Entendendo a. Recuperação Judicial e. as alternativas para a. solução da crise. empresarial

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Entendendo a. Recuperação Judicial e. as alternativas para a. solução da crise. empresarial"

Transcrição

1 Entendendo a Recuperação Judicial e as alternativas para a solução da crise empresarial Associação Comercial e Industrial de Joinville Outubro de 2016

2 Mudança de perspectivas Maturidade Crescimento Declínio Reestruturação financeira Early turnaround Recuperação Extrajudicial Tempo Turnaround Recuperação Judicial Empresa Controle + Informação - Credores Falência + Crédito - + Opções - 2

3 A Alternativas para solução de crise Aspectos essenciais para um processo de recuperação efetivo Empresa Apresentação de um plano restruturação detalhado e realista com um planejamento estratégico claro e conciso Detalhamento das medidas de reestruturação financeira: Desinvestimentos Novos financiamentos Reestruturação da dívida Governança Administração Acompanhamento por parte dos credores Credores Rápida execução e desfecho da transação Intervenção antecipada Monitoramento posterior à transação Abertura para negociação: retomada da credibilidade e transparência nas informações Uma grande limitação do procedimento é o tempo, portanto soluções prénegociadas devem ser utilizadas como alternativa. 3

4 O plano de restruturação Diagnóstico operacional/financeiro: Causas de declínio Intensidade da crise Relacionamento entre as partes Projeções de fluxos de caixa Conjuntura de mercado Condições industriais Estrutura de custo/preço Readequação do capital de giro Maximização da rentabilidade de ativos Liquidez Negociação com credores Empresas e empresários não se preparam adequadamente para este processo Recuperação Judicial deve ser mais um instrumento para recuperação da empresa 4

5 O ponto de vista de devedores Escolha de alternativas de restruturação com menor impacto na imagem e continuidade do negócio Alternativas de liquidez devem anteceder qualquer movimento de recuperação judicial Controle das informações é chave para o processo negocial e da recuperação judicial Administração dos custos do processo de reestruturação Análise da estrutura de endividamento: sujeição e cram down 5

6 O ponto de vista de credores 1 No processo de tomada de decisão, os credores são influenciados por razões de caráter econômico, fiscal e regulamentar, limites estatutários, posição do próprio credito e até aspectos sociais; 2 Entretanto, do ponto de vista estritamente econômico, a escolha do credor deveria ser guiada pelo princípio da maximização ex-post, isto é, a decisão a ser tomada deveria ser aquela que permita a melhor alocação dos recursos e a minimização dos custos de gestão da crise. 3 Evidentemente, influenciam na escolha, além dos aspectos já mencionados (como o tratamento fiscal), a posição do próprio crédito (garantias reais vs. quirografários), provisionamento e a eventual pressão de outros grupos de interesses. 6

7 Os caminhos disponíveis Negocial Insucesso Judicial Reestruturação Sucesso Debt x Equity Reescalonamento Waivers Outros Judicial Insucesso Sucesso Falência Aprovação da RJ ou extra judicial Falência Os credores dividem o valor de liquidação segundo a regra de prioridade definida por Lei 7

8 A Deloitte refere-se a uma ou mais entidades da Limited, uma sociedade privada, de responsabilidade limitada, estabelecida no Reino Unido ("DTTL ), sua rede de firmas-membro, e entidades a ela relacionadas. A DTTL e cada uma de suas firmas-membro são entidades legalmente separadas e independentes. A DTTL (também chamada Deloitte Global ) não presta serviços a clientes. Consulte para obter uma descrição mais detalhada da DTTL e suas firmas-membro. A Deloitte oferece serviços de auditoria, consultoria, assessoria financeira, gestão de riscos e consultoria tributária para clientes públicos e privados dos mais diversos setores. A Deloitte atende a quatro de cada cinco organizações listadas pela Fortune Global 500, por meio de uma rede globalmente conectada de firmas-membro em mais de 150 países, trazendo capacidades de classe global, visões e serviços de alta qualidade para abordar os mais complexos desafios de negócios dos clientes. Para saber mais sobre como os cerca de profissionais da Deloitte impactam positivamente nossos clientes, conecte-se a nós pelo Facebook, LinkedIn e Twitter Todos os direitos reservados

63% Pesquisa de Natal 2016 Revelações sobre os hábitos de consumo do brasileiro. O que influencia o consumidor na hora da compra 73% D/E 63% C 56% A/B

63% Pesquisa de Natal 2016 Revelações sobre os hábitos de consumo do brasileiro. O que influencia o consumidor na hora da compra 73% D/E 63% C 56% A/B Pesquisa de Natal 2016 Revelações sobre os hábitos de consumo do brasileiro A Pesquisa de Natal 2016, realizada pela Deloitte, revela os hábitos e preferências dos brasileiros nas compras de presentes

Leia mais

O Verdadeiro Valor do Pricing Da estratégia de preços à excelência comercial

O Verdadeiro Valor do Pricing Da estratégia de preços à excelência comercial O Verdadeiro Valor do Pricing Da estratégia de preços à excelência comercial O desafio do valor na gestão de preços O cenário econômico mundial enfrenta importantes desafios atualmente, pontuados por incertezas

Leia mais

Global Mobile Consumer Survey 2017 O celular no dia a dia do brasileiro

Global Mobile Consumer Survey 2017 O celular no dia a dia do brasileiro Global Mobile Consumer Survey 2017 O celular no dia a dia do brasileiro Impacting the Future O canal sobre transformação digital da Deloitte Acesse nossa página especial com conteúdos produzidos pela Deloitte

Leia mais

Best Managed Companies. Regulamento da pesquisa (edição 2017)

Best Managed Companies. Regulamento da pesquisa (edição 2017) Best Managed Companies Regulamento da pesquisa (edição 2017) Critérios de participação A pesquisa A Estratégia do Reposicionamento, edição 2017, somente admite a participação de empresas que se inscrevam

Leia mais

Agenda 2017 Ano novo, novo ciclo as visões das empresas para um mundo de transformações aceleradas

Agenda 2017 Ano novo, novo ciclo as visões das empresas para um mundo de transformações aceleradas Agenda Ano novo, novo ciclo as visões das empresas para um mundo de transformações aceleradas Agenda Pergunta a responder... Para onde vão a economia, o ambiente de negócios e a gestão empresarial em?

Leia mais

Valid Soluções e Serviços de Segurança em Meios de Pagamento e Identificação S.A.

Valid Soluções e Serviços de Segurança em Meios de Pagamento e Identificação S.A. Valid Soluções e Serviços de Segurança em Meios de Pagamento e Identificação S.A. Demonstrações Financeiras Individuais e Consolidadas Referentes ao Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2016 e Relatório

Leia mais

CFO Program Para uma carreira em constante mudança

CFO Program Para uma carreira em constante mudança Para uma carreira em constante mudança CFO Academy 05 CFO Lab 08 Finance Lab 10 CFO Conference 12 CFO Club 14 CFO Insights 16 Contatos 19 Iniciativas relevantes para um dos cargos mais difíceis do mundo

Leia mais

Estratégias para a retomada dos negócios Oportunidades para além da crise. Outubro, 2016

Estratégias para a retomada dos negócios Oportunidades para além da crise. Outubro, 2016 Estratégias para a retomada dos negócios Oportunidades para além da crise Outubro, 2016 Índice Grandes mudanças potenciais 3 Setor automotivo: principais vetores de mudança 4 Tecnologia 5 Meio ambiente

Leia mais

Sustentabilidade nas instituições financeiras Uma visão sobre a gestão de riscos socioambientais

Sustentabilidade nas instituições financeiras Uma visão sobre a gestão de riscos socioambientais Sustentabilidade nas instituições financeiras Uma visão sobre a gestão de riscos socioambientais Como as instituições financeiras devem tratar a gestão de riscos socioambientais? O crescente processo de

Leia mais

Hora Decisiva CFO na Era Digital. Othon Almeida Sócio-líder do CFO Program Brasil

Hora Decisiva CFO na Era Digital. Othon Almeida Sócio-líder do CFO Program Brasil Hora Decisiva CFO na Era Digital Othon Almeida Sócio-líder do CFO Program Brasil Desafios do CFO Deloitte 2 Desafios diários do CFO Deloitte Papel dos executivos na crise 3 Quatro Faces do CFO Ao mesmo

Leia mais

Market Sentiment 3 a Edição

Market Sentiment 3 a Edição Market Sentiment 3 a Edição 1. Como perceciona a evolução do volume de transações de ativos imobiliários, para os próximos 3 meses? Variação da evolução global do volume de transações Análise dos principais

Leia mais

As dores da jornada. Othon Almeida. Dezembro de Sócio-líder do CFO Program Brasil, Deloitte

As dores da jornada. Othon Almeida. Dezembro de Sócio-líder do CFO Program Brasil, Deloitte As dores da jornada Othon Almeida Sócio-líder do CFO Program Brasil, Deloitte Dezembro de 2014 O panorama econômico brasileiro mudou ao longo das décadas... 2015-2018:??????? 2011-2014: Esgotamento do

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Apresentação, Missão e Valores A RAYEL, MIRANDA e WEIGAND SOCIEDADE DE ADVOGADOS, sociedade de advocacia especializada em Direito Empresarial, possui a missão de gerar resultados

Leia mais

Analytics total Ciência de dados para monetizar o negócio

Analytics total Ciência de dados para monetizar o negócio Analytics total Ciência de dados para monetizar o negócio Organizações do conhecimento O aumento da disponibilidade dados e a sofisticação de ferramentas analíticas oferecem uma oportunidade para as empresas

Leia mais

Sumário. Prefácio, xix

Sumário. Prefácio, xix Sumário Prefácio, xix 1 Introdução, 1 Objetivo do livro, 2 1.1 Citações importantes sobre planejamento financeiro com destaque para o fluxo de caixa no contexto empresarial, 2 2 Administração financeira

Leia mais

Cedro Gestão de Ativos S/A

Cedro Gestão de Ativos S/A Cedro Gestão de Ativos S/A Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil apurado por meio dos livros contábeis da Cedro Gestão de Ativos S/A para fins de incorporação do patrimônio líquido pela Companhia

Leia mais

Alternativas Legais Para Enfrentar a Crise Econômica 28/09/2015. Luiz Galeazzi

Alternativas Legais Para Enfrentar a Crise Econômica 28/09/2015. Luiz Galeazzi Alternativas Legais Para Enfrentar a Crise Econômica 28/09/2015 Luiz Galeazzi Disclaimer Este material foi elaborado pela Galeazzi & Associados (G&A) exclusivamente para o uso interno no evento da FIESP

Leia mais

Novos modelos de negócio na era digital A transformação sem fronteiras

Novos modelos de negócio na era digital A transformação sem fronteiras Novos modelos de negócio na era digital A transformação sem fronteiras Dilemas da era da economia digital Descompasso envolvendo culturas e estruturas na maior parte das empresas Tecnologias do século

Leia mais

Proposta de Reforma da Lei /2005

Proposta de Reforma da Lei /2005 Proposta de Reforma da Lei 11.101/2005 Francisco Satiro Paulo Fernando Campos Salles de Toledo Sheila Cristina Neder Cerezzetti Cassio Cavalli Ampliação da disponibilidade da Recuperação Judicial Lei 11.101/2005

Leia mais

esocial - Dificulades e desafios relacionados a expatriados Moving together. Making tomorrow. Nadia Leme, 23/Outubro/2015

esocial - Dificulades e desafios relacionados a expatriados Moving together. Making tomorrow. Nadia Leme, 23/Outubro/2015 esocial - Dificulades e desafios relacionados a expatriados Moving together. Making tomorrow. Nadia Leme, 23/Outubro/2015 esocial Conceito e atualizações 2 esocial O que é? Será obrigatório? O esocial

Leia mais

Jornada do CFO O papel do executivo financeiro na crise. Othon Almeida, Sócio líder do CFO Program da Deloitte

Jornada do CFO O papel do executivo financeiro na crise. Othon Almeida, Sócio líder do CFO Program da Deloitte Jornada do CFO 2015 O papel do executivo financeiro na crise Othon Almeida, Sócio líder do CFO Program da Deloitte A jornada do CFO O panorama econômico brasileiro mudou ao longo das décadas... 2016-2018:???????

Leia mais

BIBLIOTECA DA. Fonte: Data: 18.Julho dicas que podem salvar seu negócio de uma crise

BIBLIOTECA DA. Fonte: Data: 18.Julho dicas que podem salvar seu negócio de uma crise Fonte: Data: 18.Julho.2016 6 dicas que podem salvar seu negócio de uma crise CONTENT HUB IBEF SP 14 DE JULHO DE 2016 8:00 Como sobreviver a uma crise empresarial em meio a uma recessão econômica prolongada?

Leia mais

Headline Verdana Bold Portuguese Real Estate Investment Survey 1º T 2017 Price increase hits profitability Deloitte Consultores, S.A.

Headline Verdana Bold Portuguese Real Estate Investment Survey 1º T 2017 Price increase hits profitability Deloitte Consultores, S.A. Headline Verdana Bold Portuguese Real Estate Investment Survey 1º T 2017 Price increase hits profitability Deloitte Consultores, S.A. Prefácio É com enorme prazer que lançamos a 1ª edição do inquérito

Leia mais

Portugal 2020 Investir no futuro. R&D and Government Incentives

Portugal 2020 Investir no futuro. R&D and Government Incentives Portugal 2020 Investir no futuro R&D and Government Incentives 1 Qualificação e Internacionalização (QI) das Pequenas e Médias Empresas (PME) Síntese Tipologias de projetos Atividades económicas elegíveis

Leia mais

Portugal 2020 Investir no futuro. R&D and Government Incentives

Portugal 2020 Investir no futuro. R&D and Government Incentives Portugal 2020 Investir no futuro R&D and Government Incentives 1 Qualificação e Internacionalização (QI) das Pequenas e Médias Empresas (PME) Síntese Tipologias de projetos Atividades económicas elegíveis

Leia mais

Create value with public funding. Eficiência Energética nos Edifícios da Administração Pública Central

Create value with public funding. Eficiência Energética nos Edifícios da Administração Pública Central Incentives News Flash nº 41/2016 7 de outubro de 2016 Create value with public funding Eficiência Energética nos Edifícios da Administração Pública Central Foi publicado, no sítio do Portugal 2020, o Aviso

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO Este material foi elaborado pela Gestão de Recursos Ltda. ( ), e não pode ser copiado, reproduzido ou distribuído sem sua prévia e expressa concordância. Página 1 de 6 Ficha

Leia mais

Telemática para o setor de seguros Mais que pesquisas, resultados precisos

Telemática para o setor de seguros Mais que pesquisas, resultados precisos Telemática para o setor de seguros Mais que pesquisas, resultados precisos Competitividade e inovação A abordagem da Deloitte gera muito mais valor para o cliente e para a seguradora a partir das informações

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T16

Teleconferência de Resultados 3T16 Teleconferência de Resultados DESTAQUES DO TRIMESTRE Retomada da Geração Operacional, como reflexo de uma gestão mais eficiente e focada na recuperação de margens e fortalecimento da base de clientes;

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO DA HAMILTON LANE INVESTIMENTOS LTDA. Rio de Janeiro, Junho de SP v1

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO DA HAMILTON LANE INVESTIMENTOS LTDA. Rio de Janeiro, Junho de SP v1 POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO DA HAMILTON LANE INVESTIMENTOS LTDA. Rio de Janeiro, Junho de 2016 POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS 1.1. Introdução O objetivo desta política é descrever as normas e os procedimentos

Leia mais

O que precisa de ser feito para colocar o Brasil no radar dos investidores internacionais

O que precisa de ser feito para colocar o Brasil no radar dos investidores internacionais O que precisa de ser feito para colocar o Brasil no radar dos investidores internacionais ENIC, SALVADOR Setembro, 2015 kpmg.com.br 2014 KPMG Structured Finance S. A., uma sociedade anônima brasileira

Leia mais

Nossas soluções para o setor sucroenergético

Nossas soluções para o setor sucroenergético www.pwc.com.br Nossas soluções para o setor sucroenergético Centro PwC Brasil de Excelênca em Agribusiness Serviços PwC para o setor sucroenergético Agrícola Gestão de fornecedores de cana Revisão da estrutura

Leia mais

O Verdadeiro Valor do Pricing Da estratégia de preços à excelência comercial

O Verdadeiro Valor do Pricing Da estratégia de preços à excelência comercial Da estratégia de preços à excelência comercial do valor na gestão de preços O cenário mundial, nos âmbitos político, econômico e social, enfrenta importantes desafios atualmente, pontuados por incertezas

Leia mais

RUSSO E FERREIRA - ADVOGADOS ASSOCIADOS

RUSSO E FERREIRA - ADVOGADOS ASSOCIADOS A EMPRESA RUSSO E FERREIRA - ADVOGADOS ASSOCIADOS é um escritório full service, com especialistas em cada uma das áreas de atendimento, que desenvolve um trabalho individualizado de acordo com as necessidades

Leia mais

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV EMENTA

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV EMENTA EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL IV Período: 6 Carga Horária: 72 h/a EMENTA Teoria geral do direito falimentar. Evolução histórica. Processo falimentar: Requisitos. Fases do processo

Leia mais

Portuguese Real Estate Investment Survey 3º T 2017 A positive outlook for Portuguese real estate Deloitte Consultores, S.A.

Portuguese Real Estate Investment Survey 3º T 2017 A positive outlook for Portuguese real estate Deloitte Consultores, S.A. A positive outlook for Portuguese real estate Deloitte Consultores, S.A. Prefácio É com enorme prazer que lançamos a 3ª edição do inquérito Deloitte Portuguese Real Estate Investment Survey. Este survey

Leia mais

1. PROJEÇÃO DE RESULTADO ECONÔMICO-FINANCEIRO

1. PROJEÇÃO DE RESULTADO ECONÔMICO-FINANCEIRO ANEXO I Este documento é parte integrante do plano de recuperação judicial das Recuperandas, com o objetivo de demonstrar a capacidade de geração de recursos, através da projeção dos resultados e fluxo

Leia mais

PROPOSTA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO PARA NOVA REDAÇÃO DOS ARTIGOS 21 A 29 DO ESTATUTO SOCIAL, QUE TRATAM DOS CARGOS E ATRIBUIÇÕES DA DIRETORIA

PROPOSTA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO PARA NOVA REDAÇÃO DOS ARTIGOS 21 A 29 DO ESTATUTO SOCIAL, QUE TRATAM DOS CARGOS E ATRIBUIÇÕES DA DIRETORIA PROPOSTA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO PARA NOVA REDAÇÃO DOS ARTIGOS 21 A 29 DO ESTATUTO SOCIAL, QUE TRATAM DOS CARGOS E ATRIBUIÇÕES DA DIRETORIA Senhores Acionistas, O Conselho de Administração da Metalfrio

Leia mais

COMO FUNDOS DE PRIVATE EQUITY PODEM CRIAR E CAPTURAR VALOR NAS SUAS PARTICIPAÇÕES EM EMPRESAS FAMILIARES

COMO FUNDOS DE PRIVATE EQUITY PODEM CRIAR E CAPTURAR VALOR NAS SUAS PARTICIPAÇÕES EM EMPRESAS FAMILIARES COMO FUNDOS DE PRIVATE EQUITY PODEM CRIAR E CAPTURAR VALOR NAS SUAS PARTICIPAÇÕES EM EMPRESAS FAMILIARES OU... AS ARMADILHAS DE DESTRUIÇÃO DE VALOR DO "DAY AFTER DA AQUISIÇÃO DA PARTICIPAÇÃO Domingos A

Leia mais

ARTESIA GESTÃO DE RECURSOS S.A. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

ARTESIA GESTÃO DE RECURSOS S.A. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS ARTESIA GESTÃO DE RECURSOS S.A. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS São Paulo, 30 de maio de 2016 1. Introdução A presente Política de Gestão de Riscos ( Política ) estabelece procedimentos de controle e gerenciamento

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL 1. A recuperação extrajudicial é uma modalidade prevista na Lei Nº 11.101/2005, e pode ser adotada pelo empresário em dificuldade e com

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA. Gestão Financeira 1 Prof.ª Thays Silva Diniz 1º Semestre 2010

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA. Gestão Financeira 1 Prof.ª Thays Silva Diniz 1º Semestre 2010 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Gestão Financeira 1 Prof.ª Thays Silva Diniz 1º Semestre 2010 INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Cap.1 A decisão financeira e a empresa 1. Introdução 2. Objetivo e Funções da

Leia mais

POLÍTICA DE RISCO DE CRÉDITO

POLÍTICA DE RISCO DE CRÉDITO POLÍTICA DE RISCO DE CRÉDITO Gerência de Riscos e Compliance Página 1 Índice 1. Objetivo... 3 2. Abrangência... 3 3. Vigência... 3 4. Conceito... 3 5. Estrutura da Área... 4 6. Análise de Risco de Crédito...

Leia mais

Apresentação às Associações Empresariais

Apresentação às Associações Empresariais Apresentação às Associações Empresariais Julho de 2017 EMCE - ESTRUTURA DE MISSÃO PARA A CAPITALIZAÇÃO DE EMPRESAS DIAGNÓSTICO do Governo EMCE PROGRAMA 2 DIAGNÓSTICO do Governo EMCE PROGRAMA 3 DIAGNÓSTICO

Leia mais

O Código Contributivo e a competitividade da economia: implicações num contexto de crise

O Código Contributivo e a competitividade da economia: implicações num contexto de crise O Código Contributivo e a competitividade da economia: implicações num contexto de crise Carlos Loureiro 30 de Novembro de 2010 Tópicos a abordar 1. A competitividade e o factor trabalho 2. Impacto das

Leia mais

PROJECT FINANCE. Alberto Faro. São Paulo, 22 de março de 2017

PROJECT FINANCE. Alberto Faro. São Paulo, 22 de março de 2017 PROJECT FINANCE Alberto Faro São Paulo, 22 de março de 2017 Financiamento na modalidade Project Finance Fluxo de caixa do empreendimento é a fonte primária de recursos para pagamento da dívida contraída

Leia mais

Prezado(a) Participante,

Prezado(a) Participante, COMUNICADO INSTITUCIONAL CELOS Emissor: Diretoria Executiva e Conselho Deliberativo Comunicado Nº: 00/06 Assunto: Mudanças Carteira de Investimentos Público Alvo: Participantes Ativos e Assistidos Data

Leia mais

Workshop: Gestão integrada de riscos para cooperativas de crédito

Workshop: Gestão integrada de riscos para cooperativas de crédito Workshop: Gestão integrada de riscos para cooperativas de crédito Bloco 2 Segmentação e gestão integrada de riscos para S3, S4 e S5: Supervisão e visão da indústria Agenda 1 Conceitos 2 Cronologia 3 Desafios

Leia mais

BNDES. 8º Lubgrax Meeting. 16 de Agosto de 2017

BNDES. 8º Lubgrax Meeting. 16 de Agosto de 2017 BNDES 8º Lubgrax Meeting 16 de Agosto de 2017 Aspectos institucionais // Quem somos!! Fundado em 20 de junho de 1952!! Empresa pública de propriedade integral da União!! Instrumento-chave para implementação

Leia mais

Junho de 2012 MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO

Junho de 2012 MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO Junho de 2012 O Programa REVITALIZAR OBJECTIVO PRIMORDIAL Contribuir para dar novo fôlego a projetos empresariais operacionalmente viáveis, em que a função financeira se encontra desajustada face às condicionantes

Leia mais

Reestruturação de Empresas em Crise Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Reestruturação de Empresas em Crise Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

ORDEM DO DIA: Eleição de membro efetivo do Conselho de Administração, por indicação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

ORDEM DO DIA: Eleição de membro efetivo do Conselho de Administração, por indicação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO AGE Em, 06 de agosto de 2015. ORDEM DO DIA: Eleição de membro efetivo do Conselho de Administração, por indicação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. - INFORMAÇÕES

Leia mais

Banco Safra S.A. ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ

Banco Safra S.A. ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ Banco Safra S.A. ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ 1/8 1. OBJETIVO Apresentar o modelo de gerenciamento de Risco de Liquidez no Banco Safra e os princípios, as diretrizes e instrumentos de

Leia mais

Direito Societário III. Prof. Henrique Subi

Direito Societário III. Prof. Henrique Subi Direito Societário III Prof. Henrique Subi 1 7.3. Sociedade limitada a) Responsabilidade dos sócios: é limitada à integralização do capital social b) Normas supletivas: no silêncio do contrato, serão as

Leia mais

E D I T A L N º 0 2 / R E T I F I C A Ç Ã O D O E D I T A L D E C O N C U R S O S P Ú B L I C O S N º 0 1 / A B E R T U R A

E D I T A L N º 0 2 / R E T I F I C A Ç Ã O D O E D I T A L D E C O N C U R S O S P Ú B L I C O S N º 0 1 / A B E R T U R A BANCO REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DO EXTREMO SUL BRDE E D I T A L N º 0 2 / 2 0 1 5 R E T I F I C A Ç Ã O D O E D I T A L D E C O N C U R S O S P Ú B L I C O S N º 0 1 / 2 0 1 5 - A B E R T U R A O Banco

Leia mais

Fichas técnicas das fontes de informação

Fichas técnicas das fontes de informação Fichas técnicas das fontes de informação Inquérito a Turistas Abril de 2015 Inquérito referente ao Período de Inverno, elaborado pelo Turismo de Portugal. Universo Constituído pelos turistas residentes

Leia mais

e consultas) e contencioso (civil e empresarial), por meio de estratégias necessariamente coordenadas por seus sócios.

e consultas) e contencioso (civil e empresarial), por meio de estratégias necessariamente coordenadas por seus sócios. APRESENTAÇÃO Fundado em 2015, o escritório de advocacia Fábio Azevedo & Bragança oferece a seus clientes atendimento de excelência e serviços personalizados de caráter consultivo (pareceres e consultas)

Leia mais

Estrutura de Gerenciamento de Capital

Estrutura de Gerenciamento de Capital Estrutura de Gerenciamento de Capital 1. DEFINIÇÃO DE GERENCIAMENTO DE CAPITAL A Resolução nº 3.988/11 do Conselho Monetário Nacional, definiu o gerenciamento de capital como o processo contínuo de: I

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Driven by Results. Apresentação Institucional 2016 exmpartners.com.br Empresa de Assessoria Líder em Turnaround Management, Estratégia e Finanças. EXM s é uma das principais empresas de consultoria especializadas

Leia mais

CALENDÁRIO DE EVENTOS CORPORATIVOS

CALENDÁRIO DE EVENTOS CORPORATIVOS CALENDÁRIO DE EVENTOS CORPORATIVOS - 2012 INFORMAÇÕES SOBRE A COMPANHIA Denominação Social Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica - CEEE-D Endereço da Sede Av. Joaquim Porto Villanova,

Leia mais

Sistemas Legais de Insolvência, Incentivos e Mercado de Crédito: uma abordagem institucional

Sistemas Legais de Insolvência, Incentivos e Mercado de Crédito: uma abordagem institucional Sistemas Legais de Insolvência, Incentivos e Mercado de Crédito: uma abordagem institucional Ana Carla Adão Costa PET-Economia: Periódico 12 de Julho de 2011 Ana Carla Adão Costa Economista do Banco Central

Leia mais

RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO PEDERTRACTOR

RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO PEDERTRACTOR RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO PEDERTRACTOR ASSEMBLEIA GERAL DE CREDORES Continuação da assembleia geral de credores suspensa em 06/04/2016 29/06/2016 às 13:00 HORAS COMENTÁRIOS INICIAIS Considerando que:

Leia mais

Novas Políticas Operacionais do BNDES - Apoio ao Setor de Petróleo e Gás

Novas Políticas Operacionais do BNDES - Apoio ao Setor de Petróleo e Gás Novas Políticas Operacionais do BNDES - Apoio ao Setor de Petróleo e Gás Mauricio dos Santos Neves Superintendente Área de Indústrias de Base Maio / 2017 Organização Interna Auditoria Interna Conselho

Leia mais

Política institucional de governança corporativa. 1. Esta Política institucional de governança corporativa:

Política institucional de governança corporativa. 1. Esta Política institucional de governança corporativa: 1. Esta Política institucional de governança corporativa: a) é elaborada por proposta da área de Normas da Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob (Sicoob Confederação), entidade definida como

Leia mais

Estruturação e Organização de Empresas. Valuation. Consultoria para empresas em recuperação judicial. Consultoria em Planejamento Estratégico

Estruturação e Organização de Empresas. Valuation. Consultoria para empresas em recuperação judicial. Consultoria em Planejamento Estratégico Estruturação e Organização de Empresas Consultoria em Planejamento Estratégico Valuation Consultoria para empresas em recuperação judicial ASCENSÃO E QUEDA DO NEGÓCIO MATURIDADE CRESCIMENTO CRESCIMENTO

Leia mais

Consultoria Financeira & Empresarial.

Consultoria Financeira & Empresarial. Consultoria Financeira & Empresarial www.consultingbrazil.com.br Nosso Foco de Atuação O foco da CONSULTING BRAZIL é a estruturação de Projetos para obtenção de Recursos Financeiros para empresas que enfrentam

Leia mais

Cenários Ilustrativos da Reestruturação APENAS PARA FINS DE DISCUSSÃO

Cenários Ilustrativos da Reestruturação APENAS PARA FINS DE DISCUSSÃO Cenários Ilustrativos da Reestruturação APENAS PARA FINS DE DISCUSSÃO 9 de Junho de 2015 1 Disclaimer Settlement Discussion Materials Sujeitos à FRE 408 e qualquer outra norma similar contida em qualquer

Leia mais

CONCEITO DE EMPRESÁRIO

CONCEITO DE EMPRESÁRIO DIREITO EMPRESARIAL NO DIREITO DO TRABALHO DR. JOSÉ RODRIGO DORNELES VIEIRA 1. CARACTERIZAÇÃO DO EMPRESÁRIO Conceito de empresário A questão do registro 2. ESPÉCIES DE EMPRESÁRIO Empresário individual

Leia mais

CAMERA AGROALIMENTOS S.A. Assembleia Geral de Credores. 03 / Maio / 2016

CAMERA AGROALIMENTOS S.A. Assembleia Geral de Credores. 03 / Maio / 2016 1 CAMERA AGROALIMENTOS S.A. Assembleia Geral de Credores 03 / Maio / 2016 Plano de Recuperação Judicial Camera Agroalimentos S.A. (Aditivo Consolidado) PREMISSAS Cronologia da Recuperação 3 Pedido de Recuperação

Leia mais

VITOR MEDEIROS Advocacia e Consultoria Jurídica

VITOR MEDEIROS Advocacia e Consultoria Jurídica RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS E SUA FUNÇÃO SOCIAL Vitor Hugo Bena Medeiros Advogado, atuante na área administrativa e empresarial, formado na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Mato Grosso,

Leia mais

CIRCULAR N 14/2005 CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL ALTERÇÃO AJUSTE À LEI DE FALÊNCIA PENHORA ON-LINE

CIRCULAR N 14/2005 CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL ALTERÇÃO AJUSTE À LEI DE FALÊNCIA PENHORA ON-LINE São Paulo, 16 de Fevereiro de 2.005 DE: PARA: ASSESSORIA JURÍDICA ASSOCIADOS CIRCULAR N 14/2005 CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL ALTERÇÃO AJUSTE À LEI DE FALÊNCIA PENHORA ON-LINE Anexamos, para conhecimento,

Leia mais

Controle Integrado de Riscos. Alexandre da Silva Glüher Vice-Presidente Executivo

Controle Integrado de Riscos. Alexandre da Silva Glüher Vice-Presidente Executivo Alexandre da Silva Glüher Vice-Presidente Executivo 2 Governança de Riscos Controle Integrado de Riscos Apetite a Riscos Conselho Fiscal Comitê de Gestão Integrada de Riscos e Alocação de Capital Assembleia

Leia mais

Termômetro tributário

Termômetro tributário Termômetro tributário Tendências e desafios do profissional no Brasil Dezembro, 2015 O estudo traz indicadores que demonstram que o gestor tributário tem se mostrado cada vez mais multifacetado, qualificado,

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS CAPTAÇÃO DE RECURSOS Copyright Ody & Keller Advocacia e Assessoria Empresarial, 2014. Todos os direitos reservados. Versão: 01 (outubro de 2014) Este material tem caráter informativo, e não deve ser utilizado

Leia mais

DURATEX S.A. CNPJ / Companhia Aberta NIRE

DURATEX S.A. CNPJ / Companhia Aberta NIRE DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 POLÍTICA DE TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS (aprovada na RCA de 28.05.2012 e alterada nas RCAs de 11.09.2013, 28.10.2013, 02.06.2014,

Leia mais

HEALTH WEALTH CAREER PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EM PREVIDÊNCIA

HEALTH WEALTH CAREER PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EM PREVIDÊNCIA HEALTH WEALTH CAREER PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EM PREVIDÊNCIA 2017 QUEM SOMOS O programa de Desenvolvimento em Previdência conta com os mais de 30 anos de expertise da Mercer para promover treinamentos

Leia mais

Fusões e Aquisições no Brasil

Fusões e Aquisições no Brasil Corporate Finance Fusões e Aquisições no Brasil O momento da indústria de Private Equity Junho de 2009 Ambiente de M&A O início do ano de 2009 é marcado por um ambiente de turbulências e incertezas, construído

Leia mais

ARMINDO DE CASTRO JÚNIOR

ARMINDO DE CASTRO JÚNIOR Conceito de falência DIREITO FALIMENTAR Falência (do latim fallere e do grego sphallein ): falha, defeito, carência, engano ou omissão ARMINDO DE CASTRO JÚNIOR E-mail: armindocastro@uol.com.br Homepage:

Leia mais

DURATEX S.A. CNPJ / Companhia Aberta NIRE

DURATEX S.A. CNPJ / Companhia Aberta NIRE ANEXO 2 DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 POLÍTICA DE TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS (aprovada na RCA de 28.05.2012 e alterada nas RCAs de 11.09.2013, 28.10.2013,

Leia mais

CONTROLADORIA E FINANÇAS

CONTROLADORIA E FINANÇAS CONTROLADORIA E FINANÇAS Objetivo: Capacitar profissionais para a análise e reflexão crítica, direcionada ao desenvolvimento e à implementação de novos processos empresariais, por meio de aplicação de

Leia mais

A PETROBRAS E A GOVERNANÇA CORPORATIVA. Desenvolvimento de Sistemas de Gestão. Comunicação Institucional

A PETROBRAS E A GOVERNANÇA CORPORATIVA. Desenvolvimento de Sistemas de Gestão. Comunicação Institucional A PETROBRAS E A GOVERNANÇA CORPORATIVA Desenvolvimento de Sistemas de Gestão Comunicação Institucional A Petrobras já integra o grupo das grandes companhias que adotam as melhores práticas de governança

Leia mais

Processo n Ação: Recuperação Judicial/Lei Especial Autora: Coposul Copos Plásticos do Sul Ltda. Vistos etc.

Processo n Ação: Recuperação Judicial/Lei Especial Autora: Coposul Copos Plásticos do Sul Ltda. Vistos etc. Processo n. 028.11.002856-0 Ação: Recuperação Judicial/Lei Especial Autora: Coposul Copos Plásticos do Sul Ltda Vistos etc. COPOSUL COPOS PLÁSTICOS DO SUL LTDA, devidamente qualificada, ingressou com a

Leia mais

GOVERNANÇA CORPORATIVA: PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE OS MODELOS ANGLO-SAXÃO E NIPO-GERMÃNICO. VICTÓRIA, Lia¹; MAEHLER, Alisson².

GOVERNANÇA CORPORATIVA: PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE OS MODELOS ANGLO-SAXÃO E NIPO-GERMÃNICO. VICTÓRIA, Lia¹; MAEHLER, Alisson². GOVERNANÇA CORPORATIVA: PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE OS MODELOS ANGLO-SAXÃO E NIPO-GERMÃNICO. Autor(es): Apresentador: Orientador: Revisor 1: Revisor 2: Instituição: VICTÓRIA, Lia Beatriz Gomes Lia Beatriz

Leia mais

Sumário DIREITO ADMINISTRATIVO Agentes Públicos Contratos Administrativos Entes da Administração Pública...

Sumário DIREITO ADMINISTRATIVO Agentes Públicos Contratos Administrativos Entes da Administração Pública... Sumário DIREITO ADMINISTRATIVO... 15 1. Agentes Públicos... 15 2. Controle da Administração Pública... 24 3. Contratos Administrativos... 51 4. Entes da Administração Pública... 61 5. Improbidade Administrativa...

Leia mais

PLANOS DE NEGÓCIOS E RISCOS DE MERCADO

PLANOS DE NEGÓCIOS E RISCOS DE MERCADO PLANOS DE NEGÓCIOS E RISCOS DE MERCADO E a Governança Corporativa Economista Ricardo R. Hingel 1 Ricardo R. Hingel é Economista e Consultor de Empresas. Foi Diretor Técnico da Secretaria de Desenvolvimento

Leia mais

Não existe melhor sentimento do que saber para onde você e o seu negócio estão indo.

Não existe melhor sentimento do que saber para onde você e o seu negócio estão indo. Não existe melhor sentimento do que saber para onde você e o seu negócio estão indo. Consultoria Tributária Consultoria Financeira Contabilidade Gestão de Patrimônio A Fokus sabe o quão difícil é administrar

Leia mais

MERCADO DE CAPITAIS E BANCOS E SERVIÇOS FINANCEIROS

MERCADO DE CAPITAIS E BANCOS E SERVIÇOS FINANCEIROS MERCADO DE CAPITAIS E BANCOS E SERVIÇOS FINANCEIROS 21/2/2017 BANCO CENTRAL SUBMETE À CONSULTA PÚBLICA MINUTA DE RESOLUÇÃO QUE DISPÕE SOBRE A EMISSÃO DE LETRA IMOBILIÁRIA GARANTIDA (LIG) No dia 30 de janeiro

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 2015

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 2015 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 2015 DESTAQUES PERSPETIVAS FUTURAS CARTEIRA DE ENCOMENDAS ANÁLISE DE RESULTADOS DESTAQUES Volume Negócios atinge 221 M ( +17 % YTD) Recuperação significativa na performance operacional,

Leia mais

O PAPEL ESTRATÉGICO DA CONTROLADORIA E DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES (RI) 2ª. PARTE: FOCO NA CONTROLADORIA E NAS GESTÃO DAS INFORMAÇÕES

O PAPEL ESTRATÉGICO DA CONTROLADORIA E DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES (RI) 2ª. PARTE: FOCO NA CONTROLADORIA E NAS GESTÃO DAS INFORMAÇÕES O PAPEL ESTRATÉGICO DA CONTROLADORIA E DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES (RI) 2ª. PARTE: FOCO NA CONTROLADORIA E NAS GESTÃO DAS INFORMAÇÕES Eraldo Soares Peçanha 51 Principais Papéis da Controladoria 1. DAR

Leia mais

AgRg no Recurso Especial Nº PR (2007/ )

AgRg no Recurso Especial Nº PR (2007/ ) Grupo AgRg no Recurso Especial Nº999.134 - PR (2007/0250951-0) 0 Relator: Ministro Luiz Fux 0 Agravante: Cooperativa Agrícola de Cotia Cooperativa Central em Liquidação 0 Agravado: Estado do Paraná O caso

Leia mais

GESTÃO DE TRIBUTOS UMA BOA GESTÃO DE TRIBUTOS PODE DAR UM NOVO RUMO AO SEU NEGÓCIO HANDS ON SOLUTIONS TM

GESTÃO DE TRIBUTOS UMA BOA GESTÃO DE TRIBUTOS PODE DAR UM NOVO RUMO AO SEU NEGÓCIO HANDS ON SOLUTIONS TM UMA BOA PODE DAR UM NOVO RUMO AO SEU NEGÓCIO HANDS ON SOLUTIONS TM CONTEÚDO 1 APRESENTAÇÃO 2 3 4 PÁGINA 4 PÁGINA 09 PÁGINA 3 PÁGINA 5 APRESENTAÇÃO 1 O cenário de inovação e incertezas do século 21 posiciona

Leia mais

Assembleia Geral de Credores Principais Aspectos do PRJ

Assembleia Geral de Credores Principais Aspectos do PRJ Rio de Janeiro Dezembro, 2014 Assembleia Geral de Credores Principais Aspectos do PRJ Rio de Janeiro Dezembro, 2014 Aviso Importante O presente documento foi elaborado pela OSX e seus assessores com a

Leia mais

Indústria da Cortiça Potencial de Consolidação de Mercado

Indústria da Cortiça Potencial de Consolidação de Mercado Potencial de Consolidação de Mercado Junho 2016 Cortiça Enquadramento do Setor Potencial de Consolidação 1 O setor industrial da cortiça engloba as atividades de preparação da cortiça e fabrico, tanto

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15

Teleconferência de Resultados 3T15 Teleconferência de Resultados PRIORIDADES 1 Transformação Operacional 2 Venda de Ativo 3 Reequilíbrio da Estrutura de Capital 4 Turnaround Operacional 5 Crescimento Sustentável 2 RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA

Leia mais

Auxiliando empresas dinâmicas a liberarem seu potencial de crescimento Grant Thornton Brazil Ltd. All rights reserved.

Auxiliando empresas dinâmicas a liberarem seu potencial de crescimento Grant Thornton Brazil Ltd. All rights reserved. Auxiliando empresas dinâmicas a liberarem seu potencial de crescimento 2017 Grant Thornton Brazil Ltd. All rights reserved. A Grant Thornton Somos uma das cinco maiores empresas em serviços de auditoria,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA DUE DILIGENCE TRIBUTÁRIA

A IMPORTÂNCIA DA DUE DILIGENCE TRIBUTÁRIA A IMPORTÂNCIA DA DUE DILIGENCE TRIBUTÁRIA Histórico A nova dinâmica dos negócios com a quebra de barreiras geográficas para atuação do capital nos investimentos e novos empreendimentos exigiu das empresas

Leia mais

Mercado de Venture Capital aposta no crescimento do País

Mercado de Venture Capital aposta no crescimento do País Mercado de Venture Capital aposta no crescimento do País Edição 2011 da pesquisa Tendências Globais em Venture Capital, da Deloitte, mostra que o foco dos investimentos se concentra em duas áreas: infraestrutura

Leia mais

Global Mobile Consumer Survey 2017 O celular no dia a dia do brasileiro

Global Mobile Consumer Survey 2017 O celular no dia a dia do brasileiro O celular no dia a dia do brasileiro 1 Índice e amostra da pesquisa 3 do usuário 15 no País 4 na palma da mão 20 do smartphone 9 e serviços 23 2 e amostra da pesquisa 2.000 entrevistados no Brasil Os usuários

Leia mais

HÁ MAIS DE DE 37 ANOS,

HÁ MAIS DE DE 37 ANOS, HÁ MAIS DE DE 37 ANOS, a Apsis destaca-se no mercado como consultoria independente especializada em avaliações e geração de valor para seus clientes. A credibilidade e a imparcialidade da Apsis faz com

Leia mais

ABBC. Basiléia II. Processo de Auto-Avaliação de Capital ICAAP. (Internal Capital Adequacy Assessment Process) Maio de 2011

ABBC. Basiléia II. Processo de Auto-Avaliação de Capital ICAAP. (Internal Capital Adequacy Assessment Process) Maio de 2011 ABBC Basiléia II Processo de Auto-Avaliação de Capital ICAAP (Internal Capital Adequacy Assessment Process) Maio de 2011 Agenda I II III VI Objetivos da Gestão de Capital Requerimentos Regulatórios A experiência

Leia mais