COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 1 IMPACTOS E OPORTUNIDADES SOBRE OS SERVIÇOS ESPECIALIZADOS E O TRABALHO TEMPORÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 1 IMPACTOS E OPORTUNIDADES SOBRE OS SERVIÇOS ESPECIALIZADOS E O TRABALHO TEMPORÁRIO"

Transcrição

1 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 1 PESQUISA pontual COPA DO MUNDO DE FUTEBOL IMPACTOS E OPORTUNIDADES SOBRE OS SERVIÇOS ESPECIALIZADOS E O TRABALHO TEMPORÁRIO Realização Apoio

2 2 PESQUISA Pontual

3 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 3 PESQUISA PONTUAL COPA DO MUNDO DE FUTEBOL IMPACTOS E OPORTUNIDADES SOBRE OS SERVIÇOS ESPECIALIZADOS E O TRABALHO TEMPORÁRIO Levantamento e organização de dados: Grupo Ipema REALIZAÇÃO APOIO

4 4 PESQUISA Pontual Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão de Obra e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo Av. São Luís, andar São Paulo SP Tel.: (11) Diretoria Executiva Vander Morales Presidente Fernando Barbosa Calvet Vice-Presidente Daniel Simões do Viso Diretor Administrativo e Financeiro Sonia Regina de Souza Diretora de Formação e Eventos Jacob Luiz Magnus Diretor Jurídico Jismália de Oliveira Alves Diretora de Marketing e Comunicação Ademir de Souza Diretor Suplente Edson Ferreira Diretor Suplente Nilza Tavoloni Diretora de Regionais Geraldo Magela Ribeiro Diretor de Setorização Diretoria Regional Nilza Tavoloni Diretora Regional de Americana Maria Olinda Maran Longuini Diretora Regional do ABC Geraldo P. Russomano Veiga Diretor Regional de Ribeirão Preto José Renato Quaresma Diretor Regional Baixada Santista Jismália de Oliveira Alves Diretora Regional de Guarulhos Walter Rosa Junior Diretor Regional de Sorocaba Sérgio Silas Gallati Diretor Regional do Vale do Paraíba Luiz Simões da Cunha Diretor Regional de Campinas Cláudio Donizeti de Almeida Diretor Regional do Alto do Tietê Reginaldo Luiz Julien Ribeiro Diretor Regional Oeste Everaldo Nogueira Diretor Regional de Bauru Sandra Maria Benetti Diretora Regional de Marília Conselho Consultivo Paulo Magalhães Presidente Evando Freitas de Sousa Johannes Antonius Maria Wiegerinck José Antônio Gregório Silvio Roberto Alaimo Martins Maurice Braunstein Conselho Fiscal Eunice da Silva Gomes Cunha Presidente Edmilson Luiz Formentini José Viana Lima Sezi Inoue Jackson Tadeu Ninno Soares Suplente Marcos Fernando Franco Teixeira Suplente

5 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 5 Associação Brasileira das Empresas de SER Viços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário Av. São Luís, andar Cj São Paulo SP Tel.: (11) Diretoria Executiva Vander Morales Presidente Fernando Barbosa Calvet Vice-Presidente Paulo Magalhães Diretor Administrativo e Financeiro José Antonio Gregório Vice-Diretor Administrativo e Financeiro Jismália de Oliveira Alves Diretora de Comunicações e Eventos Evando Freitas de Sousa Vice-Diretor de Comunicações e Eventos Jacob Luiz Magnus Diretor de Assuntos Legais Flávio Nascente Diretor de Expansão Regional José Roberto Scalabrin Diretor de Relações Institucionais e Governamentais Diretoria Regional Márcia Costantini Diretora Rio de Janeiro Augusto Calado da Costa Diretor Nordeste Flávio Nascente Diretor Rio Grande do Sul Mara Bonafé Diretora Brasília Conselho Deliberativo José Roberto Scalabrin Presidente Edson Ferreira José Carlos Teixeira Marcos Aurélio de Abreu Rodrigues e Silva Silvio Roberto Alaimo Martins Conselho Fiscal Eunice da Silva Gomes Cunha Presidente Ana Maria da Silva Danilo Padilha José Viana Lima Márcia Costantini Suélia Luz de Oliveira Nossas entidades são filiadas à José Carlos Teixeira Diretor Minas Gerais Danilo Padilha Diretor Paraná Jismália de Oliveira Alves Diretora Guarulhos Sérgio Silas Gallati Diretor Vale do Paraíba

6 6 PESQUISA Pontual Expediente Projeto Gráfico e Editoração L2 Propaganda, Comunicação e Design Coordenação do Projeto Edison Belini Érika Barros Jismália de Oliveira Alves Apoio Editorial Rosali Figueiredo GT Marketing e Comunicação Revisão Rosali Figueiredo Impressão Hawaii Gráfica selo FSC

7 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 7 sumário 1Apresentação 08 2Três Copas em três anos. Uma grande agenda de transformações 3 Quem é quem na engenharia da Copa Serviços Especializados e Trabalho 4Temporário. Nosso time em campo 22 5Caminhos dos negócios 34 6Vitrines de oportunidades 43 7Fontes de informação e pesquisa 58

8 8 PESQUISA Pontual Na época em que sediou sua primeira Copa do Mundo de Futebol em 1950, o grande investimento feito pelo Brasil foi a construção do Maracanã, o qual, nas cinco décadas seguintes, alimentaria nosso orgulho como maior estádio do mundo. Era ocasião única de projeção para um dos poucos países que restavam inteiros ao final da II Guerra Mundial, uma nação periférica predominantemente rural, em início de implantação de seu parque industrial de base e que começava a movimentar o sonho e a esperança de ser grande. Este país cresceu. Fez do sonho grande parte da realidade. Deu cabo da velha dicotomia rural versus urbano, atraso versus modernidade. Sessenta anos depois, de Manaus a Porto Alegre, do Rio de Janeiro a Cuiabá, passando por São Paulo e Belo Horizonte, nossos quadrantes respiram ares de desenvolvimento econômico, social e urbano. De uma população de cerca de 52 milhões de pessoas em 1950, estamos próximos dos 200 milhões. E não apenas constituímos um relevante parque industrial, como nos tornamos a 7ª economia mundial, à frente da França e Reino Unido. Outra grande transformação desses últimos 60 anos foi a emergência do setor de Serviços, que tomou o lugar da indústria e agricultura como principal fonte geradora de empregos e geração do PIB, alcançando patamares próximos dos 70% nesses dois indicadores. Aquele Brasil acanhado dos anos 50 deu lugar a uma Nação que hoje é chamada a arbitrar grandes questões mundiais, seja pela ação de sua diplomacia, seja pela nossa participação no bloco de países de acelerado crescimento (o BRICS, composto ainda por Rússia, Índia, China e África do Sul). É este outro Brasil que irá sediar a 20ª edição da Copa do Mundo de Futebol da FIFA agora em 2014, novamente aqui estabelecendo um marco, uma transição: o gigantismo alcançado dará lugar à lapidação e qualificação dos mais diferentes setores da vida nacional, a uma melhor distribuição das oportunidades de negócios, renda e emprego, a um salto em sua imagem e inserção mundial. Também o perfil da competição mudou. O futebol se transformou em business de escala global, entrou na cadeira produtiva, se estruapresentação

9 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 9 turou como rede de serviços e se desdobrou em uma sucessão de eventos que mobilizam clubes, selecionados nacionais, direitos de imagem, licenças para a comercialização de produtos e serviços sob o abrigo da FIFA e das confederações, além do suporte em serviços (comunicações, transporte, logística, hospedagem, alimentação, limpeza, recepção etc.). Entre o mês de julho deste ano e o final de 2013, 203 países terão se mobilizado em jogos de pré-classificação e pelas eliminatórias da Copa, dos quais restarão 31 para compor com o time brasileiro um seletíssimo grupo de seleções que brigarão para serem a melhor, em jogos programados para nossas 12 cidades-sede, entre os dias 12 de junho e 13 de julho de A segunda edição brasileira surge desta forma como pacote e não evento único, envolvida em uma extensa agenda de negócios, que inclui ainda a realização da Copa das Confederações, em 2013, e da Copa América, em Os investimentos previstos para a organização e a realização deste pacote atingem escalas bilionárias. Da construção e/ou melhorias de aeroportos, estádios, rodovias, grandes avenidas, sistemas de transportes a programas de qualificação da mão de obra, passando pelo incremento da tecnologia de informação, pela prestação de serviços e o comércio, é estimada a movimentação de R$ 142,39 bilhões. A consultoria Ernst & Young e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) estipulam a criação de 3,6 milhões de empregos e um impacto de R$ 63,4 bilhões sobre a renda. Já em nosso segmento, a demanda por mão de obra irá gerar 332 mil novos empregos diretos no setor de Serviços Terceirizáveis e 381 mil vagas de Trabalho Temporário. Em levantamento promovido pelo Sindeprestem e a Asserttem, realizado pelo Instituto de Pesquisa Manager (Grupo Ipema), identificamos 46 segmentos com demandas relacionadas à Copa de 2014, entre eles limpeza e conservação, jardinagem e paisagismo, manutenção, controle de acesso, portaria e recepção, segurança patrimonial, promoção e merchandising, logística, transporte interno (para a movimentação de pessoas), bombeiro civil, temporários, treinamento de recursos humanos, telefonia, uniforme, realização de eventos etc. Trata-se, sem dúvida, de excelente oportunidade de negócios para as empresas que atuam nos segmentos de mercado representados pelo Sindeprestem e a Asserttem, as quais apresentam expertise, estrutura operacio-

10 10 PESQUISA Pontual nal, situação legal e fiscal, idoneidade e seriedade compatíveis com a envergadura do pacote de eventos relacionados à Copa de Em Pesquisa Pontual Sindeprestem/Asserttem, exclusivamente realizada em torno desta Copa, o Ipema observou que 60% dos nossos empresários esperam um impacto entre 10% e 50% sobre seus negócios e que 91% estão plenamente confiantes no sucesso da competição. Mais de 80% demonstraram interesse em participar dessa engrenagem econômica e quase 60% do total revelaram ter experiência em eventos de grande porte. Claro, no entanto, que há dificuldades, especialmente na falta de mão de obra qualificada, área que merecerá atenção especial dos organizadores da Copa, das autoridades e dos próprios empresários. O objetivo deste caderno especial sobre a Copa de 2014 é justamente o de apresentar o perfil de nossas empresas diante do contexto desta competição, identificando potencialidades mercadológicas de negócios e permitindo-lhes se posicionar em relação a essas oportunidades. A partir do levantamento e sistematização de dados colhidos junto ao COL (Comitê Organizador Local da Copa), da Ernst & Young, Fundação Getúlio Vargas (FGV), Ministérios do Esporte e Turismo, de órgãos da imprensa e portais da internet, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (SEBRAE) e do Ipema, apresentamos a seguir um mapeamento desses impactos e oportunidades. Estamos certos de que nosso segmento se encontra plenamente habilitado a fazer parte deste jogo de escala global, com audiência em mais de 200 países. Algo impensável aos pagantes que assistiram ao triunfo uruguaio sobre o Brasil na tarde de 16 de julho de 1950, silenciando o Maracanã e levando ao país celeste o título de melhor futebol mundial. Mas a história mudou, somos pentacampeões e podemos levantar a taça do hexa mostrando um novo Brasil ao mundo. Vander Morales Presidente SINDEPRESTEM/ASSERTTEM

11 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 11 três Copas em três anos. 2Uma grande agenda de transformações

12 12 PESQUISA Pontual A rede de impactos que está se formando em torno dos três grandes eventos internacionais ligados ao futebol nos próximos quatro anos Copa das Confederações em 2013, Copa do Mundo em 2014 e Copa América em 2015 dará nova cara ao Brasil nesta década. Desde que a FIFA ratificou o país como sede da Copa de 2014, em 30 de outubro de 2007, toda uma estrutura de gerenciamento começou a ser montada, de forma a assegurar recursos financeiros, dispositivos legais e engrenagem institucional capazes de dar conta de acontecimentos de tamanha envergadura. E assim que foram definidas as cidades-sede, ao final de 2008, entraram em foco as intervenções necessárias em aeroportos, estádios de futebol, sistemas viários e empreendimentos hoteleiros, além de cursos de qualificação profissional. Estádios inteiros vieram abaixo, para dar lugar a modernas arenas de futebol, a serem transformadas posteriormente em espaços multiuso. O governo federal estima que os efeitos positivos sobre a economia sejam sentidos até pelo menos 2019, com impacto positivo de 0,4% sobre o PIB (Produto Interno Bruto), agregando R$ 183,2 bilhões ao volume total de riquezas do país. Estão previstos R$ 33 bilhões em investimento em infraestrutura, a movimentação de perto de 3,7 milhões de turistas brasitrês Copas em três anos. Uma grande agenda de transformações

13 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 13 leiros e estrangeiros, que deixarão R$ 9,4 bilhões na economia. Ainda dentro das estimativas governamentais, no período de realização da Copa de 2014 serão criados mais de 700 mil empregos. Os Serviços Terceirizáveis computarão 332 mil vagas permanentes, enquanto que o Trabalho Temporário alcançará 381 mil postos. Relacionadas às três competições, existem três fontes de origem de riqueza: MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS RELACIONADOS ÀS COPAS Investimentos diretos e indiretos em infraestrutura e serviços Operação das competições Consumo dos turistas domésticos e estrangeiros Rio de Janeiro São Paulo Copa das Confederações 2013 Fortaleza Brasília Belo Horizonte Curitiba Copa do Mundo 2014 Recife Natal Salvador Porto Alegre Copa América 2015 Cuiabá Manaus

14 14 PESQUISA Pontual PROJEÇÕES DE IMPACTO (GOVERNO FEDERAL) R$ 183,2 bilhões adicionados ao PIB até 2019 R$ 9,4 bilhões gastos por turistas estrangeiros R$ 33 bilhões investidos em infraestrutura 332 mil novos empregos no setor de Serviços Terceirizáveis 381 mil novos postos de trabalho temporário Já o estudo "Brasil Sustentável - Impactos Socioeconômicos da Copa do Mundo de 2014", realizado pela consultoria Ernst & Young em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), prevê que os impactos serão da ordem de 0,7% sobre o PIB (tomando-se como referência o volume de 2010), com investimento total na economia de > R$ 142,3 bilhões até Dentre estes, > 22,4 bilhões serão empenhados diretamente na infraestrutura; > 7 bilhões gastos com despesas operacionais e dos visitantes; e > 112,79 bilhões gerados indiretamente pelos diversos setores econômicos. Conforme o estudo da Ernst & Young, somente em Serviços irão circular R$ 10 bilhões a mais, outros R$ 5 bilhões serão movimentados pelo Comércio. Em termos de mercado de trabalho, 3,6 milhões de empregos serão gerados anualmente nesta cadeia

15 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 15 econômica, proporcionando um ganho de R$ 63,4 bilhões sobre a renda. A arrecadação pública, por sua vez, receberá um reforço de R$ 18,1 bilhões em seu caixa, o que compensará em até 33 vezes a desoneração fiscal em torno dos produtos e serviços envolvidos com a realização do Mundial. PROJEÇÕES DE IMPACTOS SOBRE O PIB (ERNST & YOUNG) Investimentos R$ 22,46 bi Despesas Operacionais R$ 1,18 bi 5 4 Despesas Visitantes R$ 5,94 bi Impacto sobre a arrecadação tributária R$ 18,13 bi Impacto sobre o emprego (Ocupações ano, geradas pelo item 1) 3,63 milhões de vagas 3 Impacto sobre a renda R$ 63,48 bi 2 Impacto sobre a produção nacional de bens e serviços R$ 112,79 bi 1Impacto sobre a demanda final R$ 29,60 bi Fonte: "Brasil Sustentável - Impactos Socioeconômicos da Copa do Mundo de 2014". (Ernst & Young FGV, 2010) Entre os 55 setores da atividade econômica, a Ernst & Young estima que a construção civil irá gerar, de forma direta e indireta, R$ 8,14 bilhões a mais para o PIB até Será o segmento mais beneficiado, acompanhado pelos serviços prestados às empresas (R$ 7 bilhões), hotelaria (R$ 3 bilhões) e alimentos e bebidas (R$ 2,5 bilhões a mais).

16 16 PESQUISA Pontual GERAÇÃO DE RIQUEZAS POR SEGMENTO ATÉ 2014 (Impacto sobre o PIB) Setor Construção Civil Serviços prestados às empresas Hotelaria Alimentos e bebidas Impacto Direto/Indireto R$ 8,14 bi R$ 7,0 bi R$ 3,0 bi R$ 2,5 bi Fonte: "Brasil Sustentável - Impactos Socioeconômicos da Copa do Mundo de 2014". (Ernst & Young FGV, 2010) Quanto aos empreendimentos envolvidos neste incremento da infraestrutura física e de equipamentos, os investimentos em mídia, a construção dos estádios e o parque hoteleiro serão os que mais absorverão recursos. INVESTIMENTOS PARA A COPA DE 2014 (EM R$ milhões) Mídia (Publicidade etc.) 6.510,00 Estádios 4.624,45 Parque Hoteleiro 3.163,93 Reurbanização 2.837,30 Segurança 1.697,38 Rodovias 1.441,02 Aeroportos 1.213,74 Tecnologia da Informação Energia 280,52 Fan Parks 203,83 ICMs e IBC (Implantação de Centros de 184,50 Mídia e transmissão de dados) Fonte: "Brasil Sustentável - Impactos Socioeconômicos da Copa do Mundo de 2014". (Ernst & Young FGV, 2010)

17 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 17 Para atender a um público de torcedores espalhados em mais de 200 países e com potencial de somar ao menos 30 bilhões em audiência (somatória dos telespectadores que acompanharão todos os jogos), serão implantados dois centros de mídia o International Midia Center (IMC) e International Broadcasting Center (IBC), os quais, respectivamente, recepcionarão os jornalistas e farão a transmissão das partidas. Seis estádios estão sendo reconstruídos, parcial ou totalmente, bem como integrados a um novo sistema viário e a aeroportos remodelados e ampliados. Já o ramo hoteleiro aposta em uma maior oferta do número de leitos, movimento que, na verdade, já se iniciara há algum tempo pela expansão do turismo de negócios no Brasil. Quanto aos catorze aeroportos em obras por conta do Mundial, o investimento para os próximos quatro anos representa mais que o triplo da média anual investida entre 2003 e 2010, conforme divulgou estudo do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). Mas para além das cifras bilionárias, os reflexos serão positivos ainda no campo social, cultural e educacional. Com a expansão do emprego e da renda, os segmentos de Serviços e Comércio irão conhecer outro patamar de demanda, e conforme se estruturem para o atendimento a esse círculo virtuoso nos negócios, poderão engendrar novas oportunidades de trabalho, renda e acesso à cultura e educação. Por outro lado, os programas já em curso de qualificação profissional ajudarão a promover bem-estar e qualidade de vida às famílias brasileiras, pois segundo pesquisa realizada pelo economista Marcelo Neri, da Fundação Getúlio Vargas (FGV) do Rio de Janeiro, cada ano de escolaridade a mais no Brasil impacta em um aumento de 15% na renda do trabalhador. Portanto, o Brasil que emergirá da Copa do Mundo de 2014, e de suas duas competições relacionadas (a Copa das Confederações e Copa América), proporcionará um grande salto de qualidade aos diferentes palcos que estarão envolvidos nas Olimpíadas de 2016 do Rio de Janeiro.

18 18 PESQUISA Pontual Sinal amarelo A tecnologia de informação é outro segmento que merece cuidado especial, já que novas bandeiras de cartões de crédito e de instituições financeiras terão que circular pelo país, trazidas pelos turistas estrangeiros. A aposta deverá recair neste caso em infraestrutura de segurança na web, além é claro da expansão dos serviços de banda larga nas cidades-sede, nos hotéis, aeroportos e demais espaços que serão disponibilizados aos torcedores, como os fan parks (áreas contíguas aos estádios, que também receberão torcedores nos momentos das partidas).

19 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 19 Quem é quem na 3engenhA ria Da Copa de 2014

20 20 PESQUISA Pontual Quem é quem na engenharia Da Copa de 2014 Entre as medidas adotadas pelo Governo Federal, a FIFA e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na organização da Copa de 2014, destaca-se, do lado das autoridades brasileiras, a formação do Comitê Gestor da Copa do Mundo FIFA 2014 (CGCOPA 2014). Pelo lado da FIFA, está o Comitê Organizador da Copa (ou Local Organising Committee - LOC), presidido por Ricardo Teixeira, da CBF, associação parceira da FIFA na promoção do Mundial no país. Respondendo ao Governo Federal, o Comitê Gestor da Copa do Mundo FIFA 2014 foi criado por decreto em 14 de janeiro de 2010, assinado pelo então presidente Luís Inácio Lula da Silva, com o objetivo de definir, aprovar e supervisionar o Plano Estratégico das Ações do Governo Brasileiro para a realização da Copa. Ele é composto por 20 órgãos. Além de 16 ministérios, o integram a Advocacia Geral da União, a Controladoria Geral da União e a Secretaria Especial de Portos da Presidência da República, todos sob a coordenação da pasta do Esporte. Edson Arantes do Nascimento Pelé, ex-ministro do Esporte, foi nomeado Embaixador Oficial da Copa As estratégias das ações do Governo foram divididas em dois pilares básicos: A concretização das garantias oficiais assumidas na proposta de Lei Geral da Copa (em discussão no Congresso Nacional) e também na Lei /2010 (de isenção fiscal); A Matriz de Responsabilidade, acordo que envolve a União, Estados, municípios e o Distrito Federal e define os compromissos referentes a fontes de recursos, prazos e execução dos projetos essenciais para a realização do evento. Junto à FIFA, por seu lado, responde o Comitê Organizador da Copa. Está subordinado à CBF e funciona como o órgão executivo do Mundial, cujas ações são reguladas, supervisionadas e controladas pelo Comitê Executivo da Federação Internacional. As atribuições e responsabilidades, bem como as regras da competição e da comercialização de tudo o que diz respeito à Copa 2014, estão arbitradas pelo Regulamento

21 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 21 Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 (disponível, em inglês, no endereço eletrônico Um capítulo especial deste documento diz respeito aos direitos comerciais relacionados ao evento e à marca Copa 2014, todos sob o abrigo da FIFA, os quais incluem, entre outros, direitos financeiros, de imagem, de transmissão e reprodução, de veiculação multimídia, de marketing e promoção. Toda a comercialização de produtos, mesmo os alimentícios, dentro e fora dos estádios, passará pela arbitragem da FIFA. E o patrocinador oficial do Mundial terá exclusividade na exploração e comercialização de sua marca em todos esses espaços, direito que a FIFA costuma assegurar com rigor, protegendo-o da concorrência explícita ou implícita, direta ou indireta. Ambos os Comitês do Governo e da FIFA mantêm interlocução constante, especialmente em relação à desoneração fiscal dos produtos e serviços relacionados ao Mundial e cujos direitos financeiros pertencem à Federação Internacional. Nesse sentido, o governo publicou em 21 de dezembro de 2010 a Lei , determinando isenções de impostos federais para a FIFA a partir de 1º de janeiro de É uma exigência que a entidade impõe a todos os países promotores da Copa. Cabe ao governo brasileiro, portanto, dar duas garantias centrais à Federação: a isenção tributária e a promoção da infraestrutura, serviços e equipamentos necessários à competição. Segundo o estudo da Ernst Young, dos investimentos previstos até 2014, 24% são gastos públicos (grande parte por meio do PAC Programa de Aceleração do Crescimento), enquanto 58% são privados. Pelo PAC, alimentado com verbas do FGTS, estão sendo promovidas obras no sistema de transporte público, viário, além de aeroportos e portos das cidades-sede (investimento total de R$ 9 bilhões). O setor privado, por sua vez, conta com linhas de crédito do BN- DES, destinadas a estádios com parcerias com entidades públicas (num total de R$ 4,8 bilhões, sendo R$ 400 milhões para cada estádio, desde que o valor não ultrapasse 75% do total do projeto); e à reforma, ampliação e construção de hotéis (no total de R$ 1 bilhão).

22 22 PESQUISA Pontual Serviços Especializados e Trabalho Temporário. 4Nosso time em campo

23 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 23 Serviços Especializados e Trabalho Temporário. Nosso time em campo Levantamento promovido pelo Sindeprestem e a Asserttem junto aos nossos associados, com realização do Instituto de Pesquisa Manager (Grupo Ipema), aponta que 80% dos empresários estão otimistas, confiantes e dispostos a estabelecer parcerias nas ações, serviços e realizações em torno da Copa do Mundo de Cerca de 60% estimam que esta participação possa gerar um incremento nos negócios entre 10% e 50%, mesmo patamar de executivos que afirmam ter experiência em grandes eventos. Na verdade, desde a confirmação do Brasil como país-sede do Mundial, as oportunidades de negócios começaram a se abrir, notadamente a partir do ramo da construção civil. E no ápice deste evento, nossas empresas serão convocadas a participar do time que dará suporte às áreas de turismo e hotelaria (recepção, guias e tradutores, entre muitos outros), recursos humanos (principalmente em recrutamento, seleção e treinamento), controle de acesso, transporte e serviços auxiliares (como manutenção e limpeza), e também a funções temporárias. As possibilidades são imensuráveis, pois de maneira indireta, o comércio deflagrado pela expansão da renda e da atividade econômica poderá dar origem, por exemplo, a novas oportunidades de promoção e merchandising. É como desatar o fio de um novelo, dando vez e voz a uma expansão contínua e construindo um novo tecido social e econômico. Conforme o levantamento do Grupo Ipema, a Copa Mundial terá grande reflexo sobre o nosso segmento, gerando demanda por mão de obra adicional em 46 tipos de atividades de Serviços Terceirizáveis, além dos Temporários.

24 24 PESQUISA Pontual SERVIÇOS TERCEIRIZÁVEIS COM DEMANDAS PREVISTAS PARA A COPA 2014 Limpeza e Conservação Jardinagem e Paisagismo Manutenção Civil Manutenção Elétrica Controle de Acesso Portaria e Recepção Segurança Patrimonial Transporte de Valores Fiscalização de Pista Bombeiro Civil Transportes (interno para movimentação de pessoas) Logística (interna para movimentação de materiais) Promoção & Merchandising Trabalho Temporário Recrutamento e Seleção de Recursos Humanos Capacitação e Administração de Voluntários Recepcionistas Operadores de Telefonia Serviços Gerais Motoristas Treinamento Mão de Obra para Coquetéis, Recepção e Eventos Telemarketing Uniformes Locação de Veículos Locação de Equipamentos e Mobiliário Serviços de Tradução Refeições Coletivas Distribuição de Vale Transporte e Benefícios Assistência Médica e Odontológica Medicina Ocupacional Por isso, saímos a campo para perfilar as empresas que representamos, bem como identificar suas potencialidades, expectativas, dificuldades e desafios, indicadores apresentados a seguir.

25 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 25 O EMPRESÁRIO DE SERVIÇOS E A COPA 2014 Perfil geral Tamanho conforme o número de trabalhadores 28,0% G (Acima de 700 Func.) 47,3% P (Até 300 Func.) 24,7% M (Acima de 300 até 700 Func.) TOTAL 100% Fonte: Grupo Ipema Setores Atuação Setores de Prestação de Serviços Especializados ou Terceirizados, nos quais a empresa atua (em um ou mais) 11,8% 11,8% 14,0% 26,9% 29,0% 40,9% 43,0% 71,0% 76,3% Serviços a Bancos Bombeiro Civil Leitura e Entrega de Documentos Logística Estágios Promoção e Merchandising Controle de Acesso Serviços Auxiliares Consultoria em RH Trabalho Temporário Fonte: Grupo Ipema

26 26 PESQUISA Pontual Vendas ao setor público Experiência da empresa na venda de serviços para o setor público 34,4% Estou vendendo serviços 33,3% Já vendi serviços, mas atualmente não vendo mais 32,3% Nunca vendi serviços TOTAL 100% Experiência em eventos de médio e grande porte 58,1% Sim 41,9 % Não TOTAL 100% Fonte: Grupo Ipema

27 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 27 Copa 2014 Expectativa de sucesso 91,4% 32,3% 59,1% 6,5% Indiferente Totalmente Confiante 0% Totalmente Pessimista Confiante 2,2% Pessimista TOTAL 100% Interesse na Copa 2014 Interesse e/ou expectativa de venda de serviços para a Copa 2014 TOTAL 100% Sim 82,8% Não 9,7% Indeciso 7,5% Fonte: Grupo Ipema

28 28 PESQUISA Pontual 74,2% 32,3% Interesse NAS Sedes Interesse/potencial em atuar nas regiões ou cidades-sede 23,7% 22,6% 20,4% 19,4% 18,3% 17,2% 17,2% 14,0% 12,9% 10,8% São Paulo Rio de Janeiro Belo Horizonte Curitiba Salvador Porto Alegre Fortaleza Brasília Recife Natal Manaus Cuiabá Potencial de Serviços Serviços que as empresas podem realizar durante a Copa 2014 no Brasil. Potencial Serviços % Recrutamento e Seleção 66,7 Controles de Acesso 46,2 Limpeza e Conservação 38,7 Trabalho Temporário 35,5 Treinamento e Desenvolvimento 35,5 Eventos 33,3 Promoção e Merchandising 32,3 Serviços Gerais/Manutenções 32,3 Logística (Movimentação de Materiais, Manuseio) 31,2 Potencial Serviços % Estágios 26,9 Telemarketing 26,9 Alimentação 16,1 Construção Civil 15,1 Bombeiro Civil 8,6 Segurança Armada 6,5 Capacitação e Administração de Voluntários 2,2 Segurança Desarmada 1,1 Outros 2,2

29 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 29 Estrutura Física Estrutura física e logís tica que pretendem utilizar para atender às necessidades da venda de serviços 71% Própria Impacto Impacto das parcerias em torno da Copa 2014 sobre o crescimento dos negócios 11,8% Parcerias Locais 7,5% Terceirizada Impacto (%) % Respostas Acumulado De 1 a 10 3,2 3,2 De 11 a 20 10,8 14,0 De 21 a 30 20,4 34,4 De 31 a 40 8,6 43,0 De 41 a 50 20,4 63,4 De 51 a 60 6,5 69,9 De 61 a 70 1,1 71,0 De 71 a 80 4,3 75,3 De 81 a 90 1,1 76,4 De 91 a ,8 89,2 Acima de 100 1,1 90,3 TOTAL 100 Não têm interesse na Copa 9,7 Fonte: Grupo Ipema

30 30 PESQUISA Pontual Dificuldades Principais dificuldades a serem en frentadas para a venda de serviços para a Copa ,8% 12,9% Atestados de Capacidade Técnica 80,6% 24,7% Capital Mão de obra qualificada Documentação Oficial para Licitações 18,3% 14,0% 9,7% Localização (Logística de Atendimento) Linhas de Crédito 4,3% Infraestrutura Empresarial Outros Além da ampla expertise que vem sendo construída nos últimos 40 anos, inicialmente pelo Trabalho Temporário e, posteriormente, pelos Serviços Terceirizáveis, os dados coletados e sistematizados acima permitem aos nossos potenciais parceiros ter um quadro seguro e realista em torno das possibilidades apresentadas pelos segmento de Serviços. Este, além do posicionamento maduro, corrobora a preocupação comum aos empresários e autoridades hoje, de encontrar caminhos rápidos e eficazes para sanar a imensa lacuna representada pela falta de mão de obra qualificada.

31 COPA DO MUNDO DE FUTEBOL 31 EDUCAÇÃO & ESPECIALIZAÇÃO DA MÃO DE OBRA: A GRANDE JOGADA PARA O FUTURO DO PAÍS A riqueza de uma nação está diretamente ligada ao padrão de competitividade de sua economia, a qual, por sua vez, depende de mão de obra qualificada e especializada nos mais diferentes segmentos, o que demanda investimentos expressivos em educação. Os países asiáticos sabem bem como fazer a lição. Na Coréia do Sul, enquanto mais de 60% dos jovens têm formação em nível superior, no Brasil a taxa de pessoas formadas na faixa etária entre 25 e 34 anos está em apenas 12%, conforme recente relatório divulgado pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico). O documento aponta ainda que o investimento por aluno nas escolas públicas de educação básica (do Ensino Fundamental ao Médio) fica em torno de R$ ao ano, enquanto na média dos países desenvolvidos chega a R$ No estudo da Organização, entre 42 nações analisadas, o país ocupa a 33ª posição nos indicadores educacionais. Os reflexos disso sobre a mão de obra são imediatos. Somente para citar um exemplo, na China, pelo menos 600 mil novos engenheiros se formam a cada ano, contingente que no Brasil cai a menos de 10%, ou seja, cerca de 40 mil profissionais. Estudo da Fundação Dom Cabral realizado em 2010 identificou escassez de mão de obra no país em segmentos como construção civil, Serviços, transportes, siderurgia e metalurgia. O quadro também traz impacto sobre a renda. O levantamento da OCDE mostra que a formação em nível superior pode levar a um aumento de até 156% nos vencimentos do trabalhador. Entretanto, a OCDE apresenta um dado alarmante: um terço dos brasileiros entre 15 e 19 anos não está estudando, sendo que apenas metade disto se encontra empregada. Nesse sentido, o Trabalho Temporário tem desempenhado papel de grande relevância para a inserção do jovem no ciclo econômico, pois dá a ele a primeira oportunidade de atuar como força de trabalho, o que o estimula a retomar sua trajetória de estudos e formação profissional. A Copa 2014 poderá, certamente, abrir-lhe novas perspectivas de formação, especialização, inserção e crescimento profissional.

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014 O que o Brasil já ganhou com a Copa 2 O que o Brasil já ganhou com a Copa Investimentos A Copa do Mundo é um grande investimento para todos brasileiros Os únicos

Leia mais

Pesquisa Setorial 2007 2008

Pesquisa Setorial 2007 2008 Pesquisa Setorial 2007 2008 Pesquisa Setorial 2007 2008 REALIZAÇÃO Av. São Luís, 258-18º andar Cep: 01046-915 - São Paulo - SP PABX: (11) 3215-8250 - Fax: (11) 3215-8277 www.sindeprestem.com.br sindeprestem@sindeprestem.com.br

Leia mais

Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil. Marcelo Weishaupt Proni Unicamp

Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil. Marcelo Weishaupt Proni Unicamp Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil Marcelo Weishaupt Proni Unicamp A discussão sobre os megaeventos ainda é feita com base em informações precárias Sem dúvida,

Leia mais

5 a PESQUISA SETORIAL

5 a PESQUISA SETORIAL 5 a PESQUISA SETORIAL 2010 2011 2 5 a PESQUISA SETORIAL 2010 20113 Expediente Projeto Gráfico e Editoração L2 Propaganda, Comunicação e Design Coordenação do Projeto Edison Belini Érika Barros Jismália

Leia mais

Oportunidade: efeitos socioeconômicos 2006-2014. Preparativos: sorteio final e venda de ingressos

Oportunidade: efeitos socioeconômicos 2006-2014. Preparativos: sorteio final e venda de ingressos Introdução: função do COL Oportunidade: efeitos socioeconômicos 2006-2014 Preparativos: sorteio final e venda de ingressos O legado já começou Conclusão Introdução: função do COL Oportunidade: efeitos

Leia mais

GILMAR TADEU ALVES RIBEIRO. (Secopa São Paulo)

GILMAR TADEU ALVES RIBEIRO. (Secopa São Paulo) GILMAR TADEU ALVES RIBEIRO (Secopa São Paulo) O maior evento mundial Copa do Mundo Fifa Transmissão para todos os países e territórios do mundo, inclusive a Antártida e o Círculo Polar Ártico; Primeiro

Leia mais

pesquisa setorial 2012 2013

pesquisa setorial 2012 2013 7ª pesquisa setorial 2012 2013 2 7ª pesquisa setorial 2012 2013 3 EXPEDIENTE Projeto Gráfico e Editoração L2 Propaganda, Comunicação e Design Coordenação do Projeto Edison Belini Daniel Neves Responsabilidade

Leia mais

FALANDO PARA O MUNDO. www.espm.br/centraldecases

FALANDO PARA O MUNDO. www.espm.br/centraldecases FALANDO PARA O MUNDO www.espm.br/centraldecases FALANDO PARA O MUNDO Preparado pelo Prof. Marcus S. Piaskowy. Este caso foi escrito inteiramente a partir de informações cedidas pela empresa e outras fontes

Leia mais

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República O que o Brasil já ganhou com a Copa COPA DO MUNDO NO BRASIL um momento histórico e de oportunidades A Copa do Mundo é um momento histórico para o Brasil, que vai sediar, em conjunto com as Olimpíadas em

Leia mais

Investimento Global (R$ mi) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2 -

Investimento Global (R$ mi) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2 - Anexo A - Mobilidade Urbana Empreendimento (obra, projeto e desapropriação) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2-2 Belo Horizonte Corredor Pedro II e Obras Complementares nos

Leia mais

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013 IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA Industria hoteleira brasileira JUNHO 2013 ENTIDADE ABIH NACIONAL Fundada em 09/11/1936 3.500 associados 35 escritórios 26 capitais + DF 08 regionais ENTIDADE 25.500 meios de

Leia mais

Oportunidades de Negócios com a Copa do Mundo 2014. Salvador 04/11/10

Oportunidades de Negócios com a Copa do Mundo 2014. Salvador 04/11/10 Oportunidades de Negócios com a Copa do Mundo 2014 Salvador 04/11/10 É a vez do Brasil! Linha do Tempo Eventos Esportivos Copa das Confederações 2013 Copa do Mundo FIFA 2014 Olimpíadas e Paraolimpíadas

Leia mais

1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014. Logística

1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014. Logística 1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014 Logística Economia Brasileira Gráfico 1 Crescimento Econômico Brasileiro e Mundial PIB 2002 a 2016 (em %) 8,0 6,0 4,0 2,0 0,0-2,0 7,5 61 6,1 5,7 4,6 5,3 5,2

Leia mais

Responsabilidade (R$ milhões) Contratado

Responsabilidade (R$ milhões) Contratado SELEÇÃO DE OBRAS DA COPA DE ACORDO COM O PORTAL DA TRASPARÊNCIA DA COPA DA CGU - ACESSO EM 27/09/2011 Belo Horizonte > Aeroportos e Portos > Aeroporto Tancredo Neves - Confins: Reforma e Ampliação da Pista

Leia mais

BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA

BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA Brasil, 2007 PIB R$ 1,8 trilhão Alfabetização 88,6% Expec. de Vida 71,7 anos PIB per capita US$ 8.402 Fonte: ONU e IBGE Brasil, 2015 PIB R$ 2,1 trilhões Alfabetização

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente A Copado Mundode 2014, as Olímpiadasde 2016 e os gargalos da nossa infraestrutura Diálogos Capitais Rio de Janeiro, 7 de dezembro de 2010 Luciano Coutinho Presidente A trajetória recente da economia brasileira

Leia mais

O setor hoteleiro do Brasil às portas da Copa do Mundo. Roberto Rotter 20 de setembro de 2013

O setor hoteleiro do Brasil às portas da Copa do Mundo. Roberto Rotter 20 de setembro de 2013 O setor hoteleiro do Brasil às portas da Copa do Mundo Roberto Rotter 20 de setembro de 2013 Panorama atual da hotelaria - Brasil Total de hotéis: 10 mil Total de UH s: 460 mil Fonte: Hotelaria em Números

Leia mais

pesquisa setorial 2008 2009

pesquisa setorial 2008 2009 pesquisa setorial 2008 2009 Dados sobre o setor de Trabalho Temporário e Serviços Terceirizáveis Pessoas e Empresas que fazem a diferença em Serviços Dados setoriais e depoimentos de pessoas que cresceram

Leia mais

Síntese do planejamento do Governo Federal para a Copa do Mundo 2014 Brasília, Setembro de 2012

Síntese do planejamento do Governo Federal para a Copa do Mundo 2014 Brasília, Setembro de 2012 Code-P0 Síntese do planejamento do Governo Federal para a Copa do Mundo 2014 Brasília, Setembro de 2012 Code-P1 O Brasil recebe os grandes eventos esportivos em um contexto favorável COPA OLIMPÍADAS Brasil

Leia mais

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Code-P0 Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Encontro Nacional - Abracen Eventos Esportivos e os Impactos para o país São Paulo, 7 de março de 2012 Code-P1 O Brasil

Leia mais

Brasil. 1º Congresso de Engenheiros da Língua Portuguesa

Brasil. 1º Congresso de Engenheiros da Língua Portuguesa Brasil 1º Congresso de Engenheiros da Língua Portuguesa Maurício Muniz Secretário do Programa de Aceleração do Crescimento SEPAC Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão PAC PROGRAMA DE ACELERAÇÃO

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Caio Luiz de Carvalho Presidente

Caio Luiz de Carvalho Presidente Caio Luiz de Carvalho Presidente Os desafios do Brasil Deixar de ser espectador e se tornar ator do processo. Todos os brasileiros. Profissionais ou espectadores, envolvidos diretamente ou não. Muitas

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO - OPORTUNIDADES Um evento esportivo do porte de uma Copa do Mundo é como uma grande vitrine do país no exterior e corresponde a um

Leia mais

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para Code-P0 Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para a engenharia brasileira O Mundial e o Desenvolvimento Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Manaus, 30 de março de 2012 Code-P1

Leia mais

Apresentação. Entendendo a Copa A Copa em Porto Alegre Oportunidades

Apresentação. Entendendo a Copa A Copa em Porto Alegre Oportunidades Apresentação Entendendo a Copa A Copa em Porto Alegre Oportunidades Impactos Econômicos Mega Eventos 2010 2013 Construção Civil Móveis Tecnologia da Informação 2013... Comércio e Serviços Turismo Produção

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014

INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014 INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014 Por Milton Karam 06.outubro.2010 COPA FIFA 2014 CRONOLOGIA 2003 03 de junho - a Confederação Sul-Americana de Futebol CONMEBOL anuncia Argentina, Brasil e Colômbia 2006

Leia mais

Projeto PERNAMBUCO NA COPA 2014

Projeto PERNAMBUCO NA COPA 2014 Projeto PERNAMBUCO NA COPA 2014 4º Fórum de Direito do Turismo 20 de Maio de 2011 ARRANJO INSTITUCIONAL - GOVERNO DE PERNAMBUCO SECOPA-PE Atribuições Planejar, coordenar e gerir as iniciativas dos órgãos

Leia mais

A decolagem do turismo

A decolagem do turismo A decolagem do turismo OBrasil sempre foi considerado detentor de um enorme potencial turístico. Em 1994, no entanto, o país recebeu menos de 2 milhões de turistas internacionais, um contingente que, na

Leia mais

O TCU E A COPA 2014 Ministro-Relator: Valmir Campelo

O TCU E A COPA 2014 Ministro-Relator: Valmir Campelo O TCU E A COPA 2014 Ministro-Relator: Valmir Campelo Adalberto Santos de Vasconcelos Coordenador-Geral da Área de Infraestrutura e da Região Sudeste Rafael Jardim Assessor do Ministro Valmir Campelo Brasília

Leia mais

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia brasileira continuarácrescendo firmemente nos

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO E ESPORTES

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO E ESPORTES SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO E ESPORTES Secretário: Tiago Lacerda Secretário-adjunto: Rogério Romero Sub-secretária de Turismo: Silvana Nascimento Subsecretário de Esportes: Adenilson de Souza Coordenador

Leia mais

Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana

Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana Investimento do Governo Federal em Mobilidade Urbana PAC 2 SÃO PAULO R$ 241,5 bilhões R$ milhões Eixo 2011-2014 Pós 2014 TOTAL Transportes 55.427 2.169 57.596 Energia 57.578 77.936 135.513 Cidade Melhor

Leia mais

ANÁLISE GUARULHOS. Edição bimestral nº 02 2010

ANÁLISE GUARULHOS. Edição bimestral nº 02 2010 ANÁLISE GUARULHOS Edição bimestral nº 02 2010 Guarulhos tem se firmado na última década como um dos principais municípios do Brasil devido ao seu alto grau de dinamismo econômico e social, aliado à sua

Leia mais

Secretaria. de Futebol de 2014

Secretaria. de Futebol de 2014 Secretaria Especial de Articulação para a Copa do Mundo de Futebol de 2014 SECOPA Assistir direta e indiretamente ao Prefeito na condução aos assuntos referentes a Copa do Mundo; Parcerias com a sociedade

Leia mais

Aeroportos Copa do Mundo 2014. 14 Dezembro 2009

Aeroportos Copa do Mundo 2014. 14 Dezembro 2009 Aeroportos Copa do Mundo 2014 14 Dezembro 2009 Belo Horizonte e Confins - MG 1. Aeroporto Internacional Tancredo Neves Confins 2. Aeroporto de Belo Horizonte/ Pampulha Carlos Drummond de Andrade Brasília

Leia mais

Copa 2014 Desafios e Oportunidades

Copa 2014 Desafios e Oportunidades Copa 2014 Desafios e Oportunidades A Copa 2014 tem dono... A Copa é da FIFA Exigências atribuladas no caderno de encargos Com a Copa de 2010, o único continente que ainda não sediou o evento foi a Oceania

Leia mais

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Code-P0 AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Agenda de Trabalho Junho 2011 Claudio Langone Code-P1 OPORTUNIDADE PARA O BRASIL 2011 - Jogos Militares Mundiais 2012 - RIO + 20 - Cúpula das

Leia mais

Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade

Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade Programa Porto Alegre Copa 2014 Legados para a Cidade Visão: Ser considerada a melhor cidade-sede da Copa 2014 quanto a participação popular e promoção de ações de desenvolvimento econômico, social e ambiental,

Leia mais

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 VI Seminário ALACPA de Pavimentos Aeroportuários e IV FAA Workshop Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 28 Outubro 2009 Arq. Jonas M. Lopes INFRAERO Aeroportos - Copa do Mundo 2014 Belo Horizonte

Leia mais

Copa do Mundo no Brasil: oportunidades, desafios e atuação do Governo Federal

Copa do Mundo no Brasil: oportunidades, desafios e atuação do Governo Federal BRA-MEB001-091126-1 Copa do Mundo no Brasil: oportunidades, desafios e atuação do Governo Federal Brasília, 26 novembro de 2009 BRA-MEB001-091126-2 Conteúdo do documento O que é a Copa do Mundo Atuação

Leia mais

Assine PEGN e receba até 4 meses grátis!

Assine PEGN e receba até 4 meses grátis! Page 1 of 5 Home Notćias Esportes Entretenimento V deos Todososites RSS Mobile Favoritos Twitter Assine PEGN e receba até 4 meses grátis! Abril de 2010 Ampliar capa HOME Agenda Calendário Fiscal Colunistas

Leia mais

Realizações e Metas. Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo

Realizações e Metas. Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Realizações e Metas Secretaria Nacional de Programas de CRITÉRIOS PARA DEFINIÇÃO DO UNIVERSO Profissionais do setor de turismo ocupados e gerência média Profissionais atuantes nos 65 destinos priorizados

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente O papeldo BNDES napromoçãodo desenvolvimento econômico e social do Brasil IV Fórum Internacional de comunicação e sustentabilidade Brasília, 26 de maio de 2011 Luciano Coutinho Presidente O Brasil ingressa

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil

Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil PATROCINADOR INICIATIVA REALIZAÇÃO SUBCAPA O trabalho e a pesquisa O TRABALHO E A PESQUISA A 4ª edição do relatório principais investimentos

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO AGENDA ESTRATÉGIA PERSPECTIVAS ECONÔMICAS MATRIZ DE RESPONSABILIDADES PORTO AEROPORTO ARENA MONOTRILHO MATRIZ ENERGÉTICA COMUNICAÇÃO MANAUS CIDADE-SEDE ESTRATÉGIA Concepção Planejamento Manaus x Belém

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DOS TRABALHOS NO 1 SEMESTRE DE 2012.

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DOS TRABALHOS NO 1 SEMESTRE DE 2012. PROJETO: 13 - VOLUNTÁRIOS PARA A COPA DO MUNDO 2014. Objetivo: Acompanhar junto ao COL/FIFA (Comitê Organizador Local da FIFA) a seleção e recrutamento dos voluntários para atuarem na Copa do Mundo 2014.

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil Ações do Governo de Minas Gerais 27 de Outubro de 2009 Roteiro Estratégia de Execução Modernização do Mineirão Reforma dos Estádios Alternativos Mobilidade

Leia mais

Copa do Mundo FIFA 2014

Copa do Mundo FIFA 2014 1. Belo Horizonte Copa do Mundo FIFA 2014 CODE-2 Belo Horizonte Belo Horizonte Quantitativo de Empreendimentos e Investimentos por Tema Nº de Empreendimentos Investimento Total (R$ mi) Estádio Mobilidade

Leia mais

PRESSTEM. copa 2014 Setor de Serviços entra em campo

PRESSTEM. copa 2014 Setor de Serviços entra em campo prestação DE SERVIÇOS especializados ano XIII junho 2011 nº41 BRASIL NO CENTRO DAS ATENÇÕES Escolha do País como sede do mundial de futebol gerou grande expectativa e colocou nas mãos de Orlando Silva,

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO

ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO MTUR/DEAOT/CGQT Campinas, 20 de março de 2010 ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO POLÍTICAS DE INCENTIVO AO TURISMO NORMATIZAÇÃO DE CAMPINGS COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS REGISTRO

Leia mais

COPA. Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL. Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC. 29 de Outubro 2009

COPA. Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL. Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC. 29 de Outubro 2009 COPA Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC 29 de Outubro 2009 1 SINAENCO Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva

Leia mais

Porto Alegre. Host City Fifa World Cup 2014

Porto Alegre. Host City Fifa World Cup 2014 Porto Alegre Host City Fifa World Cup 2014 31/05/2009 A FIFA anuncia as 12 cidades-sede 13/01/2010 Formalização do Grupo Executivo da Copa Gecopa; Anúncio do Programa BNDES Pró-Copa Turismo (recursos para

Leia mais

Principais Benefícios Fiscais Relacionados à Copa do Mundo e aos Jogos Olímpicos. CIESP - Campinas Workshop - (25.10.2012)

Principais Benefícios Fiscais Relacionados à Copa do Mundo e aos Jogos Olímpicos. CIESP - Campinas Workshop - (25.10.2012) Principais Benefícios Fiscais Relacionados à Copa do Mundo e aos Jogos Olímpicos CIESP - Campinas Workshop - (25.10.2012) Benefícios Fiscais relacionados à Copa do Mundo no âmbito Federal RECOPA Lei nº

Leia mais

Mídia Kit COPA DO MUNDO BRASIL 2014

Mídia Kit COPA DO MUNDO BRASIL 2014 Mídia Kit COPA DO MUNDO BRASIL 2014 Sua visibili vai fazer um gol placa Copa do Mundo FIFA 2014 Estimativas para a Copa no Brasil O Brasil está próximo receber um evento que ficará para a história do país,

Leia mais

PODE SER CLASSIFICADA EM TRÊS GRANDES SEGMENTOS CONSTRUÇÃO PESADA MONTAGENS INDUSTRIAIS E EXTRAÇÃO MINERAL MILHÕES

PODE SER CLASSIFICADA EM TRÊS GRANDES SEGMENTOS CONSTRUÇÃO PESADA MONTAGENS INDUSTRIAIS E EXTRAÇÃO MINERAL MILHÕES A CONSTRUÇÃO CIVIL PODE SER CLASSIFICADA EM TRÊS GRANDES SEGMENTOS CONSTRUÇÃO PESADA MONTAGENS INDUSTRIAIS E EXTRAÇÃO MINERAL EDIFICAÇÕES INDUSTRIAIS, COMERCIAIS E RESIDENCIAIS CONSTRUÇÃO CIVIL É UM DOS

Leia mais

Indústria do Esporte. Análise de Faturamento FIFA Copa do Mundo

Indústria do Esporte. Análise de Faturamento FIFA Copa do Mundo Indústria do Esporte Análise de Faturamento FIFA Copa do Mundo Fevereiro 2013 Com a proximidade da Copa do Mundo no Brasil, a BDO RCS fez um levantamento sobre a evolução da receita da FIFA desde a sua

Leia mais

VIII CONSE VIII CONSE. Sao Paulo - 24, 25 e 26 de setembro de 2012. Apresentação. Carlos Monte

VIII CONSE VIII CONSE. Sao Paulo - 24, 25 e 26 de setembro de 2012. Apresentação. Carlos Monte VIII CONSE Sao Paulo - 24, 25 e 26 de setembro de 2012 Apresentação Carlos Monte Conceitos Gerais A Engenharia é a profissão do Crescimento. Mais emprego, melhores sálarios e inclusão social com distribuição

Leia mais

UM POUCO SOBRE A COPA DO MUNDO NO BRASIL

UM POUCO SOBRE A COPA DO MUNDO NO BRASIL UM POUCO SOBRE A COPA DO MUNDO NO BRASIL Julho/2013 Em 2014, o Brasil sediará a Copa do Mundo e em 2016 as Olimpíadas. Os brasileiros efetivamente são apaixonados por futebol e quando foi divulgado que

Leia mais

PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1

PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1 EXECUÇÃO GLOBAL DO PAC 2 ATÉ OUTUBRO DE 2014 R$ 1,009 trilhão 91,3% do previsto até 2014 ATÉ DEZEMBRO DE 2014 R$ 1,066 trilhão 96,5% do previsto até 2014 PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1

Leia mais

BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO 2012/2013

BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO 2012/2013 BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO 2012/2013 O setor se reúne para divulgar seus números, que refletem a importância dos trilhos para a mobilidade dos brasileiros Aumento de 8% no número de passageiros

Leia mais

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 (Estudo Técnico nº 175) François E. J. de Bremaeker Salvador, julho de 2012 2 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Associação

Leia mais

Especialização de Engenharia de Produção Análise da Cobertura Móvel nos estádios da Copa do Mundo

Especialização de Engenharia de Produção Análise da Cobertura Móvel nos estádios da Copa do Mundo ISSN 1984-9354 Especialização de Engenharia de Produção Análise da Cobertura Móvel nos estádios da Copa do Mundo Leandro Nogueira Guimarães (LATEC / UFF) Resumo: A telefonia celular tem o grande desafio

Leia mais

8ª Oficina de Trabalho. Eduardo Celino Coordenador-Geral de Investimentos

8ª Oficina de Trabalho. Eduardo Celino Coordenador-Geral de Investimentos 8ª Oficina de Trabalho Eduardo Celino Coordenador-Geral de Investimentos Brasília, 2 de junho de 2011 O que é a Renai Sistema de informações sobre investimentos produtivos no Brasil Coordenação: MDIC Criação:

Leia mais

O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015

O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015 O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015 A potencialidade de consumo dos brasileiros deve chegar a R$ 3,730 trilhões neste ano, ao mesmo tempo em que revela significativo aumento dos

Leia mais

COPA DO MUNDO BRASIL 2014

COPA DO MUNDO BRASIL 2014 SERGS DEBATES 2008 Wesley Cardia COPA DO MUNDO BRASIL 2014 Porque Investir Nessa Idéia? INTRODUÇÃO Sport has a huge influentce in our lives. After work, it is the largest form of mass civil participation,

Leia mais

Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH. escolha das cidades-sede. Copa

Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH. escolha das cidades-sede. Copa Minas Gerais na Copa do Mundo de 2014 Copa em Minas já começou Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH 31 de maio de 2011 dois anos de escolha das cidades-sede 2014 BH/MG modelo

Leia mais

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 10 de novembro de 2011

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 10 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República 10 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil INFRAERO ANAC Ministério da Defesa DECEA PANORAMA Passageiros- quilômetros transportados no Brasil,

Leia mais

COPA DO MUNDO 2014 COMITÊ GESTOR DA COPA

COPA DO MUNDO 2014 COMITÊ GESTOR DA COPA COPA DO MUNDO 2014 COMITÊ GESTOR DA COPA CONCEITOS IMPORTANTES PARA COPA 2014 Cidade Sede Porto Alegre considera o local do Estádio, o município de Porto Alegre (onde se localiza o Estádio), e o Estado

Leia mais

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do regime internacional sobre mudanças climáticas Brasília,

Leia mais

OPORTUNIDADES PARA O SETOR MOVELEIRO O TURISMO TEM POTENCIAL DE AUMENTO EM 25%, CERCA DE 3 MILHÕES A MAIS DE TURISTAS E US$ 3 BILHÕES DE GASTOS*

OPORTUNIDADES PARA O SETOR MOVELEIRO O TURISMO TEM POTENCIAL DE AUMENTO EM 25%, CERCA DE 3 MILHÕES A MAIS DE TURISTAS E US$ 3 BILHÕES DE GASTOS* OS SETORES MAIS BENEFICIADOS O estudo Brasil Sustentável: Impactos socioeconômicos da Copa do Mundo 14, realizado em parceria entre Ernst & Young e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) Projetos, aponta os seguintes

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951 ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951 A ATIVIDADE TURÍSTICA E O SEGMENTO DE EVENTOS. PERSPECTIVAS DE CRESCIMENTO GRAÇAS À COPA

Leia mais

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias 50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias Pesquisa realizada pela Rizzo Franchise e divulgada pela revista Exame listou as 50 cidades com as melhores oportunidades para abertura de

Leia mais

368 municípios visitados

368 municípios visitados TURISTAS INTERNACIONAIS 60,3% visitaram o Brasil pela primeira vez 91,4 % Copa como o principal motivo da viagem 83% o Brasil atendeu plenamente ou superou suas expectativas 95% tem intenção de retornar

Leia mais

CONTROLE EXTERNO GOVERNANÇA A E DESENVOLVIMENTO

CONTROLE EXTERNO GOVERNANÇA A E DESENVOLVIMENTO CONTROLE EXTERNO GOVERNANÇA A E DESENVOLVIMENTO Evento Tá na Mesa Federasul Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul Ministro João Augusto Ribeiro Nardes Presidente do TCU

Leia mais

Observatório do Turismo

Observatório do Turismo USUS 2012 Observatório do Turismo Cidade de São Paulo Brasil Turismo no Mundo 9,0% Representatividade no PIB Mundial em 2011 US$ 6,3 TRILHÕES Movimentação Financeira em 2011 980 MILHÕES Viagens no Mundo,

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

ESPORTE. Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP

ESPORTE. Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP ESPORTE O partido Solidariedade está atento à necessidade do esporte na vida da população. Entendemos que ele é uma importante ferramenta para retirar crianças das ruas e assim, reduzir a violência e o

Leia mais

Recessão e infraestrutura estagnada afetam setor da construção civil

Recessão e infraestrutura estagnada afetam setor da construção civil CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO RECONHECIDA NOS TERMOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE EM 16 DE SETEMBRO DE 2010 Estudo técnico Edição nº 21 dezembro de 2014

Leia mais

O que são as diretrizes para Discussão Temática?

O que são as diretrizes para Discussão Temática? O que são as diretrizes para Discussão Temática? As diretrizes para Discussão Temática apresentam conteúdos exclusivos desenvolvidos por meio de pesquisas para a Fundação 1º de Maio. As informações aqui

Leia mais

Novas matrizes para Classificação Hoteleira. Selo de Qualidade em Turismo. Estudo de Viabilidade para implantação de Hotel Conceito

Novas matrizes para Classificação Hoteleira. Selo de Qualidade em Turismo. Estudo de Viabilidade para implantação de Hotel Conceito Novas matrizes para Classificação Hoteleira Selo de Qualidade em Turismo Estudo de Viabilidade para implantação de Hotel Conceito Brasília, 13 de janeiro de 2010 Novas matrizes para Classificação Hoteleira

Leia mais

BOLETIM. Taxa de desemprego anual na RMSP é a menor em 20 anos

BOLETIM. Taxa de desemprego anual na RMSP é a menor em 20 anos A taxa média anual de desemprego, na Região Metropolitana de São Paulo RMSP, diminuiu de 11,9% para 10,5%, entre 2010 e 2011, atingindo seu menor valor nos últimos 20 anos. Essa é uma das informações divulgadas

Leia mais

Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL

Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL CANDIDATOS A PREFEITOS E PREFEITAS MUNICIPAIS Pleito Eleitoral 2012 PROPOSTAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A PROMOÇÃO

Leia mais

Centro Cultural e de Exposições de Maceió

Centro Cultural e de Exposições de Maceió Centro Cultural e de Exposições de Maceió Descrição Administrar, explorar comercialmente e desenvolver eventos culturais, de lazer e de negócios no Centro Cultural e de Exposições de Maceió, localizado

Leia mais

Valor das marcas de 23 clubes do Brasil

Valor das marcas de 23 clubes do Brasil Valor das marcas de 23 clubes do Brasil Edição de 2013 Valor das marcas de 23 clubes do Brasil Pelo quinto ano consecutivo a BDO publica seu estudo avaliando as marcas dos maiores clubes de futebol do

Leia mais

Impactos econômicos da realização da Copa 2014 no Brasil

Impactos econômicos da realização da Copa 2014 no Brasil Code-P0 Impactos econômicos da realização da Copa 2014 no Brasil Brasília, 31 de março de 2010 Code-P1 Observações iniciais Este trabalho foi realizado pelo consorcio contratado pelo Ministério do Esporte,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO Dos cursos mais procurados pelos estudantes, o de Administração é um dos mais novos. Enquanto Medicina e Direito formam profissionais desde o século 19, foi apenas em 1946 que

Leia mais

Valor das marcas dos 17 clubes mais valiosos do Brasil

Valor das marcas dos 17 clubes mais valiosos do Brasil Valor das marcas dos 17 clubes mais valiosos do Brasil Edição de 2012 Valor das marcas dos 12 clubes mais valiosos do Brasil Pelo quarto ano consecutivo a BDO publica seu estudo avaliando as marcas dos

Leia mais

Aeroportos no Brasil: investimentos recentes, perspectivas e preocupações

Aeroportos no Brasil: investimentos recentes, perspectivas e preocupações Aeroportos no Brasil: investimentos recentes, perspectivas e preocupações Carlos Campos Neto carlos.campos@ipea.gov.br Frederico Hartmann de Souza frederico.souza@ipea.com.br Abril de 2011 Objetivos Avaliar

Leia mais

PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição- 2011 / 2012

PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição- 2011 / 2012 Member of ICMCI International Council of Management Consulting Institutes PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição 2011 / 2012 Av. Paulista, 326 Conj. 77 Bela Vista CEP 01310902

Leia mais

APRESENTAÇÃO... 2 1. ESTUDO DE COMPETITIVIDADE... 4 2. RESULTADOS... 6. 2.1 Total geral... 6. 2.2 Infraestrutura geral... 7. 2.3 Acesso...

APRESENTAÇÃO... 2 1. ESTUDO DE COMPETITIVIDADE... 4 2. RESULTADOS... 6. 2.1 Total geral... 6. 2.2 Infraestrutura geral... 7. 2.3 Acesso... PORTO SEGURO APRESENTAÇÃO Qualquer forma de desenvolvimento econômico requer um trabalho de planejamento consistente para atingir o objetivo proposto. O turismo é apresentado hoje como um setor capaz de

Leia mais

As ações do Pacto serão delineadas de acordo com as seguintes prioridades:

As ações do Pacto serão delineadas de acordo com as seguintes prioridades: Finalidade A conservação da biodiversidade e de demais atributos da Mata Atlântica depende de um conjunto articulado de estratégias, incluindo a criação e a implantação de Unidades de Conservação, Mosaicos

Leia mais

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Pequenos Negócios no Brasil Pequenos Negócios no Brasil Clique no título para acessar o conteúdo, ou navegue pela apresentação completa Categorias de pequenos negócios no Brasil Micro e pequenas empresas

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Maio de 2010 Paulo Moreira da Fonseca Agenda Introdução Arenas Hotéis Mobilidade Urbana Demais Investimentos Agenda Introdução Arenas Hotéis Mobilidade

Leia mais

A locomotiva de concreto

A locomotiva de concreto A locomotiva de concreto 16 KPMG Business Magazine Construção civil supera período de estagnação, mas ainda há gargalos que podem comprometer o ritmo de investimentos A construção civil no Brasil não para

Leia mais

Infraestrutura, Segurança e PPPs

Infraestrutura, Segurança e PPPs www.pwc.com Infraestrutura, Segurança e PPPs Dezembro, 2011 Agenda - Características de uma PPP - Alguns Projetos de PPP no Brasil - Exemplos de PPP em Infraestrutura e Segurança 2 Características de uma

Leia mais

MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016

MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016 MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016 Pela primeira vez, o setor de aviação está lançando todas as diretrizes operacionais com mais de 300 dias de antecedência, o que contribui decisivamente

Leia mais

PROC. Nº 0268/09 PR Nº 001/09 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

PROC. Nº 0268/09 PR Nº 001/09 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS A criação da Comissão Especial de Acompanhamento e Apoio à Copa do Mundo de 2014 em Porto Alegre faz-se necessária, tendo em vista a grande mobilização e investimentos que deverão

Leia mais