃO EM MARKETING ESTRATÉGICO PARA EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA

ESPECIALIZAÇÃO EM MARKETING ESTRATÉGICO PARA EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA ESPECIALIZAÇÃO EM MARKETING ESTRATÉGICO PARA EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA APRES ENTAÇÃO O mundo globalizado está em constante transformação em função da implementação de novas tecnologias ao ambiente dos

Leia mais

introdução ao marketing - gestão do design

introdução ao marketing - gestão do design introdução ao marketing - gestão do design Universidade Presbiteriana Mackenzie curso desenho industrial 3 pp e pv profa. dra. teresa riccetti Fevereiro 2009 A gestão de design, o management design, é

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL TEMÁTICO POTENCIAL HUMANO

PROGRAMA OPERACIONAL TEMÁTICO POTENCIAL HUMANO PROGRAMA OPERACIONAL TEMÁTICO POTENCIAL HUMANO 2007-201 Apresentação da Proposta ÍNDICE 1 O PROBLEMA 2 A ESTRATÉGIA 4 PLANO DE FINANCIAMENTO 1 1 O PROBLEMA Taxa de emprego Emprego em média e alta tecnologia

Leia mais

I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP

I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP NOVEMBRO 2010 Propostas de MISSÃO para a Gestão de Pessoas da USP Criar condições para o engajamento pessoal e profissional dos servidores

Leia mais

Qualificação da Gestão

Qualificação da Gestão Qualificação da Gestão O que é o SUS Instituído pela Constituição de 1988, o Sistema Único de Saúde SUS é formado pelo conjunto das ações e serviços de saúde sob gestão pública Com direção única em cada

Leia mais

Projeto: Valorização do Trabalho e dos Trabalhadores do MS COLETIVO MS Ministério da Saúde Secretaria Executiva

Projeto: Valorização do Trabalho e dos Trabalhadores do MS COLETIVO MS Ministério da Saúde Secretaria Executiva Valorização do Trabalho e dos Trabalhadores do MS 2011 2014 Ministério da Saúde Secretaria Executiva O Coletivo MS é um grupo de trabalhadores do Ministério da Saúde, coordenado pela Secretaria Executiva,

Leia mais

SERVIÇOS DE CONSULTORIA

SERVIÇOS DE CONSULTORIA SERVIÇOS DE CONSULTORIA Apresentação Ao longo de 16 anos de atuação no mercado, viemos acompanhando a evolução das necessidades de evolução dos negócios de nossos clientes, e a evolução das necessidades

Leia mais

Manual de Governança Corporativa

Manual de Governança Corporativa Documento: Área Emitente: Manual de Governança Corporativa Assessoria de Planejamento, Orçamento, Controle e Regulatório HISTÓRICO DAS REVISÕES Rev. nº. Data Descrição 01 19/12/2012 Segregação do Manual

Leia mais

O Encontro de gestão integrada de resíduos Da Geração ao Descarte acontece em 2016 e tem por objetivo levantar questões a respeito de todo o

O Encontro de gestão integrada de resíduos Da Geração ao Descarte acontece em 2016 e tem por objetivo levantar questões a respeito de todo o APRESENTAÇÃO O PROJETO O Encontro de gestão integrada de resíduos Da Geração ao Descarte acontece em 2016 e tem por objetivo levantar questões a respeito de todo o desenvolvimento da cadeia logística do

Leia mais

Capítulo 5 Planejamento de pessoal e recrutamento

Capítulo 5 Planejamento de pessoal e recrutamento Capítulo 5 Planejamento de pessoal e recrutamento slide 1 Objetivos de aprendizagem 1. Listar as etapas do processo de recrutamento e seleção. 2. Explicar as principais técnicas utilizadas no planejamento

Leia mais

PROJETO START EXPORT/PAIIPME. Florianópolis, 28/11/2008

PROJETO START EXPORT/PAIIPME. Florianópolis, 28/11/2008 PROJETO START EXPORT/PAIIPME Florianópolis, 28/11/2008 Estrutura da Apresentação ü Histórico ü Fundamentos ü Público-alvo ü Descrição do produto ü Etapas de desenvolvimento na empresa ü Principais benefícios

Leia mais

Excelência na Gestão

Excelência na Gestão Mapa Estratégico 2012-2014 Visão Até 2014, ser referência no atendimento ao público, na fiscalização e na valorização das profissões tecnológicas, reconhecido pelos profissionais, empresas, instituições

Leia mais

Francisco Beltrão Inovações e Desafios. Centro de Inovação e Tecnologia de Francisco Beltrão - CITFBE

Francisco Beltrão Inovações e Desafios. Centro de Inovação e Tecnologia de Francisco Beltrão - CITFBE Francisco Beltrão Inovações e Desafios Centro de Inovação e Tecnologia de Francisco Beltrão - CITFBE Agosto de 2015 Política de Desenvolvimento Local Sistema Regional de Inovação Serviços Urbanos CITFBE

Leia mais

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM FACULDADE DO NORTE GOIANO OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM Objetivos do curso O Curso de Graduação em Enfermagem tem por objetivo formar bacharel em enfermagem (enfermeiro) capaz de influenciar na construção

Leia mais

NUPLAN Núcleo de Planejamento

NUPLAN Núcleo de Planejamento NUPLAN Núcleo de Planejamento PRINCIPAIS FUNÇÕES Planejamento Orçamentário Alocação dos recursos financeiros disponibilizados pela Diplan, em categorias de despesas e em setores/projetos do CPqLMD. Planejamento

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA ESPECIALIZADA

ASSESSORIA DE IMPRENSA ESPECIALIZADA Seja bem-vindo ASSESSORIA DE IMPRENSA ESPECIALIZADA 1 - Para que serve a assessoria de imprensa? Basicamente para fortalecer a imagem e divulgar o nome de empresas, associações, nomes, marcas, produtos,

Leia mais

PLATAFORMA DOS SERVIDORES (AS) MUNICIPAIS AOS CANDIDATOS (AS) A PREFEITO (A)

PLATAFORMA DOS SERVIDORES (AS) MUNICIPAIS AOS CANDIDATOS (AS) A PREFEITO (A) PLATAFORMA DOS SERVIDORES (AS) MUNICIPAIS AOS CANDIDATOS (AS) A PREFEITO (A) ELEIÇÕES 2016 POR UM MUNICÍPIO DECENTE E DEMOCRÁTICO APRESENTAÇÃO Este documento é fruto do acúmulo do trabalho realizado pelo

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014 APRESENTAÇÃO DO CEBC 201 QUEM SOMOS FUNDADO EM 200, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA,

Leia mais

Gestão de Custo x Faturamento e seus impactos na Distribuição de Insumos

Gestão de Custo x Faturamento e seus impactos na Distribuição de Insumos Gestão de Custo x Faturamento e seus impactos na Distribuição de Insumos Matheus Kfouri Marino matheus@unibusiness.org Uni.Business Estratégia Rua Girassol, 34, sala 32 05433-000, São Paulo-SP Tel.: (11)

Leia mais

Instituto Sindipeças de Educação Corporativa

Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Maio 2014 Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Missão Oferecer soluções educacionais para elevar a competitividade e a sustentabilidade do setor de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE DIRETORIA DE POLÍTICAS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE DIRETORIA DE POLÍTICAS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE DIRETORIA DE POLÍTICAS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS TERMO DE REFERÊNCIA (TOR) BRA/06/005 - OEI - A Educação Como

Leia mais

Referencial Teórico. Redes de cooperação produtivas:

Referencial Teórico. Redes de cooperação produtivas: Referencial Teórico Redes de cooperação produtivas: Formas de cooperação a partir de alianças estratégicas: Complexos industriais / organizações virtuais / parques tecnológicos / incubadoras de empresas

Leia mais

Saneamento e Infraestrutura

Saneamento e Infraestrutura Saneamento e Infraestrutura Desempenho 2014 Contratação SUSAN Desempenho 2014 Desembolso SUSAN Perspectivas 2015 Linhas de Financiamento: SANEAMENTO PARA TODOS Tipos de Financiamento Financiamento Corporativo

Leia mais

ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP (1/5) (Decreto nº de 12 de fevereiro de 2016)

ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP (1/5) (Decreto nº de 12 de fevereiro de 2016) ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SENASP (1/5) SECRETARIA NACIONAL DE ASSESSOR DAS 102.4 DAS 101.6 Conselho Nacional de Segurança Pública CHEFE DE GABINETE DE INTELIGÊNCIA ENFRENTAMENTO ÀS AÇÕES CRIMINOSAS

Leia mais

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob:

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: 1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: a) visa estabelecer diretrizes sistêmicas aplicáveis à execução do Planejamento Estratégico em vigência, no que se refere às ações de

Leia mais

SANTANDER INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO

SANTANDER INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO SANTANDER INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO DASHBOARD CICLO DE 3 ANOS DE AVALIAÇÃO NOSSA CAUSA Inclusão social e econômica da população brasileira. DIRETRIZES Fortalecer políticas públicas e não se perder em

Leia mais

CASE - MARKETING DE DESTINO PARA EVENTOS

CASE - MARKETING DE DESTINO PARA EVENTOS CASE - MARKETING DE DESTINO PARA EVENTOS Premissas Importantes Os eventos têm importância significativa na área do turismo, além de ser a atividade que mais crescem nesse segmento. Segundo Zanella (2003),

Leia mais

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

1 APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA Qualificação Prévia

1 APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA Qualificação Prévia EDITAL DE CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE MODELOS DE ESTRUTURAÇÃO FINANCEIRA QUE CONTEMPLEM SOLUÇÕES PARA O FINANCIAMENTO DE INVESTIMENTOS NOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DE SÃO PAULO EM INFRA-ESTRUTURA LOCAL OU

Leia mais

Equipe. Diretoria de Comunicação e Relacionamento Diretora: Marcela Conceição. Diretoria de Tecnologia da Informação Diretor: Victor Marcelino

Equipe. Diretoria de Comunicação e Relacionamento Diretora: Marcela Conceição. Diretoria de Tecnologia da Informação Diretor: Victor Marcelino Equipe Diretoria de Comunicação e Relacionamento Diretora: Marcela Conceição Diretoria de Tecnologia da Informação Diretor: Victor Marcelino Diretoria Administrativo e Financeira Diretor: Vitor Bahia Apresentação

Leia mais

Política de Recrutamento e Seleção

Política de Recrutamento e Seleção POLÍTICA DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Arquivo: Política de Recrutamento e Seleção_v1 Pg. 1/6 SUMÁRIO PÁGINA 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. OBJETIVOS... 3 3. PREMISSAS... 3 4. FORMAS DE RECRUTAMENTO... 3 5. ETAPAS

Leia mais

A P R E S E N T A Ç Ã O MARÇO 09

A P R E S E N T A Ç Ã O MARÇO 09 A P R E S E N T A Ç Ã O MARÇO 09 Sumário : 1 Entidade Reguladora do Sector Eléctrico em Angola 2 Missão do IRSE 3 Reflexos da Entidade Reguladora no Sector 4 Desafios do Regulador 5 Indicadores 6 Legislação

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS PORTUGAL 2020

SISTEMAS DE INCENTIVOS PORTUGAL 2020 SISTEMAS DE INCENTIVOS PORTUGAL 2020 Qualificação PME Esta candidatura consiste num plano de apoio financeiro a projetos que visam ações de qualificação de PME em domínios imateriais com o objetivo de

Leia mais

Sustentabilidade nos negócios. Fernando Carvalho Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle

Sustentabilidade nos negócios. Fernando Carvalho Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle Sustentabilidade nos negócios Fernando Carvalho Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle Sustentabilidade nos Negócios Agenda Um pouco do do Bradesco Sustentabilidade e o Bradesco Planejamento

Leia mais

CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil. Apresentação Institucional 2015

CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil. Apresentação Institucional 2015 CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil Apresentação Institucional 2015 Uma questão de Saúde Pública 830 mil crianças morrem vítimas de acidentes, anualmente, em todo o mundo*. Mais de 90% destas mortes acontece

Leia mais

MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO

MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO 1 Informações sobre os sócios, pois são responsáveis pela proposta do negócio. Caso ocorra necessidade, inserir mais campos, linhas ou colunas. Sócio 1 - Nome: Sócio 2 - Nome:

Leia mais

gente bonita de verdade qualidadedevida é cuidar-se por inteiro

gente bonita de verdade qualidadedevida é cuidar-se por inteiro gente bonita de verdade na comunidade qualidadedevida é cuidar-se por inteiro r a z ã o d e s e r nossa Razão de Ser é criar e comercializar produtos e serviços que promovam o bem- estar/ estar bem bem-estar

Leia mais

Orçamento e financiamento da política integrada para infância e adolescência

Orçamento e financiamento da política integrada para infância e adolescência Orçamento e financiamento da política integrada para infância e adolescência Brasília, agosto de 2010. INESC Trajetória Fundado em 1979 a história do INESC se confunde com a história da democratização

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. CESPE Prof. Marcelo Camacho

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. CESPE Prof. Marcelo Camacho ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CESPE Prof. Marcelo Camacho PROGRAMAÇÃO DAS AULAS TRE-PE ANALISTA JUDICIARIO AREA ADMINISTRATIVA AULA 1 1 As reformas administrativas e a redefinição do papel do Estado. 1.1 Reforma

Leia mais

CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL. Jôer Corrêa Batista

CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL. Jôer Corrêa Batista CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL Jôer Corrêa Batista Considerações Preliminares. Filantropia Assistência Ação Social Transformação Social Tendências O amadorismo no Terceiro Setor vem

Leia mais

Apoios à Inovação e Internacionalização das Empresas Franquelim Alves

Apoios à Inovação e Internacionalização das Empresas Franquelim Alves Apoios à Inovação e Internacionalização das Empresas Franquelim Alves Gestor do COMPETE Braga, 17 de Fevereiro de 2012 QREN 2007-2013 Agendas Prioritárias Competitividade Potencial Humano Valorização do

Leia mais

Sustentabilidade como alavanca de valor. Campinas, 7 novembro de 2013

Sustentabilidade como alavanca de valor. Campinas, 7 novembro de 2013 Sustentabilidade como alavanca de valor Campinas, 7 novembro de 2013 Visão Energia é essencial ao bem-estar das pessoas e ao desenvolvimento da sociedade. Nós acreditamos que produzir e utilizar energia

Leia mais

As PME s em Moçambique

As PME s em Moçambique MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO Seminário Económico Moçambique Portugal As em Moçambique Por Claire Zimba Existimos para Auditório da Culturgest, 10:40Hrs 11:00Hrs, 17 de Julho de 2015, Lisboa - Portugal

Leia mais

PORTUGAL AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

PORTUGAL AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA VI REUNIÃO DE PONTOS FOCAIS DA GOVERNAÇÃO ELETRÓNICA DA CPLP PORTUGAL AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA DEZEMBRO 2016 AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA 1 2 A AMA ATENDIMENTO SIMPLIFICAÇÃO

Leia mais

BALANÇO E DESAFIOS DA GESTÃO

BALANÇO E DESAFIOS DA GESTÃO A EXPERIÊNCIA DA MACROPLAN OS CICLOS ELEITORAIS E AS DESCONTINUIDADES NA GESTÃO Apesar da evolução na gestão pública os ciclos eleitorais ainda são marcados por grandes descontinuidades. Governos que se

Leia mais

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI N o 2.189, DE 2007 Estabelece normas para a utilização de marca publicitária pelo Governo Federal e para seus investimentos em

Leia mais

A Política de Assistência Social Um novo desenho.

A Política de Assistência Social Um novo desenho. A Política de Assistência Social Um novo desenho. Profª. Eline Alcoforado Maranhão Sá Profª. Maria Aparecida Guimarães Skorupski Profª Regina Coeli Climaco Matos A Assistência Social como política de proteção

Leia mais

. ANEXO II a) QUADRO DEMONSTRATIVO DOS CARGOS EM COMISSÃO E DAS FUNÇÕES GRATIFICA- DAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

. ANEXO II a) QUADRO DEMONSTRATIVO DOS CARGOS EM COMISSÃO E DAS FUNÇÕES GRATIFICA- DAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE . ANEXO II a) QUADRO DEMONSTRATIVO DOS CARGOS EM COMISSÃO E DAS FUNÇÕES GRATIFICA- DAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE UNIDADE CARGO/ DENOMINAÇÃO NE/ FUNÇÃO CARGO/FUNÇÃO DAS N o FG 5 Assessor Especial 102.5 1 Assessor

Leia mais

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 1 PETROBRAS Fundada em 1953, a partir de uma campanha popular O petróleo é nosso. Empresa integrada de energia Sociedade anônima de capital aberto

Leia mais

A Grow RH. êxito, qualidade e agilidade, garantindo a

A Grow RH. êxito, qualidade e agilidade, garantindo a A Grow RH Oriunda de um dos maiores grupos de RH do Brasil, a Grow RH atua há 13 anos na área de consultoria em Recursos Humanos. Temos como clientes empresas e profissionais de diversos segmentos e portes,

Leia mais

Política de Recrutamento e Seleção. Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa.

Política de Recrutamento e Seleção. Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa. Política de Recrutamento e Seleção 1. OBJETIVO: Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa. 2. ABRANGÊNCIA: Abrange todas as contratações de profissionais da empresa.

Leia mais

Instituto Sindipeças de Educação Corporativa

Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Instituto Sindipeças de Educação Corporativa 2016 Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Missão Oferecer soluções educacionais para elevar a competitividade e a sustentabilidade do setor de autopeças.

Leia mais

Inovação como prioridade estratégica do BNDES

Inovação como prioridade estratégica do BNDES Inovação como prioridade estratégica do BNDES Helena Tenorio Veiga de Almeida APIMECRIO 20/04/2012 Histórico do apoio à inovação no BNDES 2 Histórico do apoio à inovação no BNDES 1950 Infraestrutura Econômica

Leia mais

LEI Nº , DE 5 DE MARÇO DE 2012.

LEI Nº , DE 5 DE MARÇO DE 2012. LEI Nº 11.226, DE 5 DE MARÇO DE 2012. Institui o Plano Municipal do Livro e da Leitura (PMLL) no Município de Porto Alegre, cria o Conselho Municipal do Livro e da Leitura (CMLL) e dá outras providências.

Leia mais

Santa Casa da Misericórdia de Pombal

Santa Casa da Misericórdia de Pombal Manual de Políticas Santa Casa da Misericórdia de Pombal Índice 1. Política da Qualidade 2. Politica de Apoio Social 3. Politica de Recursos Humanos 4. Politica de Ética 5. Politica de Envolvimento Ativo

Leia mais

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV)

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Brasileira, solteira, 39 anos E-mail: lizaneferreira@hotmail.com LIZANE SOARES FERREIRA Formação: MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Especialista em Comércio Exterior com Ênfase

Leia mais

Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI

Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI 2ª REUNIÃO DO COMITÊ DE LÍDERES DA MEI DE 2016 Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI Gilberto Peralta GE 13 de maio de 2016 MARCO INSTITUCIONAL Emenda Constitucional nº 85 Inserção da inovação

Leia mais

Ferramentas de Marketing

Ferramentas de Marketing Pesquisa de Mercado, Treinamento de Vendas, Consultoria em Marketing SMGShare Marketing Group Ferramentas de Marketing O SMG presta consultoria para a adoção de Ferramentas de Marketing, auxiliando na

Leia mais

AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015

AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015 AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015 1.1 Organização Institucional Q1 Cumprimento da missão das

Leia mais

proposta de serviços

proposta de serviços proposta de serviços comunicação marketing político mídia digital www.empirecomunicacao.com.br Apresentação A EMPIRE COMUNICAÇÃO nasceu da junção de parceiros, atuando no mercado de forma socialmente responsável,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR)

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA CODT 03 (AM) Uma Vaga TERMO DE REFERÊNCIA (TR) Prestação de serviço técnico especializado, modalidade de consultoria

Leia mais

Tendências em Sistemas de Informação

Tendências em Sistemas de Informação Prof. Glauco Ruiz Tendências em Sistemas de Informação Os papéis atribuídos à função dos SI têm sido significativamente ampliados no curso dos anos. De 1950 a 1960 Processamento de Dados Sistemas de processamento

Leia mais

SOBRE. A mesma é administrada pelo Grupo VSC, uma Empresa de Gestão Empresarial e Treinamento de Alta Performance.

SOBRE. A mesma é administrada pelo Grupo VSC, uma Empresa de Gestão Empresarial e Treinamento de Alta Performance. SOBRE A Parceria Positiva é uma Rede de Network Business Colaborativa, que ajuda empreendedores de pequeno, médio e grande porte com treinamentos, palestras e encontros, com o intuito de concedê-los a

Leia mais

O que o Sebrae pode fazer pelo seu negócio: desenvolvimento sustentável das MPE e fomentar o empreendedorismo.

O que o Sebrae pode fazer pelo seu negócio: desenvolvimento sustentável das MPE e fomentar o empreendedorismo. O que o Sebrae pode fazer pelo seu negócio: Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável das MPE e fomentar o empreendedorismo. Palestra: Oportunidade de Negócios para as MPE nas Compras

Leia mais

GOVERNANÇA PÚBLICA: O DESAFIO DO BRASIL. O papel do TCU DIÁLOGO PÚBLICO CEARÁ 17 DE MARÇO DE 2014

GOVERNANÇA PÚBLICA: O DESAFIO DO BRASIL. O papel do TCU DIÁLOGO PÚBLICO CEARÁ 17 DE MARÇO DE 2014 GOVERNANÇA PÚBLICA: O DESAFIO DO BRASIL O papel do TCU DIÁLOGO PÚBLICO CEARÁ 17 DE MARÇO DE 2014 Ministro João Augusto Ribeiro Nardes Presidente do TCU SUMÁRIO O Estado e os desafios do Brasil Governança

Leia mais

PROPOSITURA PARA PRESIDENTE DA ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE DO MINHO

PROPOSITURA PARA PRESIDENTE DA ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE DO MINHO PROPOSITURA PARA PRESIDENTE DA ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE DO MINHO PARA UMA ESCOLA COMUNICATIVA OU DIALÓGICA 2016-2019 Ana Paula Macedo Este e o momento da expressa o de todos. Transformar

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo Central Alentejo Litoral Baixo Alentejo Planeamento Estratégico Regional

Leia mais

GESTÃO EM SAÚDE. Teorias da Administração. Renata Loretti Ribeiro - Enfermeira

GESTÃO EM SAÚDE. Teorias da Administração. Renata Loretti Ribeiro - Enfermeira 1 GESTÃO EM SAÚDE Teorias da Administração - 2 DEFINIÇÕES GESTÃO - engloba pessoas, processos e planejamento. ADMINISTRAÇÃO - finanças, contabilidade e mercado. 3 DEFINIÇÕES O conceito de administração

Leia mais

O GT de Conflitos Fundiários Urbanos do Conselho das Cidades apresenta para uma primeira discussão pública a seguinte proposta:

O GT de Conflitos Fundiários Urbanos do Conselho das Cidades apresenta para uma primeira discussão pública a seguinte proposta: DOCUMENTO DE REFERÊNCIA DA POLÍTICA NACIONAL DE PREVENÇÃO E MEDIAÇÃO DE CONFLITOS FUNDIÁRIOS URBANOS Esta proposta preliminar é resultado de um esforço coletivo do Grupo de Trabalho de Conflitos Fundiários

Leia mais

Programas de Capacitação no Estaleiro Atlântico Sul. Fazendo o futuro acontecer, a toda velocidade!

Programas de Capacitação no Estaleiro Atlântico Sul. Fazendo o futuro acontecer, a toda velocidade! Programas de Capacitação no Estaleiro Atlântico Sul Fazendo o futuro acontecer, a toda velocidade! DESAFIOS DA RETOMADA DA INDÚSTRIA NAVAL BRASILEIRA Alavancar os índices de produtividade assegurando a

Leia mais

Agenda Internacional da Indústria. 22 de setembro de 2016

Agenda Internacional da Indústria. 22 de setembro de 2016 Agenda Internacional da Indústria 22 de setembro de 2016 Apresentação 1. Panorama do Comércio Exterior Brasileiro 2. CNI 3. Área Internacional da CNI 4. Agenda Internacional da Indústria 5. Pesquisa Desafios

Leia mais

COMPRAS GOVERNAMENTAIS: ANÁLISE DE ASPECTOS DA DEMANDA PÚBLICA POR EQUIPAMENTOS DE TELECOMUNICAÇÕES

COMPRAS GOVERNAMENTAIS: ANÁLISE DE ASPECTOS DA DEMANDA PÚBLICA POR EQUIPAMENTOS DE TELECOMUNICAÇÕES COMPRAS GOVERNAMENTAIS: ANÁLISE DE ASPECTOS DA DEMANDA PÚBLICA POR EQUIPAMENTOS DE TELECOMUNICAÇÕES Rodrigo Abdalla Filgueiras de Sousa João Maria de Oliveira Brasília, 28 de outubro de 2010. Objetivos,

Leia mais

Ativos Intangíveis. Qualidade

Ativos Intangíveis. Qualidade Qualidade Todos os anos são crescentes os índices de qualidade e confiabilidade das usinas do sistema. Os resultados de 2005 comprovam isso: o índice de disponibilidade da unidade geradora (DUG) subiu

Leia mais

Gerência de Políticas Públicas

Gerência de Políticas Públicas Gerência de Políticas Públicas Principais projetos para 2015 Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados 0800 570 0800 / www.sebrae-rs.com.br AMBIENTE DE NEGÓCIOS DESFAVORÁVEL Concorrência

Leia mais

ENCADEAMENTO PRODUTIVO. Luiz Barretto - Presidente

ENCADEAMENTO PRODUTIVO. Luiz Barretto - Presidente ENCADEAMENTO PRODUTIVO Luiz Barretto - Presidente MISSÃO DO SEBRAE Promover a competividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

Danilo Tiisel CAPTAÇÃO (MOBILIZAÇÃO) DE RECURSOS E SUSTENTABILIDADE

Danilo Tiisel CAPTAÇÃO (MOBILIZAÇÃO) DE RECURSOS E SUSTENTABILIDADE Danilo Tiisel CAPTAÇÃO (MOBILIZAÇÃO) DE RECURSOS E SUSTENTABILIDADE CONTEXTO: O TERCEIRO SETOR Terceiro Setor O Terceiro Setor é um tipo de Frankenstein : grande, heterogêneo, construído de pedaços, desajeitado,

Leia mais

Proposta de Gestão. Candidatura ao cargo de Diretor-Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Proposta de Gestão. Candidatura ao cargo de Diretor-Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Proposta de Gestão Candidatura ao cargo de Diretor-Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Campus Barretos (2017 a 2021) VITOR EDSON MARQUES JÚNIOR Barretos, 17 de agosto

Leia mais

Programação Workshop. de Ativismo Cívico

Programação Workshop. de Ativismo Cívico Programação Workshop de Ativismo Cívico Data: 13 de agosto (sábado) Abertura: Boas-vindas ao Workshop Horário: 8h30 às 09h Palestrante: Equipe RAPS Palestra I: Democracia Conectada - Conceito e Contextualização

Leia mais

Os Campeões de Recursos Humanos: que imagem queremos de RH? Maio 2008

Os Campeões de Recursos Humanos: que imagem queremos de RH? Maio 2008 Os Campeões de Recursos Humanos: que imagem queremos de RH? Maio 2008 Dave Ulrich Os profissionais de RH insistem que seus desafios são treinar a liderança e atrair pessoas. E eu insisto que seus maiores

Leia mais

ROADMAP INTERNACIONALIZAÇÃO

ROADMAP INTERNACIONALIZAÇÃO ROADMAP INTERNACIONALIZAÇÃO Castelo Branco 19 de Fevereiro de 2015 DO S AND DONT S DA INTERNACIONALIZAÇÃO DONT S Aventureiro Internacionalização para salvar a minha empresa Follow up 1 mês depois Mercados

Leia mais

Pesquisa de Clima Organizacional

Pesquisa de Clima Organizacional Pesquisa de Clima Organizacional As pessoas representam alto investimento para as organizações. É evidente que o sucesso de um empreendimento não depende somente da competência dos gestores em reconhecer

Leia mais

CONTA VINCULADA CONTEXTO, IMPLANTAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO, CÁLCULOS E CONTROLES (COM EXEMPLOS E EXERCÍCIOS) Destaques deste Treinamento

CONTA VINCULADA CONTEXTO, IMPLANTAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO, CÁLCULOS E CONTROLES (COM EXEMPLOS E EXERCÍCIOS) Destaques deste Treinamento CONTA VINCULADA CONTEXTO, IMPLANTAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO, CÁLCULOS E CONTROLES (COM EXEMPLOS E EXERCÍCIOS) SOB A PERSPECTIVA DA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/08-SLTI/MPOG e alterações posteriores 25 e 26 de Abril

Leia mais

Qualificação de Fornecedores na Sabesp

Qualificação de Fornecedores na Sabesp Qualificação de Fornecedores na Sabesp Objetivo Mostrar ao mercado nacional e internacional, o interesse da Sabesp em fomentar a participação do maior número possível de fornecedores de materiais e equipamentos

Leia mais

Wanessa Dose Bittar Formação Cursos Extras Experiências

Wanessa Dose Bittar Formação Cursos Extras Experiências Wanessa Dose Bittar Formação -Especializada em Engenharia de Produção ( UFJF) -Graduada em Educação Artística ( UFJF) -Técnica em Design ( CTU) Cursos Extras -Educação Empreendedora pelo Endeavor Brasil

Leia mais

Módulo 5 Fortalecimento de Vínculos Comerciais. Criação de vínculos comerciais verticais e horizontais. cadeia e estratégia.

Módulo 5 Fortalecimento de Vínculos Comerciais. Criação de vínculos comerciais verticais e horizontais. cadeia e estratégia. Módulo 5 Fortalecimento de Vínculos Comerciais Criação de vínculos comerciais verticais e horizontais Módulos Delimitação do projeto Análise da cadeia e estratégia Implementação Monitoria 0 Decisão sobre

Leia mais

Política de Comunicação do IFRS: conceito, metodologia e participação. Wilson da Costa Bueno Bento Gonçalves/RS 05/03/2015

Política de Comunicação do IFRS: conceito, metodologia e participação. Wilson da Costa Bueno Bento Gonçalves/RS 05/03/2015 Política de Comunicação do IFRS: conceito, metodologia e participação Wilson da Costa Bueno Bento Gonçalves/RS 05/03/2015 Conceito Política de Comunicação é o conjunto sistematizado de princípios, valores,

Leia mais

PROPOSTA NOSSA. Treinamentos em Primeiros Socorros para ambiente escolar no Rio de Janeiro. Fale Conosco: contato@reanime-rio.com

PROPOSTA NOSSA. Treinamentos em Primeiros Socorros para ambiente escolar no Rio de Janeiro. Fale Conosco: contato@reanime-rio.com Treinamentos em Primeiros Socorros para ambiente escolar no Rio de Janeiro. Fale Conosco: contato@reanime-rio.com NOSSA PROPOSTA Para mais informações como tipos de cursos, carga horária, investimento,

Leia mais

Diferenciais. Flexibilidade Prazos Curtos Design Moderno Ideias Ousadas Compromisso com o Cliente Agilidade Serviço de Qualidade

Diferenciais. Flexibilidade Prazos Curtos Design Moderno Ideias Ousadas Compromisso com o Cliente Agilidade Serviço de Qualidade quem somos A Mountains Visual Studio é um estúdio criativo apaixonado por comunicação visual e mídias sociais. Somos loucos por montanha e daí vem nosso nome. Nada melhor do que a natureza para gerar criatividade.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. DE O CONGRESSO NACIONAL decreta,

PROJETO DE LEI Nº. DE O CONGRESSO NACIONAL decreta, CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI Nº. DE 2015. (Do Senhor Luiz Lauro Filho) Cria a Política Nacional de Combate à Dengue, a Chikungunya e à febre Zika O CONGRESSO NACIONAL decreta, Art. 1º - A Política

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO DE BACABEIRA-MA - Plano de Trabalho - PLANO DE TRABALHO. Bacabeira-MA

PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO DE BACABEIRA-MA - Plano de Trabalho - PLANO DE TRABALHO. Bacabeira-MA PLANO DE TRABALHO Bacabeira-MA 2015 1. INTRODUÇÃO O presente Plano de Trabalho refere-se ao contrato firmado entre a Prefeitura Municipal de Bacabeira e a empresa de consultoria especializada de razão

Leia mais

MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO

MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO 1 Informações sobre os sócios, pois são responsáveis pela proposta do negócio. Caso ocorra necessidade, inserir mais campos, linhas ou colunas. Sócio 1 - Nome: RG: Órgão Emissor:

Leia mais

III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasilia, 7 a 9 de abril de 2015.

III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasilia, 7 a 9 de abril de 2015. III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasilia, 7 a 9 de abril de 2015. Apoio Específico aos Municípios Linha de Financiamento para Modernização

Leia mais

Santa Casa Fundada. Inaugurada em 1826

Santa Casa Fundada. Inaugurada em 1826 Santa Casa Fundada em 1803 Inaugurada em 1826 PERFIL Organização Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre Instituição de direito privado, filantrópica, de ensino e assistência social, reconhecida

Leia mais

Eficiência e Sustentabilidade

Eficiência e Sustentabilidade Eficiência e Sustentabilidade P r i n c i p a i s r e s u l t a d o s d a p e s q u i s a J u n h o / 2 0 1 6 w w w. o i 3 e. o r g. b r E f i c i ê n c i a e S u s t e n t a b i l i d a d e Objetivos

Leia mais

BALANÇO DA POLÍTICA HABITACIONAL URBANA PMCMV - ENTIDADES FUNDO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL - FDS

BALANÇO DA POLÍTICA HABITACIONAL URBANA PMCMV - ENTIDADES FUNDO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL - FDS BALANÇO DA POLÍTICA HABITACIONAL URBANA PMCMV - ENTIDADES 2009-2014 FUNDO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL - FDS MINHA CASA, MINHA VIDA - ENTIDADES PMCMV ENTIDADES/ FDS Produção e aquisição de unidades habitacionais

Leia mais

Objetivos. Representação dos municípios brasileiros, sobretudo pequenos e médios. Aprimoramento do pacto federativo

Objetivos. Representação dos municípios brasileiros, sobretudo pequenos e médios. Aprimoramento do pacto federativo 69 anos de história Fundada em 15 de março de 1946, no Rio de Janeiro Entidade Municipalista mais antiga do Brasil e da América Latina Atua em um regime de íntima cooperação com as municipalidades, instituições

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional APRESENTAÇÃO A Electra Comercializadora de Energia Ltda. é autorizada da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para comercialização de energia, pela Resolução n 487, de

Leia mais

TEMA ESTRATÉGICO 3: Garantir apoio técnico necessário ao funcionamento pleno das atividades, tanto de graduação quanto de pesquisa.

TEMA ESTRATÉGICO 3: Garantir apoio técnico necessário ao funcionamento pleno das atividades, tanto de graduação quanto de pesquisa. CTC - CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS MISSÃO DA UNIDADE: O Centro de Tecnologia e Ciências tem seu objetivo maior consubstanciado nos objetivos gerais de Ensino, Pesquisa e Extensão. No que tange ao objetivo

Leia mais