MAPAS DE PESSOAL GABINETES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MAPAS DE PESSOAL GABINETES"

Transcrição

1 Apoio, administrativo e logístico ao Gabinete da Presidência Comissão das comemorações dos 250 anos do Concelho Oeiras Apoio ao Gabinete nas áreas do Ambiente e do Parque dos Poetas Apoio nas áreas das Finanças, Adm. Geral, Qualida e Mornização Adm., Recursos Humanos, Ocupação do Espaço Público, Desporto, Act. Económicas e Edificação Urbana (obras particulares) e Soc. Reab. Urb. e Centros Históricos Apoio administrativo nas áreas do Abastecimento Público e ização Sanitária, Mercados, Cemitérios, Projecto Apoio ao Animal Oeiras, Gestão do Espaço Público áreas das Obras Municipais, Controlo das Intervenções dos Concessionários Serviços Públicos, Equipamento e Viaturas, Espaços Vers, Ambiente e Higiene Urbana, Trânsito e Transportes Unida competência ou produto/área Gabinete da Presidência Chefe Coornador Sociologia Área Artes Decorativas, Arquitectura, Engª Civil, Geografia 1 Arquitectura 1 Direito 4 Nº postos 5 6 (a)

2 Unida competência ou produto/área Chefe Coornador Área Nº postos áreas da Acção Social, Saú, Protecção Menores, Cultura, Juventu, Bibliotecas, Toponímia e Geminações áreas dos Equipamentos Saú, Habitação Social, Áreas Urbanas Génese Ilegal e Acompanhamento da Revisão do Plano Oeiras áreas do Património e Turismo Gabinete da Presidência

3 Apoio administrativo e logístico ao Gabinete Intificar e avaliar situações risco e verificar a aquação e a eficácia do sistema controlo interno instituído pelos orgãos competentes Apoio administrativo ao Gabinete Apoio aos s análise cartográfica Contribuir para a finição dos objectivos senvolvimento e cisões planeamento estratégico do concelho Oeiras Unida competência ou produto/área Gabinete Auditoria Gabinete Desenvolvimento Chefe Coornador Área Nº postos 1 2 Gestão, Auditoria, Direito Arquitectura, Engª Civil, Engª Mecânica, Engª do Ambiente, Geografia e Planeamento Regional, História (a) 1 (a)

4 Unida competência ou produto/área Chefe Coornador Área Nº postos Apoio administrativo ao do Gabinete Apoio administrativo carácter instrutório aos processos RJUE Patrocínio nos Tribunais Administrativos Emissão pareceres jurídicos, elaboração contratos e propostas à reunião dos orgãos executivo e liberativo Gabinete Contencioso e Apoio Jurídico 4 Direito Direito 5 8 (a) Apoio administrativo às unidas orgânicas do Gabinete Secção Administrativa Apoio administrativo à na componente organização dos processos contraornação Instrução dos processos contraornação em conformida com a lei Contra- Ornações Direito 4 (a)

5 Apoio administrativo e logístico ao Gabinete Conceber, executar e acompanhar o plano comunicação global do Município Acompanhamento protocolar e organização eventos Concepção e acompanhamento da imagem e comunicação gráfica do Município Apoio administrativo ao Gabinete Promoção da política municipal legação competências, assegurando a articulação entre o Município e as Juntas Freguesia Unida competência ou produto/área Gabinete Gabinete Apoio às Juntas Freguesia Chefe Coornador Área Nº postos Ciências da, Realização Cinema, Empresarial, Ciência Política, Relações Públicas e Publicida Gestão Empresas Turísticas, Ciências da Design, Artes Decorativas, Social, Ciências da Serviço Social, Geografia (a) 4 (a)

6 Apoio Administrativo ao Exercer funções polícia administrativa, zelando pelo cumprimento das leis, regulamentos e liberações dos orgãos do Município Assegurar a nível municipal a prevenção riscos colectivos resultantes acintes graves ou catástrofes, prestar socorro e assistência a pessoas e bens Unida competência ou produto/área Polícia e Protecção Civil Chefe Coornador Área Nº postos Direito Total Gabinetes Regulamento orgânico publicado através do Aviso n.º H/ Setembro (a) - mencionar número postos a preencher com relação jurídica por tempo terminado (b) - mencionar número postos a tempo parcial Total (a)

M U N I C Í P I O D E C A R R E G A L D O S A L

M U N I C Í P I O D E C A R R E G A L D O S A L M U N I C Í P I O D E C A R R E G A L D O S A L Mapa de Pessoal para o Ano de 0 - artigos 4.º e 5.º da Lei n.º -A/008 Unidades s/subunidades s Cargo/carreira /categoria Chefe de divisão - Dirigente intermédio

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2016 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2016 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 206 Nos termos da Lei n.º 35/204, de 20 de junho CÂMARA MUNICIPAL Assistente Técnico 4 4 4 [a3] 4 4 0 0 0 4 GABINETE DE APOIO À PRESIDÊNCIA 4 Planeamento

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA - Ano 2010 nos termos da Lei n.º 12-A/2008, 27 de Fevereiro

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA - Ano 2010 nos termos da Lei n.º 12-A/2008, 27 de Fevereiro Gabinete de Apoio à Presidência Comp. - Apoio ao Presidente da Câmara Municipal Gabinete de Planeamento Estatégico Elaboração do plano estratégico de desenvolvimento do concelho e acompanhamento da sua

Leia mais

Município de Fronteira Mapa de Pessoal Divisão Administrativa e Financeira

Município de Fronteira Mapa de Pessoal Divisão Administrativa e Financeira Atribuição Dirigente Administração Geral e Finanças Contabilidade e Finanças públicas Gestão autárquica e património Contabilidade e gestão de stocks Gestão de recursos humanos e recrutamento Planeamento

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZATIVA DA ISCMPSA

ESTRUTURA ORGANIZATIVA DA ISCMPSA ESTRUTURA ORGANIZATIVA DA ISCMPSA Este documento visa dar corpo á orgânica dos serviços da Santa Casa, ou seja, definir competências, hierarquias e formas de actuação. Como a Santa Casa da Póvoa de Santo

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA O QUADRIÉNIO

GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA O QUADRIÉNIO Junta Freguesia Castelo Branco Município Castelo Branco GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA O QUADRIÉNIO 2008/2011 APROVADO PELA JUNTA DE FREGUESIA Em reunião / / PELA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA Em sessão / / Fl.

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL. Introdução

REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL. Introdução REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL Introdução A Lei nº 159/99, de 14 de Setembro e a Lei nº 169/99, de 18 de Setembro, com a nova redacção conferida pela Lei nº 5-A/2002 de 11 de Janeiro,

Leia mais

República de Moçambique

República de Moçambique República de Moçambique Ministério da Economia e Finanças SISTAFE Orçamento do Estado para o Ano de 2017 Código Designação 01A000141 PRESIDENCIA DA REPUBLICA 44.978,53 0,00 44.978,53 01A000741 CASA MILITAR

Leia mais

Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais

Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais Cargo/Carreira/categoria Atribuições / Competências/Actividades Nº de postos Planeados Nº de postos de trabalho providos Observações (Universo

Leia mais

República de Moçambique

República de Moçambique República de Moçambique Ministério da Economia e Finanças SISTAFE Orçamento do Estado para o Ano de 2016 Código Designação 01A000141 PRESIDENCIA DA REPUBLICA 98.160,00 0,00 98.160,00 01A000741 CASA MILITAR

Leia mais

Mapa de pessoal total 2010 Câmara Municipal de Oeiras - Artigo 5.º LVCR

Mapa de pessoal total 2010 Câmara Municipal de Oeiras - Artigo 5.º LVCR Mapa pessoal total 010 Câmara Oeiras - Artigo 5.º LVCR Mapa Resumo dos postos trabalho por cargo/carreira/categoria Cargo/carreira/categoria N.º postos trabalho N.º postos trabalho a preenchidos preencher

Leia mais

1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação Administração) (Administração); Administração Administração (EII) Administração - Ênfase em

1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação Administração) (Administração); Administração Administração (EII) Administração - Ênfase em 1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação ) (); (EII) - Ênfase em Análise de Sistemas - Habilitação em de Empresas - Habilitação em de Negócios - Habilitação em Hoteleira - Habilitação em Análise

Leia mais

E N T I D A D E DATA : 2014/03/31 EXECUÇÃO DO PLANO DE ACTIVIDADES MUNICIPAL ANO CONTABILÍSTICO 2013 MUNICIPIO DE BEJA HORA : 09:47:45

E N T I D A D E DATA : 2014/03/31 EXECUÇÃO DO PLANO DE ACTIVIDADES MUNICIPAL ANO CONTABILÍSTICO 2013 MUNICIPIO DE BEJA HORA : 09:47:45 PERÍODO JANEIRO A DEZEMBRO - 2013/12/31 Pagina : 1 1. Funções gerais 692.793,77 700.893,77 502.238,97 494.714,37 442.264,06 425.619,24 425.619,24 198.654,80 69.095,13 60.73 60.73 100.00 1.1. Serviços gerais

Leia mais

Formador: Fátima Bernardo. Importância, Objectivos e Fundamentos da Segurança e Saúde no Trabalho

Formador: Fátima Bernardo. Importância, Objectivos e Fundamentos da Segurança e Saúde no Trabalho Importância, Objectivos e Fundamentos da Segurança e Saúde no Trabalho 1 CONCLUINDO A SST e a defesa do trabalhador, da comunidade e do meio ambiente Na promoção da segurança e saúde no trabalho o indivíduo

Leia mais

Ciclo de Seminários Agenda 21

Ciclo de Seminários Agenda 21 Ciclo de Seminários Agenda 21 Estratégia Integrada de Turismo Sustentável no Nordeste Escola Profissional de Ansiães Cursos na Área do Turismo Identidade e Princípios Gerais A está situada num concelho

Leia mais

Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo - MAPA DE PESSOAL

Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo - MAPA DE PESSOAL Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo - MAPA DE PESSOAL Postos de trabalho Atribuições / Competências/ Atividades Cargo/carreira/ Categoria Atribuições/Atividades Área de formação académica e/ou

Leia mais

Atividades Introdutórias. Coordenação, articulação e monitoramento de políticas públicas. Beto Ferreira Martins Vasconcelos

Atividades Introdutórias. Coordenação, articulação e monitoramento de políticas públicas. Beto Ferreira Martins Vasconcelos Atividades Introdutórias Coordenação, articulação e monitoramento de políticas públicas Beto Ferreira Martins Vasconcelos Casa Civil da Presidência da República: coordenação, articulação e monitoramento

Leia mais

ORGANOGRAMA TRESC TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SANTA CATARINA

ORGANOGRAMA TRESC TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SANTA CATARINA TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SANTA CATARINA Gabinete dos Juízes Presidência Corregedoria Regional Eleitoral Coord. de Controle Interno Gabinete -Chefe Direção-Geral CJ4 Ass. de Imprensa, Comunicação

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015. ANEXO I (art. 25)

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015. ANEXO I (art. 25) ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015 ANEXO I (art. 25) Tabela 1 ADMINISTRAÇÃO DIRETA QUADRO PERMANENTE DE PESSOAL CARGOS DE PROVIMENTO EM COMISSÃO 1. ÓRGÃO DE DECISÃO

Leia mais

MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL

MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL Edital n.º 82/2000 (2.ª série). AP. Carlos Alberto Pinto de Oliveira, presidente da Câmara Municipal da Azambuja: Torna público

Leia mais

SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO

SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO DECRETO-LEI Nº190/1991 DE 17 MAIO DECRETO-LEI Nº300/1997 DE 31 OUTUBRO / PORTARIA Nº 63 / 2001 DE 30 DE JANEIRO A escola e seus actores Agrupamento de Escolas de

Leia mais

1 - Aplicativos Informatizados (Biblioteconomia); Administração - Habilitação em Análise de Sistemas Administração - Habilitação em Gestão da

1 - Aplicativos Informatizados (Biblioteconomia); Administração - Habilitação em Análise de Sistemas Administração - Habilitação em Gestão da 1 - Aplicativos Informatizados (Biblioteconomia); - Habilitação em Análise de Sistemas - Habilitação em Gestão da Informação de Sistemas de Informação Análise de Sistemas Análise de Sistemas Administrativos

Leia mais

República de Moçambique

República de Moçambique República de Moçambique Ministério da Economia e Finanças SISTAFE Orçamento do Estado para o Ano de 2016 Código Designação 01A000141 PRESIDENCIA DA REPUBLICA 59.291,02 0,00 59.291,02 01A000741 CASA MILITAR

Leia mais

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09 MISSÃO O Serviço Social tem como missão dar suporte psico-social e emocional ao colaborador e sua família. Neste sentido, realiza o estudo de casos, orientando e encaminhando aos recursos sociais da comunidade,

Leia mais

Exames da Universidade Aberta - Julho 2010

Exames da Universidade Aberta - Julho 2010 ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL Data 02-Jul 06-Jul 07-Jul Horário Exames da Universidade Aberta - Julho 2010 Disciplinas Cód. Descrição 11009 Conhecimento do Mundo Social

Leia mais

REGULAMENTO DO OBSERVATÓRIO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

REGULAMENTO DO OBSERVATÓRIO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL REGULAMENTO DO OBSERVATÓRIO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL De acordo com o Plano Estratégico apresentado ao Conselho Geral da Universidade da Madeira (UMa) ficou estabelecida a constituição de um Observatório

Leia mais

R$ 1,00 ÓRGÃOS LEGISLATIVA JUDICIÁRIA ESSENCIAL À ADMINISTRAÇÃO DEFESA NACIONAL SEGURANÇA

R$ 1,00 ÓRGÃOS LEGISLATIVA JUDICIÁRIA ESSENCIAL À ADMINISTRAÇÃO DEFESA NACIONAL SEGURANÇA ÓRGÃOS LEGISLATIVA JUDICIÁRIA ESSENCIAL À ADMINISTRAÇÃO DEFESA NACIONAL SEGURANÇA JUSTIÇA PÚBLICA 01 - CÂMARA MUNICIPAL DE MACEIÓ 02 - GABINETE DO PREFEITO 03 - GABINETE DO VICE-PREFEITO 04 - SECRETARIA

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DA GUARDA

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DA GUARDA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DA GUARDA Ponto 2.2 Análise, discussão e votação do Plano e Orçamento para o ano de 2016 - Artigo 9º, nº1, alínea a) da Lei nº 75/2013 Guarda, dezembro 2015 Orçamento Inicial da

Leia mais

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO Qualificação dos Profissionais da Administração Pública Local HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO Formadora - Magda Sousa MÓDULO 1 NORMATIVOS LEGAIS OBJECTIVO Interpretar e aplicar a legislação, regulamentos

Leia mais

Ministério da Comunicação Social;

Ministério da Comunicação Social; Ministério da Comunicação Social Decreto Executivo N. 75 / 2007 de 2 de Julho Convindo regulamentar o funcionamento do Gabinete de Inspecção do Ministério da Comunicação Social; Nestes termos, ao abrigo

Leia mais

Manual de Organização Plano de Cargos e Vencimentos

Manual de Organização Plano de Cargos e Vencimentos de Cargos de Provimento em Comissão 251 CARGOS COMISSIONADOS EXISTENTES COORDENADOR DE CRECHES MUNICIPAIS ASSESSOR ADMINISTRATIVO ASSESSOR PARLAMENTAR ASSESSOR ESPECIAL DE TURISMO RURAL CHEDE DE ADM DAS

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO. Contacte-nos Tel.: Fax:

PLANO DE FORMAÇÃO. Contacte-nos Tel.: Fax: PLANO DE FORMAÇÃO Contacte-nos Tel.: +351 244 092 079 Fax: +351 244 920 080 Email: formacao@turisforma.pt 2015 www.turisforma.pt ÍNDICE FORMAÇÕES À MEDIDA FORMAÇÕES GERAIS Formações Workshops FORMAÇÕES

Leia mais

1 - Administração de Marketing (Administração Integrado ao Ensino Médio);

1 - Administração de Marketing (Administração Integrado ao Ensino Médio); 1 - de Marketing ( Integrado ao Ensino Médio); (EII) - Habilitação em de Empresas - Habilitação em de Negócios - Habilitação em Geral - Habilitação em Hoteleira - Habilitação em Comércio Exterior - Habilitação

Leia mais

Instituto Nacional de Saúde Pública (INASA)

Instituto Nacional de Saúde Pública (INASA) Instituto Nacional de Saúde Pública (INASA) Augusto Paulo Silva Helsinki (KTL), June 2007 Definição República da Guiné-Bissau Instituição técnico-científica subordinada ao Ministério da Saúde Pública (MINSAP),

Leia mais

Gestão e Manutenção de Equipamentos

Gestão e Manutenção de Equipamentos Guia da Reforma Administrativa de Lisboa Gestão e Manutenção de Equipamentos O que são Equipamentos Municipais? São estruturas públicas geridas pela Autarquia. As necessidades da população e a concretização

Leia mais

E N T I D A D E DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE MESAO FRIO DO ANO 2010

E N T I D A D E DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE MESAO FRIO DO ANO 2010 MUNICIPIO DE MESAO FRIO DO ANO PÁGINA : 1 1. Funções gerais 583.600,00 583.600,00 224.100,00 8.500,00 816.200,00 1.1. Serviços gerais de 579.075,00 579.075,00 224.100,00 8.500,00 811.675,00 administração

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Soure

Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Soure / Ano 1 ÍNDICE 1 - Introdução 3 Pág. 2- Plano de Acção dos Projectos Estruturantes Transversais do Concelho de 4 2.1. Projecto Estruturante Apoio na Dependência 5 2.2. Projecto Estruturante Criar para

Leia mais

Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural

Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural Decreto executivo n.º 1/06 de 9 de Janeiro Havendo necessidade de regulamentar o funcionamento, estruturação e organização do Secretariado Executivo do

Leia mais

CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL (CLAS)

CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL (CLAS) Preâmbulo A Resolução do Conselho de Ministros nº197/97 de 18 de Novembro, visa a criação e implementação do Programa. Esta é uma mediada da política social activa, que tem como objectivo desenvolver parcerias

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL Estrutura Modular por Disciplina Candidatura 2012 / 2015 DISCIPLINA: PORTUGUÊS

CURSO TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL Estrutura Modular por Disciplina Candidatura 2012 / 2015 DISCIPLINA: PORTUGUÊS CURSO TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL Estrutura Modular por Disciplina Candidatura 2012 / 2015 DISCIPLINA: PORTUGUÊS 01 10º Textos de Carácter Autobiográfico 28 02 10º Textos Expressivos e Criativos

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO, DO ANO DE 2005

PLANO DE ACÇÃO, DO ANO DE 2005 PLANO DE ACÇÃO, DO ANO DE 2005 O ano de 2005 é o último ano de vigência do I Plano Estratégico para o Desenvolvimento da. Assim sendo, este Plano de Acção constitui, de certa forma, o encerrar de um ciclo

Leia mais

Estrutura Orgânica dos Serviços do Município de Paredes de Coura

Estrutura Orgânica dos Serviços do Município de Paredes de Coura Estrutura Orgânica dos Serviços do Município de Paredes de Coura Nos termos do disposto na alínea a) do artigo 7.º e no n.º 3 do artigo 10.º do Decretolei n.º 305/2009, de 23 de Outubro e dentro dos limites

Leia mais

DECRETO Nº DE 26 DE JANEIRO DE 1989

DECRETO Nº DE 26 DE JANEIRO DE 1989 DECRETO Nº 8.356 DE 26 DE JANEIRO DE 1989 Dispõe sobre a Estrutura Organizacional da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esportes e dá outras providências. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO,

Leia mais

A República Portuguesa e a República de Cuba, adiante denominadas «Partes»:

A República Portuguesa e a República de Cuba, adiante denominadas «Partes»: Decreto n.º 41/98 Acordo entre a República Portuguesa e a República de Cuba sobre Cooperação na Prevenção do Uso Indevido e Repressão do Tráfico Ilícito de Estupefacientes e Substâncias Psicotrópicas,

Leia mais

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Capítulo I Âmbito Artigo 1.º Objecto O presente regulamento define o regime de acesso aos apoios concedidos pelo Programa Operacional de Assistência Técnica

Leia mais

Regulamento. Modelo de Intervenção Integrada do Concelho de Ourique (MII)

Regulamento. Modelo de Intervenção Integrada do Concelho de Ourique (MII) Regulamento Modelo de Intervenção Integrada do Concelho de Ourique (MII) Regulamento Modelo de Intervenção Integrada Nota justificativa O Modelo de Intervenção Integrada surge no âmbito da Rede Social,

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE DIREITO CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Fundamental: (Direito, Política e Economia) Ciência Política 02 0 02 40 Economia e Negócios 04 0 04 80 Fundamentos do Direito Civil 04 0 04

Leia mais

Administração Pública

Administração Pública Administração Pública O direito administrativo é o direito que regula a Administração pública Administração pública: é o objeto do direito administrativo Fernanda Paula Oliveira 1. Administração: gestão

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA (Decreto-Lei 203/2006, de 27 de Outubro) Guarda Nacional Republicana (GNR) Forças de Segurança Polícia de Segurança Pública (PSP) Forças de Segurança Serviço de Estrangeiros

Leia mais

Capítulo 4 ENQUADRAMENTO INSTITUCIONAL E ORGANIZAÇÃO

Capítulo 4 ENQUADRAMENTO INSTITUCIONAL E ORGANIZAÇÃO Capítulo 4 ENQUADRAMENTO INSTITUCIONAL E ORGANIZAÇÃO 104 Banco de Cabo Verde / Relatório Anual de 2008 Capítulo 4 - Enquadramento Institucional e Organização 1. Órgãos de Gestão do Banco de Cabo Verde

Leia mais

Marques Fernandes, Fernando Manuel Quaresma Coelho

Marques Fernandes, Fernando Manuel Quaresma Coelho INFORMAÇÃO PESSOAL Marques Fernandes, Fernando Manuel Quaresma Coelho Sexo Masculino Data de nascimento 21/10/1967 Nacionalidade Português ÁREA FUNCIONAL De 22/10/2013 VEREADOR DA CÂMARA MUNICIPAL DE PONTA

Leia mais

1.ª FASE (JUNHO) EXAMES A NÍVEL DE ESCOLA PARA N.E.E.

1.ª FASE (JUNHO) EXAMES A NÍVEL DE ESCOLA PARA N.E.E. 1.ª FASE (JUNHO) EXAMES A NÍVEL DE ESCOLA PARA N.E.E. quarta, 15 de junho 09:30 h 529 PLNM intermédio -NE 527 Português -NE 14:00 h 225 Filosofia -NE sexta, 17 de junho 09:30 h 325 Física e Química A -NE

Leia mais

Formação Inicial para motorista de táxi

Formação Inicial para motorista de táxi Formação Inicial para motorista de táxi PROGRAMA Duração e calendário do curso O Curso de Formação Inicial de Motorista de Táxi ministrado pela Protaxisó é constituído pela Componente Teórica e Componente

Leia mais

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo DESDE 1990 O ISCET Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo é um estabelecimento de ensino superior politécnico, criado em 25 de

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL O Técnico de Turismo Ambiental e Rural é o profissional que participa na aplicação de medidas de valorização do turismo em espaço rural, executando

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI Nº 6.179, DE 8 DE AGOSTO DE 2000. DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA DA CASA MILITAR DO PALÁCIO DO GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS. O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS Faço saber que o Poder Legislativo decreta e

Leia mais

REGIMENTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS CAPÍTULO I FINALIDADE E COMPETÊNCIA

REGIMENTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS CAPÍTULO I FINALIDADE E COMPETÊNCIA REGIMENTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS CAPÍTULO I FINALIDADE E COMPETÊNCIA Art. 1º - A Secretaria de Relações Institucionais SERIN, criada pela Lei nº 10.549, de 28 de dezembro de 2006, tem

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº /2015

PROJETO DE LEI Nº /2015 Sumário PROJETO DE LEI Nº /2015 TÍTULO I DOS FUNDAMENTOS, ABRANGÊNCIA E FINALIDADES...7 CAPÍTULO I DOS FUNDAMENTOS E ABRANGÊNCIA... 7 CAPÍTULO II DA FINALIDADE E PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO... 7 TÍTULO

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular TERMALISMO Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular TERMALISMO Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular TERMALISMO Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Turismo 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular TERMALISMO

Leia mais

Paula Cristina Pereira de Azevedo Pamplona Ramos, casada, nascida a , na freguesia de Nossa Senhora da Conceição, Angra do Heroísmo.

Paula Cristina Pereira de Azevedo Pamplona Ramos, casada, nascida a , na freguesia de Nossa Senhora da Conceição, Angra do Heroísmo. NOTA BIOGRÁFICA. 1 - Dados Pessoais Paula Cristina Pereira de Azevedo Pamplona Ramos, casada, nascida a 23-08- 1967, na freguesia de Nossa Senhora da Conceição, Angra do 2 - Habilitações Literárias Ensino

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 72 DE 21 DE DEZEMBRO EDITAL PROEXT/IFAP 001/2012

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 72 DE 21 DE DEZEMBRO EDITAL PROEXT/IFAP 001/2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA TECNOLOGIA DO AMAPÁ IFAP Pró-Reitoria Extensão/Proext PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO G A B A R I T O PÓS RECURSO

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO G A B A R I T O PÓS RECURSO : CONSULTORIA EM PROJETOS EDUCACIONAIS E CONCURSOS FUNÇÃO: TÉCNICO DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA JURÍDICA CÓD. 201 4. 02 12. 02 24. 01 5. 01 13. 01 25. 02 6. 01 14. 01 26. 05 7. 03 15. 03 27. 04 8. 04 16. 02

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA Título da Posição: TECNICO DE PROMOÇÃO TURÍSTICA Duração: Local: Instituição: RENOVAÇÃO DEPENDENDO

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo Central Alentejo Litoral Baixo Alentejo Planeamento Estratégico Regional

Leia mais

Proposta de reestruturação do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Proposta de reestruturação do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Proposta de reestruturação do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Secretário Gabinete COPAM e CERH Assessoria Jurídica Auditoria Setorial Assessoria de Comunicação Social Assessoria de

Leia mais

Mestrado Segurança e Higiene no Trabalho Edição 2007/2008

Mestrado Segurança e Higiene no Trabalho Edição 2007/2008 Mestrado Segurança e Higiene no Trabalho Edição 2007/2008 Enquadramento e Objectivos O Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho é uma realização conjunta da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR 2005 DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA UFSCar Periodização das Disciplinas comuns às Ênfases

ESTRUTURA CURRICULAR 2005 DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA UFSCar Periodização das Disciplinas comuns às Ênfases ESTRUTURA CURRICULAR 2005 DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA UFSCar Periodização das Disciplinas comuns às Ênfases 1º PERÍODO 1 02010-9 Introdução à Computação 4-2 06216-2 Leitura e produção de textos para

Leia mais

GABARITOS DEFINITIVOS

GABARITOS DEFINITIVOS SUDENE - GABARITOS PROVAS DO DIA 5/09/203 Agente Administrativo Tipo E A A B C D A C B E E A E B D E C C C D E C D * A B D E D A B A C C E A E E C D B C D A A D C E B D A D C A B D C A D E Agente Administrativo

Leia mais

MODELO DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE. 9 de Janeiro de

MODELO DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE. 9 de Janeiro de MODELO DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE 9 de Janeiro de 2010 1 Modelo CRITÉRIOS RIOS MEIOS CRITÉRIO 1. LIDERANÇA, PLANEAMENTO E ESTRATÉGIA Como a gestão desenvolve e prossegue a missão, a visão e os valores da

Leia mais

Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior ª Fase

Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior ª Fase Universidade dos Açores - Faculdade de Ciências Agrárias e do Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) PM 15 12 114,5 3 Universidade dos Açores - Faculdade de Ciências Agrárias e do Medicina Veterinária

Leia mais

PLANO DE PORMENOR PARA A UOPG 13 (DO PLANO DE URBANIZAÇÃO DA MEIA PRAIA)

PLANO DE PORMENOR PARA A UOPG 13 (DO PLANO DE URBANIZAÇÃO DA MEIA PRAIA) PLANO DE PORMENOR PARA A UOPG 13 (DO PLANO DE URBANIZAÇÃO DA MEIA PRAIA) TERMOS DE REFERÊNCIA CÂMARA MUNICIPAL DE LAGOS DEPARTAMENTO DE PLANEAMENTO E GESTÃO URBANÍSTICA 2010 1. ENQUADRAMENTO LEGAL DO PLANO

Leia mais

MAPA DE PESSOAL 2016

MAPA DE PESSOAL 2016 MAPA DE PESSOAL 06 Atribuições/Competencias/Actividades Cargo/Categoria/carreira Formação académica/ profissional N.º de postos de Trabalho Tempo Indeterminado Termo certo OBS. Unidade Orgânica Ocupados

Leia mais

REGULAMENTO DAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM ENFERMAGEM COMUNITÁRIA E DE SAÚDE PÚBLICA

REGULAMENTO DAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM ENFERMAGEM COMUNITÁRIA E DE SAÚDE PÚBLICA REGULAMENTO DAS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM ENFERMAGEM COMUNITÁRIA E DE SAÚDE PÚBLICA APROVADO POR UNANIMIDADE EM ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 20 DE NOVEMBRO DE 2010 Proposta

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Classificações dos últimos colocados pelo contingente geral Código Instit.

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Classificações dos últimos colocados pelo contingente geral Código Instit. Classificações dos últimos s pelo contingente geral 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências Farmacêuticas (Pretórios) PM 15 15 1 0 154,0 0 0110 8085 Universidade dos Açores - Angra

Leia mais

Plano de Atividades de 2015 do Centro de Relações Laborais

Plano de Atividades de 2015 do Centro de Relações Laborais Plano de Atividades de 2015 do Centro de Relações Laborais A. ENQUADRAMENTO GERAL 1. O CRL foi criado, no seguimento de acordos de concertação social, para apoio técnico à negociação coletiva. É um organismo

Leia mais

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais. PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais.  PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL PLANO DE CURSO PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL Formação para Profissionais + 2.000 Cursos Disponíveis A Melhor e Maior Oferta de Formação em Portugal + 1.300 Cursos na

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO DA REDE SOCIAL DE LISBOA ANO DE 2010 PRORROGAÇÃO PARA Aprovado em sede de CLAS a 04 de Julho de 2011

PLANO DE ACÇÃO DA REDE SOCIAL DE LISBOA ANO DE 2010 PRORROGAÇÃO PARA Aprovado em sede de CLAS a 04 de Julho de 2011 PLANO DE ACÇÃO DA REDE SOCIAL DE LISBOA ANO DE 2010 PRORROGAÇÃO PARA 2011 Aprovado em sede de CLAS a 04 de Julho de 2011 PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 PRORROGAÇÃO PARA 2011 OBJECTIVO ESTRATÉGICO OBJECTIVO ESPECÍFICO

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 20 de outubro de Série. Número 161

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 20 de outubro de Série. Número 161 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, 20 de outubro de 2015 Série Sumário SECRETARIAS REGIONAIS DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DA ECONOMIA, TURISMO E CULTURA Portaria n.º 195/2015

Leia mais

PORTARIA Nº 7, DE 21 DE JANEIRO DE O CORREGEDOR NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, resolve:

PORTARIA Nº 7, DE 21 DE JANEIRO DE O CORREGEDOR NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, resolve: PORTARIA Nº 7, DE 21 DE JANEIRO DE 2016 O CORREGEDOR NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, resolve: Retificar a Portaria CNMP-CN nº 6, de 12 de janeiro de

Leia mais

Português Língua Estrangeira Área de Integração Educação Física Tec. de Inf. e Comunicação

Português Língua Estrangeira Área de Integração Educação Física Tec. de Inf. e Comunicação TURISMO Conferências Visitas de Estudo O Turismo é o profissional que executa serviços de informação, animação e organização de eventos em empresas de turismo, de reservas em agências de viagens e de receção

Leia mais

DAP DINÂMICAS DE ACÇÃO-PREVENÇÃO

DAP DINÂMICAS DE ACÇÃO-PREVENÇÃO DAP DINÂMICAS DE ACÇÃO-PREVENÇÃO Apresentação do Projecto Escola E.B 2,3 Passos José OBJECTIVOS GERAIS Fomentar a integração dos alunos no contexto escolar, promovendo o sucesso educativo Agir preventiva

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO NA ÁREA ESPECÍFICA DE SCIE

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO NA ÁREA ESPECÍFICA DE SCIE CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO NA ÁREA ESPECÍFICA DE SCIE ASPECTOS GERAIS O curso com uma duração de 128 horas é constituído pelas sessões a seguir indicadas. 1 Parte I Teórico prática 1.1

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA DE HABITAÇÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL

PLANO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA DE HABITAÇÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL PLANO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA DE HABITAÇÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL OUTUBRO/2009 Experiências de Conselhos e Planos Locais de Habitação

Leia mais

Estatutos para associações, clubes e colectividades

Estatutos para associações, clubes e colectividades Estatutos para associações, clubes e colectividades Artigo 1.º Designação e Objectivos O/A (nome da colectividade ou associação), adiante designada por (sigla) é uma associação de fins (concretização dos

Leia mais

O Sistema HACCP no âmbito da NP EN ISO 9001:2000

O Sistema HACCP no âmbito da NP EN ISO 9001:2000 Instituto Politécnico de Coimbra Escola Superior Agrária de Coimbra Gestão da Qualidade O Sistema HACCP no âmbito da NP EN ISO 9001:2000 O Sistema HACCP Princípios: 1 Identificação dos perigos e análise

Leia mais

Plano Anual de Actividades Projecto Museu Escolar Dinamizado por: Ano Lectivo 2010/2011

Plano Anual de Actividades Projecto Museu Escolar Dinamizado por: Ano Lectivo 2010/2011 Plano Anual de Actividades Projecto Museu Escolar Dinamizado por: António Inácio e António Montezo Ano Lectivo 2010/2011 CALENDARIZAÇÃO ACTIVIDADES OBJECTIVOS ARTICULAÇÃO INTERDISCIPLINAR PÚBLICO-ALVO

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (PAA) Adenda n.º 1. Viagens na minha Terra 2014/2015

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (PAA) Adenda n.º 1. Viagens na minha Terra 2014/2015 PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (PAA) Adenda n.º 1 Viagens na minha Terra 2014/2015 1 Tabela XXIII- Departamento curricular da Educação Pré-escolar Celebrar o Natal ida ao circo Destinatários: alunos da educação

Leia mais

Relatório de Demandas Externas

Relatório de Demandas Externas Presidência da República Controladoria-Geral da União Secretaria Federal de Controle Interno Relatório de Demandas Externas Número do relatório: 201504179 Unidade Examinada: NOSSA SENHORA DA GLORIA GABINETE

Leia mais

Uso s I rres rre t s ri t to

Uso s I rres rre t s ri t to Título Formação Ciências Contábeis MBA Gestão Estratégica MMBA Marketing Estratégico Mestrado Executivo Internacional (Conclusão) Especialização HEC Paris HEC Montreal EADA Barcelona ADG/DGRV FIA FDC Luciano

Leia mais

Avaliação Ambiental Estratégica: Âmbito e Alcance

Avaliação Ambiental Estratégica: Âmbito e Alcance Revisão do PDM de Vila Real de Santo António Avaliação Ambiental Estratégica: Âmbito e Alcance Pedro Bettencourt 1 1 Geólogo, Director-Geral NEMUS, Gestão e Requalificação Ambiental Vila Real de Santo

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA 2004-2007 (Projeto de Lei nº 41/2005-CN) PARECER DA COMISSÃO SUBSTITUTIVO

Leia mais

Regulamento Interno Gabinete de Atendimento e Acompanhamento Social /Protocolo de RSI

Regulamento Interno Gabinete de Atendimento e Acompanhamento Social /Protocolo de RSI Regulamento Interno Gabinete de Atendimento e Acompanhamento Social /Protocolo de RSI Rua do Formigoso N.º 103 Polvoreira 4835-168 Guimarães Telefone: 253 557 128 - Telemóvel: 91 051 36 36 rsipolvoreira@gmail.com

Leia mais

PROJETO DE REGULAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO

PROJETO DE REGULAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO PROJETO DE REGULAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO PROJETO DE REGULAMENTO 1.INTRODUÇÃO A prática regular e sistemática de atividades de animação gera significativas melhorias quer

Leia mais

Regulamento do Cartão Municipal do Idoso

Regulamento do Cartão Municipal do Idoso Regulamento do Cartão Municipal do Idoso Preâmbulo Considerando a importância crescente do papel das autarquias locais, no âmbito do apoio às populações, a Câmara Municipal de Grândola atenta que está

Leia mais

1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00. 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública

1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00. 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública PÁGINA : 1 1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública 1.1.1. Administracao geral 230.507,00 230.507,00 230.507,00

Leia mais

EDUCAÇÃO ESPECIAL RESPOSTAS EDUCATIVAS

EDUCAÇÃO ESPECIAL RESPOSTAS EDUCATIVAS INSPEÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA PROGRAMA ACOMPANHAMENTO EDUCAÇÃO ESPECIAL RESPOSTAS EDUCATIVAS RELATÓRIO Agrupamento de Escolas de Fajões 2014-2015 RELATÓRIO DE ESCOLA Agrupamento de Escolas de Fajões

Leia mais

PORTARIA CAU/SP Nº 88, DE 28 DE MARÇO DE 2016

PORTARIA CAU/SP Nº 88, DE 28 DE MARÇO DE 2016 Amplia o número de cargos efetivos e comissionados, no âmbito do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo CAU/SP, e dá outras providencias. O Presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de

Leia mais

Engineering Solutions Consulting. Consulting

Engineering Solutions Consulting. Consulting Engineering Solutions Consulting Consulting Missão e compromisso A nossa missão é proporcionar uma abordagem inovadora, diferenciadora e que aporte valor, com uma equipa jovem, dedicada, empenhada e qualificada,

Leia mais

SEDE - Carnaxide. Número de postos de trabalho - Presidente (1) - 1. Cargo/carreira/categoria. Técnico Superior. Técnico Superior Direito 3

SEDE - Carnaxide. Número de postos de trabalho - Presidente (1) - 1. Cargo/carreira/categoria. Técnico Superior. Técnico Superior Direito 3 2009 MAPA DE PESSOAL DA ANPC (Artigo 5º da Lei nº 2-A/2008, 27 Fevereiro) SEDE - Carnaxi Competências/Actividas Área formação académica e/ou - Presinte () - - Director Nacional () - 3 - Comandante Operacional

Leia mais

DIRETORIA DE PESQUISAS SO- 1 Diretor 101.5

DIRETORIA DE PESQUISAS SO- 1 Diretor 101.5 1 ANEXO I REMANEJAMENTO DE CARGOS CÓDIGO DA FUNDAJ p/ a SEGES DA SEGES p/o MEC DA SEGES p/o FNDE DAS- (a) (b) (c) UNITÁRIO QTDE VA L O R QTDE VA L O R QTDE VA L O R TO TA L TO TA L TO TA L DAS 101.4 3,23

Leia mais