. ANEXO II a) QUADRO DEMONSTRATIVO DOS CARGOS EM COMISSÃO E DAS FUNÇÕES GRATIFICA- DAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ". ANEXO II a) QUADRO DEMONSTRATIVO DOS CARGOS EM COMISSÃO E DAS FUNÇÕES GRATIFICA- DAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE"

Transcrição

1 . ANEXO II a) QUADRO DEMONSTRATIVO DOS CARGOS EM COMISSÃO E DAS FUNÇÕES GRATIFICA- DAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE UNIDADE CARGO/ DENOMINAÇÃO NE/ FUNÇÃO CARGO/FUNÇÃO DAS N o FG 5 Assessor Especial Assessor Especial de Controle Interno 5 Assessor GABINETE 1 Chefe de Gabinete 101.5

2 Coordenação-Geral do Gabinete do Ministro 2 15 Assistente II FG-2 18 Assistente III FG-3 Assessoria de Assuntos Internacionais de Saúde 1 Chefe de Assessoria Assessoria de Comunicação Social 1 Chefe de Assessoria Assessoria Parlamentar 1 Chefe de Assessoria Assessoria de Relações Públicas e Cerimonial 1 Chefe de Assessoria S E C R E TA R I A - E X E C U T I VA 1 Secretário-Executivo NE 4 Assessor Assessor Técnico Assistente Técnico Assistente II FG-2 4 Assistente Técnico Assistente II FG-2 5 Assistente III FG-3 Coordenação-Geral de Inovação Gerencial 10 Assistente Técnico SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS A D M I N I S T R AT I V O S 1 Subsecretário Assistente Técnico Assistente II FG-2 Coordenação-Geral de Documentação e Informação Serviço 10 Chefe Centro de Microfilmagem e Digitalização 1 Chefe de Centro Assistente I FG-1 7 Assistente II FG-2 4 Assistente III FG-3 Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas 2 Coordenação 7 Coordenador Divisão 8 Chefe Serviço 10 Chefe Seção 1 Chefe FG-1 2 Coordenação-Geral de Serviços Gerais 9 Assistente I FG-1 Coordenação-Geral de Material e Patrimônio SUBSECRETARIA DE PLANEJA- MENTO E ORÇAMENTO 1 Subsecretário Subsecretário Adjunto Assistente Técnico Assistente III FG-3 5 Assessor Técnico Assistente Coordenação-Geral d e Finanças 10 Assistente Técnico DEPARTAMENTO DE INFORMÁ- TICA DO SUS - DATASUS Coordenação-Geral de Análise e Manutenção 4 Assistente Assistente I FG-1 Coordenação-Geral de Gestão de Projetos Coordenação-Geral de Infra-Estrutura Coordenação-Geral de Disseminação de Informações em Saúde DIRETORIA-EXECUTIVA DO 1 Diretor-Executivo FUNDO NACIONAL DE SAÚDE Coordenação-Geral de Contratos e Convênios Coordenador 2 Coordenador Coordenação-Geral de Execução Orçamentária, Financeira e Contábil Coordenação 3 Coordenador Divisão 6 Chefe Serviço 8 Chefe Assistente II FG-2 e Prestação de Contas de Contratos e Convênios DEPARTAMENTO DE APOIO À GESTÃO DESCENTRALIZADA

3 e Monitoramento da Gestão Descentralizada Coordenação-Geral de Cooperação Técnica com Estados e Municípios Coordenação-Geral do Desenvolvimento de Políticas de Descentralização DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA 9 Assistente I FG-1 3 Assistente II FG-2 Coordenação-Geral de Gestão e Planejamento Logístico em Saúde Coordenação-Geral de Análise das Contratações de Insumos Estratégicos para Saúde Coordenação-Geral de Licitações e Contratos de Insumos Estratégicos para Saúde Coordenação-Geral de Armazenagem e Distribuição Central de Armazenagem e Distribuição de Insumos Estratégicos 1 Chefe de Central DEPARTAMENTO DE ECONOMIA DA SAÚDE E DESENVOLVIMEN- TO Coordenação-Geral de Programas e Projetos em Economia da Saúde Coordenação-Geral de Custos e Investimentos em Saúde NÚCLEOS ESTADUAIS Divisão 34 Chefe Serviço 68 Chefe Assistente I FG-1 CONSULTORIA JURÍDICA 1 Consultor Jurídico Coordenação-Geral de Assuntos Jurídicos Jurídico SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE 2 Gerente de Projeto Assistente DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA Coordenação-Geral de Gestão da Atenção Básica Coordenação-Geral de Saúde Bucal e Avaliação da Atenção Básica Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO ESPECIALIZADA Coordenação-Geral de Sangue e Hemoderivados Coordenação-Geral de Urgência e E m e rg ê n c i a Coordenação-Geral de Média e Alta Complexidade Coordenação-Geral do Sistema Nacional de Transplantes Coordenação-Geral de Atenção Hospitalar DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGI- CAS 5 Gerente de Projeto Assessor Técnico DEPARTAMENTO DE REGULA- ÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE DE SISTEMAS Coordenação-Geral dos Sistemas de Informação

4 Coordenação-Geral de Controle de Serviços e Sistemas Coordenação-Geral de Regulação e Av a l i a ç ã o Coordenação-Geral de Suporte Operacional dos Sistemas e Programação das Ações de Saúde DEPARTAMENTO DE GESTÃO HOSPITALAR NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 7 Assistente Técnico Assistente Técnico Coordenação-Geral de Administração Coordenação-Geral de Assistência Hospital Federal de Ipanema 1 Diretor de Hospital Assistente I FG-1 Hospital Federal da Lagoa 1 Diretor de Hospital Assistente I FG-1 Hospital Federal do Andaraí 1 Diretor de Hospital Assistente I FG-1 Hospital Federal Cardoso Fontes 1 Diretor de Hospital Assistente I FG-1 Hospital Federal dos Servidores do 1 Diretor de Hospital Estado Hospital Federal de Bonsucesso 1 Diretor de Hospital DEPARTAMENTO DE CERTIFI- CAÇÃO DE ENTIDADES BENE- FICENTES DE ASSISTÊNCIA SO- CIAL Coordenação-Geral de Análise e Gestão de Processos e Sistemas Coordenação-Geral de Certificação INSTITUTO NACIONAL DE CÂN- 1 Diretor-Geral CER Gabinete 1 Chefe de Gabinete Coordenação 6 Coordenador Hospital 3 Diretor de Hospital Centro 2 Chefe de Centro Divisão 36 Chefe Serviço 38 Chefe Seção 44 Chefe FG-1 INSTITUTO NACIONAL DE CAR- 1 Diretor de Instituto DIOLOGIA INSTITUTO NACIONAL DE 1 Diretor de Instituto TRAUMATOLOGIA E ORTOPE- DIA SECRETARIA DE GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE 1 DEPARTAMENTO DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE Coordenação-Geral de Ações Estratégicas em Educação na Saúde Coordenação-Geral de Ações Técnicas em Educação na Saúde DEPARTAMENTO DE GESTÃO E DA REGULAÇÃO DO TRABA- LHO Coordenação-Geral da Gestão do Trabalho em Saúde Coordenação-Geral da Regulação e Negociação do Trabalho em Saúde SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INSUMOS ES- T R AT É G I C O S 6 Assistente I FG-1 DEPARTAMENTO DE ASSISTÊN- CIA FARMACÊUTICA E INSU- MOS ESTRATÉGICOS Coordenação-Geral de Assistência Farmacêutica Básica Coordenação-Geral de Assistência Farmacêutica e Medicamentos Estratégicos Coordenação-Geral do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA Coordenação-Geral de Gestão do Conhecimento em Ciência e Tecnologia Coordenação-Geral Fomento e Avaliação de Tecnologias em Saúde DEPARTAMENTO DO COMPLE- XO INDUSTRIAL E INOVAÇÃO Coordenação-Geral de Equipamentos e Materiais de uso em Saúde Coordenação-Geral de Assuntos Regulatórios Coordenação-Geral de Base Química e Biotecnológica SECRETARIA DE GESTÃO ES- TRATÉGICA E PARTICIPATIVA

5 DEPARTAMENTO DE APOIO À GESTÃO PARTICIPATIVA Coordenação-Geral de Apoio à Educação Popular e à Mobilização Social Coordenação-Geral de Apoio à Gestão Participativa e ao Controle Social DEPARTAMENTO DE MONITO- RAMENTO E AVALIAÇÃO DA GESTÃO DO SUS Coordenação-Geral do Sistema de Monitoramento e Avaliação Coordenação-Geral de Informação Estratégica para a Gestão DEPARTAMENTO DE OUVIDO- RIA-GERAL DO SUS Coordenação-Geral de Pesquisa e Processamento de Demandas Coordenação-Geral do Sistema Nacional de Ouvidoria 1 Coordenação-Geral DEPARTAMENTO NACIONAL DE AUDITORIA DO SUS 6 Assistente I FG-1 Coordenação-Geral de Auditoria Coordenação 3 Coordenador Coordenação-Geral de Desenvolvimento, Normatização e Cooperação Técnica Coordenação-Geral de Infraestrutura e Logística SECRETARIA DE VIGILÂNCIA 8 Assistente Técnico CIA EPIDEMIOLÓGICA Coordenação-Geral de Doenças Tr a n s m i s s í v e i s de Controle da Tuberculose de Imunizações da Hanseníase de Controle da Dengue de Controle da Malária DEPARTAMENTO DE ANÁLISE DE SITUAÇÃO DE SAÚDE Coordenação-Geral de Informações e Análise Epidemiológica Coordenação-Geral de Vigilância de Agravos e Doenças não Transmissíveis DEPARTAMENTO DE APOIO À GESTÃO DA VIGILÂNCIA EM SAÚDE Coordenação-Geral de Laboratórios de Saúde Pública Coordenação-Geral de Desenvolvimento da Epidemiologia em Servi- ços CIA, PREVENÇÃO E CONTROLE DAS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS, SÍNDROME DA IMUNODEFICIÊNCIA AD- QUIRIDA E HEPATITES VIRAIS Coordenação-Geral de Ações Estratégicas em DST/AIDS Coordenação-Geral de Vigilância e Prevenção de DST e AIDS CIA AMBIENTAL E SAÚDE DO TRABALHADOR Coordenação-Geral de Vigilância em Saúde Ambiental Coordenação-Geral de Saúde do Tr a b a l h a d o r INSTITUTO EVANDRO CHAGAS 1 Diretor de Instituto Seção 9 Chefe FG-1 Setor 6 Chefe FG-2 Centro Nacional de Primatas 1 Diretor de Centro Seção 2 Chefe FG-1 SECRETARIA ESPECIAL DE SAÚDE INDÍGENA 2 Gerente de Projeto

DENOMINAÇÃO CARGO/FUNÇÃO

DENOMINAÇÃO CARGO/FUNÇÃO UNIDADE CARGO/ FUNÇÃO/ N o DENOMINAÇÃO CARGO/FUNÇÃO NE/ DAS/ FG 5 Assessor Especial 102.5 1 Assessor Especial de Controle Interno 102.5 1 Diretor de Programa 101.5 5 Assessor 102.4 GABINETE 1 Chefe 101.5

Leia mais

DIRETORIA DE PESQUISAS SO- 1 Diretor 101.5

DIRETORIA DE PESQUISAS SO- 1 Diretor 101.5 1 ANEXO I REMANEJAMENTO DE CARGOS CÓDIGO DA FUNDAJ p/ a SEGES DA SEGES p/o MEC DA SEGES p/o FNDE DAS- (a) (b) (c) UNITÁRIO QTDE VA L O R QTDE VA L O R QTDE VA L O R TO TA L TO TA L TO TA L DAS 101.4 3,23

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO E RELAÇÕES POLÍTICO-SOCIAIS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO E RELAÇÕES POLÍTICO-SOCIAIS Alterado pelo DC 1.256, de 06/06/2016 DECRETO Nº 1.254, DE 2 DE JUNHO DE 2016. Dispõe sobre a estrutura organizacional e a denominação, simbologia e quantitativo dos cargos de provimento em comissão e

Leia mais

Estrutura Organizacional da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

Estrutura Organizacional da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo Estrutura Organizacional da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo Estrutura Básica - SEE GABINETE DO SECRETÁRIO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO - CEE FUNDAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO -

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ORÇAMENTO

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ORÇAMENTO PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ORÇAMENTO ORÇAMENTO O orçamento é uma ferramenta de planejamento (aprovado por lei) contendo a previsão de receitas e estimativa de despesas

Leia mais

DECRETO RIO Nº DE 20 DE FEVEREIRO DE O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais, e

DECRETO RIO Nº DE 20 DE FEVEREIRO DE O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais, e DECRETO RIO Nº 42898 DE 20 DE FEVEREIRO DE 2017 Dispõe sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Saúde - SMS. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

CASA CIVIL ANEXO: I CARGOS COMISSIONADOS

CASA CIVIL ANEXO: I CARGOS COMISSIONADOS ANEXO: I CARGOS COMISSIONADOS DENOMINAÇÃO SÍMBOLO QTD4 SECRETÁRIO-CHEFE DA --------- 01 SUBSECRETÁRIO ISOLADO 01 SUBCHEFE DA DGA 08 ASSESSOR ESPECIAL DGA 10 ASSESSOR ESPECIAL II DANS-2 01 ASSESSOR SÊNIOR

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 153, de 18 de Setembro de 2015

LEI COMPLEMENTAR Nº 153, de 18 de Setembro de 2015 LEI COMPLEMENTAR Nº 153, de 18 de Setembro de 2015 Altera a Lei Complementar nº 108, de 27 de fevereiro de 2013, que dispõe sobre a Estrutura Organizacional da Prefeitura Municipal de Mariana e dá outras

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA 2004-2007 (Projeto de Lei nº 41/2005-CN) PARECER DA COMISSÃO SUBSTITUTIVO

Leia mais

ESTRUTURA REMUNERATÓRIA SESI E SENAI

ESTRUTURA REMUNERATÓRIA SESI E SENAI Superintendente Corporativo Superintendente do Diretor Regional do Executivo Superintendentes e Diretoria Regional 23.668,00 Gerências Corporativas Assessorias I e II Gerente Corporativo de Adm. Controle

Leia mais

Exemplos de situações passíveis de acumulação remunerada

Exemplos de situações passíveis de acumulação remunerada Exemplos de situações passíveis de acumulação remunerada I - Cargos da área do Magistério acumuláveis com Professor 1. Assistente de Diretor de Escola 2. Coordenador Pedagógico 3. Diretor de Escola 4.

Leia mais

Pró Reitoria de Desenvolvimento Institucional - PRODIN. Estrutura Administrativa IFRR

Pró Reitoria de Desenvolvimento Institucional - PRODIN. Estrutura Administrativa IFRR Pró Reitoria de Desenvolvimento Institucional - PRODIN Estrutura Administrativa IFRR REITORIA CONSELHO SUPERIOR COLÉGIO DE DIRIGENTES PROCURADORIA JURÍDICA AUDITORIA INTERNA COMISSÃO PERMANENTE DE PESSOAL

Leia mais

ORGANOGRAMA IFTM - REITORIA

ORGANOGRAMA IFTM - REITORIA ORGANOGRAMA IFTM - REITORIA CONSELHO SUPERIOR - Reitoria COLÉGIO DE DIRIGENTES REITOR CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - CEPE COORDENAÇÃO GERAL DE AUDITORIA INTERNA COORDENAÇÃO DE APOIO AOS SERVIÇOS

Leia mais

ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP (1/5) (Decreto nº de 12 de fevereiro de 2016)

ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP (1/5) (Decreto nº de 12 de fevereiro de 2016) ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SENASP (1/5) SECRETARIA NACIONAL DE ASSESSOR DAS 102.4 DAS 101.6 Conselho Nacional de Segurança Pública CHEFE DE GABINETE DE INTELIGÊNCIA ENFRENTAMENTO ÀS AÇÕES CRIMINOSAS

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015. ANEXO I (art. 25)

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015. ANEXO I (art. 25) ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015 ANEXO I (art. 25) Tabela 1 ADMINISTRAÇÃO DIRETA QUADRO PERMANENTE DE PESSOAL CARGOS DE PROVIMENTO EM COMISSÃO 1. ÓRGÃO DE DECISÃO

Leia mais

Qualificação da Gestão

Qualificação da Gestão Qualificação da Gestão O que é o SUS Instituído pela Constituição de 1988, o Sistema Único de Saúde SUS é formado pelo conjunto das ações e serviços de saúde sob gestão pública Com direção única em cada

Leia mais

DECRETO Nº 4846 DECRETA:

DECRETO Nº 4846 DECRETA: DECRETO Nº 4846 Dispõe sobre requisitos para provimento de Funções Gratificadas e Cargos em Comissão. O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com o disposto

Leia mais

ANEXO I Tabela de Cargos

ANEXO I Tabela de Cargos ANEXO I Tabela de Cargos CARGO QUANTIDADE Agente Administrativo Parlamentar 24 Agente Legislativo 1 266 Agente Legislativo 2 50 Agente Legislativo 3 56 Assessor Chefe de Gabinete 24 Assessor de Assistência

Leia mais

UNIRIO / PROPLAN DIRETORIA DE AVALIAÇÃO E INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS - DAINF ORGANOGRAMA DAS UNIDADES ORGANIZACIONAIS. Atualizado em

UNIRIO / PROPLAN DIRETORIA DE AVALIAÇÃO E INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS - DAINF ORGANOGRAMA DAS UNIDADES ORGANIZACIONAIS. Atualizado em Atualizado em 15.03.2016 Boletim Interno nº 05/2016 1 1. GERAL REITORIA Vice-Reitoria Pró-Reitoria de Graduação Pró-Reitoria de Extensão e Cultura Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Pró-Reitoria

Leia mais

Art. 2 o Os cargos de dirigentes e assessores têm a seguinte organização: Art. 5 o Passam a denominar-se: 1 o O disposto neste artigo:

Art. 2 o Os cargos de dirigentes e assessores têm a seguinte organização: Art. 5 o Passam a denominar-se: 1 o O disposto neste artigo: ANO XXV - PALMAS, segunda - FEIRA, 18 DE março DE 2013 - N o 3.837 ATOS DO CHEFE DO PODER EXECUTIVO MEDIDA PROVISÓRIA N o 1, de 25 de fevereiro de 2013. REPUBLICADA PARA CORREÇÃO SUMÁRIO Reorganiza a estrutura

Leia mais

QUANTITATIVO DE PROGRAMAS E AÇÕES POR ÓRGÃO/UNID.

QUANTITATIVO DE PROGRAMAS E AÇÕES POR ÓRGÃO/UNID. PREFEITURA DA CIDADE DE NOVA IGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E DESPESA PPA 2014-2017 EXERCÍCIO 2014 QUANTITATIVO DE PROGRAMAS E AÇÕES POR ÓRGÃO/UNID. 01 - CAMARA MUNICIPAL 001 CAMARA MUNICIPAL

Leia mais

20/11/2013. Regimento Interno CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPITULO II - INSTANCIAS DE GOVERNANÇA CAPITULO III DO CORPO DIRETIVO

20/11/2013. Regimento Interno CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPITULO II - INSTANCIAS DE GOVERNANÇA CAPITULO III DO CORPO DIRETIVO PROF. ÉRICO VALVERDE Regimento Interno CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPITULO II - INSTANCIAS DE GOVERNANÇA CAPITULO III DO CORPO DIRETIVO 1 Regimento Interno CAPITULO IV DO CONTRATO DE ADESÃO COM

Leia mais

Estrutura Remuneratória SENAI (PCCR*)

Estrutura Remuneratória SENAI (PCCR*) Auxiliar de Cozinha 1 Contínuo 1 880 Garçom 1 Atendente de Telemarketing 2 Auxiliar Administrativo 2 Auxiliar de Disciplina 2 Auxiliar de Laboratório 2 Auxiliar de Saúde Bucal 2 926 Motorista I 2 Recepcionista

Leia mais

Estrutura Remuneratória SENAI (PCCR*) Cargo Grupo Salário

Estrutura Remuneratória SENAI (PCCR*) Cargo Grupo Salário Estrutura Remuneratória SENAI (PCCR*) Cargo Grupo Salário Auxiliar de Cozinha 1 Contínuo 1 Garçom 1 Atendente de Telemarketing 2 Auxiliar Administrativo 2 Auxiliar de Disciplina 2 Auxiliar de Laboratório

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE 1 01000000 0000 Legislativa 2.486.797,24 8.696.157,45 11.182.954,69 01031000 0000 Ação Legislativa 2.486.797,24 8.696.157,45 11.182.954,69 01031001 0000 Atuação Legislativa da Câmara Municipal 2.486.797,24

Leia mais

FINANCIAMENTO FEDERAL

FINANCIAMENTO FEDERAL FINANCIAMENTO FEDERAL SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE O art. 198 da CF preconiza que as ações e serviços públicos de saúde - asps integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema único organizado

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO E RELAÇÕES INSTITUCIONAIS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO E RELAÇÕES INSTITUCIONAIS ANEXO II A LEI Nº 1.954, DE 1º DE ABRIL DE 2013 Quantitativos dos Cargos Comissionados e Funções Gratificadas da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo QTD CARGO SÍMBOLO 16 Secretário Municipal

Leia mais

Proposta de reestruturação do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Proposta de reestruturação do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Proposta de reestruturação do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Secretário Gabinete COPAM e CERH Assessoria Jurídica Auditoria Setorial Assessoria de Comunicação Social Assessoria de

Leia mais

Manual de Organização Plano de Cargos e Vencimentos

Manual de Organização Plano de Cargos e Vencimentos de Cargos de Provimento em Comissão 251 CARGOS COMISSIONADOS EXISTENTES COORDENADOR DE CRECHES MUNICIPAIS ASSESSOR ADMINISTRATIVO ASSESSOR PARLAMENTAR ASSESSOR ESPECIAL DE TURISMO RURAL CHEDE DE ADM DAS

Leia mais

ANEXO A QUE SE REFERE A DELIBERAÇÃO Nº 04/96 REGIMENTO INTERNO DA REGIONAL DE SAÚDE - TIPO "B DO INSTITUTO DE SAÚDE DO PARANÁ - ISEP TÍTULO I

ANEXO A QUE SE REFERE A DELIBERAÇÃO Nº 04/96 REGIMENTO INTERNO DA REGIONAL DE SAÚDE - TIPO B DO INSTITUTO DE SAÚDE DO PARANÁ - ISEP TÍTULO I ANEXO A QUE SE REFERE A DELIBERAÇÃO Nº 04/96 REGIMENTO INTERNO DA REGIONAL DE SAÚDE - TIPO "B DO INSTITUTO DE SAÚDE DO PARANÁ - ISEP TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO E DOS OBJETIVOS DA REGIONAL DE SAÚDE - TIPO

Leia mais

PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTAÇÃO) Recurso de Todas as Fontes R$ 1,00 D U TO

PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTAÇÃO) Recurso de Todas as Fontes R$ 1,00 D U TO ÓRGÃO: 33000 - Ministério da Previdência Social UNIDADE: 33101 - Ministério da Previdência Social 0750 Apoio Administrativo 10.000.000 09 122 0750 2000 Administração da Unidade 10.000.000 09 122 0750 2000

Leia mais

CONTROLE SOCIAL e PARTICIPAÇÃO NO SUS: O PAPEL DO CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE

CONTROLE SOCIAL e PARTICIPAÇÃO NO SUS: O PAPEL DO CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE CONTROLE SOCIAL e PARTICIPAÇÃO NO SUS: O PAPEL DO CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE EDERSON ALVES DA SILVA Vice-Presidente Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais conselhoestadualdesaudemg@gmail.com O Sistema

Leia mais

Estrutura Remuneratória SESI e SENAI (PCCR*) Cargo Grupo Salário Auxiliar de Cozinha 1 Auxiliar de Disciplina 1 Contínuo 1

Estrutura Remuneratória SESI e SENAI (PCCR*) Cargo Grupo Salário Auxiliar de Cozinha 1 Auxiliar de Disciplina 1 Contínuo 1 Estrutura Remuneratória SESI e SENAI (PCCR*) Cargo Grupo Salário Auxiliar de Cozinha 1 Auxiliar de Disciplina 1 Contínuo 1 660 Garçom 1 Afiador de Ferramentas 2 Assistente da Central de Laudos 2 Atendende

Leia mais

TABELA DE VENCIMENTOS Reajuste = 1,03 *

TABELA DE VENCIMENTOS Reajuste = 1,03 * ANEXO I QUADRO DOS CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO P A D R Ã O 00-05 Anos 06-10 Anos 11-15 Anos 16-20 Anos 21-25 Anos 26-30 Anos 15 01 859,36 945,29 988,26 1.031,23 1.074,20 1.117,16 16 02 904,58 995,04 1.040,27

Leia mais

Pacto de Gestão do SUS. Pacto pela Vida. Pacto em Defesa do SUS

Pacto de Gestão do SUS. Pacto pela Vida. Pacto em Defesa do SUS Pacto de Gestão do SUS Pacto pela Vida Pacto em Defesa do SUS PACTO PELA SAÚDE Conjunto de reformas institucionais do SUS. Pacto entre União, Estados e Municípios. Objetivo - promover inovações nos processos

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 707 DE 03 DE ABRIL DE 2014 L E I

LEI MUNICIPAL Nº 707 DE 03 DE ABRIL DE 2014 L E I LEI MUNICIPAL Nº 707 DE 03 DE ABRIL DE 2014 ALTERA A LEI 699, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2013 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

XXX CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO DESAFIOS DA POLÍTICA NACIONAL DE REGULAÇÃO

XXX CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO DESAFIOS DA POLÍTICA NACIONAL DE REGULAÇÃO Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde - SAS Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas - DRAC Coordenação Geral de Regulação e Avaliação - CGRA XXX CONGRESSO DE SECRETÁRIOS

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA ORGANIZACIONAL DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE CAARAPÓ MS, CONFORME LEI MUNICIPAL Nº /2011

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA ORGANIZACIONAL DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE CAARAPÓ MS, CONFORME LEI MUNICIPAL Nº /2011 ESTRUTURA ADMINISTRATIVA ORGANIZACIONAL DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE CAARAPÓ MS, CONFORME LEI MUNICIPAL Nº 10.067/2011 Seção I Dos Órgãos Colegiados Art. 8º - A Administração Municipal de Caarapó

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.711, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2006.

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.711, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2006. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.7, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2006. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções

Leia mais

Seminário Valor Econômico Perspectivas do Setor Saúde no Brasil

Seminário Valor Econômico Perspectivas do Setor Saúde no Brasil Seminário Valor Econômico Perspectivas do Setor Saúde no Brasil A Perspectiva do Complexo Industrial da Saúde: o desenvolvimento industrial e científico do setor e rumos para a assistência farmacêutica

Leia mais

DECRETO RIO Nº DE 20 DE FEVEREIRO DE 2017

DECRETO RIO Nº DE 20 DE FEVEREIRO DE 2017 DECRETO RIO Nº 42895 DE 20 DE FEVEREIRO DE 2017 Dispõe sobre a estrutura organizacional da Empresa Municipal de Urbanização - RIO-URBE. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições

Leia mais

PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA PARA 2015 Custeio + Investimentos Regionalizados (*)

PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA PARA 2015 Custeio + Investimentos Regionalizados (*) No Estado do Rio de Janeiro (RJ) PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA PARA 2015 24000 Ciência, Tecnologia e Inovação 69.973.212 1.100.000 71.073.212 2059 Política Nuclear 0 1.100.000 1.100.000 13CQ Ampliação do

Leia mais

COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA Aplicação dos recursos arrecadados e sustentabilidade financeira da entidade delegatária CBH- PARANAIBA

COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA Aplicação dos recursos arrecadados e sustentabilidade financeira da entidade delegatária CBH- PARANAIBA COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA Aplicação dos recursos arrecadados e sustentabilidade financeira da entidade delegatária CBH- PARANAIBA 31/07/2014 - Brasília DF SERGIO RAZERA Diretor-Presidente Fundação Agência

Leia mais

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado Folha N. 1 01 LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031 AÇÃO LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031.0001 PROCESSO LEGISLATIVO 4.543.000,00 4.728.000,00 01.031.0001.0125 INATIVOS

Leia mais

REGULAÇÃO NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS. Setembro/2010

REGULAÇÃO NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS. Setembro/2010 MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral de Regulação e Avaliação REGULAÇÃO NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS Setembro/2010

Leia mais

Relatório de Totalização de Cargos

Relatório de Totalização de Cargos 1 AUXILIAR TECNICO EM ADMINISTRAÇÃO I 1 1 0 2 AUXILIAR TECNICO EM ADMINISTRAÇÃO II 0 0 0 3 ADVOGADO 1 2-1 4 CONTADOR 1 0 1 5 TECNICO AGRICOLA 3 0 3 6 TECNICO DE CADASTRO I 2 2 0 7 TECNICO DE CADASTRO II

Leia mais

ANEXO 3 CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE

ANEXO 3 CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE ANEXO 3 PROGRAMA CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE 1. Conhecimentos sobre o SUS - Legislação da Saúde: Constituição Federal de 1988 (Título VIII - capítulo II - Seção II); Lei 8.080/90 e Lei 8.142/90; Norma

Leia mais

Prefeitura Municipal de Descalvado Contab - Sistema de Contabilidade Pública

Prefeitura Municipal de Descalvado Contab - Sistema de Contabilidade Pública UNIDADE ORÇAMENTÁRIA: 010101 - Secretaria da Câmara Municipal 010101.01 Legislativa 270.000,00 2.282.000,00 2.552.000,00 010101.01031 Ação Legislativa 270.000,00 2.282.000,00 2.552.000,00 010101.010310101

Leia mais

ANEXO I POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DAS PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE NO SISTEMA PRISIONAL

ANEXO I POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DAS PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE NO SISTEMA PRISIONAL ANEXO I POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DAS PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE NO SISTEMA PRISIONAL TERMO DE ADESÃO DO ESTADO O Estado, por meio da Secretaria Estadual de Saúde, CNPJ nº. com sede

Leia mais

CARTILHA DE ORÇAMENTO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

CARTILHA DE ORÇAMENTO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE CARTILHA DE ORÇAMENTO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 2017 1 Cartilha sobre Orçamento 1 - Entendendo o orçamento público A lei do orçamento conterá a discriminação da receita e despesa de forma a evidenciar a

Leia mais

Regimentos Internos e Organogramas Básicos do Ministério da Saúde

Regimentos Internos e Organogramas Básicos do Ministério da Saúde MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria-Executiva Coordenação-Geral de Inovação Gerencial Regimentos Internos e Organogramas Básicos do Ministério da Saúde Série E. Legislação de Saúde Brasília DF 2010 2010 Ministério

Leia mais

O papel do controle interno na fiscalização do gasto público em Saúde

O papel do controle interno na fiscalização do gasto público em Saúde O papel do controle interno na fiscalização do gasto público em Saúde Bases Legais do Controle Interno Controle interno na Administração Pública Brasileira previsto nos artigos 75/80 da Lei 4.320/64. O

Leia mais

Art. 1 - Fica revogado os artigos 56-B; 56-C; 56-D e 56-E, todos da seção XIII da Lei Municipal 1.106/2001.

Art. 1 - Fica revogado os artigos 56-B; 56-C; 56-D e 56-E, todos da seção XIII da Lei Municipal 1.106/2001. LEI MUNICIPAL Nº. 2.246/25 SÚMULA: ALTERA DISPOSITIVOS DA LEI MUNICIPAL nº.06/20 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Autoria: Executivo Municipal A CÂMARA MUNICIPAL DE ALTA FLORESTA, Estado de Mato Grosso, no uso

Leia mais

RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS

RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS PREFEITURA DA CIDADE DE NOVA IGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E DESPESA PPA 2014-2017 EXERCÍCIO 2014 RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS 5001 - ADMINISTRAÇÃO GERAL 02 - S. M. DE

Leia mais

Poder Legislativo ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO AMAZONAS CARGOS COMISSIONADOS LEGISLATIVOS

Poder Legislativo ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO AMAZONAS CARGOS COMISSIONADOS LEGISLATIVOS CARGO BRUTO IR PREVIDÊNCIA LÍQUIDO ASSESSOR CHEFE 15.830,88 3.478,50 11.921,60 ASSESSOR CHEFE DA 1ª VICE-PRESIDÊNCIA ASSESSOR CHEFE DA 2ª VICE-PRESIDÊNCIA ASSESSOR CHEFE DA 2ª VICE-PRESIDÊNCIA ASSESSOR

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO E RELAÇÕES INSTITUCIONAIS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO E RELAÇÕES INSTITUCIONAIS DECRETO Nº 1.072, DE 7 DE JULHO DE 2015. (Alterado pelo Decreto 1.126, de 08/10/2015). (Alterado pelo Ato nº 1.642, de 24/09/2015). (Alterado pelo Ato 1.384, de 17/07/2015). Dispõe sobre a estrutura organizacional

Leia mais

Manual de Organização

Manual de Organização ÍNDICE GERAL Descrição Pag. Introdução... 3 II. Plano de Cargos e Vencimentos... 10 1. Quadros de Especificação de Classes de Cargos de Provimento em Comissão... 11 Administrador de Creche... 12 Analista

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL. Chefe do Poder Executivo ÓRGÃOS DE ASSESSORAMENTO ÓRGÃOS DE NATUREZA FIM

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL. Chefe do Poder Executivo ÓRGÃOS DE ASSESSORAMENTO ÓRGÃOS DE NATUREZA FIM ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Chefe do Poder Executivo Fundação Cultural de Rio do Sul Fundação Municipal de Desportos ÓRGÃOS DE ASSESSORAMENTO Gabinete do Prefeito Gabinete do Vice-Prefeito Procuradoria Geral

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA ORGANOGRAMA INSTITUCIONAL 2016

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA ORGANOGRAMA INSTITUCIONAL 2016 ORGANOGRAMA INSTITUCIONAL 2016 ORGANOGRAMA INSTITUCIONAL 2016 CONSUNI CONCUR ÓRGÃOS DA SUPERIOR COMISSÕES SUPERIORES ENSINO PESQUISA EXTENSÃO REITORIA AUDIN CONJUR GABINETE ÓRGÃOS COMPLEMENTARES COMISSÕES

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 17/2015 Campus São João del-rei

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 17/2015 Campus São João del-rei Tema 01: A DEMOCRACIA PARTICIPATIVA NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) E SUA IMPORTÂNCIA PARA A DEFINIÇÃO, EXECUÇÃO E ACOMPANHAMEN- TO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE Redija um texto dissertativo-argumentativo

Leia mais

DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA POR PROJETO, ATIVIDADE E OPERAÇÕES ESPECIAIS CONSOLIDAÇÃO GERAL Exercício: 2015

DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA POR PROJETO, ATIVIDADE E OPERAÇÕES ESPECIAIS CONSOLIDAÇÃO GERAL Exercício: 2015 1 01000000 0000 Legislativa 181.062.666,04 181.062.666,04 01031000 0000 Ação Legislativa 181.062.666,04 181.062.666,04 01031001 0000 Atuação Legislativa da Câmara Municipal 181.062.666,04 181.062.666,04

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2017 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2017 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 207 Nos termos da Lei n.º 35/204, de 20 de junho CÂMARA MUNICIPAL Assistente Técnico 4 4 4 [a3] 4 4 0 0 0 4 GABINETE DE APOIO À PRESIDÊNCIA 2 Direito

Leia mais

PRÁTICA SALARIAL - JORNADA MENSAL DE 200 HORAS

PRÁTICA SALARIAL - JORNADA MENSAL DE 200 HORAS S DE GRATIFICAÇÃO (40%) Advogado R$ 4.620,20 5895,61 Advogado PL R$ 5.895,61 5895,61 Advogado SR R$ 8.710,17 9605,42 Almoxarife R$ 2.332,50 2572,03 Analista Administrativo R$ 3.367,18 3367,18 Analista

Leia mais

WORKSHOP A INCORPORAÇÃO DE VACINAS ATRAVÉS DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA NO BRASIL

WORKSHOP A INCORPORAÇÃO DE VACINAS ATRAVÉS DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA NO BRASIL WORKSHOP A INCORPORAÇÃO DE VACINAS ATRAVÉS DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA NO BRASIL Transferência de tecnologia e autossuficiência em vacinas Gina Camilo de Oliveira Coordenação Geral de Base Química e

Leia mais

Sistema único de Saúde (SUS) e Sistemas de Informação em Saúde e DATASUS

Sistema único de Saúde (SUS) e Sistemas de Informação em Saúde e DATASUS Pontifícia Universidade Católica de Goiás Escola de Ciências Agrárias e Biológicas Epidemiologia e Saúde Pública Sistema único de Saúde (SUS) e Sistemas de Informação em Saúde e DATASUS Prof. Macks Wendhell

Leia mais

TABELA SALARIAL - JORNADA MENSAL DE 200 HORAS

TABELA SALARIAL - JORNADA MENSAL DE 200 HORAS TABELA SALARIAL - JORNADA MENSAL DE 200 HORAS CARGOS DE GRATIFICAÇÃO (40%) SOBRE O SALÁRIO BASE CARGO SALÁRIO ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS JR 4.620,21 ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS PL 5.895,61 ADMINISTRADOR

Leia mais

A saúde do tamanho do Brasil

A saúde do tamanho do Brasil A saúde do tamanho do Brasil BREVE HISTÓRIA DE UMA LONGA CAMINHADA A saúde é um direito de todos e um dever do estado. Essa conquista social, incorporada à Constituição Federal de 1988 e construída a partir

Leia mais

Este documento foi assinado digitalmente por AC SERASA SRF ICP-BRASIL.

Este documento foi assinado digitalmente por AC SERASA SRF ICP-BRASIL. PREFEITURA MUNICPAL DE BOM JESUS DA SERRA ESTADO DA BAHIA ANEXO I LEI COMPLEMENTAR 001/2012 Simbolos x Cargos x Nº de Vagas Tabela I Símbolo/Cargo Nº de Vagas CC NF I 9 Chefe de Equipe de Limpeza Pública

Leia mais

Pacto de Gestão do SUS. Pacto pela Vida. Pacto em Defesa do SUS

Pacto de Gestão do SUS. Pacto pela Vida. Pacto em Defesa do SUS Pacto de Gestão do SUS Pacto pela Vida Pacto em Defesa do SUS PACTO PELA SAÚDE O Pacto pela Vida é o compromisso entre os gestores do SUS em torno de prioridades que apresentam impacto sobre a situação

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 5/8/2 Decreto nº 7688 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.688, DE 2 DE MARÇO DE 202 Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão

Leia mais

I. Informações BásicaS

I. Informações BásicaS I. Informações BásicaS item Órgão municipal de saúde Plano Municipal Conselho Municipal Conselho Gestor de Unidade(s) de Saúde Fundo Municipal Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) Disque-Saúde Ouvidoria

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2016 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2016 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 206 Nos termos da Lei n.º 35/204, de 20 de junho CÂMARA MUNICIPAL Assistente Técnico 4 4 4 [a3] 4 4 0 0 0 4 GABINETE DE APOIO À PRESIDÊNCIA 4 Planeamento

Leia mais

ANVISA. EXERCÍCIOS - CESPE Lei 8.080/90. Profa. Andréa Paula

ANVISA. EXERCÍCIOS - CESPE Lei 8.080/90. Profa. Andréa Paula ANVISA EXERCÍCIOS - CESPE Lei 8.080/90 Profa. Andréa Paula Banca: CESPE - Órgão: SESA- ES Ano: 2013 Cargos: Todos os cargos Lei n.º 8.080/1990, conhecida como a Lei Orgânica da Saúde, foi criada para regular,

Leia mais

RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE

RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE ANO 2013 Conforme previsto no art. 36 da Lei Complementar N.º 141/2012, o Relatório Detalhado do Quadrimestral Anterior contém informações

Leia mais

AS TEORIAS ADMINISTRATIVAS INSERIDAS NO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA (PSF)

AS TEORIAS ADMINISTRATIVAS INSERIDAS NO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA (PSF) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Antonio Nascimento Araujo Ericarla Castro Corrêa José Vitor Vieira Ferreira

Leia mais

Prefeitura de PIRAÍ/RJ -2017

Prefeitura de PIRAÍ/RJ -2017 Prefeitura de PIRAÍ/RJ -2017 1 Como passar no Prefeitura de PIRAÍ 2017? Plano de Estudo / Manual da Aprovação Querida (o) Aluna (o), Hoje conversaremos sobre um assunto fundamental para que você consiga

Leia mais

Movimento da Reforma Sanitária Saúde como Direito de Todos e Dever do Estado responsabilidade compartilhada Normas Operacionais com divisão de

Movimento da Reforma Sanitária Saúde como Direito de Todos e Dever do Estado responsabilidade compartilhada Normas Operacionais com divisão de Julho de 2012 Movimento da Reforma Sanitária Saúde como Direito de Todos e Dever do Estado responsabilidade compartilhada Normas Operacionais com divisão de tarefas Resgate da solidariedade entre os entes

Leia mais

A lógica da alocação de recursos federais para o SUS

A lógica da alocação de recursos federais para o SUS Ministério da Saúde A lógica da alocação de recursos federais para o SUS Julho de 2016 MARCOS FRANCO SE/MS Orçamento da Saúde - 2016 LOA 2016 (R$ milhão) Ministério da Saúde 118.682,60 Pessoal e dívida

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE Publicada no Diário Oficial nº Subseção VI Das Defensorias Públicas do Estado

LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE Publicada no Diário Oficial nº Subseção VI Das Defensorias Públicas do Estado LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2014. Publicada no Diário Oficial nº4.271 O Governador do Estado do Tocantins Cria cargos de Defensor Público do Estado e Reestrutura os Cargos de Provimento

Leia mais

Antigamente... problema crônico de financiamento Elaboração da Emenda Constitucional nº 29 (EC 29) - alterou a Constituição Federal em 13 de setembro

Antigamente... problema crônico de financiamento Elaboração da Emenda Constitucional nº 29 (EC 29) - alterou a Constituição Federal em 13 de setembro FINANCIAMENTO Modelo descentralizado de gestão do SUS: a União é a responsável por distribuir a maior parte dos recursos financeiros para Estados, Municípios e Distrito Federal; Transferência fundo a fundo:

Leia mais

Fiocruz Informação em Ciência, Tecnologia e Inovação na área da Saúde

Fiocruz Informação em Ciência, Tecnologia e Inovação na área da Saúde Fiocruz Informação em Ciência, Tecnologia e Inovação na área da Saúde Ana Maranhão Coordenadora do Arca Repositório Institucional Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Leia mais

B o l e t i m d e S e r v i ç o U N I P A M P A A n o IX N E d i ç ã o E x t r a o r d i n á r i a d e 1 6 de m a i o /

B o l e t i m d e S e r v i ç o U N I P A M P A A n o IX N E d i ç ã o E x t r a o r d i n á r i a d e 1 6 de m a i o / B o l e t i m d e S e r v i ç o U N I P A M P A A n o IX N 2 4 4 - E d i ç ã o E x t r a o r d i n á r i a d e 1 6 de m a i o / 2 0 1 6 P á g i n a 1 BOLETIM DE SERVIÇO PRESIDENTE DA REPÚBLICA INTERINO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DA AMAPÁ COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DA AMAPÁ COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DA AMAPÁ COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO EDITAL PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO DE PROFESSORES DA REDE E-TEC BRASIL campus/polos MACAPÁ, SANTANA, PORTO GRANDE E

Leia mais

1 de 2 23/10/ :18

1 de 2 23/10/ :18 http://www.recursoshumanos.sp.gov.br/retribuicao.asp?pagina=adminis... 1 de 2 23/10/2014 10:18 L.C. Nº 1.080/08 - ÁREA ADMINISTRATIVA EM EXERCÍCIO NA SECRETARIA DA SAÚDE QUADRO DE CARGOS PERMANENTES ELEMENTAR

Leia mais

ESTRUTURA REMUNERATÓRIA SESI E SENAI (Salário inicial para jornada de 40 horas semanais)

ESTRUTURA REMUNERATÓRIA SESI E SENAI (Salário inicial para jornada de 40 horas semanais) ESTRUTURA REMUNERATÓRA SES E SENA CARRERA NÍVEL CARGO Salário Assistente Administrativo - 2.012 Assistente Administrativo - (nternacional) 2.549 Assistente Técnico - 2.012 Assistente Técnico - (João Paulo

Leia mais

COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE

COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE Ministério da Saúde Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos SCTIE Departamento do Complexo Industrial e Inovação em Saúde DECIIS Coordenação Geral de Equipamentos

Leia mais

Programa Operações Logísticas e Supply Chain MANUAL DO CURSO

Programa Operações Logísticas e Supply Chain MANUAL DO CURSO Programa Operações Logísticas e Supply Chain MANUAL DO CURSO ESPM/Senai-MS - 2017 Apresentação Oferece aos profissionais, que atuam nas indústrias e serviços, visão ampla de questões e desafios à gestão

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES 5368 Diário da República, 1.ª série N.º 204 22 de outubro de 2014 Polo de captação de Faias REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Assembleia Legislativa Resolução da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos

Leia mais

Investimentos em Saúde em Ribeirão Preto

Investimentos em Saúde em Ribeirão Preto SECRETARIA DA SAUDE D Conquistas e Desafios na Atenção à Saúde Pública em Ribeirão Preto Darlene Caprari Pires Mestriner Assistente da Secretaria de Saúde Investimentos em Saúde em Ribeirão Preto 1 PORTARIA

Leia mais

Ministério da Fazenda. Modelo de Mensuração dos Custos. Outubro/2016

Ministério da Fazenda. Modelo de Mensuração dos Custos. Outubro/2016 Ministério da Fazenda Modelo de Mensuração dos Custos Outubro/2016 PMIMF: FRENTES DE TRABALHO O PMIMF está estruturado, em 7 FRENTES DE TRABALHO, paralelas e simultâneas: I. Planejamento Estratégico II.

Leia mais

Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS

Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS PACTO PELA VIDA PRIORIDADE: I - ATENCAO A SAUDE DO IDOSO. OBJETIVO: PROMOVER A FORMACAO

Leia mais

EIXO 1 SAÚDE DE POPULAÇÕES ESPECÍFICAS E VULNERÁVEIS

EIXO 1 SAÚDE DE POPULAÇÕES ESPECÍFICAS E VULNERÁVEIS RESULTADO FINAL DA OFICINA DE SELEÇÃO DE PRIORIDADES DE PESQUISA EM SAÚDE PARA A EDIÇÃO 2015/2016 DO PROGRAMA PESQUISA PARA O SUS: GESTÃO COMPARTILHADA EM SAÚDE (PPSUS) DO ESTADO DE ALAGOAS (AL) A Fundação

Leia mais

REGULAMENTO DA MOSTRA ALAGOAS AQUI TEM SUS

REGULAMENTO DA MOSTRA ALAGOAS AQUI TEM SUS 1. INTRODUÇÃO: REGULAMENTO DA MOSTRA ALAGOAS AQUI TEM SUS - 2014 A realização da MOSTRA Alagoas aqui tem SUS tem por objeto propiciar o intercâmbio de experiências municipais bem sucedidas no SUS e assim

Leia mais

Diretor Administrativo e Financeiro na LIGA ÁLVARO BAHIA CONTRA MORTALIDADE INFANTIL - HOSPITAL ESTADUAL DA CRIANÇA

Diretor Administrativo e Financeiro na LIGA ÁLVARO BAHIA CONTRA MORTALIDADE INFANTIL - HOSPITAL ESTADUAL DA CRIANÇA Robson Amorim Diretor Administrativo e Financeiro na LIGA ÁLVARO BAHIA CONTRA MORTALIDADE INFANTIL - HOSPITAL ESTADUAL DA CRIANÇA amorim@eaconsultoria.com Resumo Carreira desenvolvida com sólida experiência

Leia mais

Secretaria. Secretaria. Municipal Meio de. Meio Ambiente. Meio Ambiente. Secretaria. Fundo Especial. Pública. Pública. Assessoria de Comunicação

Secretaria. Secretaria. Municipal Meio de. Meio Ambiente. Meio Ambiente. Secretaria. Fundo Especial. Pública. Pública. Assessoria de Comunicação Geral de Gestão Institucional Fundo de Fundo de Fundo Especial de Fundo Iluminação Especial de Pública Iluminação Pública Secretaria Municipal Secretaria de Municipal de e Meio Ambiente e Meio Ambiente

Leia mais

Anexo 06 Programa de Trabalho por Unidade Orçamentária

Anexo 06 Programa de Trabalho por Unidade Orçamentária 01101 - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO AMAZONAS 01 01 031 01 031 3282 01 126 01 126 3282 01 128 01 128 3282 01 272 01 272 0002 01 331 01 331 3282 01 722 01 722 3282 Legislativa 35.736.904,09 196.973.734,86

Leia mais

Presidência da República

Presidência da República Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 6.47, DE 3 DE MARÇO DE 2008. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções

Leia mais

ANEXO V TABELA DE VENCIMENTO QUADRO DE PROVIMENTO EFETIVO NÍVEL ELEMENTAR NÍVEL BÁSICO NÍVEL MÉDIO NÍVEL SUPERIOR TEMPO DE SERVIÇO 01 398,20 01

ANEXO V TABELA DE VENCIMENTO QUADRO DE PROVIMENTO EFETIVO NÍVEL ELEMENTAR NÍVEL BÁSICO NÍVEL MÉDIO NÍVEL SUPERIOR TEMPO DE SERVIÇO 01 398,20 01 ANEXO V TABELA DE VENCIMENTO QUADRO DE PROVIMENTO EFETIVO NÍVEL ELEMENTAR NÍVEL BÁSICO NÍVEL MÉDIO NÍVEL SUPERIOR TEMPO DE SERVIÇO 01 398,0 01 616,40 01 737,3 01 1.00,00 00,0 anos 0 414,13 0 641,06 0 766,7

Leia mais

Estado do Parana Programa de Trabalho Folha: 1 Prefeitura Municipal de Porecatu Exercicio de Anexo 6, da Lei 4.320/64

Estado do Parana Programa de Trabalho Folha: 1 Prefeitura Municipal de Porecatu Exercicio de Anexo 6, da Lei 4.320/64 Estado do Parana Programa de Trabalho Folha: 1 Orgao...: 02 GABINETE DO PREFEITO Unidade Orcamentaria: 02.01 GABINETE DO PREFEITO 04.000.0000.0.000.000 Administracao 476.085,05 476.085,05 04.122.0000.0.000.000

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Nº 249, quarta-feira, 30 de dezembro de 2015 1 ISSN 1677-7042 159. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome GABINETE DA MINISTRA PORTARIA Nº 117, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2015 Aprova o orçamento

Leia mais