QUÍMICA MATÉRIA ISOLADA / TURMA +ENEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "QUÍMICA MATÉRIA ISOLADA / TURMA +ENEM"

Transcrição

1 QUÍMICA MATÉRIA ISOLADA / TURMA +ENEM MÓDULO 1 Atomística Tabela Periódica Cálculos Químicos: Grandezas Químicas Cálculos Químicos: Fórmulas Químicas Ligações Químicas Química Orgânica I Estudo da Matéria e Energia Temas ENEM: Petróleo, gás natural e carvão. Madeira e hulha Biomassa Biocombustíveis Impactos ambientais de combustíveis fosseis. Tipos de água Tratamento da água MÓDULO 2 Química Orgânica II Funções Inorgânicas Estudo das Dispersões Estequiometria (Tema Enem) Propriedades Coligativas Termodinâmica Termoquímica Temas ENEM: Química ambiental Química descritiva Principais reações da mineração e metalurgia Classificação das dispersões Gráficos Classificação dos sistemas e reações

2 MÓDULO 3 Cinética Química Equilíbrio Químico Molecular Equilíbrio Químico Iônico Eletroquímica Radioatividade Química Orgânica III Propriedades dos Comp. Orgânicos Química Orgânica IV Reações Orgânicas Química Orgânica V Polímeros Química Orgânica VI - Bioquímica Temas ENEM: Fatores de influência Deslocamento de equilíbrio Hidrólise ph poh Proteção Reator nuclear Fusão nuclear Fissão nuclear Bomba atômica

3 MÓDULO 2 Funções Inorgânicas I Nox e o seu cálculo Eletrólitos Ácidos Bases Confronto ácido base Indicadores (Tema Enem) Sais Óxidos Hidretos Carbetos Nitretos Química Ambiental (Tema Enem) Química Descritiva (Tema Enem) Conceitos modernos ácido base Reações Inorgânicas Aspectos Gerais Classificação Ocorrência Balanceamento I Tentativas Principais reações da mineração e metalurgia (Tema Enem) Oxirredução Balanceamento II Oxirredução e Método Algébrico Química Descritiva Gases Aspectos básicos Variáveis de estado Transformações gasosas Equações Teoria cinética dos gases Princípio de Avogadro Densidade Misturas Difusão e efusão gasosa (Tema Enem)

4 Estequiometria (Tema Enem) Leis químicas Relações estequiométricas Casos especiais Estudo das dispersões Classificação das Dispersões (Tema Enem) Estudo das soluções Classificação Cálculos de concentrações Diluições Misturas Titulações Propriedades Coligativas Conceituações básicas Aspectos qualitativos (Tema Enem) Gráficos (Tema Enem) Análise quantitativa Química Orgânica II Funções Orgânicas I Hidrocarbonetos Petróleo, gás natural e carvão. Madeira e hulha. Biomassa. Biocombustíveis. Impactos ambientais de combustíveis fosseis. (Tema Enem) Oxigenadas Nitrogenadas Demais funções MÓDULO 3 Termodinâmica Princípios da termodinâmica Calorimetria Bomba calorimétrica Termoquímica Conceituações Básicas Classificação dos sistemas e reações (Tema Enem) Análise gráfica Tipos de entalpia Cálculos de calores de reação Termodinâmica Entropia Energia livre de Gibbs

5 Cinética Química Velocidade da reação Fatores de influência (Tema Enem) Gráficos Lei da velocidade Tipos de catálise e catalisadores Equilibrio Químico Molecular Conceituação Gráficos Constante de equilibrio Grau de equilibrio Deslocamento de equilíbrio (Tema Enem) Equilibrio Químico Iônico Equilibrio Iônico Hidrólise (Tema Enem) Efeito do íon comum e não comum ph e poh (Tema Enem) Produto de solubilidade Solução Tampão Eletroquímica Aspectos básicos Pilhas Cálculo de Potencial Ocorrência de reações Eletrólise Leis de Faraday Associação de cubas Proteção (Tema Enem) Tipos de pilhas e baterias Tipos de Eletrólise Química Orgânica III Isomeria Isomeria Plana Isomeria Espacial Orgânica IV Propriedades dos Compostos Orgânicos Propriedades Físicas Propriedades Químicas

6 Orgânica V - Reações Orgânicas Tipos de Cisão e suas espécies químicas Reação de substituição Reação de adição Reação de eliminação Reação de Oxidação e Redução Ozonólise Orgânica VI Polímeros Monômeros Polímeros de adição Polímeros de Condensação Co Polímeros Principais Polímeros e suas aplicações Orgânica VII Bioquímica Carboidratos Lipídeos Proteínas Carácterísticas e aplicações Orgânica VIII Biocombustíveis Obtenção Principais aplicações

DISCIPLINA DE QUÍMICA

DISCIPLINA DE QUÍMICA DISCIPLINA DE QUÍMICA OBJETIVOS: 1ª série Traduzir linguagens químicas em linguagens discursivas e linguagem discursiva em outras linguagens usadas em Química tais como gráficos, tabelas e relações matemáticas,

Leia mais

Curso Preparatório para o Ingresso no Ensino Superior (Pré-Vestibular)

Curso Preparatório para o Ingresso no Ensino Superior (Pré-Vestibular) Curso Preparatório para o Ingresso no Ensino Superior (Pré-Vestibular) Os conteúdos conceituais de Química estão distribuídos em 5 frentes. Química Extensivo A)Meio ambiente; estrutura atômica; Classificação

Leia mais

Sumário. 1 Introdução: matéria e medidas 1. 2 Átomos, moléculas e íons Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas 67

Sumário. 1 Introdução: matéria e medidas 1. 2 Átomos, moléculas e íons Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas 67 Prefácio 1 Introdução: matéria e medidas 1 1.1 O estudo da química 1 1.2 Classificações da matéria 3 1.3 Propriedades da matéria 8 1.4 Unidades de medida 12 1.5 Incerteza na medida 18 1.6 Análise dimensional

Leia mais

DISCIPLINA DE QUÍMICA OBJETIVOS: 1ª Série

DISCIPLINA DE QUÍMICA OBJETIVOS: 1ª Série DISCIPLINA DE QUÍMICA OBJETIVOS: 1ª Série Traduzir linguagens químicas em linguagens discursivas e linguagem discursiva em outras linguagens usadas em Química tais como gráficos, tabelas e relações matemáticas,

Leia mais

Cronograma de Aulas 1º SEMESTRE. Data Frente Aula Professor 05/03 e 12/03

Cronograma de Aulas 1º SEMESTRE. Data Frente Aula Professor 05/03 e 12/03 Faculdade de Odontologia de Araçatuba Cursinho Daca Cronograma de Aulas 1º SEMESTRE Área de Conhecimento: Ciências da Natureza e Suas Tecnologias Curso: Extensivo Disciplina: Química Data Frente Aula Professor

Leia mais

CAPÍTULO 1 Quantidades e Unidades 1. CAPÍTULO 2 Massa Atômica e Molecular; Massa Molar 16. CAPÍTULO 3 O Cálculo de Fórmulas e de Composições 26

CAPÍTULO 1 Quantidades e Unidades 1. CAPÍTULO 2 Massa Atômica e Molecular; Massa Molar 16. CAPÍTULO 3 O Cálculo de Fórmulas e de Composições 26 Sumário CAPÍTULO 1 Quantidades e Unidades 1 Introdução 1 Os sistemas de medida 1 O Sistema Internacional de Unidades (SI) 1 A temperatura 2 Outras escalas de temperatura 3 O uso e o mau uso das unidades

Leia mais

Curso anual de Química Prof. Alexandre Oliveira

Curso anual de Química Prof. Alexandre Oliveira Curso Anual de Química - Prof. Alexandre Oliveira Programação de Estudos Orientações Gerais: a) Assista em primeiro lugar aos vídeos da teoria referente à semana de estudo na qual você se encontra. Caso

Leia mais

Sumário PREFÁCIO...13

Sumário PREFÁCIO...13 Sumário PREFÁCIO...13 CAPÍTULO 1 Operações com Grandezas e Unidades de Medida...17 Objetivos...17 1.1 Notação científica...18 1.2 Exponenciais e logaritmos...19 1.3 Grandezas físicas e unidades de medida:

Leia mais

Química. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado do Rio Grande do Sul

Química. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado do Rio Grande do Sul Comparativos curriculares SM Química Ensino médio Material de divulgação de Edições SM A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado do Rio Grande do Sul Apresentação Professor, Devido à

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina QUI102 Química Fundamental

Programa Analítico de Disciplina QUI102 Química Fundamental Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina QUI10 Química Fundamental Departamento de Química - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Número de créditos: 7 Teóricas Práticas

Leia mais

Química FASCÍCULO 1 Módulo 1 Introdução à química Módulo 6 A estrutura da matéria: o átomo de Bohr Módulo 2 Propriedades da matéria FASCÍCULO 2

Química FASCÍCULO 1 Módulo 1 Introdução à química Módulo 6 A estrutura da matéria: o átomo de Bohr Módulo 2 Propriedades da matéria FASCÍCULO 2 Química FASCÍCULO 1 Módulo 1 Introdução à química Um mundo químico A química e o corpo humano A química e o futuro O que é química A alquimia A química como ciência Método científico Módulo 2 Propriedades

Leia mais

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas.

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas. Olá, Professor! Assim como você, a Geekie também tem a missão de ajudar os alunos a atingir todo seu potencial e a realizar seus sonhos. Para isso, oferecemos recomendações personalizadas de estudo, para

Leia mais

LICENCIATURA EM QUÍMICA QUÍMICA

LICENCIATURA EM QUÍMICA QUÍMICA Programa de Disciplina Nome: Química Geral II IQ Código: IQG 120 Categoria: Carga Horária Semanal: CARACTERÍSTICAS Número de Semanas Previstas para a Disciplina: 15 Número de Créditos da Disciplina: 4

Leia mais

Química. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado de São Paulo.

Química. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado de São Paulo. Comparativos curriculares SM Química Ensino médio Material de divulgação de Edições SM A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado de São Paulo Apresentação Professor, Devido à inexistência

Leia mais

ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA FRANCISCO MAZZOLA NOVA TRENTO SC PLANO DE ENSINO DE QUÍMICA

ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA FRANCISCO MAZZOLA NOVA TRENTO SC PLANO DE ENSINO DE QUÍMICA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA FRANCISCO MAZZOLA NOVA TRENTO SC PLANO DE ENSINO DE QUÍMICA ª e 3ª TÉCNICO EM HOSPEDAGEM ª SÉRIE,, 3, 4, 5. ª SÉRIE,, 3, 4. 3ª SÉRIE,, 3, 4. PROFESSOR ÉDIO MAZERA ANO 06 PROF.

Leia mais

Maratona ENEM Química Prof. Geovani Barros

Maratona ENEM Química Prof. Geovani Barros Maratona ENEM 2016 Química Prof. Geovani Barros Histórico *Fonte: Revista Superinteressante Química Orgânica Classificação dos átomos de carbono Classificação dos átomos de carbono As moléculas de nanoputians

Leia mais

Matriz de Referencia do ENEM INEP/MEC Ciências da Natureza Química

Matriz de Referencia do ENEM INEP/MEC Ciências da Natureza Química Matriz de Referencia do ENEM INEP/MEC Ciências da Natureza Química Prof. Me Diego Rodrigues Mestre em Ressonância Magnética Nuclear pela UFG, membro da Equipe de Ciências da Natureza, da Coordenação de

Leia mais

8.1 Química Realidade e Contexto: Antônio Lembo (1999)

8.1 Química Realidade e Contexto: Antônio Lembo (1999) 8 ANEXOS Nesta seção são colocados os anexos que foram julgados pertinentes para complementar o entendimento de questões relativas à análise dos livros. A seguir apresentamos um espelho dos temas que compõem

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( x ) Fundamental ( ) Médio SÉRIE: _9º TURMA: TURNO: DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR(A): EQUIPE DE QUÍMICA Queridos alunos; Senhores

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ QUIMICA PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ QUIMICA PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ QUIMICA PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA EIXO-TEMÁTICO: MATÉRIA, TRASFORMAÇÕES QUÍMICAS E AMBIENTE COMPETÊNCIAS HABILIDADES CONTEÚDO Descrever as transformações químicas em linguagem

Leia mais

Sumário. Capítulo 3 Diluição e mistura de soluções Dispersões: coloides, suspensões e soluções... 16

Sumário. Capítulo 3 Diluição e mistura de soluções Dispersões: coloides, suspensões e soluções... 16 Sumário Unidade I Soluções 14 Capítulo 1 Dispersões: coloides, suspensões e soluções... 16 1. As dispersões... 17 Dispersões coloidais... 18 Suspensões... 19 Soluções... 19 Atividades... 20 2. As soluções...

Leia mais

A OQRJ será realizada anualmente em três modalidades, de acordo com a escolaridade do aluno:

A OQRJ será realizada anualmente em três modalidades, de acordo com a escolaridade do aluno: Regulamento OS PARTICIPANTES A Olimpíada de Química do Rio de Janeiro (OQRJ) é uma competição dedicada aos alunos do Estado do Rio de Janeiro, de escolas e instituições de ensino, regularmente matriculados.

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: Ciências da Natureza Componente Curricular: Química Série: 2º Eixo Tecnológico:

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PROCESSO SELETIVO - QUÍMICA PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PROCESSO SELETIVO - QUÍMICA PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PROCESSO SELETIVO - QUÍMICA PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA EIXO TEMÁTICO: MATÉRIA. VIDA E AMBIENTE CONTEÚDO COMPETÊNCIAS HABILIDADES - Aplicar conhecimentos sobre a evolução dos

Leia mais

Problemas? Coordenadora. Meire. Contato: Facebook : Química Lógico

Problemas? Coordenadora. Meire. Contato: Facebook : Química Lógico Problemas? Coordenadora Meire Contato: logicoquimica@gmail.com Facebook : Química Lógico Cronograma 2017 Módulo 1 Módulo 2 Módulo 3 16/01-27/03 03/04-10/07 17/07-25/09 Revisão 02/10-23/10 Conceitos Fundamentais

Leia mais

Equações-chave 28 Resumo de fatos e conceitos 29 Palavras-chave 29 Questões e problemas 29. Átomos, moléculas e íons 38

Equações-chave 28 Resumo de fatos e conceitos 29 Palavras-chave 29 Questões e problemas 29. Átomos, moléculas e íons 38 Química: O estudo da transformação 1 1.1 Química: uma ciência para o século XXI 2 1.2 O estudo da química 2 1.3 O método científico 4 O hélio primordial e a teoria do Big Bang 6 1.4 Classificação da matéria

Leia mais

Metais e ligas metálicas Estrutura e propriedades dos metais

Metais e ligas metálicas Estrutura e propriedades dos metais AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Química / Metas Curriculares ENSINO SECUNDÁRIO 12º ANO-QUÍMICA DOMÍNIO/SUBDOMÍNIO

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2016 Plano de Curso nº 116 aprovado pela portaria Cetec nº 68 de 14 / 10 /2010 Etec Tiquatira Código: 208 Município: São

Leia mais

3. Misturas, Substâncias Simples e Compostas e Processos de Separação de Misturas.

3. Misturas, Substâncias Simples e Compostas e Processos de Separação de Misturas. Conteúdo 1. Elementos, modelos atômicos e representações: modelos atômicos de Dalton, Tomson, Rutherford-Bohr. Elemento químico. Número atômico e número de massa. Prótons, elétrons e nêutrons. Distribuição

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR CURSO DE ENGENHARIA INDUSTRIAL ELÉTRICA PLANO DE ENSINO

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR CURSO DE ENGENHARIA INDUSTRIAL ELÉTRICA PLANO DE ENSINO DISCIPLINA QUÍMICA Validade: A partir de /04. Departamento Acadêmico de Disciplinas Básicas Código S2QUIM Carga Horária total: 105h Teórica:45h Laboratório: 45h Exercício: 15h Créditos: 05 Pré-requisitos

Leia mais

QUÍMICA. Afirmação 2: A partir da reação de regeneração (reação inversa), o íon ferro +2 (ferrocianeto) sofre oxidação a íon ferro +3 (ferricianeto).

QUÍMICA. Afirmação 2: A partir da reação de regeneração (reação inversa), o íon ferro +2 (ferrocianeto) sofre oxidação a íon ferro +3 (ferricianeto). QUÍMICA Comentário Geral A prova de química deste ano foi atípica, abordando questões de forma não convencional. Infelizmente, faltaram alguns assuntos importantes, tais como: atomística, tabela periódica,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Controle e Processos Industriais CURSO: Técnico em Química Integrado ao Ensino Médio FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Técnico em Manutenção e Suporte em informática FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado

Leia mais

P L A N O D E E N S I N O A N O D E ÁREA / DISCIPLINA:

P L A N O D E E N S I N O A N O D E ÁREA / DISCIPLINA: P L A N O D E E N S I N O A N O D E 2 0 1 3 ÁREA / DISCIPLINA: Ciências da Natureza / Química Professora: Jânia Mara ANO: Nº DE HORAS/AULA SEMANAL: TOTAL DE HORAS/AULA/ANO: 1º 2 80 COMPETÊNCIA GERAL: Reconhecer,

Leia mais

VESTIBULAR INVERNO/2016 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO TÉCNICO SUBSEQUENTE

VESTIBULAR INVERNO/2016 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO TÉCNICO SUBSEQUENTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE VESTIBULAR INVERNO/2016 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO TÉCNICO

Leia mais

1. Reconhecer o átomo de hidrogénio como o Átomo mais simples.

1. Reconhecer o átomo de hidrogénio como o Átomo mais simples. PROVA DE INGRESSO ANO LECTIVO 2016/2017 QUÍMICA 1. Reconhecer o átomo de hidrogénio como o Átomo mais simples. 2. Conhecer o espectro de emissão de hidrogénio. 3. Compreender como os resultados do estudo

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA Centro de Educação do Planalto Norte CEPLAN. PLANO DE ENSINO Semestre 2016/2

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA Centro de Educação do Planalto Norte CEPLAN. PLANO DE ENSINO Semestre 2016/2 PLANO DE ENSINO Semestre 2016/2 DEPARTAMENTO: Tecnologia Industrial DISCIPLINA: QUÍMICA GERAL E INORGÂNICA SIGLA: 1QGI003 CARGA HORÁRIA TOTAL: 54h TEORIA: 54h PRÁTICA: 00h CURSO: Engenharia de Produção

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Autorizado plea Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 PLANO DE CURSO

CURSO DE FARMÁCIA Autorizado plea Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Autorizado plea Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 Componente Curricular: Físico-Química Código: FAR 205 Pré-requisito: - Nenhum Período Letivo: 2015.1

Leia mais

EDITAL N o 01/2016. XIX Maratona Cearense de Química

EDITAL N o 01/2016. XIX Maratona Cearense de Química ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE QUÍMICA REGIONAL DO CEARÁ Rua Floriano Peixoto, 2020 Bairro: José Bonifácio 60025-131 Fortaleza Ceará Brasil Fone/FAX: (85) 3226-4958 ramal 34 E-mail: abqce@ufc.br EDITAL N o 01/2016

Leia mais

QUÍMICA. Professores: Andréia, Herval, Thiago

QUÍMICA. Professores: Andréia, Herval, Thiago QUÍMICA Professores: Andréia, Herval, Thiago Comentário Geral A prova de química deste ano foi abrangente, porém, infelizmente, faltaram alguns assuntos relevantes: atomística, tabela periódica, hibridação

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Química Inorgânica I Código da Disciplina: NDC 132 Curso: Engenharia Civil Semestre de oferta da disciplina: 2 Faculdade responsável: Núcleo de Disciplinas Comuns (NDC)

Leia mais

Programa Anual QUÍMICA

Programa Anual QUÍMICA Programa Anual QUÍMICA A proposta A proposta, para ser elaborada, buscou um panorama que explicitasse os rumos e objetivos do ensino de Química na escola. Sendo assim, priorizou um trabalho que integra

Leia mais

EDITAIS DE RECUPERAÇÃO FINAL

EDITAIS DE RECUPERAÇÃO FINAL EDITAIS DE RECUPERAÇÃO FINAL Caro aluno Segue edital de recuperação final que indica os conteúdos prioritários para as avaliações finais. Ele está organizado por disciplina. Não esqueça que, para cada

Leia mais

DE RECUPERAÇÃO 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO / 2016

DE RECUPERAÇÃO 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO / 2016 GUIA DE RECUPERAÇÃO 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO / 2016 Língua Portuguesa Preposição Conjunção Pronomes Termos essenciais da oração - tipos de sujeito - tipos de predicado - vozes verbais Termos Integrantes

Leia mais

EDITAL N o 01/2011. XIV Maratona Cearense de Química ANO INTERNACIONAL DA QUÍMICA

EDITAL N o 01/2011. XIV Maratona Cearense de Química ANO INTERNACIONAL DA QUÍMICA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE QUÍMICA REGIONAL DO CEARÁ Rua Floriano Peixoto, 2020 Bairro: José Bonifácio 60025-131 Fortaleza Ceará Brasil Fone/FAX: (85) 3226-4958 ramal 27 E-mail: abqce@ufc.br EDITAL N o 01/2011

Leia mais

REGULAMENTO 1 DOS OBJETIVOS

REGULAMENTO 1 DOS OBJETIVOS 1 REGULAMENTO A Olimpíada Pernambucana de Química 2016 (OPEQ 2016) é um evento realizado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco e pela Universidade Federal de Pernambuco, e integra as atividades

Leia mais

REVALIDAÇÃO DE ESTUDOS PLANO DE ESTUDOS. 1 Conteúdos Estruturantes e Específicos conforme Proposta Curricular:

REVALIDAÇÃO DE ESTUDOS PLANO DE ESTUDOS. 1 Conteúdos Estruturantes e Específicos conforme Proposta Curricular: INSTITUTO DE EDUCAÇÃO ESTADUAL DE MARINGÁ Ensino Fundamental, Médio, Normal e Profissional Resolução 3455/81 Rua Martim Afonso, n. 50 Fone: (044) 3226-4346 www.ieem.com.br REVALIDAÇÃO DE ESTUDOS PLANO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS FÍSICAS E MATEMÁTICAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS FÍSICAS E MATEMÁTICAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS FÍSICAS E MATEMÁTICAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA Campus Universitário -Trindade - 88040-900 - Florianópolis - SC - Brasil Fone: (048) 3721-6852 Disciplina:

Leia mais

ANEXO 1 PROVA DE SELEÇÃO PARA O PPGQ-DOUTORADO UFPel 2011

ANEXO 1 PROVA DE SELEÇÃO PARA O PPGQ-DOUTORADO UFPel 2011 ANEXO 1 PROVA DE SELEÇÃO PARA O PPGQ-DOUTORADO UFPel 2011 A prova escrita consistirá de 6 (seis) questões, sendo 1 (uma) de QUÍMICA ANALÍTICA, 1 (uma) de FÍSICO-QUÍMICA, 1 (uma) de QUÍMICA ORGÂNICA, 1

Leia mais

Fundamentos de Química Profa. Janete Yariwake

Fundamentos de Química Profa. Janete Yariwake Bloco 2. Soluções. Equilíbrio químico em solução aquosa 2.1 Ácidos e bases 1 Bibliografia - Exercícios selecionados Exercícios retirados dos seguintes livros-texto: J.E. Brady, G.E. Humiston. Química Geral,

Leia mais

Sumário. Unidade II Propriedades dos materiais 40. Introdução ao estudo da Química 14. Unidade I. Capítulo 2 Unidades de medida...

Sumário. Unidade II Propriedades dos materiais 40. Introdução ao estudo da Química 14. Unidade I. Capítulo 2 Unidades de medida... Sumário Unidade I Capítulo 1 Introdução ao estudo da Química 14 Química: objeto de estudo e aplicações... 16 1. Química: a ciência que estuda a matéria... 17 Matéria... 17 Características da matéria...

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Biomedicina Disciplina: Química Geral e Orgânica Professor: Ricardo Marques Nogueira Filho e-mail: ricardo.filho@fasete.edu.br Código: Carga

Leia mais

QUÍMICA. UFBA 99 2ª etapa Quím. 12

QUÍMICA. UFBA 99 2ª etapa Quím. 12 QUÍMICA UFBA 99 2ª etapa Quím. 12 QUESTÕES DE 11 A 20 QUESTÕES DE 11 A 18 INSTRUÇÃO: Assinale as proposições verdadeiras, some os números a elas associados e marque o resultado na Folha de Respostas. Questão

Leia mais

I Atribuições e atividades profissionais relativas à qualificação ou à habilitação profissional, que justificam o desenvolvimento das competências pre

I Atribuições e atividades profissionais relativas à qualificação ou à habilitação profissional, que justificam o desenvolvimento das competências pre Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 294 aprovado pela portaria Cetec nº 774 de 24/09/2015 Etec Tiquatira Código: 208 Município: São Paulo Eixo Tecnológico: Controle e Processos

Leia mais

6 SEMANAS (REVISÃO ENEM 2016) REVISÃO ENEM 2016

6 SEMANAS (REVISÃO ENEM 2016) REVISÃO ENEM 2016 6 SEMANAS (REVISÃO ENEM 2016) REVISÃO ENEM 2016 SEMANA 01 (26/09 02/10) 2º feira BIOLOGIA ECOLOGIA 4º feira QUÍMICA ELETROQUÍMICA + TERMOQUÍMICA 6º feira FÍSICA CINEMÁTICA + TRABALHO + ENERGIA FIGURAS

Leia mais

Observe a equação química que corresponde ao processo de obtenção descrito no texto.

Observe a equação química que corresponde ao processo de obtenção descrito no texto. Utilize o texto abaixo para responder às questões de números 01 e 02. Uma das experiências realizadas em aulas práticas de Química é a obtenção do 2-cloro 2-metil propano, usualmente denominado cloreto

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO PLANO DE ENSINO SEMESTRE LETIVO 2014/1 CURSO PERÍODO BACHARELADO

Leia mais

PLANO DE ENSINO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Farmácia

PLANO DE ENSINO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Farmácia PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Farmácia Professor: Michiko Okuyama miokuyama@brturbo.com.br Semestre: 1º Ano: 2014 Disciplina: Química

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Norte de Minas Gerais 1º VESTIBULAR DE 2016 DO IFNMG

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Norte de Minas Gerais 1º VESTIBULAR DE 2016 DO IFNMG Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Norte de Minas Gerais 1º VESTIBULAR DE 2016 DO IFNMG EDITAL Nº 289 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015 RETIFIÇÃO EDITAL

Leia mais

Avaliação da Capacidade para Frequência do Ensino Superior de Candidatos Maiores de 23 anos

Avaliação da Capacidade para Frequência do Ensino Superior de Candidatos Maiores de 23 anos Avaliação da Capacidade para Frequência do Ensino Superior de Candidatos Maiores de 23 anos 2016 QUÍMICA Conteúdos Programáticos MATERIAIS - Origem - Constituição e composição dos materiais: - Constituição

Leia mais

UFSC. Química (Amarela) , temos 10 mol de Mg, ou seja, 243 g de Mg. Resposta: = 98. Comentário

UFSC. Química (Amarela) , temos 10 mol de Mg, ou seja, 243 g de Mg. Resposta: = 98. Comentário Resposta: 02 + 32 + 64 = 98 01. Incorreta. carbonato de magnésio é um sal insolúvel em H 2, logo não dissocia-se em Mg 2+ e (aq) C2. 3(aq) 02. Correta. 12 Mg 2+ = 1s 2 2s 2 2p 6 K L 04. Incorreta. É um

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO PLANO DE ENSINO SEMESTRE LETIVO 2013/2 CURSO CURSO SUPERIOR DE

Leia mais

Colégio Avanço de Ensino Programado

Colégio Avanço de Ensino Programado α Colégio Avanço de Ensino Programado Trabalho Bimestral 1º Semestre - 1º Bim. /2016 Nota: Professor (a): Cintia Disciplina: Química Turma: 3ª Série Médio Nome: Nº: Atividade deverá ser entregue em pasta

Leia mais

TURMAS ITA/IME. Prepare-se com quem é o melhor, no Brasil, em ITA e IME MATRÍCULAS

TURMAS ITA/IME. Prepare-se com quem é o melhor, no Brasil, em ITA e IME MATRÍCULAS TURMAS ITA/IME Prepare-se com quem é o melhor, no Brasil, em ITA e IME MATRÍCULAS 2016 RUMO AO INFINITO A realização do sonho de construir sua carreira acadêmica no ITA e no IME começa aqui e agora. O

Leia mais

Plano de Ensino / Plano de Trabalho

Plano de Ensino / Plano de Trabalho Plano de Ensino / Plano de Trabalho EIXO TECNOLÓGICO: Infraestrutura IDENTIFICAÇÃO CURSO: Curso Técnico Edificações/Integrado FORMA/GRAU:( X) integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado (

Leia mais

DISCIPLINA: Química Professores: Herval Fabrício Ferreira e Thiago Cristófoli

DISCIPLINA: Química Professores: Herval Fabrício Ferreira e Thiago Cristófoli DISCIPLINA: Química Professores: Herval abrício erreira e Thiago Cristófoli Comentário Geral A equipe de Química do Curso Domínio lamenta que a Comissão do Processo Seletivo da UPR tenha deixado passar

Leia mais

Eletrólitos e Não Eletrólitos

Eletrólitos e Não Eletrólitos Introdução Introdução Introdução Eletrólitos e Não Eletrólitos Tipos de Eletrólitos Tipos de Eletrólitos Tipos de Eletrólitos Reações Inorgânicas Reações O QUE É UMA REAÇÃO QUÍMICA? É processo de mudanças

Leia mais

Equações-chave FUNDAMENTOS. Seção A. Seção E. Seção F. Seção G. mv 2. E c E P. mgh. Energia total energia cinética energia potencial, ou E E c.

Equações-chave FUNDAMENTOS. Seção A. Seção E. Seção F. Seção G. mv 2. E c E P. mgh. Energia total energia cinética energia potencial, ou E E c. Equações-chave FUNDAMENTOS Seção A 3 A energia cinética de uma partícula de massa m relaciona-se com sua velocidade v, por: E c mv 2 4 Um corpo de massa m que está a uma altura h da Terra tem energia potencial

Leia mais

1 Resolução CEPE N 2615

1 Resolução CEPE N 2615 _II n Universidade Federal de Ouro Preto 1 Resolução CEPE N 2615 Aprova aplicação de prova específica no processo de transferência para o Curso de Química Industrial. O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

Leia mais

QUÍMICA COMENTÁRIO DA PROVA

QUÍMICA COMENTÁRIO DA PROVA COMENTÁRIO DA PROVA O nível da prova pode ser considerado entre médio e difícil. Porém, ao contrário do ano passado, todo o conteúdo cobrado constava no edital. A abrangência (considerando também a 1ª

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Química

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Química Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Química 26. Alternativa (B) Somente os fenômenos químicos constituem uma Reação Química, portanto: I fenômeno físico. II fenômeno químico III fenômeno físico

Leia mais

Sigla: QUI01121 C réditos: 6 C arga Horária: 90

Sigla: QUI01121 C réditos: 6 C arga Horária: 90 Instituto de Química Departamento de Química Inorgânica Dados de identificação Período Letivo: 2014/1 Professor Responsável: EMILENE MENDES BECKER Disciplina: QUÍMICA FUNDAMENTAL Sigla: QUI01121 C réditos:

Leia mais

01) O elemento X reage com o elemento Z, conforme o processo: Nesse processo: Z 3 + X Z 1 + X 2. b) X ganha elétrons de Z. d) X e Z perdem elétrons.

01) O elemento X reage com o elemento Z, conforme o processo: Nesse processo: Z 3 + X Z 1 + X 2. b) X ganha elétrons de Z. d) X e Z perdem elétrons. SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: TURMA(S): 2º anos

Leia mais

CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Química Geral e Experimental

CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Química Geral e Experimental CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Química Geral e Experimental Código: ENGP -170 Pré-requisito: --------------- Período

Leia mais

ESCOLA BÁSICA 2º e 3º CICLOS INFANTE D. PEDRO BUARCOS. Currículo da disciplina de Ciências Físico Químicas. 8ºAno de escolaridade

ESCOLA BÁSICA 2º e 3º CICLOS INFANTE D. PEDRO BUARCOS. Currículo da disciplina de Ciências Físico Químicas. 8ºAno de escolaridade ESCOLA BÁSICA 2º e 3º CICLOS INFANTE D. PEDRO BUARCOS Currículo da disciplina de Ciências Físico Químicas 8ºAno de escolaridade BLOCO 1 A ENERGIA (Tema: Terra em Transformação) Unidade Conteúdo Nº de FONTES

Leia mais

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR QUÍMICA

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR QUÍMICA 124 PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR NOME DO COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA Curso:Técnico em Agroindústria Integrado ao Ensino Médio Série: 1 º Ano Carga Horária: 120h/a (100/hr) Docente

Leia mais

Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química

Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química Metodologia do Ensino II Profª Tathiane Milaré Exercício As variações de entalpia envolvidas nas etapas de formação de NaCl (s) a partir de átomos gasosos

Leia mais

01 O chumbo participa da composição de diversas ligas metálicas. No bronze arquitetônico, por

01 O chumbo participa da composição de diversas ligas metálicas. No bronze arquitetônico, por 01 O chumbo participa da composição de diversas ligas metálicas. No bronze arquitetônico, por exemplo, o teor de chumbo corresponde a 4,14% em massa da liga. Seu isótopo radioativo 210 Pb decai pela emissão

Leia mais

EDITAL N o 002/2010. Obs.: Diploma obtido no exterior deve possuir a prova de reconhecimento ou revalidação do título no Brasil.

EDITAL N o 002/2010. Obs.: Diploma obtido no exterior deve possuir a prova de reconhecimento ou revalidação do título no Brasil. EDITAL N o 002/2010 O Programa de Pós-Graduação em Química da Universidade Federal de Uberlândia, objetivando a inscrição de candidatos ao ingresso no Programa de Pós-Graduação, nível mestrado, torna pública

Leia mais

Disciplina: Química I Unidade VI

Disciplina: Química I Unidade VI chamadas de prótons. Em 1932, Chadwick isolou o nêutron, cuja existência já era prevista por Rutherford. Portanto, o modelo atômico clássico é constituído de um núcleo, onde se encontram os prótons e nêutrons,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Lista Pré-Requisitos por Curso

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Lista Pré-Requisitos por Curso Código Nome da Tipo Pré Requisito Curso: BAEQ ENGENHARIA QUIMICA Ano do Curriculo: 2010 Descrição da Estrutura: 2º SEMESTRE BA010903 FISICA II BA011004 CALCULO I BA010901 FISICA I BA010904 LABORATORIO

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES TURMA: G ANO: 12º ANO LETIVO 2011/2012 ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Diagnose da turma. -Trabalho individual

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES TURMA: G ANO: 12º ANO LETIVO 2011/2012 ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Diagnose da turma. -Trabalho individual ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES CURSO PROFISSIONAL Técnico de Instalações Elétricas DISCIPLINA: FÌSICA e QUÌMICA TURMA: G ANO: 12º ANO LETIVO 2011/2012 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Autorizado pela Portaria MEC nº 276, de 30 de março de 2015

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Autorizado pela Portaria MEC nº 276, de 30 de março de 2015 CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Autorizado pela Portaria MEC nº 276, de 30 de março de 2015 Componente Curricular: QUÍMICA GERAL E EXPERIMENTAL Código: Pré-requisito: ------ Período Letivo: 2016.2 Professor:

Leia mais

QUESTÃO 46 QUESTÃO 47 QUESTÃO 48 QUESTÃO 49 PROVA DE QUÍMICA I

QUESTÃO 46 QUESTÃO 47 QUESTÃO 48 QUESTÃO 49 PROVA DE QUÍMICA I 17 PROVA DE QUÍMICA I QUESTÃO 46 O alumínio metálico, obtido na indústria à alta temperatura na forma líquida, reage com vapor d`água da atmosfera, produzindo óxido de alumínio e gás hidrogênio, conforme

Leia mais

Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química

Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química Metodologia do Ensino II Profª Tathiane Milaré 1 2 3 Exemplo: Química da última série do Ensino Fundamental 4 Junho Agosto Setembro Outubro Novembro Fev.

Leia mais

Componente escrita minutos Componente prática minutos

Componente escrita minutos Componente prática minutos Informação 2016 Prova de Equivalência à Frequência de QUÍMICA Código 342 Cursos Científico-Humanísticos 12.º Ano de Escolaridade Tipo de Prova Escrita e Prática Duração 180 + 30 minutos Componente escrita...

Leia mais

QUÍMICA COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA

QUÍMICA COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA O nível da prova estava bom, mais alto que o do ano passado. No entanto, algumas ressalvas devem ser feitas: * A abrangência foi a pior dos últimos tempos, pois o conteúdo

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2016 Plano de Curso nº 116 Aprovado pela portaria Cetec nº 068 de 14/10/2010 Etec Tiquatira Código:208 Município: São Paulo

Leia mais

HIDROGÊNIO CQ133 FSN

HIDROGÊNIO CQ133 FSN HIDROGÊNIO CQ133 FSN GASES NOBRES CQ133 FSN HIDROGÊNIO o hidrogênio é o elemento mais abundante do universo com 92% seguido do hélio (7%) e os demais elementos (1%); é quarto elemento mais abundante na

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA O ENEM 2009

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA O ENEM 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA O ENEM 2009 EIXOS COGNITIVOS (comuns a todas as áreas de conhecimento) I. Dominar

Leia mais

Controle e Processos Industriais

Controle e Processos Industriais Curso Técnico Concomitante em Análises Químicas ANÁLISES QUÍMICAS CÂMPUS LAGES MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 320h Unidade Curricular C/H Semestral Pré-Requisito Controle e Processos

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência de. Química 12º ano. Ano Letivo: 2016/2017 Código da Prova: 342

Informação-Prova de Equivalência à Frequência de. Química 12º ano. Ano Letivo: 2016/2017 Código da Prova: 342 Química 12º ano Modalidade da Prova: Escrita e Prática Duração da Prova: Prova Escrita: 90 minutos Prova Prática: 90 minutos Caracterização da Prova: A prova de exame integra itens de tipologia diversificada,

Leia mais

COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA Professores Alberto Tadeu Cardoso, Cláudio Vieira, Gilberto de Campos Lavras, Nadim Bady Saad Filho e João Pedro Mateos

COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA Professores Alberto Tadeu Cardoso, Cláudio Vieira, Gilberto de Campos Lavras, Nadim Bady Saad Filho e João Pedro Mateos COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA Professores Alberto Tadeu Cardoso, Cláudio Vieira, Gilberto de Campos Lavras, Nadim Bady Saad Filho e João Pedro Mateos Ao contrário de anos anteriores, a prova de Química,

Leia mais

COLÉGIO SANTA CRISTINA - DAMAS AULÃO. ENERGIA Do fogo a energia elétrica. Prof. Márcio Marinho

COLÉGIO SANTA CRISTINA - DAMAS AULÃO. ENERGIA Do fogo a energia elétrica. Prof. Márcio Marinho COLÉGIO SANTA CRISTINA - DAMAS AULÃO ENERGIA Do fogo a energia elétrica O fogo O fogo é a rápida oxidação de um material combustível liberando calor, luz e produtos de reação, tais como o dióxido de carbono

Leia mais

Química. Aula 01 Profº Ricardo Dalla Zanna

Química. Aula 01 Profº Ricardo Dalla Zanna Química Aula 01 Profº Ricardo Dalla Zanna Terças (1º semestre) Quartas (2º semestre) Disciplina 1ª aula Química 2ª aula Química Intervalo \0/ 3ª aula Microbiologia Básica 4ª aula Microbiologia Básica Programa

Leia mais

QUÍMICA. 16. Os elementos químicos A, B e C apresentam para seu átomo, no estado fundamental, a seguinte configuração eletrônica:

QUÍMICA. 16. Os elementos químicos A, B e C apresentam para seu átomo, no estado fundamental, a seguinte configuração eletrônica: QUÍMICA 16. Os elementos químicos A, B e C apresentam para seu átomo, no estado fundamental, a seguinte configuração eletrônica: A 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 5 B 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 5 C 1s 2 2s

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA O ENEM 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA O ENEM 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA O ENEM 2009 EIXOS COGNITIVOS (comuns a todas as áreas de conhecimento) I. Dominar

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO. Componente Curricular: Físico-Química

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO. Componente Curricular: Físico-Química CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Físico-Química Código: FAR-205 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo: 2016.1 CH Total: T 30h P

Leia mais

2 ª Fase Exame Discursivo

2 ª Fase Exame Discursivo 02/12/2007 2 ª Fase Exame Discursivo química Caderno de prova Este caderno, com doze páginas numeradas seqüencialmente, contém dez questões de Química. A tabela periódica está na página 12. Não abra o

Leia mais

Prefácio. Lista de Símbolos. Modelo do Gás Perfeito 2 Mistura de Gases Perfeitos. Lei de Dalton 4 Problemas 6

Prefácio. Lista de Símbolos. Modelo do Gás Perfeito 2 Mistura de Gases Perfeitos. Lei de Dalton 4 Problemas 6 Índice Geral Prefácio xv Lista de Símbolos xvii 1 Modelo do Gás Perfeito 1 Modelo do Gás Perfeito 2 Mistura de Gases Perfeitos. Lei de Dalton 4 Problemas 6 2 Princípio da Conservação da Energia. A 1.ª

Leia mais