Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Centro Educacional Juscelino Kubitschek"

Transcrição

1 Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( x ) Fundamental ( ) Médio SÉRIE: _9º TURMA: TURNO: DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR(A): EQUIPE DE QUÍMICA Queridos alunos; Senhores Pais, ROTEIRO DE ESTUDO RECUPERAÇÃO FINAL Olá pessoal, chegamos ao final deste ano letivo, e, conforme o combinado, será oferecida àqueles alunos que não alcançaram a média satisfatória de 6,0 pontos, uma nova oportunidade através da recuperação anual. No entanto, o processo de recuperação NÃO é uma punição ou castigo para o aluno. Ao contrário, é um mecanismo em que almejamos e possibilitamos a aprendizagem eficiente daqueles componentes curriculares que por algum motivo não foram, ainda, assimilados pelos nossos estudantes. O assunto abordado nesta etapa do aprendizado será o mesmo trabalhado ao longo de cada período. A referência bibliográfica indicada é o livro de química, adotado pela escola. ASSUNTOS: 1) Substâncias e misturas: Substâncias simples e compostas o Misturas homogêneas e heterogêneas Gráficos de mudança de estado físico 2) Tabela periódica: Organização da tabela Classificação dos elementos Massa atômica e número atômico Grupos e períodos 3) Modelos atômicos: Dalton Thomson Rutherford-Bohr Prótons, nêutrons e elétrons Distribuição eletrônica 4) Cálculos químicos: Massa atômica Massa molecular Massa molar Fórmula mínima Fórmula molecular 5) Classificação das reações químicas: Adição ou síntese Decomposição ou análise Simples troca ou deslocamento Dupla troca 6) Balanceamento de equações químicas: Método de Dalton Método das tentativas 7) Química inorgânica: Ácidos, bases e sais: Reconhecimento das funções Principais compostos e suas aplicações Nomenclatura Indicadores ácido-base Escala de ph 8) Química orgânica: Propriedades do carbono Classificação do carbono Classificação das cadeias carbônicas Classificação dos hidrocarbonetos Nossa avaliação será processada da seguinte maneira: Avaliação Formal Prova; Os alunos participantes do processo de recuperação e realizarão uma prova contendo os componentes curriculares mais significativos abordados nos temas indicados acima. Tal avaliação conterá questões abertas (subjetivas) e questões fechadas (objetivas), possibilitando, assim, uma análise mais acurada daquilo que o aluno recuperando efetivou como habilidade e competência. Esta corresponderá a 100% do valor do processo. 8Q(20)e14

2 A data e o horário da avaliação será: Avaliação: dia / / Como grande parte do assunto trabalhado refere-se a reflexões que devem ser desenvolvidas e assimiladas pelos recuperandos, solicitamos especial atenção dos pais, a discutirem com seus filhos os conceitos apresentados acima. Cada um de nós tem responsabilidades nesta etapa da aprendizagem. Responsabilidades do Professor: Elaborar este documento diretivo de recuperação; Elaborar avaliação que corresponda ao que é mais significativo desta competência; Analisar na correção da avaliação o que foi efetivado como habilidade e competência do aluno; Usar de ética moral e atitudinal nos processos exercidos. Auxiliar os alunos a qualquer hora que necessitarem de ajuda. Responsabilidades do Aluno: Elaborar resumos e esquemas que contenham de forma clara e organizada o conteúdo cobrado; Efetuar de maneira honesta e viável o trabalho proposto; Estudar para a avaliação formal; Cumprir as datas previstas e acordadas para a entrega das atividades; Procurar atendimento no plantão de Ciências sempre que necessário; Avisar com antecedência sobre qualquer inconveniência para o cumprimento deste documento. Responsabilidades dos Pais: Acompanhar seu filho(a) durante o processo de recuperação, seja na resolução das atividades, seja no cumprimento dos prazos; Motivar seus filhos (a) a participar das aulas do PAD. Com Carinho e respeito, Professor Ramon Tiago. Visto de Ciente Eu,, responsável legal pelo(a) aluno(a) da 8ª série (9º ano) turma, estou ciente da ementa da disciplina para recuperação semestral de 2012 e de meu imprescindível apoio para o sucesso escolar do aluno(a). Responsável Legal p.2 8Q(20)e14

3 Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( ) Fundamental ( x ) Médio SÉRIE: 1º Ano TURMA: TURNO: DISCIPLINA: Química PROFESSOR(A): Equipe de Química Queridos alunos; Senhores pais, ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL - 1º Ano Olá pessoal, chegamos ao final deste ano letivo, e, conforme o combinado, será oferecida àqueles alunos que não alcançaram a média satisfatória de 5,0 pontos, uma nova oportunidade através da recuperação anual. No entanto, o processo de recuperação NÃO é uma punição ou castigo para o aluno. Ao contrário, é um mecanismo em que almejamos e possibilitamos a aprendizagem eficiente daqueles componentes curriculares que por algum motivo não foram, ainda, assimilados pelos nossos estudantes. O assunto abordado nesta etapa do aprendizado será o mesmo trabalhado ao longo de cada período. A referência bibliográfica indicada é o livro de química, adotado pela escola. ASSUNTOS: 1) Reações químicas: Resolver cálculos estequiométricos envolvendo relações o massa x massa, o mol x mol e o balanceamento de reações químicas. 2) Estudo dos Gases: Equação de Clapeyron Leis dos gases Equação geral dos gases 3) Cinética Química : Estudar os fatores que influenciam uma reação química, temperatura, superfície de contato e o catalisador. 4) Propriedades da matéria: Resolver questões envolvendo a temperatura de fusão e de ebulição determinando o estado físico de um material. 5) Separação de misturas: Determinar o nome da técnica de separação ressaltando se é homogênea ou heterogênea. Nossa avaliação será processada da seguinte maneira: Avaliação Formal Prova; Os alunos participantes do processo de recuperação e realizarão uma prova contendo os componentes curriculares mais significativos abordados nos temas indicados acima. Tal avaliação conterá questões abertas (subjetivas) e questões fechadas (objetivas), possibilitando, assim, uma análise mais acurada daquilo que o aluno recuperando efetivou como habilidade e competência. Esta corresponderá a 100% do valor do processo. A data e o horário da avaliação será: Avaliação: dia / / 9Q(24)e14

4 Como grande parte do assunto trabalhado refere-se a reflexões que devem ser desenvolvidas e assimiladas pelos recuperandos, solicitamos especial atenção dos pais, a discutirem com seus filhos os conceitos apresentados acima. Cada um de nós tem responsabilidades nesta etapa da aprendizagem. Responsabilidades do Professor: + Elaborar este documento diretivo de recuperação; + Elaborar avaliação que corresponda ao que é mais significativo desta competência; + Analisar na correção da avaliação o que foi efetivado como habilidade e competência do aluno; + Usar de ética moral e atitudinal nos processos exercidos. + Auxiliar os alunos a qualquer hora que necessitarem de ajuda. Responsabilidades do Aluno: + Elaborar resumos e esquemas que contenham de forma clara e organizada o conteúdo cobrado; + Efetuar de maneira honesta e viável o trabalho proposto; + Estudar para a avaliação formal; + Cumprir as datas previstas e acordadas para a entrega das atividades; + Procurar atendimento no plantão de Química sempre que necessário; + Avisar com antecedência sobre qualquer inconveniência para o cumprimento deste documento. Responsabilidades dos Pais: + Acompanhar seu filho (a) durante o processo de recuperação, seja na resolução das atividades, seja no cumprimento dos prazos; + Motivar seus filhos (a) a participar das aulas do PAD. Com Carinho e respeito, Equipe de Química. Visto de Ciente Eu,, responsável legal pelo(a) aluno(a) do 1º Ano, turma, estou ciente da ementa da disciplina para recuperação final de 2013 e de meu imprescindível apoio para o sucesso escolar do aluno(a). Responsável Legal p.2 9Q(24)e14

5 Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( ) Fundamental ( x ) Médio SÉRIE: 2º Ano TURMA: TURNO: DISCIPLINA: Química PROFESSOR(A): Equipe de Química Queridos alunos; Senhores pais, Roteiro de Recuperação Final 2º Ano Olá pessoal, chegamos ao final deste ano letivo, e, conforme o combinado, será oferecida àqueles alunos que não alcançaram a média satisfatória de 5,0 pontos, uma nova oportunidade através da recuperação anual. No entanto, o processo de recuperação NÃO é uma punição ou castigo para o aluno. Ao contrário, é um mecanismo em que almejamos e possibilitamos a aprendizagem eficiente daqueles componentes curriculares que por algum motivo não foram, ainda, assimilados pelos nossos estudantes. O assunto abordado nesta etapa do aprendizado será o mesmo trabalhado ao longo de cada período. A referência bibliográfica indicada é o livro de química, adotado pela escola. ASSUNTOS: 1) Funções químicas: Reconhecimento das funções e nomenclatura o Ácidos o Sais o Óxidos o Hidróxidos 2) Radioatividade Tipos de emissões (alfa, beta e gama) Leis de emissões Meia vida 3) Química orgânica Fórmulas Hibridação e classificação de carbonos Nomenclatura o Hidrocarboneto o Álcool 4) Termoquímica Cálculo de ΔH Lei de Hess 5) Eletroquímica Número de oxidação Pilha de Daniell Nossa avaliação será processada da seguinte maneira: Avaliação Formal Prova; Os alunos participantes do processo de recuperação e realizarão uma prova contendo os componentes curriculares mais significativos abordados nos temas indicados acima. Tal avaliação conterá questões abertas (subjetivas) e questões fechadas (objetivas), possibilitando, assim, uma análise mais acurada daquilo que o aluno recuperando efetivou como habilidade e competência. Esta corresponderá a 100% do valor do processo. 10Q(22)e14

6 A data e o horário da avaliação será: Avaliação: dia / / Como grande parte do assunto trabalhado refere-se a reflexões que devem ser desenvolvidas e assimiladas pelos recuperandos, solicitamos especial atenção dos pais, a discutirem com seus filhos os conceitos apresentados acima. Cada um de nós tem responsabilidades nesta etapa da aprendizagem. Responsabilidades do Professor: + Elaborar este documento diretivo de recuperação; + Elaborar avaliação que corresponda ao que é mais significativo desta competência; + Analisar na correção da avaliação o que foi efetivado como habilidade e competência do aluno; + Usar de ética moral e atitudinal nos processos exercidos. + Auxiliar os alunos a qualquer hora que necessitarem de ajuda. Responsabilidades do Aluno: + Elaborar resumos e esquemas que contenham de forma clara e organizada o conteúdo cobrado; + Efetuar de maneira honesta e viável o trabalho proposto; + Estudar para a avaliação formal; + Cumprir as datas previstas e acordadas para a entrega das atividades; + Procurar atendimento no plantão de Ciências sempre que necessário; + Avisar com antecedência sobre qualquer inconveniência para o cumprimento deste documento. Responsabilidades dos Pais: + Acompanhar seu filho (a) durante o processo de recuperação, seja na resolução das atividades, seja no cumprimento dos prazos; + Motivar seus filhos (a) a participar das aulas do PAD. Com Carinho e respeito, Professor Ramon Tiago. Visto de Ciente Eu,, responsável legal pelo(a) aluno(a) do 2ª Ano, estou ciente da ementa da disciplina para recuperação semestral de 2012 e de meu imprescindível apoio para o sucesso escolar do aluno(a). Responsável Legal p.2 10Q(22)e14

7 Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( ) Fundamental (x ) Médio SÉRIE: _3º TURMA: TURNO: DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR(A): EQUIPE DE QUÍMICA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO Final - QUÍMICA 3º ano Queridos alunos; Senhores pais, Olá pessoal, chegamos ao final deste ano letivo, e, conforme o combinado, será oferecida àqueles alunos que não alcançaram a média satisfatória de 5,0 pontos, uma nova oportunidade através da recuperação anual. No entanto, o processo de recuperação NÃO é uma punição ou castigo para o aluno. Ao contrário, é um mecanismo em que almejamos e possibilitamos a aprendizagem eficiente daqueles componentes curriculares que por algum motivo não foram, ainda, assimilados pelos nossos estudantes. O assunto abordado nesta etapa do aprendizado será o mesmo trabalhado ao longo de cada período. A referência bibliográfica indicada é o livro de química. ASSUNTOS: Química Orgânica: 1) Reconhecimento de funções orgânicas e sua nomenclatura Hidrocarbonetos, álcoois, fenol, aldeído, cetona, ácidos carboxílicos, éster, éter, aminas amidas. 2) Isomeria Plana plana Geométrica Optica 3) Reações orgânicas Oxidação de álcoois Esterificação Saponificação Polímeros Adição Condensação Físico-Química 1) Coeficiente de solubilidade Concentração molar Título 2) Propriedades coligativas Tonoscopia Ebulioscopia Crioscopia Osmoscopia 3) Equilíbrio Químico Potencial Hidrogeniônico (ph) Le Chatelier 4) Cinética Química Grafícos de Energia (ΔH) Lei de Hess Nossa avaliação será processada da seguinte maneira: Avaliação Formal Prova (10,0 pontos) Os alunos participantes do processo de recuperação e realizarão uma prova contendo os componentes curriculares mais significativos abordados nos temas indicados acima. Tal avaliação conterá questões abertas (subjetivas) e questões fechadas (objetivas), possibilitando, assim, uma análise mais acurada daquilo que o aluno recuperando efetivou como habilidade e competência. A data e o horário da avaliação será: Avaliação: / / 11Q(22)e14

8 Como grande parte do assunto trabalhado refere-se a reflexões que devem ser desenvolvidas e assimiladas pelos recuperandos, solicitamos especial atenção dos pais, a discutirem com seus filhos os conceitos apresentados acima. Cada um de nós tem responsabilidades nesta etapa da aprendizagem. Responsabilidades do Professor: + Elaborar este documento diretivo de recuperação; + Elaborar avaliação que corresponda ao que é mais significativo desta competência; + Analisar na correção da avaliação o que foi efetivado como habilidade e competência do aluno; + Usar de ética moral e atitudinal nos processos exercidos. + Auxiliar os alunos a qualquer hora que necessitarem de ajuda. Responsabilidades do Aluno: + Elaborar resumos e esquemas que contenham de forma clara e organizada o conteúdo cobrado; + Efetuar de maneira honesta e viável o trabalho proposto; + Estudar para a avaliação formal; + Cumprir as datas previstas e acordadas para a entrega das atividades; + Procurar atendimento no plantão de Química sempre que necessário; + Avisar com antecedência sobre qualquer inconveniência para o cumprimento deste documento. Responsabilidades dos Pais: + Acompanhar seu filho (a) durante o processo de recuperação, seja na resolução das atividades, seja no cumprimento dos prazos; + Motivar seus filhos (a) a participar das aulas do PAD. Com Carinho e respeito, Equipe de Química. Visto de Ciente Eu,, responsável legal pelo(a) aluno(a) do 1º Ano, turma, estou ciente da ementa da disciplina para recuperação final de 2013 e de meu imprescindível apoio para o sucesso escolar do aluno(a). Responsável Legal p.2 11Q(22)e14

Cronograma de Aulas 1º SEMESTRE. Data Frente Aula Professor 05/03 e 12/03

Cronograma de Aulas 1º SEMESTRE. Data Frente Aula Professor 05/03 e 12/03 Faculdade de Odontologia de Araçatuba Cursinho Daca Cronograma de Aulas 1º SEMESTRE Área de Conhecimento: Ciências da Natureza e Suas Tecnologias Curso: Extensivo Disciplina: Química Data Frente Aula Professor

Leia mais

Curso Preparatório para o Ingresso no Ensino Superior (Pré-Vestibular)

Curso Preparatório para o Ingresso no Ensino Superior (Pré-Vestibular) Curso Preparatório para o Ingresso no Ensino Superior (Pré-Vestibular) Os conteúdos conceituais de Química estão distribuídos em 5 frentes. Química Extensivo A)Meio ambiente; estrutura atômica; Classificação

Leia mais

DISCIPLINA DE QUÍMICA OBJETIVOS: 1ª Série

DISCIPLINA DE QUÍMICA OBJETIVOS: 1ª Série DISCIPLINA DE QUÍMICA OBJETIVOS: 1ª Série Traduzir linguagens químicas em linguagens discursivas e linguagem discursiva em outras linguagens usadas em Química tais como gráficos, tabelas e relações matemáticas,

Leia mais

Química. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado do Rio Grande do Sul

Química. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado do Rio Grande do Sul Comparativos curriculares SM Química Ensino médio Material de divulgação de Edições SM A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado do Rio Grande do Sul Apresentação Professor, Devido à

Leia mais

3. Misturas, Substâncias Simples e Compostas e Processos de Separação de Misturas.

3. Misturas, Substâncias Simples e Compostas e Processos de Separação de Misturas. Conteúdo 1. Elementos, modelos atômicos e representações: modelos atômicos de Dalton, Tomson, Rutherford-Bohr. Elemento químico. Número atômico e número de massa. Prótons, elétrons e nêutrons. Distribuição

Leia mais

A OQRJ será realizada anualmente em três modalidades, de acordo com a escolaridade do aluno:

A OQRJ será realizada anualmente em três modalidades, de acordo com a escolaridade do aluno: Regulamento OS PARTICIPANTES A Olimpíada de Química do Rio de Janeiro (OQRJ) é uma competição dedicada aos alunos do Estado do Rio de Janeiro, de escolas e instituições de ensino, regularmente matriculados.

Leia mais

DISCIPLINA DE QUÍMICA

DISCIPLINA DE QUÍMICA DISCIPLINA DE QUÍMICA OBJETIVOS: 1ª série Traduzir linguagens químicas em linguagens discursivas e linguagem discursiva em outras linguagens usadas em Química tais como gráficos, tabelas e relações matemáticas,

Leia mais

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas.

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas. Olá, Professor! Assim como você, a Geekie também tem a missão de ajudar os alunos a atingir todo seu potencial e a realizar seus sonhos. Para isso, oferecemos recomendações personalizadas de estudo, para

Leia mais

Química. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado de São Paulo.

Química. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado de São Paulo. Comparativos curriculares SM Química Ensino médio Material de divulgação de Edições SM A coleção Ser Protagonista Química e o currículo do Estado de São Paulo Apresentação Professor, Devido à inexistência

Leia mais

QUÍMICA MATÉRIA ISOLADA / TURMA +ENEM

QUÍMICA MATÉRIA ISOLADA / TURMA +ENEM QUÍMICA MATÉRIA ISOLADA / TURMA +ENEM MÓDULO 1 Atomística Tabela Periódica Cálculos Químicos: Grandezas Químicas Cálculos Químicos: Fórmulas Químicas Ligações Químicas Química Orgânica I Estudo da Matéria

Leia mais

Química FASCÍCULO 1 Módulo 1 Introdução à química Módulo 6 A estrutura da matéria: o átomo de Bohr Módulo 2 Propriedades da matéria FASCÍCULO 2

Química FASCÍCULO 1 Módulo 1 Introdução à química Módulo 6 A estrutura da matéria: o átomo de Bohr Módulo 2 Propriedades da matéria FASCÍCULO 2 Química FASCÍCULO 1 Módulo 1 Introdução à química Um mundo químico A química e o corpo humano A química e o futuro O que é química A alquimia A química como ciência Método científico Módulo 2 Propriedades

Leia mais

ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA FRANCISCO MAZZOLA NOVA TRENTO SC PLANO DE ENSINO DE QUÍMICA

ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA FRANCISCO MAZZOLA NOVA TRENTO SC PLANO DE ENSINO DE QUÍMICA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA FRANCISCO MAZZOLA NOVA TRENTO SC PLANO DE ENSINO DE QUÍMICA ª e 3ª TÉCNICO EM HOSPEDAGEM ª SÉRIE,, 3, 4, 5. ª SÉRIE,, 3, 4. 3ª SÉRIE,, 3, 4. PROFESSOR ÉDIO MAZERA ANO 06 PROF.

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ QUIMICA PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ QUIMICA PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ QUIMICA PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA EIXO-TEMÁTICO: MATÉRIA, TRASFORMAÇÕES QUÍMICAS E AMBIENTE COMPETÊNCIAS HABILIDADES CONTEÚDO Descrever as transformações químicas em linguagem

Leia mais

1.1.Diferenciar as substâncias que constituem o Universo e suas formas de agregação e mudanças na entidade da matéria;

1.1.Diferenciar as substâncias que constituem o Universo e suas formas de agregação e mudanças na entidade da matéria; PLANO DE TRABALHO DOCENTE (PTD) 2013 Estabelecimento: CEEBJA Professor(a): SUZANA ORZECHOWSKI Disciplina: QUÍMICA Ensino: Médio ( ) sede ( X ) Aped 12 CONTEÚDO ESTRUTURANTE CONTEÚDO BÁSICO CONTEÚDOS ESPECÍFICOS

Leia mais

Maratona ENEM Química Prof. Geovani Barros

Maratona ENEM Química Prof. Geovani Barros Maratona ENEM 2016 Química Prof. Geovani Barros Histórico *Fonte: Revista Superinteressante Química Orgânica Classificação dos átomos de carbono Classificação dos átomos de carbono As moléculas de nanoputians

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PROCESSO SELETIVO - QUÍMICA PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PROCESSO SELETIVO - QUÍMICA PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PROCESSO SELETIVO - QUÍMICA PROSEL/ PRISE 1ª ETAPA EIXO TEMÁTICO: MATÉRIA. VIDA E AMBIENTE CONTEÚDO COMPETÊNCIAS HABILIDADES - Aplicar conhecimentos sobre a evolução dos

Leia mais

Oficina de Apropriação de Resultados. Paebes 2013

Oficina de Apropriação de Resultados. Paebes 2013 Oficina de Apropriação de Resultados Paebes 2013 Oficina de Apropriação de Resultados de Química Objetivos: Interpretar os resultados da avaliação do Programa de Avaliação da Educação Básica do Espírito

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: Ciências da Natureza Componente Curricular: Química Série: 1º Eixo Tecnológico:

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Técnico em Manutenção e Suporte em informática FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado

Leia mais

P L A N O D E E N S I N O A N O D E ÁREA / DISCIPLINA:

P L A N O D E E N S I N O A N O D E ÁREA / DISCIPLINA: P L A N O D E E N S I N O A N O D E 2 0 1 3 ÁREA / DISCIPLINA: Ciências da Natureza / Química Professora: Jânia Mara ANO: Nº DE HORAS/AULA SEMANAL: TOTAL DE HORAS/AULA/ANO: 1º 2 80 COMPETÊNCIA GERAL: Reconhecer,

Leia mais

Curso anual de Química Prof. Alexandre Oliveira

Curso anual de Química Prof. Alexandre Oliveira Curso Anual de Química - Prof. Alexandre Oliveira Programação de Estudos Orientações Gerais: a) Assista em primeiro lugar aos vídeos da teoria referente à semana de estudo na qual você se encontra. Caso

Leia mais

UFSC. Química (Amarela) , temos 10 mol de Mg, ou seja, 243 g de Mg. Resposta: = 98. Comentário

UFSC. Química (Amarela) , temos 10 mol de Mg, ou seja, 243 g de Mg. Resposta: = 98. Comentário Resposta: 02 + 32 + 64 = 98 01. Incorreta. carbonato de magnésio é um sal insolúvel em H 2, logo não dissocia-se em Mg 2+ e (aq) C2. 3(aq) 02. Correta. 12 Mg 2+ = 1s 2 2s 2 2p 6 K L 04. Incorreta. É um

Leia mais

EDITAL N o 01/2016. XIX Maratona Cearense de Química

EDITAL N o 01/2016. XIX Maratona Cearense de Química ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE QUÍMICA REGIONAL DO CEARÁ Rua Floriano Peixoto, 2020 Bairro: José Bonifácio 60025-131 Fortaleza Ceará Brasil Fone/FAX: (85) 3226-4958 ramal 34 E-mail: abqce@ufc.br EDITAL N o 01/2016

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS FÍSICAS E MATEMÁTICAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS FÍSICAS E MATEMÁTICAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS FÍSICAS E MATEMÁTICAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA Campus Universitário -Trindade - 88040-900 - Florianópolis - SC - Brasil Fone: (048) 3721-6852 Disciplina:

Leia mais

CAPÍTULO 1 Quantidades e Unidades 1. CAPÍTULO 2 Massa Atômica e Molecular; Massa Molar 16. CAPÍTULO 3 O Cálculo de Fórmulas e de Composições 26

CAPÍTULO 1 Quantidades e Unidades 1. CAPÍTULO 2 Massa Atômica e Molecular; Massa Molar 16. CAPÍTULO 3 O Cálculo de Fórmulas e de Composições 26 Sumário CAPÍTULO 1 Quantidades e Unidades 1 Introdução 1 Os sistemas de medida 1 O Sistema Internacional de Unidades (SI) 1 A temperatura 2 Outras escalas de temperatura 3 O uso e o mau uso das unidades

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina QUI102 Química Fundamental

Programa Analítico de Disciplina QUI102 Química Fundamental Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina QUI10 Química Fundamental Departamento de Química - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Número de créditos: 7 Teóricas Práticas

Leia mais

Sumário. 1 Introdução: matéria e medidas 1. 2 Átomos, moléculas e íons Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas 67

Sumário. 1 Introdução: matéria e medidas 1. 2 Átomos, moléculas e íons Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas 67 Prefácio 1 Introdução: matéria e medidas 1 1.1 O estudo da química 1 1.2 Classificações da matéria 3 1.3 Propriedades da matéria 8 1.4 Unidades de medida 12 1.5 Incerteza na medida 18 1.6 Análise dimensional

Leia mais

Luis Eduardo C. Aleotti. Química. Aula 61 - Propriedades Físicas dos Compostos Orgânicos

Luis Eduardo C. Aleotti. Química. Aula 61 - Propriedades Físicas dos Compostos Orgânicos Luis Eduardo C. Aleotti Química Aula 61 - Propriedades Físicas dos Compostos Orgânicos PROPRIEDADES FÍSICAS O que é? - Características da matéria, determinadas de forma experimental. - Não são alteradas,

Leia mais

QUÍMICA. Professores: Andréia, Herval, Thiago

QUÍMICA. Professores: Andréia, Herval, Thiago QUÍMICA Professores: Andréia, Herval, Thiago Comentário Geral A prova de química deste ano foi abrangente, porém, infelizmente, faltaram alguns assuntos relevantes: atomística, tabela periódica, hibridação

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL OLIMPÍADAS DE QUÍMICA OLIMPÍADA ALAGOANA DE QUÍMICA REGULAMENTO PARA 2017 CONSIDERAÇÕES GERAIS

PROGRAMA NACIONAL OLIMPÍADAS DE QUÍMICA OLIMPÍADA ALAGOANA DE QUÍMICA REGULAMENTO PARA 2017 CONSIDERAÇÕES GERAIS PROGRAMA NACIONAL OLIMPÍADAS DE QUÍMICA OLIMPÍADA ALAGOANA DE QUÍMICA REGULAMENTO PARA 2017 O regulamento aqui apresentado tem como objetivo instruir o funcionamento da Olímpiada Alagoana de Química (OALQ)

Leia mais

QUÍMICA. UFBA 99 2ª etapa Quím. 12

QUÍMICA. UFBA 99 2ª etapa Quím. 12 QUÍMICA UFBA 99 2ª etapa Quím. 12 QUESTÕES DE 11 A 20 QUESTÕES DE 11 A 18 INSTRUÇÃO: Assinale as proposições verdadeiras, some os números a elas associados e marque o resultado na Folha de Respostas. Questão

Leia mais

XII Olimpíada Baiana de Química Exame 2017

XII Olimpíada Baiana de Química Exame 2017 Questão 01 (Peso 1) Questões objetivas (QUESTÕES DE 01 A 30) A fórmula estrutural condensada, CH 3 CH 2 CH 2 COOCH 3, representa: A) um éster B) uma amida C) um aldeído D) um anidrido E) um ácido carboxílico

Leia mais

CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Química Geral e Experimental

CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Química Geral e Experimental CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Química Geral e Experimental Código: ENGP -170 Pré-requisito: --------------- Período

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO PLANO DE ENSINO SEMESTRE LETIVO 2013/2 CURSO PERÍODO BACHARELADO

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Produção Alimentícia Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Alimentos FORMA/GRAU:( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

METAIS E LIGAS METÁLICAS

METAIS E LIGAS METÁLICAS DEPARTAMENTO DE C. Físico-Químicas DISCIPLINA: Química COMPETÊNCIAS/CONTEÚDOS 12º ano... Domínios / Objetivos Conceitos/ Conteúdos Calendarização (blocos) METAIS E LIGAS METÁLICAS METAIS E LIGAS METÁLICAS

Leia mais

QUÍMICA. Afirmação 2: A partir da reação de regeneração (reação inversa), o íon ferro +2 (ferrocianeto) sofre oxidação a íon ferro +3 (ferricianeto).

QUÍMICA. Afirmação 2: A partir da reação de regeneração (reação inversa), o íon ferro +2 (ferrocianeto) sofre oxidação a íon ferro +3 (ferricianeto). QUÍMICA Comentário Geral A prova de química deste ano foi atípica, abordando questões de forma não convencional. Infelizmente, faltaram alguns assuntos importantes, tais como: atomística, tabela periódica,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Controle e Processos Industriais CURSO: Curso Técnico em Química Integrado ao Ensino Médio FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( )

Leia mais

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR QUÍMICA

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR QUÍMICA 124 PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR NOME DO COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA Curso:Técnico em Agroindústria Integrado ao Ensino Médio Série: 1 º Ano Carga Horária: 120h/a (100/hr) Docente

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Norte de Minas Gerais 1º VESTIBULAR DE 2016 DO IFNMG

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Norte de Minas Gerais 1º VESTIBULAR DE 2016 DO IFNMG Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Norte de Minas Gerais 1º VESTIBULAR DE 2016 DO IFNMG EDITAL Nº 289 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015 RETIFIÇÃO EDITAL

Leia mais

Metais e ligas metálicas Estrutura e propriedades dos metais

Metais e ligas metálicas Estrutura e propriedades dos metais AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Química / Metas Curriculares ENSINO SECUNDÁRIO 12º ANO-QUÍMICA DOMÍNIO/SUBDOMÍNIO

Leia mais

TURMAS ITA/IME. Prepare-se com quem é o melhor, no Brasil, em ITA e IME MATRÍCULAS

TURMAS ITA/IME. Prepare-se com quem é o melhor, no Brasil, em ITA e IME MATRÍCULAS TURMAS ITA/IME Prepare-se com quem é o melhor, no Brasil, em ITA e IME MATRÍCULAS 2016 RUMO AO INFINITO A realização do sonho de construir sua carreira acadêmica no ITA e no IME começa aqui e agora. O

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Química Orgânica Farmacêutica I Código: FAR 202 Pré-requisito: Química Geral e Inorgânica Período

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ-BELA VISTA DEPARTAMENTO DE ENSINO PLANO DE ENSINO SEMESTRE LETIVO 2014/1 CURSO PERÍODO BACHARELADO

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Controle e Processos Industriais CURSO: Técnico em Química Integrado ao Ensino Médio FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: Ciências da Natureza Componente Curricular: Química Série: 2º Eixo Tecnológico:

Leia mais

Componente Curricular: Química Orgânica Farmacêutica II PLANO DE CURSO

Componente Curricular: Química Orgânica Farmacêutica II PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Química Orgânica Farmacêutica II Código: FAR 204 Pré-requisito: Química Orgânica Farmacêutica

Leia mais

Disciplina: QUÍMICA Trimestre: 1º Professor(a): WAGNER MOREIRA / GEORGIA MONIQUE Série: 2º Turmas: 201, 202, 203 e 204

Disciplina: QUÍMICA Trimestre: 1º Professor(a): WAGNER MOREIRA / GEORGIA MONIQUE Série: 2º Turmas: 201, 202, 203 e 204 COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: QUÍMICA Trimestre:

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Autorizado pela Portaria MEC nº 276, de 30 de março de 2015

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Autorizado pela Portaria MEC nº 276, de 30 de março de 2015 CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Autorizado pela Portaria MEC nº 276, de 30 de março de 2015 Componente Curricular: QUÍMICA GERAL E EXPERIMENTAL Código: Pré-requisito: ------ Período Letivo: 2016.2 Professor:

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Autorizado plea Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 PLANO DE CURSO

CURSO DE FARMÁCIA Autorizado plea Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Autorizado plea Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 Componente Curricular: Físico-Química Código: FAR 205 Pré-requisito: - Nenhum Período Letivo: 2015.1

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Área de conhecimento: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias Componente Curricular:

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Biomedicina Disciplina: Química Geral e Orgânica Professor: Ricardo Marques Nogueira Filho e-mail: ricardo.filho@fasete.edu.br Código: Carga

Leia mais

Sumário PREFÁCIO...13

Sumário PREFÁCIO...13 Sumário PREFÁCIO...13 CAPÍTULO 1 Operações com Grandezas e Unidades de Medida...17 Objetivos...17 1.1 Notação científica...18 1.2 Exponenciais e logaritmos...19 1.3 Grandezas físicas e unidades de medida:

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Médio ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Área de conhecimento: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias Componente Curricular: Química

Leia mais

OBJETIVOS GERAL. Específicos

OBJETIVOS GERAL. Específicos PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR NOME DO COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA Curso:Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio Série: 1º Ano Carga Horária: 120h/a (100h/r) Docente Responsável:

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico 3 Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Curso nº 294 aprovado pela portaria Cetec nº 774 de 24/09/2015 Etec Profª Maria Cristina Medeiros Código: 141 Município: Ribeirão Pires Eixo Tecnológico:

Leia mais

EDITAL N o 01/2011. XIV Maratona Cearense de Química ANO INTERNACIONAL DA QUÍMICA

EDITAL N o 01/2011. XIV Maratona Cearense de Química ANO INTERNACIONAL DA QUÍMICA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE QUÍMICA REGIONAL DO CEARÁ Rua Floriano Peixoto, 2020 Bairro: José Bonifácio 60025-131 Fortaleza Ceará Brasil Fone/FAX: (85) 3226-4958 ramal 27 E-mail: abqce@ufc.br EDITAL N o 01/2011

Leia mais

PSVS/UFES 2014 MATEMÁTICA 1ª QUESTÃO. O valor do limite 2ª QUESTÃO. O domínio da função real definida por 3ª QUESTÃO

PSVS/UFES 2014 MATEMÁTICA 1ª QUESTÃO. O valor do limite 2ª QUESTÃO. O domínio da função real definida por 3ª QUESTÃO MATEMÁTICA 1ª QUESTÃO O valor do limite 3 x 8 lim é x 2 x 2 2ª QUESTÃO O domínio da função real definida por é 3ª QUESTÃO A imagem da função real definida por, para todo, é GRUPO 2 PROVA DE MATEMÁTICA

Leia mais

LICENCIATURA EM QUÍMICA QUÍMICA

LICENCIATURA EM QUÍMICA QUÍMICA Programa de Disciplina Nome: Química Geral II IQ Código: IQG 120 Categoria: Carga Horária Semanal: CARACTERÍSTICAS Número de Semanas Previstas para a Disciplina: 15 Número de Créditos da Disciplina: 4

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Turma(s): 3 Ano/Semestre: 2012/1

PLANO DE ENSINO. Turma(s): 3 Ano/Semestre: 2012/1 UNIVERSIDADE DO AMAZONAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA Setor Sul do Campus Universitário - Bloco H, Av. Gal. Rodrigo Octávio Jordão Ramos, 3000 Coroado 69077-000 Manaus, AM. Fone/Fax:

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Química Geral II Código: FAR-203 Pré-requisito: Química geral e Inorgânica Período Letivo: 2016.1

Leia mais

Observe a equação química que corresponde ao processo de obtenção descrito no texto.

Observe a equação química que corresponde ao processo de obtenção descrito no texto. Utilize o texto abaixo para responder às questões de números 01 e 02. Uma das experiências realizadas em aulas práticas de Química é a obtenção do 2-cloro 2-metil propano, usualmente denominado cloreto

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO COLÉGIO DE APLICAÇÃO. Planos de Ensino Química 2017

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO COLÉGIO DE APLICAÇÃO. Planos de Ensino Química 2017 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO COLÉGIO DE APLICAÇÃO Planos de Ensino Química 2017 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO COLÉGIO DE

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Química Inorgânica I Código da Disciplina: NDC 132 Curso: Engenharia Civil Semestre de oferta da disciplina: 2 Faculdade responsável: Núcleo de Disciplinas Comuns (NDC)

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO. Componente Curricular: Físico-Química

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO. Componente Curricular: Físico-Química CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Físico-Química Código: FAR-205 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo: 2016.1 CH Total: T 30h P

Leia mais

QUESTÃO 46 QUESTÃO 47 QUESTÃO 48 QUESTÃO 49 PROVA DE QUÍMICA I

QUESTÃO 46 QUESTÃO 47 QUESTÃO 48 QUESTÃO 49 PROVA DE QUÍMICA I 17 PROVA DE QUÍMICA I QUESTÃO 46 O alumínio metálico, obtido na indústria à alta temperatura na forma líquida, reage com vapor d`água da atmosfera, produzindo óxido de alumínio e gás hidrogênio, conforme

Leia mais

COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA

COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA Comparada com anos anteriores, a prova abordou mais conteúdos, porém ignorou conceitos importantes ao ensino médio como funções inorgânicas, atomísticas, tabela periódica,

Leia mais

Problemas? Coordenadora. Meire. Contato: Facebook : Química Lógico

Problemas? Coordenadora. Meire. Contato: Facebook : Química Lógico Problemas? Coordenadora Meire Contato: logicoquimica@gmail.com Facebook : Química Lógico Cronograma 2017 Módulo 1 Módulo 2 Módulo 3 16/01-27/03 03/04-10/07 17/07-25/09 Revisão 02/10-23/10 Conceitos Fundamentais

Leia mais

O b) SO 2. CaSO 3 + CO 2

O b) SO 2. CaSO 3 + CO 2 31 c QUÍMICA petróleo pode conter alto teor de enxofre, que deve ser removido nas refinarias de petróleo. Mesmo assim, na queima de combustíveis fósseis, forma-se dióxido de enxofre. Esse óxido liberado

Leia mais

Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química

Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química Metodologia do Ensino II Profª Tathiane Milaré 1 2 3 Exemplo: Química da última série do Ensino Fundamental 4 Junho Agosto Setembro Outubro Novembro Fev.

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2016 Plano de Curso nº 116 aprovado pela portaria Cetec nº 68 de 14 / 10 /2010 Etec Tiquatira Código: 208 Município: São

Leia mais

QUÍMICA. Processo Seletivo/UNIFAL - julho ª Prova Comum TIPO 1 QUESTÃO 41 QUESTÃO 42

QUÍMICA. Processo Seletivo/UNIFAL - julho ª Prova Comum TIPO 1 QUESTÃO 41 QUESTÃO 42 QUÍMICA QUESTÃO 41 A substância, representada pela fórmula estrutural abaixo, é bastante utilizada como analgésico (aspirina). Com base nessas informações, marque a alternativa correta. A) Uma massa de

Leia mais

Sumário. Unidade II Propriedades dos materiais 40. Introdução ao estudo da Química 14. Unidade I. Capítulo 2 Unidades de medida...

Sumário. Unidade II Propriedades dos materiais 40. Introdução ao estudo da Química 14. Unidade I. Capítulo 2 Unidades de medida... Sumário Unidade I Capítulo 1 Introdução ao estudo da Química 14 Química: objeto de estudo e aplicações... 16 1. Química: a ciência que estuda a matéria... 17 Matéria... 17 Características da matéria...

Leia mais

NORMAL: RAMIFICADA: H H H C C

NORMAL: RAMIFICADA: H H H C C C4 OBS.: C Carbono primário: Se o átomo de carbono estiver ligado a um átomo de carbono. Carbono secundário: se um átomo de carbono estiver ligado a dois átomos de carbono. Carbono terciário: se estiver

Leia mais

ÁCIDO DE ARRHENIUS. Hidrácidos HCl + H 2 O H + + Cl - HCl, HBr, HI ---- Fortes. HF ---- Moderado Demais ---- Fracos. Prof.

ÁCIDO DE ARRHENIUS. Hidrácidos HCl + H 2 O H + + Cl - HCl, HBr, HI ---- Fortes. HF ---- Moderado Demais ---- Fracos. Prof. ÁCIDO DE ARRHENIUS Hidrácidos HCl + H 2 O H + + Cl - HCl, HBr, HI ---- Fortes HF ---- Moderado Demais ---- Fracos ÁCIDO DE ARRHENIUS Oxiácidos HNO 3 + H 2 O H + + NO 3 - ÁCIDOS DE ARRHENIUS Não Como Bolo

Leia mais

Polimerização e Reações Orgânicas

Polimerização e Reações Orgânicas Polimerização e Reações Orgânicas Material de Apoio para Monitoria 1. (FATEC-SP) A polimerização por adição consiste na reação entre moléculas de uma mesma substância, na qual em sua estrutura, ocorre

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Técnico em Manutenção e suporte em Informática FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado

Leia mais

REVALIDAÇÃO DE ESTUDOS PLANO DE ESTUDOS. 1 Conteúdos Estruturantes e Específicos conforme Proposta Curricular:

REVALIDAÇÃO DE ESTUDOS PLANO DE ESTUDOS. 1 Conteúdos Estruturantes e Específicos conforme Proposta Curricular: INSTITUTO DE EDUCAÇÃO ESTADUAL DE MARINGÁ Ensino Fundamental, Médio, Normal e Profissional Resolução 3455/81 Rua Martim Afonso, n. 50 Fone: (044) 3226-4346 www.ieem.com.br REVALIDAÇÃO DE ESTUDOS PLANO

Leia mais

COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA Professores Alberto Tadeu Cardoso, Cláudio Vieira, Gilberto de Campos Lavras, Nadim Bady Saad Filho e João Pedro Mateos

COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA Professores Alberto Tadeu Cardoso, Cláudio Vieira, Gilberto de Campos Lavras, Nadim Bady Saad Filho e João Pedro Mateos COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA Professores Alberto Tadeu Cardoso, Cláudio Vieira, Gilberto de Campos Lavras, Nadim Bady Saad Filho e João Pedro Mateos Ao contrário de anos anteriores, a prova de Química,

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE QUÍMICA-LICENCIATURA (Currículo de início em 2016)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE QUÍMICA-LICENCIATURA (Currículo de início em 2016) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE QUÍMICA-LICENCIATURA (Currículo de início em 2016) A PESQUISA NO ENSINO DE QUÍMICA 34 h/a 2552 A pesquisa como princípio científico e educativo; A pesquisa na formação

Leia mais

AULA DE RECUPERAÇÃO PROF. NEIF NAGIB

AULA DE RECUPERAÇÃO PROF. NEIF NAGIB AULA DE RECUPERAÇÃO PROF. NEIF NAGIB 1ª QUESTÃO O aspartame, estrutura representada a seguir, é uma substância que tem sabor doce ao paladar. Pequenas quantidades dessa substância são suficientes para

Leia mais

Sumário. Capítulo 3 Diluição e mistura de soluções Dispersões: coloides, suspensões e soluções... 16

Sumário. Capítulo 3 Diluição e mistura de soluções Dispersões: coloides, suspensões e soluções... 16 Sumário Unidade I Soluções 14 Capítulo 1 Dispersões: coloides, suspensões e soluções... 16 1. As dispersões... 17 Dispersões coloidais... 18 Suspensões... 19 Soluções... 19 Atividades... 20 2. As soluções...

Leia mais

Química. Aula 01 Profº Ricardo Dalla Zanna

Química. Aula 01 Profº Ricardo Dalla Zanna Química Aula 01 Profº Ricardo Dalla Zanna Terças (1º semestre) Quartas (2º semestre) Disciplina 1ª aula Química 2ª aula Química Intervalo \0/ 3ª aula Microbiologia Básica 4ª aula Microbiologia Básica Programa

Leia mais

Universidade Federal do Pará Processo Seletivo Seriado Conteúdo de Química

Universidade Federal do Pará Processo Seletivo Seriado Conteúdo de Química Conteúdo de Química A LDB/96 propõe diretrizes curriculares nacionais que visam nortear as várias áreas de conhecimento abordadas no ensino médio (na realidade a última etapa da educação básica). Enfatiza

Leia mais

1) A tabela seguinte contém os pontos de ebulição (P.E.), a 1 atm, medidos em C, de diversos alcanos.

1) A tabela seguinte contém os pontos de ebulição (P.E.), a 1 atm, medidos em C, de diversos alcanos. Sem limite para crescer Colégio: Nome: nº Professor: CHARLES 3ª SÉRIE E.M. Data: / /2013 TURMA: EXERCÍCIOS QUÍMICA 2º trimestre 1) A tabela seguinte contém os pontos de ebulição (P.E.), a 1 atm, medidos

Leia mais

UFSC. Resposta: 76. Comentário. 01. Incorreta. É formado pela reação de neutralização entre o hidróxido de potássio e ácido carbônico.

UFSC. Resposta: 76. Comentário. 01. Incorreta. É formado pela reação de neutralização entre o hidróxido de potássio e ácido carbônico. Resposta: 76 01. Incorreta. É formado pela reação de neutralização entre o hidróxido de potássio e ácido carbônico. H 2 CO 3 + KOH = K 2 CO 3 + H 2 0 02. Incorreta. O nox do carbono é +4. 04. Correta.

Leia mais

3. Que escola frequenta em 2010/2011? Escola Salesiana de Manique Escola Salesiana do Estoril Outra

3. Que escola frequenta em 2010/2011? Escola Salesiana de Manique Escola Salesiana do Estoril Outra Este inquérito faz parte de uma investigação educacional que tem como finalidade analisar e caracterizar grupos disciplinares em escolas de sucesso. Esta investigação está a ser realizada no âmbito de

Leia mais

I Atribuições e atividades profissionais relativas à qualificação ou à habilitação profissional, que justificam o desenvolvimento das competências pre

I Atribuições e atividades profissionais relativas à qualificação ou à habilitação profissional, que justificam o desenvolvimento das competências pre Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 294 aprovado pela portaria Cetec nº 774 de 24/09/2015 Etec Tiquatira Código: 208 Município: São Paulo Eixo Tecnológico: Controle e Processos

Leia mais

Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química

Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química Dificuldades no Ensino e Aprendizagem em Química Metodologia do Ensino II Profª Tathiane Milaré Exercício As variações de entalpia envolvidas nas etapas de formação de NaCl (s) a partir de átomos gasosos

Leia mais

5. Um químico com a intenção de determinar a equação de velocidade para a reação x + y z, realizou três experimentos, chegando aos seguintes valores:

5. Um químico com a intenção de determinar a equação de velocidade para a reação x + y z, realizou três experimentos, chegando aos seguintes valores: 1. Em uma lavoura de café, avistou-se um trabalhador com uma peneira realizando movimentos verticais e horizontais com ela. Assinale a alternativa que indica, respectivamente, os métodos de separação avistados.

Leia mais

R4 - GABARITO Profº Almir Química. 126 mg 0,126g 126 mg/ dl 0,126 g/ 0,10L 1,26 g/l 1dL 0,10 L Em 1L : 1 mol (glicos e) n.

R4 - GABARITO Profº Almir Química. 126 mg 0,126g 126 mg/ dl 0,126 g/ 0,10L 1,26 g/l 1dL 0,10 L Em 1L : 1 mol (glicos e) n. Gabarito: Resposta da questão 1: [Resposta do ponto de vista da disciplina de Biologia] a) As células β das ilhotas pancreáticas produzem e secretam o hormônio insulina. Esse hormônio determina a redução

Leia mais

Especial Específicas (UNIFESP, UNESP, UEPG)

Especial Específicas (UNIFESP, UNESP, UEPG) Especial Específicas (UNIFESP, UNESP, UEPG) 1. (UNIFESP) Os polímeros fazem parte do nosso cotidiano e suas propriedades, como temperatura de fusão, massa molar, densidade, reatividade química, dentre

Leia mais

Gabaritos Resolvidos Energia Química Semiextensivo V3 Frente D

Gabaritos Resolvidos Energia Química Semiextensivo V3 Frente D 01) B Composto A: éter Composto B: fenol Composto C: álcool Fórmula molecular dos 3 compostos: C 7 H 8 O Compostos de mesma fórmula molecular e função química diferente isomeria de função. 02) B I. Álcool

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2014 Etec Dr. José Luiz Viana Coutinho de Jales Código: 073 Município: Jales EE: Eixo Tecnológico: Recursos Naturais Habilitação

Leia mais

8.1 Química Realidade e Contexto: Antônio Lembo (1999)

8.1 Química Realidade e Contexto: Antônio Lembo (1999) 8 ANEXOS Nesta seção são colocados os anexos que foram julgados pertinentes para complementar o entendimento de questões relativas à análise dos livros. A seguir apresentamos um espelho dos temas que compõem

Leia mais

PROGRAMA DE ENSINO. DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: Departamento de Física e Química

PROGRAMA DE ENSINO. DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: Departamento de Física e Química PROGRAMA DE ENSINO UNIDADE UNIVERSITÁRIA: UNESP CÂMPUS DE ILHA SOLTEIRA CURSO: Agronomia Resolução UNESP nº 51/2009 Curso: 1 Currículo: 3 HABILITAÇÃO: OPÇÃO: DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: Departamento de Física

Leia mais

QUÍMICA. a) linha horizontal. b) órbita. c) família. d) série. e) camada de valência.

QUÍMICA. a) linha horizontal. b) órbita. c) família. d) série. e) camada de valência. 13 QUÍMICA A posição dos elementos na Tabela Periódica permite prever as fórmulas das substâncias que contêm esses elementos e os tipos de ligação apropriados a essas substâncias. Na Tabela Periódica atual,

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Área de conhecimento: Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Leia mais

CURSO: FARMÁCIA INFORMAÇÕES BÁSICAS

CURSO: FARMÁCIA INFORMAÇÕES BÁSICAS Turno: Integral Currículo 2014 Período 1º Período Tipo Obrigatória Teórica 72 horas CURSO: FARMÁCIA INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Química Fundamental Carga Horária Prática ----- Habilitação /

Leia mais

QUÍMICA (A) (B) (C) (D) (E)

QUÍMICA (A) (B) (C) (D) (E) QUÍMICA A octanagem é uma medida da resistência à compressão da gasolina. O isoctano é utilizado como padrão de índice de octanagem por ser o composto que mais resiste à compressão sem explodir. A respeito

Leia mais