UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ MARCELO VIEIRA PINHEIRO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ MARCELO VIEIRA PINHEIRO"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ MARCELO VIEIRA PINHEIRO ETIQUETA INTELIGENTE E TECNOLOGIA NA AVIAÇÃO CURITIBA 2009

2 UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ MARCELO VIEIRA PINHEIRO ETIQUETA INTELIGENTE E TECNOLOGIA NA AVIAÇÃO CURITIBA 2009

3 UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ MARCELO VIEIRA PINHEIRO ETIQUETA INTELIGENTE E TECNOLOGIA NA AVIAÇÃO Monografia apresentada como requisito parcial para obtenção de título de Especialista em Gerenciamento de Empresas de Manutenção de Aeronaves pela Universidade Tuiuti do Paraná. Orientador: Prof. Me. Luis Antonio Verona. CURITIBA 2009

4 RESUMO Esta monografia apresenta a Tecnologia de Identificação por Radiofreqüência e o Código eletrônico de Produtos como possíveis substitutos dos códigos de barra, em um futuro não muito remoto. Expõe ainda a importância dessa tecnologia para o mercado de suprimentos e localização de bagagens no setor aeroviário, analisando as vantagens e desvantagens de sua implantação nos dias de hoje e também acelerar o processo de identificação de bagagens ou cargas extraviadas diminuindo o transtorno no atendimento aos clientes. O objetivo da pesquisa é a obtenção de uma visão sistêmica do processo de identificação de bagagens despachadas por via aérea e das vantagens que os avanços tecnológicos podem ofertar para esse tipo de atividade. PALAVRAS-CHAVE: Aviação, Bagagens, Segurança, RFID. 4

5 LISTA DE SIGLAS RFID MIT EPC RF TAG TAG OICAR EAN BRASIL EUA IATA IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIO FREQUÊNCIA; INSTITUTO DE TÉCNOLOGIA DE MASSACHUSETTS; CÓDIGO ELETRÔNICO DE PRODUTOS; TRANSPONDER (etiqueta de radio freqüência); TRANSPONDER (etiqueta); COMITE INTERNACIONAL DE REGISTRO DE ANIMAIS; ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMAÇÃO; ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA; ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE TRANSPORTE AÉREO. 5

6 LISTA DE FIGURAS Figura 1 - Chip de RFID Figura 2 - Formas de uso e de leitura de RFID Figura 3 - Sistema RFID de baixa frequência Figura 4 - Sistema de alta frequência Figura 5 - Diagrama esquemático de todos os sistemas RFID Figura 6 - Modelos de RFID Figura 7 - Identificação de bagagens em aeroportos Figura 8 - Formas de uso, frequência específica e seleção de produtos

7 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO O FUNCIONAMENTO DA TECNOLOGIA RFID RFID - IDENTIFICAÇÃO POR RADIOFREQÜÊNCIA UTILIZAÇÃO PROCESSO DE COMUNICAÇÃO: COMPONENTES DA RFID Antena Transceiver e Leitor: Transponder: APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA RFID NOS NEGÓCIOS SITUAÇÃO ATUAL DO MERCADO PROPOSTA DO MERCADO QUANTO AO USO DA TECNOLOGIA: VANTAGENS DO USO DE RADIOFREQÜÊNCIA: DESVANTAGENS DO USO DE RADIOFREQÜÊNCIA CONCLUSÃO REFERÊNCIAS

8 1. INTRODUÇÃO Especialistas em novidades da tecnologia afirmam que mais cedo ou mais tarde as etiquetas inteligentes estarão nos produtos que qualquer consumidor vier a comprar. Afirmam que esses pequenos chips revolucionarão a logística de estoque. (Acura; 2004) Esses especialistas acreditam que essa etiqueta inteligente revolucionará o rastreamento e o gerenciamento de todo o processo, desde equipamento industrial a produtos farmacêuticos. Colocando-se uma etiqueta em uma peça ou uma embalagem, um objeto passará informações sempre que receber um sinal de rádio de um sensor de rastreio. O objetivo deste trabalho é apresentar a Tecnologia de Identificação por Rádiofreqüência (Radio Frequency Identification RFID) 1, demonstrando como a etiqueta inteligente já está modificando o mercado, e quais são as suas vantagens e desvantagens. A possibilidade de reconhecimento de produtos com potenciais ganhos de eficiência e novos horizontes de serviços ao longo da cadeia de abastecimento, trazendo para os dias atuais possibilidades anteriormente constantes apenas no imaginário dos grandes empresários. (Borges; 2004). Surgem então notícias de que algumas empresas estão investindo maciçamente nessa tecnologia. A empresa norte-americana Gillette 1 RFID é a abreviação de Radio Frequency Identification Identificação por Radiofreqüência. Diferentemente do feixe de luz utilizado no sistema de código de barras para captura de dados, essa tecnologia utiliza a freqüência de rádio. Trata-se de uma das mais novas tecnologias de coleta automática de dados, surgida inicialmente como solução para sistemas de rastreamento e controle de acesso na década de 80 quando o MIT (Massachusetts Institute of Technology), juntamente com outros centros de pesquisa, iniciou o estudo de uma arquitetura que utilizasse os recursos das tecnologias baseadas em radiofreqüência para servir como modelo de referência ao desenvolvimento de novas aplicações de rastreamento e localização de produtos. 8

9 encomendou cerca de 500 milhões de chips RFID, jogando a tecnologia no noticiário popular. Outra notícia surgiu dizendo que a Boeing e a Airbus as duas maiores fabricantes de aviões do planeta - exigirão de seus mais de dois mil fornecedores a identificação de peças de aviões e motores utilizando essa tecnologia já no próximo ano, com a justificativa de que desejam evitar erros de manufatura. (Boss; 2004). A rede de supermercados Wal-Mart confirmou a exigência feita aos seus fornecedores de que todos os produtos vendidos pela rede precisarão conter etiquetas RFID até a Microsoft está participando com o anúncio de que pretende desenvolver softwares e serviços para suportar o uso de RFID nos setores industrial e de varejo. (Acura; 2004) O interesse da Gillette por RFID advém principalmente de seu desejo de solucionar furtos de lâminas de barbear, enquanto que os fabricantes de cigarro querem aderir a RFID em um esforço para deter o roubo interestadual de cigarros. (Bieletro; 2004) Para efeito de comparação, a etiqueta de identificação por radiofreqüência é considerada a sucessora do código de barra, utilizado em todo o mundo. Mesmo com a trajetória de RFID sendo visível, a velocidade de sua adoção é mais incerta. Atualmente, o chip de identificação de radiofreqüência mais barato ainda custa, nos EUA, cerca de 25 centavos de dólar cada na compra de um milhão de chips, enquanto no Brasil, segundo a Associação Brasileira de Automação, esse custo sobe para 80 centavos até 1 dólar a unidade. (Wireless; 2008) 9

10 Esse valor é barato em comparação ao usado em um laptop, mas extremamente caro se for contabilizada a existência de um chip em cada bagagem transportada no interior de aeronaves. Há também o custo das leitoras de etiquetas e a infra-estrutura extremamente complexa necessária para coletar, examinar e mover o vasto volume de dados que as etiquetas de identificação por radiofreqüência geram. (Pinheiro; 2004) 10

11 2. O FUNCIONAMENTO DA TECNOLOGIA RFID 2.1. RFID - IDENTIFICAÇÃO POR RADIOFREQÜÊNCIA RFID é a abreviação de Radio Frequency Identification Identificação por Radiofreqüência. Diferentemente do feixe de luz utilizado no sistema de código de barras para captura de dados, essa tecnologia utiliza a freqüência de radio. Esta tecnologia é a ultima fase de décadas de pesquisas quanto a diminuição de tamanhos de computadores. (Bernardo; 2004) Na década de 1980, o Massachusetts Institute of Technology (MIT), juntamente com outros centros de pesquisa, iniciou o estudo de uma arquitetura que utilizasse os recursos das tecnologias baseadas em radiofreqüência para servir como modelo de referência ao desenvolvimento de novas aplicações de rastreamento e localização de produtos. Desse estudo, nasceu o Código Eletrônico de Produtos - EPC (Electronic Product Code). O EPC definiu uma arquitetura de identificação de produtos que utilizava os recursos proporcionados pelos sinais de radiofreqüência, chamada posteriormente de RFID (Radio Frequency Identification). Esses RFID Trasnponders são pequenos computadores de recursos limitados que não possuem uma bateria que precise de uma substituição periódica. (Acura; 2004) As etiquetas de RFID ou também conhecidas como etiquetas inteligentes são induzidas pelos seus artifícios de leitura externa chamados de leitores de RFID. Uma vez ativadas essas etiquetas decodificam a dúvida em questão e produz uma resposta apropriada através da energia das entradas 11

12 das ondas de radio que mantém o chip ligado tempo o bastante para responder. (Texas; 2001) Essas etiquetas podem fazer uma quantidade limitada de processamentos, e possuem uma pequena quantia de armazenamento (< 1024 bitis). (Bieletro; 2007) Figura 1 - Chip de RFID Fonte: O diferencial desta tecnologia seria seu benefício para aplicações diárias como: pagamento automatizado, controle de acesso físico, prevenção de falsificações, controle de bagagem aérea, entre outros. Essas etiquetas também podem ser implantadas em objetos pessoais como, por exemplo, passaportes, peças de carros, até mesmo vestuário, dispositivos de cobrança (EZ-Pass), e cartões de transportes públicos (Lufthasa; 2008). Pecuaristas e agropecuaristas utilizam estas etiquetas, pois estas permitem para rotular seus animais como exemplo o gado. Verichip Corp criou 12

13 também uma ligeira adaptação deste chip RFID, do tamanho de um grão de arroz, para uso em seres humanos. Este minúsculo chip é atualmente implantado em ambos os comerciais e os sistemas médicos.(allflex; 2008) Figura 2 - Formas de uso e de leitura de RFID Fonte: Site Power Privacy 13

14 Figura 3 - Sistema RFID de baixa freqüência Fonte: Figura 4 - Sistema de alta frequência Fonte: 14

15 2.2. UTILIZAÇÃO Como citado anteriormente essa forma de tecnologia é inovadora no mercado e traz vantagens quanto à segurança de uso para diversas funções. No caso deste trabalho visando à segurança em especial das bagagens em geral dos clientes das companhias aéreas (Bernardo; 2004). A necessidade de captura das informações de produtos que estivessem em movimento incentivou a utilização da radiofreqüência em processos produtivos. Juntou-se a isso a necessidade de utilização em ambientes insalubres e em processos que impediam o uso de código de barras. Essa tecnologia facilita o controle do fluxo de produtos por toda a cadeia de suprimentos de uma empresa, permitindo o seu rastreamento desde a sua fabricação até o ponto final da distribuição como, por exemplo, a Cargill; que comercializa, processa e distribui produtos agrícolas, alimentícios, financeiros e industriais no mundo inteiro com 97 mil funcionários trabalhando em 59 países. Com sede em Minneapolis (Minnesota - EUA), a Cargill foi fundada há mais de 137 anos e é a maior empresa norte-americana de capital fechado. No Brasil a Cargill implantou em duas de suas plantas, Cubatão e Mairinque, para maior comodidade e segurança, um sistema de identificação de caminhões com cartões de proximidade de baixa freqüência AcuProx ISO e leitores RFID de alta potência AcuProx GP60 (Acura;2004, Bieletro 2007). 15

16 Existem diversas formas de uso, outra forma que podemos citar seria com controle de acesso a empresas. Aplicada nas corporações. Esta é uma poderosa ferramenta para melhorar o gerenciamento de produtividade, pois possibilita o controle de entrada e saída de funcionários e cálculo automático de horas extras sem risco de fraudes. O cartão pode ainda ser programado para gravar informações sobre a utilização de equipamentos, uso de vale refeição, exames médicos, viagens, participação em programas de treinamento, entre outras atividades. Os cartões de proximidade ISSO são normalmente usados como cartões de proximidade em sistemas de controle de acesso e de ponto. Esses cartões apresentam excelente resistência mecânica e possibilidade limitada para impressão, possível em apenas uma das faces, normalmente em serigrafia (Intermec; 2005). Utilizam-se muitas etiquetas adesivas impressas com melhor qualidade de forma a reaproveitar eventualmente o cartão. Os chaveiros de proximidade substituem os cartões de proximidade em aplicações onde se requerem maior conveniência de utilização, como em clubes, academias, hotéis de lazer, eventos esportivos, shows e mesmo em controle de acesso de empresas e prédios comerciais. É a solução para transformar virtualmente qualquer cartão ou objeto não metálico em seu dispositivo para controle de acesso por proximidade. Trata-se de uma etiqueta de alta resistência equipado com um minúsculo chip e uma antena. É a solução mais econômica para controle de acesso por RFID. Qualquer pessoa pode aplicar a etiqueta e ela é compatível 16

17 com todos os leitores AcuProx além de muitos outros leitores disponíveis no mercado (Bernardo; 2004). No caso da segurança observamos a utilização em sistemas antifurto para automóveis. Os dispositivos antifurto para veículos, baseados na tecnologia da radiofreqüência, desenvolvidos em 1993 trouxeram para a indústria automobilística o imobilizador eletrônico, um chip somente de leitura que é empregado como chaveiro, ou inserido na parte plástica da chave do veículo. Nos veículos em que o chip é instalado, quando o motorista coloca a chave no contato, um micro leitor recebe o código encriptado do chip e a partida só é liberada após a confirmação deste código (Europ Calling 2008). Quanto à utilização desta tecnologia visando segurança nos aeroportos é muito pouco conhecida. Os sistemas RFID podem melhorar o conforto e a segurança aeroportuária com aplicações no controle logístico, manutenção preventiva, controle de tráfego, identificação de bagagens, entre outros. Em testes realizados pelas linhas aéreas britânicas, utilizando a tecnologia RFID, a IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) concluiu que a tecnologia é uma prática recomendada para identificação eletrônica de bagagem de passageiros. Duas companhias, American Airlines e British Airways, já usam a tecnologia no alerta automático de manutenção preventiva e na identificação de bagagens, aumentando a segurança dos vôos e a satisfação dos passageiros (Toledo; 2001). 17

18 2.3. PROCESSO DE COMUNICAÇÃO: A identificação por radio freqüência ou RFID, é um termo genérico para as tecnologias que usam as ondas de rádio para identificar automaticamente pessoas ou objetos. Daí diversos métodos da identificação, mas o mais comum é armazenar um número de série que identifique uma pessoa ou um objeto, ou outra informação, em um micro chip. Essa tecnologia permite a captura automática de dados, para identificação de objetos com dispositivos eletrônicos, conhecidos como tag ou transponder que emitem sinais de radiofreqüência para leitores ou antenas, que captam estas informações. Existe desde a década de 40 e veio para complementar à tecnologia de código de barras, bastante difundida no mundo. A RFID não é simplesmente uma substituta do código de barras, é uma tecnologia de transformação que pode ajudar a reduzir desperdício, limitar roubos, gerir inventários, simplificar a logística e até aumentar a produtividade. Uma das maiores vantagens dos sistemas baseados em RFID é o fato de permitir a codificação em ambientes hostis e em produtos onde o uso de código de barras não é eficiente (BERNARDO; 2004). As Etiquetas Inteligentes são capazes de armazenar dados enviados por transmissores. Elas respondem a sinais de rádio de um transmissor e enviam de volta informações quanto a sua localização e identificação. 18

19 O microchip envia sinais para as antenas, que capturam os dados e os retransmitem para leitoras especiais (como uma antena; estas essenciais, pois sem ela o sinal não consegue ser transmitido, não ocorrerá o link da informação da etiqueta para o computador), passando em seguida por uma filtragem de informações, comunicando-se com os diferentes sistemas da empresa, tais como sistema de gestão, sistema de relacionamentos com clientes, sistemas de suprimentos, sistema de identificação eletrônica de animais, entre outros (Acura; 2004, Wireless; 2008). Esses sistemas conseguem localizar em tempo real os estoques e mercadorias, as informações de preço, o prazo de validade, o lote, enfim, uma gama de informações que diminuem o processamento dos dados sobre os produtos quando encontrados na linha de produção. A figura 5 explica o diagrama esquemático básico de todos os sistemas de RFID. Figura 5 - Diagrama esquemático de todos os sistemas RFID No setor Aéreo pode ser muito usado em localização de bagagens extraviadas, agilizando o processo de identificação e informando o passageiro a localidade de seus pertences através de uma central gerenciada pela 19

20 Infraero 2, em cada aeroporto, ou seja, um servidor para armazenar informações destas etiquetas. Este servidor recebe as informações através de um software conectado a internet onde o proprietário poderá localizar a sua bagagem de modo online apenas inserindo o seu código do chip (KLM;2008) Com esta inovação na aviação, eliminam-se os setores de BAGAGENS EXTRAVIADAS no interior dos aeroportos brasileiros resultando em lucratividade tanto para empresas aéreas como para Infraero (órgão responsável pela segurança nos aeroportos) (INFRAERO ;2008). Substituemse os custos atuais mensais por apenas uma única mão de obra, que é a de elaboração do projeto descrito neste trabalho. Para a elaboração é necessário: - 1 Engenheiro da computação; - 1 Cientista da computação; - 1 Engenheiro Elétrico; - 10 funcionários para a montagem destas etiquetas; - 2 funcionários que testarão a garantia do funcionamento; Estes números são baseados a principio para implementar o sistema, após o seu funcionamento primário, necessita apenas a continuidade da produção e supervisão dos equipamentos, não esquecendo também do processo de distribuição. O custo para elaboração do projeto inicial é de R$ 120 mil reais com os itens inclusos: - Software de gerenciamento; 2 Com 35 anos de tradição e credibilidade no mercado, a Infraero é uma empresa pública nacional acostumada com a diversidade brasileira. Sediada em Brasília, está presente em todos os Estados da Federação, reunindo uma força de trabalho de aproximadamente profissionais, entre orgânicos e terceirizados. 20

21 - Etiquetas em funcionamento; - Servidor - Mão de obra - instalações nos aeroportos - local de fabricação Após este investimento, o contratante do projeto obterá lucros através da fidelidade do cliente, aumento de garantia na identificação de bagagens, o cliente poderá também guardar seu chip para a próxima viagem e a companhia inclui o valor do chip no preço da passagem que será aproximadamente R$ 1,20 cada. Para garantir ainda mais o processo da localização, o chip além de informações virtuais ele ira manter também o seu código impresso para visualização imediata do cliente ou atendente da empresa. 21

22 2.4. COMPONENTES DA RFID Os componentes da tecnologia RFID são três: Antena; Transceiver (com decodificador); Transponder (chamado de RF Tag ou apenas Tag) Antena Esta emite um sinal de rádio ativando o RF Tag, realizando a leitura ou escrevendo algo. Na verdade a antena servirá como o meio capaz de fazer o RF Tag trocar ou enviar as informações ao leitor. Elas são fabricadas em diversos tamanhos e formatos, possuindo configurações e características distintas, cada uma para um tipo de aplicação. Quando a antena, o transceiver e o decodificador estão no mesmo invólucro recebe o nome de leitor. A antena ativa o Tag, através de um sinal de rádio, para enviar/trocar informações (no processo de leitura ou escrita), como demonstrado na figura 5 do item anterior. 22

23 Transceiver e Leitor: O leitor emite freqüências de rádio que são dispersas em diversos sentidos no espaço, desde alguns centímetros até alguns metros, dependendo da saída e da freqüência de rádio utilizada. O leitor opera pela emissão de um campo eletromagnético (radiofreqüência), a fonte que alimenta o Transponder, que, por sua vez, responde ao leitor com o conteúdo de sua memória. Sabe-se hoje que uma das desvantagens do uso da radiofreqüência seria que como a operação é baseada em campos magnéticos, o metal pode interferir negativamente no desempenho. Entretanto, encapsulamentos especiais podem contornar esse problema fazendo com que automóveis vagões de trens e aviões possam ser identificados, resguardada as limitações com relação às distancias de leitura. Nesse caso, o alcance das antenas depende da tecnologia e freqüência usadas, podendo variar de poucos centímetros a alguns metros (cerca de 30 metros), dependendo da existência ou não de barreiras. Por apresentar essa característica, o equipamento pode ler através de diversos materiais como papel, cimento, plástico, madeira, vidro. Quando o Tag passa pela área de cobertura da antena, o campo magnético é detectado pelo leitor, que decodifica os dados codificados no Tag, passando-os para um computador realizar o processamento. Vale ressaltar que em caso de pane, falta de energia elétrica ou quebra de segurança, as etiquetas terão também seu código e identificação impressa em sua face, resultando em fácil localização da bagagem. 23

24 2.4.3 Transponder: Os Transponders (RF Tags) estão disponíveis em diversos formatos, tais como cartões, pastilhas, argolas e podem ser encapsulados com materiais como o plástico, vidro, epóxi, etc. Os Tags podem ser Ativos ou Passivos. Os Ativos são alimentados por uma bateria interna e permitem processos de escrita e leitura. Os Passivos são do tipo só leitura (read only), usados para curtas distâncias. Nestes, as capacidades de armazenamento variam entre 64 bits e 8 kilobits(bieletro;2004). Figura 6 - Modelos de RFID Fonte: 20/RFID.jpg Os Tags Ativos são alimentados por uma bateria de lítio interna e permitem processos de escrita e leitura. A duração da carga é a mesma equivalente ao tempo do controle remoto de uma televisão, (utilizando esta 24

25 freqüência), com grande facilidade para substituição com baixo custo, ou seja, garantindo sua ativação desde o inicio do vôo até o seu término. Quanto a quantia de freqüência mencionada para os passivos, esta é a ideal para este segmento, pois ira apenas informar o servidor de onde a bagagem se localiza e o atendimento da companhia poderá informar em tempo real para seu cliente. Exemplo: se o cliente perde sua bagagem em Curitiba e ela localiza-se no aeroporto de São Paulo, o sistema ira detectar automaticamente a região geográfica e estado de recebimento do sinal. Os sistemas de RFID são definidos pela faixa de freqüência que operam. Os Sistemas de Baixa Freqüência vão de 30khz a 500khz e servem para curta distância de leitura tendo um baixo custo operacional (que é o custo da bateria de lítio e supervisão do web site), as vantagens do uso desta tecnologia são: - Rapidez na localização; - Garantia de o cliente chegar ate o destino com seus pertences; - Evitar troca de bagagens; - O cliente pode guardar sua senha e etiqueta para a próxima viagem; - Reduzir custos com funcionários que rastreiam e abrem processos com perdas de bagagens; - O sistema também é utilizado em controles de acesso, identificação, entre outros. Os Sistemas de Alta Freqüência vão de 850mhz a 950mhz e de 2,4GHz a 2,5GHz e serve para leitura em média e longa distância e leituras a alta velocidade, ou seja, interligando os aeroportos com o mesmo sistema aumentando ainda mais a praticidade para os clientes (Pinheiro; 2004) 25

26 3. APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA RFID NOS NEGÓCIOS 3.1. SITUAÇÃO ATUAL DO MERCADO O mercado prevê que a utilização da tecnologia RFID será ampla em curto espaço de tempo, especialmente na área de logística e retaguarda, podendo ser utilizado em carretas, palets ou mesmo em BAGAGENS de despacho e CARGAS AÉREAS. O setor de indústrias produtoras de carne também dedica especial atenção à tecnologia, utilizando-a para a identificação animal e a coleta de dados a campo, ferramentas de controle para os diferentes estágios da produção e das quantidades de estoque. O ICAR 3 International Comittee for Animal Recording que estabelece padrões e definições para a mensuração de quaisquer características relacionadas à atividade pecuária representando interesses econômicos, está atualmente fornecendo incentivos para a concentração e colaboração entre organizações internacionais, autoridade pública e a indústria, em todas as atividades relacionadas ao registro de desempenho e avaliações de animais 3 Comitê Internacional para Registro de Animais. 26

27 para a pecuária. Esse órgão publica em seu site uma lista dos fabricantes mundiais de identificadores eletrônicos para uso animal (ICAR; 2008) A tecnologia RFID (Radio Frequency Identification) já foi comentada no Meio e aos poucos ganha espaço. A Air France, seguindo o que já foi feito pela Delta Airlines, está implementando o sistema de rastreamento de malas através de etiquetas RFID. Com isso, a empresa visa uma maior segurança das malas de seus clientes e, com certeza diminuir os prejuízos causados pelo reembolso dos extravios de malas dos passageiros. A etiqueta pode "avisar" ao operador que a mala está embarcando num vôo diferente do previsto, por exemplo. Segundo a companhia francesa, 11 em cada 1000 malas não chegam ao destino junto com os seus proprietários (o que é um número significativo). Portanto, durante um período de testes a Air France 4 vai gastar cerca de $ 300 mil euros e, avaliará a viabilidade da utilização destas etiquetas inteligentes. Bagagens extraviadas são uma preocupação antiga das companhias aéreas, pois além do custo financeiro, há um grande prejuízo à sua imagem. Os primeiros testes em larga escala com smart labels, ou etiquetas inteligentes, ocorreram em 1999 no setor de transporte civil, na identificação de bagagens, em substituição aos códigos de barras. O código de barras decididamente não é a melhor alternativa para esta aplicação, pois exige a manipulação manual para ser lida. Em outras palavras, está sujeita ao erro humano. ( KLM; 2008) As Etiquetas Inteligentes, ao contrário, permitem a triagem e identificação automática (figura 7). Neste sistema, ao chegarem ao aeroporto, 4 Empresa de Transporte Aéreo Francesa. Site: 27

28 as bagagens são transferidas para um túnel de leitura, configurada para fazer a triagem automaticamente para os vôos de conexão, de acordo com a leitura realizada. O sistema detecta automaticamente erros e pára a esteira caso isso ocorra para que um funcionário possa separar a bagagem que não deveria estar neste local. Figura 7 - Identificação de bagagens em aeroportos Fonte: Essa tecnologia já está sendo usado em vários departamentos como supermercados, estacionamentos, rastreamento de animais e até nos estádios de futebol. Como exemplo a Embrapa testou vários métodos e equipamentos para identificação de bovinos e optou pelo chip eletrônico colocado no rúmen do bovino (animais adultos) ou na cicatriz umbilical do bezerro recém-nascido, como base de uma proposta de rastreamento do rebanho brasileiro. O sistema exige antena de captação de ondas radiofônicas no mangueiro, leitora e computador, ou notebook, com os quais o criador pode identificar os animais e alimentar um programa (software) de manejo do rebanho. O chip, revestido de porcelana ou resina de mamona, custa cerca de R$ 8,00. Ele acompanha o animal até o abate e pode ser reaproveitado. 28

29 Os primeiros chips testados no país eram introduzidos no pescoço do animal, porém, devido ao tamanho minúsculo, podiam migrar pelo corpo do animal. A solução foi aumentar o tamanho (comparável ao de meia caneta esferográfica), assim, não se movem, a cicatriz umbilical funciona como bolsa para o aparelho, que não tem como quebrar (Acura; 2008). A Embrapa fechou contrato com um fabricante norte-americano para produção de transponders com especificações próprias, de forma a atender a sua demanda e, eventualmente, garantir o abastecimento do mercado até o aparecimento de similares nacionais, caso a tecnologia tenha aceitação. Todos os animais da empresa (cerca de 12 mil cabeças, entre bovinos, ovinos, caprinos e suínos) serão identificados com chips, dentro do Programa Embrapa Carne de Qualidade, em fase de montagem. Implantado há três anos, o programa propõe uma série de procedimentos, da fazenda ao supermercado, e a certificação com um selo de qualidade através do qual o consumidor pode ter informações gerais sobre as características do animal e do sistema de produção pelo qual ele passou. 29

30 Figura 8 - Formas de uso, frequência específica e seleção de produtos Fonte: Alguns exemplos de empresas que utilizam a tecnologia RFID: - Bosch Freios - Campinas - Cimpor - Cajatí - Cia Siderúrgica Nacional CSN Volta Redonda - Cia. Vale do Rio Doce - Carajás e São Luiz do Maranhão - Cosipa - Cubatão - Daimler Chrysler São Bernardo do Campo - DELL Computers - Fiat - Betim - General Motors São José dos Campos - São Caetano do Sul - Gravataí - Kodak São José dos Campos - Luk do Brasil Mogi Mirim 30

31 - Renault Motores São José dos Pinhais - Renault Veículos São José dos Pinhais - Sabo São Paulo - Tecumseh - Americana - Thyssen Krause Diadema - VCP - Votorantim Celulose e Papel - Jacareí - Volkswagen - São Bernardo do Campo Taubaté - Votoran Votorantim Cimentos Cubatão 3.2. PROPOSTA DO MERCADO QUANTO AO USO DA TECNOLOGIA: O mercado observa com cautela a utilização dessa tecnologia. Ele sabe que existem diversos fornecedores de soluções completas em RFID e percebe que há oportunidades promissoras, desde a logística até a segurança do consumidor, mas sabe também que os ganhos serão auferidos integralmente apenas quando existirem normas globais que regulem os diferentes aspectos dos equipamentos e de seu uso. Sabe-se que muito já pode ser feito, mesmo que ainda sob forma de soluções individuais para as empresas. 31

32 A Associação Brasileira de Automação (EAN BRASIL), atuante no país desde 1983 já constituiu o Grupo de Trabalho RFID para balizar a implantação do novo sistema no país. Atualmente desenvolve um plano corporativo, com a meta principal de promover o uso da ferramenta no país. Trata-se de uma entidade multissetorial, que, ao lado de suas congêneres do Japão e Reino Unido e de executivos de companhias de padrão mundial, integra o Board of Governors da EPCglobal, joint venture entre a EAN International e a UCC (organizações que já operacionalizam o código de barras de padrão mundial, o EAN/UCC), encarregada de gerir a nova revolução do abastecimento e da logística. (EAN Brasil; 2008) O interesse pelas empresas em conhecer e utilizar o sistema é cada vez maior e no setor aéreo a empresa que acreditar no sistema se destacará sobre suas concorrentes. Em muitos países já existem iniciativas de testes para verificar e analisar a aplicação e seu impacto nos negócios, em especial nas grandes redes de varejo. As empresas devem aderir ao EPC gradativamente e, no Brasil, já existem grupos de trabalho para o desenvolvimento de conceitos e possíveis aplicações. 32

A TECNOLOGIA RFID E OS BENEFÍCIOS DA ETIQUETA INTELIGENTE PARA OS NEGÓCIOS

A TECNOLOGIA RFID E OS BENEFÍCIOS DA ETIQUETA INTELIGENTE PARA OS NEGÓCIOS A TECNOLOGIA RFID E OS BENEFÍCIOS DA ETIQUETA INTELIGENTE PARA OS NEGÓCIOS Cláudio Gonçalves Bernardo * RESUMO: Este artigo apresenta a Tecnologia de Identificação por Radiofreqüência e o Código Eletrônico

Leia mais

RFID Você vai usar! Jean Pierre Borges de Sousa jeansousa@inf.ufg.br

RFID Você vai usar! Jean Pierre Borges de Sousa jeansousa@inf.ufg.br RFID Você vai usar! Jean Pierre Borges de Sousa jeansousa@inf.ufg.br Graduado em Sistemas de Informação FASAM Mestrado em andamento em Ciência da Computação INF/UFG PRIMEIROS PASSOS Surgiu na Segunda Guerra

Leia mais

Entendendo a Tecnologia RFID

Entendendo a Tecnologia RFID Entendendo a Tecnologia RFID Como o próprio nome sugere a identificação por radiofreqüência é uma tecnologia de identificação automática que utiliza ondas eletromagnéticas como meio para capturar as informações

Leia mais

A Tecnologia RFID Aplicada à Logística Instituto de Desenvolvimento Logístico

A Tecnologia RFID Aplicada à Logística Instituto de Desenvolvimento Logístico A Tecnologia RFID Aplicada à Logística Instituto de Desenvolvimento Logístico Avenida Prudente de Morais, 290 4º andar Cidade Jardim (31) 2531 0166 contato@idel.com.br www.idel.com.br 1 Palestrante Mac

Leia mais

ESTUDO DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIO FREQUÊNCIA

ESTUDO DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIO FREQUÊNCIA ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 ESTUDO DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIO FREQUÊNCIA Camila de Brito Miranda 1 ; Rafaela do

Leia mais

GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN 1984-3801)

GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN 1984-3801) 50 GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN 1984-3801) APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIOFREQÜÊNCIA (RFID) PARA CONTROLE DE BENS PATRIMONIAIS PELA WEB Marcelo Gonçalves Narciso Resumo: Este

Leia mais

O que é RFID? Fernando Xavier Maio/2007

O que é RFID? Fernando Xavier Maio/2007 Fernando Xavier Maio/2007 Agenda :: Contexto :: RFID :: Elementos :: Funcionamento :: Benefícios :: Barreiras :: Mercado :: Usos :: Questões :: Segurança :: Mitos Contexto :: Dificuldade na identificação

Leia mais

APLICAÇÕES DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RADIO FREQUÊNCIA (RFID) NA PESQUISA E PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA

APLICAÇÕES DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RADIO FREQUÊNCIA (RFID) NA PESQUISA E PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA APLICAÇÕES DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RADIO FREQUÊNCIA (RFID) NA PESQUISA E PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA Luciano Vieira Koenigkan 1 Marcelo Gonçalves Narciso 2 RESUMO: Este artigo mostra o que vem a ser

Leia mais

A APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA RFID NAS DIFERENTES ÁREAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA-CBMSC

A APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA RFID NAS DIFERENTES ÁREAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA-CBMSC A APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA RFID NAS DIFERENTES ÁREAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA-CBMSC Angelo João Heinzen Miguel 1 RESUMO Este artigo trata da tecnologia RFID (Radio Frequency Identification),

Leia mais

LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS

LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS INTRODUÇÃO: Entende-se por Mobilidade a possibilidade de poder se comunicar em qualquer momento e de qualquer lugar. Ela é possível graças às redes wireless, que podem

Leia mais

Introdução à tecnologia RFID

Introdução à tecnologia RFID Sumário Como surgiu a tecnologia RFID... 2 Como funciona?... 2 Quais os benefícios e onde utilizar o sistema de RFID... 4 Utilização proposta... 4 Etapas para leitura de dados via RFID... 5 Diagrama de

Leia mais

RFID. RFID - Identificação por Radiofreqüência

RFID. RFID - Identificação por Radiofreqüência RFID RFID - Identificação por Radiofreqüência Sistema de Identificação por Radio Frequência O que é RFID? Objetivo e utilidade similares ao código de barras; Composto por 3 elementos: Uma antena; Um leitor;

Leia mais

Brasil EPC. Código Eletrônico de Produto. Volume 3

Brasil EPC. Código Eletrônico de Produto. Volume 3 Brasil EPC Código Eletrônico de Produto Volume 3 A implementação do código eletrônico de produto (EPC) e da tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID), promete importantes benefícios aos consumidores

Leia mais

RFID: APLICABILIDADE, CONFIABILIDADE, SEGURANÇA, PADRÕES E CASES DE SUCESSO

RFID: APLICABILIDADE, CONFIABILIDADE, SEGURANÇA, PADRÕES E CASES DE SUCESSO WORKSHOP TECNOLOGIA CARDS 2009 RFID: APLICABILIDADE, CONFIABILIDADE, SEGURANÇA, PADRÕES E CASES DE SUCESSO São Paulo, 27.4.2009 Karina Prado Diretora Comercial GD Burti S.A. DEFINIÇÃO Radio-Frequency Identification

Leia mais

Básico do RFID. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM

Básico do RFID. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM Básico do RFID Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM 2 Organização da apresentação 1. História; 2. Funcionamento do sistema RFID; 3. Aplicações. Organização da apresentação 1. História; 2. Funcionamento

Leia mais

RFID (Identificação por Radiofrequência)

RFID (Identificação por Radiofrequência) RFID (Identificação por Radiofrequência) Este tutorial apresenta a descrição de conceitos de RFID, tecnologia wireless de identificação e coleta de dados. Vergílio Antonio Martins Engenheiro de Eletrônica

Leia mais

2 Tecnologia de Identificação por Rádio Freqüência (RFID)

2 Tecnologia de Identificação por Rádio Freqüência (RFID) 2 Tecnologia de Identificação por Rádio Freqüência (RFID) A tecnologia de IDentificação por Rádio Freqüência (RFID) provê uma forma de identificar unicamente itens, distinguindo-os de qualquer outro, além

Leia mais

RFID - Radio Frequency Identication

RFID - Radio Frequency Identication RFID - Radio Frequency Identication Alexandre Gaddo, Fabio Rossi, Guilherme Rodrigues 1 Resumo: Este artigo descreve a tecnologia de identicação por rádio frequência (RFID). São abordados neste artigo,

Leia mais

13560-320 - São Carlos SP Brasil. {colenci, rodrigo, fredy}@cossconsulting.com

13560-320 - São Carlos SP Brasil. {colenci, rodrigo, fredy}@cossconsulting.com Rastreabilidade na Saúde com WelCOSS-iHealth: Sistema inteligente para controle de estoque e movimentação de sangue e hemoderivados baseada em etiquetas RFID EPC Colenci Neto. Alfredo 1, Bianchi, Rodrigo

Leia mais

CONTROLE DO FLUXO DE PESSOAS UTILIZANDO IDENTIFICAÇÃO POR RADIOFREQUÊNCIA

CONTROLE DO FLUXO DE PESSOAS UTILIZANDO IDENTIFICAÇÃO POR RADIOFREQUÊNCIA CONTROLE DO FLUXO DE PESSOAS UTILIZANDO IDENTIFICAÇÃO POR RADIOFREQUÊNCIA Matheus Stephano B. Moreira¹, Wyllian Fressatti¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR - Brasil matheus_sbm@hotmail.com,

Leia mais

Usos Práticos da Tecnologia RFID em Aplicações de Produção e Distribuição

Usos Práticos da Tecnologia RFID em Aplicações de Produção e Distribuição Whitepaper Usos Práticos da Tecnologia RFID em Aplicações de Produção e Distribuição ÍNDICE A Tecnologia RFID simplifica os Processos de Negócio 2 O que é RFID? 2 Como funciona a Tecnologia RFID 2 Vantagens

Leia mais

BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE RFID

BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE RFID BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE RFID Aldo Ventura da Silva * RESUMO O presente trabalho teve como objetivo mostrar o funcionamento do sistema de RFID, visando seu histórico, e principais atributos, assim servindo

Leia mais

APLICAÇÃO DO SISTEMA RFID NO CONTROLE DE ACESSO DE VEICÚLOS EM CONDOMÍNIOS

APLICAÇÃO DO SISTEMA RFID NO CONTROLE DE ACESSO DE VEICÚLOS EM CONDOMÍNIOS APLICAÇÃO DO SISTEMA RFID NO CONTROLE DE ACESSO DE VEICÚLOS EM CONDOMÍNIOS Cryslaine Cinthia Carvalho Naascimento (UFERSA) crys_cinthia@hotmail.com KALIANY DIAS DE FREITAS (UFERSA) kakadias123@hotmail.com

Leia mais

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns WMS Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorimsexta-feira, 11 de setembro de 2009 Agenda

Leia mais

Fundamentos da RFID: Entendendo e usando a identificação por radiofreqüência

Fundamentos da RFID: Entendendo e usando a identificação por radiofreqüência Whitepaper Fundamentos da RFID: Entendendo e usando a identificação por radiofreqüência ÍNDICE Introdução 2 Como funciona a tecnologia RFID 2 Tags (Transponders) 2 Opções de leitores/gravadores 3 Utilizando

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Coletores de Rádio Frequência PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Coletores de Rádio Frequência PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Coletores de Rádio Frequência PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA Introdução Com um mercado cada vez mais competitivo a automação dos processos é primordial; Uma central de

Leia mais

CH & TCR. Tecnologias de Identificação

CH & TCR. Tecnologias de Identificação Tecnologias de Identificação Código de barras O sistema de identificação conhecido por código de barras teve origem nos EUA, em 1973, com o código UPC (universal product code) e, em 1977, esse sistema

Leia mais

Considerações do mundo real. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM Eng. Luiz Renato Costa - RFID CoE

Considerações do mundo real. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM Eng. Luiz Renato Costa - RFID CoE Considerações do mundo real Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM Eng. Luiz Renato Costa - RFID CoE 2 Benefícios e oportunidades com RFID 3 Benefícios e oportunidades com RFID São os benefícios

Leia mais

RFID. Laird SEU FORNECEDOR DE ANTENAS RFID

RFID. Laird SEU FORNECEDOR DE ANTENAS RFID RFID Laird SEU FORNECEDOR DE ANTENAS RFID RFID A Identificação por Rádiofrequência permite a uma organização capturar, mover e gerenciar informações de e para cada ponto de atividade dentro do negócio

Leia mais

Localização de veículos em chão de fábrica usando tecnologia RFID

Localização de veículos em chão de fábrica usando tecnologia RFID Localização de veículos em chão de fábrica usando tecnologia RFID José Lourenço Lemos Netto, Mauricio Duarte (Orientador), Bacharelado em Ciência da Computação Centro Universitário Eurípedes de Marília,

Leia mais

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE SUMÁRIO O que é gestão de estoque...3 Primeiros passos para uma gestão de estoque eficiente...7 Como montar um estoque...12 Otimize a gestão do seu estoque...16

Leia mais

Leila M. Bento 1, Isabel Nogueira 2

Leila M. Bento 1, Isabel Nogueira 2 ABORDAGEM DA APLICABILIDADE DE TECNOLOGIA NO TRATAMENTO DE ACERVO BIBLIOGRÁFICO: DA ORGANIZAÇÃO NAS ESTANTES AO INVENTÁRIO DO ACERVO EM BIBLIOTECAS E CENTROS DE DOCUMENTAÇÃO Leila M. Bento 1, Isabel Nogueira

Leia mais

Cronograma. RFID ( Radio Frequency Identification ) Histórico. Histórico. O que é RFID? Vídeo IBM

Cronograma. RFID ( Radio Frequency Identification ) Histórico. Histórico. O que é RFID? Vídeo IBM Cronograma RFID ( Radio Frequency Identification ) Alexandre Gaddo Fábio Rossi Guilherme Rodrigues Histórico O que é RFID? Componentes Funcionamento Porque utilizar padrão epc Estrutura de codificação

Leia mais

QUEM SOMOS NOSSO NEGÓCIO

QUEM SOMOS NOSSO NEGÓCIO QUEM SOMOS Somos uma empresa brasileira dedicada a construir e prover soluções que empregam tecnologias inovadoras, combinadas com a identificação por rádio frequência (RFID), análise de imagens (imagens

Leia mais

5. Aplicação na gestão do fluxo inbound e na armazenagem

5. Aplicação na gestão do fluxo inbound e na armazenagem 5. Aplicação na gestão do fluxo inbound e na armazenagem O presente capítulo tem como objetivo analisar o uso do sistema RFID no varejo com foco na gestão do fluxo inbound e na armazenagem de um centro

Leia mais

Logística Empresarial

Logística Empresarial Logística Empresarial Aula 05 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

RFID. Transportes e Outros Setores. Edson Perin editor. http://brasil.rfidjournal.com

RFID. Transportes e Outros Setores. Edson Perin editor. http://brasil.rfidjournal.com RFID Transportes e Outros Setores Edson Perin editor Radio Frequency Identification ou Identificação por Radiofrequência O que é RFID? Palavras recorrentes Chip, inlay Antena Tag, etiqueta Leitor, interrogador

Leia mais

Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias

Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias São Paulo, 21 de setembro de 2010 Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias e Dario Thober Centro de Pesquisas von Braun Centro de Pesquisa sem fins lucrativos Soluções inovadoras

Leia mais

Alessandro F. Cunha RFID Etiquetas com eletrônica de ponta Parte II

Alessandro F. Cunha RFID Etiquetas com eletrônica de ponta Parte II Alessandro F. Cunha RFID Etiquetas com eletrônica de ponta Parte II 1. FAIXAS DE FREQUÊNCIA ALCANCE CAPACIDADE Como conseqüência dos campos eletromagnéticos, a faixa de freqüência determina também as características

Leia mais

TM-RFID010: MODULO DE TREINAMENTO COMERCIAL DE LEITORES E TAGS

TM-RFID010: MODULO DE TREINAMENTO COMERCIAL DE LEITORES E TAGS TM-RFID010: MODULO DE TREINAMENTO COMERCIAL DE LEITORES E TAGS TM-RFID010: PALESTRANTES Antonio de Carvalho Administração de Empresas - FECAP Analise de Sistemas ADP Systems Gerente de Negócios Wagner

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Medição de alcance de transponders RFID na Empresa Fockink Panambi

Leia mais

RFID(Radio-Frequency IDentification) Resumo

RFID(Radio-Frequency IDentification) Resumo RFID(Radio-Frequency IDentification) Laurence Smanhotto Tomaz Curso de Redes e Segurança de Informação Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, novembro de 2009 Resumo Neste trabalho científico,

Leia mais

Apresentação. Delimitação da Ação:

Apresentação. Delimitação da Ação: Apresentação Órgão: Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins TRE-TO E-mail para contato: fmourafe@tre-to.jus.br Nome do Trabalho: Gestão de Ativos de TI com a tecnologia Radio Frequency Identification

Leia mais

O que é RFID. IDentificação por RadioFrequência

O que é RFID. IDentificação por RadioFrequência Edson Perin Editor O que é RFID IDentificação por RadioFrequência Tags ou Etiquetas Ondas de Rádio Leitores ou Interrogadores Identificação Item a Item Internet das Coisas Rastreamento, Localização e Inventário

Leia mais

Rádio Freqüência e Biometria no Controle do Material Bélico

Rádio Freqüência e Biometria no Controle do Material Bélico Rádio Freqüência e Biometria no Controle do Material Bélico Wilson Carlos Lopes Silva Cap Esp Arm Instituto Tecnológico de Aeronáutica ITA Praça Mal Eduardo Gomes, 50 Vila das Acácias São José dos Campos

Leia mais

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Tecnologia da Informação Aplicada à Logística Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Como garantir

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

WMS - Warehouse Management System

WMS - Warehouse Management System Sistema de Gestão Empresarial LUSANA SOUZA NATÁLIA BATUTA MARIA DAS GRAÇAS TATIANE ROCHA GTI V Matutino Prof.: Itair Pereira Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. WMS... 2 3. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO... 2 4. POLÍTICA

Leia mais

Supply Chain Management. SCM e Ti aplicada à Logística Marco Aurelio Meda

Supply Chain Management. SCM e Ti aplicada à Logística Marco Aurelio Meda Supply Chain Management e TI aplicada à Logística 24 de Junho de 2004 SCM e Ti aplicada à Logística Cenário de Competição... Operações Globalizadas Operações Integradas Introdução LOGÍSTICA Tecnologia

Leia mais

ÍNDICE. Apresentação do produto Impacto no negócios Telas do sistemamódulos do sistema Mobilize Stock Mobilize Store A Handcom Contato

ÍNDICE. Apresentação do produto Impacto no negócios Telas do sistemamódulos do sistema Mobilize Stock Mobilize Store A Handcom Contato ÍNDICE Apresentação do produto Impacto no negócios Telas do sistemamódulos do sistema Mobilize Stock Mobilize Store A Handcom Contato Apresentação do produto O Mobilize é uma solução mobile modular para

Leia mais

Universidade São Judas Tadeu

Universidade São Judas Tadeu Universidade São Judas Tadeu Anna Karoline Diniz Fortaleza Camila Moura Favaro Fernando dos Anjos Reinaldo Francisco Carvalho Tiago Souza Tecnologia da Informação no Transporte São Paulo 2013 1 Tecnologia

Leia mais

Dispositivos de entrada sem fio 1 INTRODUÇÃO

Dispositivos de entrada sem fio 1 INTRODUÇÃO Dispositivos de entrada sem fio 1 INTRODUÇÃO Nosso seminário vai apresentar uma tecnologia de entrada de dados sem fio, ou seja, os dados de entrada vao ser transmitidos sem a necessidade de meios fisicos

Leia mais

O desafio: A vantagem da Videojet:

O desafio: A vantagem da Videojet: Nota de aplicação Tinta Tintas coloridas para embalagens de ponto de venda O desafio: O ambiente de varejo é um mercado em constante evolução, com maior ênfase na embalagem, que não só protege os produtos

Leia mais

RFID Radio Frequency Identification

RFID Radio Frequency Identification Unisinos RFID Radio Frequency Identification Juliane Soares Maiquel Mari Alves Paulo Dreher Vanessa Fernandes Sumário Introdução 3 Histórico 4 O Sistema RFID 8 Métodos de funcionamento 13 Protocolo 17

Leia mais

Internet of Things. utilizá-la em diversos tipos de negócios.

Internet of Things. utilizá-la em diversos tipos de negócios. Internet of Things 10 formas de utilizá-la em diversos tipos de negócios. INTRODUÇÃO As interfaces Machine to Machine (M2M) estão facilitando cada vez mais a comunicação entre objetos conectados. E essa

Leia mais

Introdução ao sistema RFID

Introdução ao sistema RFID Introdução ao sistema RFID Profa. Renata Rampim de Freitas Dias Professora associada ao Centro de Excelência em RFID RFID _ Filme O que é RFID? RFID é um termo genérico denotando: A identifição de um objeto

Leia mais

A Internet das Coisas

A Internet das Coisas A Internet das Coisas Seminário de Sistemas e Tecnologias de Informação Clarisse Silveira 20111507 Jaime Correia 20011477 José Virtudes 20111493 Rui Venâncio 20111509 Movie Time! IoT Universidade Atlântica

Leia mais

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO Rosenclever Lopes Gazoni Data MACROPROCESSO [1] AUTOMAÇÃO DE ESCRITÓRIO/COMERCIAL: Correio eletrônico; vídeo texto; vídeo conferência; teleconferência;

Leia mais

AUTOR(ES): GISELE APARECIDA NEGREIRO ALVES, EVERTON NATAN BORGES DE SOUZA

AUTOR(ES): GISELE APARECIDA NEGREIRO ALVES, EVERTON NATAN BORGES DE SOUZA TÍTULO: INSPEÇÃO E RASTREABILIDADE CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA AUTOR(ES): GISELE APARECIDA NEGREIRO ALVES, EVERTON

Leia mais

M-Payment. Prof. Adriano Maranhão

M-Payment. Prof. Adriano Maranhão M-Payment Prof. Adriano Maranhão 1 Sumário M-Payment Pontos Positivos e Negativos do M-Payment M-Wallet (Conceito) O perfil dos usuários do M-Wallet M-Wallet (Serviços) Principais formas de comunicação

Leia mais

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA:

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA: Prof. Jean Cavaleiro Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA: PRODUÇÃO E COMÉRCIO Introdução Entender a integração logística. A relação produção e demanda. Distribuição e demanda. Desenvolver visão sistêmica para

Leia mais

MAIS QUE UMA FRANQUIA, UM NEGÓCIO DE FUTURO.

MAIS QUE UMA FRANQUIA, UM NEGÓCIO DE FUTURO. MAIS QUE UMA FRANQUIA, UM NEGÓCIO DE FUTURO. Quem nunca sofreu um furto ou conheceu alguém que teve seu veículo furtado? Quem já passou por esse transtorno sabe como é importante investir na segurança

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

SOBRE A TECNOLOGIA RFID

SOBRE A TECNOLOGIA RFID SOBRE A TECNOLOGIA RFID (*) - RFID Identificação por Rádio Freqüência Usa antenas que lêem e gravam informações em chips para monitoramento de ativos pessoas ou objetos fixos ou móveis. A tecnologia RFID

Leia mais

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Investir em pessoal com um programa de gestão de desempenho permite que uma operação de abastecimento não só sobreviva, mas cresça

Leia mais

Tecnologia RFID e seus benefícios RFID technology and their benefits

Tecnologia RFID e seus benefícios RFID technology and their benefits Tecnologia RFID e seus benefícios Tecnologia RFID e seus benefícios RFID technology and their benefits Claudia Boechat Seufitelli* Daniele Fontes Henrique** Sérgio Inácio da Rosa*** Rogério Atem de Carvalho****

Leia mais

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DE MÃO DE OBRA MÓVEL DA MOTOROLA UMA ESTRUTURA IDEAL PARA GERENCIAMENTO DE TAREFAS AUTOMATIZADO E INTELIGENTE EM TEMPO REAL

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DE MÃO DE OBRA MÓVEL DA MOTOROLA UMA ESTRUTURA IDEAL PARA GERENCIAMENTO DE TAREFAS AUTOMATIZADO E INTELIGENTE EM TEMPO REAL SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DE MÃO DE OBRA MÓVEL DA MOTOROLA UMA ESTRUTURA IDEAL PARA GERENCIAMENTO DE TAREFAS AUTOMATIZADO E INTELIGENTE EM TEMPO REAL MANTENHA SUA MÃO DE OBRA, UM DOS CUSTOS MAIS ONEROSOS

Leia mais

TEORIA GERAL DE SISTEMAS

TEORIA GERAL DE SISTEMAS TEORIA GERAL DE SISTEMAS A Internet global A World Wide Web Máquinas de busca Surgiram no início da década de 1990 como programas de software relativamente simples que usavam índices de palavras-chave.

Leia mais

o GUIA COMPLETO da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica

o GUIA COMPLETO da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica o GUIA COMPLETO da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica sumário >> Introdução... 3 >> Nota fiscal eletrônica: o começo de tudo... 6 >> Nota fiscal de consumidor eletrônica (NFC-e)... 10 >> Quais as vantagens

Leia mais

RESUMO EXECUTIVO Todos os direitos reservados. Distribuição e informações:

RESUMO EXECUTIVO Todos os direitos reservados. Distribuição e informações: RESUMO EXECUTIVO Este relatório aborda um processo que tem crescido tanto no Brasil como no mundo: a rastreabilidade de produtos. O processo de rastreabilidade é um instrumento fundamental e surgiu em

Leia mais

TÍTULO: SISTEMA DE ACESSIBILIDADE E AUTOMATIZAÇÃO PARA PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADE ESPECIAIS

TÍTULO: SISTEMA DE ACESSIBILIDADE E AUTOMATIZAÇÃO PARA PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADE ESPECIAIS TÍTULO: SISTEMA DE ACESSIBILIDADE E AUTOMATIZAÇÃO PARA PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADE ESPECIAIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE TECNOLOGIA

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

Processamento de Pedidos na Mira Transportes

Processamento de Pedidos na Mira Transportes Processamento de Pedidos na Mira Transportes Sumário 1 Apresentação da empresa... 3 1.1 Histórico... 3 1.2 Diferenciais... 3 2 Processamento de pedidos: revisão teórica... 4 2.1 Preparação... 4 2.2 Transmissão...

Leia mais

RFID: Identificação por Radiofrequência

RFID: Identificação por Radiofrequência RFID: Identificação por Radiofrequência 10 principais tendencias tecnológicas de 2015 - Gartner Computação em toda parte; Internet das coisas; Impressão 3D; Análises avançadas, pervasivas e invisíveis;

Leia mais

Brasil-ID - Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias

Brasil-ID - Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias Brasil-ID - Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias Geraldo Marcelo Cabral de Souza Coordenador de Informática da Secretaria de Tributação do RN e Coordenador do Brasil-ID

Leia mais

Manual de código de Barras

Manual de código de Barras 1. VISÃO GERAL 1.1 MODITIVAÇÃO: O código de barras é uma forma de representar a numeração, que viabiliza a captura automática dos dados por meio de leitura óptica nas operações automatizadas (EAN Brasil,

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores.

PROJETO DE PESQUISA. Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores. PROJETO DE PESQUISA 1. Título do projeto Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores. 2. Questão ou problema identificado Controlar remotamente luminárias, tomadas e acesso

Leia mais

Sistemas de abastecimento de pedidos

Sistemas de abastecimento de pedidos Sistemas de abastecimento de pedidos Sistemas de abastecimento de pedidos Intelligrated Densidade de separação A Intelligrated usa suas décadas de experiência e centenas de instalações para oferecer as

Leia mais

4 Impacto dos Sistemas RFID na cadeia de suprimentos

4 Impacto dos Sistemas RFID na cadeia de suprimentos 4 Impacto dos Sistemas RFID na cadeia de suprimentos As tecnologias de informação proporcionaram um novo tratamento na maneira de se fazer negócios, e na forma de se gerenciar vastas quantidades de informações.

Leia mais

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Toda empresa privada deseja gerar lucro e para que chegue com sucesso ao final do mês ela precisa vender, sejam seus serviços

Leia mais

APTRA PASSPORT DA NCR. Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos

APTRA PASSPORT DA NCR. Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos APTRA PASSPORT DA NCR Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos Uma maneira melhor para os seus clientes depositarem cheques Bancos e instituições financeiras continuam a enfrentar os desafios

Leia mais

de frente Na linha Automação e expansão ABAD ENTREVISTA

de frente Na linha Automação e expansão ABAD ENTREVISTA Na linha Como a automação contribuiu para o desenvolvimento das empresas de distribuição e atacadistas? A automação foi fundamental para o crescimento e fortalecimento do setor. Sem o uso intensivo da

Leia mais

www.proconrj.gov.br milhas.indd 1 26/05/2014 10:59:40

www.proconrj.gov.br milhas.indd 1 26/05/2014 10:59:40 www.proconrj.gov.br milhas.indd 1 26/05/2014 10:59:40 1 - Quem é Consumidor? Consumidor é toda pessoa física ou jurídica que adquire ou utiliza produto ou serviço como destinatário final (Art. 2º do Código

Leia mais

TENDÊNCIAS TECNOLOGICAS PARA LOGÍSTICA. GILBERTO SOUZA DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO DE NEGÓCIOS PRIME INTERWAY GILBERTO.SOUZA@PRIMEINTERWAY.COM.

TENDÊNCIAS TECNOLOGICAS PARA LOGÍSTICA. GILBERTO SOUZA DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO DE NEGÓCIOS PRIME INTERWAY GILBERTO.SOUZA@PRIMEINTERWAY.COM. JUN, 2013 TENDÊNCIAS TECNOLOGICAS PARA LOGÍSTICA. GILBERTO SOUZA DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO DE NEGÓCIOS PRIME INTERWAY GILBERTO.SOUZA@PRIMEINTERWAY.COM.BR 1 PARA REFLEXÃO: Qual foi a maior potência Industrial

Leia mais

www.portaldoaluno.info GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton

www.portaldoaluno.info GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton 1 BASES TECNOLÓGICAS Direcionadores do uso de tecnologia da informação. Uso de Tecnologia da Informação nas organizações. Benefícios do uso de Tecnologia de

Leia mais

Porque usar os produtos da BrasPark

Porque usar os produtos da BrasPark INTRODUÇÃO Nossa empresa iniciou suas atividades em 1993, com objetivo de desenvolver soluções tecnológicas voltadas à automação comercial e industrial. Ao longo destes anos, fabricou-se milhares de equipamentos

Leia mais

TECNOLOGIAS APLICADAS AO SUPPLY CHAIN MANAGEMENT. José Luiz da Silva, José Luis Gomes da Silva

TECNOLOGIAS APLICADAS AO SUPPLY CHAIN MANAGEMENT. José Luiz da Silva, José Luis Gomes da Silva TECNOLOGIAS APLICADAS AO SUPPLY CHAIN MANAGEMENT José Luiz da Silva, José Luis Gomes da Silva Universidade de Taubaté/Mestrado em Gestão e Desenvolvimento Regional, Rua Visconde do Rio Branco, 210 Centro,

Leia mais

Software de gerenciamento de trabalho

Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho GoalPost O software de gerenciamento de trabalho (LMS) GoalPost da Intelligrated fornece informações sob demanda para medir,

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE IMPLANTAÇÃO DE ETIQUETAS INTELIGENTES COMO VANTAGEM COMPETITIVA EM UM CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO Por: Ana Paula dos Santos Carneiro

Leia mais

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções.

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções. Uma publicação: Estratégias para aumentar a rentabilidade 04 Indicadores importantes 06 Controle a produção 08 Reduza filas 09 Trabalhe com promoções 10 Conclusões 11 Introdução Dinheiro em caixa. Em qualquer

Leia mais

Gestão patrimonial e a Lei de Responsabilidade Fiscal na Contabilidade Pública, utilizando um software com tecnologia

Gestão patrimonial e a Lei de Responsabilidade Fiscal na Contabilidade Pública, utilizando um software com tecnologia Gestão patrimonial e a Lei de Responsabilidade Fiscal na Contabilidade Pública, utilizando um software com tecnologia O conceitos e as determinações legais que norteiam as gestões de patrimônio e almoxarifado

Leia mais

O que é comércio eletrônico?

O que é comércio eletrônico? COMÉRCIO ELETRÔNICO O que é comércio eletrônico? O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos

Leia mais

RFID CASE STUDY THROTTLEMAN. Hugo Pedro hugo.pedro@sybase.pt 91 879 88 54

RFID CASE STUDY THROTTLEMAN. Hugo Pedro hugo.pedro@sybase.pt 91 879 88 54 RFID CASE STUDY THROTTLEMAN Hugo Pedro hugo.pedro@sybase.pt 91 879 88 54 A TECNOLOGIA RFID A HISTÓRIA A TECNOLOGIA Identificação por Rádio Frequência permite identificar unicamente um objecto, usando ondas

Leia mais

SISTEMAS DE ORDER FULFILLMENT REAL TIME SOLUTIONS

SISTEMAS DE ORDER FULFILLMENT REAL TIME SOLUTIONS SISTEMAS DE ORDER FULFILLMENT REAL TIME SOLUTIONS Sistemas de Order Fulfillment Real Time Solutions Atualmente, a operação de order fulfillment desempenha um papel primordial na cadeia de abastecimento

Leia mais

Mais inteligência para reforçar sua frota

Mais inteligência para reforçar sua frota Mais inteligência para reforçar sua frota Com o SiteWatch, nossos clientes deixam as suposições de lado na hora de gerenciar a frota O CASE SiteWatch é um sistema de telemetria que captura informações

Leia mais

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a...

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... INNOVA Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... Maximizar o rendimento e a produtividade Estar em conformidade com os padrões de qualidade e garantir a segurança dos alimentos Obter

Leia mais

GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR

GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR O GT GPRS é um equipamento wireless que executa a função de recepção e transmissão de dados e voz. Está conectado à rede de telefonia celular GSM/GPRS, para bloqueio

Leia mais

Acadêmico: Maicon Machado Orientador: José Carlos Toniazzo

Acadêmico: Maicon Machado Orientador: José Carlos Toniazzo Acadêmico: Maicon Machado Orientador: José Carlos Toniazzo Tema; Delimitação do Problema; Hipóteses ou questões de pesquisa; Objetivos; Justificativa; Revisão Bibliográfica; Cronograma; Referências. Desenvolver

Leia mais

Introdução à COLETA DE DADOS. Rodrigo Peters Berchielli Especificações técnicas. BICDATA Coleta de dados e Automação www.bicdata.com.

Introdução à COLETA DE DADOS. Rodrigo Peters Berchielli Especificações técnicas. BICDATA Coleta de dados e Automação www.bicdata.com. Introdução à COLETA DE DADOS Rodrigo Peters Berchielli Especificações técnicas Coleta e Automação Sumário Apresentação... 2 Automação industrial... 2 Coleta e automação... 2 Utilização proposta... 3 Processo

Leia mais

Conceitos ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Comunicação; Formas de escritas; Processo de contagem primitivo;

Conceitos ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Comunicação; Formas de escritas; Processo de contagem primitivo; Conceitos Comunicação; Formas de escritas; Bacharel Rosélio Marcos Santana Processo de contagem primitivo; roseliomarcos@yahoo.com.br Inicio do primitivo processamento de dados do homem. ADMINISTRAÇÃO

Leia mais