DEPUY SYNTHES CÓDIGO DE CONDUTA GLOBAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEPUY SYNTHES CÓDIGO DE CONDUTA GLOBAL"

Transcrição

1 Uma Paixão pela Integridade Integridade em Acção - Conformidade nos Cuidados de Saúde

2 A Conformidade nos Cuidados de Saúde é uma Responsabilidade de Todos A DePuy Synthes é reconhecida mundialmente pelas suas soluções neurológicas e produtos ortopédicos inovadores e que melhoram a qualidade de vida, assim como pelos valores e princípios que a empresa adopta enquanto desenvolve estes produtos e os disponibiliza para satisfazer as necessidades dos pacientes. Esta é uma reputação que nos esforçámos para merecer e que estamos dedicados a proteger e usar como fundação para o nosso futuro. Ao trabalhar numa indústria competitiva e altamente regulada, deparamo-nos muitas vezes com circunstâncias, requisitos e escolhas desafiantes. Enquanto parte da família de empresas Johnson & Johnson, temos ao nosso dispor muitas directrizes para nos ajudar a compreender as nossas responsabilidades, incluindo os Nossos Valores e a política de Conduta Empresarial da Johnson & Johnson. Este Código de Conduta Global é outra orientação importante, ajudando-nos a compreender as nossas responsabilidades e fornecendo uma referência dos nossos valores e princípios comuns. Sempre que se encontram problemas relacionados com a conformidade, cada um dos colaboradores da DePuy Synthes tem a responsabilidade pessoal de agir em linha com o nosso compromisso partilhado com a integridade. Somos todos responsáveis por compreender e seguir os Nossos Valores que servem de base para todas as actividades da Johnson & Johnson, a política de Conduta Empresarial da Johnson & Johnson, este Código Global, as nossas políticas e procedimentos, e todas as leis e regulamentos aplicáveis à nossa actividade. A DePuy Synthes tem a confiança e o respeito da comunidade empresarial e tenho orgulho da nossa reputação de dedicação à integridade. Estamos empenhados em agir de acordo com os mais altos níveis de ética e profissionalismo. Será através da nossa visão partilhada e dedicação a estes valores e princípios que continuaremos a desenvolver a nossa excelente reputação. Michel Orsinger: Presidente global DePuy Synthes Companies da Johnson & Johnson Agosto de

3 Introdução Viver os Nossos Valores e Princípios Os funcionários, profissionais de venda independentes e outros colaboradores da DePuy Synthes demonstram profissionalismo, bom senso e estão dedicados a cumprir os Nossos Valores. De acordo com os Nossos Valores, estamos empenhados em cumprir os nossos valores e princípios de conformidade e seguimos as políticas e os procedimentos que os suportam. Para este fim, o Código Global é baseado na legislação dos países em que mantemos actividade e nos códigos de ética da indústria aplicáveis. Todos aqueles que interagem com os profissionais de saúde, ou com os clientes que adquirem produtos de cuidados de saúde, recebem formação para compreender e seguir estes recursos. A conclusão da formação e a respectiva certificação são requisitos laborais obrigatórios. O que está em jogo? As leis aplicáveis à DePuy Synthes são muito abrangentes e estão interligadas. Consequentemente, actos individuais de conduta imprópria podem provocar problemas segundo várias leis e em várias jurisdições. As punições das transgressões legais podem ser severas, incluindo multas significativas e, em alguns casos, prisão. Além disso, existem sanções que podem potencialmente devastar toda a nossa organização ao excluir o reembolso dos nossos produtos por alguns governos e, possivelmente, impedir a venda em alguns países. Muitas destas leis responsabilizam todas as partes envolvidas numa actividade ilícita. Isto significa que os nossos clientes, assim como a nossa empresa, os nossos funcionários e os profissionais contratados que trabalham para a empresa, podem ser processados por estas transgressões. Ao agir de acordo com as leis aplicáveis à Conformidade nos Cuidados de Saúde estamos a proteger os nossos clientes, a nossa empresa e nós próprios. Utilizar este Código Global Os termos Cliente e Profissional de Saúde, tal como são utilizados neste documento, abrangem os indivíduos, instituições e outras entidades que prescrevem, recomendam ou adquirem produtos e serviços médicos ou que influenciam a recomendação, prescrição ou aquisição destes produtos e serviços. Estes termos abrangem médicos, enfermeiros e gestores logísticos, assim como instituições e organizações como hospitais, organizações grossistas e organizações de prestação de cuidados. Uma interacção com um Cliente pode abranger uma breve discussão relacionada com um produto entre um representante comercial e um médico, um tarifário contratado com uma organização de prestação de cuidados, um acordo com uma instituição sobre as condições de um subsídio de investigação, etc. Todas as interacções com os Clientes, por mais breves e informais que sejam, devem estar com as leis existentes, as normas da indústria, este Código Global e as nossas políticas e procedimentos. O nosso Código Global está organizado em cinco categorias de princípios de orientação que devem ser seguidos por todos os colaboradores da DePuy Synthes para orientar as nossas actividades em todo o mundo: As nossas Relações com os nossos Clientes, Oficiais Governamentais e Outras Entidades que Influenciam a Aquisição dos nossos Produtos e Serviços As nossas Relações com os nossos Fornecedores, Prestadores de Serviços e Outros Contratantes As nossas Relações com os nossos Reguladores As nossas Práticas e Conduta Empresarial Gerais O nosso Programa de Conformidade nos Cuidados de Saúde 3

4 Todos os directores, representantes e funcionários, profissionais de venda independentes e outros contratantes DePuy Synthes, independentemente da localização, devem estar em conformidade com o espírito e a letra deste Código Global. Os supervisores e gestores têm a responsabilidade adicional de representar modelos positivos em todos os aspectos, de realizar uma gestão, monitorização e supervisão diligentes da conformidade no âmbito da sua autoridade, de assegurar que a DePuy Synthes está em conformidade com todas as autoridades legais no âmbito das respectivas áreas de responsabilidade, e de manter a nossa cultura que promove os padrões mais elevados de profissionalismo, ética e conformidade. Os colaboradores que tenham questões relacionadas com este Código Global ou com qualquer assunto relacionado com a conformidade devem contactar o seu supervisor, o Departamento Jurídico ou de Conformidade nos Cuidados de Saúde. As informações sobre a Linha Valores são indicadas abaixo. As nossas Relações com os nossos Clientes, Oficiais Governamentais e Outras Entidades que Influenciam a Aquisição dos nossos Produtos e Serviços Estimamos as nossas relações profissionais e empresariais. No entanto, estas relações não são mais importantes que os nossos valores éticos e a nossa reputação. Todas as nossas relações profissionais e empresariais devem reflectir o nosso compromisso com a honestidade, integridade e legalidade. Subornos e pagamentos indevidos São estritamente proibidos os subornos e outros pagamentos ou benefícios oferecidos a um indivíduo com o intuito de o influenciar a recomendar, utilizar, ou adquirir os nossos produtos ou serviços. Oferta de cortesias profissionais Apenas forneceremos cortesias profissionais, como a hospitalidade durante uma reunião de negócios, quando estas são modestas e não influenciam as decisões clínicas ou do negócio. É proibida a oferta de dinheiro ou equivalentes a dinheiro. Todas as cortesias profissionais devem estar em conformidade com as políticas da DePuy Synthes e, quando exigido por uma política, aprovadas previamente pelo Departamento Jurídico e/ou de Conformidade nos Cuidados de Saúde. Contribuições para a caridade Apoiamos causas de caridade frequentemente através de donativos para instituições de caridade legítimas. Os donativos para a caridade nunca poderão estar dependentes de, nem relacionados com, a recomendação, utilização ou aquisição dos nossos produtos. Os indivíduos que efectuem donativos para a caridade, a título pessoal, deverão evitar as contribuições quando os seus donativos possam parecer influenciar as compras e deverão estar em conformidade com as nossas políticas de donativos para caridade e, quando exigido pela política, os donativos deverão ser aprovados previamente pelo Departamento Jurídico e/ou de Conformidade nos Cuidados de Saúde. As nossas Relações com os nossos Fornecedores, Prestadores de Serviços e Outros Contratantes Estamos empenhados na gestão das nossas relações com os nossos fornecedores, prestadores de serviços, e outros contratantes, em conformidade com práticas empresariais legítimas e assumimos as nossas responsabilidades enquanto um bom cliente. 4

5 Selecção Seleccionamos os nossos fornecedores, prestadores de serviços e outros contratantes com base nas suas qualificações, experiência e outros aspectos empresariais legítimos. A selecção nunca pode ser comprometida por relações pessoais ou por cortesias profissionais impróprias. Aceitação de cortesias profissionais Apenas aceitamos cortesias profissionais de fornecedores, prestadores de serviços, e outros contratantes, quando estas são modestas, não se apresentam como dinheiro ou equivalentes a dinheiro, e não influenciam materialmente as decisões do negócio. Nunca solicitamos cortesias profissionais. Quando as políticas não abordam as cortesias profissionais, todas as cortesias profissionais devem ser aprovadas previamente pelo seu supervisor. As nossas Relações com os nossos Reguladores Estamos empenhados em ser um líder de bom comportamento empresarial. Reconhecemos e aceitamos a nossa responsabilidade de auto-regulação e de monitorização da nossa conformidade com as leis e regulamentos. Estamos comprometidos com o desenvolvimento de um ambiente empresarial em que a conformidade legal e a integridade nas práticas empresariais são essenciais na nossa cultura. Os nossos Reguladores Agimos em boa fé com todas as agências governamentais. Todos os colaboradores que tenham contacto com agentes governamentais devem ser cordiais e contactar imediatamente os seus supervisores para obter orientações. A gestão da DePuy Synthes discutirá os assuntos relevantes com as agências governamentais e fornecerá as informações adequadas a estas agências. Qualquer colaborador contactado por agentes governamentais poderá decidir se pretende, ou não, falar com agentes governamentais, sem medo de represálias. Se for contactado por agentes governamentais, poderá contactar o seu supervisor, o Departamento Jurídico ou de Conformidade nos Cuidados de Saúde, para obter orientações. Representantes Governamentais e Funcionários, Partidos Políticos e Candidatos Não iremos oferecer nem efectuar pagamentos (ou oferecer qualquer artigo de valor) a representantes governamentais, funcionários governamentais, partidos políticos ou candidatos a cargos políticos, com o intuito de obter, manter ou manipular actividades empresariais com qualquer entidade. Não solicitamos, autorizamos, nem apoiamos nenhum indivíduo na transgressão desta política. Não podemos efectuar donativos a representantes governamentais, funcionários governamentais, partidos políticos, ou candidatos a cargos políticos, em nome da DePuy Synthes. Quando as políticas não abordam pagamentos realizados em nome da DePuy Synthes, ou que possam parecer ser em nome da DePuy Synthes, estes pagamentos devem ser aprovados previamente pelo seu supervisor e pelos Assuntos Governamentais da Johnson & Johnson. As nossas Práticas e Conduta Empresarial Gerais A nossa reputação baseia-se no bom senso, padrões elevados e integridade pessoal. Todos devem realizar as suas actividades do dia-a-dia com ética e responsabilidade. 5

6 Política de Conduta Empresarial da Johnson & Johnson Todos os funcionários, profissionais de venda e outros colaboradores da DePuy Synthes devem agir em conformidade com a Política de Conduta Empresarial da Johnson & Johnson. A Política de Conduta Empresarial está disponível nos Web sites internos da empresa. Este Código complementa a Política de Conduta Empresarial ao fornecer orientações mais detalhadas sobre certos tipos de interacções relações. Conformidade legal Cada um de nós tem a responsabilidade de conhecer e agir em conformidade com as leis, regulamentos, políticas e tradições locais aplicáveis à nossa actividade. As actividades que violem a lei ou as nossas políticas estão fora do âmbito das nossas responsabilidades, não beneficiam a nossa empresa e são estritamente proibidas. Qualidade Estamos empenhados em fornecer produtos, instrumentos e tecnologias seguras aos pacientes, aos clientes e à comunidade médica. Todos devem produzir um trabalho de qualidade e todos os colaboradores devem comunicar qualquer questão relacionada com a qualidade aos seus supervisores ou ao Departamento de Qualidade. As questões e preocupações também pode ser encaminhadas para o Departamento de Conformidade nos Cuidados de Saúde ou o Departamento Jurídico. Assuntos Clínicos e Regulamentares Estamos em conformidade com todos os requisitos legais e regulamentares aplicáveis à investigação clínica, ao desenvolvimento de produtos, às boas práticas de fabrico, à rotulagem, venda, promoção e controlos de design, ao fornecimento de informações acerca dos nossos produtos e serviços e à publicidade dos mesmos, e a todas as normas legais semelhantes. Os colaboradores da DePuy Synthes podem colocar questões ou comunicar qualquer preocupação acerca destes requisitos ao seu supervisor ou aos Departamentos Clínico ou Regulamentar. As questões e preocupações também pode ser encaminhadas para o Departamento de Conformidade nos Cuidados de Saúde ou o Departamento Jurídico. Integridade financeira Fornecemos informações completas, apropriadas, precisas, atempadas e compreensíveis em todos os nossos relatórios financeiros e documentos em conformidade com as políticas, leis e normas aplicáveis aos locais em que são emitidos. São proibidas todas as tentativas de influenciar ou iludir qualquer auditor relativamente às nossas declarações, processos ou controlos financeiros. Privacidade e protecção de dados A DePuy Synthes está empenhada em manter a confiança dos nossos funcionários, clientes, contratantes e pacientes que servimos. Os dados são apenas recolhidos e conservados quando necessário para a conduta da nossa actividade, com o consentimento do indivíduo quando necessário, e em conformidade com as leis aplicáveis. Políticas e procedimentos Reconhecemos que existem outras normas, além deste Código Global, por exemplo, os Nossos Valores, a Política de Conduta Empresarial e as nossas políticas e procedimentos, que regem a nossa conformidade. Todos os colaboradores devem agir em conformidade com estas normas quando aplicável. Se existir um conflito entre este Código Global e qualquer outra política ou procedimento, ou entre as políticas aplicáveis aos profissionais de saúde de países diferentes, consulte o Departamento Jurídico ou de Conformidade nos Cuidados de Saúde para obter orientações. 6

7 O nosso Programa de Conformidade nos Cuidados de Saúde O nosso programa de Conformidade nos Cuidados de Saúde pretende demonstrar, nos termos mais claros possíveis, o nosso compromisso absoluto com os padrões mais elevados de ética e conformidade. Este compromisso é essencial para o nosso sucesso e é transversal a toda a nossa actividade. Gestão de programas A Conformidade nos Cuidados de Saúde é uma responsabilidade essencial de todos os colaboradores da DePuy Synthes. O nosso Departamento de Conformidade nos Cuidados de Saúde é liderado pelo Vice-presidente de Conformidade nos Cuidados de Saúde, o qual é responsável pelo desenvolvimento, implementação, gestão e coordenação do nosso programa global. Cada unidade operacional empresarial ou de actividade é suportada por um Representante de Conformidade nos Cuidados de Saúde específico. Os líderes sénior da DePuy Synthes fornecem liderança, supervisão e direcção do programa de conformidade da DePuy Synthes através da sua participação activa nos Comités de Conformidade nos Cuidados de Saúde da DePuy Synthes. Colocar questões e comunicar preocupações Dar resposta a questões e preocupações relacionadas com a conformidade é uma grande prioridade. Todos são encorajados a discutir as suas questões e preocupações, assim que surgirem, com os seus supervisores. Independentemente de ter falado com o seu supervisor, todos os colaboradores devem comunicar todas as preocupações relacionadas com potenciais situações de não conformidade com a lei ou com as políticas da DePuy Synthes ao Representante de Conformidade nos Cuidados de Saúde ou Departamento Jurídico. Todos os colaboradores sediados nos EUA podem apresentar um relatório anónimo acerca de uma potencial não conformidade através da Linha Valores gratuita ou online através do Web site Devido à legislação local, em alguns país a Linha Valores: Não está disponível para receber relatórios de prestadores de serviços, fornecedores, clientes e outros Apenas pode ser utilizada para comunicar questões relacionadas com contabilidade, contabilidade interna, controlos, questões bancárias, de auditoria, de subornos ou de crime financeiro Estão disponíveis mais informações acerca destes limites e dos números de telefone para cada país em que a Linha Valores está disponível no Web site da Linha Valores. A Linha Valores é gerida por outra empresa de prestação de serviços e todas as questões e preocupações serão mantidas confidenciais, mediante o pedido do indivíduo e quando adequado e exigido pela lei. A não divulgação imediata de possíveis situações de não conformidade é uma violação grave das políticas e confiança da DePuy Synthes e pode resultar numa acção correctiva adequada. 7

8 Proibição da retaliação É estritamente proibida a retaliação contra qualquer indivíduo que comunique uma possível situação de não conformidade em boa fé ou no decurso de uma investigação. Todas as acções retaliatórias são proibidas, incluindo, entre outras, acções com o intuito de desencorajar os colaboradores da DePuy Synthes de comunicar uma possível situação de não conformidade. Os colaboradores da DePuy Synthes que participem em retaliação directa ou indirecta estão sujeitos a acções disciplinares, podendo incluir a cessação do emprego ou contrato com a empresa DePuy Synthes. Comunique imediatamente ao Departamento de Recursos Humanos, Jurídico ou de Conformidade nos Cuidados de Saúde se acreditar que sofreu retaliação por comunicar uma possível situação de não conformidade ou por colaborar numa investigação. Avaliações e disciplina A promoção e conformidade com este Código Global e o nosso programa de Conformidade nos Cuidados de Saúde, assim como a participação nas actividades relacionadas com o programa de conformidade, são obrigatórias e constituem elementos significativos na avaliação do desempenho de todos os nosso colaboradores. Além disso, todos aqueles que violarem os termos deste Código Global, ou que não participaram nas actividades relacionadas com o programa de conformidade, estão sujeitos a acções disciplinares, podendo incluir a cessação do emprego ou contrato com a DePuy Synthes. Agentes, contratantes e prestadores de serviços Estamos dedicados a trabalhar com parceiros que partilham os nossos padrões de ética e conduta empresarial. Todos os agentes, contratantes e prestadores de serviços da DePuy Synthes têm de estar em conformidade com este Código Global nas suas relações com ou em nome da DePuy Synthes. Procurar assistência; Tomar acção Este Código Global destina-se a fornecer orientações importantes e compreensíveis acerca dos nossos padrões de conformidade legal e ética. No entanto, nenhum código pode abordar totalmente todas as questões ou preocupações possíveis, nem antecipar qualquer eventualidade. Se tiver qualquer questão ou preocupação relacionada com este Código Global ou com qualquer assunto relacionado com a conformidade, contacte o seu supervisor, o Departamento Jurídico ou de Conformidade nos Cuidados de Saúde. Se tiver qualquer questão acerca deste Código Global, das nossas políticas e procedimentos, ou da conformidade com qualquer lei ou regulamento, contacte o seu Representante da Conformidade nos Cuidados de Saúde local ou o Departamento Jurídico. Poderá também visitar o site na Intranet da empresa local ou o Web site Law Center ( 8

POLÍTICA ANTI-CORRUPÇÃO. Política Anti-corrupção Versão 02 1/9

POLÍTICA ANTI-CORRUPÇÃO. Política Anti-corrupção Versão 02 1/9 POLÍTICA ANTI-CORRUPÇÃO Política Anti-corrupção Versão 02 1/9 RESUMO Resumo dos princípios fundamentais A Securitas acredita num mercado livre para a prestação dos seus serviços, e num ambiente competitivo

Leia mais

Princípios Gerais de Negócio da Shell

Princípios Gerais de Negócio da Shell Princípios Gerais de Negócio da Shell Royal Dutch Shell plc Introdução Os Princípios Gerais de Negócio da Shell regem a forma como cada uma das empresas que constituem o Grupo Shell* deve conduzir as suas

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE IRREGULARIDADES

POLÍTICA DE GESTÃO DE IRREGULARIDADES POLÍTICA DE GESTÃO DE IRREGULARIDADES GEWISS Departamento de Auditoria Interna Corporate 8 de Maio de 2014 ÍNDICE 1. OBJECTIVO E ÂMBITO... 3 2. REGRAS DE REFERÊNCIA... 3 3. DEFINIÇÕES... 3 4. PRINCÍPIOS

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA Na defesa dos valores de integridade, da transparência, da auto-regulação e da prestação de contas, entre outros, a Fundação Casa da Música,

Leia mais

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters Código de Conduta do Fornecedor Em vigor a partir de 2 de julho de 2012 Ethics Matters Mensagem do CPO [Chief Procurement Officer - Diretor de Compras] A Duke Energy está comprometida com a segurança,

Leia mais

Ética A GUARDIAN disponibiliza o presente Código de Conduta a todos os colaboradores, Clientes, Fornecedores e Parceiros.

Ética A GUARDIAN disponibiliza o presente Código de Conduta a todos os colaboradores, Clientes, Fornecedores e Parceiros. Âmbito de aplicação O presente Código de Conduta aplica-se a toda a estrutura GUARDIAN Sociedade de Mediação de Seguros, Lda., seguidamente designada por GUARDIAN, sem prejuízo das disposições legais ou

Leia mais

POLÍTICA DE CONFORMIDADE ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA DE CONFORMIDADE ANTICORRUPÇÃO POLÍTICA DE CONFORMIDADE ANTICORRUPÇÃO Introdução A integridade é um dos valores mais importantes da American Sugar Holdings, Inc.. Esta política de conformidade anticorrupção descreve as normas de comportamento

Leia mais

Política relativa a subornos, presentes e hospitalidade Data efetiva 2 de Março de 2011 Função

Política relativa a subornos, presentes e hospitalidade Data efetiva 2 de Março de 2011 Função Título Política relativa a subornos, presentes e hospitalidade Data efetiva 2 de Março de 2011 Função Departamento Jurídico da Holding Documento BGHP_version1_03032011 1. Finalidade A finalidade desta

Leia mais

Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs)

Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs) Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs) AS COMUNICAÇÕES ENTRE ADVOGADO E CLIENTE SÃO ESTRITAMENTE CONFIDENCIAIS Este documento destina-se a abordar questões que possam surgir no decurso

Leia mais

Normas de Ética e Conduta Empresarial para Terceiros

Normas de Ética e Conduta Empresarial para Terceiros Todas as actividades empresariais na Bristol-Myers Squibb (BMS) apoiam-se no alicerce do nosso compromisso com a integridade e a conformidade com todas as leis, regulamentos, directivas e códigos industriais

Leia mais

www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD

www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD O SUCESSO DA IMCD É BASEADO NO ESTABELECIMENTO DE UM AMBIENTE QUE PROMOVE A RESPONSABILIDADE, CONFIANÇA E O RESPEITO. IMCD Código de Conduta 3 1. Introdução O

Leia mais

22 de Dezembro de 2009

22 de Dezembro de 2009 W. L. GORE & ASSOCIATES, INC. 555 PAPER MILL ROAD P.O. BOX 9329 NEWARK, DE 19714-9329 Telefone 302.738.4880 Fax 302.738.7710 22 de Dezembro de 2009 RE: NORMAS DE CONDUTA ÉTICA DOS ASSOCIADOS Caro Associado:

Leia mais

AUTO-REGULAÇÃO - UMA DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS COMUNS E NORMAS DE BOAS PRATICAS DE ACTUAÇÃO

AUTO-REGULAÇÃO - UMA DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS COMUNS E NORMAS DE BOAS PRATICAS DE ACTUAÇÃO AUTO-REGULAÇÃO - UMA DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS COMUNS E NORMAS DE BOAS PRATICAS DE ACTUAÇÃO 1. A auto-regulação da publicidade é a resposta da indústria publicitária ao desafio de lidar com as questões

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO MAGNA INTERNATIONAL INC. DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO Oferecer ou receber presentes e entretenimento é muitas vezes uma

Leia mais

A presente é uma tradução de um documento em língua inglesa, exclusivamente para sua comodidade. O texto do original em inglês regerá, em todos os

A presente é uma tradução de um documento em língua inglesa, exclusivamente para sua comodidade. O texto do original em inglês regerá, em todos os A presente é uma tradução de um documento em língua inglesa, exclusivamente para sua comodidade. O texto do original em inglês regerá, em todos os aspectos, os seus direitos e as suas obrigações. O original

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN 1 Introdução A EVEN conduz seus negócios de acordo com os altos padrões éticos e morais estabelecidos em seu Código de Conduta, não tolerando qualquer forma de corrupção e suborno.

Leia mais

EDP Renováveis, S.A. Regulamento do Código de Ética

EDP Renováveis, S.A. Regulamento do Código de Ética EDP Renováveis, S.A. Regulamento do Código de Ética 1. Objecto e Âmbito do Regulamento O presente regulamento foi adoptado pelo Conselho Geral e de Supervisão (CGS) e pelo Conselho de Administração Executivo

Leia mais

POLÍTICA E CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

POLÍTICA E CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA E CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA DE ÉTICA A Política de Ética do CPCBeja está reflectida no Código de Conduta e Ética e integra os seguintes Princípios e Orientações: - Direitos e Dignidade

Leia mais

Valores e Ética da Securitas

Valores e Ética da Securitas Valores e Ética da Securitas 1 2 Mensagem do Director Executivo Diariamente, nos locais onde operamos, todo o pessoal da Securitas pode ajudar a construir uma reputação e uma marca e a promover a sustentabilidade

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO DA CORPORAÇÃO DANAHER

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO DA CORPORAÇÃO DANAHER I. PROPÓSITO POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO DA CORPORAÇÃO DANAHER A corrupção é proibida pelas leis de quase todas as jurisdições do mundo. A Danaher Corporation ( Danaher ) está comprometida em obedecer as leis

Leia mais

Índice. Ética no Grupo --------------------------------------------------------------------------------- 3

Índice. Ética no Grupo --------------------------------------------------------------------------------- 3 Índice Ética no Grupo --------------------------------------------------------------------------------- 3 Código de Ética ---------------------------------------------------------------------- 4 Conduta

Leia mais

Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os

Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os aspectos, os seus direitos e as suas obrigações. O original

Leia mais

Sobre a linha de apoio de compliance do Grupo Generali (EthicsPoint)

Sobre a linha de apoio de compliance do Grupo Generali (EthicsPoint) Sobre a linha de apoio de compliance do Grupo Generali (EthicsPoint) Denúncias - Geral Segurança das denúncias Confidencialidade e proteção de dados Sobre a linha de apoio de compliance do Grupo Generali

Leia mais

Apresentar queixa por corrupção à ICAC

Apresentar queixa por corrupção à ICAC Apresentar queixa por corrupção à ICAC A função da ICAC A Comissão Independente Contra a Corrupção foi fundada em 1988 para investigar e reduzir a corrupção no sector público de NSW. Sobre a ICAC A ICAC

Leia mais

RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO I. DECLARAÇÃO DA POLÍTICA A política da RGIS ( Companhia ) é conduzir as operações mundiais de forma ética e conforme as leis aplicáveis, não só nos EUA como em outros países.

Leia mais

International Coaching Community

International Coaching Community International Coaching Community Código de Standards e Ética 1 5 Standards e Ética da ICC Estes são os standards e a ética oficial da ICC- International Coaching Community. Estes standards de conduta para

Leia mais

Código de Conduta. Código de Conduta Schindler 1

Código de Conduta. Código de Conduta Schindler 1 Código de Conduta Código de Conduta Schindler 1 2 Código de Conduta Schindler Código de Conduta da Schindler Os colaboradores do Grupo Schindler no mundo inteiro devem manter o mais alto padrão de conduta

Leia mais

Princípios de Ética no Grupo DB

Princípios de Ética no Grupo DB Princípios de Ética no Grupo DB Código de conduta Objetivo do código de conduta Estipulamos com valor vinculativo os nossos padrões e as expectativas relativas aos nossos negócios diários. Para todos os

Leia mais

O CHCB emprega mais de 1400 colaboradores;

O CHCB emprega mais de 1400 colaboradores; Inaugurado em 17 Janeiro de 2000, o CHCB foi construído segundo padrões de alta qualidade, sujeito às mais rigorosas exigências tecnológicas. É a maior e mais sofisticada Unidade de Saúde de toda a Região

Leia mais

Política de Responsabilidade Corporativa. Março 2013

Política de Responsabilidade Corporativa. Março 2013 Política de Responsabilidade Corporativa Março 2013 Ao serviço do cliente Dedicamos os nossos esforços a conhecer e satisfazer as necessidades dos nossos clientes. Queremos ter a capacidade de dar uma

Leia mais

Banco Local de Voluntariado de Gondomar

Banco Local de Voluntariado de Gondomar Regulamento Interno do Banco Local de Voluntariado de Gondomar (Aprovado em reunião de Câmara de 12 de Fevereiro e Assembleia Municipal de 18 de Fevereiro de 2009) Preâmbulo Entende-se por voluntariado

Leia mais

DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR

DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR As páginas que se seguem constituem as Declarações Europeias da Farmácia Hospitalar. As declarações expressam os objetivos comuns definidos para cada sistema

Leia mais

Princípios ABC do Grupo Wolfsberg Perguntas Frequentes Relativas a Intermediários e Procuradores/Autorizados no Contexto da Banca Privada

Princípios ABC do Grupo Wolfsberg Perguntas Frequentes Relativas a Intermediários e Procuradores/Autorizados no Contexto da Banca Privada Princípios ABC do Grupo Wolfsberg Perguntas Frequentes Relativas a Intermediários e Procuradores/Autorizados no Contexto da Banca Privada Por vezes surgem perguntas relativas a Intermediários Promotores

Leia mais

HILLENBRAND, INC. E SUBSIDIÁRIAS. Anticorrupção Global Declaração de Política e Manual de Conformidade

HILLENBRAND, INC. E SUBSIDIÁRIAS. Anticorrupção Global Declaração de Política e Manual de Conformidade HILLENBRAND, INC. E SUBSIDIÁRIAS Anticorrupção Global Declaração de Política e Manual de Conformidade A Hillenbrand, Inc., incluindo todas suas subsidiárias (referidas em conjunto como a Empresa ), mantém

Leia mais

RPM INTERNATIONAL INC. E SUAS SUBSIDIÁRIAS E EMPRESAS OPERADORAS AVISO DE PRIVACIDADE EM PORTO SEGURO. EM VIGOR A PARTIR DE: 12 de Agosto de 2015

RPM INTERNATIONAL INC. E SUAS SUBSIDIÁRIAS E EMPRESAS OPERADORAS AVISO DE PRIVACIDADE EM PORTO SEGURO. EM VIGOR A PARTIR DE: 12 de Agosto de 2015 RPM INTERNATIONAL INC. E SUAS SUBSIDIÁRIAS E EMPRESAS OPERADORAS AVISO DE PRIVACIDADE EM PORTO SEGURO EM VIGOR A PARTIR DE: 12 de Agosto de 2015 Este Aviso estabelece os princípios seguidos pela RPM International

Leia mais

ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003. Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008

ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003. Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008 ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003 Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008 1 SISTEMÁTICA DE AUDITORIA - 1 1 - Início da 4 - Execução da 2 - Condução da revisão dos documentos

Leia mais

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza)

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Código de Conduta Empresarial da Nestlé 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Introdução Desde a sua fundação, as práticas comerciais da Nestlé

Leia mais

Plus500 Ltd. Política de privacidade

Plus500 Ltd. Política de privacidade Plus500 Ltd Política de privacidade Política de privacidade Declaração de privacidade da Plus500 Proteger a privacidade e salvaguardar os dados pessoais e financeiros dos nossos clientes e dos visitantes

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO COM PARCEIRO DE NEGÓCIOS

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO COM PARCEIRO DE NEGÓCIOS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO COM PARCEIRO DE NEGÓCIOS Um dos valores que mais importam ao ASR Group é a integridade. Em adjunto enviamos a Política Anticorrupção do ASR Group, que inclui tanto corrupção quanto

Leia mais

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO I. Declaração da Diretriz. É a diretriz da Global Crossing Limited ( Global Crossing ou a Empresa ) conduzir todos os seus negócios de uma maneira honesta e ética. Ao fazer

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições gerais

CAPÍTULO I Disposições gerais Regulamento Municipal do Banco Local de Voluntariado de Lagoa As bases do enquadramento jurídico do voluntariado, bem como, os princípios que enquadram o trabalho de voluntário constam na Lei n.º 71/98,

Leia mais

ICTSI CÓDIGO DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS

ICTSI CÓDIGO DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS ICTSI CÓDIGO DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS MENSAGEM DO PRESIDENTE A ICTSI tem crescido de forma sólida ao longo dos anos, tornando-se uma empresa líder na gestão de portos, com um alcance global que se estende

Leia mais

WILLIAM E. CONNOR & ASSOCIATES LIMITED CÓDIGO DE ÉTICA PARA FUNCIONÁRIOS

WILLIAM E. CONNOR & ASSOCIATES LIMITED CÓDIGO DE ÉTICA PARA FUNCIONÁRIOS 1. Code of Ethics WILLIAM E. CONNOR & ASSOCIATES LIMITED CÓDIGO DE ÉTICA PARA FUNCIONÁRIOS Honestidade, integridade e transparência são valores fundamentais da William E. Connor & Associates Limited (a

Leia mais

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA ICF. Parte Um: Definição de Coaching. Seção 1: Definições. Parte Dois: Os Padrões ICF de Conduta Ética

CÓDIGO DE ÉTICA DA ICF. Parte Um: Definição de Coaching. Seção 1: Definições. Parte Dois: Os Padrões ICF de Conduta Ética CÓDIGO DE ÉTICA DA ICF Parte Um: Definição de Coaching Seção 1: Definições Coaching: Coaching é fazer uma parceria com os clientes em um processo estimulante e criativo que os inspira a maximizar o seu

Leia mais

POL 004 Rev. A POP, Código de Conduta

POL 004 Rev. A POP, Código de Conduta Página 1 de 7 A LDR é uma empresa de equipamentos médicos comprometida com o desenvolvimento, marketing, distribuição e venda de implantes vertebrais para implantação em seres humanos no tratamento de

Leia mais

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 -

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 - Prezado colaborador, Há mais de sessenta anos que o nome Tupperware representa os mais altos padrões de qualidade de produto. Levamos a sério a qualidade e a integridade dos nossos produtos e somos uma

Leia mais

Política de Segurança da Informação

Política de Segurança da Informação ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. AUDIÊNCIA 3 3. VALOR DA INFORMAÇÃO 4 4. IMPORTÂNCIA DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 5 5. MODELO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 6 6. RESPONSABILIDADES NA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 7 7. MANUTENÇÃO

Leia mais

REGAL-BELOIT CORPORATION PROGRAMA Corporativo Anticorrupção Política de Contratação de Terceiros Anexo 1

REGAL-BELOIT CORPORATION PROGRAMA Corporativo Anticorrupção Política de Contratação de Terceiros Anexo 1 Instruções: O REPRESENTANTE DEVIDAMENTE AUTORIZADO DO TERCEIRO DEVE RESPONDER ÀS QUESTÕES DA VERIFICAÇÃO MINUCIOSA E PREENCHER O TERMO DE CERTIFICAÇÃO E ENVIAR TODAS AS INFORMAÇÕES PARA O FUNCIONÁRIO REGAL

Leia mais

Colgate-Palmolive Company. Código de Conduta do Fornecedor

Colgate-Palmolive Company. Código de Conduta do Fornecedor Colgate-Palmolive Company Código de Conduta do Fornecedor Prezado Fornecedor da Colgate, No decorrer do tempo, a Colgate-Palmolive Company construiu sua reputação como organização que emprega práticas

Leia mais

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados;

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados; VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos e electrónicos, oferecendo

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA Julho de 2013

CÓDIGO DE CONDUTA Julho de 2013 CÓDIGO DE CONDUTA Julho de 2013 1 ÍNDICE INTRODUÇÃO...3 I. Âmbito de Aplicação e Princípios Gerais...4 Artigo 1.º Âmbito Pessoal...4 Artigo 2.º Âmbito Territorial...4 Artigo 3.º Princípios Gerais...4 Artigo

Leia mais

POLÍTICA DE CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS

POLÍTICA DE CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS POLÍTICA DE CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS 1 INDICE POLÍTICA DE CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS... 1 INDICE... 2 1. Responsabilidade Legal e Social... 3 2. Processo de Contratação de Terceiros... 4 3. Categorias de

Leia mais

Manual de Gestão da Qualidade

Manual de Gestão da Qualidade Manual de Gestão da Qualidade A Índice A Índice... 2 B Manual da Qualidade... 3 C A nossa Organização... 4 1 Identificação... 4 2 O que somos e o que fazemos... 4 3 Como nos organizamos internamente -

Leia mais

Política Global de Conflitos de Interesses

Política Global de Conflitos de Interesses Política Global de Conflitos de Interesses Índice 1. DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS... 3 2. INTRODUÇÃO... 3 3. OBJECTIVO... 3 4. ALCANCE... 4 5. REGRAS E REGULAMENTAÇÕES... 5 6. ORIENTAÇÃO GERAL... 6 7. EXEMPLOS

Leia mais

Política da Empresa Entrada em Vigor: 7 de Outubro de 2013

Política da Empresa Entrada em Vigor: 7 de Outubro de 2013 Número do Documento: 276-RP por Política da Empresa Entrada em Vigor: 7 de Outubro de 2013 Cópias em Papel Não Controladas - Verificar Data de Entrada em Vigor Antes da Utilização Função: Legal Título:

Leia mais

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial É sempre exigido um comportamento legal e ético Este Resumo das políticas de conduta comercial (este "Resumo") fornece uma descrição

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Adoptado a 25 de Junho de 1999 pelas três Associações:

CÓDIGO DE ÉTICA. Adoptado a 25 de Junho de 1999 pelas três Associações: CÓDIGO DE ÉTICA Adoptado a 25 de Junho de 1999 pelas três Associações: APDIS Associação Portuguesa de Documentação e Informação na Saúde BAD Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas

Leia mais

Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão

Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão Como as pessoas tendem a imitar os seus líderes, estes devem-se empenhar e comprometer-se com o QSSA, para servirem

Leia mais

Código de Conduta Ética da Hix Investimentos Ltda.

Código de Conduta Ética da Hix Investimentos Ltda. Código de Conduta Ética da Hix Investimentos Ltda. Objetivo O presente Código de Conduta Ética tem por objetivo estabelecer os aspectos e postura exigidos de administradores, colaboradores e funcionários

Leia mais

ROCK IN RIO LISBOA 2014. Princípios de desenvolvimento sustentável Declaração de propósitos e valores Política de Sustentabilidade do evento

ROCK IN RIO LISBOA 2014. Princípios de desenvolvimento sustentável Declaração de propósitos e valores Política de Sustentabilidade do evento ROCK IN RIO LISBOA 2014 Princípios de desenvolvimento sustentável Declaração de propósitos e valores Política de Sustentabilidade do evento PRINCÍPIOS O Sistema de Gestão da Sustentabilidade é baseado

Leia mais

Código de Conduta. Os nossos cinco princípios fundamentais: O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos

Código de Conduta. Os nossos cinco princípios fundamentais: O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos O nosso compromisso de cuidar e curar Código de Conduta Os nossos cinco princípios fundamentais: Doentes O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos Colaboradores Tratamos

Leia mais

Código de Conduta de Negócios & Ética. Efetivo a partir de 1º de abril de 2014

Código de Conduta de Negócios & Ética. Efetivo a partir de 1º de abril de 2014 Código de Conduta de Negócios & Ética Efetivo a partir de 1º de abril de 2014 Mensagem do Presidente & CEO A integridade pessoal, os valores compartilhados e a conduta ética dos negócios por todos os funcionários

Leia mais

1.4. Seu conteúdo e aprovação são de responsabilidade da Comissão de Certificação de Correspondentes do Instituto Totum.

1.4. Seu conteúdo e aprovação são de responsabilidade da Comissão de Certificação de Correspondentes do Instituto Totum. 1. 1.1. O referente à Certificação de Correspondentes no País Modalidade Transacional (chamado a partir de agora de ), tem por base a legislação que rege a atuação dos correspondentes no País, pela atuação

Leia mais

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades.

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades. A Protteja Seguros surge da vontade de contribuir para o crescimento do mercado segurador nacional, através da inovação, da melhoria da qualidade de serviço e de uma política de crescimento sustentável.

Leia mais

Código de Conduta. Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes. O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos

Código de Conduta. Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes. O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos Nosso compromisso de cuidar e curar Código de Conduta Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos Associados Tratamos nossos

Leia mais

ORIENTAÇÕES FINANCEIRAS EMPRESARIAIS. Código de Conduta Comercial

ORIENTAÇÕES FINANCEIRAS EMPRESARIAIS. Código de Conduta Comercial Página: 1 de 7 Caros colegas e membros do Conselho de Administração da Starwood: A reputação da Starwood é um dos nossos bens mais valiosos e tem um impacto significativo em todas as relações que a Empresa

Leia mais

Política da Nestlé sobre Saúde e Segurança no Trabalho

Política da Nestlé sobre Saúde e Segurança no Trabalho Política da Nestlé sobre Saúde e Segurança no Trabalho A Segurança não é negociável Na Nestlé, acreditamos que o sucesso sustentável apenas poderá ser alcançado através dos seus Colaboradores. Nenhum

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00 Páginas 1/8 1. OBJETIVO O Código de Ética é um conjunto de diretrizes e regras de atuação, que define como os empregados e contratados da AQCES devem agir em diferentes situações no que diz respeito à

Leia mais

XEROX GLOBAL ETHICS HELPLINE

XEROX GLOBAL ETHICS HELPLINE ALCANCE: Xerox Corporation e suas subsidiárias. OBJETIVO: Este documento descreve a conduta ética que deve ser adotada durante as negociações pelos empregagos da Xerox Corporation. Todos os empregados

Leia mais

Código de Ética para Psicólogos de acordo com a FEAP

Código de Ética para Psicólogos de acordo com a FEAP Código de Ética para Psicólogos de acordo com a FEAP Federação Europeia de Associações de Psicólogos Código Geral de Ética Aceite pela Assembleia Geral, Atenas, 1 Julho 1995. 1. Preâmbulo. Os Psicólogos

Leia mais

DIRECTIVA RELATIVA À SUBCONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

DIRECTIVA RELATIVA À SUBCONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS N. o 032/B/2009-DBS/AMCM Data: 14/8/2009 DIRECTIVA RELATIVA À SUBCONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS A Autoridade Monetária de Macau (AMCM), no exercício das competências que lhe foram atribuídas pelo Artigo 9. o

Leia mais

O que esperar do SVE KIT INFORMATIVO PARTE 1 O QUE ESPERAR DO SVE. Programa Juventude em Acção

O que esperar do SVE KIT INFORMATIVO PARTE 1 O QUE ESPERAR DO SVE. Programa Juventude em Acção O QUE ESPERAR DO SVE Programa Juventude em Acção KIT INFORMATIVO Parte 1 Maio de 2011 Introdução Este documento destina-se a voluntários e promotores envolvidos no SVE. Fornece informações claras a voluntários

Leia mais

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais EQUASS Assurance Procedimentos 2008 - European Quality in Social Services (EQUASS) Reservados todos os direitos. É proibida a reprodução total ou parcial

Leia mais

AS AUDITORIAS INTERNAS

AS AUDITORIAS INTERNAS AS AUDITORIAS INTERNAS Objectivos Gerais Reconhecer o papel das auditorias internas Objectivos Específicos Reconhecer os diferentes tipos de Auditorias Identificar os intervenientes Auditor e Auditado

Leia mais

Código de Princípios de Negócios e Ética BTG Pactual

Código de Princípios de Negócios e Ética BTG Pactual Código de Princípios de Negócios e Ética BTG Pactual Nossa Visão e Nossos Valores Compartilhar uma única ambição é a chave para a história de sucesso do BTG Pactual. Ela só poderá ser atingida através

Leia mais

Código de Conduta do Voluntariado para a Cooperação

Código de Conduta do Voluntariado para a Cooperação Código de Conduta do Voluntariado para a Cooperação Preâmbulo Com o objectivo de unir os esforços das Organizações Não Governamentais para o Desenvolvimento (ONGD) associadas da Plataforma Portuguesa das

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. O presente Código de Conduta da Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A. (a Companhia ), visa cumprir com as disposições do Regulamento

Leia mais

A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes

A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes A satisfação e o desempenho dos recursos humanos em qualquer organização estão directamente relacionados entre

Leia mais

POLÍTICA DE AMBIENTE, QUALIDADE E SEGURANÇA

POLÍTICA DE AMBIENTE, QUALIDADE E SEGURANÇA HOMOLOGAÇÃO: José Eduardo Carvalho 14-03- Pág. 2 de 5 A Tagusgás subscreve a Política AQS da Galp Energia. A Política AQS da Tagusgás foi definida tendo em consideração os Objectivos Estratégicos do Grupo

Leia mais

1. Âmbito de Aplicação 2. Valores Gerais

1. Âmbito de Aplicação 2. Valores Gerais CÓDIGO DE ÉTICA 1. Âmbito de Aplicação 1.1. O presente Código de Ética aplica-se a todos os colaboradores da COMPANHIA DAS LEZÍRIAS, S.A., adiante designada como CL, qualquer que seja o seu vínculo laboral

Leia mais

Política de Segurança da Informação

Política de Segurança da Informação ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 AUDIÊNCIA 3 IMPORTÂNCIA DA INFORMAÇÃO E DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 3 POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 5 RESPONSABILIDADES NA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 6 MANUTENÇÃO E COMUNICAÇÃO DAS

Leia mais

Código de. Conduta e Melhores Práticas

Código de. Conduta e Melhores Práticas Código de Conduta e Melhores Práticas PRESSUPOSTOS Ser complementar ao Código de Ética do Administrador e harmônico a este Aproveitar a experiência de entidades de contextos onde Coaching é uma atividade

Leia mais

INTRODUÇÃO 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING

INTRODUÇÃO 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING Índice INTRODUÇÃO... 2 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING... 2 2 COMPROMISSO DOS COLABORADORES... 2 3 PRINCÍPIOS DE RELACIONAMENTO... 3 3.1 RELAÇÕES COM ADMINISTRADORES E COLABORADORES... 3 3.2 RELAÇÕES COM

Leia mais

Escola de Condução Colinas do Cruzeiro

Escola de Condução Colinas do Cruzeiro Escola de Condução Colinas do Cruzeiro MANUAL DA QUALIDADE Índice 1. Índice 1. Índice 2 2. Promulgação do Manual da Qualidade 3 3. Apresentação da Empresa 4 3.1 Identificação da Empresa 4 3.2 Descrição

Leia mais

MOTA-ENGIL AFRICA N.V. POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO

MOTA-ENGIL AFRICA N.V. POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO 2014 MOTA-ENGIL AFRICA N.V. POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO INTRODUÇÃO A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-Engil Africa ou a Empresa e juntamente com as suas subsidiárias, o Grupo ") compromete-se a conduzir

Leia mais

Código de Conduta de Fornecedor

Código de Conduta de Fornecedor Código de Conduta de Fornecedor www.odfjelldrilling.com A Odfjell Drilling e suas entidades afiliadas mundialmente estão comprometidas em manter os mais altos padrões éticos ao conduzir negócios. Como

Leia mais

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique DESCRIÇÃO DO TRABALHO Título de posição: Responde a: Supervisiona: Localização: Gestor de Comunicação Directora Nacional, WWF Moçambique Todo pessoal de comunicações Maputo, Moçambique Data: 19 de Agosto

Leia mais

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET JUNHO DE 2015 OBJETIVO DA POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO A Dun & Bradstreet está comprometida com os mais elevados padrões éticos. Acreditamos em conduzir os negócios

Leia mais

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Introdução 5 INTRODUÇÃO A seguir, são descritos os comportamentos e princípios gerais de atuação esperados dos Colaboradores da Endesa

Leia mais

DIRECIONADORES DA AÇÃO EMPRESARIAL

DIRECIONADORES DA AÇÃO EMPRESARIAL DIRECIONADORES DA AÇÃO EMPRESARIAL Na ASBRASIL, já foram estabelecidas as direções básicas da ação empresarial, conforme estabelecido em nosso plano de negócios que deseja se consolidar em uma cultura

Leia mais

Carta de Princípios do Enquadramento do Voluntariado na UC

Carta de Princípios do Enquadramento do Voluntariado na UC Carta de Princípios do Enquadramento do Voluntariado na UC Considerando: A importância do voluntariado no exercício ativo de cidadania, traduzido na relação solidária com o próximo; A sua relevância cultural

Leia mais

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Na parte final da fase 1 do projecto Processo de Avaliação em Contextos Inclusivos foi discutido o conceito processo de avaliação inclusiva e prepararam-se

Leia mais

I. CÓDIGO DE ÉTICA. 1. Âmbito de Aplicação

I. CÓDIGO DE ÉTICA. 1. Âmbito de Aplicação I. CÓDIGO DE ÉTICA 1. Âmbito de Aplicação O presente Código de Ética define os princípios e as regras a observar pela N Seguros, S.A. sem prejuízo de outras disposições legais ou regulamentares aplicáveis

Leia mais

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda.

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa, com sede em Castelo Branco, é uma empresa criada em 2007 que atua nos domínios da engenharia civil e da arquitetura. Atualmente, é uma empresa

Leia mais

Fundação Professor Francisco Pulido Valente CÓDIGO DE CONDUTA

Fundação Professor Francisco Pulido Valente CÓDIGO DE CONDUTA Fundação Professor Francisco Pulido Valente CÓDIGO DE CONDUTA Dezembro de 2012 INTRODUÇÃO As fundações são instituições privadas sem fins lucrativos que visam contribuir para o bem comum, para o desenvolvimento

Leia mais

Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais

Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais Nós, Hilti (Brasil) Comercial Ltda. (coletivamente, referido como Hilti, "nós", "nosso" ou "a gente") nessa Política

Leia mais