EMENTAS E CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EMENTAS E CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS"

Transcrição

1 EMENTAS E CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 2017

2 SUMÁRIO 1. SOBRE O ENSINO BÁSICO DE MÚSICA SOBRE A ETAPA DA MUSICALIZAÇÃO INFANTIL SOBRE A ETAPA DA INICIAÇÃO MUSICAL SOBRE AS PRÁTICAS COMPLEMENTARES Violão em Grupo Práticas Musicais em Grupo Coro Infanto-Juvenil PROGRAMAS DAS DISCIPLINAS Musicalização Infantil Musicalização Infantil Iniciação Musical Iniciação Musical Iniciação Musical

3 1. SOBRE O ENSINO BÁSICO DE MÚSICA O ofertado pelo Conservatório Maestro Paulino atende crianças dos 5 anos de idade completos até o final do ano letivo corrente até os 11 anos de idade (no máximo) completos até o final do ano letivo corrente. O Ensino Básico é dividido em duas etapas: Musicalização Infantil e Iniciação Musical. Tem por objetivo geral o desenvolvimento da sensibilidade musical e o contato com as primeiras experiências do fazer musical, além de preparar as crianças para o estudo de um instrumento musical de sua escolha. 2. SOBRE A ETAPA DA MUSICALIZAÇÃO INFANTIL A Musicalização Infantil tem duração de dois anos: Musicalização Infantil 1 (5 anos de idade) e Musicalização Infantil 2 (6 anos de idade). Nesta etapa, o trabalho com as crianças envolve a experimentação sonora, a vivência musical, o reforço na percepção e no discernimento dos elementos formais do som, timbres, altura, duração, altura, intensidade. Também trabalha com o conhecimento de melodias e de instrumentos musicais, além do desenvolvimento da coordenação motora e da percepção sensorial musical. O objetivo da etapa da Musicalização Infantil é inserir as crianças em um ambiente propício ao contato inicial com a música. Por meio de estratégias adequadas a cada faixa etária, o curso de musicalização visa desenvolver, progressivamente, as principais habilidades que serão indispensáveis para o aprendizado de um instrumento musical, como noção de afinação, pulso, duração do som, volume do som, timbre e altura do som. Como é uma etapa de ambientação e das primeiras experiências musicais, não são realizadas avaliações neste período. 3. SOBRE A ETAPA DA INICIAÇÃO MUSICAL A Iniciação Musical tem duração de três anos: Iniciação Musical 1, Iniciação Musical 2 e Iniciação Musical 3. Nesta etapa, alunos de 7, 8 ou 9 anos de idade deverão ingressar obrigatoriamente na Iniciação Musical 1 e cumprir os anos 3

4 seguintes. O trabalho nesta etapa envolve a descoberta dos fundamentos da música a partir de instrumentos musicais. Serão trabalhados em sala de aula repertórios de vários estilos musicais com flauta, percussão, canto e instrumental Orff, com o objetivo de formalizar os conhecimentos musicais, iniciando um contato com a música escrita (partitura) e com os elementos básicos da teoria musical. Nesta etapa, os alunos terão a oportunidade de realizar práticas complementares, que visam dar oportunidades práticas de fazer música em grupos variados. As avaliações da Iniciação Musical são realizadas a cada bimestre, sendo que a média anual para ser considerado aprovado é de no mínimo 7,0 (sete) pontos. 4. SOBRE AS PRÁTICAS COMPLEMENTARES As práticas complementares são oferecidas aos alunos da etapa de Iniciação Musical. Estas têm por objetivo propiciar um momento de prática musical interativa, no qual o fazer musical em grupo proporciona a experiência de tocar diversos instrumentos musicais em conjunto com os colegas de turma. Para tanto, recomenda-se que os alunos da Iniciação Musical 1 participem do Coro Infanto-Juvenil, e que os alunos da Iniciação Musical 2 e 3 participem de pelo menos uma das três práticas propostas (Violão em Grupo, Práticas Musicais em Grupo, Coro Infanto-Juvenil). Contudo, é permitido também aos alunos da Iniciação Musical 2 e 3 participarem de duas ou três práticas complementares Violão em Grupo A prática complementar de Violão em Grupo proporciona aos alunos os primeiros contatos com o instrumento. Com uma metodologia adequada à faixa etária em questão, o professor trabalhará o reconhecimento das partes do instrumento, noções básicas de postura e de manuseio do violão, trabalhos específicos para o desenvolvimento da mão esquerda e da mão direita, dedilhado das cordas e reconhecimento das notas musicais no braço do violão. Estes conteúdos serão trabalhados em conjunto com um repertório estabelecido pelo professor. 4

5 4.2. Práticas Musicais em Grupo Nas práticas musicais em grupo os alunos terão a oportunidade de tocar diversos repertórios com formações instrumentais variadas. Utilizando instrumentos como flauta doce, xilofones, metalofones, instrumentos de percussão, violões, os alunos poderão exercitar a prática da música em conjunto de maneira lúdica e desenvolver sua expressividade ao executar um repertório musical adequado ao seu desenvolvimento musical Coro Infanto-Juvenil A prática do coro proporciona aos alunos as primeiras experiências com o seu instrumento musical e expressivo mais imediato: a voz. A partir de um repertório adequado à faixa etária dos alunos, o professor realizará os trabalhos iniciais relativos ao canto coral, como respiração, postura, afinação, equilíbrio das vozes, pronúncia dos textos, comportamento de palco, entre outros elementos. 5. PROGRAMAS DAS DISCIPLINAS 5.1. Musicalização Infantil 1 Ao final do curso o aluno deverá dominar e reconhecer: Som Sensibilização à música: conto sonoro, exploração sonora, jogos e brincadeiras; Fontes sonoras/localização; Qualidades do som: altura, intensidade, duração e timbre; Densidade; Silêncio; Leitura de representações gráficas dos sons; Claves. Ritmo Ritmo musical: simples e curto; Pulsação; Ritmo coletivo: uníssono; Andamentos; Figuras musicais; Reconhecimento de ritmo de melodias; Prosódia: rítmica das palavras (rimas ou parlendas); Padrões rítmicos: diferenciação de ritmos (samba, marcha e etc.). 5

6 Melodia Notas musicais: ordenação das notas (escala) ascendentemente e descendentemente (grave/agudo); Solfejo de melodias simples; Noção de afinação. História da música Compositores: vida, obra e sua contribuição social e cultural; Instrumentos: pertinentes à realidade cultural da criança. Suas características, obras e sua função na sociedade. Linguagens musicais Sonoplastia; Música Vocal; Música Instrumental. Interpretação Canções folclóricas; Leitura das características da peça: letra, ritmo, aspecto de melancolia ou alegria, movimento, dança, mensagem, etc.; Repertório por imitação; Música popular e erudita; Desenvolvimento das habilidades do canto e da rítmica corporal; Formas de acompanhamento ou representação que auxiliem e enriqueçam a expressão e interpretação musical. Composição Composição de mensagens musicais através da representação gráfica dos sons Musicalização Infantil 2 Ao final do curso o aluno deverá dominar e reconhecer: Som Aprimoramento das atividades do ano anterior; Sensibilização musical através de jogos e brincadeiras; Sons imaginários (audição interna); 6

7 Paisagens sonoras: compreensão do som como elemento formador de um ambiente, situação ou ação. Ritmo Aprimoramento das atividades do ano anterior; Valores rítmicos; Ditado rítmico (oral); Ecos rítmicos; Jogos rítmicos. Melodia Notas musicais: execução das notas (escala) ascendentemente e descendentemente; Solfejo de melodias. Notação musical Partitura de ritmos: leitura de figuras musicais e suas pausas correspondentes; Melodia com acompanhamentos em ostinatos; Cânone. História da música Desenvolvimento dos conteúdos anteriores. Interpretação Aprimoramento dos conteúdos do ano anterior; Repertório por imitação. Composição Melodia: pequenas melodias; Ritmos: ritmos simples para ostinato; Letras. Improvisação Execução livre de um ritmo, som ou movimento durante uma música, como consequência da sua sensibilidade à mesma, respeitando-se uma coerência musical; Perguntas e respostas rítmicas utilizando a percussão corporal ou instrumentos de percussão. 7

8 Apreciação Audição de músicas instrumentais cujos elementos contribuam para a formação do senso estético musical Iniciação Musical 1 Despertar sensibilização musical; Aprofundamento nas propriedades do som; Percepção sonora e motora; Iniciação à flauta doce; Notas musicais em clave de sol (nome e solfejo); Escala pentatônica (solfejo); Figuras rítmicas simples e suas pausas correspondentes; Ditados rítmicos; Apreciação de música folclórica brasileira e étnica; Canções, improvisação, criação e jogos musicais Iniciação Musical 2 Linhas da pauta; Notas musicais em clave de sol (nome e solfejo); Solfejos em graus conjuntos na escala de dó; Conjunto de sinais (manossolfa); Escala pentatônica; Arranjos: nota pedal, bordões; Figuras musicais (som e silêncio); Elementos sonoros; Células rítmicas simples; Percepção rítmica; Ditado rítmico; Percepção rítmico-melódica; Padrões rítmicos; Ostinatos; Apreciação de música sinfônica (sugestões: Pedro e o lobo de Prokofiev, o quebra-nozes de Tchaikovsky, o carnaval dos animais de Saint-Saens, etc.); Timbres dos instrumentos de orquestras; Compositores: vida, obra, contribuição social e cultural; Canções, improvisação, criação e jogos musicais. 8

9 5.5. Iniciação Musical 3 Solfejos em graus conjuntos e intervalos de terça e quinta na escala de Dó; Cifras; Figuras musicais (variações da semicolcheia); Figuras pontuadas, ligadas; Percepção melódica; Percepção rítmica; Ditado rítmico; Ditado melódico; Timbres dos instrumentos da orquestra; Apreciação de música sinfônica (sugestões: As quatro estações de Vivaldi, O trenzinho caipira de Villa-Lobos, A marcha militar de Schubert, etc.); Ostinatos; Canções, improvisação, criação e jogos musicais; Clave de sol e de fá; Linhas suplementares; Solfejo em arpejos; Compassos simples; Formas musicais; Células rítmicas simples e um pouco mais complexas (pausas, síncopas, ligaduras); Gêneros musicais; Compositores: vida, obra e sua contribuição social e cultural. 9

HORÁRIO DAS OFICINAS DO SEMINÁRIO DE MÚSICA Semestre

HORÁRIO DAS OFICINAS DO SEMINÁRIO DE MÚSICA Semestre HORÁRIO DAS OFICINAS DO SEMINÁRIO DE MÚSICA Semestre 2017.2 APRECIAÇÃO MUSICAL OFICINA DE APRECIAÇÃO MUSICAL - A PARTIR DE 18 ANOS Análise de literatura musical e análise de instrumentos (seus timbres,

Leia mais

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI TECLADO

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI TECLADO MÓDULO I 1º Semestre 1.1 Apresentação do instrumento - Conhecimento das características e possibilidades de uso com seus recursos sonoros e eletrônicos e diferenças entre o teclado e o piano. 1.2 Postura,

Leia mais

AGRUPAMENTO ESCOLAS PROFESSOR CARLOS TEIXEIRA Código EDUCAÇÃO MUSICAL:

AGRUPAMENTO ESCOLAS PROFESSOR CARLOS TEIXEIRA Código EDUCAÇÃO MUSICAL: EDUCAÇÃO MUSICAL: A Música é uma forma do conhecimento cuja linguagem é o som. A experiência musical viva e criativa é a base de todas as aprendizagens. As vivências e os pensamentos musicais dos alunos

Leia mais

Critérios de Avaliação PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS. (Aprovado em Conselho Pedagógico de 18 de julho de 2016)

Critérios de Avaliação PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS. (Aprovado em Conselho Pedagógico de 18 de julho de 2016) Escola EB1 João de Deus COD. 242 937 Escola Secundária 2-3 de Clara de Resende COD. 346 779 Critérios de Avaliação PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS (Aprovado em Conselho Pedagógico de 18 de julho de

Leia mais

ARTES CÊNICAS Cenografia: Segunda-feira 16h55 às 18h30 14 vagas Dramaturgia I: Segunda-feira 18h35 às 20h10 15 vagas Dramaturgia II:

ARTES CÊNICAS Cenografia: Segunda-feira 16h55 às 18h30 14 vagas Dramaturgia I: Segunda-feira 18h35 às 20h10 15 vagas Dramaturgia II: ARTES CÊNICAS Cenografia: A disciplina trabalhará a criação da cenografia para um espetáculo teatral. Desenvolverá os processos de análise dramatúrgica, pesquisa sobre as especificidades do texto teatral,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Expressões e Tecnologias Planificação Anual de Educação Musical 5º ano Ano Letivo 2015/2016

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Expressões e Tecnologias Planificação Anual de Educação Musical 5º ano Ano Letivo 2016/2017

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL - 6.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL - 6.º ANO DE EDUCAÇÃO MUSICAL - 6.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO PERFIL DO ALUNO ATINGIR NO FINAL DE CICLO O aluno canta a solo e em grupo, com intencionalidade expressiva, canções em diferentes tonalidades

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL 6.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL 6.º ANO DE EDUCAÇÃO MUSICAL 6.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO PERFIL DO ALUNO ATINGIR NO FINAL DE CICLO O aluno canta a solo e em grupo, com intencionalidade expressiva, canções em diferentes tonalidades

Leia mais

Ano Letivo 2012/2013 2º Ciclo 5º Ano

Ano Letivo 2012/2013 2º Ciclo 5º Ano AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Anual EDUCAÇÃO MUSICAL Ano Letivo 2012/2013 2º Ciclo 5º Ano Unidade Didática/Tema* Conceitos/Conteúdos Organizadores/Competências Específicas

Leia mais

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI GUITARRA

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI GUITARRA MÓDULO I 1º Semestre 1.1 Apresentação do instrumento. Conhecer o instrumento fisicamente bem como suas características. Nomes das partes e funções. 1.2 Afinação e postura. Postura corporal correta e a

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Educação Musical

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Educação Musical INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2016 Educação Musical Escola: Escola Básica 2.3 Pêro de Alenquer Código: 12 Disciplina: Educação Musical 2º Ciclo Anos de escolaridade:5º e 6º Introdução O

Leia mais

Metas de Aprendizagem: Educação Musical (2º Ciclo)

Metas de Aprendizagem: Educação Musical (2º Ciclo) Metas de Aprendizagem: Educação Musical (2º Ciclo) Domínio: Desenvolvimento da Capacidade de Expressão e Comunicação Subdomínio: Interpretação e Comunicação Meta Final 1) O aluno canta a solo e em grupo,

Leia mais

Desenvolvimento da capacidade de expressão e comunicação - Interpretação e comunicação

Desenvolvimento da capacidade de expressão e comunicação - Interpretação e comunicação Educação Musical º ANO C Ano Letivo: 0/0. Introdução / Finalidades A música enquanto disciplina tem como um dos objetivos fundamentais o desenvolvimento do pensamento musical dos alunos, através da compreensão

Leia mais

O segundo workshop trata das questões da duração: pulso, métrica, andamento, agógica, sistemas rítmicos.

O segundo workshop trata das questões da duração: pulso, métrica, andamento, agógica, sistemas rítmicos. WorkShow O CÓDIGO MUSICAL Um curso dividido em 5 workshops, para todos - músicos, atores, bailarinos e demais, que pretendam desvendar os segredos da linguagem musical e suas aplicações nos mais diversos

Leia mais

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( )

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( ) P R O G R A M A Ç Ã O C U R R I C U L A R DO 5 0 A N O COMPETÊNCIAS GERAIS ORG. APRENDIZAGEM COMP. ESPECÍFICAS DE EDUCAÇÃO MUSICAL SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM -Mobilizar saberes culturais, científicos e

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GONÇALO SAMPAIO ESCOLA E.B. 2, 3 PROFESSOR GONÇALO SAMPAIO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GONÇALO SAMPAIO ESCOLA E.B. 2, 3 PROFESSOR GONÇALO SAMPAIO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GONÇALO SAMPAIO ESCOLA E.B. 2, 3 PROFESSOR GONÇALO SAMPAIO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES EDUCAÇÃO MUSICAL PLANIFICAÇÃO ANUAL 6º ANO 2016/2017 Metas Conceitos Conteúdos Objetivos Avaliação

Leia mais

MÓDULO 1 CADERNO DE EXERCÍ CÍOS. Para as aulas de Percepção e Solfejo

MÓDULO 1 CADERNO DE EXERCÍ CÍOS. Para as aulas de Percepção e Solfejo MÓDULO 1 CADERNO DE EXERCÍ CÍOS Para as aulas de Percepção e Solfejo CONSERVATÓRIO MAESTRO PAULINO Ensino Fundamental de Música Disciplina de Teoria Musical, Percepção e Solfejo CADERNO DE EXERCÍCIOS Para

Leia mais

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI BAIXO

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI BAIXO MÓDULO I 1º Semestre 1.1 Apresentação do instrumento. No primeiro módulo o aluno conhecerá seu instrumento fisicamente bem como suas características - Partes do baixo e nome das cordas. 1.2 Afinação e

Leia mais

Sugestões Metodológicas: Estratégias/Atividades. Metas de Aprendizagem

Sugestões Metodológicas: Estratégias/Atividades. Metas de Aprendizagem Ano Letivo - 2012/201 Conteúdos Objetivos Curriculares Metas de Aprendizagem Sugestões Metodológicas: Estratégias/Atividades Avaliação Calendarização Dinâmica Forma Ficheiro 1 Reconhece diferentes timbres,

Leia mais

Janeiro. Março/Abril

Janeiro. Março/Abril Outubro Jogos de exploração da voz Planificação Anual Expressão e Educação Musical 1.º ano 1º Período 2º Período 3º Período Dizer e entoar rimas e lengalengas Experimentar sons vocais (todos os que a criança

Leia mais

Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) Instituto de Filosofia, Artes e Cultura (IFAC) Departamento de Música (DEMUS)

Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) Instituto de Filosofia, Artes e Cultura (IFAC) Departamento de Música (DEMUS) 1 Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) Instituto de Filosofia, Artes e Cultura (IFAC) Departamento de Música (DEMUS) Curso de Licenciatura em Música DISCIPLINAS ELETIVAS / EMENTAS Análise Musical

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 6.º Ano

PLANIFICAÇÃO ANUAL 6.º Ano PLANIFICAÇÃO ANUAL 6.º Ano Disciplina de Educação Musical METAS DE APRENDIZAGEM Domínios e Subdomínios Desenvolvimento da Capacidade de Expressão e Comunicação: Interpretação e Comunicação INDICADORES

Leia mais

Curso de Extensão em Música 2017/1

Curso de Extensão em Música 2017/1 Universidade Federal do Rio Grande - FURG Pró-Reitoria de Extensão e Cultura - PROEXC Diretoria de Arte e Cultura - DAC Núcleo de Extensão em Música Curso de Extensão em Música 2017/1 Rio Grande, 20 de

Leia mais

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI VIOLÃO POPULAR

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI VIOLÃO POPULAR MÓDULO I 1º Semestre 1.1 Apresentação do instrumento. No primeiro módulo o aluno conhecerá seu instrumento fisicamente bem como suas características. 1.2 Afinação do instrumento e postura. Postura corporal

Leia mais

INICIAÇÃO MUSICAL NA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO E FUNDAMENTAL DEPUTADO ÁLVARO GAUDÊNCIO DE QUEIROZ: SUBPROJETO PIBID/MÚSICA UFCG

INICIAÇÃO MUSICAL NA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO E FUNDAMENTAL DEPUTADO ÁLVARO GAUDÊNCIO DE QUEIROZ: SUBPROJETO PIBID/MÚSICA UFCG INICIAÇÃO MUSICAL NA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO E FUNDAMENTAL DEPUTADO ÁLVARO GAUDÊNCIO DE QUEIROZ: SUBPROJETO PIBID/MÚSICA UFCG Alexsandro Lima (UFCG); Augusto Matheus Vasconcellos de Araújo (UFCG);

Leia mais

Oficinas oferecidas. Oficina Conjunto de Flautas Doces. Oficina Conjunto de Violões. Oficina Coro Infantil

Oficinas oferecidas. Oficina Conjunto de Flautas Doces. Oficina Conjunto de Violões. Oficina Coro Infantil Oficinas oferecidas Oficina Conjunto de Flautas Doces O Conjunto de Flautas Doces é uma das oficinas do Projeto Prelúdio, as quais são atividades complementares coletivas oferecidas aos alunos dos cursos

Leia mais

Universidade Metodista de Piracicaba Processo Seletivo 2013 Prova de Aptidão Curso Música Licenciatura Prova 1

Universidade Metodista de Piracicaba Processo Seletivo 2013 Prova de Aptidão Curso Música Licenciatura Prova 1 INSTRUÇÕES A prova de aptidão musical constitui-se de três partes: Universidade Metodista de Piracicaba Processo Seletivo 2013 Prova de Aptidão Curso Música Licenciatura Prova 1 1. HISTÓRICO MUSICAL Você

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ e CICLOS D. JOÃO V 5º Ano Turma 1 PERÍODO MATÉRIAS / CONTEÚDOS AULAS PREVISTAS Ritmo: Pulsação; Som e silêncio organizados com a pulsação (semínima e pausa); Altura: Registo agudo,

Leia mais

DISCIPLINA EDUCAÇÃO MUSICAL

DISCIPLINA EDUCAÇÃO MUSICAL INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DISCIPLINA EDUCAÇÃO MUSICAL PROVA 12/16 6º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei nº 19/12, de 5 de julho, republicado pelo Decreto-Lei nº 91/1, de 10 de julho)

Leia mais

Desenvolvimento da capacidade de expressão e comunicação - Interpretação e comunicação

Desenvolvimento da capacidade de expressão e comunicação - Interpretação e comunicação DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E Educação Musical 6º ANO B Ano Letivo: 06/07. Introdução / Finalidades A música enquanto disciplina tem como um dos objetivos fundamentais o desenvolvimento do pensamento

Leia mais

ESCOLA E.B. FERNANDO CALDEIRA. Ano letivo de Currículo da Disciplina de Educação Musical 6º Ano I UNIDADE

ESCOLA E.B. FERNANDO CALDEIRA. Ano letivo de Currículo da Disciplina de Educação Musical 6º Ano I UNIDADE Ano letivo de 2012-2013 Objetivos Currículo da Disciplina de Educação Musical 6º Ano I UNIDADE Interpretação e comunicação: - Preparar, apresentar e avaliar peças musicais diferenciadas, atendendo à diversidade

Leia mais

DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FRONTEIRA PLANIFICAÇÃO ANUAL

DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FRONTEIRA PLANIFICAÇÃO ANUAL DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FRONTEIRA PLANIFICAÇÃO ANUAL Professor: João Polido Disciplina: Educação Musical Ano: 5º Turma: B Ano lectivo: 2011/2012 Interpretação

Leia mais

Planificação Anual/Trimestral - Educação Musical - 6.º Ano

Planificação Anual/Trimestral - Educação Musical - 6.º Ano Timbre: Harmonia tímbrica e realce tímbrico. Instrumentos tradicionais do Mundo. Dinâmica: Legato e staccato. Músicas do Mundo. Altura: Simultaneidade de melodias. Polifonia. Ritmo: Monorritmia e Polirritmia.

Leia mais

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA Nome do Candidato: Inscrição: Assinatura: PROVA COLETIVA 1- A prova está dividida em 4 questões com as seguintes pontuações:

Leia mais

Princípios do programa de Expressão Musical

Princípios do programa de Expressão Musical Princípios do programa de Expressão Musical Voz: Dizer, entoar e cantar rimas e lengalengas; cantar canções; experimentar sons vocais. Corpo: Experimentar percussão corporal; acompanhar canções e gravações

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM º CICLO Ano Letivo 016/017 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Educação Musical / Metas de Aprendizagem em EM / Manual Banda Sonora 6

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2017 Edital N.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2017 Edital N. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2017 Edital N. 69/2016 ANEXO V PROGRAMAS DAS PROVAS PARA OS CURSOS QUE EXIGEM

Leia mais

MÚSICA º semestre

MÚSICA º semestre MÚSICA 7 1º semestre 1º semestre LICENCIATURA OA009 Preparação canto coral I Auditivo I L OA017 Introdução à Pesquisa / Auditivo I L EM200 Didática I OA001 Teoria Musical OA121 Tópic. esp. história da

Leia mais

* Rio de Janeiro

* Rio de Janeiro * 25-12-1949 Rio de Janeiro Formação e Atuação Formação em Pedagogia, Licenciatura em Música e Piano na Faculdade Católica de Filosofia, Faculdade de Educação e Escola de Música e Artes Cênicas da UFBA,

Leia mais

Prova Específica de Música do Concurso Vestibular 2015 Música Popular Canto e instrumentos musicais

Prova Específica de Música do Concurso Vestibular 2015 Música Popular Canto e instrumentos musicais Prova Específica de Música do Concurso Vestibular 2015 Música Popular Canto e instrumentos musicais I. INFORMAÇÕES COMUNS A TODAS AS PROVAS A Prova de Habilitação Específica para o Curso de Graduação em

Leia mais

Conservatório de Música D. Diniz

Conservatório de Música D. Diniz Conservatório de Música D. Diniz 1ª Sessão Timbre: Vozes/ instrumentos. Identifica e reconhece as notas musicais na pauta; Reconhece diferentes estruturas formais; Execução de melodias e ostinatos; Padrões

Leia mais

PLANEJAMENTO Julho. Professor (a): Janete Neusa Perin NOME DO LIVRO: Objetivo geral:

PLANEJAMENTO Julho. Professor (a): Janete Neusa Perin NOME DO LIVRO: Objetivo geral: PLANEJAMENTO Julho NOME DO LIVRO: Estratégias de outras áreas do conhecimento A BRUXA SALOMÉ Leitura e escrita; Oralidade; Dias da Semana; Rimas. -Desenvolver o gosto pela leitura, valorizando a como fonte

Leia mais

Habilidade Específica

Habilidade Específica PROCESSO SELETIVO 2012 Anos Edital 08/2012-16/10/2011 INSTRUÇÕES 1. Confira, abaixo, o seu número de inscrição, turma e nome. Assine no local indicado. 2. Aguarde autorização para abrir o caderno de prova.

Leia mais

Prova de Aptidão Musical

Prova de Aptidão Musical Vestibular 2010 Prova de Aptidão Musical Curso de Licenciatura em Música 1. o Caderno Questões Objetivas 18.12.2009 Escreva seu nome e número da carteira na capa e na última folha deste caderno. Esta prova

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO MUSICAL / Ano Letivo 2013/2014 EDUCAÇÃO MUSICAL Ano Letivo 2013-2014 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Página 1 de 12 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO MUSICAL Competências Gerais do Ensino Básico 1 Mobilizar

Leia mais

Livro didático de Educação Musical: objetivos, conteúdos e atividades para a construção do conhecimento musical

Livro didático de Educação Musical: objetivos, conteúdos e atividades para a construção do conhecimento musical Livro didático de Educação Musical: objetivos, conteúdos e atividades para a construção do conhecimento musical Marta Deckert marta.livros@gmail.com Colégio Bom Jesus Resumo: o livro didático é considerado

Leia mais

Conteúdo Básico Comum (CBC) de Artes do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Exames Supletivos / 2013

Conteúdo Básico Comum (CBC) de Artes do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Exames Supletivos / 2013 SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO MÉDIO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Conteúdo

Leia mais

MÚSICA NAS ESCOLAS DO RIO GRANDE DO SUL: UM PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA. Música para tocar. Profª. Carla Lopardo

MÚSICA NAS ESCOLAS DO RIO GRANDE DO SUL: UM PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA. Música para tocar. Profª. Carla Lopardo MÚSICA NAS ESCOLAS DO RIO GRANDE DO SUL: UM PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA Música para tocar Profª. Carla Lopardo carlalopardo@gmail.com O lugar da música para tocar na educação musical. Canção de Boas-vindas

Leia mais

Grelhas de conteúdos programáticos

Grelhas de conteúdos programáticos Grelhas de conteúdos programáticos > disciplina de Iniciação Musical ACADEMIA MUSICAL DOS AMIGOS DAS CRIANÇAS AMAC - GRELHAS DE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA DISCIPLINA DE INICIAÇÃO MUSICAL 1 RITMO frases

Leia mais

Música faz bem! BOA PROVA

Música faz bem! BOA PROVA Prova de Habilidade Específica em Música PROVA DE APTIDÃO CURSO MÚSICA LICENCIATURA 1. Todos os candidatos deverão se submeter à entrevista, ao teste escrito e oral, bem como escrever seu histórico musical.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 019/2016-CEPE/UNESPAR. Considerando o art. 7º, incisos I, II e VII do Regimento Geral da Unespar;

RESOLUÇÃO Nº 019/2016-CEPE/UNESPAR. Considerando o art. 7º, incisos I, II e VII do Regimento Geral da Unespar; RESOLUÇÃO Nº 019/2016-CEPE/UNESPAR Convalida as alterações e prazos de vigência da matriz curricular do curso de Composição e Regência do campus Curitiba I - EMBAP. Considerando o art. 7º, incisos I, II

Leia mais

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( )

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( ) P R O G R A M A Ç Ã O C U R R I C U L A R DO 6 0 A N O COMPETÊNCIAS GERAIS ORG. APRENDIZAGEM COMP. ESPECÍFICAS DE EDUCAÇÃO MUSICAL SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM -Mobilizar saberes culturais, científicos e

Leia mais

Informação para a Prova de Ingresso - 5º Ano

Informação para a Prova de Ingresso - 5º Ano Informação para a Prova de Ingresso - 5º Ano Tipo de Prova: Escrita Duração da prova: 60 minutos Material permitido: Lápis, borracha e esferográfica azul ou preta Identificar e escrever frases musicais

Leia mais

ESCOLA PIRLILIM / ANO 2015 PLANO DE UNIDADE PLANO DA I UNIDADE

ESCOLA PIRLILIM / ANO 2015 PLANO DE UNIDADE PLANO DA I UNIDADE ESCOLA PIRLILIM / ANO 2015 PLANO DE UNIDADE GRUPO: 7 PERÍODO: / à / ÁREA DO CONHECIMENTO: Música CARGA HORÁRIA: COMPETÊNCIAS E HABILIDADES PLANO DA I UNIDADE - Conhecer e criar novas melodias. - Desenvolver

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Educação Musical 7º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Educação Musical 7º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Educação Musical 7º Ano 1º Semestre COMPETÊNCIAS TEMAS/UNIDADES CONTEÚDOS Aulas Previstas _34_ - Toca os instrumentos com postura correcta; - Interpreta um ostinato rítmico

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL - CONTEÚDOS

PLANIFICAÇÃO ANUAL - CONTEÚDOS PLANIFICAÇÃO ANUAL - CONTEÚDOS UNIDADE 1 Compasso binário, ternário e quaternário Figuras rítmicas Notas na pauta e na flauta Organização da música Cânone Elementos expressivos da música Dinâmica Andamento

Leia mais

Prova (1º Módulo) Nome do Aluno: data / /

Prova (1º Módulo) Nome do Aluno: data / / Prova (1º Módulo) Nome do Aluno: data / / 1. O que é música? 2. Qual elemento (a matéria) mais importante da música que sem ele, a mesma não existiria? 3. O que é som? 4. Existem duas espécies de sons.

Leia mais

TOCA A PERCUTIR RITMOS E MELODIAS

TOCA A PERCUTIR RITMOS E MELODIAS Oficinas para Professores de Música nas AEC TOCA A PERCUTIR António José Ferreira EB1 do Palheirinho, Avintes, 25 Setembro, 9:00 13:00 RITMOS E MELODIAS António José Ferreira EB1 do Palheirinho, Avintes,

Leia mais

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI CANTO POPULAR

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI CANTO POPULAR MÓDULO I 1º Semestre 1.1 Apresentação do instrumento vocal. No primeiro módulo o aluno conhecerá seu aparelho fonador fisicamente bem como suas características. 1.2 Postura. Postura corporal correta, e

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Pedrógão Grande Ano letivo 2015/2016

Agrupamento de Escolas de Pedrógão Grande Ano letivo 2015/2016 Agrupamento de Escolas de Pedrógão Grande Ano letivo 2015/2016 Atividades de Enriquecimento Curricular Ensino da Música no 1.º CEB Planificação Anual Introdução Considerando a importância do desenvolvimento

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova º Ciclo do Ensino Básico (Decreto Lei nº 139/2012, de 5 de julho)

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova º Ciclo do Ensino Básico (Decreto Lei nº 139/2012, de 5 de julho) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO MUSICAL Prova Escrita 1ª e 2ª Fases Prova 12 2015 2º Ciclo do Ensino Básico (Decreto Lei nº 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga

Leia mais

Escola de Artes SAMP. Matriz para a Prova de Passagem Formação Musical

Escola de Artes SAMP. Matriz para a Prova de Passagem Formação Musical Matriz para a Prova de Passagem Formação Musical Preparatório PROVA MELÓDICA Reprodução de intervalos Capacidade de reproduzir sons e respetivas distâncias sonoras Canto de uma melodia Conhecimento de

Leia mais

Você ouvirá quatro trechos musicais, com instrumentação variada, que contêm intervalos melódicos que se repetem.

Você ouvirá quatro trechos musicais, com instrumentação variada, que contêm intervalos melódicos que se repetem. QUESTÃO 01 2 Você ouvirá quatro trechos musicais, com instrumentação variada, que contêm intervalos melódicos que se repetem. Com relação aos trechos ouvidos, é INCORRETO afirmar que, no primeiro, a voz

Leia mais

Currículo da Oferta de Escola Música

Currículo da Oferta de Escola Música Departamento de Expressões Currículo da Oferta de Escola Música Competências Específicas As competências específicas a desenvolver na disciplina de Música são aqui apresentadas em torno de quatro grandes

Leia mais

Planificação Anual Música 3.º Ciclo

Planificação Anual Música 3.º Ciclo Planificação Anual Música 3.º Ciclo Domínios Objetivos Gerais Organizadores da Aprendizagem Desenvolvimento de competências no domínio de práticas vocais e instrumentais diferenciadas; Desenvolvimento

Leia mais

Prova de Equivalência à Frequência

Prova de Equivalência à Frequência Rubricas dos Professores Vigilantes Prova de Equivalência à Frequência Educação Musical /Prova 12/2ª Fase/2014 Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ESTUDANTE Nome completo Documento

Leia mais

TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA

TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA THE 2010 MÚSICA CONQUISTE ESTA VITÓRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE Centro de Humanidades Coordenação do Curso de Bacharelado e Licenciatura em Música THE 2010

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Expressões e Tecnologias Planificação Anual de Educação Musical 5º ano Ano Letivo 2013/2014

Leia mais

JURITY DE SOUZA FARIAS APRENDER SOLFEJO CONSTRUINDO FRASES

JURITY DE SOUZA FARIAS APRENDER SOLFEJO CONSTRUINDO FRASES JURITY DE SOUZA FARIAS APRENDER SOLFEJO CONSTRUINDO FRASES Primeiro trabalho didático sobre iniciação musical deu-se em forma de tese, apresentada no concurso para a cadeira de Teoria e Solfejo da Escola

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 11/10/ :02. Centro de Ciências da Educação

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 11/10/ :02. Centro de Ciências da Educação 11/1/1 15: Centro de Ciências da Educação Curso: 16 Música (Noturno) Currículo: 11/1 1 ART.91.1- História da Música I Ementa: Evolução e desenvolvimento dos estilos e linguagens musicais dos períodos Antiguidade,

Leia mais

CURSO: MÚSICA LICENCIATURA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: MÚSICA LICENCIATURA EMENTAS º PERÍODO CURSO: MÚSICA LICENCIATURA EMENTAS - 2016.2 2º PERÍODO DISCIPLINA: LINGUAGEM E ESTRUTURAÇÃO MUSICAL II Teoria e Percepção Musical II. Desenvolvimento da leitura musical em quatro claves de referência:

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

Plano de Ensino usual

Plano de Ensino usual Plano de Ensino usual Aulas de Música Instrumental Este plano de ensino será o roteiro das aulas de como ocorrerão e quais serão os conteúdos abordados em cada aula e também os acordos para que ocorra

Leia mais

INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO

INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO MARIO SALES SANTOS ASSUNTOS IMPORTANTES PARA INICIANTES DA MÚSICA E DO VIOLÃO São Paulo 2013 SUMARIO O QUE É A MÚSICA... 02 AS TRÊS PARTES DA MÚSICA... 02 NOTAS MUSICAIS...

Leia mais

Professor: Filipe Gonzalez Martinez CURSO DE GUITARRA E VIOLÃO INDIVIDUAL OU EM GRUPO

Professor: Filipe Gonzalez Martinez CURSO DE GUITARRA E VIOLÃO INDIVIDUAL OU EM GRUPO Professor: Filipe Gonzalez Martinez CURSO DE GUITARRA E VIOLÃO INDIVIDUAL OU EM GRUPO 2014 RESUMO O projeto Curso de guitarra e violão individual ou em grupo visa proporcionar para os alunos alguns caminhos

Leia mais

Comunicação CONJUNTO DE CORDAS DEDILHADAS Iniciação Musical

Comunicação CONJUNTO DE CORDAS DEDILHADAS Iniciação Musical Comunicação CONJUNTO DE CORDAS DEDILHADAS Iniciação Musical PANZERA, Maurício 1 Palavras-chave: Música, Violão, Inclusão A tarefa básica da música na educação é fazer contato (...) (Souza, 2000, p. 176)

Leia mais

PROPOSTA DE MUSICALIZAÇÃO DE LIDDY CHIAFFARELLI MIGNONE

PROPOSTA DE MUSICALIZAÇÃO DE LIDDY CHIAFFARELLI MIGNONE PROPOSTA DE MUSICALIZAÇÃO DE LIDDY CHIAFFARELLI MIGNONE Liddypertencia a uma família da alta sociedade paulista e seu pai, o conhecido pianista Luigi Chiaffarelli, mantinha em casa um ambiente musical

Leia mais

ANEXO III DA ENTREVISTA ITEGO BASILEU FRANÇA

ANEXO III DA ENTREVISTA ITEGO BASILEU FRANÇA ANEXO III DA ENTREVISTA ITEGO BASILEU FRANÇA CÓD. Cargo Modalidade/Tema 200 Arquivista Avaliação prática: Digitalizar um trecho de uma obra sinfônica no programa Finale. 201 Assistente de comunicação Entrevista

Leia mais

A OFB acredita que o aprendizado por meio das artes muda para melhor a vida das pessoas, sendo um poderoso instrumento para integração social

A OFB acredita que o aprendizado por meio das artes muda para melhor a vida das pessoas, sendo um poderoso instrumento para integração social O Viva Arte Viva - é um projeto de inclusão social que oferece oficinas gratuitas e permanentes de teatro, música e dança à comunidade do Distrito Federal e cidades do entorno. É o projeto mais atuante

Leia mais

CURSO: ARTE EM AÇÃO - LITERATURA

CURSO: ARTE EM AÇÃO - LITERATURA CURSO: ARTE EM AÇÃO - LITERATURA Docente: Mariana Felix de Oliveira Carga Horária Total do Projeto: 295 hrs Resumo: A oficina de literatura é uma das três vertentes que compõe o projeto Arte em ação. Terá

Leia mais

Valores: R$ 21,00 (comerciário/dependente), R$ 37,00 (conveniado) e R$ 48,00 (usuário).

Valores: R$ 21,00 (comerciário/dependente), R$ 37,00 (conveniado) e R$ 48,00 (usuário). CURSOS DE MÚSICA DO SESC (2º Semestre) MODALIDADE INICIANTE 1) VIOLÃO POPULAR Este curso está direcionado ao estudo da música popular com acompanhamento harmônico. Serão praticadas canções do repertório

Leia mais

ATUALIZADO 24/10/2016

ATUALIZADO 24/10/2016 Aqui é o lugar certo para aprender violão ATUALIZADO 24/10/2016 Daniel Darezzo MÓDULO ZERO 7 passos para 100% de aproveitamento 3 dicas de sucesso para quem é canhoto(a) 5 passos para eliminar suas manias

Leia mais

OBJETIVOS CONTEUDOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Compreensão da dança a partir da especificidade da linguagem.

OBJETIVOS CONTEUDOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Compreensão da dança a partir da especificidade da linguagem. SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO DE CURITIBA DEPARTAMENTO DE ENSINO FUNDAMENTAL GERÊNCIA DE CURRÍCULO ARTE 1º ANO ARTE - DANÇA Compreensão da dança como OBJETIVOS CONTEUDOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Compreensão

Leia mais

ENCAMINHAMENTO TRIMESTRAL AVALIAÇÃO

ENCAMINHAMENTO TRIMESTRAL AVALIAÇÃO 1ª ano Teoria Música dos continentes, Rock (Elvis e Beatles), instrumentos da orquestra. Comportamento atividades Concentrar-se na aula, atendendo bem ao chamado da professora, realizando as audições.

Leia mais

Ensino de Música. Atividades de Enriquecimento Curricular. Documentos orientadores: Orientações programáticas da DGIDC. Metas de aprendizagem

Ensino de Música. Atividades de Enriquecimento Curricular. Documentos orientadores: Orientações programáticas da DGIDC. Metas de aprendizagem Atividades de Enriquecimento Curricular Ensino de Música Documentos orientadores: Orientações programáticas da DGIDC Metas de aprendizagem Competências essenciais do Ensino Básico Introdução A música é

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO ( Aprovados em Conselho Pedagógico de 16 outubro de 2012 ) No caso específico da disciplina de E. Musical, do 5ºano de escolaridade, a avaliação incidirá ainda ao nível

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de. Educação Musical. Prova Escrita º Ciclo do Ensino Básico 6.

Informação-Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de. Educação Musical. Prova Escrita º Ciclo do Ensino Básico 6. Informação-Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de Educação Musical Prova Escrita 2014 º Ciclo do Ensino Básico 6.º ano Decreto-Lei n.º 139/2012, de 05 de julho Introdução O presente documento

Leia mais

Agrupamento de Escolas Diogo Cão, Vila Real

Agrupamento de Escolas Diogo Cão, Vila Real Agrupamento de Escolas Diogo Cão, Vila Real 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO MUSICAL/OFERTA COMPLEMENTAR 2º Ciclo Aplicação de conhecimentos teorico-práticos relacionados com as matérias programáticas.

Leia mais

VESTIBULAR MÚSICA

VESTIBULAR MÚSICA 0 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ - REITORIA DE ENSINO COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES UNIDADE ACADEMICA DE ARTE E MÍDIA VESTIBULAR 2015.2 TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA MÚSICA CONQUISTE

Leia mais

Prova Específica de Música do Concurso Vestibular Violoncelo

Prova Específica de Música do Concurso Vestibular Violoncelo Prova Específica de Música do Concurso Vestibular 2015 - Violoncelo I. INFORMAÇÕES COMUNS A TODAS AS PROVAS A Prova de Habilitação Específica para o Curso de Graduação em Música da Universidade Federal

Leia mais

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Maternal II

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Maternal II Maceió, 01 de agosto de 2016. GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Maternal II Senhores pais ou responsáveis Estamos iniciando o terceiro bimestre letivo e gostaríamos de informar-lhes sobre os projetos que serão

Leia mais

Prefeitura Municipal da Estância Turística de Ribeirão Pires

Prefeitura Municipal da Estância Turística de Ribeirão Pires Prefeitura Municipal da Estância Turística de Ribeirão Pires Estado de São Paulo CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS ADITAMENTO AO EDITAL Nº. 01/2011 A PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE RIBEIRÃO PIRES

Leia mais

Atividades Extraclasse

Atividades Extraclasse Atividades Extraclasse No Marista Ipanema, o estudante também aprende e desenvolve habilidades além da sala de aula. As turmas das Atividades Extraclasse, para cada modalidade, são divididas de acordo

Leia mais

Para responder à questão 1, ouça atentamente o trecho musical I.

Para responder à questão 1, ouça atentamente o trecho musical I. Nas questões de 1 a 9, responda de acordo com o comando de cada uma delas. As questões 1, 3 e 8 exigem respostas a serem construídas pelo próprio candidato; as questões 2, 7 e 9 são de associação ou complementação.

Leia mais

Data Horário Atividade. 27/06/2016 A partir das 14h Homologação das inscrições (Site do IFRS Campus Porto Alegre).

Data Horário Atividade. 27/06/2016 A partir das 14h Homologação das inscrições (Site do IFRS Campus Porto Alegre). EDITAL Nº 038, DE 09 DE JUNHO DE 201. CRONOGRAMA DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR SUBSTITUTO ÁREA: Música / Canto Conjunto (40 h) Data Horário Atividade 13/0/201 a 24/0/201

Leia mais

1- PROVA OBJETIVA DE TEORIA E PERCEPÇÃO MUSICAL (DE MÚLTIPLA ESCOLHA A, B, C, D E E).

1- PROVA OBJETIVA DE TEORIA E PERCEPÇÃO MUSICAL (DE MÚLTIPLA ESCOLHA A, B, C, D E E). A Prova de Habilidade Específica em Música compreenderá: a) uma Prova Objetiva de Teoria e Percepção Musical e b) uma Prova Prática, cada uma delas eliminatória e classificatória. As provas versarão sobre

Leia mais

Prova Específica de Música do Concurso Vestibular Viola

Prova Específica de Música do Concurso Vestibular Viola Prova Específica de Música do Concurso Vestibular 2015 - Viola I. INFORMAÇÕES COMUNS A TODAS AS PROVAS A Prova de Habilitação Específica para o Curso de Graduação em Música da Universidade Federal do Rio

Leia mais

Ano letivo de Currículo da Disciplina de Educação Musical 5º Ano I UNIDADE

Ano letivo de Currículo da Disciplina de Educação Musical 5º Ano I UNIDADE Ano letivo de 2012-2013 Currículo da Disciplina de Educação Musical 5º Ano I UNIDADE - Ensaiar e apresentar publicamente interpretações individuais e em grupo de peças musicais em géneros e formas contrastantes

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação 2010/2013. Educação Musical. Agrupamento N.º 2 de Évora Página 2 de 12

Critérios Gerais de Avaliação 2010/2013. Educação Musical. Agrupamento N.º 2 de Évora Página 2 de 12 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO MUSICAL 2010 Educação Musical 2013 Critérios Gerais de Avaliação 2010/2013 Educação Musical CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO MUSICAL Agrupamento N.º 2 de Évora

Leia mais