Mapa de Pessoal da FLUL / 2014 (Artº 5º da LVCR) ANDREIA - MAPA DE TRABALHO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mapa de Pessoal da FLUL / 2014 (Artº 5º da LVCR) ANDREIA - MAPA DE TRABALHO"

Transcrição

1 Mapa Pessoal da FLUL / 04 Atribuições / competências / actividas a) Unida orgânica/centros competência ou produto/área actividas Cargos / Carreiras / Categorias (Lei nº -A/008, 7/0, e Decretos-leis nºs 4/99, 0/04, 97/00, 6/0 e 05/009, /08). Presinte do Presinte da área: Coornador Técnico Especialista Coornador Técnico Professor Professor Professor executivo intermédio º superior informática técnico informática técnico operacional catedrático associado Área formação Professor catedrático, Activida A - associado com agregação ou investigador coornador. Activida B - Sub- 4 Professor ou investigador doutorado 4 Professor catedrático, Activida C - Presinte do Conselho Pedagógico associado, investigador coornador ou principal. Activida D - Presidência da Assembleia Faculda FLUL (Órgãos) Professor catedrático, associado, investigador coornador ou principal. Activida E - Área: Ciências da Linguagem Docente da área respectiva Activida F - área: Filosofia Docente da área respectiva Activida G - área: História Docente da área respectiva Activida H - área: Literaturas, Docente da área respectiva SUBTOTAL Activida I - Direcção dos serviços Serviços da FLUL Serviços Gestão Activida J - Coornação da, nos domínios do tratamento técnico, biblioteconómico e informático do património bibliográfico e documental da FLUL e do seu arquivo histórico Licenciatura; 4 anos exercício funções aquadas Activida K - Núcleo Aquisições, Processamento e Conservação; Núcleo Acesso Geral; Núcleo Especiais; Núcleo Reservados; Núcleo Difusão Cultural e Núcleo Apoio ao Utente Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação 0 Licenciatura; Curso Ciências Documentais 0 Activida - Chefia técnica e administrativa uma equipa suporte, por cujos resultados é responsável. Actividas programação e organização do do pessoal que coorna, segundo orientações e directivas superiores. Trabalhos natureza técnica e administrativa maior Divisão da Biblioteca Curso Ciências Documentais complexida Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e Activida 4 - Funções natureza executiva, carácter manual ou mecânico, enquadradas em directivas gerais bem finidas e com graus complexida variáveis Escolarida obrigatória SUBTOTAL Activida L - Coornação da, nos domínios da gestão recursos humanos, actividas es e expediente e arquivo Activida M - Gestão estratégica recursos humanos Licenciatura; 4 anos exercício funções aquadas Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação, nomeadamente a instrução todo o tipo procedimentos e elaboração toda a documentação relacionada com a gestão recursos humanos, gestão e aplicação do SIADAP, organização e gestão da assiduida, das carreiras, da formação, dos processos individuais, processamento remunerações e utilização e operação das aplicações informáticas em uso no serviço 4 Licenciatura 4 Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e Activida N - Núcleo Pessoal - Gestão recursos humanos Activida - Coornação do Núcleo Pessoal, gestão, parametrização e actualização permanente da aplicação informática GI, operação com plataformas informáticas gestão recursos humanos na Administração Pública, coornação e processamento vencimentos, ajudas custo e outros abonos, elaboração documentação relacionada com a gestão recursos humanos, organização e gestão da assiduida e dos processos individuais, formação no posto aos mais colaboradores do serviço Activida - ADSE (inscrições, reinscrições, cessações, comparticipações, codificação) ANDREIA - MAPA DE TRABALHO 04

2 Mapa Pessoal da FLUL / 04 Atribuições / competências / actividas a) Unida orgânica/centros competência ou produto/área actividas Cargos / Carreiras / Categorias (Lei nº -A/008, 7/0, e Decretos-leis nºs 4/99, 0/04, 97/00, 6/0 e 05/009, /08). Presinte do Presinte da área: Coornador Técnico Especialista Coornador Técnico Professor Professor Professor executivo intermédio º superior informática técnico informática técnico operacional catedrático associado Área formação Activida - Tarefas utilização e actualização das aplicações informáticas gestão recursos humanos, processamento vencimentos, ajudas custo e outros abonos, gestão da assiduida, arquivo, elaboração clarações, certidões e outros documentos, registo, tratamento e encaminhamento correspondência relacionada Divisão Serviços Administrativos Activida O - Núcleo Actividas Auxiliares - Apoio administrativo Activida - Elaboração escalas serviço, distribuição do pessoal pelos e respectivos turnos e tarefas genéricas apoio administrativo aos serviços e órgãos da FLUL e à activida docente Escolarida obrigatória Activida - Tarefas genéricas apoio administrativo aos serviços e órgãos da FLUL e à activida docente, recepção e encaminhamento pessoas 6 Escolarida obrigatória 6 Activida P - Núcleo Actividas Auxiliares - Operação telecomunicações Activida - Tarefas gestão do movimento chamadas telefónicas, envio e recepção telecópias e correio electrónico Escolarida obrigatória Activida Q - Núcleo Expediente e Arquivo Activida - Coornação tarefas genéricas gestão do expediente geral da FLUL e todo o arquivo da, registo, tratamento e encaminhamento documentação e correspondência (interna e externa, recebida e expedida), elaboração clarações, certidões e outros documentos, lançamento dados em todas as ferramentas informáticas utilizadas nas diversas unidas da DSA, reprodução fotocópias e impressos Licenciatura Activida - Execução tarefas genéricas gestão do expediente geral da FLUL e todo o arquivo da, registo, tratamento e encaminhamento documentação e correspondência (interna e externa, recebida e expedida), elaboração clarações, certidões e outros documentos, lançamento dados em todas as ferramentas informáticas Habitação académica utilizadas nas diversas unidas da DSA, reprodução fotocópias e impressos SUBTOTAL Activida R - Coornação da no domínio da gestão contabilística, orçamental e patrimonial da FLUL e bem assim a elaboração candidaturas a projectos financiamento Licenciatura; 4 anos exercício funções aquadas Activida S - Núcleo Gestão Financeira; Núcleo Inventário e Património; Núcleo Aprovisionamento; Núcleo Projectos e Candidaturas e Núcleo Tesouraria Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação 0 Licenciatura 0 b) Activida - Chefia técnica e administrativa uma subunida orgânica ou equipa suporte, por cujos resultados é responsável. Actividas programação e organização do do pessoal que coorna, segundo orientações e directivas superiores. Trabalhos natureza técnica e administrativa maior complexida Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e Divisão Gestão Financeira e Patrimonial 5 5 Activida 4- Tesouraria, dar entrada receitas, efectuar pagamentos, elaborar folhas banco e caixa, gerir o fundo maneio, colaborar na conta gerência e manter actualizada a escrita da tesouraria Activida 5 - Coornação das actividas estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação métodos e processos científicos/técnicos preparação da cisão, exercidas com responsabilida autonomia técnica, com enquadramento superior e qualificado, nos domínios da gestão financeira, da gestão projectos e da gestão da investigação científica Licenciatura Activida 6 - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação, nos domínios da gestão financeira, da gestão Licenciatura em contabilida e administração projectos e da gestão da investigação científica SUBTOTAL Activida T - Coornação da, nos domínios da gestão administrativa referente a alunos e ao tratamento e circulação informação interesse académico Licenciatura; 4 anos exercício funções aquadas Activida U - Núcleo Estudos Graduados ANDREIA - MAPA DE TRABALHO 04

3 Mapa Pessoal da FLUL / 04 Atribuições / competências / actividas a) Unida orgânica/centros competência ou produto/área actividas Cargos / Carreiras / Categorias (Lei nº -A/008, 7/0, e Decretos-leis nºs 4/99, 0/04, 97/00, 6/0 e 05/009, /08). Presinte do Presinte da área: Coornador Técnico Especialista Coornador Técnico Professor Professor Professor executivo intermédio º superior informática técnico informática técnico operacional catedrático associado Área formação Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Licenciatura Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e 7 7 Activida V - Núcleo Estudos Pós-Graduados Activida - Chefia técnica e administrativa da subunida orgânica ou equipa suporte no âmbito dos estudos pós-graduados, por cujos resultados é responsável. Actividas programação e organização do do pessoal que coorna, segundo orientações e directivas superiores. Trabalhos natureza técnica e administrativa maior complexida Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e Activida W - Núcleo Acreditação e Avaliação Cursos Activida - Coornação das actividas relacionadas com a preparação, acompanhamento e prestação apoio logístico aos processos acreditação e avaliação interna e externa cursos, bem como ao tratamento, sistematização e divulgação informação e dados estatísticos no âmbito académico Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Divisão Serviços Académicos Licenciatura Licenciatura Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e Activida X - Núcleo Gestão Pedagógica Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Licenciatura Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e Activida X - Núcleo Apoio ao Aluno Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Licenciatura Activida Y - Secretariado das Unidas Científico-Pedagógicas Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Licenciatura Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e 6 6 b) SUBTOTAL Activida Z - Coornação das actividas senvolvidas nos domínios da gestão administrativa das relações externas e da cooperação internacional e das actividas orientação, gestão e aconselhamento carreira Licenciatura Activida AA - Núcleo Relações Externas Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Activida AB - Núcleo Cooperação Internacional Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Divisão Relações Externas Licenciatura Licenciatura Activida AC - Núcleo Orientação, Gestão e Aconselhamento Carreira Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Licenciatura SUBTOTAL Activida AD - Coornação da, no domínio do funcionamento e disponibilida dos meios informáticos e audiovisuais necessários à FLUL e da manutenção e conservação dos edifícios, mobiliário e equipamentos Licenciatura; 4 anos exercício funções aquadas Activida AE - Núcleo Informática e Telecomunicações Activida - Exercício das tarefas inerentes à categoria especialista informática, nos domínios da gestão e arquitectura sistemas informação, das Infra-estruturas tecnológicas e da engenharia software Licenciatura no domínio da informática ANDREIA - MAPA DE TRABALHO 04

4 Mapa Pessoal da FLUL / 04 Atribuições / competências / actividas a) Unida orgânica/centros competência ou produto/área actividas Cargos / Carreiras / Categorias (Lei nº -A/008, 7/0, e Decretos-leis nºs 4/99, 0/04, 97/00, 6/0 e 05/009, /08). Presinte do Presinte da área: Coornador Técnico Especialista Coornador Técnico Professor Professor Professor executivo intermédio º superior informática técnico informática técnico operacional catedrático associado Área formação Activida - Exercício das tarefas inerentes à categoria técnico informática, no domínio das infra-estruturas tecnológicas e da engenharia software Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e Divisão Apoio Técnico Activida - Núcleo Meios Audiovisuais Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e Activida AG - Núcleo Obras e Manutenção Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Licenciatura em Arquitectura ou Engenharia Civil Activida - Funções natureza executiva, carácter manual ou mecânico, enquadradas em directivas gerais bem finidas e com graus complexida variáveis Escolarida obrigatória Serviços Apoio SUBTOTAL Activida AH - Assessoria Jurídica Activida - Funções consultivas, estudo, planeamento, programação, avaliação e aplicação métodos e processos natureza técnica e ou científica, que fundamentam e preparam a cisão, exercidas com responsabilida e autonomia técnica, ainda que com enquadramento. Elaboração pareceres e projectos documentos com diversos graus complexida, e representação do serviço em assuntos da sua especialida, tomando opções índole técnica, enquadradas por directivas ou orientações superiores. Formação pessoal no posto Assessoria Jurídica Licenciatura em Direito Activida AI - Secretariado Órgãos Gestão Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Secretariado dos Órgãos 6 Licenciatura 6 Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e 6 6 SUBTOTAL Departamentos e Activida AJ - Ensino, investigação, tarefas relacionadas com a gestão mocrática Unidas Científicas ou da escola e tarefas extensão universitária Pedagógicas Interpartamentais Activida - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do Departamento Estudos Clássicos 4 4 b); c) Activida - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do Departamento Linguística Geral e Românica b); 9c) Activida - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do b); c) Departamento Literaturas Românicas Activida 4 - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do Doutoramento em Estudos Portugueses Activida 5 - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do Departamento Estudos Anglísticos b); c) Activida 6 - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do Departamento Estudos Germanísticos b) Activida 7 - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do b); 5c) ANDREIA - MAPA DE TRABALHO 04 4

5 Mapa Pessoal da FLUL / 04 Atribuições / competências / actividas a) Unida orgânica/centros competência ou produto/área actividas Cargos / Carreiras / Categorias (Lei nº -A/008, 7/0, e Decretos-leis nºs 4/99, 0/04, 97/00, 6/0 e 05/009, /08). Presinte do Presinte da área: Coornador Técnico Especialista Coornador Técnico Professor Professor Professor executivo intermédio º superior informática técnico informática técnico operacional catedrático associado Área formação Activida 8 - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do Departamento História Doutoramento em História da Arte Activida 9 - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do Doutoramento em História - Pré-História Activida 0 - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do Departamento Filosofia b); 4c) Activida - Ensino e Investigação, bem como tarefas relacionadas com a gestão mocrática da escola e tarefas extensão universitária, em conformida com o conteúdo Conselho Científico b); 5c) Activida - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do Programa Teoria da Literatura b); c) Activida - Ensino e Investigação no domínio da(s) área(s) científica(s) do Programa em Ciências da Documentação e Informação b); c) SUBTOTAL Activida AK - Investigação e Desenvolvimento Centros Investigação Activida - Investigação e senvolvimento, outras actividas científicas 5 8 b) Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Centro Linguística Licenciatura Activida - Investigação e senvolvimento, outras actividas científicas b) Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Centro Estudos Comparatistas Licenciatura b); c) Activida - Funções executivas com base em directivas bem finidas e b); c) Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Activida - Investigação e senvolvimento, outras actividas científicas Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Activida - Investigação e senvolvimento, outras actividas científicas Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Activida A - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Centro Avaliação Português Língua Estrangeira Centro Estudos Teatro Centro Estudos Clássicos Centro Estudos Anglísticos Centro Filosofia Licenciatura b) Licenciatura b) Licenciatura b) Licenciatura b) Licenciatura b) Licenciatura em Direito b) ANDREIA - MAPA DE TRABALHO 04 5

6 Mapa Pessoal da FLUL / 04 Atribuições / competências / actividas a) Unida orgânica/centros competência ou produto/área actividas Cargos / Carreiras / Categorias (Lei nº -A/008, 7/0, e Decretos-leis nºs 4/99, 0/04, 97/00, 6/0 e 05/009, /08). Presinte do Presinte da área: Coornador Técnico Especialista Coornador Técnico Professor Professor Professor executivo intermédio º superior informática técnico informática técnico operacional catedrático associado Área formação Activida - Investigação e senvolvimento, outras actividas científicas b) Activida - Estudo, planeamento, programação, avaliação, aplicação Centro Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias Licenciatura b) Activida - Investigação e senvolvimento, outras actividas científicas Uniarq - Centro Arqueologia SUBTOTAL TOTAL (a) - Activida a senvolver no posto (b) - Número a preencher com relação jurídica por tempo terminado (c) - Número a tempo parcial Faculda Letras da Universida Lisboa, 7 Dezembro 0 O (Prof. Doutor Paulo Farmhouse Alberto) ANDREIA - MAPA DE TRABALHO 04 6

Inspeção-Geral da Administração Interna. Mapa de Pessoal 2014

Inspeção-Geral da Administração Interna. Mapa de Pessoal 2014 Molo A Inspeção- da Administração Interna Mapa Pessoal 04 Atribuições/competências/atividas Unida orgânica/áreas atividas Diretor Coornador informática Nº Direção Superior º Grau Inspeção- da Administração

Leia mais

Mapa de Pessoal Proposta

Mapa de Pessoal Proposta Mapa Pessoal - 206 Atribuições/ competências/ atividas Definição da política da Universida. Governação e representação externa da Universida. Unida Orgânica.º Grau - Chefe Equipa al 4 5 0 4 5 0 in Gestão

Leia mais

Mapa de Pessoal Proposta

Mapa de Pessoal Proposta in Definição da política da Universida. Governação e representação externa da Universida. Equipa al 4 6 Gestão corrente da Universida e das políticas finidas pela Equipa al; Coornação Serviços e Gabinetes.

Leia mais

M U N I C Í P I O D E C A R R E G A L D O S A L

M U N I C Í P I O D E C A R R E G A L D O S A L M U N I C Í P I O D E C A R R E G A L D O S A L Mapa de Pessoal para o Ano de 0 - artigos 4.º e 5.º da Lei n.º -A/008 Unidades s/subunidades s Cargo/carreira /categoria Chefe de divisão - Dirigente intermédio

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2016 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2016 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 206 Nos termos da Lei n.º 35/204, de 20 de junho CÂMARA MUNICIPAL Assistente Técnico 4 4 4 [a3] 4 4 0 0 0 4 GABINETE DE APOIO À PRESIDÊNCIA 4 Planeamento

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZATIVA DA ISCMPSA

ESTRUTURA ORGANIZATIVA DA ISCMPSA ESTRUTURA ORGANIZATIVA DA ISCMPSA Este documento visa dar corpo á orgânica dos serviços da Santa Casa, ou seja, definir competências, hierarquias e formas de actuação. Como a Santa Casa da Póvoa de Santo

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO GERAL DO ORÇAMENTO

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO GERAL DO ORÇAMENTO ANO ECONÓMICO DE 24 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS EM CUMPRIMENTO DO DISPOSTO NO N. 2 DO ART. 5 DO DEC. LEI 71/95, DE 15 DE ABRIL, ENVIA-SE A RELAÇÃO TRIMESTRAL DAS ALTERAÇÕES ORÇAMENTAIS EFECTUADAS NOS ORÇAMENTOS

Leia mais

MAPAS DE PESSOAL GABINETES

MAPAS DE PESSOAL GABINETES Apoio, administrativo e logístico ao Gabinete da Presidência Comissão das comemorações dos 250 anos do Concelho Oeiras Apoio ao Gabinete nas áreas do Ambiente e do Parque dos Poetas Apoio nas áreas das

Leia mais

Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo - MAPA DE PESSOAL

Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo - MAPA DE PESSOAL Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo - MAPA DE PESSOAL Postos de trabalho Atribuições / Competências/ Atividades Cargo/carreira/ Categoria Atribuições/Atividades Área de formação académica e/ou

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 20 de outubro de Série. Número 161

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 20 de outubro de Série. Número 161 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, 20 de outubro de 2015 Série Sumário SECRETARIAS REGIONAIS DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DA ECONOMIA, TURISMO E CULTURA Portaria n.º 195/2015

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES 5368 Diário da República, 1.ª série N.º 204 22 de outubro de 2014 Polo de captação de Faias REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Assembleia Legislativa Resolução da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos

Leia mais

Maria Neuza Neto de Forte Gomes Reis

Maria Neuza Neto de Forte Gomes Reis Curriculum vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Maria Neuza Neto de Forte Gomes Reis Rua Miguel Russel, nº 26-5 Dto, 2855-120 Corroios (Portugal) 911980406 neuza.greis@gmail.com POSTO DE TRABALHO A QUE SE CANDIDATA

Leia mais

MAPA DE PESSOAL Artigo 29.º da LGTFP, aprovada em anexo à Lei n.º 35/2014, de 20 de junho

MAPA DE PESSOAL Artigo 29.º da LGTFP, aprovada em anexo à Lei n.º 35/2014, de 20 de junho Preenchidos A preencher Preenchidos Gabinete de Apoio ao Presidente Coordenar e executar todas as atividades inerentes à assessoria, secretariados, protocolos da Presidência e assegurar a interligação

Leia mais

Educação e Ciência. Universidade de Lisboa (UL) - Reitoria

Educação e Ciência. Universidade de Lisboa (UL) - Reitoria Educação e Ciência Universidade de Lisboa (UL) - Reitoria Mapa de fluxos de caixa em 31/12/2014 Valores em euros Ano: 2014 Código Recebimentos Importâncias Parcial Total Saldo da gerência anterior De Dotações

Leia mais

Instituição: Instituto do Vinho do Douro e Porto,I.P. Ano: 2008 Mapa: Fluxos de Caixa

Instituição: Instituto do Vinho do Douro e Porto,I.P. Ano: 2008 Mapa: Fluxos de Caixa Recebimentos SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR Execução Orçamental - Fundos Próprios 16 01 01 De dotações orçamentais (OE ou OE...) 0,00 0,00 De receitas próprias Na posse do serviço 10.302.904,47 10.302.904,47

Leia mais

Manual de Procedimentos. Volume 3 Direção de Recursos Humanos

Manual de Procedimentos. Volume 3 Direção de Recursos Humanos Manual de Procedimentos Volume 3 Direção de Recursos Humanos Índice Princípios Gerais... 3 Abreviaturas e Acrónimos... 6 Legislação Aplicável... 7 Lista de Símbolos... 11 Mapa de Documento... 12 Verificado

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA BIBLIOTECA ESCOLAR / DOS SERVIÇOS DE BIBLIOTECA ESCOLAR DE ESCOLA / AGRUPAMENTO...

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA BIBLIOTECA ESCOLAR / DOS SERVIÇOS DE BIBLIOTECA ESCOLAR DE ESCOLA / AGRUPAMENTO... THEKA Projecto Gulbenkian de Formação de Professores para o Desenvolvimento de Bibliotecas Escolares www.theka.org MÓDULO E: GESTÃO DE RECURSOS. Maria José Vitorino (2005) MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA BIBLIOTECA

Leia mais

ARTIGO 1. O artigo 4 do decreto n 23/01, de 12 de Abril passa a ter a seguinte redacção: Artigo 4. (Direcção dos Serviços de Auditoria e Fiscalização)

ARTIGO 1. O artigo 4 do decreto n 23/01, de 12 de Abril passa a ter a seguinte redacção: Artigo 4. (Direcção dos Serviços de Auditoria e Fiscalização) ARTIGO 1 O artigo 4 do decreto n 23/01, de 12 de Abril passa a ter a seguinte redacção: Artigo 4 (Direcção dos Serviços de Auditoria e Fiscalização) 1. A direcção dos serviços de Auditoria e Fiscalização

Leia mais

Regulamento do Instituto de Psicologia Cognitiva, Desenvolvimento Humano e Social (IPCDHS)

Regulamento do Instituto de Psicologia Cognitiva, Desenvolvimento Humano e Social (IPCDHS) Regulamento do Instituto de Psicologia Cognitiva, Desenvolvimento Humano e Social (IPCDHS) CAPÍTULO I Natureza, Fins e Atribuições Artigo 1º (Natureza, Constituição, Localização) 1. O Instituto de Psicologia

Leia mais

REGULAMENTO ORGANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE

REGULAMENTO ORGANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE REGULAMENTO ORGANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE O presente regulamento entra em vigor no dia 1 de Janeiro de 2013 Aprovado por unanimidade na reunião de Executivo de 21/11/2012 1

Leia mais

CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS

CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS CURSO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS Língua Estrangeira (I/II/III) Matemática A Física e Química A Biologia e Geologia Biologia/ Física/ Química/ Geologia a) Psicologia B/ Língua Estrangeira (I/II/III)* b)

Leia mais

SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR: EXECUÇÃO ORÇAMENTAL DE DOTAÇÕES ORÇAMENTAIS (OE) , ,72

SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR: EXECUÇÃO ORÇAMENTAL DE DOTAÇÕES ORÇAMENTAIS (OE) , ,72 5858 - DGPC Página: 1 Código Recebimentos SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR: EXECUÇÃO ORÇAMENTAL DE DOTAÇÕES ORÇAMENTAIS (OE)................ 25.430,72 25.430,72 DE RECEITAS PRÓPRIAS: NA POSSE DO SERVIÇO..................

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2013 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2013 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 203 Nos termos da Lei n.º 2-A/2008, de 27 de Fevereiro geral SECÇÃO DE APOIO E DE COORDENAÇÃO GERAL (Capitulo III do Regulamento da Organização dos

Leia mais

O novo Mestrado em Engenharia Informática da FCT/UNL FCT/UNL. Departamento de Informática (2007/2008)

O novo Mestrado em Engenharia Informática da FCT/UNL FCT/UNL. Departamento de Informática (2007/2008) O novo Mestrado em Engenharia Informática da FCT/UNL (2007/2008) Departamento de Informática FCT/UNL Contexto Processo de Bolonha Novo enquadramento legal Novo paradigma de 3 ciclos de estudos Redefinição

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL Departamento de Alto Rendimento e Representação Desportiva 1. O Departamento de Alto Rendimento e Representação Desportiva coordena e supervisiona os Programas de Preparação

Leia mais

Vagas Unidades Curriculares Singulares ano letivo de 2016/17

Vagas Unidades Curriculares Singulares ano letivo de 2016/17 Vagas Unidades Curriculares Singulares ano letivo de 2016/17 Os pedidos de inscrição em unidades curriculares que não constem nesta lista devem passar pela aprovação prévia do respetivo Diretor do Curso.

Leia mais

V jornadas de avaliação

V jornadas de avaliação jornadas avaliação e Acreditação 14 Março Director Curso: Paula Prata Departamento Informática (DI) Departamento Informática (DI): Quem somos Trabalho senvolvido Objectivos para o futuro Licenciatura em

Leia mais

Município de Fronteira Mapa de Pessoal Divisão Administrativa e Financeira

Município de Fronteira Mapa de Pessoal Divisão Administrativa e Financeira Atribuição Dirigente Administração Geral e Finanças Contabilidade e Finanças públicas Gestão autárquica e património Contabilidade e gestão de stocks Gestão de recursos humanos e recrutamento Planeamento

Leia mais

F L U X O S D E C A I X A ANO 2006 ENTIDADE MVN MUNICIPIO DE VENDAS NOVAS Pág. 1 R E C E B I M E N T O S

F L U X O S D E C A I X A ANO 2006 ENTIDADE MVN MUNICIPIO DE VENDAS NOVAS Pág. 1 R E C E B I M E N T O S ENTIDADE MVN MUNICIPIO DE VENDAS NOVAS Pág. 1 R E C E B I M E N T O S SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR... 809.124,29 EXECUÇÃO ORÇAMENTAL... 550.398,68 OPERAÇÕES DE TESOURARIA... 258.725,61 RECEITAS ORÇAMENTAIS...

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL A Agência de Certificação Ocupacional (ACERT) é parte integrante da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) Centro de Modernização e Desenvolvimento da Administração

Leia mais

Estrutura de mapa de pessoal (exemplo) - Artigo 5.º LVCR

Estrutura de mapa de pessoal (exemplo) - Artigo 5.º LVCR - - - - 2 Medicina/ Administrador Hospitalar 2 Planeamento e gestão QUAR do Ministério Direção Apoio jurídico Direção 1 TDT 1 Direção 1 Gestão 1 Direção 1 Medicina - Biologia/Microbiologia 1 Direção 1

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE APOIO À GESTÃO DESPORTIVA

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE APOIO À GESTÃO DESPORTIVA PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE APOIO À GESTÃO DESPORTIVA Publicado no Despacho n.º13456/2008, de 14 de Maio, que aprova a versão inicial do Catálogo Nacional de Qualificações. Publicação e atualizações

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

REGULAMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DE LISBOA REGULAMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DE LISBOA Capítulo I. Da Natureza e dos Fins Artigo 1º 1 - O Departamento de Educação da Faculdade de Ciências da

Leia mais

REGULAMENTO DE ORGANIZAÇÃO E DE FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS DE NATUREZA ADMINISTRATIVA E DE APOIO TÉCNICO DO INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO

REGULAMENTO DE ORGANIZAÇÃO E DE FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS DE NATUREZA ADMINISTRATIVA E DE APOIO TÉCNICO DO INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO REGULAMENTO DE ORGANIZAÇÃO E DE FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS DE NATUREZA ADMINISTRATIVA E DE APOIO TÉCNICO DO INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1.º Natureza e âmbito de aplicação

Leia mais

1. A CMVM O QUE É A CMVM?

1. A CMVM O QUE É A CMVM? 1.. A CMVM 1. A CMVM O QUE É A CMVM? A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários - também conhecida pelas iniciais CMVM - foi criada em Abril de 1991 com a missão de supervisionar e regular os mercados

Leia mais

Regulamento Interno e Orgânico da Entidade Reguladora para a Comunicação Social

Regulamento Interno e Orgânico da Entidade Reguladora para a Comunicação Social Regulamento Interno e Orgânico da Entidade Reguladora para a Comunicação Social Capitulo I Disposições Introdutórias Secção I Natureza e Âmbito de Intervenção Artigo 1º O presente regulamento tem por base

Leia mais

CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DO CHL MAPA DE REVISÕES REGULAMENTO. Destinatários. Data Palavras-Chave: REGULAMENTO; INVESTIGAÇÃO

CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DO CHL MAPA DE REVISÕES REGULAMENTO. Destinatários. Data Palavras-Chave: REGULAMENTO; INVESTIGAÇÃO Palavras-Chave: REGULAMENTO; INVESTIGAÇÃO Destinatários Todos Profissionais do CHL Elaboração Centro de Investigação do CHL Aprovação Conselho de Administração Assinatura (s) Responsável (eis) pela Aprovação

Leia mais

Biblioteca de Escola Secundária/3ºC de Vendas Novas. Plano de acção Nota introdutória

Biblioteca de Escola Secundária/3ºC de Vendas Novas. Plano de acção Nota introdutória Biblioteca de Escola Secundária/3ºC de Vendas Novas Plano de acção 2009-2013 Nota introdutória O plano de acção é um documento orientador onde se conceptualizam e descrevem as metas a atingir num período

Leia mais

CALENDÁRIO DE EXAMES ÉPOCA ESPECIAL TRABALHADOR-ESTUDANTE/FINALISTAS 2013/2014 GESTÃO E INFORMÁTICA

CALENDÁRIO DE EXAMES ÉPOCA ESPECIAL TRABALHADOR-ESTUDANTE/FINALISTAS 2013/2014 GESTÃO E INFORMÁTICA GESTÃO E INFORMÁTICA Introdução à Contabilidade 15-Set. 18h00 1 - Ed.1 10-Set. 18h00 1 - Ed.1 Sistemas de Exploração e Aplicações Informáticas 11-Set. 18h00 CI 1 Métodos Matemáticos Gestão e Organização

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Código Saldo da gerência anterior Débitos Parcial Importâncias Total De Dotações orçamentais do Programa 001 -Medida 001 -Fonte Financiamento 311 do Programa 001 -Medida 001 -Fonte Financiamento 311 do

Leia mais

AMIP - ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DA ILHA DO PICO MAPA DE PESSOAL PARA O ANO 2013

AMIP - ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DA ILHA DO PICO MAPA DE PESSOAL PARA O ANO 2013 AMIP - ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DA ILHA DO PICO MAPA DE PESSOAL PARA O ANO 2013 Número de Área de Formação Acadêmica Atribuições/Competências/ Atividades Cargo/Carreira/Categoria Postos de Obs: e/ou Profissional

Leia mais

Recebimentos Saldos de RP transitados 0, Feder - PO Fatores de Competitividade 0,00

Recebimentos Saldos de RP transitados 0, Feder - PO Fatores de Competitividade 0,00 Direção-Geral da Saúde Gerência de 01-01-2015 a 31-12-2015 Class. Económica Recebimentos Saldo da gerência anterior 857.255,31 Execução Orçamental De dotações orçamentais (OE) 111 - RG não afetas a projetos

Leia mais

Protocolo de Cooperação Rede de Bibliotecas Escolares e Municipais do Conselho de Almeida

Protocolo de Cooperação Rede de Bibliotecas Escolares e Municipais do Conselho de Almeida Página1 Protocolo de Cooperação 2010 Rede de Bibliotecas Escolares e Municipais do Conselho de Almeida Página2 A Rede de Bibliotecas de Almeida, adiante designada RBA, foi criada por protocolo assinado

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Código Saldo da gerência anterior Débitos Parcial Importâncias Total De Dotações orçamentais do Programa 001 -Medida 001 -Fonte Financiamento 510 do Programa 001 -Medida 001 -Fonte Financiamento 510 do

Leia mais

Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais

Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais Cargo/Carreira/categoria Atribuições / Competências/Actividades Nº de postos Planeados Nº de postos de trabalho providos Observações (Universo

Leia mais

1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação Administração) (Administração); Administração Administração (EII) Administração - Ênfase em

1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação Administração) (Administração); Administração Administração (EII) Administração - Ênfase em 1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação ) (); (EII) - Ênfase em Análise de Sistemas - Habilitação em de Empresas - Habilitação em de Negócios - Habilitação em Hoteleira - Habilitação em Análise

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA 2296 Diário da República, 1.ª série N.º 88 7 de maio de 2015 ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Resolução da Assembleia da República n.º 47/2015 Primeiro orçamento suplementar da Assembleia da República para 2015

Leia mais

ANEXO 3. Plano de Atividades a Desenvolver

ANEXO 3. Plano de Atividades a Desenvolver ANEO 3 Plano de Atividades a Desenvolver Tabela 1- Plano de Atividades a Desenvolver Plano de Atividades a Desenvolver Linhas de Análise Objetivos Gerais Objetivos Específicos Tarefas a Executar Recursos

Leia mais

FREGUESIA DE SINES FLUXOS DE CAIXA. Despesas Orçamentais. Data inicial : Data final : 31/12/2015. (unidade EUR) Ano: 2015 PAGAMENTOS

FREGUESIA DE SINES FLUXOS DE CAIXA. Despesas Orçamentais. Data inicial : Data final : 31/12/2015. (unidade EUR) Ano: 2015 PAGAMENTOS Despesas Orçamentais 503.189,41 Correntes 459.808,63 010000.0101110000 Representação 5.865,96 010000.0101130000 Subsidio de refeição 010000.0102130200 Outros 010000.0103090200 Seguros de saúde 010000.0201150000

Leia mais

2 16 de Março de 2011 Número 30. Artigo 1.º Objecto. Portaria n.º 20/2011 de 16 de Março

2 16 de Março de 2011 Número 30. Artigo 1.º Objecto. Portaria n.º 20/2011 de 16 de Março 2 16 Março 21 VICE-PRESIDÊNCIADO GOVERNO REGIONAL E SECRETARIAREGIONALDO PLANO E FINANÇAS Portaria n.º 20/21 16 Março O n.º 4 do artigo 35.º da Lei n.º 12-A/20, 27 Fevereiro, com a redacção conferida pela

Leia mais

ORÇAMENTO DESPESA ANO DIVISA CÓD. ORÇ. PRIVATIVO CLASS. ORGÂNICA CLASSIFICAÇÃO FUNC. PROG./MED. F. F. ECONÓMICA AL / SAL DOTAÇÃO ORÇAMENTAL RUBRICAS

ORÇAMENTO DESPESA ANO DIVISA CÓD. ORÇ. PRIVATIVO CLASS. ORGÂNICA CLASSIFICAÇÃO FUNC. PROG./MED. F. F. ECONÓMICA AL / SAL DOTAÇÃO ORÇAMENTAL RUBRICAS 2054 002037 311 01 Despesas com o pessoal 7.507.733,00 2054 002037 311 0101 Remunerações certas e permanentes 5.928.712,00 2054 002037 311 010102 0000 Orgãos sociais 9.900,00 2054 002037 311 010103 0000

Leia mais

7.3 - Mapa de Fluxos de Caixa Data de lançamento até Código Recebimentos

7.3 - Mapa de Fluxos de Caixa Data de lançamento até Código Recebimentos Instituição: ARSLVT, IP Página: 1 Código Recebimentos SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR: EXECUÇÃO ORÇAMENTAL - FUNDOS PRÓPRIOS: DE DOTAÇÕES ORÇAMENTAIS (OE OU OE-...) 0,00 0,00 DE INVESTIMENTO DO PLANO 112.420,03

Leia mais

Bacharelado em Ciências da Informação e da Documentação. Grade Curricular

Bacharelado em Ciências da Informação e da Documentação. Grade Curricular Bacharelado em Ciências da e da Documentação Grade Curricular SEMESTRE 1 5911001 Ciência da 5911002 Teoria Social da 5911003 Comunicação em Língua Portuguesa 5911004 Comunicação em Língua Inglesa 5911005

Leia mais

Freguesia de Aradas. Mapa do Orçamento (Inicial) Ano de 2014

Freguesia de Aradas. Mapa do Orçamento (Inicial) Ano de 2014 Mapa do (Inicial) Ano de 2014 Copyright Globalsoft 1992-2014 Pag.: 1 04 04.01 04.01.23 Correntes Taxas, multas e outras penalidades Taxas Taxas especificas das autarquias locais Canídeos Cemitério TMCA

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Código Saldo da gerência anterior Débitos Parcial Importâncias Total De Dotações orçamentais Dotações Orçamentais Receitas do Estado Operações de tesouraria Receitas do Estado Operações de tesouraria Sendo

Leia mais

Estrutura de mapa de pessoal do Hospital de Curry Cabral - Artigo 5.º LVCR

Estrutura de mapa de pessoal do Hospital de Curry Cabral - Artigo 5.º LVCR Estrutura de mapa de pessoal do Hospital de Curry Cabral - Artigo 5.º LVCR Cargos/carreiras/categorias Atribuições/competências/actividades Unidade orgânica/centros de competência ou de produto/área de

Leia mais

Instituto Politécnico de Setúbal. Edital. Abertura de concurso documental para professor coordenador

Instituto Politécnico de Setúbal. Edital. Abertura de concurso documental para professor coordenador Instituto Politécnico de Setúbal Edital Abertura de concurso documental para professor coordenador 1 Nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 6º do Regulamento de Recrutamento e Contratação do Pessoal

Leia mais

I - Total do saldo da gerência na posse do serviço ,13

I - Total do saldo da gerência na posse do serviço ,13 Saldo da gerência anterior (*): Dotações orçamentais 4.983.387,27 Estado Receitas Gerais 4.446.911,41 Funcionamento 313 P13 - Estado-Saldos de RG não afectas a projectos cofin-medida 16 77.461,25 313 P13

Leia mais

Fluxos de Caixa SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR ,12 RECEITAS ORÇAMENTAIS ,52 DESPESAS ORÇAMENTAIS ,29. Receitas Correntes

Fluxos de Caixa SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR ,12 RECEITAS ORÇAMENTAIS ,52 DESPESAS ORÇAMENTAIS ,29. Receitas Correntes SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR 34.139,12 Execução Orçamental 32.254,99 Operações de tesouraria 1.884,13 Pág.: 1 RECEITAS ORÇAMENTAIS 426.983,52 DESPESAS ORÇAMENTAIS 400.243,29 04 Taxas, multas e outras penalidades

Leia mais

Curso de Especialização Gestão de Recursos Humanos e Legislação Laboral e Fiscal

Curso de Especialização Gestão de Recursos Humanos e Legislação Laboral e Fiscal Curso de Especialização Gestão de Recursos Humanos e Legislação Laboral e Fiscal Coordenador: Dr. Hélder Couto Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisito... 2 Objetivo

Leia mais

GABARITO PRELIMINAR PROVA OBJETIVA

GABARITO PRELIMINAR PROVA OBJETIVA GABARITO PRELIMINAR PROVA OBJETIVA Aplicação: 11/11/2012 NÍVEL MÉDIO Auxiliar de Enfermagem do Trabalho e Técnico de Segurança do Trabalho. ÁREA DE CONHECIMENTO QUESTÕES Língua Portuguesa 10 Língua estrangeira

Leia mais

INSTITUTO DE ESTUDOS MEDIEVAIS INDICADORES DE PRODUTIVIDADE

INSTITUTO DE ESTUDOS MEDIEVAIS INDICADORES DE PRODUTIVIDADE INSTITUTO DE ESTUDOS MEDIEVAIS INDICADORES DE PRODUTIVIDADE INVESTIGADORES INTEGRADOS DOUTORADOS (IID) 1. PRODUÇÃO CIENTÍFICA Critérios mínimos Cada investigador integrado deve cumprir, por triénio, três

Leia mais

Lugar da Escola Contrib: Tel:

Lugar da Escola Contrib: Tel: 01 Impostos directos 0102 Outros CORRENTES 010202 Imposto municipal sobre imóveis 1.000,00 TOTAL Rúbrica 01 1.000,00 02 Impostos indirectos 0202 Outros 020206 Impostos indirectos específicos das autarquias

Leia mais

Junta da União das Freguesias de Caparica e Trafaria

Junta da União das Freguesias de Caparica e Trafaria Junta da União das Freguesias de Caparica e Trafaria Regulamento de Organização dos Serviços CAPÍTULO I Objeto e Princípios Organizacionais Artigo 1º Objeto O presente Regulamento tem como objeto proceder

Leia mais

PROJECTO DE REGULAMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS E FINANCEIROS

PROJECTO DE REGULAMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS E FINANCEIROS PROJECTO DE REGULAMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS E FINANCEIROS Artigo 1.º (Âmbito) 1 - O presente Regulamento estabelece a estrutura orgânica e as competências dos Serviços Administrativos e Financeiros

Leia mais

Regulamento do Departamento de Biologia

Regulamento do Departamento de Biologia Regulamento do Departamento de Biologia Novembro de 2009 Preâmbulo O presente regulamento foi elaborado nos termos do artigo 64º dos Estatutos da Escola de Ciências da Universidade do Minho publicados

Leia mais

DELIBERAÇÃO Nº 005/2008 de 08 de Julho

DELIBERAÇÃO Nº 005/2008 de 08 de Julho DELIBERAÇÃO Nº 005/2008 de 08 de Julho Nos termos do artigo 2º dos Estatutos da ANAC, aprovado pelo Decreto Lei nº 31 / 2006, a Agência Nacional das Comunicações tem por finalidade principal a actividade

Leia mais

Workshop Arquivos Universitários Lisboa, IHC/ FCSH-UNL 4 5 de Julho de 2013

Workshop Arquivos Universitários Lisboa, IHC/ FCSH-UNL 4 5 de Julho de 2013 Workshop Arquivos Universitários Lisboa, IHC/ FCSH-UNL 4 5 de Julho de 2013 Diogo Vivas Mestre em Ciências da Informação e da Documentação FCSH - UNL 1 - Dar a conhecer, de forma breve, a evolução do ensino,

Leia mais

Indicadores de excelência

Indicadores de excelência Indicadores de excelência 2012-2015 2 +40 documentos certificações estratégicos de obtidas: qualidade planeamento e e ambiente avaliação, desde 2012 83 procedimentos descritos no MPCI Planeamento, Informação

Leia mais

REGULAMENTO DO 3º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA MECÂNICA NA FCT-UNL

REGULAMENTO DO 3º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA MECÂNICA NA FCT-UNL REGULAMENTO DO 3º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA MECÂNICA NA FCT-UNL PREÂMBULO O programa de doutoramento organiza, estrutura e explicita o percurso dos estudantes de doutoramento

Leia mais

Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural

Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural Decreto executivo n.º 1/06 de 9 de Janeiro Havendo necessidade de regulamentar o funcionamento, estruturação e organização do Secretariado Executivo do

Leia mais

O valor da água como bem público

O valor da água como bem público Universidade de Lisboa Institituto de Ciências Sociais O valor da água como bem público Anexo III Administração Pública da Água - Orgânica João Howell Pato Doutoramento em Ciências Sociais Especialidade:

Leia mais

Id: (30 years)

Id: (30 years) Foto não disponível Id: 37689 (30 years) DADOS PESSOAIS: Gênero: Masculino Data de nascimento: 05/10/1986 País: Mozambique, Região: Zambezia, Cidade: Quelimane Ver CV completo Grave o CV TRABALHO DESEJADO:

Leia mais

EXECUÇÃO ORÇAMENTAL ,49 OPERAÇÕES DE TESOURARIA ,47 RECEITAS ORÇAMENTAIS ,02

EXECUÇÃO ORÇAMENTAL ,49 OPERAÇÕES DE TESOURARIA ,47 RECEITAS ORÇAMENTAIS ,02 ENTIDADE M.S.V. MUNICIPIO SAO VICENTE Pág. 1 PERÍODO JANEIRO A DEZEMBRO - 2014/12/31 R E C E B I M E N T O S SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR... 179.594,96 EXECUÇÃO ORÇAMENTAL... 113.004,49 OPERAÇÕES DE TESOURARIA...

Leia mais

Instituto de Educação Universidade de Lisboa

Instituto de Educação Universidade de Lisboa Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Liderança e Gestão Intermédia na Escola 14 15 Edição Instituto

Leia mais

ETEC PROF. DR. JOSÉ DAGNONI SANTA BÁRBARA D OESTE

ETEC PROF. DR. JOSÉ DAGNONI SANTA BÁRBARA D OESTE ETEC PROF. DR. JOSÉ DAGNONI SANTA BÁRBARA D OESTE AVISO DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE

Leia mais

Ministério da Defesa Nacional. Secretaria-Geral do Ministério da Defesa Nacional. Cargo e Titular: Secretário-geral do Ministério da Defesa Nacional

Ministério da Defesa Nacional. Secretaria-Geral do Ministério da Defesa Nacional. Cargo e Titular: Secretário-geral do Ministério da Defesa Nacional CARTA DE MISSÃO Ministério da Defesa Nacional Secretaria-Geral do Ministério da Defesa Nacional Cargo e Titular: Secretário-geral do Ministério da Defesa Nacional 1. Missão do organismo As atribuições

Leia mais

Regulamento de Cooperação CAPÍTULO I. Da Natureza, Objecto e Objectivos da RBA. Artigo 1º. Natureza. Artigo 2º. Objecto. Artigo 3º.

Regulamento de Cooperação CAPÍTULO I. Da Natureza, Objecto e Objectivos da RBA. Artigo 1º. Natureza. Artigo 2º. Objecto. Artigo 3º. Regulamento de Cooperação A rede de Bibliotecas de Arraiolos adiante designada RBA, foi criada pelo acordo de cooperação número oitenta e cinco de dois mil e onze e pelo protocolo assinado entre a Câmara

Leia mais

ANEXO II. Declaro, para fins de Prova de Títulos, que o presente caderno está organizado da seguinte forma:

ANEXO II. Declaro, para fins de Prova de Títulos, que o presente caderno está organizado da seguinte forma: ANEXO II FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO DA PROVA DE TÍTULOS PARA O CARGO DE PROFESSOR DE MAGISTÉRIO SUPERIOR CLASSE A DENOMINAÇÃO: PROFESSOR ADJUNTO A NÍVEL: 1 NOME DO CANDIDATO: NÚMERO DE INSCRIÇÃO: NÚMERO DO

Leia mais

A CONTA GERAL DO ESTADO

A CONTA GERAL DO ESTADO Seminario sobre Responsabilização Financeira e Prestação de Contas Ministerio de Finanças e Cooperação Internacional(MFCI) S.Tomé, 28 à 30 de Maio 2012 A CONTA GERAL DO ESTADO Prestação de Contas Aprovação

Leia mais

REGULAMENTOS ESPECÍFICOS

REGULAMENTOS ESPECÍFICOS Programa Operacional Factores de Competitividade Deliberações CMC POFC: 16/07/2008 Assistência Técnica do POFC Entrada em vigor DA ÚLTIMA ALTERAÇÃO em 17/07/2008 Artigo 1.º Objecto O presente regulamento

Leia mais

ORÇAMENTOS PRIVATIVOS PARA 2016 DESENVOLVIMENTO DAS RECEITAS DOS SERVIÇOS E FUNDOS AUTÓNOMOS

ORÇAMENTOS PRIVATIVOS PARA 2016 DESENVOLVIMENTO DAS RECEITAS DOS SERVIÇOS E FUNDOS AUTÓNOMOS DESENVOLVIMENTO DAS DOS SERVIÇOS E S AUTÓNOMOS 03 - SERVIÇOS DE INTERVENÇAO NO SETOR DO MAR 04 - DE COMPENSAÇAO SALARIAL DOS PROFISSIONAIS DA PESCA PROG MED 045 AGRICULTURA, PECUÁRIA, SILV, CAÇA, PESCA

Leia mais

Fluxos de Caixa. Recebimentos

Fluxos de Caixa. Recebimentos Recebimentos Saldo da Gerência Anterior 1.231.528,49 Total das Receitas Orçamentais Execução Orçamental 13.229,65 Operações de Tesouraria 1.218.298,84 12.868.203,30 Receitas Correntes 8.648.917,76 04 Taxas,

Leia mais

Freguesia de Norte Pequeno

Freguesia de Norte Pequeno Mapa do Orçamento de Receita (Inicial) Ano de 2016 Orçamento de Receita - Previsões Iniciais Data: 29-10-2016 Ano: 2016 (unidade: euros) 01.... 01.02... Código Designação Montante Receitas Correntes Impostos

Leia mais

MAPA DE PESSOAL Ano de 2016 Artigo 29.º, da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho

MAPA DE PESSOAL Ano de 2016 Artigo 29.º, da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho Ano de 6 Artigo 9.º, da Lei n.º 35/4, de de junho s Ocupados associadas ao posto de trabalho SERVIÇOS DE APOIO E ASSESSORIA NÃO INTEGRADOS EM UNIDADES ORGÂNICAS Gabinete de Apoio aos Órgãos Municipais

Leia mais

UNIRIO / PROPLAN DIRETORIA DE AVALIAÇÃO E INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS - DAINF ORGANOGRAMA DAS UNIDADES ORGANIZACIONAIS. Atualizado em

UNIRIO / PROPLAN DIRETORIA DE AVALIAÇÃO E INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS - DAINF ORGANOGRAMA DAS UNIDADES ORGANIZACIONAIS. Atualizado em Atualizado em 15.03.2016 Boletim Interno nº 05/2016 1 1. GERAL REITORIA Vice-Reitoria Pró-Reitoria de Graduação Pró-Reitoria de Extensão e Cultura Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Pró-Reitoria

Leia mais

MAPA DE PESSOAL PESSOAL NÃO DOCENTE Nº DE POSTOS DE TRABALHO UNIDADES ÁREA DE FORMAÇÃO ORGÂNICAS/ÁREA DE ACTIVIDADES DIRIGENTE INTERMÉDIO DE 4º GRAU

MAPA DE PESSOAL PESSOAL NÃO DOCENTE Nº DE POSTOS DE TRABALHO UNIDADES ÁREA DE FORMAÇÃO ORGÂNICAS/ÁREA DE ACTIVIDADES DIRIGENTE INTERMÉDIO DE 4º GRAU MAPA PESSOAL UNIDA ORGÂNICA/SERVIÇO : Instituto Superior de do Porto ( ISEP) Nº POSTOS TRABALHO UNIDAS ÁREA FORMAÇÃO ACTIVIDAS 3º GRAU 4º GRAU PROJECTO ESPECIALISTA Competências previstas na Lei n.º 2/2004

Leia mais

ORÇAMENTO DA RECEITA

ORÇAMENTO DA RECEITA Código ORÇAMENTO DA RECEITA Designação Ano : 24 Montante RECEITAS CORRENTES Impostos directos 28.500,00 02 Outros 28.500,00 02 02 Imposto Municipal sobre imoveis 28.500,00 02 Impostos indirectos 62.500,00

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 10/ ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 10/ ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 10/2015 - ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO A REITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO, no uso de suas atribuições regimentais e em conformidade

Leia mais

Único - Considerando sua finalidade, são atribuições gerais do Centro de Informática:

Único - Considerando sua finalidade, são atribuições gerais do Centro de Informática: TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS CAPÍTULO I DA FINALIDADE Artigo 1º O Centro de Informática da Universidade Pedagógica - CIUP é um orgão central técnico e académico virada para a área de serviços, desenvolvimento

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Telefone(s) Correio(s) electrónico(s) Vaz, Maria Isabel Martins Praceta Amália Rodrigues Lote D 22 1º Esqº - Arruda

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ANEXO II AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO. Identificação do avaliado

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ANEXO II AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO. Identificação do avaliado ANEXO II AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO Identificação do avaliado Nome Categoria profissional actual Anos de serviço no ensino superior Anos de serviço na Unidade

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA - Ano 2010 nos termos da Lei n.º 12-A/2008, 27 de Fevereiro

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA - Ano 2010 nos termos da Lei n.º 12-A/2008, 27 de Fevereiro Gabinete de Apoio à Presidência Comp. - Apoio ao Presidente da Câmara Municipal Gabinete de Planeamento Estatégico Elaboração do plano estratégico de desenvolvimento do concelho e acompanhamento da sua

Leia mais

MINISTÉRIOS DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA

MINISTÉRIOS DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA Diário da República, 1. a série 4735 MINISTÉRIOS DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA Portaria n. o 684/2006 4 Julho A Portaria n. o 33/99, 20 Janeiro, aprovou o Regulamento Arquivístico da Secretaria-Geral do Ministério

Leia mais

Instituto Politécnico de Setúbal. Edital. Abertura de concurso documental para professor coordenador

Instituto Politécnico de Setúbal. Edital. Abertura de concurso documental para professor coordenador Instituto Politécnico de Setúbal Edital Abertura de concurso documental para professor coordenador 1 Nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 6º do Regulamento de Recrutamento e Contratação do Pessoal

Leia mais

Registo de autoridade arquivística. Instituto Nacional de Investigação Científica. Identificação. Descrição. Tipo de entidade Entidade coletiva

Registo de autoridade arquivística. Instituto Nacional de Investigação Científica. Identificação. Descrição. Tipo de entidade Entidade coletiva Registo de autoridade arquivística Instituto Nacional de Investigação Científica Identificação Tipo de entidade Entidade coletiva Forma autorizada do nome Instituto Nacional de Investigação Científica

Leia mais

Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA

Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA Possíveis Saídas Profissionais: As engenheiras e os engenheiros electrotécnicos podem exercer a sua actividade profissional em: a) projecto de instalações eléctricas,

Leia mais

Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém

Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém Planeamento estratégico de sistemas de informação de Departamento de Informática e Métodos Quantitativos Licenciatura em Informática - 3º Ano Sistemas

Leia mais

REGULAMENTO DE ORGANIZAÇÃO INTERNA DA CAAJ CAPÍTULO I. Disposições gerais. Artigo 1º. Objeto

REGULAMENTO DE ORGANIZAÇÃO INTERNA DA CAAJ CAPÍTULO I. Disposições gerais. Artigo 1º. Objeto REGULAMENTO DE ORGANIZAÇÃO INTERNA DA CAAJ CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º Objeto O presente regulamento de organização interna, abreviadamente designado regulamento, estabelece as funções, competências

Leia mais

FLUXOS DE CAIXA CONSOLIDADOS

FLUXOS DE CAIXA CONSOLIDADOS CÂMARA MUNICIPAL DO / SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE TRANSPORTES COLECTIVOS DO RECEBIMENTOS Saldo da gerência anterior 2.164.836,98 Execução Orçamental 1.506.708,02 Operações de Tesouraria 658.128,96 Total

Leia mais