APOSTILA DE VIOLINO NÍVEL I

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APOSTILA DE VIOLINO NÍVEL I"

Transcrição

1 2013 APOSTILA DE VIOLINO NÍVEL I... louvai-o com instrumentos de cordas e com órgãos. Salmo 150 : 4 O SENHOR JESUS VEM!

2 SUMÁRIO LIÇÃO 01 - NOÇÕES Preliminares 02 LIÇÃO 02 - Começando a aprender a Primeira Posição do Violino 14 LIÇÃO 03 - Aprendendo a Usar o Segundo Dedo 18 LIÇÃO 04 - Aprendendo a usar o Terceiro Dedo e o Segundo Dedo Alto 22 LIÇÃO 05 - Justo és Senhor 27 LIÇÃO 06 - Aprendendo a Usar o Quarto Dedo e a Trabalhar Com as Pausas 29 LIÇÃO 07 - Aprendendo Algumas Escalas 32 LIÇÃO 08 - Ligadura e Ponto de Aumento 36 LIÇÃO 09 - Compassos Ternário e Binário 40 Louvores Anexos 42 Referências Bibliográficas 54 1

3 LIÇÃO 01 NOÇÕES PRELIMINARES O QUE É UM VIOLINO?. O Violino é um instrumento de quatro cordas, do naipe das cordas friccionadas, que seria correspondente ao soprano da voz humana. O timbre do Violino é agudo, brilhante e estridente, mas, dependendo do encordoamento utilizado, tem como produzir timbres mais aveludados e mornos. O som geralmente é produzido pela ação de friccionar um Arco de madeira sobre as cordas. Esticada sobre o arco está a Crina, que pode ser feita de vários fios de crina de cavalo, ou de material sintético, porém a crina de cavalo tem maior qualidade no som. Antes de tocar o instrumento, o violinista passa sobre as crinas do arco uma cera chamada Breu, que tem o efeito de produzir o atrito entre os fios da crina e as cordas, gerando o som. O som produzido pelas cordas é transmitido ao corpo oco do Violino, à caixa de ressonância, pela alma, um cilindro de madeira que fica dentro do corpo do violino, aproximadamente abaixo do cavalete no lado direito. A alma liga o tampo superior ao inferior do violino, fazendo com que o som vibre por todo o corpo. Na orquestra, o líder do naipe de primeiro-violino é chamado de spalla, depois do maestro, ele é o comandante da orquestra. O spalla fica bem à esquerda do maestro, logo na primeira estante do naipe de primeiro-violino. O Violino requer muitos cuidados, porque é um instrumento "sensível" às variações de temperatura e humidade, além de ser muito frágil. Recomenda-se sempre passar por ele uma flanela limpa e seca após tocá-lo e, sempre, guardá-lo em local longe do 2

4 sol, poeira e humidade. E sempre afrouxar o arco após o uso, para que o mesmo não fique torto. CONHEÇENDO AS PARTES DO VIOLINO 3

5 COMO SEGURAR O ARCO? Deixe o braço direito solto, como se estivesse andando. Pegue no arco com a mão direita livre, sem modificar sua posição, isto facilitará a movimentação do arco nas cordas. As duas falanges do polegar precisam estar um pouco curvadas e a extremidade do polegar deve estar na extremidade do talão, deixando o polegar metade para a madeira do arco e metade para o talão. O polegar deve estar perpendicular em relação ao arco. Segure o arco entre a 1ª e 2ª falanges do indicador e na 1ª falange do médio; deixe o dedo mínimo na forma arredondada e perto do botão do arco. O dedo anular é deixado naturalmente. O polegar deve estar no meio do dedo indicador e do médio, só que do outro lado do arco. A mão direita controla a pressão das crinas do arco nas cordas, o que afeta o timbre do instrumento. Conforme a pessoa, a maneira de segurar o arco e o violino, bem como de tocar, tem diferença, por isso o aluno precisa ter método e estudá-lo até o fim. Segurar o arco apropriadamente é muito importante para uma boa execução. 4

6 . QUAL A POSTURA CORRETA PARA TOCAR O VIOLINO? OBSERVE: IMAGEM 01 IMAGEM 02 Observe a mão esquerda e veja como os dois violinistas fazem uma espécie de concha com o pulso. Não segure o violino como se estivesse segurando uma bandeja, ou seja, com o pulso para dentro. Tente fazer esse movimento de concha com o pulso para fora. Na imagem 02,veja a localização do polegar e atente para os detalhes importantes: O polegar não fica acima do braço do violino, como uma pessoa que toca violão geralmente faz, ele fica abaixo do braço do violino, como na imagem 01 que não se consegue enxergar o polegar do violinista, obedecendo à forma correta de segurá-lo; Existe uma relação entre o polegar e o dedo indicador, onde o polegar fica atrás em relação ao dedo indicador e não na mesma direção ou na frente, pois isso atrapalha o som do violino; Nas duas imagens a mão direita que segura o arco e veja que o arco fica localizado no centro do espaço entre o cavalete e o final do espelho, lugar onde se deve tocar. 5

7 Posição do Ombro O violino deve ser colocado em cima da clavícula esquerda e apoiado levemente sobre o ombro esquerdo; o braço esquerdo deve estar na mesma direção do pé esquerdo com o violino levemente inclinado para o lado direito; O queixo deverá estar apoiado na queixeira, para manter o violino horizontalmente, não levante nem abaixe o ombro esquerdo é necessário deixa-lo parado e relaxado, pois forçando o ombro, o movimento dos braços será impedido, A queixeira deve ser adequada a cada pessoa para o violino ficar bem seguro. Se ombro for baixo,use a espaleira para não forçar o queixo nem o ombro; A espaleira é um objeto para adaptar o corpo do aluno ao instrumento. Há pessoas que não precisam usar espaleira, pois seu corpo já é adequado ao violino; Quando segurar o violino, a posição tem que ser natural, isto é, sentir o violino como se fosse uma parte do corpo. 6

8 NOÇÕES BÁSICAS DE PARTITURA É importante ressaltar que nossa metodologia é a chamada Concomitante, ou seja, aprenderemos a teoria e a prática simultaneamente onde transmitiremos apenas o conteúdo teórico necessário para cada exercício. A clave que usamos para tocar o violino é a clave de sol. Veja como ela é: Algumas considerações: Observe as cinco linhas horizontais onde a clave de sol está. Essas cinco linhas se chamam pauta. O que é pauta? É onde se escreve a partitura através de figuras de sons. A primeira coisa que você deve aprender é que nós podemos usar tanto as linhas como os espaços e que podemos acrescentar mais linhas de acordo com a necessidade, tanto para cima (para ter sons mais agudos) como para baixo (para ter sons mais graves). Essas linhas que acrescentamos se chamam linhas suplementar VEJA: 7

9 AS CORDAS DO VIOLINO FICAM SEMPRE NOS ESPAÇOS, VAMOS APRNDÊ-LAS? Antes de começarmos observe as figuras de som e seus valores. Não se assuste!!! Não vamos usa-las todas de uma vez. Vamos começar com a semibreve que como você observou vale 04 (quatro) tempos. Vamos ao exercício! 8

10 9

11 VAMOS TENTAR AGORA FAZER A NOTA DE DOIS TEMPOS? 10

12 PARA FINALIZARMOS POR ENQUANTO ESSA PARTE DE TEMPO VAMOS A FIGURA DE 01(UM) TEMPO. 11

13 VAMOS MISTURAR UM POUCO AGORA AS NOTAS E OS TEMPOS? Na prática essas notas se relacionam de várias formas, vamos simular algumas delas. 12

14 13

15 LIÇÃO 02 COMEÇANDO A APRENDER A PRIMEIRA POSIÇÃO DO VIOLINO Vamos usar o primeiro dedo? Algumas informações necessárias para o exercício: 14

16 15

17 Vamos aprender agora uma nova figura de linguagem: a Colcheia A colcheia possui cabeça, haste e colchete. Quando 2 colcheias estão juntas, substitui-se os colchetes por uma BARRA. Existe uma forma bem fácil de aprender a contar colcheias. Para contar os tempos: Bata palma na 1ª colcheia e afaste as mãos na 2ª. 16

18 Ao bater a palma diga o n e ao afastar as mãos diga e. 1 e 2 e 3 e 4 e 1 e 2 e 3 e 4 e1 e 2 e 3 e...e daí por diante. Vamos aos exercícios! 17

19 Lição 03 Aprendendo a Usar o Segundo Dedo É importante um esclarecimento inicial: Nessa lição aprenderemos o segundo dedo baixo, ou seja, colado ao primeiro dedo, que é nossa referência. Observe: Após aprendermos o terceiro dedo, iniciaremos os exercícios do segundo dedo alto, ou seja, colado ao terceiro dedo. Pois, ai sim já existirá uma referência para colarmos o segundo dedo alto. 18

20 19

21 20

22 21

23 Lição 04 Aprendendo a usar o Terceiro Dedo e o Segundo Dedo Alto Veja a evolução do primeiro dedo até o terceiro

24 Observou que desta vez o segundo dedo está colado ao terceiro? 23

25 24

26 25

27 26

28 Lição 05 27

29 28

30 Lição 06 Aprendendo a Usar o Quarto Dedo e a Trabalhar Com as Pausas 29

31 30

32 31

33 Lição 07 Aprendendo algumas escalas Escala de SOL Maior: A partir de agora, o F# estará indicado na ARMADURA DE CLAVE, logo após a Clave de Sol. Sendo assim, não é mais necessário colocar o # nessas notas, pois a armadura já indica que todo o FÁ será sustenizado. Escala de RÉ Maior: A partir de agora, o FÁ# e DO# e o estarão indicados na ARMADURA DE CLAVE, logo após a Clave de Sol. Sendo assim, não é mais necessário colocar o # nessas notas, pois a armadura já indica que todo o FÁ e DÓ serão sustenizados. Escala de LÁ Maior: A partir de agora, o FÁ# DO# e SOL# estarão indicados na ARMADURA DE CLAVE, logo após a Clave de Sol. Sendo assim, não é mais necessário colocar o # nessas notas, pois a armadura já indica que todo o FÁ DÓ E SOL serão sustenizados. 32

34 ATENÇÃO: Preste atenção ao fazermos a escala de lá, pois usaremos o terceiro dedo alto (colado ao quarto dedo). Vamos aos exercícios. 33

35 34

36 35

37 LIÇÃO 08 LIGADURAS E PONTO DE AUMENTO 36

38 37

39 38

40 Ponto de Aumento A matemática do ponto de aumento é o seguinte: O ponto representa a figura de som + metade do seu Valor. Veja... MOS VAMOS TENTAR COM A SEMÍNIMA PONTUADA 39

41 LIÇÃO 09 COMPASSOS TERNÁRIO E BINÁRIO 40

42 Compasso Binário: 02 tempos por compasso: 41

43 Anexos Louvores para Serem Trabalhados de Acordo Com o Desenvolvimento da Turma 42

44 43

45 44

46 45

47 46

48 47

49 48

50 49

51 50

52 51

53 52

54 53

55 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Wikipédia, a enciclopédia Livre Livro sobre violino: Lidiane Carvalho Rodrigues Violino Livro1 54

O seu esforço te trará resultado positivos

O seu esforço te trará resultado positivos O aluno de que pretende tocar violino deverá separar todos os dias no mínimo 30 minutos pra se dedicar aos estudos para ter resultados satisfatórios. Os exercícios abaixo deverão ser feito durante dois

Leia mais

Prof. Juarez Barcellos

Prof. Juarez Barcellos ou Notação Musical A teoria serve para que o músico organize a aplicação de sua técnica. Ela é o intelecto, a compreensão da arte. É através dela que as composições rompem os séculos com uma linguagem

Leia mais

TEORIA MUSICAL EM FOCO

TEORIA MUSICAL EM FOCO TEORIA MUSICAL EM FOCO Curso Lendo Partituras Em Minutos HENRIQUE RODRIGUES www.teoriamusicalemfoco.com Teoria Musical em Foco 1 Música, Som e Suas Propriedades O que é Música? Música é a arte que expressa

Leia mais

Teoria Musical em Foco

Teoria Musical em Foco Henrique Rodrigues Teoria Musical em Foco Primeiros Passos Para Começar a Ler Partituras Versão 1.0 2 Índice Índice 3 Introdução 5 Capítulo 1: Música e Som 6 1.1 O que é Música 6 1.2 Mas o que é som? 7

Leia mais

FÓRMULA VIOLÃO EXPRESS. Direitos Autorais

FÓRMULA VIOLÃO EXPRESS. Direitos Autorais Direitos Autorais Todos os Direitos reservados a Fábio de Amorim Teodoro. Este e-book só pode ser distribuído juntamente com o Curso Gratuito Fórmula Violão Express. Partes SEJA BEM do Violão VINDO Seja

Leia mais

Teoria Musical PAUTA OU PENTAGRAMA

Teoria Musical PAUTA OU PENTAGRAMA Teoria Musical PAUTA OU PENTAGRAMA É o local onde são escritas as notas. São 5 linhas horizontais, paralelas, que formam 4 espaços. As linhas e espaços são contados de baixo para cima. Pode-se acrescentar

Leia mais

O violão é um dos instrumentos dos mais populares do mundo e estou disposto a lhe oferecer algumas ferramentas para que você o use de forma adequada.

O violão é um dos instrumentos dos mais populares do mundo e estou disposto a lhe oferecer algumas ferramentas para que você o use de forma adequada. VIOLÃO 1. Introdução O violão é um dos instrumentos dos mais populares do mundo e estou disposto a lhe oferecer algumas ferramentas para que você o use de forma adequada. 2. Anatomia do Violão Boca Braço

Leia mais

Curso de Violão. Música & Adoração. Música & Adoração. Ministério. Igreja Batista em Hidrolândia. Uma igreja que te ama

Curso de Violão. Música & Adoração. Música & Adoração. Ministério. Igreja Batista em Hidrolândia. Uma igreja que te ama Igreja Batista em Hidrolândia Uma igreja que te ama Curso de Violão Ministério Música & Adoração Produzido pelo Departamento de Ação Social da Igreja Batista em Hidrolândia. Proibida a reprodução por quaisquer

Leia mais

Curso de Violão - Iniciante

Curso de Violão - Iniciante Curso de Violão - Iniciante Iniciante Música - É a arte de combinar sons de uma maneira agradável. Algumas partes fundamentais: Melodia - Combinação de sons sucessivos; Harmonia - Combinação de sons simultâneos;

Leia mais

TURBINE SUA PALHETADA 4 DICAS PRÁTICAS PARA TOCAR GUITARRA COM MAIS PRECISÃO, CLAREZA E VELOCIDADE

TURBINE SUA PALHETADA 4 DICAS PRÁTICAS PARA TOCAR GUITARRA COM MAIS PRECISÃO, CLAREZA E VELOCIDADE TURBINE SUA PALHETADA 4 DICAS PRÁTICAS PARA TOCAR GUITARRA COM MAIS PRECISÃO, CLAREZA E VELOCIDADE Muito obrigado por se cadastrar para receber esse Ebook Exclusivo! CURSO COMPLETO DE TÉCNICAS DE GUITARRA

Leia mais

Ensaio Musical Prof. Juarez Barcellos

Ensaio Musical Prof. Juarez Barcellos Ensaio Musical Prof. Juarez Barcellos CURSO DE MÚSICA PARA VIOLÃO Módulo II juarezbarcellos.com Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem. Glória en excelsis

Leia mais

ORQUESTRAL VIOLINO VIOLA CELLO CONTRABAIXO MANUAL DO PROPRIETÁRIO

ORQUESTRAL VIOLINO VIOLA CELLO CONTRABAIXO MANUAL DO PROPRIETÁRIO ORQUESTRAL VIOLINO VIOLA CELLO CONTRABAIXO MANUAL DO PROPRIETÁRIO ÍNDICE SOBRE O VIOLINO... 5 ANATOMIA...5 COMO CUIDAR MELHOR DO SEU VIOLINO...7 SOBRE A VIOLA... 9 ANATOMIA...9 COMO CUIDAR MELHOR DA SUA

Leia mais

APRENDA A TOCAR VIOLÃO EM 5 PASSOS!

APRENDA A TOCAR VIOLÃO EM 5 PASSOS! APRENDA A TOCAR VIOLÃO EM 5 PASSOS! por estrategiaeexcelencia, em 01.07.11 APRENDA A TOCAR VIOLÃO EM 5 AULAS MÉTODO SIMPLES E PRÁTICO POR MARCOS F.SILVA INTRODUÇÃO Antes de mais nada, quero explicar que

Leia mais

MÓDULO 1 CADERNO DE EXERCÍ CÍOS. Para as aulas de Percepção e Solfejo

MÓDULO 1 CADERNO DE EXERCÍ CÍOS. Para as aulas de Percepção e Solfejo MÓDULO 1 CADERNO DE EXERCÍ CÍOS Para as aulas de Percepção e Solfejo CONSERVATÓRIO MAESTRO PAULINO Ensino Fundamental de Música Disciplina de Teoria Musical, Percepção e Solfejo CADERNO DE EXERCÍCIOS Para

Leia mais

Apostila de Violão e Guitarra

Apostila de Violão e Guitarra Apostila de Violão e Guitarra Criação e edição: MIGUEL URTADO Distribuição: CÂNONE MUSICAL CÂNONE MUSICAL *Mais sobre música!!!* www.canone.com.br Belo Horizonte Brasil 2010 ----**---- Para reproduzir

Leia mais

Violão Módulo I Iniciantes. Versão 1.0 MFA 1

Violão Módulo I Iniciantes. Versão 1.0 MFA 1 Violão Módulo I Iniciantes Versão 1.0 MFA 1 O princípio de tudo A música é transformação, a música é capaz de transformar som em sentimento, em emoção, é capaz de transformar o momento, o minuto, é capaz

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Ombro

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Ombro Clínica Deckers Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Ombro O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com mais freqüência para a terapia do ombro. Eles foram compilados para dar a você,

Leia mais

VIOLÃO Flaviano Malara

VIOLÃO Flaviano Malara VIOLÃO Flaviano Malara DEDILHADOS para VIOLÃO Flaviano Malara DEDILHADOS para VIOLÃO RECOMENDAÇÕES POSTURA CORPO/INSTRUMENTO O violão possui 6 cordas; a primeira corda é a mais fina (aguda) e a sexta

Leia mais

Dó -tom- Ré -tom- Mi -½tom- Fá -tom- Sol -tom- Lá -tom- Si -½tom- Dó...

Dó -tom- Ré -tom- Mi -½tom- Fá -tom- Sol -tom- Lá -tom- Si -½tom- Dó... Artigo Científico 4- A Matemática no mundo da música Guilherme Ramos Informática Manhã IFRS Campus Osório 28/11/2011 Resumo: Realmente sem idéias pra este artigo resolvi pegar uma das coisas que eu mais

Leia mais

GUIA DE AFINAÇÃO DO VIOLÃO OTONIEL VIANNA

GUIA DE AFINAÇÃO DO VIOLÃO OTONIEL VIANNA 1 A afinação de ouvido do violão geralmente é tratada como uma tarefa muito difícil e complicada. Na verdade, não é bem assim e eu vou te mostrar isso nesse guia. O grande problema não é a afinação do

Leia mais

TEORIA MUSICAL EM FOCO

TEORIA MUSICAL EM FOCO TEORIA MUSICAL EM FOCO LEM I Módulo 01 HENRIQUE RODRIGUES www.teoriamusicalemfoco.com Teoria Musical em Foco 1 Música, Som e Suas Propriedades O que é Música? Música é a arte que expressa os diversos sentimentos,

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES. Fonte: EMB. ia. Uma ótima terapia!!! Nome:

CADERNO DE ATIVIDADES. Fonte: EMB. ia. Uma ótima terapia!!!  Nome: CADERNO DE ATIVIDADES Fonte: EMB Música & Cia ia. Uma ótima terapia!!! www.musikaecia.com.br Nome: Relembrando o movimento sonoro: 1 Ficou em Cima Ficou em Baixo Sons curtos em Cima Sons curtos em Baixo

Leia mais

ORQUESTRAL CONTRABAIXO VIOLONCELO VIOLINO VIOLA MANUAL DO PROPRIETÁRIO

ORQUESTRAL CONTRABAIXO VIOLONCELO VIOLINO VIOLA MANUAL DO PROPRIETÁRIO ORQUESTRAL CONTRABAIXO VIOLONCELO VIOLINO VIOLA MANUAL DO PROPRIETÁRIO ÍNDICE SOBRE OS INSTRUMENTOS DE ARCO...05 ANATOMIA...05 ANATOMIA DO VIOLONCELO E CONTRABAIXO...07 ANATOMIA DO VIOLINO...08 ANATOMIA

Leia mais

Um pequeno caderno para trabalhos na escola e com a família. Para alunos com atraso mental moderado.

Um pequeno caderno para trabalhos na escola e com a família. Para alunos com atraso mental moderado. Um pequeno caderno para trabalhos na escola e com a família. Para alunos com atraso mental moderado. Objectivo: Ensinar cada aluno a vestir-se com peças de roupa que tenham diferentes formas para fechar:

Leia mais

Partes do Violão 1- Tampo 2- Rastilho 3- Cavalete 4- Boca ou Bocal

Partes do Violão 1- Tampo 2- Rastilho 3- Cavalete 4- Boca ou Bocal Partes da guitarra Basicamente, os modelos dos instrumentos que iremos abordar são os mais tradicionais, em se tratando da guitarra, nós temos o modelo strato, que é o mais versátil modelo de guitarra

Leia mais

MATERIAL DE REFORÇO PARA USO DO PROFESSOR

MATERIAL DE REFORÇO PARA USO DO PROFESSOR MATERIAL DE REFORÇO PARA USO DO PROFESSOR 1. PROPRIEDADES DO SOM 1.1. Preencher os espaços com a propriedade correta: a)... : é a propriedade de o som ser agudo ou grave. b)... : é o tempo que o som permanece

Leia mais

Vídeo 2. Bônus. Dicas especiais para você praticar o conteúdo e tornar a sua experiência mais envolvente. Aproveite ; )

Vídeo 2. Bônus. Dicas especiais para você praticar o conteúdo e tornar a sua experiência mais envolvente. Aproveite ; ) Vídeo Bônus Dicas especiais para você praticar o conteúdo e tornar a sua experiência mais envolvente. Aproveite ; ) NESTE BÔNUS 3 Resumo do que foi visto no vídeo Dicas para praticar em um teclado virtual

Leia mais

Prova (1º Módulo) Nome do Aluno: data / /

Prova (1º Módulo) Nome do Aluno: data / / Prova (1º Módulo) Nome do Aluno: data / / 1. O que é música? 2. Qual elemento (a matéria) mais importante da música que sem ele, a mesma não existiria? 3. O que é som? 4. Existem duas espécies de sons.

Leia mais

AULAS ONLINE PELO SKYPE DESDE POR VÍDEO CONFERÊNCIA com DIA e HORA Marcada. Para ver os alunos que fazem aula CLIQUE AQUI - ALUNOS.

AULAS ONLINE PELO SKYPE DESDE POR VÍDEO CONFERÊNCIA com DIA e HORA Marcada. Para ver os alunos que fazem aula CLIQUE AQUI - ALUNOS. AULAS ONLINE PELO SKYPE DESDE 2011. POR VÍDEO CONFERÊNCIA com DIA e HORA Marcada. Para ver os alunos que fazem aula CLIQUE AQUI - ALUNOS. Professor Jeferson Oliveira, trabalha com partituras, geralmente

Leia mais

INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO

INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO MARIO SALES SANTOS TREINOS COM TRÊS DEDOS E OS PRIMEIROS ACORDES PARA TOCAR AS PRIMEIRAS MÚSICAS São Paulo 2013 SUMARIO OBJETIVO DA AULA... 02 TREINOS A SEREM EXECUTADOS...

Leia mais

Formação Musical. Escola de Música Paroquial de Avintes. Planificação de conteúdos e actividades

Formação Musical. Escola de Música Paroquial de Avintes. Planificação de conteúdos e actividades Formação Musical Escola de Música Paroquial de Avintes Planificação de conteúdos e actividades António José Ferreira 01 de Setembro de 2007 1º ANO MÓDULO 1 DESENVOLVIMENTO SENSORIAL E AUDITIVO Pág. 2 À

Leia mais

Noel Dukarmo. Iniciação Prática Musical Didático/Pedagógico

Noel Dukarmo. Iniciação Prática Musical Didático/Pedagógico Noel Dukarmo Iniciação Prática Musical Didático/Pedagógico Feliz da idéia que simplesmente sai do papel Com o intuito de colaborar positivamente Mostrando que o idealista ainda acredita Que a educação

Leia mais

Atividade experimental: Propriedades e características do som

Atividade experimental: Propriedades e características do som Atividade experimental: Propriedades e características do som O som é uma onda mecânica que se propaga em um meio material e é caracterizado pelas grandezas altura, intensidade e timbre. Nas atividades

Leia mais

Curso Básico de Música

Curso Básico de Música Curso Básico de Música Betel Brasileiro - Juazeirinho Instrutores: Alex Junior e Nilson Barbosa Contatos: (83)9333-4185 Facebook Page: www.facebook.com/musicadicas 1 Dicas Se você deseja ser um bom músico

Leia mais

Princípios básicos de violão - Bruno Grunig 2. Princípios básicos de violão. para iniciantes

Princípios básicos de violão - Bruno Grunig  2. Princípios básicos de violão. para iniciantes Princípios básicos de violão - Bruno Grunig http://videoauladeviolao.com.br 2 Princípios básicos de violão para iniciantes Esta é uma apostila com alguns princípios básicos para estudo de violão, não se

Leia mais

Método de Ensino Violino (Módulos I e II)

Método de Ensino Violino (Módulos I e II) Método de Ensino Violino (Módulos I e II) Edição 2016 Lucilene Santos Pires Martins Thiago Henrique Santos Martins APRESENTAÇÃO Método elaborado e devidamente referenciado com exercícios práticos criados,

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco IFPE Campus Barreiros

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco IFPE Campus Barreiros Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco IFPE Campus Barreiros Exame de Seleção / VESTIBULAR IFPE 2016 Curso Técnico Subsequente em Instrumento Musical Avaliação Específica em

Leia mais

PREVINA OU ELIMINE A BARRIGA

PREVINA OU ELIMINE A BARRIGA PREVINA OU ELIMINE A BARRIGA OS EXERCÍCIOS ABDOMINAIS APRESENTADOS ABAIXO ESTÃO DIVIDIDOS DE ACORDOS COM SEU GRAU DE DIFICULDADE, ESTANDO CLASSIFICADOS COMO: EXERCÍCIOS LEVES EXERCÍCIOS INTERMEDIÁRIOS

Leia mais

VESTIBULAR MÚSICA

VESTIBULAR MÚSICA 0 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ - REITORIA DE ENSINO COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES UNIDADE ACADEMICA DE ARTE E MÍDIA VESTIBULAR 2013.2 TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA MÚSICA CONQUISTE

Leia mais

Como escrever ou realizar os exercícios de aquecimento

Como escrever ou realizar os exercícios de aquecimento Como escrever ou realizar os exercícios de aquecimento Considerações 1-O alfabeto da Ergonomografia foi desenvolvido para ser utilizado nas folhas padronizadas dos cadernos escolares. 2-Daí as letras que

Leia mais

Lição 02 Noções de Ergonomografia

Lição 02 Noções de Ergonomografia Lição 02 Noções de Ergonomografia Ergonomografia significa buscar nas características anatômicas, fisiológicas e psicológicas do ser humano a otimização para realizar o trabalho de escrever, usando os

Leia mais

Quadro I - Protocolo de Reabilitação Vestibular VertiGO!.

Quadro I - Protocolo de Reabilitação Vestibular VertiGO!. Quadro I - Protocolo de Reabilitação Vestibular VertiGO!. 1ª Etapa (Movimentos de olhos e cabeça, primeiro lentos, depois rápidos). Participante em pé sobre um colchonete, olhar para cima e para baixo.

Leia mais

Como ler Partituras. De acordo com a duração do som, a escrita da nota varia na seguinte seqüência:

Como ler Partituras. De acordo com a duração do som, a escrita da nota varia na seguinte seqüência: Como ler Partituras Leitura de Partituras (Teoria) 1. Notas Duração e Altura De acordo com a duração do som, a escrita da nota varia na seguinte seqüência: A duração exata do tempo depende da velocidade

Leia mais

Princípios Fundamentais para Bateria Vol.1 - com Joel Silva 1. Introdução Teórica

Princípios Fundamentais para Bateria Vol.1 - com Joel Silva 1. Introdução Teórica Princípios Fundamentais para Bateria Vol.1 - com Joel Silva 1 AULA 1 Introdução Teórica Iremos apresentar o que o estudante precisa saber de uma porção da teoria musical para poder ter uma compreensão

Leia mais

Exemplo 13 figuras de tempo e suas relações básicas.

Exemplo 13 figuras de tempo e suas relações básicas. 3. FIGURAS DE TEMPO, PAUSAS Figuras de tempo: são usadas para representar as durações das notas. Assim como a representação das notas dentro da pauta, a representação das durações das notas são relativas,

Leia mais

LANÇAMENTO DO PESO Técnica Rectilínea Sequência Completa

LANÇAMENTO DO PESO Técnica Rectilínea Sequência Completa LANÇAMENTO DO PESO Técnica Rectilínea Sequência Completa PREPARATION GLIDE DELIVERY RECOVERY DESCRIÇÃO DAS VÁRIAS FASES A Técnica Rectilínea do Lançamento do Peso está dividida nas seguintes fases:,, e.

Leia mais

MELHORE SEU DESEMPENHO NA EXECUÇÃO EM SUA BATERIA Walter Torres Música finalidade da bateria/percussão

MELHORE SEU DESEMPENHO NA EXECUÇÃO EM SUA BATERIA Walter Torres Música finalidade da bateria/percussão MELHORE SEU DESEMPENHO NA EXECUÇÃO EM SUA BATERIA Walter Torres torres@waltertorres.com.br Música finalidade da bateria/percussão Resumo Este artigo tem como objetivo melhorar a absorção de exercícios,

Leia mais

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI TECLADO

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI TECLADO MÓDULO I 1º Semestre 1.1 Apresentação do instrumento - Conhecimento das características e possibilidades de uso com seus recursos sonoros e eletrônicos e diferenças entre o teclado e o piano. 1.2 Postura,

Leia mais

Exercícios para Perder Barriga em Casa. OS 10 Exercícios para Perder Barriga em Casa

Exercícios para Perder Barriga em Casa. OS 10 Exercícios para Perder Barriga em Casa Exercícios para Perder Barriga em Casa OS 10 Exercícios para Perder Barriga em Casa A construção de uma barriga tanquinho é um sonho para todos. Ele é um dos objetivos principais entre os homens e mulheres.

Leia mais

GLOCK G 25. Desmontagem e montagem. VÜ t ûé? ÑxáÖâ át x xätuéüt ûé

GLOCK G 25. Desmontagem e montagem. VÜ t ûé? ÑxáÖâ át x xätuéüt ûé GLOCK G 25 Desmontagem e montagem VÜ t ûé? ÑxáÖâ át x xätuéüt ûé 2016 Neste manual, iremos abordar a desmontagem e montagem completa da pistola Glock G25 calibre 380 ACP, dividido em 3 partes: Desmontagem

Leia mais

Projeto Aprendiz Apostila de Ensino Contrabaixo

Projeto Aprendiz Apostila de Ensino Contrabaixo Projeto Aprendiz Apostila de Ensino Contrabaixo Edição 2016 Página 1 1 Sumário APRESENTAÇÃO... 3 2 CONHECENDO O CONTRABAIXO... 4 2.1 A HISTÓRIA DO CONTRABAIXO... 4 2.2 O CONTRABAIXO... 5 2.3 NOMENCLATURA

Leia mais

P á g i n a 1. Vinicius Fabri

P á g i n a 1. Vinicius Fabri P á g i n a 1 P á g i n a 2 Aula 1 Violão A história do violão é um pouco confusa porque foi criado em épocas de grandes guerras entre culturas, mas sendo assim, a história mais certa é que em meio ao

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE CONCURSO VESTIBULAR VESTIBULAR 2016 MÚSICA INSTRUÇÕES - Ao receber este caderno de prova verifique se contém 30 questões. Caso contrário,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS INSTITUTO DE FÍSICA E MATEMÁTICA Departamento de Física Disciplina: Física Básica II

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS INSTITUTO DE FÍSICA E MATEMÁTICA Departamento de Física Disciplina: Física Básica II UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS INSTITUTO DE FÍSICA E MATEMÁTICA Departamento de Física Disciplina: Física Básica II Perguntas: 1. A figura 1a mostra um instantâneo de uma onda que se propaga no sentido

Leia mais

OFICINA DE VIOLÃO - Módulo Básico -

OFICINA DE VIOLÃO - Módulo Básico - OFICINA DE VIOLÃO - Módulo Básico - ELABORAÇÃO: Frank Tagino MMA-RCC-DF REVISÃO: Nilton Vilhena SETOR XII - MMA-RCC-DF 1 HISTÓRIA DO INSTRUMENTO Antes de começarmos a abordar nossos assuntos referente

Leia mais

7 Passos para começar a aprender Violão do zero

7 Passos para começar a aprender Violão do zero 7 Passos para começar a aprender Violão do zero ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE Todas as informações contidas neste guia são provenientes de minhas experiências pessoais ao longo de vários anos. Embora eu

Leia mais

ARREMESSO/LANÇAMENTOS

ARREMESSO/LANÇAMENTOS ARREMESSO/LANÇAMENTOS Implementos O comitê organizador deve fornecer os implementos e, se dentro do regulamento, permitir que atletas utilizem seus próprios implementos ou aqueles fornecidos por um fornecedor,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS. Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD Escola Técnica de Artes - ETA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS. Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD Escola Técnica de Artes - ETA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD Escola Técnica de Artes - ETA Prova de Teoria Musical e Percepção Melódica e Rítmica Curso Técnico em Música (Canto Erudito, Piano, Violino

Leia mais

Ano letivo de Currículo da Disciplina de Educação Musical 5º Ano I UNIDADE

Ano letivo de Currículo da Disciplina de Educação Musical 5º Ano I UNIDADE Ano letivo de 2012-2013 Currículo da Disciplina de Educação Musical 5º Ano I UNIDADE - Ensaiar e apresentar publicamente interpretações individuais e em grupo de peças musicais em géneros e formas contrastantes

Leia mais

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA Nome do Candidato: Inscrição: Assinatura: PROVA COLETIVA 1- A prova está dividida em 4 questões com as seguintes pontuações:

Leia mais

Partindo de onde se tem as tarrachas de afinação, temos a casa 1, logo após a casa 2, 3,4,5,6, etc. Essas casas são separadas por trastes.

Partindo de onde se tem as tarrachas de afinação, temos a casa 1, logo após a casa 2, 3,4,5,6, etc. Essas casas são separadas por trastes. - O Bloco de cima representa a partitura, e o de baixo a tablatura, logo no início do bloco de cima (partitura) é mostrado o compasso(tempo) da música, por exemplo 4/4. Tablatura: No bloco de baixo (tablatura),

Leia mais

ENCAMINHAMENTO TRIMESTRAL AVALIAÇÃO

ENCAMINHAMENTO TRIMESTRAL AVALIAÇÃO 1ª ano Teoria Música dos continentes, Rock (Elvis e Beatles), instrumentos da orquestra. Comportamento atividades Concentrar-se na aula, atendendo bem ao chamado da professora, realizando as audições.

Leia mais

Grelhas de conteúdos programáticos

Grelhas de conteúdos programáticos Grelhas de conteúdos programáticos > disciplina de Iniciação Musical ACADEMIA MUSICAL DOS AMIGOS DAS CRIANÇAS AMAC - GRELHAS DE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA DISCIPLINA DE INICIAÇÃO MUSICAL 1 RITMO frases

Leia mais

Os obreiros encarregados do ensino musical ensinam todos os instrumentos independentemente da categoria.

Os obreiros encarregados do ensino musical ensinam todos os instrumentos independentemente da categoria. O Método Prático Para Viola - Sua Nova Atualização Com Coletânea De Imagens, Escalas Em Progressão Tonal, Minuetos De Autores Eruditos E 14 Duetos Com Análise Técnica Da Mão Direita. INTRODUÇÃO Convidados

Leia mais

Apostila de Teoria Musical

Apostila de Teoria Musical Apostila de Teoria Musical NOME: SOM 1º Módulo Som é toda vibração percebida pelo ouvido humano. O nosso ouvido percebe duas espécies de sons: Musicais e não musicais. O som musical é resultado de vibrações

Leia mais

APOSTILA CAVAQUINHO BÁSICO A OFICINA DE CAVAQUINHO SERÁ TRABALHADA EM TRÊS NÍVEIS (MÓDULOS): MÓDULO A

APOSTILA CAVAQUINHO BÁSICO A OFICINA DE CAVAQUINHO SERÁ TRABALHADA EM TRÊS NÍVEIS (MÓDULOS): MÓDULO A P á g i n a 1 d e 1 0 P á g i n a 2 d e 1 0 APOSTILA CAVAQUINHO BÁSICO A OFICINA DE CAVAQUINHO SERÁ TRABALHADA EM TRÊS NÍVEIS (MÓDULOS): MÓDULO A ==> O Aluno dará os primeiros passos no sue instrumento

Leia mais

MÓDULO 6 ARRANJOS DE MESA

MÓDULO 6 ARRANJOS DE MESA MÓDULO 6 ARRANJOS DE MESA ÍNDICE MÓDULO 6 Aula 6.0 - Bem Vindo...02 Aula 6.1 - Arranjos de Mesa com Cachepô...03 Aula 6.2 - Arranjos de Mesa com Base em Acetato...05 Aula 6.3 - Arranjos de Mesa com Balão

Leia mais

APRENDA MÚSICA Vol I 1. As notas musicais no endecagrama

APRENDA MÚSICA Vol I 1. As notas musicais no endecagrama APRENDA MÚSICA Vol I 1. As notas musicais no endecagrama Devido à grande extensão do teclado e conseqüentemente um grande número de notas, localizadas em diferentes oitavas, precisamos de dois pentagramas.

Leia mais

42. Construa a escala maior e indique os tetracordes de cada uma das tonalidades indicadas abaixo:

42. Construa a escala maior e indique os tetracordes de cada uma das tonalidades indicadas abaixo: Escalas Exercícios 42. Construa a escala maior e indique os tetracordes de cada uma das tonalidades indicadas abaixo: A. SOL maior B. LA maior C. SI maior D. FA maior E. MI maior F. RE maior 89 43. Construa

Leia mais

Processo Seletivo ª Etapa Teoria Musical

Processo Seletivo ª Etapa Teoria Musical UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Processo Seletivo 2012.1 2ª Etapa Teoria Musical Candidato (a): Feira de Santana, 27 de fevereiro de 2012. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA

Leia mais

MANUAL DE TESTES: COORDENAÇÃO - KTK

MANUAL DE TESTES: COORDENAÇÃO - KTK Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional MANUAL DE TESTES: COORDENAÇÃO - KTK Março de 2006 TESTE 1: EQUILIBRAR-SE ANDANDO DE COSTAS (RETROCEDENDO)

Leia mais

Tablaturas. O que são tablaturas? Como ler tablaturas?

Tablaturas. O que são tablaturas? Como ler tablaturas? Tablaturas O que são tablaturas? www.mauriciomasuda.com.br Tablatura é um método usado para transcrever música que pode ser tocada em instrumentos de corda como violões, guitarras e baixos. Ao contrário

Leia mais

O método é simples. 1. Entender o movimento (mentalmente), assimilá-lo. 2. Executar o movimento.

O método é simples. 1. Entender o movimento (mentalmente), assimilá-lo. 2. Executar o movimento. O método é simples Tocar bateria é coordenar os movimentos dos braços e pernas, só isso. Não é preciso ler partituras Não é preciso saber as notas musicais Não é preciso ter o dom para a música Aprender

Leia mais

Segunda Etapa SEGUNDO DIA 2ª ETAPA TEORIA MUSICAL COMISSÃO DE PROCESSOS SELETIVOS E TREINAMENTOS

Segunda Etapa SEGUNDO DIA 2ª ETAPA TEORIA MUSICAL COMISSÃO DE PROCESSOS SELETIVOS E TREINAMENTOS Segunda Etapa SEGUNDO DIA 2ª ETAPA TEORIA MUSICAL COMISSÃO DE PROCESSOS SELETIVOS E TREINAMENTOS 01. A barra dupla indica: 0-0) fim de um trecho musical. 1-1) mudança de compasso. 2-2) mudança de modo.

Leia mais

100 2 Mãos Versão 1.2: Síncopas & Contratempos (Páginas 1 a 32 de 64)

100 2 Mãos Versão 1.2: Síncopas & Contratempos (Páginas 1 a 32 de 64) Ficha Técnica: 100 2 Mãos Versão 1.2: Síncopas & Contratempos (Páginas 1 a 32 de 64) Autor: D. M. C. S. Editor: Bubok Design Interior/Exterior e Montagem: D. M. C. S. 2010/06/20 Lisboa 100 2 Mãos: Síncopas

Leia mais

Habilidade Específica

Habilidade Específica PROCESSO SELETIVO 2012 Anos Edital 08/2012-16/10/2011 INSTRUÇÕES 1. Confira, abaixo, o seu número de inscrição, turma e nome. Assine no local indicado. 2. Aguarde autorização para abrir o caderno de prova.

Leia mais

Violino Livro 1. Violino. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Violino Livro 1. Violino. Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Violino Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. O violino é um instrumento de quatro cordas, do naipe das Cordas Friccionadas, que seria corresponde ao Soprano da voz humana. O timbre do Violino é agudo,

Leia mais

3. SENTADO SEM SUPORTE PARA AS COSTAS MAS COM OS PÉS APOIADOS SOBRE O CHÃO OU SOBRE UM BANCO

3. SENTADO SEM SUPORTE PARA AS COSTAS MAS COM OS PÉS APOIADOS SOBRE O CHÃO OU SOBRE UM BANCO Escala de Equilíbrio de Berg 1.SENTADO PARA EM PÉ INSTRUÇÕES: Por favor, fique de pé. Tente não usar suas mãos como suporte. ( ) 4 capaz de permanecer em pé sem o auxílio das mãos e estabilizar de maneira

Leia mais

Apostila de Teoria Musical I

Apostila de Teoria Musical I Apostila de Teoria Musical I 2009 Índice I Propriedades Físicas do Som...03 II O que é Música?...04 III Representação gráfica do pentagrama...05 IV Notação Musical...06 V Figuras e Valores das e pausas...07

Leia mais

- MATRIZES DAS DISCIPLINAS -

- MATRIZES DAS DISCIPLINAS - - MATRIZES DAS DISCIPLINAS - FORMAÇÃO MUSICAL Anexo II Matrizes das Disciplinas Admissões 2015/2016 Página 30 de 80 1. DITADOS RÍTMICOS FORMAÇÃO MUSICAL ACESSO AO 2º GRAU PROVA ESCRITA 1.1. Duas frases

Leia mais

VESTIBULAR MÚSICA

VESTIBULAR MÚSICA 0 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ - REITORIA DE ENSINO COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES UNIDADE ACADEMICA DE ARTE E MÍDIA VESTIBULAR 2014.2 TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA MÚSICA CONQUISTE

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ e CICLOS D. JOÃO V 5º Ano Turma 1 PERÍODO MATÉRIAS / CONTEÚDOS AULAS PREVISTAS Ritmo: Pulsação; Som e silêncio organizados com a pulsação (semínima e pausa); Altura: Registo agudo,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE Informação Prova de Equivalência à Frequência Prática 3º Ciclo do Ensino Básico 2014/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 julho Aprovado em Conselho Pedagógico de 06

Leia mais

Construa uma. Celestial Casinha na Árvore de Papel em 3D

Construa uma. Celestial Casinha na Árvore de Papel em 3D Construa uma Celestial Casinha na Árvore de Papel em 3D 2 Modelos de folhagens Obs: Imprima as páginas 2 e 3 em papel branco. Recorte os modelos para usar como molde para criar a folhagem de fundo. Coloque

Leia mais

Como fazer uma drenagem linfática em você mesma sem sair de casa

Como fazer uma drenagem linfática em você mesma sem sair de casa Como fazer uma drenagem linfática em você mesma sem sair de casa Dica: Para que a massagem seja eficaz tudo vai depender da pressão dos dedos e dos movimentos feitos de forma correta. Primeiro vamos falar

Leia mais

Música faz bem! BOA PROVA

Música faz bem! BOA PROVA Prova de Habilidade Específica em Música PROVA DE APTIDÃO CURSO MÚSICA LICENCIATURA 1. Todos os candidatos deverão se submeter à entrevista, ao teste escrito e oral, bem como escrever seu histórico musical.

Leia mais

Preparando a desmontagem. Desconectando os cabos de alimentação

Preparando a desmontagem. Desconectando os cabos de alimentação Para remover uma caixa de correio opcional e seu trilho, execute as seções a seguir. Preparando a desmontagem 1 Desligue a impressora. 2 Remova todas as mídias de impressão de todas as bandejas. Desconectando

Leia mais

Caderno de Postura. Prof. Luiz Mello

Caderno de Postura. Prof. Luiz Mello Caderno de Postura Prof. Luiz Mello CADERNO DE POSTURA Este caderno de postura tem como objetivo demonstrar os principais pontos relacionados a maneira de como tocar violão e guitarra de uma maneira saudável,

Leia mais

Prova de Teoria Musical e Percepção melódica e rítmica

Prova de Teoria Musical e Percepção melódica e rítmica UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD Escola Técnica de Artes - ETA Prova de Teoria Musical e Percepção Melódica e Rítmica Curso Técnico em Música (Canto Erudito, Canto Popular,

Leia mais

II NOTAÇÃO MUSICAL. NOTAS NATURAIS São 7 (sete) as notas naturais DÓ - RÉ - MI - FA - SOL - LA - SI

II NOTAÇÃO MUSICAL. NOTAS NATURAIS São 7 (sete) as notas naturais DÓ - RÉ - MI - FA - SOL - LA - SI I MÚSICA Música é a arte de combinar os sons, seguindo as variações da altura, proporção, duração e ordenados por afinidades comuns. É através da música que o músico demonstra seus diversos sentimentos,

Leia mais

Aprenda Tocar Violão!

Aprenda Tocar Violão! COMUNICADO: Proibido por lei a cópia e alteração de qualquer parte desse e-book sem a prévia autorização do autor. Se souber de algum caso, denuncie. Aprenda Tocar Violão! www.violaomagico.com Violão Mágico

Leia mais

HORÁRIO DAS OFICINAS DO SEMINÁRIO DE MÚSICA Semestre

HORÁRIO DAS OFICINAS DO SEMINÁRIO DE MÚSICA Semestre HORÁRIO DAS OFICINAS DO SEMINÁRIO DE MÚSICA Semestre 2017.2 APRECIAÇÃO MUSICAL OFICINA DE APRECIAÇÃO MUSICAL - A PARTIR DE 18 ANOS Análise de literatura musical e análise de instrumentos (seus timbres,

Leia mais

Apostila de Ensino Bateria (Módulo I)

Apostila de Ensino Bateria (Módulo I) Apostila de Ensino Bateria (Módulo I) Edição 2016 APRESENTAÇÃO Esta apostila reúne uma compilação de estudos embasados nas devidas referências bibliográficas, notações complementares e exercícios práticos

Leia mais

VIOLÃO ACÚSTICO MANUAL DO PROPRIETÁRIO

VIOLÃO ACÚSTICO MANUAL DO PROPRIETÁRIO VIOLÃO ACÚSTICO MANUAL DO PROPRIETÁRIO ÍNDICE O VIOLÃO... 4 ANATOMIA...4 MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO...6 REGULAGEM...7 O VIOLÃO Um instrumento que encanta pelo seu som e beleza plástica. É um dos instrumentos

Leia mais

TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE LICENCIATURA EM MÚSICA INSTRUÇÕES E INFORMAÇÕES. 1 ESCREVA seu nome com letra de forma apenas no quadro acima.

TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE LICENCIATURA EM MÚSICA INSTRUÇÕES E INFORMAÇÕES. 1 ESCREVA seu nome com letra de forma apenas no quadro acima. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA COORDENADORIA DE PROCESSOS DE SELEÇÃO VESTIBULAR DE VERÃO 2016 PROCESSO SELETIVO SERIADO PSS 2016 TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE LICENCIATURA EM MÚSICA NOME

Leia mais

Improvisação. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos!

Improvisação. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Improvisação Prof. Juarez Barcellos Licença Creative Commons Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Em 2002, comecei a dar aulas particulares nas Em 2002, comecei a dar aulas particulares

Leia mais

Prova de Equivalência à Frequência

Prova de Equivalência à Frequência Rubricas dos Professores Vigilantes Prova de Equivalência à Frequência Educação Musical /Prova 12/2ª Fase/2014 Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ESTUDANTE Nome completo Documento

Leia mais

ALONGAMENTOS FLEXIBILIDADE. Rui Silva. Novembro 2009

ALONGAMENTOS FLEXIBILIDADE. Rui Silva. Novembro 2009 ALONGAMENTOS FLEXIBILIDADE Novembro 2009 Rui Silva ALONGAMENTOS NO BASQUETEBOL Na generalidade, os alongamentos devem ser feitos durante 20-30 segundos. De seguida, apresentam-se uma série de exercícios

Leia mais

Critérios de Avaliação PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS. (Aprovado em Conselho Pedagógico de 18 de julho de 2016)

Critérios de Avaliação PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS. (Aprovado em Conselho Pedagógico de 18 de julho de 2016) Escola EB1 João de Deus COD. 242 937 Escola Secundária 2-3 de Clara de Resende COD. 346 779 Critérios de Avaliação PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS (Aprovado em Conselho Pedagógico de 18 de julho de

Leia mais

* As galletas recém preparadas são um pouco frágil, o ideal é deixá-las repousar durante um ou dois dias.

* As galletas recém preparadas são um pouco frágil, o ideal é deixá-las repousar durante um ou dois dias. Dicas e Conselhos 1 Dicas e conselhos sobre como preparar a massa * Se perceber que a massa pronta está "esfarelando" adicione uma colher de água em temperatura ambiente, e continue misturando até obter

Leia mais