R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL MATERNO INFANTIL HMI -

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL MATERNO INFANTIL HMI -"

Transcrição

1 R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL MATERNO INFANTIL HMI - A realizou em 03 do corrente mês, às 10 h (dez horas) Visita Técnica ao Hospital Materno Infantil HMI -, de acordo com a competência regimental que lhe confere o Art. 45 que reza em seu caput : São os seguintes os campos temáticos, áreas de atuação e competências de cada Comissão Permanente: No caso da Comissão, ora em tela, Comissão da Saúde e Promoção Social, vemos no inciso V do artigo acima citado a sua competência que transcrevo a seguir: V : a) b) c) d) defesa civil, assistência e educação sanitária, saúde pública, assistência médico-hospitalar, saneamento, higiene, assistência e previdência social; prevenção de doenças sensoriais e mentais; promoção do trabalho voluntário e seus benefícios; integração social do portador de deficiência;

2 A Visita Técnica contou com a presença do Presidente da Comissão Deputado Lincoln Tejota e da Deputada Isaura Lemos, Membro Titular da Comissão. Compareceram também, os servidores que compõem a equipe técnica da Comissão e assessores de ambos os Deputados. Além da Visita propriamente dita, houve na ocasião, reunião da Comissão com os membros da Diretoria do referido Hospital. O Hospital tem como Gestor a Organização Social, Instituto de Gestão e Humanização IGH, sendo o Diretor Geral, Doutor Ronan Pereira Lima, graduado em Administração de Empresas e Pós-graduado em Administração Hospitalar; Diretor Técnico, Doutor Ivan Isaac, médico pediatra e como Diretor Administrativo, Doutor Tadeu Menezes. Os Diretores e outros servidores da unidade hospitalar, mostraram com bastante transparência todos os setores do Hospital aos Membros da Comissão. Tanto o Presidente Lincoln Tejota, quanto a Deputada Isaura Lemos ficaram bastante satisfeitos com os avanços da área de Farmácia e Laboratório. A reforma da Ala de Cuidados Intermediários Neonatal também foi motivo de contentamento dos Deputados. O Hospital é referência para atendimento de crianças, adolescentes, mulheres e gestação de alto risco, fazendo parte da rede do Sistema Único de Saúde - SUS.

3 O Presidente Lincoln Tejota esclareceu na reunião que a Visita era uma maneira que a Comissão encontrou para se inteirar dos problemas mais urgentes dos hospitais públicos e seus funcionamentos. Disse, que o motivo principal era fazer uma radiografia de como estava a Saúde Pública Estadual em linhas gerais, razão maior das visitas aos estabelecimentos hospitalares e de saúde pública estaduais. A Comissão foi recepcionada pelos Diretores Geral, Técnico e Administrativo. O Diretor Geral, Doutor Ronan Pereira Lima, disse que os principais problemas que a Administração encontra são os seguintes: 1º- precariedade da infraestrutura do Hospital, pois trata-se de um prédio antigo e totalmente defasado nas partes hidráulica, elétrica, rede de esgoto, enfim, necessitando de uma reforma total; 2º- na parte de Recursos Humanos, pois 82% dos servidores são funcionários públicos estaduais estatutários e portanto, legalmente não podem ser transferidos de Cargo, a não ser por Concurso Público. No caso do Hospital Materno Infantil, o caso se torna grave, pois a maioria dos funcionários são efetivados como Auxiliares de Enfermagem e embora possam estar habilitados para exercerem funções de nível superior não podem exercê-las, o que provoca um engessamento em termos de profissionalização e transtorno no andamento dos trabalhos, principalmente, na área de enfermagem.

4 O Diretor disse que o Hospital tem como perfil o atendimento de alta e média complexidade, o que significa que está pronto para atender casos mais complicados envolvendo risco de morte para mulheres e crianças. Além do atendimento ambulatorial e de emergência nas especialidades de pediatria, ginecologia e gestação de alto risco, o Hospital mantém programas de saúde voltados para a atenção integral de mulheres e crianças (desde os recém-nascidos até os adolescentes). Como exemplos dos Programas de Saúde têm-se o Banco de Leite Humano, o Centro de Reabilitação de Fissuras Lábio-Palatinas CERFIS, o Ambulatório de Apoio a Vítimas de Violência Sexual, dentre outros. Estes serviços estão disponíveis para a população goiana, e seu acesso é alcançado via municipal e estadual, através do sistema de regulação e também por meio de procura espontânea. O Hospital conta com 8 leitos de UTI Neonatal, 10 leitos de UTI Pediátrica e 10 leitos de UTI Adulto. Há também uma Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal UCIN, com 22 leitos, destinada à recémnascidos e prematuros com doenças graves que não necessitam de UTI, mas que precisam de cuidados especiais para ganharem peso e condições de alta hospitalar. O Diretor Geral informou que o trato com o Instituto de Gestão e Humanização IGH, Organização social que administra o Hospital é de 5 anos. Em princípio o Contrato foi assinado por um ano, devendo ser renovado por mais quatro anos. Disse que há, ainda, uma divergência sobre a renovação do Contrato a respeito do prazo, se renova-se de um em um

5 ano, ou se renova-se por quatro anos direto. Em relação ao acesso ao Hospital, o mesmo é alcançado via encaminhamento gerado pelo sistema de regulação municipal e estadual, e também por meio de procura espontânea, segundo o Diretor Técnico, Doutor Ivan Isaac. O HMI possui desde o ano de 1999, o título de Hospital Amigo da Criança, por ter cumprido os critérios estabelecidos e definidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Durante a reunião com a Diretoria, o Presidente da Comissão Lincoln Tejota comprometeu-se a através da Comissão de Saúde e também como Deputado municipalista que preocupa-se com o bem estar da comunidade procurar e fortalecer parcerias para ajudar o Hospital Materno Infantil a ter as melhorias das quais necessita para manter o padrão de atendimento exigido. Encerrada a Visita Técnica, os Deputados Lincoln Tejota e Isaura Lemos agradeceram a acolhida pelos membros diretores e servidores do Hospital, confirmando o compromisso de tudo fazer para

6 melhorar e ampliar as condições de atendimento naquela unidade hospitalar, inclusive tentando ampliar os recursos junto ao Governo Estadual Goiano. Secretaria da, aos 17 dias do mês de junho do ano de Eis, o Relatório. Sandra Marcelino Lopes Secretária da Comissão

EDITAL Nº006/2017 ANEXO I - RELAÇÃO DE CARGOS / JORNADA/ REMUNERAÇÃO/ VAGAS QTD/VAGAS UNIDADE MODALIDA DE DE CONTRATAÇ ÃO JORNADA SEMANAL

EDITAL Nº006/2017 ANEXO I - RELAÇÃO DE CARGOS / JORNADA/ REMUNERAÇÃO/ VAGAS QTD/VAGAS UNIDADE MODALIDA DE DE CONTRATAÇ ÃO JORNADA SEMANAL EDITAL Nº006/2017 ANEXO I - RELAÇÃO DE CARGOS / JORNADA/ REMUNERAÇÃO/ VAGAS CARGO JORNADA SEMANAL SEÇÃO REMUNERAÇÃO BRUTA MODALIDA DE DE CONTRATAÇ ÃO QTD/VAGAS PCD** AC* UNIDADE AUXILIAR OPERACIONAL 44H

Leia mais

I. Informações BásicaS

I. Informações BásicaS I. Informações BásicaS item Órgão municipal de saúde Plano Municipal Conselho Municipal Conselho Gestor de Unidade(s) de Saúde Fundo Municipal Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) Disque-Saúde Ouvidoria

Leia mais

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde O Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES foi implantado em 29 de dezembro de 2000, através da Portaria SAS n.º 511. O CNES abrange a todos os estabelecimentos

Leia mais

UMA PARCERIA DE AGENCIAS EM UM SÓ ESPAÇO GEOGRAFICO.

UMA PARCERIA DE AGENCIAS EM UM SÓ ESPAÇO GEOGRAFICO. Projeto Segurança Humana: São Paulo UMA PARCERIA DE AGENCIAS EM UM SÓ ESPAÇO GEOGRAFICO. SETEMBRO 2009 ANÁLISE DO PROJETO PROJETO SEGURANÇA A HUMANA NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO: Agências envolvidas: OPAS/OMS

Leia mais

R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIAS DE GOIÂNIA - HUGO

R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIAS DE GOIÂNIA - HUGO R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIAS DE GOIÂNIA - HUGO A, de acordo com a competência regimental que lhe confere o Art. 45, inciso V, do Regimento Interno desta Casa de Leis, por

Leia mais

Hospital Materno Infantil Presidente Vargas SMS PMPA

Hospital Materno Infantil Presidente Vargas SMS PMPA Hospital Materno Infantil Presidente Vargas SMS PMPA Inaugurada em 1953. Gestão municipal desde 2000 (ano em que recebeu o selo Amigo da Criança). Direção HMIPV Geral: Marcos Slompo Técnico: Felipe Cabral

Leia mais

VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIA DE GOIÂNIA - HUGO

VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIA DE GOIÂNIA - HUGO VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIA DE GOIÂNIA - HUGO Com o objetivo de conhecer a estrutura e o funcionamento da saúde pública estadual o Presidente da Comissão de Saúde e Promoção Social (CSPS), o

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EFG370 Enfermagem na Saúde da Criança e do Adolescente

Programa Analítico de Disciplina EFG370 Enfermagem na Saúde da Criança e do Adolescente Programa Analítico de Disciplina Departamento de Medicina e Enfermagem - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULINIA SECRETARIA DE SAÚDE Equipe Técnica - Rede Ambulatorial

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULINIA SECRETARIA DE SAÚDE Equipe Técnica - Rede Ambulatorial PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULINIA SECRETARIA DE SAÚDE Equipe Técnica - Rede Ambulatorial O município... População pelo IBGE de 2010 projeção 2012 92668 habitantes. Crescimento demografico de 2,5% 49,51%

Leia mais

PROCESSO SELETIVO - EDITAL N.º 006/2017 ANEXO II - FORMAÇÃO ESCOLAR/REQUISITOS FORMAÇÃO ESCOLAR / REQUISITOS SEÇÃO

PROCESSO SELETIVO - EDITAL N.º 006/2017 ANEXO II - FORMAÇÃO ESCOLAR/REQUISITOS FORMAÇÃO ESCOLAR / REQUISITOS SEÇÃO PROCESSO SELETIVO - EDITAL N.º 006/2017 ANEXO II - FORMAÇÃO ESCOLAR/REQUISITOS CARGO SEÇÃO PRONTO SOCORRO PEDIÁTRICO UTI - ADULTO FORMAÇÃO ESCOLAR / REQUISITOS Ativo; Experiência na seção de Pronto socorro

Leia mais

CUSTO TOTAL DA UNIDADE

CUSTO TOTAL DA UNIDADE HOSPITAL E MATERNIDADE DONA REGINA 1 CUSTO TOTAL DA UNIDADE PERÍODO: 01/09/2014 30/09/2014 ITEM CUSTO - SINTÉTICO ANALÍTICO SET/14 PESSOAL Benefícios a Pessoal - Contrato Temporário R$ 243.155,62 Benefícios

Leia mais

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO 1. ATIVIDADES MÍNIMAS A REALIZAR 1.1. ASSISTÊNCIA HOSPITALAR Produção. 1.1.1. Realizar, no mínimo, 90% da meta estabelecida no Plano de Metas de 1.1.2. O indicador de aferição

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ORÇAMENTO

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ORÇAMENTO PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ORÇAMENTO ORÇAMENTO O orçamento é uma ferramenta de planejamento (aprovado por lei) contendo a previsão de receitas e estimativa de despesas

Leia mais

PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS Nº DT 02/2016

PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS Nº DT 02/2016 TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS EM MEDICINA INTENSIVA PEDIÁTRICA PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS

Leia mais

DADOS MINISTERIO DA SAUDE ÓRGÃO CONCEDENTE MINISTERIO DA SAUDE CONVENENTE/CONTRATADO IRMANDADE DE MISERICORDIA DO JAHU

DADOS MINISTERIO DA SAUDE ÓRGÃO CONCEDENTE MINISTERIO DA SAUDE CONVENENTE/CONTRATADO IRMANDADE DE MISERICORDIA DO JAHU DADOS OBJETO DO CONVÊNIO: AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO E MATERIAL PERMANENTE PARA UNIDADE DE ATENÇÃO ESPECIALIZADA EM SAÚDE : : CNPJ: 50753631000150 UF: SP MODALIDADE: Convênio SITUAÇÃO: Prestação de Contas

Leia mais

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Nossa história Cenário Cenário Nossa história Setores Previsão segundo o Plano de Trabalho Quando

Leia mais

CANDIDATO A PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE

CANDIDATO A PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE Belo Horizonte, 08 de setembro de 2016. AO CANDIDATO A PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE Prezado senhor, Na oportunidade de sua visita à Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte, instituição

Leia mais

RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE

RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE ANO 2013 Conforme previsto no art. 36 da Lei Complementar N.º 141/2012, o Relatório Detalhado do Quadrimestral Anterior contém informações

Leia mais

Prestação de Contas. Maio/2017

Prestação de Contas. Maio/2017 Prestação de Contas Maio/2017 Índice Relatório de Atividades Atendimento P.A. Adulto & Pediatria Internações Internações & Cirurgias Partos Realizados Tipos de Partos Atendimentos G.O. Maternidade Teste

Leia mais

A saúde do tamanho do Brasil

A saúde do tamanho do Brasil A saúde do tamanho do Brasil BREVE HISTÓRIA DE UMA LONGA CAMINHADA A saúde é um direito de todos e um dever do estado. Essa conquista social, incorporada à Constituição Federal de 1988 e construída a partir

Leia mais

Hospital Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC) Diagnóstico Situacional

Hospital Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC) Diagnóstico Situacional Hospital Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC) Diagnóstico Situacional Profa. Maria de Lourdes Rovaris Departamento de Análises Clínicas/CCS Vice-Direção do HU Julho de 2014 Histórico. Plano de

Leia mais

PORTARIA Nº 210 DE 15 DE JUNHO DE 2004

PORTARIA Nº 210 DE 15 DE JUNHO DE 2004 PORTARIA Nº 210 DE 15 DE JUNHO DE 2004 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, e Considerando a Portaria 1.169/GM, de 15 de junho de 2004, que institui a Política Nacional de Atenção

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO DE CUSTOS

PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO DE CUSTOS SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA INSTITUTO DE PERINATOLOGIA DA BAHIA - IPERBA PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO DE CUSTOS IPERBA O IPERBA é um Hospital especializado em atenção à saúde da mulher e ao recém-nascido,

Leia mais

Parto e nascimento no RS REDE MATERNO INFANTIL MS REDE CEGONHA

Parto e nascimento no RS REDE MATERNO INFANTIL MS REDE CEGONHA GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SAÚDE Parto e nascimento no RS REDE MATERNO INFANTIL MS REDE CEGONHA Dra. Nadiane Lemos Gineco-obstetra coord. SSM/SES-RS Grupo Condutor Estadual Rede

Leia mais

Hospital Geral de Itapecerica da Serra - Seconci-SP OSS

Hospital Geral de Itapecerica da Serra - Seconci-SP OSS 1 - PRONTO SOCORRO 1.1 - Atendimento de Urgência e/ou Emergência Segundo Especialidade Especialidade Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov ez % Clínica Pediátrica 2131 2132 3541 4612 3604 3159 2596

Leia mais

TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA

TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS EM CLINICA MÉDICA E MEDICINA INTESIVA ADULTO PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DA 10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BARRA DO PIRAI DIA 07 DE JUNHO DE 2014 ATENÇÃO BÁSICA GRUPO 1

RELATÓRIO FINAL DA 10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BARRA DO PIRAI DIA 07 DE JUNHO DE 2014 ATENÇÃO BÁSICA GRUPO 1 RELATÓRIO FINAL DA 10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BARRA DO PIRAI DIA 07 DE JUNHO DE 2014 ATENÇÃO BÁSICA GRUPO 1 1) Atenção domiciliar aos pacientes em dificuldades de locomoção dependente de ventilação

Leia mais

A UNIÃO DO SETOR SAÚDE PARA SOBREVIVER À CRISE

A UNIÃO DO SETOR SAÚDE PARA SOBREVIVER À CRISE A UNIÃO DO SETOR SAÚDE PARA SOBREVIVER À CRISE A experiência do Governo do Paraná no apoio aos hospitais públicos e filantrópicos MICHELE CAPUTO NETO Presidente do Conass Secretário de Estado da Saúde

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS JANEIRO/16

PRESTAÇÃO DE CONTAS JANEIRO/16 PRESTAÇÃO DE CONTAS JANEIRO/16 INDICE RELATÓRIO DE ATIVIDADES ATENDIMENTO P.A. ADULTO & PEDIATRIA INTERNAÇÕES PRESTAÇÃO DE CONTAS FINANCEIRO RECEBIMENTOS DESPESAS ESTUDOS PRÉ ABERTURA DA SANTA CASA AÇÕES

Leia mais

Garantia de Qualidade e Continuidade da Assistência no Atendimento Domiciliar

Garantia de Qualidade e Continuidade da Assistência no Atendimento Domiciliar Garantia de Qualidade e Continuidade da Assistência no Atendimento Domiciliar ANA ADALGISA DE OLIVEIRA BORGES GESTORA DE ATENÇÃO DOMICILIAR - SERVIÇOS PRÓPRIOS UNIMEB-BH Introdução Definição Conceito de

Leia mais

Experiência da Central de Regulação em Ubatuba

Experiência da Central de Regulação em Ubatuba Experiência da Central de Regulação em Ubatuba Departamento de Regulação Secretaria Municipal de Saúde de Ubatuba regulacaoubatuba@gmail.com Francine França Tel: (12) 3834-2307 Nossa Cidade Localizada

Leia mais

LEI Nº , DE 13 DE JUNHO DE 2017.

LEI Nº , DE 13 DE JUNHO DE 2017. LEI Nº 12.263, DE 13 DE JUNHO DE 2017. Autoriza o Executivo Municipal a contratar 15 (quinze) enfermeiros, 40 (quarenta) técnicos de enfermagem e 15 (quinze) auxiliares de farmácia, por prazo determinado,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE DA FAMÍLIA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONHECIMENTOS GERAL

PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE DA FAMÍLIA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONHECIMENTOS GERAL PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE DA FAMÍLIA 2007-2009 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONHECIMENTOS GERAL SAÚDE COLETIVA/ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA Políticas de Saúde: Constituição Federal

Leia mais

TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS EM ANESTESIOLOGIA

TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS EM ANESTESIOLOGIA TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS EM ANESTESIOLOGIA PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS

Leia mais

16. pesquisa sobre o serviço de recepção do acompanhamento de pré-natal

16. pesquisa sobre o serviço de recepção do acompanhamento de pré-natal 16. pesquisa sobre o serviço de recepção do acompanhamento de pré-natal Perfil das Gestantes/ Puérperas da Rede de Proteção à Mãe Paulistana RELATÓRIO À MARÇO DE 2015 45 17. pesquisa sobre o serviço de

Leia mais

Pro-Hosp 2013 Política Hospitalar do Estado de Minas Gerais

Pro-Hosp 2013 Política Hospitalar do Estado de Minas Gerais Pro-Hosp 2013 Política Hospitalar do Estado de Minas Gerais PRO-HOSP Conjunto de ações e políticas hospitalares do Estado que visam o fortalecimento e a melhoria das Redes de Atenção à Saúde Prioritárias

Leia mais

Políticas Públicas de Prevenção e Atenção para DST/HIV/Aids em saúde mental, no Brasil

Políticas Públicas de Prevenção e Atenção para DST/HIV/Aids em saúde mental, no Brasil Ministério da saúde Secretaria de Atenção à saúde Departamento de Ações Programáticas Estratégicas Coordenação de Saúde Mental Políticas Públicas de Prevenção e Atenção para DST/HIV/Aids em saúde mental,

Leia mais

PORTARIA Nº 1.703/GM Em 17 de agosto de 2004.

PORTARIA Nº 1.703/GM Em 17 de agosto de 2004. 1 de 5 12/03/2014 11:52 PORTARIA Nº 1.703/GM Em 17 de agosto de 2004. Destina recurso de incentivo à contratualização de Hospitais de Ensino Públicos e Privados, e dá outras providências. O MINISTRO DE

Leia mais

Professor Augusto Rios Carneiro

Professor Augusto Rios Carneiro A PALAVRA DO PROVEDOR Professor Augusto Rios Carneiro Dia 8 de abril, foi a data escolhida para o Ato de Mobilização Nacional das Santas Casa e Hospitais Beneficentes. Nesse mesmo dia, mais de 50 instituições

Leia mais

Uncisal: Ambulatório de Referência facilita acesso a consultas especial...

Uncisal: Ambulatório de Referência facilita acesso a consultas especial... 1 de 5 29/01/2016 10:27 Agência Alagoas Agência Alagoas Secretaria de Estado da Comunicação 10:27 Sexta-feira 29/01/2016 Institucional Diário Oficial Notícias Secretarias Assessorias Galeria Notas 2015

Leia mais

Fórum de TI e Inovações Tecnológicas

Fórum de TI e Inovações Tecnológicas Fórum de TI e Inovações Tecnológicas Case Científico: HOSPITAL NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS Qualidade Assistencial e Segurança. FLAVIANO FEU VENTORIM O GRUPO: HOSPITAL NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS CURITIBA/PR

Leia mais

COMISSÃO DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ PARANÁ: AÇÕES NO ANO DE 2009

COMISSÃO DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ PARANÁ: AÇÕES NO ANO DE 2009 COMISSÃO DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ PARANÁ: AÇÕES NO ANO DE 2009 Robsmeire Calvo Melo Zurita 1 ; Alessandra Massi Puziol Alves 2 Neide Barboza Lopes 3 INTRODUÇÃO: No Brasil ainda

Leia mais

PORTARIA Nº 2.352/GM Em 26 de outubro de 2004.

PORTARIA Nº 2.352/GM Em 26 de outubro de 2004. PORTARIA Nº 2.352/GM Em 26 de outubro de 2004. Regulamenta a alocação dos recursos financeiros destinados ao processo de contratualização constante do Programa de Reestruturação dos Hospitais de Ensino

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO Projeto de melhoria da estrutura de equipamentos públicos e programas de saúde existentes A Cidade de Osasco constitui-se em importante polo de desenvolvimento da Região Oeste Metropolitana de São Paulo

Leia mais

Municípios e Comunidades. Saudáveis. Promovendo a qualidade de vida através da Estratégia de Municípios e Comunidades. Saudáveis

Municípios e Comunidades. Saudáveis. Promovendo a qualidade de vida através da Estratégia de Municípios e Comunidades. Saudáveis Organização Pan Americana da Saúde Oficina Regional da Organização Mundial da Saúde Municípios e Comunidades Saudáveis Guia dos prefeitos e outras autoridades locais Promovendo a qualidade de vida através

Leia mais

RETRATO DO SETOR SAÚDE

RETRATO DO SETOR SAÚDE COORDENADORIA DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO NA SAÚDE SEMINÁRIO DE PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO EM SAÚDE NO CEARÁ RETRATO DO SETOR SAÚDE Lúcia Arruda GESTÃO DE RECURSOS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAMONTE GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAMONTE GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 2.093/2013 Altera a Estrutura Organizacional Administrativa da Prefeitura Municipal de Itamonte/MG e dá outras providências. A Câmara Municipal de Itamonte, Estado de Minas Gerais, no uso de suas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CONCURSO DOCENTE, EDITAL Nº 14/2015 PONTOS DAS PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CONCURSO DOCENTE, EDITAL Nº 14/2015 PONTOS DAS PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CONCURSO DOCENTE, EDITAL Nº 14/2015 PONTOS DAS PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA MATÉRIA: NEUROPSICOLOGIA 1. Modelos nomotéticos e ideográficos

Leia mais

Módulo 1 / Semestre 1 Carga horária total: 390ch Unidade Curricular. Semestral

Módulo 1 / Semestre 1 Carga horária total: 390ch Unidade Curricular. Semestral Curso Técnico Subsequente em Curso Técnico em Enfermagem Nome do Curso - Curso Técnico em Enfermagem CÂMPUS Florianópolis/SC MATRIZ CURRICULAR Módulo 1 / Semestre 1 Carga horária total: 390ch Unidade Curricular

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA 2004-2007 (Projeto de Lei nº 41/2005-CN) PARECER DA COMISSÃO SUBSTITUTIVO

Leia mais

PROJETO TERAPÊUTICO SINGULAR:

PROJETO TERAPÊUTICO SINGULAR: PROJETO TERAPÊUTICO SINGULAR: IMPACTO NA ASSISTÊNCIA À BEBÊS COM SÍNDROME CONGÊNITA DO ZIKA VÍRUS E SUA FAMÍLIA EXPERIÊNCIA DE CAMPINA GRANDE - PB Maria Jeanette De Oliveira Silveira Mestre em Psicanálise

Leia mais

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 OMS ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 OMS ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE COPATROCINADOR UNAIDS 2015 OMS ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE COPATROCINADORES UNAIDS 2015 O QUE É A OMS? As novas orientações consolidadas de tratamento da OMS representam mais um salto adiante para uma

Leia mais

Plano de Governo Municipal para o mandato /2016

Plano de Governo Municipal para o mandato /2016 Plano de Governo Municipal para o mandato - 2013/2016 Dolcinópolis SP. 1- ASSISTÊNCIA SOCIAL Auxilio com medicamentos e complementos a cesta básica ao idoso e enfermo; Criação de programas para o atendimento

Leia mais

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO PESQUISA E EXTENSÃO A RESIÊDNCIA MULTIPROFISSIONAL EM.

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO PESQUISA E EXTENSÃO A RESIÊDNCIA MULTIPROFISSIONAL EM. HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO PESQUISA E EXTENSÃO RESINDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE A RESIÊDNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE NA INTEGRALIDADE DA

Leia mais

RESULTADO PROVISÓRIO DO EDITAL PROEXCE /UFMA N 018/2016

RESULTADO PROVISÓRIO DO EDITAL PROEXCE /UFMA N 018/2016 EDITAL PROEXCE/UFMA Nº 001/2017 RESULTADO PROVISÓRIO DO EDITAL PROEXCE /UFMA N 018/2016 A PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E EMPREENDEDORISMO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 976, DE 4 DE JANEIRO DE 1991 "Dispõe sobre a criação de Funções Gratificadas da Secretaria de Estado de Saúde e dá outras providências." O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE FAÇO SABER que o Poder Legislativo

Leia mais

DADOS MINISTERIO DA SAUDE ÓRGÃO CONCEDENTE MINISTERIO DA SAUDE CONVENENTE/CONTRATADO IRMANDADE DE MISERICORDIA DO JAHU

DADOS MINISTERIO DA SAUDE ÓRGÃO CONCEDENTE MINISTERIO DA SAUDE CONVENENTE/CONTRATADO IRMANDADE DE MISERICORDIA DO JAHU DADOS OBJETO DO CONVÊNIO: AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO E MATERIAL PERMANENTE PARA UNIDADE DE ATENÇÃO ESPECIALIZADA EM SAÚDE : : CNPJ: 50753631000150 UF: SP MODALIDADE: Convênio SITUAÇÃO: Prestação de Contas

Leia mais

PORTARIA Nº 485, DE 1o- DE ABRIL DE 2014

PORTARIA Nº 485, DE 1o- DE ABRIL DE 2014 PORTARIA Nº 485, DE 1o- DE ABRIL DE 2014 Redefine o funcionamento do Serviço de Atenção às Pessoas em Situação de Violência Sexual no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE,

Leia mais

CASE DE TELEMEDICINA NO SETOR PÚBLICO: A REDE DE NÚCLEOS DE TELESAÚDE DE PERNAMBUCO

CASE DE TELEMEDICINA NO SETOR PÚBLICO: A REDE DE NÚCLEOS DE TELESAÚDE DE PERNAMBUCO CASE DE TELEMEDICINA NO SETOR PÚBLICO: A REDE DE NÚCLEOS DE TELESAÚDE DE PERNAMBUCO Coordenadora do Grupo TIS e do Núcleo de Telesaúde da UFPE www.nutes.ufpe.br contato@nutes.ufpe.br +55 [81] 2126.3903

Leia mais

RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS

RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS PREFEITURA DA CIDADE DE NOVA IGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E DESPESA PPA 2014-2017 EXERCÍCIO 2014 RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS 5001 - ADMINISTRAÇÃO GERAL 02 - S. M. DE

Leia mais

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE II PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE II PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE II Código: ENF

Leia mais

Nova Fronteira das Parcerias: Infraestrutura Social. Karla Bertocco Trindade Subsecretaria de Parcerias e Inovação

Nova Fronteira das Parcerias: Infraestrutura Social. Karla Bertocco Trindade Subsecretaria de Parcerias e Inovação Nova Fronteira das Parcerias: Infraestrutura Social Karla Bertocco Trindade Subsecretaria de Parcerias e Inovação Nova Fronteira das Parcerias Parcerias entre Setor Público e Iniciativa Privada - Ferramenta

Leia mais

Política Nacional de Atenção às Urgências. Enfª Senir Amorim

Política Nacional de Atenção às Urgências. Enfª Senir Amorim Política Nacional de Atenção às Urgências Enfª Senir Amorim Como está a atenção às urgências no cenário da sua região? A Atenção às Urgências Deve fluir em todos os níveis do SUS; Organizando a assistência

Leia mais

Secretaria de Estado da Saúde SP Coordenadoria de Regiões de Saúde - CRS. Painel Santa Casa SUStentável

Secretaria de Estado da Saúde SP Coordenadoria de Regiões de Saúde - CRS. Painel Santa Casa SUStentável Painel Santa Casa SUStentável Em 11 de dezembro de 2013 foi realizado o lançamento do Programa de auxílio às Santas Casas e hospitais filantrópicos do Estado de São Paulo. O projeto, conhecido como Santa

Leia mais

Hospital Sofia Feldman: compromisso com a VIDA. Florianópolis, novembro de 2013

Hospital Sofia Feldman: compromisso com a VIDA. Florianópolis, novembro de 2013 Hospital Sofia Feldman: compromisso com a VIDA. Florianópolis, novembro de 2013 Criado há 31 anos, é uma instituição filantrópica de direito privado, conveniado com o Sistema Único de Saúde, prestador

Leia mais

Exemplos Práticos de Eficiência em Instituições de Saúde: A Experiência do Hospital das Clínicas da UFMG

Exemplos Práticos de Eficiência em Instituições de Saúde: A Experiência do Hospital das Clínicas da UFMG Exemplos Práticos de Eficiência em Instituições de Saúde: A Experiência do Hospital das Clínicas da UFMG Quem somos: Hospital universitário público, geral, credenciado para atendimento a todas as especialidades

Leia mais

Ministério da Saúde AGENCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 115, DE 3 DE NOVEMBRO DE 2005

Ministério da Saúde AGENCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 115, DE 3 DE NOVEMBRO DE 2005 Ministério da Saúde AGENCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 115, DE 3 DE NOVEMBRO DE 2005 Aprova o Regimento Interno da Câmara de Saúde Suplementar CSS. A Diretoria Colegiada

Leia mais

Lei nº 7.649, de 05 de julho de 2004.

Lei nº 7.649, de 05 de julho de 2004. Lei nº 7.649, de 05 de julho de 2004. Dispõe sobre a Prestação de Assistência Terapêutica Integral ao Paciente na Rede Municipal de Saúde, com conseqüente Instituição, no Quadro de Pessoal da Prefeitura

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA Discutir a situação da pediatria no âmbito do Sistema Único de Saúde SUS e na Saúde Suplementar. Brasília, DF, 27 de maio

Leia mais

Art. 29. Caberá à SAS/MS decidir acerca da solicitação de qualificação, mediante avaliação técnica da documentação listada no art. 28.

Art. 29. Caberá à SAS/MS decidir acerca da solicitação de qualificação, mediante avaliação técnica da documentação listada no art. 28. PORTARIA MS/GM - Nº 1.010, DE 21 DE MAIO DE 2012 Redefine as diretrizes para a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de (SAMU 192) e sua Central de Regulação das s, componente da Rede de Atenção

Leia mais

DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Aula 1 Sistema Jurídico dos Direitos da Criança e do Adolescente Prof. Diego Vale de Medeiros 1.1 INTRODUÇÃO Especialização da organização judiciária Contextualização

Leia mais

ADVERTÊNCIA. Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União. Ministério da Saúde Gabinete do Ministro

ADVERTÊNCIA. Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União. Ministério da Saúde Gabinete do Ministro ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 2.311, DE 23 DE OUTUBRO DE 2014 Altera a Portaria nº 2.866/GM/MS, de 2 de

Leia mais

Parto domiciliar na visão do pediatra

Parto domiciliar na visão do pediatra 1º SIMPÓSIO DE ASSISTÊNCIA AO PARTO EM MINAS GERAIS 20 a 21 de março Parto domiciliar na visão do pediatra Cons. Fábio Augusto de Castro Guerra CRMMG Situação Atual CONFLITO Humanização do atendimento

Leia mais

GHC Empresa Cidadã. Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância

GHC Empresa Cidadã. Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância GHC Empresa Cidadã Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância IV Seminário Internacional do Marco Legal da Primeira Infância Brasília julho 2016

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO TRABALHO, EMPREGO E PROMOÇÃO SOCIAL

SECRETARIA DE ESTADO DO TRABALHO, EMPREGO E PROMOÇÃO SOCIAL COMISSÃO INTERGESTORA BIPARTITE CIB RESOLUÇÃO 007/2004 CIB A Comissão Intergestora Bipartite CIB, em reunião ordinária realizada no dia 23 de novembro de 2004 RESOLVE Art. 1º - Aprovar o documento CRITÉRIOS

Leia mais

DADOS MINISTERIO DA SAUDE ÓRGÃO CONCEDENTE MINISTERIO DA SAUDE CONVENENTE/CONTRATADO IRMANDADE DE MISERICORDIA DO JAHU

DADOS MINISTERIO DA SAUDE ÓRGÃO CONCEDENTE MINISTERIO DA SAUDE CONVENENTE/CONTRATADO IRMANDADE DE MISERICORDIA DO JAHU DADOS OBJETO DO CONVÊNIO: MANUTENÇÃO DE UNIDADE DE SAÚDE : : CNPJ: 50753631000150 UF: SP MODALIDADE: Convênio SITUAÇÃO: Prestação de Contas Aprovada com Ressalvas NÚMERO: 800171/2013 VIGÊNCIA: 31/12/2013

Leia mais

Atenção Primária à Saúde - Necessidades de Saúde e o Cuidado de Enfermagem

Atenção Primária à Saúde - Necessidades de Saúde e o Cuidado de Enfermagem Atenção Primária à Saúde - Necessidades de Saúde e o Cuidado de Enfermagem Integralidade do Cuidado em Saúde II Curso Bacharelado em Enfermagem EERP/USP Atenção Primária à Saúde Atenção Primária à Saúde

Leia mais

Depende da aprovação do Plano

Depende da aprovação do Plano Coordenador: Liliane Espinosa de Mello Reunião de 19/08/2014 SAÚDE Visão: Que Santa Maria seja o principal Polo na Área de Saúde do interior do Rio Grande do Sul, contribuindo para a melhor qualidade de

Leia mais

Implantação do protocolo de acolhimento com classificação de risco nas unidades ambulatoriais do Tribunal de Justiça de São Paulo

Implantação do protocolo de acolhimento com classificação de risco nas unidades ambulatoriais do Tribunal de Justiça de São Paulo Implantação do protocolo de acolhimento com classificação de risco nas unidades ambulatoriais do Tribunal de Justiça de São Paulo Josinete Ap.da Silva Bastos Cerullo Doutora em Enfermagem Noemi de Melo

Leia mais

Programa Nacional para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais - Portaria 263 de 5/2/2002

Programa Nacional para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais - Portaria 263 de 5/2/2002 Programa Nacional para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais - Portaria 263 de 5/2/2002 Ementa: criação de mecanismos para organizar, articular e integrar as ações voltadas à prevenção e ao controle

Leia mais

Laboratório de Inovação em Atenção Domiciliar - AD

Laboratório de Inovação em Atenção Domiciliar - AD Laboratório de Inovação em Atenção Domiciliar - AD MATRICIAMENTO PEDIÁTRICO EM AD NO DF Colaboradores: Bibiana Coelho Monteiro, Elaine Horta de Souza, Eduardo André Viana Alves e Maria Leopoldina de Castro

Leia mais

PESQUISADORES RESPONSÁVEIS

PESQUISADORES RESPONSÁVEIS PESQUISADORES RESPONSÁVEIS Professora Doutora Regina Vieira Cavalcante da Silva - Professora Adjunto do Departamento de Pediatria - Hospital de Clínicas - Universidade Federal do Paraná (reginavcs@uol.com.br)

Leia mais

O ORÇAMENTO PÚBLICO MUNICIPAL E OS RECURSOS PARA A INFÂNCIA A ORIGEM DOS RECURSOS E O PLANEJAMENTO PARA O ORÇAMENTO

O ORÇAMENTO PÚBLICO MUNICIPAL E OS RECURSOS PARA A INFÂNCIA A ORIGEM DOS RECURSOS E O PLANEJAMENTO PARA O ORÇAMENTO O ORÇAMENTO PÚBLICO MUNICIPAL E OS RECURSOS PARA A INFÂNCIA A ORIGEM DOS RECURSOS E O PLANEJAMENTO PARA O ORÇAMENTO 1. Qual a origem dos recursos disponíveis no orçamento para a área da INFÂNCIA? Todos

Leia mais

1ª) A lei de 2011 autorizou a CRIAÇÃO da empresa pública denominada Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH; pelo (a):

1ª) A lei de 2011 autorizou a CRIAÇÃO da empresa pública denominada Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH; pelo (a): 1ª) A lei 12.550 de 2011 autorizou a CRIAÇÃO da empresa pública denominada Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH; pelo (a): A) Poder Legislativo. B) Poder Executivo C) Poder Judiciário D)

Leia mais

Alessandro P. Acayaba de Toledo Diretor Presidente

Alessandro P. Acayaba de Toledo Diretor Presidente Alessandro P. Acayaba de Toledo Diretor Presidente GRUPO DE TRABALHO SOBRE PLANOS ACESSÍVEIS Grupo de Trabalho coordenado pelo Ministério da Saúde Instituído pela Portaria GM/MS nº 1.482, de 04 de agosto

Leia mais

DATA/TURNO CANDIDATO TEMAS DIA 05/11/12. - Processo de trabalho em enfermagem/registros. - Crescimento e desenvolvimento na criança até 2 anos.

DATA/TURNO CANDIDATO TEMAS DIA 05/11/12. - Processo de trabalho em enfermagem/registros. - Crescimento e desenvolvimento na criança até 2 anos. DATA/TURNO CANDIDATO TEMAS DIA 05/11/12 MANHÃ RENATA MARIA MEDEIROS FREITAS BARBOSA ANDRÉA CLÁUDIA CAMPÊLO MACIEL TERESA KARINY PONTES BARROSO GIRLIANE SILVA DE SOUSA VANESSA DIAS DA SILVA RITA VIANA GOMES

Leia mais

PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL MEDIA COMPLEXIDADE

PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL MEDIA COMPLEXIDADE OBJETIVO: Prestar atendimento especializado às famílias e indivíduos cujos direitos tenham sido ameaçados ou violados e/ou que já tenha ocorrido rompimento familiar ou comunitário. PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL

Leia mais

Cronograma de Educação Permanente 2016

Cronograma de Educação Permanente 2016 Cronograma de Educação Permanente 2016 JANEIRO FEVEREIRO Atendimento ao cliente s Favorecer diálogos sobre boas práticas de atendimento ao cliente. quimioterapia, equipe do SAME e colaboradores. MARÇO

Leia mais

PORTARIA Nº 517 DE 05 DE ABRIL DE 2013

PORTARIA Nº 517 DE 05 DE ABRIL DE 2013 PORTARIA Nº 517 DE 05 DE ABRIL DE 2013 Estabelece a competência, segundo critérios de classificação de risco e conformação da Rede de Atenção às Urgências do município de Salvador. a O SECRETÁRIO DA SAÚDE

Leia mais

PARECER CONSULTA Nº15/2015 CRM/PA - PROCESSO CONSULTA Nº 09/2015 PROTOCOLO Nº 4123/2013 INTERESSADA: Y.I.B. PARECERISTA: ARTHUR DA COSTA SANTOS.

PARECER CONSULTA Nº15/2015 CRM/PA - PROCESSO CONSULTA Nº 09/2015 PROTOCOLO Nº 4123/2013 INTERESSADA: Y.I.B. PARECERISTA: ARTHUR DA COSTA SANTOS. PARECER CONSULTA Nº15/2015 CRM/PA - PROCESSO CONSULTA Nº 09/2015 PROTOCOLO Nº 4123/2013 INTERESSADA: Y.I.B. PARECERISTA: ARTHUR DA COSTA SANTOS. EMENTA: Compete ao médico assistente a decisão de transferir

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO GERÊNCIA DE INFORMÁTICA Projetos de TI executados em 2015 Resultados esperados e valores dispendidos TI 2015 Jan.2016 Projetos de TI executados em 2015 Resultados esperados e

Leia mais

ESTATÍSTICA HNSC

ESTATÍSTICA HNSC ESTATÍSTICA HNSC - 2007 DADOS ESTATÍSTICOS - LEITOS geral de leitos de leitos para internação de leitos para observação de leitos projeto Canguru Leitos do nos setores de internação na UTI adulto na UTI

Leia mais

A ARTE E O BRINCAR MELHORANDO A ASSISTÊNCIA À SAÚDE MENTAL INFANTIL

A ARTE E O BRINCAR MELHORANDO A ASSISTÊNCIA À SAÚDE MENTAL INFANTIL A ARTE E O BRINCAR MELHORANDO A ASSISTÊNCIA À SAÚDE MENTAL INFANTIL MACHADO, Roberta Ismael Lacerda (1). BEZERRA, Tatiana Patrícia Teixeira (2) SILVA, Rossana Seixas Maia (3) 1. Universidade Federal da

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA GERAL SEG

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA GERAL SEG 1. Processo n.: PNO 13/00178415 2. Assunto: Processo Normativo - Projeto de Resolução - Altera a Resolução n. TC-16/94 3. Interessado(a): Salomão Ribas Junior 4. Unidade Gestora: Tribunal de Contas do

Leia mais

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado Folha N. 1 01 LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031 AÇÃO LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031.0001 PROCESSO LEGISLATIVO 4.543.000,00 4.728.000,00 01.031.0001.0125 INATIVOS

Leia mais

RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE

RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO E GESTÃO PPA - Exercício - RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE Órgão

Leia mais

2. FUNCIONÁRIOS - CONTRATADOS POR TEMPO DETERMINADO Médico Clínico 1 Médico Pediatra 1 Médico Ginecologista 1

2. FUNCIONÁRIOS - CONTRATADOS POR TEMPO DETERMINADO Médico Clínico 1 Médico Pediatra 1 Médico Ginecologista 1 1. FUNCIONÁRIOS - EFETIVOS Médico Clínico 6 Médico Pediatra 2 Médico de Estratégia PSF 0 Psicólogo Clínico 30 horas 0 Psicólogo Clínico 40 horas 1 Cirurgião Dentista 4 Auxiliar de Saúde Bucal 4 Técnico

Leia mais

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA PREFEITURA DE JUIZ DE FORA A N E X O I - D O S R E Q U I S I T O S E A T R I B U I Ç Õ E S D O S C A R G O S E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O N º 0 1 / 2 0 1 6 R E T I F I C A D O CARGO 101:

Leia mais

Líderes e Práticas Especial Filantropia

Líderes e Práticas Especial Filantropia Líderes e Práticas Especial Filantropia 60 healthcaremanagement.com.br edição 42 HEALTHCARE Management Planejamento financeiro Com cerca de 75% dos procedimentos destinados ao SUS, Hospital Márcio Cunha

Leia mais

CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO Estudo sobre a apuração dos custos incorridos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) de Londrina/PR, entre 01/01/2014 a 31/12/2014. Elaborado pela Diretoria de Custos da CGM no período

Leia mais